FALTA DE LUVAS NO HUOL EM NATAL CAUSA SUSPENSÃO DE CIRURGIAS

Por Julianne Barreto, Inter TV Cabugi

 

Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) UFRN Natal RN — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiHospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) UFRN Natal RN — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O Hospital Universitário Onofre Lopes, localizado na Zona Leste de Natal, está com procedimentos cirúrgicos suspensos há uma semana por falta de luvas cirúrgicas. A unidade tem contrato de prestação de serviço com o governo do estado para a realização de cirurgias pela rede pública de saúde.

De acordo com a administração do hospital, o desabastecimento aconteceu em razão do preço do insumo, que aumentou durante a pandemia, e da paralisação dos caminhoneiros em algumas regiões do país na última semana.

A agricultora Maria Ilenilda Pereira é uma das mais de mil pessoas que aguardam na fila de espera por cirurgias urológicas na unidade. Ela está internada há 24 dias no Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, esperando a retirada de pedras na uretra.

“Eu fui para Natal. Chegando lá, disseram que não podiam fazer minha cirurgia por falta de material. Aí me colocaram na fila de espera e até hoje estou aguardando”, conta.

Wilton Solidade aguarda por uma cirurgia de reconstrução do intestino há cinco anos e há quatro pela retirada de uma hérnia, que se criou na colostomia – abertura feita na barriga para a eliminação das fezes. A situação do paciente se agravou por causa da demora para a realização dos procedimentos. “É muita dor. Não consigo dormir direito, não tenho como trabalhar… Eu não estou bem, não aguento mais”, diz o aposentado.

Segundo o Hospital Universitário, 600 luvas cirúrgicas e 8 mil luvas de procedimentos são utilizadas por dia na unidade.

Em nota, o HUOL informou que conseguiu um empréstimo de 8 mil luvas com o Hospital Universitário de Santa Cruz e está em tratativas com a UFRN e com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) para um empréstimo que supra as necessidades da unidade hospitalar pelo período de um mês. Com isso, a realização de cirurgias deve ser retomada na segunda-feira (20), segundo o hospital.

Continuar lendo FALTA DE LUVAS NO HUOL EM NATAL CAUSA SUSPENSÃO DE CIRURGIAS

RELATOR DA CPI DA PANDEMIA PRETENDE ENTREGAR RELATÓRIO DA COMISSÃO NA PRÓXIMA SEMANA

Relatório final da CPI da Pandemia deve ser entregue na próxima semana

O relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pretende entregar o documento entre os dias 23 e 24 de setembro

JORNAL AD CNN

Chico Pradoda CNN

Em Brasília

 Atualizado 14/09/2021 às 23:30

Relatório final da CPI da Pandemia deve ser entregue na próxima semana | CNN Brasil
Relatório final da CPI da Pandemia será entregue na próxima semana |

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pretende entregar o relatório final já na próxima semana, entre os dias 23 e 24 de setembro. O prazo para o fim do funcionamento da comissão é o dia 5 de novembro.

“Ainda durante essa semana vamos definir o dia exatamente, porque teremos no dia da apresentação do relatório uma cerimônia em homenagem à memória das vítimas da Covid-19 no Brasil”, disse Calheiros à imprensa.

Após a entrega, o relatório final ainda deverá ser analisado e votado pelos integrantes da CPI, e só poderá ser encaminhado à Procuradoria-Geral da República (PGR) se tiver maioria favorável.

Marconny Faria

Nesta quarta-feira (15), a comissão vai ouvir o advogado Marconny Faria, apontado como lobista da Precisa Medicamentos. Ele faltou à oitiva no Senado na primeira data agendada.

Por isso, Faria teve a condução coercitiva autorizada pela Justiça, caso não compareça.

(Publicado por Daniel Fernandes)

Continuar lendo RELATOR DA CPI DA PANDEMIA PRETENDE ENTREGAR RELATÓRIO DA COMISSÃO NA PRÓXIMA SEMANA

SUPREMA CORTE DOS EUA DECIDE MANTER LEI QUE PROÍBE INTERRUPÇÃO DA GRAVIDEZ APÓS SEIS SEMANAS

Direito ao aborto sofre revés com decisão da Suprema Corte dos EUA

Tribunal decide não avaliar uma nova lei promulgada no Texas, que impede a interrupção da gravidez após seis semanas

INTERNACIONAL

por AFP

Maioria da Suprema Corte decidiu não julgar polêmica lei antiaborto do Texas

KEVIN DIETSCH / GETTY IMAGES VIA AFP – 2.9.2021

O direito ao aborto nos Estados Unidos sofreu seu maior revés em 50 anos com a decisão da Suprema Corte de manter uma lei do Texas que proíbe a interrupção da gravidez após seis semanas.

O presidente Joe Biden criticou a decisão nesta quinta-feira (2), alertando que ela ameaça causar um “caos inconstitucional”, enquanto os contrários ao aborto celebravam e os defensores dos direitos reprodutivos preparavam novas ações judiciais.A Suprema Corte, que em 1973 reconheceu o direito das mulheres ao aborto em sua emblemática sentença “Roe v. Wade”, decidiu na quarta-feira à noite deixar em vigor as restritivas regulamentações do Texas, que nem mesmo contemplam exceções para estupro ou incesto.

 

O tribunal, ao qual a União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU) e as associações de planejamento familiar recorreram na segunda-feira para suspender sua aplicação, não decidiu sobre a constitucionalidade da lei. Mas citou “antecedentes processuais complexos e recentes” que lhe permitem vigorar enquanto a batalha judicial continua. 

Biden classificou a decisão como “um ataque sem precedentes aos direitos constitucionais das mulheres”.

“Estranhos agora terão o poder de se intrometer nas decisões de saúde mais privadas e pessoais das mulheres”, disse o presidente democrata, prometendo “ver quais medidas o governo federal pode tomar para garantir que as mulheres no Texas tenham acesso a abortos seguros e legais”.

A decisão da Suprema Corte foi tomada por cinco de seus nove juízes, três dos quais foram escolhidos pelo ex-presidente republicano Donald Trump, que durante seu mandato consolidou uma maioria conservadora de 6-3 no painel.

Portanto, a decisão foi uma grande conquista para Trump e seus aliados conservadores, que estavam exultantes nesta quinta-feira.

É “uma vitória retumbante para os pró-vida!”, tuitou Dan Patrick, o vice-governador republicano do Texas, o segundo estado mais populoso dos Estados Unidos.

Para o grupo contrário ao aborto Texas Right to Life a decisão foi “uma vitória maciça do movimento pró-vida” e um golpe para a “decisão injusta de Roe v. Wade”, que deve ser replicada “em todo o país”.

Por outro lado, as organizações de defesa aos direitos reprodutivos não esconderam seu descontentamento. “Estamos arrasados. Nossas pacientes estão assustadas, confusas e desesperadas para descobrir onde podem fazer um aborto”, disse Amy Hagstrom Miller, diretora do Whole Woman’s Health.

“Dizer que estamos chateados é um eufemismo, mas (…) vamos continuar lutando”, disse a associação Fund Texas Choice no Twitter.

Brecha na lei

Promulgada em maio pelo governador republicano Greg Abbott, a lei do Texas proíbe o aborto a partir do momento em que o batimento cardíaco do embrião pode ser detectado, o que geralmente ocorre às seis semanas, antes que muitas mulheres saibam que estão grávidas. Só há uma exceção: em caso de perigo para a saúde da mulher.

Mais de 85% dos abortos realizados até agora no Texas foram após a sexta semanas de gestação, de acordo com organizações de planejamento familiar, que desde quarta-feira tentam encaminhar mulheres para estados vizinhos.

“O impacto desta lei hedionda não deve ser subestimado: ela visa principalmente negros e latinos, de baixa renda e que vivem em áreas rurais”, que não podem viajar, enfatizou o presidente da Planned Parenthood, Alexis McGill Johnson.

Antes do Texas, doze estados aprovaram leis semelhantes, mas todas foram derrubados na Justiça por violarem a jurisprudência da Suprema Corte que garantia o direito ao aborto desde que o feto não fosse viável fora do útero, ou seja, até por volta das 22 semanas de gravidez.

Mas o Texas redigiu sua lei de forma diferente: não cabe às autoridades fazer cumprir a medida, mas “exclusivamente” aos cidadãos, que são incentivados a denunciar organizações ou indivíduos que ajudam mulheres a fazer abortos.

O texto determina que os denunciantes receberão pelo menos 10.000 dólares em “indenização” em caso de condenação. Os críticos veem isso como um “bônus” por reportar, mas seus apoiadores já criaram sites para coletar qualquer “informação anônima”.

A norma explora um vácuo jurídico e complica a intervenção de juízes federais. Esta é a razão pela qual o Supremo Tribunal se manteve à margem.

Mesmo assim, o presidente do tribunal, John Roberts, que costuma atuar de forma conservadora, votou ao lado dos três magistrados progressistas. Para ele, teria sido necessário suspender essa lei “inédita” enquanto se aguarda uma análise substancial.

Este primeiro teste para a nova Suprema Corte logo será seguido por outro: uma lei do Mississippi que proíbe o aborto após 15 semanas de gravidez, exceto em casos de emergência médica ou anomalia fetal grave, deve ser examinada nas próximas semanas.

“Espere a mesma maioria”, previu a historiadora dos direitos ao aborto Mary Ziegler.

Fonte: R7

Continuar lendo SUPREMA CORTE DOS EUA DECIDE MANTER LEI QUE PROÍBE INTERRUPÇÃO DA GRAVIDEZ APÓS SEIS SEMANAS

CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FIM DE SEMANA NO RN

Por G1 RN

 

Noites de sábado (21) e domingo (22) devem ser de chuva em Natal. — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV CabugiNoites de sábado (21) e domingo (22) devem ser de chuva em Natal. — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

A previsão do tempo aponta períodos de chuvas em algumas cidades do estado e temperaturas abaixo de 20°C em alguns municípios.

Na capital Natal e nas praias de São Miguel do Gostoso, no litoral Norte, e Pipa, no litoral Sul, a previsão é de sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva durante a tarde e a noite no sábado (21) e no domingo (22).

A mínima chega a 22°C e a máxima é de 30°C em todo o fim de semana.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a mínima é de 22°C no sábado e 21°C no domingo. Já a máxima chega a 36°C no sábado e 35°C no domingo. A previsão do tempo aponta sol com algumas nuvens e sem chuvas no município.

Caicó

Em Caicó, na Região Seridó, a previsão também é de sol com algumas nuvens, sem chuvas. A mínima é de 23°C no sábado e 22°C no domingo. A máxima chega a 35° nos dois dias.

Martins

Na serra de Martins, não há previsão de chuva no fim de semana e a mínima chega a 18°C no sábado e 17°C no domingo. A máxima atinge 31°C no sábado.

Jaçanã

No município de Jaçanã, a mínima vai chegar a 17°C no fim de semana, com máxima de 30°C no sábado. Não há previsão de chuva.

Tenente Laurentino Cruz

Em Tenente Laurentino Cruz, a mínima atinge 17°C no sábado e 16°C domingo. A máxima chega a 29°C nos dois dias, sem previsão de chuva.

Guamaré

No município de Guamaré não há previsão de chuva. A mínima é de 22°C no sábado e 21°C no domingo. A máxima é de 36°C no sábado e 35°C no domingo.

Nova Cruz

Em Nova Cruz, a previsão é de sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva durante a tarde e a noite no sábado e no domingo. A mínima é de 22°C e a máxima chega a 30°C nos dois dias.

São Rafael

Em São Rafael, a previsão também é sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva durante a tarde e a noite no sábado e no domingo. A mínima é de 24°C no sábado e 23°C no domingo. A máxima chega a 36°C em todo o fim de semana.

As informações meteorológicas são fornecidas pelo Climatempo.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FIM DE SEMANA NO RN

SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO NO RN PARA O FINAL DE SEMANA

Por G1 RN

 

O Chapadão é uma conhecida falésia da Praia de Pipa, no litoral Sul potiguar — Foto: DivulgaçãoO Chapadão é uma conhecida falésia da Praia de Pipa, no litoral Sul potiguar — Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte tem previsão de temperaturas quentes na maioria das regiões do estado, com muito sol. A chuva deve aparecer em parte do litoral do estado no domingo. No regiões serranas do interior, a temperatura mínima chega a ficar abaixo dos 20°C.

Em Natal, o sábado será de sol com algumas nuvens e o domingo tem previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima será de 22°C em todo o fim de semana e máxima chega a 30°C no sábado. A previsão é a mesma para São Miguel do Gostoso, no litoral Norte, e para a praia de Pipa, em Tibau do Sul, no litoral Sul.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a previsão é de que faça sol e não chova durante todo o fim de semana. A mínima chega a 21°C no sábado e a máxima atinge os 36°C no domingo, por volta das 14h.

Caicó

O município de Caicó, na Região Seridó do estado, também tem previsão de sol e nenhuma chuva no fim de semana. A mínima chega a 21°C no sábado e a máxima atinge os 37°C no domingo.

Pau dos Ferros

Em Pau dos Ferros, no Alto Oeste, também não chove durante todo o fim de semana. A mínima atinge os 22°C no sábado e a máxima chega a 37°C no domingo.

Porto do Mangue

Em Porto do Mangue, na Região da Costa Branca, também não há previsão de chuvas. A mínima chega a 19°C no sábado e a máxima atinge os 36°C no domingo.

Lajes

Em Lajes, na Região Central, também não há previsão de chuva para o fim de semana, com a mínima sendo de 21°C e a máxima de 37°C.

Serra de São Bento

Na Serra de São Bento, a mínima chega a 19°C no domingo e a máxima fica em 30°C nos dois dias do fim de semana.

Martins

Também na serra de Martins, a mínima chega a 17°C no sábado e a máxima se mantém em 31°C durante o fim de semana.

Lagoa Nova

Na serra de Lagoa Nova, a mínima atinge até os 16°C no sábado, com a máxima sendo de 33°C no domingo.

As informações meteorológicas são fornecidas pelo Climatempo.

Continuar lendo SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO NO RN PARA O FINAL DE SEMANA

ARTHUR LIRA DEVERÁ DESIGNAR UM NOVO RELATOR PARA TEXTO DO VOTO IMPRESSO QUE QUER PAUTAR SEMANA QUE VEM

Câmara envia recado ao Planalto e quer pautar voto impresso semana que vem

Nas contas de aliados de Arthur Lira, há um amplo placar pela derrota da proposta do voto impresso

Bárbara Baião Da CNN, em Brasília

 Atualizado 06 de agosto de 2021 às 21:52

Câmara envia recado ao Planalto e quer pautar voto impresso semana que vem | JORNAL DA CNN - YouTube

Antes do pronunciamento em que anunciou a intenção em pautar a PEC do voto impresso no plenário, o Palácio do Planalto teria sido alertado sobre uma possível ruptura do presidente da Câmara com o governo caso o presidente Jair Bolsonaro não aceite a decisão da maioria dos deputados. Eleito com o apoio do governo, Arthur Lira (PP-AL) é um dos mais ativos na articulação de projetos de interesse do Executivo.

Nas contas de aliados de Lira, há um amplo placar pela derrota da proposta. Segundo relatos feitos à CNN, a decisão do presidente da Câmara foi calculada diante da polarização sobre o assunto, que chegou ao limite de tensão depois que o presidente do STF, Luiz Fux, decidiu cancelar a reunião entre os 3 poderes por causa da insistência dos ataques de Jair Bolsonaro contra ministros e a lisura do processo eleitoral. Para esses aliados, se o assunto for derrotado de maneira expressiva no plenário, o discurso do governo poderia ser esvaziado.

A aliados, Lira manifestou que pretende pautar o assunto um dia depois, na próxima terça-feira, 10. Antes disso, deverá discutir com líderes partidários a possibilidade de designar um novo relator do texto que já foi derrotado na comissão especial.

Se a mudança for confirmada, caberá ao escolhido decidir se levará à votação o parecer do deputado Filipe Barros, do PSL, pela implementação do voto impresso, ou do deputado Raul Henry, do MDB, contrário a proposta e que será analisado em sessão do colegiado nesta sexta-feira (6).

Fonte: CNN
Continuar lendo ARTHUR LIRA DEVERÁ DESIGNAR UM NOVO RELATOR PARA TEXTO DO VOTO IMPRESSO QUE QUER PAUTAR SEMANA QUE VEM

NESTE INÍCIO DE SEMANA NATAL VACINA POPULAÇÃO DE 30 E 29 ANOS

Natal vacina população de 30 e 29 anos neste início de semana

01 ago 2021

Natal vacina população de 30 e 29 anos neste início de semana

Nesta segunda-feira (02), a Prefeitura de Natal vacina a população a partir de 30 anos e, na terça-feira (03), é chegada a hora das pessoas com 29 anos. Outro avanço importante é que a capital vacina também a partir desta segunda-feira, o público de 18 anos e mais dos trabalhadores da indústria, considerados integrantes de grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização. Com isso, a capital conclui a inclusão de vacinação de todos os segmentos prioritários do PNI. Esse público deve se dirigir exclusivamente ao Sesi.
“ A pandemia não acabou, é necessário que a população faça sua parte e vá se vacinar”, lembra George Antunes, secretário de saúde de Natal. Para se vacinar, basta se dirigir a um dos cinco drives ou 35 Unidades Básicas de Saúde levando um documento com foto, comprovante de residência de Natal e o cartão de vacina. Caso a pessoa não tenha, o cartão de vacinação é feito na hora.

No site vacina.natal.rn.gov.br, constam todas as informações oficiais sobre os grupos em vacinação, locais de aplicação, filas nos drives, documentação e dúvidas frequentes.
SEGUNDA DOSE

A SMS Natal está disponibilizando a segunda dose em todos os pontos de imunização Covid-19 sendo necessário a apresentação do cartão de vacina, documento com foto e comprovante de residência de Natal.

Oxford

Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 10 de maio, ou 85 dias.

Coronavac

Pode receber a D2 quem completou 28 dias da primeira dose.

Pfizer

Pode receber a D2 quem recebeu a primeira dose até 21 de maio.

Grávidas que tomaram a D1 de Oxford

As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose, poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo NESTE INÍCIO DE SEMANA NATAL VACINA POPULAÇÃO DE 30 E 29 ANOS

SEGUNDO ANP, O RN TEM A SEGUNDA GASOLINA MAIS CARA DO BRASIL

Por G1 RN

 

Gasolina posto de combustível bomba abastecer abastecimento carro frentista Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV CabugiGasolina posto de combustível bomba abastecer abastecimento carro frentista Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte segue com a 2ª gasolina mais cara do Brasil. É o que aponta o levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). (Veja o ranking completo no fim).

O novo registro foi feito entre os dias 11 e 17 de julho. O estado também figurava na segunda posição na pesquisa da semana anterior.

De acordo com o relatório da ANP, o preço médio da gasolina comum no estado foi de R$ 6,34 na semana da pesquisa. O único estado com valor superior foi o Acre, com R$ 6,39.

O Rio de Janeiro teve preço médio de R$ 6,33 e se manteve atrás do estado potiguar, na terceira posição.

Para o levantamento, a ANP pesquisou 52 postos em todo o Rio Grande do Norte. O menor preço encontrado na investigação foi de R$ 6,15, enquanto o maior chegou a R$ 6,39.

Essa é a primeira pesquisa completa após o reajuste da Petrobras no último dia 5 de R$ 0,16 no preço da gasolina na refinaria. O aumento foi sentido dois dias depois nos postos do estado e desencadeou em protestos.

Preço médio é maior em Natal

O preço médio da gasolina comum em Natal é R$ 0,04 mais alto em Natal do que no estado, segundo a ANP.

Na capital potiguar, a média de preço nos 25 postos pesquisados foi de R$ 6,38. O preço mínimo encontrado na pesquisa foi de R$ 6,35, sendo o máximo de R$ 6,39.

Em Parnamirim, o preço médio foi de R$ 6,30, sendo R$ 6,15 o mínimo e R$ 6,38 o máximo. Foram 10 postos pesquisados.

Em Mossoró, o preço médio ficou em R$ 6,27, com o mínimo em R$ 6,25 e o máximo em R$ 6,28. Ao todo, 17 postos estiveram no levantamento.

Ranking dos estados com gasolinas mais caras (preço médio)

  1. Acre: R$ 6,39
  2. Rio Grande do Norte: R$ 6,34
  3. Rio de Janeiro: R$ 6,33
  4. Piauí: R$ 6,27
  5. Goiás: R$ 6,20
  6. Rio Grande do Sul: R$ 6,12
  7. Bahia: 6,04
  8. Minas Gerais: R$ 6,01
  9. Tocantins: R$ 6,00
  10. Distrito Federal: R$ 5,998
  11. Alagoas: R$ 5,99
  12. Mato Grosso: R$ 6,969
  13. Espírito Santos: R$ 6,967
  14. Rondônia: R$ 5,95
  15. Pernambuco: R$ 5,92
  16. Pará: R$ 5,87
  17. Mato Grosso do Sul: R$ 5,827
  18. Ceará: R$ 5,822
  19. Amazonas: R$ 5,79
  20. Sergipe: R$ 5,75
  21. Maranhão: R$ 5,70
  22. Paraíba: R$ 5,58
  23. Roraima e Santa Catarina: R$ 5,532
  24. Roraima e Santa Catarina: R$ 5,532
  25. São Paulo: R$ 5,48
  26. Paraná: R$ 5,51
  27. Amapá: R$ 5,05

Fonte: G1 RN

Continuar lendo SEGUNDO ANP, O RN TEM A SEGUNDA GASOLINA MAIS CARA DO BRASIL

NESTE FIM DE SEMANA EM NATAL SERÃO VACINADOS FUNCIONÁRIOS DE BANCOS E CORREIOS

Por G1 RN

 

Natal vacina funcionários dos bancos e Correios neste fim de semana — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV CabugiNatal vacina funcionários dos bancos e Correios neste fim de semana — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

A Secretaria de Saúde de Natal (SMS) começa neste fim de semana a vacinação de profissionais dos Correios e bancários contra a Covid-19.

De acordo com a SMS, em Natal faltam apenas 1.710 profissionais dessas categorias a serem imunizados. A vacinação deste público vai acontecer nos drives Palácio dos Esportes e Sesi (o Sesi não abre aos domingos), das 8h às 16h.

Para receber a vacina é preciso que esses profissionais apresentem um desses documentos:

  • carteira de Trabalho;
  • crachá funcional;
  • contracheque acompanhado de documento de identidade;
  • ou carteira de sócio (a) de sindicatos de categoria profissional.

Durante o fim de semana, a SMS Natal vai continuar vacinando pessoas sem comorbidade na faixa etária de 36 anos ou mais, além de grávidas e puérperas.

Segunda dose

Coronavac
As pessoas que completaram 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac devem procurar exclusivamente o drive do Palácio dos Esportes.

Oxford
Durante o fim de semana os quatro drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou nos dias 24.04 e 25.04.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo NESTE FIM DE SEMANA EM NATAL SERÃO VACINADOS FUNCIONÁRIOS DE BANCOS E CORREIOS

NÚMERO DE VIAJANTES AUTORIZADOS À ENTRAR NA AUSTRÁLIA FOI REDUZIDO PARA 3 MIL POR SEMANA

Austrália reduz número de viajantes que podem entrar no país

Apenas 3 mil pessoas poderão aterrissar em voos comerciais por semana e turistas deverão cumprir quarentena de 2 semanas

INTERNACIONAL 

por AFP

Austrália reduz número de viajantes autorizados a entrar no país

SAEED KHAN / AFP

A Austrália anunciou, nesta sexta-feira (2), uma nova redução drástica do número de pessoas autorizadas a entrar e sair do país, onde várias cidades foram posta em confinamento para conter os focos de covid-19.

Quase metade da população australiana se encontra submetida a medidas de confinamento. Nesse contexto, o primeiro-ministro Scott Morrison anunciou que o número de viajantes que poderá ingressar no território será reduzido à metade.

Para evitar que cheguem contágios do exterior, apenas 6 mil pessoas estão autorizadas, a cada semana, a aterrissar em voos comerciais na Austrália. Assim que chegam, devem cumprir uma quarentena obrigatória de duas semanas em um hotel.

Essa cota passará para cerca de 3 mil até meados de julho, disse Morrison.

Este anúncio surge em um momento em que a população está cada vez mais exasperada com as restrições anticovid-19, com as falhas nos dispositivos de quarentena e com uma campanha de vacinação que avança lentamente.

Mais de um ano e meio depois do início da pandemia, menos de 8% da população adulta australiana recebeu duas doses da vacina.

“É um momento difícil para as pessoas que enfrentam restrições”, admitiu Morrison.

Nesta sexta-feira, os habitantes das cidades de Sydney, Brisbane e Perth, um total de 10 milhões de pessoas, permaneciam confinados após a detecção de vários focos de covid-19.

Na quinta-feira (1), 27 novos casos foram registrados no país.

As medidas de breve confinamento impostas em Alice Springs, Darwin e Gold Coast foram progressivamente suspensas, mas surtos da doença continuam a aparecer em outras áreas, sobretudo em Sydney.

Fonte: R7
Continuar lendo NÚMERO DE VIAJANTES AUTORIZADOS À ENTRAR NA AUSTRÁLIA FOI REDUZIDO PARA 3 MIL POR SEMANA

GOVERNO DO RN PRODUZ MAIS UMA FAKE NEWS EM AFIRMAÇÕES SOBRE DOSES DE VACINAS ADQUIRIDAS SEMANALMENTE NO ESTADO

MAIS UMA FAKE NEWS: Governo do Estado diz que está adquirindo 50 mil doses de vacina por semana

Em publicações no Twitter e também no Instagram (veja aqui), o Governo do Estado produz mais uma fake news ao afirmar que “tem adquirido , em média, 50 mil doses de vacinas, semanalmente”.

De acordo com a plataforma RN + vacina, o RN recebeu 1.914.410 doses de imunizantes contra a Covid-19, entre vacinas das Coronavac, Oxford e Pfizer, todas adquiridas pelo Governo Federal.

Continuar lendo GOVERNO DO RN PRODUZ MAIS UMA FAKE NEWS EM AFIRMAÇÕES SOBRE DOSES DE VACINAS ADQUIRIDAS SEMANALMENTE NO ESTADO

OITIVAS DA CPI DA PANDEMIA SERÁ COM OSMAR TERRA E FELIPE MARTINS

CPI da Pandemia: oitava semana terá oitivas com Osmar Terra e Filipe Martins

Ambos são suspeitos de integrar o ‘gabinete paralelo’ que orientaria o presidente Jair Bolsonaro sobre decisões relacionadas à pandemia de Covid-19

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 20 de junho de 2021 às 22:14

CPI da Pandemia espera Osmar Terra e Filipe Martins nesta semana - Congresso - SBT NewsApos uma semana marcada por abandonos e até suspensão de sessão, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia inicia nesta terça-feira (22) sua oitava semana de trabalhos.

Estão previstos os depoimentos do ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), do sócio da Precisa Medicamentos Francisco Emerson Maximiano, do assessor internacional da Presidência da República Filipe Martins, do epidemiologista, pesquisador e professor da Universidade Federal de Pelotas Pedro Hallal, e da diretora-executiva da Anistia Internacional e representante do Movimento Alerta Jurema Werneck.

Terça-feira (22) – Osmar Terra, ex-ministro da Cidadania e deputado federal (MDB-RS)Osmar TerraEx-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra durante audiência pública na Câmara dos Deputados (04.abr.2019)Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nesta terça-feira (22), os senadores vão ouvir o ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS). O parlamentar é apontado como integrante de um suposto gabinete paralelo que orientaria o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre decisões relacionadas à pandemia de Covid-19.

Inicialmente, os senadores aprovaram a convocação do deputado. Após pedido do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), no entanto, a convocação foi transformada em convite. Dessa forma, o ex-ministro pode não comparecer à sessão ou deixar a reunião a qualquer momento.

A presença de Terra foi requerida pelos senadores Alessandro Vieira (sem partido), Humberto Costa (PT-PE), Rogério Carvalho (PT-SE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Quarta-feira (23) – Francisco Emerson Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos

Na quarta-feira (23) será a vez do sócio da Precisa Medicamentos Francisco Emerson Maximiano prestar depoimento à CPI.

A empresa em que Maximiano é sócio é investigada por intermediar a compra da vacina Covaxin pelo governo federal.

O processo de aquisição do imunizante fabricado pela indiana Bharat Biotech foi o mais célere de todos, mesmo com dúvidas em relação à eficácia.

Segundo o senador Alessandro Vieira — autor de um dos requerimentos para a convocação do empresário –,  é necessário apurar se houve algum tipo de beneficiamento ilícito na negociação.

Quinta-feira (24) – Filipe Martins, assessor internacional da Presidência da RepúblicaFilipe MartinsFilipe Martins, assessor da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da RepúblicaFoto: Divulgação

Personagem polêmico, o assessor internacional da Presidência da República Felipe Martins será ouvido pela CPI na quinta-feira (24). Ele também é apontado como integrante do suposto gabinete paralelo.

Martins deve ser questionado acerca da participação dele em uma reunião com representantes da farmacêutica Pfizer.

Durante depoimento do ex-CEO da empresa na América Latina à CPI, Carlos Murillo afirmou que funcionários da farmacêutica se reuniram com o ex-secretário de Comunicação da Presidência da República Fabio Wanjgarten, da qual também participaram o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e Filipe Martins.

Para os senadores Humberto Costa e Rogério Carvalho, a participação do assessor nessa negociação reforça a tese da existência de um “gabinete paralelo” ao Ministério da Saúde.

Sexta-feira (25) – Jurema Werneck, diretora-executiva da Anistia Internacional e representante do Movimento Alerta, e Pedro Hallal, epidemiologista, pesquisador e professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

A diretora executiva da Anistia Internacional no Brasil, Jurema WerneckA diretora executiva da Anistia Internacional no Brasil, Jurema WerneckFoto: CNN Brasil (19.out.2020)

Com a presença requisitada por Humberto Costa (PT-PE) e Renan Calheiros (MDB-AL), Jurema Werneck prestará depoimento à CPI na sexta-feira (25).

A médica coordena o Movimento Alerta, que consolida dados sobre a pandemia no Brasil. Fazem parte do movimento a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Oxfam Brasil, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Anistia Internacional Brasil, a Arquidiocese de São Paulo, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e diversas outras entidades.

Renan Calheiros, relator da CPI, lembra que o Movimento Alerta tem um estudo da Universidade de São Paulo (USP) com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com um levantamento do excesso de mortalidade em cada Estado brasileiro, com foco nas falhas de qualidade do atendimento do sistema de saúde.

Jurema Werneck é também diretora da Anistia Internacional no Brasil, autora do Livro da Saúde das Mulheres Negras: Nossos Passos Vêm de Longe, e integra o Grupo Assessor da Sociedade Civil da ONU para Mulheres no Brasil, além do conselho diretor do Global Fund for Women.

Pedro Hallal. infectologistaFoto: CNN Brasil

O epidemiologista, pesquisador e professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Pedro Hallal também será ouvido na sexta.

O especialista é responsável pelo Epicovid-19, um estudo sobre a prevalência do novo coronavírus na população gaúcha.

Aos senadores, o médico deve ainda ressaltar a comparação do quadro epidemiológico brasileiro com o restante do mundo e a importância de ouvir a ciência neste momento.

Requerimentos

Além das audiências, a CPI vai votar na próxima semana requerimentos importantes, muitos ligados às acusações do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel.

A CPI deve votar na próxima semana o requerimento de audiência privada de Witzel, além da quebra de sigilo de pessoas ligadas às organizações sociais que atuam nos hospitais federais do Rio de Janeiro.

É esperado também que a comissão convoque Claudio Castro, atual governador do Rio de Janeiro, e o secretário de Saúde fluminense, Alexandre Chieppe.

Vai ser feito também um requerimento ao Ministério da Defesa sobre os voos que a médica Nise Yamaguchi fez com aviões da FAB desde janeiro do ano passado.

Continuar lendo OITIVAS DA CPI DA PANDEMIA SERÁ COM OSMAR TERRA E FELIPE MARTINS

CEDEU MAIS UMA PARTE DO CALÇADÃO DA PRAIA DO MEIO NA ZONA LESTE DE NATAL

Por Inter TV Cabugi

 

Calçadão na Praia do Meio, em Natal, cede — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiCalçadão na Praia do Meio, em Natal, cede — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Mais uma parte do calçadão da Praia do Meio, na Zona Leste de Natal, cedeu na tarde desta terça-feira (25) por conta da ação do mar. O trecho fica próximo a quiosques e banheiros. Ninguém ficou ferido.

Há um mês, uma parte desse mesmo calçadão já havia sido destruído por conta da ressaca do mar. Desde então, o local está isolado para evitar acidentes.

De acordo com trabalhadores e moradores da região, até o momento pouco foi feito para resolver o problema e eles temem por novos desabamentos.

Cinco quiosques de espetinhos e bebidas ficavam no trecho que cedeu nesses últimos dias. Desde então, esses vendedores perderam sua barracas e têm precisado atuar de outra forma pra se sustentar.

De acordo com a Secretaria de Obras Públicas e Infraestrutura de Natal (Semov), a pasta está ciente do problema e está em trâmite com a prefeitura para realizar o serviço de reparação.

O órgão comunicou que o secretário Carlson Gomes terá uma reunião nesta quarta-feira (26) com a empresa responsável pelo conserto e que a tendência é que a reparação seja reiniciada na próxima semana.

Continuar lendo CEDEU MAIS UMA PARTE DO CALÇADÃO DA PRAIA DO MEIO NA ZONA LESTE DE NATAL

SENADO DEVE SE MOBILIZAR PARA DIFICULTAR A PERMANÊNCIA DE FILIPE MARTINS NO GOVERNO BOLSONARO

Senado deve decidir nesta semana voto de censura a Filipe Martins

Os parlamentares marcaram para arbitrar nesta terça (30) sobre o requerimento de voto de censura “pelos gestos racistas e preconceituosos” em sessão na Casa

Sinara Peixoto, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 29 de março de 2021 às 03:18

Senado deve decidir nesta semana voto de censura a Filipe Martins

O Senado Federal deve se mobilizar, nesta semana, para dificultar a permanência do assessor especial para assuntos internacionais da Presidência, Filipe Martins, no governo Bolsonaro.

Os parlamentares marcaram para decidir, na terça-feira (30), sobre o requerimento de voto de censura contra Martins, feito pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES), “pelos gestos racistas e preconceituosos usados durante a 19ª Sessão de Debates Temáticos realizada no Plenário do Senado Federal, em 24 de março de 2021”.

De acordo com o pedido, Martins fez gestos compatíveis com um movimento supremacista branco durante o discurso de Rodrigo Pacheco, na audiência em que os parlamentares sabatinavam o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, sobre a condução da pasta diante da pandemia do novo coronavírus

Segundo o requerimento, o gesto, registrado pelas câmeras da TV Senado, representa a sigla WP – ‘White Power’–, em português, ‘Poder Branco’. O símbolo tem sido replicado por membros da extrema-direita e por simpatizantes do movimento supremacista branco em protestos e redes sociais.

“O gesto por si só pode representar um convite à manifestação e à ação de grupos supremacistas brancos que são, tradicionalmente, conhecidos por sua violência e virulência. Vislumbra-se, portanto, o cometimento de uma série de crimes, como, por exemplo, o de incitamento à discriminação com base em raça e etnia (art. 20, Lei nº 7.716, de 1989)”, disse Contaratto.

Na proposta do voto de censura, o senador também disse que esse tipo de atitude é recorrente em Martins.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que repudia todo e qualquer ato racista ou obsceno, caso tenha sido essa a conotação do gesto, e determinou que a Polícia Legislativa abra uma investigação contra Martins.

No perfil que mantém no Twitter, Filipe Martins alegou, na quarta-feira (24), que apenas arrumava a lapela do paletó.

“Um aviso aos palhaços que desejam emplacar a tese de que eu, um judeu, sou simpático ao ‘supremacista branco’. Porque em suas mentes doentias enxergaram o gesto autoritário em uma imagem que me mostra ajeitando minha lapela”.

Fonte: CNN

Continuar lendo SENADO DEVE SE MOBILIZAR PARA DIFICULTAR A PERMANÊNCIA DE FILIPE MARTINS NO GOVERNO BOLSONARO

OPINIÃO: COM INVESTIMENTOS DO GOVERNO FEDERAL, A FIOCRUZ VAI PRODUZIR 6 MILHÕES DE VACINAS POR SEMANA

Produção de 6 milhões de vacinas por semana pela Fiocruz desmente narrativa infame contra Bolsonaro

Fotomontagem ilustrativaFotomontagem ilustrativa

Boa parte da mídia preferiu ignorar a notícia veiculada nos últimos dias, dando conta de que, já a partir desta semana, a Fiocruz irá produzir 6 milhões de doses de vacinas por semana.

Sim, produção brasileira, graças ao investimento e a aposta acertada do Governo Federal.

Essa notícia desmente todas as narrativas criadas contra o presidente Jair Bolsonaro, demonstrando que elesempre teve preocupação com a questão da vacina contra a Covid-19 e trabalhou para que fosse viabilizada.

Assim, além das vacinas já negociadas pelo Governo Federal, teremos ainda no 1º semestre, em torno de 100 milhões de doses produzidas pela Fiocruz e, no geral, mais de 500 milhões de doses até o final do ano, o que garantirá a vacinação de toda a população brasileira.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: COM INVESTIMENTOS DO GOVERNO FEDERAL, A FIOCRUZ VAI PRODUZIR 6 MILHÕES DE VACINAS POR SEMANA

A PREFEITURA DO NATAL VAI MANTER O FUNCIONAMENTO DOS TRÊS CENTROS DE COVID-19 EM MAIS UM FINAL DE SEMANA

Centros Covid em Natal vão funcionar no final de semana

Redação / Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: Alex Régis / Prefeitura de Natal / Divulgação

A Prefeitura do Natal vai manter o funcionamento dos três Centros Covid em mais um final de semana, para dar cobertura na fase emergencial de enfrentamento à pandemia, conforme determinação do prefeito Álvaro Dias e orientação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O objetivo é dar assistência contínua à população nos primeiros sintomas e conter o agravamento da doença.

No último sábado (13) e domingo (14), os Centros montados no Cemure (Zona Oeste), Ginásio Nélio Dias (Zona Norte) e Palácio dos Esportes (Leste) registraram mais de 3 mil atendimentos em pacientes com sintomas leves de infecção pelo coronavírus (febre, tosse, dor de cabeça, entre outros). Neste final de semana, 20 e 21 de março, os pacientes podem buscar os centros das 8h às 16h e passar pela triagem de enfermagem, consulta médica, dispensação de medicamentos e testagem swab com prescrição.

“Seguimos para a segunda semana ininterrupta de atendimento nos centros, em todos os dias da semana, devido à alta procura da população pelo serviço”, informa o prefeito Álvaro Dias.

O secretário municipal de Saúde, George Antunes, faz um apelo para que, aos primeiros sinais dos sintomas, uma pessoa procura os centros, que possui atendimento médico especializado e não exclusivamente de testagem. “Também chamamos a atenção para que a população mantenha os cuidados de isolamento social, uso de máscara e higienização”, acrescenta ele.

Centro de Atendimento para enfrentamento à covid-19

Zona Oeste – Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure)
Av. Coronel Estevam, 3897 – Nossa Sra. de Nazaré.

Zona Norte –
Av. Ginásio Nélio Dias . Guararapes, s / n – Lagoa Azul.

Zona Leste – Palácio dos Esportes

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo A PREFEITURA DO NATAL VAI MANTER O FUNCIONAMENTO DOS TRÊS CENTROS DE COVID-19 EM MAIS UM FINAL DE SEMANA

NESTE FINAL DE SEMANA EM NATAL OS CENTRO DE ENFRENTAMENTO À COVID-19 ESTARÃO FUNCIONANDO

Por G1 RN

 

Centros de Enfrentamento à Covid-19 da prefeitura funcionam durante este fim de semana em Natal — Foto: Anna Alyne Cunha/Inter TV CabugiCentros de Enfrentamento à Covid-19 da prefeitura funcionam durante este fim de semana em Natal — Foto: Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi

Os Centros de Enfrentamento à Covid-19 da Prefeitura de Natal vão funcionar novamente neste fim de semana. Durante o sábado (28) e o domingo (29), as unidades do Ginásio Nélio Dias, na Zona Norte, do Cemure, na Zona Oeste, e do Palácio dos Esportes, na Zona Leste, vão estar abertas das 8h às 13h.

De acordo com a prefeitura, a medida se faz necessária em razão da procura crescente da população na última semana.

No fim de semana passado, 515 pessoas foram atendidas nos três Centros. No sábado (21), foram realizados 45 atendimentos no ginásio Nélio Dias, mais 91 no Cemure e outros 125 no Palácio dos Esporte. No domingo (22), foram 52 atendimentos no Nélio Dias, 80 no Cemure e 115 no Palácio dos Esportes.

Centros de Enfrentamento à Covid-19

  • Ginásio Nélio Dias: Av. Guararapes, s/n – Lagoa Azul
  • Cemure: Av. Coronel Estevam, 3897 – Nossa Sra. de Nazaré
  • Palácio dos Esportes: Rua Trairi, 516 – Petrópolis

Fonte: G1 RN

Continuar lendo NESTE FINAL DE SEMANA EM NATAL OS CENTRO DE ENFRENTAMENTO À COVID-19 ESTARÃO FUNCIONANDO

EM NATAL, HEMONORTE REALIZA SEMANA DO DOADOR DE SANGUE

Por G1 RN

 

Hemonorte realiza Semana Nacional do Doador de Sangue de 23 a 27 de novembro. — Foto: Marilia PierreHemonorte realiza Semana Nacional do Doador de Sangue de 23 a 27 de novembro.

O Hemonorte realizar, entre segunda-feira (23) e sexta-feira (27), a Semana Nacional do Doador de Sangue. Este ano, em razão da pandemia, as ações serão voltadas para a sensibilização da população sobre a importância de doar em tempos de Covid-19.

Apresentações musicais com Taliérica Karina, Fábio Presgrave, Banda do 16º Batalhão de Infantaria Motorizado e Germano Luiz serão realizadas durante os cinco dias na sede da instituição, localizada na Avenida Alexandrino de Alencar, no bairro do Tirol, zona Leste de Natal.

O Hemonorte ainda vai divulgar nas redes sociais vídeos com depoimentos dos doadores com o maior número de doações. A atitude, de acordo com o Hemocentro do Rio Grande do Norte, é uma forma de homenagear os “heróis da vida real”.

Para ser um doador, o interessado tem que ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados de um responsável legal), estar saudável, pesar acima de 50kg, ter dormido bem na noite anterior, evitar alimentos gordurosos antes da doação, não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, estar alimentado e portar documento oficial com foto.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo EM NATAL, HEMONORTE REALIZA SEMANA DO DOADOR DE SANGUE

DE EXEMPLO NA ECONOMIA AO CAOS POLÍTICO, A NOVA REALIDADE DO PERU

Três presidentes em uma semana: como o Peru foi da estabilidade econômica ao caos político

O país que até o ano passado vinha sendo apontado como exemplo na área econômica, refratária às frequentes turbulências políticas, enfrenta agora uma combinação de várias crises

INTERNACIONAL

por BBC NEWS BRASIL

 

Deposição de Vizcarra da presidência e nomeação de Merino para o cargo — do qual já saiu — foram acompanhadas de protestos e mortes de manifestantes

Na última semana, os peruanos tiveram dois presidentes da República e amanheceram na segunda-feira (16) com a cadeira presidencial vazia.

Após um dia sem presidente, o congressista Francisco Sagasti, do Partido Morado, foi eleito por 97 votos a favor e 26 contrários. Antes da eleição de Sagasti, alguns parlamentares disseram que o impeachment de Martín Vizcarra, na semana passada tinha sido “um erro”.

A expectativa é que Sagasti, de 76 anos, seja empossado ainda nesta segunda-feira ou na terça-feira. Ele é o quinto na linha sucessória que expôs as dificuldades peruanas.

O país, que até o ano passado vinha sendo apontado como exemplo na área econômica, refratário às frequentes turbulências políticas, enfrenta agora uma combinação de várias crises – política, econômica e social.

Além da incerteza de como chegará a julho de 2021, quando deverá ser a nova posse após as eleições presidenciais de abril, de acordo com o calendário oficial.

O que aconteceu?

Por que o país passou de exemplo a motivo de preocupação regional?

Até a segunda-feira da semana passada (09), o Peru era presidido por Martín Vizcarra, que, após denúncias de corrupção, dos tempos em que era governador, foi alvo de impeachment com apoio da maioria dos congressistas.

Sua saída provocou críticas, como a do escritor e prêmio Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa, que disse que o Parlamento tinha “violado a constituição”, por falta de provas concretas de que ele tinha cometido corrupção.

Vizcarra foi substituído na Presidência pelo então presidente do Congresso, Manuel Merino, que renunciou no domingo (15), após fortes protestos e a morte de dois estudantes. As mortes e os vários feridos por balas de metal, como informou a imprensa local, levaram 13 dos 18 ministros de Merino a deixarem seus cargos, na noite de sábado, acelerando sua saída no dia seguinte.

Desde 2018, quando o então presidente Pedro Pablo Kuczynski, conhecido como PPK, renunciou ao cargo, após denúncias de irregularidades sobre compra de votos e suposto favorecimento por parte da Odebrecht, o país era governado por Vizcarra. Por ser então segundo vice-presidente, ele era o terceiro na linha de sucessão. A primeira vice-presidente não teve apoio parlamentar para assumir a Presidência.

Os jovens foram os principais protagonistas dos protestos da última semana, após a queda de Vizcarra.

“Diante de manifestações imensas, descentralizadas, lideradas pelos jovens e, principalmente, pelas mulheres, e sem líderes, ficou clara a rejeição diante da política tradicional peruana, baseada nos interesses pessoais, na corrupção, no clientelismo e no abuso de poder. O Congresso não mediu as consequências da sua decisão (de impeachment de Vizcarra e falta de apoio ao sucessor) e o governo de Merino não soube como reagir”, disse a professora de ciências políticas da Universidade del Pacifico, Paula Muñoz, à agência EFE, antes de Francisco Sagasti ser eleito por seus colegas congressistas para a Presidência – o terceiro presidente do país em uma semana.

Para ela, o “motor dos protestos” da semana passada foram os jovens, que se organizam rápido pelas redes sociais, enquanto que “os políticos tradicionais não entenderam que o mundo mudou”.

Até recentemente, Vizcarra tinha respaldo popular, mas “suas críticas abertas ao Congresso, que não tem boa imagem junto à opinião pública, e as comprovações de corrupção, que incluíram áudios e supostos subornos de quando era governador de Moquegua”, no sul do país, o levaram a perder o cargo, contou de Lima o professor da Universidade de San Marco, Carlos Aquino.

“Para completar, Vizcarra não tinha quem o defendesse no Congresso, porque não tem partido e na última eleição legislativa, convocada por ele mesmo, não apresentou candidatos”, disse Aquino.

Vizcarra tinha dissolvido o Congresso e convocado eleições, que foram realizadas no início deste ano. As medidas, que tinham gerado dúvidas no âmbito internacional, tiveram, porém, forte respaldo popular, como disse o analista Alfredo Torres, do instituto Ipsos, da capital peruana.

País com cerca de 32 milhões de habitantes, o Peru tinha sido notícia nos últimos tempos pelo envolvimento de três ex-presidentes nas investigações sobre os tentáculos da Lava Jato, de acordo com investigadores peruanos. Mas as sacudidas políticas que também envolveram candidatos presidenciais não tinham afetado a economia, como ocorre agora, neste ano de pandemia do novo coronavírus.

O ex-presidente Alejandro Toledo, que governou o país entre 2001 e 2006, foi preso nos Estados Unidos, e após pagar fiança foi para casa com tornozeleira eletrônica, já que tem idade de risco para covid-19.

Outro ex-presidente, Ollanta Humala (2011-2016), esteve preso no próprio país, enquanto Alan García se matou em abril do ano passado, em meio às investigações. Ele tinha governado o Peru entre 1985 e 1990 e entre 2006 e 2011.

Mas neste ano, pela primeira vez em quase vinte anos, a crise política não está sozinha, ou não caminha sem afetar a economia.

“Com o vazio de poder que tivemos agora, com o país sem presidente, durante mais de um dia, a recessão e o aumento da pobreza poderiam ser maior ao esperado. Na pandemia, o Estado é o único que está realizando investimentos. Como em outros países, o setor privado sente os efeitos da pandemia. Mas com essa crise política, as crises econômica e social podem piorar”, disse Aquino.

Na América do Sul, o desempenho da economia peruana, neste ano, só não será pior que o da Venezuela, com queda de 25%, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Entre 2002 e 2013, o país andino registrou um dos crescimentos mais altos da América Latina, com média anual de 6,1% do PIB, de acordo com o Banco Mundial. A pobreza caiu quase à metade, passando de 52% para 26%. A pobreza extrema encolheu de 30,9% para 11,4%, ainda de acordo com o a instituição.

Entre 2014 e o ano passado, o crescimento foi de cerca de 3,1% ao ano, refletindo o impacto da queda nos preços das commodities, e ainda assim com expansão mais alta que a dos seus vizinhos. O Brasil registrou 1,1% positivo, a Argentina queda de 2,2% e a Bolívia, que também viu sua economia crescer nos últimos anos, anotou crescimento de 2,2%, segundo o Banco Mundial.

No Peru, estima-se que quase 70% da população ativa esteja na informalidade. Muitos não puderam respeitar o isolamento social para evitar o coronavírus, contribuindo para o alastramento da covid-19. Com os hospitais lotados e sem infraestrutura, muitos familiares das vítimas da doença fizeram filas para comprar balões de oxigênio, nem sempre com procedência segura.

Em muitos casos, os balões eram levados para as casas dos doentes porque os hospitais não tinham cama. A situação estaria menos grave nestes dias, segundo analistas. Mas o drama evidenciou que apesar de ter organizado seus números e registrado forte crescimento, o país não tinha investido na rede hospitalar.

A pandemia mostrou ainda a vulnerabilidade não só dos mais idosos, mas dos mais jovens que, com a queda no orçamento familiar, provocada pelo desemprego ou pouca arrecadação dos pais, trabalhadores informais, devem, por exemplo, deixar universidades privadas. Ou enfrentam dificuldades para encontrar trabalho.

Fonte: R7

 

Continuar lendo DE EXEMPLO NA ECONOMIA AO CAOS POLÍTICO, A NOVA REALIDADE DO PERU

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar