Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

VOLTA DA QUARENTENA PARA JUÍZES E MILITARES DISPUTAREM ELEIÇÕES É APROVADA PELA CÂMARA

Câmara aprova volta da quarentena para juízes e militares disputarem eleições

Destaque do texto-base do novo Código Eleitoral prevê quarentena de quatro anos para algumas categorias de servidores de estado

Douglas Porto

João de Mari

Larissa RodriguesNathallia Fonseca

da CNNEm São Paulo e Brasília

Câmara aprova quarentena para policiais, militares e juízes disputarem eleiçõesCâmara recoloca quarentena no novo Código Eleitoral | EXPRESSO CNN

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (15) uma emenda que traz de volta ao novo Código Eleitoral a exigência de quarentena de quatro anos para algumas categorias profissionais concorrerem às eleições.

O destaque foi aprovado com 273 votos a favor, 211 contra e três abstenções.

Com isso, servidores de estado como magistrados, militares da União, policiais civis e militares, membros do Ministério Público e guardas municipais, terão de se afastar do cargo pelo tempo proposto antes de disputar a eleição.

A quarentena de cinco anos havia sido derrubada na última semana após a votação de três destaques diferentes para cada categoria.

Agora, a medida retornou à discussão e ao texto do projeto do Código Eleitoral na forma de uma emenda aglutinativa, que reúne uma série de mudanças, passando para uma restrição de um ano a menos que a decisão anterior.

Aprovado na semana passada por 378 votos a 80, o texto-base do projeto trata da consolidação de toda a legislação eleitoral e temas de resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em um único texto.

As novas leis vão para votação no Senado Federal. Para que elas entrem em vigor nas eleições de 2022, o projeto precisa ser votado até o dia 2 de outubro, um ano antes do pleito.

Medida passa a valer em 2026

No entanto, a quarentena irá passar a valer apenas a partir de 2026.

Ou seja, essas categorias podem disputar as eleições do ano que vem com afastamento em 2 de abril do ano eleitoral — e não quatro anos — conforme a regra ainda vigente.

Os deputados seguem na análise dos destaques que podem mudar o texto-base do novo Código Eleitoral.

Demais destaques

Teto de gastos limitado pelo TSE com base nas eleições anteriores

Foi rejeitada a proposta que determinava que o teto de gastos de campanha em cada eleição seria definido pelo TSE. A medida limitava os gastos a 80% do que foi praticado na eleição anterior.

Em 2022, nas eleições presidenciais, o teto seria correspondente ao que foi gasto em 2018, e nas eleições municipais de 2024, ao que foi gasto nas eleições de 2020.

A votação foi apertada, com 222 votos favoráveis e 221 contrários. Entretanto, por ser um Projeto de Lei Complementar, seriam necessários 257 votos para a sua aprovação.

Proibição de propaganda política em emissoras de rádio e televisão

O destaque que proibia a veiculação de propaganda partidária nas emissoras de rádio e televisão, excluindo a propaganda paga, foi rejeitada no plenário da Câmara.

Foram 381 votos contrários e apenas 52 favoráveis.

Redes sociais não podem limitar publicações

Foi aprovado por 309 votos favoráveis e 166 contrários, a medida que determina que as redes sociais e aplicativos de mensagem devam publicar de forma acessível às regras de conteúdo e comportamento aplicáveis às propagandas eleitorais.

As redes, assim, não podem limitar o alcance de peças eleitorais, a fim de manter a igualdade entre as candidaturas.

Ainda não podem remover conteúdos com justificativas que vão contra o Código Eleitoral. Caso aconteça, o destaque autoriza o ajuizamento de ação para o retorno da peça publicitária no período de até 24 horas. Originalmente o texto falava em não poder implicar censura às manifestações de ordem política, ideológica, científica, artística ou religiosa de candidatos a cargos políticos.

Parlamentares da oposição, porém, alegaram que o artigo original tinha o mesmo conteúdo da MP que alterava o Marco Civil da Internet, devolvida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Divulgação de pesquisas eleitorais

Os deputados optaram, por 355 votos favoráveis e 292 contrários, pela manutenção do trecho que se refere à divulgação de pesquisas eleitorais na véspera das eleições.

De acordo com o texto, pesquisas realizadas em data anterior ao dia das eleições só poderão ser divulgadas até a antevéspera do pleito.

Já as pesquisas de intenção de voto efetivadas no dia das eleições, conhecidas como “boca de urna”, só poderão ser divulgadas após o encerramento da votação, no caso de presidente da República, e a partir das 17h para outros cargos.

Fidelidade partidária

Foi rejeitado, por 382 votos contrários a 26 favoráveis, o destaque que propunha a permissão – nos 30 dias após a publicação do Novo Código – ao detentor do mandato eletivo o desligamento do atual partido, sem que a desfiliação traga prejuízos à distribuição de recursos e financiamento partidário eleitoral ou perda do mandato.

Atualmente, prefeitos, governadores, senadores e presidente da República já estão autorizados a romper o vínculo com os partidos a qualquer momento. A regra, porém, não se aplica a vereadores e deputados.

A mudança, proposta pelo Código e mantida até então, determina que todos os ocupantes de cargos eletivos sigam atrelados à sigla pela qual qual foram eleitos até a janela partidária da próxima eleição.

Com informações da Reuters e Agência Câmara*

Continuar lendo VOLTA DA QUARENTENA PARA JUÍZES E MILITARES DISPUTAREM ELEIÇÕES É APROVADA PELA CÂMARA

QUATRO JOGADORES ARGENTINOS FURAM REGRAS DA QUARENTENA E PARTIDA ENTRE BRASIL E ARGENTINA É SUSPENSA

Entenda em 5 pontos a suspensão do jogo entre Brasil e Argentina

Partida válida pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do mundo foi suspensa após agentes de saúde entrarem em campo para retirarem atletas argentinos

Evandro Furoni

da CNNem São Paulo

A partida entre Brasil e Argentina foi suspensa neste domingo após quatro argentinos furarem as regras de quarentena brasileiraA partida entre Brasil e Argentina foi suspensa neste domingo após quatro argentinos furarem as regras de quarentena brasileiraAlex Silva/ Estadão Conteúdo

Agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entraram no gramado da Arena Corinthians, em São Paulo, no último domingo (5) para interromper a partida entre Brasil e Argentina, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Segundo a agência, quatro jogadores da Argentina teriam burlado as regras de quarentena brasileira adotadas durante a pandemia de Covid-19.

Os atletas Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero estavam no estádio mesmo depois do alerta da Anvisa. Três deles, inclusive, estavam como titulares até o momento em que a ação dos agentes de saúde motivaram a suspensão do jogo.

Entenda em cinco pontos o que ocorreu na Arena Corinthians e o que pode acontecer no futuro:

O que fez a Anvisa agir contra os argentinos

O governo publicou no dia 23 de junho uma portaria no Diário Oficial da União com mudanças nas restrições para a entrada de estrangeiros por via aérea provenientes do Reino Unido, Irlanda do Norte, África do Sul e da Índia. A decisão foi um reflexo do avanço da variante Delta do novo coronavírus pelo mundo.

De acordo com as novas regras, ficou vedada a entrada no país de qualquer estrangeiro procedente ou com passagem pelo Reino Unido sem antes passar por uma quarentena de 14 dias.

Quatro dos jogadores do elenco argentino atuam no futebol inglês, e estiveram presentes no compromisso de suas equipes entre 28 e 29 de agosto, o que impossibilita que tenham conseguido fazer a quarentena.

Por que apenas quatro jogadores não precisaram fazer quarentena

A restrição para pessoas provenientes do Reino Unido só vale para estrangeiros. Além disso, os clubes do Reino Unido se recusaram a ceder para as seleções jogadores de países incluídos na lista vermelha da Covid-19 do governo britânico, exatamente porque eles seriam obrigados a fazer quarentena ao retornar dos compromissos internacionais.

O Brasil decidiu não convocar nove atletas que atuam na liga inglesa. A Argentina, por sua vez, fez um acordo para que os seus jogadores pudessem ser liberados: eles voltariam para a Europa logo depois da partida deste domingo, o que daria tempo para cumprirem o tempo de isolamento estipulado.

Quais punições os argentinos poderiam sofrer se seguissem no Brasil

A portaria que rege a quarentena de estrangeiros no Brasil prevê que quem não cumprir as ordens pode sofrer punições de via civil, administrativa e penal, além da deportação automática.

A possibilidade de deportação não estava descartada. Em entrevista à CNN durante paralisação do jogo, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou que a permanência dos quatro jogadores argentinos no Brasil era um descumprimento das regras sanitárias e que eles corriam risco de deportação.

Após prestarem depoimento à Polícia Federal, todos os membros da delegação da seleção deixaram o país.

Reações após a suspensão do jogo

Apesar de a Anvisa ter dito que conversou com as federações no sábado, tanto a AFA, federação argentina de futebol, quanto a CBF mostraram surpresa com a ação na Arena Corinthians.

Em nota, a CBF afirmou “lamentar profundamente” a decisão de interferir com o jogo e “ficou absolutamente surpresa com o momento em que a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária ocorreu, com a partida já tendo sido iniciada, visto que a Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo”, disse a entidade.

A AFA, por sua, vez afirmou que os argentinos seguiram todos os protocolos sanitários estipulados pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para a realização das Eliminatórias.

O órgão também divulgou em suas redes sociais uma declaração do Lionel Scaloni afirmando que em “nenhum momento” foram informados de que os jogadores dos clubes ingleses não poderiam jogar.

O que acontece agora?

Em nota, a Conmebol informou que o árbitro e o comissário de jogo enviarão um relatório ao Comitê Disciplinar da Fifa, que determinará as etapas a serem seguidas sobre uma possível punição ou uma nova realização do jogo.

Caso seja decidido que a Argentina abandonou o jogo e foi culpada pela confusão, o Brasil será declarado o vencedor por 3 a 0. Caso a decisão seja que o jogo não pôde continuar por falta de condições dadas pelo Brasil, a derrota será brasileira.

Há ainda uma terceira alternativa: o jogo ser retomado. Se a Fifa decidir que o motivo da paralisação foi “de força maior”, a regra é que a partida seja jogada a partir do tempo em que foi interrompida, aos cinco minutos do primeiro tempo.

Continuar lendo QUATRO JOGADORES ARGENTINOS FURAM REGRAS DA QUARENTENA E PARTIDA ENTRE BRASIL E ARGENTINA É SUSPENSA

ESPANHA LIBERA ENTRADA DE BRASILEIROS IMUNIZADOS E SEM QUARENTENA NO PAÍS

Brasileiros estão liberados para entrar na Espanha sem quarentena

Turista precisa estar completamente imunizado a mais de 14 dias e apresentar um comprovante de vacinação em espanhol

INTERNACIONAL

 Pablo Marques, do R7

Brasileiros podem entrar na Espanha sem fazer quarentena

PIXABAY

O governo espanhol anunciou, nesta terça-feira (24), que os brasileiros estão liberados de fazer quarentena para entrar no país desde que estejam completamente imunizados a mais de 14 dias.

Segundo o comunicado divulgado pela embaixada espanhola, pessoas vacinadas com qualquer uma das vacinas disponíveis podem entrar no país, inclusive quem recebeu as doses do imunizante Coronavac.

O certificado de imunização deve ser traduzido para o espanhol, inglês, francês ou alemão. Para vacinas feitas no Brasil, é necessário obter o certificado digital do Ministério da Saúde do Brasil na versão em espanhol.

As pessoas que pegaram covid-19 e não se vacinaram poderão apresentar um certificado de recuperação, mas desde que já tenha passado pelo menos 11 dias desde o primeiro teste positivo. Esse certificado também deve ser traduzido para o espanhol, inglês, francês ou alemão e terá validade de 180 dias.

Não será exigido um teste negativo feito com uma certa antecedência do embarque, mas é possível que seja solicitado que o passageiro seja testado no momento do desembarque. Todos terão a temperatura corporal verificada e a entrada poderá ser negada por motivos de saúde pública.

A Espanha permite voo vindos do Brasil desde de 3 de agosto, mas a entrada era permitida apenas para familiares de cidadãos espanhóis e para quem tem visto de longa duração, incluindo estudantes.

No dia 22 de julho a Espanha já havia reaberto suas fronteiras, com restrições, para pessoas de 23 países, mas o Brasil ficou de fora da lista

Continuar lendo ESPANHA LIBERA ENTRADA DE BRASILEIROS IMUNIZADOS E SEM QUARENTENA NO PAÍS

VIAJANTES PROCEDENTES DA GRÃ-BRETANHA SERÃO SUBMETIDOS NA ALEMANHA UM PERÍODO DE QUARENTENA, SEGUNDO VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Alemanha impõe quarentena a viajantes vindos da Grã-Bretanha

Isolamento de duas semanas não poderá ser reduzido mesmo com um te

INTERNACIONAL

 por AFP

Pessoas fazem fila em centro de testagem alemãoPessoas fazem fila em centro de testagem alemão ADAM BERRY – 22/05/2021/AFP

Todos os viajantes procedentes da Grã-Bretanha serão submetidos na Alemanha a um período de quarentena de duas semanas, que não poderá ser reduzido mesmo com um teste negativo de covid-19, anunciou o instituto de vigilância sanitária Roberto Koch.

Por causa da propagação da variante indiana do coronavírus em seu território, a Grã-Bretanha será classificada a partir de domingo (23) pela Alemanha como zona de mutação das variantes, acrescentou o instituto.

A partir de domingo, companhias aéreas, empresas de ônibus e trens serão autorizadas a transportar para a Alemanha apenas cidadãos alemães ou residentes no país.

O Reino Unido é o primeiro país europeu em algum tempo a se tornar uma área de circulação do vírus e suas variantes. Atualmente, apenas onze países da Ásia, África e América Latina se enquadram nessa categoria de alto risco, de acordo com a Alemanha.

A variante indiana B.1.617.2 é é considerada particularmente contagiosa e tem contribuído amplamente para a explosão do número de infecções na Índia nos últimos meses.

Na manhã de sexta-feira, o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, manifestou a sua preocupação pela Grã-Bretanha, considerando que é necessário “evitar que a variante” se alastre na Alemanha.

Fonte: R7

Continuar lendo VIAJANTES PROCEDENTES DA GRÃ-BRETANHA SERÃO SUBMETIDOS NA ALEMANHA UM PERÍODO DE QUARENTENA, SEGUNDO VIGILÂNCIA SANITÁRIA

CRÔNICAS: QUARENTENA, POR ANA MADALENA

É com muito orgulho e prazer que publico semanalmente as CRÔNICAS da nossa querida Ana Madalena. Ela consegue se superar a cada crônica escrita. O conto desta quarta-feira, aqui na coluna tem como título “40TENA”, uma criativa forma de se referir a Quarentena vivida por todos nós em meio a essa fatídica pandemia do coronavírus, onde ela relata o cotidiano de uma mulher, mãe, profissional, esposa, amante e filha e consegue transformar algo que parece ser tão banal numa empolgante e cativante leitura. Convido você a ler mais essa obra prima dessa escritora super talentosa!

Profissionais, mães, esposas, educadoras, faxineiras! O que mais o confinamento exigirá das mulheres? | Revista Bula

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade.”
          Mary Cholmondeley

40tena

Eu, como quase toda mulher, tenho tripla jornada de trabalho. Estou muito cansada, resultado de noites sem dormir. Não vou a um salão há quase um ano, quando cortei meu cabelo “joãozinho” e achei libertador! Desde que estou em home office subtraí muita coisa para dar praticidade a minha vida; meu guarda roupa se resumiu a duas camisetas brancas, uma preta e duas estampadas. Para multiplicar o look, deixo ao lado do computador uma caixinha de bijuterias.
Eu não desgosto trabalhar remotamente, inclusive pretendo até sugerir que quando as coisas voltarem à normalidade, que tenhamos a opção de intercalar, fazer um trabalho híbrido. Ruim mesmo é ter que competir em situação de desigualdade; trabalho no mesmo setor com três homens, sendo dois solteiros, duas mães solo e eu, casada com três filhos, de seis, quatro e dois anos. Eu sou praticamente um ET na empresa: onde já se viu ter tantos filhos nos dias de hoje? Tenho certeza que ainda não fui demitida porque eu sou muito eficiente, apesar dos perrengues que tenho que enfrentar para todo mês cumprir as metas absurdas que nos são impostas.
Estou tentando manter a minha sanidade mental e emocional. Já não era fácil a rotina, agora então… As crianças, coitadas, não aguentam mais esse puxa-encolhe, um dia pode ir para escola, noutro não. E sobra para quem? Por sorte tenho um marido que divide as tarefas sem achar que está fazendo favor, até por que não está mesmo. Não fiz filhos sozinha. Nós dois estamos trabalhando em casa e nos dividimos por turnos. A cada três horas um assume a casa e outro trabalha;  seguimos nessa exaustão até Deus sabe quando…
Mês passado saiu o ranking da nossa produtividade referente a média  do ano passado. Vale ressaltar que antes da pandemia eu estava sempre em primeiro lugar. Agora recebi um alerta vermelho; fiquei em quinto, num setor de seis. Passei noites sem dormir, tentando entender, não como eu caí,  porque era até previsível com tantas demandas que tenho que lidar, mas, como os outros que têm responsabilidades parecidas conseguiram subir…
Eu tenho uma relação cordial com meus colegas. Não nos frequentamos, mas somos super parceiros. Estamos sempre trocando ideais sobre filhos e uma ou outra receita. Resolvi enviar-lhes mensagens, meio que tentando descobrir a fórmula mágica que conseguiram para dar conta do trabalho. Pedi fotos das crianças; eles sempre falam dos seus bebês, mas estranhamente somente eu que mostro fotos dos meus…
O resumo da minha investigação:
1- As minhas colegas que se dizem mãe solo, são na verdade mães de pet e de planta. Não,  não estou brincando. Isso deve ser moda e eu, que sou mãe, dessas que amamentou, que rachou o peito, que ainda passo noites em claro, que me enchi de estrias, não tive tempo para saber que existe outra “maternidade”.
2- O colega casado que tem um filho, disse que a esposa é quem ensina as tarefas da escola e cuida da casa. Ele faz o mais pesado, que é trabalhar para o sustento da família. Sei… Mesmo assim ficou em último lugar no ranking.
3- Os solteiros voltaram a morar com os pais e são muito paparicados, com lanchinho nos intervalos das refeições, bem no estilo casa, comida e roupa lavada. Ficaram no primeiro e segundo lugares. Entendi…
4- Eu sou a que trabalho, cuido da casa, lavo mas não passo, conto histórias, faço pipoca, brinco no jardim, coloco pra dormir e ainda namoro meu amor de toda vida. Adoro minha família e tudo o que vem junto no kit.
Imprimi o ranking num quadro em frente ao meu computador; quero lembrar que esse período eu escolhi ser feliz. Sim, estou cansada, às vezes berro em lá menor, mas como disse  Nietzsche, ” quem tem um porquê, enfrenta qualquer como”.
Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: QUARENTENA, POR ANA MADALENA

EM TAIWAN, VIAJANTES VINDOS OU COM PASSAGENS PARA O BRASIL FARÃO QUARENTENA

Taiwan confirma três casos da variante covid-19 do Brasil

Ministro da saúde determina que brasileiros ou pessoas que estiveram por aqui fiquem de quarentena em lugar isolado

INTERNACIONAL

 por Reuters

A partir de quarta viajantes vindos ou com passagem no Brasil farão quarentena
WALLACE WOON/EFE/EPA

O governo de Taiwan confirmou neste domingo (21) que foram diagnosticados três casos da variante brasileira da covid-19. Com isso, todas que chegaram do Brasil vão ter de passar por quarentena a partir dessa semana.

O ministro da Saúde, Chen Shih-chung, afirmou que três pessoas firam diagnosticadas com novo coronavírus no mês passado e só no último sábado foi confirmada que era pela P.1, como é chamada a mutação do Amazonas. Os infectados estão sendo tratados em hospitais.

Chen acrescentou que a partir da meia-noite da próxima quarta-feira, qualquer pessoa que chegue do Brasil em Taiwan ou que tenha estado no Brasil nos últimos 14 dias deve ficar em quarentena em um local fechado por duas semanas. Assim como as chegadas da Grã-Bretanha e da África do Sul, já que também devem ser evitadas a propagação de variantes encontradas lá.

As pessoas que chegam a Taiwan dos outros países devem ficar em quarentena em casa por 14 dias. Elas são acompanhadas de perto pelas autoridades para garantir que não saiam de casa.

A pandemia matou 245.977 pessoas no Brasil, o pior número de mortes fora dos Estados Unidos.

O Brasil tem mais de 10 milhões de casos confirmados de coronavírus, já que uma nova variante descoberta na Amazônia ameaça devastar ainda mais um país onde as inoculações foram suspensas em muitas cidades por falta de vacinas.

Taiwan manteve a pandemia sob controle graças à prevenção precoce e eficaz, incluindo o fechamento de suas fronteiras. Existem apenas 40 casos ativos em tratamento em hospitais.

Fonte: R7
Continuar lendo EM TAIWAN, VIAJANTES VINDOS OU COM PASSAGENS PARA O BRASIL FARÃO QUARENTENA

SAÚDE MENTAL: PESQUISA DA USP APONTA QUE BRASIL LIDERA O RANKING DOS CASOS DE DEPRESSÃO NA QUARENTENA

Brasil lidera casos de depressão na quarentena, aponta pesquisa da USP

Publicado em 09.02.2021

Rovena Rosa | Agência Brasil

O Brasil, segundo uma reportagem da CNN Brasil, lidera os casos de depressão e ansiedade durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a matéria, uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) em onze países mostra o Brasil na liderança.

As restrições durante a pandemia e o isolamento social podem ser um dos principais fatores que estão prejudicando a saúde mental.

Conforme os dados, Brasil é o país que mais tem casos de ansiedade (63%) e depressão (59%).

A Irlanda aparece em segundo lugar com 61% das pessoas com ansiedade e 57% com depressão. Em seguida, os Estados Unidos, com 60% e 55%, respectivamente.

“Nós concluímos que a pandemia de Covid-19 tem se mostrado um evento traumático para muitas pessoas, levando aumento exponencial de sentimento de medo e estresse”, disse Ricardo Uvinha, professor de lazer e turismo da USP, à CNN.

“A pesquisa reforça que os brasileiros têm sofrido drasticamente o período de quarentena e lockdown, em especial pela privação de atividades de lazer fora do ambiente doméstico”, completou.

Confira a matéria na íntegra aqui.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo SAÚDE MENTAL: PESQUISA DA USP APONTA QUE BRASIL LIDERA O RANKING DOS CASOS DE DEPRESSÃO NA QUARENTENA

DECISÃO DE RELAXAR QUARENTENA NO NATAL É MANTIDA POR BORIS JOHNSON

 

Boris Johnson mantém decisão de relaxar restrições no Natal

Primeiro-ministro britânico disse que irá liberar circulação de pessoas para as festas entre os dias 23 e 27 deste mês, mesmo com aumento de casos

INTERNACIONAL

Da EFE

Primeiro-ministro falou que não deseja 'criminalizar' as pessoas

Jessica Taylor / Parlamento Britânico via EFE – EPA – 16.12.2020

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou nesta quarta-feira (16) que manterá os planos de relaxar as restrições impostas por causa da pandemia do novo coronavírus no Natal, apesar do aumento recente no número de casos de infecção e apelou para a responsabilidade pessoal da população.

“Não seria correto criminalizar as pessoas que fizeram planos e que, simplesmente, querem passar um tempo com seus entes queridos”, explicou o premiê, em entrevista coletiva concedida na sede do governo, em Downing Street.

O Executivo britânico já havia entrado em acordo com os três governos autônomos do Reino Unido, de Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, manter invariáveis as restrições legais previstas para o período entre 23 e 27 de dezembro.

‘Bolhas de Natal’

Durante esses dias, as pessoas poderão viajar por todo o país para participar uma “bolha de Natal”, ou seja, reunião que pode incluir indivíduos de até três casas diferentes.

No entanto, hoje, Johnson insistiu que se trata de limites máximos estabelecidos pela lei, mas que isso não pode ser tratado como um objetivo a ser alcançado pela população. Pelo contrário, o premiê recomendou que os contatos pessoais fossem minimizados o máximo possível durante o Natal.

“As leis vão ser as mesmas, mas queremos transmitir a mensagem de que um Natal menor vai ser um Natal mais seguro”, disse Johnson.

Ontem, a revista científica British Medical Journal alertou que suavizar as medidas de restrição poderia “custar muitas vidas”.

Segundo o último balanço oficial, o Reino Unido teve 137.876 casos de infecção nos últimos sete dias, o que representa aumento de 28,7% na comparação com o período anterior de sete dias.  

 

Continuar lendo DECISÃO DE RELAXAR QUARENTENA NO NATAL É MANTIDA POR BORIS JOHNSON

ARGENTINA, O SEGUNDO PAÍS MAIS AFETADO DA AMÉRICA LATINA DECRETA O FIM DA QUARENTENA

 

Após 8 meses, Argentina decreta fim da quarentena

País é o segundo mais afetado pela covid-19 na América Latina, atrás apenas do Brasil. Apenas duas cidades continuarão confinadas até dezembro

INTERNACIONAL

Do R7

Argentina decreta fim da quarentena Argentina decreta fim da quarentena
Uma das quarentenas mais longas do mundo, a Argentina anunciou que, depois de oito meses, o confinamento será encerrado. Apesar do fim do isolamento, o presidente Alberto Fernández pediu que a população continue se cuidando e respeitando as medidas de proteção contra o novo coronavírus. O país havia decretado quarentena no dia 20 de março.Apenas as cidades de Bariloche e Puerto Deseado, na Patagônia, seguirão confinadas até o dia 20 de dezembro. A capital, Buenos Aires, começou o processo de saída do confinamento no começo de novembro.A Argentina, que tem mais de 1 milhão de casos de covid-19 e é o segundo país da América Latina mais afetado pela pandemia, atrás apenas do Brasil, é o quarto em número de casos por milhão de habitantes. Apesar da alta taxa de transmissão, autoridades afirmaram que os casos caíram 30% na última semana.

A decisão pelo fim do confinamento também está ligada a queda na popularidade de Fernández, que foi eleito em 2019.

Nesta semana também, o país desrepeitou as medidas de proteção durante o velório de Diego Maradona, craque e ídolo do futebol argentino morto na quarta-feira (25). Mais de um milhão de pessoas compareceram à cerimônia, que não teve distanciamento social ou uso de máscaras.

 

Continuar lendo ARGENTINA, O SEGUNDO PAÍS MAIS AFETADO DA AMÉRICA LATINA DECRETA O FIM DA QUARENTENA

AUTOCONHECIMENTO: A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA É CAUSA OU CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA?

Há muito se fala dessa tão anunciada Transição Planetária. Sob o prisma estritamente astronômico e astrológico a transição planetária existe e está acontecendo. Lembra em 2012 quando você achou que o mundo não acabou? Pois bem, muitos acreditam que foi ali que ele (o mundo que conhecíamos) se foi e abriu caminho para um novo mundo e para um importante momento planetário. O “fim do mundo” dava conta de uma alegoria astrológica (mal interpretada) sobre transição de era. A cada 2160 anos, o sol nasce na frente da constelação de um signo. Durante esse período, o planeta passa a ser regido pelas características de tal signo (o que caracteriza a sua era). Agora é a vez de Aquário. Mas além desta “troca de era”, estamos atravessando o período de encerramento de um ciclo de eras (já rolaram eras de todos os signos), o que ocorre a cada 26 mil anos (!). A astrologia diz que não estamos vivendo apenas uma era de mudanças, e sim uma mudança de eras.  Estamos saindo da era de Peixes e “entrando” (em transição) para esta nova era de Aquário. As datas de início exato de cada era variam de acordo com diferentes linhas de pensamento, pois assim como a passagem do dia para a noite não acontece de uma hora para outra, existe uma transição, com sobreposição de luzes e sombras, entre as eras. É exatamente este momento que estamos vivendo.

Transição Planetária, o Despertar da Consciência!

Mão no universo com sistema solar ao fundo

Dizem que tudo isso que estamos vivendo faz parte do início da chamada Transição Planetária. Transição esta que consiste no despertar da consciência humana.

Sim, a quarentena, o isolamento não diz respeito a uma mera medida de preservação da espécie. É muito mais. É um momento para, de fato, pararmos e nos avaliarmos. O que estamos fazendo de nossas vidas?

Aquele ritmo acelerado, aquela correria do dia a dia era para nos levar para onde mesmo? Estamos caminhando por quê? Para “ter” mais e mais?

Mulher sentada de costas com mãos para o alto fazendo coração com mar e pôr-do-sol ao fundo

Foto de Peng Louis no Pexels

E o “ser” e o “sentir” ainda fazem parte da nossa vida? O emocionar-se ainda encontra espaço?

Mas, afinal, o que é este tal despertar da consciência? Consciência de quê? Respondo: de que somos muito mais do que matéria. Somos almas experimentando uma vida no corpo físico. Somos muito mais capazes do que imaginamos. Temos talentos, dons para serem descobertos e explorados. Temos sentimentos e emoções, que nos diferenciam das máquinas.

Somos seres especiais e complexos.

E quando chegamos ao final de nossas vidas aqui na Terra, não levamos nenhum bem material conosco! Mas, então, por que queremos acumular tanto? Para nossos herdeiros?

Ora, não parece ter muita lógica nesse raciocínio. Vamos partilhar ainda em vida; vamos ser compassivos com nossos irmãos.

Aliás, esta é outra grande tomada de consciência. Somos seres interdependentes, precisamos uns dos outros. Vamos ser mais compassivos com os mais vulneráveis neste momento.

A compaixão é um belo atributo do novo humano. E o que estamos vivenciando facilita ou deveria facilitar para nos tornarmos mais sensíveis com as dores do mundo.

É o momento de nos prepararmos para o novo normal! Nova vida, nova consciência, novo despertar, novo humano!

Desperte o seu Eu interior e se sintonize com suas emoções e seus valores mais elevados. E tenha certeza disto: você estará no caminho certo, acompanhando com êxito a Transição Planetária!

Úrsula Petrilli Dutra Christini
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA É CAUSA OU CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA?

COMPORTAMENTO: PESQUISA COM 2000 AMERICANOS REVELA QUE MAIORIA ADMITE TER SE TORNADO UMA PESSOA MELHOR ESTE ANO

Uma nova pesquisa com 2000 americanos analisou as mudanças positivas que virão neste momento desafiador – e as maneiras pelas quais os entrevistados estão redefinindo as prioridades do que valorizam. Dois terços deles acreditam que se tornaram pessoas melhores. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes e os números dessa pesquisa!

Dois terços dos americanos acreditam que se tornaram uma pessoa melhor este ano

Por Seven Shooter

Dois terços dos americanos disseram que a quarentena os tornou uma pessoa melhor, de acordo com uma nova pesquisa.

A pesquisa com 2.000 americanos com mais de 21 anos analisou as mudanças positivas que virão neste momento desafiador – e as maneiras pelas quais os entrevistados estão redefinindo as prioridades do que valorizam.

Os resultados revelaram que 55% dos entrevistados ficaram um pouco envergonhados com algumas das coisas que valorizavam antes da quarentena, e os muitos meses passados ​​em casa deram a 70% a chance de aprender mais sobre si mesmos.

Encomendada por Coravin e conduzida pela OnePoll, a pesquisa descobriu que a quarentena, compreensivelmente, mudou a visão dos americanos sobre a vida.

Alguns entrevistados ganharam tempo e flexibilidade para mergulhar em novos hobbies e descobrir novas paixões – a escassez de produtos de panificação no supermercado era uma prova disso. E, 35% disseram que querem continuar com esses hobbies quando a quarentena terminar.

Esta oportunidade de explorar interesses pessoais além do trabalho levou 27% dos entrevistados a indicar que esperam alcançar um melhor equilíbrio entre trabalho e vida após a quarentena.

Estar perto das pessoas de quem gostamos foi um tema importante para os entrevistados, pois 46% desejam passar mais tempo de qualidade com amigos e familiares e 38% planejam criar relacionamentos mais significativos com as pessoas ao seu redor.

PRINCIPAIS COISAS QUE AS PESSOAS JÁ NÃO ACEITAM:
Passar bons momentos pessoalmente com a família ou amigos 52,28%
Abraços 41,23%
Viajar para novos destinos 32,53%
Um passeio relaxante no parque 31,99%
Compras em uma loja 31,73%
Uma noite em um restaurante 31,39 %
Reuniões de família extensa 30,86%
Participando de eventos pessoalmente 28,92%
Parando para tomar um café a caminho do trabalho 25,90%
Conhecendo novas pessoas 25,70% Encontros
semanais de café com amigos 24,36
Happy hour pós-trabalho 23,69%
Conversando com colegas de trabalho durante o almoço 23,56%
Ter um fim de semana tranquilo em casa é fora do comum 22,96%
Uma tarde na praia 22,36%
Mandar meus filhos para a escola pela manhã 21,49%
Participar de eventos esportivos 21,22%
Vaguear por uma livraria 20,68%
Assistir aos eventos esportivos dos meus filhos 18,14%
Ir à academia 17,54%
Deixar meus filhos irem brincar 16,06%

COISAS QUE AS PESSOAS QUEREM FAZER APÓS O BLOQUEIO AUTO-REFLEXÃO:
Passe mais tempo de qualidade com amigos e família 45,60%
Trabalhe para criar relacionamentos mais significativos com seus entes queridos 37,70%
Continue novos hobbies que comecei durante a quarentena 34,80%
Participe de eventos presenciais após participar de seu virtual homólogos durante a quarentena 29,40%
Mover-se para estar mais perto de seus entes queridos 27,90%
Foco em alcançar um melhor equilíbrio trabalho / vida 26,60%
Mudar de carreira para ter um trabalho mais significativo 21,80%

Fonte: Good News Network

Continuar lendo COMPORTAMENTO: PESQUISA COM 2000 AMERICANOS REVELA QUE MAIORIA ADMITE TER SE TORNADO UMA PESSOA MELHOR ESTE ANO

ESTADO DE VITÓRIA NA AUSTRÁLIA IMPÕE MULTAS PESADAS À QUEM NÃO CUMPRIR REGRAS DA QUARENTENA

Estado australiano impõe multas pesadas para forçar isolamento

Foco principal de surto do novo coronavírus no país, estado de Vitória vai cobrar cerca de R$ 76 mil de quem não cumprir regras da quarentena

INTERNACIONAL

por 

Reuters – Internacional

 

Policiais fazem a ronda no centro de Melbourne, em toque de recolher noturnoPoliciais fazem a ronda no centro de Melbourne, em toque de recolher noturno

O estado de Vitória, segundo mais populoso da Austrália, anunciou nesta terça-feira (4) que quem não cumprir as ordens de isolamento por causa da covid-19 receberá pesadas multas, de até 20.000 dólares australianos (cerca de R$ 76 mil), e que mais militares serão alocados para enfrentar a disseminação do novo coronavírus.

A Austrália, que chegou a ser anunciada como líder global na contenção da covid-19, está desesperadamente tentando desacelerar a disseminação do vírus em Vitória para evitar uma segunda onda nacional de infecções.

No começo desta semana, o estado impôs um toque de recolher noturno, aumentou restrições a movimentações diárias das pessoas e ordenou que grandes partes da economia local fechassem as portas para desacelerar a disseminação do coronavírus.

No entanto, quase um terço dos infectados por covid-19 não estava se isolando em casa quando houve a checagem das autoridades, exigindo novas punições duras, afirmou o primeiro-ministro de Vitória, Daniel Andrews, nesta terça-feira.

‘Não há motivo algum para sair de casa’

Multas de quase 5.000 dólares australianos serão emitidas para quem violar as ordens para ficar em casa. Em caso de reincidência, a multa pode chegar a 20.000 dólares australianos.

“Não há literalmente motivo algum para você sair de sua casa e, se você sair de casa e não for encontrado nela, terá dificuldades para convencer a polícia de Vitória de que tinha um motivo legítimo”, disse Andrews a repórteres em Melbourne.

A única exceção será para tratamento médico urgente, disse Andrews, acrescentando que qualquer um sob ordens de autoisolamento não terá mais permissão para sair de casa para exercícios ao ar livre.

“Ar fresco na porta de casa. Ar fresco no seu jardim ou abrindo a janela”, disse.

500 militares desarmados reforçam vigilância

Andrews afirmou que mais 500 militares desarmados serão deslocados esta semana para Vitória para auxiliar a polícia a ter certeza que as ordens de autoisolamento estão sendo cumpridas.

O último deslocamento militar se juntará a aproximadamente 1.500 militares que já estão em Vitória rastreando contatos, testando e auxiliando a polícia em pontos de checagem. A Austrália deslocou quase 3 mil militares para ajudar em operações logísticas contra o vírus.

A Austrália registrou quase 19 mil casos de covid-19 e 232 mortes, muito menos do que muitas outras nações desenvolvidas, após fechar suas fronteiras internacionais bem cedo, impor restrições e distanciamento social e testes em massa.

Mas, à medida em que o país começou a reabrir, a transmissão comunitária cresceu significativamente em Vitória, que registrou três dígitos de novos casos durante semanas. Tem agora o grosso de infecções no país, com quase 12.000 casos relatados. Na terça-feira, Vitória registrou 439 novos casos de covid-19 nas 24 horas anteriores.

Andrews disse que 11 pessoas morreram por causa do vírus desde segunda-feira, levando o total de mortes a 136. O vírus espalhou-se pelos estabelecimentos de tratamento a idosos de Vitória, com muitas das mortes entre pessoas de idade avançada.

Surto começou com pessoas quebrando regras de isolamento

Autoridades estatais de Vitória disseram que a última onda de infecções de covid-19 foi causada por moradores se recusando a aderir a restrições aos seus movimentos.

“Há muitas pessoas que conscientemente violaram o toque de recolher – então, alguém que decidiu que estava entediado e saiu para dar uma volta de carro, alguém que decidiu que precisava comprar um carro às 20:00 da noite passada”, disse a ministra da Polícia de Vitória, Lis Neville, a repórteres, em Melbourne.

Preocupada que muitas pessoas sentem que não têm escolha a não ser continuar trabalhando após um diagnóstico de covid-19, a Austrália disse, na segunda-feira, que pagaria 1.500 dólares australianos para as pessoas ficarem em casa, se forem ordenadas a fazer isso e não tiverem licença médica disponível.

Muitas fronteiras internas entre Estados foram fechadas, o que até agora fez com que a nova onda de infecções se limitasse majoritariamente a Vitória, com o Estado vizinho de Nova Gales do Sul relatando o segundo maior número de casos.

Nova Gales do Sul registrou 12 novos casos na terça-feira, embora todos os casos possam ser rastreados a surtos conhecidos, alguns dos quais começando por pessoas infectadas que saíram de Vitórias.

Fonte: R7

Continuar lendo ESTADO DE VITÓRIA NA AUSTRÁLIA IMPÕE MULTAS PESADAS À QUEM NÃO CUMPRIR REGRAS DA QUARENTENA

EM ENTREVISTA A CNN RODRIGO MAIA NEGOU UMA POSSÍVEL QUARENTENA QUE IMPEÇA JUÍZES E PROCURADORES DE DISPUTAREM ELEIÇÕES

Maia nega ‘quarentena’ a Moro: ‘Lei não prejudica quem já entrou na política’

Da CNN

30 de julho de 2020 às 22:49

Em entrevista exclusiva à CNN, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), negou que uma possível “quarentena” que impeça juízes e procuradores de disputarem eleições em um período após deixarem os cargos vá afetar o ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

Na avaliação do deputado, uma lei nesse sentido não poderia afetar quem já fez o movimento de deixar o poder Judiciário para ingressar na vida pública. “Não pretendo votar nenhuma lei que prejudique uma pessoa que já largou o Judiciário e já tomou a decisão de participar do processo político”, afirma.

O tema surgiu com força nessa semana, depois de ser defendido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, para quem a quarentena impediria juízes e procuradores de utilizarem as carreiras com o objetivo de ganhar projeção politico-eleitoral.

No mesmo dia, Maia deu declaração à imprensa sinalizando que o tema era bem visto na Câmara e poderia ser votado ainda nesse ano, valendo já para as eleições de 2022. Isso provocou uma associação com a figura de Moro, que era juiz federal até o final de 2018 e vem sendo cogitado como um possível candidato a presidente ou vice-presidente da República no próximo pleito.

Apesar da ressalva quanto ao ex-ministro, que na magistratura ganhou notoriedade na Operação Lava Jato e passou para o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no início de 2019, o presidente da Câmara reafirmou que considera a quarentena importante. “Tem se usado sim o Estado como trampolim para projetos pessoais ou projetos eleitorais”, disse.

CPI da Lava Jato

Questionado a respeito da possibilidade de o Congresso Nacional abrir uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar a atuação da Operação Lava Jato, Rodrigo Maia defendeu a tese de que possíveis desvios de juízes e procuradores devem ser investigados pelos órgãos das próprias corporações.

“Os órgãos de controle do próprio poder Judiciário ou do Ministério Público precisam funcionar”, cobrou o deputado, para quem “a solução precisa ser dada dentro do Ministério Público e não na política”.

Maia disse estar com a impressão de que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) vai tomar uma decisão a respeito. É crescente a expectativa de que o CNMP possa vir a afastar do seu cargo o coordenador da Lava Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol.

A pressão contra a força-tarefa foi impulsionada pelas falas recentes do procurador-geral da República, Augusto Aras, para quem a Lava Jato é uma “caixa de segredos” e o MPF deve se afastar do que chamou de “lavajatismo”.

A principal queixa de Aras é que ele, como comandante da PGR, não tenha acesso ao detalhamento dos trabalhos e das informações em poder da operação. Maia concordou. “Me parece estranho que a figura do procurador-geral não tenha condições de coordenar, de controlar e de avaliar o trabalho dos procuradores”, disse à CNN.

Fonte: CNN
Continuar lendo EM ENTREVISTA A CNN RODRIGO MAIA NEGOU UMA POSSÍVEL QUARENTENA QUE IMPEÇA JUÍZES E PROCURADORES DE DISPUTAREM ELEIÇÕES

PSICOLOGIA: PRA VOCÊ O DOMINGO É DIA DE RELAXAMENTO OU DE ESTRESSE?

Como é visto o domingo pelas pessoas é o destaque do PODCAST de Sarita Cesana na nossa coluna PSICOLOGIA desta terça-feira. para algumas pessoas é dia de relaxamento, mas para outras é dia de estresse por causa da segunda-feira batendo a sua porta. Você é qual das duas pessoas? Ouça o Podcast e saiba como mudar esse paradigma!

Fonte:

Continuar lendo PSICOLOGIA: PRA VOCÊ O DOMINGO É DIA DE RELAXAMENTO OU DE ESTRESSE?

37 MIL SEGUEM TRABALHANDO DURANTE A QUARENTENA EM NATAL

Durante quarentena, pelo menos 37 mil seguem trabalhando em Natal e região metropolitana

Autor: PeopleImages

Acordar, tomar café e levantar para trabalhar. Usar a máscara, álcool em gel e começar a labuta diária. Varrer as ruas, dirigir ônibus ou carros, apagar incêndios, somar os produtos comprados pelo cliente, vender o álcool em gel, a máscara e outros remédios, atender pacientes, cozinhar a quentinha, fazer entregas, abastecer carros, construir prédios. São várias as profissões que não podem ter a rotina alterada em meio ao isolamento social por coronavírus. Só em Natal e Região Metropolitana, segundo levantamento feito pelo jornal TRIBUNA DO NORTE, pelo menos 37 mil potiguares não tiveram suas rotinas alteradas em meio a uma das maiores pandemias dos últimos tempos.

Entre profissões essenciais, podem ser listados os bombeiros, policiais, garis, atendentes de supermercados, frentistas, motoristas, vendedores, técnicos de telefonia e internet, profissionais de cozinha, entregadores, jornalistas, radialistas, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes de serviços gerais, entre outros. Mesmo com a quarentena, essas profissões não permitem uma mudança brusca de rotina.

Para continua lendo é só clicar aqui: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/durante-quarentena-37-mil-seguem-trabalhando-em-natal-e-regia-o-metropolitana/477875

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo 37 MIL SEGUEM TRABALHANDO DURANTE A QUARENTENA EM NATAL

PANDEMIA ENTRA EM SEGUNDA ONDA COM DISSEMINAÇÃO DO VÍRUS ALÉM DAS METRÓPOLES

Brasil entra em feriadão com isolamento em queda, mortes em alta e pressões contra a quarentena

Especialistas apontam que pandemia entra em segunda onda com focos de disseminação para além das metrópoles. Doria fala em prender quem infringir regras a partir de segunda

Movimento no Viaduto do Chá durante a quarentena, em São Paulo.Movimento no Viaduto do Chá durante a quarentena, em São Paulo.ROVENA ROSA / AGÊNCIA BRASIL

No momento em que enfrenta ainda a fase inicial da epidemia de coronavírus ―com 941 mortos e 17.857 infecções―, o Brasil se prepara para atravessar dois feriadões nos próximos dias em um contexto em que os brasileiros começam a relaxar o isolamento social e a aumentar a circulação nas ruas em todos os Estados do país. O afrouxamento individual se soma à escassez, até o momento, de medidas mais duras dos governantes para reduzir o fluxo de viagens. E começa a ser observado em um momento em que o país sequer entrou na fase mais aguda da crise, quando há transmissão descontrolada da doença, mas cujo sistema de saúde já sofre a pressão da pandemia.

Em meio a uma alta demanda reprimida de testagem, com longas filas de espera para a notificação dos casos positivos da Covid-19, o número brasileiros infectados conhecido ainda está distante do real. Especialistas explicam que estamos a cada dia observado um retrato de duas ou três semanas atrás e projetam que, estatisticamente, o país já pode ter rompido a marca de 86.000 casos. Apontam ainda que, se o país viveu uma primeira onda de disseminação da doença concentrada nas metrópoles, agora já enfrenta uma segunda onda com focos de disseminação no interior, que têm estrutura para tratamento de casos graves mais precária e muitas vezes dependem das cidades de referência, que já sofrem o aumento da demanda.

“É perigosíssimo a população começar a relaxar nesse momento. Estamos ainda no começo de ascensão da curva, num cenário de defasagem dos casos confirmados extremamente importante. Se as pessoas pensarem que já fizeram o sacrifício por três semanas e que agora podem relaxar, pode ser uma catástrofe”, afirma Domingos Alves, do Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. O pesquisador desenvolve um trabalho de monitoramento com cientistas de outros Estados e têm um portal para monitoramento da disseminação do vírus pelo país. Alves destaca que o caso de São Paulo, o primeiro hub de disseminação do coronavírus no Brasil, é emblemático para entender os riscos.

Desde que o Estado decretou oficialmente as medidas de isolamento social, inclusive com fechamento de comércio, o índice de isolamento da população chegou a 60%. Duas semanas depois, mais precisamente na última quarta-feira, caiu para uma média entre 49% e 50%. Isso significa que menos da metade da população paulista segue o distanciamento social e está distante dos 70% que os especialistas que assessoram o governador João Doria (PSDB) consideram necessário para frear a disseminação do coronavírus e dar tempo para que o sistema de saúde seja ampliado e tenha condições de receber os pacientes mais graves com a Covid-19.

Para conseguir chegar a essa meta ―que Alves considera até conservadora, já que defende o isolamento de 80% da população―, o Governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (9) um sistema de monitoramento inteligente. Basicamente é um acordo com quatro operadoras de celular para monitorar aglomerações e índices de isolamento da população durante a quarentena. No entanto, o governador preferiu não adotar medidas mais duras para evitar que as pessoas viagem nos feriados que se aproximam. À noite, em entrevista à TV Globo, Doria falou que cogita a aplicar multas e até pena de prisão caso o isolamento não alcance os índices esperados pelo Governo no fim de semana. “Vamos fazer o teste neste final de semana. Se não elevarmos esse nível, que hoje é de 50%, para mais de 60% e caminharmos para 70%, na próxima semana, não apenas o Governo do Estado, como também a prefeitura de São Paulo, tomarão medidas mais rígidas”, anunciou.

Duas primeiras semanas de junho

Mesmo que São Paulo não tenha atingido o índice que as autoridades de saúde considera necessário, o próprio Ministério da Saúde já reconheceu que o distanciamento social reduziu os índices de transmissão no Estado em um boletim publicado no último fim de semana. Dias depois, a pasta passou a divulgar gráficos de suas projeções sobre quando esperar um pico de infectados, mesmo com as medidas de distanciamento. Nos dois cenários ―com isolamento seletivo ou ampliado― se espera uma subida forte da demanda para as duas primeiras semanas de junho. Nesses casos, porém, os casos seriam mais distribuídos entre as semanas, o que daria fôlego ao sistema de saúde. Sem nenhuma medida de restrição, a curva de casos esperada seria muito mais íngrime e poderia chegar um pouco antes, ainda em maio.

Domingos Alves evita fazer projeções de quando esse pico deve acontecer ou mesmo quanto tempo ainda poderá durar a quarentena, mas pondera que relaxá-la agora pode trazer prejuízos ao combate à pandemia. O pesquisador diz que está preocupado com as recentes diretrizes do Governo Federal no sentido de relaxar a quarentena para cidades cuja ocupação de leitos hospitalares esteja inferior a 50%. Ele explica que é preciso olhar o panorama regional do sistema de saúde. “Esse relaxamento, dado que não conhecemos o cenário real pela defasagem dos testes, pode ser ponto inicial de crescimento grande e de perda de controle nos municípios”, explica. O Governo admite que há uma déficit de teste e que só 63.000 mil pessoas foram testadas para Covid-19, no país, com

O pesquisador diz que, ao monitorar os municípios paulistas, percebeu que já existem polos de infecção crescentes no interior do Estado, especialmente em cidades próximas às principais estradas paulistas. “Estamos na segunda onda, com crescimento já exponencial para vários municípios. No entorno de São Paulo, você vê claramente que os municípios que apresentaram casos ficam alinhados às principais estradas. E vários municípios tiveram polos a partir disso”, acrescenta. O pesquisador cita como exemplo cidades como Santos, Ribeirão Preto, Botucatu, São José do Rio Preto, Araçatuba, Campinas e São José dos Campos.

Focos de coronavírus no interior de São Paulo, pelo Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

Focos de coronavírus no interior de São Paulo, pelo Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.REPRODUÇÃO

“Esses municípios podem se tornar novas São Paulos, com o crescimento da epidemia”, afirma. É nesse contexto que o pesquisador chama atenção para a estrutura hospitalar dessas cidades, diferente da capital. No caso de Ribeirão Preto, é uma cidade de referência que historicamente recebe pacientes de municípios menores pela sua estrutura hospitalar. “Mas há municípios no entorno que eventualmente não terão essa estrutura. Ribeirão Preto recebe pacientes de várias cidades vizinhas e até do sul de Minas. Se essas cidades pequenas relaxarem a quarentena porque têm 50% dos leitos hospitalares livres, pode inflacionar rapidamente Ribeirão, que é onde tem UTI”, explica.

O caso de São Paulo é emblemático para explicar a importância do isolamento social, mas a mesma lógica pode se estender por outros Estados, que têm estruturas hospitalares até mais precárias. Na última semana, o Amazonas entrou no grupo de Estados brasileiros que estão na iminência de entrar para a fase de transmissão descontrolada da doença. A capital Manaus, que é referência para o atendimento hospitalar dos municípios do interior e das comunidades indígenas e ribeirinhas, já disse que atua no limite de sua capacidade de UTIs, onde são tratados os casos mais graves da Covid-19.

No Ceará, outro Estado que pode estar na transição para a espiral de casos de coronavírus, a situação também está difícil. O governador Camilo Santana já começou a solicitar leitos de unidades privadas e tem feito um apelo em suas redes sociais para que a população se abstenha de viajar no feriado. “O isolamento social é para evitar o colapso do sistema. Se em alguns lugares chegar a 100% da capacidade, a pessoa que adoecer e tiver comprometimento grande, vai recorrer a qual serviço? O que acontece sempre, em todos esses municípios menores, é transferi-los para as regionais, que já estão com suas capacidades comprometidas”, explica Domingos Alves.

O pesquisador evita projetar quanto tempo pode durar a quarentena, mas teme que, caso as medidas sejam relaxadas agora, o brasileiro precise considerar a possibilidade de chegar ao final do ano com medidas restritivas, já que os Governos poderão adotar ações até mais duras para conter a disseminação e dar tempo para que o sistema de saúde se recupere. “Tem gente que acha que o isolamento não está funcionando porque a epidemia continua subindo. E ela vai subir mais, só que numa velocidade menor. É como uma mãe que diz ao filho que não faça algo porque pode ser pior. Daí o filho diz: mas nem aconteceu. Não aconteceu porque você ficou em casa”, afirma.

Domingos Alves defende que, no mundo inteiro há evidências de que o isolamento funciona e que nenhum sistema de saúde está preparado para o coronavírus. Ele pondera que o distanciamento social é um momento sensível não só para os brasileiros, mas para a humanidade. Mas, enquanto não houver um retrato mais real e atual da situação, é difícil prever quando as regras de isolamento deverão ser relaxadas. “A população tem que entender que, se a gente tomar essas medidas restritivas para ontem, a gente consegue entrever para os próximos meses um dia que as autoridades vão falar que a gente pode relaxar. Se não fizermos isso ―ainda mais com o inverno chegando, e o retorno de outras viroses sazonais― em novembro ou dezembro podemos ainda ter que estar discutindo a mesma quarentena”, finaliza.

Fonte: EL PAÍS

Continuar lendo PANDEMIA ENTRA EM SEGUNDA ONDA COM DISSEMINAÇÃO DO VÍRUS ALÉM DAS METRÓPOLES

PSICOLOGIA: A COMUNICAÇÃO EM TEMPOS DE QUARENTENA

Nesta quarta-feira o destaque da nossa coluna PSICOLOGIA é um texto muito oportuno da psicóloga colaboradora deste blog Sarita Cesana sobre “A Comunicação em tempos de quarentena”, que vem a nos fazer refletir sobre uma mudança comportamental quando somos “obrigados” confinados com familiares 24 horas poe dia durante um tempo indeterminado. O mais nos afeta é justamente a comunicação. Nesse período vamos ter que reaprender a nos comunicar. Leia o texto completo a seguir, reflita e tire suas conclusões!

O que fazer durante a quarentena para organizadores de eventos: 7 ...

A comunicação em tempos de quarentena

Em tempos de quarentena, um novo desafio se apresenta: a convivência mais intensa, tanto consigo, quanto com as pessoas com o qual cada um está vivendo.

Nós convivemos, mas muitas vezes não nos comunicamos. Qual a última vez que você parou para SE ouvir? Ou para prestar atenção no que está acontecendo com você ou com as pessoas que estão ao seu redor? A nossa vida cotidiana, e corrida, não nos permite essas “paradas” reflexivas: entramos num piloto automático, entre demandas, compromissos e atividades, sem tempo (nem paciência, por vezes) para encontros mais profundos.

E agora, uma urgência maior, nos obriga a essa parada compulsória e, ainda por tempo indeterminado! E ficamos em casa, alguns na praia, outros no campo, mais próximos, ou mais distantes da natureza, tendo que dar conta dessa com-vivência tão inesperada.  E é então que conflitos, desgastes, situações de estresse vão tomando uma proporção nunca vista!

Por que, ainda, a comunicação é algo que nos incomoda? Por que não simplificamos, ao invés de complicar? Não parece tão fácil?

A essência da palavra “comunicação” se traduz em “tornar comum”. É através do ato de se comunicar que os seres humanos podem expressar sentimentos, pensamentos, opiniões, e assim obter respostas e se relacionar no meio em que vivem. É através deste canal, que somado aos gestos, sorrisos, olhares, expressões, cheiros, cores, melodias e até a respiração, que as interações trazem significados.

A maioria das pessoas passa a vida lutando, e entrando em conflito com a realidade, na ilusão de, assim, estar vivendo. Aprender a ser feliz e estar em paz, passa irremediavelmente por aprender a aceitar as coisas tal como são. Isso tudo passa, inevitavelmente, pela jornada da autodescoberta, do olhar para si e, com humildade, reconhecer nossas fragilidades.

 

Então, que tal aproveitar esse momento ímpar, e cuidar de aperfeiçoar sua comunicação intra e interpessoal? Em lugar de julgamentos, de tantas mensagens negativas e ameaçadoras, de confrontos e desencontros, proponho um resgate da sua criança interior, verdadeira, criativa, alegre e “leve”. Já que a distância se impõe, que venham mais sorrisos, desculpas, tolerância, acolhimento, que possamos, em tempos difíceis, aprender a conviver, trazendo uma comunicação amorosa e profunda.

Sarita Cesana

Psicóloga CRP 17/0979

Contato: (84) 98169-1884

@saritacesana

Continuar lendo PSICOLOGIA: A COMUNICAÇÃO EM TEMPOS DE QUARENTENA

PSICOLOGIA: SAÚDE MENTAL NA QUARENTENA

Nesta terça-feira na coluna PSICOLOGIA temos uma mini-palestra com o psicólogo Rossandro Klinjey e sua esposa Janine Lima sobre saúde mental na quarentena. Este vídeo faz parta do quadro #QuarentenaSemPirar que visa promover diariamente conteúdos de apoio para a gestão emocional e os cuidados com a saúde mental nessa fase de quarentena. Orientações e conselhos saudáveis para você superar esse período tão difícil.

Fonte:

Continuar lendo PSICOLOGIA: SAÚDE MENTAL NA QUARENTENA

INCUBADORA DO INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL DÁ CONSULTORIA GRÁTIS DURANTE QUARENTENA

Durante quarentena, incubadora do Parque Metrópole oferece consultoria grátis a pequenos negócios

02 abr 2020

Como forma de ajudar empreendedores a continuar e fortalecer seus negócios durante o período de quarentena, a Inova Metrópole, incubadora de empresas do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), está oferecendo consultoria on-line grátis para qualquer empresário ou profissional autônomo que queira otimizar seu negócio durante o isolamento social.

A ação, que teve início ontem, visa instruir os participantes quanto a uma série de temas institucionais, como finanças, marketing e psicologia organizacional. Para participar, o interessado deve se cadastrar por meio deste link e entrar em contato com a equipe para marcar as primeiras reuniões por videochamada.

“A ideia é oferecer apoio aos pequenos empresários e autônomos. Cada participante será auxiliado na criação de um plano de trabalho específico para esse período de crise do Coronavírus”, explica a gerente executiva da Inova, Iris Pimenta.

As consultorias são conduzidas por profissionais da própria incubadora, vinculada ao Parque Metrópole Digital. Os colaboradores – Michelle Almeida (psicóloga), Larissa Fernandes (publicitária) e Cleber Ferreira (contador) – são especialistas em cada área de atuação e, rotineiramente, já prestam serviços às empresas incubadas e pré-incubadas da Inova Metrópole, que hoje abriga 24 startups, vinculadas aos seus programas de pré-incubação e incubação.

Apesar de seu viés tecnológico, a incubadora está oferecendo as consultorias a empresas que atuam em qualquer ramo, “basta que ela preencha o formulário on-line e entre em contato”, explica Iris Pimenta. A ação durará todo o período de quarentena, se estendendo até o acompanhamento posterior dos resultados conquistados pelos participantes.

Inova Orienta

Além dessa, outra prestação de serviço gratuito que os profissionais da incubadora estão oferecendo durante a quarentena é o Inova Orienta.

A ação acontece de modo semelhante às consultorias, mas visa esclarecer, por meio do Instagram @parquemetropole, dúvidas pontuais sobre uma das três áreas abordadas pela iniciativa. Para participar, basta que o interessado envie diretamente uma pergunta por direct para o perfil do Parque Tecnológico.

Continuar lendo INCUBADORA DO INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL DÁ CONSULTORIA GRÁTIS DURANTE QUARENTENA

EDITORIAL: A CRISE DO CORONAVÍRUS DEU A HUMANIDADE A OPORTUNIDADE DE AMADURECER ATRAVÉS DA REFLEXÃO

EDITORIAL: A CRISE DO CORONAVÍRUS DEU A HUMANIDADE A OPORTUNIDADE DE AMADURECER ATRAVÉS DA REFLEXÃO
Wagner Braga no Bossa Nova Mall

Caro(a) leitor(a),

O nosso EDITORIAL desta sexta-feira não trata de política, mas de relacionamentos. No afã da pandemia do coronavírus a humanidade encontrou uma oportunidade única para dar um salto quântico evolutivo, aproveitando para refletir sem pressa  revendo os seus conceitos e valores, aguçando a espiritualidade, a humildade e a compaixão. Assista ao vídeo e deixe o seu comentário!

Fonte:

Continuar lendo EDITORIAL: A CRISE DO CORONAVÍRUS DEU A HUMANIDADE A OPORTUNIDADE DE AMADURECER ATRAVÉS DA REFLEXÃO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho