TURISMO: SAIBA QUAIS OS MELHORES DESTINOS NA AMÉRICA DO SUL PARA CURTIR O FRIOZINHO DO INVERNO QUE SE APROXIMA

Para curtir o frio: destinos que combinam com o inverno na América do Sul

Estações de esqui, vinícolas, cidadezinhas românticas… Daniela Filomeno entrega sugestões de destinos para curtir as férias de julho

Daniela Filomeno

do Viagem & Gastronomia

Vinhedos em Mendoza, na Argentina, região de vinícolas no sopé da Cordilheira dos AndesVinhedos em Mendoza, na Argentina, região de vinícolas no sopé da Cordilheira dos AndesWikimedia Commons

Lareira acesa, vinho na taça, comidinhas para compartilhar e um ventinho gelado que nos deixa agasalhados o dia inteiro. O que isso quer dizer? Que as temperaturas caíram e que o inverno se aproxima! Neste ano, 21 de junho é a data que marca o início desta nova estação, período que já bate à nossa porta.

E por que não curtir as temperaturas amenas em algum destino próximo? Seja em cidadezinhas charmosas no Brasil ou ainda em países vizinhos, como Argentina e Chile, a América do Sul está recheada de cantinhos especiais com cenários deslumbrantes que são ideais para apreciar o friozinho com calma.

Junte a isso vinhos, uma gastronomia refinada e passeios surpreendentes e temos um combo perfeito para as férias de julho e o restante do inverno – que se alonga até setembro.

Quer destinos românticos para serem curtidos a dois? A América do Sul tem. Deseja conhecer vinícolas e tomar os melhores vinhos do mundo? Tem também. Ou ainda começar a praticar esportes de neve e experimentar esquiar pela primeira vez? Também é possível.

O interessante é que alguns destinos também são relativamente próximos das capitais e dos grandes centros urbanos, o que garante certa facilidade de serviços e locomoção.

A seguir, confira quatro sugestões de destinos bem próximos do Brasil – sendo uma delas nacional – para inspirá-la a programar uma viagem especial em meio às baixas temperaturas de nosso continente:

Argentina: os encantos de Mendoza

Vinhedo de Malbec no alto da Cordilheira dos Andes em Luján de Cuyo / Getty Images

 

Mendoza é emoldurada pela beleza incomparável dos Andes, cinturão de montanhas mais extenso do mundo. Distante cerca de mil quilômetros de Buenos Aires, quase na divisa com o Chile, a cidade é um convite irrecusável para bons vinhos – é daqui que sai o tão almejado Malbec argentino – e também para boas experiências gastronômicas e descanso.

A região de Mendoza é uma das maiores áreas produtoras de vinhos da América Latina, e possui mais de mil vinícolas. Haja taça! Além disso, a cidade possui um charmoso centro arborizado e neve no inverno. Apesar das vinícolas adquirirem um aspecto mais acinzentado e com folhas secas durante este período, ainda vale o passeio pela região para se jogar nas degustações de vinhos e curtir o friozinho no melhor estilo.

Capital da província de mesmo nome, a região abriga o imponente Monte Aconcágua, com seus 6.962 metros, uma das maiores montanhas do mundo e a mais alta fora da Ásia – um dos passeios mais visados por aqui também.

A província de Mendoza divide-se em quatro principais regiões: a capital MendozaMaipú e Luján de Cuyo, cerca de 20 km do centro, e Vale de Uco, mais afastada, a 80km do centro. Tudo por aqui é encantador: o cenário mistura picos que se mantêm nevados o ano todo e parreirais que parecem infinitos.

Além de vinícolas consagradas, como a Viña Cobos (em Luján de Cuyo) e a Família Zuccardi (em Maipú), a região abriga hotéis sofisticados, restaurantes de gastronomia ímpar e também parques, praças e mercado municipal no centro da própria cidade de Mendoza.

Prepare a taça e deguste Mendoza com calma, pois é um destino para aproveitar o frio e beber um bom vinho – melhor a dois!

Uruguai: a charmosa Colônia do SacramentO

Além dos pontos turísticos de Montevidéu, como o Teatro Sólis, o Mercado do Porto e a Feira Tristan Navarja, e o badalo no verão de Punta del Este e José Ignacio, o Uruguai também reserva cantinhos charmosos para curtirmos o inverno.

É nesta época do ano que Colônia do Sacramento, a uma hora de barco de Buenos Aires e a três horas de ônibus de Montevidéu, ganha contornos ainda mais românticos. É uma cidadezinha pequena com casinhas simples e vista para o mar às margens do Rio da Prata que pode ser aproveitada em pouco tempo, como em um final de semana e também numa viagem casada à capital do Uruguai.

O lugar reúne história, cultura, bons hotéis, restaurantes e um lindo pôr do sol. Com as temperaturas bem amenas no inverno, Colônia é daqueles lugares gostosos para caminhar e se perder no tempo, onde andar em seu centro histórico é conhecer um pouco mais da história da cidade. As Fortificações, as Ruínas do Convento de São Francisco do Xavier e a Basílica do Santíssimo Sacramento são algumas das atrações por aqui.

O pôr do sol no farol também arranca suspiros e é um espetáculo à parte que reúne os turistas no final do dia. O clima durante o inverno fica perfeito para apreciarmos uma parrilla acompanhada de um belo vinho uruguaio.

Caso queira descobrir outros locais próximos, a dica é partir para a vizinha Carmelo, antiga produtora de vinhos, a uma hora de carro.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta