RN VOLTOU A TER MAIOR PREÇO MÉDIO NO LITRO DA GASOLINA ENTRE TODOS OS ESTADOS DO PAÍS

Por Igor Jácome, g1 RN

 

Posto de gasolina, combustível, Natal — Foto: Augusto César GomesPosto de gasolina, combustível, Natal — Foto: Augusto César Gomes

Rio Grande do Norte voltou a ter o maior preço médio do litro da gasolina entre todos os estados do país. Os dados são do último levantamento semanal feito pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

Natal também é a capital com o preço médio mais alto, na comparação com todas as outras. Os dados foram levantados pela agência entre 17 e 23 de outubro.

preço médio do litro do combustível encontrado pela ANP no Rio Grande do Norte foi de R$ 6,948, na semana passada. Em Natal, o valor foi ainda maior: R$ 6,983.

Com os preços já próximos dos R$ 7, essa barreira deverá ser rompida nos próximos dias, porque a Petrobras anunciou um reajuste de 7% no preço do combustível a partir desta terça-feira (26), nas refinarias.

Com a alta, o preço médio de venda da gasolina nas refinarias passará de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro, um reajuste médio de R$ 0,21 por litro (alta de 7,04%). É o segundo reajuste no preço do combustível este mês. No último dia 9, a gasolina já havia subido 7,2%.

Diferença

Na capital do estado vizinho, Paraíba, o preço médio da gasolina ficou R$ 0,80 mais barata em relação a Natal, sendo comercializada a R$ 6,180.

Para se ter uma ideia da diferença, um motorista que encheu o tanque do seu carro com 40 litros na capital potiguar pagou R$ 32,12 a mais em relação a outro motorista que fez o mesmo em João Pessoa.

preço médio do litro de gasolina vendido no Rio Grande do Norte é quase R$ 1,44 mais caro em relação ao comercializado no Amapá – o estado com menor preço médio registrado pela ANP, que foi de R$ 5,511. Um motorista que encheu o tanque de 40 litros no RN pagou quase R$ 60 a mais.

O estado também teve o segundo menor desvio padrão (diferença entre os preços encontrados) nos estados (0,059), maior apenas que o de Roraima (0,025). Natal, que teve desvio padrão de 0,018, maior apenas que o de Manaus (0,011).

Preço médio da gasolina por estado de 17 a 23 de outubro

  • Rio Grande do Norte – R$ 6,948
  • Rio de Janeiro – R$ 6,914
  • Piauí – R$ 6,905
  • Acre – R$ 6,732
  • Goiás – 6,713
  • Rio Grande do Sul – 6,650
  • Minas Gerais – R$ 6,603
  • Ceará – R$ 6,599
  • Distrito Federal – R$ 6,586
  • Tocantins – R$ 6,556
  • Espírito Santo – R$ 6,410
  • Sergipe – R$ 6,404
  • Mato Grosso – R$ 6,403
  • Rondônia – R$ 6,397
  • Pará – R$ 6,341
  • Pernambuco – R$ 6,317
  • Alagoas – R$ 6,313
  • Amazonas – R$ 6,307
  • Bahia – R$ 6,264
  • Mato Grosso do Sul – R$ 6,231
  • Maranhão – R$ 6,218
  • Paraíba – R$ 6,197
  • Santa Catarina – R$ 6,141
  • Paraná – R$ 6,101
  • São Paulo – R$ 6,023
  • Roraima – R$ 5,973
  • Amapá – R$ 5,511

Diesel

O Rio Grande do Norte também foi o segundo estado do país com maior preço do litro de diesel (R$ 5,450), ficando abaixo apenas do Acre (R$ 5,865).

A partir desta terça (25), o litro do diesel vendido pela Petrobras à distribuidoras passará de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, refletindo reajuste médio de R$ 0,28 por litro (alta de 9,15%). A última alta do combustível havia sido em 28 de setembro, de 8,89%.

Continuar lendo RN VOLTOU A TER MAIOR PREÇO MÉDIO NO LITRO DA GASOLINA ENTRE TODOS OS ESTADOS DO PAÍS

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN

 

Testes para Covid — Foto: DivulgaçãoTestes para Covid — Foto: Divulgação

Depois de seis dias consecutivos sem contabilizar nenhum óbito por Covid, o Rio Grande do Norte voltou a registrar mortes pela doença nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) nesta terça-feira (12).

Ao todo, foram três mortes confirmadas e registradas nas últimas 24 horas: uma em Natal, uma em Caicó e outra em São Tomé.

A última morte registrada no estado havia sido no dia 5 de outubro.

Essa foi a primeira vez desde o início da pandemia, em março de 2020, que o Rio Grande do Norte ficou esse intervalo de tempo sem nenhum óbito registrado.

De acordo com o boletim da Sesap, o estado tem 7.354 mortes por Covid desde o início da pandemia – sendo três nas últimas 24 horas. Outros 1.344 óbitos seguem em investigação.

Ao todo, três casos foram confirmados nas últimas 24 horas. Assim, o estado tem 369.903 casos confirmados desde o início da pandemia.

A melhora nos índices da pandemia são associados, pela Secretaria de Saúde, à vacinação em massa da população.

Segundo o RN+ Vacina, o Rio Grande do Norte tem mais de 1,5 milhão com o esquema vacinal completo contra a Covid (duas doses ou dose única). Isso representa 51% da população potiguar acima de 12 anos.

Além disso, o estado tem começado a imunizar com a dose de reforço idosos, profissionais da saúde e imunossuprimidos. Apesar disso, mais de 81 mil pessoas desse público estão com a dose atrasada.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

5º dia: RN segue sem registrar novas mortes por covid-19

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Wilson Moreno / Prefeitura Municipal de Mossoró

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) divulgou neste domingo (10) mais um boletim epidemiológico da covid-19. Pelo quinto dia consecutivo não foram mortes no estado. O total de vidas perdidas para o coronavírus é de 7.350.

De acordo com os dados da secretaria, o RN ainda tem 1.341 óbitos sendo investigados. Por outro lado, 989 já foram descartados.

Em relação aos casos confirmados, foram 14 nas últimas 24 horas. Ao todo, o estado acumula 369.846 confirmações desde o início da pandemia. A secretaria ainda investiga 177.763 casos. Outros 741.741 já foram descartados.

A Sesap informou ainda que 259.995 pacientes já se recuperaram da doença. E ainda são 102.501 pacientes em acompanhamento.

A plataforma Regula RN apontava, por volta das 12h10 deste domingo (10), que a taxa de ocupação de leitos no estado era de 28,4%. No Seridó e no Oeste, as taxas eram de 20% e de 20,4%, respectivamente. Na Região Metropolitana de Natal, a ocuparação era de 32,8%.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

FOTOS DA AURORA BOREAL PODEM SER TROCADAS POR HOSPEDAGEM EM HOTEL NA ISLÂNDIA

Hotel na Islândia troca fotos da aurora boreal por hospedagem

Fotógrafos podem ganhar um mês de estadia e até as passagens de ida e volta para registrar o fenômeno luminoso

INTERNACIONAL

João Melo, Do R7*

Um hotel localizado na zona rural da Islândia decidiu inovar na forma de pagamento para as pessoas ficarem hospedadas no local. Ao invés de dinheiro, ou cartões de crédito, o estabelecimento está oferecendo hospedagens em troca de fotos da aurora boreal.

O Hotel Rágna oferta voos de ida e volta, estadia de um mês e acesso a um observatório estelar  com teto retrátil para o fotógrafo escolhido ser o que eles estão chamando de “apanhador de aurora boreal”.

O Fotógrafo deve estar integralmente disponível para passar uma temporada de setembro a outubro e fornecer ao estabelecimento todos registros de alta qualidade do fenômeno luminoso para o hotel fazer divulgações em redes sociais e e materiais impressos.

Os interessados devem preencher um formulário informando o seu alcance em redes sociais como Instagram, Facebook, Twitter e TikTok. Também é necessário ter experiência em fotografar esse tipo de evento e se já ter recebido as duas doses da vacina contra a covid-19.

O Rágna foi nomeado no ano passado pela Forbes como um dos 22 melhores lugares do mundo para observar o evento. O espaço conta com um grupo de astrônomos locais que orientam as pessoas sobre o fenômeno no momento dos registros.

A temporada da aurora boreal na Islândia acontece entre o final de agosto e o início de abril, e o melhor horário para observar o fenômeno é entre 18h e 4h.

Fonte: R7
Continuar lendo FOTOS DA AURORA BOREAL PODEM SER TROCADAS POR HOSPEDAGEM EM HOTEL NA ISLÂNDIA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar