Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

TECNOLOGIA: O PRIMEIRO TRANSPLANTE PULMONAR COM DOADORES VIVOS DO MUNDO FOI REALIZADO NO JAPÃO

Temos o orgulho e o prazer de noticiar, aqui na coluna TECNOLOGIA do Blog do Saber o primeiro transplante de pulmão, em paciente Covid-19, com doadores vivos do mundo, realizado por médicos japoneses do Hospital Universitário de Kyoto, que foi realizado na última quarta-feira. Uma notícia como essa você não pode deixar de ler para saber como foi realizado!

Médicos japoneses realizam o primeiro transplante pulmonar de doador vivo do mundo em paciente COVID-19

Um paciente COVID-19 no Japão recebeu o primeiro transplante de pulmão do mundo de doadores vivos.

Recebendo um transplante de tecido pulmonar de seu filho e marido, a paciente foi submetida a uma operação de 11 horas no Hospital Universitário de Kyoto para receber seu transplante na última quarta-feira.

Antes (L) e depois (R) da operação. As áreas escuras mostram onde o tecido pulmonar foi transplantado. Hospital Universitário de Kyoto

A mulher operada contraiu o COVID-19 no final do ano passado. De acordo com o Hospital Universitário de Kyoto, ela passou meses em uma máquina de suporte de vida atuando como um pulmão artificial, porque o dela não funcionou mais. Espera-se que ela se recupere da operação da semana passada em alguns meses.

Como acontece em todo o mundo, as listas de espera para transplantes de pulmão de doadores de órgãos falecidos são muito longas no Japão.

O Dr. Hiroshi Date – que liderou a operação – disse em um comunicado que o sucesso deste transplante de doadores vivos pode fornecer otimismo entre outros que sofrem graves danos pulmonares causados ​​pelo vírus. “Acho que há muita esperança para este tratamento no sentido de que ele cria uma nova opção”, disse o cirurgião torácico ao Kyodo News.

ASSISTA a história da Nippon TV News 24 Japan sobre a operação abaixo.)

Imagem em destaque: Hospital Universitário de Kyoto

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: O PRIMEIRO TRANSPLANTE PULMONAR COM DOADORES VIVOS DO MUNDO FOI REALIZADO NO JAPÃO

SAÚDE: CÂNCER DE MAMA JÁ É O MAIS COMUM NO MUNDO SUPERANDO O DE PULMÃO

OMS: câncer de mama supera o de pulmão e já é o mais comum no mundo

Redação/Portal da Tropical

 Atualizado em:

Câncer de mama | Foto: Sociedade Brasileira de Mastologia

O número de novos casos de câncer de mama em 2020 representou 11,7% do total de todos os diagnósticos da doença no ano e superou o câncer de pulmão, que até então afetava o maior número de pessoas. No entanto, o câncer de pulmão continua a ser maior causa de mortes.

De acordo com a Agência Internacional para a Investigação do Câncer, da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2020 foram diagnosticados mais de 2,2 milhões casos de câncer de mama, 11,7% do total, sendo o que mais pessoas atinge no mundo.

A diferença para o câncer de pulmão – que era o mais diagnosticado – não é muita, segundo a agência.

Com 11,4% do total, o câncer de pulmão é o segundo mais encontrado, mas continua a ser aquele que mais pessoas mata. Em 2020 foi responsável pela morte de quase 1,8 milhão de pessoas, 18% do total de mortes por câncer. E se o da mama foi o mais diagnosticado em 2020, é apenas o quinto na lista dos que mais matam, depois do pulmão, colorretal, fígado e estômago.

Uma das razões para que o câncer de mama tenha se tornado de maior incidência pode estar relacionado, dizem os especialistas, a fatores sociais como o envelhecimento da população, a maternidade cada vez mais tardia ou outras situações como a obesidade, o sedentarismo, consumo de álcool ou dietas inadequadas. Essas informações foram dadas ao jornal El País pelo médico Álvaro Rodriguez-Lescure, presidente da Sociedade Espanhola de Oncologia.

De acordo com os dados da OMS, é possível verificar que o câncer de próstata foi, no ano passado, o terceiro mais diagnosticado.

A doença é, no entanto, a oitava em relação ao número de mortes. No ano passado perderam a vida com câncer de próstata 370 mil pessoas.

Fonte:  Portal da Tropical- notícias

Continuar lendo SAÚDE: CÂNCER DE MAMA JÁ É O MAIS COMUM NO MUNDO SUPERANDO O DE PULMÃO

SAÚDE: BOLSONARO SENTE FRAQUEZA E EXAMES ATESTAM INFECÇÃO NO PULMÃO

Bolsonaro tem infecção no pulmão, mas médicos não atestam relação com Covid

Presidente chegou a fazer piada dizendo que depois de 20 dias de quarenta em casa ‘pegou mofo no pulmão’.

Por UOL – Publicado em 31/07/2020 às 09:39

Após sentir fraqueza, Bolsonaro foi submetido a uma bateria de exames.

O presidente Jair Bolsonaro revelou na noite desta quinta-feira (30) que havia sentido uma fraqueza e estaria com uma infecção. Sem especificar que tipo de infecção tinha, ele chegou a fazer piada dizendo que depois de 20 dias de quarenta em casa “pegou mofo no pulmão”.

Na realidade, o presidente teve justamente uma infecção no pulmão. Segundo fontes ouvidas pela coluna, Bolsonaro foi ao Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, no dia anterior, como ele mesmo disse, após sentir uma “fraqueza”. Lá foi submetido a uma bateria de exames.

“Teve uma infecção leve no pulmão, mas nada que um antibiótico não possa curar”, afirmou uma fonte. O presidente segue acompanhado pela sua equipe médica e, de acordo com outro interlocutor, já estaria se sentindo bem melhor.

Justamente por isso o presidente decidiu manter a agenda desta sexta-feira na cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul. “Amanhã, barra pesada, porque a temperatura lá em Bagé tá zero grau”, disse ontem Bolsonaro, que tossiu algumas vezes durante a live.

Não é de hoje que o temperamento do presidente deixa a equipe médica e também a de segurança de mãos atadas em relação às decisões do presidente. Assim que anunciou que havia testado negativo para coronavírus, Bolsonaro decidiu passear de última hora de moto por Brasília.

“Ele inventou de fazer a revisão da moto. Alertamos os riscos, mas ele que decide”, disse um auxiliar. Sobre a agenda em Bagé, auxiliares disseram não saber sobre alguma restrição médica imposta pela equipe do presidente.

Relação com a Covid

De acordo com interlocutores, os médicos não conseguem afirmar com precisão se a infecção pulmonar de Bolsonaro está diretamente relacionada ao coronavírus. O pulmão é um dos órgãos mais atingidos pelo vírus.

“É uma infecção pequena. Ainda não é possível dizer que foi causada pela Covid”, disse um general que acompanha o estado de saúde do presidente. “Pode ser outra causa”, completou.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo SAÚDE: BOLSONARO SENTE FRAQUEZA E EXAMES ATESTAM INFECÇÃO NO PULMÃO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho