SEGUNDO ESPECIALISTA, EXPECTATIVA É QUEDA DE TEMPERATURAS EM ALGUMAS REGIÕES DO BRASIL A PARTIR DA SEGUNDA QUINZENA DE JULHO

Temperaturas devem cair a partir da segunda quinzena de julho, diz meteorologista

Especialista comentou sobre a previsão do tempo para as próximas semanas no Brasil

Da CNN

em São Paulo

 

Em entrevista à CNN, neste domingo (3), a meteorologista da Climatempo Paula Soares comentou sobre a previsão do tempo para este domingo e para as próximas semanas no país.

Segundo a especialista, a expectativa é que, a partir da segunda quinzena de julho, as temperaturas registrem queda.

“Temos risco de uma queda bem brusca da temperatura no Centro-sul do Brasil e em grande parte do Sudeste. Temos também grande chance de geada e não da para descartar a possibilidade de neve em regiões do Sul. No começo de agosto deve continuar frio e depois volta a esquentar a partir de setembro”, afirmou.

No sábado (2), os governos de Alagoas e Pernambuco emitiram alertas para monitoramento de chuvas nos estados. No decorrer do fim de semana há a possibilidade de temporais no litoral, na Região Metropolitana, no Agreste, no Baixo São Francisco e na Zona da Mata alagoanos.

Continuar lendo SEGUNDO ESPECIALISTA, EXPECTATIVA É QUEDA DE TEMPERATURAS EM ALGUMAS REGIÕES DO BRASIL A PARTIR DA SEGUNDA QUINZENA DE JULHO

CULTURA: SEGUNDO EMPARN : FESTA JUNINA ESTE ANO NO RN SERÁ ACOMPANHADA DE CHUVAS

Semana do São João tem previsão de chuvas no RN; confira

Redação/Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Josemir Neves

A previsão é de chuvas no Rio Grande do Norte, especialmente na região Leste Potiguar para a semana em que se comemora o Dia de São João (24/06), aponta análise do Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Chuvas estão previstas em todos os dias da semana, especialmente, nos períodos da noite, madrugada e início da manhã nos municípios que compõem a faixa litorânea e região metropolitana de Natal.

O chefe da unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot explica que o cenário favorável a ocorrência de chuvas decorre da atuação do sistema metereológico de leste, que são aglomerados de chuvas e que associados as condições dos oceanos estão favoráveis para a formação das precipitações sob o estado. “O oceano Pacífico apresenta condição de La Ñina e as águas superficiais do Atlântico estão aquecidas, associadas a isso tem atuação dos ventos de leste na costa do Nordeste”, completou.

O final de semana foi de poucas chuvas no RN. O maior volume registrado ocorreu em Vila Flor, no Leste Potiguar, com 32.6mm, seguido de Pedro Velho com 7.2mm e Goianinha com 17.4mm. “As instabilidades de Leste, junto com o Sistema de Brisa atingiram o leste do Estado, favorecidos pela mudança no vento que passou a soprar de leste provocando as chuvas”, disse Bristot.

Previsão da semana

20/06/22 (Segunda-feira)- Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuvas na região Leste

21/06/22 (Terça-feira): Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuvas na região Leste e Agreste.

22/06/22 (Quarta-feira): Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuvas na região Leste e Alto Oeste.

23/06/22 (Quinta-feira): Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.

24/06/22 (Sexta-feira): Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuvas na região Leste, Agreste, Vale do Açu, Alto Oeste e Mossoró.

25/06/22 (Sábado): Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.

Continuar lendo CULTURA: SEGUNDO EMPARN : FESTA JUNINA ESTE ANO NO RN SERÁ ACOMPANHADA DE CHUVAS

GRANDE PARTE DO PAÍS DEVE ENFRENTAR UMA SEMANA DE FRIO ATÍPICO PARA O MÊS DE MAIO

Por g1

 

Pedestres se protegem do frio em setembro de 2021. — Foto: Ronaldo Silva/Futura Press/Estadão ConteúdoPedestres se protegem do frio em setembro de 2021. — Foto: Ronaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

Prepare o agasalho: a partir de segunda-feira (16) uma grande parte do país deve enfrentar uma semana de frio atípico para o mês de maio, com possibilidade de geada nos estados do Sul, no sul e oeste paulista, em Mato Grosso do Sul e no sul de Minas Gerais.

Ao longo da semana, os termômetros devem ficar abaixo de 10°C em São Paulo, Florianópolis, Porto Alegre, Goiânia, Curitiba, Cuiabá, Campo Grande, Brasília e Belo Horizonte (veja abaixo a previsão completa paras as capitais).

Nos estados do Norte, Rio Branco, Porto Velho e Palmas podem registrar temperaturas abaixo de 20°C. Já as capitais do Nordeste não terão muitas surpresas: Salvador deve ter mínima de 22°C ao longo da semana.

De acordo com Cesar Soares, meteorologista da Climatempo, o grande diferencial deste frio intenso em boa parte do país é que haverá deslocamento de uma massa de ar polar muito forte que vai coincidir com a passagem de um ciclone extratropical, o que vai trazer umidade e possibilitar a ocorrência de eventos mais incomuns: queda de neve e precipitação da chamada “chuva congelante”.

Entenda a diferença neve, chuva congelante, chuva congelada e geada

Temperaturas mínimas

CapitalSegunda (16)Terça (17)Quarta (18)Quinta (19)Sexta (20)
Aracaju24°C23°C23°C23°C24°C
Belém24°C24°C23°C23°C23°C
Belo Horizonte16°C19°C15°C8°C12°C
Boa Vista23°C25°C24°C24°C24°C
Brasília16°C16°C15°C9°C11°C
Campo Grande14°C11°C7°C6°C7°C
Cuiabá19°C17°C13°C8°C10°C
Curitiba12°C7°C5°C6°C7°C
Florianópolis13°C6°C7°C11°C8°C
Fortaleza24°C28°C28°C28°C27°C
Goiânia18°C15°C11°C4°C7°C
João Pessoa24°C23°C23°C24°C24°C
Macapá25°C24°C24°C24°C24°C
Maceió23°C23°C21°C22°C23°C
Manaus23°C25°C25°C24°C24°C
Natal24°C26°C26°C26°C26°C
Palmas23°C23°C22°C20°C19°C
Porto Alegre10°C8°C10°C12°C8°C
Porto Velho23°C22°C21°C19°C19°C
Recife24°C26°C26°C26°C26°C
Rio Branco23°C20°C18°C15°C17°C
Rio de Janeiro19°C22°C20°C18°C19°C
Salvador22°C22°C22°C22°C24°C
São Luís24°C24°C23°C24°C24°C
São Paulo15°C15°C7°C8°C11°C
Teresina23°C23°C22°C23°C24°C
Vitória19°C23°C23°C19°C20°C

Neve e chuva congelante

A neve é um fenômeno já mais conhecido: os flocos são formados já na nuvem e chegam ao solo no mesmo estado, enquanto a chuva congelante é um evento mais raro em nosso país. Segundo o meteorologista César Soares, a chuva ocorre de forma normal, com a queda da gotícula na atmosfera, mas a água se congela ao tocar uma superfície.

“Quando ocorre uma chuva congelante”, você vê as gotas caindo, mas olha as pessoas na rua e as pessoas não se ‘molham’, porque a gota congela quando toca a superfície”, explica o meteorologista.

Há previsão de neve para municípios da Serra Gaúcha e algumas cidades da região central de Santa Catarina na terça-feira (17) e quarta-feira (18).

Geada em vários estados

Há previsão de geada em várias áreas entre os dias 19 e 22 de maio (quinta a domingo). A geada ocorre quando é formada uma camada de gelo nas superfícies por causa da intensa redução de temperatura quando a umidade do ar está elevada.

A possibilidade é mais forte nos estados do Sul, no sul e oeste paulista, em Mato Grosso do Sul e no sul de Minas Gerais. O meteorologista César Soares não descarta até mesmo a ocorrência de geada na capital paulista.

“Dessa vez, no Sul, não só as áreas mais altas devem registrar geada, mas até em Curitiba a chance é bastante alta”, aponta a Climatempo.

De acordo com o Inmet, as geadas poderão ser fortes em alguns pontos. Veja figura abaixo:

Ocorrência de geada prevista para Sul e trechos do Sudeste e Centro-Oeste. — Foto: InmetOcorrência de geada prevista para Sul e trechos do Sudeste e Centro-Oeste. — Foto: Inmet

Impacto no Norte do Brasil

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a queda das temperaturas mínimas vai afetar também estados do Norte do Brasil. “No Acre e em Rondônia, o frio deve causar o segundo episódio de friagem do mês”, explica o Inmet, citando que o primeiro episódio ocorreu entre os dias 4 e 5.

Continuar lendo GRANDE PARTE DO PAÍS DEVE ENFRENTAR UMA SEMANA DE FRIO ATÍPICO PARA O MÊS DE MAIO

SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FINAL DE SEMANA NO RN

Por g1 RN

 

Previsão é de chuva em todas as regiões do estado no fim de semana — Foto: Elisa ElsiePrevisão é de chuva em todas as regiões do estado no fim de semana — Foto: Elisa Elsie

As chuvas que caem em vários municípios do Rio Grande do Norte na manhã desta quinta-feira (5) deverão continuar no final de semana. Segundo a Emparn, a previsão do tempo é de céu parcialmente nublado com pancadas de chuva em diversas regiões.

Previsão dia a dia

  • Sexta-feira (6) – Céu nublado com chuvas em todas as regiões.
  • Sábado (7) – Céu parcialmente nublado com chuvas em todas as regiões.
  • Domingo (8) – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com pancadas de chuvas no Alto Oeste e Mossoró.

De acordo com a Emparn, as temperaturas deverão variar entre 24°C durante as madrugadas e poderão chegar aos 34°C durante as tardes. Já no interior do estado, a variação prevista é entre 22°C e 34°C.

O chefe da unidade de Meteorologia, Gilmar Bristot explica que as condições seguem favoráveis para a ocorrência de chuvas no estado, tanto no interior quanto na região do litoral. “A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) segue atuando no RN trazendo condições favoráveis para ocorrência de chuvas”, comentou o meteorologista.

Continuar lendo SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FINAL DE SEMANA NO RN

VARIEDADES: VEJA COMO FICARÁ A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FERIADO DE TIRADENTES

Por g1 RN 
Feriado deverá ter céu coberto de nuvens no RN (Arquivo) — Foto: Fernanda Zauli/G1

Feriado deverá ter céu coberto de nuvens no RN (Arquivo) — Foto: Fernanda Zauli/G1

O feriado de Tiradentes, comemorado nesta quinta-feira (21), deverá ter céu nublado a claro, mas sem chuvas, em todas as regiões do Rio Grande do Norte. A previsão é do setor de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado (Emparn).

Com o decreto de ponto facultativo na próxima sexta-feira (22), pelo menos no serviço público, a data virou um feriadão no Rio Grande do Norte. Com isso, muitas pessoas devem aproveitar a folga para fazer viagens de lazer e ir à praia.

Apesar da prevalência do tempo nublado na quinta (21) e na sexta (22), a Emparn prevê ocorrência de pancadas de chuvas no sábado (23), nas regiões de Mossoró, Alto Oeste, Vale do Açu e no Litoral potiguar.

As temperaturas no período deverão variar entre 22°C, durante as madrugadas e 32°C durante as tardes. Para o interior do estado, as máximas poderão chegar aos 34°C e mínimas deverão variar entre 22°C a 24°C

  • 21/04/22 – quinta-feira – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.
  • 22/04/22 – sexta-feira – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.
  • 23/04/22 – sábado – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com pancadas de chuva no Alto Oeste, Mossoró, Vale do Açu e Litoral.
  • 24/04/22 – domingo – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.

Clima capital

A previsão também é de tempo nublado, para o feriado, segundo a Climatempo. De acordo com os meteorologistas, Natal terá uma quinta-feira com temperaturas variando entre 25º e 31º.

A maior parte do dia deve ser de sol, com uma pequena possibilidade de chuva na tarde. Já o fim de semana tem previsão de máximas de até 30º, com pancadas de chuva ao longo do sábado (23).

Na praia da Pipa, em Tibau do Sul, no Litoral Sul potiguar, a previsão da Climatempo é de temperaturas mínimas de 25° e máximas 31° também na quinta-feira (21), com pouca possibilidade de chuva. As temperaturas se mantém parecidas nos dias seguintes, mas com possibilidade de 80% de chuva em todas as etapas do dia.

O feriado também tem previsão de sol na praia de São Miguel do Gostoso. Porém, também há previsão de chuva entre a sexta-feira (22) e o domingo (24). A temperatura deve chegar aos 31º nas partes mais quentes do dia.

Na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, Mossoró, os termômetros deverão marcar 34º no feriado, que deverá ser de sol com algumas nuvens.

Continuar lendo VARIEDADES: VEJA COMO FICARÁ A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FERIADO DE TIRADENTES

SEMANA SANTA NO RN TERÁ PREVISÃO DE CHUVA EM VÁRIOS PERÍODOS ENTRE A SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO E O DOMINGO DE PÁSCOA

Por g1 RN

 

Praia de Ponta Negra, em Natal — Foto: Fernanda Zauli/g1 RNPraia de Ponta Negra, em Natal — Foto: Fernanda Zauli/g1 RN

A Semana Santa no Rio Grande do Norte terá previsão de chuva em vários períodos entre a sexta-feira da Paixão (15) e o domingo de Páscoa (17)

Em Natal, a sexta-feira (15) terá sol pela manhã e chuvas rápidas durante o dia e a noite. A chuva também aparece no sábado, com períodos nublado, e ocorrência de chuva a qualquer hora. No domingo, a previsão é de pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima nesse período chega a 24ºC e a máxima é de 31ºC.

Para quem pretende curtir uma praia, a previsão é a mesma para São Miguel do Gostoso e também para Tibau do Sul, onde está a praia de Pipa.

Na segunda maior cidade do RN, em Mossoró, na Região Oeste do estado, a previsão também é de ocorrência de chuvas durante todo o feriado. Na sexta, há chuva de manhã,. Já no sábado e no domingo chove rápido durante o dia e à noite.

A mínima vai ser 23ºC neste período e a máxima chega a 32ºC.

Em Currais Novos, na Região Seridó, há previsão de pancadas de chuva à noite na sexta e no sábado. No domingo, as pancadas de chuva ocorrem à tarde e à noite. A mínima nesse período chega a 20ºC e a máxima a 33ºC.

Em Macau, na Região da Costa Branca, também há previsão de chuvas em todo o feriado. Na sexta, a previsão é de chuva pela manhã. No fim de semana, chove rápido durante o dia e a noite. A mínima é de 22ºC neste período e a máxima é de 31ºC.

Para quem pretende viajar para alguma serra, a cidade de Martins tem previsão de chuvas de dia na sexta e à tarde e à noite no sábado e domingo. A mínima atinge 19ºC e máxima chega a 27ºC neste período.

Continuar lendo SEMANA SANTA NO RN TERÁ PREVISÃO DE CHUVA EM VÁRIOS PERÍODOS ENTRE A SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO E O DOMINGO DE PÁSCOA

PRIMEIRO FIM DE SEMANA DE OUTONO TEM TEMPERATURAS ELEVADAS E CHANCES DE TEMPORAIS EM TODAS AS REGIÕES DO PAÍS

Primeiro fim de semana do outono tem clima quente e chances de temporais

Previsão é de temperaturas elevadas e chances de temporais em todas as regiões do país

Da CNN

Continuar lendo PRIMEIRO FIM DE SEMANA DE OUTONO TEM TEMPERATURAS ELEVADAS E CHANCES DE TEMPORAIS EM TODAS AS REGIÕES DO PAÍS

SAIBA COMO FICARÁ O TEMPO NO RN NO FINAL DE SEMANA

Por g1 RN

 

Chuva em Natal — Foto: Igor Jácome/g1 Chuva em Natal — Foto: Igor Jácome/g1

Em NatalSão Miguel do Gostoso e na Praia de Pipa, em Tibau do Sul, a previsão no sábado é de períodos nublados com chuva a qualquer hora. No domingo, chove rápido de dia e de noite. A mínima atinge 25ºC nos dois dias e chega a 32ºC no domingo.

Em Mossoró, há previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite no sábado e à noite no domingo. A mínima é de 22ºC no fim de semana e a máxima chega a 37ºC.

Em Caicó, na Região Seridó, há previsão de pancadas de chuvas à tarde e à noite em todo o fim de semana. A mínima chega a 21ºC no domingo e a máxima atinge os 37ºC no sábado.

Em Pau dos Ferros, no Alto Oeste, também há previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima é de 23ºC nos dois dias e a máxima pode chegar a 37ºC no sábado.

No município de Nova Cruz, no Agreste potiguar, chove a qualquer hora no sábado, que terá o dia nublado. No domingo, chove rápido à noite. A mínima é de 25ºC e a máxima de 32ºC.

Na serra de Martins tem pancadas de chuva à tarde e à noite no sábado e à noite no domingo. A mínima chega a 18ºC nos dois dias e atinge os 32ºC.

Continuar lendo SAIBA COMO FICARÁ O TEMPO NO RN NO FINAL DE SEMANA

ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: SENSIBILIDADE DOS ANIMAIS PODE AJUDAR NA PREVISÃO DE CATÁSTROFES NATURAIS

Um estudo completo e aprofundado sobre o comportamento dos animais na situação de iminente perigo de uma catástrofe mostra que é possível utilizar essa espécie de “sexto sentido” para nos protegermos previamente dessas fúrias da natureza e evitar a perda de muitas vidas. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa curiosa habilidade dos animais.

Os animais que detectam desastres naturais

  • Norman Miller
  • BBC Future
Afirma-se que cavalos correram em pânico antes do terremoto de São Francisco em 1906CRÉDITO,BERNARD FRIEL/GETTY IMAGES
Legenda da foto, Afirma-se que cavalos correram em pânico antes do terremoto de São Francisco em 1906

Em 2004, um tsunami causado por um terremoto subaquático com magnitude de 9,1 graus na escala Richter, na costa da Indonésia, dizimou comunidades litorâneas ao longo do Oceano Índico, matando pelo menos 225 mil pessoas em uma dúzia de países. A enorme quantidade de mortos foi causada, em parte, pelo fato de que muitas comunidades não receberam alerta de tsunami.

Os sistemas locais de alerta precoce feitos pelo homem, como sensores de marés e terremotos, não geraram nenhum aviso claro. Muitos sensores estavam fora de operação por questões de manutenção, enquanto muitas áreas costeiras não contavam com sistemas de sirene de alerta de tsunamis.

Sistemas de comunicação instáveis também deixaram de fornecer avisos. Muitas mensagens de texto não foram recebidas pelos telefones celulares em áreas ameaçadas ou não chegaram a ser lidas.

Nos minutos e horas decorridos antes que as enormes ondas de água com até 9 metros de altura atingissem as faixas litorâneas, alguns animais pareciam sentir o perigo iminente e esforçavam-se para fugir.

Segundo relatos de testemunhas, elefantes correram para os terrenos mais altos, flamingos abandonaram áreas de ninhos em locais baixos e cães se recusaram a sair de casa. Na aldeia costeira de Bang Koey, na Tailândia, habitantes locais relataram ter visto uma manada de búfalos na praia subitamente levantar as orelhas, olhar para o mar e debandar para o topo de um morro próximo poucos minutos antes de o tsunami chegar.

“Sobreviventes também relataram terem visto animais, como vacas, cabras, gatos e pássaros, movimentando-se deliberadamente para o interior pouco depois do terremoto e antes da chegada do tsunami”, diz Irina Rafliana, que fez parte de um grupo consultivo da Estratégia Internacional para Riscos de Desastres das Nações Unidas (UNISDR) e agora é pesquisadora do Instituto Alemão para o Desenvolvimento em Bonn, na Alemanha. “Muitos dos sobreviventes correram junto com esses animais ou imediatamente depois deles.”

Dois elefantes em um lago raso com a boca aberta; um deles é acariciado por uma pessoaCRÉDITO,CHAIDEER MAHYUDDIN/GETTY IMAGES

Legenda da foto, Elefantes correram para locais mais altos antes da chegada do tsunami do Oceano Índico em 2004

Rafliana relembra histórias similares relacionadas ao seu campo de trabalho em outros desastres, com o tsunami de 2010, gerado por um terremoto subaquático perto de Sumatra, que matou cerca de 500 pessoas nas ilhas Mentawai, na Indonésia. Também nesse caso, houve relatos de que alguns animais, como elefantes, reagiram como se tivessem algum tipo de conhecimento precoce do evento. E, poucas semanas atrás, uma tartaruga recém-libertada deu meia-volta subitamente dois dias antes da erupção vulcânica em Tonga, em janeiro de 2021.

Não existem sistemas de alerta precoce em muitas áreas atingidas regularmente por desastres naturais. Em 2017, a Organização Meteorológica Mundial concluiu que os governos de cerca de 100 países ainda não possuem sistemas de alerta precoce para os desastres naturais a que estão sujeitos.

Esses relatos de comportamentos dos animais antes dos desastres levaram alguns pesquisadores a dedicar atenção científica séria à teoria de que os animais podem ter sistemas próprios que os alertam sobre desastres naturais iminentes. Isso levanta uma questão fascinante: os animais poderiam fornecer sistemas naturais de alerta precoce para os seres humanos?

Os relatos são antigos

A referência mais antiga registrada sobre comportamentos incomuns dos animais antes de um desastre natural data de 373 a.C., quando o historiador grego Tucídides relatou que ratos, cães, cobras e doninhas abandonaram a cidade de Hélice, na Grécia, dias antes de um terremoto catastrófico.

Existem descrições similares em outros momentos da história humana. Minutos antes do terremoto de Nápoles, na Itália, em 1805, os bois, carneiros, cães e gansos supostamente começaram a emitir sinais de alarme em uníssono. E há relatos de que cavalos correram em pânico pouco antes do terremoto de São Francisco, nos Estados Unidos, em 1906.

Mesmo com tecnologia avançada, pode ser difícil detectar muitos tipos de desastres naturais iminentes. No caso de terremotos, por exemplo, os sismógrafos somente começam a mover-se e registrar oscilações no papel quando a terra já começou a tremer.

Previsões confiáveis exigem sinais precursores – e, até o momento, os cientistas não encontraram nenhum indício característico que possa ser identificado antes dos grandes terremotos. Por isso, alguns cientistas estão cada vez mais dispostos a considerar sinais de alerta menos ortodoxos, como o comportamento dos animais.

“Mesmo com toda a tecnologia disponível hoje em dia, não conseguimos prever adequadamente os terremotos, nem a maior parte das catástrofes naturais”, afirma Charlotte Francesiaz, líder de uma equipe de ornitólogos do Escritório Francês da Biodiversidade (OFB) e parte do projeto Kivi Kuaka, que está examinando como as aves migratórias que cruzam o Oceano Pacífico parecem ser capazes de desviar-se de tempestades e outros perigos.

Afirma-se que cavalos correram em pânico antes do terremoto de São Francisco em 1906CRÉDITO,BERNARD FRIEL/GETTY IMAGES

Legenda da foto, Afirma-se que cavalos correram em pânico antes do terremoto de São Francisco em 1906

Rastreamento remoto

Uma das pesquisas mais importantes sobre a forma como os animais podem prever desastres naturais foi conduzida cinco anos atrás por uma equipe liderada por Martin Wikelski do Instituto Max Planck de Comportamento Animal, na Alemanha.

O estudo envolveu registros dos padrões de movimento de diferentes animais (vacas, carneiros e cães) – um processo conhecido como rastreamento remoto – em uma fazenda na região de Marcas, na Itália, que é sujeita a terremotos. Colares com chips foram colocados em todos os animais e enviaram dados de movimentação para um computador central em intervalos de minutos, entre outubro de 2016 e abril de 2017.

Durante esse período, as estatísticas oficiais registraram mais de 18 mil terremotos na região, desde tremores minúsculos com apenas 0,4 graus de magnitude até uma dúzia de tremores de magnitude 4 ou acima – incluindo o devastador terremoto de Nórcia, com magnitude de 6,6 graus.

Os pesquisadores encontraram evidências de que os animais da fazenda começaram a mudar de comportamento até 20 horas antes dos terremotos. Sempre que os animais monitorados, coletivamente, apresentavam 50% mais atividade por um período de mais de 45 minutos, os pesquisadores previram terremotos de magnitude superior a 4,0. Sete dos oito terremotos fortes foram previstos corretamente desta forma.

“Quanto mais próximos os animais estavam do epicentro do tremor iminente, mais cedo eles mudavam seu comportamento”, afirmou Wikelski em 2020, quando o estudo foi publicado. “Este é exatamente o esperado quando mudanças físicas ocorrem com mais frequência no epicentro do terremoto iminente e tornam-se mais fracas com o aumento da distância.”

Outro estudo conduzido por Wikelski, que acompanhou os movimentos de cabras monitoradas nas encostas vulcânicas do Monte Etna, na Sicília (Itália), também concluiu que os animais pareciam sentir antecipadamente quando o Etna entraria em erupção.

O cientista Martin Wikelski monitorou cabras para saber se elas conseguem detectar erupções vulcânicas no Monte Etna, na ItáliaCRÉDITO,CHRISTAN ZIEGLER/MPI-AB

Legenda da foto, O cientista Martin Wikelski monitorou cabras para saber se elas conseguem detectar erupções vulcânicas no Monte Etna, na Itália

Já a ecologista comportamental Rachel Grant – agora na Universidade South Bank, em Londres – encontrou resultados similares na Cordilheira dos Andes. Ela realizou monitoramento remoto dos padrões de movimentação dos animais, utilizando câmeras acionadas por movimentos no Parque Nacional Yanachaga, no Peru, por um período que incluiu o terremoto de Contamana de magnitude 7,0 em 2011.

“O número de animais gravados pelas câmeras começou a cair cerca de 23 dias antes do terremoto – e a redução se acelerou oito dias antes do tremor”, segundo Grant em seu relatório de pesquisa em 2015. “Nos dias 10, 6, 5, 3 e 2 antes do terremoto – e no próprio dia do tremor – não foi registrado nenhum movimento dos animais, o que é muito incomum.”

Essencialmente, Grant também encontrou evidências do que poderá estar acionando as mudanças de comportamento dos animais locais – uma série de fortes perturbações das cargas elétricas da atmosfera local a cada dois a quatro minutos, que começam duas semanas antes do tremor. Foi registrada uma flutuação particularmente grande cerca de oito dias antes do terremoto de Contamana – o que coincide com o início do segundo estágio de desaparecimento dos animais da região.

Os cientistas agora estão explorando se essas perturbações eletromagnéticas na atmosfera antes dos terremotos poderão ser um sinal de alerta de tremores iminentes que os animais podem sentir.

Os terremotos são invariavelmente precedidos por um período em que surgem fortes tensões nas rochas profundas. Essas tensões são conhecidas por criarem cargas eletrônicas chamadas de “buracos positivos”. Essas portadoras de cargas eletrônicas têm alta mobilidade e podem fluir rapidamente da crosta para a superfície da Terra, onde ionizam moléculas de ar acima do local onde elas surgem.

Essa ionização foi observada antes de terremotos em todo o mundo. À medida que esses buracos positivos fluem, eles também geram ondas eletromagnéticas em ultrabaixa frequência, fornecendo um sinal adicional que alguns animais podem ser capazes de captar.

“Os precursores de terremotos não são bem documentados cientificamente”, segundo Matthew Blackett, professor de geografia física e riscos naturais da Universidade de Coventry, no Reino Unido. Mas ele afirma que alguns cientistas defendem a teoria de que os animais poderão ter um mecanismo evoluído de fuga de sismos.

“Talvez eles detectem ondas de pressão antes da chegada dos terremotos ou talvez detectem mudanças no campo elétrico como linhas de falha quando a rocha começa a comprimir-se. Os animais também contêm [no corpo] muito ferro, que é sensível ao magnetismo e aos campos elétricos”, explica Blackett.

Os buracos positivos poderão também causar o surgimento de certas substâncias tóxicas antes dos terremotos. Se eles entrarem em contato com a água, por exemplo, podem acionar reações oxidantes que criam o agente lixiviador peróxido de hidrogênio. Reações químicas entre as portadoras de carga e a matéria orgânica do solo poderão gerar outros produtos desagradáveis, como o ozônio.

Dias antes do terremoto de Gujarat, na Índia, de magnitude 7,7 em 2001, satélites captaram um pico dos níveis de monóxido de carbono sobre uma região de 100 km2 em volta do que viria a ser o epicentro do terremoto. Cientistas indicaram que o gás monóxido de carbono poderá ter sido forçado para fora da terra devido ao acúmulo de tensão nas rochas à medida que a pressão do tremor se acumulava.

Naturalmente, muitos animais possuem aparelhos sensoriais altamente desenvolvidos que podem ler uma série de sinais naturais dos quais dependem suas vidas. Por isso, parece perfeitamente possível que alguns animais possam ser capazes de captar precursores de terremotos. Eles podem detectar substâncias desagradáveis pelo olfato, captar ondas de baixa frequência e perceber o ar ionizado pelas sensações no pelo ou nas penas.

Um helicóptero da marinha norte-americana sobrevoa Sumatra, na Indonésia, após o tsunami de 2004CRÉDITO,JORDON R. BEESLEY/US NAVY/GETTY IMAGES

Legenda da foto, Um helicóptero da marinha norte-americana sobrevoa Sumatra, na Indonésia, após o tsunami de 2004

Animais como alerta de terremotos

Com a enorme dificuldade enfrentada para prever os terremotos, essas descobertas trazem a questão: os seres humanos realmente poderão prever terremotos observando os animais e assim poder avisar as pessoas do que está por acontecer?

Em um estudo de 2020, Wikelski e seus colegas formaram um protótipo de sistema de alerta precoce de terremotos utilizando locais de monitoramento da atividade dos animais, com base em dados das suas pesquisas na Itália.

Ele estimou que animais de criação acima do ponto de origem do terremoto iminente que fossem capazes de percebê-lo de alguma forma exibiriam atividade em 18 horas antes do tremor. Animais situados a 10 km de distância do epicentro deveriam exibir sinais de alerta oito horas mais tarde, seguidos em mais oito horas por animais em fazendas a 20 km de distância.

“Se isso der certo, indicará a iminência de um terremoto nas próximas duas horas”, afirma ele.

Os pesquisadores precisarão observar um número maior de animais por períodos de tempo mais longos em diferentes regiões sujeitas a terremotos em várias partes do mundo antes que eles possam ser utilizados para prever tremores. Para isso, Wikelski e outros estão buscando a ajuda de Icarus – o sistema global de observação de animais da Estação Espacial Internacional – para reunir dados de movimentos de animais em todo o planeta.

Icarus (sigla em inglês de Cooperação Internacional para a Pesquisa de Animais Usando o Espaço e também referência à mitologia grega) é uma iniciativa formada em 2002 por cientistas em colaboração global. Seu objetivo é oferecer um sistema preciso de observação global de uma série de pequenos animais rastreados (aves, por exemplo) para fornecer dados e indicações sobre a interação entre a vida animal do planeta e seus sistemas físicos.

Paralelamente, a China já criou um sistema de alerta de terremotos, instalado no seu escritório de terremotos em Nanning, no sul do país, que monitora o comportamento de animais que ficam muito mais próximos do solo – especificamente, cobras em fazendas ao longo de uma ampla região sujeita a terremotos.

As cobras possuem um poderoso conjunto de mecanismos sensoriais para detectar minúsculas alterações de aspectos do seu ambiente. Foram, em parte, mudanças súbitas no comportamento das cobras e outros animais que alertaram as autoridades para evacuar a cidade chinesa de Haicheng, em 1975, pouco antes de um grande terremoto – uma ação que salvou um incontável número de vidas.

“De todas as criaturas da Terra, as cobras talvez sejam as mais sensíveis aos terremotos”, afirmou Jiang Weisong, então diretor do escritório de Nanning, ao jornal China Daily em 2006. “Quando um terremoto está por acontecer, as cobras saem dos seus ninhos, mesmo no frio do inverno.”

Jiang Weisong segura uma cobra pela raboCRÉDITO,BBC HORIZON

Legenda da foto, Jiang Weisong, diretor do Escritório de Terremotos de Nanning, no sul da China, com uma das cobras que ele acredita poderem ajudar a prever terremotos

Aves fogem de tempestades

Os terremotos não são os únicos desastres que os animais parecem conseguir detectar com antecedência. As aves estão sendo cada vez mais estudadas por aparentemente poderem identificar a aproximação de outros desastres naturais.

Em 2014, cientistas que rastreiam mariquitas-de-asa-amarela nos Estados Unidos registraram um exemplo surpreendente do que é conhecido como migração de evacuação. Essas aves começaram a sair do seu local de reprodução nas montanhas Cumberland, no leste do Tennessee, e voaram por 700 km – mesmo tendo acabado de voar por 5 mil km desde o norte da América do Sul.

Pouco depois que as aves voaram, uma terrível série de mais de 80 tornados atingiu a região, matando 35 pessoas e causando prejuízos de mais de US$ 1 bilhão (R$ 5,2 bilhões).

A indicação parece clara: os pássaros sentiram de alguma forma os ciclones se aproximando a mais de 400 km de distância. Mas como? Estudos iniciais concentram-se no infrassom – sons de fundo de baixa frequência inaudíveis para os seres humanos, mas presentes em todo o ambiente natural.

“Os meteorologistas e físicos sabem há décadas que tempestades com tornados produzem infrassons muito fortes que podem viajar por milhares de quilômetros de distância da tempestade”, disse na época Henry Streby, biólogo da vida selvagem da Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos. Ele afirmou ainda que o infrassom de tempestades intensas viaja a uma frequência na qual os pássaros estariam sintonizados para ouvir.

O projeto Kivi Kuaka instala rastreadores de GPS nas aves para observar como elas reagem aos desastres naturaisCRÉDITO,KIVI KUAKA

Legenda da foto, O projeto Kivi Kuaka instala rastreadores de GPS nas aves para observar como elas reagem aos desastres naturais

Também se acredita que a variação de infrassom seja o mecanismo pelo qual as aves migratórias parecem ser capazes de desviar-se de tempestades em vastos cruzamentos oceânicos – uma ideia que agora está sendo analisada pelo projeto Kivi Kuaka, um estudo em andamento no Oceano Pacífico.

Esse estudo foi inspirado por um programa de rádio que o oficial da marinha francês Jérôme Chardon ouviu sobre o pássaro Limosa lapponica, conhecido como fuselo, que todos os anos viaja 14 mil km para migrar entre a Nova Zelândia e o Alasca.

Como coordenador experiente de operações de resgate em todo o sudeste asiático e na Polinésia Francesa, Chardon sabia como essa viagem pode ser traiçoeira. Violentas tempestades varrem o Oceano Pacífico e suas comunidades em ilhas isoladas com frequência. Como os fuselos conseguem fazer suas viagens anuais sem enfrentar dificuldades com os riscos de tempestades que estão sempre presentes?

Formado em janeiro de 2021, o projeto envolve uma equipe do Museu Nacional de História Natural da França, que instalou rastreadores de GPS em 56 aves de cinco espécies diferentes para acompanhar as rotas percorridas através do oceano.

A Estação Espacial Internacional oferece a supervisão, recebendo os sinais dos pássaros durante o voo e observando como eles reagem aos riscos naturais durante o trajeto. E os rastreadores dos pássaros também coletam dados meteorológicos para ajudar a melhorar a formação de modelos climáticos e a previsão do tempo em todo o Pacífico.

O projeto Kivi Kuaka está rastreando os movimentos dos pássaros para entender se o seu comportamento poderia servir de alerta de riscos como tsunamisCRÉDITO,R. LORRILLIERE/KIVI KUAKA

Legenda da foto, O projeto Kivi Kuaka está rastreando os movimentos dos pássaros para entender se o seu comportamento poderia servir de alerta de riscos como tsunamis

O projeto Kivi Kuaka também observará se o comportamento dos pássaros poderá servir de alerta contra riscos iminentes como tsunamis, que, como se sabe, geram padrões de infrassom distintos que antecipam as fortes ondas. O projeto pretende testar a possível contribuição das aves para um sistema de alerta precoce que informe a chegada iminente de um tufão ou tsunami, segundo Charlotte Francesiaz.

A equipe está atualmente em processo de recuperar os rastreadores de GPS dos pássaros para examinar se eles reagiram a uma onda de ultrassom registrada por balões meteorológicos franceses no Oceano Pacífico poucas horas depois da recente erupção vulcânica em Tonga.

Samantha Patrick, bióloga marinha da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, também está examinando o infrassom como método utilizado pelas aves para detectar e evitar riscos naturais – e, por extensão, também alertar os seres humanos.

“Acho que podemos dizer que é possível que as aves sejam capazes de sentir mudanças no infrassom”, segundo Patrick. No momento, ela está verificando se os albatrozes demonstram preferência por áreas de alto ou baixo infrassom, mas a análise ainda não está completa.

Nem todos os especialistas concordam que os sistemas de alerta precoce com animais seriam uma opção viável para prever desastres naturais. E, mesmo se eles realmente ajudarem, é improvável que os movimentos de animais isoladamente sejam suficientes. As pessoas precisarão de uma combinação de diversos sistemas de alerta precoce para terem o quadro completo.

Ainda assim, embora ainda não possamos falar com os animais, talvez seja hora de prestar mais atenção aos seus avisos.

Fonte: BBC NEWS

Continuar lendo ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: SENSIBILIDADE DOS ANIMAIS PODE AJUDAR NA PREVISÃO DE CATÁSTROFES NATURAIS

SEGUNDO EMPARN, AS CHUVAS DOS PRÓXIMOS TRÊS MESES NO RN SERÃO DENTRO DA NORMALIDADE

Por Sérgio Henrique Santos, Inter TV Cabugi

 

Reunião sobre período de inverno no RN aconteceu nesta quarta (23) em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiReunião sobre período de inverno no RN aconteceu nesta quarta (23) em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

A Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn) espera chuvas dentro da normalidade no Rio Grande do Norte entre os meses de março, abril e maio.

O anúncio foi feito em uma reunião climática, que teve participação de órgãos e especialistas em meteorologia do Nordeste e do Estado, nesta quarta-feira (23), além de autoridades locais, como a governadora Fátima Bezerra (PT).

De acordo com o órgão, houve uma mudança na expectativa que era de chuvas acima da normalidade neste período em função da alta temperatura do Oceano Atlântico.

A perspectiva era ainda maior diante do bom cenário ocorrido no mês de janeiro em todo o estado, em que a média chuvosa foi de 144 milímetros quando era esperado 55 milímetros – foi o janeiro mais chuvoso desde 2004.

“O Oceano Atlântico continua mostrando tendência de aquecimento tanto na bacia do Atlântico Sul como na do Atlântico Norte. Isso dificultou um pouquinho o entendimento de como seriam as chuvas dos próximos meses. Ficou um pouco diferente da previsão feita em janeiro e a tendência é que nós tenhamos em março, abril e maio uma condição de normalidade na distribuição das chuvas”, explicou o meteorologista Gilmar Bistrot.

Quantidade de chuva

De acordo com a previsão apontada pela Emparn, o mês mais chuvoso deste período será abril, com perspectiva de média de 164 milímetros. Março tem previsão de média de 159 mm e maio de 108 mm.

Esses meses, segundo o meteorologista Gilmar Bistrot, são tradicionalmente os mais chuvosos do ano no estado e “contribuem com quase 60% das chuvas que acontecem no interior”.

A previsão inicial era de um período ainda mais chuvoso, acima da normalidade.

“As primeiras previsões realizadas desde novembro indicavam chuvas acima do normal, mas essa teimosia do Atlântico Norte em manter as temperaturas um pouquinho mais aquecidas influenciou pra essa tendência de chuvas próximas à normalidade“, explicou Bistrot.

O quadro pode melhorar e voltar a atingir o patamar anterior caso haja, nesse período, uma diminuição da temperatura no oceano.

“Isso poderá mudar caso o Atlântico Norte apresente uma diminuição da temperatura em torno de meio grau e aí nós teremos situação modificada, podendo sim aumentar as condições de chuva no interior do RN”.

Regiões mais afetadas

A Emparn prevê que a Região Leste do RN, que inclui parte do litoral potiguar, incluindo a capital Natal e a Região Metropolitana, será a com maior taxa de chuvas neste período, com um acumulado de 533 milímetros.

A Região Central também é citada pelo meteorologista Gilmar Bistrot, que diz que haverá “alguma dificuldade de chuva na região de Mossoró”.

Segundo a previsão da Emparn, a região que menos terá acumulado de chuva nesse período será o Agreste, com 342 mm nos três meses.

Reservatório de água

Para o diretor-presidente do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), Auricélio Costa, os dois primeiros meses do ano foram positivos para aumentar o volume de água dos reservatórios potiguares.

“Até agora as boas chuvas que caíram já permitiram encher os pequenos reservatórios, molhar a terra, permitir a distribuição de sementes e isso é muito importante para a economia do RN”, destacou.

Segundo ele, a expectativa de chuvas dentro da normalidade é visto de maneira positiva. O diretor aponta que o nível atual de reservas é de 38% e que a expectativa é de que se atinja os 50% nesse período.

“Tivemos uma série de anos secos. Os reservatórios atualmente estão com 38% das suas reservas e nós esperamos que com essa boa perspectiva de chuva possamos atingir ou passar os 50%. Isso nos dá maior segurança hídrica e maior possibilidade de abastecimento público, bem como maior disponibilidade de água para produção agropecuária, que fortalece o estado”, pontuou.

Segundo o meteorologista Gilmar Bistrot, “essa chuva bem distribuída poderá trazer um alívio para os reservatórios. Não vai enchê-los, mas poderá amenizar a situação”.

Para a governadora do RN, Fátima Bezerra, que participou da reunião, será um “bom inverno, pincipalmente se a gente comparar com 2021, que foi um ano muito difícil e com chuvas abaixo do normal, inclusive com regiões como a Agreste e Potengi que passaram por muitas dificuldades”.

Programa das sementes

Esse período de chuvas mais intensas é esperado e monitorado também para o plantio no interiores do estado. Por conta dessa previsão para os próximos meses, com boa perspectiva, o governo iniciou a distribuição das sementes para os agricultores.

“O que mais é pedido à nós pela governadora é para o Programa de Sementes, que precisa estar pronto para o início das chuvas, com segurança”, explicou o secretário de Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Guilherme Saldanha.

“Desde 15 dias atrás, nós realizamos a entrega das sementes em todo o RN e nessa virada agora para março, com o inverno se consolidando, o agricultor vai estar com a semente para no momento certo poder plantar com maior segurança e ter uma colheita farta”.

Segundo a governadora do RN, Fátima Bezerra, foram mais de 705 mil toneladas entregues a agricultores.

Continuar lendo SEGUNDO EMPARN, AS CHUVAS DOS PRÓXIMOS TRÊS MESES NO RN SERÃO DENTRO DA NORMALIDADE

SAIBA COMO FICARÁ O TEMPO NO FINAL DE SEMANA NO RN

Por g1 RN

 

Praia do Meio Natal RN Rio Grande do Norte nublado — Foto: Leonardo Erys/g1Praia do Meio Natal RN Rio Grande do Norte nublado — Foto: Leonardo Erys/g1

A chuva deve aparecer em diversos períodos da tarde e noite do sábado (12) e domingo (13) nas cidades do Rio Grande do Norte. A previsão do tempo aponta ainda temperaturas altas em regiões como Oeste e Seridó durante parte do dia.

Na capital Natal, e em São Miguel do Gostoso e na Praia de Pipa, nos litorais Norte e Sul, a previsão é de sol de manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite no fim de semana. A mínima chega a 25ºC no domingo e a máxima a 32ºC.

Em Mossoró, na Região Oeste, também há previsão de chuvas à tarde e à noite em todo o fim de semana. A mínima chega a 23ºC no domingo e atinge os 35ºC nos dois dias.

Já no município de Caicó, na Região Seridó, a máxima atinge até 37ºC, tendo no sábado da mínima de 21ºC. A previsão em todo o fim de semana também é de sol durante o dia e chuva à tarde e à noite.

Em Martins, a mínima chega a 19ºC durante todo o fim de semana, com máxima de 30ºC no domingo. Há previsão de chuva durante à tarde e à noite.

Em Guamaré também há previsão de chuva durante tarde e noite no fim de semana, com a máxima chegando a 35ºC e a mínima a 23ºC.

Em Nova Cruz, no Agreste potiguar, também será um fim de semana com sol durante o dia e chuvas à tarde e noite. A mínima é de 25ºC no domingo e a máxima chega a 32º.

Continuar lendo SAIBA COMO FICARÁ O TEMPO NO FINAL DE SEMANA NO RN

PREVISÃO PARA CONCLUSÃO DA CONSTRUÇÃO DO HOSPITAL DA MULHER EM MOSSORÓ É AINDA PARA ESTE ANO

Com 42% da obra concluída, o governo prevê entregar o Hospital da Mulher neste ano

Redação/Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Rosilene Pereira

A construção do Hospital da Mulher Parteira Correia está 42% Maria Correia e será finalizada neste ano pelo Governo do Estado. O bloco A, dedicado às enfermarias, o serviço mais adiantado, com revestimento, esquadrias e tem pisos instalados; em seguida, a prioridade é a finalização do bloco C, o cirúrgico.

O secretário de Gestão de Projetos e Metas e Coordenador do Projeto Governo Cidadão, Fernando Mineiro, visitou em Mossoró, na sexta-feira (14), o andamento da obra que será a maior unidade de saúde do Rio Grande do Norte, atendendo pacientes de mais de 60 municípios e com capacidade para 20 mil atendimentos por ano.

A vistoria incluiu uma reunião com a reitora Cicília Maia, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), instituição parceira do hospital. O secretário e a reitoria deram o Estado do mês aos encontros, ocorridas ao longo desta equipe da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), UERN, Projeto Governo Cidadão, Gabinete Civil do Estado (PGE) e Controladoria Geral do Estado concursoam com a governadora Fátima Bezerra o planejamento de implantação da unidade hospitalar que terá uma gestão inicial entre Sesap e Uern.

Na reunião desta-feira, o reiito confirmará uma união de exercício com os primeiros anos de funcionamento do hospital: avançando com o tempo”.

Ao todo, será mais de 16 leitos focados na atenção materno-infantil, ginecológica e obstétrica de média e alta complexidade. O investimento total é de cerca de R$ 125 milhões – R$ 85 milhões para obras e R$ 40 milhões em equipamentos.

“Paralelamente à construção, estamos dando andamento à compra dos bens e planejamento de implantação da unidade que vai mudar para melhor a saúde da mulher não somente da região Oeste, mas de todas as potiguares”, destacou Mineiro, lembrando que toda esta ação segue acordo com o Banco Mundial, órgão com o qual o Governo do RN mantém acordo com o foco no desenvolvimento regional. “A governadora Fátima Bezerra também tem visitado regularmente a obra para que tudo esteja pronto no tempo previsto”, completou Mineiro.

Implantação

O planejamento entre planejamentoap e UERN deve fornecer uma gestão acadêmica da instituição de ensino, que também deve colaborar com uma parte administrativa, o hospital de um grande campus. gestão fevereiro próximo, as equipes de responsáveis ​​fecharão o cronograma de implantação dos serviços ao longo de 2022 e 2023.

Como licitações a equipamentos são oferecidos para o Hospital conta com consultas públicas com fornecedores de equipamentos-hospitalares para dar transparência e promoção de uma competição hospitalar entre empresas. Todo o processo é amparado pelas Diretrizes de Aquiições do Banco Mundial e por meio de avaliações das áreas técnicas e jurídicas do Projeto Governo Cidadão. A primeira consulta pública relativa ao Hospital foi realizada em junho de 2021. Atualmente, já foram adquiridos equipamentos de grande porte como aparelhos de Raio X e mamógrafo.

Continuar lendo PREVISÃO PARA CONCLUSÃO DA CONSTRUÇÃO DO HOSPITAL DA MULHER EM MOSSORÓ É AINDA PARA ESTE ANO

ONDA DE CALOR DO SUL TEM PREVISÃO DE SE DISSIPAR A PARTIR DE QUARTA-FEIRA (19)

Onda de calor no Sul deve se dissipar a partir da quarta (19), diz meteorologista

À CNN, Francisco de Assis Diniz disse que a previsão é que o calor intenso não chegue na região Sudeste

Duda Cambraia*

João Pedro Malar

da CNN

em São Paulo

 

A região Sul do Brasil ainda deve enfrentar a forte onda de calor por mais alguns dias, mas a previsão é que ela se dissipe a partir da quarta-feira (19), segundo Francisco de Assis Diniz, meteorologista-chefe do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Em entrevista à CNN neste domingo (16), ele afirmou que a onda atingiu grande parte do Rio Grande do Sul e a Argentina, Paraguai e Uruguai. No estado brasileiro, ela gerou uma temperatura máxima de 37,9ºC em Porto Alegre no sábado (15), e de 40,6ºC na cidade de Uruguaiana.

“As temperaturas têm ficado na faixa dos 40ºC, 41ºC no Rio Grande do Sul na parte oeste e sudoeste. Essa onda de calor continua até quarta-feira, com temperatura na faixa dos 40ºC, pegando também o sul do Mato Grosso do Sul, e aí ela se dissipa”, diz.

Apesar do calor intenso, as temperaturas não devem chegar aos recordes registrados na Argentina, com várias localidades acima dos 44ºC e a capital do país, Buenos Aires, registrando a segunda maior temperatura da história.

Segundo Diniz, a expectativa é que a onda de calor não chegue à região Sudeste, já que ela está estacionada no Rio Grande do Sul e em partes do Paraná e do Mato Grosso do Sul. “No Sudeste continua a tendência de chuva, em especial entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, com temporais localizados e volumes significativos”.

O calor no Sul também criará condições para a ocorrência de temporais no início desta semana, com a possibilidade de granizo.

Para a cidade de São Paulo, a previsão para a semana é de céu nublado e tempo fechado, com condições para mais chuvas e poucas horas de Sol.

“A ausência do Sol é porque os ventos estão jogando muita umidade do oceano da costa de São Paulo, Espírito Santo e do Sul para essa região, daí as condições para as chuvas intensas, junto com um contraste térmico com as áreas com calor”, diz.

No caso de Minas Gerais, que tem sido afetada por fortes chuvas neste começo de ano, a previsão para a semana é de estagiam. “No decorrer da semana, a partir da quarta-feira, voltam as condições de chuva, pegando mais Espírito Santo e a parte central de Minas Gerais, mas não tão intensa quanto antes, dentro das condições normais”, afirma o meteorologista.

Diniz afirma que as chuvas estão retornando a áreas afetadas do Centro-Sudeste, em especial na Bahia e em Minas Gerais, mas “de maneira mais tranquila. Mas precisamos aguardar para ver se ocorre alguma mudança na atmosfera”.

Até o momento, a previsão para fevereiro é de chuvas dentro da normalidade, mas a ocorrência de temporais ainda não está descartada, devido às temperaturas elevadas.

“Porém, a gente tem a previsão de março voltar a intensificação das chuvas de novo. Podemos ter um final de fevereiro com chuvas intensas pegando Minas Gerais, Rio de Janeiro e Goiás”, diz.

Fonte: CNN

Continuar lendo ONDA DE CALOR DO SUL TEM PREVISÃO DE SE DISSIPAR A PARTIR DE QUARTA-FEIRA (19)

PREVISÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE DOSES DA VACINA CONTRA COVID-19 PARA CRIANÇAS AOS MUNICÍPIOS DO RN É NESTA SEXTA-FEIRA (14)

Vacinas para crianças de 5 a 11 anos do RN serão distribuídas nesta sexta-feira

Redação/Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Internet

A imunização das crianças de 5 a 11 anos de idade tem previsão de início na próxima segunda-feira (17) em todos os municípios do Rio Grande do Norte. O tem hoje 350 mil crianças nessa faixa de 20 anos.

“Por ser uma criança aberta para início de crianças de 5 anos”, disse Kelly Lima, coordenadora em Saúde da Sessão.

Como comorbidades entende-se crianças com cardiopatia crônica, pneumopatia crônica, imunodepressivos, doença renal crônica, asma, doença crônica, doença hepática crônica, doença hepática crônica, síndrome de Down, hematológica crônica, Diabetes Mellitus e obesidade.

A previsão é que as doses são distribuídas para todas as sextas regionais no início da tarde desta feira (14). O MS sinalizou que será enviado lotes a cada semana. “Está em curso a capacitação das equipes para a aplicação e manejo das vacinas nas crianças. Esse processo é essencial para que a aplicação seja segura”, disse Laiane Graziela coordenadora de Imunização da Sesap.

Os pais ou responsáveis ​​devem estar manifestando sua concordância com o cadastro a criança e feito+ além da Vacina dependente na plataforma da empresa ( https://rn.ufrn.br/ . Em caso de ausência de pais ou responsáveis, o termo de sentimento deve ser autorizado por um escrito.

Fonte: Portal da Tropical _ Notícias

Continuar lendo PREVISÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE DOSES DA VACINA CONTRA COVID-19 PARA CRIANÇAS AOS MUNICÍPIOS DO RN É NESTA SEXTA-FEIRA (14)

INMET PREVER PORTO ALEGRE COMO A CAPITAL MAIS QUENTE DO BRASIL NO FIM DE SEMANA

Por g1 RS

 

Porto Alegre pode ser a capital mais quente do Brasil nesta sexta (14) — Foto: Alex Rocha/PMPAPorto Alegre pode ser a capital mais quente do Brasil nesta sexta (14) — Foto: Alex Rocha/PMPA

As altas temperaturas que castigaram a Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul esta semana devem chegar à Capital nesta sexta-feira (14). A previsão, com isso, é que Porto Alegre seja a capital mais quente do Brasil no fim desta semana.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura nos termômetros pode chegar a 37°C. “Se este valor for alcançado, a capital gaúcha vai igualar o recorde de calor para 2022, que é de 37°C, em 2/1/2022”, diz a metorologista Josélia Pegorim, da ClimaTempo.

A baixa umidade, de 20% no período mais crítico, fez com que a Defesa Civil emitisse alertas orientando sobre a ingestão de água e que seja evitada a exposição ao sol entre 10h e 16h, especialmente de crianças e idosos.

E não apenas na sexta. Até a segunda (17), é possível que a capital gaúcha alcance os 39ºC, embora as nuvens com pancadas de chuva ajudem a amainar a sensação de abafamento.

Há condição para pancadas de chuva apenas no norte gaúcho, mas de forma muito fraca e pontual. Com a atuação de um bloqueio atmosférico, as frentes frias não conseguem avançar da Argentina para o RS.

A previsão indica que sejam mesmo dias de muito sol e com calor intenso. As maiores temperaturas seguem sendo na Fronteira Oeste.

Em Santana do Livramento, por exemplo, é possível atingir 41ºC, e em Bagé, 40ºC.

Ao longo da semana, os termômetros chegaram a marcar 44ºC, em São Borja, na quarta-feira (12), e 41,1ºC, Uruguaiana, na quarta (13).

Veja a previsão do tempo segundo o ClimaTempo:

  • Capital: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 37°C
  • Pelotas: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 19°C e máxima de 35°C
  • Caxias do Sul: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 18°C e máxima de 34°C
  • Santa Maria: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 39°C
  • Santa Rosa: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 24°C e máxima de 37°C
  • Erechim: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 19°C e máxima de 31°C
  • Uruguaiana: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 25°C e máxima de 40°C
  • Torres: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 30°C
  • Rio Grande: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 34°C
  • Mostardas: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 24°C e máxima de 36°C
  • Passo Fundo: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 20°C e máxima de 32°C
  • Bagé: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 21°C e máxima de 38°C
  • Tramandaí: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 31°C
  • Xangri-Lá: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 30°C
  • Capão da Canoa: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 22°C e máxima de 32°C
  • São Borja: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 23°C e máxima de 37°C

Fonte: G1

Continuar lendo INMET PREVER PORTO ALEGRE COMO A CAPITAL MAIS QUENTE DO BRASIL NO FIM DE SEMANA

SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FINAL DE SEMANA NO RN

Por g1 RN

 

Morro do Careca, em Natal, Rio Grande do Norte — Foto: Samuel Florêncio/Inter TV CabugiMorro do Careca, em Natal, Rio Grande do Norte — Foto: Samuel Florêncio/Inter TV Cabugi

Em Natal, São Miguel do Gostoso e Pipa, a previsão é de sol com nuvens de manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite no sábado (11) e domingo (12). A mínima chega a 24ºC no domingo e a máxima a 31ºC no sábado.

Em Mossoró, na Região Oeste, a máxima chega a 38ºC no sábado e 24ºC durante todo o fim de semana. Não há previsão de chuva.

Em Caicó, na Região Seridó, a máxima chega a 39º C durante todo o fim de semana e a mínima de 23ºC no sábado. Não há previsão de chuva.

Em Pau dos Ferros, no Alto Oeste, a máxima também atinge os 39ºC no sábado e domingo e a mínima fica em 24ºC no domingo. Há previsão de pancadas de chuva no sábado à tarde e à noite.

Na serra de Martins, a mínima chega a 20ºC durante todo o fim de semana, e a máxima chega a 33ºC no sábado. Não há previsão de chuva.

As informações meteorológicas foram fornecidas pelo Climatempo.

Continuar lendo SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FINAL DE SEMANA NO RN

PREVISÃO PARA O ACENDIMENTO DA ÁRVORE DE MIRASOL É PARA QUARTA-FEIRA (19), COM UMA PROGRAMAÇÃO DIVERSIFICADA

Praça da Árvore de Mirassol ganha programação diversificada para Natal em Natal

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

Foto: Alex Régis / Secom

O acendimento da Árvore de Mirassol, previsto para o próximo 19 de novembro, vai transformar a praça localizada no bairro natalense numa grande quermesse a céu aberto. Eventos musicais, gastronomia, área de lazer infantil, casinha do Papai Noel para fotos e artesanato darão o tom maior ao evento. As Secretarias Municipais de Cultura, Turismo e de Trabalho e Assistência Social se uniram para proporcionar uma festa aos natalenses e turistas que visitarão a Árvore e o Espaço Cultural Marilene Dantas até o dia 6 de janeiro de 2022. O projeto integra a programação do Natal em Natal .

Após o acendimento da Árvore, a programação no dia 19 aponta os programas de Rodolfo Amaral e Luizinho Nobre. Nas oito semanas seguintes, diversas combinações musicais passarão pelo palco de shows erguido na Praça. Dentre elas, Forró na Manha, Zé Caxangá, Dodora Cardoso, Fernando Luiz, Nara Costa, Jamilly e Caixinha de Música, Yrahn Barreto, Gustavo Cocentino, Dias Blue, Rosa de Pedra e mais dezenas de períodos.

“Esse é um momento muito emblemático. Depois de tantas incertezas, angústias e agruras, o segmento cultural renasce forte e pujante com o início de Natal em Natal. Os tempos dolorosos já são parte do passado. Vamos agora com todos os cuidados e seguindo os protocolos devolver aos natalenses a oportunidade de vivenciar e celebrar uma nova era. O recomeço dos grandes eventos culturais em nossa cidade é motivo de muita alegria e satisfação. Preparamos uma programação bem eclética e de qualidade, valorizando o que a cultura de Natal tem de melhor ”, destacou o prefeito.

A partir do dia 11 de dezembro, e até o dia 19, a programação contará com a participação da Escola de Dança Roosevelt Pimenta, mediada na Secretaria Municipal de Cultura / Funcarte. No dia 23, às 19h, haverá o Cortejo de Natal do Renascimento, saindo das descobertas do campus da UFRN, e seguindo até a Árvore. Ainda no dia 23, estreia o espetáculo natalino “Um Presente de Natal”, sob uma direção da coreógrafa Diana Fontes. O recital ficará em cartaz até o dia 25, data da fundação da Cidade do Natal. Nesse dia, haverá a apresentação do Padre Caio Sanfoneiro.

As atrações no palco de shows encerrarão no dia 6 de janeiro, no Dia de Santos Reis, com as performances de Fortunato e Os Jovens de Ontem, às 19h, e Talita Yohana, Joseph Little Drop e JxLxD, às 21h.

Natal Original
Neste ano, o Natal em Natal terá o reforço da loja de artesanato Natal Original, após hiato de um ano por causa da pandemia da Covid-19. A loja que fica no entorno da Árvore de Mirassol impulsiona o artesanato potiguar com o foco na busca de melhoria integral do segmento e aquecimento do turismo através da procura de arte e cultura.

Com a revitalização, a Prefeitura prioriza o artesanato local e ajuda a desenvolver a comercialização de produtos artesanais, rico em cultura e histórias do povo potiguar, agregando valor e estabelecendo oportunidades e desenvolvimento da economia solidária, criando e elevando os patamares de qualidade visual, cultural e mercadológica dos produtos, não apenas para os turistas, mas para os moradores de Natal. No último 7 de novembro, uma Prefeitura divulgou o resultado da seleção dos artesãos para participar do Projeto.

A Prefeitura também firmou parceria com o projeto Lugares de Charme, idealizado pela designer social Cris Ribeiro, que visa o resgate de identidade cultural via artesanato local, como forma de conhecimento sobre sua essência e sua história. A parceria com a Prefeitura irá capacitar os artesãos selecionados em como melhor atender os clientes, conhecer mais ferramentas práticas sobre gestão financeira e auxiliar o cálculo dos preços dos produtos, além de como vender mais e usar os canais e plataformas digitais para aumentar o relacionamento com o cliente e as vendas online e presenciais.

Feira de Gastronomia e Arte 
O Espaço Cultural Marilene Dantas também receberá a Feira de Gastronomia e Arte de Mirassol durante o período do Natal em Natal. Catorze operadores gastronômicos e 10 Food Trucks foram credenciados pela Secretaria Municipal de Turismo (Setur), por meio de edital, para compor a programação da Feira e comercializar seus produtos alimentícios.

Serão duas praças de alimentação obrigatória na lateral da Loja Natal Original. A Prefeitura responsável pela logística de estrutura da área comum, qual seja, o pavilhão da praça de alimentação, mais mesas, cadeiras e banheiros químicos. Além disso, haverá um palco para apresentações. Nesta última quinta-feira (11), o chefe do Setor de Vigilância Sanitária da Covisa Municipal, José Antônio de Moura, proferiu a palestra “Boas práticas de manipulação em serviços de alimentação” para os 24 contemplados no edital, no auditório da Semad.

O objetivo é dotar a cidade de feiras de gastronomia para comercialização de produtos alimentícios de qualidade e padrão no mercado, oportunizando o espaço da Árvore de Mirassol e seu entorno, de público consumidor e potencial turístico, um fim de valorizar a gastronomia local e os profissional responsável, reforçando sua identidade cultural e criatividade. Com isso, o município quer estabelecer uma programação sistemática que resulte no aumento de público e fluxo turístico nas festividades de fim de ano. Todos os pratos oferecidos no evento necessário o valor máximo de R $ 50,00. “Queremos movimentar a economia da cidade, oferecendo ao turista e ao natalense uma comida de qualidade e acessível, com opção de lazer e entretenimento, por meio de apresentações musicais com foco na valorização do artista potiguar”, destacou o prefeito Álvaro Dias.

Continuar lendo PREVISÃO PARA O ACENDIMENTO DA ÁRVORE DE MIRASOL É PARA QUARTA-FEIRA (19), COM UMA PROGRAMAÇÃO DIVERSIFICADA

VEJA A PREVISÃO DO TEMPO NO RN PARA O FERIADÃO

Veja a previsão do tempo no RN para o fim de semana com feriadão

Foto: Fernanda Zauli/G1

O fim de semana no Rio Grande do Norte vai ser de sol na maior parte do tempo, mas com pancadas de chuva em algumas regiões. As temperaturas ficam altas em muitas cidades e as mínimas em cidades serranas batem abaixo dos 20°C.

Natal, São Miguel do Gostoso e Pipa

Em Natal, Pipa e São Miguel do Gostoso, a previsão é de sol pela manhã, com pancadas de chuva à tarde e tempo aberto a noite em todo o feriadão. A mínima chega a 24°C no sábado e a máxima a 31°C na segunda.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a previsão é de sol em todos os dias do feriadão. A mínima é de 22°C e a máxima vai a 35°C em todos os dias. A previsão aponta que não há possibilidade de chuva.

Caicó

Em Caicó, na Região Seridó, a previsão é de sol com algumas nuvens, mas sem chuvas durante o feriadão. A máxima chega a 37°C no fim de semana e a mínima bate 21°C na segunda-feira.

Pau dos Ferros

Em Pau dos Ferros, na região Alto Oeste, a previsão é de sol pela manhã e pancadas de chuva à tarde. A mínima é de 23°C durante todo o feriadão e a máxima chega a 38°C no domingo.

Lagoa Nova

Em Lagoa Nova, região serrana do Seridó, a mínima bate 16°C na segunda-feira a máxima chega a 33°C no fim de semana. Não há previsão de chuvas e os dias devem ser de sol com algumas nuvens.

Nova Cruz

Em Nova Cruz, na região Agreste, a previsão também é de sol pela manhã e pancadas de chuva a tarde nos três dias. A mínima fica em 24°C no sábado e a máxima vai a 31°C na segunda-feira.

Galinhos

Em Galinhos, no litoral potiguar, não há previsão de chuva e a máxima chega a 35°C nos três dias, com mínima de 22°C.

As informações meteorológicas são do Climatempo

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo VEJA A PREVISÃO DO TEMPO NO RN PARA O FERIADÃO

FIM DE SEMANA NO RN DEVE SER COM PERÍODO CHUVOSO EM PRATICAMENTE TODAS AS REGIÕES DO ESTADO

Por g1 RN

 

Natal tem previsão de chuva à tarde e à noite no sábado e domingo — Foto: Leonardo Erys/g1Natal tem previsão de chuva à tarde e à noite no sábado e domingo — Foto: Leonardo Erys/g1

O Rio Grande do Norte deve ter um fim de semana com períodos de chuva em praticamente todas as regiões do estado. A previsão do tempo aponta que haverá chuva principalmente no sábado em parte dos municípios do estado.

Em NatalSão Miguel do Gostoso e Tibau do Sul, a previsão é de sol pela manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite no sábado e domingo.. A mínima na capital potiguar chega a 24ºC no domingo e a máxima a 31ºC em todo o fim de semana.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a previsão é de sol pela manhã no sábado, com chuva à tarde e à noite. No domingo, não chove. A mínima é de 23ºC nos dois dias e chega a 36ºC no sábado.

Caicó

No município de Caicó e parte da região do Seridó, a previsão também de sol pela manhã no sábado com pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima em Caicó é de 23ºC no domingo e a máxima chega a 37ºC no sábado.

Pau dos Ferros

Em Pau dos Ferros, na Região do Alto Oeste potiguar, a previsão é de sol pela manhã e pancadas de chuva em períodos da tarde e noite em todo o fim de semana. A temperatura mínima é de 24ºC no sábado e a máxima chega a 38ºC em todo o fim de semana.

Jaçanã

No município de Jaçanã, a previsão é de sol pela manhã no sábado e chuva à tarde e à noite. No domingo, não chove. A mínima atinge 18ºC no domingo e a máxima 32ºC no sábado.

Martins

Na serra de Martins, a mínima chega a 19ºC e a máxima a 31ºC no fim de semana e há previsão de chuva para o a tarde e a noite do sábado.

Galinhos

No litoral, em Galinhos, a máxima chega a 36ºC no sábado, quando também há previsão de chuva durante períodos da tarde e noite. A mínima chega a 23ºC e não chove no domingo.

As informações meteorológicas são fornecidas pelo Climatempo.

Continuar lendo FIM DE SEMANA NO RN DEVE SER COM PERÍODO CHUVOSO EM PRATICAMENTE TODAS AS REGIÕES DO ESTADO

PREFEITURA DO NATAL TEM PREVISÃO DE ENTREGA DO BECO DA LAMA TOTALMENTE REQUALIFICADO PARA 15 DE NOVEMBRO

Requalificação do Beco da Lama chega a 80% e previsão de entrega é novembro

22 out 2021

O processo de requalificação do Beco da Lama realizado pela Prefeitura de Natal está em contagem regressiva e a obra avança com a conclusão de 80% das intervenções estruturantes. A principal etapa, que compreende o Beco propriamente dito, a rua Doutor José Ivo entre a rua Coronel Cascudo e a rua Ulisses Caldas, tem previsão de entrega para dia 15 de novembro. A terceira e última etapa será o trecho da Coronel Cascudo e avenida Rio Branco. Após a finalização do Beco, será iniciada a renovação da galeria dos grafites, seguindo o princípio da temporalidade da arte urbana nos novos trabalhos que irão compor a galeria a céu aberto.

“Estamos ansiosos pela conclusão desta renovação do Beco da Lama, que cresceu a olhos vistos em seus novos negócios de economia criativa, gastronomia e cultura. Como gestor, fico gratificado em promover desenvolvimento, gerar emprego, renda e dar uma nova cara ao nosso Centro Histórico, é uma alegria. O Beco da Lama vai potencializar sua vocação de espaço para cultura e turismo”, comentou o prefeito Álvaro Dias.

Grande reduto da cultura natalense, o endereço mais badalado do Centro Histórico da Cidade está ganhando bem mais que embelezamento, com um novo conceito de via pública voltada para as pessoas. “Não aquele conceito de carros na rua e pessoas na calçada. É uma via de pedestre, onde as pessoas vão se sentir apropriadas do direito que elas têm do espaço público. É uma requalificação nesse sentido também”, disse o diretor de Planejamento da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), Newton Filho.

A estrutura conta agora com o passeio único integrado feito em piso intertravado, um tipo de pavimento de blocos pré-moldados que dá segurança de mobilidade ao pedestre. Até esta quarta-feira (20), os operários que trabalham no local já tinham aplicado 70 metros de piso. O novo corredor vai amplificar as atividades dos comerciantes e as ações culturais de produtores e artistas, assim como o conforto dos frequentadores.

Iluminação
A nova iluminação do Beco da Lama é uma atração à parte porque vai dar fim à poluição visual causada pelo emaranhado de fios, além de destacar o colorido do lugar e dar mais segurança aos frequentadores. Na próxima segunda-feira (25) está prevista a retirada da fiação de telecomunicações para a colocação da rede subterrânea. Apenas a rede de média tensão da Cosern ficará à mostra. A Companhia Energética também fará melhorias com a troca do transformador e revitalização da fiação.

Saneamento
Segundo o engenheiro Fábio Rocha, responsável pela obra, já foram concluídos os serviços de drenagem, esgotamento sanitário e a troca das instalações hidráulicas. A estrutura de tubulação por onde passa a linha d’água, antes feita de ferro, foi trocada por tubos de PVC. Todas as caixas de esgotamento sanitário foram refeitas e as calhas residenciais para o escoamento da água foram conectadas para dentro das caixas. Toda a estrutura é feita em concreto armado para não ceder. “O sistema de drenagem e saneamento foi feito como devem ser as grandes obras, então teremos um novo Beco da Lama, sem os problemas de antigamente”, disse.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo PREFEITURA DO NATAL TEM PREVISÃO DE ENTREGA DO BECO DA LAMA TOTALMENTE REQUALIFICADO PARA 15 DE NOVEMBRO

SAIBA COMO FICARÁ O TEMPO NO FINAL DE SEMANA NO RN

Por g1 RN

 

Previsão aponta chuva no fim de semana em Natal — Foto: Leonardo Erys/g1Previsão aponta chuva no fim de semana em Natal — Foto: Leonardo Erys/g1

O fim de semana de 9 e 10 de outubro no Rio Grande do Norte será de sol em alguns momentos e chuva em determinadas regiões. As temperaturas também variam por todo o estado.

Em Natal, e nos municípios de São Miguel do Gostoso e Tibau do Sul, nos litorais Norte e Sul, a previsão é de sol durante parte do dia e pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima será de 24°C e a máxima de 31°C durante todo o fim de semana.

Mossoró

Já em Mossoró, na Região Oeste, a previsão é de sol e nenhuma chuva durante todo o fim de semana. A mínima será de 22°C no sábado e chega 35°C em todo o fim de semana.

Pau dos Ferros

No Alto Oeste, o município de Pau dos Ferros tem previsão de chuva para o sábado e a máxima atingindo 36°C. No domingo, a máxima chega a até 38°C, sem previsão de chuva, e a mínima é de 24°C.

Caicó

No município de Caicó, na Região Seridó, não vai chover durante todo o fim de semana e a máxima vai chegar a 37°C no sábado. A mínima é de 23°C em todo o fim de semana.

Martins

Na serra de Martins também não tem previsão de chuva durante os dois dias. A temperatura mínima chega a 18°C no sábado e a máxima fica em 30°C.

Serra de São Bento

Em Serra de São Bento, a mínima chega a 21°C no domingo com máxima de 32°C no sábado. Não há previsão de chuva.

As informações meteorológicas são fornecidas pelo Climatempo.

Continuar lendo SAIBA COMO FICARÁ O TEMPO NO FINAL DE SEMANA NO RN

CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FIM DE SEMANA NO RN

Por G1 RN

 

Noites de sábado (21) e domingo (22) devem ser de chuva em Natal. — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV CabugiNoites de sábado (21) e domingo (22) devem ser de chuva em Natal. — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

A previsão do tempo aponta períodos de chuvas em algumas cidades do estado e temperaturas abaixo de 20°C em alguns municípios.

Na capital Natal e nas praias de São Miguel do Gostoso, no litoral Norte, e Pipa, no litoral Sul, a previsão é de sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva durante a tarde e a noite no sábado (21) e no domingo (22).

A mínima chega a 22°C e a máxima é de 30°C em todo o fim de semana.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a mínima é de 22°C no sábado e 21°C no domingo. Já a máxima chega a 36°C no sábado e 35°C no domingo. A previsão do tempo aponta sol com algumas nuvens e sem chuvas no município.

Caicó

Em Caicó, na Região Seridó, a previsão também é de sol com algumas nuvens, sem chuvas. A mínima é de 23°C no sábado e 22°C no domingo. A máxima chega a 35° nos dois dias.

Martins

Na serra de Martins, não há previsão de chuva no fim de semana e a mínima chega a 18°C no sábado e 17°C no domingo. A máxima atinge 31°C no sábado.

Jaçanã

No município de Jaçanã, a mínima vai chegar a 17°C no fim de semana, com máxima de 30°C no sábado. Não há previsão de chuva.

Tenente Laurentino Cruz

Em Tenente Laurentino Cruz, a mínima atinge 17°C no sábado e 16°C domingo. A máxima chega a 29°C nos dois dias, sem previsão de chuva.

Guamaré

No município de Guamaré não há previsão de chuva. A mínima é de 22°C no sábado e 21°C no domingo. A máxima é de 36°C no sábado e 35°C no domingo.

Nova Cruz

Em Nova Cruz, a previsão é de sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva durante a tarde e a noite no sábado e no domingo. A mínima é de 22°C e a máxima chega a 30°C nos dois dias.

São Rafael

Em São Rafael, a previsão também é sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva durante a tarde e a noite no sábado e no domingo. A mínima é de 24°C no sábado e 23°C no domingo. A máxima chega a 36°C em todo o fim de semana.

As informações meteorológicas são fornecidas pelo Climatempo.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO PARA O FIM DE SEMANA NO RN

SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO NO RN PARA O FINAL DE SEMANA

Por G1 RN

 

O Chapadão é uma conhecida falésia da Praia de Pipa, no litoral Sul potiguar — Foto: DivulgaçãoO Chapadão é uma conhecida falésia da Praia de Pipa, no litoral Sul potiguar — Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte tem previsão de temperaturas quentes na maioria das regiões do estado, com muito sol. A chuva deve aparecer em parte do litoral do estado no domingo. No regiões serranas do interior, a temperatura mínima chega a ficar abaixo dos 20°C.

Em Natal, o sábado será de sol com algumas nuvens e o domingo tem previsão de pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima será de 22°C em todo o fim de semana e máxima chega a 30°C no sábado. A previsão é a mesma para São Miguel do Gostoso, no litoral Norte, e para a praia de Pipa, em Tibau do Sul, no litoral Sul.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a previsão é de que faça sol e não chova durante todo o fim de semana. A mínima chega a 21°C no sábado e a máxima atinge os 36°C no domingo, por volta das 14h.

Caicó

O município de Caicó, na Região Seridó do estado, também tem previsão de sol e nenhuma chuva no fim de semana. A mínima chega a 21°C no sábado e a máxima atinge os 37°C no domingo.

Pau dos Ferros

Em Pau dos Ferros, no Alto Oeste, também não chove durante todo o fim de semana. A mínima atinge os 22°C no sábado e a máxima chega a 37°C no domingo.

Porto do Mangue

Em Porto do Mangue, na Região da Costa Branca, também não há previsão de chuvas. A mínima chega a 19°C no sábado e a máxima atinge os 36°C no domingo.

Lajes

Em Lajes, na Região Central, também não há previsão de chuva para o fim de semana, com a mínima sendo de 21°C e a máxima de 37°C.

Serra de São Bento

Na Serra de São Bento, a mínima chega a 19°C no domingo e a máxima fica em 30°C nos dois dias do fim de semana.

Martins

Também na serra de Martins, a mínima chega a 17°C no sábado e a máxima se mantém em 31°C durante o fim de semana.

Lagoa Nova

Na serra de Lagoa Nova, a mínima atinge até os 16°C no sábado, com a máxima sendo de 33°C no domingo.

As informações meteorológicas são fornecidas pelo Climatempo.

Continuar lendo SAIBA QUAL A PREVISÃO DO TEMPO NO RN PARA O FINAL DE SEMANA

PREVISÃO DO TEMPO PARA O FIM DE SEMANA APONTA RN VAI TER SOL E CHUVA EM ALGUMAS CIDADES E TEMPERATURA BAIXA EM ALGUMAS SERRAS

Por G1 RN 

 

Rio Grande do Norte vai ter fim de semana com sol e chuvas em algumas cidades - Foto de arquivo — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV CabugiRio Grande do Norte vai ter fim de semana com sol e chuvas em algumas cidades – Foto de arquivo — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

A previsão do tempo aponta que o Rio Grande do Norte vai ter um fim de semana com sol e chuvas em algumas cidades e temperaturas abaixo de 20°C em algumas serras.

Em Natal, o sábado será de tempo aberto com sol e nuvens, com chuva rápida durante o dia e à noite. O domingo reserva muitas nuvens e chuva a qualquer hora. A mínima no fim de semana é de 22°C e chega a 30°C. A previsão é a mesma para São Miguel do Gostoso, no litoral Norte. Em Tibau do Sul, no litoral Sul, a mínima também é de 22°C, mas a máxima fica em 28°C.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a mínima é de 22°C nos dois dias e a máxima chega a 36° no domingo (8). A previsão do tempo aponta sol com algumas nuvens e sem chuvas no município.

Caicó

Em Caicó, na Região Seridó, também não há nenhuma previsão de chuvas e o sol deve aparecer durante todo o fim de semana, com temperaturas muito quentes. A mínima prevista é de 21°C e a máxima chega a 35°C.

Apodi

No município de Apodi, também será um fim de semana de sol, com temperaturas variando de 21°C a 36°C.

Pau dos Ferros

Em Pau dos Ferros, na Região do Alto Oeste, a previsão também aponta para um fim de semana de sol e sem possibilidade de chuvas. A mínima será de 23°C e a máxima de 35°C.

Martins

Na serra de Martins, o fim de semana também será de sol e o município terá momentos de temperaturas mais baixas. A mínima é de 18°C com máxima de 31°C.

Monte das Gameleiras

Já em Monte das Gameleiras, a mínima chega a 19°C com máxima de 30°C. O município deve ter chuva rápida no sábado e pancadas de chuva durante a tarde e à noite do domingo.

São Paulo do Potengi

O município de São Paulo do Potengi terá um sábado com sol e chuva rápida durante o dia e à noite. O domingo deve ter sol com chuva a qualquer momento. A mínima atinge 21°C e a máxima chega a 30°C.

As informações meteorológicas foram fornecidas pelo Climatempo.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo PREVISÃO DO TEMPO PARA O FIM DE SEMANA APONTA RN VAI TER SOL E CHUVA EM ALGUMAS CIDADES E TEMPERATURA BAIXA EM ALGUMAS SERRAS

RN LIDEROU AS CONTRATAÇÕES DE UM NOVO LEILÃO NACIONAL PARA CONTRATAÇÃO DE ENERGIA EÓLICA REALIZADO PELA ANEEL

Por G1 RN

 

Torres eólicas na praia de Tourinhos, em São Miguel do Gostoso — Foto: Augusto César Gomes/G1Torres eólicas na praia de Tourinhos, em São Miguel do Gostoso — Foto: Augusto César Gomes/G1

Maior produtor de energia eólica no país, o Rio Grande do Norte liderou as contratações em um novo leilão nacional para contratação de energia, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) nesta quinta-feira (8).

A previsão é que sejam investidos mais de R$ 1,4 bilhão na implantação dos projetos no estado. Ao todo, são 20 projetos de novas usinas eólicas para operação a partir de 2024 e 2025. Foram contratados 350,6 MW em geração de energia.

O valor equivale a quase três vezes o contratado para o segundo colocado no leilão, que foi o estado de São Paulo, com 131 MW. A Paraíba ficou na terceira posição, com 100 MW.

O Rio Grande do Norte possui mais de 20 empresas de geração de energia com projetos em operação, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento do Estado em março. Além disso, são mais de 180 empreendimentos em operação, que colocam o estado na liderança nacional em potência instalada, com 5,2 GW.

O estado possui ainda 52 empreendimentos em construção (1,8 GW) e outros 78 contratados (3,1 GW).

“14 das maiores empresas do mundo do setor eólico estão aqui”, diz o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado. De acordo com ele, a qualificação profissional, além da geografia privilegiada são os principais atrativos do estado.

“Temos aqui cursos voltados especificamente para o mercado eólico e por isso estamos gerando emprego de qualidade. Além disso, formamos um grupo de trabalho, composto por pesquisadores e outros agentes, especialmente focado nas energias renováveis, o que irá potencializar ainda mais este trabalho que estamos desenvolvendo, com incentivos e inovação”, enfatizou.

Pesquisadores avaliam, por exemplo, a futura instalação de torres eólicas no mar.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo RN LIDEROU AS CONTRATAÇÕES DE UM NOVO LEILÃO NACIONAL PARA CONTRATAÇÃO DE ENERGIA EÓLICA REALIZADO PELA ANEEL

8,7 MILHÕE DE DOSES ENTREGUE AO MINISTÉRIO DA SAÚDE EM JANEIRO, É A PREVISÃO DO CONTRATO DO GOVERNO COM O BUTANTAN

Contrato do governo com Butantan prevê 8,7 milhões de doses em janeiro

 

Thais Arbex

Por Thais Arbex, CNN  

 Atualizado 07 de janeiro de 2021 às 19:17

Contrato do governo com Butantan prevê 8,7 milhões de doses em janeiro

O contrato que o governo Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira (7) com o Instituto Butantan, de São Paulo, para a compra da Coronavac prevê a entrega de 8,7 milhões de doses ao Ministério da Saúde até o dia 31 de janeiro.

Ao todo, são 100 milhões de doses da vacina. A aquisição da Coronavac pelo governo federal gera novo impasse com o Palácio dos Bandeirantes, sede da gestão paulista.

O governador João Doria tem dito que não abre mão de iniciar a vacinação no estado em 25 de janeiro e prevê 60 milhões até o fim de março. Procurados pela CNN, o governo de São Paulo e Butantan não se pronunciaram.

O fechamento do contrato acontece no mesmo dia em que o governo de São Paulo anunciou que o imunizante desenvolvido pela farmacêutica Sinovac em parceria com o instituto brasileiro tem 78% de eficácia.

Também nesta quinta, o Butantan deu início ao processo de pedido à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o registro para uso emergencial da Coronavac no Brasil.

A vacina chinesa foi o centro de uma disputa política travada entre Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Em outubro, o presidente chegou a desautorizar o plano de aquisição futura da Coronavac feito pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sob o argumento de que a vacina não era confiável por causa de sua origem.

Dias depois, no entanto, Bolsonaro recuou e disse que poderia autorizar a compra da vacina produzida pela Sinovac, mas não pelo preço que um “caboclo aí quer”.

Contrato do governo federal para compra da Coronavac

Contrato do governo federal para compra da Coronavac
Foto: Reprodução

Fonte: CNN

Continuar lendo 8,7 MILHÕE DE DOSES ENTREGUE AO MINISTÉRIO DA SAÚDE EM JANEIRO, É A PREVISÃO DO CONTRATO DO GOVERNO COM O BUTANTAN

RECUPERAÇÃO HISTÓRICA PARA 2021 É ESPERADA EM 3 PAÍSES DA AMÉRICA LATINA

Os 3 países da América Latina com a maior previsão de crescimento em 2021

Região enfrentou maior crise econômica das últimas décadas. Agora, 2021 verá recuperações econômicas sem precedentes

ECONOMIA

 por BBC NEWS BRASIL

Cepal projeta uma queda histórica de 7,7% na economia regional em 2020

GETTY IMAGES/BBC BRASIL

A queda nas economias latino-americanas em 2020 foi tão forte, em meio à pandemia de coronavírus, que recuperações históricas são esperadas para 2021.

Mas cuidado: isso não significa um grande crescimento econômico que indica um período de vacas gordas pela frente.

Na verdade, trata-se de um esperado “efeito rebote” — ou seja, um forte aumento do PIB (Produto Interno Bruto) na maioria dos países da região, que compensará parcialmente o cenário atual. É uma recuperação econômica parcial em relação a um resultado muito negativo do ano anterior.

A economia do Peru, por exemplo, fechará este ano com uma queda brutal da ordem de 13%, e em 2021 crescerá cerca de 9%, de acordo com as últimas projeções da Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe).

Isso significa que mesmo com um aparente aumento espetacular da atividade econômica, o país ainda estará longe de retornar ao nível pré-crise, uma história que se repetirá na maioria dos países da região.

“A recuperação estará sujeita a muitas incertezas, como a dinâmica da pandemia, a disponibilidade de vacinas, a capacidade dos países em manter políticas de apoio e o que acontecerá com a economia mundial”, diz Daniel Titelman, diretor da Divisão de Desenvolvimento Econômico da Cepal, à BBC News Mundo, o serviço em espanhol da BBC.

Para este ano, a Cepal projeta uma queda histórica da economia regional de 7,7%, enquanto para 2021 espera um crescimento de 3,7%.

Se não houver grandes mudanças no horizonte, pode-se dizer que a América Latina atingiu o fundo do poço e agora inicia um lento processo de recuperação.

Durante essa recuperação, os três países que terão o maior crescimento econômico no próximo ano, segundo as projeções da Cepal, serão: Peru (9%), Panamá (5,5%) e Bolívia (5,1%).

Um ano eleitoral no Peru

Apesar do impacto econômico devastador da pandemia no Peru, o ministro de Economia e Finanças, Waldo Mendoza, disse que o país está apresentando uma recuperação “muito mais rápida” que o resto dos países da região.

Entre os motivos, ele citou a redução no avanço da pandemia e os efeitos dos pacotes de estímulo para conter a crise econômica.

“Temos uma situação um pouco mais administrável, que nos permite abrir atividades econômicas com um pouco mais de confiança e menos risco”, disse Mendoza, membro do gabinete do governo de Francisco Sagasti, que assumiu a presidência do Peru em meio a uma profunda crise política, em meados de novembro.

Se a economia do Peru crescer 9% em 2021, conforme projeta a Cepal, será o país com maior crescimento econômico na região, depois de ter ficado no topo do ranking de pior desempenho regional (atrás apenas da Venezuela) em 2020.

Um efeito rebote da economia não está condicionado exclusivamente à evolução da pandemia, mas também às condições políticas.

“Há incerteza por motivos de saúde e por motivos políticos”, explica Diego Macera, gerente do Instituto Peruano de Economia (IPE), à BBC.

“Se houver investimento privado, empregos são criados e isso impulsiona a recuperação econômica, mas se o Congresso que será eleito no próximo ano for como o que temos agora, o golpe para a confiança será grande”, diz ele.

As eleições presidenciais e parlamentares estão convocadas para 11 de abril e o segundo turno, se necessário, está previsto para junho.

No plano econômico, um dos sinais animadores para o próximo ano é que os especialistas esperam melhores resultados no setor de mineração, especialmente em produtos como o cobre.

No entanto, uma das principais preocupações é o que acontecerá com o emprego e o subemprego e como o país conseguirá obter as doses das vacinas necessárias para manter o vírus sob controle.

A recuperação do Panamá

“A recuperação depende de dissipar a névoa da pandemia”, disse Samuel Moreno, presidente do Colégio de Economistas do Panamá, à BBC.

Se for gerada mais confiança na população, diz ele, o consumo interno vai aumentar e a expectativa de fazer negócios no país vai melhorar.

O Panamá é o segundo país, depois do Peru, com a maior taxa de crescimento do PIB projetada para 2021, segundo a Cepal.

A atividade econômica deve crescer 5,5% em 2021, após experimentar uma das maiores desacelerações econômicas regionais neste ano, com queda próxima a 11%, segundo a Cepal.

“Tenho uma visão positiva”, diz Moreno, argumentando que no último trimestre deste ano houve indícios de uma reativação, como, por exemplo, a retomada das operações da companhia aérea Copay e de atividades comerciais e financeiras.

Apesar dos problemas causados ​​pela pandemia, o Panamá mantém uma boa classificação de risco nas agências internacionais, acrescenta o economista, o que contribui para a velocidade da recuperação.

Peça essencial da economia, o Canal do Panamá também começa a dar bons sinais.

“Esperamos que o comércio mundial se recupere em 2021 e que isso continue influenciando positivamente a reativação dos fluxos comerciais nas atividades do canal”, explica Titelman, da Cepal.

“Esperamos também aumento do comércio interno, principalmente de construção e serviços financeiros”, acrescenta.

Um dos maiores desafios para o próximo ano, concordam os especialistas, é a geração de empregos em um país com altos níveis de desigualdade, onde o acesso aos serviços básicos não é garantido nas áreas rurais habitadas principalmente por populações indígenas e comunidades de descendência africana.

O Banco Mundial afirmou que uma de suas preocupações é que os níveis profundos de desigualdade que existem no país aumentem como consequência da pandemia, causando alta da insegurança alimentar e da desnutrição infantil.

A preocupação é compartilhada por Gersán Joseph Garzón, professor da Faculdade de Economia da Universidade do Panamá.

“Essa pandemia revelou a grande desigualdade que existe no país”, afirma.

Um dos motores essenciais para a reativação, defende o economista, é que o gasto público aumente para gerar novas fontes de trabalho.

“Grande parte do emprego depende de projetos de infraestrutura promovidos pelo governo. Isso ajudaria muito.”

Os desafios da Bolívia

A Bolívia ocupa o terceiro lugar entre os países latino-americanos que podem apresentar maior crescimento, com uma projeção de alta de 5,1% em 2021, após uma queda profunda de 8% em 2020, segundo a Cepal.

O governo de Luís Arce, que iniciou seu mandato em 8 de novembro após um longo período de instabilidade política no país, está promovendo uma série de medidas que incluem aumento do investimento público, crédito a juros baixos aos produtores. e a criação de um imposto permanente sobre grandes fortunas.

E o orçamento do país para o próximo ano reflete um forte aumento do endividamento e dos gastos públicos para sustentar o crescimento econômico.

“Esperamos que as políticas de transferência de renda que estão sendo realizadas na Bolívia possibilitem o acionamento da demanda interna”, disse Titelman, acrescentando que o programa de recuperação produtiva que o governo está implementando também pode gerar mais dinamismo econômico.

No que diz respeito às exportações, uma fonte essencial de recursos para a Bolívia é a venda de gás natural para os países do Cone Sul. É por isso que “a evolução do Brasil e da Argentina influenciará significativamente a recuperação da Bolívia no próximo ano”, diz Titelman.

Os planos de recuperação da economia boliviana, como ocorre com o restante dos países, estão sujeitos à grande incógnita sobre o controle do vírus.

“Não sabemos o que acontecerá com a pandemia. A recuperação dependerá se serão necessárias medidas que restrinjam a atividade econômica e a mobilidade das pessoas”, afirmou Juan Antonio Morales, ex-presidente do Banco Central e professor da Universidade Católica Boliviana.

Outros fatores como a evolução do contexto econômico internacional e os preços dos recursos naturais também vão influenciar, segundo ele. Nessa frente, existem alguns sinais de esperança.

“Os preços das commodities tiveram uma recuperação considerável”, o que favorece a mineração local, afirma o economista.

Ele também destaca que houve aumento no preço de alguns alimentos, fenômeno que pode ser “uma boa notícia para os exportadores desses alimentos, mas uma má notícia para os preços internos”.

São tantos os elementos que entram em jogo na análise das perspectivas econômicas para a América Latina em 2021 que qualquer mudança no cenário pode transformar as projeções.

Se há algo em que há um pouco mais de certeza, é que faltam vários anos para a região recuperar o crescimento econômico que tinha antes da pandemia, e mais ainda para melhorar os indicadores sociais.

E o Brasil?

Apesar de não estar entre as economias na América Latina que mais vão cair em 2020, o Brasil deve apresentar contração de 5,3% em seu PIB neste ano, de acordo com a Cepal. Para 2021, a previsão é de crescimento de 3,2%.

“Em 2020, a pandemia da doença coronavírus (covid-19) marcou negativamente a evolução da economia brasileira e um elevado número de vidas”, disse a entidade.

Fonte: R7

Continuar lendo RECUPERAÇÃO HISTÓRICA PARA 2021 É ESPERADA EM 3 PAÍSES DA AMÉRICA LATINA

GÁS NATURAL CANALIZADO PARA TODO LITORAL, FAZ PARTE DA PREVISÃO DO PROJETO PIPA

Projeto Pipa prevê gás natural canalizado para o litoral sul

 DIVERSOS

A Companhia Potiguar de Gás (Potigás) representada pela diretora presidente, Larissa Dantas, e pelo Gerente Técnico, José Augusto Rezende, apresentou nesta quinta-feira, 24/09, para autoridades e representantes da rede hoteleira, de bares e restaurantes e também do movimento Preserve Pipa, o Projeto Pipa, que visa levar o gás natural canalizado para um dos principais destinos turísticos do Brasil. A reunião aconteceu no auditório do Hotel Pipa Atlântico.

Na ocasião, o Gerente Técnico da Potigás, José Augusto Rezende, detalhou o projeto desenvolvido para a região que já passou por etapas como a sondagem dos trechos, topografia e cujo projeto executivo foi concluído. Uma das formas de viabilizar a chegada do gás natural canalizado na região é a implantação de 32 quilômetros de gasodutos indo de Goianinha até Pipa, passando por Tibau do Sul. Há ainda outras possibilidades como o gasoduto virtual, que é o transporte do gás através de carretas.

“O projeto se insere entre os desafios da Potigás de aumentar a sua base de clientes e universalizar o acesso da população ao Gás Natural, essa é a essência do nosso contrato de concessão. No entanto, é necessário sabermos o volume de gás pretendido para a região, de forma que o investimento seja justificado”, ressaltou José Augusto.

48 empresas da hotelaria de Pipa e Tibau do Sul já demonstraram interesse em ter o gás natural canalizado e um levantamento geral será feito para se ter ideia do volume de consumo e com isso, a definição de como o projeto será viabilizado, se por meio da implantação do gasoduto de transporte ou de forma virtual (carretas).

A diretora presidente da Potigás, Larissa Dantas, destacou o empenho do Governo do RN em apoiar projetos que beneficiem a população e tragam desenvolvimento econômico e sustentável.

“É diretriz do governo da professora Fátima Bezerra a realização de um trabalho que promova o desenvolvimento sustentável, através da geração de energia limpa, comprometido com o consumidor, no sentido não só de ampliar o acesso da população ao gás natural, mas trabalhar para oferecê-lo com preço reduzido”, disse Larissa.

A presidente da Potigás também falou sobre os benefícios do gás natural que além de segurança, conforto e economia, tem grande impacto na preservação do meio ambiente e na saúde da população.

“Esse projeto trará para o litoral sul do nosso estado, a modernidade aplicada em várias partes do mundo com garantia de segurança e saúde para a população. O GN é um combustível mais limpo e consequentemente menos poluente, não exige espaço para armazenamento e o fornecimento é contínuo, não há preocupação com a troca do botijão. Como representante do Governo do estado, estou entusiasmada em trazer esse projeto para vocês”, afirmou Larissa.

“Nós defendemos o desenvolvimento do município e a vinda do gás natural unirá desenvolvimento com a sustentabilidade que também é uma bandeira da nossa gestão”, declarou Ieda Cortez, Secretária Municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade Urbana.

Além da Secretária de Meio Ambiente, participaram da reunião em Pipa, o Prefeito de Tibau do Sul, Modesto Macêdo, a Secretária de turismo, Beth Bauchwitz, José Odécio, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH), o diretor de turismo da Emprotur, Pinto Júnior e representantes da Associação de Hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa (ASHTEP), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Pipa Convention e do movimento Preserve Pipa.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo GÁS NATURAL CANALIZADO PARA TODO LITORAL, FAZ PARTE DA PREVISÃO DO PROJETO PIPA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar