UMA SÉRIE DE INVESTIMENTOS PARA O RN FOI ANUNCIADO PELO MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL, ROGÉRIO MARINHO

No Rio Grande do Norte, Rogério Marinho anuncia investimentos em linha férrea, revitalização de lagoa e assina ordem de serviços do projeto executivo da adutora do Seridó

25 mar 2021

No Rio Grande do Norte, Rogério Marinho anuncia investimentos em linha férrea, revitalização de lagoa e assina ordem de serviços do projeto executivo da adutora do Seridó | Política em Foco

Uma série de investimentos para o Rio Grande do Norte foi anunciada, nesta quarta-feira (24), pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, em agenda na cidade de Parnamirim. Entre as ações estão o início das obras da Linha Branca do sistema de transporte de passageiros sobre trilhos da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a elaboração do projeto executivo do Projeto Seridó e o início dos estudos de revitalização da Lagoa do Bonfim, em Nísia Floresta.

Durante a agenda, o ministro lançou a pedra fundamental das obras de ampliação da malha férrea da CBTU no estado, com investimento de R$ 58,3 milhões para a implantação de 24 quilômetros de via e quatro estações. A previsão é de que cerca de 6,8 mil passageiros que utilizam o serviço diariamente sejam beneficiados.

“A partir da conclusão desta obra, a linha férrea de trens urbanos de Natal passará a ser a maior do Nordeste. Com essa ampliação, milhares de pessoas que trabalham em Natal e em Parnamirim e que moram nas outras cidades terão mais conforto, comodidade e economia”, afirmou o ministro Rogério Marinho.

O diretor-presidente da CBTU, José Marques, ressaltou o empenho do ministro Rogério Marinho para que a obra saísse do papel. “Em mais de três décadas, não tivemos nenhum investimento para aumentar a malha ferroviária. É uma obra que tem a previsão de durar 14 meses, mas recebemos do ministro a incumbência de acelerar os trabalhos para atender a população que tanto necessita do transporte público”, destacou.

O prefeito de Natal, Álvaro Costa Dias, também agradeceu ao MDR pela atração de investimentos para a região. “Tenho certeza de que não ficará somente neste empreendimento. Outras obras estruturantes, além das que já estão sendo feitas, estão por vir com a parceria dos nossos parlamentares”, apontou.

Segurança hídrica

O ministro Rogério Marinho também assinou ordem de serviço para elaboração do projeto executivo do Projeto Seridó. O empreendimento será executado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e está orçado, no total, em R$ 280,6 milhões. Cerca de 280 mil pessoas em 24 municípios potiguares devem ser beneficiadas com a obra hídrica. Para o projeto executivo, serão destinados R$ 4,8 milhões do Governo Federal

“Há cidades que ficam sem água por dois, três dias e fazem rodízio. Nós queremos acabar com esse transtorno de uma vez por todas, dando segurança hídrica para estes 24 municípios. A água é o que move a indústria, o comércio, a irrigação, o que permite o tratamento do esgoto, é o que permite as pessoas sobreviverem e as civilizações se desenvolverem”, ressaltou o ministro.

Para o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, a iniciativa fará muita diferença para a vida das famílias do Seridó. “Isso fará com que toda aquela região, dependente dos caminhões-pipa, tenha mais dignidade, mais chances de se desenvolver e de trazer oportunidades para todos”, apontou.

Já a revitalização da Lagoa do Bonfim tem investimento previsto de R$ 2 milhões e também será executada pela Codevasf. Durante o evento, foi assinado Termo de Execução descentralizada (TED) que permitirá o primeiro repasse de recursos do MDR, no valor de R$ 800 mil, para que a companhia inicie os estudos. “A lagoa vem sendo muito prejudicada pelo abastecimento de água de diversas cidades. Faremos este estudo para que ela volte ao seu nível normal e seja possível trazer toda a atratividade que ela tinha há 20 anos”, explicou Moreira.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo UMA SÉRIE DE INVESTIMENTOS PARA O RN FOI ANUNCIADO PELO MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL, ROGÉRIO MARINHO

PRESIDENTE DO BANCO DO BRASIL RENUNCIA AO CARGO

André Brandão renuncia ao cargo de presidente do Banco do Brasil

A saída do executivo acontecerá no dia 1º de abril, após seis meses à frente da instituição

Natália Flach, do CNN Brasil Business, em São Paulo

 Atualizado 18 de março de 2021 às 20:37

O novo presidente do Banco do Brasil, André Brandão

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, renunciou ao cargo nesta quinta-feira (18). A saída do executivo acontecerá no dia 1º de abril, apenas seis meses após ter assumido o comando da instituição, de acordo com fato relevante publicado na Comissão de Valores Mobiliários.

Segundo o documento, Brandão entregou a renúncia ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente do conselho do BB, Hélio Lima Magalhães.

nome escolhido pelo governo para substituir Brandão no cargo é Fausto de Andrade Ribeiro, presidente da BB Administradora de Consórcios desde setembro de 2020.

As conversas sobre a possível saída de Brandão começaram pouco depois de Bolsonaro anunciar, em suas redes sociais, que haveria troca no comando da Petrobras, com a saída de Roberto Castello Branco para entrada do general Joaquim Luna e Silva. Na ocasião, o presidente disse “semana que vem tem mais”.

Brandão chegou a reclamar com Guedes de que estaria sem condições para trabalhar diante das especulações sobre sua saída do cargo. Por causa do rumor de mercado, as ações do banco recuaram 5% no dia 26 de fevereiro.

Em janeiro, Bolsonaro já teria tentado demitir Brandão, depois que o BB anunciou um plano de economia que incluía o fechamento de 361 agências e cerca de 5 mil demissões voluntárias.

Dança das cadeiras

Brandão, que é ex-presidente do HSBC, substituiu Rubem Novaes no comando do Banco do Brasil, em setembro do ano passado. Novaes disse, em entrevista à CNN, que saiu por causa dos conflitos políticos de Brasília e por acreditar que o banco precisa de um executivo mais afinado com as inovações tecnológicas necessárias para enfrentar a concorrência das fintechs.

Não me adaptei à cultura de privilégios, compadrio e corrupção de Brasília“, afirmou Novaes.

O executivo teve atritos com o alto escalão do governo e enfrentou dificuldades para levar adiante os planos de privatizar o banco.

Fonte: CNN

Continuar lendo PRESIDENTE DO BANCO DO BRASIL RENUNCIA AO CARGO

DIANTE DE UM VIRUS QUE TEM MUITA ENERGIA QUALQUER RELAXAMENTO É PERIGOSO, DIZ DIRETOR EXECUTIVO DA OMS SOBRE PANDEMIA NO BRASIL

Pandemia: Diretor da OMS admite preocupação com situação do Brasil

“A situação do Brasil mostra que isso não acabou para ninguém”, disse Mike Ryan nesta sexta-feira (26)

INTERNACIONAL

Do R7, com informações da EFE

"A situação do Brasil mostra que isso não acabou", disse Mike Ryan

SALVATORE DI NOLFI/EFE

O diretor-executivo de emergências da OMS (Organização Mundial da Saúde), Mike Ryan, admitiu preocupação com o momento do Brasil no combate ao novo coronavírus, que é o causador da covid-19.

“A situação do Brasil mostra que isso não acabou para ninguém, pois qualquer relaxamento é perigoso, diante de um vírus que ainda tem muita energia”, disse o representante da agência, em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (26).

“Se as medidas sanitárias de controle não forem mantidas durante a introdução das vacinas, pagaremos um preço alto”, completou Ryan.

O Brasil tem o terceiro maior número de casos de infecção no mundo (10,4 milhões, segundo o Ministério da Saúde), mas o diretor da agência admitiu não estar claro se a magnitude do contágio tem relação com o surgimento de uma variante do novo coronavírus no país.

Mas Ryan fez um apelo pela continuação dos cuidados, com distanciamento social e uso de máscaras, que se mostraram eficazes contra todas as cepas do coronavírus. “Aumentar a capacidade do sistema de saúde é algo positivo, mas não é suficiente”, afirmou o diretor da OMS.

Fonte: R7
Continuar lendo DIANTE DE UM VIRUS QUE TEM MUITA ENERGIA QUALQUER RELAXAMENTO É PERIGOSO, DIZ DIRETOR EXECUTIVO DA OMS SOBRE PANDEMIA NO BRASIL

CHEFE DO EXECUTIVO POTIGUAR E DEMAIS GOVERNADORES SE REUNIRÃO COM MINISTRO DA SAÚDE EDUARDO PAZUELLO

Fátima Bezerra e demais governadores se reunirão com Pazuello amanhã

16 fev 2021

Resultado de imagem para Fátima Bezerra e demais governadores se reunirão com Pazuello amanhãConfirmada para amanhã a reunião dos governadores, inclusive da chefe do Executivo potiguar, com o ministro da Saúde Eduardo Pazzuello.

Segundo o governador do Piauí, Wellington Dias, o fórum de governadores aguarda os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Senado (Pacheco), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que os dois auxiliem no diálogo com Bolsonaro para que a MP que acelera a aprovação de vacinas para uso emergencial seja aprovada. Segundo o governador do Piauí, o fórum de governadores aguarda os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Senado (Pacheco), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que os dois auxiliem no diálogo com Bolsonaro para que a MP que acelera a aprovação de vacinas para uso emergencial seja aprovada.

“Apesar de Lira já ter se configurado a favor da medida, o da Anvisa, Antônio Barra Torres, solicitou que Bolsonaro faça vetos no texto original, pois considera o prazo de 5 dias um risco grave para o país”, anunciou ele. Apesar de Lira já ter se configurado a favor da medida, o da Anvisa, Antônio Barra Torres, solicitou que Bolsonaro faça vetos no texto original, pois considera o prazo de 5 dias um risco grave para o país.

Fonte: Política em Foco
Continuar lendo CHEFE DO EXECUTIVO POTIGUAR E DEMAIS GOVERNADORES SE REUNIRÃO COM MINISTRO DA SAÚDE EDUARDO PAZUELLO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar