SEGUNDO DADOS DA SESAP, RN NÃO ATINGE META VACINAL INFANTIL DESDE 2018

Por g1 RN

 

RN não alcança a meta de cobertura vacinal infantil para nenhuma das vacinas de rotina desde 2018 — Foto: Almir Gadelha/SVMRN não alcança a meta de cobertura vacinal infantil para nenhuma das vacinas de rotina desde 2018 — Foto: Almir Gadelha/SVM

Dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) analisados pelo Instituto Santos Dumont (ISD) apontam que, desde o ano de 2018, o Rio Grande do Norte não alcança a meta de cobertura vacinal recomenda pelo Ministério da Saúde para nenhuma das vacinas de rotina indicadas para as crianças de até um ano de idade.

O levantamento preocupa especialistas da área de saúde diante da possibilidade de retorno de doenças já consideradas erradicadas, como a poliomielite. “A recusa na vacinação tem sido associada a surtos de varicela, doença pneumocócica, sarampo e coqueluche. Recentemente, estamos acompanhando relatos de volta de doenças controladas há vários anos, como a poliomielite”, conta a preceptora infectologista do ISD, Carolina Damásio.

Das 11 vacinas que constam no calendário infantil até 1 ano de vida, apenas as de BCG e Hepatite B atingiram as metas de 90% no ano de 2018, segundo a Sesap. Após esse ano, nenhuma das vacinas obrigatórias atingiu os percentuais indicados pelo Ministério da Saúde, que variam de 90% a 95%.

A poliomielite é uma doença contagiosa causada por um vírus, que pode infectar crianças e adultos e levar à paralisia dos membros inferiores nos casos mais graves. A única forma de prevenção é a vacina, obrigatória para todas as crianças menores de 5 anos.

Os índices de cobertura vacinal do sarampo no RN também preocupam profissionais da saúde. Apesar da campanha nacional realizada pelo Ministério da Saúde para incentivar a imunização, apenas 36% das crianças até 4 anos de idade haviam sido vacinadas até o começo do mês de agosto, de acordo com dados da plataforma RN + Vacina.

Os baixos índices de cobertura vacinal não são exclusividade do Rio Grande do Norte. A cobertura vacinal contra pólio chegou a 100% em 2013; ficou em 84,74% em 2017; e no ano passado despencou para 67,71%. Três a cada dez crianças não foram vacinadas, segundo o DataSus.

“Quedas nos índices de vacinação infantil podem trazer sérios riscos à saúde pública, como retorno de doenças controladas ou já erradicadas, ocasionando sofrimento desnecessário a crianças menores (incluindo sequelas permanentes) e desperdícios de recursos geralmente já limitados na saúde”, reforça a preceptora infectologista Carolina Damásio.

Campanha de vacinação da Poliomielite

A campanha nacional de vacinação contra poliomielite e multivacinação para atualização da caderneta de vacinação da criança e do adolescente teve início na segunda-feira (8). A campanha segue até o dia 9 de setembro, e a expectativa é atingir a meta de cobertura vacinal de 95%, preconizada pelo Ministério da Saúde.

Continuar lendo SEGUNDO DADOS DA SESAP, RN NÃO ATINGE META VACINAL INFANTIL DESDE 2018

SESAP RECOMENDA QUE MUNICÍPIOS APLIQUEM DOSE DE REFORÇA DA VACINA CONTRA COVID-19 EM ADOLESCENTES

Municípios do RN devem aplicar dose de reforço da vacina contra a Covid em adolescentes após recomendação da Sesap

Os municípios devem usar o estoque de Coronavac e Pfizer para iniciar a aplicação imediatamente

Redação
30/05/2022 | 14:52

Foto: Wilson Moreno/Secom PMM

A partir desta segunda-feira (30), os municípios do Rio Grande do Norte devem iniciar a aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos. A medida segue orientação do Ministério da Saúde. O acordo para pôr a medida em prática foi feita na manhã desta segunda-feira. Durante a discussão feita na Câmara Técnica das Vacinas, coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), ficou decidido que os municípios devem usar o estoque de Coronavac e Pfizer para iniciar a aplicação imediatamente.

“Estamos fazendo um levantamento junto aos municípios para solicitar ao Ministério da Saúde mais doses e assim organizar a quantidade de doses necessárias para a terceira dose de todos os adolescentes”, disse Laiane Graziela coordenadora de Imunização da Sesap.

A dose de reforço deve ser administrada quatro meses após a segunda dose. Segundo a orientação do Ministério da Saúde, o imunizante preferencial a ser usado deve ser o da Pfizer, independente do imunizante aplicado no esquema primário, ficando a Coronavac como opção no caso de não haver disponibilidade da vacina Pfizer.

O RN tem hoje 281.152 adolescentes entre 12 a 17 anos com a primeira dose, correspondendo a 88% da população dessa faixa, e 228.780 com a segunda dose (71%).

Continuar lendo SESAP RECOMENDA QUE MUNICÍPIOS APLIQUEM DOSE DE REFORÇA DA VACINA CONTRA COVID-19 EM ADOLESCENTES

SESAP AUMENTOU DE QUATRO PARA SETE A FROTA DE CARROS FUMACÊ EM CONDIÇÕES DE OPERAR NO RN

Por g1 RN

 

Carro fumacê em operação no Rio Grande do Norte — Foto: Sesap/CedidaCarro fumacê em operação no Rio Grande do Norte — Foto: Sesap/Cedida

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) aumentou de quatro para sete veículos a frota de carros fumacê em condições de operar nas ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya no Rio Grande do Norte.

No início de maio, apenas quatro dos 15 carros fumacê do estado estavam em operação, por causa de equipamentos quebrados nas bombas de Ultra Baixo Volume (UBV). Segundo a pasta, mais um carro vai entrar em operação nos próximos dias.

A assessoria da secretaria informou nesta sexta-feira (27) que a perspectiva é de que os 15 carros fumacê do estado estejam em operação até o fim de junho, com a chegada de mais peças compradas. Parte delas é importada.O

Carros fumacê voltam a operar no Rio Grande do Norte

Segundo a Sesap, algumas cidades já foram atendidas pelo serviço e o governo está avaliando as próximas operações de acordo com as solicitações e com a situação epidemiológica de cada município.

Está em andamento a operação em João CâmaraNatal (no bairro das Quintas e Alecrim) e Parnamirim (na região da Avenida Maria Lacerda).

A responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle da Dengue, Silvia Dinara, ressalta que a operação de UBV é importante para interromper a transmissão, pois elimina o mosquito adulto, mas deve ser adotada como última medida.

“As ações de combate e controle de criadouros devem permanecer concomitantemente e precisam se intensificar nesse momento para que não haja nova proliferação”, diz.

A Sesap reforçou os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses, como manter os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito; esfregar com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais; não colocar lixo em terrenos baldios; manter caixas d´água sempre tampadas e cuidar de qualquer local que possa acumular água parada.

Continuar lendo SESAP AUMENTOU DE QUATRO PARA SETE A FROTA DE CARROS FUMACÊ EM CONDIÇÕES DE OPERAR NO RN

MPRN RECOMENDOU À SESAP O CONSERTO DA FROTA DE CARROS FUMACÊ QUE ESTÃO QUEBRADOS POR FALTA DE PEÇAS

MPRN cobra da Sesap conserto de veículos para combate à dengue

Foto: Ilustrativa/Reprodução

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-RN) recomendou na última sexta-feira (13) à Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) o conserto da frota de carros fumacê. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado desse sábado (14). Dos 15 carros fumacê da Sesap, 11 estão quebrados por falta de peça.

A recomendação é assinada pela Promotora de Justiça Substituta, Raquel Batista de Ataíde Fagundes. No texto, a promotora cita o último boletim epidemiológico da semana 14 — concluído no dia 9 de abril — apontando que no RN foram notificados 4784 casos de dengue, 1719 casos de Chikungunya e 368 casos de Zika.

Natal registrou 3,2 mil casos de dengue notificados entre janeiro deste ano e as duas primeiras semanas de maio, de acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da capital. Os números representam uma epidemia de dengue, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

No documento, o MP diz que 13 municípios potiguares ainda fazem uso do carro Ultra Baixo Volume (UBV) — nome oficial do fumacê —, para controle do mosquito Aedes aegypti, “sendo esta uma medida importante para a prevenção e contenção das arboviroses”. As cidades são Natal, Macaíba, Guamaré, Pedro Avelino, Brejinho, Santo Antônio, Várzea, Montanhas, Serrinha, Lagoa D’Anta, Passa e Fica, Jardim do Seridó e Parelhas.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo MPRN RECOMENDOU À SESAP O CONSERTO DA FROTA DE CARROS FUMACÊ QUE ESTÃO QUEBRADOS POR FALTA DE PEÇAS

PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA NO RN FORAM IMUNIZADAS EM MUTIRÃO REALIZADO PELA SESAP

Sesap realiza mutirão para vacinar pessoas em situação de rua no RN

Foto: Magnus Nascimento 

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) realizou um mutirão para imunizar pessoas em situação de rua por todo o Rio Grande do Norte. Foram aplicadas 1.849 doses de imunizante contra a covid-19, sendo 751 em Natal, 295 em Mossoró e 157, em Parnamirim, municípios onde mais pessoas foram vacinadas.

Os dados foram obtidos na manhã desta quarta-feira (11), por meio da plataforma RN + Vacina. Por se tratar de pessoas sem residência fixa, foi necessário um trabalho de busca ativa para garantir a conclusão do esquema vacinal daqueles que tomaram somente a primeira dose.

Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap, Kelly Lima, os resultados alcançados com o mutirão foram muito positivos. Além disso, destacou a coordenadora, tem sido percebido o aumento do número de pessoas em situação de rua após a pandemia da covid-19.

“A ideia é pensarmos uma política que garanta acesso à saúde para além dos imunizantes, de forma contínua, de modo a garantir respostas efetivas aos problemas de saúde desta população tão vulnerável no nosso Estado”, afirmou.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA NO RN FORAM IMUNIZADAS EM MUTIRÃO REALIZADO PELA SESAP

SAIBA QUAIS AS UNIDADES DE ATENDIMENTO QUE A SESAP VAI MONTAR PARA DESAFOGAR AS UPAS

Por g1 RN

 

UBS de Pajuçara, na Zona Norte de Natal, é uma das que terá atendimento de urgência (Arquivo) — Foto: Prefeitura de NatalUBS de Pajuçara, na Zona Norte de Natal, é uma das que terá atendimento de urgência (Arquivo) — Foto: Prefeitura de Natal

A Secretaria de Saúde de Natal anunciou que vai montar, a partir desta quinta-feira (21), duas unidades de atendimento às urgências de menor gravidade, para tentar desafogar as Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) da capital potiguar.

O serviço deverá funcionar temporariamente nas Unidades Básicas de Saúde do bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal, e em Cidade da Esperança, na Zona Oeste, para atender casos leves de viroses.

Segundo a pasta, devem procurar essas unidades pessoas com sintomas como dor de cabeça, febre de até 38 graus, tosse seca não persistente, dor nos braços, dor nas pernas e moleza no corpo.

“Nessas UBS ofertamos atendimento médico por meio de clínico geral, pediatra e equipe de enfermagem”, afirmou o secretário George Antunes.

Segundo a pasta, a iniciativa se deve ao aumento de 90% na procura de atendimento pediátrico na UPA Cidade da Esperança e 115% na pediatria da UPA de Pajuçara, ao longo dos últimos dias.

Com os serviços lotados, pacientes passaram a esperar várias horas por atendimento. Na segunda-feira (18), uma idosa chegou a passar quatro horas do lado de fora da UPA de Potengi, também na Zona Norte.

As unidades básicas de Pajuçara e Cidade da Esperança funcionarão das 7h às 19h para atender esses pacientes.

Com isso, as UPAS passarão a atender somente os casos graves, que são de pessoas com quadro de vômitos persistentes mesmo após medicação, febre alta persistente por mais de 24h, cansaço, cor da pele pálida, arroxeada ou amarelada, sonolência e diarreia.

Além do aumento de casos de viroses e dengue, a lotação das UPAs também tem influência da greve dos servidores da saúde, iniciada em 11 de abril. O secretário afirmou que as reinvindicações da categoria são justas, mas considerou que a paralisação está prejudicando os serviços.

“Nós não podemos pedir que as pessoas fiquem em casa. Quem tiver qualquer quadro suspeito de uma patologia deve procurar atendimento, ou nas unidades básicas ou nas UPAs. Não tem outra forma. O poder público vai ter que criar mecanismos de atendimento. Outro ponto seria, e faço esse apelo, que momentaneamente essa greve fosse suspensa. Com isso nós diminuiríamos o prejuízo à população”, afirmou.

Segundo Antunes, a equipe técnica da prefeitura está realizando cálculos de impacto financeiro para que o município possa apresentar uma proposta aos servidores grevistas até o próximo dia 29 de abril.

Ele também pediu que os serviços privados de saúde e outros municípios do estado também criem serviços extras para desafogar a demanda das unidades de saúde pública da capital.

Continuar lendo SAIBA QUAIS AS UNIDADES DE ATENDIMENTO QUE A SESAP VAI MONTAR PARA DESAFOGAR AS UPAS

SESAP INSTALOU MAIS UM PONTO DE ATENDIMENTO PARA AS PESSOAS QUE PRECISAM DA PROFILAXIA PRE-EXPOSIÇÃO AO HIV

RN amplia atendimento de profilaxia pré-exposição ao HIV

Redação/Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) instalou neste fim de março mais um ponto de atendimento para as pessoas que precisam da profilaxia pré-exposição (PrEP) ao HIV. Agora, além dos Serviços de Assistência Especializada (SAE) nos hospitais Giselda Trigueiro, em Natal, e Rafael Fernandes, em Mossoró, os usuários passam também a ter acesso em Caicó, na IV Região de Saúde.

A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV é um método de prevenção à infecção pelo HIV. Consiste na tomada diária de um comprimido que permite ao organismo estar preparado para enfrentar um contato com o HIV, ou seja, o indivíduo se prepara antes de uma relação sexual de risco para o HIV.

Funcionamento da compensação

É um vírus que pode ser encontrado em dois caminhos (teno + vírus) que é um agente enriquecido de HIV usa para infectar organismo. Caso contrário, pode não haver o suficiente das substâncias ativas em sua corrente para bloquear o vírus, Hepatites Virais.

Quem pode fazer uso

A PrEP não é indicada para todas as pessoas. O seguinte é de entrada para contato em que há risco de maior número de populações

Gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH);
Pessoas trans;
Trabalhadores(as) do sexo.

E, além disso, se você:
Frequentemente deixa de usar camisinha em suas relações sexuais (anais ou vaginais);
Tem relações sexuais, sem ser camisinha, com alguém que HIV positivo e que não é em tratamento;
Faz uso repetidor de PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV);
Apresenta casos de infecções sexualmente transmissíveis.

Serviços PrEP no Rio Grande do Norte

SAE Giselda Trigueiro
Endereço: Rua Cônego Monte, 110 – Quintas – Natal

SAE Hospital Rafael Fernandes
Endereço: Rua Juvenal Lamartine, 03 – Santo Antônio – Mossoró

Endereço SAE Caicó
: Avenida Coronel Martiniano, 1535 – Penedo – Caicó

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo SESAP INSTALOU MAIS UM PONTO DE ATENDIMENTO PARA AS PESSOAS QUE PRECISAM DA PROFILAXIA PRE-EXPOSIÇÃO AO HIV

SESAP ANUNCIOU QUE VAI IMPLANTAR NO RN A VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AMARELA A PARTIR DE ABRIL

Por g1 RN

 

Vacina contra febre amarela — Foto: DivulgaçãoVacina contra febre amarela — Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) anunciou que vai implantar no Rio Grande do Norte a vacinação da febre amarela. O início da campanha será em abril e o público alvo a população a partir dos 9 meses de idade até 59 anos.

Desde 2020 a vacina da febre amarela foi incluída no calendário básico para todos os estados do Brasil, incluindo o RN, que até então era área sem recomendação de vacina, explicou a Sesap.

Essa ampliação aconteceu em função da reemergência do vírus amarílico nas duas últimas décadas para além da área considerada endêmica, que é a região amazônica. A doença atingiu estados como Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, que não haviam registros históricos.

Diante desse avanço, se aproximando de grandes regiões metropolitanas densamente povoadas, com populações não vacinadas e infestadas por Aedes aegypti, foi vista a necessidade de ampliação da área de vacinação para todo o país.

Fórum

Em 22 de março, um encontro com referências estaduais e municipais da área da imunização, da atenção à saúde e da vigilância em saúde vai debater essa campanha de vacinação.

O “Fórum para implantação da vacina da Febre Amarela no RN” ocorrerá na Escola Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales – Mini auditório da Escola do Governo.

Além da campanha, será debatido o aumento progressivo da cobertura vacinal, a vigilância de eventos adversos possivelmente associados à vacina e o fortalecimento da vigilância integrada da febre amarela.

Febre Amarela

A febre amarela é uma doença viral aguda, imunoprevenível, transmitida ao homem e aos primatas não humanos (macacos), por meio da picada de mosquitos infectados. Possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Em áreas de mata, os principais vetores são os mosquitos Haemagogus e Sabethes. Já nas áreas urbanas, o vetor do vírus é o Aedes aegypti. O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942 e todos os casos confirmados desde então decorrem do ciclo silvestre de transmissão.

Atualmente, a febre amarela silvestre (FA) é uma doença endêmica no Brasil (região amazônica). Na região extra-amazônica, períodos epidêmicos são registrados ocasionalmente, caracterizando a reemergência do vírus no país.

Os sintomas da febre amarela são: início súbito de febre; calafrios; dor de cabeça intensa; dores nas costas; dores no corpo em geral; náuseas e vômitos; fadiga e fraqueza.

Vigilância

Entre julho de 2021 e janeiro de 2022 (SE-03), foram notificados 197 casos humanos suspeitos de FA, dos quais dois foram confirmados por critério laboratorial, 166 (85,0%) foram descartados e 29 (15,0%) estão em investigação. Os casos confirmados eram do sexo masculino, na faixa etária entre 20 e 29 anos, sem informação relacionada a vacinação e com estado vacinal ignorado. Ambos exerciam atividades laborais (extrativismo de madeira e pesca) em áreas florestais do Pará (região endêmica), com local provável de infecção nos municípios de Afuá e Oeiras do Pará, e evoluíram para o óbito.

A maioria das pessoas melhora após os sintomas iniciais. No entanto, cerca de 15% apresentam um breve período de horas a um dia sem sintomas e, então, desenvolvem uma forma mais grave da doença.

Como prevenir a febre amarela

A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da febre amarela e é ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para toda a população.

Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema vacinal de apenas uma dose durante toda a vida, sendo que a pessoa que recebeu uma dose da vacina antes de completar (5) cinco anos, está indicada a dose de reforço, independentemente da idade que tiver. Essa medida está de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A vacina, que é administrada via subcutânea, está disponível durante todo o ano nas unidades de saúde e deve ser administrada pelo menos 10 dias antes do deslocamento para áreas de maior risco (áreas silvestres em regiões com comprovada circulação viral), principalmente para os indivíduos que são vacinados pela primeira vez.

Continuar lendo SESAP ANUNCIOU QUE VAI IMPLANTAR NO RN A VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AMARELA A PARTIR DE ABRIL

SESAP VAI PROMOVER NESTE SÁBADO (22) O DIA D DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM TODAS AS CIDADES LITORÂNEAS DO ESTADO

Por g1 RN

 

Vacina contra a Covid — Foto: Célio Duarte/PMMVacina contra a Covid — Foto: Célio Duarte/PMM

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) vai promover neste sábado (22) o Dia D de vacinação contra a Covid em todas as cidades litorâneas do estado.

De acordo com a pasta, a ação é voltada para as pessoas que estão atrasadas na vacinação – seja primeira, segunda ou terceira dose. Não é necessário ser morador do município para se vacinar.

A ação foi denominada de Operação Verão de Vacinação e terá 30 mil doses destinadas à campanha.

De acordo com a Sesap, mais de 234 mil pessoas estão com a segunda dose da vacina contra Covid atrasada e outras 600 mil pessoas estão com a dose de reforço (a terceira) atrasada. Toda a população acima de 12 anos pode se vacinar na campanha.

A Sesap orienta aos municípios que adotem estratégias e ações para reforçar a divulgação para o público que está frequentando o litoral do RN, que recebe muitos turistas locais neste mês de janeiro.

“Destacamos a importância da população completar o ciclo vacinal, mesmo após o prazo recomendado pelos fabricantes das vacinas. Além disso, atingir àqueles que já estão no momento de tomar a dose de reforço”, explicou Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

“É importante ressaltar que podem ser vacinadas pessoas de outros estados, independente da localidade”, reforçou.

A secretária de Turismo do RN lembra que neste ano o setor teve uma boa alta temporada depois de um período de crise pela pandemia. Exatamente por esse aumento do fluxo de turistas, a vacinação se torna mais importante.

“O turismo está comemorando uma boa alta temporada após um longo período de crise no setor, mas com o aumento do fluxo de visitantes no estado, cresce também a nossa responsabilidade com a consolidação do Turismo Responsável, desde o cumprimento dos protocolos de biossegurança à vacinação. Queremos sensibilizar o maior número de turistas quanto à importância da vacinação”, enfatizou Aninha Costa, secretária de Turismo do RN.

A ideia da ação é promover o acesso à vacinação em locais que atinjam um maior público nesse período de alta estação.

De acordo com Sesap, é fundamental que os locais de aplicação, mesmo sendo nas praias, sejam ventilados, com controle da temperatura, para o acondicionamento correto dos imunizantes.

“Dessa forma os municípios poderão fazer o pedido antecipado das doses caso não tenha doses suficientes, sendo preferencialmente a reposição das doses utilizadas na ação”, explicou Kelly Lima, da Sesap.

Continuar lendo SESAP VAI PROMOVER NESTE SÁBADO (22) O DIA D DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM TODAS AS CIDADES LITORÂNEAS DO ESTADO

SESAP INFORMOU QUE APESAR DO SURTO DE GRIPE BOA PARTE DOS MUNICÍPIOS DO RN ESTÃO SEM DOSES DA VACINA CONTRA O VÍRUS

Com surto de gripe, municípios do RN ficam sem estoque de doses da vacina

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: Alex Pazuello / Semcom

A Secretaria de Estado do Rio Grande do Norte (Sesap) informou que, relatado sobre a Influenza que afeta vários estados, boa parte dos municípios do RN estão sem doses da vacina contra a gripe. Um levantamento realizado em dezembro de 2021 revelou que 43 cidades potiguares precisaram suspender a imunização porque o estoque estava zerado.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap, Kelly Lima, secretaria não possui mais estoque do imunizante e aguarda o envio de doses extras, por parte do Ministério da Saúde, para retomar a vacinação. Até então, o estado contava apenas com as doses remanescentes da mais recente campanha de imunização contra a influenza.

“Anualmente, uma campanha acontece de abril de junho. Nesse período, recebemos um quantitativo de mais de 1,4 milhão de doses para o público alvo, que incluía as pessoas mais vulneráveis ​​como crianças – acima de 6 meses, idosos e profissionais de saúde. Em determinado momento da campanha, esse público foi ampliado. Como ainda tínhamos as doses remanescentes, continuamos encaminhando para os municípios com uma proteção de proteção uma ampla proteção. Mas, desde dezembro, estamos vivenciando um surto de influenza. Então encaminhamos um ofício para o Ministério da Saúde solicitando doses extras, mas infelizmente ainda não houve retorno ”, ressaltou Kelly Lima.

O surto de gripe que vem afetando os estados brasileiros nas últimas semans foi impulsionado principalmente pela nova variante H3N2. A doença provoca sintomas bem conhecidos, como tosse, coriza, garganta inflamada, febre alta, dores de cabeça, dores no corpo e fraqueza.  No RN, uma chamada ‘nova gripe’ fez aumentar a procura por Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), gerando uma superlotação desses locais. Para evitar a maior transmissão do vírus, uma coordenadora enfatiza que, além da vacinação, outras medidas são importantes, como o uso da máscara, lavagem de mãos e respeito ao distanciamento social.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo SESAP INFORMOU QUE APESAR DO SURTO DE GRIPE BOA PARTE DOS MUNICÍPIOS DO RN ESTÃO SEM DOSES DA VACINA CONTRA O VÍRUS

RN PASSA POR SURTO DE SÍNDROME GRIPAL NESTE FIM DE ANO, AFIRMA SESAP

Rio Grande do Norte tem surto de síndrome gripal, diz Secretaria de Saúde

Foto Ilustrativa: Divulgação

O Rio Grande do Norte já passa por um surto de síndrome gripal neste fim de ano. A afirmação foi feita pela subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Diana Rego, em entrevista ao Bom Dia RN

“A gente já pode falar em surto de gripe, não especificando a Influenza ou a H3N2. É uma síndrome gripal não-Covid. A gente já tem observado nas portas de entrada, desde as UPAS, até os hospitais, muitas pessoas com sintomas de uma síndrome gripal”, apontou.

De acordo com a Sesap, o estado registrou neste mês de dezembro 93 amostras positivas de Influenza A, sendo 37 do subtipo H3N2. Os dados foram confirmados nesta terça-feira (21).

Outros estados do país também estão passando atualmente por um aumento de casos de síndrome gripal neste período do ano. Na Região Metropolitana do Rio de Janeiro foi confirmada epidemia de gripe.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo RN PASSA POR SURTO DE SÍNDROME GRIPAL NESTE FIM DE ANO, AFIRMA SESAP

SESAP ESTIMA IMUNIZAÇÃO PARA CRIANÇAS EM JANEIRO DE 2022

Por g1 RN

 

Menino recebe dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em Roma, na Itália — Foto: Andrew Medichini/APMenino recebe dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em Roma, na Itália — Foto: Andrew Medichini/AP

Após a Anvisa anunciar que liberou a vacinação contra Covid-19 com o imunizante da Pfizer para crianças com idades entre 5 e 11 anos, a Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) estimou que a imunização desse público no estado só deve começar em janeiro de 2022, após a chegada de doses específicas.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, o estado tem cerca de 350 mil crianças nessa nova faixa etária a ser incluída no programa de imunização.

“Julgamos que é importante a ampliação da vacinação para esse público, porém a gente espera que os imunizantes cheguem em tempo oportuno. O Ministério da Saúde já sinalizou que não tem esse quantitativo de imunizantes para iniciar a vacinação desse público ainda em 2021”, afirmou.

“Nós acreditamos que exatamente por essa deficiência no número de doses, que ainda não chegaram aos estados, esse início só se dará em janeiro do próximo ano”, completou.

Ainda de acordo com ela, por se tratar do público infantil, as doses serão menores, e por isso o estado não poderia usar as vacinas já em estoque. Também é necessário esperar as orientações técnicas do Ministério da Saúde sobre o assunto.

Apesar disso, Kelly acredita que o público irá atender à convocação para a imunização. “É uma faixa (etária) que tem o hábito de ser vacinada, até pela caderneta de imunização. Quando as doses chegarem, prontamente iremos fazer a distribuição e as orientações aos municípios”, pontuou.

Anvisa libera uso

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quinta-feira (16) a aplicação da vacina da Pfizer contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

Ainda não há previsão de quando a imunização vai começar porque a vacina para este público tem diferenças em relação a que foi aplicada nos adultos. Por isso, o governo federal terá que comprar uma versão específica do produto com dosagens e frascos diferentes (foto acima), apesar de o princípio ativo ser o mesmo.

A mesma autorização de uso já foi concedida pelo FDA e pela EMA (agências regulatórias de saúde dos Estados Unidos e União Europeia), além de países como Costa Rica, Colômbia, República Dominicana, Equador, El Salvador, Honduras, Panamá, Peru e Uruguai.

Versão pediátrica

A dose para as crianças entre 5 e 11 anos de idade é 1/3 da formulação já aprovada no Brasil.

A formulação pediátrica é diferente daquela aprovada anteriormente apresentada para o público com mais de 12 anos – portanto, não pode ser utilizada a formulação de adultos diluída.

A criança que completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose deve manter a dose pediátrica.

Também participaram da avaliação especialistas das sociedades brasileiras de Infectologia (SBI), de Imunologia (SBI), de Pediatria (SBP), de Imunizações (SBIm) e de Pneumologia e Tisiologia.

“Mesmo que seja um público que representa poucos casos de Covid-19, quando a gente faz um recorte, tem morrido mais crianças com covid-19 do que com outras doenças que são prevenidas com vacina, como o sarampo. Por isso a importância dessa imunização, além de a criança ser um vetor de transmissão. Embora a vacina não tenha cessado a transmissão entre adultos, pode ser que tenha esse efeito nas crianças”, ponderou a imunologista Janeusa Souto, que é professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Continuar lendo SESAP ESTIMA IMUNIZAÇÃO PARA CRIANÇAS EM JANEIRO DE 2022

SESAP EXPLICA COMO SERÁ REGULAÇÃO DA PORTA DE ACESSO AO HOSPITAL WALFREDO GURGEL

Hospital Walfredo Gurguel terá porta regulada a partir de quarta-feira; saiba o que significa

Medida visa garantir qualidade no atendimento de urgência e emergência aos pacientes graves, segundo Sesap

Redação
13/12/2021 | 13:52

Coletiva teve presença do secretário de Saúde – Foto: Sandro Menezes/Assecom-RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) explicou nesta segunda-feira (13), em coletiva de imprensa, a regulação da porta de acesso ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG). A medida, que entra em vigor no dia 15,, visa permitir que a maior unidade de urgência do estado receba o seu perfil de atendimentos, que são os casos clínicos graves e os pacientes politraumatizados.

A primeira etapa envolve a Região Metropolitana, que engloba 70% dos atendimentos do Walfredo Gurgel. O grande número de atendimentos de casos de menor gravidade e sem regulação, que gera pouco mais de 50% dos pacientes recebidos na unidade, através das unidades da rede de saúde, como Unidades de Pronto-Atendimento e Unidades Básicas de Saúde (UBS) provoca uma superlotação do HMWG, que sobrecarrega os trabalhadores da unidade e inviabiliza qualquer planejamento estratégico por parte da gestão.

A secretária-adjunta de Saúde Pública, Lyane Ramalho, ressaltou a importância do trabalho conjunto em resolver um problema que é histórico. “Essa regulação faz parte de uma política pública que este Governo está enfrentando o desafio de colocar em prática, vem de uma decisão judicial que remonta o início dos anos 90 e agora vamos conseguir, com essas parcerias, colocar em funcionamento. Não temos como regular a porta do Walfredo Gurgel se não amadurecermos as portas de acesso nos municípios”, ressaltou Ramalho.

A Central de Acesso às Portas Hospitalares ficará responsável por receber os contatos dos municípios, que ao invés de enviarem espontaneamente as ambulâncias para o hospital, devem primeiro comunicar os casos e seguir as orientações dadas de acordo com o estado de saúde do paciente. Estão sendo feitas reuniões com os municípios e um trabalho de educação permanente para seus profissionais envolvidos no processo de regulação.

A regulação do acesso ao hospital acontece a partir desta quarta-feira, de acordo com o que foi acertado em conjunto com o Ministério Público, através da Promotoria de Saúde. A promotora da Saúde, Iara Pinheiro, resgatou a atuação no caso. “Nossa atuação tem um viés que estamos olhando para o paciente grave, pois a baixa e média complexidade tem outras portas. A defesa é que o paciente grave tenha atendimento com eficiência sem ter que concorrer com pacientes de baixa complexidade”, explicou a promotora.

A presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES), Aldenísia Albuquerque, ressaltou a importância da regionalização da Saúde para ajudar nesse processo. “Esperamos a estruturação dos hospitais regionais para que possam atender as pessoas onde elas moram e iniciar um processo pedagógico com usuários e governantes, para que entendam que colocar pacientes numa ambulância e mandar para o Walfredo Gurgel não é estar a favor da rede de saúde”, completou.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo SESAP EXPLICA COMO SERÁ REGULAÇÃO DA PORTA DE ACESSO AO HOSPITAL WALFREDO GURGEL

SEGUNDO ORIENTAÇÃO DA SESAP, SERÁ ADMINISTRADO REFORÇO DA PFIZER EM POTIGUARES QUE TOMARAM DOSE ÚNICA DA JANSSEN

Por g1 RN

 

Potiguares que tomaram dose única da vacina Janssen contra Covid devem receber reforço com Pfizer, orienta Sesap — Foto: Joana Lima/Prefeitura de NatalPotiguares que tomaram dose única da vacina Janssen contra Covid devem receber reforço com Pfizer, orienta Sesap — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

Moradores do Rio Grande do Norte que tomaram a dose única da vacina da Janssen contra a Covid-19 deverão tomar reforço com o imunizante da Pfizer. A orientação está em uma nota técnica divulgada pela Secretaria Estadual de Saúde nesta quinta (9).

O intervalo para aplicação da dose de reforço, nesse público, é a partir dos dois meses, de acordo com o comunicado enviado aos municípios potiguares.

Segundo Juliana Araújo, da Secretaria Municipal de Natal, o município já começou a vacinar a população dentro desse novo esquema nesta quinta-feira (9).

Ainda de acordo com a nota técnica, essa parcela da população não precisa da aplicação de uma terceira dose, porque a primeira já é considerada esquema vacinal primário e a segunda é a dose de reforço, ao contrário das outras vacinas, que precisaram de duas doses para completar o esquema e depois, ainda contam com o reforço.

Segundo a Sesap, a medida foi adotada por causa de uma série de fatores. Um deles é que os lotes de vacina Janssen enviados ao estado seriem insuficientes para realizar o reforço de todas as pessoas que tomaram a dose única do imunizante há mais de dois meses.

O estado também alertou para o risco de perda de doses da vacina Pfizer que estão armazenadas nos municípios e perto da validade. Após descongelamento, as vacinas têm prazo de 31 dias para serem usadas.

“O reforço para o imunizante da janssen também é satisfatório com vacinas heterólogas e vem sendo realizado em outros estados diante da escassez de janssen”, diz a nota técnica.

O reforço pode ser feito com a vacina da Janssen, mas na falta de doses, deve ser feito com Pfizer.

Redução do prazo para dose de reforço

No documento, o governo também oficializou a orientação para que os município com grande estoque de vacina reduzam o prazo para aplicação do reforço para quatro meses, no caso das outras vacinas. O governo afirma que a organização mundial da saúde considera o prazo de três a seis meses para esse reforço confiável.

De acordo com o estado, por causa da redução da demanda, no fim do ano, as doses da Pfizer deverão ser mantidas congeladas na Central Estadual de Rede de Frios durante dezembro, mas os municípios poderão fazer as solicitações quando necessário, de acordo coma cota disponível.

“O Estado do Rio Grande do Norte reforça que em caso de doses próximas ao vencimento que não serão utilizadas oportunamente, recomendamos que os municípios comuniquem à Regional de Saúde (Ursap) para realizar remanejamento e assim otimizar a utilização das doses da vacina contra Covid-19”, diz a nota.

Outra orientação é que o público a partir dos 18 anos que for tomar a primeira dose só seja vacinado com Pfizer ou Coronavac.

Como tomar a dose de reforço em Natal

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Natal, as pessoas que tomaram a vacina da Janssen e já completaram dois meses da imunização podem procurar qualquer ponto de vacinação levando cartão de vacina, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

Há vacinação nas unidades básicas de saúde, drive-thru no Ginásio Nélio Dia e no Shopping Via Direta, além do trailer na Árvore de Mirassol. Veja os horários de cada unidade no site (aqui).

Continuar lendo SEGUNDO ORIENTAÇÃO DA SESAP, SERÁ ADMINISTRADO REFORÇO DA PFIZER EM POTIGUARES QUE TOMARAM DOSE ÚNICA DA JANSSEN

UTILIDADE PÚBLICA: COOPERATIVA DOS ANESTESISTAS SUSPENDE CIRURGIAS ELETIVAS EM NATAL POR FALTA DE PAGAMENTO POR PARTE DA SESAP

Cooperativa dos anestesistas suspende cirurgias eletivas do SUS em Natal

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Divulgação

A Cooperativa de Médicos Anestesistas  do Rio Grande do Norte (Coopanest-RN) suspendeu no início deste mês os atendimentos às cirurgias eletivas do Sistema Único de Saúde (SUS), no município de Natal. A paralisação é referente ao Termo de Cooperação Técnico Financeira (TCTF) firmado entre os entes federais, estaduais e municipais.

Em nota, a cooperativa esclareceu que “há um problema crônico de atrasos nos pagamentos por parte dos entes estadual (Sesap) e municipal (SMS) que piorou bastante nos últimos meses”. Ainda segundo o texto, o acordo foi firmado “cidadão reverter a situação”.

Segundo a Coopanest, a suspensão foi motivada pelo “não cumprimento do acordo de parcelamento” por parte do governo estadual e ainda do município.

“A Coopanest-RN, ciente de seu papel social e dos impactos na saúde da população, reitera que mantém normalizados todo e qualquer atendimento de caráter de urgência ou emergência segundo os critérios do Conselho Federal de Medicina”, reforçou.

A cooperativa dos anestesiologistas acrescentou também que “reafirma o compromisso de retornar os atendimentos tão logo haja o cumprimento integral do acordo por parte da Sesap e da SMS”.

Uma secretaria estadual de Saúde informou que está apurando o caso. A SMS Natal não se posicionou até o fechamento desta matéria.

Continuar lendo UTILIDADE PÚBLICA: COOPERATIVA DOS ANESTESISTAS SUSPENDE CIRURGIAS ELETIVAS EM NATAL POR FALTA DE PAGAMENTO POR PARTE DA SESAP

DESCASO DA SESAP DEIXA SERVIDORES TERCEIRIZADOS COM SALÁRIOS ATRASADOS E HOSPITAIS SEM ALIMENTAÇÃO

Deputada Cristiane denuncia falta de alimentação nos hospitais por descaso da Sesap com servidores terceirizados

23 set 2021

A greve dos funcionários terceirizados da empresa JMT, prestam serviço aos hospitais estaduais, especialmente o Walfregdo Gurgel, pautou o pronunciamento da deputada estadual Cristiane Dantas, no plenário da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (22).

A deputada disse que, por causa da greve que já tem uma semana, os pacientes; acompanhantes e os próprios funcionários dos hospitais estão sem alimentação. “Esse é um problema muito grave. Os funcionários terceirizados estão reivindicando seus direitos pelos serviços prestados e Sesap precisa regularizar essa situação”, frisou a deputada.

E continuou: “Os servidores estão com salários atrasados desde agosto e sem auxílio transporte, funcionários da empresa JMT. Atualmente as equipes da empresa encontram-se reduzidas com apenas 30% dos funcionários trabalhando e, por este motivo, acompanhantes de pacientes e servidores do Hospital Walfredo Gurgel, por exemplo, estão sem alimentação.

Cristiane acrescentou que, além da JMT, trabalhadores da SAFE também estão com atividades paralisadas por falta de pagamento. “Na SAFE, empresa responsável pela limpeza e maqueiros dos hospitais, muitos trabalhadores estão com quatro férias atrasadas, além de vale transporte e salários atrasados, trabalhando em péssimas condições, sem data certa para receber seus proventos, sendo castigados pela empresa e pela Secretaria de Saúde do RN”, denunciou.

Diante dessa situação, a parlamentar finalizou cobrando a regularização dos pagamentos dos terceirizados. “É desumano para trabalhadores, pacientes e acompanhantes ficarem sem alimentação numa área tão essencial quanto a saúde. A SESAP precisa regularizar essa situação urgentemente”.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo DESCASO DA SESAP DEIXA SERVIDORES TERCEIRIZADOS COM SALÁRIOS ATRASADOS E HOSPITAIS SEM ALIMENTAÇÃO

LOTE DE VACINAS PARA APLICAÇÃO DA TERCEIRA DOSE É DISTRIBUÍDO NO RN PELA SESAP

Terceira dose: lote com vacinas para dose de reforço em idosos é distribuído no RN

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Divulgação / Sesap

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) distribui, no início da tarde de sexta-feira (17), o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para a aplicação da terceira dose. Segundo a secretaria, foram encaminhadas aos municípios 20 mil doses de Pfizer. A orientação é que a vacinação de reforço deve começar pelos idosos acamados e aqueles que vivam em instituição de longa permanência.

Além dessas para o reforço, ainda estão sendo distribuídas, para segunda dose, mais 73.750 unidades, sendo 28.200 da Pfizer, 18.840 de Coronavac / Butantan e outras 26.710 de Astrazeneca / Fiocruz, imunizante que voltou a ser entregue pelo Ministério da Saúde.

Assim, totalizam-se 93.754 doses que a Sesap, com apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, encaminhamento com objetivo de continuidade à campanha de vacinação no Rio Grande do Norte.

Parte dessas vacinas foram recebidas no fim da tarde desta quinta-feira (16). Chegaram ao estado 67.780 doses, sendo 39.780 da Pfizer e 28 mil Astrazeneca / Fiocruz.

Até o fim desta manhã, uma plataforma RN + Vacina registrava pouco mais de 3,49 milhões de doses aplicadas em solo potiguar. São 2,24 milhões de pessoas que receberam ao menos uma dose, alcançando 84% do público-alvo. O recorte entre os maiores de idade vacinados com duas doses ou dose única é de 47% dos adultos, o que representa 1,25 milhões de moradores do RN.

Continuar lendo LOTE DE VACINAS PARA APLICAÇÃO DA TERCEIRA DOSE É DISTRIBUÍDO NO RN PELA SESAP

SAÚDE: DEVIDO FALTA DE PAGAMENTO POR PARTE DA SESAP, HOSPITAL WILSON ROSADO EM MOSSORÓ PODERÁ SUSPENDER ATENDIMENTO DO SUS

Wilson Rosado (HWR): Mais um hospital de Mossoró pode suspender atendimentos do SUS por falta de pagamento da Sesap

Hospital Wilson Rosado ameaça suspender serviços do SUS por falta de repasses

O Hospital Wilson Rosado (HWR) deve seguir o mesmo caminho da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) e paralisar atendimentos SUS por falta de pagamento. A Liga anunciou a suspensão dos serviços de quimioterapia e diagnóstico por imagem a partir desta segunda-feira (13). Já o HWR cobra os valores pactuados referentes às complementações dos serviços de Cardiologia, Neurocirurgia, Oncologia, cirurgias em geral e leitos de UTI, e programa reduzir os atendimentos a partir de quarta-feira (15). As informações são do Portal do Oeste.

De acordo com informações apuradas pelo PORTAL DO OESTE, a pendência de pagamentos vem de longe e inclui descumprimento de acordo feito em outubro de 2019, há quase dois anos. Na época, Hospital Wilson Rosado havia paralisado os serviços e aceitou um acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) e a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró para o pagamento da dívida existente até então em 33 parcelas. No entanto, esse acordo jamais foi assinado e muito menos o pagamento das parcelas.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo SAÚDE: DEVIDO FALTA DE PAGAMENTO POR PARTE DA SESAP, HOSPITAL WILSON ROSADO EM MOSSORÓ PODERÁ SUSPENDER ATENDIMENTO DO SUS

SERVIDORES DA SESAP FORAM OUVIDOS NA CPI DA COVID SOBRE SUPERFATURAMENTO NA COMPRA DE SACOS DE LIXO

CPI da Covid ouve servidores da Sesap sobre superfaturamento na compra de sacos de lixo

02 set 2021

Portal da Tropical - Notícias - CPI da Covid ouve servidores da Sesap sobre superfaturamento na compra de sacos de lixo

Em mais uma tarde de trabalho, os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, da Assembleia Legislativa, reuniram-se nesta quarta-feira (01), para oitivas dos servidores estaduais Maria da Apresentação Ubarana, Luciano de Araújo Sabino e Edileusa Leite da Costa. A possibilidade de superfaturamento na compra de sacos de lixo hospitalares, sacos obituários, sabonete líquido e outros insumos, pautaram as oitivas dos três convidados que são ou foram servidores da Comissão de Recebimento de Materiais da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e falaram na condição de testemunhas.

“Os convidados de hoje estão aqui como colaboradores, como testemunhas. É importante que fique claro que eles não estão sendo investigados por nenhum crime, não recai sobre esses servidores nenhuma acusação ou algo que esteja fora da lei. Volto a repetir. Esses depoimentos têm o objetivo de auxiliar os nossos trabalhos”, disse o presidente da CPI, deputado Kelps Lima (SDD) ao dar início aos trabalhos.

A primeira testemunha a ser ouvida foi a servidora Maria da Apresentação Ubarana, servidora concursada do Estado há 32 anos, à época da compra dos produtos investigados, responsável pela realização do memorando inicial do pedido de compra do material. Durante seu depoimento Maria da Apresentação explicou aos deputados os trâmites seguidos pelo Almoxarifado Central da Secretaria Estadual de Saúde Pública para compra de materiais e negou qualquer envolvimento e possibilidade de superfaturamento.

Na sequência a CPI ouviu o servidor Luciano de Araújo Sabino, auxiliar técnico e servidor efetivo há doze anos do Estado, responsável pelo recebimento dos produtos adquiridos pelo órgão. Por último, os deputados ouviram Edileusa Leite da Costa, servidora do Estado há 36 anos, auxiliar de saúde e membro da Comissão de Recebimento do Almoxarifado Central da Sesap. Questionada pelo deputado Francisco do PT, sobre a possibilidade de fraudes ou superfaturamento na compra dos itens investigados, a servidora negou todas as acusações.

Após as oitivas, o deputado e presidente da CPI, Kelps Lima, agradeceu a colaboração dos servidores convocados e fez um resumo dos trabalhos da CPI da Covid. “Ainda temos muita coisa a fazer. A investigação é um grande quebra-cabeça que precisa ser montado com muita cautela. Estamos avançando em alguns contratos, em outros a investigação é de bastidores, outros a gente ainda nem investigou. Mas o balanço desse primeiro mês de trabalhos da CPI é muito positivo, principalmente pela conduta desta Comissão”, resumiu.

Ainda durante a reunião os deputados aprovaram requerimento que permite a convocação de deputados estaduais de outros Estados do Nordeste como convidados da CPI e outro que tornou investigada a testemunha Magaly Cristina Bezerra Câmara, diretora do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen).

Também foi aprovada a pauta das oitivas para as próximas reuniões. Amanhã (02) serão ouvidos Paulo Ricardo Leão Ansel – sócio-administrador da empresa Leão Serviço e Comércio (em substituição à Thássila Karen dos Santos Bezerra) – que será interrogado sobre a contratação de EPIs no processo nº 0610194.000038/2020-35; Kaliny Chrys da Silva Matos, da empresa D-OXXI Nordeste, que será questionado sobre a aquisição de Swab e reagentes para o LACEN, processo nº00610295.000056/2020-89.

Na próxima quarta-feira (08) serão ouvidas Daniele Nascimento dos Santos, assistente técnica da Sesap; Fernando Aguiar de Figueiredo, presidente da ASSINP/RN (Associação Institutos de Pesquisas do RN); Neuma Lúcia de Oliveira, coordenadora de promoção à saúde da Sesap, sobre a contratação de empresa de pesquisa do Estado do Piauí, processo nº 00610682.000050/2020-48.

Já na próxima quinta-feira (09) os membros da CPI da Covid da Assembleia Legislativa ouvirão José Reinaldo Coelho Peixoto, procurador da empresa AC Comércio de produtos de limpeza, sobre o contrato de aquisição de sacos de lixo hospitalares, no processo nº 00610015.002688/2020-86; Walkíria Gomes da Nóbrega, servidora da SESAP e Alexandre Barbosa Alves, da empresa SERV Saúde que serão indagados sobre a locação de ambulâncias (SERV Saúde), processo nº 00610010.001433/2020-46.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo SERVIDORES DA SESAP FORAM OUVIDOS NA CPI DA COVID SOBRE SUPERFATURAMENTO NA COMPRA DE SACOS DE LIXO

SECRETÁRIAS ADJUNTAS DA SESAP SUPOSTAMENTE ENVOLVIDAS EM CONTRATOS ILEGAIS DE LEITOS DE UTI SÃO AFASTADAS DOS CARGOS

Secretária adjunta de Saúde e coordenadora de Compras da Sesap são afastadas do cargo

27 ago 2021

Secretária-adjunta da Sesap é uma das servidoras afastadas durante operação da PF – Blog do VT

Reportagem veiculada na Tribuna do Norte, edição de hoje, revela quem são as duas servidoras afastadas do cargo envolvidas, supostamente, na operação Lectus, sobre contratos ilegais de leitos de UTI.

São elas a secretária-adjunta da Saúde, Maura Vanessa Sobreira, e a coordenadora de Operações de Hospitais e Unidades de Referência (Cohur), Gilsandra de Lira Fernandes .

A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU), deflagrou na manhã de terça-feira (25), a Operação Lectus, destinada a apurar fraudes em dispensas de licitações, peculato, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro. Na capital, os agentes da PF e da CGU/RN estiveram na sede da Sesap, no bairro de Cidade Alta, por cerca de cinco horas para cumprimento dos mandados de busca e apreensão e das medidas de afastamento. Ao todo, foram oito mandados no RN, em Natal e Mossoró, e dois na Paraíba, nas cidades de João Pessoa e Bayeux.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo SECRETÁRIAS ADJUNTAS DA SESAP SUPOSTAMENTE ENVOLVIDAS EM CONTRATOS ILEGAIS DE LEITOS DE UTI SÃO AFASTADAS DOS CARGOS

SESAP REFORÇA NECESSIDADE DE VACINAÇÃO APÓS IDENTIFICAÇÃO DA VARIANTE DELTA NO ESTADO

Com variante Delta identificada no RN, Sesap reforça necessidade de vacinação

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: Arquivo / Wilson Moreno / PMM

Após o Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) confirmar a identificação da variante Delta do novo coronavírus no estado potiguar , a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reforçou a necessidade da população manter os cuidados sanitários e buscar a vacinação contra a covid-19. “Tanto a primeira como a segunda dose. Os estudos mostram a eficácia das vacinas disponíveis no enfrentamento da variante Delta”, disse a secretaria, por meio de nota.

A Sesap ainda esclareceu que está acompanhando os dois casos de contaminação pela variante. “As duas são de mulheres, moradoras da Região Metropolitana de Natal. O material foi coletado no dia 8 de agosto. A Sesap foi notificada pelo IMT de forma concomitante com uma divulgação do fato à sociedade potiguar, tendo iniciado os procedimentos técnicos tão logo revelou mais informações, porém ainda aguarda os laudos oficiais a respeito do material investigado pelo Instituto “, informou.

Segundo o IMT, a identificação da variante foi realizada por meio do sequenciamento das coletadas. O resultado do foi finalizado nessa segunda-feira (23), quando foi possível confirmar a presença dessa variante no estado potiguar. A variante delta do novo coronavírus atualmente é prevalente nos Estados Unidos e no Reino Unido. No Brasil, já foi encontrada em outros estados, entre eles Rio de Janeiro, Ceará e Pernambuco. O IMT-UFRN sequenciou e está analisando 64 genomas do SARS-CoV-2 provenientes de dele do RN.

Nesta terça-feira (24), a diretora do IMT, Selma Jerônimo, afirmou que a identificação de variantes é frequente, em virtude da fácil mutação do RNA do vírus, motivo pelo qual as pessoas devem manter os cuidados na prevenção e tomar a vacina contra a covid-19. “A diminuição da presença do vírus entre as pessoas é via de controlar o surgimento de novas variantes”, afirma.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícia

Continuar lendo SESAP REFORÇA NECESSIDADE DE VACINAÇÃO APÓS IDENTIFICAÇÃO DA VARIANTE DELTA NO ESTADO

SESAP ABRE SELEÇÃO PARA PESQUISADORES BOLSISTAS ATUAREM NO PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO RN

Por G1 RN

 

Sesap abre seleção para pesquisador bolsistas para Rede de Atenção Psicossocial — Foto: Getty ImagesSesap abre seleção para pesquisador bolsistas para Rede de Atenção Psicossocial — Foto: Getty Images

A Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap) abriu seleção para 23 pesquisadores-bolsistas para atuarem no Projeto de Modernização da Rede de Atenção Psicossocial do Rio Grande do Norte. As inscrições podem ser feitas pela internet de 8 a 11 de julho.

O valor da bolsa é de R$ 2.700,00 com vigência de até 24 meses, para uma carga horária presencial de 30 horas semanais. É assegurado às pessoas com deficiência (PcD) o percentual de 5% das vagas.

Serão selecionados 23 pesquisadores supervisores para os graduados nas áreas da saúde e de humanas com experiência em políticas públicas de saúde, sendo 7 vagas para as regiões de Mossoró, Pau dos Ferros e Assú; 4 vagas para regiões de Caicó e Santa Cruz; e, 12 vagas para região metropolitana, São José de Mipibú e João Câmara.

Além de comprovar formação na área, o pesquisadores supervisor deve ter disponibilidade para se dedicar integralmente às atividades previstas no projeto, comprovar que não está inadimplentes com qualquer órgão ou entidade da Administração Pública Estadual (direta ou indireta), não possuir vínculo empregatício e não ser beneficiário de bolsa de qualquer outra organização.

O processo seletivo será realizado em quatro etapas: análise de documentos (eliminatória), análise curricular (classificatória), análise do pré-projeto de inovação e entrevista. O resultado final está previsto para ser publicado no dia 30 de julho e, a partir desta data, será realizada a convocação e contratação dos bolsistas aprovados.

Continuar lendo SESAP ABRE SELEÇÃO PARA PESQUISADORES BOLSISTAS ATUAREM NO PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO RN

INÍCIO DE VACINAÇÃO EM PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO FOI SUSPENSO PELA SESAP

Sesap suspende início de vacinação em profissionais da Educação

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Wilson Moreno / Prefeitura Municipal de Mossoró

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN) divulgou nesta sexta-feira (21) que suspendeu a vacinação nos profissionais da Educação. O início da imunização estava previsto para a próxima segunda-feira (24). Em nota, a Sesap destacou que “a decisão da Justiça Estadual emitida em 1º de abril deste ano impede que a Sesap inclua ou modifique a ordem de grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19 sem prévia autorização do Ministério da Saúde”.

Na semana passada, uma secretaria de Saúde havia anunciado a intenção de começar a vacinar os professores. A proposta indicava que são utilizadas 12.355 doses da reserva técnica do Estado, considerando as fases D1 e D2, da vacina de Oxford. Inicialmente, a prioridade seria para os trabalhadores da rede pública municipal e estadual, compreendendo professores que atuam em sala de aula, seguindo o escalonamento por idade de forma decrescente.

Uma justificativa para a ordem de prioridade era a falta de vacinas. “Como não temos vacinas para todo mundo nesse primeiro momento, a ideia é começar pelos professores da rede pública porque os alunos não têm ferramentas tecnológicas suficientes que o ensino a distância”, explicou Kelly Lima, coordenadora de vigilância em Saúde da Sesap.

O ponto foi questionado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e pela Defensoria Pública do Estado (DPE-RN). “Segundo dados prestados pela Sesap e pelo Governo do RN, os trabalhadores da educação somam um público de aproximadamente 130.000 mil pessoas. No entanto, a SESAP iniciaria a vacinação com o quantitativo de apenas 12.355 (doze mil, trezentos e cinquenta e cinco) doses . Além de não existirem doses suficientes de reserva técnica para a imunização de todo o grupo de trabalhadores de educação, segundo informações do RN Mais Vacina, o plano de imunização proposta trazendo distinção entre as categorias profissionais que exercem atividades laborais nas unidades de ensino, priorizando professores em detrimento de ASG, merendeiras, porteiros, além de preterir os trabalhadores da educação do ensino privado,

No texto, os órgãos reforçaram a decisão judicial que “definida que o Estado e Município deve se abster“ de incluir ou modificar a ordem dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de imunização sem prévia autorização do Ministério da Saúde “.

O Ministério Público e Defensoria Pública destacaram que os trabalhadores da educação básica e da superior estão na 18ª e 19ª posições, respectivamente, na ordem dos grupos prioritários. “Atualmente, o Rio Grande do Norte se encontra imunizando o 14º grupo prioritário (pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente que trazem o BPC e gestantes e puérperas). Sendo assim, a antecipação da vacinação dos professores implicaria na preterição de outros grupos vulneráveis ​​”, afirmaram em nota.

Veja as notas da Sesap e do MPRN / DPE-RN na íntegra:

NOTA / SESAP-RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) esclarece que o início da vacinação dos profissionais da Educação, anteriormente prevista para 24 de maio, está suspensa. A decisão da Justiça Estadual emitida em 1º de abril deste ano impede que um Sesap inclua ou modifique uma ordem de grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19 sem prévia autorização do Ministério da Saúde. A Sesap vem trabalhando para encontrar meios de equacionar essa situação e iniciar a vacinação entre os profissionais de educação do RN, com vistas ao retorno pleno das aulas presenciais.

NOTA / MPRN / DPE-RN

No tocante à intenção da Secretaria Estadual de Saúde de antecipar a vacinação contra a COVID-19 apenas dos professores da rede pública (estadual e municipal) do ensino no Rio Grande do Norte, o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN) e a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE / RN) esclarecem que, desde o dia 1º de abril de 2021, há decisão judicial nos autos da Ação Civil Nº 0801414-44.2021.8.20.5300 que visa ao cumprimento, sem alteração, da ordem proposta pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19.

Tal decisão, dentre outras determinações, definidas que o Estado e Município devem se abster “de incluir ou modificar a ordem dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de imunização sem autorização do Ministério da Saúde”, em consonância com o entendimento exposto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 754, no sentido de que eventual alteração na ordem dos grupos técnicos só pode ser realizada pelo Ministério da Saúde e com apresentação de critérios-científicos, epidemiológicos e índices de vulnerabilidade social .

De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Imunização contra a Covid-19, os trabalhadores da educação básica ocupam a 18ª posição e os do ensino superior a 19ª posição na ordem dos grupos prioritários. Atualmente, o Rio Grande do Norte se encontra imunizando o 14º grupo prioritário (pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente que fornecem o BPC e gestantes e puérperas). Sendo assim, uma antecipação da vacinação dos professores implicaria na preterição de outros grupos extremamente vulneráveis: pessoas com deficiência permanente sem BPC, pessoas em situação de rua e funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade.

Ademais, segundo dados prestados pela Sesap e pelo Governo do RN, os trabalhadores da educação somam um público de aproximadamente 130.000 mil pessoas. No entanto, um SESAP iniciaria a vacinação com o quantitativo de apenas 12.355 (doze mil, trezentos e cinquenta e cinco) doses. Além de não existirem doses suficientes de reserva técnica para imunização de todo o grupo de trabalhadores de educação, segundo informações do RN Mais Vacina, o plano de imunização proposta traz distinção entre as categorias profissionais que exercem atividades laborais nas unidades de ensino, priorizando professores em detrimento de ASG, merendeiras, porteiros, além de preterir os trabalhadores da educação do ensino privado, que já retornaram às atividades presenciais.

O Plano de Imunização dos profissionais previu a utilização de parte da reserva técnica de vacinas da Oxford / Astrazeneca. No entanto, como as doses tem destinação específica para perdas técnicas / operacionais e, segundo o Ministério da Saúde, quando não mais necessário o seu armazenamento, devem, impreterivelmente, ser destinado ao grupo que se encontra sendo imunizado determinado momento em conformidade com as diretrizes do PNO, não se justificando o uso para antecipação de outros grupos ou categoriais profissionais.

O MPRN e DPE / RN esclarecem, ainda, que a antecipação da vacinação unicamente dos Professores da rede pública de ensino não asseguraria, por si só, o retorno às atividades presenciais nas escolas públicas, além de significar um risco ao ordenamento de todo o processo de vacinação em razão da possibilidade de falta de doses para completar o esquema vacinal dessas pessoas e de novas mudanças futuras, frustrando a expectativa da expectativa que aguardam a sua vez de serem imunizados.  

O MPRN e DPE / RN registram ainda que o Ministério da Saúde, na última pauta de distribuição de vacinas (Décimo Oitavo Informe Técnico, de 16/05/21) expressamente consignou que, “embora tenha sanado como irregularidades decorrentes do uso equivocado da vacina Coronavac por alguns Estados e Municípios, não mais se responsabilizará por quaisquer alterações / descumprimentos das orientações, sob pena de comprometimento de todo o planejamento nacional de combate à pandemia ”.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo INÍCIO DE VACINAÇÃO EM PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO FOI SUSPENSO PELA SESAP

SESAP ESCLARECE QUE SEGUE ORIENTAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUANTO A DISTRIBUIÇÃO DAS DOSES DE VACINAS CONTRA COVID-19

Secretaria de Saúde do RN esclarece sobre uso das doses das vacinas contra covid-19

Redação / Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Amanda Perobelli / Reuters

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) emitiu uma nota, nesta segunda-feira (12), a fim de esclarecer que, a cada remessa de vacinas contra a covid-19 que recebe do Ministério da Saúde (MS), notas técnicas são emitidas para orientar os municípios do estado potiguar quanto ao público deve ser determinado aquelas determinadas doses da vacina, levando em consideração o cálculo estimado da população de MS, como faixa de idade e os públicos prioritários.

“Assim, a cada remessa, o MS orienta quais públicos devem ser atendidos com as doses, o que é repassado pela Sesap aos locais, atribuindo uma quantidade estimada para evitar a falta de imunizantes. Nessa lógica, a Nota Técnica nº10 / 2021 da SESAP , que acompanhou a distribuição de doses no dia 02 de abril, pontuou a necessidade do uso adequado das doses (D1 e D2) cada uma para a sua forma, e enfatizou a orientação dos municípios a não utilização das doses para os grupos estimados pois tal conduta poderia prejudicar uma garantia de acesso aos públicos prioritários que ainda não tiveram acesso à primeira dose “, disse em nota.

Ainda segundo a Sesap, nessa mesma nota, uma coordenação de imunização também alertou e recomendou que eram respeitados os prazos entre as doses 1 e 2 e o prazo máximo estabelecido para a dose 2, com vista em buscar uma maior eficácia da vacinação.

O anexo 2 dessa nota tratou da distribuição de doses (D2) por municípios para segunda dose referente a 7ª e 8ª remessa. Essas doses, por exemplo, tinha período e público certo para serem aplicadas. Após essa distribuição, o COSEMS e o FEMURN solicitadoam à SESAP para não mais distribuir como D2 para os municípios e só como distribuir quando estiver bem próximo de serem aplicadas.

Assim, ENFATIZA-SE que a SESAP AO RECEBER as doses do MS distribui AS DOSES PARA OS MUNICÍPIOS E CABE AOS MUNICÍPIOS GERENCIAR O SEU ESTOQUE.

Atualmente, de acordo com a Sesap, a reserva técnica da Coronavac é de 10.811 doses e da Oxford é de 2385 doses, que devem ser preservadas sob a tutela da Sesap para perdas técnicas como já explicado anteriormente ou para redistribuição com os grupos prioritários, se assim por decidido pela Câmara Técnica de Vacinas da CIB.

Assim, de acordo com a Nota Técnica nº10 / 2021 da Sesap, uma secretaria destacou que foi avisado aos munícpiosque “não seria autorizada a retirada de reserva técnica para antecipação de doses, sendo necessário que os municípios aguardassem o recebimento de novas doses pelo MS, daí a importância do gerenciamento de estoque por parte dos municípios “.

Na nota, a Sesap ainda frisou que:
• OS MUNICÍPIOS DEVEM SEGUIR ESTRITAMENTE OS GRUPOS PRIORITÁRIOS DO PNI;
• OS MUNICIPIOS NÃO DEVEM USAR DOSES QUE ESTÃO SOB SUA RESPONSABILIDADE E QUE SÃO D2 PARA FAZER COMO D1, POIS ESSAS SÃO DOSES QUE JÁ ESTÃO RESERVADAS PARA PESSOAS QUE FIZERAM ANTERIORMENTE A VACINA E PRECISARÃO DESSA DOSE PER.

No início da tarde desta segunda-feira (12), a Prefeitura de Natal informou que, por falta de doses suficientes, seria preciso suspender aplicação da segunda dose da CoronaVac  contra a covid-19. A suspensão acontece por falta de vacinas, conforme informou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da capital potiguar em nota.

Continuar lendo SESAP ESCLARECE QUE SEGUE ORIENTAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUANTO A DISTRIBUIÇÃO DAS DOSES DE VACINAS CONTRA COVID-19

DEPUTADO WALTER ALVES ENCAMINHARÁ OFÍCIO À SESAP SOLICITANDO EXPLICAÇÕES SOBRE ATRASO DA VACINAÇÃO NO RN

Deputado Walter Alves cobra explicações sobre atraso da vacinação no Rio Grande do Norte

23 mar 2021

Walter Alves cobra explicações do Governo sobre atraso da vacinação no Rio Grande do Norte - Blog do Robson Pires

Preocupado com as informações sobre atraso no processo de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte, o deputado federal Walter Alves (MDB-RN) vai encaminhou ofício ao titular da secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), Cipriano Maia, solicitando explicações a respeito do calendário de imunização da população.

No documento protocolado hoje (22), o parlamentar informa que está acompanhando com preocupação as notícias relativas à vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte. “O que vem causando mais estranheza é o fato de outros estados terem avançado mais na vacinação de faixas etárias mais baixas, como, por exemplo, a Paraíba e Alagoas”, afirmou.

O deputado alerta para a necessidade de avançar a vacinação e questiona o secretário a respeito da quantidade de doses recebidas do Governo Federal, como está a distribuição de doses para os municípios, bem como o cronograma de vacinação e estoque de vacinas.

Walter Alves reforçou que o mandato está a serviço da população do Rio Grande do Norte. “Reitero a minha preocupação e coloco-me à disposição para somar todos os esforços para que o nosso estado não venha a ser, em nenhum momento, prejudicado no recebimento de vacinas ou em nenhuma ação relativa ao combate à Covid-19”, finalizou.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo DEPUTADO WALTER ALVES ENCAMINHARÁ OFÍCIO À SESAP SOLICITANDO EXPLICAÇÕES SOBRE ATRASO DA VACINAÇÃO NO RN

O RN RECEBERÁ NA TARDE DESTA QUARTA-FEIRA (10) MAIS 43.200 DOSES DA VACINA CORONAVAC

Por G1 RN

 

Dose da Coronavac — Foto: Divulgação/Flávia Pacheco/SESDose da Coronavac — Foto: Divulgação/Flávia Pacheco/SES

O Rio Grande do Norte vai receber na tarde desta quarta-feira (10) mais 43.200 doses da vacina CoronaVac. O horário da chegada do voo com o novo lote em solo potiguar não foi divulgado pelo governo do Estado.

A recomendação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) é que, assim que essas doses forem distribuídas, os municípios potiguares iniciem a vacinação dos idosos de 75 a 79 anos. A expectativa da pasta é de que 45% desse público seja imunizado com esse lote.

Atualmente, ainda com doses remanescentes, Natal já anunciou o início da vacinação de idosos de 78 anos ou mais.

Das 43.200 doses que chegam nesta quarta, serão entregues imediatamente aos municípios 20.810. Isso porque as demais doses ficam guardadas na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal, para garantir a segunda dose da imunização. Além disso, há também a reserva técnica preconizada pelo Ministério da Saúde, estimada em 2.180 doses nesse lote.

Essa é a décima remessa de vacinas que o Rio Grande do Norte recebe do Ministério da Saúde. Ao todo, já foram entregues 314.240 vacinas, sendo 247.240 da CoronaVac e 67 mil de Oxford/AstraZeneca. As últimas doses chegaram em solo potiguar em 3 de março.

Segundo o RN+ Vacina, plataforma que monitora a imunização no estado, cerca de 122 mil pessoas já foram vacinadas no Rio Grande do Norte, sendo aproximadamente 41 mil já com a segunda dose.

Confira aqui todas as doses já recebidas:

  • 18 de janeiro – CoronaVac: 22.440 doses
  • 18 de janeiro – CoronaVac: 60.000 doses
  • 24 de janeiro – Oxford: 31.500 doses
  • 24 de janeiro – CoronaVac: 14.600 doses
  • 07 de fevereiro – CoronaVac: 29.000 doses
  • 07 de fevereiro – CoronaVac: 17.800 doses
  • 24 de fevereiro – Oxford: 35.500 doses
  • 24 de fevereiro – CoronaVac: 19.400 doses
  • 3 de março – CoronaVac: 40.800
  • 10 de março – CoronaVac: 43.200 doses (falta receber)
Fonte: G1 RN
Continuar lendo O RN RECEBERÁ NA TARDE DESTA QUARTA-FEIRA (10) MAIS 43.200 DOSES DA VACINA CORONAVAC

FERRAMENTA DE CONTROLE DA VACINAÇÃO, O RN MAIS VACINA, JÁ FOI IMPLANTADO EM TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO

RN Mais Vacina implantado em 100% dos municípios do estado

RN Mais Vacina inicia autocadastramento nesta segunda-feira – Blog do FM

29 jan 2021

Em pouco mais de 10 dias de funcionamento, o RN Mais Vacina está com todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte integrados ao sistema no módulo gestor, o que possibilita que cada uma das gestões municipais faça o controle de todo o processo de imunização da população local. Essa integração é fruto de um trabalho conjunto do grupo de pesquisadores atuantes na plataforma e as prefeituras municipais, além de contar com o apoio do Ministério Público Estadual.
Para que todas as prefeituras utilizem plenamente o sistema, foram realizadas capacitações com as equipes, apresentando todas as funcionalidades disponíveis. Ao todo, foram capacitadas 470 pessoas, entre funcionários da Secretaria de Saúde Pública do Estado – SESAP -, das regionais de saúde e dos municípios. Os treinamentos ainda continuam até o dia 05 de fevereiro.

Para a coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Proteção à Saúde Pública – Caop Saúde – a promotora Kalina Filgueira, o RN Mais Vacina é uma importante ferramenta para o controle e monitoramento de todo o processo de vacinação no Estado do RN, contribuindo com o trabalho desenvolvido pelo Ministério Público, como órgão de fiscalização e controle de políticas públicas de saúde. “O sistema foi um incremento para a transparência e controle de todo o processo de vacinação, desde a distribuição das doses até a sua aplicação, contando com 100% de adesão dos municípios do Estado, e se mostra como uma iniciativa e instrumento importante não só para transparência e controle, mas também para a garantia da equidade, no sentido de que a ordem de vacinação dos grupos prioritários seja respeitada.”

Outro fator de destaque da plataforma é o aspecto educacional, esclarecendo informações inverídicas que possam atrapalhar o planejamento realizado pelo governo do estado e pelas prefeituras, com o intuito de imunizar a população. “Além de toda a transparência que o sistema oferece, ainda há um espaço reservado à educação da população, com o esclarecimento sobre eventuais fake news, estimulando, cada vez mais, a vacinação de todos”, afirmou a sub secretária de gestão e planejamento da SESAP, Lyane Ramalho.

Os resultados positivos obtidos tão rapidamente estão chamando a atenção de outros estados, que já demonstraram interesse em ter um sistema semelhante. De acordo com o coordenador do LAIS, professor Ricardo Valentim, as características do RN Mais Vacina são bastante favoráveis para a utilização no sistema público, facilitando a logística e distribuição dos imunizantes, além de dar transparência ao processo. “O sistema está todo interligado às plataformas do Governo Federal, garantindo uma interface importante. O RN Mais Vacina vem se consolidando, com seu nível complexidade e é resultado de uma parceria entre o LAIS/UFRN, IFRN, a SESAP, o MPRN, as prefeituras municipais, mas também, com a participação fundamental da sociedade e da imprensa. Em todos os municípios do RN temos cidadãos cadastrados, isso mostra a participação popular neste processo de vacinação, algo muito singular do nosso estado”, afirmou Valentim, ressaltando que o sistema já conta com mais 550 mil cadastrados.

Continuar lendo FERRAMENTA DE CONTROLE DA VACINAÇÃO, O RN MAIS VACINA, JÁ FOI IMPLANTADO EM TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO

SAÚDE: PARA COMPOR O QUADRO DE SERVIDORES DA SESAP, GOVERNO DO RN CONVOCA 160 PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Por G1 RN

 

Governo do RN convoca mais 160 profissionais de saúde. — Foto: Governo do RN/DivulgaçãoGoverno do RN convoca mais 160 profissionais de saúde.  Foto: Governo do RN/Divulgação

Mais 160 profissionais da saúde foram convocados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte para compor o quadro de servidores da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e atuar no enfrentamento da pandemia da Covid-19. A convocação foi publicada na edição desta terça-feira (10) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Os 160 profissionais convocados estão divididos em 11 funções: técnico em enfermagem (50), farmacêutico bioquímico e/ou biomédico (16), enfermeiro (26), farmacêutico (12), fisioterapeuta (10), técnico em laboratório (5), técnico em radiologia (5), auxiliar de cozinha (18), copeiro (7), cozinheiro (5), higienista hospitalar (6).

A convocação faz parte dos Editais N° 001 e 002/2020 de Recrutamento para Contratação Temporária de Excepcional Interesse Público em atendimento ao Plano de Contingência Hospitalar para o enfrentamento à Covid-19. Os profissionais deverão assinar o contrato em até cinco dias úteis contados a partir da data da publicação.

De acordo com o Governo, com essa convocação, a Sesap pretende manter a estrutura e o funcionamento dos leitos de UTIs Covid abertos durante a pandemia para que sejam convertidos em leitos de UTIs geral.

“A pandemia não acabou. Por esse motivo, os profissionais convocados são extremamente importantes no enfrentamento da pandemia e para a manutenção e funcionamento dos leitos de UTIs Covid abertos, que estão sendo gradativamente convertidos em leitos de UTIs geral”, ressaltou Maura Sobreira, secretária-adjunta de saúde do estado.

No dia 6 de novembro a Sesap realizou a convocação de mais nove profissionais de saúde. Foram convocados enfermeiros (5), farmacêuticos (2), farmacêutico bioquímico e/ou biomédico (1) e higienista hospitalar (1).

Fonte: G1 RN
Continuar lendo SAÚDE: PARA COMPOR O QUADRO DE SERVIDORES DA SESAP, GOVERNO DO RN CONVOCA 160 PROFISSIONAIS DE SAÚDE

SESAP INICIA TESTES DA COVID-19 EM TRABALHADORES DA CEASA, APÓS RECOMENDAÇÃO DO MPT

Após recomendação do MPT, Sesap inicia testes da Covid-19 em trabalhadores da Ceasa

20 out 2020

Testes covid-19: como eles funcionam e o que está em desenvolvimento - Dor Crônica - O Blog

O Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/RN) inicia, nesta terça-feira (20), uma ação de contenção da Covid-19 na Central de Abastecimento do RN (Ceasa) com testagem da Covid-19 em 640 trabalhadores do local. A ação é resultado de recomendações formuladas pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT-RN), em procedimento promocional voltado à prevenção da disseminação do coronavírus na Ceasa.
Os testes serão fornecidos pelo Governo do Estado, por meio de sua Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Além da requisição feita ao Estado pelo MPT-RN no procedimento, recomendações já haviam sido expedidas aos permissionários da Seasa, com orientações sobre ações de proteção dos trabalhadores do grupo de risco e ações de proteção e prevenção no meio ambiente de trabalho, com medidas como a revisão do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), com registro do novo risco biológico SARS-CoV-2.
Além disso, aos permissionários também foram recomendadas ações de manejo dos casos de síndrome gripal e dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19, com observância de práticas como a busca ativa dos casos, envolvendo a identificação dos casos, testagem, seguida do afastamento e encaminhamento aos cuidados médicos necessários e rastreamento dos contatos, possibilitando diagnóstico precoce. Também foi recomendada a instituição de protocolo de testagem dos empregados e a previsão de regras de limpeza e desinfecção do local de trabalho para esses casos, com indicação dos sanitizantes usados e período de fechamento do estabelecimento após a desinfecção.
No caso das testagens, o MPT requisitou atuação da Sesap diante da diversidade de capacidade econômica dos permissionários da Central de Abastecimento, e da especial proteção devida aos trabalhadores da cadeia de produção de alimentos, de acordo com a Lei nº 13.979/2020, que trata de medidas de combate à pandemia de Covid-19.
Para a procuradora Regional do Trabalho Ileana Neiva, os testes são importantes instrumentos para auxiliar decisões em matéria de saúde ocupacional e para a vigilância epidemiológica no ambiente de trabalho, mas precisam ser associados a medidas de prevenção. “!Não é porque um trabalhador apresenta anticorpos, que a empresa ou ele poderão descuidar das medidas de prevenção. Ao contrário, independente do resultado dos testes, as medidas de distanciamento social e uso de máscaras precisam ser continuadas, pois não há um passaporte para a imunidade e há relatos científicos de reinfecção de pessoas pelo novo coronavírus”, explica.
De acordo com Kelly Lima, subcoordenadora do Cerest/RN, desde o início da pandemia a Sesap vem realizando inspeções no local e orientando os profissionais. “O fluxo de pessoas na Ceasa é muito intenso e com essa ação nós vamos identificar quem já teve o contato com o vírus ou se ainda estão com a doença. A nossa intenção é levar informação e garantir a prevenção. Esperamos que os trabalhadores possam aderir a essa ação para que possamos ter o diagnóstico do ambiente”.
Continuar lendo SESAP INICIA TESTES DA COVID-19 EM TRABALHADORES DA CEASA, APÓS RECOMENDAÇÃO DO MPT

SESAP DIZ QUE NATAL CHEGOU A MIL MORTES PELO CORONAVIRUS

Por Leonardo Erys, G1 RN

 

Nicolas Matheus, de 20 anos, é uma das 1 mil vítimas de Covid-19 na capital — Foto: Redes SociaisNicolas Matheus, de 20 anos, é uma das 1 mil vítimas de Covid-19 na capital — Foto: Redes Sociais

O seminarista Nicolas Matheus, de 20 anos de idade e sem comorbidades, morreu no dia 31 de julho em Natal por Covid-19 após ficar quase 20 dias internado em estado grave. Natural de São Paulo do Potengi, o jovem vivia na capital potiguar desde 2019, quando ingressou no Seminário de São Pedro.

Ele é uma das 1 mil vítimas de coronavírus em Natal desde o início da pandemia, marca que foi atingida nesta quinta-feira (15), segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria do Estado da Saúde Pública (Sesap).

A capital potiguar é a cidade com o maior número de mortes pela doença em todo o estado. Sozinha, Natal acumula 41% das mais de 2,4 mil mortes por coronavírus no RN. A cidade, de cerca de 890 mil habitantes, registra 25.050 casos confirmados de Covid-19 e tem outros 156 óbitos em investigação.

A segunda cidade com mais mortes confirmadas é Mossoró, na Região Oeste, com 222 casos.

A primeira morte em Natal foi a do gastrólogo Matheus Aciole, de 23 anos, no dia 31 de março. Essa representou também a segunda morte no estado – a primeira foi a do professor da UERN, Luiz Di Souza, em Mossoró, três dias antes.

Continuar lendo SESAP DIZ QUE NATAL CHEGOU A MIL MORTES PELO CORONAVIRUS

MESMO COM RECOMENDAÇÃO DE DISTANCIAMENTO E USO DE MÁSCARAS EM EVENTOS POLÍTICOS NO RN, A SESAP NÃO PREVÊ PUNIÇÃO EM CASO DE DESCUMPRIMENTO

Por G1 RN

 

Centenas de pessoas se aglomeraram em campanha eleitoral no interior do RN — Foto: Reprodução/Inter TV CabugiCentenas de pessoas se aglomeraram em campanha eleitoral no interior do RN — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O comitê científico da Secretaria do Estado da Saúde Pública (Sesap) publicou nesta segunda-feira (28) um documento com recomendações para o combate à Covid-19 nos eventos políticos do Rio Grande do Norte. O documento divulgado pela pasta, no entanto, não prevê punições em casos do descumprimento das medidas.

Neste domingo (27), primeiro dia de campanha, o estado registrou passeatas com aglomerações principalmente nas cidades do interior. Um decreto estadual que está em vigor permite a realização de eventos com até 100 pessoas.

No documento publicado nesta segunda-feira, a Sesap reforçou que é necessário que durante os eventos todas as medidas de biossegurança sejam respeitadas, incluindo uso “imprescindível” de máscaras, distanciamento social, além do uso de álcool gel 70%.

“Haverá a possibilidade de realização de comícios, passeatas e convenções presenciais desde que estejam dentro da fase do protocolo de retomada do setor de eventos (da respectiva cidade), respeitando as regras de distanciamento social e proteção individual, e com autorização da Vigilância Sanitária municipal”, destaca o documento.

O comitê explica que a situação epidemiológica que permite a abertura gradual dos eventos varia de município para município. “O tipo de evento (convenção, comício ou passeata) e a quantidade de pessoas participantes devem estar vinculados à Fase do Plano de Retomada do Setor de Eventos e diante do não agravamento do risco de contaminação no estado do Rio Grande do Norte como um todo, uma vez que eventos acabam gerando grande mobilidade de pessoas, intensificando o fluxo intermunicipal e mesmo interestadual”.

É recomendado ainda no documento que não haja campanha com uso de panfletos, cartilhas, jornais ou santinhos, já que o papel é via de transmissão para a Covid-19. Assim, deve-se privilegiar os meios digitais.

A Sesap indica que, em cidades que já permitem os eventos em espaços abertos, as pessoas devem manter o distanciamento social de 1,5 m e uso de máscaras, sempre respeitando a lotação máxima determinada pelo poder público. Em locais fechados, uma lotação máxima que não extrapole 1 pessoa por 2,25 m², o que dá um espaçamento médio 1,5m entre as pessoas. O local deve ser sem ar-condicionado e higienizado antes e após o evento, além de disponibilizar álcool gel 70%.

Além disso, a Sesap aponta que cabe ao município retroceder em etapas da fase de eventos, incluindo os de campanha política, caso haja uma evolução no casos de Covid-19. Para isso, é necessário que cada município siga o monitoramento da situação epidemiológica.

Carreatas

Em relação às carreatas, a recomendação do comitê é de que “desde que as pessoas permaneçam dentro de seus veículos e não haja o uso de carros abertos, como trios-elétricos e similares, devem seguir as recomendações constantes na portaria sobre estabelecimentos e eventos do tipo drive-in”.

O documento ainda reforça que os municípios devem ser responsáveis pelo monitoramento dos eventos e garantia da implementação das medidas de biossegurança.

No dia da eleição, o comitê alerta para se evitar aglomerações e festas, “que não estejam dentro do protocolo e recomendações já estabelecidos aqui para os eventos de massa”. Além disso, reforça para que não haja distribuição de material em papel.

TRE se manifesta

Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira, o Tribunal Regional Eleitoral lembrou que “os Poderes Executivos estadual e municipal têm autonomia e dever de definir, e principalmente, de fiscalizar, o cumprimento das regras sanitárias estabelecidas por cada ente”.

O TRE-RN também expressou “preocupação e profunda consternação com as imagens divulgadas, orientando candidatos e partidos políticos para que se adequem às normas sanitárias, e solicitando ao Poder Executivo que tome as medidas cabíveis e de sua competência no que se refere à fiscalização do cumprimento de tais normas”.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo MESMO COM RECOMENDAÇÃO DE DISTANCIAMENTO E USO DE MÁSCARAS EM EVENTOS POLÍTICOS NO RN, A SESAP NÃO PREVÊ PUNIÇÃO EM CASO DE DESCUMPRIMENTO

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO À PROFISSIONAIS DA SAÚDE DA FAMÍLIA SERÁ OFERECIDO PELA SESAP E LAIS

Sesap e Lais oferecem o curso de aperfeiçoamento a profissionais da saúde da família

Fernanda valéria

 – Atualizado em: 

Maura Sobreira na coletiva do governo | Foto: Robson Araújo

A partir da próxima terça-feira (15) a Secretaria de Estado de Saúde pública (Sesap) iniciada como inscrições para o curso de especialização em estratégia da saúde da família que será feita em parceria como Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a Secretaria de Educação a Distância (Sedis) com o apoio dos Conselhos das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Norte (Cosems) e os municípios.

De acordo com a secretária da adjunta de saúde do estado, Maura Sobreira, os interessados ​​devem se inscrever até o próximo dia 25. Ao todo serão oferecidas 960 vagas para todo o estado. Duas delas destituídas à referência Técnicas do Cosems, na área de atuação Primária à Saúde e oito serão às Referências Técnicas da Sesap ou Unidades Regionais da Saúde Pública (URSAPs) também na área de Atenção Primária à Saúde. O curso será realizado no EAD formado e todo em plataformas virtuais de aprendizado e carga horária de 360 ​​horas. A previsão é que as aulas tenham início em 10 de novembro.

O rastreio de casos pelas equipes de saúde básica está entre os assuntos que podem ser fornecidos durante o curso. “Vai abordar diferentes aspectos no que diz respeito ao cuidado com as famílias no território de saúde aqui no Rio Grande do Norte. Então, essa discussão da vigilância em saúde, rastreio de casos também será uma das abordagens dessa formação ”, explicado Maura Sobreira.

As inscrições serão exclusivamente feitas por meio do site . O especial deve fornecer um endereço de e-mail válido, pois todas as comunicações sobre o Processo Seletivo ocorrerão por esse endereço de e-mail.

A seleção dos candidatos será realizada por meio de análise curricular e documental. A previsão de divulgação do resultado preliminar será dia 14 de outubro e o resultado final no dia 26 de outubro, no Diário Oficial do Estado, (diariooficial.rn.gov.br/) e no site da Sesap (saude.rn.gov.br )

A Comissão Organizadora do Processo Seletivo está disponível para resolução de dúvidas através do endereço de e-mail: seletiva.espsaudedafamilia@gmail.com

O edital do Processo Seletivo para o Curso de Especialização (Pós-Graduação Lato Sensu) em Saúde da Família pode ser acessado no link: http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data = 20200912 & id_doc = 696693

Fonte: Portal da Tropical Notícias

Continuar lendo CURSO DE APERFEIÇOAMENTO À PROFISSIONAIS DA SAÚDE DA FAMÍLIA SERÁ OFERECIDO PELA SESAP E LAIS

INQUÉRITO É ABERTO PELO MPRN PARA INVESTIGAR GASTOS DA SESAP

MPRN abre inquérito para investigar gastos da Sesap

Medida solicita que a secretaria apresente ao órgão informações a respeito do quanto, em termos percentuais, o Estado já aplicou em saúde no decorrer de 2020, em um prazo de até 20 dias

Redação
26/08/2020 | 05:12

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), através da promotora Iara Maria Pinheiro de Albuquerque, abriu um inquérito civil para investigar a execução orçamentária da Secretaria Estadual de Saúde Pública do RN (Sesap) prevista nas leis de Diretrizes Orçamentária (LDO) e de Orçamentária Anual (LOA) do exercício financeiro de 2020.

A medida solicita que a Sesap apresente ao órgão informações a respeito do quanto, em termos percentuais, o Estado já aplicou em saúde no decorrer de 2020, em um prazo de até 20 dias.

Apenas este ano, segundo os dados divulgados no portal da transparência, o Governo já gastou R$ 739,56 milhões na Saúde, um acréscimo de 6% com relação ao que foi investido na pasta em 2019. Sendo o maior montante destinado para encargos com o pessoal. Até o mês de agosto, foi aplicado R$ 453,86 milhões nesta despesa, o que equivale a 61% do total.

Comparado ao mesmo período em 2019, o acréscimo de gastos em encargos foi de apenas 2%, quando, na ocasião, foi investido R$ 440,88 milhões.

No início deste mês, 540 servidores foram convocados pelo Governo do Estado para integrar o quadro de profissionais da Saúde. O objetivo das nomeações e convocações é fortalecer a estrutura da saúde pública do Rio Grande do Norte, especialmente, para combater a pandemia do novo coronavírus.

No tocante aos gastos para o combate a pandemia, no portal da transparência aponta que R$ 55,03 milhões foram aplicados para a o tratamento da Covid-19 e doenças respiratórias agudas graves.

A manutenção das unidades hospitalares também compõe o quadro dos mais elevados gastos em 2020. Dentro da categoria “Assistência Hospitalar e Ambulatorial”, no portal da transparência aponta que os custos chegam a R$ 117,64 milhões.

A ação que teve o menor valor nos dois últimos anos foi a implantação e implementação do Sistema Estadual de Ouvidoria. Neste ano só foi gasto R$ 130, e em 2019 R$ 277,35.

A reportagem procurou a promotora do MP para explicar mais sobre as licitações, mas não obteve contato.

Confira a lista com os gastos da Saúde em 2019 e 2020:

Gastos em 2020:

Total gasto: R$ 739.566.175,05

Maior gasto: Administração Geral – R$ 521.693.002,18

Encargos com pessoal = R$ 453.868.341,32

Enfrentamento do Coronavírus e Demais Síndromes Respiratórias Agudas Graves = R$ 55.033.956,13

Manutenção e Funcionamento = 11.147.112,99

Manutenção da Frota de Veículos da Saúde = R$ 1.643.591,74

Segundo maior gasto: Assistência Hospitalar e Ambulatorial – 210.853.322,96 .

Manutenção das Unidades Hospitalares = R$ 117.646.594,39.

Manutenção do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – (SAMU): R$ 12.427.697,63.

Continuar lendo INQUÉRITO É ABERTO PELO MPRN PARA INVESTIGAR GASTOS DA SESAP

VEJA NÚMEROS ATUALIZADOS DA PANDEMIA NO RN

Por G1 RN

 


Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Foto ilustrativa mostra resultado positivo para o novo coronavírus — Foto: Dado Ruvic/Reuters/Arquivo
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

O Rio Grande do Norte chegou a 2.786 casos confirmados e 122 mortes por coronavírus, segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) divulgado na noite desta sexta-feira (15). Outros 61 óbitos estão em investigação.

Os casos suspeitos são 8.988. O Estado registra ainda 872 pacientes recuperados da doença.

Na quinta-feira (14), o Rio Grande do Norte tinha 117 mortes e 2.537 casos confirmados.

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico da Sesap, o Estado tem 349 pacientes internados por Covid-19 ou por suspeita da doença. Deste total, 157 estão em leitos clínicos, 67 em leitos semi-intensivos, e 125 em UTIs.

Situação do coronavírus no RN

  • 122 mortes
  • 2.786 casos confirmados
  • 8.988 suspeitos
  • 7.052 descartados
  • 872 recuperados

Fonte: G1RN

Continuar lendo VEJA NÚMEROS ATUALIZADOS DA PANDEMIA NO RN

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar