Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

CULTURA: REGINA DUARTE IRÁ COMANDAR A CINEMATECA NACIONAL EM SÃO PAULO

Finalmente uma saída honrosa para Regina Duarte da Secretaria de Cultura. Ela agora irá comanda a Cinemateca Brasileira em São Paulo. Ela alega que sentia falta de estar perto da família. Agora o problema está solucionado.

Regina Duarte deixa comando da Secretaria de Cultura

Por Basília Rodrigues
 Atualizado 20 de Maio de 2020 às 10:52

A atriz Regina Duarte vai deixar o comando da Secretaria de Cultura. A informação foi divulgada pela analista de política Basília Rodrigues, da CNN, na manhã desta quarta-feira (20) e confirmada pelo presidente e pela própria atriz por meio das redes sociais de Bolsonaro. A artista se encontrou com o presidente nesta manhã e acertou um “tom de saída honrosa”. Conforme a CNN antecipou, o nome mais forte para substituir Regina é o do ator Mário Frias.

Segundo a atriz, ela ganhou um presente, que é comandar a Cinemateca Brasileira em São Paulo. De acordo com o presidente, a Regina Duarte sente falta da família em São Paulo e participará da transição.

A deputada federal Carla Zambelli também esteve na reunião e disse à CNN que Bolsonaro gosta muito da atriz, que Regina está sentindo falta da família, o que é apontado como razão para a mudança.
Com a saída do comando da secretaria, ela poderia voltar a morar em São Paulo.

Após uma entrevista exclusiva à CNN, no dia 7 de maio, a então secretária de Cultura recebeu críticas da classe artística por minimizar a ditadura afirmando que “sempre houve tortura e que não quer arrastar um cemitério”.

Após a fala na entrevista, Regina Duarte desconversou sobre o tema, cantando trecho do jingle da Copa de 1970. Na oportunidade, a atriz afirmou que descartava a demissão e que pretendia permanecer no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A entrevista foi interrompida pela secretária após a exibição de um depoimento enviado nesta quinta à CNN pela atriz Maitê Proença (clique aqui para assistir à íntegra).

Fonte: CNN

Continuar lendo CULTURA: REGINA DUARTE IRÁ COMANDAR A CINEMATECA NACIONAL EM SÃO PAULO

AGENDA CULTURAL: O MELHOR DA AGENDA NATAL, AGITOS E BALADAS E APARTAMENTO 702

NA AGENDA CULTURAL DESTE FIM DE SEMANA TEMOS MUITAS ATRAÇÕES LOCAIS E NACIONAIS

AGENDA NATAL

Agenda Natal Logo

BAILE DO NÊGO VÉIO

EVENTO

Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
13/03/2020 às 20:00

Relembre os hit’s dos anos 90 com o Alexandre Pires em 3 horas de show no Boulevard Hall.

Mais informações: clique aqui.


 

BUG OPEN AIR

EVENTO

Pipa
Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
A partir de R$ 62
14/03/2020 às 08:00

Realizar uma viagem intensa a um lugar completamente mágico é o que buscamos nesta edição da Bug Open Air. Fomos aos reinos mais distantes buscar inspiração para essa nova jornada que se inicia a partir de hoje e não mediremos esforços para que esta viagem se torne uma experiência marcante na vida de cada um de vocês.

Imagine um reino onde preconceito não é aceito, onde julgamento não se faz necessário, onde a dança é a saída para todos os tipos de problemas. .

Aguardem as MAIORES atrações da atualidade, uma cenografia de palco e decoração ao melhor estilo BUG, além de uma EXCLUSIVA estrutura para este GRANDE dia.

Mais informações: clique aqui.


 

BABY SHARK LIVE MUSICAL

EVENTO

Tirol
Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
Ingressos entre R$ 60,00 e R$ 160,00
15/03/2020 às 16:00

O Teatro Riachuelo recebe @babysharklivetour no domingo, 15 de março, às 16h. Diversão garantida para a família, com muita diversão e música, incluindo a favorita das crianças:  Baby Shark! Doo, doo, doo, doo, doo

Ingressos na bilheteria do teatro ou pela internet em @uhuuoficial.


agitos & baladas

Por Ulisses Freire

Giannini Alencar é uma das atrações da Pepper´s Natal neste fim de semana

12 de março de 2020

por ulyssesfreire

Divulgação

Divulgação

Casa mais balada da cidade, a Pepper´s Natal preparou mais uma super programação para animar o fim de semana dos potiguares. O cantor Giannini Alencar é uma das atrações e promete não deixar ninguém parado com a festa Bailão do Gi. A festa será no sábado (14) e terá também o sertanejo de Pedro e Erick, o funk de Avenuy e o eletrônico de Venturi. Na sexta, dia 13, vai rolar a festa O Encontro com Som e Balanço, Banda Pretta e Avenuy. As festas na Pepper´s Natal começam às 23h. Os clientes que chegam cedo sempre têm vantagens. Nesse fim de semana tem entrada gratuita para mulheres até meia noite na sexta. A casa também disponibiliza listas de desconto no site OutGoOficial. A Pepper´s está localizada na rua Pedro Fonseca Filho, 3071, em Ponta Negra. Mais informações: @peppersnatal.

 

Fim de semana terá 1º Festival de Sorvete e Açaí de Natal

12 de março de 2020

por ulyssesfreire

Divulgação

Divulgação

Neste fim de semana será realizada em Natal a primeira edição do Festival de Sorvete e Açaí, iniciativa da sorveteria Frutos de Goiás. O evento acontecerá nos dias 14 e 15 de março, a partir das 12h na sorveteria localizada na Avenida Campos Sales, 500 – 2, no bairro do Tirol em Natal. As pulseiras que dão acesso ao consumo liberado de todos os sabores dos sorvetes e açaí são limitadas e custam R$ 25,00. Informações: (84) 98172-1010

Fonte: Agitos & Baladas

 

1º Encontro de Mulheres Viajantes de Natal-RN será realizado domingo (15) no Mahalila Café

Apaixonadas por viagens irão se reunir, no próximo domingo (15), no 1º Encontro de Mulheres Viajantes de Natal-RN. O evento que acontece a partir das 17h, no Mahalila Café & Livros, é uma realização do blog e agência Compartilhe Viagens.

O Encontro terá um bate-papo com blogueiras de viagens convidadas, Ana Célia Cavalcanti (Ana no Mundo), Karyne Chagas (Vai na Mala) e Karla Larissa (Compartilhe Viagens) e sorteios de prêmios dos apoiadores (Bem Lever, The Studio Idiomas e ABIH RN).

“Será uma boa oportunidade para mulheres que têm a mesma afinidade se conhecerem, conversarem, trocarem ideias. Descobrir sobre novos destinos, diferentes formas de viajar e ver o mundo”, afirma Karla Larissa, diretora do Compartilhe Viagens.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no link aqui.

Fonte: Apartamento 702

Continuar lendo AGENDA CULTURAL: O MELHOR DA AGENDA NATAL, AGITOS E BALADAS E APARTAMENTO 702

AGENDA CULTURAL: UM FIM DE SEMANA MULT-CULTURAL NA NOVA AGENDA CULTURAL

A nova AGENDA CULTURAL está diferente, mais colorida, jovem, alegre, informativa e melhor para deixar você mais antenado com o que rola nos finais de semana em Natal. Veja a seguir a eclética programação deste fim de semana.

por Ulysses Freire

Partage Norte Shopping celebra a força da Mulher

5 de março de 2020

No dia 8 de março, é celebrado o “Dia Internacional da Mulher”. Celebrando essa data que homenageia àquelas que lutam, diariamente, e demonstram força, mesmo sendo chamadas de “sexo frágil”, o Partage Norte Shopping promove a “Semana da Mulher”, de 5 a 8 de março, com serviços de manicure, maquiagem e diagnóstico capilar, no 2º piso do empreendimento, com acesso gratuito, em parceria com as marcas Mahogany, Esmalteria Nacional e O Boticário. Além disso, nas redes sociais do empreendimento, serão divulgados materiais de valorização feminino, buscando demonstrar toda essa importância que elas merecem.

Fonte: Blogs Agitos e Baladas


Nesta semana tem “Feira Rosas do Deserto”, em Ponta Negra

4 de março de 2020

por ulysses freire

‘Dia Internacional da Mulher’ chegando e já tem “Feira Rosas do Deserto” de 05 a 08 de março (quinta a domingo), no Supermercado Nordestão, em Ponta Negra. O evento é uma ótima oportunidade para quem gosta da espécie ou para quem quer adquirir a primeira planta, além de aproveitar para presentear alguém especial em uma data tão representativa. Com entrada gratuita, a Feira funciona das 8h às 21h (de quinta a sábado), exceto no último dia (domingo, 8) que é das 8h às 15h.

Com anos de experiência no mercado natalense, a Feira Rosas do Deserto traz os melhores produtos selecionados através dos fornecedores do Rio Grande do Norte, além de promover oficina de cultivo. No local haverá arrecadação de produtos de higiene pessoal para o Lar do Ancião Evangélico – LAE, uma instituição sem fins lucrativos, com mais de 35 anos, que atende idosos que estão em situação de risco social ou que a família não tem condições de auxiliar.

Fonte: Blogs Agitos & Baladas


Natal Shopping recebe Feira dos Países e Artes

4 de março de 2020 

A partir desta sexta-feira (06) até 05 de abril os visitantes do Natal Shopping vão poder fazer viagens internacionais sem precisar sair do lugar, para conhecer a cultura e a arte dos mais diversos países. Durante esse período, o shopping da capital potiguar recebe a Feira dos Países e Artes na Praça de Eventos no primeiro piso do mall. O acesso é gratuito.

Índia, Turquia, Peru e Grécia estão entre os cerca de 10 países que serão representados nesta grande mostra das nações. Serão mais de cinco mil produtos expostos, entre porcelana, bordados, tecelagem, móveis e objetos distribuídos em 20 estandes que exibem o rico trabalho de diversos artesãos ao redor do mundo. Além disso, os visitantes também vão poder conhecer um pouco mais sobre outras regiões do Brasil, já que será um dos países homenageados na feira.

A Feira busca valorizar o trabalho artesanal por meio de um intercâmbio entre países, o que proporciona uma verdadeira imersão cultural. O evento funciona de segunda a sábado das 10h às 22h; aos domingos abre às 14h e segue até às 20h na Praça de Eventos do Natal Shopping.

Fonte: Blogs Agitos & Baladas


Agenda Natal Logo


 

BAILE DO NÊGO VÉIO

EVENTO

Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
13/03/2020 às 20:00

Relembre os hit’s dos anos 90 com o Alexandre Pires em 3 horas de show no Boulevard Hall.

Mais informações: clique aqui.

Mapa não está disponível

Boulevard Recepções e Eventos
Av. Maria Lacerda Montenegro, 1953

 

BUG OPEN AIR

EVENTO

Pipa
Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
A partir de R$ 62
14/03/2020 às 08:00

Realizar uma viagem intensa a um lugar completamente mágico é o que buscamos nesta edição da Bug Open Air. Fomos aos reinos mais distantes buscar inspiração para essa nova jornada que se inicia a partir de hoje e não mediremos esforços para que esta viagem se torne uma experiência marcante na vida de cada um de vocês.

Imagine um reino onde preconceito não é aceito, onde julgamento não se faz necessário, onde a dança é a saída para todos os tipos de problemas. .

Aguardem as MAIORES atrações da atualidade, uma cenografia de palco e decoração ao melhor estilo BUG, além de uma EXCLUSIVA estrutura para este GRANDE dia.

Mais informações: clique aqui.


 

BABY SHARK LIVE MUSICAL

EVENTO

Tirol
Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
Ingressos entre R$ 60,00 e R$ 160,00
15/03/2020 às 16:00

O Teatro Riachuelo recebe @babysharklivetour no domingo, 15 de março, às 16h. Diversão garantida para a família, com muita diversão e música, incluindo a favorita das crianças:  Baby Shark! Doo, doo, doo, doo, doo

Ingressos na bilheteria do teatro ou pela internet em @uhuuoficial.


Caboré Audiovisual promove pré-lançamento da temporada final de Septo no sábado (7)

Premiada nacional e internacionalmente a websérie potiguar Septo chega ao fim com a terceira temporada. E assim como nas edições anteriores, o coletivo e produtora Caboré Audiovisual promove, no sábado (7), o pré-lançamento da season finale com uma festa. O evento será realizado no Tecesol, em Neópolis, a partir das 16 horas. Já o lançamento oficial acontecerá no domingo (8),  no canal do Brasileiríssimos no youtube.

No sábado, serão exibidos o primeiro episódio da última temporada de Septo, seguido pelo Making Of, além dos episódios das novas temporadas das webséries  Manu (SP) e Esconderijo (RJ). Os três projetos se uniram esse ano e criaram um movimento nas redes sociais chamado #3VezesMaisFortes. O objetivo é somar forças para ampliar o alcance das produções independentes brasileiras que abordam a temática LGBTQI+.

A festa contará com a presença da equipe e elenco de Septo, dos integrantes do Caboré Audiovisual e também de parte do elenco de Manu e Esconderijo. A entrada será gratuita e a música ficará por conta do show da cantora e compositora Dani Cruz e das discotecagens de Amanda Lisboa, Alice Carvalho, Ajé e Blue&Red.

SEPTO é uma realização do coletivo e produtora Caboré Audiovisual. Além de diversos apoiadores culturais, a primeira temporada foi viabilizada via Catarse e as duas últimas pelo programa Rumos Itaú Cultural. Já a festa do pré-lançamento tem como parceiros a Prefeitura de Natal e a empresa Total Multimídia.

Sobre a websérie potiguar Septo

Lançada em 2016, Septo conta a história de Jéssica. Uma triatleta saudável, recordista e de carreira promissora que tem uma vida regrada e controlada pelo pai. Numa das manhãs de treino, após receber a notícia de que será convocada para as Olimpíadas, Jéssica passa mal em mar aberto e é socorrida por Lua, dona de um Albergue e Escolinha de Surf que fica nas proximidades. O encontro com alguém tão diferente do seu mundo faz com que ela repense uma vida inteira aprisionada, com abdicação de desejos e felicidade artificial.

A obra já foi premiada como melhor websérie pelo júri popular do Buenos Aires Webfest, melhor elenco drama no Rio Webfest, melhor direção no SP Webfest, além de ter passado por festivais na Alemanha, Estados Unidos, Ásia e Coreia do Sul.

Septo tem como primeira janela de exibição o canal Brasileiríssimos no Youtube e foi licenciada pelas plataformas REVRY (streaming original de Los Angeles – EUA) e Personal Pay Web Series (streaming original sediado em Buenos Aires – Argentina).

Assistam as temporadas 1 e 2:

http://bit.ly/SEPTO-T01

http://bit.ly/SEPTO-T02

Acompanhem SEPTO nas redes sociais:

https://www.instagram.com/SEPTOwbs

https://www.facebook.com/SEPTOWBS/

Conheça Manu e Esconderijo

Manu (SP)

Lançada em 2019 – Duas temporadas

Sinopse:  Protagonizada por Larissa Vaiano, o drama conta a história de uma mulher que sai de sua casa no meio da noite, deixando para trás seu casamento e toda sua vida. Ela é acolhida por Ceci, uma de suas melhores amigas de infância, que busca reconectá-la com sua essência e quebrar seu silêncio para entender os motivos por trás da fuga súbita. Selecionada para festivais no Brasil, Itália e Alemanha, a websérie já conquistou prêmios pela atuação de Lílian Menezes como a personagem Ceci.

Esconderijo  (RJ)

Lançada em 2017 – Três Temporadas

Sinopse: A websérie tem início a partir do reencontro de Malu (Mirela Pizani) e Raquel (Tatiana Fernandes) depois de oito anos do fim de um conturbado relacionamento. A nova temporada questiona o momento artístico atual, a relação com tempo e com a morte, a pressão cotidiana e o ideal do amor perfeito. Com quase oito milhões de visualizações, seis indicações e o prêmio de Melhor Atriz de Drama no Rio WebFest para Tatiana Fernandes, a websérie carioca chega em sua terceira temporada com novos personagens e conta ainda com a participação especial da atriz Tereza Seiblitz.

SERVIÇO

Pré-lançamento da 3ª temporada de SEPTO

Data/Hora: 07 de março | 16h

Local: Tecesol

Endereço: Rua Governador Valadares 4858- Neópolis

Atrações:

Exibição das webséries Septo, Manu e Esconderijo

Dani Cruz, Amanda Lisboa, Alice Carvalho, Ajé e Blue&Red

ENTRADA GRATUITA

Realização: Caboré Audiovisual

Fonte: Apartamento 702


Continuar lendo AGENDA CULTURAL: UM FIM DE SEMANA MULT-CULTURAL NA NOVA AGENDA CULTURAL

BOAS NOTÍCIAS: COMO UMA FÊNIX O MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA RESSURGE DAS CINZAS

texto

Após incêndio, Museu da Língua Portuguesa será reaberto

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Já se passaram 5 anos depois do incêndio que destruiu o Museu da Língua Portuguesa, no bairro da Luz, em São Paulo e agora a boa notícia é que o espaço será reaberto ao público.

A previsão para a reinauguração é dia 25 de junho.

Ao todo, foram investidos R$ 81,4 milhões, boa parte vinda do seguro de incêndio.

A nova estrutura terá um acesso direto pela Estação Luz do Metrô, uma tentativa do governo para estimular as visitas. No terraço, haverá um café aberto, com vista para o Parque da Luz e para a Pinacoteca.

Espera-se que passem 600 mil visitantes no primeiro ano de reabertura do museu.

A inauguração será fechada para presidentes e representantes de países lusófonos e autoridades. Somente no dia seguinte, o público poderá reencontrar o Museu da Língua Portuguesa.

Ainda não se sabe qual organização social vai administrar o Museu.

O governo publicou um chamamento para definir essas questões burocráticas.

O incêndio

O Museu pegou fogo após defeito em um dos holofotes, de acordo com o laudo do Instituto de Criminalística.

As chamas destruíram parcialmente a estrutura do museu no dia 21 de dezembro de 2015.

Ronaldo Pereira, de 39 anos, que trabalhava no local como bombeiro civil, morreu após parada cardiorrespiratória devido à fumaça.

História

Aberto ao público no dia 1º de março de 1901, o prédio da Estação da Luz carrega referências estruturais importadas da Inglaterra.

Projetada pelo britânico Charles Henry Driver, um renomado arquiteto de estações ferroviárias, a obra levou seis anos para ser concluída.

O local onde os passageiros acessam a estação imita a estrutura do Big Ben, em Londres, com o grande e redondo relógio no topo da torre.

Do outro lado, duas torres quadradas seguem o estilo gótico da Abadia de Westminster, uma igreja londrina.

Em 1901, o nome também carregou inspirações britânicas: e foi batizado de São Paulo Railway Station.

No total, o edifício tem 7,5 mil m², que foram construídos com alvenaria de tijolos sobre mecanismos pré-moldados.

A estação teve um papel importante durante a época cafeeira, ligando as fazendas de café ao Porto de Santos.

Foto: divulgação

Museu da Língua Portuguesa Foto: divulgação

Com informações da Casa Abril

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: COMO UMA FÊNIX O MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA RESSURGE DAS CINZAS

SÁTIRA: UMA RESENHA BEM HUMORADA E IMPERDÍVEL ENTRE BOLSONARO E LULA

Caro(a) leitor(a),

Estamos de volta com a coluna SÁTIRA em grande estilo, trazendo um vídeo animado de uma resenha bem humorada entre Bolsonaro e Lula. Pra você relaxar, se divertir, rir muito e esquecer essa polaridade aguda e cansativa do nosso cotidiano político.

Fonte:

Continuar lendo SÁTIRA: UMA RESENHA BEM HUMORADA E IMPERDÍVEL ENTRE BOLSONARO E LULA

ECONOMIA: UMA CRÍTICA CONSTRUTIVA AO FILME PARASITA COM ENFOQUE ECONÔMICO

Na coluna ECONOMIA desta segunda-feira temos uma crítica ao filme ganhador do Óscar, “Parasita”, sob o olhar macro e micro-econômico do renomado economista John Tamny, editor do site Real Clear Markets, que vê claramente a atitude do diretor e co-escritor do filme, Bong Joon-ho, em fazer uma “crítica social pesada” e enfatizar uma narrativa anti-capitalista. Leia o brilhante artigo e tire suas conclusões!

‘Parasita’ é implausível e superestimado, com uma abordagem tosca sobre “conflito de classes”

Do início ao fim, o filme insulta inteligência dos mais preparados

 

Nos anos imediatamente posteriores à Segunda Guerra Mundial, a economia da Coreia do Sul estava em trágica situação. Em 1948, a renda per capita do país era de irrisórios US$ 86, o que colocava o país no mesmo nível do Sudão. Em 1960, já tinha caído para US$ 79.

Políticas desastrosas levaram à hiperinflação (o que elevou o valor nominal das cédulas do won; hoje, um dólar custa 1.192 wons) e a uma escassez generalizada de comida. O lento crescimento econômico forçou as mães a fazerem escolhas em relação aos seus filhos na mesma linha de uma escolha de Sophia, e as taxas de alfabetização estavam entre as menores do planeta.

Analisando a situação, um oficial americano concluiu que “a Coreia jamais poderá alcançar um alto padrão de vida”. O motivo, observou ele, é que “praticamente não há no país nenhum coreano com a qualificação técnica e com a experiência necessária para se aproveitar dos recursos do país e implantar alguma melhoria na economia, a qual é toda baseada em arroz”.

Felizmente, no entanto, previsões são feitas para serem ridicularizadas. A especulação sobre o futuro da Coreia do Sul se comprovou incorreta. E amplamente. A partir da década de 1960, sob uma ditadura militar comandada pelo General Park, o país adotou uma política extremamente favorável ao investimento estrangeiro (o que era um imperativo, pois a Coréia não tinha capital próprio), principalmente de japoneses (com quem ele reatou relações diplomáticas) e americanos. Graças a esses investimentos estrangeiros o país começou a prosperar.

Os japoneses investiram pesadamente em infraestrutura, em indústrias de transformação e em tecnologia, o que fez com que a economia coreana se tornasse uma economia altamente intensiva em capital e voltada para a exportação de produtos de alta qualidade. Esse fator, aliado à alta educação, disciplina e alta disposição para trabalhar (características inerentemente asiáticas), permitiu o rápido desenvolvimento da Coréia.

Tudo isso está relatado em detalhes no excelente livro The New Koreans, de Michael Breen, jornalista britânico que mora em Seoul. O livro é importante porque ele explode vários mitos desenvolvimentistas que são extremamente utilizados quando se fala da história econômica da Coreia. Limito-me a citar dois: os país, longe de ser uma economia protecionista, é o nono maior importador do mundo (consequência óbvia de ser um grande exportador). E praticamente quase todas as empresas que foram inicialmente protegidas pelo governo quebraram (o que também é uma obviedade, pois empresas que nascem protegidas não se tornam eficientes e, logo, não duram tão logo são expostas ao mercado mundial).

Atualmente, a Coreia do Sul é um país impressionantemente próspero. Embora o PIB esteja longe de ser a mais acurada das métricas, aquele que já foi um país completamente devastado pela guerra (dentre outros fenômenos) é hoje um dos dois únicos países do mundo (junto com Taiwan) a ter “conseguido apresentar uma taxa de crescimento de 5% ao longo de cinco décadas”, como bem disse Breen em seu livro. Hoje, sua economia é a 13ª maior do mundo.

A Coreia do Sul é uma das maiores parceiras comerciais tanto da China quanto dos EUA, e é sede de algumas das mais proeminentes marcas globais, como LG e Samsung. Acrescente a tudo isso o fato de que os sul-coreanos usufruem, como demonstrou Breen, “a mais rápida e a mais crescente rede de banda larga do mundo, em conjunto com a mais alta taxa de penetração de smartphones do planeta”.

Muita coisa mudou neste outrora desesperadoramente pobre país, e com certeza foi para melhor.

Parasita

Tudo o que foi dito acima, e muito mais, merece ser levado em conta como pano de fundo para um comentário que tem o objetivo de oferecer um contra-argumento para toda a exaltação da crítica mundial em relação ao filme sul-coreano Parasita, que acaba de vencer o Oscar de melhor filme de 2019 (o que foi uma façanha, pois foi o primeiro filme não-falado em inglês a obter esta honraria).

Dirigido em co-escrito por Bong Joon-ho, o fato de este filme ter sido nomeado é uma demonstração explícita de como hoje tudo se tornou politizado, inclusive a crítica de filmes. Nada escapa.

E dado que o diretor já deu seguidas entrevistas nas quais deixa claro que o seu objetivo de fato é fazer uma “crítica social pesada” e enfatizar uma narrativa anti-capitalista, então nada mais justo do que criticar a sua obra tendo esta perspectiva.

Para contextualizar: Parasita conta a estória de uma família sul-coreana pobre e sem sorte, que embrulha caixas de pizza para uma rede local, sendo esta sua fonte básica de renda. A família Kim vive em um apartamento que é uma espécie de porão sujo e escuro (na verdade, trata-se de um “andar intermediário” de um prédio), cuja vista dá para uma lixeira onde um morador de rua costuma urinar. Entretanto, fotos antigas do pai Kim indicam que a família já teve um passado um tanto mais nobre. Desnecessário dizer, porém, que a família é pobre no presente.

E então a sorte lhes bate à porta. Muito embora nenhum membro da família consegue encontrar emprego, o filho Ki-woo é amigo de um estudante universitário que está indo viajar de intercâmbio. Em troca de um dinheiro extra, este universitário amigo de Ki-woo dá aulas de inglês para a extremamente rica família Park, mas já está de viagem marcada. Os Parks têm uma filha que deseja aprender inglês, de modo que este universitário sugere a Ki-woo fingir-se de universitário para conseguir o emprego.

Aqui você já consegue ter uma ideia de quão implausível esse filme é.

Falando mais abertamente, fluência em inglês é uma habilidade extremamente lucrativa para se possuir. Ki-woo possui essa habilidade e, consequentemente, consegue obter o emprego de tutor de inglês da filha da família rica. Mas, ora, se ele sempre teve essa habilidade, por que diabos ele vivia apenas de dobrar caixas de pizza? Não faz sentido nenhum.

O diretor quer que os espectadores acreditem que a família Kim é pobre por causa de uma escassez de opções de trabalho. Mas sejamos sérios: se Ki-woo é fluente em inglês, de modo que ele imediatamente consegue impressionar a rica família Park, então por que ele já não está lucrativamente empregado por alguém, em algum lugar de Seul, dado que a fluência em inglês é crucial em uma economia global? Certamente ele conseguiria emprego fácil em qualquer multinacional instalada em Seul. Mais sobre isso mais abaixo.

Após ter conseguido o emprego de tutor de inglês para a rica menina Da-hye, Ki-woo fica sabendo que o irmão de Da-hye, Da-song, é obcecado por artes. Pressentindo uma oportunidade para sua belíssima irmã, Ki-woo mente para a senhora Park e diz que sua irmã, Ki-jung, é uma “especialista” em artes. Consequentemente, ela é contratada para ser a tutora do menino Da-song.

Uma vez empregada pela família Park, Ki-jung arma uma cilada para o experiente motorista do senhor Park: ela intencionalmente deixa uma calcinha no banco de trás do carro e, com isso, o motorista é acusado de ter feito sexo no carro da família Park. Ele é demitido e, ato contínuo, o pai Kim se torna o motorista da família Park. Os três Kims (pai, filha e filho) passam então a explorar a alergia da família Park a pêssegos, e com isso conseguem fazer com que a mãe Kim seja contratada como a cozinheira da família.

Para sermos justos, é verdade que filmes não precisam ter um grande compromisso com a realidade, pois são apenas divertimentos escapistas. E as estórias, para serem boas, têm de ser um tanto implausíveis. No entanto, com Parasita, o diretor Bong Joon-ho insulta por completo a inteligência de seus espectadores.

Logo de cara, somos obrigados a acreditar que um filho fluente em inglês, uma filha capaz de apresentar razoáveis conhecimentos de arte, um pai com um bom conhecimento sobre automóveis (e que rapidamente consegue se tornar apresentável ao ponto de aparentar ser um elegante chofer), e uma mãe capaz de cozinhar para pessoas de exigente paladar só conseguem encontrar algum emprego minimamente decente se ludibriarem terceiros a lhes contratar.

Pior: o diretor quer que acreditemos que indivíduos tão engenhosos ao ponto de conseguirem empregos ao simplesmente exagerarem seu currículo perante uma família rica não podem fazer algo semelhante com as inúmeras corporações multimilionárias com sede em Seul. Isso está além da nossa capacidade de suspender a descrença.

Obviamente, o ponto acima nunca é abordado. E não porque o diretor de Parasita não está interessado em ser plausível ou acurado, mas sim porque seu único objetivo é fazer com que os ricos, pelo simples fato de serem ricos, sejam retratados como pessoas odiosas. Vemos isso logo de primeira ao constatarmos a facilidade com que os Kims conseguem ser contratados pelos Parks. Os Parks são facilmente enganados, e é óbvio que você sabe por quê: porque, é claro, os ricos são estúpidos e imbecis. Tão concentrados eles estão nas coisas superficiais, e tão absortos estão em coisas secundárias e desimportantes, que eles se mantêm completamente ignorantes em relação a tudo o que os economicamente desesperados Kims estão fazendo com eles.

Já os pobres e desempregados são, obviamente, retratados como pessoas dotadas de uma grande sagacidade e “esperteza urbana”. Sua difícil situação econômica nada mais é do que uma infeliz consequência do fato de terem nascido.

Os problemas com este cenário são vários.

Só há este filme porque havia riqueza para produzi-lo

Para começar, o diretor Bong deveria considerar por que e como há um mercado na Coreia do Sul para o seu filme.

Falando o que é óbvio, obras de arte com narrativas socialistas e que retratam lutas de classe só ganham vida porque há uma riqueza que as possibilita e financia, a mesma riqueza que o diretor e co-roteirista desdenha. Traduzindo: cinquenta ou sessenta anos atrás, quando a Coreia do Sul era desesperadoramente pobre (e, logo, a desigualdade era bem menor), não havia nenhuma razão de ser para um filme como Parasita. Os ricos eram tão microscopicamente poucos no país, que eles certamente não gastariam dinheiro para financiar as “obras de arte” de pessoas como Bong. Por que o fariam? O país era tão pobre, que não havia mercado consumidor (e nem produtor) para filmes, muito menos para filmes sobre alguns auto-proclamados sofisticados que recorrem ao charlatanismo para enganar outros sofisticados que estão repletos de dinheiro, mas escassos de bom senso. A história não teria relevância nenhuma àquela época, pois não teria o mais mínimo apelo realista. Todo mundo era pobre na Coreia há não muito tempo.

É apenas hoje, com o país sendo incrivelmente mais rico, que tais narrativas ganham alguma verossimilhança. Fosse o país ainda miserável, não só não haveria como o filme ser feito (pois não haveria ricos para financiar sua produção), como também a história não teria qualquer ressonância.

Este é o paradoxo da riqueza: ela só é criticada por cineastas porque ela existe e possibilita a criação de suas obras de arte.

Alguns irão dizer que Parasita se comprovou um grande sucesso de bilheteria, e tem tido um desempenho particularmente bom nos EUA. Mas isso apenas comprova o fenômeno acima, que é bastante proeminente nos países ricos. Alguém seriamente acredita que políticos abertamente socialistas como Bernie SandersAlexandria Ocasio-Cortez e Elizabeth Warren teriam seguidores e notoriedade não fossem os EUA um país intensamente rico, povoado pelas pessoas mais ricas do planeta? Coloque estes mesmos no Sudão (ou mesmo na Coreia da década de 1950), e eles não teriam apelo nenhum (até porque não haveria riqueza para eles quererem saquear). A mesma riqueza que estes autoproclamados socialistas alegam desdenhar é a fonte de sua própria proeminência.

Naturalmente, o ódio explícito que Parasita expressa pelos ricos tem o seu mercado cativo exatamente nos países prósperos, em que há uma ampla riqueza para ser invejada (a mesma riqueza que possibilitou a produção do filme).

Nas últimas décadas, a economia da Coreia do Sul, e de Seul em particular, vivenciou uma incrível expansão. Todas as classes sociais ascenderam. À luz deste boom, faz algum sentido acreditar, como faz o diretor Bong, que aqueles moradores de Seul (que são fisicamente bonitos, dotados de grande “esperteza urbana”, e fluentes em inglês e com bons conhecimentos de culinária, de artes e de automóveis) só conseguem emprego como dobradores de caixa de pizza? A pergunta é meramente retórica.

E, caso o leitor ainda não esteja satisfeito, a realidade de que a Coreia do Sul é um dos maiores importadores do mundo (#9 entre os países) deveria ser levada em conta. Indivíduos só conseguem importar coisas se produzirem o bastante para o resto do mundo. E, dado que a Coreia é o nono maior importador do mundo, então temos que, por definição, sua população não apenas está empregada, como também está empregada em indústrias extremamente bem-remuneradas (eis a evolução das exportações da Coreia do Sul).

No final, tudo piora

Após tudo isso, a narrativa de Parasita assume um formato bizarro e o filme passa a retratar os pobres como possuidores de um odor atípico; um odor que ofende as mais refinadas sensibilidades dos ricos (com os Parks sendo expostos ao mau-cheiroso Pai Kim). Isso leva a uma guinada bizarra neste extremamente superestimado filme, culminando em uma sequência sanguinolenta, típica de um filme slasher — algo que irá certamente ofender aqueles que vão em busca de filmes menos comerciais exatamente para evitar sanguinolência.

É claro que, no final, a principal contradição de Parasita é a narrativa geral do filme, que se concentra em insuflar o ódio dos pobres pelos maldosos, arrogantes e incrivelmente estúpidos ricos. Mas essa é também uma postura que não resiste à mais mínima checagem da realidade. Por exemplo, por que a super-rica e densa Seul é um ímã para tantas pessoas que não são ricas? Igualmente, por que as cidades repletas de bilionários, como Nova York, Los Angeles, São Paulo, Paris, Frankfurt etc. atraem muito mais pessoas em busca de melhora de vida do que cidades mais pobres?

Os mais pobres, em suma, vão aonde os ricos estão. Eles sabem que é onde os ricos estão que há mais oportunidades de prosperidade. Embora cineastas fartamente financiados com o dinheiro dos ricos gostariam de nos fazer acreditar que os não-ricos desprezam os ricos, o padrão migratório mundial indica uma realidade oposta e muito mais acurada: onde os ricos estão é onde há as maiores oportunidades para aqueles que não são ricos prosperarem.

Para concluir, o que é realmente crucial é que a mensagem de Parasita não é a única coisa horrenda sobre o filme. O filme também é aborrecidamente longo, com pelo menos 30 minutos a mais do que deveria ter, e com um um final que é ainda mais implausível do que toda a estória de luta de classes que precede o banho de sangue final.

Parasita não merece nem sequer a estatueta de melhor filme estrangeiro, quanto mais de melhor filme. Ou mesmo qualquer tipo de premiação. Que ele tenha vencido várias categorias apenas mostra como a politicagem, a ideologia e as mensagens políticas dentro de filmes passaram a substituir a genuína qualidade cinematográfica como critério definitivo para críticos e membros da Academia de Hollywood.

Fonte: Mises Brasil

Continuar lendo ECONOMIA: UMA CRÍTICA CONSTRUTIVA AO FILME PARASITA COM ENFOQUE ECONÔMICO

AGENDA CULTURAL: O DESTAQUE DESSE FIM DE SEMANA SÃO AS PRÉVIAS CARNAVALESCAS

Agenda Natal Logo

NA NOSSA AGENDA CULTURAL DESTA SEXTA-FEIRA TEMOS O 12º BAILE DO MERCADO PETRÓPOLIS, BANDA DETROIT NO ENSAIO GERAL, BLOCO INFANTIL PIPOCA E PICOLÉ NO ARENA DAS DUNAS E MUITO MAIS.


12º Baile do Mercado de Petrópolis agitará pré-carnaval de Natal nesta sexta (14)

Evento gratuito contará com samba por Dodora Cardoso e  frevo pela Orquestra Terra do Sol

12/02/2020 às 10:34

Divulgação/Assessoria

Dodora Cardoso estará no 12º Baile do Mercado de Petrópolis

A contagem regressiva para folia de momo já começou na Capital Potiguar. Os foliões vão contar nesta sexta-feira (14) com o 12º Baile do Mercado de Petrópolis, que promete agitar e carnavalizar o público presente no mais tradicional mercado público de Natal.

A folia contará com a Orquestra de Frevo Terra do Sol, Eugênio Bezerra e banda e Dodora Cardoso e banda, além da presença do Rei e da Rainha do Carnaval de 2020. A programação terá início às 17h, a entrada é gratuita e a animação será garantida com sucessos do samba, marchinhas de carnaval e frevos.

Fonte: Agora RN

 

Banda Detroit se apresenta no “Ensaio Geral” sábado (15) em Ponta Negra

Detroit se apresentará ao lado de outras bandas conhecidas do cenário local

11/02/2020 às 08:30

Divulgação / Assessoria

Com 30 anos de carreira, Detroit marcou gerações nos carnavais de rua e de clubes da capital potiguar

Tendo iniciado as prévias do Carnaval de Natal com shows de palco e pranchão na semana passada, a banda Detroit é presença confirmada em mais um grande evento na capital potiguar no próximo final de semana, antes do tão esperado carnaval. O grupo participará do “Ensaio Geral”, na Praça Ecológica de Ponta Negra, uma festa gratuita realizada pela Band Natal, com apoio da Prefeitura do Natal, através da Lei Djalma Maranhão, no sábado (15).

Detroit se apresentará ao lado de outras bandas conhecidas do cenário local. São elas: Leão de Judá, CPI da Folia, Banda Dubê, Greiosa e Reconvexo.

“Nossa expectativa é de mais um super show, que vai mostrar ao grande público o que estamos preparando para o Carnaval, especialmente para os foliões do ‘Carnapraia’, que comandaremos no domingo e segunda na Praia do Meio, e do bloco ‘A Banda’, que partirá do Ponto 7 até o Polo de Ponta Negra arrastando os foliões do ‘Bloco dos Estandartes’, ‘Baiacu Astral’ e ‘Turma do Mar’”, adianta o vocalista e fundador da Detroit, Munir Faraj.

A BANDA

Com 30 anos de carreira, Detroit marcou gerações nos carnavais de rua e de clubes da capital potiguar, a partir dos anos 80, cantando, principalmente, sucessos locais, agradando públicos diversos com repertório eletrizado e atuação autêntica. “Estamos preparando uma trilha que privilegia, em versão atualizada, as composições que marcaram a folia local e, principalmente a trilha sonora dos carnavais de blocos. São canções que estão na memória afetiva do povo potiguar’, reforça Faraj.

MAIS

No carnaval, Detroit tem apresentações no dia 21 de fevereiro às 21h no “Grandes Carnavais”, na AABB, no dia 22 às 21h30 na Cohabinal, em Parnamirim, nos dias 23 e 24 no “Carnapraia”, com concentração na Quadra de Esportes da Praia do Forte a partir das 15h, e no dia 25 no Bloco “A Banda” em Ponta Negra, a partir das 17h no Ponto 7, indo até a Praça Ecológica.

O “Carnapraia” tem patrocínios da Arena das Dunas, SIMM Soluções Integrais em Montagem, Manutenção e Empreendimentos S.A., Prefeitura de Natal e Lei Djalma Maranhão. Já “A Banda” conta com os patrocinadores Unimed Natal, Prefeitura de Natal e Lei Djalma Maranhão.

AGENDA

15/02 (sábado)
Ensaio Geral – Ponta Negra

21/02 (sexta)
“Grandes Carnavais” – AABB

22/02 (sábado)
Parnamirim

23 e 24/02 (domingo e segunda)
“Carnapraia” – Praia do Meio

25/02 (terça)
Bloco “A Banda” – Ponta Negra

Fonte: Agora RN

 

Bloco infantil ‘Pipoca e Picolé’ agita Arena das Dunas no próximo domingo (16)

Evento está na segunda edição e tem por objetivo incluir crianças na maior manifestação cultural e festa artística do país, o carnaval

11/02/2020 às 14:35

Divulgação

Programação contará com toda praça de alimentação

A segunda edição do bloco infantil Pipoca & Picolé, que atrai dezenas de crianças para rua projetada ao lado da Arena das Dunas, acontece
no próximo domingo (16). A entrada é gratuita, e a programação é para todas as idades.

Segundo os organizadores, a concentração será a partir das 15h com o Camarim Kids e a bandinha de frevo e fanfarra Clarin Kids. Em seguida, o Trenzinho da Folia traz os personagens que estão no coração das crianças. Já a cantora Jaina Elne vai puxar os pequenos foliões em clima de clássicos do carnaval e da trilha sonora infantil.

A festa seguirá com a animação da dupla de palhaços Bisteca e Bochechinha e da Banda Brincantos, além dos pocket shows Patrulha Canina e PJ Masks.

A programação contará com toda praça de alimentação.

Serviço

Data: 16 de fevereiro, domingo

Horário: a partir das 15h

Local: Arena das Dunas

Investimento: Gratuito

Fonte: Agora RN

 

Por G1 RN

13/02/2020 16h11  Atualizado há 2 horas


Cantora paraense Aíla apresenta o show "Treme Terra" pela primeira vez na capital potiguar — Foto: Flora Negri/Divulgação

Cantora paraense Aíla apresenta o show “Treme Terra” pela primeira vez na capital potiguar — Foto: Flora Negri/Divulgação

Neste fim de semana Natal recebe um evento que conecta artistas da cena musical paraense, paraibana e potiguar. A cantora paraense Aíla apresenta o show “Treme Terra” pela primeira vez na capital potiguar, no próximo sábado (15). O evento traz ainda o projeto paraibano Haxixe Xavier divulgando o álbum “HxxX Vol.2”, e a cantora e compositora radicada em Natal, Bex, com seu disco “Cloking days”.

O evento acontece no Frontstage, em Ponta Negra, a partir das 20h. Os ingressos estão à venda na internet.

Aíla é um dos principais nomes do novo pop brasileiro. A sua última turnê circulou por vários festivais e palcos do Brasil como Coala Festival (SP), Sesc Pompéia (SP), Circo Voador (RJ), Se Rasgum (PA).

Haxixe Xavier é um projeto musical criado em João Pessoa (PB) pelos músicos Pedro Regada (Sanfona, Beats e Teclado) e Thiago Xavier (Voz e Composições). Representantes da nova cena eletrônica periférica nordestina, a sonoridade do HxxX é marcada pela atmosfera envolvente dos batidões da região com influências de hip-hop, samba, música jamaicana e latina. As letras são irreverentes e engajadas. O álbum ”HxxX Vol.2” foi viabilizado pelo Fundo Municipal de Cultura da Paraíba em 2018, e lançado em Junho de 2019 pelo selo Rizomarte Records.

Além de cantora e compositora, Bex é beatmaker e produtora musical. A artista nasceu no Rio de Janeiro mas vive em Natal e desde 2017 disponibiliza suas composições que fluem pelo jazz, música eletrônica, improvisação e música popular em geral. Em 2019 Bex foi uma das residentes da Red Bull Music Pulso-SP. Seu álbum Clocking Days foi lançado pela Rizomarte Records durante o Festival Música Alimento da Alma ( MADA) em 2019.

Serviço

  • SHOWS DE AÍLA (PA) + HAXIXE XAVIER (PB) + BEX (RN) em Natal
  • 15/02 (SÁBADO) – Frontstage – Rua Manoel Soares Medeiros, 230 – Ponta Negra – Natal
  • Ingressos – Vendas Online: www.sympla.com.br/dale
  • R$ 15,00 – 1º Lote promocional ( limitado)
  • R$ 20,00 – 2º Lote
  • Abertura da casa: 20hrs

Fonte: G1RN

Continuar lendo AGENDA CULTURAL: O DESTAQUE DESSE FIM DE SEMANA SÃO AS PRÉVIAS CARNAVALESCAS

BOAS NOTÍCIAS: MINHA MÃE É UMA PEÇA 3 BATEU A MAIOR ARRECADAÇÃO DA HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO

Na nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta quinta-feira temos um record de bilheteria como destaque. O filme Minha Mãe É Uma Peça 3 mostra que o cinema nacional está em alta batendo a bilheteria de filmes blockbusters como Star Wars: A Ascensão Skywalker e Frozen 2 nas bilheterias nacionais. Leia a reportagem completa a seguir e conheça os números!

Minha Mãe É Uma Peça 3 é a maior bilheteria da história do Cinema

Dona Hermínia - Foto: divulgação / Globo Filmes

Dona Hermínia – Foto: divulgação / Globo Filmes

O filme, com Paulo Gustavo e Mariana Xavier,desbancou blockbusters como Star Wars: A Ascensão Skywalker e Frozen 2 nas bilheterias nacionais.

Com os R$ 13,7 milhões registrados no último final de semana, a comédia de Susana Garcia bateu a marca histórica de R$ 137,9 milhões, informou o Omelete.

Assim, superou o longa Nada a Perder, primeira parte da cinebiografia do bispo Edir Macedo que arrecadou R$ 120 milhões durante seu período em cartaz.

Na trama, Dona Hermínia (Paulo Gustavo) tem de lidar com o crescimento da família, após sua filha Marcelia (Mariana Xavier) aparecer grávida.

História

A direção de Minha Mãe É Uma Peça 3 é de Susana Garcia, que já trabalhou com Paulo Gustavo no recente Minha Vida Em Marte (2018).

O primeiro filme de Minha Mãe é uma Peça, lançado em 2013, se tornou o mais assistido no país daquele ano, com mais de 4,6 milhões de espectadores.

O segundo filme estreou em 2016 e também bateu recorde e se tornou o quarto filme mais assistido da história do país.

Assista ao trailer:

Com informações do Omelete

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: MINHA MÃE É UMA PEÇA 3 BATEU A MAIOR ARRECADAÇÃO DA HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO

BOAS NOTÍCIAS: “DEMOCRACIA EM VERTIGEM” É INDICADO PARA MELHOR DOMENTÁRIO NO OSCAR 2020

O destaque desta terça-feira na nossa coluna BOAS NOTÍCIAS é o filme “Democracia em Vertigem” que foi indicado ao Oscar 2020 na categoria melhor documentário, da diretora brasileira Petra Costa. O filme revela ao mundo cenas reais da crise política no Brasil. Leia a reportgem completa a seguir e saiba dos detalhes!

“Democracia em Vertigem” é indicado para o Oscar 2020

Vai ter representante do Brasil no Oscar 2020, sim! O documentário brasileiro “Democracia em vertigem” foi indicado na categoria melhor documentário.

O documentário, da diretora brasileira Petra Costa, revela ao mundo cenas reais da crise política no Brasil.

Ela mostra o antes, durante e o depois do processo de impeachment de Dilma Rousseff, como políticos aliados e oposicionistas se uniram para retirar a presidente do poder – alguns deles agora presos – e como a imprensa brasileira trabalhou no processo.

O filme, lançado em junho de 2019 pela Netflix, mostra o olhar de uma estudante de jornalismo que tem, na mesma família, parentes de direita e de esquerda e convive de perto com o conflito.

Ela teve acesso aos bastidores do poder e ao longo dos anos conseguiu gravar entrevistas exclusivas, vídeos pelo celular, inclusive com a ex-presidente Dilma Rousseff. Conversas gravadas durante momentos tensos, que são exibidas no documentário.

A indicação

Foi a primeira indicação da diretora mineira Petra Costa, de 36 anos, que também assinou os documentários “Elena” (2012) e “Olmo e a gaivota” (2014), premiados respectivamente nos festivais de Brasília e do Rio.

Ela comemorou a indicação nas redes sociais.

“Estamos absolutamente emocionados e extasiados por nossos colegas terem reconhecido a urgência deste filme, e honrados por estarmos na companhia de documentários tão importantes.”

E falou que é crucial proteger a democracia.

“Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que esse filme possa nos ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias”, escreveu a diretora do documentário.

Os outros indicados à categoria são:

  • “American factory”
  • “The cave”
  • “Democracia em vertigem”
  • “For Sama”
  • “Honeyland”

A cerimônia dos melhores do cinema será no dia 9 de fevereiro em Los Angeles.

Assista ao trailer de Democracia em Vertigem:

Com informações do G1

Fonte: Só Notícia BOA

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: “DEMOCRACIA EM VERTIGEM” É INDICADO PARA MELHOR DOMENTÁRIO NO OSCAR 2020

AGENDA CULTURAL: NESSE 2º FDS DE JANEIRO O DESTAQUE PARA MUITO SAMBA E PAGODE

Agenda Natal Logo

NA NOSSA AGENDA CULTURA DESTA SEXTA-FEIRA TEMOS BANDA DECKADAS, SUELDO SOARES, TURMA DO PAGODE, BLOCO DO EU SOZINHO, PEDRINHO MENDES, SEGUNDAS INTENÇÕES E MUITO MAIS. VEJA AQUI AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES OU CLIQUE NO ÍCONE E ACESSE A PROGRAMAÇÃO COMPLETA.


 

BANDA DECKADAS

EVENTO

Capim Macio
Possui Música Ao Vivo
R$ 10
10/01/2020 às 19:00

Sexta terá a Banda Deckadas tocando as musicas que marcaram as gerações e que todo mundo adora no Bud’s Pub. E pra melhorar mais a noite, terá sex on the beach em dobro.

Entrada 10 reais.

Lembrando que aqui você joga aquela sinuca malandramente, estilo Rui Chapéu. De terça a quinta é free, só pedir a vez. E não esquece do vídeo game tb, mais de 3000 jogos pra você se divertir.

Mais informações: clique aqui.


 

SUELDO SOARES

EVENTO

Ponta Negra
Possui Música Ao Vivo
Gratuito
10/01/2020 às 21:00

Restaurante e Tapiocaria da Avó convida todos para curtir uma sexta toda musical por Sueldo Soares e Nael Lima!

Mais informações: clique aqui.


 

TURMA DO PAGODE

EVENTO

Litoral Sul
Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
A partir de R$ 70
11/01/2020 às 16:00

Assim como a temperatura do verão, as expectativas estão beeeem altas pra Ilha de 2020. Prepare-se para curtir com as melhores atrações a estação mais quente do ano e atenção pagodeiros! Vendas a todo vapor, para a sua tarde com Turma do Pagode.

> GARANTA JÁ SEU INGRESSO: CLICANDO AQUI. <

PROGRAMAÇÃO

DOMINGO 05/01

  • Xand Avião
  • Jorge e Mateus
  • Mano Walter

SÁBADO 11/01

  • Wesley Safadão
  • Turma do Pagode
  • Vintage
  • Saia Rodada
  • Jopin

DOMINGO 19/01

  • Gusttavo Lima
  • Thiaguinho
  • Wallas Arrais
  • Erica Land

> GARANTA JÁ SEU INGRESSO: CLICANDO AQUI. <

PONTOS DE VENDA

  • Loja Bransk (Midway Mall)
  • Vendas online no site Outgo

Mais informações: clique aqui.


 

BLOCO DO EU SOZINHO

EVENTO

Ponta Negra
Possui Música Ao Vivo
A partir de R$ 20
11/01/2020 às 20:00

Alô Natal, Bloco do Eu Sozinho, desta vez com uma edição especial!

O BES é considerado o mais famoso evento do Brasil em tributo ao Rock nacional. Já rolaram mais de 70 edições, em 30 cidades do país, nos estados de SP, RJ, MG, BA, PE, CE, RN, MA, PI, AM, PA, SE, PA, AL e ES.

TRIBUTOS:
Será uma noite com dois palcos simultâneos, um nacional e outro internacional.

QUEM TOCA?
No palco nacional, a banda do Bloco do Eu Sozinho, que roda o país com o evento, comandará com o show na área externa. O show inicia as 21h e vai até as 2h. Já no internacional, serão as bandas recifenses Hellcife e Zero Bronca, que farão shows na área interna da casa e começarão as 23:30h.

Mais informações: clique aqui.


 

PEDRO MENDES

EVENTO

Ponta Negra
Possui Música Ao Vivo
Gratuito
11/01/2020 às 21:00

Restaurante e Tapiocaria da Avó convida todos para curtir um sábado todo musical por Pedro Mendes!

Mais informações: clique aqui.


 

SEGUNDAS INTENÇÕES

EVENTO

Ponta Negra
Possui Estacionamento
Possui Música Ao Vivo
R$ 20
13/01/2020 às 21:30

A segunda-feira mais famosa do RN começa desta vez com a incrível banda pop rock ROCKSTATION e segue a noite com o sertanejo gostoso de DIOGO MELLO até amanhecer. E ainda tem nossas simpáticas CUPIDOS ajudando você na paquera!

Se você tá solteira(o), esta é sua noite. Se não está, sem problemas, é animado do mesmo jeito! Bora para as Segundas Intenções – Noite dos Solteiros! É divertido, seguro e você ainda pode encontrar o amor da sua vida!

ENTRADA

  • Coloque seu nome na lista* pelo aplicativo ou site até ás 21h e entre até 22h30 para pagar valor promocional de R$20.

*Você pode inserir até seis nomes na lista!

ATENÇÃO SOLTEIRAS! As 10 primeiras a chegar vão pagar somente R$10,00. Mas tem de colocar o nome na lista e dizer a senha: – “Vou esperar meu gato!”

Mais informações: clique aqui.


Fonte: Agenda Natal

Continuar lendo AGENDA CULTURAL: NESSE 2º FDS DE JANEIRO O DESTAQUE PARA MUITO SAMBA E PAGODE

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho