EDITORIAL: CERCEAR O DIREITO DE CRENÇA DAS PESSOAS É CRIME

Caro(a) leitor(a),

No EDITORIAL desta sexta-feira estou muito indignado com esse terrorismo ideológico que está acontecendo no país. Isso já passou de todos os limites. Cercear o direito de crença das pessoas é crime. Ninguém têm o direito de impedir que as pessoas façam uso dos remédios profiláticos que acreditam dar resultado contra o CORONAVÍRUS. Isso é algo muito pessoal que deve ser resolvido entre o paciente e seu médico. Não pode ser institucionalizado. Por favor, assistam ao vídeo a seguir, reflita, tirem suas conclusões e se concordarem viralizem esse vídeo em todas as redes sociais!

Fonte:

Continuar lendo EDITORIAL: CERCEAR O DIREITO DE CRENÇA DAS PESSOAS É CRIME

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 22 DE JANEIRO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Anvisa irá decidir sobre o segundo pedido emergencial do Instituto Butantan para a CoronaVac nesta sexta. Lote a caminho: após uma semana de atraso, Índia manda vacina de Oxford ao Brasil. Governo diz que 2 milhões de doses chegam hoje e, segundo a Fiocruz, os imunizantes estarão prontos para uso no sábadoMinistério Público investiga se fila da vacinação foi furada em pelo menos 12 estados. Brasil volta a ter média móvel de mais de 1 mil mortos por Covid-19 por dia. Consórcio de imprensa passa a divulgar número de vacinados no país. Os Estados Unidos exigirão de viajantes teste negativo de Covid e quarentena.

Vacina pronta

Profissional prepara aplicação da dose da Coronavac na rede pública de Campinas (SP) — Foto: Adriano RosaProfissional prepara aplicação da dose da Coronavac na rede pública de Campinas (SP) — Foto: Adriano Rosa

Nesta sexta, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) irá realizar uma reunião da Diretoria Colegiada para decidir sobre a liberação do uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac. O pedido foi feito pelo Instituto Butantan e a reunião irá ocorrer a partir das 15h.

Se for aprovada, esta será a segunda autorização da agência reguladora para a vacina. No domingo (17), o grupo de especialistas da Anvisa liberou as primeiras 6 milhões de doses da CoronaVac que já haviam chegado prontas da China.

Lote a caminho

Índia anuncia envio das 2 milhões de doses da vacina da Oxford/AstraZeneca para o Brasil
Índia anuncia envio das 2 milhões de doses da vacina da Oxford/AstraZeneca para o Brasil

Após uma semana de atraso, a Índia autorizou as exportações comerciais das vacinas de Oxford produzidas no Instituto Serum, e o Brasil deve receber 2 milhões de doses nesta tarde. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), os imunizantes estarão prontos para uso no sábado (23) à tarde, após checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem e etiquetagem.

“A carga vinda da Índia será transportada em voo comercial da companhia Emirates ao aeroporto de Guarulhos e, após os trâmites alfandegários, seguirá em aeronave da Azul para o aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro”, detalhou o Ministério da Saúde em nota.

Na semana passada, o governo brasileiro chegou a preparar um avião para buscar as remessas, mas a operação fracassou. Até o momento, a Índia havia enviado apenas vacinas gratuitas a países vizinhos.

O Assunto

No episódio de hoje, os insumos chineses dos quais depende o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid – como resolver um impasse criado por falhas de planejamento e maximizado por dois anos de ataques ao governo de Pequim. Renata Lo Prete conversa com o ex-diplomata Fausto Godoy e com Marcelo Ninio, correspondente do jornal O Globo na capital chinesa.

Suspeita de irregularidade

Doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. — Foto: IGOR DO VALE/ESTADÃO CONTEÚDODoses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. — Foto: IGOR DO VALE/ESTADÃO CONTEÚDO

Em pelo menos 12 estados e no Distrito Federal, políticos, empresários e funcionários públicos receberam doses da CoronaVac mesmo não sendo parte dos grupos prioritários definidos pelos governos federal e estaduais. Agora, o Ministério Público de cada estado apura se houve irregularidade nas condutas, com a fila de grupos prioritários sendo “furada”.

Nesta quinta (21), a vacinação foi suspensa em duas cidades: em Manaus, após denúncias de que duas médicas, parentes de empresários locais, tenham tido preferência na vacinação; e em Tupã, no interior de São Paulo, após um integrante da irmandade que administra a Santa Casa ser vacinado.

Dados da pandemia

Brasil registra 1.335 mortes e 59.946 novos casos de Covid nas últimas 24 horas
Brasil registra 1.335 mortes e 59.946 novos casos de Covid nas últimas 24 horas

O Brasil voltou a ter a média móvel de mais de 1 mil mortos por Covid-19 em 24 horas. No Amazonas, a média foi de 12 para 118 óbitos por dia no intervalo de um mês. Segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa, o país contabiliza um total de 214.228 óbitos e 8.699.814 casos da doença. Nove estados estão com alta nas mortes; veja a situação do seu estado.

E o consórcio de imprensa começou a divulgar, nesta quinta (21), o número de vacinados no país. O balanço aponta que 5 estados e o Distrito Federal vacinaram 109.097 pessoas, segundo dados divulgados até as 20h. Os demais não divulgaram números consolidados de vacinação que representem todo o estado.

A informação é resultado de uma nova parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, O Globo, Extra, O Estadão de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL.

Plano da quarentena

Governo de São Paulo faz coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (20). — Foto: Reprodução/TV GloboGoverno de São Paulo faz coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (20). — Foto: Reprodução/TV Globo

Após mais uma semana de piora nos indicadores da Covid-19 em São Paulo, a gestão João Doria (PSDB) confirmou que fará hoje uma nova reclassificação das regiões do estado no plano que estipula as regras da quarentena.

Segundo o Plano São Paulo, podem ser rebaixadas para fases com regras mais restritivas da quarentena as regiões que apresentam grande aumento semanal de novas internações, mortes, casos ou taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Plano contra a pandemia

Joe Biden assina decretos com medidas de combate à Covid — Foto: Reprodução/GloboNewsJoe Biden assina decretos com medidas de combate à Covid — Foto: Reprodução/GloboNews

Para entrar nos Estados Unidos, os passageiros deverão apresentar um teste negativo para o coronavírus e fazer quarentena durante a chegada. Essa foi uma das medidas anunciadas pelo presidente Joe Biden em relação à estratégia nacional de combate à Covid-19. O democrata prometeu agilizar a distribuição de vacinas em todo o país e obrigar o uso de máscaras em determinadas ocasiões.

“As coisas vão continuar piorando antes de melhorar”, admitiu Biden, que estimou que os EUA cheguem a 500 mil mortes no próximo mês. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o país é o mais atingido pelo coronavírus em números absolutos de mortes e de casos.

Novas restrições

30 de junho - Passageiro com máscara caminha ao lado de placa que pede distanciamento social no aeroporto de Fiumicino, perto de Roma, na Itália — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters30 de junho – Passageiro com máscara caminha ao lado de placa que pede distanciamento social no aeroporto de Fiumicino, perto de Roma, na Itália — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters

Em reunião por videoconferência, líderes europeus decidiram restringir as viagens não essenciais para os países da União Europeia, mas manterão abertas as fronteiras internas do bloco. Apesar da alta de infecções e hospitalizações, os governos querem evitar outra onda de abre-e-fecha destas fronteiras, o que gerou caos no ano passado.

Meio ambiente

Na foto, membro da brigada de incêndio do Ibama tenta controlar as chamas em um ponto de queimada em Apuí, no Amazonas, no dia 11 de agosto. — Foto: Ueslei Marcelino/ReutersNa foto, membro da brigada de incêndio do Ibama tenta controlar as chamas em um ponto de queimada em Apuí, no Amazonas, no dia 11 de agosto. — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021, que ainda será analisado pelo Congresso, tem a menor proposta de orçamento desde 2000 para o Ministério do Meio Ambiente – R$ 1,72 bilhão -, segundo relatório desta sexta-feira (22) divulgado pelo Observatório do Clima (OC), rede de 56 organizações da sociedade civil. Leia mais.

Previsão do tempo

Santa Catarina tem previsão de mais chuva para esta sexta-feira (22)
Santa Catarina tem previsão de mais chuva para esta sexta-feira (22)

Novidade 🎧

Globo anuncia novidades para os fãs de podcasts
Globo anuncia novidades para os fãs de podcasts

A Globo anunciou a expansão na área de podcasts com a entrada dos programas no Globoplay e a criação de novos produtos e parcerias com produtores independentes.

A estratégia é unir todos os produtos em áudio no Globoplay, criando um espaço em que o consumidor possa ouvir podcasts de notícias, de entretenimento, de esportes e de variedades. Veja a lista dos novos podcasts.

Entrevista 🎶

Mumuzinho, jurado do 'The Voice +', fala do programa, carreira e planos
Mumuzinho, jurado do ‘The Voice +’, fala do programa, carreira e planos

“Eu vou falar isso, mas não é com prepotência, não. Eu queria muito ser o Eddie Murphy brasileiro. Queria fazer diversos personagens. Tenho certeza que ele também canta alguma coisinha”, diz o artista de 37 anos e nascido em Realengo, no Rio.

O comentário vem quando Mumuzinho explica, em entrevista ao G1, que demorou pouco mais de uma hora para se transformar em Luzinaldo. Ele é um dos personagens do clipe “Playlist”, com referências do filme “Norbit”, de Murphy. Leia aqui.

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 22 DE JANEIRO DE 2021 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

Por G1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

O Rio Grande do Norte registrou 133.174 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. No total, a doença vitimou 3.203 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quinta-feira (21) Outros 541 óbitos estão sob investigação.

Em relação ao boletim do dia anterior, são 880 novos casos e 11 mortes a mais – sendo quatro confirmados nas últimas 24 horas, em Mossoró, Marcelino Vieira, Natal e Caiçara do Rio do Vento.

O RN tem ainda 73.826 casos suspeitos e outros 304.805 descartados. O número de confirmados recuperados segue em 91.645, e o de inconclusivos, tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, está em 65.811.

A Sesap informa que 469 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no RN, sendo 323 na rede pública e 146 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 57,2% na rede pública e de 48,3% na rede privada.

O boletim destaca ainda que 351.477 testes para Covid-19 foram realizados no estado até o momento, sendo 187.170 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 164.307 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 133.174 casos confirmados
  • 3.203 mortes
  • 73.826 casos suspeitos
  • 304.805 casos descartados
  • 91.645 confirmados recuperados
Fonte: G1 RN
Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

EM MEIO A DENÚNCIAS SOBRE “FURA-FILAS” DA VACINAÇÃO, TCE SOLICITA DADOS DE VACINAÇÃO NO AMAZONAS, POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

Por suspeita de irregularidades, TCE solicita dados de vacinação no Amazonas

Por Diego Freire, da CNN, em São Paulo

22 de janeiro de 2021 às 00:02

Vacinação em ManausInício da vacinação contra o novo coronavírus em Manaus – 18 jan. 2021
Foto: José Brito/CNN

Em meio a denúncias sobre “fura-filas” da vacinação – pessoas fora dos perfis de grupos prioritários que teriam recebido doses da Coronavac por favorecimento -, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) encaminhou um ofício-circular às prefeituras do interior do estado solicitando dados de vacinação contra a Covid-19 para cruzar os dados sobre o quantitativo de vacinas recebidas.

A medida foi tomada após a Corte de Contas ter notícias de divergências nos quantitativos de vacinas enviadas pelo governo e recebidas pelas prefeituras, além de questionamentos sobre a ordem de vacinação do grupo prioritário que deve ser imunizado.

Em um prazo de 24 horas que se encerrou nesta quinta-feira (21), as prefeituras também teriam que informar, entre outros dados, quantas vacinas contra a Covid-19 receberam do governo e quem serão os profissionais de saúde imunizados nesta primeira etapa.

“Já estamos apurando todos os casos denunciados pela população e pela imprensa das pessoas que estão sendo vacinadas, possivelmente, de forma irregular. Vamos também acompanhar, juntamente com os prefeitos, se a distribuição de vacinas está seguindo os protocolos instituídos pelo Ministério da Saúde. É um momento ímpar na saúde pública e precisamos garantir a transparência para a população” destacou o presidente da Corte, conselheiro Mario de Mello.

Depois de quase 24 horas de suspensão da campanha de vacinação contra Covid-19 em Manaus, a prefeitura da capital do Amazonas decidiu que só receberão o imunizante os profissionais da saúde dos hospitais, prontos-socorros, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) escolhidos pelo governo estadual.

O trabalho de vacinação começou na terça-feira (19) estava destinado apenas a profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que estão atuando na linha de frente contra a Covid-19.

Em nota, a prefeitura explica que teve de rever o plano. “Com o baixo volume de doses de vacinas contra a Covid-19 repassado pelo governo do Estado à Prefeitura de Manaus – apenas 40.072 das 282 mil recebidas do Ministério da Saúde, na última segunda-feira, 18 -, o Executivo municipal precisou rever o plano de vacinação.”

Com a alta dos casos de Covid-19, o estado do Amazonas enfrentou colapso do sistema de saúde nas últimas semanas, com falta de cilindros de oxigênio e outros insumos básicos para o tratamento de pacientes.

Investigações em pelo menos oito estados

As promotorias de pelo menos oito estados brasileiros instauraram investigações sobre pessoas que teriam sido vacinadas contra Covid-19 mesmo sem pertencer aos grupos prioritários. Os casos de “fura-filas” da Coronavac foram denunciados no Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Pará e Paraíba.

Entre os investigados estão prefeitos, servidores públicos, familiares de funcionários da saúde entre outras pessoas que não se enquadram nos critérios do Ministério da Saúde. Por exemplo, o prefeito da cidade baiana de Candiba, Reginaldo Martins (PSD), foi um dos primeiros vacinados no município.

Candiba recebeu 100 doses da Coronavac, que são suficientes para vacinar apenas 50 pessoas, conforme aponta denúncia do Ministério Público Federal (MPF).

O momento em que Martins recebe a vacina foi publicado nas redes sociais da prefeitura. Após a denúncia, o prefeito justificou a atitude como “forma de incentivo para a população que está desacreditada”.

Em vídeo publicado no Instagram da prefeitura, ele alegou que se enquadraria nos critérios por ter 60 anos e comorbidades. Porém, apenas os maiores de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência estão contemplados no primeiro grupo prioritário.

As pessoas denunciadas pelo Ministério Público nos estados, se condenadas, poderão responder por crime ou, no caso de servidores, por ato de improbidade administrativa. No caso do prefeito de Candiba, o MPF ainda requeriu um pagamento de multa de R$ 145 mil.

Já o Ministério Público do Pará (MP-PA) apura o caso de uma engenheira na cidade de Bragança, a cerca de 200 km da capital Belém. Ela teria tomado a primeira dose da Coronavac em um hospital no qual ela trabalhou para uma reforma.

Os promotores suspeitam que, para furar a fila na prioridade pelo imunizante, a mulher utilizou a influência do marido, que seria um médico funcionário do hospital.

As denúncias continuam a crescer conforme o programa de vacinação do Brasil avança. Até às 17h desta quinta (21), o país já aplicou pelo menos 129.441 doses da Coronavac.

A primeira fase da vacinação prioriza a aplicação em pessoas que são funcionários da saúde, pessoas de 75 anos ou mais, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e índigenas aldeados em terras demarcadas.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, conta até o momento com apenas seis milhões de doses da Coronavac, que já foram aprovadas pela Anvisa. Além disso, já foram autorizadas dois milhões de doses da vacina de Oxford, que serão importadas da Índia. A previsão é que essa remessa da vacina britânica chegue em solo brasileiro nesta sexta-feira (22).

Continuar lendo EM MEIO A DENÚNCIAS SOBRE “FURA-FILAS” DA VACINAÇÃO, TCE SOLICITA DADOS DE VACINAÇÃO NO AMAZONAS, POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

JUSTIÇA: ADVOGADOS AVALIAM QUE SERÁ DEMITIDO POR JUSTA CAUSA O EMPREGADO QUE SE RECUSAR TOMAR VACINA CONTRA CIVID-19

Empregado que não tomar vacina poderá ser demitido por justa causa, avaliam advogados; entenda em que situações

FOTO: MARCOS SANTOS/USP IMAGENS

Trabalhadores que se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 correm o risco de serem mandados embora por justa causa, afirmam advogados especializados em Direito do Trabalho ouvidos por esta coluna.

Com a aprovação para uso emergencial das vacinas contra a covid-19 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17) e início do Plano Nacional de Imunização na segunda-feira (18), que irá permitir que todos os brasileiros possam se proteger da doença nos próximos meses, a recusa em se vacinar poderá custar o emprego de quem trabalha com carteira assinada.

Por enquanto, apenas os profissionais da saúde que estão da linha de frente de combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus estão sendo imunizados, mas à medida que a vacina for sendo liberada para todos, os trabalhadores das demais áreas poderão ser cobrados pelas empresas para apresentar o comprovante de vacinação a fim de manter seus empregos.

A coluna ouviu a advogada Adriana Calvo, autora do Manual de Direito do Trabalho e membro da comissão de Direito do Trabalho da OAB/SP; a especialista em gestão de pessoas e compliance trabalhista Ana Gabriela Primon, sócia do escritório Granadeiro Guimarães Advogados e o professor do Departamento de Direito do Trabalho da USP, Antonio Rodrigues de Freitas Júnior.

Para os três advogados, a possibilidade de demissão é possível e até mesmo provável, uma vez que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgou que, apesar de a vacinação não ser obrigatória, ela poderá implicar em punições para aqueles que se recusarem a tomar a vacina. A decisão foi tomada no julgamento das Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 6586 e 6587) e de um Recurso Extraordinário com Agravo (ARE 1267879) que tratavam da vacinação contra a covid-19 e do direito de recusar a imunização em razão de convicções pessoais.

Empresa deve garantir ambiente de trabalho saudável

“Essa é uma questão bastante complexa e envolve uma discussão constitucional”, explica a advogada Ana Gabriela. “De um lado temos a liberdade do indivíduo e o princípio da legalidade, pelo qual ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei, e, por outro, há a questão da saúde pública e o dever legal do empregador de manter um ambiente de trabalho saudável.”

“Considerando que o STF já decidiu que a recusa pode implicar em aplicação de multa, impedimento de frequentar determinados lugares ou até usar o transporte público, por exemplo, é possível a aplicação da justa causa porque nesse caso a empresa deve priorizar o interesse coletivo”, diz Ana Gabriela.

Para o professor Freitas, “o espaço do estabelecimento da empresa é de uso compartilhado e contribuir para evitar a propagação da doença por meio de práticas cientificamente recomendadas, é medida de higiene do local de trabalho pela qual cabe ao empregador zelar, fixando normas e protocolos de observância obrigatória”.

A advogada Adriana Calvo completa. “Fica claro que se o município onde estiver sediada a empresa não editar nenhuma lei dizendo que a vacina é obrigatória, então caberá ao empregador decidir se ele vai torná-la obrigatória ou não com base no seu poder diretivo. Esse poder vem do artigo 157 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), pelo qual o empregador tem o dever de zelar pela saúde e segurança no ambiente de trabalho.

“Como existe a possibilidade de o empregado que contrair covid-19 culpar a empregadora por acidente de trabalho trazendo repercussões econômicas muito grandes para a empresa, assim que a vacina estiver disponível, é provável que as empresas passem a exigir que seus empregados se imunizem.”

E os trabalhadores que estiverem em home office?

Já para o trabalhador que está em home office, ou seja, trabalha da sua casa e não comparece à empresa, os advogados entendem que, nesse caso, a empresa não pode obrigar a pessoa a se vacinar.

“Se o empregado trabalha em home office e não retornou à atividade presencial, não haveria nenhum fundamento para que o empregador exigisse a vacina desse empregado. O empregado está na sua casa, não traz nenhum risco para a empresa, é direito dele decidir se quer ser vacinado ou não”, diz Adriana Calvo.

Quem pode se negar a tomar a vacina e não ser demitido?

O professor Freitas entende que qualquer empregado pode ser demitido por justa causa, desde que fique demonstrado que há uma recusa infundada em tomar a vacina. Mas aqueles que tiverem uma recusa fundamentada não poderão ser obrigados. “Por exemplo: gestantes não podem ainda se submeter à vacina e portando podem se recusar. Por outro lado, a vacina também tem que estar disponível na localidade em número tal que sua aplicação seja possível”, diz.

O empregado que apresente também um atestado médico demonstrando que possui determinada condição de saúde que não permite se vacinar também não poderá ser obrigado, explica a advogada Adriana Calvo.

Mas basta não tomar a vacina para já ser mandado embora por justa causa?

Não é bem assim. Como a demissão por justa causa é uma punição que prejudica bastante o trabalhador, ela precisa ser aplicada de maneira proporcional à gravidade da falta, explica a Ana Gabriela. A sugestão da advogada é que a empresa faça uma gradação das penalidades.

“Primeiro, a empresa deveria aplicar uma advertência, em seguida, poderia aplicar uma suspensão do contrato de trabalho e, por fim, caso ainda houvesse a resistência do trabalhador, a demissão por justa causa.”

A advogada Adriana Calvo concorda que não deve haver uma justa causa imediata. “O ideal é primeiro dar uma advertência e um prazo de 30 dias para o empregado se vacinar e, caso ele não o fizer, então aplicar a justa causa.”

Tudo isso lembrando que a vacinação já tem de estar disponível para todos, pois já ficou decidido que as empresas não poderão comprar vacinas para imunizar seus empregados.

Ainda não há prazo para que a vacina esteja disponível para todos os brasileiros no Plano Nacional de Imunização.

Fonte:  Blog do BG

Continuar lendo JUSTIÇA: ADVOGADOS AVALIAM QUE SERÁ DEMITIDO POR JUSTA CAUSA O EMPREGADO QUE SE RECUSAR TOMAR VACINA CONTRA CIVID-19

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 21 DE JANEIRO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Um novo capítulo: o governo de Joe Biden começa com os Estados Unidos de volta ao Acordo de Paris e à Organização Mundial da Saúde. O democrata toma posse como 46º presidente dos EUA e discurso pacificador põe fim à era Trump: ‘Democracia prevaleceu’. Vacinação em risco: o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, diz que não há prazo para receber vacina da Índia nem insumo da ChinaBrasil registra 1.382 mortes por Covid em 24 horas, recorde desde agosto, e soma 212,8 mil óbitos pela doença. Justiça decide que candidato barrado tem direito a fazer Enem em fevereiro. E veja no G1 nesta quinta, às 13h, o Aulão sobre a prova de matemática e o que costuma cair nela.

Novo capítulo nos EUA

O presidente dos EUA, Joe Biden, assina seus primeiros atos executivos, no Salão Oval, na quarta-feira (20) — Foto: AP Photo/Evan VucciO presidente dos EUA, Joe Biden, assina seus primeiros atos executivos, no Salão Oval, na quarta-feira (20) — Foto: AP Photo/Evan Vucci

Cumprindo promessa de campanha, uma das primeiras ações oficiais de Joe Biden como presidente foi o retorno dos Estados Unidos ao Acordo de ParisSeu antecessor, Donald Trump, decidiu deixar em 2017 o tratado que rege medidas de redução de emissão de gases estufa.

Além disso, uma série de outros atos executivos foram assinados ainda nesta quarta-feira (20), muitos revertendo medidas tomadas por Trump. Entre os destaques, o retorno à Organização Mundial de Saúde (OMS), e o fim do veto à entrada de cidadãos de países muçulmanos nos EUA.

“Alguns dos atos executivos que vou assinar hoje vão ajudar a mudar o curso da crise da Covid e combater a mudança climática de maneiras que não fizemos até agora. Acho que algumas das coisas que vamos fazer serão ousadas e vitais, e não há hora melhor para começar do que hoje”, disse o presidente.

Dia histórico: Joe Biden, de 78 anos, assumiu a presidência dos Estados Unidos, nesta quarta (20), sucedendo o republicano Donald Trump. A vice-presidente Kamala Harris foi empossada como a primeira mulher a ocupar o cargo nos EUA. ‘A democracia prevaleceu’, disse o democrata em discurso. Biden pediu união para derrotar o extremismo e restaurar a alma americana; veja na íntegra.

Mesmo com mudanças, como a ausência de público por causa da pandemia, a cerimônia seguiu protocolos tradicionais, como a execução do hino nacional, o juramento do presidente e da vice e o primeiro discurso do novo ocupante da Casa Branca. Sem Trump, a última despedida do antigo governo ficou a cargo de Mike Pence. Confira alguns dos destaques.

Como a pandemia tornou inviável a realização do tradicional baile de gala na noite da posse, um programa especial com a participação de diversos artistas e apresentado pelo ator Tom Hanks fechou o dia. Um dos destaques de “Celebrando a América” foi Katy Perry (veja abaixo sua apresentação).

Katy Perry encerra especial que celebra posse de Joe Biden e Kamala Harris
Katy Perry encerra especial que celebra posse de Joe Biden e Kamala Harris

O Assunto

Joe Biden na Casa Branca: diante do novo presidente, um país em guerra consigo mesmo enquanto perde cerca de 4 mil vidas por dia para a Covid-19. Neste episódio, Renata Lo Prete conversa com o historiador e diplomata de carreira Rubens Ricupero, ex-embaixador do Brasil em Washington.

Vacinação em risco

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que não há prazo para receber vacina da Índia nem insumo da China. Em comissão externa criada pela Câmara para debater o enfrentamento à pandemia, o ministro negou que problemas políticos e diplomáticos tenham atrasado as negociações com os países.

Entenda o caso: o Brasil enfrenta dificuldades para liberar uma carga de 2 milhões de doses da vacina de Oxford, produzida pelo governo da Índia em parceria com o instituto indiano Serum. Além disso, laboratórios brasileiros aguardam que a China libere a exportação de dois tipos de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido em solo chinês. O IFA é a matéria-prima para que as vacinas sejam processadas e produzidas no Brasil. O atraso afeta a produção brasileira da vacina de Oxford, prevista em um contrato da Fiocruz com o laboratório Astrazeneca; e a produção da CoronaVac, fruto de parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac.

Avanço da pandemia

Brasil registra 1.382 mortes por Covid em 24 horas, recorde desde agosto
Brasil registra 1.382 mortes por Covid em 24 horas, recorde desde agosto

O Brasil registrou 1.382 mortes pela Covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 212.893 óbitos. É o maior número de mortes registrado em um dia desde 4 de agosto, quando a marca foi de 1.394. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.639.868 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus. Doze estados estão com alta nas mortes; veja os dados detalhados.

Colapso na saúde

Defensoria Pública faz apelo por pacientes do interior do Amazonas
Defensoria Pública faz apelo por pacientes do interior do Amazonas

Defensores públicos — que atuam no interior do Amazonas — informaram que, entre os dias 15 e 19 de janeiro, foram registradas pelo menos 30 mortes de pacientes com Covid-19 e síndromes respiratórias. As vítimas teriam morrido por falta de oxigênio ou falta de remoção para cidades com condições de atendê-las. Ao todo, de acordo com a Defensoria Pública, as mortes ocorrem pelo descaso dos governos estadual e federal, que até agora não apresentaram um plano efetivo de remoção de pacientes que vivem fora da capital. Em nota, a Secretaria da Saúde do estado diz que se esforça para superar dificuldades de logística.

Enem na pandemia

Candidatos contam que foram impedidos de fazer a prova do enem por causa de salas lotadas
Candidatos contam que foram impedidos de fazer a prova do enem por causa de salas lotadas

A juíza Marisa Claudia Gonçalvez Cucio, da 12ª Vara Cível Federal de SP, determinou que candidatos do Enem que foram barrados no último domingo (17), por conta de lotação de salas, têm direito à reaplicação da prova marcada para os dias 23 e 24 de fevereiro. No entanto, a juíza negou o pedido da Defensoria Pública da União para que fosse cancelado o segundo dia de provas, marcado para este próximo domingo, 24 de janeiro. Leia mais.

Aulão

Nesta quinta, às 13h, o G1 faz um aulão de preparação para o Enem sobre a prova de matemática. O professor Mauro Belmonte, do Descomplica, revisa o que costuma cair mais como conteúdo do exame, que ocorre neste próximo domingo (24) junto com a prova de ciências da natureza.

Economia

Na primeira reunião de 2021, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu manter a taxa básica de juros em 2% ao ano, a mínima histórica. A decisão foi unânime. É a terceira vez que o BC decide manter a Selic em 2%.

Aposentadoria

Agência da Previdência Social; INSS — Foto: DivulgaçãoAgência da Previdência Social; INSS — Foto: Divulgação

reforma da previdência completou um ano em novembro de 2020 e trouxe uma série de mudanças para o brasileiro conseguir a aposentadoria. Entre elas, há as regras de transição que terão mudanças em 2021. Além disso, portaria divulgada no final de dezembro do ano passado aumentou as faixas etárias de beneficiários para recebimento da pensão por morte. Saiba o que muda nas regras para pedir aposentadoria e pensão em 2021.

Previsão do tempo 🌞

Região Centro-Oeste tem risco de temporal nesta quinta-feira (21)
Região Centro-Oeste tem risco de temporal nesta quinta-feira (21)

Lançamentos em 2021 😍

'Homem-Aranha 3', nova temporada de 'The Handmaid's Tale' e novo álbum de Adele estão entre novidades previstas para o ano — Foto: Divulgação e Reprodução/Instagram‘Homem-Aranha 3’, nova temporada de ‘The Handmaid’s Tale’ e novo álbum de Adele estão entre novidades previstas para o ano — Foto: Divulgação e Reprodução/Instagram

Depois de um ano que paralisou a cultura, 2021 promete uma retomada gradual nas gravações do cinema, da TV e da música. Filmesséries e álbuns adiados em 2020, por causa da pandemia, alongam a lista de lançamentos previstos para esse ano.

Loteria

 Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 e apostas podem ser feitas até às 19h — Foto: Marcelo Brandt/G1Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 e apostas podem ser feitas até às 19h — Foto: Marcelo Brandt/G1

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.336 da Mega-Sena. O prêmio acumulou e o próximo sorteio, que será realizado no sábado (23) pode pagar R$ 22 milhões para a aposta vencedora.

Veja as dezenas: 08 – 10 – 20 – 27 – 28 – 50

  • A Quina teve 75 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 32.688,93.
  • A Quadra teve 4.701 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 745,02.

Futebol

Jogadores do Internacional comemoram um dos gols contra o São Paulo, em partida válida pelo Brasileirão, nesta quarta-feira (20) — Foto: Ricardo DuarteJogadores do Internacional comemoram um dos gols contra o São Paulo, em partida válida pelo Brasileirão, nesta quarta-feira (20) — Foto: Ricardo Duarte

O Brasileirão tem um novo líder. Jogando fora de casa, o Internacional não tomou conhecimento do então líder São Paulo e goleou a equipe paulista por 5 a 1. Com a vitória, os gaúchos assumem a ponta da tabela, com 59 pontos, 2 a mais do que o Tricolor Paulista.

A rodada prossegue nesta quinta-feira (21), e com outro grande duelo entre duas equipes bem colocadas: Flamengo e Palmeiras. Confira abaixo as partidas e os horários:

19h: Flamengo x Palmeiras
19h: 
Fortaleza x Santos
19h: 
Goiás x Ceará
21h: 
Corinthians x Sport

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 21 DE JANEIRO DE 2021 POR G1

PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 20 DE JANEIRO DE 2021 POR G1

Por G1

 

Joe Biden toma posse como presidente dos Estados Unidos nesta quarta. Democrata assume presidência em cerimônia cercada de segurança e sem a presença de Donald Trump. G1 e GloboNews transmitem ao vivo. Sem matéria-prima, Fiocruz adia produção da vacina de Oxford no Brasil. Após mortes de pacientes, juiz manda governo do Amazonas enviar oxigênio a CoariBrasil registra mais 1.183 óbitos por Covid e passa de 211 mil mortes pela doençaTribunal decide na segunda com quem ficará caso Flávio Bolsonaro. Na primeira reunião de 2021, Copom deve manter juro básico em 2% ao ano, prevê mercado. E o Dia de São Sebastião, padroeiro do Rio, terá programação religiosa com missa drive-in e live, mas sem procissão.

46º presidente dos EUA

Biden toma posse em cerimônia com público reduzido e transmissão virtual
Biden toma posse em cerimônia com público reduzido e transmissão virtual

A presidência de Joe Biden começa oficialmente nesta quarta-feira (20), após ele fazer seu juramento, ao meio-dia (14 horas em Brasília). Mas esta será apenas uma parte da longa cerimônia, bastante diferente das anteriores. Veja como será.

Biden inicia o dia indo a uma missa na Catedral de São Mateus, o padroeiro das autoridades. Católico praticante, o presidente eleito convidou os líderes do Congresso, e terá a companhia da presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, do líder democrata no Senado, Chuck Schumer, e dos líderes republicanos de ambas as casas, Kevin McCarthy (Câmara) e Mitch McConnell (Senado).

Sem uma grande multidão, devido à pandemia de coronavírus, e sem seu antecessor, Donald Trump, que continua não lidando muito bem com a derrota eleitoral e viaja logo cedo para a Flórida, Biden se torna o 46º presidente dos EUA ao fazer o juramento após sua vice, Kamala Harris, na Fachada Oeste do Capitólio. A solenidade tem início às 11 horas (13 horas em Brasília).

Esquema de segurança

Membros da Guarda Nacional atravessam rua em Washington DC na segunda-feira (18) — Foto: Brendan Smialowski/AFP Membros da Guarda Nacional atravessam rua em Washington DC na segunda-feira (18) — Foto: Brendan Smialowski/AFP

A posse tem um aparato de segurança sem precedentes, especialmente após o ataque ao Capitólio em 6 de janeiro, quando apoiadores de Trump tentaram impedir a ratificação da vitória de Biden no Colégio Eleitoral. Além de toda a força policial de Washington DC e de municípios que enviaram reforços, a cidade terá a presença de cerca de 21 mil membros da Guarda Nacional.

Véspera da posse

Joe Biden e sua mulher Jill, Kamala Harris e o marido Doug Emhoff participam de cerimônia em homenagem aos mais de 400 mil mortos pela Covid-19 nos EUA, em Washington DC, na terça-feira (19) — Foto: AP Photo/Evan VucciJoe Biden e sua mulher Jill, Kamala Harris e o marido Doug Emhoff participam de cerimônia em homenagem aos mais de 400 mil mortos pela Covid-19 nos EUA, em Washington DC, na terça-feira (19) — Foto: AP Photo/Evan Vucci

Na véspera de sua posse como presidente dos Estados Unidos, Joe Biden participou de uma homenagem aos mais de 400 mil mortos pela Covid-19 no país ao desembarcar em Washington DC. Ele teve a companhia da mulher, Jill, de sua vice-presidente, Kamala Harris, e do marido dela, Doug Emhoff. O memorial teve 400 luzes acesas no espelho d’água no National Mall, representando as vidas perdidas.

Discurso de despedida

Trump se despede da presidência dos EUA: ‘Orgulhoso de tudo que conquistamos juntos’
Trump se despede da presidência dos EUA: ‘Orgulhoso de tudo que conquistamos juntos

Na véspera de deixar o cargo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgou um vídeo de despedida do mandato. Na gravação de quase 20 minutos, Trump desejou sorte ao novo governo — sem mencionar o nome de Joe Biden — e agradeceu ao vice-presidente Mike Pence; assista no vídeo acima.

Desafio da vacinação

Especialistas dizem que não há vacinas nem para metade dos profissionais de saúde do país
Especialistas dizem que não há vacinas nem para metade dos profissionais de saúde do país

Especialistas ouvidos pelo Jornal Nacional calculam que não há, neste momento, vacina suficiente nem para metade dos profissionais de saúde no Brasil. A vacinação começou pelo grupo mais exposto ao vírus. Mas tem uma conta que não fecha. O Brasil tem seis milhões de doses da CoronaVac importadas pelo estado de São Paulo, que já estão sendo distribuídas e aplicadas pelo país. Só que a Rede de Pesquisa Solidária, que reúne mais de cem pesquisadores brasileiros, estima que o Brasil tenha, ao menos, cinco milhões de trabalhadores da saúde. Como a aplicação vacinação é em duas doses, seriam necessárias dez milhões de doses apenas para esses profissionais.

Atraso na entrega
Sem matéria-prima, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) enviou um ofício ao Ministério Público Federal (MPF) informando que a entrega da vacina de Oxford contra a Covid-19 vai atrasar de fevereiro para março. Segundo o órgão, os insumos vindos da China ainda não têm data para chegar ao Brasil.

Impasse diplomático

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, em coletiva de imprensa no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto — Foto: Fábio Júnior/EPTVDimas Covas, diretor do Instituto Butantan, em coletiva de imprensa no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto — Foto: Fábio Júnior/EPTV

Nesta terça (19), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, pediu que o presidente Jair Bolsonaro tenha ‘dignidade’ para defender a vacina CoronaVac e negociar com a China . A importação de matéria-prima para produzir novas doses do imunizante contra a Covid-19 — o único sendo aplicado até o momento na população brasileira— está emperrada no país asiático. O atraso no recebimento de insumos pode paralisar a vacinação no país.

O Assunto 🎧

O que precisa ser feito agora que a vacinação começou? Neste episódio, Renata Lo Prete conversa com Fabiane Leite, jornalista da TV Globo especializada na cobertura de saúde, e com Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia.

Ouça o episódio abaixo:

A tragédia continua

Falta de oxigênio mata sete pessoas em Coari, no Amazonas
Falta de oxigênio mata sete pessoas em Coari, no Amazonas

Após a morte de sete pacientes por falta de oxigênio, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) estipulou prazo de 48 horas para o governo estadual liberar o envio de 155 cilindros de oxigênio para o município de Coari, distante 450 km de Manaus. Segundo a prefeitura, o município deveria ter recebido 40 cilindros de oxigênio na segunda-feira (18), mas a aeronave que levaria os tanques acabou viajando para Tefé (AM) e ficou impossibilitada de retornar, pois o aeroporto não aceita voos noturnos.

No Pará, 7 pessoas da mesma família morreram sem oxigênio. As vítimas estavam internadas com sintomas da doença em Faro, que fica na divisa com o Amazonas.

Panorama Covid

Brasil volta a superar mil mortes em 24 horas por Covid
Brasil volta a superar mil mortes em 24 horas por Covid

Brasil registrou 1.183 mortes pela Covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 211.511 óbitos pela doença. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 969. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.575.742 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus. Treze estados estão com alta nas mortes; veja mapa.

Caso das rachadinhas

Flávio Bolsonaro — Foto: ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOFlávio Bolsonaro — Foto: ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, determinou que o processo para definir a competência do julgamento do caso que envolve o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ) entre na pauta do Órgão Especial do tribunal na próxima segunda-feira. Na ocasião – a primeira sessão do Órgão Especial de 2021 –, os desembargadores deverão decidir se o processo envolvendo o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e um suposto esquema de “rachadinha” volta para a primeira instância ou continua no Órgão Especial. Leia mais.

Presidência do Senado

Rodrigo Pacheco (DEM-MG) em sessão do Senado — Foto: Marcos Oliveira/Agência SenadoRodrigo Pacheco (DEM-MG) em sessão do Senado — Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) afirmou, em documento de lançamento oficial da candidatura à presidência do Senado, que pretende se comprometer com a democracia, garantia das liberdades e respeito às leis e à Constituição.

O senador é apoiado pelo atual presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e conta ainda com o apoio de partidos como PSD, DEM, PP, PL, PT, Pros, Republicanos, PSC e PDT, e com a simpatia do Palácio do Planalto. A principal adversária de Pacheco é Simone Tebet (MDB-MS), que lançou sua candidatura há menos de 10 dias.

Enem na pandemia

Candidatos do Enem 2020 em Taguatinga, no DF — Foto: TV Globo/ReproduçãoCandidatos do Enem 2020 em Taguatinga, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Candidatos que foram barrados no primeiro dia de Enem 2020 devem comparecer ao local de prova no segundo dia de aplicação, previsto para ocorrer no próximo domingo (24). A partir de segunda-feira (25), eles devem pedir a reaplicação da prova que perderam. Leia mais aqui.

Vale lembrar que a regra é diferente para quem faltou à prova. O candidato que não comparece ao exame é eliminado. No primeiro dia de aplicação do Enem 2020, no domingo (17), 51,5% dos candidatos faltaram.

Economia

Pela primeira vez em 2021, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reunirá, logo mais, para definir o nível da taxa básica de juros. Segundo expectativa dos analistas do mercado financeiro, a taxa deve permanecer na mínima histórica de 2% ao ano. Se confirmada a previsão do mercado financeiro, essa será a terceira vez consecutiva em que a taxa será mantida. A decisão será anunciada pelo BC por volta das 18h30.

Padroeiro do Rio

Paes recebe a imagem de São Sebastião, padroeiro da cidade, na Prefeitura do Rio — Foto: Gabriel Barreira/G1 RioPaes recebe a imagem de São Sebastião, padroeiro da cidade, na Prefeitura do Rio — Foto: Gabriel Barreira/G1 Rio

As celebrações do dia do padroeiro do Rio, São Sebastião, nesta quarta-feira (20) terão uma programação diferente devido às restrições da Covid-19, segundo a Arquidiocese do Rio. Entre as cerimônias previstas, estão a realização de uma missa no formato “drive-in”, com parte dos espectadores dentro dos seus veículos, e ainda a transmissão ao vivo do Auto de São Sebastião, que será encenado no Teatro Cesgranrio. Saiba mais.

BBB 21 📺

Mosaico dos participantes do BBB 21 — Foto: Arte/GshowMosaico dos participantes do BBB 21 — Foto: Arte/Gshow

A casa mais vigiada do país já tem novos ocupantes. Foram anunciados nesta terça os 20 participantes do Big Brother Brasil 21. Assim como em 2020, eles estão divididos entre anônimos, que formam o grupo Pipoca, e famosos, que formam o grupo Camarote.

Entre as celebridades que entrarão na casa estão a cantora Karol Conká, a atriz Carla Diaz e o rapper Projota. Confira a lista completa aqui.

Prepara a pipoca 🍿

Semana Pop lista as séries e novas temporadas mais aguardadas de 2021
Semana Pop lista as séries e novas temporadas mais aguardadas de 2021

Como outras produções audiovisuais, as séries foram abaladas pela pandemia em 2020. Por causa da paralisação nas gravações, muitas tiveram que adiar a estreia ou suas novas temporadas. O cardápio de lançamentos de 2021 tem despedida de ‘The Walking Dead’, continuação de ‘Verdades secretas’, e até uma possível reunião de ‘Friends’. Veja lista de séries previstas para 2021.

Previsão do tempo

São Paulo e Mato Grosso podem ter mais chuva nesta quarta-feira (20)
São Paulo e Mato Grosso podem ter mais chuva nesta quarta-feira (20)

Futebol

Pelo Campeonato Brasileiro, 12 equipes entram em campo nesta quarta. O destaque do dia é o confronto entre o líder São Paulo e o vice-líder Internacional. Com apenas 1 ponto a menos que o clube paulista, a equipe gaúcha pode assumir a ponta da tabela se vencer.

Outro duelo direto pelas primeiras posições acontece em Porto Alegre. O Grêmio, 6° colocado com 50 pontos, recebe o Atlético-MG, 3ª colocado com 53 pontos. Confira abaixo a agenda de jogos do dia:

17h: Botafogo x Atlético-GO
18h: Bahia x Athletico-PR
19h15: Grêmio x Atlético-MG
20h30: Coritiba x Fluminense
21h30: São Paulo x Internacional
21h30: Bragantino x Vasco

Fonte: G1

Continuar lendo PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 20 DE JANEIRO DE 2021 POR G1

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

Por G1 RN

 

Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

O Rio Grande do Norte tem 130.973 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. Os mortos pela doença são 3.188 neste mesmo período no estado.

Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta terça-feira (19).

Em comparação com o boletim de sábado, o mais recente divulgado pela Sesap, são 395 novos casos e nove mortes a mais registradas, sendo três nas últimas 24 horas – Mossoró, Lajes Pintadas e Areia Branca.

O boletim indica ainda que outros 538 óbitos seguem sob investigação.

O boletim indica ainda que o RN possui 69.638 casos suspeitos e outros 298.124 descartados. O número de confirmados recuperados se manteve em 91.645, e o de inconclusivos, tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, segue em 65.814.

Segundo a Sesap, 456 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no RN, sendo 301 na rede pública e 155 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 53,4% na rede pública e de 59% na rede privada.

O número de testes realizados para Covid-19 no estado até o momento é de 333.608, sendo 179.282 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 154.326 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 130.973 casos confirmados
  • 3.188 mortes
  • 69.638 casos suspeitos
  • 298.124 casos descartados
  • 91.645 confirmados recuperados

Fonte: G1 RN

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVIRUS NO RN

A CIDADE DO NATAL VAI RECEBER OUTROS 18 PACIENTES DA COVID-19 TRANSFERIDOS DO AMAZONAS

Natal vai receber mais 18 pacientes covid-19 transferidos do Amazonas

Redação/Portal da Tropical

Atualizado em:

Pacientes serão internados no Hospital de Campanha de Natal | Foto: Arquivo/SMS

A cidade de Natal vai receber outros 18 pacientes em tratamento contra a covid-19 que estão vindo transferidos do Amazonas. Desta vez, eles serão internados em leitos do Hospital de Campanha, na Via Costeira. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que prepara a logística do recebimento.

De acordo com a SMS, a previsão é que os pacientes saiam de Manaus, capital do Amazonas, por volta das 18h desta terça-feira (19) e sejam transferidos por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). O desembarque será realizado na Base Aérea de Natal, em Parnamirim, e a previsão de chegada é na madrugada de quarta-feira (20).

A secretaria ainda informou que a transferência até o Hospital de Campanha será realizada por ambulâncias do Serviço Móvel de Urgência (Samu).

Essa é a segunda transferência de pacientes de Manaus para a capital potiguar. Na segunda-feira (18), a cidade já havia recebido outros 12 pacientes, dos quais 10 foram encaminhados para o Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) e os outros dois para o Hospital Giselda Trigueiro.

O estado do Rio Grande do Norte se une a outros do país que acolhem os pacientes do Amazonas diante do colapso do sistema de saúde que ocorre no estado do Norte. Devido à alta demanda de internações, os hospitais estão superlotados e sem oxigênio para atender todos os doentes.

Continuar lendo A CIDADE DO NATAL VAI RECEBER OUTROS 18 PACIENTES DA COVID-19 TRANSFERIDOS DO AMAZONAS

PREFEITO DE NATAL DIZ QUE ESTÁ PROTEGIDO POR TOMAR IVERMECTINA E NÃO TEM PRESSA PARA TOMAR A VACINA

Prefeito de Natal diz que não tem pressa para receber vacina porque toma ivermectina: “Estou protegido”

20 jan 2021

Prefeito de Natal diz que não tem pressa para receber vacina porque toma ivermectina: “Estou protegido”

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), afirmou na noite desta terça-feira 19 que “não tem pressa” para receber a vacina contra a Covid-19 porque está “protegido” da doença pelo fato de tomar regularmente o vermífugo ivermectina. Apesar da declaração, não há provas científicas de que o medicamento funcione contra o coronavírus, nem muito menos previna.

O chefe do Executivo municipal, que é médico, é um dos principais defensores da ivermectina no Rio Grande do Norte e tem defendido o uso do vermífugo desde o início da pandemia. Ele determinou a distribuição gratuita do remédio em todas as unidades básicas de saúde do município e até o uso “profilático” (para evitar a doença, algo também nunca provado).

“Eu digo que não tenho essa pressa para tomar a vacina porque estou tomando a ivermectina. Estou protegido, tomando na dosagem e no tempo certo. Quero convocar que quem não estiver incluído no primeiro grupo que podem tomar a ivermectina dentro da dosagem preconizada de 15 em 15 dias que estará protegido e poderá aguardar as próximas doses da vacina com tranquilidade porque se estará evitando o coronavírus”, destacou.

O prefeito de Natal se envolveu em uma polêmica nesta terça-feira no que diz respeito às vacinas. Durante a tarde, Álvaro Dias anunciou que seria o primeiro a receber a vacina na campanha de vacinação contra a Covid-19 que será realizada pela gestão municipal. Após a repercussão e críticas de que estaria “furando fila”, contudo, ele voltou atrás.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo PREFEITO DE NATAL DIZ QUE ESTÁ PROTEGIDO POR TOMAR IVERMECTINA E NÃO TEM PRESSA PARA TOMAR A VACINA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar