DIREITO-JUSTIÇA- ALEXANDRE DE MORAES AMEAÇA PRENDER QUEM FIZER “DISPAROS EM MASSA”

Em tom ameaçador, Moraes faz forte discurso sobre “disparos em massa” e promete prender “quem fizer o mesmo em 2022” (veja o vídeo)

Alexandre de Moraes - Foto: TSEAlexandre de Moraes – Foto: TSE

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, fez uma forte afirmação nesta quinta-feira (28), durante seu voto no processo que pede a cassação da Chapa Bolsonaro – Mourão, das eleições de 2018, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Moraes votou contra a cassação.

Em determinado trecho de sua fala, o ministro, em tom ameaçador, afirmou:

“A Justiça Eleitoral, assim como toda a Justiça, pode ser cega, mas ela não é tola. […] Se houver repetição do que foi feito em 2018, o registro será cassado, e as pessoas que assim fizerem isso irão para a cadeia por atentarem contra as eleições e a democracia no Brasil”

Veja o vídeo:

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo DIREITO-JUSTIÇA- ALEXANDRE DE MORAES AMEAÇA PRENDER QUEM FIZER “DISPAROS EM MASSA”

POLÍTICA: PRESIDENTE DA CPI OMAR AZIZ, CORTA DE FORMA DESMORALIZANTE AS ASINHAS DE RENAN CALHEIROS

Aziz “corta as asas” de Renan: “A CPI não será usada para isso. Não há motivo para mandar prender ninguém.”

Omar Aziz e Renan Calheiros. Fotos: Geraldo Magela e Roque de Sá/Agência SenadoOmar Aziz e Renan Calheiros. Fotos: Geraldo Magela e Roque de Sá/Agência Senado

O senador Renan Calheiros, o “atleta” nas planilhas da Odebrecht, pediu na tarde desta quarta-feira (12), a prisão de Fabio Wajngarten, ex-secretário de comunicação do governo Bolsonaro.

O motivo do ‘abuso de autoridade’ parece evidente. Wajngarten não disse o que Renan queria ouvir.

“Vossa excelência mais uma vez mente. Mentiu diante dos áudios publicados, mentiu em relação à entrevista que concedeu. Mas esse é o primeiro caso de alguém que, em desprestígio da verdade, mente. O presidente pode até decidir diferentemente. Mas eu vou, diante do flagrante evidente, pedir a prisão de vossa senhoria”.

Demonstrando incômodo pelo fato de Renan tentar de todas as formas assumir o protagonismo da CPI, o presidente da comissão, senador Omar Aziz, tratou de ‘cortar as asas’ do relator, de maneira até desmoralizante.

“A CPI não será usada para isso. Não há motivo para mandar prender ninguém.”

E disse mais:

“Eu não tomarei essa decisão. Eu tenho tomado decisões muito equilibradas até o momento. Mas daí, a eu ser carcereiro de alguém, não. Eu não sou carcereiro de ninguém. Não vou transformar o país num lugar pior (…).”

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLÍTICA: PRESIDENTE DA CPI OMAR AZIZ, CORTA DE FORMA DESMORALIZANTE AS ASINHAS DE RENAN CALHEIROS

POLÍTICA- SAÚDE: PREFEITO DE NATAL ÁLVARO DIAS FAZ DURAS CRÍTICAS AO GOVERNO, SOBRE ATUAÇÃO NO ESTADO NO PERÍODO DE PANDEMIA

Álvaro Dias culpa Governo do Estado pelo caos na Saúde do RN, e diz que é um absurdo prender cidadãos por toque de recolher

 POLÍTICASAÚDE

Com piora da pandemia, governadora Fátima Bezerra sobe tom: “Não dá para brincar com a morte”

Em entrevistas ao Bom Dia RN e ao Jornal da 98 FM nesta terça-feira(09), o prefeito de Natal Álvaro Dias, fez duras críticas ao Governo do Estado. O chefe do executivo do município a grave situação da pandemia ao governo estadual:

“Nós fizemos hospital de campanha e o Governo não fez. Nós defendemos a profilaxia e o Governo não. Temos profundas divergências”, disse prefeito de Natal ao canal InterTV Cabugi.

Sobre as medidas restritivas como toque de recolher, Álvaro não economizou nas críticas:

“Isso é um absurdo você mandar prender os cidadãos de bem porque não estão cumprindo um toque de recolher que ninguém sabe nem se existe legitimidade para o Governo do Estado decretar ou se é isso exclusividade do Governo Federal”, disse o prefeito de Natal, ainda destacando ter editado um decreto de equilíbrio entre a prevenção à saúde e a manutenção dos empregos, já que “a pandemia pode matar, mas a fome mata também”, emendando:

“Se as pessoas começarem a ficar desempregadas, mais do que já estão, sem ter condições de ter o seu salário, o seu sustento, a sua sobrevivência, de fazer a sua feira, como é que essas pessoas vão se manter também?”, declarou em entrevista à 98 FM.

Por fim, o prefeito de Natal ainda disse que a prefeitura chegou a se reunir com a governadora, mas saiu decepcionada da reunião, pois o Governo procurou apenas “ditar o que já havia decidido”.

Continuar lendo POLÍTICA- SAÚDE: PREFEITO DE NATAL ÁLVARO DIAS FAZ DURAS CRÍTICAS AO GOVERNO, SOBRE ATUAÇÃO NO ESTADO NO PERÍODO DE PANDEMIA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar