HOMEM COM 52 ANOS TRANSFERIDO DE MANAUS COM COVID-19 MORRE EM NATAL

Paciente com Covid transferido de Manaus morre em Natal

 Os dias de internações não foi divulgado, assim como se o paciente possuía alguma comorbidade

Natal registra óbito de paciente com covid transferido de manaus

Óbito foi registrado em janeiro – Foto: José Aldenir/Agora RN

Redação 01/02/2021 | 12:55 

Um dos pacientes com Covid-19 transferidos de Manaus para Natal morreu em decorrência da doença no último dia 26. Trata-se de um homem de 52 anos que estava internado no Hospital de Campanha da capital, na zona Leste de Natal. A informação foi confirmada pela Secretária Municipal de Saúde (SMS) de Natal ao Agora RN. Os dias de internações não foi divulgado, assim como se o paciente possuía alguma comorbidade. O Ministério da Saúde e Governo do Amazonas ficaram responsável pelo translado relacionado ao sepultamento. A capital, aliás, recebeu mais 14 pacientes com Covid-19 transferidos de Manaus, no Amazonas, na noite de sábado 30. O desembarque ocorreu por volta 19h na Base Aérea de Natal. Desde 18 de janeiro, o Rio Grande do Norte tem acolhido pacientes infectados de Manaus. A capital amazonense enfrenta um colapso na rede pública de saúde com superlotações e falta de oxigênio. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), a organização da estrutura necessária acontece dentro da operação RN Solidário. Parte do grupo foi transferido para tratamento no Hospital Giselda Trigueiro. “Esta é a terceira operação para acolher os pacientes vindos de Manaus, ao todo foram 40 pessoas que receberam ou ainda estão recebendo tratamento no nosso estado, e 14 já tiveram alta. Estamos prontos para receber esses grupos e contribuir de forma solidária para que o sistema de saúde de Manaus possa ser normalizado”, pontua o Secretário Estadual de Saúde, Cipriano Maia.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo HOMEM COM 52 ANOS TRANSFERIDO DE MANAUS COM COVID-19 MORRE EM NATAL

SETE PACIENTES DO AMAZONAS RECEBEM ALTA DO HOSPITAL DE CAMPANHA DE NATAL E RETORNAM PARA MANUS

Por G1 RN

 

Pacientes do Amazonas recebem alta no Hospital de Campanha de Natal e retornam a Manaus — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV CabugiPacientes do Amazonas recebem alta no Hospital de Campanha de Natal e retornam a Manaus — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Sete pacientes oriundos do Amazonas receberam alta médica nesta quarta-feira (27) e deixaram o Hospital de Campanha de Natal, onde receberam tratamento contra a Covid-19 nos últimos dias. De acordo com a direção da unidade hospitalar, eles estão fora do período de transmissibilidade da doença. O grupo retorna a Manaus em voos comerciais ainda nesta quarta-feira, com embarque às 18h05 e 20h05, no Aeroporto de Natal. As passagens foram custeadas pelo governo do Amazonas e Ministério da Saúde (MS).

Dos sete pacientes, são dois homens e cinco mulheres. O mais novo tem 23 anos e a mais velha tem 66. Na despedida, nesta quarta-feira, todos exibiam cartazes com a frase “eu venci a Covid-19” e receberam os aplausos da equipe médica

Pacientes do Amazonas transferidos para Natal com Covid-19 recebem alta e conhecem o mar

Quatro deles fizeram questão de ir até o mar – o Hospital de Campanha de Natal funciona em um hotel desativado na Via Costeira, à beira-mar – antes de seguir para o aeroporto. Marcos Gomes, 36 anos, um dos pacientes de Manaus que recebeu alta, falou que não conhecia o mar. “Foi emocionante”, falou.

O Hospital de Campanha de Natal recebeu 29 pacientes do Amazonas no total – 16, em um primeiro momento, e mais 13 posteriormente. Todos ficaram em uma ala específica da unidade. Quatro deles apresentaram quadro mais grave e estão internados em UTIs.

Saliciano Lima, diretor do Hospital de Campanha, contou que foi feita a coleta RT-PCR de todos eles para estudo posterior, mas ressaltou que a evolução clínica do grupo amazonense seguiu o mesmo tratamento dos pacientes locais.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo SETE PACIENTES DO AMAZONAS RECEBEM ALTA DO HOSPITAL DE CAMPANHA DE NATAL E RETORNAM PARA MANUS

PREFEITO DE MANAUS ESTÁ SENDO ACUSADO DE DESVIAR VACINA CONTRA COVID-19 PARA CONHECIDOS

MP pede prisão do prefeito de Manaus, acusado de desviar vacinas contra Covid-19

Da CNN, em São Paulo

27 de janeiro de 2021 às 19:41

MP pede prisão do prefeito de Manaus, acusado de desviar vacinas contra Covid-19 | CNN PRIME TIME - YouTube

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) pediu a prisão do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), por desvios das vacinas contra o novo coronavírus. De acordo com as investigações, o prefeito cometeu crimes de falsidade ideológica e de peculato ao direcionar imunizantes para conhecidos.

O MP-AM afirma que houve dolo na distribuição dos imunizantes na capital amazonense, que vive uma crise muito grave na saúde por conta da nova onda da pandemia. Conclui ainda que as vacinas foram desviadas para atender interesses particulares do prefeito, e não os interesses públicos.

Segundo as investigações, dezenas de pessoas que têm ligações com o prefeito e têm relação com o alto escalão da Prefeitura de Manaus, e não fazem parte dos grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19 receberam os imunizantes na frente de outras pessoas. O esquema envolveria a Prefeitura e outras secretarias de Manaus.

Em nota, o prefeito David Almeida se disse “profundamente indignado com a atuação ilegal e arbitrária do MP”.

Fonte: CNN

Continuar lendo PREFEITO DE MANAUS ESTÁ SENDO ACUSADO DE DESVIAR VACINA CONTRA COVID-19 PARA CONHECIDOS

PODCAST: DEVIDO O COLAPSO NO SISTEMA DE SAÚDE, MANAUS DEVE RECEBER COTA EXTRA DAS VACINAS QUE IRÃO CHEGAR

Governadores acertam cota extra de vacina para Manaus

SEXTA, 22/01/2021, 08:32

Furo' sobre Bolsonaro no JN consolida repórter Andréia Sadi

Andrea Sadi destaca que a informação foi passada pelo governador do Piauí, Wellington Dias, que participou da reunião de um grupo de trabalho que discute o colapso do sistema de saúde em Manaus e defendeu junto aos governadores, por meio do grupo no WhatsApp, que o Amazonas receba uma parte maior dessas novas doses. Das vacinas que vão chegar, Manaus deve receber o dobro. Governadores de 22 estados já tinham dado ‘ok’ para a proposta.

Fonte: CBN

Continuar lendo PODCAST: DEVIDO O COLAPSO NO SISTEMA DE SAÚDE, MANAUS DEVE RECEBER COTA EXTRA DAS VACINAS QUE IRÃO CHEGAR

FOI AUTORIZADA POR PAZUELLO EM CARÁTER EMERGENCIAL A AMPLIAÇÃO DE VAGA DO MAIS MÉDICO EM MANAUS

Pazuello autoriza ampliação emergencial de vagas do Mais Médicos em Manaus

Por Diego Freire, da CNN, em São Paulo

Atualizado 19 de janeiro de 2021 às 02:36

Ministro da Saúde, Eduardo PazuelloMinistro da Saúde, Eduardo Pazuello

Em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (19), o ministro da Saúde Eduardo Pazuello autorizou a ampliação emergencial e temporária das vagas do Projeto Mais Médicos para o Brasil na cidade de Manaus.

O texto da portaria informa que a medida é tomada “em razão da situação de emergência ocasionada pela pandemia novo Coronavírus (Covid-19)”.

Pazuello libera, pelo “período improrrogável de um ano”, a abertura de 72 novas vagas para profissionais médicos na cidade por meio do programa.

“Os profissionais que lograrem êxito no chamamento público serão alocados no Município de Manaus/AM e continuarão a desempenhar suas atividades no âmbito do Projeto até o prazo final do termo de adesão e compromisso”, diz o texto.

Mais detalhes sobre o recrutamento serão divulgados posteriormente em edital.

Nos últimos dias, a capital amazonense enfrentou uma grave crise de saúde pública diante do aumento de hospitalizações por Covid-19, com falta de cilindros de oxigênio para atendimento de paciente. Em transmissão nas redes sociais, Pazuello admitiu um “colapso” do sistema de saúde local.

Na última sexta-feira, o ministro de Relações Exteriores venezuelano, Jorge Arreaza, que já disponibilizou o envio de cilindros de oxigênio para o estado do Amazonas, também ofereceu a ajuda de 107 médicos graduados na Venezuela para reforçar os atendimentos.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), disse que a Venezuela foi o único país a se prontificar a ajudar o estado na crise de falta de oxigênio.

O Programa Mais Médicos (PMM) é descrito, no portal do Ministério da Saúde, como “parte de um amplo esforço do Governo Federal, com apoio de estados e municípios, para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, levando profissionais de medicina a regiões onde há escassez ou ausência de atendimento.

Continuar lendo FOI AUTORIZADA POR PAZUELLO EM CARÁTER EMERGENCIAL A AMPLIAÇÃO DE VAGA DO MAIS MÉDICO EM MANAUS

ANÁLISE POLÍTICA: NARRATIVA, PRESIDENCIÁVEIS, MANAUS -DESABAFO

Um desabafo contundente da nossa comentarista política Bárbara com relação ao caos em Manaus é o destaque da nossa coluna ANÁLISE POLÍTICA desta segunda-feira. Por isso, no vídeo de hoje não vai dar pra rir da situação. Quanto mais eles falam, mais claro fica. Narrativas são o novo normal, pelo menos é o que eles querem que nós acreditemos. Então assista ao vídeo completo a seguir e se Atualize!

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: NARRATIVA, PRESIDENCIÁVEIS, MANAUS -DESABAFO

CHEGARAM A NATAL 12 PACIENTES TRANSFERIDOS DE MANAUS PARA TRATAMENTO DA COVID-19

Por Fernanda Zauli, G1 RN

 

10 pacientes de Manaus ficaram no Huol e dois foram para o Hospital Giselda Trigueiro, ambos em Natal — Foto: Assessoria HUOL/Divulgação10 pacientes de Manaus ficaram no Huol e dois foram para o Hospital Giselda Trigueiro, ambos em Natal — Foto: Assessoria HUOL/Divulgação

Doze pacientes transferidos de Manaus, no Amazonas, chegaram a Natal na madrugada desta segunda-feira (18). De acordo com a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap), 10 pacientes foram encaminhados para o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e dois para o Hospital Giselda Trigueiro, referência em doenças infectocontagiosas.

A transferência acontece por causa do colapso na saúde do Amazonas, com hospitais lotados e sem oxigênio para os infectados com o coronavírus.

Os pacientes foram trazidos em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB). O Rio Grande do Norte é o quarto estado, além do Distrito Federal, a receber pacientes transferidos do Amazonas.

Com a transferência para Natal, o número total de pessoas transferidas para outros estados chega a 77. Foram enviados 9 pacientes a Teresina (PI), 23 pacientes a São Luís (MA), 15 para Brasília (DF), 15 para João Pessoa (PB), além dos 15 para a capital potiguar.

De acordo com o Governo do RN, foram assegurados o apoio logístico de ambulâncias, reposição de oxigênio da aeronave para o seu retorno, além de hospedagem dos profissionais e insumos e medicamentos ao Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) para garantir uma assistência segura e eficaz, além da garantia dos cinco leitos no Hospital Giselda Trigueiro disponibilizados para o atendimento com toda estrutura necessária.

O governo informou ainda que, levando em consideração o alerta epidemiológico de registros de casos de uma nova variante da Covid-19 no Amazonas, a equipe de Vigilância Epidemiológica da Sesap e o Laboratório Central de Saúde Pública do RN (Lacen) se organizam para execução de ações que conduzirão o processo de sequenciamento genético das amostras dos pacientes que tiverem coletado RT-PCR no estado de origem.

“As equipes irão estabelecer o fluxo em parceria com o Laboratório de Virologia da UFRN, que mantém articulação com a Fiocruz, para o sequenciamento dessas amostras e identificação da Cepa do vírus SARS-CoV-2”, informou o governo.

Fonte: G1 RN
Continuar lendo CHEGARAM A NATAL 12 PACIENTES TRANSFERIDOS DE MANAUS PARA TRATAMENTO DA COVID-19

ARAS PEDIU AO STF A ABERTURA DE INQUÉRITO PARA APURAR OMISSÃO DO GOVERNADOR DO AMAZONAS E PREFEITO DE MANAUS NA ADOÇÃO DE MEDIDAS DE ENFRENTAMENTO À PANDEMIA

Aras pede que governador do AM e prefeitura de Manaus sejam investigados

Paulo Toledo Piza, da CNN, em São Paulo

 Atualizado 16 de janeiro de 2021 às 22:22

Augusto ArasO jurista Augusto Aras, atual procurador-geral da República

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu neste sábado (16) abertura de inquérito no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para apurar se o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e a prefeitura de Manaus foram omissos na adoção de medidas para enfrentamento da pandemia de Covid-19, principalmente no fornecimento de oxigênio.

O estado passa por uma crise sanitária sem precedentes, com pacientes morrendo asfixiados e famílias buscando tanques de oxigênio para salvar seus parentes.

Aras também solicitou informações ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre o cumprimento das medidas que são de competência da pasta.

O governo do Amazonas e a prefeitura de Manaus não comentaram a ação de Aras até a publicação desta reportagem.

Fonte: CNN

Continuar lendo ARAS PEDIU AO STF A ABERTURA DE INQUÉRITO PARA APURAR OMISSÃO DO GOVERNADOR DO AMAZONAS E PREFEITO DE MANAUS NA ADOÇÃO DE MEDIDAS DE ENFRENTAMENTO À PANDEMIA

NOS PRÓXIMOS DIAS DEVE CHEGAR À MANAUS CAMINHÕES COM CILINDROS DE OXIGÊNIO ENVIADOS DA VENEZUELA

Venezuela envia caminhões com cilindros de oxigênio para Manaus

Carga deve chegar à capital do Amazonas nos próximos dias; ministro não especificou quantos veículos nem o tamanho da carga

INTERNACIONAL

Da EFE

Cilindros de oxigênio devem chegar a Manaus nos próximos dias Cilindros de oxigênio devem chegar a Manaus nos próximos dias, RAPHAEL ALVES / EFE – 14.1.2021

Vários caminhões carregados com cilindros de oxigênio partiram neste sábado (16) da Venezuela, após doação do governo local, para Manaus, com o objetivo de prestar socorro diante do colapso hospitalar na capital do Amazonas devido à pandemia do novo coronavírus, informou o chanceler venezuelano, Jorge Arreaza.

O ministro, que não especificou quantos caminhões seguiram para a capital amazonense e nem a quantidade de cilindros de oxigênio doados, explicou, por meio do Twitter, que ontem compareceram ao consulado venezuelano em Boa Vista (Roraima), 107 médicos venezuelanos e brasileiros formados pela Escola Latino-Americana de Medicina de Caracas para oferecer seu apoio.

Fonte: R7

Continuar lendo NOS PRÓXIMOS DIAS DEVE CHEGAR À MANAUS CAMINHÕES COM CILINDROS DE OXIGÊNIO ENVIADOS DA VENEZUELA

BOAS NOTÍCIAS: VAMOS FAZER A NOSSA PARTE E SALVAR VIDAS EM MANAUS DOANDO OU REPASSANDO ESSE POST

Minha gente a situação é de calamidade pública, das maiores que você possa imaginar. Já pensou que no local que é considerado por muitos o pulmão do mundo e que se não for está muito perto disso, pois é simplesmente a maior floresta virgem do mundo as pessoas estão morrendo por falta de sua maior matéria prima? Já imaginou o que é morrer sem conseguir respirar, por asfixia? Não podemos ficar assistindo isso de braços cruzados. Então, vamos fazer a nossa parte. Vamos doar o que pudermos para ajudar essa ONG a salvar vidas. Eu estou fazendo a minha doação e você se não puder doar, pelo menos encaminha essa postagem para o maior número de pessoas possível que também estará fazendo a sua parte. Então, gente, vamos lá!

SOS Manaus: ONG tem transporte para levar oxigênio e pede ajuda

SOS Manaus! A ONG Parceiros Brilhantes, que tem como um dos mantenedores uma empresa de transportes, está com 5 caminhões à disposição para levar oxigênio aos hospitais de Manaus, que vive um colapso na saúde com recorde de internações por Covid-19 e falta de oxigênio, após as festas de fim de ano.

A diretora executiva do Parceiros Brilhantes disse esta manhã, na live do SóNotíciaBoa no Instagram que os voluntários passaram a madrugada reabastecendo cilindros de oxigênio na distribuidora e depois levando até os hospitais da capital. (vídeo abaixo)

“As pessoas estão morrendo por falta de oxigênio”, contou Mayara Brilhante, que viu a situação caótica de perto.

E se você tem como comprar oxigênio, mas não tem como enviar, a ONG Parceiros Brilhantes tem toda a logística pronta. Basta entrar em contato que eles buscam e entregam.

Falta de oxigênio

Mayara contou que os estoques na região estão acabando e os preços aumentaram bastante.

Um cilindro de oxigênio de 50L não sai por menos de R$ 1.200 reais e o de 5L, R$ 150.

Por isso, o dinheiro que ONG arrecadou, R$ 300 mil, acabou. E eles estão pedindo novas doações.

Se você puder ajudar, a transferência pode ser feita online via PIX, o sistema automático de pagamento bancário.

O número para transferir qualquer valor é: 37.121.036/0001-33

Veja outros detalhes no perfil Parceiros Brilhantes no Instagram

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: VAMOS FAZER A NOSSA PARTE E SALVAR VIDAS EM MANAUS DOANDO OU REPASSANDO ESSE POST

PARA RESPONDER AS CRÍTICAS QUE O PÁIS SOFRE NA ÁREA AMBIENTAL, VICE-PRESIDENTE LEVA COMITIVA DE EMBAIXADORES PARA CONHECER A AMAZÔNIA

Por Carolina Diniz, G1 AM

 

Hamilton Mourão concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (5), em Manaus. — Foto: Carolina Diniz/G1 AMHamilton Mourão concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (5), em Manaus.

No segundo dia de visita ao Amazonas, a comitiva de embaixadores e ministros, liderada pelo vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, visitou o ponto turístico do encontro dos rios Negro e Solimões, além da superintendência regional da Polícia Federal em Manaus e áreas rurais com iniciativas de agricultura sustentável na região metropolitana.

Segundo Mourão, as reuniões e visitas realizadas se preocuparam em expor a complexidade dos desafios da Amazônia ocidental e estratégias do governo para preservar e desenvolver a região. A tentativa do governo, com a comitiva, é responder críticas que País sofre na área ambiental.

Nesta quarta, a comitiva sobrevoou áreas da Amazônia, mas o roteiro deixou de fora o Sul do estado, região mais afetada pelas queimadas e desmatamento. Neste ano, o Amazonas já registra o maior número de queimadas da história.

“Vimos como o conhecimento científico e o emprego das tecnologias de ponta estão permitindo monitoramento cada vez mais eficaz das atividades ilícitas e combate aos crimes ambientais, fundiários, mineração e tráfico de drogas”, explicou.

A viagem foi organizada após oito países europeus enviarem uma carta ao vice-presidente afirmando que a alta do desmatamento poderia dificultar a importação de produtos brasileiros. Mourão preside o Conselho da Amazônia.

Na parte da manhã, o grupo visitou uma fazenda no município de Iranduba, distante 29 km da capital, para conhecer iniciativas sustentáveis para exploração das riquezas naturais do Amazonas. Na ocasião, segundo Mourão, os chefes de missão diplomática conheceram empreendedores que investem na sustentabilidade, entre outras iniciativas.

Em pronunciamento para imprensa, no final da tarde, Mourão citou as altas taxas de internação por Covid-19 no Amazonas, para justificar medidas adicionais de precaução e restrição de contato mais próximo com comunidades locais.

Ações de combate

Mourão segue cumprindo agenda no Amazonas
Mourão segue cumprindo agenda no Amazonas

Em entrevista coletiva, o vice-presidente falou sobre os atuais planos de ação para combater o desmatamento ilegal na Amazônia, que está diretamente ligado ao número de incêndios na região. A mesa estava composta ainda pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, que respondeu ao G1 sobre as ações realizadas nas áreas federais – que correspondem a 81% da região desmatada no sul do estado.

Segundo Lima, o Estado tem trabalhado em parceria com órgãos federais, como Censipam (Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia), Polícia Federal e Exército Brasileiro, e que a maior dificuldade é a falta de regularização fundiária. “Esse é um problema histórico. Quando não tenho titularização de uma terra, fica difícil punir o responsável por aquele desmatamento”, pontuou.

Mourão respondeu que o objetivo do governo é “estrangular” o comércio ilegal de madeira – apontado como principal causa de desmatamento nas áreas federais localizadas no Amazonas – e fechar os canais de escoamento do material ilícito, para que o infrator não consiga vender a madeira ilegal. O tema da fiscalização fundiária também foi tratado pelo ministro Ricardo Sales.

O general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, aproveitou a oportunidade para explicar o que havia dito nesta quarta-feira (4) quando se referiu às queimadas na Amazônia como ‘fogueirinhas’.

“Se eu achasse que as queimadas eram fogueirinhas, eu não estava aqui e nem estava no conselho federal da Amazônia Legal”, disse. “O que eu quis dizer é que quando se atribui à Amazônia e a nós incêndios gigantescos, não corresponde com a verdade, porque temos 85% da Amazônia preservada”, acrescentou.

Na Amazônia, Heleno diz que se floresta estivesse em chamas, fumaça seria vista em Londres
Na Amazônia, Heleno diz que se floresta estivesse em chamas, fumaça seria vista em Londres

O embaixador da África do Sul, Joseph Mashimbye, se pronunciou ao fim da coletiva de imprensa e destacou a disposição do governo em abrir um diálogo em relação à atual situação da Amazônia.

“Somos gratos porque estamos começando nosso diálogo. Não estou falando totalmente em nome de todos, porque não concordamos com minha fala necessariamente, mas todos aqui estamos de acordo que estamos começando, sim, um diálogo. Se já tivermos começado vamos consolidar as relações e amizades acerca da amazônia”, declarou.

Segundo o embaixador, os países que estavam representados por doze embaixadores e diplomatas, querem realizar parceria com a região amazônica. Joseph mencionou ainda, que o grupo de doze diplomatas e embaixadores não compartilham da mesma opinião a respeito do que foi visto até o momento durante a viagem.

Embaixador da África do Sul, Joseph Mashimbye. — Foto: Carolina Diniz/G1 AMEmbaixador da África do Sul, Joseph Mashimbye.

Fonte: G1
Continuar lendo PARA RESPONDER AS CRÍTICAS QUE O PÁIS SOFRE NA ÁREA AMBIENTAL, VICE-PRESIDENTE LEVA COMITIVA DE EMBAIXADORES PARA CONHECER A AMAZÔNIA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar