ECONOMIA: CORREIOS, UMA PRIVATIZAÇÃO QUE TEM TUDO PRA DAR CERTO

ECONOMIA: CORREIOS, UMA PRIVATIZAÇÃO QUE TEM TUDO PRA DAR CERTO
Foto da fachada do Edifício da Agência dos Correios do Setor Comercial Sul Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado.

A privatização dos Correios já é dada como certa. É da vontade do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da economia Paulo Guedes e não faz parte das competências e atributos essenciais do Estado. Ainda não aconteceu por causa do forte lobby existente dentro do congresso nacional fomentado pelos funcionários da empresa. Mas é apenas uma questão de tempo para ocorrer. Nesse caso, várias concorrentes já se habilitam e demonstram interesse na compra da estatal. Uma delas é a UPS, que aproveitou o forum de Davos para conversar com o ministro. Anote ai! Isso vai acontecer!

Privatização dos Correios: UPS demonstra interesse em comprar estatal

Plano de privatização ainda não foi definido, mas várias empresas já estão de olho.

Redação

Publicado em 

A privatização dos Correios vem gerando o interesse de diversas empresas estrangeiras de logística.

Antes mesmo de ser eleito presidente da República, Jair Bolsonaro já sinalizava que empresa pública federal estaria como prioridade para uma possível privatização.

Conforme já noticiado pelo Conexão Política, as empresas Alibaba e Amazon já demonstraram o desejo em participar do processo de desestatização da estatal brasileira.

Agora, a UPS também teria demonstrado interesse, segundo interlocutores do governo brasileiro em Davos.

Paulo Guedes, que participa do Fórum Econômico Mundial, na Suíça, teria se encontrado com o presidente mundial da UPS, Nando Cesarone, segundo reportagem do Valor Econômico.

Mais cedo, o jornal Folha de S. Paulo veiculou que o ministro brasileiro também se reuniu com representantes da companhia americana de logística.

Ainda segundo o Valor, Guedes sua equipe teriam apresentado a investidores na Suíça a lista de privatizações e concessões que o governo pretende realizar.

Continuar lendo ECONOMIA: CORREIOS, UMA PRIVATIZAÇÃO QUE TEM TUDO PRA DAR CERTO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar