Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

BOAS NOTÍCIAS: QUANDO VOU SER VACINADO É O SITE ONDE VOCÊ FICA SABENDO QUANDO SERÁ VACINADO

Com base na disponibilidade de vacinas, idade e estado, um grupo de trabalho criou um site que estima quando você será vacinado(a). Esta é a grande novidade desta terça-feira, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS. Então leia o artigo completo a seguir e saiba como você consegue obter essa importante informação!

Site voluntário faz estimativa de quando você será vacinado

Um grupo de trabalho voluntário criou um site que estima, com base na disponibilidade de doses de vacina, idade e estado, quando você será vacinado.

Segundo o ‘Quando vou ser vacinado’, uma pessoa de 62 anos, que mora em São Paulo, por exemplo, será vacinada contra a covid-19 em 16 dias.

O cálculo automatizado do site leva em conta fatores como a faixa etária da população e grupos prioritários.

No entanto, o site avisa que as datas podem mudar diariamente devido a alterações na sua base de dados sobre a oferta de vacinas e o ritmo da vacinação.

Formulário

Basta informar a idade e o estado onde será vacinado, que o site, baseado em informações sobre as doses já aplicadas, tamanho da população e no histórico do Sistema Único de Saúde na campanha de vacinação contra o H1N1 em 2020, faz o cálculo.

Em alguns segundos ele dá a previsão em meses e dias.

Contudo, alerta a Secretaria Estadual de Saúde (SES), uma estimativa realista, de fato, dependeria de muitos outros fatores.

Dados Estatísticos

Os dados da população que estão considerados na calculadora do site são do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Vale reforçar que trata-se apenas de uma estimativa.

Para saber mais acesse o site ‘Quando vou ser vacinado’.

Por Andréa Fassina, redação do Só Notícia Boa – Com informações da Exame

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: QUANDO VOU SER VACINADO É O SITE ONDE VOCÊ FICA SABENDO QUANDO SERÁ VACINADO

BOAS NOTÍCIAS: MÃES VACINADAS QUE AMAMENTAM PASSAM SUA IMUNIDADE PARA SEUS FILHOS

Neste domingão temos boas novas, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS. A Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP, divulgou um estudo científico que comprova: mães vacinadas contra a Covid-19, que amamentam, passam anticorpos para recém-nascidos, ou seja, protegem os filhos da doença! Uma excelente notícia em meio a tanta desgraça acontecendo no nosso imenso país. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa boa nova!

Mães vacinadas que amamentam passam anticorpos para recém-nascidos

A Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP, divulgou um estudo científico que comprova: mães vacinadas contra a Covid-19, que amamentam, passam anticorpos para recém-nascidos, ou seja, protegem os filhos da doença!

O estudo da SBP diz que não é preciso interromper a amamentação após a vacinação e faz uma análise das duas vacinas utilizadas no Brasil, no momento, a Coronavac e a AstraZeneca.

Conforme a análise, a vacinação em gestantes ou lactantes indica a proteção da mulher, diminuindo o risco teórico de transmissão e infecção dos filhos.

Leite Materno e Anticorpos

A entidade, por meio de seus Departamentos Científicos de Imunização, Infectologia e Aleitamento Materno, fez uma revisão sobre os dados disponíveis e orienta a vacinação contra a COVID-19 para lactantes.

Lembrando que o Ministério da Saúde recomendou a vacinação em gestantes, em nota técnica divulgada em março, desde que haja avaliação e orientação médica.

“O leite materno contém anticorpos (IgA secretória contra o SARS-CoV-2) que poderiam potencialmente proteger o bebê amamentado.

A recomendação da vacinação de mulheres que, na sua oportunidade de vacinação, estiverem amamentando, independentemente da idade de seu filho, sem necessidade de interrupção do aleitamento materno, ressaltando todos os benefícios de ambas as ações”, enfatiza o documento.

Recomendação

Na mesma linha a favor da vacinação, a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, a Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Estado do Rio de Janeiro, a Associação de Obstetrícia e Ginecologia de Santa Catarina, entre outras entidades internacionais, também se posicionaram favoravelmente.

A nota técnica do MS recomenda a imunização das gestantes diagnosticadas com diabetes, hipertensão, obesidade, doenças cardiovasculares, asma, transplantadas, crônicas renais e doenças autoimunes.

O documento da SBP finaliza ressaltando que mulheres que preferirem não se vacinar devem ser apoiadas em sua decisão e instruídas a manter medidas de proteção como higiene das mãos, uso de máscaras e distanciamento social.

Por Andréa Fassina, da redação do Só Notícia Boa – Com informações da SPB e MidiaMax

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MÃES VACINADAS QUE AMAMENTAM PASSAM SUA IMUNIDADE PARA SEUS FILHOS

VACINAÇÃO PARA IDOSOS DE 63 ANOS COMEÇA NO SÁBADO EM NATAL

Natal inicia vacinação para os idosos de 63 anos no sábado

Início da vacinação para essa faixa etária começa neste sábado nos drives-thrus do Palácio dos Esportes, Arena das Dunas, UNP, Ginásio Nélio Dias, OAB, Shopping Via Direta e SESI

Redação 09/04/2021 | 23:11

Vacina contra covid-19 x vacina contra a gripe: o que você precisa saberDocumentação necessária para a vacinação: cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal

Chegou a vez dos idosos de 63 anos se vacinarem contra Covid-19. O início da vacinação para essa faixa etária começa neste sábado nos sete drives montados pela Prefeitura do Natal (Palácio dos Esportes, Arena das Dunas, UNP, Ginásio Nélio Dias, OAB, Shopping Via Direta e SESI), os cinco últimos contam também com pontos de pedestres. No sábado os drives de vacinação contra COVID-19 funcionarão das 8h às 16h, e no domingo, com exceção do SESI, os demais pontos continuam operando no mesmo horário. Durante a semana a população se preferir pode procurar também uma das 35 Unidades Básicas de Saúde que estão realizando a vacinação. Documentação: Cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/natal-inicia-vacinacao-para-os-idosos-de-63-anos-no-sabado/ | Agora RN

Fonte: Agora RN

Continuar lendo VACINAÇÃO PARA IDOSOS DE 63 ANOS COMEÇA NO SÁBADO EM NATAL

PLATAFORMA DIGITAL CRIADA PELA PREFEITURA DE NATAL INFORMA EM TEMPO REAL O MELHOR LOCAL PARA RECEBER VACINA CONTRA COVID-19

Plataforma lançada pela Prefeitura informa em tempo real dados sobre pontos de vacinação

09 abr 2021

Plataforma lançada pela Prefeitura informa em tempo real dados sobre pontos de vacinação | Política em Foco

Em apenas um clique, o natalense vai saber qual o melhor local para poder receber a vacina contra a Covid-19. A Prefeitura de Natal lançou nesta sexta-feira (09) uma ferramenta on-line, oferecendo esse serviço a toda população. Pelo endereço eletrônico https://vacina.natal.rn.gov.br/, o cidadão poderá saber em qual ponto do sistema de drive-thru poderá ser atendido de forma mais segura e rápida. Além disso, o portal conta com o Vacinômetro, trazendo o número de pessoas vacinadas até o momento, bem como o total de alimentos arrecadados pela campanha Vacina Solidária.

O sistema é simples e será atualizado de hora em hora. Nesse primeiro momento, estão listados no site os oito pontos de vacinação no sistema drive-thru (shopping Via Direta, ginásio Nélio Dias, Palácio dos Esportes, sede da OAB/RN, UNP Roberto Freire, Sesi e Arena das Dunas) e os seis pontos onde há aplicação para os pedestres (shopping Via Direta, Nélio Dias [idosos e profissionais da saúde], sede da OAB/RN, Sesi e UNP Roberto Freire). Ao acessar, o usuário vai saber se o local em que deseja ir está sem fila, com pouca fila, fila moderada ou fila intensa. Caso a aplicação no local tenha fechado, o aviso será de fila encerrada. Atualmente, já foram aplicadas 177.164 doses em Natal.

Segundo o prefeito Álvaro Dias, a Prefeitura tem buscado “alternativas no desenvolvimento de ferramentas digitais em todas as suas áreas para facilitar ao máximo o acesso do cidadão aos serviços oferecidos pelo poder público municipal”.

A secretária municipal de Planejamento, Joana Guerra, destaca que houve um esforço conjunto da sua pasta (Sempla) com as secretarias municipais de Governo e Mobilidade Urbana e com a Infinita Imagem, que doou o layout do portal. “Vamos seguir aperfeiçoando a plataforma para oferecer ainda mais funcionalidade, comodidade e segurança aos usuários”, afirma a secretária.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo PLATAFORMA DIGITAL CRIADA PELA PREFEITURA DE NATAL INFORMA EM TEMPO REAL O MELHOR LOCAL PARA RECEBER VACINA CONTRA COVID-19

EUA NÃO APOIAM UM SISTEMA QUE EXIGE PASSAPORTE DE VACINAÇÃO E DESCARTA IMPOSIÇÃO DE CREDENCIAIS

Casa Branca descarta imposição de passaporte de vacinação nos EUA

Secretária de imprensa do governo afirma que país não apoia um sistema que exige que norte-americanos carreguem credenciais

INTERNACIONAL

 Da AFP

Anúncio foi feito por Jen Psaki, secretária de imprensa da Casa Branca

ALEX WONG / GETTY IMAGES VIA AFP

A Casa Branca descartou nesta terça-feira (6) a imposição de qualquer forma de passaporte sanitário de vacinação contra o coronavirus nos Estados Unidos, mas disse que as empresas privadas são livres para explorar a ideia.

“O governo não apoia ou apoiará agora um sistema que exige que os americanos carreguem uma credencial. Não haverá banco de dados federal de vacinas ou ordem federal que exija que todos obtenham uma única credencial de vacinação”, disse a jornalistas a secretária de imprensa, Jen Psaki.

Os chamados passaportes de vacinação, que comprovam imunização contra a covid-19, têm sido apresentados em todo o mundo como uma ferramenta potencialmente poderosa para reabrir países com segurança para reuniões em massa e viagens.

No entanto, a ideia gerou resistência generalizada sobre questões de privacidade e outros abusos dos direitos civis.

Psaki disse que o maior interesse vem de empresas privadas que buscam reabrir locais onde “há grande quantidade de pessoas”, como estádios ou teatros.

A porta-voz do governo de Joe Biden disse que um “guia” será publicado com “respostas importantes para as perguntas dos americanos, em particular sobre preocupações com privacidade, segurança e discriminação”.

“Nosso interesse, por parte do governo federal, é muito simples, é de que a privacidade e os direitos dos americanos devem ser protegidos e, portanto, que esses sistemas não sejam usados de forma injusta contra a população”, afirmou Psaki.

Fonte: R7
Continuar lendo EUA NÃO APOIAM UM SISTEMA QUE EXIGE PASSAPORTE DE VACINAÇÃO E DESCARTA IMPOSIÇÃO DE CREDENCIAIS

JUSTIÇADETERMINA O GOVERNO DO ESTADO E O MUNICÍPIO DE NATAL QUE DEVEM SE ABSTER DE INCLUIR OU MODIFICAR A ORDEM DOS GRUPOS PRIORITÁRIOS DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

Justiça determina que Governo e Prefeitura do Natal se abstenham de modificar ordem dos grupos prioritários para a imunização

06 abr 2021

Covid-19: Justiça determina que Governo e Prefeitura do Natal se abstenham de modificar ordem dos grupos prioritários para a imunização - Senadinho

O Governo do Estado e o Município de Natal devem se abster de incluir ou modificar a ordem dos grupos prioritários de vacinação contra Covid-19 sem prévia autorização do Ministério da Saúde (MS). Trata-se de uma determinação judicial obtida em ação civil pública movida pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e pela Defensoria Pública, visando ao cumprimento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 pelo Estado e Município.

Na ADPF 754, o Supremo Tribunal Federal decidiu que eventual alteração na ordem dos grupos prioritários só pode ser realizada pelo Ministério da Saúde e com apresentação de critérios técnico-científicos, epidemiológicos e índices de vulnerabilidade social. As doses são remetidas pelo Ministério da Saúde em quantitativos pré-definidos para os grupos indicados no Plano Nacional de Imunização, de forma que a alteração pelo Estado ou Município poderia prejudicar os grupos da fase 1 (idosos de 60 anos e mais institucionalizados, pessoas com deficiência de 18 anos de idade e mais institucionalizadas, trabalhadores de saúde, idosos de 75 anos e mais, quilombolas, indígenas, comunidades ribeirinhas) e 2 (idosos de 60 anos de idade e mais) que se encontram em processo de imunização.

A decisão ainda expressa que o Estado e o Município precisam divulgar amplamente na imprensa e em suas mídias sociais que a vacinação dos profissionais/trabalhadores de saúde contempla apenas aqueles que estão com vínculo ativo e efetivamente prestando serviços nos estabelecimentos públicos ou privados de assistência à saúde, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde ou nos serviços de interesse à saúde definidos pelo Ministério da Saúde (ILPIs, casas de apoio e cemitérios), uma vez que devem ser imunizados, no grupo prioritário, apenas os profissionais/trabalhadores de saúde que estejam efetivamente “envolvidos na resposta pandêmica nos diferentes níveis de complexidade da rede de saúde”.

Na ação civil pública, o Ministério Público e a Defensoria Pública não pleitearam a suspensão da vacinação dos profissionais/trabalhadores de saúde, mas apenas a adequação ao disposto no Plano Nacional de Imunização e no Ofício nº 57/2021 do Ministério da Saúde, uma vez que devem ser priorizadas a manutenção do funcionamento dos serviços de saúde e efetivamente comprovada a maior exposição a risco de contaminação pelo coronavírus, não bastando apenas ter registro ativo em conselho de classe ou ter formação profissional em uma das profissões classificadas como de saúde.

Determinação para o Município do Natal

Para o Município de Natal, a ordem da Justiça é que não vacine as pessoas que não possuam vínculo ativo e que não estejam nos serviços de assistência à saúde, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde (estabelecimentos públicos ou privados de saúde) ou nos serviços de interesse à saúde expressamente elencados pelo Ministério da Saúde (cemitérios, casas de apoio e instituições de longa permanência). Também não deve vacinar pessoas do grupo de profissionais/trabalhadores de saúde autônomos com base apenas em autodeclaração e sem a  apresentação do registro ativo no conselho de classe respectivo, devendo exigir, nesse caso, a apresentação de no mínimo três contratos de prestação de serviços de assistência à saúde ou três declarações de pacientes atestando a prestação/contratação dos serviços ou notas fiscais de prestação de serviços de assistência aos pacientes ou contrato de vinculação a planos de saúde privados.

Também está proibida a imunização, no grupo prioritário, de profissionais de saúde que, mesmo sendo habilitados em áreas de saúde, desempenham atividades exclusivamente acadêmicas, como professores ou pesquisadores (excetuados os que trabalham rotineiramente em laboratórios e hospitais) ou acadêmicos e estudantes da área técnica em saúde que não estejam em estágio hospitalar, em atenção básica, clínicas e laboratórios sem a apresentação de declaração do serviço de saúde ao qual esteja vinculado (o documento deve conter a indicação do curso da área de saúde e do local do estágio).

Igualmente fica vedado vacinar: profissionais/trabalhadores de saúde de áreas administrativas dos serviços de assistência à saúde, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde ou dos serviços de interesse à saúde que não exerçam atividade laboral com exposição ao risco, ainda que intermitente, de contaminação pelo coronavírus; trabalhadores de saúde do sistema funerário, do Instituto Médico Legal (IML) e do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) que não tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados

Outra medida imposta pela Justiça ao Município de Natal é que proceda a retenção de cópia de toda documentação comprobatória dos profissionais/trabalhadores de saúde para fins de fiscalização e auditoria.

O Município deve também complementar a autodeclaração do grupo dos profissionais/trabalhadores de saúde de modo que a pessoa que vai se imunizar declare, sob as penas da lei, o serviço de saúde ao qual está vinculada e o local de prestação deste, o tempo de exercício da atividade funcional/laboral, não sendo suficiente a mera apresentação de registro ativo em conselho de classe.

No que se refere à vacinação dos idosos, o Município deverá concluir, no prazo máximo de 30 dias, a aplicação da Dose 1 aos idosos acamados/domiciliados que ainda não foram imunizados e que estejam cadastrados no sistema eletrônico disponibilizado pela SMS/Natal ou em listas apresentadas pelos Distritos Sanitários e Unidades Básicas de Saúde de Natal; manter a estratégia de vacinação para os idosos acamados/domiciliados que se encontrem na mesma faixa etária e estejam registrados em listas dos Distritos Sanitários e Unidades Básicas de Saúde; estabelecer estratégias de vacinação em locais distintos, para os idosos e demais grupos prioritários.

A decisão judicial determina ainda que o Município deve ampliar os postos de vacinação para as Unidades Básicas de Saúde/Distritos nas áreas de maior vulnerabilidade social; aplicar, nos postos de vacinação, os protocolos sanitários de prevenção e controle da Covid-19, como forma de evitar a exposição das pessoas dos grupos prioritários a risco; obedecer às recomendações dos fabricantes das vacinas quanto ao intervalo de aplicação das doses para todos os grupos prioritários, como forma de evitar a perda ou redução da eficácia da primeira dose aplicada.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo JUSTIÇADETERMINA O GOVERNO DO ESTADO E O MUNICÍPIO DE NATAL QUE DEVEM SE ABSTER DE INCLUIR OU MODIFICAR A ORDEM DOS GRUPOS PRIORITÁRIOS DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

PREFEITURA DO NATAL EM PARCERIA COM SESI ABRE MAIS UM DRIVE DE VACINAÇÃO

Prefeitura do Natal abre mais um drive de vacinação

Vacinação da segunda dose da Coronavac para profissionais de saúde segue até sexta-feira (19) no

 

A Prefeitura do Natal, em parceira com o Sesi, coloca em funcionamento, a partir do meio dia desta segunda-feira (05), mais um drive de vacinação. O novo ponto vacinal ficará localizado no Sesi, na Avenida Capitão-mor Gouveia, 2770, Lagoa Nova, em frente à Ceasa, onde funciona também o CTGás. A estrutura conta ainda com pontos de vacinação para pedestre.

O secretário municipal de Saúde, George Antunes, considera que a abertura do novo drive ajudará a dar ainda mais agilidade à vacinação em Natal, a evitar aglomerações e reduzir tempo de espera. “Nesta segunda (05) iniciamos a vacinação dos idosos de 65 anos, nossas Unidades Básicas não foram projetadas para acomodar um número tão grande de pessoas e as UBSs continuam com seu fluxo normal de atendimento, então estamos possibilitando à população alternativas com mais pontos de vacinação”, aponta o titular da SMS Natal.

Secretário-adjunto da SMS Natal, Vínicuis Capuxu explica como será o acesso. “A entrada dos veículos ocorrerá pela lateral do SESI (originalmente onde seria a saída), entrando pela rua entre o Banco do Brasil e o TRT (entra na 5ª rua à direita e depois à direita novamente, acessando a lateral do SESI), a saída ocorrerá pela Capitão-mor Gouveia (onde originalmente é a entrada)”, a medida é para deixar o trânsito fluir na Av. Capitão Mor Gouveia

Outra informação importante é a de que o drive começa a funcionar nesta segunda (5), a partir de 12h, mas a partir de terça (06) o funcionamento acontecerá em horário normal, das 8h às 16h.

Além dos sete drive de vacinação (Arena das Dunas, Palácio dos Esportes, OAB, Shopping Via Direta, Nélio Dias, UnP, e Sesi), com funcionamento das 8h às 16h, a SMS Natal ainda disponibiliza 35 salas de vacinação localizadas nas UBS.

Confira a lista das 35 Unidades Básicas de Saúde que estarão aplicando a vacina

As 35 salas de vacinação estão distribuídas nos cinco Distritos Sanitários de Natal e funcionam das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h.

DISTRITO SANITÁRIO NORTE I
UBS Pajuçara: Rua Maracaí, S/N, Conjunto Pajuçara
USF Nova Natal : Rua Do Pastoril, Nova Natal, Lagoa Azul
USF Redinha: Rua Do Campo, S/N , Redinha
USF Nordelândia: Rua José Da Silva, S/N, Lagoa Azul
USF Gramoré: Avenida Guaratinguetá S/N, Lagoa Azul
USF Parque Das Dunas: Avenida Mar Mediterrâneo, N° 101,Conjunto Parque Das Dunas, Pajuçara
USF Pompeia: Rua Oceano Atlânticos, N° 172, Nova República, Pajuçara

DISTRITO NORTE II
USF Vale Dourado: Rua Irmã Vitória, N° 02, Igapó
USF Panatis: Rua Das Pimenteiras, S/N, Panatis
USF Jardim Progresso: Rua Antonia Santana, S/N, Jardim Progresso
USF Nova Aliança: Rua Da Consolação, 384, Nossa Sra. Da Apresentação
USF Soledade II: Rua Serra Negra, N° 2000, Soledade II
USF Santarém: Avenida Rio Doce, N° 12, Conjunto Santarém
C.S Bela Vista: Rua Novo Recreio, S/N, Igapó

DISTRITO SUL
UBS Candelária: Rua Nossa Senhora Da Candelária, N° 3402, Candelária
ESF Rosangela Lima: Rua Santa Beatriz, N° 11, Planalto
UBS Nova Descoberta: Avenida Xavier da Silveira, N° 05, Nova Descoberta
UBS Satélite: Rua Das Carnaúbas, N° 02 Pitimbu
UBS Pitimbu: Rua Serra De Piracanjuba, N° 02, Pitimbu
ESF Ronaldo Machado: Rua Desportista Arthur Veiga, N°10, Planalto

DISTRITO LESTE
UBS São João: Rua Romualdo Galvão, N° 891, Tirol
USF Brasília Teimosa: Rua Miramar, N° 34
USF Rocas: Rua Francisco Bicalho, S/N, Rocas

UBS Alecrim: Rua Fonseca e Silva, N° 1129, Alecrim
Unidade Mista Mãe Luiza: Rua João XXIII, Mãe Luiza
UBS Lagoa Seca: Rua Padre Antônio S/N, Lagoa seca
USF Passo da Pátria: Rua Ocidental de Baixo, S/N, Pantanal, Centro

DISTRITO OESTE
USF Nazaré: Rua Rubens Mariz, N° 447, Nsa Senhora de Nazaré
UBS Felipe Camarão II: R. Santa Cristina, 882- Felipe Camarão
USF Cidade Nova: Rua Do Laranjal, N° 483, Cidade Nova
USF Bairro Nordeste: Rua alto da Bela Vista, N° 492, Bairro Nordeste
USF Quintas: Travessa Luiz Sampaio, N° 712, Quintas
USF Monte Líbano : Rua Matusalém , N° 191, Bom Pastor
USF KM 06: Av. Capitão Mor Gouveia, N° 10.318, KM 06
USF Nova Cidade: Rua Francisco de Assis Martins, S/N, Nova Cidade

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo PREFEITURA DO NATAL EM PARCERIA COM SESI ABRE MAIS UM DRIVE DE VACINAÇÃO

BOAS NOTÍCIAS: BRASIL ATINGE 1 MILHÃO DE DOSES DE VACINAS APLCADAS EM 24 HORAS

Neste domingo temos a enorme alegria de informar que o Brasil atingiu mais de 1 milhão de doses de vacinas aplicadas em 24 horas. No total, 1.095.362 pessoas receberam a vacina, sendo que 963.429 receberam a primeira dose e 131.933 a segunda. Algo para comemorar, pois agora o processo de vacinação vai acelerar.

Inédito: Brasil aplica mais de 1 milhão de doses de vacinas em 24h

Pela primeira vez o Brasil conseguiu aplicar mais de 1 milhão de doses de vacinas em 24 horas. Isso não acontecia desde janeiro, quando a vacinação começou em São Paulo.

O feito foi divulgado pelo Consórcio de Veículos de Imprensa na última quinta, 1º e contém informações dos 26 Estados e do Distrito Federal.

No total, 1.095.362 pessoas receberam a vacina, sendo que 963.429 receberam a primeira dose e 131.933 a segunda.

Com isso, o Brasil chegou à marca de 18.548.301 pessoas vacinadas.

Desses, 5.233.544 receberam as duas doses.

Imunizados

A quantidade de pessoas imunizadas equivale a 8,78% da população brasileira – dos 211 milhões de habitantes, 18,5 milhões foram vacinados até agora.

Já a porcentagem de pessoas que receberam as duas doses é de apenas 2,47%.

Em números absolutos, São Paulo conta com o maior número de vacinados: 4,67 milhões.

A Bahia, com 1,66 milhão, e Minas Gerais, com 1,61 milhão vêm em seguida.

Já em termos proporcionais, a Bahia é o Estado que vacinou mais habitantes, com 11,15% da população recebendo ao menos a primeira dose.

Já o Mato Grosso, com 5,2% da população imunizada, é o pior Estado até o momento na vacinação.

No mesmo dia que a marca foi atingida, o Brasil registrou 91.097 casos e 3.679 mortes causadas pela doença, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (CONASS).

Vamos lá gente! Estamos no caminho certo, mas ainda dá pra melhorar!

Com informações da JovemPan

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: BRASIL ATINGE 1 MILHÃO DE DOSES DE VACINAS APLCADAS EM 24 HORAS

COQUETÉIS MOLOTOV FORAM LANÇADOS EM CENTRO DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 NA ITÁLIA

Centro de vacinação na Itália é atacado com coquetéis molotov

País abriga há anos crescentes movimentos antivacinas e luta para acelerar sua campanha de imunização contra a covid-19

Artefatos atingiram tenda que funciona como refeitório, mas ninguém ficou ferido

FILIPPO VENEZIA/EPA/EFE

Dois coquetéis molotov foram lançados na manhã deste sábado (3) em um centro de vacinação contra a covid-19 em Brescia, no norte da Itália.

As garrafas incendiárias atingiram uma tenda que abriga o refeitório do local, porém não provocaram danos graves nem deixaram feridos. A polícia investiga o caso para descobrir os autores do ataque.

Em sua página no Facebook, Attilio Fontana, governador da Lombardia, onde fica Brescia, definiu o episódio como “absurdo” e “criminoso”. “Felizmente, não houve feridos e, não encontrando nada de inflamável, o incêndio não se propagou”, disse.

O centro de vacinação foi construído com doações feitas pela sociedade civil na primeira onda da pandemia.

Há duas semanas, em Roma, criminosos já haviam incendiado o portão de entrada do ISS (Instituto Superior da Saúde), órgão do governo que monitora o andamento da crise sanitária na Itália.

O país abriga há anos crescentes movimentos antivacinas e luta para acelerar sua campanha de imunização contra a covid-19.

Com pouco menos de 60 milhões de habitantes, a Itália já vacinou cerca de 7,4 milhões de pessoas, sendo que 3,4 milhões receberam as duas doses.

O país é um dos mais atingidos pela pandemia em todo o mundo, com aproximadamente 3,6 milhões de casos e pouco mais de 110 mil mortes.

Fonte: R7
Continuar lendo COQUETÉIS MOLOTOV FORAM LANÇADOS EM CENTRO DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 NA ITÁLIA

MOSSORÓ INICIA NESTE FIM DE SEMANA VACINAÇÃO DE IDOSOS COM 63 E 64 ANOS

Por G1 RN

 

Mossoró vai vacinar idosos a partir de 63 anos neste fim de semana — Foto: Célio Duarte/PMMMossoró vai vacinar idosos a partir de 63 anos neste fim de semana — Foto: Célio Duarte/PMM

Mossoró vai iniciar a vacinação de idosos de 63 e 64 anos neste fim de semana. A informação foi confirmada pelo prefeito do município Allyson Bezerra (Solidariedade), após a chegada de 13.400 novas doses de imunizantes nesta sexta-feira (2).

Assim, serão vacinados:

  • Idosos a partir de 64 anos no sábado (3)
  • Idosos a partir de 63 anos no domingo (4)

De acordo com a Secretaria de Saúde de Mossoró, 10 Unidades Básicas de Saúde que estarão abertas para atender a demanda durante o fim de semana. As UBS funcionam das 8h às 16h, sem intervalos (veja lista no fim).

“São doses da Astrazeneca e Coronavac, que usaremos para vacinar o público de 63 e 64 anos para que a gente dê início a primeira doses deles”, disse a secretária de saúde Morgana Dantas.

O prefeito Allyson Bezerra pediu que a população faça o cadastro antecipado no RN+ Vacina. “Pedimos à população que faça o seu cadastro no site RN + Vacina para dar mais agilidade ao atendimento ao chegar na unidade de saúde. Isso evitará filas nas UBS, finalizou.

Na quinta-feira, o Rio Grande do Norte recebeu o maior lote de vacinas contra a Covid-19 já enviados pelo Ministério da Saúde desde o início da campanha de imunização: 149.050 doses. As doses começaram a ser distribuídas aos municípios nesta sexta-feira (2).

UBS para vacinação no fim de semana

  • UBS Vereador Durval Costa no Conjunto Walfredo Gurgel
  • UBS Francisco Pereira de Azevedo no Liberdade 1
  • UBS Dr. Agnaldo Pereira no Conjunto Vingt Rosado
  • UBS Raimundo Renê Dantas no Boa Vista
  • Centro Clínico Evangélico Edgard Burlamaqui – Centro
  • UBS Dr. Joaquim Saldanha na Estrada da Raiz
  • UBS Dr. Cid Salem Duarte no Abolição 4
  • UBS Dr. José Fernandes de Melo na Lagoa do Mato
  • UBS Enfermeira Conchita da Escóssia Ciarlini no Abolição 2
  • UBS Dr. Sueldo Câmara no Aeroporto 2 (Quixabeirinha)
Fonte: G1 RN
Continuar lendo MOSSORÓ INICIA NESTE FIM DE SEMANA VACINAÇÃO DE IDOSOS COM 63 E 64 ANOS

NESTA SEXTA -FEIRA (02) NATAL INICIA VACINAÇÃO PARA IDOSOS DE 68 ANOS E OS QUE ESTÃO APTOS À TOMAR SEGUNDA DOSE

Por G1 RN

 

Drive-thru de vacinação no Palácio dos Esportes, em Natal — Foto: Rennê CarvalhoDrive-thru de vacinação no Palácio dos Esportes, em Natal — Foto: Rennê Carvalho

A Secretaria de Saúde de Natal confirmou o início da vacinação dos idosos de 68 anos para esta sexta-feira (2). Os quatro pontos de drive-thru montados pela prefeitura – Arena das Dunas, Palácio dos Esportes, Ginásio Nélio Dias e Shopping Via Direta – estarão abertos durante a Semana Santa.

Os idosos devem levar documento de identidade, cartão SUS e comprovante de endereço.

Além do drive-thru, as salas de pedestres existentes no Via Direta e no Nélio Dias também estarão em funcionamento nesta sexta-feira.

Os Centros Covid – que atendem pessoas com sintomas da Covid-19 – também funcionarão de sexta a domingo, das 8h às 16h, no Cemure, no Ginásio Nélio Dias e no Palácio dos Esportes.

Idosos

O drive instalado no estacionamento da OAB inicialmente para atender pessoas com autismo e síndrome de down passará a atender idosos a partir de 69 anos e trabalhadores da saúde, de acordo com escalonamento de atividades.

Trabalhadores da Saúde

Podem se vacinar trabalhadores de saúde, conforme o seguinte calendário:

  • Dia 2 – Cuidadores de idosos, doulas/parteiras, trabalhadores das Instituições de Longa Permanência (ILPI) e de casas de apoio.
  • Dia 3 – Trabalhadores/Profissionais das clínicas especializadas.
  • Dia 4 – Estagiários da área médica no último período do curso (devem portar declaração de vínculo comprovado, vínculo do estudante, período e local do estágio).

Os drives da UnP na avenida Roberto Freire e do Ginásio Nélio Dias (setor 3), destinados exclusivamente à segunda dose da vacina de Oxford para profissionais da saúde, funcionarão durante a Semana Santa.

Pontos de drive-thru

  • Shopping Via Direta – drive-thru e sala para pedestres
  • Ginásio Nélio Dias – drive-thru e sala para pedestres
  • Palácio dos Esportes – drive-thru e centro Covid
  • Estacionamento da OAB-RN – drive-thru
  • UNP Roberto Freire – drive-thru para 2ª dose da vacina de Oxford em trabalhadores de saúde
  • Ginásio Nélio Dias (Setor 3) – drive-thru para 2ª dose da vacina de Oxford em trabalhadores de saúde
Fonte: G1 RN
Continuar lendo NESTA SEXTA -FEIRA (02) NATAL INICIA VACINAÇÃO PARA IDOSOS DE 68 ANOS E OS QUE ESTÃO APTOS À TOMAR SEGUNDA DOSE

PLENÁRIO DA CÂMARA APROVOU PROJETO DE LEI QUE INCLUI, COMO PRIORIDADE PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19, MAIS 16 NOVOS GRUPOS

Câmara aprova projeto que inclui 16 novos grupos em prioridade de vacinação

Pessoas com doenças crônicas, agentes de segurança pública e privada e oficiais de justiça estão entre os contemplados

Por Anna Gabriela Costa e Gustavo Zucchi, da CNN, em São Paulo e em Brasília

 Atualizado 31 de março de 2021 às 23:28

Vacinação em Campos dos GoytacazesCampos dos Goytacazes (RJ) inicia a vacinação contra a Covid- 19 para idosos, na modalidade drive-thru, para garantir uma maior segurança contra a disseminação do coronavírus.Foto: CARLOS AUGUSTO/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDO

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira (31), o projeto de lei que inclui 16 novas categorias na lista de prioridades na vacinação contra a Covid-19. O projeto tratava inicialmente de caminhoneiros e profissionais do transporte de carga.

O relatório da deputada Celina Leão (PP-DF) também prioriza os trabalhadores de transporte coletivo rodoviário e metroviário de passageiros, as pessoas com doenças crônicas e que tiveram embolia pulmonar, e os agentes de segurança pública e privada, desde que estejam comprovadamente em atividade externa.

“Nós queríamos estar num país onde todos tivessem acesso à vacina. Só que este projeto parte da necessidade de termos pessoas que são prioritárias, estão na linha de frente da Covid-19”, disse a deputada.

Na próxima semana, serão analisados destaques que podem alterar pontos do texto, com a inclusão de mais categorias.

Categorias incluídas na prioridade de vacinação: 

– Agentes de segurança pública e privada
– Trabalhadores do transporte rodoviário de passageiros
– Pessoas em atividades externa que já tiveram embolia pulmonar
– Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social, bem como conselheiros tutelares que prestam atendimento ao público.
– Trabalhadores da educação do Ensino Básico
– Coveiros, atendentes e agentes funerários
– Taxistas e mototaxistas
–  Profissionais de farmácias
–  Metroviários
– Trabalhadores do transporte aquaviário
– Profissionais da limpeza pública
– Oficiais de Justiça

Continuar lendo PLENÁRIO DA CÂMARA APROVOU PROJETO DE LEI QUE INCLUI, COMO PRIORIDADE PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19, MAIS 16 NOVOS GRUPOS

POLÍTICA: GOVERNO DO RN SANCIONA LEI QUE ESTABELECE MULTA PARA QUEM FURAR FILA DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Fátima sanciona lei que prevê multa de até R$ 20 mil para quem furar fila de vacinação contra Covid-19 no RN

 DIVERSOS

Fátima Bezerra decreta toque de recolher no RN de 22h às 5h a partir deste sábado

O Governo do Rio Grande do Norte instituiu a Lei nº 10.860, que estabelece multa de R$ 10 a R$ 20 mil para quem furar a fila da campanha de vacinação contra a Covid-19. A penalidade será aplicada para a pessoa responsável pela aplicação da vacina, ou seu superior hierárquico, como também para a própria pessoa que se vacinou estando fora do grupo de prioridade estabelecido pelo plano de vacinação. A norma será publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (31).

A lei, de iniciativa do deputado estadual Hermano Moraes, ainda estabelece o dobro da pena caso o infrator seja funcionário ou agente público. A multa será aplicada sem prejuízo civil ou penal, mediante procedimento administrativo pelo órgão estadual competente.

O valor da multa deverá considerar a gravidade das consequências, tendo como princípio a função pedagógica da lei, apelando para a conscientização das pessoas. As multas serão recolhidas ao Fundo Estadual de Saúde (FES-RN).

LEI SOBRE DESCARTE DE MÁSCARAS

Outra lei sancionada pela governadora Fátima Bezerra, a Lei nº 10.859, de 30 de março de 2021, estabelece normas para o descarte de máscaras de proteção individual e outros equipamentos de proteção individual (EPIs). Proposta pela deputada estadual Cristiane Dantas, a lei é considerada como medida de redução da transmissão do coronavírus e de proteção aos profissionais que trabalham na coleta e ao meio ambiente. Fica proibido o descarte das máscaras e EPIs em ruas e vias, logradouros públicos, praças, rodovias e outras áreas protegidas.

Além de orientações de como deve ser acomodada a máscara descartada e/ou EPI, a lei edita que o descarte deve ser identificado como “perigo de contaminação – Covid-19”, além de ser acomodados em sacos separados do lixo comum e não descartar em lixo reciclável. Em estabelecimentos comerciais, deverá haver um recipiente exclusivo para o descarte das máscaras e EPIs.

Fonte: Blog do BG
Continuar lendo POLÍTICA: GOVERNO DO RN SANCIONA LEI QUE ESTABELECE MULTA PARA QUEM FURAR FILA DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO

BOAS NOTÍCIAS: ESTADOS UNIDOS AVANÇAM A PASSOS LARGOS NA VACINAÇÃO E JÁ ALCANÇAM PESSOAS COM MAIS DE 30 ANOS

A grande notícia desta quarta-feira, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS é que os Estados Unidos da América avançam a passos largos na vacinação, já alcançando pessoas com mais de 30 anos e o governo Joe Biden pretende levar a vacinação para 90% da população adulta do país até meados de abril, segundo informou a Casa Branca. Veja o artigo completo sobre o assunto a seguir e conheça os detalhes!

EUA já vacinam pessoas com mais de 30 anos. 16 anos, na semana que vem

O sonho de todo brasileiro já acontece nos Estados Unidos. Após os idosos, todas as pessoas com mais de 30 anos começaram a ser vacinadas nesta terça, 30 em Nova York. Já os adolescentes com mais de 16 anos serão vacinados a partir da semana que vem.

Ainda segundo a Casa Branca, até meados de abril, o governo Joe Biden pretende levar a vacinação para 90% da população adulta do país.

“Para a enorme maioria dos adultos, não será preciso aguardar até 1º de maio. Vocês poderão tomar a vacina em 19 de abril”, anunciou o presidente democrata nesta segunda, 29.

Biden fez menção a 1º de maio porque essa é a data colocada como meta pela Casa Branca. Até lá, quando marcarão 100 dias do novo governo, o presidente quer ter aplicado 200 milhões de doses. Isso representa o dobro da meta anterior, já alcançada.

Levantamento da agência Bloomberg mostra que 146 milhões de doses foram aplicadas até esta segunda.

Ao todo, segundo comunicado da Casa Branca, o número de farmácias credenciadas a aplicar as vacinas saltará de 17 mil para quase 40 mil nas próximas semanas. Biden quer um posto de vacinação a até 8 km da casa de cada norte-americano.

Também haverá apoio financeiro para fornecer assistência com a logística das doses, que devem ser aplicadas em idosos em situação de maior risco ou pessoas que não possam se locomover aos postos de vacinação.

Alerta

Mesmo com o sucesso na vacinação, Joe Biden pediu que a população não baixe a guarda contra a doença.

Ele pediu que todos continyem usando máscaras e falou que pandemia ‘ainda está longe do fim’.

“Usem máscaras! É um dever patriótico”, afirmou.

“Fizemos um grande avanço a respeito da Covid-19, mas novas variantes estão se espalhando rapidamente. Agora não é hora de baixar a guarda — temos que segurar a onda enquanto vacinamos o país”, disse Biden em mensagem nas redes sociais.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa – com informações do G1

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: ESTADOS UNIDOS AVANÇAM A PASSOS LARGOS NA VACINAÇÃO E JÁ ALCANÇAM PESSOAS COM MAIS DE 30 ANOS

SAÚDE: NATAL INICIOU NESTA TERÇA-FEIRA A VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 PARA PORTADORES DE AUTISMO E SÍMDROME DE DOWN

Vacinação de pessoas com autismo e síndrome de down contra Covid-19 foi iniciada nesta terça em Natal

 SAÚDE

Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

A capital potiguar começou nesta terça-feira (30) a vacinação de autistas e pessoas de síndrome de down a partir dos 18 anos de idade, segundo confirmou a Secretaria Municipal de Saúde. O detalhe importante é que a imunização acontece exclusivamente na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na Rua Barão de Serra Branca, em Candelária, na Zona Sul da capital, das 8h às 16h.

Para ser atendido, é preciso levar comprovante de endereço e documento – como um laudo médico – que ateste que a pessoa tem autismo ou síndrome de down. Um outro detalha do local é que a vacinação é exclusiva para residentes em Natal.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo SAÚDE: NATAL INICIOU NESTA TERÇA-FEIRA A VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 PARA PORTADORES DE AUTISMO E SÍMDROME DE DOWN

NATAL INICIA NESTA TERÇA-FEIRA (23) VACINAÇÃO DE IDOSOS A PARTIR DE 74 ANOS

Por G1 RN

 

Vacinação idosos em Natal Covid-19 — Foto: Alex RégisVacinação idosos em Natal Covid-19 — Foto: Alex Régi

Com o recebimento de novas doses, a Prefeitura de Natal informou que vai começar a vacinar os idosos a partir de 74 anos de idade nesta terça-feira (23) contra a Covid-19. O Executivo confirmou também que os idosos a partir de 73 anos poderão ser vacinados na quarta-feira (24) e os de 72 anos ou mais na quinta-feira (25).

  • Terça-feira (23) – Idosos de 74 anos e mais
  • Quarta-feira (24) – Idosos de 73 anos e mais
  • Quinta-feira (25) – Idosos de 72 anos e mais

Além disso, na terça-feira (23) e quarta-feira (24) também serão vacinados parte dos trabalhadores da saúde que ainda não receberam a primeira dose do imunizante. São eles: profissionais do Serviço Móvel de Urgência (Samu ou outras ambulâncias), técnicos de enfermagem, enfermeiros, fisioterapeutas, profissionais de saúde das instituições de longa permanência e médicos que atuam na linha de frente.

De acordo com o Ministério da Saúde, Natal tem 35 mil profissionais da saúde que deveriam ter sido contemplados no primeiro momento da vacinação, porém, o quantitativo de doses recebidas foi suficiente para vacinar apenas 23 mil desses profissionais.

Os profissionais de saúde só poderão ser vacinados nos pontos drive-thru (veja locais abaixo) e os idosos podem ser vacinados, além dos pontos de drive-thru, também em 29 salas de vacinação espalhadas pela cidade.

Locais e horários

O três pontos drive thru disponíveis são: Via Direta, Palácio dos Esportes e Nélio Dias. Eles continuam funcionando no horário das 8h às 16h. Os profissionais da saúde só poderão se vacinar nele, que está aberto também para os idosos. Via Direta e Nélio Dias contam com sala para pedestres.

As 29 salas de vacinação disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde do município seguem funcionando de segunda a sexta-feira das 8h às 12h30 e das 13h30 às 15h.

  • Distrito Sanitário Norte I – UBS Pajuçara, UBS Nova Natal, UBS Redinha e UBS Nordelândia; USF Gramoré e USF Parque das Dunas.
  • Distrito Sanitário Norte II – UBS Vale Dourado, UBS Panatis, UBS Nova Aliança, UBS Soledade II; USF Jardim Progresso e USF Santarém.
  • Distrito Sanitário Leste – UBS São João, UBS Brasília Teimosa, UBS Rocas, UBS Alecrim, Unidade Mista de Mãe Luiza e UBS Lagoa Seca.
  • Distrito Sanitário Oeste – UBS Nazaré, UBS Felipe Camarão II, UBS Cidade Nova , UBS Bairro Nordeste; USF Quintas e USF Monte Líbano.
  • Distrito Sanitário Sul – UBS Candelária, UBS Rosângela Lima, UBS Nova Descoberta, UBS Cidade Satélite e UBS Pitimbu.

Profissionais da saúde

Para receber a vacina, o profissional da saúde precisa apresentar escala de trabalho ou vínculo empregatício, cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e ainda carteira do Conselho de Classe. A SMS Natal diz que também é necessário que o profissional leve impresso o Formulário de Vacinação que encontra-se disponível no site da Prefeitura do Natal.

Pessoas em situação de rua e segunda dose

Seguindo recomendação do Ministério da Saúde em relação aos grupos prioritários, a prefeitura de Natal também informou que fará a aplicação de doses na população de rua. Segundo a prefeitura, equipes do Consultório de Rua, da SMS Natal em parceria com a SEMTAS, farão aplicação da vacinação nesse público.

A SMS reforçou também que as pessoas que já estão aptas a receber a segunda dose do imunizante devem se dirigir a um dos pontos de vacinação, levando os documentos obrigatórios, como cartão de vacinação, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

O prefeito Álvaro Dias confirmou que, enquanto houver doses disponíveis, vai continuar a aplicação nos fins de semana. “Continuamos aplicando as vacinas inclusive nos finais de semana, na medida que novas doses de imunizantes nos são enviadas e seguindo os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde”, disse o prefeito.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo NATAL INICIA NESTA TERÇA-FEIRA (23) VACINAÇÃO DE IDOSOS A PARTIR DE 74 ANOS

DEPUTADO WALTER ALVES ENCAMINHARÁ OFÍCIO À SESAP SOLICITANDO EXPLICAÇÕES SOBRE ATRASO DA VACINAÇÃO NO RN

Deputado Walter Alves cobra explicações sobre atraso da vacinação no Rio Grande do Norte

23 mar 2021

Walter Alves cobra explicações do Governo sobre atraso da vacinação no Rio Grande do Norte - Blog do Robson Pires

Preocupado com as informações sobre atraso no processo de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte, o deputado federal Walter Alves (MDB-RN) vai encaminhou ofício ao titular da secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), Cipriano Maia, solicitando explicações a respeito do calendário de imunização da população.

No documento protocolado hoje (22), o parlamentar informa que está acompanhando com preocupação as notícias relativas à vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte. “O que vem causando mais estranheza é o fato de outros estados terem avançado mais na vacinação de faixas etárias mais baixas, como, por exemplo, a Paraíba e Alagoas”, afirmou.

O deputado alerta para a necessidade de avançar a vacinação e questiona o secretário a respeito da quantidade de doses recebidas do Governo Federal, como está a distribuição de doses para os municípios, bem como o cronograma de vacinação e estoque de vacinas.

Walter Alves reforçou que o mandato está a serviço da população do Rio Grande do Norte. “Reitero a minha preocupação e coloco-me à disposição para somar todos os esforços para que o nosso estado não venha a ser, em nenhum momento, prejudicado no recebimento de vacinas ou em nenhuma ação relativa ao combate à Covid-19”, finalizou.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo DEPUTADO WALTER ALVES ENCAMINHARÁ OFÍCIO À SESAP SOLICITANDO EXPLICAÇÕES SOBRE ATRASO DA VACINAÇÃO NO RN

BOAS NOTÍCIAS: NÚMEROS DE PESQUISA SOBRE CRENÇA DOS BRASILEIROS NA VACINA CONFIRMAM QUEDA DO NEGACIONISMO

BOAS NOTÍCIAS: NÚMEROS DE PESQUISA SOBRE CRENÇA DOS BRASILEIROS NA VACINA CONFIRMAM QUEDA DO NEGACIONISMO
Campanha da gripe encerra em dez dias; 232 mil pessoas ainda não compareceram. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Começa a se firmar a convicção dos brasileiros sobre a importância de se vacinar depois de um terceira onda fortíssima, que chegou a triplicar o número de mortes/dia no Brasil. Uma nova pesquisa de opinião detectou que 84% da população quer se vacinar. Veja os dados da pesquisa e sua evolução com relação as anteriores.

84% dos brasileiros agora querem se vacinar: negacionismo em queda?

A ficha do brasileiro está caindo e pelo jeito, o negacionismo vai entrando em descrédito depois de tantas mortes. Nova pesquisa Datafolha revela que aumentou o número de pessoas que querem ser vacinadas no Brasil e, por outro lado, várias daquelas que se recusavam a receber a vacina agora admitem a possibilidade.

Subiu para 84% o percentual da nossa população que quer ser vacinada. Em janeiro eram 79%, aumento de 5 pontos percentuais em dois meses.

Já o percentual de pessoas que recusavam a vacina e diziam que não iriam se imunizar de jeito algum também caiu. Eram 17% em janeiro, agora são 9%, redução de 8 pontos percentuais. Os que não sabiam responder eram 4%, agora são 2%.

E as mulheres são as mais conscientes nesse momento crítico da saúde pública: 86% delas querem se vacinar, contra 82% dos homens.

Motivo

A mudança na cabeça do brasileiro acontece à medida que a covid-19 se alastra de forma desenfreada e descontrolada pelo Brasil – atual campeão mundial de mortes por dia – e mata amigos, ídolos e familiares.

Só neste sábado, 20, morreram 2.438 pessoas, segundo o Ministério da Saúde. Em um ano a doença já acabou com mais de 292 mil vidas apenas no nosso país.

Renda e escolaridade

A pesquisa Datafolha, feita entre os dias 15 e 16 março de 2021 em todas as regiões do país, com 2.023 brasileiros – com margem de erro de dois pontos percentuais – foi divulgada neste domingo, 21, pelo jornal Folha de São Paulo.

O levantamento mostra que os brasileiros que ganham mais e têm mais estudo são mais conscientes, ou seja, a intenção de se vacinar é maior de acordo com os níveis de renda e escolaridade.

Entre os brasileiros que estudaram até o ensino fundamental, o percentual que pretende se vacinar é de 81%. Percentual que sobe para 86% dos que concluíram o ensino superior.

Entre os brasileiros que ganham até 2 salários mínimos, o percentual é de 84%, enquanto entre os que recebem mais de 10 salários, 88% querem se vacinar.

Bolsonaro

A pesquisa mostra que muita gente ainda se deixa levar pelas ideias negacionistas do presidente da república.

Entre os que avaliam como bom ou ótimo (76%) o governo Bolsonaro, o desejo de se vacinar é menor.

Já entre os que avaliam como ruim ou péssimo o governo, o percentual dos que pretendem se vacinar é maior: 89%, ante 84% na média da população.

Vacinação obrigatória

O levantamento também questionou os entrevistados se a vacinação contra o coronavírus deveria ser obrigatória ou não no Brasil – o presidente Bolsonaro defende que não seja obrigatória.

E os números mostram que a mentalidade da população está mudando: Em janeiro 55% achavam que a vacinação deveria ser obrigatória. Agora são 70%.

Também em janeiro, 44% diziam que a vacinação não deveria ser obrigatória. Agora esse percentual caiu para 30%.

Vacinados

Até este sábado, 5,54% da população brasileira – 11.721.357 de pessoas – havia recebido a primeira dose da vacina contra a Covid-19, segundo o consórcio de veículos de imprensa.

A segunda dose foi aplicada em 1,96% (4.140.109 milhões).

Até o momento, o país conta apenas com 2 vacinas: a de Oxford e a CoronaVac.

Com informações do G1

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: NÚMEROS DE PESQUISA SOBRE CRENÇA DOS BRASILEIROS NA VACINA CONFIRMAM QUEDA DO NEGACIONISMO

NATAL É A CAPITAL DO NORDESTE QUE MENOS VACINOU, MAS PREFEITURA AFIRMA QUE VACINAÇÃO ESTÁ DE ACORDO COM O QUANTITATIVO RECEBIDO,

Natal é a capital do Nordeste mais atrasada na vacinação, Maceió e João Pessoa já vacinam idosos com 68 anos

22 mar 2021

4 tipos de vacinas e o uso delas contra a covid-19 | Guia do Estudante

Reportagem veiculada no jornal Tribuna do Norte traz um dado preocupante. A cidade de Natal é a capital do Nordeste que menos vacinou. Maceió e João Pessoa são as mais avançadas, vacinando idosos a partir de 68 anos, seguido de Recife (69 anos), Teresina (70 anos), Salvador (72 anos) e Sergipe, Fortaleza e São Luís (74 anos).

Segundo a Prefeitura do Natal, a vacinação segue de acordo com o quantitativo recebido. Na noite deste sábado eram 71.796 doses aplicadas na capital, segundo o “vacinômetro”. Neste domingo, 1.831 idosos com 75 anos haviam sido vacidados nos três postos abertos durante o fim de semana. Nesta segunda-feira, além dos drive-thrus instalados no ginásio Nélio Dias, Via Direta e Palácio dos Esportes, outras 20 salas de vacinação irão funcionar em todas as regiões da cidade.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo NATAL É A CAPITAL DO NORDESTE QUE MENOS VACINOU, MAS PREFEITURA AFIRMA QUE VACINAÇÃO ESTÁ DE ACORDO COM O QUANTITATIVO RECEBIDO,

EM 11º LUGAR NA TAXA MAIS ALTA DE VACINAÇÃO O RN ESTÁ ENTRE OS ESTADOS QUE MAIS RECEBE VACINAS

RN tem 11ª taxa mais alta de doses de vacinas recebidas no país

 SAÚDE

Técnica de Enfermagem é a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no RN: 'Chegou a ser um sonho e hoje é esperança' | Rio Grande do Norte | G1

Não procede a narrativa que o RN recebe “menos vacinas” que outros estados. De forma geral, baseado na população total e nas doses recebidas, o RN tem a 11ª taxa de doses recebidas. A média nacional é de 13,82%. O RN recebeu o equivalente a 13,42%, praticamente na média. Segue a lista:

AM 24,97%
RR 20,78%
RS 16,93%
RJ 15,73%
MS 15,12%
AC 15%
MG 14,9%
SP 14,84%
PB 14,43%
BA 13,71%

RN 13,42%

DF 13,35%
PE 13,19%
CE 12,87%
AL 12,27%
SC 12,25%
GO 12,08%
PI 11,98%
ES 11,24%
PR 11,02%
PA 11%
AP 10,8%
TO 10,6%
MT 9,6%
RO 9,4%
SE 9,33%
MA 8,9%

Ressalto que os envios do Ministério da Saúde devem seguir a proporcionalidade dos públicos alvos da campanha. Porém, o levantamento mostra que o RN não está sofrendo boicote. Outra observação pertinente é que para análise de população a ser atingida pela vacinação, os índices acima basicamente devem ser divididos por 2, já que as vacinas são em 2 doses.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo EM 11º LUGAR NA TAXA MAIS ALTA DE VACINAÇÃO O RN ESTÁ ENTRE OS ESTADOS QUE MAIS RECEBE VACINAS

NA TENTATIVA DE MUDAR O FOCO EM RELAÇÃO A PANDEMIA PARA VACINAÇÃO, GOVERNO AVALIA SUBSTITUIR O COMANDO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Governo avalia substituir comando da pasta; Pazuello diz que continua no cargo

da CNN, em São Paulo

 Atualizado 14 de março de 2021 às 19:17

Eduardo Pazuello durante coletiva do Ministério da SaúdeEduardo Pazuello durante coletiva do Ministério da Saúde
Foto: José Dias – 27.abr.2020 / PR

Em meio a discussões no governo sobre a possível substituição do ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o presidente Jair Bolsonaro encontrou a cardiologista Ludhmila Hajjar neste domingo (14), mas ainda não há confirmação sobre a troca no comando da pasta.

Bolsonaro teria discutido o assunto na noite de sábado (13) com ministros da ala militar: Braga Neto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Fernando Azevedo (Defesa) e o próprio Pazuello.

Há uma avaliação de que a mudança na estratégia do governo em relação à pandemia, de virar o foco para a vacinação, deve ser coroada com uma troca no Ministério. Segundo interlocutores do presidente, isso deve ocorrer nos próximos dias.

Nesta tarde, Bolsonaro e Pazuello se reuniram com uma das cotadas para assumir a vaga, a cardiologista e intensivista Ludhmila Hajjar. O encontro foi confirmado pela Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social).

Ela tem apoio de círculos importantes no Congresso, o que pode ser decisivo para a indicação. Durante a pandemia, a médica atendeu nomes como Luiz Fux, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Arthur Lira (PP-AL), atual presidente da Câmara.

Lira, inclusive, foi à defesa do nome de Hajjar nas redes socias. “Coloquei os atributos necessários para o bom desempenho à frente da pandemia: capacidade técnica e de diálogo político com os inúmeros entes federativos e instâncias técnicas. São exatamente as qualidades que enxergo na doutora Ludhmila”, escreveu ele no Twitter.

“Espero e torço para que, caso nomeada ministra da Saúde, consiga desempenhar bem as novas funções. Pelo bem do país e do povo brasileiro, nesta hora de enorme apreensão e gravidade. Como ministra, se confirmada, estarei à inteira disposição”, continuou.

A reação de Pazuello

Apesar de participar das discussões, o ministro não confirmou oficialmente a saída.

Em nota, o Ministério da Saúde disse que “até o presente momento o ministro Eduardo Pazuello segue à frente da pasta”.

Por meio da assessoria do órgão, o general ressaltou que continua no cargo. “Eu não estou doente, continuo como ministro da Saúde até que o presidente da República peça o cargo. A minha missão é salvar vidas”, declarou.

Pazuello comunicou à equipe dele que fará um anúncio nesta segunda-feira (15) para oficializar a compra de vacinas da Pfizer e da Janssen. A decisão pode render ao país mais 140 milhões de novas doses de imunizantes contra Covid-19.

 

Continuar lendo NA TENTATIVA DE MUDAR O FOCO EM RELAÇÃO A PANDEMIA PARA VACINAÇÃO, GOVERNO AVALIA SUBSTITUIR O COMANDO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

O RN RECEBERÁ NA TARDE DESTA QUARTA-FEIRA (10) MAIS 43.200 DOSES DA VACINA CORONAVAC

Por G1 RN

 

Dose da Coronavac — Foto: Divulgação/Flávia Pacheco/SESDose da Coronavac — Foto: Divulgação/Flávia Pacheco/SES

O Rio Grande do Norte vai receber na tarde desta quarta-feira (10) mais 43.200 doses da vacina CoronaVac. O horário da chegada do voo com o novo lote em solo potiguar não foi divulgado pelo governo do Estado.

A recomendação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) é que, assim que essas doses forem distribuídas, os municípios potiguares iniciem a vacinação dos idosos de 75 a 79 anos. A expectativa da pasta é de que 45% desse público seja imunizado com esse lote.

Atualmente, ainda com doses remanescentes, Natal já anunciou o início da vacinação de idosos de 78 anos ou mais.

Das 43.200 doses que chegam nesta quarta, serão entregues imediatamente aos municípios 20.810. Isso porque as demais doses ficam guardadas na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal, para garantir a segunda dose da imunização. Além disso, há também a reserva técnica preconizada pelo Ministério da Saúde, estimada em 2.180 doses nesse lote.

Essa é a décima remessa de vacinas que o Rio Grande do Norte recebe do Ministério da Saúde. Ao todo, já foram entregues 314.240 vacinas, sendo 247.240 da CoronaVac e 67 mil de Oxford/AstraZeneca. As últimas doses chegaram em solo potiguar em 3 de março.

Segundo o RN+ Vacina, plataforma que monitora a imunização no estado, cerca de 122 mil pessoas já foram vacinadas no Rio Grande do Norte, sendo aproximadamente 41 mil já com a segunda dose.

Confira aqui todas as doses já recebidas:

  • 18 de janeiro – CoronaVac: 22.440 doses
  • 18 de janeiro – CoronaVac: 60.000 doses
  • 24 de janeiro – Oxford: 31.500 doses
  • 24 de janeiro – CoronaVac: 14.600 doses
  • 07 de fevereiro – CoronaVac: 29.000 doses
  • 07 de fevereiro – CoronaVac: 17.800 doses
  • 24 de fevereiro – Oxford: 35.500 doses
  • 24 de fevereiro – CoronaVac: 19.400 doses
  • 3 de março – CoronaVac: 40.800
  • 10 de março – CoronaVac: 43.200 doses (falta receber)
Fonte: G1 RN
Continuar lendo O RN RECEBERÁ NA TARDE DESTA QUARTA-FEIRA (10) MAIS 43.200 DOSES DA VACINA CORONAVAC

NATAL INICIOU A SEGUNDA ETAPA DE APLICAÇÃO DE VACINA PARA IDODOS COM 90 ANOS OU MAIS

Por G1 RN

 

Natal inicia segunda dose de Coronavac para idosos com 90 anos ou mais — Foto: Divulgação/SMS NatalNatal inicia segunda dose de Coronavac para idosos com 90 anos ou mais — Foto: Divulgação/SMS Natal

Natal iniciou nesta segunda-feira (8) a aplicação da segunda dose de Coronavac para idosos de 90 anos ou mais que se vacinaram a partir do dia 22 de fevereiro no município. A Secretaria Municipal de Saúde lembra que esta etapa terá sequência nas próximas semanas conforme bula do imunobiológico, que recomenda a segunda dose entre 14 e 28 dias após a primeira aplicação.

George Antunes, Secretário Municipal de Saúde de Natal, reforça a importância de as pessoas observarem o cartão de vacinação, onde constam informações importantes como o tipo da vacina, data em que receberam a dose e previsão do reforço.

A prefeitura continua a aplicação da primeira dose para pessoas com 80 anos e mais e também realiza o reforço, simultaneamente, de acamados e público idoso da etapa anterior.

A vacinação está disponível nos drives-thrus e salas para pedestres do Palácio dos Esportes, Via Direta e Nélio Dias, de segunda a quinta-feira, das 8h às 16h; e sexta-feira, das 8h às 12h. A SMS lembra que 21 unidades básicas de saúde também oferecem a vacina de segunda a sexta-feira, de 8h às 12h30 e 13h30 às 16h (veja lista abaixo).

  • Norte I – UBS Pajuçara, UBS Nova Natal, UBS Redinha (novo) e UBS Nordelândia (novo);
  • Norte II – UBS Vale Dourado, UBS Panatis, UBS Nova Aliança (novo) e UBS Soledade II (novo);
  • Leste – UBS São João, UBS Brasília Teimosa, UBS Rocas, UBS Alecrim (novo) e Unidade Mista de Mãe Luiza (novo);
  • Oeste – UBS Nazaré, UBS Felipe Camarão II, UBS Cidade Nova (novo) e UBS Bairro Nordeste (novo);
  • Sul – UBS Candelária, UBS Rosângela Lima, UBS Nova Descoberta (novo) e UBS Ponta Negra (novo).

Fonte: G1 RN

Continuar lendo NATAL INICIOU A SEGUNDA ETAPA DE APLICAÇÃO DE VACINA PARA IDODOS COM 90 ANOS OU MAIS

NATAL INICIA NESTA SEXTA FEIRA (5) VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM INDÍGENAS QUE VIVEM A CAPITAL

Por G1 RN

 

Vacina de Oxford — Foto: Divulgação/ Prefeitura de ItupevaVacina de Oxford — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Itupeva

Após uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF), a Prefeitura de Natal vai dar início à vacinação contra a Covid-19 dos indígenas que vivem na capital potiguar nesta sexta-feira (5). Ao todo, serão imunizados cerca de 170 indígenas de 57 famílias que vivem no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte de Natal.

Segundo a prefeitura de Natal, os indígenas são da etnia Mendonça. Não há, a princípio, doses suficientes para todos e serão utilizadas as 80 doses da vacina Oxford/AstraZeneca que foram destinadas a esse público.

Os indígenas fazem parte dos grupos prioritários de vacinação no Plano de Imunização Nacional, do Ministério da Saúde, pela população ser considerada de alta vulnerabilidade social.

A vacinação dos indígenas no estado começou há cerca de uma semana nos municípios. No dia 24 de fevereiro, o Governo do RN recebeu doses destinadas especificamente a esse grupo e as encaminhou inicialmente a oito cidades.

O município de Natal, no entanto, devolveu as doses alegando desconhecer alguma população indígena no seu território.

População indígena do RN começou a ser vacinada há uma semana — Foto: Divulgação/Sesap

No dia 2 de março, então, o MPF recomendou à Secretaria Municipal de Saúde de Natal que iniciasse imediatamente a vacinação dos povos indígenas que vivem na capital potiguar, incluindo 28 venezuelanos da etnia Warao. Foi concedido o prazo de 48 horas para retratação da SMS Natal e adoção de providências.

No documento, os procuradores da República Camões Boaventura e Victor Mariz frisaram que “não cabe aos governos federais, estaduais ou municipais deixar de reconhecer a identidade dos povos indígenas”.

Diante da recomendação, a prefeitura decidiu contemplar os indígenas nesta fase inicial de vacinação. “A SMS Natal vai seguir o Plano Nacional de Imunização e vacinar os idosos indígenas. Com a chegada de novas doses, o restante do grupo será vacinado”, disse o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

Nesta primeira etapa, oito municípios foram contemplados com 2.920 vacinas de Oxford/AstraZeneca para indígenas: Goianinha, Baía Formosa, Assu, Apodi, João Câmara, Jardim de Angicos, Macaíba e Natal.

Segundo o sistema RN+ Vacina, o Rio Grande do Norte tem atualmente 105.674 pessoas vacinadas contra a Covid-19 pelo menos com a primeira dose aplicada.

Levantamento

A Comissão Técnica Local da Fundação Nacional do Índio em Natal (CTL-FUNAI-Natal) aponta a existência de 1.662 famílias indígenas autodeclaradas e assistidas pelo órgão indigenista no Rio Grande do Norte. Em Natal, residem 76 delas.

O Fórum de Lideranças Mendonça informa que 57 famílias da etnia Potiguara vivem na Zona Norte de Natal, nos bairros de Nossa Senhora da Apresentação, Cidade Praia e Jardim Progresso.

A CTL-FUNAI informou ainda a presença de 28 famílias indígenas da etnia Warao, migrantes da Venezuela, abrigadas na capital.

Fonte: G1 RN

200 vídeos
Continuar lendo NATAL INICIA NESTA SEXTA FEIRA (5) VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM INDÍGENAS QUE VIVEM A CAPITAL

SAÚDE- ECONOMIA:SEGUNDO ESPECIALISTA, A ECONOMIA BRASILEIRA SÓ VAI MELHORAR COM A VACINAÇÃO EM MASSA

Só a vacinação em massa pode melhorar a economia brasileira, afirma especialista

Segundo dados divulgados nesta quarta (3) pelo IBGE, o Produto Interno Bruto (PIB) acumulado de 2020 registrou tombo de 4,1%

Layane Serrano, da CNN, em São Paulo

Atualizado 03 de março de 2021 às 11:11

Vacinação em massa é 'decisiva' para o bom desempenho da economia brasileira, diz Guedes | Economia | G1

A economia brasileira só tem chance de melhorar se a vacinação contra a Covid-19 atingir uma proporção grande da população do país. Esta é a análise do economista e sócio da MB Associados José Roberto Mendonça de Barros. Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto (PIB) acumulado de 2020 registrou um encolhimento de 4,1%.

“Chama a atenção que no ano passado só a agropecuária teve crescimento positivo. Todos os outros setores do PIB tiveram crescimento negativo. A pandemia leva a restrições de mobilidade e, com isso, o setor que mais sofre é serviços porque boa parte desse setor exige aglomeração e presença das pessoas, e é o setor que mais emprega”, disse.

“Por isso, se olhamos para esse ano, a grande lição que sobra do ano passado é que só teremos chance de melhorar se a vacinação em massa atingir uma proporção grande da população. Isso é o mais fundamental para esse ano, até mesmo antes da continuidade, que é importante, de um certo auxílio emergencial”.

Na avaliação do economista, o que salvou o ano passado foi o auxílio emergencial. “Até julho do ano passado, a projeção era de menos 6%, até mais, e acabou dando menos 4%. Isso foi um resultado médio, se compararmos com países da Europa, como a Inglaterra e a Espanha, e da América Latina, como o Peru, a Argentina e o México. Mas, de qualquer forma, é uma queda muito significativa e que tem custos para o país, especialmente porque a gente vem crescendo pouco desde 2014, 2015. Entretanto, o que salvou o ano foi o auxílio emergencial.”

Fonte: CNN

Continuar lendo SAÚDE- ECONOMIA:SEGUNDO ESPECIALISTA, A ECONOMIA BRASILEIRA SÓ VAI MELHORAR COM A VACINAÇÃO EM MASSA

O VICE-PRESIDENTE MOURÃO AFIRMOU QUE NÃO ADIANTA QUERER IMPOR MEDIDAS NACIONAIS NÃO SOMOS DITADURA, A SOLUÇÃO É ACELERAR A VACINAÇÃO E CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

 Não adianta você querer impor algo nacional. Nós não somos ditadura”, diz Mourão sobre pedido de toque de recolher feito por secretários

 POLÍTICASAÚDE

Foto: Reprodução

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta terça-feira (2) que ‘não adianta querer impor’ medidas nacionais para restringir a circulação de pessoas e tentar reduzir os casos de Covid-19. Segundo ele, a solução é acelerar a vacinação e realizar de campanhas de conscientização da população.

Mourão fez o comentário após ter sido questionado a respeito da carta escrita pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) que sugeriu medidas urgentes contra o iminente colapso das redes pública e privada de saúde diante do aumento dos casos de Covid-19. Entre as sugestões está um toque de recolher nacional das 20h até as 6h da manhã.

“Cada população tem sua característica, se você analisar o país são cinco países diferentes em um só, o Norte é uma coisa, Nordeste é outra, etc e tal. Então, não adianta você querer impor algo nacional. E aí como é que você vai fazer isso para valer? A imposição? Nós não somos ditadura. Ditadura é fácil, sai dando bangornada em todo mundo”, afirmou ele em entrevista ao chegar ao Palácio do Planalto nesta terça (2).

Para Mourão, a população “cansou” das medidas de restrição e os brasileiros não gostam de ficar em suas residências, preferem sair à rua. O vice-presidente considera que o caminho para redução dos casos da Covid-19 seria realizar uma campanha de conscientização e acelerar a vacinação.

“Acho que tem que haver uma campanha em todos os níveis de conscientização da população. Acho também que tinham que ter alguma atitude em relação ao transporte urbano, acho que nenhum gestor se preocupou muito com isso aí. É por aí. E conseguir acelerar as vacinas. Acelerando as vacinas a coisa anda de forma boa”, afirmou.

Carta do Conass

A carta escrita pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) foi entregue na segunda-feira (1º). No documento, a entidade diz que o Brasil vive o pior momento da pandemia e divulgou medidas que deveriam ser adotadas no país. Em resumo, o Conass afirmou que:

Brasil vive pior momento da pandemia, com patamares altos em todas as regiões.

Falta condução nacional unificada e coerente da reação à pandemia.

É preciso proibir eventos presenciais, inclusive atividades religiosas.

É preciso suspender aulas presenciais em todo o país.

É preciso adotar toque de recolher nacional; fechar bares e praias.

É preciso ampliar testagem e acompanhamento dos infectados.

Deve-se criar um Plano Nacional de Comunicação para esclarecer a população da gravidade da situação.

Situação no país

Um ano após o primeiro caso de Covid-19, o Brasil vive momento crítico, com 255,8 mil óbitos. Segundo consórcio de imprensa, na segunda-feira (1°) a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.223, o quinto recorde batido nos últimos seis dias.

Já o balanço da vacinação registra 6,7 milhões de pessoas que receberam a primeira dose (3,2% da população brasileira).A segunda dose já foi aplicada em 2 milhões de pessoas (0,95% da população).

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo O VICE-PRESIDENTE MOURÃO AFIRMOU QUE NÃO ADIANTA QUERER IMPOR MEDIDAS NACIONAIS NÃO SOMOS DITADURA, A SOLUÇÃO É ACELERAR A VACINAÇÃO E CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

BOAS NOTÍCIAS: ALUNO DE ARQUITETURA DA USP DESENVOLVE UNIDADE DE VACINAÇÃO VOLANTE A PARTIR DE ÔNIBUS USADO

Um jovem do 5º ano de Arquitetura da FAU da USP idealizou e montou o primeiro ônibus usado, adaptado para combate à Covid-19. O ônibus é equipado por um sistema de câmaras de refrigeração médica de 2 a 8 graus (ºC) certificado para conservação de vacinas como CoronaVac e AstraZeneca/Oxford e tem capacidade para armazenar até 6 mil doses simultaneamente. Leia o artigo completo a seguir e conheça os detalhes deste brilhante projeto.

Aluno transforma ônibus usado em clínica móvel para vacinar contra covid

O primeiro ônibus usado, adaptado para combate à Covid-19, está nas ruas de São Paulo fazendo um trabalho importante. Ele virou uma clínica móvel para ajudar mais de 4 mil pacientes por mês, que não podem ou não querem ir aos postos de saúde, por medo de contaminação, ou aglomeração.

A primeira unidade da plataforma O-SI foi idealizada por Andre Zanolla (foto abaixo), estudante da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP – daqueles jovens que pensam fora da casinha e dão orgulho pra gente!

O projeto foi feito em parceria com a Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a clínica móvel está completando dois meses de trabalho.

Os profissionais que atuam no ônibus fazem vacinação, testagem de pacientes e atendimentos de baixa complexidade, como diagnóstico, medicação intravenosa e exame de sangue.

O O-SI é equipado por um sistema de câmaras de refrigeração médica de 2 a 8 graus (ºC) certificado para conservação de vacinas como CoronaVac e AstraZeneca/Oxford. Ele tem capacidade para armazenar até 6 mil doses simultaneamente.

O veículo tem estrutura para a testagem de pacientes para o coronavírus, como RT-PCR, testes rápidos de antígeno e testagem sorológica IgG e IgM.

Para melhorar a acessibilidade dos espaços, o projeto conta com a adaptação dos espaços, como com corrimãos, piso podo-tátil (marcações no chão para deficientes visuais) e linguagem visual objetiva e com contraste de cores. Isso permite que sejam atendidos pacientes como Pessoas com Deficiências (PCDs), idosos e pessoas com baixa visão.

Segurança

Para reduzir as chances de contágio, as unidades possuem um sistema de insuflamento de ar com filtragem que reduz de maneira eficiente odores, fumaça e carga microbiológica no ambiente. Isso faz com que sejam capazes de inativar 98% da carga viral de Sars-Cov-2 (coronavírus) presente no ar em pouco mais de três horas. Há também um sistema de recirculação de ar com filtragem que elimina até 99% dos vírus e 99,99% das bactérias.

Uma vez ao dia, entre turnos de atendimento, as unidades são sanitizadas com tecnologia que produz nanopartículas que aderem a superfícies. De acordo com os criadores do projeto, essa técnica previne o risco de contaminação cruzada entre pacientes e profissionais da saúde, tornando o ambiente biosseguro.

As paredes da clínica móvel possuem também um material que garante baixa porosidade, diminuindo o acúmulo de partículas sólidas e que facilita os processos de higienização da unidade. Além disso, as divisórias hospitalares possuem fibras com efeito antimicrobiano, que impede o crescimento de populações de bactérias e fungos na superfície.

Parceria

O O-SI foi Financiado por empresas e instituições de diversos segmentos, como escritório de arquitetura, indústrias químicas e farmacêuticas e do setor de saúde,

O ônibus tem atuado apenas com o setor privado, levando atendimentos de saúde a funcionários de empresas contratantes da região metropolitana de São Paulo.

O-SI teve consultoria médica prestada por docentes da Escola Paulista de Medicina da Unifesp. O responsável pela criação e revisão dos protocolos de segurança é o médico Sun Rei Lin, professor e coordenador do Pronto-Socorro de Cirurgia do Hospital São Paulo.

Como

A clínica móvel é feita a partir de adaptações na estrutura de ônibus que saíram de circulação do transporte público.

Na maioria das cidades, podem circular apenas veículos de até 10 anos. Conforme observado por Zanolla, boa parte da frota aposentada torna-se sucata devido à baixa demanda, sendo que muitos são destinados a desmanches.

“A ideia da plataforma é reaproveitar essa infraestrutura preexistente e torná-la um equipamento de saúde complementar de longa duração”, explica.

O custo de cada unidade equipada é em torno de R$ 200 mil, excluindo-se impostos e equipamentos hospitalares.

Prêmio

A plataforma O-SI recebeu o primeiro prêmio no A’Design Awards, categoria War on Virus , que buscava identificar as melhores iniciativas de combate à covid-19 em escala mundial.

Além disso, recebeu em 2020 menção honrosa no 58o. Prêmio Anual do IAB-RJ (Instituto de Arquitetos do Brasil) na categoria Reúso e Transformação de Estruturas.

Novas unidades

Outros dez veículos já estão em processo de adaptação para se tornarem uma clínica móvel.

Segundo Andre Zanolla, que está no quinto ano da FAU, a idéia é que o O-SI ofereça os serviços da plataforma também ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Alguns municípios e Estados das regiões Norte e Sudeste, ainda mantidos em sigilo, mostraram interesse no projeto e estão em fase de negociações para que seja disponibilizado no sistema público.

Depois da Covid-19

Apesar de existir uma preocupação em especial com a covid-19, Andre vê o O-SI como um “projeto-legado”, ou seja, uma estrutura permanente de longo prazo.

Para os idealizadores, o projeto pode se tornar uma ferramenta para atendimento médico descentralizado capaz de reduzir as filas de espera para consultas e exames, principalmente para a população mais vulnerável.

“Além das vacinas para combate à covid-19, podemos armazenar, distribuir e aplicar outros diversos tipos de vacinas do calendário de imunização nacional”, concluiu.

Ônibus transformado em clínica móvel - Foto: Projeto O-SI / divulgação
Ônibus transformado em clínica móvel – Foto: Projeto O-SI / divulgação
Foto: Projeto O-SI / divulgação
Foto: Projeto O-SI / divulgação
Foto: Projeto O-SI / divulgação
Foto: Projeto O-SI / divulgação
Foto: Projeto O-SI / divulgação
Foto: Projeto O-SI / divulgação
Andre Zanolla, aluno idealizador do O-SI - Foto: Divulgação / A´Design Award
Andre Zanolla, aluno idealizador do O-SI – Foto: Divulgação / A´Design Award

Com informações do JornalDaUsp

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: ALUNO DE ARQUITETURA DA USP DESENVOLVE UNIDADE DE VACINAÇÃO VOLANTE A PARTIR DE ÔNIBUS USADO

2,3% DA POPULAÇÃO DO RN FOI IMUNIZADA CONTRA COVID-19 EM UM MÊS DE VACINAÇÃO

Por Leonardo Erys, G1 RN

 

Voluntária para vacinação contra Covid-19 em Natal — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV CabugiVoluntária para vacinação contra Covid-19 em Natal — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

No dia 19 de janeiro, a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos, recebia a primeira vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte. Na sexta-feira (19), a campanha completou um mês no estado e imunizou 2,3% da população.

Ao todo, 81.474 pessoas receberam pelo menos uma das doses da vacina no estado durante esse primeiro mês. Foram aplicadas, 99.749 vacinas, sendo 80.745 da primeira dose e 19.004 da segunda.

Os dados são atualizados no Mapa da vacinação contra Covid-19 no Brasil, do G1, e colhidos com as secretarias de saúde dos estados. No RN, os dados podem ser consultados através da plataforma RN+ Vacina. Os números desta matéria foram atualizados até às 8h deste sábado (20).

O RN+ Vacina aponta Natal como a cidade que mais aplicou vacinas: 30.267 doses. Mossoró, na Região Oeste, está logo atrás no ranking, com 11.473 doses, e é seguida por Parnamirim, na Região Metropolitana, com 7.877.

A primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos — Foto: Alexandre Lago/Cedida

Entre as doses distribuídas pelos 167 municípios do Rio Grande do Norte, o Mapa da vacinação contra Covid-19 no Brasil mostra que 87,45% delas já foram aplicadas.

Avanço das fases

O Rio Grande do Norte iniciou a vacinação pelos profissionais da linha de frente contra a Covid-19 e idosos institucionalizados. Depois, avançou para outros trabalhadores da saúde e outros profissionais das unidades de atendimento.

Recentemente, alguns municípios potiguares começaram a vacinação de idosos acamados e outros já avançam para a vacinação em idosos de 90 anos ou mais, seguindo a recomendação da Sesap.

A capital Natal, por exemplo, vai iniciar a vacinação deste público a partir da próxima segunda-feira (22). O município já encerrou a aplicação da segunda dose da CoronaVac nos profissionais da saúde da linha de frente.

O cronograma da Secretaria de Saúde do RN prevê que, caso os municípios ainda tenham doses remanescentes das vacinas, o próximo grupo a ser imunizado é o de idosos entre 85 a 89 anos.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), o RN recebeu até o momento 175.340 doses de vacinas, entre Coronavac (143.840) e Vacina de Oxford/AstraZeneca (31.500). O lote mais recente foi recebido no dia 7 de fevereiro. O estado aguarda novo envio do governo federal.

Denúncias

Até 11 de fevereiro, o Ministério Público do Rio Grande do Norte informou que registrou pelo menos 650 denúncias de fura-fila na vacinação contra a Covid-19 no estado.

Segundo o órgão, as denúncias estão sendo analisadas criteriosamente para, só após, serem encaminhadas para os órgãos de controle.

Para evitar que haja essa prática ilegal, o MP tem expedido recomendações para que os municípios observem os planos de vacinação.

As denúncias podem ser feitas anonimamente pelo Disque Denúncia 127, pelo WhatsApp (84) 98863-4585 ou pelo e-mail disque.denuncia@mprn.mp.br. No WhatsApp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

Problemas na vacinação

Entre as polêmicas envolvidas neste primeiro mês esteve a vacinação dos educadores físicos no município de Parnamirim. O município alegou que esses profissionais constavam como trabalhadores da saúde em nota técnica do Ministério da Saúde. O governo do RN se posicionou e recomendou a vacinação em idosos acamados naquela etapa, o que foi acatado pelo município.

Outro problema relatado foi a vacinação de uma fisioterapeuta e uma dentista que receberam doses diferentes dos imunizantes. Nos dois casos, a primeira dose foi a da AstraZeneca/Oxford e a segunda da CoronaVac. As duas haviam sido informadas que tinham tomado as doses de CoronaVac na primeira imunização. Elas estão sendo acompanhadas pela Secretaria de Saúde de Natal

Fisioterapeuta que tomou doses diferentes da vacina contra a Covid está sendo acompanhada

As duas vacinas tiveram uso aprovado pela Anvisa no Brasil e são usadas no programa de imunização. Porém, quem toma a primeira dose de uma deve tomar a segunda dose do mesmo imunizante. Não há comprovação de eficácia da imunização quando o paciente recebe doses da vacina de diferentes fabricantes.

Outro caso polêmico aconteceu no município de Serra Negra do Norte. A prefeitura abriu uma investigação para apurar o sumiço de uma dose da vacina que estava armazenada no Centro de Saúde Sueli Lucena de Araújo, a principal unidade de saúde da cidade.

Comemoração

As doses das vacinas contra a Covid-19 foram recebidas nos municípios do interior do Rio Grande do Norte com grande festa da população e sob aplausos. Os imunizantes chegaram em carros de bombeiros, ambulâncias e em veículos das próprias prefeituras.

Profissionais da saúde e populares saíram das unidades de saúde e das casas para aplaudir e comemorar o início da imunização pelo estado.

Vacinas são recebidas sob aplausos em São Fernando, interior do RN

Fonte: G1 RN
Continuar lendo 2,3% DA POPULAÇÃO DO RN FOI IMUNIZADA CONTRA COVID-19 EM UM MÊS DE VACINAÇÃO

ANÁLISE POLÍTICA: BOLSONARO “DILMOU” DIZ O MERCADO, POR JOSÉ NÊUMANNE PINTO

Sábado é dia de ANÁLISE POLÍTICA, aqui no Blog do Saber e hoje temos o irreverente José Nêumanne Pinto com a seguinte pauta: 1 – A elite empresarial paulistana, que ainda não utilizou a própria força para pressionar o chefe do governo a mudar a política negacionista no combate à pandemia, agora diz que ele segue o caminho da ex-presidente petista, por estar interferindo na política de preços da Petrobrás. 2 – O PGR quinta coluna pediu a abertura de inquérito sobre crimes de desacato e infração de medida sanitária pelo deputado federal Daniel O Quê na carceragem da PF no Rio. Mais um sinal de indiferença do chefão da patota golpista. 3. O chefe do Executivo jura que a mãe tomou vacina da AstraZeneca, rejeitada na Europa, e não da Coronavac do Butantan, de que o Ministério da Saúde encomendou mais 30 milhões de doses. Tudo isso e muito mais. Por isso não perca e assista agora!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: BOLSONARO “DILMOU” DIZ O MERCADO, POR JOSÉ NÊUMANNE PINTO

BOAS NOTÍCIAS: NO INTUITO DE VER SE A VACINAÇÃO EM MASSA REALMENTE DIMINUI A TRANSMISSÃO DO VÍRUS CIDADE INTEIRA SERÁ VACINADA

A partir da semana que vem toda a população adulta da cidade de Serrana no interior de São Paulo será vacinada para saber se a vacinação em massa pode de fato diminuir a transmissão do vírus, controlando assim a infecção. É uma iniciativa do Instituto Butantan e da Prefeitura da cidade para ver qual é a capacidade da Coronavac em modificar o curso da epidemia.  Leia o artigo completo a seguir para conhecer os detalhes dessa matéria!

Cidade inteira será vacinada para ver se controla transmissão da Covid

Toda a população adulta da cidade de Serrana, perto de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, será vacinada contra a covid-19 a partir da semana que vem.

Os 30 mil voluntários acima de 18 anos – entre os 45.644 moradores do município – vão participar de uma pesquisa do Instituto Butantan para saber se a vacinação em massa pode de fato diminuir a transmissão do vírus, controlando assim a infecção.

O Projeto S, como é chamado, foi lançado nesta sexta, 12, pelo Butantan e a prefeitura da cidade, para ver qual é a capacidade da Coronavac em modificar o curso da epidemia.

O ensaio clínico com a população adulta será feito com a vacina produzida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

A vacinação

A imunização começa no dia 17 de fevereiro e a população poderá se cadastrar até o dia 16.

Para facilitar a vacinação em massa, a cidade foi divida em quatro regiões, separadas por cores. A vacinação será feita de quarta-feira a domingo de acordo com o cronograma de cada cor.

Para a primeira dose, serão imunizados os moradores da Região Verde (17 a 20 de fevereiro); em seguida serão os residentes da Região Amarela (24 a 27 de fevereiro), da Região Cinza (3 a 6 de março) e da Região Azul (10 a 13 de março).

Os postos de vacinação serão montados em oito escolas, de acordo com as áreas determinadas para o estudo para a aplicação das doses.

A estimativa é a de que em 13 semanas já será possível obter as respostas necessárias para conhecer os efeitos da imunização em massa.

A escolha

A cidade de Serrana foi escolhida para participar do projeto por ter apresentado dados preocupantes de transmissão do novo coronavírus em um inquérito sorológico realizado pelo Instituto Butantan em 2020. E também por outros motivos:

“É uma cidade relativamente pequena, tinha uma grande porcentagem de caso ativos (5%, de acordo com inquérito sorológico feito em abril do ano passado) e tem mais de 10 mil moradores que viajam todos os dias, circulação que propicia a proliferação de doenças infectocontagiosas”, disse diretor-geral do Hospital Estadual Serrana, Marcos Borges.

A expectativa

O diretor-presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, falou da expectativa: “Se a vacinação controlar o vírus, levar à diminuição da existência do próprio vírus na comunidade é um tipo de resposta. Se o vírus vai continuar circulando, embora haja proteção contra a doença, é outro tipo de resposta que vai exigir novo tipo de planejamento”, explicou.

Dimas Covas disse que as variantes do novo coronavírus são uma preocupação das autoridades médicas e especialmente a variante brasileira que surgiu no Amazonas, que pode trazer problemas para algumas vacinas baseadas na proteína S (AstraZeneca , Sputnik V, Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson).

“A vacina do Butantan é diferente porque é baseada no vírus inteiro inativado, quebrado aos pedaços e são esses pedaços que formam a vacina. Quando o indivíduo recebe, ele produz uma resposta imunológica ampla contra vários pedaços do vírus. Portanto, a chances dessa vacina ter problemas com essas variantes é menor. Já estamos fazendo o monitoramento dessas variantes”, explicou.

O estudo foi desenvolvido pelo Instituto Butantan, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP, aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e é realizado em parceria com a Secretaria de Saúde e a Prefeitura Municipal de Serrana. O estudo está registrado na base de dados internacional ClinicalTrials.gov.

A participação é voluntária e os dados dos cidadãos que tomarem a vacina são sigilosos.

Um assistente virtual pelo WhatsApp vai tirar dúvidas da população e ajudar a monitorar efeitos da vacinação

“A Tainá, nossa assistente virtual, vai ser fundamental para a divulgação do Projeto S e o acompanhamento da população de Serrana após a vacinação”, concluiu Dimas Covas, diretor-presidente do Instituto Butantan.

Com informações da Agência Brasil

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: NO INTUITO DE VER SE A VACINAÇÃO EM MASSA REALMENTE DIMINUI A TRANSMISSÃO DO VÍRUS CIDADE INTEIRA SERÁ VACINADA

BOAS NOTÍCIAS: O UNIDOS PELA VACINA É MUTIRÃO EM DEFESA DA VIDA PROMOVIDO POR EMPRESÁRIOS

O Unidos pela Vacina, mutirão criado por grupo de empresários liderado pela mega empresária Luíza Trajano, do Grupo MAGALU, é o destaque, aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS desta terça-feira. O Unidos pela Vacina vai apoiar o SUS, Sistema Único de Saúde, com soluções de logística e compra de insumos, como seringas, agulhas e também facilitar a distribuição dos imunizantes contra a Covid-19 em todo o país nos próximos 8 meses. Uma iniciativa privada de tirar o chapéu. Por isso lhe convido a ler o artigo completo a seguir e conhecer esse movimento empresarial inédito!

Empresários se unem para vacinar todos os brasileiros até setembro

Empresários se uniram e criaram um movimento para ajudar a vacinar todos os brasileiros até setembro. É o Unidos pela Vacina.

O grupo vai apoiar o SUS, Sistema Único de Saúde, com soluções de logística e compra de insumos, como seringas, agulhas e também facilitar a distribuição dos imunizantes contra a Covid-19 em todo o país nos próximos 8 meses.

Os empresários também querem ajudar na fabricação dos imunizantes – com auxílio na logística e na solução de problemas da Fundação Oswaldo Cruz, parceira na produção da vacina de Oxford/Astrazeneca, e do Instituto Butantan, que fabrica, no Brasil, a CoronaVac.

O Unidos pela Vacina foi anunciado nesta segunda, 8 pela empresária Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza.

“O nosso objetivo é vacinar todos os brasileiros até setembro deste ano. Sim, vacina para todos até setembro deste ano”. A gente não discute política, não procura culpado. A gente discute, sim, como levar a vacina até todas as pessoas do nosso país”, escreveu a empresária nas redes sociais.

O movimento é coordenado pelo Grupo Mulheres do Brasil, que tem mais de 75 mil participantes.

Entidades como a Febraban, Federação Nacional dos Bancos, já anunciaram apoio ao Unidos pela Vacina, que deve divulgar ao longo da semana as ações em todo o país.

Não foi revelado quanto será investido no movimento.

Quebrar resistência

O movimento vai investir em uma campanha publicitária que será veiculada em todo o país, pela televisão.

A intenção é diminuir a resistência à vacina e, depois, mostrar como tomar o imunizante.

O Unidos pela Vacina lançado nesta segunda-feira não tem relação com o outro movimento empresarial que surgiu em janeiro, que pretendia comprar imunizantes para aplicar em funcionários de grandes empresas e doar parte das vacinas adquiridas para o SUS.

Com informações do EM e CNN

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: O UNIDOS PELA VACINA É MUTIRÃO EM DEFESA DA VIDA PROMOVIDO POR EMPRESÁRIOS

VACINAÇÃO EM AMSSA NOS EAU UTILIZA ESTÁDIOS E ARENAS

Nos EUA, estádios e arenas estão sendo usados para agilizar vacinação em massa

Da CNN, em São Paulo
05 de fevereiro de 2021 às 23:50

No esforço de aumentar o ritmo de vacinação dos Estados Unidos, estádios e arenas esportivas estão abrindo suas portas para vacinar a população. É o caso do lendário estádio de baseball Yankee Stadium, casa do New York Yankees que iniciou processo de vacinação nesta sexta-feira (5).

O planejamento é que 15 mil pessoas possam se vacinar no local, mas apenas moradores do bairro do Bronx, onde fica o estádio. Para receber o imunizante, será preciso apresentar um comprovante de residência.

Em Louisville, no estado do Kentucky, uma arena de hockey e de shows foi transformada em um drive thru de vacinação que aplica cerca de 1.500 doses por dia. O processo está sendo tocado por voluntários, que ganham direito a se vacinar após 40h trabalhadas.

A utilização de grandes arenas faz parte de uma estratégia do governo americano de aumentar o ritmo de vacinação do país. A partir da próxima semana o governo vai aumentar em 20% a distribuição de doses para 10,5 milhões por semana. Além disso, 6.500 farmácias de rua também poderão oferecer a vacina.

Até agora foram distribuídas 57 milhões de doses nos EUA. Quase 28 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose e cerca de 7 milhões receberam as duas doses.

O estádio de baseball Yankee Stadium está sendo usado como um ponto de vacinaçãoO estádio de baseball Yankee Stadium está sendo usado como um ponto de vacinação nos Estados Unidos Foto: Reprodução/CNN (05.fev.2021)

 

Continuar lendo VACINAÇÃO EM AMSSA NOS EAU UTILIZA ESTÁDIOS E ARENAS

GOVERNO RETIRA DA MP EXIGÊNCIA DA PFISER QUE A ISENTAVA DE RESPONSABILIDADES SOBRE EFEITOS ADVERSOS QUE A VACINA PUDESSE APRESENTAR

Governo exclui de MP da Vacina item que facilitava negociação com a Pfizer

Ministério da Saúde diz que avançou nas negociações para compra da vacina da Pfizer | GZH

O governo Jair Bolsonaro contrariou órgãos técnicos e excluiu trecho da Medida Provisória 1.026/2021, publicada em 6 de janeiro, que poderia ter facilitado a compra da vacina da Pfizer para a covid-19. Na primeira versão da MP, obtida pelo Estadão via Lei de Acesso à Informação, havia um artigo que autorizava a União a assumir a responsabilidade sobre efeitos adversos que os imunizantes pudessem apresentar. Além disso, o texto liberava a contratação de um seguro para cobrir os riscos que o governo assumiria. Essas medidas são exigências do laboratório Pfizer para vender seu imunizante.

Países da Europa e os Estados Unidos já firmaram compromissos nesses termos com a farmacêutica para viabilizar a compra do imunizante. Trata-se de exigência do laboratório para evitar ser alvo de eventuais ações judiciais, mas o governo considerou a cláusula “abusiva”.

A negociação com a farmacêutica americana, que ofereceu 70 milhões de doses ao País, se arrasta desde dezembro. O Brasil hoje depende da vacina Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan, e do imunizante da AstraZeneca/Oxford, produzido pela Fiocruz, e não tem doses suficientes para vacinar toda a população. A previsão do Ministério da Saúde é de que serão necessárias 350 milhões de doses no total.

A versão descartada da chamada “MP da Vacina” foi enviada ao Palácio do Planalto no fim de dezembro pelos ministros da Saúde, da Justiça, da Controladoria-Geral da União (CGU) e da Advocacia-Geral da União (AGU). Todos esses órgãos técnicos, portanto, entenderam que o artigo era aceitável. O texto foi devolvido e, quando voltou na sua nova versão, apenas seis dias depois, o artigo que facilitaria a negociação com a Pfizer havia sido suprimido. Esse segundo texto, diferentemente do primeiro, incluía ainda a assinatura do ministro da Casa Civil, general Walter Braga Netto.

A nova redação da medida também excluiu a permissão para a União contratar um seguro privado, mesmo de empresa estrangeira, ou a criar outras garantias, como um fundo público, para cobrir os riscos que o governo assumiria. Esse tipo de reserva de segurança é utilizado, por exemplo, nos Estados Unidos, e serve para indenizar pessoas que eventualmente sofram efeitos colaterais após tomarem vacinas.

Apesar de ainda não ter vacinas garantidas para toda a população, Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, resistem em aceitar a proposta da Pfizer. Em nota de 23 de janeiro, a pasta disse que comprar esta vacina seria uma conquista de “marketing, branding e growth” para o laboratório, mas causaria “frustração em todos os brasileiros”, porque a oferta de doses seria pequena. Das 70 milhões de doses que o laboratório negocia com o Brasil, só 8,5 milhões seriam entregues no primeiro semestre deste ano.

Bolsonaro e Pazuello apontam justamente a exigência da Pfizer de não responder por efeitos adversos como maior barreira para a negociação. “Lá no contrato da Pfizer está bem claro: ‘Não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral. Se você virar um jacaré, é problema de você’”, disse o presidente, em discurso em Porto Seguro no dia 17 de dezembro. No caso das duas vacinas que já estão sendo utilizadas no País, não há essa exigência. Caberá às fabricantes brasileiras dos imunizantes, Fiocruz e Butantan, responder por qualquer efeito adverso que não estava previsto.

Aval da AGU

Em parecer em que dá aval jurídico à medida, a AGU aponta a questão da responsabilidade da União em relação à vacina como de “induvidosa constitucionalidade”. “Este dispositivo, além de estar adequado à realidade dos fatos, vez que não há ainda vacinas cuja maturidade de pesquisas seja suficiente para seguimento do processo regular de aprovação, é de induvidosa constitucionalidade”. Para a CGU, na prática, o governo já se expõe ao risco de ser responsabilizado por efeitos adversos, pois as vacinas são aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em 20 de janeiro, após a publicação da MP, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, declarou que a Pfizer considerava a legislação brasileira não “adequada” para fechar contrato. “Estamos tentando verificar até onde eles podem ceder”, afirmou Franco.

Especialistas ouvidos pela reportagem apontam que eximir a fabricante de responsabilização civil em caso de efeitos adversos causados por vacinas é prática comum em países desenvolvidos, inclusive para outros imunizantes, e algo recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Não é um contrato dracroniano. É o mesmo contrato que está sendo exercido no mundo inteiro e outros países estão aceitando”, diz o advogado Paulo Almeida, diretor executivo do Instituto Questão de Ciência.

Ele também afirma que a criação de fundos públicos para assegurar ressarcimento por efeitos adversos é “prática consolidada no mundo”. Segundo Almeida, porém, o uso deste recurso é uma rara exceção, pois as vacinas passam por “sério crivo das agências reguladoras”, o que já confirmaria a segurança dos produtos.

“Acaba sendo uma birra do governo. Talvez por desconhecimento das melhores práticas internacionais. Na pior leitura possível, é criar entraves para dificultar a entrada das vacinas, por desinteresse em se associar à empresa, seja por motivo ideológico ou mercadológico”, afirmou Almeida.

A epidemiologista Carla Domingues, que coordenou o Programa Nacional de Imunização (PNI) entre 2011 e 2019, disse ao Estadão, no fim de janeiro, que é difícil fazer uma avaliação mais precisa das condições negociadas para a venda de vacinas da Pfizer, pois em nenhum momento o contrato foi divulgado em sua íntegra para verificar se há mesmo “cláusulas leoninas e abusivas”, como disse o ministério.

No entanto, ela questiona o fato de o Brasil ser o único País a ter dificuldade de assinar com a farmacêutica americana, enquanto Estados Unidos, países da Europa e outras nações já fecharam negócio. “A dificuldade é porque o Brasil não se planejou para essa vacina, de enorme complexidade”, afirmou.

Respostas
Procurados para comentar a mudança na MP, o Ministério da Saúde e o Palácio do Planalto não se manifestaram. No Congresso, que tem até maio para analisar a medida provisória, há discussões sobre incluir no texto o artigo que facilitaria o negócio com a Pfizer.

ESTADÃO

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo GOVERNO RETIRA DA MP EXIGÊNCIA DA PFISER QUE A ISENTAVA DE RESPONSABILIDADES SOBRE EFEITOS ADVERSOS QUE A VACINA PUDESSE APRESENTAR

BOAS NOTÍCIAS: IDOSOS EM GERAL JÁ COMEÇAM A SER VACINADOS NO RJ E DF

BOAS NOTÍCIAS: IDOSOS EM GERAL JÁ COMEÇAM A SER VACINADOS NO RJ E DF
Vacinação dos profissionais de saúde, veterinários e agentes funerários com 60 anos ou mais de idade, que estam na ativa, na Clínica da Família Estácio de Sá, na região central da cidade. O município do Rio de Janeiro ampliou hoje (27) o público-alvo da campanha de vacinação contra a covid-19.

A partir desta segunda-feira, 1º de fevereiro, o estado do Rio de Janeiro e e o Distrito Federal começam a vacinar os idosos em geral contra a covid-19. O calendário atende prioritariamente dos mais velhos para os mais jovens. Então quem reside nestas localidades acesse o calendário a seguir e veja quando será a sua vez!   

RJ e DF vacinam idosos em geral a partir desta 2ª feira

Idosos em geral do Distrito Federal e do Rio de Janeiro serão vacinados contra a covid-19 a partir desta segunda-feira, 1º de fevereiro.

No Rio a nova etapa começa com atendimento para pessoas com 99 anos ou mais (veja o calendário aqui).

Já no Distrito Federal a vacinação é para pessoas com mais de 80 anos. As doses serão aplicadas a partir das 13h em 36 pontos de vacinação, sendo 30 deles em UBSs, Unidades Básicas de Saúde e o restante em locais estratégicos como escolas e ginásios, informou a Secretaria de Saúde do Distrito Federal. (veja abaixo)

O Governo do Distrito Federal espera receber neste domingo, mais 100 mil doses da Coronavac para ampliar, aos poucos, a imunização dos públicos prioritários.

As vacinas fazem parte de um lote de 8,7 milhões que o Ministério da Saúde distribuirá entre as unidades da Federação.

O governador Ibaneis Rocha alertou que elas não serão suficientes para uma cobertura total e imediata. “Não vai dar para todo mundo, então vamos vacinando de acordo com a chegada”, disse.

Próximos

Os próximos grupos na fila são idosos a partir de 75 anos e pacientes acamados, com dificuldade de locomoção, assistidos pelas redes pública e privada, e um cuidador por grupo familiar.

Até a noite desta sexta-feira (29/1), o DF havia vacinado 44.315 pessoas do grupo prioritário, a maior parte delas profissionais da saúde, das redes pública e privada. Pessoas acima de 18 anos em asilos e instituições de longa permanência, assim como seus cuidadores, e indígenas também entraram na primeira etapa da vacinação no DF.

A imunização dos idosos abrigados em Institutos de Longa Permanência (ILPIs) e cuidadores que trabalham nessas instituições, iniciada no dia 19 de janeiro, já atingiu 96,5% de cobertura vacinal, com 2.341 doses da vacina CoronaVac aplicadas. Nos quatro abrigos com pessoas com deficiência a cobertura chegou a 100%.

Pontos de vacinação no DF:

Brazlândia

UBS nº 1 Brazlândia EQ 6/8 lote 3 Setor Norte

Ceilândia

UBS nº 5 Ceilândia QNM 16 Módulo F Ceil. Norte

UBS nº 7 Ceilândia EQNO 10 AE D/E Setor O

UBS nº 16 Ceilândia SHSN trecho 1 Etapa 1 QD 500 AE 2

UBS nº 17 Ceilândia QNP 16/20 Setor PSUL

Cruzeiro

UBS nº 2 SETOR ESCOLAR LOTE 04 – CRUZEIRO VELHO

Lago Norte

UBS nº 1 Lago Norte SHIN QI 03 ÁREA ESPECIAL

Asa Sul

UBS nº 1 Asa Sul SGAS 612 – LOTES 38/39 – L2 SUL

Asa Norte

UBS nº 2 EQN 114/115 ÁREA ESPECIAL

Lago Sul

Policlínica Lago Sul St. de Habitações Individuais Sul QI 21 – Lago Sul, Brasília – DF, 71655-600

Planaltina

Jardim de Infância Casa de Vivência Avenida, NS01, Área Especial 09, SRL Planaltina

UBS nº 5 Planaltina Quadra 12 D Conjunto A Área Especial Arapoanga, Planaltina

Sobradinho

UBS nº 1 Sobradinho Quadra 14, Área Especial 22/23 Sobradinho

UBS nº 2

Sobradinho 2

Rodovia DF-420, complexo de saúde, Setor de Mansões ao lado da UPA de Sobradinho

Taguatinga

UBS nº 1 Taguatinga QNG AE 18/19

UBS nº 5 Taguatinga SETOR D SUL AE 23

Samambaia

UBS nº 2 Samambaia QS 611 AE 02

Recanto das Emas

UBS nº3 Recanto das Emas QUADRA 104/105 ÁREA ESPECIAL

Paranoá

Quadra coberta ao lado da administração do Paranoá, Praça Central s/n, Lt 1, Paranoá

Itapoã

Quadra Poliesportiva do Itapoã (ao lado da UBS 2 Itapoã) Quadra 61, área especial Del lago, Itapoã

São Sebastião

CAIC UNESCO Quadra 05, conjunto A, área especial, Centro, São Sebastião

Candangolândia

UBS nº 1 Candangolândia EQR 5/7- Área Especial 1 Candangolândia

Guará

UBS nº 1 Guará QE 06 Lote C- Área especial S/N Guará I

UBS nº 2 Guará QE 23 Lote C Área Especial S/N Guará II

UBS nº 3 Guará QE 38 Área Especial s/N Guará II

UBS nº 4 Guará QELC-EQ 2/3 – Conjunto Lúcio Costa

Núcleo Bandeirante

UBS nº 1 Núcleo Bandeirante 3ª Avenida- Área especial nº 3

Riacho Fundo

UBS nº 1 Riacho Fundo I QN09- Área especial nº 11

UBS nº 1 Riacho Fundo II QC 06 conjunto 16- Área Especial Lote 1

Riacho Fundo 2

QC 01 conjunto 10- Lote 01 Riacho Fundo 2

UBS nº 2

SCIA/Estrutural

UBS nº 1 Estrutural AE 01 Setor Central Vila Estrutural

Gama

UBS nº 1 Gama Entrequadra 06/12, Área Especial, Setor Sul

UBS nº 3 Gama E/Q 03/05, Área Especial, Setor leste

UBS nº 5 Gama Área Especial, Lote 38 Setor central- Lado Leste

Santa Maria

Colégio Paloma QR 207/307, Conjunto T, Área Especial

UBS nº 2 Santa Maria EQ 217/317- Área Especial Lote E

Apesar do avanço na imunização, especialistas alertam para a alta da média móvel de casos registrados nos últimos dias e para a possibilidade de um aumento de contaminações após o carnaval, mesmo sem festas oficiais.

Em São Paulo a vacinação de idosos em geral começa na segunda-feira da semana que vem.

Com informações da Agência Brasília e Correio Braziliense

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: IDOSOS EM GERAL JÁ COMEÇAM A SER VACINADOS NO RJ E DF

EM NATAL MAIS 28 SALAS DE VACINAÇÃO ESTARÃO DISPONÍVEIS PARA IMUNIZAR PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Por G1 RN

 

Natal abre mais 28 salas de vacina a partir desta segunda-feira — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV CabugiNatal abre mais 28 salas de vacina a partir desta segunda-feira — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Mais 28 salas de vacina estarão disponíveis a partir desta segunda-feira (1º) para imunizar os profissionais de saúde de Natal. Os quatro pontos de drive-thru seguem em funcionamento, assim como as outras seis salas de vacina de Unidades Básicas de Saúde que já aplicavam as doses.

Os profissionais de saúde precisam ter vínculo ativo comprovado em clínicas médicas e odontológica, laboratórios, ILPs/Residências Terapêuticas. Todos devem apresentar no ato da vacinação Auto Declaração impressa (disponível no site da prefeitura), Declaração de Vínculo (impressa) com o estabelecimento indicado na Auto Declaração ou Carteira de Trabalho e Carteira de Classe.

A Secretaria Municipal de Saúde informa ainda que os profissionais de saúde das categorias já contempladas anteriormente têm até quarta-feira (3) para se vacinar.

A SMS contabiliza, até o momento, 20.431 profissionais de saúde e idosos institucionalizados vacinados contra a Covid-19.

Os quatro drives e salas de vacina (Arena das Dunas, Via Direta, Palácio dos Esportes e Ginásio Nélio Dias) funcionam de segunda a quinta-feira, das 8h às 16h.

As salas de vacinação das Unidade Básicas de Saúde funcionam de segunda a sexta, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h.

Confira a lista das 28 Unidades de Saúde que estarão vacinando profissionais de saúde a partir desta segunda-feira (1º):

  • Distrito Sul – Nova Descoberta, Candelária, Pirangi, Rosangela Lima, Cidade Satélite.
  • Distrito Leste – Brasília Teimosa, São João, Alecrim, Passo da Pátria, Aparecida
  • Norte 1 – Redinha, Pajuçara, Vista Verde, Nova Natal, Nordelândia.
  • Norte 2 – Vale Dourado, Panatis, Nova Aliança, Santarém, Igapó, Jardim Progresso.
  • Oeste – Felipe Camarão II, Nazaré, Km06, USF Quintas, Bom Pastor, Guarapes e Novo Horizonte.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo EM NATAL MAIS 28 SALAS DE VACINAÇÃO ESTARÃO DISPONÍVEIS PARA IMUNIZAR PROFISSIONAIS DA SAÚDE

PÚBLICOS PRIORITÁRIOS PARA VACINAÇÃO REPRESENTAM MAIS DE UM TERÇO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

Governo divulga públicos prioritários para vacinação

29 jan 2021

Governo divulga públicos prioritários para vacinação | Agência Brasil

O governo federal divulgou nesta quinta-feira (28) o plano que estabelece a ordem de vacinação contra a covid-19 para os grupos prioritários. A seleção das populações com prioridade foi elaborada pelo Ministério da Saúde e, de acordo com a pasta, foi baseada em princípios da Organização Mundial da Saúde (OMS) e feita em acordo com entidades como o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Ao todo, são 27 categorias prioritárias pessoas, que incluem, por exemplo pessoas acima de 60 anos, trabalhadores da saúde, indígenas, pessoas em situação de rua, entre outras (veja lista completa a seguir). Trabalhadores do transporte coletivo, da educação básica e superior, forças de segurança também estão na lista.  

“O Ministério da Saúde recomenda que os gestores de saúde sigam essa ordem estipulada pelo Plano de Vacinação, de acordo com as orientações do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com a lógica tripartite do Sistema Único de Saúde (SUS), estados e municípios têm autonomia para montar seu próprio esquema de vacinação e dar vazão à fila de acordo com as características de sua população, demandas específicas de cada região e doses disponibilizadas”, ressaltou a pasta, em nota.

Ao todo, a lista de grupos prioritários soma uma população de 77,2 milhões de pessoas, pouco mais de um terço dos 210 milhões de habitantes do país. Confira a lista dos públicos prioritários:

  • Pessoas com 60 anos ou mais e que estejam institucionalizadas;
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas;
  • Povos indígenas vivendo em terras indígenas;
  • Trabalhadores de saúde;
  • Pessoas de 80 anos ou mais;
  • Pessoas de 75 a 79 anos;
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas;
  • Povos e comunidades tradicionais quilombolas;
  • Pessoas de 70 a 74 anos;
  • Pessoas de 65 a 69 anos;
  • Pessoas de 60 a 64 anos;
  • Pessoas que possuam comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente grave;
  • Pessoas em situação de rua;
  • População privada de liberdade;
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Trabalhadores da educação do Ensino Básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA);
  • Trabalhadores da educação do Ensino Superior;
  • Forças de segurança e salvamento;
  • Forças Armadas;
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros;
  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário;
  • Trabalhadores de transporte aéreo;
  • Trabalhadores de transporte aquaviário;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores portuários;
  • Trabalhadores industriais.

O Ministério da Saúde informa que mais de 7 milhões de doses de vacinas já foram enviadas aos estados desde o início da imunização contra a covid-19 no país, que começou no dia 18 de janeiro.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo PÚBLICOS PRIORITÁRIOS PARA VACINAÇÃO REPRESENTAM MAIS DE UM TERÇO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

VACINAÇÃO NO BRASIL ULTRAPASSA 0,71% DA POPULAÇÃO E NO RN JÁ SÃO MAIS DE 34 MIL VACINADOS

Brasil ultrapassa 1,5 milhão de vacinados contra a covid-19; Mais de 34 mil no RN

 SAÚDE


Foto: Rodrigo Nunes/MS

O número de pessoas vacinadas contra a covid-19 no Brasil chegou nesta quinta-feira, 28, a 1.509.826, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de saúde. Nas últimas 24 horas, 20 Estados informaram dados atualizados. O balanço leva em consideração registros repassados por um total 22 Estados e o Distrito Federal.

O maior número de vacinados pertence a São Paulo, que começou a aplicação das doses no última dia 17. Até agora, o Estado imunizou 306.984 pessoas. No Rio de Janeiro, o número é de 157.075 imunizados.

No Rio Grande do Norte, o número de pessoas vacinadas é de 34.043.

Veja abaixo a lista das doses aplicadas por Estado

SP – 306.984
RJ – 157.075
BA – 137.732
MG – 136.877
RS – 122.890
PR – 113.829
PE – 75.552
CE – 68.738
SC – 48.733
MA – 44.515
ES – 41.126
PA – 38.647
DF – 37.914
AL – 35.481
RN – 34.043
PI – 25.450
PB – 22.608
SE – 16.937
MS – 16.775
MT – 11.257
RR – 7.861
AP – 4.817
AC – 3.985

Estadão Conteúdo

Fonte: Bog do BG

Continuar lendo VACINAÇÃO NO BRASIL ULTRAPASSA 0,71% DA POPULAÇÃO E NO RN JÁ SÃO MAIS DE 34 MIL VACINADOS

FERRAMENTA DE CONTROLE DA VACINAÇÃO, O RN MAIS VACINA, JÁ FOI IMPLANTADO EM TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO

RN Mais Vacina implantado em 100% dos municípios do estado

RN Mais Vacina inicia autocadastramento nesta segunda-feira – Blog do FM

29 jan 2021

Em pouco mais de 10 dias de funcionamento, o RN Mais Vacina está com todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte integrados ao sistema no módulo gestor, o que possibilita que cada uma das gestões municipais faça o controle de todo o processo de imunização da população local. Essa integração é fruto de um trabalho conjunto do grupo de pesquisadores atuantes na plataforma e as prefeituras municipais, além de contar com o apoio do Ministério Público Estadual.
Para que todas as prefeituras utilizem plenamente o sistema, foram realizadas capacitações com as equipes, apresentando todas as funcionalidades disponíveis. Ao todo, foram capacitadas 470 pessoas, entre funcionários da Secretaria de Saúde Pública do Estado – SESAP -, das regionais de saúde e dos municípios. Os treinamentos ainda continuam até o dia 05 de fevereiro.

Para a coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Proteção à Saúde Pública – Caop Saúde – a promotora Kalina Filgueira, o RN Mais Vacina é uma importante ferramenta para o controle e monitoramento de todo o processo de vacinação no Estado do RN, contribuindo com o trabalho desenvolvido pelo Ministério Público, como órgão de fiscalização e controle de políticas públicas de saúde. “O sistema foi um incremento para a transparência e controle de todo o processo de vacinação, desde a distribuição das doses até a sua aplicação, contando com 100% de adesão dos municípios do Estado, e se mostra como uma iniciativa e instrumento importante não só para transparência e controle, mas também para a garantia da equidade, no sentido de que a ordem de vacinação dos grupos prioritários seja respeitada.”

Outro fator de destaque da plataforma é o aspecto educacional, esclarecendo informações inverídicas que possam atrapalhar o planejamento realizado pelo governo do estado e pelas prefeituras, com o intuito de imunizar a população. “Além de toda a transparência que o sistema oferece, ainda há um espaço reservado à educação da população, com o esclarecimento sobre eventuais fake news, estimulando, cada vez mais, a vacinação de todos”, afirmou a sub secretária de gestão e planejamento da SESAP, Lyane Ramalho.

Os resultados positivos obtidos tão rapidamente estão chamando a atenção de outros estados, que já demonstraram interesse em ter um sistema semelhante. De acordo com o coordenador do LAIS, professor Ricardo Valentim, as características do RN Mais Vacina são bastante favoráveis para a utilização no sistema público, facilitando a logística e distribuição dos imunizantes, além de dar transparência ao processo. “O sistema está todo interligado às plataformas do Governo Federal, garantindo uma interface importante. O RN Mais Vacina vem se consolidando, com seu nível complexidade e é resultado de uma parceria entre o LAIS/UFRN, IFRN, a SESAP, o MPRN, as prefeituras municipais, mas também, com a participação fundamental da sociedade e da imprensa. Em todos os municípios do RN temos cidadãos cadastrados, isso mostra a participação popular neste processo de vacinação, algo muito singular do nosso estado”, afirmou Valentim, ressaltando que o sistema já conta com mais 550 mil cadastrados.

Continuar lendo FERRAMENTA DE CONTROLE DA VACINAÇÃO, O RN MAIS VACINA, JÁ FOI IMPLANTADO EM TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO

BOAS NOTÍCIAS: OS SABICHÕES QUE FURAREM A FILA DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID NÃO FICARÃO IMPUNES

Só um aviso para os sabichões: Quem furar fila da vacinação contra Covid poderá ser enquadrado em crimes de peculato e improbidade administrativa e pegar até 12 anos de cadeia. No artigo a seguir você fica sabendo dos detalhes e o que pode ocorrer com que for cúmplice nesse delito!

É lei: furar fila da vacinação contra Covid pode dar até 12 anos de prisão

Não pense que vai ficar por isso mesmo! A turma do “se colar, colou”, que entrou no esquema de furar fila da vacinação em pelo menos 10 estados brasileiros e no Distrito Federal (veja abaixo) pode se dar mal. Isso vale para quem aplica a dose e para quem recebe a agulhada sem estar nas prioridades estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

O alerta é do promotor de Justiça Clayton Germano, da 2ª Promotoria de Defesa da Saúde do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Ele integra a força-tarefa no combate à covid-19 do Ministério Público do Distrito Federal.

Além de ser coisa de gente mau-caráter e egoísta, isso pode ser enquadrado em crimes de:

  • Peculato: praticado por servidor que se apropria de um bem público em prejuízo da coletividade, que prevê pena de 2 a 12 anos de prisão e
  • Improbidade administrativa: crime cometido por agente público, durante o exercício de função pública ou decorrente desta.

E Clayton lembra que o servidor público – que tem a guarda das vacinas contra Covid-19 e aplicou a dose em quem, neste momento, não teria direito – também pode perder o cargo.

Quem se envolve na fraude também poderá ter de pagar multa.

Denúncias em 10 estados e DF

Clayton abriu uma investigação para apurar denúncias de favorecimento da aplicação da CoronaVac no Distrito Federal. O caso é mantido sob sigilo. Mas não é apenas no DF.

Promotores de Justiça e procuradores da República de diferentes regiões estão instaurando procedimentos para apurar denúncias semelhantes em ao menos 10 estados, de acordo com levantamento da Agência Brasil.

Entre eles no Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Afastado do cargo

Em Pires do Rio, município a 150 km de Goiânia, o secretário municipal de Saúde Assis Silva Filho foi afastado do cargo por ter furado a fila e imunizado a própria esposa.

O pedido de afastamento dele foi feito pelo Ministério Público do Estado de Goiás e acatado pela comarca da cidade.

Assis Silva assumiu que furou a fila para “preservar a saúde da mulher da minha vida”.

Ele também é pastor da igreja Vitória em Cristo.

Com informações do CorreioBraziliense e Agência Brasil

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: OS SABICHÕES QUE FURAREM A FILA DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID NÃO FICARÃO IMPUNES

RESUMO DA SEMANA: POSSE DE BIDEN, PAZUELLO X TRATAMENTO PRECOCE E FURA-FILAS DA VACINA

No RESUMO DA SEMANA deste domingo você vai ver os principais fatos da política nacional desta semana sob o comando de Vitor Brown, dentre eles: a posse de Biden, a polêmica da fala do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, sobre tratamento precoce e os fura-filas da vacinação contra a Covid-19 em todo o país. Então não saia dai, se acomode na poltrona e se atualize!

Fonte:

Continuar lendo RESUMO DA SEMANA: POSSE DE BIDEN, PAZUELLO X TRATAMENTO PRECOCE E FURA-FILAS DA VACINA

PONTO DE VISTA: O GRANDE DITADOR CONTINUA NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA

Caro(a) leitor(a),

Cumprindo a minha promessa de acompanhar de perto todos os passos desse impostor chamado João Dória, vulgo Ditadoria, não poderia deixar passar essa oportunidade de trazer a baila um fato importantíssimo que a grande imprensa da esquerda não fala nada. Um levantamento feito pela Revista Oeste que considera o estado de São Paulo um país fictício para elaborar uma lista das nações com o maior número de mortes por milhão de habitantes, com base nos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mostrou um ranking liderado pela Bélgica, seguida por Eslovênia, República Tcheca, Itália, Bósnia e Herzegovina, Reino Unido, Macedônia, Bulgária, Hungria, Estados Unidos, Peru, Espanha, Croácia, São Paulo, Panamá, México, França, Suécia, Armênia, Argentina e Brasil (desconsiderando o estado paulista). Segundo a publicação, São Paulo teria 1.137 mortes por milhão de habitantes, ante 973 do Brasil. Diante destes números, qual a explicação do Ditadoria , que falou tanto em ciência, em fique em casa, que provocou rigorosas quarentenas no Estado de São Paulo e que a partir de segunda-feira pretende decretar uma rigorosa restrição, com toque de recolher, como ocorreu e ainda ocorre, nas grandes ditaduras. Portanto, está mais do que claro que este impostor nunca se baseou na ciência para manter São Paulo sob o seu total controle, inclusive com a obrigatoriedade da vacinação. O que você acha disso? Se concorda e gostou, por favor divulgue esta postagem!

Doria coloca todo o estado de SP na Fase Vermelha durante noite e finais de semana

Publicado em 22.01.2021

Por  

 

Arquivo | Governo do Estado de São Paulo

Com as taxas de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTI) acima de 71% por causa do vírus chinês, o governo de São Paulo decidiu colocar todo o estado em quarentena aos finais de semana, feriados e no período noturno, sempre após as 20h nos dias úteis. A medida passa a valer na segunda-feira (25). A quarentena deve durar, pelo menos, até o dia 7 de fevereiro.

Aos sábados, domingos, feriados e após as 20h nos dias úteis, só poderão funcionar os serviços considerados essenciais das áreas de logística, saúde, segurança e abastecimento. O restante das atividades econômicas, tal como o comércio, terá que ser fechado nesses dias e horários.

A quarentena já vale para o feriado do dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo.

Essa foi a terceira reclassificação do Plano São Paulo somente neste mês de janeiro. A primeira ocorreu no dia 8 de janeiro e a expectativa do governo era de que a próxima seria somente no dia 5 de fevereiro. No entanto, o governo acabou fazendo uma nova reclassificação no plano na última sexta-feira (15).

Na última reclassificação, apenas a região de Marília havia ficado na fase 1-vermelha. Agora, com a nova alteração no Plano São Paulo, sete regiões vão ficar na fase 1-vermelha e só poderão reabrir os serviços considerados essenciais. São elas: Marília, Presidente Prudente, Bauru, Sorocaba, Taubaté, Franca e Barretos.

As demais regiões do estado, incluindo a Grande São Paulo e a capital paulista, vão ficar na fase 2-laranja. Na fase 2-laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% e encerramento às 20h. O consumo local em bares está proibido nessa fase.

O governo determinou ainda que nenhuma região passará para as fases 3-amarela ou 4-verde até o dia 8 de fevereiro.

Sem essas mudanças no Plano São Paulo, restringindo mais a circulação das pessoas, e com o atual ritmo de crescimento de infecções pela covid-19, o governador João Doria (PSDB) acredita que em 28 dias o estado poderia ter um esgotamento dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTI), segundo informações da Agência Brasil.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O GRANDE DITADOR CONTINUA NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA

EM MEIO A DENÚNCIAS SOBRE “FURA-FILAS” DA VACINAÇÃO, TCE SOLICITA DADOS DE VACINAÇÃO NO AMAZONAS, POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

Por suspeita de irregularidades, TCE solicita dados de vacinação no Amazonas

Por Diego Freire, da CNN, em São Paulo

22 de janeiro de 2021 às 00:02

Vacinação em ManausInício da vacinação contra o novo coronavírus em Manaus – 18 jan. 2021
Foto: José Brito/CNN

Em meio a denúncias sobre “fura-filas” da vacinação – pessoas fora dos perfis de grupos prioritários que teriam recebido doses da Coronavac por favorecimento -, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) encaminhou um ofício-circular às prefeituras do interior do estado solicitando dados de vacinação contra a Covid-19 para cruzar os dados sobre o quantitativo de vacinas recebidas.

A medida foi tomada após a Corte de Contas ter notícias de divergências nos quantitativos de vacinas enviadas pelo governo e recebidas pelas prefeituras, além de questionamentos sobre a ordem de vacinação do grupo prioritário que deve ser imunizado.

Em um prazo de 24 horas que se encerrou nesta quinta-feira (21), as prefeituras também teriam que informar, entre outros dados, quantas vacinas contra a Covid-19 receberam do governo e quem serão os profissionais de saúde imunizados nesta primeira etapa.

“Já estamos apurando todos os casos denunciados pela população e pela imprensa das pessoas que estão sendo vacinadas, possivelmente, de forma irregular. Vamos também acompanhar, juntamente com os prefeitos, se a distribuição de vacinas está seguindo os protocolos instituídos pelo Ministério da Saúde. É um momento ímpar na saúde pública e precisamos garantir a transparência para a população” destacou o presidente da Corte, conselheiro Mario de Mello.

Depois de quase 24 horas de suspensão da campanha de vacinação contra Covid-19 em Manaus, a prefeitura da capital do Amazonas decidiu que só receberão o imunizante os profissionais da saúde dos hospitais, prontos-socorros, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) escolhidos pelo governo estadual.

O trabalho de vacinação começou na terça-feira (19) estava destinado apenas a profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que estão atuando na linha de frente contra a Covid-19.

Em nota, a prefeitura explica que teve de rever o plano. “Com o baixo volume de doses de vacinas contra a Covid-19 repassado pelo governo do Estado à Prefeitura de Manaus – apenas 40.072 das 282 mil recebidas do Ministério da Saúde, na última segunda-feira, 18 -, o Executivo municipal precisou rever o plano de vacinação.”

Com a alta dos casos de Covid-19, o estado do Amazonas enfrentou colapso do sistema de saúde nas últimas semanas, com falta de cilindros de oxigênio e outros insumos básicos para o tratamento de pacientes.

Investigações em pelo menos oito estados

As promotorias de pelo menos oito estados brasileiros instauraram investigações sobre pessoas que teriam sido vacinadas contra Covid-19 mesmo sem pertencer aos grupos prioritários. Os casos de “fura-filas” da Coronavac foram denunciados no Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Pará e Paraíba.

Entre os investigados estão prefeitos, servidores públicos, familiares de funcionários da saúde entre outras pessoas que não se enquadram nos critérios do Ministério da Saúde. Por exemplo, o prefeito da cidade baiana de Candiba, Reginaldo Martins (PSD), foi um dos primeiros vacinados no município.

Candiba recebeu 100 doses da Coronavac, que são suficientes para vacinar apenas 50 pessoas, conforme aponta denúncia do Ministério Público Federal (MPF).

O momento em que Martins recebe a vacina foi publicado nas redes sociais da prefeitura. Após a denúncia, o prefeito justificou a atitude como “forma de incentivo para a população que está desacreditada”.

Em vídeo publicado no Instagram da prefeitura, ele alegou que se enquadraria nos critérios por ter 60 anos e comorbidades. Porém, apenas os maiores de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência estão contemplados no primeiro grupo prioritário.

As pessoas denunciadas pelo Ministério Público nos estados, se condenadas, poderão responder por crime ou, no caso de servidores, por ato de improbidade administrativa. No caso do prefeito de Candiba, o MPF ainda requeriu um pagamento de multa de R$ 145 mil.

Já o Ministério Público do Pará (MP-PA) apura o caso de uma engenheira na cidade de Bragança, a cerca de 200 km da capital Belém. Ela teria tomado a primeira dose da Coronavac em um hospital no qual ela trabalhou para uma reforma.

Os promotores suspeitam que, para furar a fila na prioridade pelo imunizante, a mulher utilizou a influência do marido, que seria um médico funcionário do hospital.

As denúncias continuam a crescer conforme o programa de vacinação do Brasil avança. Até às 17h desta quinta (21), o país já aplicou pelo menos 129.441 doses da Coronavac.

A primeira fase da vacinação prioriza a aplicação em pessoas que são funcionários da saúde, pessoas de 75 anos ou mais, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e índigenas aldeados em terras demarcadas.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, conta até o momento com apenas seis milhões de doses da Coronavac, que já foram aprovadas pela Anvisa. Além disso, já foram autorizadas dois milhões de doses da vacina de Oxford, que serão importadas da Índia. A previsão é que essa remessa da vacina britânica chegue em solo brasileiro nesta sexta-feira (22).

Continuar lendo EM MEIO A DENÚNCIAS SOBRE “FURA-FILAS” DA VACINAÇÃO, TCE SOLICITA DADOS DE VACINAÇÃO NO AMAZONAS, POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

SAÚDE: O SISTEMA RN MAIS VACINA IRÁ MONITORAR O PROCESSO DE VACINAÇÃO NO ESTADO, SAIBA COMO SE CADASTRAR

Por G1 RN

 

Saiba como se cadastrar no sistema que vai monitorar a distribuição e aplicação de vacinas contra Covid-19 no RN — Foto: Divulgação/GESP Saiba como se cadastrar no sistema que vai monitorar a distribuição e aplicação de vacinas contra Covid-19 no RN — Foto: Divulgação/GESP

O sistema RN Mais Vacina que irá monitorar o processo de vacinação contra a Covid-19 em todo o estado já está no ar e pode ser acessado pelos potiguares. O cadastro prévio vai ajudar na logística da vacinação. Quem não conseguir fazer o cadastro sozinho, poderá fazê-lo nas unidades de saúde, segundo a Sesap. Veja abaixo como se cadastrar.

O sistema vai registrar a chegada da vacina enviada pelo Governo Federal, a transferência aos 167 municípios e a aplicação que será feita pelas secretarias municipais de saúde.

As pessoas poderão se cadastrar com os dados pessoais e, se for o caso, inserir informações quanto aos grupos de risco e comorbidades. Apesar desta primeira etapa de vacinação, em todo o mundo, ser restrita aos grupos prioritários, é recomendado que todas as pessoas façam o cadastro, que irá auxiliar na criação de um banco de dados com o perfil da população potiguar.

Veja no vídeo abaixo como se cadastrar:

Fonte: G1 RN
Continuar lendo SAÚDE: O SISTEMA RN MAIS VACINA IRÁ MONITORAR O PROCESSO DE VACINAÇÃO NO ESTADO, SAIBA COMO SE CADASTRAR

BOAS NOTÍCIAS: CAMPANHA DE VACINAÇÃO NACIONAL CONTRA COVID-19 COMEÇA NESTA QUARTA-FEIRA

Enfim anuncio oficial, feito pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre o início da vacinação para quarta-feira em todo o Brasil. A vacinação será iniciada com as vacinas coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e com a vacina de Oxford em parceria com a Astrazeneca. Leia o artigo completo a seguir e saiba mais!

Ministério da Saúde anuncia para quarta-feira vacinação contra Covid no Brasil

O Ministério da Saúde informou neste domingo, 17, que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil terá início na quarta-feira, 20, às 10h.

A distribuição da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan com a Sinovac, e aprovada pela Anvisa também neste domingo, começará a ser distribuída aos estados às 7h da segunda-feira, 18.

“Está dado o primeiro passo para o início da maior campanha de vacinação do mundo contra o coronavírus”, afirmou o ministro da Saúde , Eduardo Pazuello.

O anúncio foi feito logo após a aprovação do uso emergencial da CoronaVac e da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca pela Anvisa.

Repasse

O governador de São Paulo, João Doria, por meio das redes sociais, confirmou que estava determinando o repasse ao Governo Federal das doses solicitadas ao Butantan.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ressaltou ainda que a imunização começará simultaneamente em todo o Brasil e criticou a aplicação da primeira dose em São Paulo.

Segundo Pazuello, a aplicação da vacina na enfermeira Mônica Calazans, está “em desacordo com a lei”.

“Poderíamos num ato simbólico ou numa jogada de marketing iniciar a primeira dose em uma pessoa, mas em respeito a todos os governadores, prefeitos e todos os brasileiros, o Ministério da Saúde não fará isso”, acrescentou o ministro.

Alerta

O ministro afirmou ainda que os cuidados contra a transmissão da Covid-19 não devem ser interrompidos “em hipótese alguma”, apesar do início da vacinação.

“Volto a dizer: não podemos em hipótese alguma relaxar as medidas preventivas. Uso de máscara, álcool em gel na mão, distanciamento social – situações como esta que estamos, por exemplo [entrevista coletiva]… [Evitar] aglomerações… As empresas e estabelecimentos que têm autorização para trabalhar e devem trabalhar, a economia não deve parar, elas devem ter as medidas de cuidados muito claras”.

Com informações da Veja e G1

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: CAMPANHA DE VACINAÇÃO NACIONAL CONTRA COVID-19 COMEÇA NESTA QUARTA-FEIRA

O ESTADO ESTÁ PREPARADO PARA A VACINAÇÃO CONTRA COVID-19, DIZ GOVERNADORA DO RN

Por G1 RN

 

Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) — Foto: Elisa Elsie/Assecom/Governo do RNGovernadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) — Foto: Elisa Elsie/Assecom/Governo do RN

Após a autorização de uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), disse nas redes sociais que o estado está preparado para a vacinação.

“Finalmente! Vacinas Coronavac e de Oxford aprovadas pela Anvisa! Vitória da vida, vitória da ciência! Já disse e repito: estamos prontos pra dar início à campanha de vacinação em todo o estado!”.

De acordo com o governo, o Rio Grande do Norte possui 900 mil seringas em estoque e mais dois milhões adquiridas e destinadas especificamente à vacinação contra a Covid-19.

Em entrevista coletiva na tarde deste domingo (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que começa a distribuir vacinas às 7h de segunda-feira para todos os estados e prevê início da vacinação para quarta às 10h.

O Governo do RN informou que no sábado (16) foi feita uma simulação da operação distribuição das vacinas em todo o estado com apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal e equipe de apoio e logística da Sesap.

Sistema RN Mais Vacina

O Governo do Rio Grande do Norte desenvolveu, também em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), o sistema RN Mais Vacina que irá monitorar o processo de vacinação contra a Covid-19 em todo o território potiguar. O sistema vai registrar a chegada da vacina enviada pelo Governo Federal, a transferência aos 167 municípios e a aplicação que será feita pelas secretarias municipais de saúde. De acordo com o governo, foram distribuídos mil tabletes para as salas de vacina em todo estado.

Natal

Em relação à capital potiguar, a Prefeitura anunciou que seriam disponibilizados 70 postos e 6 locais de drive thru para vacinação contra a Covid-19.

RN tem 900 mil seringas em estoque para vacinação contra Covid-19 — Foto: Sando Menezes/Assecom/Governo do RN

Fonte: G1 RN

Continuar lendo O ESTADO ESTÁ PREPARADO PARA A VACINAÇÃO CONTRA COVID-19, DIZ GOVERNADORA DO RN

A PREFEITURA DE NATAL PREPARA 70 POSTOS E 6 LOCAIS DE DRIVE THRU PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

Por G1 RN

 

Prefeito Álvaro Dias anunciou fases em coletiva — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiPrefeito Álvaro Dias anunciou fases em coletiva — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (14) que as primeiras doses da vacina contra Covid-19 estão previstas para chegar em Natal até o próximo dia 20 de janeiro e que 70 postos estarão preparados para o início da vacinação, além de seis locais que vão funcionar como drive thru (veja abaixo).

  • Arena das Dunas
  • Via Direta
  • Cemure
  • Palácio dos Esportes
  • Nélio Dias
  • E um ponto da Via Costeira

“Nós temos 70 postos preparados para atuar vacinando a população na periferia e em todos os setores em que existem postos de saúde da prefeitura, que vão estar aptos e preparados para promover a vacinação em massa da população. E temos seis locais para funcionar em esquema drive thru”, disse Álvaro Dias.

As medidas foram divulgadas durante a coletiva para apresentação do Plano de Vacinação da capital potiguar contra a doença. A previsão foi repassada pelo Ministério da Saúde ao prefeito. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda precisa liberar o uso emergencial das vacinas Coronovac e Astrazeneca. A decisão da Anvisa sai no domingo (17).

“A nossa equipe já está estruturando, todos esses locais vão estar devidamente preparados, organizados para receber a população logo que a vacina chegue em nossa cidade”, disse.

As três primeiras fases da vacinação foram definidas pela prefeitura:

  • Primeira fase: trabalhadores de saúde, pessoas de 75 anos ou mais, pessoas com mais de 60 anos que são institucionalizadas (vivem em abrigos de idosos, por exemplo), e população indígena;
  • Segunda fase: pessoas de 60 a 74 anos
  • Terceira fase: pessoas com comorbidades (diabetes melittus, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave).

Na primeira fase, a previsão é vacinar cerca de 30 mil idosos e 35 mil profissionais da saúde, que representam os maiores grupos, segundo explicou Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.

O prefeito pediu que a população, mesmo com a previsão da chegada da vacina, não relaxe nas medidas de prevenção à doença. “Continuem utilizando a máscara, que é um meio que comprovadamente protege as pessoas porque evita a ingestão do vírus, continuem respeitando o distanciamento social, fazendo a higienização com álcool em gel e evitando aglomerações”, disse.

Quanto a questão das seringas, Álvaro Dias disse que a cessão desse material será feito pelo governo estadual, seguindo critério adotado pelo Ministério da Saúde. “Se o governo de alguma forma relaxar, nós estamos prontos para suprir essa carência”.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal, a logística para o armazenamento da vacina também já está definido. Ela explicou que há uma Central de Imunobiológico com capacidade para 15 mil litros.

“É onde toda nossa vacina da rede é armazenada, seja de rotina ou de campanha. Então, a gente montou um espaço exclusivo para o recebimento da vacina contra a Covid-19”, explicou Juliana Araújo.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo A PREFEITURA DE NATAL PREPARA 70 POSTOS E 6 LOCAIS DE DRIVE THRU PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

PONTO DE VISTA: O ILUSIONISTA JOÃO DORIA É O MAIOR ILUDIDO NESSA PARCERIA COM A CHINA

Caro(a) leitor(a),

Um compromisso meu assumido aqui, na coluna PONTO DE VISTA é onde acompanhar todos os movimentos desse impostor chamado João Dória. Há coisas que vagam no imaginário da população, que todos sabem, mas que não temos como provar. Uma delas é que esse impostor é, antes de mais nada, um homem de negócios inescrupuloso e que por trás dessa negociação com a coronavac existe enorme interesse financeiro. Qualquer um que tenha um pouco de cognição consegue juntar as peças desse quebra cabeça e entender que o Doria, sem sombra de dúvidas deve sair dessa negociação com os bolsos cheios de dinheiro para fazer uma campanha para presidente da república bilionária. Outra coisa muito óbvia e ululante é que o governo chinês tem um forte interesse nessa parceria porque tudo que Xi Jinping mais quer é colocar o seus tentáculos na América Latina e não existe país melhor para ele fazer isso do que o Brasil. Esse plano já vem sendo implementado há anos com a aquisição de muitas áreas imensas para a agricultura e também através da compra de várias empresas estratégicas, como é o caso da BAND TV e agora da GLOBO. Essa escalada não pode continuar. Mas se Doria se eleger presidente do Brasil nos estamos ferrados de vermelho, cor da bandeira do Partido Comunista Chinês. Se o Partido Comunista Chinês colocar os dois pés aqui dentro não vai ter pra ninguém. Nem mesmo para o iludido do Doria, que acha que vai ter vez. Não vai ter não! Então gente vamos abrir o olho e divulgar artigos como esse a seguir, o máximo possível para o povo se conscientize que a ameaça é real e iminente! 

Dados da Coronavac relatados à Anvisa não estão claros, diz médico

Publicado em 

Divulgação | O Estado de São Paulo

 

Em entrevista à CNN neste domingo (10), o diretor do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor), Jorge Kalil, frisou que faltaram informações sobre a Coronavac nos documentos divulgados pelo governo de São Paulo à Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Deve ter alguma razão para essa lacuna, pois os dados requisitados pela Anvisa são simples. Esses esclarecimentos são fundamentais para que recebamos a vacina de forma tranquila”, disse Kalil.

De acordo com ele, falta transparência.

“Pode ser que não existam algumas confirmações e tudo bem. Mas isso precisa ser dito, tudo precisa ser claro e não está”, completou.

Conforme noticiamos, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou neste sábado (9) que está incompleta a documentação entregue pelo Instituto Butantan no pedido para uso emergencial da vacina contra coronavírus.

A substância foi desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo.

“Após a triagem de todos os documentos fornecidos, os técnicos da Anvisa verificaram que ainda faltam dados necessários à avaliação da autorização de uso emergencial”, disse a Anvisa, em nota.

Veja a declaração do diretor do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor), Jorge Kalil, na íntegra!

Secretário de Saúde de SP

O secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse na noite de sábado (9) que, para ele, as exigências da Anvisa causaram “estranhamento”.

“O instituto Butantan passou dossiê para a Anvisa com 10 mil páginas. Dessas constam todos os dados de todos os voluntários envolvidos. O que me causa um espanto tremendo [a solicitação de documentos que faltam]“, disse o secretário, em entrevista à GloboNews.

“Isso faz parte dos registros do cabeçalho antes de começar cada um dos estudos. Sabemos quem são os indivíduos, quem recebeu a vacina e quem recebeu o placebo”, completou.

Documentação entregue 

Entre a noite de sábado e a manhã deste domingo (10), o Instituto Butantan enviou para a Anvisa os novos dados.

A documentação já foi incluída no processo de aprovação emergencial da Coronavac.

Até às 09h de hoje (10), o percentual de documentos considerados insuficiente caiu de 59,63% para 53,01%. .

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O ILUSIONISTA JOÃO DORIA É O MAIOR ILUDIDO NESSA PARCERIA COM A CHINA

BOAS NOTÍCIAS: FIOCRUZ SEGUE PROCEDIMENTO DO BUTANTAN E PEDE USO EMERGENCIAL DE VACINA CONTRA COVID

As BOAS NOTÍCIAS se sucedem uma atrás da outra neste início de 2021 e a bola da vez é o pedido da Fiocruz a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA para o uso emergencial da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca e  se refere às 2 milhões de doses da vacina que serão importadas do Instituto Serum, da Índia. Veja mais detalhes sobre essa ótima notícia lendo o artigo completo a seguir!

Após Butantan, Fiocruz também pede uso emergencial de vacina contra Covid

Fiocruz, Fundação Oswaldo Cruz, entrou na Anvisa com pedido de uso emergencial da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, recebeu o pedido nesta sexta, 8, horas depois de receber o mesmo pedido do Instituto Butantan, para outra vacina, a Coronavac.

A autorização da Fiocruz se refere às 2 milhões de doses da vacina que serão importadas do Instituto Serum, da Índia.

Os dois pedidos de uso emergencia chegam no momento no qual o Brasil registra a marca de 200 mil mortos por Covid-19.

A análise

Após a confirmação de que o pedido contém todos os documentos necessários, a Anvisa terá 10 dias para fazer a análise dar – ou não – o aval para o uso do imunizante no país.

Caso a aprovação seja concedida, o governo federal deve iniciar a vacinação ainda em janeiro, seguindo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Nesta etapa, o primeiro grupo a ser imunizado seria o dos idosos.

Registro

O pedido de uso emergencial foi feito após o registro da vacina no Reino Unido, no último dia 30.

De acordo com a Anvisa, o uso emergencial prioriza o atendimento público, mas a empresa responsável pelo desenvolvimento da vacina pode solicitar também o pedido para a distribuição do imunizante para clínicas privadas.

“A modalidade de uso emergencial e temporário está prevista em regulamento e pode trazer benefícios a determinados e controlados grupos, como medida adicional para o enfrentamento da pandemia”, segundo a Anvisa.

A Fiocruz vem informando que pedirá o de registro definitivo do imunizante de Oxford até 15 de janeiro. Após o registro, a vacina poderá ser colocada no mercado nacional, na rede pública e privada.

Com informações do Metrópoles e Fiocruz

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: FIOCRUZ SEGUE PROCEDIMENTO DO BUTANTAN E PEDE USO EMERGENCIAL DE VACINA CONTRA COVID

TECNOLOGIA: COVID DATA TRACKER É A NOVA FERRAMENTA PARA RASTREAR A DISTRIBUIÇÃO DAS VACINAS CONTRA COVID-19

Uma ferramenta incrível que vai rastrear a distribuição de vacinas contra a Covid-19 é o destaque, aqui da coluna TECNOLOGIA deste sábado. Você vai pode acompanhar em tempo real todo os números referentes a distribuição das vacinas no seu estado ou região através do  COVID Data Tracker dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, que possui um mapa interativo que inclui contagens estado a estado. No final desta postagem você pode acessar a ferramenta através do link.

O rastreador de distribuição de vacinas COVID-19 permite que você veja para onde as doses nos EUA estão indo

Se você gostaria de ver a rapidez com que as vacinações estão progredindo em seu estado, o COVID Data Tracker dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças possui um mapa interativo que inclui contagens estado a estado.

No site, você verá dados do número total de vacinas distribuídas, bem como o número total de pessoas que receberam a primeira dose. Outro painel de dados mostra a distribuição em instalações de cuidados de longo prazo, que são priorizadas nas diretrizes atuais de vacinação dos Estados Unidos.

Na quinta-feira, você pode ver no mapa do CDC que os estados que receberam a maioria das doses per capita até agora são: New Hampshire, Connecticut, DC, Alasca, West Virginia, Kentucky, Tennessee, Oklahoma, Novo México, Colorado, Iowa , Nebraska, Dakota do Sul, Dakota do Norte e Montana.

Ao todo, de acordo com o CDC, mais de 21 milhões de doses foram distribuídas.

Os dados vêm de provedores de saúde e espera-se que os dados no site do CDC sejam atualizados três vezes por semana: às segundas, quartas e sextas-feiras.

Continuar lendo TECNOLOGIA: COVID DATA TRACKER É A NOVA FERRAMENTA PARA RASTREAR A DISTRIBUIÇÃO DAS VACINAS CONTRA COVID-19

GOVERNADORA DO RN PEDE A BOLSONARO ATRAVÉS DE OFÍCIO, A INCLUSÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO NAS FASES INICIAIS DA VACINA CONTRA COVID-19

Por G1 RN

 

Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) — Foto: Demis Roussus/Governo do RNGovernadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) — Foto: Demis Roussus/Governo do RN

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), enviou nesta quinta-feira (7) um ofício ao presidente da República Jair Bolsonaro com um pedido para que os profissionais da educação do Brasil sejam incluídos nas fases iniciais dos grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19.

O documento cita que é preciso considerar a importância dos profissionais “para a retomada do desenvolvimento socioeconômico, científico e cultural do país”.

De acordo com o Plano Nacional de Vacinação, os trabalhadores em educação entram nos grupos prioritários, mas o governo ainda não definiu em qual das três fases iniciais esse grupo será inserido. Isso só vai ocorrer após aprovação das vacinas e disponibilidade de doses.

No ofício, a governadora do RN diz que os impactos causados pela pandemia da Covid-19 “diretamente aos profissionais e aos estudantes, em especial na educação pública no País, aprofundam as desigualdades de acesso e de permanência já existentes nas escolas e promovem enormes prejuízos à qualidade da aprendizagem, em todos os níveis e etapas”.

Segundo o documento, são cerca de 50 milhões de estudantes e 2 milhões de professores da educação básica sem aulas presenciais atualmente, comprometendo a aprendizagem de estudantes entre 4 a 17 anos.

A governadora do RN disse ainda que providências para preparação das escolas na volta às aulas presenciais foram adotadas no Brasil. No RN, segundo ela, a previsão é de que o retorno aconteça no dia 1 de fevereiro, “com todas as medidas definidas nos protocolos de segurança internacionais, nacionais e locais”.

A chefe do Executivo potiguar cita também investimentos para reestruturação física das escolas e de profissionais e ações de formação e reorganização curricular.

“Essas providências, no entanto, serão insuficientes sem a garantia da vacinação”, diz o texto da governadora Fátima Bezerra (PT).

“Comprometer ainda mais a educação, retardando o retorno das atividades presenciais, constitui-se substancial ameaça ao avanço e à sobrevivência da ciência brasileira, bem como o futuro do desenvolvimento e soberania do País”.

O pedido da governadora potiguar pede a inclusão dos profissionais da educação sem prejuízo dos profissionais da saúde e demais grupos vulneráveis.

Segundo Fátima, essa medida permitirá a retomada, em menor tempo, das atividades educacionais e vai contribuir “para a redução das desigualdades entre os estudantes, a preservação de seus vínculos com a escola, a diminuição dos riscos de ficarem ainda mais para trás ou abandonarem os estudos, assegurando a reabertura das escolas e das instituições de educação superior, com seus profissionais protegidos e imunizados”.

Plano Nacional de Vacinação

De acordo com o Plano Nacional de Vacinação, os grupos prioritários para vacinação foram divididos em fases.

Primeira fase: trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população indígena aldeado em terras demarcadas aldeada; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas.

Segunda fase: Pessoas de 60 a 74 anos.

Terceira fase: pessoas com comorbidades.

Trabalhadores da educação; trabalhadores dos demais serviços essenciais (forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema de privação de liberdade, trabalhadores do transporte coletivo, entre outros); populações quilombolas; população privada de liberdade e pessoas em situação de rua também entram nos grupos prioritários. Entretanto, o governo irá avaliar em qual fase esses grupos serão inseridos após aprovação das vacinas e disponibilidade de doses.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo GOVERNADORA DO RN PEDE A BOLSONARO ATRAVÉS DE OFÍCIO, A INCLUSÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO NAS FASES INICIAIS DA VACINA CONTRA COVID-19

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho