TRUMP ANUNCIA QUE DEIXARÁ O CARGO O PROCURADOR-GERAL DOS EUA

 

Procurador-geral dos EUA deixará o cargo, anuncia Trump

Destino de Barr estava em questão desde que ele disse não ter encontrado sinal de fraude nas eleições de novembro, contradizendo Trump

INTERNACIONAL

Do R7, com Reuters

Bill Barr negou fraudes na eleição de 2020

John Amis – 21.09.2020/EFE

Em postagem na noite desta segunda-feira (14), o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que o procurador-geral William Barr deixará o cargo pouco antes do Natal e o procurador-geral adjunto, Jeff Rosen, se tornará o procurador-geral interino

“Tive uma reunião muito agradável com o procurador-geral Bill Barr na Casa Branca. Nosso relacionamento tem sido muito bom, ele tem feito um excelente trabalho! De acordo com a carta, Bill partirá pouco antes do Natal para passar as férias com sua família. O procurador-geral adjunto Jeff Rosen, uma pessoa notável, será o procurador-geral interino. O altamente respeitado Richard Donoghue assumirá as funções de procurador-geral adjunto. Obrigado a todos!”, escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Barr, em uma carta a Trump vista pela agência Reuters, disse que deixaria seu posto em 23 de dezembro. A carta foi enviada logo após Barr ter informado o presidente sobre a revisão do Departamento de Justiça das alegações da campanha de Trump de fraude eleitoral na eleição de 2020. Nele, Barr prometeu que as alegações “continuariam a ser perseguidas”.

Na carta, Barr também elogiou o que chamou de recorde histórico de Trump, dizendo que ele ajudou a impulsionar a economia, fortalecer os militares e conter a imigração ilegal.

O destino de Barr nos últimos dias da administração Trump estava em questão desde que ele disse na semana passada que uma investigação do Departamento de Justiça não encontrou nenhum sinal de fraude nas eleições de novembro, contradizendo as alegações do presidente. A equipe jurídica de Trump acusou Barr de não conduzir um inquérito adequado.

 

Deixe uma resposta