REI JUAN CARLOS É INVESTIGADO MAIS UMA VEZ POR CORRUPÇÃO NA ESPANHA

 

Espanha abre nova investigação de corrupção contra rei Juan Carlos

Monarca, sua esposa e diversos familiares são suspeitos de usar cartões de crédito que eram pagos no exterior, em uma conta que nenhum deles é titular

INTERNACIONAL

Da EFE

 

Chefe da realeza espanhola é investigado sobre outros dois crimes

A Procuradoria do Tribunal Supremo da Espanha assumiu mais uma investigação sobre caso de corrupção envolvendo o rei Juan Carlos. O chefe da realeza espanhola é investigado também sobre uma conta mantida na Suíça pelo antecessor e pai de Felipe VI, e sobre uma obra em Meca, na Arábia Saudita.

A informação do novo procedimento foi publicada nesta terça-feira (3) no site Eldiario.es. O veículo revelou que além do monarca, a rainha Sofia, mulher de Juan Carlos, e diversos familiares, são suspeitos de usar cartões de crédito que eram pagos no exterior, em uma conta que nenhum deles é titular, entre 2016 e 2018.

O rei Juan Carlos abdicou do trono em 2014, em favor de Felipe VI. Desde então, foi perdida a inviolabilidade que era reconhecida pela Constituição da Espanha ao chefe de Estado.

Fontes da Procuradoria informaram que os novos procedimentos são sigilosos, evitando assim, confirmar ou negar as informações publicadas nesta terça-feira. Algumas fontes do próprio órgão indicaram que a notícia, no entanto, “não é exata”.

Ainda nesta terça-feira, a Procuradoria Geral do Estado divulgou uma curta nota, informando que as diligências abertas pela Procuradoria Anticorrupção se somam as que realiza a Procuradoria do Tribunal Supremo, sobre a conta na Suíça mantida por Juan Carlos I, além da suposta comissão cobrada para a implantação do trem de alta velocidade em Meca, obra concedida em 2011 à empresas espanholas.

A justiça espanhola investiga operações em solo suíço de uma fundação ligada ao rei, que supostamente manteve ali uma conta em que teria recebido doação do então rei da Arábia Saudita, de cerca de US$ 100 milhões. Do montante, cerca de US$ 76 milhões foram transferidos para uma antiga amiga do monarca Corinna Larsen.

No último dia 29, o Ministério Público comunicou a abertura de uma investigação interna para esclarecer o vazamento de dados sigilosos para um veículo de comunicação. O órgão pediu que seja indicado quem mantinha e quem tinha acesso às informações.

Juan Carlos I anunciou em agosto deste ano que iria passar a viver fora da Espanha, em meio a queda de popularidade, devido às diversas denúncias de negócios obscuros se possíveis delitos.

 

Continuar lendo REI JUAN CARLOS É INVESTIGADO MAIS UMA VEZ POR CORRUPÇÃO NA ESPANHA

ESPOSA DE QUEIRÓZ QUE ESTAVA FORAGIDA, JÁ ESTÁ EM CASA E UTILIZARÁ TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

Esposa de Queiroz já está em casa, afirma advogado

Da CNN, em São Paulo

 Atualizado 11 de julho de 2020 às 11:53

Paulo Emílio Catta Petra, advogado de Fabrício Queiroz, afirmou na manhã desde sábado (11), que Márcia Oliveira de Aguiar, esposa de Queiroz, já está em casa.

O casal, que não tinha residência declarada, viverá agora em um apartamento no bairro da Taquara, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ambos terão que utilizar tornozeleiras eletrônicas e não poderão entrar em contato com outras pessoas.

Márcia estava foragida desde o dia 18 de junho, até que uma decisão do presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio de Noronha, lhe concedeu prisão domiciliar. A justificativa do magistrado foi que a mulher precisaria cuidar do marido, que faz tratamento contra um câncer.

“Consta dos autos exame patológico de Fabricio Queiroz em que foi recomendado acompanhamento e monitoramento oncológico próximo e constante com exame clínico, radiografia de pulmão, tomografia de abdome total e exames laboratoriais nos primeiros cinco anos após a cirurgia”, afirmou o ministro Noronha em trecho da decisão.

Márcia estava foragida quando foi decretada a prisão de Queiróz, encontrado após meses escondido em um imóvel em Atibaia (SP), de propriedade do advogado da família Bolsonaro Frederick Wassef. A assessoria da defesa não soube informar como Aguiar chegou ao local nem a que horas.

A esposa de Queiroz aguarda instruções da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) para saber como será colocada a tornozeleira eletrônica. Já Queiroz deixou ontem à noite o presídio de Bangu 8, já com a tornozeleira eletrônica.

Queiroz é investigado em suposto esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), pelo qual o parlamentar ficaria com parte dos salários dos assessores contratados pelo gabinete do então deputado estadual, em seu antigo gabinete, na Assembleia Legislativa do Rio. Flavio prestou depoimento na terça-feira a promotores do Ministério Público do Rio.

“A defesa do senador reafirma que Flávio Bolsonaro não praticou qualquer irregularidade e que confia na Justiça”, afirmam os advogados.

Fonte: CNN

Continuar lendo ESPOSA DE QUEIRÓZ QUE ESTAVA FORAGIDA, JÁ ESTÁ EM CASA E UTILIZARÁ TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar