PRIMEIRO DIA DE DANIEL SILVEIRA NA PRISÃO É MARCADO POR CONFUSÃO, BRIGAS E REGALIAS

Confusões, improvisos e regalias marcam 1º dia de Daniel Silveira na prisão

Pedro Duran, da CNN, no Rio de Janeiro

Atualizado 17 de fevereiro de 2021 às 22:34

Deputado Daniel Silveira é preso no Rio de JaneiroDeputado Daniel Silveira foi preso na noite de terça-feiraFoto: BETINHO CASAS NOVAS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) vai passar a segunda madrugada na prisão em uma sala na área de alojamento dos policiais federais, na superintendência da PF no Rio de Janeiro. Ao longo dessa Quarta-Feira de Cinzas (17) ele recebeu a visita de deputados das bancadas estadual e federal do PSL, como a Major Fabiana, colega de Silveira na Câmara.

Deputados e advogados que quiseram visitar o parlamentar tiveram acesso à sala adaptada. Silveira não está algemado e pode comer o que é levado pela defesa. Por isso, durante a madrugada de quarta-feira, jantou pizza e, no almoço, comeu bife, batatas fritas, arroz e feijão.

O parlamentar está sem o telefone celular, mas a assessoria dele segue fazendo postagens em seu nome nas redes sociais.

Confusão no IML

Antes da chegada à Polícia Federal, Silveira discutiu com uma funcionária do IML que exigia que ele usasse máscara de proteção.

“Aqui dentro não tem dispensa, tem que usar a máscara”, disse a funcionária. “E se eu não quiser botar? Se a senhora falar mais uma vez eu não boto”, reagiu ele. As imagens o mostram colocando a máscara depois, mas deixando o nariz descoberto.

A defesa de Daniel Silveira alegou que ele tinha um problema de saúde que o dispensava de usar a máscara, amparado por um laudo médico, mas não quis dizer qual era a doença do parlamentar e também não apresentou o documento.

Briga na porta da PF

Depois de uma troca de provocações, um homem que carregava a placa da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em 2018, foi agredido por apoiadores de Daniel Silveira.

O homem, que vestia a camisa do Brasil, teve a placa de Marielle arrancada das mãos e atirada para longe por apoiadores do deputado.

Ele correu atrás da placa, mas foi empurrado e levou chutes no chão, além de uma gravata. Depois, outros manifestantes pró-Silveira entraram no meio e separaram a briga.

O homem que segurava a placa estava com um dos pés enfaixado e usou a muleta para tentar se defender. Mais tarde, a Polícia Militar chegou ao local.

Insultos a jornalistas

Repórteres e cinegrafistas que cobriam a movimentação de autoridades na Superintendência da Polícia Federal foram insultados por apoiadores do deputado, que gritaram palavras de ordem e xingaram parte dos profissionais durante e depois das entradas ao vivo.

Uma das repórteres precisou ser acompanhada até o carro de reportagem por agentes da PF sob gritos de “imunda” e “mentirosa”.

Audiência de custódia

Daniel Silveira passará por audiência de custódia por videoconferência às 14h30 desta quinta-feira (18). A condução será de Airton Vieira, juiz auxiliar do ministro Alexandre de Moraes. A tendência é que Silveira não precise se deslocar da sede da Polícia Federal e permaneça preso.

Nesse tipo de audiência, realizada em via de regra até 24 horas após a prisão em flagrante, o preso é questionado sobre eventuais torturas no ato da prisão e a atitude dos policiais que o conduziram. O juiz não entra no mérito da acusação em si, mas avalia a legalidade da prisão.

O advogado do deputado Daniel Silveira, André Rios, disse que ele confia que a Câmara autorize a saída dele da prisão e que o destino de Silveira pode abrir um precedente perigoso. “O deputado tá bem tranquilo quanto a sua postura, quanto aos seus posicionamentos”, afirmou.

“É uma prisão totalmente ilegal, no meu entender. É um capítulo nefasto da história do Brasil e do nosso ordenamento jurídico. Eu espero que, dentro de poucas horas, a Câmara dos Deputados reveja essa questão. Está criando um precedente perigoso no Brasil”, disse o advogado.

Continuar lendo PRIMEIRO DIA DE DANIEL SILVEIRA NA PRISÃO É MARCADO POR CONFUSÃO, BRIGAS E REGALIAS

PACIENTES TRANSPLANTADOS FAZEM PROTESTO DEVIDO A FALTA DE MEDICAMENTOS NO ESTADO

Por Julianne Barreto e Leonardo Erys, Inter TV Cabugi e G1 RN

 

Protesto aconteceu em frente à sede da Unicat, em Natal — Foto: CedidaProtesto aconteceu em frente à sede da Unicat, em Natal — Foto: Cedida

Os pacientes transplantados do Rio Grande do Norte têm sofrido com a falta de medicamentos nos últimos meses no estado. A reclamação deles é de que pelo menos desde novembro não há quantidade suficiente para atender a todos os que necessitam do remédio na rede pública.

Sem a normalização da situação, nesta sexta-feira (29), data em que estava prevista, mas foi adiada a chegada de um lote dos remédios, pacientes e familiares protestaram em frente à sede da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal.

O remédio em falta é o Tacrolimo, nas dosagens de 1mg e 5 mg, que é fundamental para o bom funcionamento do órgão transplantado nos pacientes. Caso ele não seja tomado, há a possibilidade de o corpo reagir negativamente, rejeitando o órgão, e serem necessárias sessões de hemodiálise.

“O medicamento é de suma importância para a gente não rejeitar o nosso rim, mas infelizmente nós temos a resposta da Unicat que só vai chegar daqui para próxima semana. Mas a gente não tem como esperar a próxima semana”, reclamou a aposentada Patrícia Grace, que faz uso da medicação.

“Muita gente não pegou desde o mês passado. Mais ou menos desde o final de novembro que vem faltando essa medicação. Então não temos como esperar porque nosso rim não espera. Ele pode chegar a rejeitar, por falta de medicação. E aí, vamos parar na máquina de hemodiálise novamente, por falta de medicação?”.

De acordo com a Unicat, a aquisição da medicamento é de responsabilidade do Ministério da Saúde. “No momento o órgão está com dificuldade na aquisição deste componente desde o ano passado não consegue atender as necessidades dos estados”, disse em nota.

A Unicat prevê o recebimento de um novo lote do Tacrolimo 1 mg do Ministério da Saúde no próximo dia 5 de fevereiro. O de 5 mg “está com previsão de envio para os estados para o final de fevereiro”, segundo a unidade. A quantidade não foi informada.

Atualmente, o Rio Grande do Norte tem 657 pacientes cadastrados para receber o Tacrolimo 1 mg e 40 para receber o Tacrolimo 5 mg. O lote recebido na última semana (de 4 mil comprimidos), segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), foi suficiente para atender 100 pacientes.

Pacientes se preocupam

Assim como a aposentada Patrícia Grace, outras mais de 600 famílias no estado dependem desses medicamentos. E alguns deles já veem as cartelas acabando, como é o caso de Fernando Luiz de Lima, que mora em Jucurutu, no interior do RN.

Através de uma rede de apoio entre os transplantados, ele conseguiu alguns comprimidos emprestados de outro paciente, que tinha alguns sobrando. Mas a preocupação já toma conta para os próximos dias.

“Eu só tenho cinco envelopes. Estava previsto chegar no dia 29, agora está previsto para o dia 5. E aí como é que fica a nossa situação? Querem fazer nós voltarmos para hemodiálise? Ou então morrer e diminuir os transplantados?”, reclama ele.

“Cadê a responsabilidade? O negócio é sério, não é brincadeira. Estão lutando com ser humano, não é com bicho”.

Mas nem sempre é possível conseguir uma caixa de medicamentos emprestada com alguns outro transplantado, que também necessita fazer uso do remédio. É o que lembra o personal trainer Victor Araújo, que também participou do protesto nesta sexta-feira (29), por conta da mãe, que é transplantada renal há sete anos.

“O recebimento desses medicamentos tem sido com bastante transtorno desde dezembro, porque o pessoal da Unicat não tem recebido a quantidade certinha dos medicamentos, inclusive quando recebem, eles repassam de forma muita rápida e nem todos recebem. Acaba ficando gente sem medicamento. E quem recebe já tem a quantidade certa para tomar e infelizmente não pode estar doando”, diz.

Além disso, a possibilidade de comprar é praticamente nula pra maioria dos pacientes, já que o custo é muito alto. Segundo eles, em média, o Tacrolimo custa R$ 1 mil por caixa.

Quem também reclama é o autônomo João Maria, transplantado há seis anos.

“Eu posso chamar de negligência. Nenhum deles (gestores) passou por um processo de hemodiálise, que só sabe quem passa. Eu fiz 13 anos de hemodiálise e estou transplantado há seis. A gente está cobrando não é à toa. É um direito nosso que está adquirido pela Constituição Federal. A gente quer resposta sobre isso urgente. Não tem Tacrolimo e para mandar fazer é caro”, citou.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo PACIENTES TRANSPLANTADOS FAZEM PROTESTO DEVIDO A FALTA DE MEDICAMENTOS NO ESTADO

APÓS ONDA DE REPRESSÃO E PROTESTOS, PRESIDENTE DO PERU TROCA CÚPULA DA POLÍCIA

Presidente do Peru troca cúpula da polícia após onda de repressão de protestos

Francisco Sagasti anuncia um sistema de proteção às vítimas de ação policial durantes os atos iniciados após queda do ex-mandatário Martín Vizcarra

JACQUELINE FOWKS

O presidente do Peru, Francisco Sagasti, durante cerimônia no dia 17 de novembro.O presidente do Peru, Francisco Sagasti, durante cerimônia no dia 17 de novembro.SERVICIO ILUSTRADO (AUTOM�TICO) / EUROPA PRESS

presidente interino do Peru, Francisco Sagasti, substituiu o comando da Polícia Nacional após a onda de repressão policial durante os recentes protestos pacíficos em Lima contra a classe política. Os confrontos entre as forças de segurança e os manifestantes deixaram 63 hospitalizados e dois jovens mortos. Um adolescente de 13 anos foi baleado por agentes no domingo à noite, antes do início do toque de recolher imposto pela pandemia da covid-19

A queda da cúpula policial ocorre depois que os familiares de Inti Sotelo e Bryan Pintado —as duas vítimas—, manifestantes feridos e voluntários que participaram em brigadas de primeiros socorros nos protestos denunciaram intimidação e vigilância por parte de policiais ao longo de vários dias.

As forças de segurança reprimiram os protestos —que começaram no dia 9 e continuaram até o dia 14— disparando munição real e de ar comprimido e fazendo uso indevido de gás lacrimogêneo apesar de os manifestantes, desarmados, não representarem um risco à segurança de outras pessoas.

Os protestos de dezenas de milhares de jovens no centro de Lima começaram em repúdio ao Governo interino de Manuel Merino, no cargo após o Parlamento destituir Martín Vizcarra, acusado de participar de esquema de propina de construtoras. A população e as principais organizações da sociedade civil consideraram que a derrubada de Vizcarra foi uma ruptura da independência de poderes, causada por grupos políticos vinculados à corrupção e com conflito de interesses. Nenhum Governo vizinho cumprimentou a chegada de Merino ao poder, com exceção do Paraguai —o Brasil saudou o anúncio do então interino de manter o cronograma eleitoral.

Jan Jarab, o chefe de uma missão ad hoc das Nações Unidas que na semana passada avaliou em Lima o impacto da crise política nos direitos humanos, expressou sua preocupação sobre a negativa da polícia de ter cometido violações aos direitos humanos durante sua ação contra os protestos e chamou a situação de “repressiva e preocupante”. Em uma entrevista ao EL PAÍS, disse que o uso excessivo do gás lacrimogêneo ia contra as normas internacionais sobre direitos humanos pois os jovens manifestantes não colocaram a vida de outras pessoas em perigo.

Continuar lendo APÓS ONDA DE REPRESSÃO E PROTESTOS, PRESIDENTE DO PERU TROCA CÚPULA DA POLÍCIA

POLÍTICA: PROTESTOS CONTRA GOVERNO DE BELARUS SÃO FINANCIADOS PELOS EUA, DIZ RÚSSIA

Rússia diz que EUA financiam protestos contra governo de Belarus

Chefe da inteligência russa afirma que norte-americanos enviaram cerca de US$ 20 milhões a ONGs antigoverno do país

INTERNACIONAL

Do R7

 

Eleições tiveram suspeita de fraude em Belarus

O chefe do Serviço de Inteligência Estrangeiro da Rússia (SVR, na sigla em russo), Sergey Narishkin, acusou nesta quarta-feira (16) os Estados Unidos de patrocinarem com dezenas de milhões de dólares os protestos contra o governo de Belarus.

“Embora no plano público Washington tente se manter nas sombras, após o início dos protestos de rua em massa, os americanos aumentaram várias vezes o financiamento das forças anti-governamentais de Belarus”, disse Narishkin, em comunicado divulgado por agências de notícias russas.

Narishkin estimou esse financiamento em “várias dezenas de milhões de dólares” e lembrou que “o Ocidente começou a preparar os protestos muito antes das eleições em Belarus”.

“Só entre 2019 e o início de 2020, eles enviaram cerca de US$ 20 milhões por meio de ONGs a organizações antigovernamentais”, disse ele.

Em sua opinião, os EUA tentaram organizar uma “nova revolução das cores” e um “golpe inconstitucional”, mas que seus objetivos nada têm em comum com os interesses de Belarus.

“De acordo com os dados do SVR, os Estados Unidos desempenham um papel fundamental nos eventos atuais em Belarus”, afirmou.

Narishkin assegurou que Washington patrocinou a líder da oposição que está exilada, Svetlana Tijanovskaya, e outros opositores que ele apresenta como “líderes populares” e futuros líderes de um “Belarus democrática”.

Com o apoio da União Europeia (UE), os EUA pedem que seja exercida uma pressão sobre Minsk para que obrigue o presidente Aleksandr Lukashenko, a abrir um diálogo com o Conselho de Coordenação da oposição para a transferência de poder.

Lukashenko, que durante a campanha eleitoral acusou o Kremlin de tentar desestabilizar a situação na ex-república soviética, em meados de agosto acusou os Estados Unidos de estarem à frente dos protestos antigovernamentais e os membros da UE de jogarem seu jogo.

Na última segunda-feira, Aleksandr Lukashenko recebeu, durante encontro em Sochi, o apoio do presidente da Rússia, Vladimir Putin, que lhe prometeu US$ 1,5 bilhão em empréstimos e o incentivou a reformar a Constituição para sair da atual crise.

Fonte: R7 

Continuar lendo POLÍTICA: PROTESTOS CONTRA GOVERNO DE BELARUS SÃO FINANCIADOS PELOS EUA, DIZ RÚSSIA

O AUTORITÁRIO LUKASHENKO DIZ QUE SÓ DEIXARÁ O PODER PELA LEI

 

Lukashenko garante que não deixará presidência de Belarus

Presidente afirma que foi eleito e que só ele pode defender o país. Protestos contra reeleição foram reprimidos violentamente e oposição foi presa

INTERNACIONAL

Da EFE

 

Lukashenko diz que não vai deixar o poder

O presidente de Belarus, Aleksandr Lukashenko, deixou voltou a afirmar nesta quinta-feira (10) que não abrirá mão do poder, pois ele, segundo declarou, não foi eleito para abandonar o cargo.

“Deixe-me dizer-lhe como homem, para ser muito claro. Meus críticos costumam dizer: ele (para Lukashenko) não quer deixar o poder. Não foi para isso que as pessoas me escolheram”, disse o mandatário, ao apresentar o novo procurador-geral, Andriy Shved, de acordo com a agência oficial BelTA.

“Não nos é dado o poder para pegá-lo, jogá-lo fora e entregá-lo”, disse Lukashenko, após um mês de intensos protestos da oposição e de cidadãos nas ruas do país exigindo sua renúncia.

O líder autoritário já afirmou esta semana em entrevista à imprensa russa que “só ele” podia agora defender Belarus.

“Farei isso com ou sem vocês. Isso é com vocês, mas vocês não vão me dobrar. Se quiserem ficar ao meu lado e salvar o país, façam, se não quiserem, não traiam”, afirmou o presidente aos promotores presentes na apresentação de Shved.

Lukashenko admitiu que “mais cedo ou mais tarde outros tomarão o poder, mas terá de ser pela lei e não por pressão nas ruas”, insistiu o presidente, no cargo há 26 anos.

Reeleição gerou protestos

O presidente de Belarus, que venceu as eleições presidenciais do mês passado com 80,1% dos votos, segundo a Comissão Eleitoral Central, resultado considerado fraudulento pela oposição e por grande parte da comunidade internacional, sugeriu também a necessidade de uma maior dureza da Procuradoria perante os protestos nas ruas.

As forças de segurança do regime de Lukashenko reprimiram duramente as manifestações pacíficas nas últimas semanas, com milhares de detenções, muitas vezes com uso de violência, e em meio a denúncias de maus-tratos e até tortura.

Além disso, a maioria dos líderes da oposição está exilada ou detida.

 

Continuar lendo O AUTORITÁRIO LUKASHENKO DIZ QUE SÓ DEIXARÁ O PODER PELA LEI

PROTESTOS FEMININOS PELA DEMOCRACIA GANHAM FORÇA EM BELARUS

Mobilizações de mulheres ganham força em Belarus e desconcertam Lukashenko

Enormes protestos femininos pela democracia podem significar um impulso à agenda sobre igualdade em um país onde o Estado defende um sistema patriarcal

MARÍA R. SAHUQUILLO

Minsk – 05 SEP 2020 – 20:56 BRT

Uma mulher segura uma foto em frente a um policial de uma pessoa torturada durante protesto em Minsk neste sábado.Uma mulher segura uma foto em frente a um policial de uma pessoa torturada durante protesto em Minsk neste sábado.TUT.BY / REUTERS

As mulheres estão na primeira linha dos protestos em Belarus. Milhares delas voltaram a marchar pelas ruas de Minsk e outras cidades neste sábado para exigir o fim da repressão e a saída de Aleksandr Lukashenko. Em um país profundamente patriarcal, onde seu líder autoritário não economiza comentários sexistas e não há leis específicas contra a violência machista, muitas mulheres se descobrem agora como sujeitos políticos e de direitos. E mesmo que a igualdade de gênero ainda não ocupe um lugar substancial na agenda, suas mobilizações constantes pela democracia plantam as bases de uma incipiente onda feminista.

O primeiro protesto de mulheres surgiu de maneira espontânea em um grupo de Telegram no começo das manifestações contra a suposta fraude eleitoral, quando a repressão policial tentava sufocar violentamente os protestos e milhares de presos, em sua maioria homens, mas também muitas mulheres, relataram humilhações e torturas sob custódia. O grupo atraiu a atenção de centenas de bots e trolls e precisou ser fechado. Rapidamente, a feminista Marina Mentusova e outras lançaram o Mulheres Bielorrussas, um canal de Telegram que hoje tem mais de 12.500 assinantes e que além de coordenar marchas canaliza notícias. “Queríamos colocar o foco na situação de Belarus, mas destacando a ideia de superar o medo, mudá-lo por esperança e pelo desejo de sair para lutar pelos próprios direitos”, comenta Mentusova, diretora de eventos de 27 anos.

As marchas feministas e seu poder desconcertaram completamente o Governo, afirma Marina Mentusova. Como também não esperava que a candidata presidencial Svetlana Tsikhanouskaya, unida a outras duas mulheres, liderasse e unificasse a oposição. Aleksandr Lukashenko as chamou de “coitadinhas” e afirmou que estavam sendo manipuladas. “Ele a deixou participar das eleições porque não achava que pudesse ganhar, sequer atrair a população; e isso mostra como está distante da realidade. No fundo, suas frases preconceituosas a todas as mulheres e especificamente a Svetlana nos ajudaram a nos unir”, diz. Ainda que Tsikhanouskaya sempre tenha se apresentado como uma mãe de família que não tinha ambições políticas e sim pretendia ser presidenta porque seu esposo, preso, não podia fazê-lo e afirmava que desejava “voltar a fritar bifes”. Hoje, a líder oposicionista, exilada na Lituânia, mudou um pouco seu discurso e já fala em igualdade de direitos.

“Marchamos pela paz em Belarus, o que está acontecendo nesse país é inadmissível e está em nossas mãos mudá-lo”, comenta Anna Pustovaya na marcha de Minsk. A professora de 53 anos participa dos protestos de mulheres desde o primeiro dia, quando se chamavam “rede de solidariedade” e “marchas solidárias” e centenas de mulheres vestidas de branco e com flores pediam o fim da violência. Agora, a marcha de mulheres se repete diariamente. No sábado reuniu por volta de 10.000, de acordo com a imprensa independente; 5.000, de acordo com a organização Vesna.

Participam mulheres de todos os perfis e bagagem. As que se identificam como feministas e as que não; as que, como Pustovaya, participam de seus primeiros protestos e as que estão acostumadas ao ativismo. Como a feminista Dasha Vitushka. “Esse é um protesto para exigir eleições justas, pela democracia, mas democracia também significa igualdade”, diz Vitushka, de 36 anos. No sábado, a ação de protesto tinha o lema “a marcha do mundo”, e foram exibidas bandeiras de outros países; também, e pela primeira vez, várias bandeiras arco-íris, pelos direitos das pessoas LGTBI+.

Lena Aharelysheva, pesquisadora em questões de gênero que analisou o desenvolvimento da campanha desde que Tsikhanouskaya se candidatou a presidenta, acha que o que está acontecendo em Belarus não é uma “revolução feminista”. “Segundo os estereótipos, as mulheres precisam fazer mais em situações críticas, e nesse caso o impulso para muitas foi sair por seus esposos, pais, irmãos, amigos presos, espancados, perseguidos; porque dentro desses estereótipos também está o que diz que as mulheres são frágeis contra quem não é visto com bons olhos o uso da força policial”, comenta. Ainda que também existam inúmeros casos documentados de brutalidade policial contra presas e as opositoras, ativistas e críticas sejam ameaçadas e assediadas constantemente, como denunciaram organizações de direitos civis como a Anistia Internacional.

“O que está acontecendo tem mais a ver com uma primeira onda feminista e com as marchas sufragistas do começo do século XX”, opina a pesquisadora. Nos protestos não há pedidos de gênero, ainda que esse empoderamento, irmandade entre as mulheres que está sendo experimentada e questionamento dos papéis de liderança possam ser o fôlego para colocar a igualdade na agenda, comenta Aharelysheva.

De fato, indica a especialista em igualdade bielorrussa, como as reclamações feministas não têm local de destaque e não se está planteando abertamente os papéis de gênero, os protestos femininos não recebem ataques substanciais da propaganda oficial. “Muitos comentaristas e observadores, homens em sua maioria, dentro e fora de Belarus, dão como exemplo essas manifestações e o papel das mulheres nelas somente porque defendem os homens, se erguem para protegê-los, evitam suas prisões. O consideram o feminismo ‘exemplar’, voltando a nos dizer como precisamos protestar e dando sua ‘aprovação’ porque não sentem seus privilégios em perigo”, acrescenta. Quando começarem a se destacar as ainda incipientes reclamações de igualdade, diz, provavelmente não irá lhes parecer tão exemplar. “Provavelmente dirão que não é o momento, que há outras questões ‘prioritárias’ antes”, frisa Aharelysheva.

Com um ideário conservador igual ao dos outros países do entorno, como a Rússia, a propaganda do regime identificou o feminismo como algo relacionado aos valores ocidentais que pode “colocar em perigo” o que considera a família tradicional e seu conceito de Estado. E ainda que cada vez mais mulheres jovens identifiquem-se como feministas, a palavra ainda possui um importante estigma. A igualdade de gênero não está na agenda do país europeu, onde há 34% de deputadas – um número maior do que na Alemanha e no Reino Unido –, mas que se encontra entre os piores do mundo em relação à participação da mulher no Governo, de acordo com o último relatório da ONU Mulheres, de 2019. Não foi adiante uma lei contra a violência doméstica – e sequer se discute uma lei contra a violência machista –; há dois anos, o líder autoritário Aleksandr Lukashenko frisou que não era necessário e a deixou de lado.

“Não posso falar das razões de todas as mulheres para protestar. Elas se mobilizaram e se uniram por seus direitos, mas o que virá depois deve ser decidido em novas eleições justas”, diz Marina Mentusova. E acrescenta: “Não sei se pode se chamar de marcha feminista e marcha de mulheres, mas o que está claro é que em Belarus a revolução tem rosto de mulher”.

Continuar lendo PROTESTOS FEMININOS PELA DEMOCRACIA GANHAM FORÇA EM BELARUS

EVO MORALES É DENUNCIADO EM HAIA PELA BOLÍVIA POR CRIME CONTRA HUMANIDADE

 

Bolívia denuncia Morales em Haia por crimes contra a humanidade

A denúncia responsabiliza o ex-presidente pelas mortes de 40 doentes por falta de oxigênio medicinal devido a bloqueios durante protestos

INTERNACIONAL

Da EFE

Ex-presidente Evo Morales está exilado na Argentina desde sua renúncia

REUTERS/Edgard Garrido

O Estado boliviano denunciou nesta sexta-feira (4) o ex-presidente Evo Morales ao Tribunal Penal Internacional, na cidade holandesa de Haia, por crimes contra a humanidade.

A denúncia responsabiliza Morales pelas mortes de ao menos 40 doentes por falta de oxigênio medicinal para internados pela covid-19, devido a bloqueios em estradas durante protestos ocorridos em agosto na Bolívia, contra o adiamento das eleições no país.

No documento apresentado ao tribunal, o Estado solicita uma investigação para determinar e sancionar os autores do que considera um crime contra a humanidade, que “provocou o sofrimento de populações afetadas e derivou a morte de ao menos quarenta pacientes por falta de atendimento médico”.

A Procuradoria afirmou em comunicado que “o foragido da justiça boliviana” Evo Morales é acusado de “atos desumanos”, culpando-o pelas consequências desses protestos durante 12 dias consecutivos no início de agosto contra o adiamento das eleições bolivianas de setembro para outubro.

“Este crime foi cometido através de cercas nas diferentes cidades do país e bloqueios de estradas”, que “impediram a passagem de alimentos, oxigênio medicinal, circulação de ambulâncias, médicos e paramédicos que eram essenciais para atender à emergência sanitária gerada pela pandemia do coronavírus”, acrescentou.

Também apresentada denúncia contra Juan Carlos Guarachi, secretário executivo da Central dos Trabalhadores Boliviana, como “principal colaborador”.

Outras denúncias

As mobilizações foram convocadas por organizações como este sindicato, que se recusou a permitir a passagem de pessoas e material médico, enquanto o governo interino do país considera que foram os protestos foram instigados por Morales, que está na Argentina, e já o denunciou ao Ministério Público boliviano por crimes como genocídio.

O procurador-geral da Bolívia, José María Cabrera, apresentou a denúncia em Haia, onde se encontrou com a procuradora-geral do Tribunal, Fatou Bensouda, de acordo com um comunicado.

“A impunidade não pode prevalecer. Os abusos de poder mais perversos que têm sido cometidos na Bolívia não podem ficar impunes”, escreveu a presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, no Twitter.

 

Continuar lendo EVO MORALES É DENUNCIADO EM HAIA PELA BOLÍVIA POR CRIME CONTRA HUMANIDADE

ELEITORES DE TRUMP QUE SAEM ARMADOS PARA ENFRENTAR PROTESTOS, ESTÃO CAUSANDO TEMOR QUE HAJA UMA GUERRA CIVIL

 

Temo por uma guerra civil’: os eleitores de Trump que saem armados para enfrentar protestos

Candidato à reeleição, republicano tenta virar desvantagem nas pesquisas acusando Joe Biden e os democratas de se aliarem a manifestantes que promoveriam caos nas cidades

INTERNACIONAL

por 

BBC NEWS BRASIL

Morador do Alabama, Robert Lee diz estar disposto a sair de casa armado pra defender a família e o bairro de saques e depredações

Aos 47 anos, o americano Robert Leeds é um homem com medo.

“Todo mundo teme que isso acabe em guerra civil. É o momento mais tenso da minha vida. Antigamente minha maior preocupação era se teríamos uma grande tempestade de neve”, afirmou ele à BBC News Brasil, pouco depois de mencionar cenas que viu pela TV de violência em Portland, Oregon, onde no último fim de semana manifestantes por justiça racial e apoiadores do presidente Donald Trump se enfrentaram nas ruas.

Enquanto os primeiros lançavam objetos e queimavam bandeiras da campanha à reeleição do republicano, os militantes pró-Trump atiravam na multidão com armas de paintball e spray de pimenta. No fim da noite de sábado, 29, Aaron Danielson, integrante de um movimento de extrema direita, acabou assassinado a tiros, em condições ainda não esclarecidas pela polícia.

O presidente americano passou a fazer das imagens um de seus mais fortes argumentos para vencer a disputa eleitoral, marcada para 3 de novembro.

Trump acusa o prefeito democrata de Portland de ser incapaz de conter o caos, propala que o partido de seu adversário Joe Biden quer desmontar as forças policiais e se coloca como o único capaz de manter a lei e a ordem no país.

Em suas declarações, rarearam temas impopulares como a pandemia de coronavírus – que já matou 180 mil pessoas no país – ou a recessão econômica – com desemprego na casa de dois dígitos.

Assim como aconteceu na convenção republicana na última semana, o presidente tem se dedicado a propagar uma sensação de que os Estados Unidos vivem uma espécie de estado de sítio. Uma impressão falsa e baseada em episódios esparsos e geograficamente localizados de violência nas manifestações, apontam os especialistas.

Não é o que sente o eleitor do republicano.

“Eu acho que está fora de controle por causa desses políticos (democratas) que estão tentando fazer um acordo, diante de tudo que está acontecendo agora, com os manifestantes ou os saqueadores ou como você quiser chamá-los. Não acho que tentar ser legal com eles e dar tudo que eles querem vai funcionar. Obviamente não funcionou, você só vê mais e mais (violência), estão indo para os subúrbios e, você sabe, está chegando ao ponto onde, sem a polícia, porque querem tirar recurso da polícia, as únicas pessoas que serão capazes de te proteger são outras pessoas em sua comunidade”, afirma Leeds, que admite que suas palavras ressoam as de Trump.

Em meados de junho, dia após a morte de George Floyd, quando o movimento Black Lives Matter já ocupava as ruas de mais de cem cidades americanas – de modo pacífico, na maior parte das vezes -, ele criou uma página no Facebook chamada “Cidadãos armados protegendo suas comunidades”.

Ali, passou a compartilhar táticas de defesa armada com outros americanos ao redor do país.

Vigilantismo

Branco, sem diploma universitário, marceneiro que faz bicos como motorista de aplicativo e morador do subúrbio em uma cidade de 25 mil habitantes do Alabama, Leeds é o típico eleitor de Trump.

É também um exemplo das reações aos rumos que a disputa política tem tomado. Dono de uma pistola e de um fuzil AR-10, ele afirma estar disposto a sair de casa armado pra defender sua família, sua casa e seu bairro de saques e depredações.

E diz que não iria sozinho: “Eu conseguiria arregimentar algumas centenas de vizinhos”, afirma o americano, que pretende votar em Trump mais uma vez e não vê no racismo um problema estrutural da sociedade americana.

Se Leeds até agora só ficou nos planos de reação, a 1,3 mil quilômetros ao norte dali, em Kenosha, Wisconsin, um advogado dono de um fuzil que teve ideia semelhante à de Leeds, de reunir homens armados para defender a cidade de um protesto Black Lives Matter, produziu um resultado trágico.

Kenosha vivia um repique dos protestos depois que um policial branco atirou sete vezes nas costas de Jacob Blake, negro e desarmado.

Nesse contexto, o post do advogado Kevin Mathewson obteve mais de três mil likes antes de ser retirado do ar pelo Facebook, mas efetivamente atraiu menos de 30 pessoas, conforme mostra a foto que ele mesmo postou em seu perfil em 25 de agosto. Uma das pessoas que se juntaram ao grupo era um adolescente de 17 anos.

Com um fuzil AR-15, ele atirou em ao menos três pessoas naquela noite, duas delas morreram. A BBC entrou em contato com Mathewson, mas ele não retornou os pedidos de entrevista da reportagem.

Mais armas do que pessoas

“É um fenômeno cada vez mais difundido que as pessoas em pequenas comunidades e cidades, como Kenosha, acabem contaminadas por este sentimento de ameaça racial. As cidades não estão conflagradas. Mesmo em Portland, onde tivemos essas questões, se você andar fora dos poucos locais do centro com manifestantes, você nem percebe que houve algum tipo de confronto ali”, afirma Tarso Ramos, diretor-executivo do think tank Political Research Associates, em referência aos quase 4 mil episódios de linchamentos de pessoas negras nos Estados Unidos entre 1882 e 1968, acusadas na comunidade de algum crime ou malfeito e sumariamente assassinadas.

“Mas há um comportamento de multidão, uma histeria coletiva que pode levar a uma tragédia séria. É uma reminiscência de certa forma das mobilizações de multidões pró-linchamentos de negros que vimos na história americana.”

O Political Research Associates têm feito um monitoramento da atuação de grupos armados de direita que ameacem ou coajam manifestantes por justiça racial.

Entre junho e julho desse ano, o grupo comprovou ao menos 187 situações de confronto parecidas com as vistas em Portland e Kenosha na última semana.

De acordo com Ramos, no entanto, o número de casos só aumenta e a própria organização tem tido dificuldade de dar conta do volume de ocorrências para checar e catalogar.

Segundo Alexander Ross, professor da Universidade Estadual de Portland que se dedica a analisar atividades da direita radical, entre os grupos armados nas ruas há desde organizações de extrema direita bem conhecidas e estabelecidas, como os paramilitares patrióticos Three Percenters ou o grupo de egressos das forças militares americanas Oath Keepers, passando por milícias recentemente criadas mas já permanentes, como o Defend East County, a cidadãos que possuem armas e se unem via redes sociais para uma ou algumas ações pontuais. Para ele, uma mistura explosiva que deve levar à escalada da violência.

“Se você está saindo com armas e não conhece as outras pessoas que estarão lá com você, e não há nenhum treinamento conjunto e uma organização real, então você é um amador e está apenas procurando problemas. Uma situação como essa tem todo o potencial para repetir o que houve em Kenosha ou ser ainda pior”, avalia Ross.

De acordo com a pesquisa Small Arms Survey de 2018, os Estados Unidos têm mais armas do que habitantes: são 120,5 armas de fogo para cada 100 residentes, a maior taxa do mundo.

É o dobro do segundo país com maior concentração de armas, o Iêmen, que vive uma guerra civil e tem 52,8 armas para cada 100 pessoas. Comprar armas nos Estados Unidos é relativamente simples e, diferentemente do Brasil, todos os 50 Estados permitem o porte de arma a praticamente qualquer pessoa, embora alguns obriguem o cidadão a fazer um registro e a manter a arma oculta.

Em 25 Estados, qualquer americano pode, por lei, andar pela rua com sua arma carregada e exposta ao público.

O medo que move e o efeito multidão

Na interpretação de Ross e Ramos, por trás das ações desses homens, há sentimentos históricos que glorificam a ação de xerifes e a noção de que não há outra opção de vida para o americano a não ser manter sua própria comunidade segura, como afirmou Leeds.

Exemplar dessa ideia é uma anedota que o ex-presidente Ronald Reagan contou durante a convenção republicana de 1964.

“Dois amigos meus estavam conversando com um refugiado cubano, um homem de negócios que fugiu do regime de Fidel Castro. No meio da conversa, um dos meus amigos olhou pro outro e disse: ‘nós (americanos) não sabemos como somos sortudos’. E o cubano parou e respondeu: ‘Vocês são sortudos? Eu que tive um lugar para onde escapar’.”

A mobilização desses sentimentos pelo partido republicano não é uma novidade. Quatro anos depois desse discurso de Reagan, Richard Nixon venceu as eleições de 1968 mobilizando a bandeira da lei e da ordem e da proteção dos subúrbios brancos contra manifestações eventualmente violentas que eclodiram no país após o assassinato do líder negro Martin Luther King em abril daquele ano.

O próprio Nixon definiu a estratégia: “As pessoas reagem a medo, não a amor. Ninguém aprende essas coisas em aula de catecismo, mas a verdade é essa”.

É esse o mecanismo que estaria em curso novamente agora, dessa vez pelas mãos de Trump.

“Existe um forte sentimento de insegurança que Trump está tentando mobilizar. E não apenas agora, na convenção, mas coisas que ele tem feito há anos e certamente nos meses desde o assassinato de Floyd (em maio)”, afirma Ramos.

Uma das primeiras reações de Trump aos protestos, ainda em maio, foi retomar uma frase usada pelo comandante da polícia em Miami nos anos 1960 e considerada racista e insufladora de violência. “Quando os saques começam, os tiroteios começam”, postou Trump.

Publicamente, Trump não tem condenado abertamente as ações violentas de grupos de direita. No Twitter, ele chamou seus apoiadores que participaram de atos violentos em Portland de “grandes patriotas”.

Na convenção republicana, convidou o casal Mark e Patricia McCloskey, que empunhou armas contra manifestantes pacíficos em St. Louis, no Missouri, para chamá-los “esquerdistas e extremistas”e afirmar que a América precisa de “lei e ordem”. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, Trump sugeriu que o adolescente em Kenosha pode ter agido em legítima defesa e não condenou sua ação.

“Foi uma situação interessante. Você viu a mesma filmagem que eu. E ele estava tentando fugir deles (manifestantes do Black Lives Matter). Eu acho que parece que ele caiu e então eles o atacaram com muita violência. E é algo que estamos analisando agora e que está sendo investigado. Mas acho que ele estava em apuros. Ele teria sido, provavelmente, teria sido morto, mas está sob investigação”, afirmou Trump.

Logo após o incidente, Tucker Carlson, comentarista de política da rede Fox News e um dos apoiadores de Trump afirmou:

“Ficamos chocados com o fato de jovens de 17 anos com rifles terem decidido que precisavam manter a ordem quando ninguém mais o faria?” Seu comentário era uma repreensão aos prefeitos das cidades, comumente democratas.

Na mesma linha, nesta terça-feira (01/08), Trump disse:

“Muitas pessoas estão olhando para o que está acontecendo nessas cidades governadas pelos democratas e estão enojadas. Elas veem o que está acontecendo e não podem acreditar que isso está acontecendo em nosso país. Eu também não posso acreditar”.

A declaração foi dada momentos antes de o presidente rumar para Kenosha, para visitar a área onde protestos ocorreram. Lá, ele parabenizou as forças policiais e não se encontrou com a família de Jacob Blake.

A visita aconteceu à revelia tanto do prefeito de Kenosha quanto do governador de Wisconsin, que expressaram publicamente o temor de que a presença de Trump alimentasse mais violência.

Paradoxalmente, enquanto se diz preocupado com a escalada de violência e de caos, Trump acredita ser o maior beneficiário eleitoral desses acontecimentos.

Na última quinta-feira, ao programa televisivo Fox and Friends, a então assessora de Trump, Kellyanne Conway, admitiu que o staff republicano vê vantagem nas agitações: “Quanto mais o caos, a anarquia, o vandalismo e a violência reinam, melhor é para a escolha muito clara de quem é o melhor em segurança pública, lei e ordem”, afirmou Kellyanne.

Do lado democrata, a aposta é que a estratégia do presidente possa ser um tiro no próprio pé. Ao defender apenas um lado na disputa, ele alienaria todo o resto da população que gostaria de ver o presidente tomar medidas mais moderadas, para pacificar o ambiente.

Nos últimos meses, as pesquisas mostraram que quase 90% dos americanos acreditava que as palavras de Trump tendiam a criar mais tensão do que a dissipá-la.

O plano de Biden é óbvio: responsabilizar Trump pela situação de desordem social. “Alguém acredita que haverá menos violência na América se Donald Trump for reeleito? Estamos enfrentando várias crises – crises que, sob Donald Trump, continuaram se multiplicando”, questionou Biden na segunda-feira.

Nos últimos sete dias, desde que o republicano colocou em marcha esse plano eleitoral, o agregado de pesquisas nacionais do site FiveThirtyEight mostra que a vantagem de Biden sobre ele caiu de 9,3 pontos percentuais para 7 pontos percentuais. Uma variação que pode se dever ou não à mudança de rota, dizem os especialistas.

Mas ao menos no eleitorado que lhe é mais fiel, o discurso de Trump já ganhou. Na segunda-feira, ele afirmou que poderia pacificar Portland, que já comparou à Venezuela, “em menos de uma hora”, assim como faria com outras cidades, mas acusou prefeitos democratas de recusarem a presença da Guarda Nacional e do Exército, que Trump tem tentado enviar às cidades.

Para Leeds, o país viverá situações como essa por pelo menos mais dois meses, até a eleição.

“Parece que os prefeitos odeiam tanto o Trump que talvez seja só por causa do ódio que eles não querem aceitar qualquer ajuda e resolver o problema nas cidades”, diz.

 

Continuar lendo ELEITORES DE TRUMP QUE SAEM ARMADOS PARA ENFRENTAR PROTESTOS, ESTÃO CAUSANDO TEMOR QUE HAJA UMA GUERRA CIVIL

GEOPOLÍTICA: A CENTRAL OBREIRA BOLIVIANA EXPLODE ESTRADAS E O MAS CAPITULA NA BOLÍVIA

Situação delicada e de muita tensão na Bolívia faz a Central Obreira Boliviana partir para as ruas e bloquear estradas dinamitando-as e destruindo-as, paralisando o transporte de cargas no país. Do jeito que a coisa caminha talvez o governo e o país entre em colapso antes mesmo das eleições marcadas para 11 de outubro. A seguir um artigo que explica essa relação COB X MAS e um vídeo que mostra a situação de calamidade das estradas explodidas!

Depois disso, o COB ainda existe?

Carlos Federico Valverde B 16/08/2020 03:00

OUÇA ESTA NOTA AQUI

Falar ou escrever sobre o COB atual se tornou um assunto desagradável. Huarachi ou Guarachi, (importa? Porque ele escreve nos dois sentidos) acredita que todos os cidadãos são imbecis e que ele é o único inteligente e, nessa lógica, muda radicalmente o seu discurso em menos de 24 horas: primeiro a “declarar-se traído” por todos e, a seguir, assumir o seu “triunfo” por tudo o que foi alcançado e acordado na Assembleia Plurinacional entre os partidos que a compõem.

O que é desagradável? É a mentira, é a desculpa, é autorreferencial, é aquela mania de acreditar que as pessoas não o conhecem e que, com exceções é claro, entregou a Central Obrera Boliviana ao regime de Morales sem nenhuma vergonha, recebendo em seu momento um hotel de cinco andares onde foi localizado um busto do doador, mais de uma dúzia de veículos; hotel no qual foram equipadas 18 camas duplas e bipolares, que, segundo o próprio Morales, foram feitas desta forma “a pedido dos colegas do COB; ou seja, o famoso hotel funcionaria como motel ou pousada temporária para que os hierarcas dos trabalhadores desfrutam de suas tentações de “amor”.

Mas, independentemente daquela anedota vergonhosa que mostra um dos motivos pelos quais a organização matriz dos trabalhadores caiu tanto, existe o fato de se negar o que já se sabe em todo o país, que não foi o COB quem gerou os bloqueios ou o mobilizações de dias passados, mas emprestou seu nome ao MAS para que este partido consiga articular sua enésima tentativa de desestabilizar tão frágil democracia com a ideia de gerar polarização, dando a sensação de não só serem os únicos em condições de governar ou , o que é pior, a chantagem política que mostra às pessoas que sem elas as coisas podem correr muito mal, porque “elas” são capazes de dar à sociedade muito mais daquilo que vimos na semana que terminou, durante muito tempo.

O COB emprestou seu nome ao MAS porque sabe que não tem nada a perder. Em todo caso, qualquer efeito moderadamente positivo (por menor que fosse) geraria algo a seu favor, mas não alcançou nada, como os do chamado ‘pacto de unidade’, as Bartolinas ou outras organizações que durante anos estiveram paralisadas e ligada ao MAS e de quem não se pode esperar nada de bom em um momento como este.

A cereja do bolo, como corolário da besteira cobista, parece ter sido um auto-ataque na sede da matriz operária, acusado por Huarachi (ou Guarachi) de tentativa de acabar com sua vida, quando se sabe que ele não estava em o lugar, levando à pergunta, quem eles poderiam ter matado se o lugar estivesse vazio? A coletiva de imprensa no dia seguinte à explosão do COB (sexta-feira) teria terminado com o homem escondido no porta-malas de um veículo para partir para um destino desconhecido, o que pinta exatamente o nível do quadro teatral do líder operário.
Em outro assunto, vamos lá ver o resultado do que aconteceu, porque, como tudo neste país se mede entre prováveis ​​vencedores e perdedores, vou experimentar a minha ideia:

O pacto de unidade COB-Bartolinas e o MAS foram categoricamente os perdedores nesta semana. Não há diferença entre eles porque todos fazem parte de um pacto de pelo menos 13 anos. Se assim for, dá a impressão de que alguém ganhou e muitos podem pensar que este “alguém” é o Governo-Juntos, facto que, a meu ver, não o é, pois, se o resultado dos bloqueios é semelhante 40 mortos por falta de oxigênio, estradas destruídas pela barbárie dos bloqueadores e, presumivelmente um aumento de casos Covid, temos que concluir que é difícil que tenha havido um vencedor. Pelo contrário, o país também perdeu, porque o Governo retirou ao Estado as suas responsabilidades fundamentais como a garantia da segurança pública, a manutenção dos serviços essenciais e a paz social.

O Estado não pode faltar tantos dias em situações como as do passado, isso é um facto, porque o uso racional da força e a assunção de responsabilidades legais devem fazer parte da conduta do encarregado de impor o Estado de Direito e garantir o paz social. Isso não aconteceu e é uma pena, embora haja quem festeje “que não aconteceu aos adultos”, porque alguém terá que se responsabilizar pelo falecido por falta de oxigênio! Essa não é uma questão menor, alguém precisa fazer porque a ideia de que, entre os mortos nas estradas e os mortos nos hospitais, ficamos com estes; essa é uma ideia perversa e não convincente.

Além disso, as últimas notícias relatam uma explosão em uma subestação de energia elétrica em Oruro, que pode ser considerada um ataque terrorista, além da resistência de um mínimo de anarquistas que tentarão continuar com seus trabalhos em estradas e rodovias. o que pode significar que no MAS há pessoas que estão tentando “marcar” que aquela festa definitivamente não estava nas ações violentas e criminosas fracassadas e inúteis da semana passada, quando você apenas tem que fazer uma revisão dos tweets do fugitivo Morales para verificar do que ele é acusado.

As eleições serão um bom termômetro para saber o quanto Morales está longe de retornar; podem marcar o início do aperfeiçoamento das coisas ou, ao contrário, a continuação e o aprofundamento da estupidez e da não-democracia. Lá ele não vai depender dele, porque isso vai ser definido nas urnas e acredito que Romero Ballivian, pelo menos nisso, não vai apadrinhar a fraude.

Entre tantas coisas, temos uma vantagem: depende dos cidadãos o que acontecer a partir de agora

Fonte: Elderber

Continuar lendo GEOPOLÍTICA: A CENTRAL OBREIRA BOLIVIANA EXPLODE ESTRADAS E O MAS CAPITULA NA BOLÍVIA

COMPROMISSOS DO PRESIDENTE: BOLSONARO TEM AGENDA ALTERADA NO RN DEVIDO SUPOSTOS PROTESTOS DE ESTUDANTES

Para evitar protestos, equipe de Bolsonaro altera agenda do presidente no RN

Serviço de inteligência do Palácio do Planalto identificou alguns possíveis incômodos a Bolsonaro, a equipe pretende montar uma agenda livre e distante de estudantes do IFRN

Redação
18/08/2020 | 10:02

Assessores do presidente Jair Bolsonaro chegaram nesta segunda-feira (17) a Mossoró (RN). A partir da cidade, a comitiva formada por cerca de 40 pessoas se espalhou na tentativa de despistar a população sobre a agenda que o presidente terá no Rio Grande do Norte na próxima sexta-feira (21) e para evitar possíveis protestos. As informações são do Blog da Thaisa Galvão.

Segundo o blog, de início, foi aventado que a agenda do presidente no Estado contaria com visitas à Praia de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, e aos municípios de Assu e Jucurutu, onde está sendo construída a barragem de Oiticica. Contudo, a passagem pela capital do Estado está descartada. Bolsonaro virá ao RN acompanhado dos ministros potiguares Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações).

O serviço de inteligência do Palácio do Planalto identificou alguns possíveis incômodos a Bolsonaro. Por causa disso, a equipe pretende montar uma agenda livre e distante de estudantes do IFRN, que estariam organizando o protesto para receber o presidente, em função da nomeação do reitor pro tempore, professor Josué Moreira.

Segundo apurou o blog, a passagem de Bolsonaro pelo Estado incluirá Mossoró, onde ele vai desembarcar, e Ipanguaçu.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo COMPROMISSOS DO PRESIDENTE: BOLSONARO TEM AGENDA ALTERADA NO RN DEVIDO SUPOSTOS PROTESTOS DE ESTUDANTES

RESULTADO DAS ELEIÇÕES EM BELARUS NÃO TEM O RECONHECIMENTO DA UNIÃO EUROPEIA

 

União Europeia não reconhece resultado de eleição em Belarus

Ministros das Relações Exteriores do bloco também pediram restrições contra país depois de uso excessivo de força para reprimir protestos

INTERNACIONAL

Ansa, com R7

Lukashenko foi reeleito em Belarus Lukashenko foi reeleito em Belarus

O alto representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, afirmou nesta sexta-feira (14) que o bloco “não aceita os resultados eleitorais em Belarus e começará a trabalhar na aplicação de sanções aos responsáveis pela violência e pela fraude”.

Além disso, os ministros das Relações Exteriores dos 27 países da UE chegaram a um acordo político para punir os responsáveis pela violência contra manifestantes e pela suposta fraude eleitoral na Belarus.

A decisão foi revelada por fontes diplomáticas em Bruxelas, as quais afirmam que a medida será adotada formalmente nas próximas semanas. As sanções foram debatidas durante reunião por videoconferência.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, defendeu a aplicação da punição tendo em vista o cenário no país depois das eleições presidenciais do último dia 9 de agosto.

“São necessárias mais sanções contra aqueles que violaram os valores democráticos ou violaram os direitos humanos na Belarus”, afirmou no Twitter.

Von der Leyen ainda disse estar “confiante de que a discussão de hoje pelos ministros das Relações Exteriores da UE demonstrará um forte apoio aos direitos humanos do povo de Belarus, das liberdades fundamentais e da democracia”.

Medidas restritivas

Nesta manhã, países como Polônia, República Tcheca, Estônia, Letônia, Lituânia e Dinamarca pediram que medidas restritivas fossem adotadas contra as autoridades responsáveis pela organização da votação e pela repressão das manifestantes, as quais já provocaram a prisão de centenas.

Além disso, a Alemanha, Áustria e a Suécia já haviam defendido as sanções econômicas, com o objetivo de congelar os ativos financeiros, e restrições de viagens para representantes do governo. Por sua vez, o chanceler da Belarus, Vladimir Makei, disse que seu governo está pronto para negociações “construtivas e objetivas” com países estrangeiros sobre sua polêmica eleição presidencial e distúrbios pós-votação”. A declaração foi dada durante conversa telefônica com seu homólogo suíço, Ignazio Cassis.

Em meio aos desdobramentos, a líder da oposição de Belarus, Svetlana Tikhanovskaya, convocou novos protestos e pediu a recontagem dos votos, aumentando ainda mais a pressão contra Alexander Lukashenko. O atual presidente enfrenta um dos maiores desafios de seu governo dentre seus 26 anos no poder.

 

Continuar lendo RESULTADO DAS ELEIÇÕES EM BELARUS NÃO TEM O RECONHECIMENTO DA UNIÃO EUROPEIA

POLÍTICA: CORREGEDOR QUE SE SOLIDARIZOU COM PMS EM EPISÓDIO DE PROTESTOS NO IFRN FOI EXONERADO PELA GOVERNADORA

Governadora exonera corregedor que foi solidário aos PMs no episódio do IFRN

Decisão foi publicada na edição desta sexta-feira (14) do Diário Oficial do Estado (DOE)

Por Redação – Publicado em 14/08/2020 às 09:38

Governadora Fátima Bezerra

A governadora Fátima Bezerra (PT) exonerou o coronel da Polícia Militar, Edmundo Clodoaldo da Silva Júnior, do cargo de corregedor auxiliar de disciplina da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do RN. A decisão foi publicada na edição desta sexta-feira (14) do Diário Oficial do Estado (DOE).

O coronel Silva Júnior utilizou suas redes sociais para se solidarizar com os PMs que estiveram presentes no episódio do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), em que os militares entraram em confronto com estudantes que faziam um protesto de cobrança à retomada do calendário acadêmico na instituição.

Em vídeo, Silva Júnior disse que os policiais “usaram a força progressiva, o armamento certo (spray de pimenta) e que foram desafiados e agiram de forma correta”.

No documento publicado nesta sexta (14), consta que a saída do coronel do cargo, que estava desde janeiro de 2020, foi a pedido.

A Governadora RESOLVE exonerar, a pedido, o Coronel PM Edmundo Clodoaldo do cargo de provimento em comissão de Corregedor Auxiliar de Disciplina da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar (CADPM-CBM) da Corregedoria Geral da Secretaria Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed)”.

Procurado pelo Agora RN, o corregedor-geral da Sesed, advogado Bruno Saldanha, limitou-se a agradecer pelo trabalho desenvolvido pelo auxiliar. “Não temos nada a declarar sobre o assunto. Agrademos ao coronel Silva Junior o trabalho desempenhado junto a este órgão no período que aqui esteve e sorte ao tenente-coronel Ilo que assume a nobre missão”.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo POLÍTICA: CORREGEDOR QUE SE SOLIDARIZOU COM PMS EM EPISÓDIO DE PROTESTOS NO IFRN FOI EXONERADO PELA GOVERNADORA

PREMIÊ LIBANÊS PROPÕE ANTECIPAR AS ELEIÇÕES MESMO EM MEIO A CRISE E PROTESTOS

 

Em meio a crise e protestos, premiê libanês propõe antecipar eleições

Hassan Diab disse que a saída para a atual crise política e econômica no país, enquanto ruas de Beirute estão tomadas por manifestantes

INTERNACIONAL

Da EFE, com R7

Manifestante com bandeira do Líbano em meio a nuvem de gás lacrimogêneoManifestante com bandeira do Líbano em meio a nuvem de gás lacrimogêneo

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, disse neste sábado (8) que a saída para a atual crise política e econômica no país deve ocorrer por meio da antecipação das eleições. A declaração surge enquanto as ruas de Beirute estão tomadas por milhares de manifestantes, com dois ministérios ocupados por grupos, aparentemente liderados por militares da reserva.

Na última terça-feira, a capital do Líbano, Beirute, foi palco de uma grande explosão em um armazém no porto que causou a morte de 158 pessoas e deixou cerca de 5 mil feridas, além de graves danos materiais.

No local do incidente estavam armazenadas de forma irregular 2.750 toneladas de nitrato de amônio, o que gerou a indignação da população, e um protesto contra o governo e outras autoridades foi convocado para este sábado em frente ao Parlamento do país. Logo no início da manifestação, houve confronto entre os participantes e policiais.

“Convido as partes a chegarem a um acordo sobre o próximo passo (…) Proporei na segunda-feira (a reunião do) no governo a convocação de eleições antecipadas”, disse Diab em discurso transmitido pela televisão.

Fonte: R7

Continuar lendo PREMIÊ LIBANÊS PROPÕE ANTECIPAR AS ELEIÇÕES MESMO EM MEIO A CRISE E PROTESTOS

EX- PRESIDENTE EVO MORALES É PROCESSADO POR INCENTIVAR PROTESTOS NA BOLÍVIA

Exilado, Evo é processado por protestos desta semana na Bolívia

Além do ex-presidente, o executivo da Central Obreira Boliviana e uma deputada do MAS são acusados de incentivar as manifestações de ontem

INTERNACIONAL

Mariana Ghirello, do R7

Ex-presidente Evo Morales será processado por "incentivar" protestos na BolíviaEx-presidente Evo Morales será processado por “incentivar” protestos na Bolívia

O governo da Bolívia decidiu abrir um processo penal contra o ex-presidente Evo Morales, que se encontra exilado na Argentina desde que renunciou ao cargo durante uma crise institucional e um levante das forças armadas em outubro de 2019 por incentivar os protestos registrados nesta terça-feira (28) no país.

O executivo da COB (Central Obrera Boliviana), Juan Carlos Huarachi, e a chefe da bancada do MAS na Câmara dos Deputados, Bety Yañíquez, também foram incluídos entre os acusados de instigar criminosamente os protestos.

O anuncio foi feito nesta quarta-feira (29) pelo ministro da Presidência, Yerko Núñez, com o argumento de que as manifestações são um “delito contra a saúde pública, instigação pública a delinquir, apologia do delito, associação crimininosa e destruição dos bens do estado”.

Yerko Núñez condenou as manifestações em meio à pandemia do coronavírus que o país enfrenta, e que gerou grande aglomeração de pessoas. O tema principal dos protestos foi o descontentamento com o adiamento das eleições, para o dia 18 de outubro.

Na ocasião do anúncio, o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Salvador Romero, disse que não existem condições sanitárias para o pleito. Contudo, os manifestantes alegam que o adiamento é uma maneira do governo interino se manter no poder.

Segundo o ministro da presidência, a Bolívia “atravessa uma escalada de violência armada, preparada e financiada por Evo Morales”. Ainda de acordo com com Núñez, a prova dos crimes é o twitt do ex-presidente parabenizando as manifestações.

O ministro afirmou também que a decisão de adiar as eleições pelo TSE deve ser respeitada, e que o partido MAS, do ex-presidente Evo Morales, “está em tempo de deixar de cometer essas atitudes erroneas”. Por fim, Núñez destacou que o governo está preocupado em combater a pandemia e retomar a economia.

Greve geral

Mais cedo, a COB (Central Obreira Boliviana) publicou uma carta na qual convoca uma greve geral a partir das 00h do dia 3 de agosto. No documento, a central critica a atuação do governo interino durante a pandemia “gerando malestar e abandono do povo”.

Fonte: R7

Continuar lendo EX- PRESIDENTE EVO MORALES É PROCESSADO POR INCENTIVAR PROTESTOS NA BOLÍVIA

SINTRO ANUNCIA ‘TRÉGUA’ NA GREVE PARA TENTAR NEGOCIAÇÃO

Sintro suspende greve de ônibus em Natal para tentar negociação

Em live nas redes sociais, representantes do sindicato indicaram que darão uma ‘trégua’ na greve de ônibus para buscar negociação

Por Redação – Publicado em 25/06/2020 às 19:03

Live foi na tarde desta quinta-feira (25)

O Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro) afirmou, na noite desta quinta-feira (25) uma paralisação da greve de ônibus para tentar uma negociação com o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Natal (Seturn) e com a prefeitura de capital potiguar.”Não acabamos a greve, vamos dar uma trégua para tentar negociação. Caso não haja conversa, a greve continua. Amanhã [sexta-feira] a frota que sai é a da pandemia”, disse Rubens Pereira, representante do Sintro.

Durante a pandemia do novo coronavírus, foi determinado que 43,27% (254 veículos) da frota seja mantida em circulação — o que não foi cumprido em algumas situações nos últimos dias.

Nesta quinta (25), por exemplo, o Seturn afirmou que o sistema de transporte público na capital potiguar estava com apenas 22% da frota em circulação, ou seja, 128 ônibus.

Queda de braço

Desde que começou, na última segunda-feira (22), a greve dos rodoviários tem provocado uma queda de braço entre o Sintro e a Prefeitura do Natal, que pediu a ilegalidade da paralisação nesta quarta-feira (24). A Prefeitura alega que o Sintro não cumpre a determinação de manter o patamar mínimo (de 43,27%) da frota em funcionamento.

Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 300 mil, com responsabilidade do Sintro e do Seturn. A ação foi motivada pelas denúncias de que os ônibus estariam sendo impedidos de deixar as garagens. O Sintro negou a acusação. O Sindicato estaria em frente às garagens para incentivar a adesão à greve, mas sem impedir os transportes de deixarem os terminais, segundo informações próprias.

Na terça-feira (23), a juíza Lilian Matos Pessoa da Cunha Lima expediu uma liminar, onde determina que representantes do Sindicato dos Transportes Rodoviários do Estado “se abstenham de impedir a circulação” de uma das empresas de transporte público da capital.

Medidas

As medidas para tentar diminuir os transtornos da greve vão desde a definição de subsídios para as empresas de ônibus a autorização para que permissionários do transporte opcional da capital possam operar. Na segunda, quando a greve foi deflagrada, a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), autorizou veículos do transporte opcional a realizarem o mesmo itinerário das linhas de ônibus.

Na terça, o Governo do Estado anunciou uma redução de 50% sob a base de cálculo do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) do diesel e biodiesel adquiridos por empresas de transporte coletivo urbano, intermunicipal e alternativo no estado.

Ainda na terça, a Prefeitura de Natal juntou-se ao ao Governo Estadual para selar um acordo de redução dos tributos incidentes sobre o transporte público na cidade. Além dos 50% de taxação de ICMS sobre os combustíveis, anunciado anteriormente pelo Governo, a Prefeitura optou por reduzir em 50% a cobrança sobre ISS

Fonte: Agora RN.

Continuar lendo SINTRO ANUNCIA ‘TRÉGUA’ NA GREVE PARA TENTAR NEGOCIAÇÃO

MOTORISTAS DE ÔNIBUS ENTRARÃO EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO A PARTIR DESTA QUINTA-FEIRA

Sintro anuncia greve dos motoristas de ônibus a partir desta quinta por tempo inderteminado

 ECONOMIA

O Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro-RN) afirmou que motoristas de ônibus farão greve por tempo indeterminado, a partir desta quinta-feira (18).

A motivação para a greve é a falta de pagamento do vale alimentação e plano de saúde dos profissionais que trabalham no transporte público em Natal.

A direção do sindicato, por determinação da assembleia geral da categoria, reafirmou que o dissídio coletivo ainda não foi julgado. Em nota, indicou que “na certeza de um resultado justo para nossa categoria e para combater esse abuso da patronal, a nossa única arma em nossa defesa é a greve”.

O Sintro-RN tem exigido o cumprimento de garantias da data-base para a categoria e o fim das demissões de trabalhadores no setor. Os protestos da categoria começaram em maio. As solicitações são os cumprimentos das garantias da data-base, além da restauração dos planos de saúde e vale-alimentação.

Fonte:  Blog do BG

Continuar lendo MOTORISTAS DE ÔNIBUS ENTRARÃO EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO A PARTIR DESTA QUINTA-FEIRA

OPINIÃO: O QUE HÁ POR TRÁS DOS PROTESTOS ANTI-RACISTAS QUE SE ESPALHAM PELO MUNDO

Há muito mais por trás dos protestos anti-racistas que se espalham pelo mundo do que a sua vã filosofia possa imaginar e é algo que não dá para explicar apenas nessa postagem, mas dá para que você desperte, tenha noção e possa pesquisar mais sobre o assunto. Junte as três coisas: protestos, censura e perseguição à direita e entenda o que está acontecendo. Por isso lhe convido a ler o artigo completo a seguir, refletir e tirar suas conclusões!

O que há em comum entre os protestos, a censura e a perseguição à direita?

Redação

Publicado em 

Por   

 

Imagem: Reprodução

O que há em comum entre os protestos, a censura e a perseguição à direita?

Eventualmente, faz-se necessária uma visita aos fóruns de pensamentos progressistas a fim de estar a par da disseminação das atuais ideias revolucionárias. Um exemplo é o Global Transition Initiative (GTI). Paul Raskin, um dos principais responsáveis pela criação do GTI em 1995, é conhecido como pai de uma teoria chamada “eco-comunalismo”, espécie de comunismo libertário (pesquisem sobre essa palavra), e criador do certificado Global Reporting Initiative (GRI). Trata-se de uma organização filiada à ONU, cujo objetivo é monitorar os índices de sustentabilidade das corporações; em outras palavras, é um mecanismo pelo qual se mede o nível de adoção da agenda globalista por parte de uma empresa. Curiosamente, Paul é membro do Clube de Roma, também frequentado por Fernando Henrique Cardoso.

No editorial de 2020 do GTI, publicado em janeiro, uma das articulistas clama pela reorganização da esquerda mundial sob a égide de um comitê global. Sua ideia é a criação de um “partido mundial”, organizado verticalmente nos moldes das Internacionais Comunistas anteriores, todavia, com o envolvimento de novos grupos progressistas (como, por exemplo, o grupo feminista, LGBTQI+ etc.). Essa nova formação envolveria todos os partidos progressistas do globo. Na ocasião, isto é, em janeiro de 2020, o intuito da autora era clamar por uma espécie de Primavera Árabe, entretanto, agora com o objetivo muito claro de que o movimento tenha proporções mundiais; ou seja, desestabilização para uma nova proposta de “estabilização”. Tal documento encerra com a notícia de que uma “nova esquerda global” ressurge nos jovens.

O mês no qual o editorial foi publicado passou, o ano seguiu, e em março, o mundo foi posto em estado de alerta, a crise econômica bateu em nossas portas e entrou em nossos lares, mas foi apenas no dia 25 de maio que o mundo começou a acompanhar o que seria uma onda de protestos violentos nos EUA, e que rapidamente vem se espalhando para o Brasil, Inglaterra, França, Austrália, etc. Não obstante o tema do protesto varie de acordo com o local, o plano de desestabilização global está em curso, como se existisse um cardápio de opções direcionado para a desordem.

No Brasil, de um lado, temos lutado verdadeiramente contra as investidas do controle da liberdade de expressão e do direito de ir e vir e contra a perseguição aos veículos de comunicação de conteúdos conservadores (desde a limitação do alcance das postagens em redes sociais e seu engajamento até a interrupção das receitas através de denúncias e bloqueio de apoio financeiro); enquanto isso, do outro lado, observamos a grande mídia divulgando protestos violentos intitulados “democráticos”. Além disso, temos visto nos últimos dias artistas e “jovens” influenciadores iniciarem uma cruzada contra os produtores de conteúdos e professores de direita.

Quando analisamos o que há em comum entre todos os últimos acontecimentos, podemos chegar à conclusão de que a intenção da censura transpassa o controle da liberdade de expressão e revela-se determinante no impedimento do combate à doutrinação ideológica. Resumindo: a guerra, hoje, não é mais por controle de territórios, mas sim por controle das mentes (especialmente daquelas cujo primeiro voto será nas próximas eleições) – estamos numa verdadeira cruzada aberta pela mente e a educação do jovem.

Continuar lendo OPINIÃO: O QUE HÁ POR TRÁS DOS PROTESTOS ANTI-RACISTAS QUE SE ESPALHAM PELO MUNDO

APÓS ASSEMBLÉIA CONDUTORES DE AMBULÂNCIA DO RN OPTAM POR PARALIZAÇÃO NESTA SEXTA-FEIRA (5)

Motoristas de ambulância do RN indicam paralisação de atividades na sexta (5)

Após assembleia, condutores do ambulância optaram pela greve, sob a alegação de não ter mais condições de trabalho durante a pandemia

Por Redação – Publicado em 03/06/2020 às 07:37

Estado possui cerca de 6 mil condutores

O Sindicato dos Condutores de Ambulância do Rio Grande do Norte (Sinconam) decidiram em assembleia que irão paralisar suas atividades nesta sexta-feira (5). Falta de comunicação com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), junto com problemas estruturais e de segurança para a saúde dos profissionais, são alguns dos fatores alegados pela categoria como motivos da greve. De acordo com o Sinconam, o estado possui 6 mil motoristas de ambulância e todos estão “expostos” ao coronavírus, devido as condições disponibilizada para o trabalho.

Entre as reivindicações da categoria, uma reunião com a governadora Fátima Bezerra (PT) é exigida, pois conforme divulgado em nota, o sindicato não consegue contato com o secretário de Saúde Pública do Estado, Cipriano Maia.

Outras exigências são: testagem dos condutores de ambulâncias do Samu, para Covid-19; disposição de equipamento de proteção individual no combate ao coronavírus para todos os profissionais no plantão e que os condutores não precisem lavar suas ambulâncias, para não correr riscos de contágio.

Continuar lendo APÓS ASSEMBLÉIA CONDUTORES DE AMBULÂNCIA DO RN OPTAM POR PARALIZAÇÃO NESTA SEXTA-FEIRA (5)

UMA IMAGEM SIMBÓLICA DE SOLIDARIEDADE SEM PRECEDENTES EVITOU UM CONFRONTO SANGRENTO

Se eu me ajoelhar com vocês, sairão daqui pacificamente?”

Um dos protestos em Los Angeles oferece uma imagem simbólica de solidariedade sem precedentes da polícia com os manifestantes em todos os Estados Unidos

PABLO XIMÉNEZ DE SANDOVAL

Los Angeles – 02 JUN 2020 – 20:49 
Policiais se ajoelham durante manifestação em Coral Gables, (Flórida), no domingo.Policiais se ajoelham durante manifestação em Coral Gables, (Flórida), no domingo

Ninguém podia ter certeza se tinha havido uma manifestação ou não. O medo da violência nestes dias deixou no ar um protesto que, em teoria, deveria continuar na segunda-feira nas ruas de Los Angeles pela morte de George Floyd. Seria no Sunset Boulevard, esquina com a rua Laurel, um cruzamento vistoso, a poucos metros do hotel Chateau Marmont. Mas a paranoia das redes sobre a suposta infiltração nas manifestações para provocar a polícia a tinha deixado no ar. Finalmente, as poucas centenas de pessoas que apareceram no Sunset Boulevard com cartazes do Black Lives Matter teriam a oportunidade de dar o tom geral dos protestos nos Estados Unidos.

O comandante Cory Palka, da divisão oeste da polícia de Los Angeles, com 33 anos de experiência, estava no comando da operação que monitorava a concentração. Acompanhado por alguns agentes, ele entrou no meio do grupo e pediu o megafone. O toque de recolher entraria em vigor às 17h, dentro de 20 minutos, informou. “Já sei, também mudam as nossas regras de supetão”, disse quando as pessoas começaram a protestar. Mas não era essa toda a solidariedade que o veterano policial queria mostrar.

“Estamos vendo seus cartazes, lemos o que eles dizem, sabemos que há problemas, não pensem que existe uma grande fissura entre nós”, disse Palka. “Eu sou um cara normal, que tenta fazer o melhor pela comunidade”. Em contraste com o comandante sem capacete, as unidades da Guarda Nacional estavam esperando a um quarteirão de distância. “Não queremos atirar, não queremos machucar, não queremos mobilizar as centenas de agentes que estão disponíveis.” E então veio uma frase que definiu algo que talvez esteja ficando camuflado pelas fotos de destroços: “Ouçam, se eu me ajoelhar com vocês, tenho vossa palavra de que isto será pacífico?”. Palka e os policiais que estavam com ele se ajoelharam ao lado dos manifestantes. “Nos próximos 30 ou 40 minutos, se vocês saírem daqui pacificamente por onde vieram, dou minha palavra de honra de que vocês não encontrarão com policiais.”

Um país necessitado de símbolos de unidade os encontra nestes dias também entre seus cidadãos de uniforme. A brutalidade policial que matou George Floyd em Minneapolis não apenas revirou o estômago do mundo, mas também os próprios corpos e chefes de polícia, que nestes dias demonstraram uma solidariedade nunca vista com os protestos que pedem a reforma de seus métodos e o fim do racismo sistêmico. Cenas semelhantes às do Sunset haviam acontecido no domingo em Camden, Nova Jersey, e em Santa Cruz, Califórnia. Na segunda-feira, uma topa de choque de Atlanta seguiu o exemplo. O chefe de polícia de Denver juntou-se à linha de frente de uma manifestação. Cenas semelhantes foram vistas em todo o país. Dos chefes de polícia e prefeitos só se escuta solidariedade e compreensão diante da indignação dos cidadãos.

Sade Sellers e EJ Joseph são dois dos organizadores do protesto do Sunset. “Não podemos cancelar nossa cor de pele por medo”, disse para justificar ter seguido em frente, apesar de uma mobilização tática nas ruas de Los Angeles que não se via desde os distúrbios de Rodney King, em 1992, quando mais de 60 pessoas morreram em quatro dias de violência. Sobre os saqueadores, Joseph disse que era “gente qualquer que anda na rua e não dá a mínima”.

Exatamente às cinco da tarde, Sellers e Joseph pediram que as pessoas fossem para casa. Cerca de 50 pessoas ficaram esperando por alguma ação da polícia. Nos EUA, não é raro uma manifestação se deixar prender pacificamente pela polícia para deixar claro o compromisso com um protesto, como faz Jane Fonda diante do Congresso. Joseph acreditava que esta segunda-feira seria o último dia de protestos e estava feliz que tivessem terminado de forma pacífica.

Enquanto isso, a alguns quilômetros de distância, outra manifestação acontecia perto do turístico cruzamento entre o Hollywood Boulevard e a rua Vine. Nas imediações, grupos organizados de saqueadores começaram uma noite de caos e violência em pleno centro de Hollywood. O som das sirenes e dos helicópteros inundou a cidade durante toda a noite. A divisão de Hollywood quebrou seu recorde de prisões na segunda-feira: 585. A maioria delas foi por violação do toque de recolher. Apenas 20 foram por vandalismo. Um dia antes tinham sido presas 700 pessoas em toda a cidade.

Continuar lendo UMA IMAGEM SIMBÓLICA DE SOLIDARIEDADE SEM PRECEDENTES EVITOU UM CONFRONTO SANGRENTO

PROTESTOS PELA MORTE DE GEORGE FLOYD NOS EUA JÁ CHEGA AO SÉTIMO DIA E AVANÇAM EM 75 CIDADES AMERICANAS

 

Protestos pela morte de George Floyd nos Estados Unidos chegam a 75 cidades americanasProtestos pela morte de George Floyd nos Estados Unidos chegam a 75 cidades americanas

Um vídeo viralizou nesta semana pelos Estados Unidos. Nele, George Floyd, um homem negro, é imobilizado por um policial branco, que pressiona o joelho na garganta de Floyd, mesmo ele estando algemado e no chão.

Para a polícia, ele se parecia com a descrição de um suspeito de falsificação de dinheiro. Foram nove minutos imobilizados e pelo menos cinco com o pescoço pressionado, sob protestos das testemunhas.

Desde segunda-feira (25), quando George Floyd foi morto, milhares de pessoas estão indo às ruas diariamente para protestar contra a morte dele. Na madrugada deste domingo (31), as manifestações chegaram a 75 cidades, segundo o jornal americano “The New York Times”. E a agressividade entre manifestantes e policiais aumentou. Quatro pessoas morreram e 1.700 foram presas.

Fonte: G1

Continuar lendo PROTESTOS PELA MORTE DE GEORGE FLOYD NOS EUA JÁ CHEGA AO SÉTIMO DIA E AVANÇAM EM 75 CIDADES AMERICANAS

CANDIDATO DEMOCRATA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DECLARA APOIO A PROTESTOS NOS EUA

CANDIDATO DEMOCRATA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DECLARA APOIO A PROTESTOS NOS EUA
Former Vice President Joe Biden speaks at the Kilcawley Center at Youngstown State University, Monday, Oct. 29, 2018, in Youngstown, Ohio. (AP Photo/Tony Dejak)

 

Biden declara apoio a protestos nos EUA, mas condena distúrbios

Candidato democrata à presidência disse compreender o drama dos negros no país e disse que é correto protestar contra a brutalidade policial

INTERNACIONAL

Da EFE

 

Biden declara apoio às manifestações nos EUA Biden declara apoio às manifestações nos EUA

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, e atual pré-candidato democrata à presidência, Joe Biden condenou neste domingo (31) os distúrbios ocorridos nos últimos dias derivados dos protestos contra o assassinato de George Floyd, homem negro sufocado até a morte por um policial branco, e afirmou que o país não pode permitir que a dor o destrua.

“Somos uma nação com dor, mas não podemos permitir que esta dor nos destrua. Somos uma com raiva, mas não podemos permitir que a raiva nos consuma. Somos uma nação exausta, mas não podemos permitir que o cansaço nos derrote”, disse em comunicado.

Biden acrescentou que, nos últimos dias, foi feito um manifesto de que os EUA são um país “furioso por justiça”.

“Qualquer pessoa consciente pode compreender o trauma que os negros experimentam neste país, desde indignações diárias à violência extrema, como o horrível assassinato de George Floyd”, declarou.

Floyd morreu enquanto estava sendo detido na segunda-feira passada, em Minneapolis. O policial Derek Chauvin pressionou Floyd contra o chão com o joelho em seu pescoço durante quase nove minutos, provocando uma morte por sufocamento.

A brutalidade policial desencadeou uma onda de protestos e distúrbios, com saques, incêndios e repressão da polícia em Minneapolis e outras cidades dos EUA.

Biden reconheceu que “é correto e necessário” protestar contra a brutalidade policial, “uma resposta completamente americana”, mas advertiu que “queimar comunidades e a destruição desnecessária não são, nem a violência que coloca vidas em risco”.

“Nunca deveria ser permitido o ato de protestar ofusque a razão do nosso protesto”, comentou.

O pré-candidao pediu para que os Estados Unidos se juntem a ele para fazer o país atravessar “o limiar turbulento para uma nova fase de progresso, inclusão e oportunidade”.

“Como presidente, vou ajudar a liderar esta conversa e, mais importante ainda, vou ouvir. Vou manter o compromisso que assumi com o irmão de George, Philonise, de que George não será uma mera hashtag”, enfatizou.

“Devemos e vamos chegar a um ponto em que todos, independentemente da raça, acreditem que ‘proteger e servir’ significa protegê-los e servi-los. Só ficando juntos é que ficaremos mais fortes do que antes. Mais iguais, mais justos, mais esperançosos e mais próximos da nossa união mais perfeita”, concluiu.

Fonte: R7

Continuar lendo CANDIDATO DEMOCRATA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DECLARA APOIO A PROTESTOS NOS EUA

DEPUTADA ISOLDA DANTAS PARTICIPA DE MANIFESTAÇÃO DESRESPEITANDO ISOLAMENTO SOCIAL

Deputada Isolda Dantas desrespeita isolamento social e participa de manifestação

A Deputada Estadual Isolda Dantas (PT) desrespeitou o isolamento social e participou neste sábado (30) de uma manifestação, a V Ação da Marcha Mundial das Mulheres. Além de ações de solidariedade, o ato contou com distribuição de adesivos com os dizeres “Fora Bolsonaro”. Assim fica difícil pedir que a população “Fique em Casa”.

CommentsFonte:  Blog do BG

Continuar lendo DEPUTADA ISOLDA DANTAS PARTICIPA DE MANIFESTAÇÃO DESRESPEITANDO ISOLAMENTO SOCIAL

APÓS DESFERIR FRASE ESTÚPIDA DE “SAQUES LEVAM A TIROTEIO” TRUMP RECUA NO TWEETER

Trump recua após ameaçar ‘força letal’ contra em manifestantes de Mineápolis

Reuters

29 de Maio de 2020 às 23:42

O presidente dos EUA Donald Trump em pronunciamento na Casa BrancaO presidente dos EUA Donald Trump, em pronunciamento na Casa Branca (29.mai.2020)

Em sua conta no Twitter, o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, tentou voltar atrás da ameaça de uma resposta com “força letal” aos protestos violentos em Mineápolis pelo assassinato de um homem negro desarmado por policiais locais.

Depois que seu comentário online de que “saques levam a tiroteio” atraiu um aviso do Twitter e uma ampla condenação dos democratas, Trump disse que entendeu porque o incidente provocou protestos em todo o país sobre a violência policial contra afro-americanos.

Mas o presidente acrescentou que eles não devem se voltar para a “anarquia sem lei”. “Os saqueadores não devem abafar as vozes de tantos manifestantes pacíficos”, disse ele na Casa Branca. “Eu entendo a mágoa, eu entendo a dor.”

Trump disse que expressou sua tristeza à família de George Floyd, um homem negro visto ofegante em vídeo enquanto um policial branco pressionava o joelho em seu pescoço. O policial, Derek Chauvin, foi preso e acusado de homicídio culposo e assassinato em terceiro grau.

Trump, republicano que concorrerá à reeleição em novembro, tem um histórico de inflamar tensões raciais. Ele culpou “ambos os lados” pela violência entre supremacistas brancos e contra-manifestantes de esquerda em Charlottesville, na Virgínia, em 2017, e chamou alguns imigrantes que cruzam a fronteira EUA-México de estupradores.

Fonte: CNN

Continuar lendo APÓS DESFERIR FRASE ESTÚPIDA DE “SAQUES LEVAM A TIROTEIO” TRUMP RECUA NO TWEETER

ESTADO PRECÁRIO DA VENEZUELA SUSCITA RESPOSTA HUMANITÁRIA EM LARGA ESCALA

Coronavírus desencadeia tempestade perfeita na Venezuela

Emergência aprofunda a precariedade de um país atingido por uma crise estrutural. A Human Rights Watch pede “uma resposta humanitária em larga escala liderada pela ONU”

FRANCESCO MANETTO

México – 27 MAY 2020 – 10:36 BRT

Motoristas fazem fila para abastecer em Caracas.Motoristas fazem fila para abastecer em Caracas.

Na Venezuela, desencadeou–se  tempestade perfeita,emergência sanitária do coronavírus, à instabilidade política e à precariedade social acrescentou-se um coquetel de escassez de gasolina, colapso dos serviços, cortes de energia e de água que multiplicam as graves disfunções do país. Desde que Nicolás Maduro sucedeu o ex-presidente Hugo Chávez em 2013, mais de cinco milhões de venezuelanos migraram em busca de oportunidades. Embora nos últimos meses dezenas de milhares de pessoas tenham retornado devido à falta de recursos diante das restrições e quarentenas decretadas por diferentes Governos, o fluxo migratório transbordou para a região e ainda hoje é um de seus principais desafios.

Os dados oficiais da crise da covid-19 colocam a Venezuela entre os países do mundo com menos casos, com pouco mais de 1.000 contágios e uma dezena de mortes, mas por trás desses números existe um sistema sanitário sem capacidade de detecção e a habitual falta de transparência do regime chavista. Diferentes associações, profissionais vinculados à oposição e a Academia de Ciências Físicas, Naturais e Matemáticas questionaram essas informações. Esta última instituição advertiu sobre o atraso do desenvolvimento da doença no país e inclusive os números divulgados pelo Governo refletem um aumento de 40% dos casos na semana passada.

Enquanto isso, milhões de venezuelanos têm de enfrentar uma crise de combustível sem precedentes. A espoliação da empresa estatal de petróleo PDVSA, a deterioração das refinarias e a má gestão levaram Maduro a pedir ajuda ao Irã, um de seus principais aliados internacionais. Teerã enviou cinco navios com 1,5 milhão de litros de combustível. Mas a isso se juntou nos últimos dias a interrupção do abastecimento de água, que se tornou um drama, especialmente nos hospitais. A catástrofe econômica e a hiperinflação completam o panorama de uma crise que é estrutural há anos.

“A crise humanitária na Venezuela e o colapso do sistema de saúde geraram uma situação perigosa que favorece a rápida disseminação do vírus na população em geral, condições de trabalho inseguras para o pessoal de saúde e uma alta taxa de mortalidade entre os pacientes que necessitam de tratamento hospitalar”, diz a doutora Kathleen Page, professora da Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins. Segundo sua análise, citada em um relatório da Human Rights Watch (HRW) publicado nesta terça-feira, essas premissas podem “fazer com que mais pessoas tentem sair do país”, saturando assim os sistemas sanitários dos países vizinhos. A ONG pede que os Estados Unidos, a União Europeia e os países membros do Grupo de Lima pressionem as autoridades venezuelanas para que “permitam a entrada na Venezuela de uma resposta humanitária em grande escala liderada pela ONU”.

“Para contribuir com uma resposta eficaz à covid-19 na Venezuela, os Governos preocupados com a situação venezuelana deveriam as financiar as iniciativas humanitárias da ONU para garantir que a ajuda seja distribuída de maneira apolítica”. É a proposta de José Miguel Vivanco, diretor para as Américas da HRW. “Mas para que a ajuda chegue efetivamente ao povo venezuelano, a responsabilidade máxima recai sobre as autoridades que respondem a Maduro; para tanto é preciso pressioná-las para que garantam o pleno acesso ao Programa Mundial de Alimentos e permitam que os atores humanitários e médicos trabalhem sem medo de represálias”, acrescenta.

A discussão em torno da ajuda humanitária é motivo de conflito entre o Governo e a oposição há anos. Desde a época em que o principal adversário de Maduro era Henrique Capriles, as forças críticas ao chavismo pediram a abertura de um corredor através da fronteira para permitir a entrada de remédios e alimentos. No ano passado, um mês depois que Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino, esse instrumento foi pervertido com a intenção de introduzir caminhões com material sanitário e suplementos nutricionais pela cidade colombiana de Cúcuta. A operação, promovida pelo Governo de Iván Duque e pela Administração de Donald Trump, derivou em uma batalha campal e fracassou. Desde então a situação se precipitou.

Apesar de a emergência vir de longe e estar relacionada essencialmente à gestão do regime, as sanções internacionais, especialmente as impostas por Washington, dificultam agora a cooperação e repercutem na população. A HRW pede que os Estados Unidos determinem regras de jogo muito claras. Por exemplo, “estabelecer claramente que ninguém será penalizado por financiar ou fornecer assistência humanitária à Venezuela neste período de crise de saúde pública e reiterar que a assistência humanitária está isenta de sanções”. Além disso, “estabelecer procedimentos para que as empresas e organizações possam enviar assistência humanitária à Venezuela sem controles excessivamente burocráticos nem atrasos desnecessários” e, por último, “apoiar um robusto esforço humanitário, liderado pela ONU, na Venezuela”.

Fonte: El País

Continuar lendo ESTADO PRECÁRIO DA VENEZUELA SUSCITA RESPOSTA HUMANITÁRIA EM LARGA ESCALA

RESTRIÇÕES DOS EUA À HUAWEI AUMENTA TENSÃO ENTRE AS DUAS POTÊNCIAS

Tensão entre Washington e Pequim aumenta com novas restrições dos EUA à Huawei

Os dois países, também em confronto sobre o status de Taiwan e a origem do coronavírus, terão uma reunião na segunda-feira em uma complicada Assembleia da Organização Mundial da Saúde.

AMANDA MARS
|MACARENA VIDAL LIY
Washington – 15 MAY 2020 – 17:27 BRT
Nesta foto de arquivo, tirada em 22 de abril, pessoas passam diante de uma loja da Huawei em Pequim.Nesta foto de arquivo, tirada em 22 de abril, pessoas passam diante de uma loja da Huawei em Pequim.

escalada da tensão entre os Estados Unidos e a China sobe um novo degrau, embora em uma frente já conhecida: o embate tecnológico entre as duas potências. O Governo Donald Trump anunciou nesta sexta-feira novas restrições à chinesa Huawei, desta vez, limitações à capacidade da empresa de empregar tecnologia e software norte-americanos na fabricação e design de seus semicondutores no exterior. Na prática, isso significa impedir que a segunda maior fabricante de celulares do mundo receba remessas de fabricantes de mundiais de chips. Mesmo assim, renovou por mais 90 dias, até 13 de agosto, as licenças de empresas que já negociam com a Huawei.

O Departamento de Comércio justificou as restrições aos semicondutores pela necessidade de “proteger a segurança nacional” e pelas tentativas da empresa asiática de “minar os controles de exportação” nos Estados Unidos, apesar da trégua no restante, um jogo explicado por razões econômicas e de equilíbrio político em meio à maior crise econômica desde a Grande Depressão, como consequência do coronavírus.

O anúncio ocorre em um momento turbulento nas relações entre Washington e Pequim em decorrência da brutal pandemia pela qual os Estados Unidos responsabilizam em boa parte a gestão do regime chinês. Na noite de quinta-feira, em uma entrevista à rede de televisão Fox, Trump sugeriu a possibilidade de “romper todas as relações” com o gigante asiático. “Há muitas coisas que poderíamos fazer”, disse, e acrescentou: “Poderíamos romper todas as relações.”

Os Estados Unidos acusam a Huawei de espionar para a ditadura chinesa por meio de seus dispositivos e, por isso, submeteram a empresa a diferentes medidas de veto que afetaram suas finanças. O fabricante alcançou um lucro líquido de 62,7 bilhões de iuanes (cerca de 50 bilhões de reais) em 2019, o que é uma boa fatia e um aumento de 5,6%, mas está longe dos 25% de expansão obtidos em 2018.

De acordo com o jornal Global Times, de propriedade do Partido Comunista da China, que cita uma fonte anônima próxima ao Governo, as autoridades chinesas estão dispostas a responder com uma série de medidas, como a colocação de empresas norte-americanas em sua própria lista negra de entidades que prejudicam os interesses chineses, uma iniciativa que já havia ameaçado adotar no ano passado, quando o Departamento de Comércio anunciou as primeiras restrições contra a Huawei, sua joia da coroa tecnológica.

As represálias também incluiriam a abertura de investigações e a imposição de restrições contra gigantes da tecnologia como Apple, Cisco e Qualcomm, bem como a suspensão da compra de aviões fabricadas pela aeronáutica Boeing, acrescenta o jornal. “A China tomará medidas contundentes para proteger seus interesses legítimos” se os Estados Unidos seguirem com os planos anunciados, disse a fonte, segundo o jornal oficial chinês.

O novo atrito ocorre quando os dois países já estão imersos em uma amarga disputa sobre as origens da pandemia da covid-19, que cristalizou toda a tensão e desconfiança que ambos acumulam há anos. Os Estados Unidos exigem uma investigação sobre o início da crise e Trump acredita que o vírus saiu de um laboratório na cidade chinesa de Wuhan, enquanto a China rejeita essa acusação e afirma que não há nada claro. A disputa ameaça se estender para a Assembleia mundial de ministros da Saúde da OMS na próxima segunda e terça-feira, com Taiwan e pesquisas sobre as origens da epidemia como catalisadores.

Taiwan, que a China considera uma parte inalienável de seu território, pediu permissão para participar como observadora na reunião de dois dias. Deu como argumento a necessidade de saber em primeira mão o que será tratado sobre a pandemia. A ilha manteve esse status entre 2009 e 2016, mas a pressão de Pequim fez com que fosse retirada, após a vitória eleitoral da presidenta Tsai Ing-wen, que o Governo de Xi Jinping considera independentista, e a deterioração dos laços entre os dois lados do estreito. Desta vez, as pressões de Taiwan receberam o respaldo dos Estados Unidos e de países aliados, incluindo Japão, Austrália, Reino Unido e várias nações europeias. Entre seus argumentos, o de que o mundo se beneficiaria por conhecer em profundidade o modelo taiwanês de resposta à pandemia, que deixou apenas 440 infectados e sete mortos na ilha.

A China se moveu com rapidez e contundência para evitar o que seria um forte revés diplomático e garantir o apoio de outros países diante da pressão dos EUA na OMS. Nos últimos dias, o Ministério das Relações Exteriores da China multiplicou seus telefonemas para outros ministérios das Relações Exteriores para discutir a resposta à pandemia e à Assembleia. O chefe da diplomacia chinesa, Wang Yi, entrou em contato com colegas de países europeus. Seu vice-ministro Zheng Zeguang manteve teleconferências com países do Pacífico e do Caribe.

Segundo a agência de notícias Xinhua, pelo menos o ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Szijjanto, expressou o apoio de seu país ao “princípio de uma só China” ―a doutrina de Pequim que considera Taiwan apenas uma província de seu território― e a recusa da Hungria em permitir que a ilha participe da assembleia.

OMS alega que não lhe compete decidir sobre a situação de Taiwan, mas aos países membros. A China defende que é a representante da ilha, enquanto Taiwan sustenta que somente seu Governo, eleito democraticamente, pode representar os 23 milhões que habitam seu território.

Embora Taiwan não tenha recebido um convite para participar da Assembleia, seu ministro da Saúde, Chen Shih-chung, garantiu que a ilha prosseguirá com seus esforços para participar.

Em um comunicado divulgado na sede da OMS em Genebra, a representação diplomática dos EUA reiterou que saber mais sobre a gestão da pandemia em Taiwan beneficiaria o restante do mundo, mas a China “preferiria que esse sucesso não seja compartilhado, certamente para evitar comparações incômodas”.

Continuar lendo RESTRIÇÕES DOS EUA À HUAWEI AUMENTA TENSÃO ENTRE AS DUAS POTÊNCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE O CORNAVÍRUS NO BRASIL E NO MUNDO

Ministério da Saúde confirmou mais 166 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas e, com isso, subiu para 2.741 o total de óbitos por covid-19 no Brasil, até esta terça-feira. Número de infectados chega a 43.079, e o índice de letalidade da doença no país é de 6,4%, segundo o mais novo balanço da pasta. Em meio ao avanço do nos EUA, o presidente Donald Trump anunciou que quer proibir a imigração no país para, segundo ele, “proteger empregos” dos norte-americanos durante a crise econômica provocada pela pandemia de covid-19. Até esta terça-feira, os Estados Unidos registrava mais de 42.000 mortes causadas pelo vírus Sars-Cov-2, que também infectou mais de 787.000 pessoas no país nesta segunda-feira. Na Espanha, após mais de um mês de quarentena, o Governo anunciou que vai autorizar que crianças façam caminhadas curtas, desde que acompanhadas por um adulto. Parques ainda não serão liberados.

Os destaques sobre a crise do coronavírus:

  • Brasil tem 2.741 mortos por covid-19 e 43.079 casos confirmados.
  • STF autoriza investigação de protestos que pediam fechamento do Congresso e do STF em plena crise da covid-19.
  • Pandemia levará mais de 28 milhões de pessoas para a situação de pobreza na América Latina.
  • Brasil ainda está em fase inicial da epidemia, diz Ministério da Saúde.
  • Trump ameaça proibir imigração nos EUA para “proteger” empregos de norte-americanos.
  • Espanha vai autorizar que crianças façam “caminhadas curtas” acompanhadas, após mais de um mês de quarentena.
  • ONU alerta para aumento da fome no mundo, especialmente na África onde mais de 70 milhões de pessoas não têm o que comer.

Siga ao vivo as últimas notícias sobre a pandemia da covid-19:

Fonte: El País

Continuar lendo ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE O CORNAVÍRUS NO BRASIL E NO MUNDO

MANIFESTAÇÕES: APESAR DO CORONAVÍRUS E DAS PROIBIÇÕES AS MANIFESTAÇÕES ACONTECERAM PELO BRASIL

Apesar de todas as recomendações do Ministério da Saúde e dos governos municipais o povo foi pras ruas se manifestar contra o Congresso Nacional e o STF. A Avenida Paulista permaneceu aberta para o trânsito de veículos para evitar aglomerações, mas mesmo assim as pessoas ignoraram e se reuniram na Paulista. Os atos também aconteceram em Brasília, Rio de Janeiro e nas principais cidades de outros Estados.

AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus

Após recomendar adiar protestos, Bolsonaro compartilha imagens dos atos a seu favor. Brasil tem 121 casos. Na Espanha, número de mortos dobra em 24 horas

Apoiadores de Bolsonaro protestam em Brasília contra o Congresso e o STF, apesar da recomendação do presidente dias atrás para que os atos fossem cancelados pelo risco do Covid-19. Alguns manifestantes usam máscaras.Apoiadores de Bolsonaro protestam em Brasília contra o Congresso e o STF, apesar da recomendação do presidente dias atrás para que os atos fossem cancelados pelo risco do Covid-19. Alguns manifestantes usam máscaras.SERGIO LIMA / AFP (AFP)

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) fez a Espanha decretar “estado de alarme”, uma medida que restringe a circulação das pessoas e determina o fechamento dos estabelecimentos comerciais que não vendam itens de necessidade básica. Já o presidente dos EUA, Donald Trump, foi submetido a um teste para verificar se havia contraído a doença, mas o resultado foi negativo. Enquanto o Governo brasileiro começa a endurecer as regras para enfrentar a pandemia de Sars-Cov-2. Até este sábado havia 121 casos confirmados pelo Ministério da Saúde no Brasil, número que tem subido exponencialmente, já que há dezenas de casos confirmados por hospitais particulares e secretarias estaduais de Saúde ainda não contabilizados.

Os destaques da cobertura da crise do coronavírus:

  • Manifestantes ignoram recomendação de evitar aglomerações e vão às ruas se manifestar a favor de Bolsonaro em Brasília e outras capitais do Brasil.
  • Após recomendar adiamento de protestos, Bolsonaro compartilha imagens dos atos a seu favor.
  • Número de mortes por coronavírus na Espanha dobra em 24 horas e vai a 288.
  • Sobe de 98 para 121 o número de casos de coronavírus no Brasil.
  • Resultado do exame de Donald Trump dá negativo pra o Covid-19.
  • Justiça suspende missas no Santuário de Aparecida, em São Paulo.

As últimas notícias ao vivo sobre a pandemia do coronavírus:

Fonte: El País
Continuar lendo MANIFESTAÇÕES: APESAR DO CORONAVÍRUS E DAS PROIBIÇÕES AS MANIFESTAÇÕES ACONTECERAM PELO BRASIL

MANIFESTAÇÕES: QUEM TEM CONSCIÊNCIA NÃO FICARÁ EM CASA NO DIA 15 DE MARÇO

As coisas que estão acontecendo um dia após o outro são quase inacreditáveis. A cara de pau dos parlamentares não tem óleo de peroba que lustre. É incrível a falta de consciência dessa escória humana. Por isso continuo, como desde o início, apoiando e incentivando essa manifestação do dia 15/03. Quem tem consciência não ficará em casa em hipótese alguma.

Vamos tirar o sossego da escória!

Um gigantesca manifestação popular deve acontecer no dia 15 de março

Os exterminadores do futuro querem impedir o combate à corrupção e preservar privilégios. Mas é preciso lembrar o que diz Edmund Burke:

“Para que o mal triunfe basta que os bons fiquem de braços cruzados”.

O Congresso, por exemplo, além de criar leis para atrapalhar quem investiga os graúdos, ameaça detonar a Lei da Ficha Limpa e acabar com a “delação premiada”.

E o STF reforma sua própria jurisprudência para manter fora da cadeia certos bandidos de estimação. Mas tudo seria

diferente, se não houvesse uma epidemia de comodismo no país.

Sim, o Brasil real, com virtudes e muitos defeitos, é produto da ação de todos: egoísmo de uns, omissão de muitos e esforço generoso de outros (que salvam a Pátria).

A maioria dos brasileiros tem boa inclinação moral. Mas, apesar da boa índole, ainda há muita gente omissa. E o Brasil precisa de todos!

A pergunta que cada brasileiro precisa fazer é “com quem estou: com os egoístas, com os omissos ou com quem tenta ajudar o Brasil?”

Manifestando-se nas ruas (dia 15) ou usando redes sociais, todo mundo pode fazer alguma coisa! E é mais decente do que só se queixar!

A escória que sequestrou nosso futuro vai perder o sossego se as ruas se encherem de gente com a energia boa que se viu em 2013.

Advogado e psicólogo. E-mail do autor: sentinela.rs@uol.com.br

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo MANIFESTAÇÕES: QUEM TEM CONSCIÊNCIA NÃO FICARÁ EM CASA NO DIA 15 DE MARÇO

PONTO DE VISTA: O ATIVISMO DE GRETA É LEGÍTIMO, LEGAL E CONSCIENTE

Caro(a) leitor(A),

Não é fácil chegar a conclusão sobre assuntos polêmicos que tomam conta da mídia mundia e da boca do povo, pois o fato de ser polêmico já gera muitas dúvidas e há a necessidade de estudo e pesquisa para conhecermos a verdade sobre o assunto. Não foi diferente com o caso Greta Thumberg, já que várias versões vieram a baila dificultando discernir qual delas era a verdadeira. Então depois de muito ler, ouvir e ver conseguir concluir que os país, apesar de serem artistas, a mãe cantora e o pai ator, não tiveram influência na decisão da garota de fazer greve e iniciar o protesto solitário e silencioso em frente ao parlamento da Suécia. A consequência desse ato de protesto iniciado por Greta é fruto de um processo de conscientização global que já vinha amadurecendo, principalmente na população mais jovem, que ao olhar para o futuro sentem a ameça do aquecimento global na própria pele. Diferentemente dos políticos e dirigentes que não vão alcançar as consequências danosas dos seus atos irresponsáveis. Portanto Greta Thumberg estava apenas no lugar certo na hora certa e como ainda é uma adolescente, quase “criança”, o que lhe confere a “inocência” e a sinceridade também lhe confere a credibilidade necessária para transformar um movimento local em global, com as redes sociais para turbinar, impulsionar e viralizar. Portanto, concluo que a iniciativa da jovem ativista é legítima, legal e necessária diante de tudo que já se tentou para reduzir a emissão de carbono na atmosfera e os acordos que não vingaram como o protocolo de Kioto. O artigo a seguir sobre as rusgas de Bolsonaro com a garota é um exemplo bem vivo e atual da resistência de alguns governantes de colaborarem com as medidas protetivas do nosso eco-sistema achando que o nosso planeta resiste a tudo e que suas reservas são inesgotáveis.

Por que Bolsonaro se irrita tanto com Greta

A ativista sueca, de 16 anos de idade, representa o antídoto à toda a ojeriza que o presidente da República carrega em relação à preservação ambiental

Crédito: Michel Campanella/getty images

2018 Greta Thunberg em um de seus primeiros protestos: início solitário, mas hoje com apoio de milhões de jovens. Ao lado, o famoso cartaz em que se lê: “Greve escolar pelo clima” (Crédito: Michel Campanella/getty images)

Antonio Carlos Prado e Gilherme Sette

13/12/19 – 09h30

Greta Thunberg é uma “pirralha” com cabeça de adulta. Jair Bolsonaro é um adulto com cabeça de pirralho. Foi com essa expressão que, na semana passada, ele se referiu a Greta, ativista sueca de 16 anos de idade, ícone mundial na luta pela preservação do meio ambiente, eleita pela revista americana “Time” como “Personalidade de 2019” e indicada para receber o Prêmio Nobel da Paz desse ano. O pirralho grandão falou o que falou, mais uma vez, diante do Palácio da Alvorada, onde costuma ficar tirando selfies com meia dúzia de gatos pingados de apoiadores. Cercado pela imprensa, ele se irritou com perguntas sobre o asassinato de dois indígenas no Maranhão. “Qual o nome daquela menina lá de fora ? Greta! Já disse que índios estão morrendo porque defendem a Amazônia. Impressionante a mídia dar espaço para uma pirralha dessa aí, uma pirralha”. A história correu imediatamente pela mídia e redes sociais, aqui e no exterior. Na quarta-feira 11, ao saber que Greta era destaque na capa da “Time”, o presidente do Brasil, certamente com inveja de ter sobre ele os holofotes do mundo queimados enquanto os dela estão mais acesos do que nunca. voltou a chamá-la de “pirralha”. Não é nada difícil perceber porque Bolsonaro se irrita com Greta, por qual motivo tenta sempre desclassificá-la e humilhá-la: ela representa a antítese de toda a ojeriza que ele carrega em relação à preservação ambiental. A irritação com Greta começara quarenta e oito horas antes, na COP 25, realizada em Madri, quando a jovem criticou pelo Twitter o duplo assassinato de índigenas da etnia Guajajara, em uma emboscada no município maranhense de Jenipapo dos Vieiras: “Os povos indígenas estão sendo literalmente assassinados por tentar proteger as florestas do desmatamento. Repetidamente. É vergonhoso que o mundo permaneça calado sobre isso”.

“Os povos indígenas estão sendo assassinados porque tentam proteger as florestas do desmatamento. É vergonhoso o mundo ficar calado” Greta Thunberg, ícone na luta pela preservação ambiental

Marco civilizatório

Ao mesmo tempo em que agride Greta, Jair Bolsonaro envia uma medida provisória ao Congresso Nacional, que tem o bonito nome de “regularização fundiária” mas esconde uma armadilha: a de dar aos grileiros as terras que eles roubaram a partir de 2014. A medida será bombardeada no Senado, conforme já anunciou o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, mas chega a ser inacreditável a iniciativa do ex-capitão a favor da grilagem: é presentear o ladrão com o produto de seu roubo. Greta é, dessa forma, o antídoto a tudo aquilo para o qual o presidente fecha os olhos, isso quando não apoia abertamente: desmatamento, queimadas, desprezo total pelos indígenas, repúdio à preservação do meio ambiente. E, autoritário que é, Bolsonaro não consegue assimilar que todos podem ter voz – até ele, é óbvio. Mas ela, também! Como uma criança birrenta, o presidente não concebe a necessidade do debate, um dos marcos civilizatórios imprescindíveis à democracia, não concebe a ideia e a utilidade da crítica, não concebe o respeito que se deve ter em relação a pensamentos de oposição. O seu comportamento com Greta em nada é diferente, enfim, daquilo a que o País assistiu ao longo desse primeiro ano de sua gestão.

O lago de narciso

Mais do que caracterizar a natureza de quem envereda pelo caminho da política, é da natureza humana os atos de conciliar, compor e acolher. É isso que faz um pirralho virar gente grande. Bolsonaro, contrariamente, age como se ele fosse a unanimidade das unanimidades. Feito o personagem de Charles Chaplin em “O grande ditador”, Bolsonaro deslumbra-se consigo e se julga dono do mundo. O planeta homenageia Greta. E daí? Ele é o Messias! Trata-se de Narciso a maravilhar-se com ele próprio, a mirar o seu rosto no lago (Paranoá?) e, quando muito, a escutar o eco de seu nome. Fazemos aqui um breve resumo da mitológica lenda de “Narciso e Eco”, após a maldição que lhes foi atirada pela deusa Afrodite, história tão bem explorada pelos mestres da psicanálise Sigmund Freud e Jacques Lacan. Se falamos de Narciso, é porque o narcisismo faz-se, idubitavelmente, um dos traços da personalidade do nosso mais alto mandatário, e tanto é assim que uma manifestação absurda de temperamento é cristalina: ele, um senhor na casa dos 64 anos de idade, estabelece uma competição unilateral de ego, com uma adolescente de 16 anos, que não está nem aí para as patacoadas saídas do Planalto. A irritação de Bolsonaro é dele e consigo próprio, mas o presidente não consegue perceber esse fenômeno. É como se quisesse, ao se irritar com Greta, mandar ao mundo o recado de que sua paixão por árvore no chão e floresta ardendo é perfeitamente saudável e correta. Foi nesse raciocínio enviesado que se negou a receber verbas da Alemanha e da França para preservação da Amazônia e demitiu um dos cientistas mais respeitados do País, o então diretor do Inpe Ricardo Galvão. Detalhe para o divã psicanalítico: ainda que ninguém concorde com os métodos de Bolsonaro, ele achará que concordam, sim.

É, de fato, a irrealidade causada pelo narcisismo exacerbado.

Greta sabe que tem uma incomparável miríade de admiradores, e com certeza até se diverte ao ver um chefe de Estado incomodar-se tanto. Esse comportamento de Greta fica demonstrado na serenidade que ela transmite. No episódio atual com Bolsonaro, a sua resposta foi somente a de trocar para “pirralha” a descrição em sua conta oficial no Twitter. Troco dado de forma lacônica e adulta, mas cortante. Troco dado de forma a denunciá-lo ao mundo. Troco dado, a ironizar quem a ofendeu.

2019 Greta discursa em Berlim: silêncio absoluto enquanto
ela fala; quando termina, o público delira com gritos e aplausos (Crédito:reuters)

Ela faz a diferença, ele não

Tal acontecimento nos lembra a época em que um dos ídolos internacionais do capitão Messias, o presidente americano, Donald Trump, disse que Greta devia ser uma garota “muito feliz”, referindo-se à sua fisionomia. Trump foi um mastodonte em falta de educação ao comentar dessa forma o semblante sério mantido por Greta, assim como a sua expressão meio ausente. Isso se dá porque ela é portadora de Síndrome de Asperger, um dos componentes do espectro autista. Mesmo diante de tanta agressividade, ela se restringiu a incluir a qualificação “muito feliz” em sua descrição no Twitter. Engana-se, no entanto, quem pensa que Greta tem uma frágil personalidade. Certa vez, ao ser indagada sobre ter de andar protegida por seguranças devido às ameças de morte que passou a sofrer, ela declarou que esse fato tem de ser olhado como algo positivo: “é sinal de que estamos fazendo a diferença; e aqueles que não se importam com o meio ambiente nos olham como uma ameaça”. É com tais olhos que Bolsonaro a vê. Ela faz a diferença, ele não. O mundo civilizado se põe respeitosamente aos pés da adolescente.

“(Greta) conseguiu criar  uma mudança de atitude global, transformando milhões de vagas  ansiedades em um movimento mundial que pedia mudanças urgentes. Ofereceu um apelo moral para aqueles que estão dispostos a agir e lançou vergonha para aqueles  que não estão”  Trecho da reportagem da revista “Time”

Após chamá-la de “pirralha” na entrevista, Bolsonaro ordenou, como de costume, que seus assessores e “acepipes” (desculpem, asseclas) explicassem que nada houve de errado, pois, afinal, pirralho corresponde à criança ou pessoa de baixa estatura. A bem da verdade, a emenda saiu pior que o soneto. Pirralho é uma palavra de origem portuguesa, significa mesmo criança e gente de pequena altura. Geralmente, porém, é dita em referência à criança chata — e pelas veias da irritação a saltarem do pescoço de Bolsonaro, foi nesse sentido que ele se valeu da expressão. Mais: Greta Thunberg não é mais criança, tem 16 anos, está já saindo da adolescência. Mais ainda: ela mede um metro e sessenta e três centímetros de altura. Dois centímetros a mais, e estaríamos falando da estatura média da mulher brasileira. Bolsonaro e “acepipes” (desculpem, asseclas), vocês estão equivocados: a mulher brasileira não é “pirralha”.

Ursos famintos, depressão e ativismo

MERECIDOS HOLOFOTES Na COP 25, em Madri: um batalhão de fotógrafos e cinegrafistas de todo o mundo querem uma imagem da ativista (Crédito:Evgenia Arbugaeva/time)

Nascida em Estocolmo, na Suécia, em 3 de janeiro de 2003, o primeiro contato de Greta Thunberg com a crise climática foi na sala de aula. Aos 11 anos de idade, um professor exibiu um vídeo com consequências do aquecimento global — dentre elas, ursos polares famintos, condições climáticas extremas e inundações. Nesse período, que seu pai, Svante Thunberg, descreveu como “uma tristeza sem fim”, ela entrou em depressão. Praticamente parou de falar e de se alimentar, quase foi hospitalizada. Para o seu bem, a família adotou hábitos ambientalmente conscientes como deixar de consumir carne, instalar painéis solares em casa, cultivar os próprios vegetais e desistir de usar aviões. O tempo voou, e, atualmente, mesmo com fama global, Greta mantém um estilo de vida simples. Escreve um diário, escuta audiolivros e gosta de jogar Yatzy — um jogo de dados que no Brasil é conhecido como General ou Yam. Optou pela greve escolar pela primeira vez em agosto de 2018, a contragosto dos pais. Na ocasião, imprimiu folhetos em que estava escrito: “Meu nome é Greta Thunberg, estou na 9ª série e em greve estudantil. Já que vocês adultos não se importam com meu futuro, eu também não irei”. Desde então, o movimento angariou milhões de estudantes pelo mundo.

Fonte: Isto é Independente

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O ATIVISMO DE GRETA É LEGÍTIMO, LEGAL E CONSCIENTE

EDITORIAL: SE ILUDE QUEM PENSA QUE UMA MEDALHA COMPRA A LEALDADE DE MORO

No Dia Internacional de Combate a Corrupção a homenagem ao ministro Sergio Moro é justa, porém não o envaidece como muitos gostariam. Na sua mente ele apenas cumpre com o seu dever e sabe que tal homenagem vinda dos parlamentares é mais uma tentativa de desviar a sua atenção do seu objetivo e de gerar um certo ar de cumplicidade a leniência dos parlamentares com a corrupção. Tolos, subestimam a inteligência do ministro e ao mesmo tempo se iludem. 

Fonte:

Sérgio Moro faz discurso histórico após ser homenageado no Dia Internacional de Combate a Corrupção (veja o vídeo)

“Nós tivemos figuras poderosas da República, seja do setor privado, seja do setor público, sendo responsabilizadas pelos seus atos. Não é algo que vários outros países do mundo teriam condições de fazer. Isso só foi possível devido a um trabalho coletivo e à pressão da opinião pública e da sociedade civil organizada. Acho que nunca ninguém vai esquecer aquele março de 2016, quando milhões de brasileiros foram às ruas protestando entre algumas bandeiras diversas, mas se tinha algo que movia a todos naquela ocasião, era o combate à corrupção”.

“No fundo, a corrupção é um crime que afeta mais do que nosso bem-estar econômico, a confiança que é também um dos pilares da nossa democracia. A corrupção disseminada corrói os fundamentos da democracia. Não existe nada radical em combater à corrupção, é basicamente nosso dever. Mas sem que tenhamos um combate firme, sem vacilações, sem querer retornar ao status quo antes, olhando para frente e não o passado, que queremos deixar para trás, não teremos uma verdadeira democracia, não teremos um governo do povo, para o povo e pelo povo”, disse Moro.

O Ministro também defendeu como imprescindível a prisão em segunda instância:

“Tivemos alguns reveses no combate à corrupção que não vieram do governo, que temos que trabalhar e temos que olhar o futuro. E para esse futuro, é realmente imprescindível a volta da execução da condenação em segunda instância, por emenda constitucional ou por projetos de lei, e essa decisão cabe ao Congresso Nacional e aos parlamentares”.

O Dia Internacional de Combate à Corrupção foi criado pela Organização das Nações Unidas, em 2003. A autora da homenagem foi a deputada Carla Zambelli (PSL-SP).

Veja a íntegra de discurso histórico do Ministro Moro:

Fonte: Ministério da Justiça e Segurança Pública

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo EDITORIAL: SE ILUDE QUEM PENSA QUE UMA MEDALHA COMPRA A LEALDADE DE MORO

GEOPOLÍTICA: EXÉRCITO BOLIVIANO E POVO MEXICANO MANDAM RECADO PARA A ESQUERDA E O FORUM DE SÃO PAULO

Na coluna GEOPOLÍTICA desta sexta-feira feriado da proclamação da República temos a verdade  sobre os acontecimentos na Bolívia após a renúncia de Evo Morales com notícias fidedignas vindas diretamente de La Paz, enviadas por brasileiros que moram lá. Temos dois vídeos: um do comando do exército boliviano enviando recado para Evo Morales e sua turba, informando que o exército está com a democracia na Bolívia, o autoproclamado Juan Guaidó na Venezuela e defendendo os interesses do povo boliviano. No outro vídeo representantes do povo no México também manda recado para o Andrés Manoel López Lobrador, presidente do México. Em seguida cartas do Dr. José Rivera, ex-magistrado do Tribunal Constitucional da Bolívia e de Stephanie Morón do México. Veja tudo e fique por dentro da verdade nos dois países!

Extraído de la cuenta de Facebook del Dr. JOSÉ RIVERA ex Magistrado del Tribunal Constitucional de Bolivia.

Atendiendo el pedido de amigas y amigos de la red, hago conocer mi opinión jurídica sobre lo acontecido con el reemplazo del Presidente; y lo hago desde una perspectiva estrictamente jurídica, sobre la base de la interpretación de la Constitución y el Reglamento General de la Cámara de Senadores, respectando otros valiosos criterios y opiniones, porque precisamente lo mejor de la democracia y el estado de Derecho es que, ejerciendo nuestra libertad de expresión podemos pensar diferente y no estamos obligados a pensar igual que el otro.
1º Desde el momento en que el Presidente Evo Morales y el Vicepresidente Álvaro García Linera comunicaron su decisión de renunciar al cargo y oficializaron la renuncia por escrito ante la Asamblea Legislativa Plurinacional, la aplicación de la sucesión presidencial prevista por el art. 169.I de la Constitución dependía de la decisión de la Asamblea Legislativa; ya que por previsión del art. 161.3 de la Constitución es atribución de la sesión conjunta de senadores y diputados admitir o negar la renuncia del Presidente y del Vicepresidente del Estado; por lo que hasta que dicha Asamblea no se pronuncie no se podía aplicar la sucesión presidencial y los renunciantes debían permanecer en el cargo, no podían abandonar hasta que se opere la sucesión presidencial porque no podían dejar sin conducción al Estado.
2º Ayer martes 12 de noviembre la situación tuvo un giro brusco, debido a que Evo Morales y Álvaro García Linera, sin esperar que la Asamblea Legislativa Plurinacional se pronuncie sobre su renuncia, abandonaron el territorio nacional en un avión de la Fuerza Aérea de la República Federal de México acogiéndose al asilo concedido por el gobierno de ese Estado. Con esa acción han incurrido en la cesación del cargo prevista por el art. 170 de la Constitución, por cuyo mandato el Presidente cesará en su mandato, entre otras razones, por ausencia o impedimento definitivo, ya que su ausencia del territorio nacional no fue por cumplimiento de funciones, sino acogiéndose a un asilo político, dando por hecho, de su parte, la aceptación de su renuncia.
3º Frente a la cesación del cargo por ausencia e impedimento material definitivo se activó la sucesión presidencial prevista por el art. 169.I de la Constitución, por cuyo mandato “En caso de impedimento o ausencia definitiva de la Presidenta o del Presidente del Estado, será reemplazada o reemplazado en el cargo por la Vicepresidenta o el Vicepresidente y, a falta de ésta o éste, por la Presidenta o el Presidente del Senado, y a falta de ésta o éste por la Presidente o el Presidente de la Cámara de Diputados”; caso en el que ya no era necesario que la Asamblea Legislativa Plurinacional considerara la renuncia para aceptarla o negarla; asimismo no se requiere de una Ley de Proclamación; así lo ha aclarado el Tribunal Constitucional Plurinacional en Comunicado Público colocado en su página web.

4º Por previsión del art. 30.I del Reglamento General de la Cámara de Senadores, la directiva de esa Cámara está conformada por un Presidente, dos Vicepresidentes y tres Secretarios; y por previsión del art. 36.a) del referido Reglamento Son atribuciones del Segundo Vicepresidente: reemplazar al Presidente y al Primer Vicepresidente, cuando ambos se hallen ausentes por cualquier impedimento. Conforme a esas normas, ante la renuncia hecha pública por la Presidente y el primer Vicepresidente de la Cámara de Senadores, se encontraba en ejercicio de la Presidencia la segunda Vicepresidente, en quien recayó la sucesión presidencial. Cabe advertir que en el Reglamento General de la Cámara de Senadores no existe ninguna norma que disponga que la renuncia al cargo de Presidente, Vicepresidente o Secretarios de la Directiva de dicha Cámara está sujeta a la aceptación por la Cámara, lo que significa que la dejación del cargo se opera con la sola renuncia. Finalmente aclarar que, si se recompone la Directiva de la Cámara de Senadores, ello ya no afecta a la sucesión que se produjo; ya que, según refleja la prensa, en el momento en que se produjo la ausencia e impedimento se encontraba en ejercicio de la presidencia del Senado la senadora Yanine Añez.

 

Carta de una Boliviana a los MILITANTES ZURDOS CON MICRÓFONO de Telefuturo.

– Muñequita Bareiro
– Menchi
– Rocio Pereira
– Estelita Ruiz
– Paty Vargas
– Chantula & Cia
…………………………………….
Por Stephanie Morón
Aquí en México, nadie, absolutamente NADIE habló de lo que pasaba en Bolivia. Todo el debate giraba en torno a lo qué pasaba en Chile. Ahora mágicamente mis profesores de la maestría y del doctorado, y compañeros mexicanos y extranjeros dicen que lo qué pasó en Bolivia fue UN GOLPE DE ESTADO?
Déjenme decirles lo siguiente y con todo respeto: El tema que se debe debatir ES EL FRAUDE GIGANTESCO QUE HIZO EVO MORALES CON AYUDA DEL TRIBUNAL SUPREMO ELECTORAL EL CUAL LLEVÓ A MÁS DE 20 DÍAS DE MOVILIZACIONES CIUDADANAS EN TODO BOLIVIA, PAROS EN CADA ESQUINA Y UNA LUCHA INCANSABLE EN LA QUE TODOS LOS BOLIVIANOS, DE LOS 9 DEPARTAMENTOS NOS UNIMOS COMO NUNCA ANTES EN LA HISTORIA.
Empezamos esta lucha porque Evo Morales quería quedarse en el poder por CUARTA VEZ CONSECUTIVA, después de haberse postulado como candidato de manera ILEGAL porque en el referéndum de 2016 LE DIJIMOS QUE NO queríamos que cambiara la CPE (Constitución Política del Estado), para su beneficio. O sea para autoproclamarse nuevamente presidente.
El día 20 de octubre de este año, Evo Morales cometió nuevamente EL DELITO DE FRAUDE Electoral, pero esta vez el pueblo acompaño de cerca el proceso y presentó PRUEBAS Reales que colocaron en evidencia la corrupción que hace mucho la gente ya sabía, lo que ocasionó que nuestro país convulsionara. Todos los bolivianos nos unimos con una sola consigna: LA RENUNCIA DE EVO MORALES COMO FORMA DE RESGUARDAR Y RECUPERAR NUESTRA DEMOCRACIA. Los que generaron la violencia fue el MISMO EVO MORALES y su gente!
Por si no lo sabían, fue EVO QUIEN AMENAZÓ EN CERCAR LAS CIUDADES SI NO ACEPTÁBAMOS QUE EL ERA EL GANADOR CUANDO EL FRAUDE YA ESTABA DEMOSTRADO, no por la OEA (Organización de Estados Americanos), sino por un grupo de ingenieros informáticos, el colegio de informáticos de Bolivia, que presentaron las pruebas aún cuando sus vidas corrían riesgo.
Desde los medios de comunicación, todos los canales estaban alineados a lo que el gobierno quería mostrar, excepto el canal universitario TVU dependiente de la universidad estatal de La Paz Universidad Mayor de San Andrés. Durante estos días, este medio recibió múltiples amenazas y hoy tuvo que cerrar su emisión.
Lo qué pasó hoy fue el resultado de una MOVILIZACIÓN CIUDADANA 100% que no se rindió ni se cansó durante más de 20 días. Y los bolivianos que residimos en el exterior también nos manifestamos en nuestras embajadas. Aquí específicamente en la Embajada de Bolivia en México ubicada en la colonia Anzures y en el Ángel de la Independencia.
El día viernes la Policía Boliviana se amotinó y lo que se esperaba era que las Fuerzas Armadas salieran a reprimirlos, tanto a la policía como a la ciudadanía. Al final no lo hicieron, y se declararon del lado de la ciudadanía.
ESTA ES LA PARTE MÁS IMPORTANTE: SI TU COMO EXTRANJERO PIENSAS QUE EN BOLIVIA HUBO UN GOLPE DE ESTADO PORQUE EL COMANDANTE DE LA FFAA LE PIDIÓ LA RENUNCIA A EVO, ESTÁS DESINFORMADO Y RESPONDES A UNA FORMA DE MANIPULACIÓN INFORMATIVA TREMENDA.
LAS FFAA TUVIERON ESA POSICIÓN COMO UNA FORMA DE AYUDA HACIA LA CIUDADANÍA BOLIVIANA QUE ACLAMABA LA RENUNCIA DE MORALES. Y A PESAR DE QUE LA OEA RATIFICÓ EL FRAUDE Y DIJO QUE SE LLAMARA A NUEVAS ELECCIONES, LO QUE TENEMOS QUE PENSAR ES QUE SI EVO HIZO FRAUDE CONFABULADO CON EL TSE, OBVIAMENTE NO ÍBAMOS A ACEPTAR UNA NUEVA ELECCIÓN ORGANIZADA POR EL MISMO.
Debido a esto fue que las FFAA se pronunciaron, y como Evo ya estaba acorralado y sin apoyo, ni de la policía, ni de los militares, ni de su misma gente, no le quedó más que renunciar.
Así fue como ocurrieron las cosas. NO FUE UN GOLPE DE ESTADO, FUE UNA LUCHA CIUDADANA EN LA QUE LA POLICÍA Y LAS FUERZAS ARMADAS ESTUVIERON DE NUESTRO LADO.
PARA MUCHOS DEFENSORES DE LA IZQUIERDA LATINOAMERICANA EVO “SERÁ UN MÁRTIR” PORQUE LO QUE REALMENTE PASÓ REPRESENTA UN GOLPE MUY FUERTE PARA ESTA IDEOLOGÍA, Y ESO LES DUELE Y LES MOLESTA.
EN CAMBIO PARA LOS BOLIVIANOS REPRESENTA LA RECUPERACIÓN DE NUESTRA DEMOCRACIA, El RESPETO POR NUESTRA ALTERNANCIA POLÍTICA COMO GARANTÍA DE UNA DEMOCRACIA REAL Y EL REFLEJO DE QUE POR MÁS DE QUE UN GOBIERNO QUE SEA DE IZQUIERDA O DE DERECHA, NO PUEDE ETERNIZARSE EN EL PODER.
Para que lo sepan amigos extranjeros, hoy la gente en Bolivia sigue sufriendo, amenazados con ataques salvajes de gente que no aceptan esta renuncia. Y nosotros los que migramos a otros países para buscar mejores oportunidades que no la encontramos en Bolivia, gracias a las puertas que nos cerró el mismo Evo, vivimos sumamente angustiados por la seguridad de nuestra familia y amigos que dejamos en nuestra tierra.
Así que si después de 20 días quieres subirte al “tren del mame” y hablar sin saber y decir que en Bolivia ocurrió un golpe de estado, puedes hacerlo y revictimizar a Evo Morales como el mártir de la izquierda o ver la realidad de las cosas desde la visión de los mismos bolivianos.
Aunque la teoría diga que las izquierdas son lo mejor que puede pasarle a America Latina esto no es así, y estoy segura que Bolivia se convertirá en el ejemplo más grande para el resto del continente. Un ejemplo de que la ciudadanía, de que el pueblo es quien gobierna y quien decide realmente quien está o no en el poder.
Ojalá nuestros amigos de Venezuela y Nicaragua puedan lograr lo que logramos nosotros, y a ustedes amigos mexicanos no les pese haber votado por AMLO de aquí a algunos años.
Como estudiante boliviana en México, no permitiré que se difame la lucha que hicieron mis compatriotas, y buscaré formas de que esto se socialice para mostrar la verdad. NUESTRA VERDAD.
La lucha aún no acaba, pero estamos cada día más cerca de la libertad y de que POR FIN SE HABLE Y SE SEPA DE BOLIVIA AL REDEDOR DEL MUNDO.
– Sthepanhie Morón
#VIVABOLIVIALIBRE
#NOFUEGOLPEDEESTADO

#FUEELCLAMORPOPULAR

A SEGUIR OS GUERRILHEIROS PRESOS, VINDOS DE CUBA, PAGOS POR EVO MORALES PARA ATERRORIZAR A POPULAÇÃO BOLIVIANA.

 

Guerrilheiro Cubano a serviço de Evo Morales.11

Fonte: Salete Queiroz, Bolívia

Continuar lendo GEOPOLÍTICA: EXÉRCITO BOLIVIANO E POVO MEXICANO MANDAM RECADO PARA A ESQUERDA E O FORUM DE SÃO PAULO

GEOPOLÍTICA: A VERDADE SOBRE A REVOLUÇÃO NA BOLÍVIA

Caro(a) leitor(a),

Todos os brasileiros precisam saber a verdade sobre o que realmente está acontecendo na Bolívia, pois esta é a maior lição e o melhor exemplo que podemos ter do que é um governo ditatorial socialista. Um governo que se utiliza dos instrumentos da democracia para implementar um projeto de poder e nele se eternizar a custa do sacrifício, do retrocesso e da miséria alheia. Um governo reducionista que relegou a economia do país a monocultura da coca e a custa do tráfico de drogas. Que condenou o seu povo a ignorância e ao sub-emprego. Já dizia um grande filósofo: “Os inteligentes aprendem com os erros dos outros, os medíocres aprende com os seus próprios erros e os imbecis nunca aprendem”. Por isso o povo brasileiro tem a oportunidade de aprender com os erros dos nossos irmãos vizinhos, que já é bastante triste e cruel e não deixar que essa miséria humana também chegue até aqui!

“Esse é o momento mais delicado, um novo presidente e novas eleições. Os delinquentes, com o dinheiro do povo, continuam espalhando terror e morte por aqui. Naão se pode confiar neles porque eles doutrinaram os camponeses e pessoas pobres contra o cidadão comum, e vai ser difícil retirar essa crença. E ainda falam de golpe, um narcogoverno do pior”.

“Eles continuam a guerra do terror. Queimaram 63 ônibus, há dois quarteirões da minha casa que estavam na garagem da empresa. Eles, com pedras, quebraram todos os vidros das casas da vizinhança. São pagos pelo governo de Evos Morales”. (Uma brasileira que mora na Bolívia e está aterrorizada e trancada em sua casa há mais de uma semana).

Essa é a verdade sobre Evo Morales!

Essa é a turba da destruição de Evo Morales!

Fonte: Uma brasileira que mora na Bolívia

Continuar lendo GEOPOLÍTICA: A VERDADE SOBRE A REVOLUÇÃO NA BOLÍVIA

PONTO DE VISTA: SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL A VERGONHA E A DESONRA BRASILEIRA

Caro(a) leitor(a),

O Brasil passa pela pior crise moral de todos os tempos incrivelmente capitaneada pela instituição que deveria ser sinônimo de honestidade, seriedade e ilibada reputação. Que deveria defender com unhas e dentes a nossa Porca e frágil Constituição e assegurar direitos iguais para todos, eu disse todos os brasileiros. Ao contrário de tudo isso o STF mancha o seu nome e sua imagem, desonra, rasga e joga na lata do lixo a Carta Magna brasileira e envergonha o povo brasileiro. Coloca na rua milhares de presidiários, bandidos, assassinos, mandantes, estupradores, como são os casos de Lula e João de Deus e tantos outros anônimos e emporcalha a vida dos cidadãos gerando a maior instabilidade e insegurança jurídica jamais vista na história desse país. O povo foi às ruas em todo o Brasil porque só nos resta essa possibilidade para que possamos salvar o que resta da nossa pobre dignidade: pressionar o congresso nacional, os nossos representantes no legislativo para mudar essa porca e frágil Constituição de forma a garantir através de um dispositivo constitucional o que o STF não teve competência para garantir, a IMPUNIDADE. Brava gente brasileira, o povo nas ruas contra o STF! É triste, mas é verdade!

Brava gente brasileira: 9 de novembro, o povo nas ruas contra o STF (veja o vídeo)

Foto: Fatima Noya

O povo foi às ruas em São Paulo e em mais de 100 cidades pelo Brasil.

O assunto, entretanto, está longe de ser encerrado, bem longe.

O Senado e a Câmara dos Deputados podem reverter a situação.

A impunidade não pode ser garantida a ricos e poderosos, como quer o STF.

Nem a corrupto notórios, como o estuprador de cabras do agreste que acaba de sair da jaula.

A manifestação em São Paulo, ocorreu apenas um dia após a maracutaia dos onze do STF.

O povo saiu às ruas, em massa.

Em meio a imensidão popular, juristas, políticos, trabalhadores, empresários, artistas…

Com destaque para a presença de Modesto Carvalhosa, jurista dedicado ao Brasil.

E isso é só o começo.

O Brasil mudou, e a voz do povo será ouvida, quer queiram ou não.

https://www.marcoangeli.com.br

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL A VERGONHA E A DESONRA BRASILEIRA

ANÁLISE POLÍTICA: A ESTUPIDEZ DO AI-5 DO DUDU POR CLAUDIO DANTAS DE O ANTAGONISTA

Dentre muitos fatos importantes e notícias boas ocorridos neste 31/10 que deveriam ser divulgados, na coluna ANÁLISE POLÍTICA desta sexta-feira temos o comentário muito enfático, lúcido e preciso do jornalista Claudio Dantas de o ANTAGONISTA sobre a infeliz declaração de Eduardo Bolsonaro, na ENTREVISTA a Leda Nagle, sobre o AI-5. Assista ao vídeo e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: A ESTUPIDEZ DO AI-5 DO DUDU POR CLAUDIO DANTAS DE O ANTAGONISTA

EDITORIAL: BRASÍLIA É UM CIRCO E O PICADEIRO ESTÁ ARMADO, MAS TÁ NA HORA DE DESARMAR

Caro(a) leitor(a),

Não sei até quando vamos suportar assistir de camarote, todos os dias, as bobageiras do presidente Bolsonaro, as palhaçadas do STF e do Congresso Nacional. Não há mais espaço pra isso nesse país. O Brasil está quebrado e os caras estão viajando na maionese. Os brasileiros precisam desmanchar esse picadeiro. Tá na hora de levar o país a sério!

Fonte:

Continuar lendo EDITORIAL: BRASÍLIA É UM CIRCO E O PICADEIRO ESTÁ ARMADO, MAS TÁ NA HORA DE DESARMAR

ESPORTES: EIS UMA PROVA EXPLÍCITA DO ATIVISMO DA GLOBO PELA DIVERSIDADE DE GÊNEROS

Na couna ESPORTES desta terça-feira temos um artigo sobre a censura a que Ana Paula Henkel, a Ana Paula do volley, foi submetida pela Rede Globo por, durante uma entrevista, apresentar argumentos e provas contundentes quanto a injusta inclusão de mulheres transgêneros no esporte feminino. Leia a reportagem completa a seguir e entenda o que aconteceu!  

Ana Paula do Vôlei diz ter sido censurada pela Rede Globo em matéria sobre transgêneros no esporte feminino (veja o vídeo)

Segundo Henkel, que é uma das mais conhecidas e combativas ativistas contra a participação de transgêneros no esporte feminino, concedeu uma entrevista de mais de uma hora de duração ao programa Esporte Espetacular. Durante a conversa, ela apresentou fatos e dados que corroboram a ideia de que a inclusão de transgêneros no esporte feminino é leviana e injusta com as mulheres. Entretanto, quando a matéria foi ao ar, nenhum trecho de sua entrevista foi inserido.

“O EE @eespetacular mostrou hj uma matéria sobre transexuais no esporte feminino. A Globo esteve em minha casa e eu dei uma longa entrevista c/dados científicos, biológicos e políticas antidoping na defesa das mulheres. A entrevista foi censurada e não foi incluída na matéria.”, publicou Henkel

O advogado esportivo, Marcelo Franklin, especialista em doping, afirmou também ter conversado com a reportagem, repassando dados científicos e jurídicos em favor das mulheres. O material também foi ignorado na matéria final. Henkel lamentou o fato de a matéria afirmando que o “lado que defende as mulheres com embasamento científico”.

“Também conversei com a reportagem e passei dados jurídicos e científicos em prol da defesa do esporte feminino.”, respondeu Frankilin

“Pois é, Dr Marcelo, pq não incluíram o lado que defende as mulheres com embasamento científico, biológico e com conhecimento profundo das políticas antidoping? Mas seguimos firme, Dr. Seguimos firme na defesa das mulheres. Obrigada pelo incrível apoio com a sua experiência.”, Henkel completou.

O procurador da República conservador, Ailton Benedito, demonstrou apoio à Henkel, acusando a matéria de ser uma “espiral de silêncio a serviço da nefasta ideologia de gênero”:

“Espiral de silêncio a serviço da nefasta ideologia de gênero, projeto totalitário de engenharia social que usa os seres humanos como cobaias.”, acusou Benedito.

Veja o vídeo:

 

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo ESPORTES: EIS UMA PROVA EXPLÍCITA DO ATIVISMO DA GLOBO PELA DIVERSIDADE DE GÊNEROS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA

Por G1

21/10/2019 20h47  Atualizado há 22 minutos


INTERNACIONAIS

Protestos no Chile

Polícia joga jato d'água em manifestantes que fazem barricada em Santiago, capital do Chile, nesta segunda-feira (21) — Foto: Edgard Garrido/ReutersPolícia joga jato d’água em manifestantes que fazem barricada em Santiago, capital do Chile, nesta segunda-feira (21) — Foto: Edgard Garrido/Reuters

Os protestos contra o custo de vida no Chile deixaram 11 mortos desde que se intensificaram, na sexta-feira. Mais de 5 mil escolas pelo país estão sem aulas, e o governo decretou toque de recolher no país pelo 3º dia. Os protestos começaram após o aumento no preço das passagens de metrô, que já foi cancelado.

Mapa mostra protestos pelo mundo — Foto: Infográfico: Roberta Jaworski/G1Mapa mostra protestos pelo mundo — Foto: Infográfico: Roberta Jaworski/G1

Mapa mostra protestos pelo mundo — Foto: Infográfico: Roberta Jaworski/G1

Além do Chile, protestos tomam as ruas de outros 6 países. E os motivos vão desde corrupção até movimentos por democracia. Em poucas linhas, entenda a nova onda de manifestações ao redor do mundo.

Também teve isso…

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, é nomeado para tentar mais uma vez formar coalizão para governar o país — Foto: Ronen Zvulun/ReutersPrimeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, é nomeado para tentar mais uma vez formar coalizão para governar o país — Foto: Ronen Zvulun/Reuters

NACIONAIS

Crise no PSL

Eduardo Bolsonaro durante sessão da Câmara nesta segunda-feira (21) — Foto: REUTERS/Adriano MachadoEduardo Bolsonaro durante sessão da Câmara nesta segunda-feira (21) — Foto: REUTERS/Adriano Machado

A crise no partido do presidente teve hoje mais uma guerra de listas pela liderança da bancada na Câmara. Desde o início da tarde, Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL. O deputado Delegado Waldir reconheceu derrota após a apresentação de uma 6ª lista com 29 assinaturas apoiando o filho do presidente.

R$ 500 antecipados

A Caixa antecipou o calendário de saques de até R$ 500 do FGTS para quem não tem conta no banco. Agora, todos os trabalhadores com cantas ativas e inativas poderão tirar o dinheiro até o fim deste ano. Veja as novas datas.

Recorde na Bovespa

O principal índice da Bovespa bateu novo recorde e fechou pela 1ª vez acima dos 106 mil pontos. O resultado reflete a possibilidade de a reforma da Previdência ser aprovada amanhã no Senado, e também as expectativas positivas nas negociações entre EUA e China. Já o impasse no Brexit fez o dólar fechar em alta: R$ 4,13.

Manchas no Nordeste

Óleo está sendo removido das praias de Pernambuco com a ajuda de voluntários — Foto: Otton Veiga/TV GloboÓleo está sendo removido das praias de Pernambuco com a ajuda de voluntários — Foto: Otton Veiga/TV Globo

Cinco mil homens do Exército vão reforçar os trabalhos de limpeza das manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste. O reforço foi confirmado pelo Ministério da Defesa e anunciado pelo presidente em exercício, Hamilton Mourão, após ser questionado e negar omissão do governo ao lidar com o problema.

Queda de avião em BH

Fogo é apagado após queda de avião no Caiçara, em Belo Horizonte; três pessoas morreram — Foto: Raquel Freitas/G1Fogo é apagado após queda de avião no Caiçara, em Belo Horizonte; três pessoas morreram — Foto: Raquel Freitas/G1

Três pessoas morreram na queda de um avião em Belo Horizonte, na mesma rua em que outra aeronave caiu 6 meses atrás, no bairro Caiçara. O monomotor tinha acabado de decolar do Aeroporto Carlos Prates, com destino a Ilhéus (BA). As vítimas são um passageiro do avião, um pedestre e um motorista de carro. Um vídeo mostra a queda, e sugere que o piloto tentou voltar ao aeroporto.

Buscas no Congresso

A PF fez uma operação para investigar corrupção em fundos de pensão, e realizou buscas e apreensões em 4 estados e no gabinete do deputado Sergio Souza. Ele foi relator da CPI sobre os fundos de pensão, e é suspeito de receber propina.

Sede dos Arautos do Evangelho no meio da Serra da Cantareira, em Caieiras — Foto: TV Globo/ReproduçãoSede dos Arautos do Evangelho no meio da Serra da Cantareira, em Caieiras — Foto: TV Globo/Reprodução

Ouça o canto de ave amazônica considerado o mais alto do mundo animal

Ouça o canto de ave amazônica considerado o mais alto do mundo animal

Homem explode quintal ao tentar matar baratas com gasolina — Foto: ReproduçãoHomem explode quintal ao tentar matar baratas com gasolina — Foto: Reprodução

Fonte: G1
Por Blog do BG

Deputados do PSL vão ao STF para barrar suspensão das atividades partidárias

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Os cinco deputados do PSL que tiveram suas atividades suspensas pela cúpula do partido pediram ao Supremo Tribunal Federal (STF) que ordene ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que se abstenha de anotar nos registros da Câmara dos Deputados o desligamento temporário dos parlamentares. O pedido é assinado pelo advogado Admar Gonzaga, que também defende o presidente Jair Bolsonaro em outras demandas.

Os parlamentares suspensos são Carla Zambelli (SP), Filipe Barros (PR), Bibo Nunes (RS), Alê Silva (MG) e Carlos Jordy (RJ).

Em uma investida contra o grupo bolsonarista, a cúpula do PSL decidiu aumentar o número de integrantes do partido com direito a voto nas decisões da sigla e suspender cinco deputados federais das atividades partidárias.

As decisões foram anunciadas pelos líderes do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), e no Senado, Major Olimpio (SP), após reunião da direção nacional da legenda em um centro empresarial de Brasília.

Para Gonzaga, “diante dos elementos aqui narrados, que se consubstanciam em decisão tirânica, ausente de fundamentação, em desacordo com o Estatuto do partido, alheia à legislação, ferindo de morte o contraditório e ampla defesa, é que os impetrantes vêm à esse eg. Supremo Tribunal Federal requerer que referida penalidade sequer seja anotada nos registros da Câmara dos Deputados”.

“A atuação preventiva dessa eg. Corte Suprema se justifica diante da urgência acima exposta e, ainda, da manifesta violação ao direito líquido e certo de terem preservada a integridade do mandato parlamentar, pelas razões acima expostas, suficientes para a concessão de medida liminar e, ao final, concessão da segurança”, anota.

Estadão Conteúdo

Comments

NASCEU DE NOVO: Mulher sai ilesa de carro atingido por avião que caiu em BH

A manicure Luciana Mota presenciou a queda do avião de dentro de um carro estacionado na manhã desta segunda-feira (21) na Rua Minerva, no bairro Caiçara, Região Noroeste de Belo Horizonte. O automóvel de Luciana foi destruído no acidente, mas ela escapou ilesa.

“Escutei o barulho de uma batida bem fraquinha. Na hora que eu olhei, nossa, o avião caiu. Aí, ele explodiu na minha frente”, contou.
Luciana disse que, depois disso, ficou sem reação, e em questão de segundos percebeu que dava para sair do veículo.

“Veio aquela explosão para cima do meu carro. Eu não tinha nem o que fazer. Eu não tinha pra onde ir. Eu fiquei dentro do carro. Ai só abaixei e fiquei esperando para ver o que ia acontecer. Quando vi que ainda dava para sair, abri a porta do passageiro e saí correndo”, descreveu ela.

A manicure estava deixando a academia que fica em frente ao local do acidente. Três pessoas morreram e três foram levadas feridas para o hospital.

G1

Comments

Bovespa sobe 1,23% nesta segunda e fecha acima dos 106 mil pontos pela primeira vez

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, subiu nesta segunda-feira (21) e fechou em patamar recorde, em sessão favorecida por expectativas positivas para as negociações entre EUA e China e o Brexit, bem como para a votação da Previdência

O Ibovespa subiu 1,23%, a 106.022 pontos. Veja mais cotações.

No acumulado do mês, a bolsa acumula alta de 1,22%. No ano, já subiu 20,63%.

Comments

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro

A revista francesa France Football anunciou nesta segunda (21) a relação de candidatos à Bola de Ouro. Entre os 30 finalistas há 3 brasileiros: o goleiro Alisson (Liverpool), o atacante Roberto Firmino (Liverpool) e o zagueiro Marquinhos (PSG).

O Brasil também tem representantes na disputa de melhor jogadora, a atacante Marta (Orlando Pride), e na de melhor jogador sub-21, o atacante Vinícius Júnior (Real Madrid).

Bola de Ouro

Alisson, Firmino e Marquinhos terão adversários de peso na disputa pela Bola de Ouro, cujo vencedor será revelado no dia 2 de dezembro. Entre os candidatos está o argentino Lionel Messi (Barcelona) e o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid). Mas chama a atenção a ausência na premiação do último vencedor, o croata Luka Modric (Real Madrid).

Comments

Deltan rejeita interesse em promoção que o afastaria do comando da Lava Jato

O procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, encaminhou nesta segunda-feira (21) ofício ao Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) afirmando não ter interesse em concorrer à promoção dentro da instituição no momento.

Ele poderia disputar, caso não recusasse, uma das dez vagas em aberto nas Procuradorias Regionais da República —nove em Brasília e uma em Porto Alegre. Com o desinteresse, Deltan deve permanecer no posto atual, na capital paranaense.

Em nota, o Ministério Público Federal no Paraná informou que Deltan tomou a decisão após conversar com os demais procuradores da força-tarefa e por conta de “aspectos pessoais e profissionais”.

O Conselho Superior estipula regras de promoção dos seus membros por critérios de merecimento e antiguidade. Os nomes para ocupar as vagas devem ser decididos no próximo dia 5 de novembro. Os membros tinham até esta segunda para apresentar recusa aos postos.

Folhapress

Comments

BRIGA CONTINUA: Eduardo Bolsonaro destitui vice-líderes do PSL na Câmara dos Deputados

Mergulhado em uma nova guerra de listas, o deputado Eduardo Bolsonaro (SP) destituiu, nesta segunda-feira (21), todos os 12 vice-líderes do PSL na Câmara, em uma degola que atinge nomes ligados principalmente ao presidente do partido, o deputado federal Luciano Bivar (PE).

Eduardo se reuniu nesta tarde com outros oito parlamentares bolsonaristas – Aline Sleutjes (PR), Carlos Jordy (RJ), Filipe Barros (PR), Sanderson (RS), Major Vitor Hugo (GO), Bia Kicis (DF), Coronel Armando (SC) e Chris Tonietto (RJ).

Mais cedo, Eduardo foi confirmado na liderança da legenda pela SGM (Secretaria-Geral da Mesa). A ala bivarista, no entanto, tenta devolver o posto a Delegado Waldir (GO).

Com a destituição de Waldir, nenhum outro parlamentar além de Eduardo estaria autorizado a falar em nome do PSL na Câmara. A intenção da ala bolsonarista é centralizar no filho do presidente as decisões e orientações do partido na Câmara. Esse é um papel que cabe ao líder e, em sua ausência, aos vice-líderes.

Os nomes dos novos vice-líderes devem ser apresentados nesta terça, caso a guerra de listas termine –além da lista com o nome de Eduardo, a ala bivarista protocolou uma relação com 28 nomes que ainda precisa ser verificada pela SGM. Caso todas as assinaturas sejam conferidas e validadas, Waldir retomaria o posto, pois o critério utilizado é lista com o apoio de metade dos deputados do partido mais um.

Na lista de vice-líderes destituídos há pelo menos um nome declaradamente ligado a Bolsonaro –o do deputado Daniel Silveira, que se infiltrou em uma reunião da ala bivarista para expor o movimento contrário ao presidente. A maioria dos vice-líderes, no entanto, é ligada a Bivar, como Júnior Bozzella (SP), Nelson Barburdo (MT) e Joice Hasselmann (SP).

Nesta manhã, a Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados confirmou o nome de Eduardo como novo líder do PSL na Casa. Segundo a SGM, a ala bolsonarista do PSL conseguiu coletar 32 assinaturas em apoio de Eduardo. Desse total, três eram repetidas e uma não conferiu, o que significa que apenas 28 assinaturas foram consideradas válidas —eram necessárias pelo menos 27.

A confirmação ocorreu pouco depois de Waldir entregar o cargo. A desistência do deputado de ocupar o posto foi anunciada por meio de um vídeo gravado por ele na manhã desta segunda-feira e divulgado por sua assessoria de imprensa.

Folhapress

Comments

TSE quer pedir comprovantes de gastos do PSL com Whatsapp pró-Bolsonaro

O corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jorge Mussi, afirmou hoje que avalia pedir cópia da prestação de contas do PSL e anexá-la à investigação sobre o disparo em massa de mensagens de Whtasapp.

Reportagem publicada pela revista Vortex Media hoje afirmou que gastos da campanha de Jair Bolsonaro (PSL), entre eles com disparos de mensagens pelo WhatsApp, não foram incluídas na prestação de contas do então candidato a presidente.

Em vez disso, os gastos foram contabilizados nas despesas do partido, que só costumam ser analisada cinco anos depois. Esses novos documentos constam de um outro processo, que está no TSE desde abril deste ano.

Mussi disse ao UOL que, como os documentos estão no próprio tribunal, poderia anexá-los às ações de investigação judicial eleitoral (Aije) abertas pelo PT e pelo PDT para avaliar os gastos de Bolsonaro.

“Se eu tiver essa informação, eu posso de ofício, sem ser provocado, até pedir isso aí”, afirmou o corregedor.

“Se está na prestação de contas do partido, nós teremos fácil acesso a isso”, avaliou Mussi. “Vou ver quem é o relator da prestação de contas do partido porque aí é mais fácil.” O relator é o ministro Tarcísio Vieira.

O TSE veda o uso de ferramentas de automatização, como programas de disparo de mensagens em massa.

UOL

Comments

Governo e Cascar Mineração assinam protocolo de intenções

Foi dado hoje um novo e importante passo para o Rio Grande do Norte iniciar uma nova era no campo da mineração, mais precisamente, a exploração do ouro na cidade de Currais Novos, situada na região do Seridó. O Governo do Estado e a empresa Cascar Brasil Mineração assinaram na tarde desta segunda-feira (21), na sala de reuniões da governadoria, o protocolo de intenções para a implantação e desenvolvimento do Projeto Borborema. A governadora Fátima Bezerra e o presidente da companhia, Andrew Richards, são os principais signatários do documento que visa encaminhar uma série de ações necessárias para o início dos trabalhos, previsto para o segundo trimestre de 2020, como a questão fundiária, realocação de rodovia, concessão e licenciamento ambiental.

O protocolo contempla a inclusão da empresa no Programa de Estímulo à Indústria (Proedi), pelo qual será beneficiada inicialmente com desconto de 85% no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), que poderá aumentar até para 95%, caso a companhia obedeça a alguns critérios relativos à geração de empregos e sustentabilidade. “O governo não tem medido esforços para aumentar o grau de competitividade do Rio Grande do Norte, como é o caso do Proedi. Aqui nós trabalhamos assim, emprego sim, incentivo sim. E queremos incentivar cada vez mais a interiorização da indústria”, afirmou Fátima.

O empresário Andrew Richards agradeceu todo o apoio recebido do governo e das outras instituições envolvidas no protocolo, alegando que somente assim a Cascar poderá avançar nos seus propósitos. “Apesar de ser um projeto grande, o teor de ouro será baixo e este apoio é extremamente importante para conseguirmos iniciar os trabalhos”, disse. O projeto Borborema ocupará uma área de 490 hectares, somando o setor de extração mineral e o beneficiamento para obtenção de ouro, e deverá gerar 200 empregos diretos, inicialmente, podendo chegar a 300, e cerca de 1.500 indiretos. O empreendimento terá a capacidade de processar até 4,2 milhões de toneladas/ano e está na área de concessões de lavra vinculada aos processos da ANM (Agência Nacional de Mineração).

Para a construção da plataforma de operação, a previsão é de que serão investidos R$ 200 milhões. O secretário Jaime Calado (Desenvolvimento Econômico/Sedec) falou que ele e sua equipe têm trabalhado para atrair as indústrias de segmentos que ainda não tem por aqui. “A vinda da Cascar abre portas para outras empresas de mineração virem para o RN”, disse. O coordenador da Secretaria de Estado da Tributação (SET), Neil Armstrong, falou acerca das novas regras do Proedi, que beneficia empresas que se instalem longe da região metropolitana. “A interiorização é muito importante para o Proedi, tanto quanto para as empresas e para a população”, afirmou.

A assinatura do protocolo envolve, por parte do Governo, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), para emissão de licenças de exploração, e a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), tratando do reuso de esgoto na mina. O assessor técnico do Idema, Francisco Josivan do Nascimento, explicou que foi concedida autorização para a empresa explorar o local pelos próximos quatro anos. “Como a extração de ouro demanda água e lá vai ter reuso, isso foi um condicionante favorável a eles”, alegou. A Cascar terá de investir R$ 1,2 milhão a título de compensação ambiental, recursos esses que serão revertidos em unidades de conservação do estado.

O prefeito de Currais Novos, Odon Júnior, e o vice, Anderson Alves, falaram do trabalho que têm feito para atrair indústrias para a cidade, incluindo benefícios fiscais, ora em estudo. “O Proedi tem um importante aliado para nós”, declarou Odon. O representante da Agência Nacional de Mineração (ANM), Roger Garibaldi Roger, citou que em todas as atividades de extração mineral, o empreendedor tem que recolher 2% a título de Compensação financeira pela Extração Mineral (CFEM), que são divididos entre município e estado. “O RN tem no mínimo 50 substâncias minerais que podem ser exploradas”, reforçou. A representante da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Maria da Guia, falou que a companhia está aberta a compartilhar as pesquisas com a Cascar. “Estamos abertos e otimistas quanto ao novo empreendimento”.

Representando a UFRN, o professor Uílame Umbelino enfatizou a vocação que a universidade federal tem para a área de mineração, fato também compartilhado pelo reitor do IFRN, Willis Farkat. Este destacou a criação o CT Mineral (Centro de Tecnologia Mineral), que está sendo um importante braço para as pesquisas geológicas na região do Seridó. “Teremos um papel no planejamento estratégico do Projeto Borborema, por meio de análises periódicas no nosso CT Mineral, além de contribuirmos com a formação de mão de obra especializada”, pontuou Farkat.

Na opinião da governadora, o IFRN não cumpre apenas o papel de democratizar o acesso aos cursos profissionalizantes, mas somado a isso, os IFs cumprem papel estratégico para o desenvolvimento econômico do RN. “Eu não escondo minha emoção por ter lutado, enquanto parlamentar, pela inclusão de Currais Novos no plano de expansão do instituto federal e hoje ele está contribuindo consideravelmente para o crescimento do estado”, expôs.

Integram ainda o protocolo a Cosern, representada na reunião pelo presidente Luiz Antônio Ciarlini; Agência Nacional de Mineração (ANM); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Participaram também da reunião o vice-governador Antenor Roberto; o gerente do Banco do Nordeste (BNB), Lívio Tonyatt Barreto; o diretor operacional da Cascar Mineração, João Nery, e a diretora administrativa, Diana Uchoa; o diretor-presidente da Caern, Roberto Sérgio Linhares; a supervisora do setor de mineração do Idema, Ana Valéria Medeiros; e a geóloga responsável pelo projeto Borborema, Jocienny Barros.

Sobre a Cascar

Em abril, o Idema entregou a licença de instalação para a Cascar, empresa de origem australiana, com sede administrativa no Brasil, em Belo Horizonte (MG), aprovando a viabilidade ambiental do empreendimento. A empresa também firmou entendimento com a Caern para reaproveitar a água das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s) em Currais Novos, que irá por uma adutora até a mina, onde será usada para filtrar o rejeito da exploração do ouro e transformar em rejeito seco. Parte da direção do grupo visitou a governadora Fátima Bezerra em junho para discutir os investimentos.

Comments

Homem que estava preso por matar irmão, sai da cadeia e mata a prima

Depois de ter matado o próprio irmão e estar em liberdade provisória por causa do crime, um jovem de 26 anos assassinou a prima, nesta segunda-feira (21), no bairro Mantiqueira, em Venda Nova. A vítima, de 24 anos, foi morta a facadas dentro de casa e o suspeito do crime foi preso.

De acordo com a Polícia Militar, a cunhada da vítima, de 16 anos, contou aos militares que estava chegando em casa quando chamou pela jovem de 24 anos para que ela abrisse a porta. Nesse momento o suspeito chegou, invadiu a casa e começou a dar as facadas na mulher. Ela foi ferida no pescoço, no tórax e nos braços.

O suspeito arrancou a tornozeleira eletrônica que usava e deixou no local do crime. Ele tentou fugir após a morte e se esconder em uma borracharia, mas foi preso. Ele disse que estava sendo ameaçada de morte pela vítima e pelo marido dela, que não estava na casa no momento do crime.

O suspeito afirmou que a intenção era matar os dois. Ele estava com a faca suja de sangue e com as mãos e pés também sujos. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Venda Nova.

O Tempo

Comments

Google oferece 2 mil bolsas para curso online de Suporte em TI

Foto: (Aly Song/Reuters)

Para ajudar os profissionais brasileiros a adquirirem as habilidades digitais em alta no mercado de trabalho, o Google oferece junto com o Coursera um Certificado Profissional para Suporte de TI.

O curso é online e foi traduzido para o português. Com doação de R$ 4,5 milhões do Google.org, serão disponibilizadas 2 mil bolsas de estudos para o programa que prepara os alunos para iniciar uma carreira na área de TI no nível inicial após seis meses.

Além de conteúdos atualizados por demandas do mercado, o curso tem laboratórios práticos desenvolvidos por funcionários do Google.

Nenhum treinamento ou experiência anterior é necessário para se inscrever. O acesso gratuito ao programa dará prioridade a grupos carentes em todo o Brasil, procurando jovens, mulheres, pessoas desempregadas, de baixa renda e negros.

As inscrições para as bolsas abriram nesta segunda-feira, dia 21, e podem ser realizadas até o final de novembro pelo site.

Será avaliado como critério de seleção as condições sociais dos participantes, além do interesse na área e disponibilidade para realizar o curso.

Para aqueles que não conseguirem bolsas, o curso também estará disponível pelo valor de 19 dólares, um esforço do Google e da Coursera para tornar o conteúdo mais acessível. O programa foi lançado inicialmente por 39 dólares.

Ao concluir o curso, os alunos podem compartilhar suas informações com grandes empregadores, como Coca-Cola, Cognizant, Localiza, Magalu, Telhanorte, Tumelero, Rappi e o próprio Google.

Exame

 

Deltan Dallagnol recusa promoção para continuar na Lava-Jato em Curitiba

Foto: Geraldo Bubniak / Agência O Globo

Coordenador da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol decidiu não concorrer à promoção a uma vaga de procurador regional da República, responsável pela atuação na segunda instância da Justiça Federal. Ele apresentou nesta segunda-feira carta ao Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) em que recusa a hipótese de promoção para poder continuar à frente da coordenação da força-tarefa Lava-Jato em Curitiba (PR). Ele exerce a função há pelo menos cinco anos.

Se não tivesse apresentado a carta, o procurador estaria apto a ser escolhido para umas das dez vagas em aberto — nove delas em Brasília (DF) e uma em Porto Alegre (RS) —, e com isso seria obrigado a deixar a força-tarefa no Paraná.

A escolha de nomes se dá por critérios de merecimento e antiguidade, analisados em reunião do Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF), marcada para o próximo dia 5 de novembro.

Atualmente, Deltan ocupa o posto de coordenador na condição de procurador natural de processos motivados por investigações originárias em Curitiba. Nos últimos anos, procuradores regionais foram cedidos à força-tarefa, mas sempre mediante autorização do Procurador-Geral da República (PGR).

Ele tinha até esta segunda-feira para apresentar uma recusa à promoção. No MPF desde 2003, o procurador integra o grupo que reúne um quinto dos procuradores mais antigos na carreira, aptos a serem promovidos por merecimento.

“A decisão foi tomada após conversar com os demais procuradores da força-tarefa e tomou em conta aspectos pessoais e profissionais”, informou Deltan na tarde desta segunda-feira, em nota divulgada por sua assessoria.

Procuradores próximos ao chefe da Lava-Jato vinham defendendo sua promoção como estratégia para tentar reduzir a pressão por sua saída do posto, em função do vazamento de suas mensagens particulares trocadas com diversos interlocutores por meio do aplicativo Telegram. O procurador resistia à ideia, por entender que o teor das mensagens não compromete o trabalho à frente do grupo anticorrupção.

O Conselho Superior do MPF é presidido pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, que nos últimos meses foi crítico ao que classificou de “personalismo” na atuação de procuradores em ações de combate à corrupção, citando o exemplo da Lava-Jato.

Atualmente Deltan é alvo de nove reclamações em outra instância: no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Nenhum deles tem relação com suas mensagens privadas que foram tornadas públicas, mas com manifestações públicas do procurador sobre temas relacionados ao combate à corrupção.

O Globo

 

Caixa antecipa calendário do FGTS e todos podem sacar R$ 500 em 2019; veja novas datas

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os trabalhadores com contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão sacar até R$ 500 de cada conta antes do fim do ano. A Caixa Econômica Federal antecipou o calendário de retiradas para não correntistas do banco.

Os saques de até R$ 500 por conta do FGTS começaram na sexta-feira (18) apenas para os não correntistas do banco nascidos em janeiro. O calendário original previa a liberação gradual conforme o mês de nascimento do trabalhador, até que os nascidos em dezembro pudessem sacar os recursos em março de 2020.

O novo calendário ficou da seguinte forma:

Aniversário em janeiro: saque a partir de 18/10
Aniversário em fevereiro e março: saque a partir de 25/10
Aniversário em abril e maio: saque a partir de 8/11
Aniversário em junho e julho: saque a partir de 22/11
Aniversário em agosto: saque a partir de 29/11
Aniversário em setembro e outubro: saque a partir de 6/12
Aniversário em novembro e dezembro: saque a partir de 18/12

Ao todo 62,5 milhões de trabalhadores sem conta na Caixa Econômica Federal poderão retirar até R$ 25 bilhões. Para os correntistas do banco, o dinheiro foi depositado automaticamente ao longo do último mês nas contas-correntes ou de poupança abertas até 24 de julho deste ano. Os depósitos automáticos beneficiaram 37 milhões de trabalhadores, num total de R$ 15 bilhões.

Horário especial

Assim como no saque para os nascidos em janeiro, a Caixa abrirá agências em horários especiais em determinados dias até todo o dinheiro ser liberado, no fim de dezembro. As agências que abrem às 9h terão atendimento uma hora antes e uma hora depois. Aquelas que abrem às 10h iniciam o atendimento com duas horas de antecedência. E as que abrem às 11h também iniciam o atendimento duas horas antes do horário normal.

Essas agências também abrirão aos sábados, das 9h às 15h (horário local), para fazer pagamentos, tirar dúvidas, fazer ajustes de cadastro dos trabalhadores e emitir senha do Cartão Cidadão. A lista das agências com horário especial de atendimento pode ser consultada no site da Caixa.

A Caixa abriu canais de atendimento para que o trabalhador com conta do FGTS, ativa ou inativa, consulte as formas de retirada dos recursos. O trabalhador pode verificar o quanto tem direito na página da Caixa na internet ou por meio do aplicativo APP FGTS, disponível para os smartphones com sistema Android e iOS.

Saque aniversário

O saque imediato não tem relação com o saque aniversário, que prevê a retirada, todos os anos, de um percentual dos recursos de cada conta do FGTS, mais um adicional fixo que varia conforme o saldo. Os saques referentes a 2020 começarão em abril e seguirão até fevereiro de 2021, conforme o mês de nascimento do trabalhador. A partir de 2021, a retirada ocorrerá a partir do mês de aniversário até dois meses adiante.

A adesão ao saque aniversário é opcional e pode ser feita a qualquer momento. No entanto, o trabalhador que escolher essa modalidade não poderá sacar o total da conta do FGTS em caso de demissão sem justa causa. O empregado continuará a receber a multa de 40% sobre o valor total caso seja dispensado. O trabalhador pode voltar à modalidade tradicional, que só permite o saque do FGTS em situações especiais, mas somente dois anos após a data em que informarem a decisão de retorno.

Agência Brasil

 

Brasil ganhou 42 mil novos milionários em um ano, diz estudo

Foto: (Mario Tama/Getty Images)

O Brasil ganhou 42 mil novos milionários em um ano, de acordo com a nova edição do Relatório de Riqueza Global divulgada nesta segunda-feira (21) pelo banco Credit Suisse.

O número de milionários no país saltou de 217 mil adultos em 2018 para 259 mil em 2019. Foi uma das maiores altas do mundo, perdendo apenas para Holanda, Alemanha, China, Japão e Estados Unidos. A previsão é que o número de milionários no Brasil deve crescer 23% até 2024, chegando ao total de 319 mil adultos.

São considerados milionários aqueles com mais de US$ 1 milhão em ativos financeiros e reais, incluindo moradia, abatendo o valor de dívidas.

O relatório destaca que grande parte da variação ano a ano se refere a mudanças nos preços desses ativos e variação nas taxas de câmbio. Desde 2010, por exemplo, a riqueza média no Brasil caiu 3% em dólares, mas subiu 33% em reais.

O que mais contribuiu para a criação de novos milionários neste ano foi uma alta de 35% nos preços das ações, enquanto a riqueza de forma geral está em uma “montanha-russa” desde a crise de 2008 em grande parte pela flutuação do câmbio.

O Brasil também foi um dos países do mundo onde mais cresceu o grupo de milionários “ultra-high”, aqueles com riqueza acima de US$ 50 milhões. Foram 860 novos membros do grupo no ano, perdendo apenas para os Estados Unidos, onde 4,2 mil pessoas superaram esse patrimônio.

A tendência vai na contramão mundial. A parcela de riqueza mundial concentrada no 1% no topo da pirâmide subiu entre 2007 e 2016 em todos os países selecionados, com exceção da Índia, mas depois disso começou a cair em todos os países – com exceção do Brasil.

A estimativa do banco é que o 1% mais rico da população brasileira detém 49% de toda a riqueza familiar do país. Enquanto isso, 70% dos brasileiros tem riqueza inferior a US$ 10.000, proporção acima da observada no resto do mundo (58%).

O relatório destaca que a alta desigualdade de riqueza no país, referente a patrimônio, reflete em parte a alta desigualdade de renda, referente aos rendimentos.

Os últimos números do IBGE com base na PNAD mostram que a concentração da renda no país não era tão alta desde o início da série histórica em 2012. Em agosto, a Fundação Getúlio Vargas divulgou um estudo apontando alta da desigualdade há 17 trimestre seguidos.

O fenômeno teria relação com a crise no mercado de trabalho, que afetou especialmente o extrato de trabalhadores com menor qualificação e menor remuneração.

Quando começou a melhora na geração de vagas, os desempregados que conseguiram retornar ao mercado de trabalho passaram a ganhar menos em funções semelhantes ou a atuar em postos informais, que também remuneram menos.

Exame

 

LOCAIS

Natal recebe a 3ª edição do The Beatles Fest – Yellow Submarine

Acompanhando o movimento mundial que homenageia todos os anos a maior banda de todos os tempos, Natal recebe a 3ª edição do The Beatles Fest que acontece no dia 02 de novembro na já tradicional rua do Mormaço.

O festival de rua atrai milhares de pessoas e é marcado pela diversidade de seu público que vai de 0 a 100 anos. Paramentados com suas camisas, fantasias e acessórios da banda inglesa, os beatlemaníacos (crianças, estudantes, adultos e idosos) dão o tom da festa e fazem coro às bandas.

Esse ano a cantora Bruna Hetzel & Macaxeira Jazz abrem a festa, seguidos pelos garotos da Stoneglass que são considerados a banda revelação do ano. Os Mad Dogs, que já tocaram no festival de Liverpool, nunca ficam de fora do The Beatles fest. A banda Revolver prepara um show especial que promete emocionar o público: a íntegra do aclamado álbum Abbey Road que em 2019 completou 50 anos. A Submarino Amarelo é outra novidade que encerra o festival em clima de carnaval. Ao longo da festa DJ Magão traz o som original Beatles.

O evento acontece das 17h à meia noite na rua Historiador Tobias Monteiro, 2014 – Lagoa nova. Os ingressos estão à venda através do site www.sympla.com.br/thebeatlesfest2019.

Em menos de cinco horas a PRF recupera quatro veículos roubados na Grande Natal e interior

Foto: Divulgação

A Polícia rodoviária Federal recuperou nesta segunda-feira (21), três veículos com registro de furto/roubo. O primeiro foi localizado, às 09h50, no município de Assu/RN, no Km 126 da BR 304. Um Ford/Verona branco havia sido tomado de assalto uma semana antes, no último dia 14, em Parnamirim/RN.

Em uma outra ocorrência, em São José de Mipibu/RN, no km 118 da BR 101, às 12h30, foi preso um homem de 29 anos, condutor de um veículo Onix de cor prata. Ao consultar os sistemas, os PRFs descobriram que havia registro de furto do último dia 17, em São Paulo/SP.

No mesmo horário foi recuperado em São Gonçalo do Amarante, no Km 167 da BR 406, um Ford Ka preto, roubado no mesmo município, no dia anterior (20). O condutor foi preso e reconhecido pelo proprietário como o autor do crime.

O quarto veículo recuperado foi um ciclomotor Shineray de cor preta, com queixa de furto/roubo, também do dia 17/10/19, em Mossoró. A abordagem ocorreu no km 47 da BR 110, por volta das 14h40.

As ocorrências foram encaminhadas à Polícia Judiciária das respectivas cidades.

De acordo com os dados estatísticos, a PRF já recuperou, neste ano, 173 veículos com registro de furto/roubo, além de apreender outros 67 por apresentarem sinais de adulteração nos itens identificadores.

A Polícia Rodoviária Federal enfatiza que, em caso de furto ou roubo de veículos, a pessoa deve comunicar o fato com a maior brevidade possível ao Whatsapp do número (84)99450-5533.

O proprietário pode utilizar também o Sistema Nacional de Alarmes – SINAL, através do Site www.prf.gov.br/sinal e fazer o registro da ocorrência.

Fonte: Blog do BG

Por G1 RN

21/10/2019 16h22 Atualizado2019-10-21T19:45:04.275Z


Mãe do bebê pensou que havia passado por uma cirurgia contraceptiva, mas ficou grávida apenas cinco meses após o atendimento (imagem ilustrativa) — Foto: PixabayMãe do bebê pensou que havia passado por uma cirurgia contraceptiva, mas ficou grávida apenas cinco meses após o atendimento (imagem ilustrativa) — Foto: Pixabay

Um médico foi condenado a pagar indenização de R$ 30 mil por danos morais, além de uma cirurgia de parto cesariano e o enxoval de um bebê que nasceu no interior do Rio Grande do Norte. Tudo isso porque a mãe da criança pensou que havia passado por uma cirurgia contraceptiva, mas ficou grávida apenas cinco meses após o atendimento. Apenas a cirurgia cesariana custou quase R$ 5,5 mil.

O anestesista que atendeu a paciente e o Hospital Maternidade Nossa Senhora Aparecida (Hospital Municipal de Passa e Fica) também foram processados, mas não foram condenados. As informações foram divulgadas pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) nesta segunda-feira (21).

A autora narrou na ação judicial que, após o nascimento de seus três filhos, buscou atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) para realizar um procedimento cirúrgico contraceptivo e evitar engravidar novamente. Ela explicou que, após a consulta com o médico, o profissional recomendou a realização de laqueadura e perineoplastia, marcando os procedimentos para o dia 5 de abril de 2006.

A paciente ainda informou que, apesar de ter realizado os procedimentos, ficou grávida apenas cinco meses após a cirurgia.

Após analisar as provas e os argumentos das partes, a Justiça estadual acolheu a alegação de ilegitimidade do Hospital Maternidade Nossa Senhora Aparecida, por entender que a instituição é um órgão do município, sem autonomia administrativa, orçamentária e financeira. O anestesista também ficou isento de culpa.

Porém, para o juiz, ficou comprovado nos autos que a paciente procurou o médico para que ele realizasse procedimento de laqueadura tubária. Ele ainda observou que a paciente realmente acreditava ter realizado o procedimento, pois anexou laudo pericial, de 11 de maio de 2016, no qual teria relatado ao perito a realização de laqueadura e perineoplastia, bem como também informou a realização do procedimento. Mas o atestado médico elaborado na data da cirurgia, também juntado pela autora, indica que ela foi submetida apenas à cirurgia de colpoperineoplastia posterior, sem mencionar a laqueadura.

“Destarte, fica certo e evidente nos autos que faltou informação do profissional médico, seja quanto à não realização da cirurgia ou quanto aos riscos de uma nova gravidez no caso da realização. Em qualquer dos casos, houve falha na atuação profissional do médico. […] observo que houve grave falha no atendimento da autora, que resultou na gravidez indesejada, seja porque não realizou o procedimento seja porque não foi devidamente orientada quanto à possibilidade de nova gravidez”, concluiu.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

21/10/2019 17h01  Atualizado há 4 horas


Doulas acompanham mulheres grávidas. — Foto: Ingrid Ferreira dos Santos/Arquivo pessoalDoulas acompanham mulheres grávidas. — Foto: Ingrid Ferreira dos Santos/Arquivo pessoal

O Governo do Estado sancionou a Lei 10.611, que garante o direito à presença de doulas nas maternidades das redes pública e privada do Rio Grande do Norte. O texto, publicado no Diário Oficial do último sábado (19), prevê que as unidades não podem impedir a presença dessas profissionais durante o período de trabalho de parto, parto e pós-parto. Em caso de descumprimento, multas de até R$ 5 mil podem ser aplicadas

Doulas são acompanhantes de parto, responsáveis pelo conforto físico e emocional da parturiente. De acordo com a nova norma estadual, as unidades devem garantir a presença delas, quando solicitado pela paciente. É vedado às doulas, porém, a realização de procedimentos privativos de profissionais de saúde, mesmo que possuam formação na área.

“Os serviços privados de assistência prestados pelas doulas durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, não acarretarão vínculo empregatício ou quaisquer custos adicionais às maternidades, casas de parto e outros estabelecimentos hospitalares congêneres, da rede pública ou privada. Contudo, sendo necessária a paramentação, esta ficará sob-responsabilidade da instituição”, diz o texto.

Os hospitais deverão exigir documentos como carta de apresentação com nome completo, endereço, número do CPF, RG, resumo dos cursos e capacitação de doula, contato telefônico e e-mail, além de cópia de documento oficial com foto.

“As profissionais ainda deverão apontar os procedimentos e técnicas que serão utilizadas no momento do trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, bem como descrever o planejamento das ações que serão desenvolvidas durante o período de assistência. Ainda terão que apresentar um termo de autorização assinado pela gestante.

“As doulas, para o regular exercício da profissão, estão autorizadas a entrar nas maternidades, casas de parto e estabelecimentos hospitalares congêneres, da rede pública e privada do Estado do Rio Grande do Norte, com seus respectivos instrumentos de trabalho, condizentes com as normas de segurança e ambiente hospitalar”, pontua a lei.

As doulas poderão entrar nas unidades com bola de exercício físico de material elástico e outras bolas de borracha; bolsas de água quente; óleos para massagens; banqueta auxiliar para parto, equipamentos sonoros e outros materiais utilizados no acompanhamento.

Em caso de descumprimento da norma, as unidades poderão pagar multa de até R$ 5 mil – valor que pode ser dobrado em caso de reincidência. Processos administrativos também deverão ser abertos contra os responsáveis.

Palácio de Despachos de Lagoa Nova, em Natal/RN, 18 de outubro de 2019, 198º da Independência e 131º da República.

Fonte: G1RN

Fátima cobra providências do Governo Federal para combater manchas de óleo

Governo do RN solicita presença do presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, Fabiano Contarato

21/10/2019 às 17:01

José Aldenir / Agora RN

O Governo do RN está cobrando ao Governo Federal ações e apoio para a limpeza das praias no Estado atingidas pela mancha de óleo que, após 40 dias, ainda não tem causa identificada. Junto com o senador Jean Paul Prates, Fátima Bezerra solicitou ao senador Fabiano Contarato, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, que ele venha aos estados do Nordeste verificar a gravidade do problema.

“É inadmissível que após 40 dias do surgimento das manchas o governo federal não tenha tomado medidas efetivas para resolver o problema. As manchas ameaçam e já prejudicam a flora e fauna marítima. Possivelmente possa até afetar a saúde da população. Além disso, a economia dos estados do Nordeste fica prejudicada por que afeta a vida marinha e estamos iniciando a alta temporada do turismo”, afirmou Fátima Bezerra em reunião esta manhã, 21, na sede do Idema em Natal com o diretor presidente do instituto, Leon Aguiar, com o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, João Maria e com a Defesa Civil do Estado.

Durante todo este final de semana, representantes dos órgãos do Governo do RN ligados ao meio ambiente estiveram reunidos para adotar medidas no âmbito estadual em articulação com as prefeituras. Foi elaborado o Plano de Resposta e Mitigação de Desastre e o Gabinete de Gestão Integrada – GGI, sob a coordenação da Defesa Civil Estadual.

O Governo do RN também mantém contatos com as universidades, a Marinha e governo federal em busca de apoio para as medidas a serem tomadas. Fátima ressaltou o empenho dos órgãos estaduais e disse: “Melhor prevenir que remediar.  Os Estados é que estão atuando. Riscos não estão  descartados. O governo federal não toma iniciativa. Há omissão danosa, inclusive por que desmobilizou o Plano Nacional de Contingência”.

Fonte: Agora RN

 

Gestão do Plano Diretor prorroga prazo para reuniões dos grupos de trabalho

Decisão foi publicada na edição do Diário Oficial do Município desta segunda (21)

21/10/2019 às 16:13

Divulgação/Semurb

O prazo para a realização das reuniões dos Grupos de Trabalho para sistematização das propostas relativas à elaboração da minuta do projeto de revisão do plano diretor de Natal foi prorrogado até o próximo dia 11/11. A decisão foi tomada pela coordenação do Núcleo Gestor para a revisão do plano e foi publicada na edição desta segunda-feira (21/10) do Diário Oficial do Município (DOM).

A deliberação atende a um pedido da Coordenação Técnica do Processo (Semurb); Fórum da Cidade; Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB); Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU); Conselho Regional de Engenharia (Crea/RN); Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Estado do RN (Sinarq/RN); e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN).

A comunicação também prevê que entre os dias 26 e 29/11 deverá ser realizada uma audiência pública para apresentação das propostas que foram sistematizadas pelos GTs. A proposta de revisão do plano diretor de Natal vem passando por um longo processo de debates para a construção de um documento plural, representativo, democrático, transparente, que leve a cidade a retomar o seu desenvolvimento sustentável e com o objetivo de modernizar a atual legislação.

A dilatação dos prazos segue uma orientação da equipe técnica que coordena o processo, para que possa analisar de forma mais cuidadosa todas as sugestões oriundas da sociedade e sistematizar de forma bastante criteriosa as propostas apresentadas. A expectativa é que a minuta do projeto de revisão do plano diretor de Natal seja enviada para a Câmara Municipal no início de 2020 para a apreciação do poder legislativo da capital potiguar.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA

EDITORIAL: POR MUITO MENOS DO QUE ACONTECE NO BRASIL 8 CHILENOS MORRERAM EM PROTESTO CONTRA AUMENTO DE TARIFA DO METRÔ

Caro(a) leitor(a),

É impressionante a diferença de maturidade entre dois povos vizinhos e com praticamente o mesmo tempo de história. Por muito menos do que está acontecendo no Brasil 8 chilenos foram mortos nas ruas de Santiago em protestos contra aumento de tarifa do metrô. O chile também é uma democracia, mas o povo tem uma consciência mais evoluída do que a nossa. Sabe o real valor de uma democracia. Assista ao meu vídeo e passe adiante para que muito mais pessoas vejam e se inspirem a ir para as ruas gritar bem forte contra toda essa panaceia que os políticos e os ministros do STF estão promovendo no nosso pobre país! 

Chega a oito o número de mortos nos protestos do Chile

Os atos começaram contra o aumento da tarifa do metrô e foram mantidos mesmo depois de o governo suspender o reajuste. Neste domingo, o governo chileno decretou toque de recolher pelo segundo dia consecutivo.

Chile vive onda de protestos por causa do aumento das passagens. Foto: Pablo Vera / AFP (Crédito: )Chile vive onda de protestos por causa do aumento das passagens. Foto: Pablo Vera / AFP

Fonte: CBN

Continuar lendo EDITORIAL: POR MUITO MENOS DO QUE ACONTECE NO BRASIL 8 CHILENOS MORRERAM EM PROTESTO CONTRA AUMENTO DE TARIFA DO METRÔ

PONTO DE VISTA: É HORA DA PRESSÃO POPULAR SOBRE O STF E O CONGRESSO NACIONAL . O BRASIL NÃO É CASA DE MÃE JOANA NÃO!

Caro(a) leitor(a),

A cada dia que passa a minha, a sua, a nossa indignação só aumenta com os atos ilícitos e incestuosos cometidos pelo presidente do STF, um indivíduo que atende pelo nome de Dias Toffoli. Numa gestão simplesmente desastrosa e danosa para a sociedade brasileira ele conseguiu transformar a instituição que já foi a mais respeitada do Brasil  e que tem como principal missão defender a constituição e proteger o cidadão de possíveis injustiças ou inconsistências existentes no cabedal jurídico na mais ridícula das instituições. Causando a maior insegurança jurídica que já se viu na história da república brasileira e transformando uma instituição simbolo da democracia num antro de autoritarismo ditatorial. Estamos prestes a perder de vez e totalmente o senso do direito, do que é correto e justo ao final do julgamento da prisão após condenação em 2ª instância. Portanto é hora do povo brasileiro se manifestar como nunca se manifestou antes. Não apenas indo às ruas, mas também para dentro do STF durante este julgamento, fazer pressão real sobre os magistrados e também para dentro do congresso nacional para pressionar o congressistas a tomarem as rédeas e tratarem de aprovar lei que regule definitivamente esta matéria. Não há mais o que esperar nem tempo a perder. É agora ou nunca!

Carvalhosa desmascara Toffoli e expõe “mentiras”

Em publicação neste sábado (19) em suas redes sociais, o jurista Modesto Carvalhosa simplesmente desmascarou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, e denunciou o que ele chamou de perda da “legitimidade institucional” por parte da maior corte de Justiça do país.

Veja a íntegra do texto do eminente jurista. É devastador:

O Presidente do STF, na abertura da sessão “inaugural” de 17/10 que vai “decidir” pela prisão somente após trânsito em julgado, advertiu toda a magistratura brasileira de que ela estará obrigada a seguir essa infame orientação que simplesmente destrói o sistema penal brasileiro. Em nenhum país do nosso planeta existe “regra” igual ou parecida.

Com sua habitual truculência e soberba, ele teve a coragem de proclamar que a Suprema Corte somente decide quando solicitada pelos interessados.

Essa afirmação não corresponde à verdade.

O STF, por iniciativa de seu atual presidente, soltou notório corrupto através de HABEAS CORPUS DE OFÍCIO, ou seja, que não foi sequer pedido pelo condenado a 32 anos de prisão, no caso.

Também a presidência do Pretório Excelso decretou a sinistra Portaria nº 69 para intimidar a cidadania, invadindo domicílios, censurando a imprensa e ameaçando cidadãos com constrangedores “inquéritos”, absolutamente ilegais.

O STF, ainda, por conta própria, suspendeu a vigência das leis federais de Lavagem de Dinheiro e Sigilo Bancário, relativos a crimes financeiros (COAF) e cancelou sumariamente inquéritos da Receita Federal de 133 pessoas que compõem a grande família do STF.

O STF perdeu por completo a sua legitimidade institucional para impor ao nosso digno Poder Judiciário a sua “decisão” de prender os corruptos e grandes criminosos só depois de o próprio STF “julgar” em cada “caso concreto”.

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: É HORA DA PRESSÃO POPULAR SOBRE O STF E O CONGRESSO NACIONAL . O BRASIL NÃO É CASA DE MÃE JOANA NÃO!

MANIFESTAÇÕES: ABAIXO ASSINADO PELO PACOTE ANTICRIME DE MORO PRECISA EMPLACAR

Na nossa coluna MANIFESTAÇÕES desta segunda-feira estou postando uma matéria sobre um abaixo-assinado a favor do Pacote Anticrime do ministro Sérgio Moro que já coletou 314 mil assinaturas, mas precisa chegar a 1 milhão. Por isso peço aos caros leitores deste blog que ajudem a divulgar até alcançarmos esse número de assinaturas. Acho que é indiscutível a necessidade e as benesses para a sociedade brasileira desse projeto ser viabilizado. Portanto minha gente vamos viralizar esse post!

Abaixo-assinado a favor do Pacote Anticrime de Moro ganha apoio da sociedade

Um abaixo-assinado lançado pelo Movimento Vem Pra Rua ultrapassou nesta segunda-feira (14) a barreira de 314 mil assinaturas. O objetivo é conseguir 1 milhão, o que deve fatalmente ser atingido nos próximos dias, em razão do extraordinário engajamento da sociedade

Assim que o objetivo for atingido o documento será entregue ao ministro Sérgio Moro.

No conteúdo postado na internet, é explicado que o Pacote Anticrime altera 14 leis do país, incluindo a de execuções penais e dos crimes hediondos, além dos códigos Penal, de Processo Penal e Eleitoral.

Veja abaixo, os principais pontos e, ao final, o link para assinar o abaixo-assinado:

Prisão após condenação em segunda instância, garantida por lei;

Aumentar efetividade do Tribunal do Júri, que julga homicídios dolosos;

Alteração das regras do julgamento dos embargos infringentes (recursos ao mesmo tribunal);

Maior efetividade da legítima defesa;

Endurecer o cumprimento das penas;

Alterar conceito de organização criminosa;

Elevar penas para crimes com armas de fogo;

Aprimorar a posse, pela União, de bens apreendidos comprados com dinheiro do crime;

Permissão para órgão de segurança usarem bens apreendidos de criminosos;

Reformar o crime de resistência, no qual pessoa se opõe com violência ou ameaça a cumprir ordem legal de autoridade;

Soluções negociadas no Código de Processo Penal e na Lei de Improbidade;

Alteração da competência para facilitar o julgamento de crimes complexos com reflexos eleitorais;

Criminalizar o uso de caixa dois em eleições;

Alterar o regime de interrogatório por videoconferência;

Dificultar a soltura de criminosos habituais;

Alterar o regime jurídico dos presídios federais;

Aprimorar a investigação de crimes (com banco de DNA e de dados biométricos e uso de agentes disfarçados dentro de organizações criminosas);

Criar figura do “informante do bem” (“whistleblower”).

Link para assinar a petição: CLIQUE AQUI

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo MANIFESTAÇÕES: ABAIXO ASSINADO PELO PACOTE ANTICRIME DE MORO PRECISA EMPLACAR

EDITORIAL: O GOLPE DE MESTRE DE JANOT PARA VENDER O SEU LIVRO

Caro(a) leitor(a),

Eis ai uma prova da inversão de valores neste país. O oportunismo, a malandragem e acima de tudo a FAKE NEWS transformam as pessoas em milionários e mitos da noite pro dia. Acompanhe o meu vídeo e leia o inteligente artigo do Dr. Milton Pires  a seguir e entenda o que estou falando!

Fonte:

A mentira de Rodrigo Janot sobre “dar um tiro” em Gilmar Mendes

Em Brasília NÃO existe gente “desesperada”. Ninguém lá “dá tiro” em ninguém.

Em último caso, depois de todas as tentativas de suborno e de corrupção do inimigo, os integrantes da classe política podem MANDAR dar um tiro, mas não executam, eles mesmos, a tarefa.

Rodrigo Janot e Gilmar Mendes NÃO são psicopatas, são SOCIOPATAS.

É um marginal a serviço de Aécio Neves e do PSDB e um canalha nomeado PGR pelo Regime Petista – estas pessoas não “dão tiro” em ninguém – o que podem fazer é MANDAR matar uma pessoa e depois ir ao velório chorar junto com a viúva.

A entrevista de Janot serviu para promover seu livro e vender a Revista VEJA. Só isso. O que eu escrevi é elementar para todo estudante de Medicina ou de Psicologia e para um médico psiquiatra é tão óbvio que não precisa nem ser mencionado.

Milton Pires

Médico cardiologista em Porto Alegre

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo EDITORIAL: O GOLPE DE MESTRE DE JANOT PARA VENDER O SEU LIVRO

POLÍTICA: 24/09/2019 O DIA DA IMPUNIDADE. A DERRUBADA DOS VETOS PRESIDENCIAIS À LEI DE ABUSO DE AUTORIDADE

Na nossa coluna POLÍTICA desta quinta-feira você vai saber todos os vetos do presidente que foram derrubado da Lei de Abuso de Autoridade. Entenda até onde vai essa extensa quadrilha de bandidos que estão tentando acabar com a Lava Jato. Claudio Dantas do Antagonista esclarece o que ficou e o que não ficou na Lei. Assista ao vídeo e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo POLÍTICA: 24/09/2019 O DIA DA IMPUNIDADE. A DERRUBADA DOS VETOS PRESIDENCIAIS À LEI DE ABUSO DE AUTORIDADE

PONTO DE VISTA: O PRESIDENTE DA CCJ DISSE TUDO. O QUE IMPERA NO CONGRESSO É A MÁ FÉ

Caro(a) leitor(a),

É lamentável termos que nos deparar todos os dias com essa palhaçada que acontece diuturnamente no congresso nacional. Um grande e patético teatro que dá vontade, muitas vezes, de vomitar. Literalmente me causa náuseas assistir essa verborragia diária protagonizada por um bando de atores que deveriam e mereciam estar na cadeia. Definitivamente esses caras não nos representam, pois estão apenas e tão somente interessados em defender os seus próprios interesses. O chorão disfarçado de bobo da corte, que de bobo não tem nada é o melhor de todos os atores, principalmente depois que aprendeu a chorar por qualquer coisa. A quem ele pensa que engana? O povo brasileiro já levantou do berço esplêndido e eles ainda não perceberam. Essa velha política acabou e o que lhe resta já está com os dias contados. Verá o seu fim nas eleições de 2020. E tenho dito!

Maia usa Ághata para atacar “Lei Anticrime” e toma reprimenda de presidente da CCJ: “Leiam o projeto e deixem de má fé”

Não há nada o que dizer sobre isso. A não ser chorar.

Porém, pior é ver pessoas, celebridade e políticos, fazendo uso do fatídico acontecimento por outros interesses, politicagem e maucaratismo.

O apresentador e celebridade da Rede Globo Luciano Huck, que sonha em ser presidente da República – não é piada, ele realmente tem essa aspiração – usou o caso para tentar ganhar politicamente.

O ministro Gilmar Mendes aproveitou a oportunidade para jogar o seu veneno contra o governador Wilson Witzel.

E o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia – outro que sonha em ser presidente da República, mas nesse caso, só poder ser piada – preferiu atacar o projeto de lei anticrime do ministro Sérgio Moro, na questão da excludente de ilicitude.

Pura desonestidade. O projeto não ampara casos como o da pequena Ághata.

Não demorou para que o deputado Felipe Francischini, presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, desse a merecida reprimenda no medíocre Botafogo.

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O PRESIDENTE DA CCJ DISSE TUDO. O QUE IMPERA NO CONGRESSO É A MÁ FÉ

ANÁLISE POLÍTICA: OS COMENTARISTAS DO 3 EM 1 SOLTAM O VERBO SOBRE A INDECENTE LEI APROVADA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Na coluna ANÁLISE POLÍTICA desta sexta-feira vale a pena assistir as críticas e a indignação de Rodrigo Constantino e Vera Magalhães do programa 3 em 1 da Jovem Pan acerca do indecente Projeto de Lei aprovado nesta quinta-feira pela Câmara Federal, que trata do Fundo eleitoral. Assista ao vídeo e saiba o que os deputados pretendem fazer com o dinheiro dos seus impostos!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: OS COMENTARISTAS DO 3 EM 1 SOLTAM O VERBO SOBRE A INDECENTE LEI APROVADA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

MANIFESTAÇÃO: CORREIOS ENTRAM EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Na coluna MANIFESTAÇÕES desta quinta-feira os funcionários dos CORREIOS entram em greve, por tempo indeterminado, em protesto à privatização. Fique ligado e saiba como vai ficar o atendimento durante esse período!

Funcionários deflagram greve, e Correios paralisam atividades no RN

Na quarta-feira, trabalhadores se reuniram na Avenida Hermes da Fonseca, em frente ao Complexo dos Correios, no bairro do Tirol, em um ato público.

12/09/2019 às 08:02

José Aldenir / Agora RN

Trabalhadores protestaram nesta quarta-feira na Av. Hermes da Fonseca, em Natal

Sem boleto de cobrança ou encomendas por tempo indeterminado. É o que acontece desde a quarta-feira, 11, com a adesão das 50 agências dos Correios do Rio Grande do Norte, incluindo as de Natal, à greve nacional da categoria.

O presidente do Sindicato dos Correios do Rio Grande do Norte (Sintect-RN), Edilson Shampoo, garantiu nesta quarta-feira que 80% de toda a força de trabalho dos Correios no Estado está paralisada. Entre carteiros, atendentes e pessoal interno das agências.

Nesta quarta, os funcionários se reuniram na Avenida Hermes da Fonseca, em frente ao Complexo dos Correios, no bairro do Tirol, em um ato público. A mesma coisa aconteceu em Mossoró.

Além da pauta salarial, a principal motivação da greve é a intenção do governo Bolsonaro de privatizar os Correios. “Nossa luta é contra também é pela manutenção de cláusulas sociais, econômicas e trabalhistas no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT)”, afirmou.

Segundo o sindicato, as negociações foram encerradas após a negativa da estatal em dialogar com a representação dos trabalhadores e com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), que chegou a sugerir a mediação das negociações entre as partes.

Os funcionários dos Correios decidiram entrar em greve por tempo indeterminado, em todo o Brasil, a partir das 22h desta terça-feira. Assembleias foram realizadas na noite de terça em todo o país para decidir se deflagrariam o movimento.

O acordo coletivo da categoria valia até o início do mês passado. Os funcionários já ameaçavam deflagrar a greve desde então. Houve uma audiência no Tribunal Superior do Trabalho (TST), pouco antes da data-limite, na qual empregados e empresa aceitaram prorrogar a convenção até 31 de agosto, dando mais prazo para tentar avançar nas negociações. Durante esse período, o combinado era que os sindicatos não começassem greve.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo MANIFESTAÇÃO: CORREIOS ENTRAM EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

PONTO DE VISTA: TODA A VERDADE SOBRE A TRAIDORA RAQUEL DODGE

Caro(a) leitor(a),

]Como eu sempre digo, a verdade, mais cedo ou mais tarde, sempre vem a tona. E não foi diferente com a Procurado Geram da República Raquel Dodge. apesar de sempre calada, muito na dela, no que tange a movimentação política para sua reeleição, nos bastidores estava mexendo os seus pauzinhos. Era de estranhar a forma como ela se comportava sem demonstrar publicamente o seu desejo de permanecer no cargo por mais um mandato, já que todos, praticamente todos, quando lá chegam o poder lhe sobe a cabeça e demonstram claramente essa ambição, como foi o caso de Rodrigo Janot. Agora vem a tona a sua verdadeira e subterrânea intenção, apesar de vir tomando algumas atitudes estranhas, mas na surdina, como os pedidos de arquivamento de processos com trechos relacionados ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e ao irmão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Agora juntando todas as peças do quebra-cabeça e com o pedido de demissão de vários procuradores da Lava Jato, fato concreto, podemos concluir com segurança de que lado ela está.  Não podemos deixar que isso aconteça sob pena de enterrarmos de vez a Lava Jato. Isso precisa ser de conhecimento de toda a população. Vamos viralizar a notícia abaixo!

Golpe na Lava Jato para proteger Maia e irmão de Toffoli provoca demissão em protesto de procuradores

Um grupo de seis procuradores da República que integram a Força Tarefa da Operação Lava Jato pediu demissão coletiva em protesto contra uma atitude gravíssima cometida pela procuradora Raquel Dodge.

Deixaram a Lava Jato os seguintes procuradores: Raquel Branquinho, Maria Clara Noleto, Luana Vargas, Hebert Mesquita, Victor Riccely e Alessandro Oliveira.

Segundo publicado na Revista Crusoé, o protesto coletivo teve como motivação uma insatisfação generalizada relacionada a delação do ex-presidente da Construtora OAS, Léo Pinheiro.

Dodge teria pedido para arquivar trechos relacionados ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e ao irmão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

Não sem motivo, ainda segundo a Crusoé, Maia e Toffoli estavam entre os apoiadores da recondução de Dodge ao cargo de procuradora-geral.

Vivemos presentemente momentos de ataques diuturnos contra a Lava Jato.

A sociedade precisa reagir.

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: TODA A VERDADE SOBRE A TRAIDORA RAQUEL DODGE

EDITORIAL: INFELIZMENTE O STF É O NOSSO MAIOR ALGOZ. PRECISAMOS INVERTER ISSO!

Caro(a) leitor(a),

Estamos caminhando por um caminho muito perigoso, o da Insegurança Jurídica. Por que é um caminho muito perigoso? Porque a última instância jurídica da nação, a nossa mais alta côrte, a quem toda a população brasileira deveria depositar total confiança, cuja principal missão é defender a constituição e proteger os direitos da população, hoje se mostra o seu maior algoz. Isso é tenebroso e ultrajante!

Não podemos ficar calados observando. Temos que fazer alguma coisa. As redes sociais são as nossas armas hoje. Então vamos utilizá-la em todo o seu potencial. Esses gritos de protesto, contestação precisam chegar o mais longe possível!

Fonte:

Publicado em 27 de ago de 2019

Continuar lendo EDITORIAL: INFELIZMENTE O STF É O NOSSO MAIOR ALGOZ. PRECISAMOS INVERTER ISSO!

PONTO DE VISTA: “VETA TUDO” É A PALAVRA DE ORDEM E O RECADO PARA BOLSONARO

Caro(a) leitor(a),

O que ficou patente nas manifestações deste domingo foi o desejo do povo que o presidente Jair Bolsonaro VETE TUDO no projeto de lei do Abuso de Autoridade. A palavra de ordem foi: “VETA TUDO”. Essa lei de Abuso de Autoridade, na verdade é um abuso do legislativo com a boa vontade do povo brasileiro que aprovou essa lei na surdina, à margem de um discussão mais profunda que o assunto exige. Da forma como foi feito escancara as segundas intenções dos parlamentares. Portanto, o presidente precisa e deve VETAR TUDO! E que o presidente não ouse desabonar a vontade do povo!

Avenida Paulista treme com “VETA TUDO” Bolsonaro (Veja o Vídeo)

Mais de um milhão de pessoas na avenida Paulista em São Paulo clamando para que o presidente Jair Bolsonaro vete integralmente o Projeto de Lei de Abuso de Autoridade.

Uma grande força também em apoio a Operação Lava Jato, a CPI da Lava Toga e ao encaminhamento dos pedidos de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Sensacional e emocionante.

Veja o vídeo:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: “VETA TUDO” É A PALAVRA DE ORDEM E O RECADO PARA BOLSONARO

PONTO DE VISTA: O ESTRATEGISTA DO MAL EM AÇÃO MAIS UMA VEZ!

Caro(a) leitor(a),

É com enorme pesar que escrevo a coluna PONTO DE VISTA deste domingo, após presenciar os fatos ocorridos nesta semana e depois de ler o artigo a seguir, publicado no Jornal da Cidade On Line. O artigo da um mergulho no túnel do tempo e nos reaviva a memória sobre a trajetória do pacote anti-crime, do então juiz Sérgio Moro, que começou em 2016 com as 10 medidas contra a corrupção, totalmente desfigurado, na ocasião, pela Câmara dos Deputados, num golpe baixo executado na calada da noite e que agora se repete, na votação dos requisitos que definem “abuso de autoridade”, sob o comando do “estrategista do mal”, Rodrigo Maia. Há momentos em que penso que realmente o mal está tomando conta deste país e que já não há mais salvação para esse incauto povo. Por isso venho aqui, mais uma vez reforçar a necessidade de irmos todos às ruas no dia 25 de agosto para demonstrar para esses quadrilheiros que o povo não admite mais esse tipo de negociata escusa e quem realmente manda messe país. por favor, caro(a) leitor(a), viralize essa publicação. Envie para o máximo de pessoas que estiver ao seu alcance, pois a situação é de extrema urgência!

Mais uma temporada da série anticorrupção versus impunidade

17/08/2019 às 15:12

 

O assunto predominante em Brasília é o combate que está sendo travado na arena do planalto central, abrindo mais uma temporada da série “Anticorrupção Versus Impunidade”.

De um lado, um lutador clássico, o projeto anticrime, filho de uma campeã, as 10 medidas contra a corrupção, treinado pelo técnico Sérgio Moro, da “equipe de governo”, famoso pela técnica afinada no combate à corrupção institucional.

Do outro, um lutador da equipe “sucuri de duas cabeças”, especialista em “Lula livre”, desculpem, luta livre, onde vale tudo: hackers, fake News, cusparada, chute no saco e outros golpes baixos, aplicados normalmente nos debates em plenário. Seu técnico, Rodrigo Maia, tem como principal arma a estratégia do morde e assopra, para pegar seus adversários de surpresa.

Além da agressividade e falta de ética do adversário, a equipe de governo preocupa-se também com a arbitragem que irá mediar a luta, famosa por sua parcialidade, usando artifícios como soltura de presos, pedidos de vista, votos ininteligíveis, medidas monocráticas, liminares durante recesso e outros artifícios para beneficiar o adversário corrupto.

Feita a analogia barata, vamos aos fatos.

Apresentado em 29 de março de 2016, o Projeto de Lei 4850/2016 reuniu a proposta contendo as 10 medidas contra a corrupção, apresentada pelo Ministério Público Federal, que coletou mais de 1,5 milhão de assinaturas para tornar-se uma iniciativa popular.

O projeto inicial previa: 1. Prevenção à corrupção, transparência e proteção à fonte de informação; 2. Criminalização do enriquecimento ilícito de agentes públicos; 3. Aumento das penas e crime hediondo para a corrupção de altos valores; 4. Eficiência dos recursos no processo penal; 5. Celeridade nas ações de improbidade administrativa; 6. Reforma no sistema de prescrição penal; 7. Ajustes nas nulidades penais; 8. Responsabilização dos partidos políticos e criminalização do caixa 2; 9. Prisão preventiva para assegurar a devolução do dinheiro desviado; 10. Recuperação do lucro derivado do crime.

No dia 28 de novembro de 2017, na calada da noite, como ratos de armazém, uma sórdida manobra dos Deputados, aproveitando-se da consternação do País voltado para a tragédia aérea que vitimou a equipe da Chapecoense, reduziu aquelas medidas a apenas 4, além de acrescentar dispositivos que definem e punem crime de abuso de autoridade cometido por juízes, procuradores e promotores, denotando uma retaliação do Congresso Nacional à operação lava jato.

Em seguida, no Senado, o então presidente e multidenunciado Renan Calheiros, hoje frequentador do baixo clero, mostrando mais uma vez sua canalhice e desfaçatez, tentou aprovar um requerimento de regime de urgência para o projeto desfigurado na câmara, mas o receio da reação das ruas não o permitiu.

Agora, enquanto mantém na “geladeira” o projeto anticrime, que propõe 14 alterações no Código Penal, no Código de Processo Penal e na Lei de Crimes Hediondos, especialmente a prisão após segunda instância, o combate às organizações criminosas e a criminalização do caixa 2 eleitoral, o estrategista do mal, Rodrigo Maia, com aquele seu cacoete de “engolidor de sapo”, mais uma vez usou o artifício de 2017 para, na calada da noite, colocar em votação e aprovar um regime de urgência para o projeto que define as situações em que será configurado o crime de abuso de autoridade, aprovado mais tarde por votação simbólica, em que o eleitor não consegue saber como votou cada parlamentar.

Em reação a mais uma arbitrariedade, o partido NOVO entrou com Mandado de Segurança no STF, argumentando que “O ato de Sua Excelência o Presidente da Mesa da Câmara dos Deputados que negou a realização de votação nominal, foi abusivo e violou o direito ao devido processo legislativo constitucional, o direito da minoria de participar ativamente do processo legislativo e o direito de representação dos impetrantes e de seus representados”.

A partir de agora, voltam-se as expectativas para o veto presidencial.

Ardilosamente, os deputados incluíram alguns “bois de piranha” e muitos termos ambíguos para atraírem o veto parcial do presidente, sabendo que os vetos essenciais ou o total serão derrubados pois, enquanto nos Estados Unidos são necessários dois terços dos votos nas duas casas para derrubar um veto presidencial, a Constituição Cidadã, parlamentarista, prevê apenas a maioria absoluta.

Ora, se o projeto foi aprovado no sistema de maioria absoluta, obviamente o veto será derrubado se votado dentro desse mesmo sistema.

Num país de regime dito presidencialista, essa votação deveria exigir maioria qualificada, como acontece nos projetos de emenda à constituição, dando assim mais peso à decisão do mandatário da Nação.

Reforçamos a intimação da sociedade para a manifestação marcada para o dia 25 de agosto, DIA DO SOLDADO.

Vamos todos, civis e militares, exigir do STF a agilização dos processos ali adormecidos contra políticos corruptos, bem como ao Congresso Nacional o prosseguimento dos pedidos de impeachment contra os ministros do STF, retidos no Senado, para deter definitivamente a ação dos tiranos de toga.

(Texto de Jaime Rodrigues Sanchez. Major-Brigadeiro)

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Continuar lendo PONTO DE VISTA: O ESTRATEGISTA DO MAL EM AÇÃO MAIS UMA VEZ!

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar