PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 28 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

As Forças Armadas vão reforçar a segurança na eleição em 7 estados e a Polícia Federal usará drones para coibir boca de urna e compra de votos. O Ministério da Economia não garante 13º do Bolsa Família. O Pronampe pode ter juros maiores e limite de crédito menor. Incêndio em hospital deixa 3 mortos no Rio; todos os pacientes serão transferidos. O Brasil se aproxima de 158 mil mortes por Covid. ‘O Assunto’ debate a volta da doença com força ao Hemisfério Norte. A uma semana da eleição americana, Biden vai a reduto rival e Trump ataca em 3 estados. G1 já viu o 1º grande lançamento na volta dos cinemas. E a Mega-Sena pode pagar R$ 45 milhões nesta quarta-feira.

13º do Bolsa Família

Bolsa Família Maceió Alagoas — Foto: Ascom/SemasBolsa Família Maceió Alagoas — Foto: Ascom/Semas

Instituído no ano passado e prometido pelo governo, o 13º salário para os beneficiários do Bolsa Família pode não ser pago este ano. Segundo o Ministério da Economia, não há previsão, até o momento, de pagamento da parcela. Para que o benefício fosse assegurado em 2020, seria necessária uma nova Medida Provisória ou o envio de um projeto de lei para o Congresso aprovar. Leia mais.

📌 Eleições 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, por unanimidade, o envio de tropas federais a 345 localidades em sete estados (AC, AP, MA, MS, PA, RN e TO) durante o primeiro turno das eleições municipais, marcado para o dia 15 de novembro. Os militares das Forças Armadas vão atuar para garantir a segurança durante a votação e a apuração dos votos.

E o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e o diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre, apresentaram ao TSE o plano de segurança para o pleito deste ano. Entre outros pontos, o plano prevê uso de drones para tentar coibir crimes como compra de voto, boca de urna e transporte irregular de eleitores.

E mais: desde o início da campanha eleitoral, em 27 de setembro, 6 candidatos a prefeito desistiram de disputar as eleições nas capitais brasileiras; outros 11 têm a candidatura questionada na Justiça Eleitoral por não atender a algum requisito legal – para nove deles, ainda cabe recurso.

Tragédia no Rio

Bebês são transferidos de Hospital de Bonsucesso após incêndio no Rio — Foto: Reprodução/GloboNewsBebês são transferidos de Hospital de Bonsucesso após incêndio no Rio — Foto: Reprodução/GloboNews

O Hospital Federal de Bonsucesso terá todos os pacientes internados na unidade transferidos para outros hospitais por recomendação do Corpo de Bombeiros. Na noite desta terça, o Ministério da Saúde informou que subiu para três o número de mortos em consequência do incêndio.

No início da pandemia, o complexo hospitalar chegou a ser anunciado como centro de referência para o tratamento de coronavírus. Mas o hospital — que é a maior unidade de saúde do RJ em volume de atendimentos — tem enfrentado problemas nos últimos anos. Um relatório da Defensoria Pública da União (DPU) de 2019 alertava para problemas na estrutura de combate a incêndios.

Pronampe

O projeto da terceira rodada do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) prevê juros maiores e limite de crédito menor. Pela proposta, taxa da linha emergencial passará dos atuais 3,25% ao ano para 8%. O projeto foi protocolado após negociação com governo e bancos e pode ser votado no Senado na semana que vem, por meio de sessão virtual. Se aprovado, o texto seguirá para a Câmara.

Panorama Covid

Covid: Brasil tem média móvel de mortes abaixo de 450 pela primeira vez em mais de 5 meses
Covid: Brasil tem média móvel de mortes abaixo de 450 pela primeira vez em mais de 5 meses

O Brasil tem a média móvel de mortes por Covid abaixo de 450 pela primeira vez em mais de 5 meses. O país registrou 530 mortes pela doença em 24 horas, chegando ao total de 157.981 óbitos desde o começo da pandemia. Em casos confirmados, 5.440.903 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus. Quatro estados apresentam indicativo de alta de mortes: Amazonas, Amapá, Ceará e Pernambuco. Outros onze estados têm curvas que apontam queda. Veja a situação do seu estado.

O Assunto

A volta da Covid com força ao Hemisfério Norte: como a chegada dos meses de baixas temperaturas contribui para acelerar o contágio e o que os países estão fazendo na tentativa de evitar novos lockdowns. Neste episódio, Renata Lo Prete ouve dois correspondentes: Bianca Rothier e Ismar Madeira.

Economia

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reunirá nesta quarta, e a previsão de analistas é que a taxa básica de juros, a Selic, seja mantida em 2% ao ano (menor percentual da série histórica). A decisão será anunciada por volta das 18h.

Corrida à Casa Branca

Home da página de campanha de Donald Trump, candidato a reeleição como presidente dos EUA — Foto: ReproduçãoHome da página de campanha de Donald Trump, candidato a reeleição como presidente dos EUA

Tim Murtaugh, diretor de comunicação de Donald Trump, disse que o site oficial da campanha sofreu um ataque e saiu do ar. Segundo ele, não houve vazamento de dados sensíveis, e a página voltou ao ar momentos depois.

Na reta final das eleições americanas, nesta terça, o candidato democrata, Joe Biden, visitou a Geórgia, estado tradicionalmente republicano. Enquanto isso, Donald Trump faz comícios em três estados cruciais para sua reeleição: Michigan, Wisconsin e Nebraska. Estes são os ‘battleground states’ — ou seja, “estados campos de batalha”, na tradução do inglês – decisivos por causa do sistema eleitoral americano, que define o vencedor pelo Colégio Eleitoral, não pela maioria de votos. Entenda.

E mais: veja artistas que se envolvem na campanha e apoiam Trump ou Biden, e brasileiros que votam por lá explicam a escolha por Biden.

Meio Ambiente

Ministro Ricardo Salles, em Brasília, no dia 22 de outubro. — Foto: REUTERS/Adriano MachadoMinistro Ricardo Salles, em Brasília, no dia 22 de outubro. — Foto: REUTERS/Adriano Machado

Justiça Federal adiou a análise do pedido de afastamento de Ricardo Salles do cargo de ministro do Meio Ambiente. O julgamento deveria ter ocorrido ontem, mas foi transferido para o dia 3 de novembro. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) não deu detalhes do motivo do adiamento.

O pedido de afastamento foi movido pelo Ministério Público Federal (MPF), em julho. Segundo o órgão, Salles promoveu uma “desestruturação dolosa das estruturas de proteção ao meio ambiente”. O ministro nega as acusações e diz que o pedido é uma “tentativa de interferir em políticas públicas”.

 

O G1 viu 🎬

John David Washington e Robert Pattinson em cena de 'Tenet' — Foto: DivulgaçãoJohn David Washington e Robert Pattinson em cena de ‘Tenet’ —

Primeiro grande lançamento após reabertura de alguns cinemas no Brasil, “Tenet”, 11º filme de Christopher Nolan (“Dunkirk”), é a obra mais marcada pelos grandes símbolos da carreira do cineasta – um grande espetáculo visual em um gênero conhecido, com toques de ficção científica, que embala discussões e temas mais profundos.

Apesar do belíssimo elenco, encabeçado por John David Washington (“Infiltrado na Klan”) e de Robert Pattinson (“O farol”), e das criativas cenas de ação, “Tenet” consegue a proeza de confundir o público ao mesmo tempo em que é de certa forma previsívelG1 já viu.

Veja também: Em ‘Tenet’, Christopher Nolan foca no tema principal de sua carreira: ‘tempo é o mais cinemático dos assuntos’

Agora sou gospel

Whindersson Nunes e Luciano Camargo têm um ponto em comum: em paralelo à suas carreiras, eles decidiram também investir em canções religiosas. Luciano é o novato no mercado. Mas a vontade de se dedicar a louvores vem de anos atrás, quando ouviu o pedido da mãe para uma gravação nessa linha.

Whindersson Nunes durante gravação do clipe de 'Paraíso', parceria com o cantor Luan, nos Lençóis Maranhenses — Foto: Reprodução/InstagramWhindersson Nunes durante gravação do clipe de ‘Paraíso’, parceria com o cantor Luan, nos Lençóis Maranhenses

Em 2019, Whindersson Nunes compôs “Girassol”. A faixa fala de um processo de cura interior e foi escrita pelo artista enquanto ela lidava com a dor da perda de um amigo, o cantor Gabriel Diniz, que morreu em um acidente de avião, aos 28 anos, em maio daquele ano. Leia mais.

Previsão do Tempo

Veja como fica a previsão do tempo
Veja como fica a previsão do tempo

calor vai ser destaque em todas as regiões. Em poucas capitais, a temperatura deve ficar abaixo dos 30ºC. Veja no vídeo acima.

Mega-Sena

O prêmio acumulou, e o valor previsto para quem acertar as seis dezenas no sorteio de hoje subiu para R$ 45 milhõesVeja como jogar e probabilidades.

Curtas e Rápidas:

Futebol

Copa do Brasil
16h: Santos x Ceará
19h: Atlético-GO x Internacional
21h30: Athletico-PR x Flamengo
21h30: Corinthians x América-MG

Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 28 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

Por G1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

O Rio Grande do Norte ultrapassou a marca de 80 mil casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia – são exatos 80.067, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgado nesta terça-feira (27). A doença vitimou 2.564 pessoas no estado neste período.

Em comparação com o boletim de segunda-feira (26), são 159 novos casos confirmados e uma morte a mais registrada. A Sesap informou que 360 óbitos ainda seguem em investigação.

O RN tem ainda 31.387 casos suspeitos e outros 188.264 descartados. O número de confirmados recuperados chegou a 44.152 e o de inconclusivos, tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, segue em 73.865.

De acordo com o boletim, 177 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no estado, sendo 136 na rede pública e 41 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 44,21% na rede pública e de 11,7% na rede privada.

Os números de testes feitos para coronavírus não foram atualizados e continuam em 253.621, sendo 148.018 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 105.603 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 80.067 casos confirmados
  • 2.564 mortes
  • 44.152 confirmados recuperados
  • 31.387 casos suspeitos
  • 188.264 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

BOAS NOTÍCIAS : IDOSOS E JOVENS TÊM RESULTADOS POSITIVOS COM VACINA DE OXFORD

Os primeiros testes revelam que a vacina de Oxford apresentou resultado positivo em idosos e jovens. As respostas imunológicas da vacina foram similares entre adultos mais velhos e mais jovens, segundo informou a farmacêutica AstraZeneca. Uma bela notícia que você precisa ler para saber de todos os detalhes.

Vacina de Oxford dá resultados positivos em jovens e idosos

Por redação
Vacina Oxford/AstraZeneca - Foto: REUTERS/Dado RuvicVacina Oxford/AstraZeneca – Foto: REUTERS/Dado Ruvic

Notícia boa sobre a vacina de Oxford contra Covid-19, que está sendo testada no Brasil: testes revelam que ela apresentou resultado positivo em idosos e jovens.

A farmacêutica AstraZeneca informou que as respostas imunológicas da vacina foram similares entre adultos mais velhos e mais jovens. E disse também que as reações adversas foram menores em adultos idosos, que são mais sensíveis à Covid-19, doença provocada pelo coronavírus.

A notícia foi divulgada pela agência de notícias Reuters. Na reportagem, um porta-voz da AstraZeneca disse que os resultados obtidos foram animadores e que “ajudam a construir a evidência para a segurança e imunogenicidade da AZD1222”.

Já o jornal Financial Times informou a vacina de Oxford deverá ser uma das primeiras aprovadas.

O medicamento provocou a produção de anticorpos e células T em idosos.

Brasil

Brasil participa do estudo global da vacina desenvolvida pela Oxford com 5 mil voluntários.

No último dia 15, um brasileiro que integrava os estudos morreu em decorrência de complicações causadas pela doença, mas a Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, informou que os testes não serão interrompidos, apesar da morte do voluntário João Pedro Feitosa, de 28 anos.

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, afirmou, no início deste mês, em entrevista à CNN Brasil, que 30 milhões de doses da vacina estarão disponíveis no país a partir de janeiro.

Fonte: sonoticiaboa.com.br

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS : IDOSOS E JOVENS TÊM RESULTADOS POSITIVOS COM VACINA DE OXFORD

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 27 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

Quem eu escolho? Ferramenta exclusiva do G1 reúne todos os candidatos a vereador das 26 capitais do país. A Câmara decide hoje se envia caso Flordelis ao Conselho de Ética, que pode cassar o mandato da deputada. O mundo bate 9 recordes de casos diários de Covid-19 em outubro. Nos Estados Unidos, a juíza ultraconservadora indicada por Trump toma posse na Suprema Corte. As eleições americanas entram na reta final. O plebiscito histórico no Chile é tema do podcast ‘O Assunto’. E a previsão é de chuva forte em quase todo país.

📌 Eleições 2020

Quem eu escolho?

As eleições municipais estão chegando. Não conhece os candidatos a vereador? Se você vota em uma das 26 capitais do país, o G1 preparou ferramenta para te ajudar. Clique aqui e faça a sua escolha.

Eleições em números

Mais de 80% dos vereadores tentam se eleger novamente em 2020, ou seja, quatro em cada cinco eleitos em 2016 disputam novamente as eleições neste ano, segundo levantamento do G1 feito com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dos 57.707 que ganharam na última eleição, 47.489 (82,3%) estão na corrida eleitoral.

Candidatura indeferida

Com a maior parte dos pedidos de registro de candidaturas julgados pela Justiça Eleitoral, mais de 10 mil postulantes ao cargo de vereador, prefeito e vice-prefeito em todo o Brasil tiveram a candidatura indeferida. A falta de documentos é o principal motivo das impugnações, seguido pela Ficha Limpa. O prazo final para a conclusão dos julgamentos terminou ontem, mas 112 mil pedidos ainda aguardam parecer da Justiça Eleitoral.

Busca pela imunização

Pesquisas da vacina de Oxford começaram no fim de abril — Foto: Reuters via BBCo fim Pesquisas da vacina de Oxford começaram nde abril — Foto: Reuters via BBC

Após disputa política em torno da CoronaVac, o Ministério Público Federal (MPF) abriu um procedimento para acompanhar o processo de escolha de possíveis vacinas contra a Covid-19 e o planejamento para a vacinação da população brasileira. As procuradorias de São Paulo, Rio Grande do Sul e Pernambuco questionam o governo federal, que fechou acordo apenas para a compra dos imunizantes produzidos pela COVAX Facility, liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e desenvolvida por AstraZeneca/Oxford.

Nesta segunda, a Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca anunciaram que a vacina induziu “uma forte resposta imune” em idosos durante testes de fase 2 feitos no Reino Unido. Leia mais.

Covid no Brasil

Brasil tem oito estados com tendência de alta em mortes por Covid

Brasil tem  estados com tendência de alta em mortes por Covid

No Brasil, 8 estados (PR, RS, SC, AC, AM, AP, CE e PE) estão com tendência de alta em mortes por Covid. O país registra 157,4 mil óbitos, com média móvel de 461 por dia. Os casos registrados chegam a 5,4 milhões. No Amazonas, pacientes voltaram a lotar UTIs de hospital. O Sindicato dos Médicos do estado denunciou uma série de irregularidades no tratamento e internação de pacientes do Hospital 28 de Agosto, em Manaus. Vídeos gravados dentro da unidade mostram macas amontoadas e aglomeração entre pacientes e acompanhantes.

Covid no mundoEquipe médica cuida de paciente com Covid em UTI de hospital em Liege, na Bélgica, durante a segunda onda do novo coronavírus na Europa — Foto: Francisco Seco/APEquipe médica cuida de paciente com Covid em UTI de hospital em Liege, na Bélgica, durante a segunda onda do novo coronavírus na Europa — Foto: Francisco Seco/AP

Em outubro, o mundo bateu 9 vezes o recorde de novos casos diários de Covid-19, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). O número é o maior desde janeiro, quando os recordes foram batidos 12 vezes. A OMS demonstrou preocupação e pediu que a pandemia não seja politizada.

Em meio ao avanço da segunda onda de infecções na Europa, o porta-voz do Ministério da Saúde da Bélgica, Yves Van Laethem, alertou que os hospitais do país podem ficar sem leitos de UTI em duas semanas se o número de internações continuar a aumentar no ritmo atual.

 

Sinal verde nos EUA

O presidente dos EUA, Donald Trump, discursa durante a posse de Amy Coney Barrett na Corte Suprema dos EUA, na Casa Branca, na segunda-feira (26) — Foto: AP Photo/Alex Brandon O presidente dos EUA, Donald Trump, discursa durante a posse de Amy Coney Barrett na Corte Suprema dos EUA, na Casa Branca, na segunda-feira (26) — Foto: AP Photo/Alex Brandon

Senado dos Estados Unidos aprovou o nome da juíza Amy Coney Barrett, de 48 anos, para a Suprema Corte. Ela tomou posse em seguida, durante cerimônia na Casa Branca. A magistrada, uma católica de perfil conservador, foi escolhida há um mês pelo presidente Donald Trump para substituir a progressista Ruth Bader Ginsburg, que morreu em setembro. Com a aprovação, juízes conservadores ampliam maioria na mais alta instância da Justiça americana.

Corrida à Casa Branca

selo eleição nos EUA feed - reta final — Foto: AP Photo; Guilherme Gomes/G1selo eleição nos EUA feed – reta final — Foto: AP Photo; Guilherme Gomes/G1

As pesquisas de intenção de voto apontam que o candidato democrata Joe Biden, adversário de Donald Trump nas eleições americanas, mantém uma sólida vantagem em Wisconsin, um dos estados-chave na disputa eleitoral. A gestão da crise sanitária é vista como um dos fatores que mais pesam na decisão final dos eleitores.

O Assunto

plebiscito no Chile – qual capitulo da história do país se encerra e o que esperar da Assembleia Constituinte. Neste episódio, Renata Lo Prete conversa com o doutor em história política Leandro Gavião e, direto de Santiago, a correspondente da GloboNews, Camilla Viegas.

Fundo Amazônia

Macaco-barrigudo: desmatamento pode resultar no desaparecimento de um dos maiores primatas da Amazônia. — Foto: Thiago Cavalcante/Arquivo pessoalMacaco-barrigudo: desmatamento pode resultar no desaparecimento de um dos maiores primatas da Amazônia. — Foto: Thiago Cavalcante/Arquivo pessoal

O Fundo Amazônia, que capta doações para projetos de preservação e fiscalização do bioma, tem cerca de R$ 2,9 bilhões parados e está sem atividade desde 2019, apontou a rede Observatório do Clima, em uma audiência pública que analisa a paralisação das contas do Fundo pelo governo federal. A paralisação afeta recursos destinados ao combate ao desmatamento do bioma.

Entenda: convocada por Rosa Weber, ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), a audiência pública teve início na sexta-feira (23). O tribunal analisa uma ação de partidos de oposição, que apontam omissão da União ao não executar a verba doada pelos países europeus. Eles pedem a retomada imediata das atividades do Fundo Amazônia.

Distribuição de recursos

O governo do Rio de Janeiro informou que o governador em exercício Cláudio Castro se reunirá hoje à tarde com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, em Brasília, a fim de pedir o adiamento do julgamento de uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) que questiona as regras para divisão dos royalties do petróleo entre os estados.

No julgamento, marcado para 3 de dezembro, o STF decidirá se mantém uma decisão liminar (provisória) que suspendeu as novas regras de divisão dos royalties — uma compensação paga a estados e municípios pela extração de petróleo.

Caso Flordelis

Deputada Flordelis vira ré, acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo — Foto: JNDeputada Flordelis vira ré, acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo — Foto: JN

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados tem reunião marcada para esta manhã para decidir se envia o caso da deputada Flordelis ao Conselho de ÉticaO processo pode levar à cassação do mandato dela.

Lembre o caso: a parlamentar é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros em junho de 2019. Ela nega as acusações.

Governo de Santa Catarina

Daniela Reinehr — Foto: Mauricio Vieira/Secom/DivulgaçãoDaniela Reinehr — Foto: Mauricio Vieira/Secom/Divulgação

A vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), assume interinamente o governo do estado. Ela fica no cargo enquanto o governador Carlos Moisés (PSL) estiver afastado, o que pode durar até 180 dias.

Moisés foi afastado pelo tribunal especial de julgamento, que analisou a denúncia contra ele e Reinehr relacionada ao aumento salarial dado aos procuradores do estado em 2019.

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) vota hoje para escolher os cinco deputados que vão compor, junto com os cinco desembargadores selecionados na segunda (26), o tribunal especial de julgamento do segundo pedido de impeachment contra o governador.

Influência religiosa

Capa do single 'Tempo', de Luciano Camargo — Foto: DivulgaçãoCapa do single ‘Tempo’, de Luciano Camargo

‘Minha prioridade hoje é cantar para Jesus’, diz o cantor Luciano Camargo sobre o seu novo álbum gospel. Sem o irmão, Zezé Di Camargo, o cantor garante que não entrou nessa por modismo, tendência de mercado ou inspiração na pandemia. Ao G1, o sertanejo conta que projeto solo é ‘paralelo’:

‘Não existe Zezé Di Camargo sem o Luciano e não existe o Luciano sem Zezé Di Camargo’.

Previsão do Tempo

Confira os destaques da previsão do tempo
Confira os destaques da previsão do tempo

Curtas e Rápidas:

Futebol

  • 21h30: Botafogo x Cuiabá

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 27 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

Por G1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

O Rio Grande do Norte registra 79.908 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. O número de mortes neste mesmo período é de 2.563. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgado nesta segunda-feira (26).

Em comparação com o boletim anterior, divulgado no sábado (24), são 205 novos casos confirmados e uma morte a mais registrada – ela não aconteceu nas últimas 24 horas, segundo a Sesap. Ao todo, 359 óbitos ainda seguem em investigação.

A Sesap apontou ainda que os casos suspeitos são 30.082 e os casos descartados atualmente são 187.835. O número de confirmados recuperados se manteve em 43.148 e o de inconclusivos, tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, aumentaram para 73.865.

Atualmente, segundo a pasta, 176 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no estado, sendo 134 na rede pública e 42 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 39,92% na rede pública e de 11,1% na rede privada.

O número de testes feitos para coronavírus não foram atualizados e seguem em 253.621, sendo 148.018 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 105.603 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 79.908 casos confirmados
  • 2.563 mortes
  • 43.148 confirmados recuperados
  • 30.082 casos suspeitos
  • 187.835 casos descartados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 26 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

 

violência contra políticos ameaça a democracia. Assassinatos e atentados praticamente triplicaram em quatro anos. Humilhação na embaixada das Filipinas: a casa diplomática, em Brasília, vira cenário de agressões e abusos contra uma empregada domésticaNo Chile, a população aprovou a criação de uma nova Constituição. No Brasil, a semana começa com expectativa pela liberação da importação de insumos para produção da vacina chinesa Coronavac, ainda em fase de testes, e alvo de uma queda de braço entre o governador de SP e Bolsonaro. No podcast O Assunto, o avanço desenfreado do coronavírus na Argentina após seis meses de controle.

Ameaça à democracia

Às vésperas das eleições municipais, cresce a violência contra candidatos

Às vésperas das as eleições municipais, cresce a violência contra candidatos

A violência cora candidatos quase triplicou em quatro anos. Os episódios contra políticos eleitos, candidatos e pré-candidatos, incluem ameaças, agressões e ofensas. O número de assassinatos e atentados no período é alarmante e representa uma ameaça à democracia: foram125 ocorrências, em 24 estados do Brasil.

Os motivos, segundo especialistas, são conflitos territoriais, atuações ilícitas em governos dominados por esquemas de corrupção e disputas por poder.

Agressão na embaixada

Vídeo: embaixadora das Filipinas no Brasil agride empregada doméstica

Vídeo: embaixdora das Filipinas no Brasil agride empregada doméstica

A embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro, foi flagrada por câmeras agredindo a empregada doméstica dentro residência diplomática em Brasília. Os abusos, repetidas vezes, incluíam puxões e tapas na funcionária, que também é felipina. Funcionários da segurança recolheram as imagens, que agora integram provas de uma denúncia feita contra Marichu no fim de agosto. A funcionária, de 51 anos, deixou o país. (assista acima)

Nova Constituição

Manifestantes ocupam o centro de Santiago, no Chile, após fim de plebiscitoManfestantes ocupam o centro de Santiago, no Chile, após fim de plebiscito

Eleitores decidiram por ampla maioria que o Chile terá uma nova Constituição. A decisão foi tomada pela população em plebiscito histórico organizado neste domingo (25), um ano depois da onda de protestos que tomaram o país. Os alvos foram principalmente a classe política.

A partir de agora, os chilenos devem escolher quem comporá a comissão constituinte. Depois que o novo texto for debatido e aprovado por esse grupo, outro plebiscito — provavelmente em 2022 — decidirá se o Chile adotará ou não a nova Constituição.

O atual documento data da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), mas sofreu emendas e modificações que a tornam bem diferente do texto formatado pelos militares décadas atrás.

Guerra da vacina

Bolsonaro deixou claro que decisão de suspender parceria com farmacêutica chinesa está relacionada a desacordo com o governador de São Paulo, João Doria — Foto: Governo de São Paulo/Divulgação; ReutersBolsonaro deixou claro que decisão de suspender parceria com farmacêutica chinesa está relacionada a desacordo com o governador de São Paulo, João Doria — Foto: Governo de São Paulo/Divulgação; Reuters

Após a vacina chinesa Coronavac, uma das candidatas a imunizante contra a Covid-19, ficar no centro de uma queda de braço entre o presidente Bolsonaro (sem partido) e o governador de SP, João Doria (PSDB), a expectativa a partir desta semana é saber se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai autorizar a importação da China, pelo Instituto Butantan — ligado ao governo paulista –, da da matéria prima necessária para a produção de 40 milhões de doses da Coronavac.

A politização do tema é vista por especialistas em saúde pública como uma ameaça de atraso ao acesso de brasileiros à vacina contra o novo coronavírus. Opositores político, Bolsonaro e Doria protagonizaram na última semana uma disputa política cujo tema central é a compra dos imunizantes.

Bolsonaro acusa Doria de ter capitalizado um anúncio de Pazuello sobre um acordo de intenção para aquisição de 46 milhões de doses da vacina que deve ser produzida em São Paulo. Irritado, o presidente desautorizou o ministro da Saúde e falou em cancelamento do acordo. O govenador de São Paulo acusa Bolsonaro de ser negacionista.

A polêmica, incluindo se a vacinação será obrigatória ou não, já foi parar no Supremo Tribunal Federal. O presidente da Corte, ministro Luiz Fux, disse que a Justiça vai ter que tomar uma decisão

Ponto final

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante cerimônia no Palácio do Planalto em setembro de 2020 — Foto: Gabriela Biló/Estadão ConteúdoO ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante cerimônia no Palácio do Planalto em setembro de 2020 — Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Três dias após começar a trocar farpas publicamente com o secretário de Governo, Luiz Eduardo Ramos, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse no domingo (25) em uma rede social que pediu desculpas ao colega.

A divergência entre eles começou depois da uma reportagem publicada pelo jornal O Globo, em que foi citado que Salles “esticava a corda” com a ala militar para testar a blindagem dada pelo presidente. O texto foi publicado logo depois que Salles mandou suspender a ação de agentes do Ibama em áreas do país onde há incêndios e alegou falta de recursos. Os militares desaprovaram a medida, que foi encarada como provocação, já que o chefe do Conselho da Amazônia é o vice presidente Hamilton Mourão, que é general da reserva do Exército e não foi consultado sobre o tema.

Na ocasião, o ministro Salles acusou Ramos de ser “maria fofoca”, o que gerou reação dos líderes do Congresso em defesa de Ramos, que atua na articulação do presidente Bolsonaro.

Por fim, Salles pediu desculpas pelo que chamou de “excesso” e, segundo ele, foi colocado um ponto final no assunto.

Impeachment em SC

Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés — Foto: Diórgenes Pandini/ NSCGovernador de Santa Catarina, Carlos Moisés — Foto: Diórgenes Pandini/ NSC

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) faz na tarde desta segunda-feira (26) o sorteio para a seleção dos cinco desembargadores que vão compor o tribunal especial de julgamento do segundo pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL), que está afastado do cargo por 180 dias por causa de outro processo que tramita na Corte.

A atividade desta segunda começa às 14h em Florianópolis. Na última terça (20), os deputados estaduais votaram por dar prosseguimento ao processo e, por isso, o tribunal especial será formado.

O novo pedido de impeachment contra Moisés aponta superfaturamento na compra de respiradores durante a pandemia do novo coronavírus. O governador está afastado por causa da concessão de aumento a procuradores, nega novamente qualquer irregularidade.

Além disso, a partir desta semana, o governo do estado será comandado interinamente pela vice, Daniela Reinehr (sem partido).

🎧O Assunto

A Argentina o não pode ser acusada de ter subestimado a ameaça representada pelo novo coronavírus. Na largada da pandemia, quando contabilizava três mortos, fechou fronteiras e partiu para uma das quarentenas mais rigorosas e longas do mundo. E por seis meses conseguiu segurar a evolução de casos e de óbitos em níveis muito mais baixos do que os vizinhos.

Mas em setembro, quando o vírus rompeu a barreira da região de Buenos Aires, espalhando-se pelo interior, a contaminação saiu do controle. Saiba por que.

 Fonte: G1
Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 26 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

BRASIL VIVE MOMETO DE RECUO DA PANDEMIA, MAS EUROPA ACENDE ALERTA PARA SEGUNDA ONDA

Brasil vive momento de recuo da pandemia, mas 2ª onda na Europa acende alerta

Guilherme Venaglia e Diego Barros, da CNN, em São Paulo e no Recife*

 Atualizado 25 de outubro de 2020 às 16:51

Homenagem na praia de Copacabana aos 100 mil mortos da Covid-19 no BrasilHomenagem na praia de Copacabana aos 100 mil mortos da Covid-19 no Brasil
Foto: Renato Spyrro/ONG Rio de Paz (8;ago.2020)

A pandemia do novo coronavírus refreou no Brasil, segundo indicam números recentes das entidades que acompanham a evolução da Covid-19 no país, como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O Brasil chega ao final de outubro com números de volta ao patamar de maio, de acordo com a Fiocruz. A média móvel, que considera os últimos sete dias, chegou a 461,14 mortes por dia, segundo a fundação, o número mais baixo desde 6 de maio — apesar de ainda ser um patamar alto.

De acordo com a Fiocruz, esse número representa uma queda de 6,5% em relação à média de uma semana antes e 33,4% menos óbitos do que um mês atrás.

Doze unidades da federação tiveram queda na média de mortes em relação à semana anterior. Entre os maiores recuos estão Rondônia (-47,9%), Ceará (-44,6%) e Distrito Federal (-33,8%). Dez estados tiveram aumento na média de óbitos, com destaque para locais como Pará (95,4%), Amapá (66,3%) e Acre (40,8%).

Segunda onda

O maior temor que acompanha a queda nos casos é o medo de repetir a tendência da Europa. No velho continente, após experimentarem queda semelhante alguns meses atrás, os países vivem uma nova disparada dos casos e alguns já começam a adotar novas medidas de quarentena e distanciamento social.

Na França, o dia com o maior número de casos confirmados desde o início da pandemia foi este domingo (25), quando 52.010 casos da Covid-19 foram registrados no país.

O recorde anterior era de apenas um dia antes, quando foram registrados outros 45.422 casos da doença.

Na Espanha, o primeiro-ministro Pedro Sánchez anunciou a sua decisão de restabelecer um estado de emergência para a pandemia no país. Ele convocou uma reunião extraordinária com ministros para definir as novas medidas de distanciamento, que valerão inicialmente por 15 dias.

A Itália também divulgou novas medidas restritivas na tentativa de conter o rápido aumento da propagação de infecções por Covid-19 em todo o país. O decreto assinado pelo primeiro ministro Giuseppe Conte terá efeito a partir desta segunda feira (26).

De acordo com o documento, os bares e restaurantes serão obrigados a fechar às 18h, hora local – e não poderão ter mais de quatro clientes por mesa.

A Europa e o Brasil

A primeira onda na Europa precedeu o início da pandemia no Brasil, nos meses de fevereiro e março deste ano. E começa o temor de que o mesmo possa ocorrer a partir de agora. O primeiro alerta oficial veio do Consórcio do Nordeste, entidade que reúne os nove governos estaduais da região.

O Consórcio, presidido pelo governador do Piauí, Wellington Dias, possui um comitê científico, que emitiu neste domingo um alerta para o risco de uma segunda onda na região após a situação no velho continente.

O temor dos especialistas que orientam os estados do Nordeste é se repetir a situação do começo do ano, quando pessoas que vieram de países onde haviam casos foram as primeiras a testarem positivo para a Covid-19.

Um dos pontos de alerta é o fato de estarmos nos aproximando do verão. Europeus são turistas frequentes para os estados do Nordeste, sobretudo Bahia e Pernambuco, durante a alta temporada.

Para o Consórcio, a flexibilização de medidas de isolamento justifica uma maior atenção à chegada de viajantes do exterior.

Estados Unidos

Fenômeno semelhante entrou na agenda dos Estados Unidos. O país registrou 83.718 novos casos da Covid-19 neste domingo (25), o segundo recorde de diagnósticos da doença do novo coronavírus em apenas três dias.

Um dos principais temas da campanha eleitoral no país, e apontado por especialistas como um ponto fraco da candidatura republicana, o contágio pelo novo coronavírus tem aumentado em estados que devem ser decisivos no colégio eleitoral, como Wisconsin, Flórida, Michigan e Pensilvânia.

Agora, o contágio cresce no chamado “cinturão da ferrugem”, que abriga estados industriais como Wisconsin, Michigan, Pensilvânia e Minnesota. Esses estados foram cruciais para dar a Trump a vitória contra Hillary Clinton quatro anos atrás e o presidente precisa vencer nesses locais de novo, se quiser ficar mais quatro anos no poder.

Fonte: CNN

Continuar lendo BRASIL VIVE MOMETO DE RECUO DA PANDEMIA, MAS EUROPA ACENDE ALERTA PARA SEGUNDA ONDA

ANÁLISE POLÍTICA: A PANDEMIA ACELEROU MUDANÇAS E ACORDOU O GIGANTE

Nesta segunda-feira começamos a semana com mais um comentário sóbrio e competente do incrível Alexandre Garcia que versa sobre as mudanças causadas pela pandemia do coronavírus que acelerou processos e acordou o gigante. Vale a pena assistir esse comentário semanal super esclarecedor!

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: A PANDEMIA ACELEROU MUDANÇAS E ACORDOU O GIGANTE

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 23 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

Por G1

 

Corrida à Casa Branca: último debate entre Joe Biden e Donald Trump foi mais contido. Biden focou na pandemia e Trump atacou filho do rival. Na novela da CoronaVac, o Instituto Butantan afirma que a Anvisa atrasa importação de insumos para vacina. No Brasil, a Covid-19 já matou quase 156 mil pessoas. A Europa enfrenta uma 2ª onda do vírus. Mesmo antes do término da temporada de seca e queimadas, o Ibama alega falta de verba – e manda suspender o trabalho dos brigadistas. Tribunal decide se aceita ou não a denúncia de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, e a vice, Daniela Reinehr. Até a semana que vem deve chover em quase todo o país. E calma que tem muita programação para curtir o #sextou #emcasa. Veja as lives de hoje e a programação do festival de jazz. 🤩

Novela CoronaVac

CoronaVac — Foto: Jornal NacionalCoronaVac — Foto: Jornal Nacional

O Instituto Butantan, que tem parceria com o laboratório chinês Sinovac para a produção da CoronaVac, afirma que aguarda há mais de um mês a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importar insumos da vacina. O instituto solicitou, no dia 18 de setembro, uma autorização excepcional para a importação imediata de matéria-prima para produção do imunizante no Brasil. No entanto, a agência ainda não liberou a importação.

Em nota, a Anvisa afirma que “devido ao período de transição da composição da diretoria colegiada da Agência, a decisão sobre o pedido de importação foi colocada em Circuito Deliberativo” e que este tipo de votação deve apresentar decisão “em no máximo 5 dias úteis”.

Enquanto isso, a crise provocada pela compra da CoronaVac pelo governo federal teve mais um capítulo. Ontem, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, em uma transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro, que “é simples assim: um manda e o outro obedece”.

Panorama Covid no Brasil e no mundo

Média móvel de mortes pela Covid volta a ficar abaixo de 500
Média móvel de mortes pela Covid volta a ficar abaixo de 500

média móvel de óbitos no Brasil voltou a ficar abaixo de 500 por dia. O país registrou 503 mortes pela Covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 155.962 óbitos. Com isso, a média móvel foi de 493, indicando uma variação de -19% em comparação aos dados de 14 dias atrás. O dado volta a apontar tendência de queda.

2ª onda na Europa

Garçom limpa mesa de bistrô em Paris, na França, em 16 de outubro de 2020. Novas restrições forçaram restaurantes, cinemas e teatros a fechar na capital francesa devido a um toque de recolher para frear o avanço da segunda onda do novo coronavírus. — Foto: Michel Euler/AP

Garçom limpa mesa de bistrô em Paris, na França, em 16 de outubro de 2020. Novas restrições forçaram restaurantes, cinemas e teatros a fechar na capital francesa devido a um toque de recolher para frear o avanço da segunda onda do novo coronavírus. — Foto: Michel Euler/AP

Na Europa, líderes adotaram medidas de isolamento em meio ao avanço da segunda onda de infectados por coronavírus. A França ultrapassou 1 milhão de casos da doença, e o governo estendeu a 46 milhões de pessoas o toque de recolher entre 21h e 6h. Na Espanha, que também passou da marca de 1 milhão de contaminados, o ministro da Saúde afirmou que o país precisa de “medidas drásticas”. Já a Irlanda endureceu ainda mais as regras e se tornou o primeiro país europeu a entrar no segundo confinamento.

Crise no combate ao fogo

Brigadistas combatem incêndio no Pantanal de MS — Foto: Ibama/Prevfogo/DivulgaçãoBrigadistas combatem incêndio no Pantanal de MS — Foto: Ibama/Prevfogo/Divulgação

Mesmo antes do término da temporada de seca e queimadas, o Ibama alegou falta de verba – e mandou suspender o trabalho dos brigadistas que atuam no combate a incêndios florestais no país. O presidente do instituto, Eduardo Bim, disse que o órgão enfrenta problemas financeiros que impedem o cumprimento de compromissos: “Temos contratos há três meses sem pagamento”.

Após a medida, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que o governo vai desbloquear os recursos necessários para a retomada das atividades.

Entenda o que se sabe até agora e o que ainda é preciso esclarecer na decisão que travou o combate ao fogo.

Em meio a essa discussão, Jair Bolsonaro convidou diplomatas para sobrevoar floresta. A rota, porém, acumula desmate e inclui a cidade com mais queimadas em Roraima: Rorainópolis, que fica no trecho entre Manaus-Boa Vista.

“Não verão nada queimando”, disse o presidente.

Novo ministro

O novo ministro, Kassio Nunes Marques (esq.), durante encontro com o presidente do STF, Luiz Fux — Foto: Felipe Sampaio / STFO novo ministro, Kassio Nunes Marques (esq.), durante encontro com o presidente do STF, Luiz Fux — Foto: Felipe Sampaio / STF

Está marcada para daqui a duas semanas, no dia 5 de novembro, a posse de Kassio Nunes Marques no Supremo Tribunal Federal. A data foi definida em reunião nesta quinta entre o presidente do STF, Luiz Fux, e o ministro indicado para substituir Celso de Mello. A cerimônia será uma “solenidade estritamente virtual”, definiu o STF.

📌 Eleições 2020

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para prefeito:

O levantamento foi feito nos dias 20 e 21 de outubro e a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

No Rio, Paes está na frente em quase todos os segmentos e empata com Crivella entre os evangélicosVeja o resultado por sexo, idade, renda, escolaridade, religião e raça.

Último debate

Trump e Biden no último debate antes da eleição — Foto: Reuters/Chip Somodevilla/PoolTrump e Biden no último debate antes da eleição — Foto: Reuters/Chip Somodevilla/Pool

Em um clima mais civilizado do que no debate anterior e quase sem interrupções, Donald Trump e Joe Biden se enfrentaram pela última vez antes da eleição presidencial de 3 de novembro nos Estados UnidosVeja como foi o encontro e frases dos dois candidatos.

O Assunto

EUA x Google, a batalha judicial: quais são as potenciais consequências da caçada judicial a esse monopólio. Neste episódio, Renata Lo Prete conversa com Carlos Affonso Souza, professor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro. Participa também a jornalista Candice Carvalho, repórter da Globo em Nova York.

Impeachment em SC?

Governador Moisés e a vice, Daniela Reinehr, durante posse na Alesc: agora, ambos são alvo de processo de impeachment — Foto: Júlio Cavalheiro / SecomGovernador Moisés e a vice, Daniela Reinehr, durante posse na Alesc: agora, ambos são alvo de processo de impeachment — Foto: Júlio Cavalheiro / Secom

O Tribunal Especial de Julgamento, formado por cinco deputados estaduais e cinco desembargadores, decide se aceita ou não a denúncia de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), e a vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido). Caso o pedido seja aceito, Moisés e Reinehr serão afastados dos cargos por até 180 dias. A sessão começa às 9h.

solicitação de afastamento foi oficializada em julho e aponta suspeita de crime de responsabilidade em aumento salarial dado aos procuradores do estado em 2019. As defesas negam que tenha havido crime de responsabilidade fiscal.

Morte do senador Arolde de Oliveira

O senador Arolde de Oliveira, de 83 anos — Foto: Jefferson Rudy / Agência SenadoO senador Arolde de Oliveira, de 83 anos — Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

O corpo do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) será cremado na manhã desta sexta-feira, em cerimônia restrita à família, no Rio de Janeiro. Arolde morreu na noite de quarta (21), aos 83 anos, vítima da Covid-19.

Humor com pitada de crítica social

Ademara — Foto: Reprodução/InstagramAdemara — Foto: Reprodução/Instagram

O início dessa trajetória nas redes sociais se deu no começo da pandemia, quando a atriz e jornalista Ademara, de 24 anos, estava de home office. Hoje, ela soma mais de 84 mil seguidores no TikTok, 190 mil no Instagram, 110 mil no Twitter e assinou contrato com o estúdio de criação Play9, com Felipe Neto como um dos sócios. O primeiro vídeo publicado foi imitando um meme de uma menina reclamando do Enem. Saiba mais sobre história e veja a entrevista com Ademara.

#Sextou 🤩

Macy Gray e João Donato abrem programação do Rio Montreux Jazz Festival on-line — Foto: Divulgação; Globo/Pedro Paulo FigueiredoMacy Gray e João Donato abrem programação do Rio Montreux Jazz Festival on-line — Foto: Divulgação; Globo/Pedro Paulo Figueiredo

Hoje é sexta-feira e tem dica para curtir o fim de semana. Pode preparar a pipoca, afastar o sofá para dançar ou curtir descansando na cama. O Rio Montreux Jazz Festival começa com shows transmitidos pelo YouTube do festival. A cantora americana Macy Gray, João Donato e os músicos Pipoquinha, Mestrinho e Marcos Suzano, que farão uma homenagem a Luiz Gonzaga, estão entre os artistas do primeiro dia. Veja programação completa.

E tem live hoje? Tem, sim! Xand Avião e Barões da Pisadinha, Rogério Flausino e Sideral e Simoninha são alguns dos artistas; saiba mais.

Mega-Sena

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.311 da Mega-Sena sorteados nesta quinta. O prêmio acumulou e, para o sorteio deste sábado (24), o valor previsto é de R$ 38 milhões. Veja as dezenas sorteadas: 03 – 05 – 09 – 35 – 43 – 60.

Previsão do tempo

Veja os destaques da previsão do tempo
Veja os destaques da previsão do tempo

Até a semana que vem deve chover em quase todo o país, só que de forma irregular. O risco de temporal é para parte do Norte, Centro-Oeste, Sudeste e no sul gaúcho. O tempo fica firme em parte do Pará, Amapá, norte da Bahia, na divisa de Minas Gerais com o Espírito Santo e no Rio de Janeiro. E tem alerta para temporais no Sudeste nos próximos dias, com risco de alagamentos e deslizamentos. Um ciclone subtropical deve se formar no fim de semana trazendo muita chuva para Minas, Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro. Veja a previsão do tempo no vídeo acima.

Curtas e rápidas:

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 23 DE OUTUBRO DE 2020 POR G1

IRÃ ATRIBUI A SANÇÃO DOS EUA ÀS DIFICULDADES DE CONTER O CORONAVIRUS NO PAÍS

Sob sanção dos EUA, Irã sofre com pandemia e sistema de saúde defasado

Irã atribui aos EUA a dificuldade de conter o vírus no país; sanções prejudicam acesso a recursos e equipamentos

Pacientes infectados com Covid-19 recebem tratamento na unidade intensiva do Hospital Iman Khomeini, em Teerã, no Irã,

As sanções dos EUA sobre o Irã têm dificultado o combate da pandemia no país. Com um sistema de saúde defasado, hospitais não tem equipamentos médicos adequados e, quando recebem, há custos exorbitantes.

O país registra o maior número de mortes por coronavírus do Oriente Médio. Mesmo com alta subnotificação, já são mais de 31,6 mil óbitos em decorrência da Covid-19 e 550 mil casos confirmados, de acordo com o mapeamento da Universidade Johns Hopkins.

“Com certeza o nosso número de mortos seria menor sem as sanções dos EUA”, disse o porta-voz do Ministério da Saúde iraniano, Kianush Jahanpur. “A administração dos EUA é diretamente responsável por isso”.

governo norte-americano negou as acusações e afirmou que o Irã rejeitou a ajuda ofertada e que as sanções não impedem assistência humanitária.

Em outubro, os EUA impuseram sanções a 18 bancos iranianos, informou o Financial Times, na terça (20). O entrave começou depois que os EUA abandonaram o acordo nuclear com o Irã, em 2018, e reintroduziram sanções sob o argumento de que o país mantinha armas em segredo.

De acordo com o Ministério da Saúde do Irã, na pandemia o governo alocou apenas 30% do cerca de US$ 1 bilhão prometidos ao combate da Covid-19. A burocracia também prejudica uma melhor distribuição dos recursos no país, apontou o governo.

No Irã, universidades, fundos de pensão e militares dominam o sistema de saúde. Cidadãos comuns correspondem a apenas 10% do atendimento ao público.

Fonte: A Referência

Continuar lendo IRÃ ATRIBUI A SANÇÃO DOS EUA ÀS DIFICULDADES DE CONTER O CORONAVIRUS NO PAÍS

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar