Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

NOS CINCO PRIMEIROS MESES DESTE ANO RN REGISTRA DEZ VEZES MAIS CASOS DE DENGUE DO QUE NO MESMO PERÍODO DE 2021

Por g1 RN

 

RN registra 10 vezes mais casos de dengue nos 5 primeiros meses de 2022 do que no mesmo período de 2021 — Foto: Getty ImagesRN registra 10 vezes mais casos de dengue nos 5 primeiros meses de 2022 do que no mesmo período de 2021 — Foto: Getty Images

Nos cinco primeiros meses deste ano o Rio Grande do Norte registrou 10 vezes mais casos de dengue do que no mesmo período de 2021. De acordo com o último boletim epidemiológico de arboviroses, de janeiro a 21 de maio de 2022 foram confirmados 3.195 casos de dengue no estado. Em 2021, neste mesmo período, foram 311.

Os dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) revelam ainda que foram notificados 20.258 casos de dengue até 21 de maio. Destes, 2.392 foram descartados e outros 17.866 seguem em investigação.

Nove mortes estão em investigação e um óbito causado pela dengue foi confirmado no RN.

“Desde o decreto da epidemia de arbovirose esse aumento vem sendo contínuo. A vigilância também precisa ser contínua e precisa ser de todos para que nós consigamos controlar esse cenário epidemiológico aqui no estado. É importante deixar claro que essas notificações se dão a partir de exame laboratorial, mas também a partir de critérios clínicos epidemiológicos. Ou seja, se naquele município já existem casos de arboviroses e as pessoas estão desenvolvendo os sintomas que se refere a uma dessas doenças o diagnóstico pode ser feito sem necessariamente a realização de um exame”, explicou Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

Chikungunya e zika

Até o dia 21 de maio, o estado registrou 5.592 casos prováveis de chikungunya e 1.705 casos prováveis de infecção pelo zika vírus.

A comparação com o mesmo período de 2021 mostra que a incidência de Zika teve aumento de 1.622,22% e a chikungunya teve crescimento de 189,89%.

Fonte: G1 RN

Continuar lendo NOS CINCO PRIMEIROS MESES DESTE ANO RN REGISTRA DEZ VEZES MAIS CASOS DE DENGUE DO QUE NO MESMO PERÍODO DE 2021

SAÚDE: FIQUE ATENTO AOS SINAIS QUE INDICAM PROBLEMAS NA TIREOIDE

Cinco sinais que indicam problemas na tireoide

Neste 25 de maio, o Dia Internacional da Tireoide chama atenção para diagnóstico de alterações na glândula produtora de hormônios

Lucas Rocha

da CNN

em São Paulo

Alterações no ritmo de funcionamento da glândula podem levar a condições como o hipertireoidismo e o hipotireoidismoAlterações no ritmo de funcionamento da glândula podem levar a condições como o hipertireoidismo e o hipotireoidismoFoto: NoSystem images/Getty Images

Os hormônios produzidos pela tireoide são responsáveis pelo funcionamento do coração, cérebro, fígado e rins e interferem no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, no peso, na memória, na concentração, no humor e no controle emocional.

Alterações no ritmo de funcionamento da glândula podem levar a condições como o hipertireoidismo, associado ao trabalho exagerado da tireoide, e hipotireoidismo, que consiste na funcionalidade mais lenta da glândula.

Nesta quarta-feira (25), o Dia Internacional da Tireoide promove a conscientização sobre a importância da detecção precoce e tratamento das doenças que afetam a glândula.

“A tireoide é importante por diversas funções vitais do nosso organismo e, por isso, deve-se fazer o check-up anualmente quando são realizados exames clínicos e de sangue, eventualmente também sendo incluídas dosagens dos hormônios TSH e T4 livre. O médico avaliará se há indicação para ultrassonografia, exame esse que pode detectar nódulos”, afirma a endocrinologista Lorena Lima Amato, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

“As causas são várias e podem ser virais, autoimunes ou por medicamentos que afetam essa produção hormonal, além de doenças congênitas. Os nódulos, que podem ser benignos ou malignos, são o segundo grupo de doenças que afetam a tireoide”, explica a endocrinologista Claudia Cozer, do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo.

O hipertireoidismo é a condição que ocorre quando a glândula produz muito hormônio. Os sintomas incluem irritabilidade, nervosismo, fraqueza muscular, perda de peso sem causa aparente, distúrbios do sono, problemas de visão e irritação nos olhos.

“A tireoide é nosso ‘gerador’, então quando temos uma alteração hormonal de hipotireoidismo, temos sinais de cansaço, desânimo, queda de cabelo, unha fraca, o intestino fica mais ressecado, sentimos mais sono e dificuldade para levantar de manhã. A condição diminui o metabolismo, ganhamos peso e retemos mais líquido, o funcionamento intestinal fica mais lento e o fluxo menstrual às vezes fica mais ralo”, afirma Claudia.

Por outro lado, nos casos de hipotireoidismo, ocorre o inverso: a tireoide não produz hormônio suficiente, podendo levar a quadros de fadiga, depressão, perda de memória, irregularidades menstruais e ganho de peso.

“Como alguns sinais e sintomas são inespecíficos, é importante procurar um médico para fazer uma dosagem laboratorial simples de hormônio da tireoide, que não tem um custo alto e é fácil de ser realizada”, diz a médica.

Sinais que indicam problemas na tireoide

Disfunções na tireoide podem acontecer com pessoas de qualquer idade. O diagnóstico precoce contribui para reduzir os riscos de complicações.

“As doenças são graves quando fogem ao controle de tratamento e atingem graus extremos. O hipertireoidismo pode dar arritmia cardíaca e crises de ansiedade que podem ser confundidas com quadros psiquiátricos. O hipotireoidismo pode dar queda da frequência cardíaca e diminuição de rendimento, mas é muito difícil alguém morrer disso hoje porque normalmente busca-se ajuda e acaba fazendo o diagnóstico precocemente”, diz Cláudia.

De acordo com os especialistas, diferentemente de grande parte das doenças, os distúrbios da tireoide não podem ser prevenidos com a adoção de hábitos de vida saudáveis.

“A maioria das doenças da tireoide não é prevenível por que elas têm caráter genético. São mais comuns em mulheres, em famílias e não tem idade definida. Há uma certa frequência mais constante em mulheres depois dos 60 anos de idade, mas não há como prevenir”, diz o endocrinologista Nelson Vinicius Gonfinetti, do Instituto Castro.

“Infelizmente, não há conduta, como alimentação, remédio ou atividade física, que previna doenças da tireoide. Agora, o equilíbrio é muito importante, como não viver sob alto estresse ou ter cuidado com as medicações que toma para não afetar o funcionamento da tireoide”, completa Cláudia.

Tratamento

O tratamento do hipotireoidismo é realizado com uma medicação que contém o hormônio da tireoide, na forma de comprimido. A dosagem deve ser prescrita pelo médico endocrinologista, de acordo com o quadro clínico do paciente.

No caso do hipertireoidismo, o tratamento depende da avaliação das causas da doença em cada paciente. As terapias incluem medicamentos que diminuem a quantidade de hormônio produzido pela glândula, remoção cirúrgica da tireoide e beta bloqueadores que controlam sintomas graves. O acompanhamento deve ser feito pelo endocrinologista a partir da dosagem hormonal verificada periodicamente.

Continuar lendo SAÚDE: FIQUE ATENTO AOS SINAIS QUE INDICAM PROBLEMAS NA TIREOIDE

EMPRESA DE TECNOLOGIA EM SÃO PAULO DECIDIU SEM CORTE NOS SALÁRIOS REDUZIR DE CINCO PARA QUATRO DIAS DE TRABALHOS SEMANAL

Por EPTV 2

 

Empresa de Franca reduz jornada semanal de trabalho para 4 dias e estabelece folga às quartas-feiras | Ribeirão Preto e Franca | G1Empresa de Franca, SP, oferece folga a funcionários às quartas-feiras

Com a justificativa de aumentar a produtividade dos funcionários, uma empresa de tecnologia em Franca (SP) decidiu reduzir, sem corte nos salários, a jornada semanal de trabalho de cinco para quatro dias.

Desde março, ainda em período de testes, as cerca de 40 pessoas que trabalham no grupo, além do fim de semana, folgam às quartas-feiras.

“O maior objetivo de ter essa folga na semana é proporcionar momentos de cultura, de lazer, de conexão com a família, conexão pessoal, e fazer as pessoas ficarem mais revigoradas para trabalhar melhor nos outros dias que elas precisam trabalhar”, explicou o diretor Leandro Pires.

Além de manter a remuneração original, a empresa incentiva o descanso no meio da semana com um vale de R$ 400 para usar em aplicativos de música, filmes, livrarias, cinemas, teatros e shows.

“Eu achei [a iniciativa] muito boa. Nesse tempo que eu tenho, eu consigo resolver alguns problemas e também curtir. Com isso eu fico muito feliz e consigo programar melhor. Por enquanto, por exemplo, eu estou fazendo aula de bateria, também estou passeando um pouco mais, tem sido bastante legal”, contou o programador Gustavo da Silva Gomes.

Jornada reduzida

A jornada reduzida já é uma realidade em outros países, mas, no Brasil, a NovaHaus, que desenvolve sites e programas comerciais para computador em Franca, é uma das primeiras.

Segundo o advogado especialista em direitos trabalhistas Renato Barufi, normalmente o que se tem percebido é que as empresas voltadas para a área tecnológica são as que têm iniciado esse movimento, mas não é algo fácil de ser implementado.

“[…] Nós brasileiros, e o mundo inteiro, já estamos acostumados com a jornada de cinco dias, mas me parece que pode ser uma tendência nos próximos anos. Nós temos outros países, como Japão, Inglaterra e Estado Unidos, que já têm pesquisas avançadas nesse setor, entendendo que quando eu diminuo a carga horária do empregado, ele tende a trabalhar mais focado e ser mais produtivo”, diz.

Fase de teste até novembro

A iniciativa surgiu depois do período da pandemia, em que os funcionários estavam em home office. Desde março, os donos do negócio testam a implementação do modelo, que foi negociado com o sindicato da categoria.

“A gente ficou remoto até fevereiro desse ano e quando a gente retomou ao trabalho presencial, a gente não quis que as pessoas perdessem o tempo que ficavam em casa, com a família, então proporcionamos um dia na semana para que elas pudessem ficar com os familiares”, explica Pires.

Após os testes, que devem se encerrar em novembro, a diretoria irá avaliar se mantém essa jornada. Mas, ao que tudo indica, a semana reduzida veio para ficar, já que tem apresentado resultados positivos em relação à produtividade dos funcionários.

Para a animadora 2D Larissa Hamuy, que está há 11 anos na empresa, a estratégia tem sido benéfica, pois quebra a rotina, evita o estresse e o cansaço, o que se reflete na rotina de trabalho das equipes.

“Tirar essa folga no meio da semana é indescritível, porque você tira um tempo para você. Eu estou me cuidando mais, estou descansando mais, e eu sinto que a equipe está rendendo mais. Vale a pena, recomendo para todas as empresas”, comemora.

Salário mantido

As novidades não impactam na remuneração dos colaboradores. Segundo o especialista Barufi, a alteração é possível, desde que o empregado receba como se estivesse trabalhando os cinco dias semanalmente.

“A lei trabalhista coloca um limite máximo de jornada, que é oito horas diárias e 44 horas semanais. Então, se o empregado está recebendo um salário como se trabalhasse oito e 44, mas trabalhando menos, isso é benéfico para o empregado, e tudo que é benéfico para o empregado a lei brasileira vai permitir”, explica.

Barufi ressalta que, uma vez feita a mudança na jornada, a empresa não pode mais voltar atrás. A exceção é se o empregado for contratado por horas de trabalho ou em regime de tempo parcial, ou seja, em que ele trabalha no máximo 30 horas por semana.

“Se o patrao instituiu essa jornada de apenas quatro dias de trabalho na semana, aqueles empregados que lá estão trabalhando não podem voltar a trabalhar mais de quatro dias e manter o mesmo salário. Se [o patrão] quiser que eles voltem a trabalhar cinco dias, ele precisa aumentar o salário.”

Continuar lendo EMPRESA DE TECNOLOGIA EM SÃO PAULO DECIDIU SEM CORTE NOS SALÁRIOS REDUZIR DE CINCO PARA QUATRO DIAS DE TRABALHOS SEMANAL

RN RECEBERÁ A PARTIR DE JULHO NOVAS OPÇÕES DE VOOS DIRETOS

RN terá novos voos diretos partindo de 5 cidades; confira

Redação/Portal da Tropical

 Atualizado em:

Foto: Heilysmar Lima

As linhas aéreas já comprovadas. O estado receberá, a partir de julho, novas opções de voos diretos partindo dos aeroportos de Curitiba, Porto Alegre, Goiânia, Campinas (Viracopos) e Belo Horizonte (Confins).

De acordo com a companhia, os novos voos saindo de Viracopos haverá três frequências semanais, e os de três frequências semanais, Confins duas. Já os voos saindo de Porto Alegre, Curitiba e Goiânia chegarão à capital potiguar uma vez por semana.

O início das vendas das novas rotas acontecerá logo mais de um mês depois da reunião realizada entre a Governadora Fátima Bezerra e executivos da Gol. No encontro, foi acordado que a companhia incrementaria a obrigação de imposição ao Rio Grande do Norte, em contrapartida ao que reduz a alíquota dos impostos o imposto estadual que incide sobre a Aviação.

“Nosso decreto tem se uma indicação certa, e que vem trazendo bons frutos para o turismo medida do Rio Grande do Norte. Receba esta notícia com alegria, pois mais voos para o nosso estado devem resultar em mais emprego e geração de renda para todos que vivem ao redor dessa importante indústria, que é o turismo”, avalia a governadora Fátima Bezerra.

Nos últimos dias 09 de março, uma comi pelo Governo do Rio Grande do Norte, Ana Maria Xavier pelo Secretário de Turismo, e 09 de março, Carlos Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), Bruno Reis, voltou a reunir-se com os executivos da companhia para debater quantas e quais seriam as novas rotas.

“Essas novas são estratégicas e devem aumentar o fluxo de turistas vindos de mercados no Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e chegar ao fluxo de chegada a necessidade de conexão para o Rio Grande do Norte. Isso vai significar um incremento importante no número de turistas que escolhem nosso estado para viajar”, ​​afirma Ana Maria da Costa.

De olho no fortalecimento do processo de retomada da atividade turística, representantes do setor hoteleiro comemoraram como novas rotas. “A chegada dos principais polos emissores de turistas, nesse momento de retomada definitiva do turismo, é de vital importância para a sobrevivência do turismo”, analisa Abdon Gosson, Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RN).

A expectativa é de aumento de vendas também entre os agentes e operadores de viagens. “A chegada é uma ótima notícia também para as Agências de viagens ao país. Teremos a possibilidade de atender tantos novos turistas que chegam, como as opções para os novos turistas que pretendem viajar pelo país”, Vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do RN (Abav-RN).

Continuar lendo RN RECEBERÁ A PARTIR DE JULHO NOVAS OPÇÕES DE VOOS DIRETOS

VEJA CINCO POSSIBILIDADES PARA FICAR ATENTO À GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA NAS PRÓXIMAS SEMANAS

Cinco cenários que podem acontecer na Ucrânia daqui para frente

Do agravamento da crise de refugiados até as condições para um cessar-fogo, guerra terá diferentes desdobramentos nas próximas semanas

Angela Dewan

da CNN
23/03/2022 às 13:42

Soldado ucraniano nas ruas de Kiev, capital do paísSoldado ucraniano nas ruas de Kiev, capital do paísChris McGrath/Getty Images (14.mar.2022)

guerra da Rússia na Ucrânia está se aproximando da marca de um mês, e o avanço de suas tropas em algumas cidades-chave, incluindo a capital de Kiev, parece ter diminuído.

Embora haja um quadro crescente de que o ataque da Rússia à Ucrânia não está saindo como planejado, o país continua a usar seu poder aéreo para destruir cidades e atingir civis a fim de empurrar a Ucrânia à submissão.

Então, para onde caminha essa guerra? Aqui estão cinco possibilidades para ficar atento nas próximas semanas.

1. A Rússia poderia intensificar sua campanha de bombardeio

Especialistas estão alertando que quanto mais a Rússia é atingida em solo, maior a probabilidade de intensificar sua campanha de bombardeio aéreo e o uso de outras armas de “repouso” que coloquem os soldados russos em menor perigo.

Há pouca informação confiável saindo da Ucrânia ou da Rússia sobre o número de mortos, mas um relatório em um tablóide russo na segunda-feira (21) sugeriu que o lado russo havia perdido quase 10.000 soldados e que outros 16.000 haviam sido feridos.

O site Komsomolskaya Pravda removeu os números no final do dia, alegando que os números só apareceram em primeiro lugar porque haviam sido hackeados.

CNN não conseguiu verificar os dados, mas o número de mortos está mais próximo do que o relatado pelas agências de inteligência dos EUA.

Tais perdas, se comprovadamente verdadeiras, explicariam tanto a parada no movimento terrestre quanto o aumento do bombardeio aéreo de cidades-chave e outros ataques de impasse.

Um alto funcionário da defesa dos EUA disse que a Rússia começou a disparar contra a cidade de Mariupol, no sul, de navios no Mar de Azov.

“A Rússia ainda tem capacidades e reservas, e haverá um aumento na intensidade à medida que se esforça para trazer mais tropas”, disse Jeffrey Mankoff, um distinto pesquisador do Instituto de Estudos Estratégicos Nacionais da Universidade de Defesa Nacional dos EUA, à CNN.

Uma atualização recente do Ministério da Defesa do Reino Unido disse que a Rússia estava atraindo tropas de todo o país e de locais distantes, como sua frota do Pacífico. O país também estaria atraindo combatentes da Armênia e de empresas militares privadas, sírios e outros mercenários.

A questão é por quanto tempo a Rússia pode continuar com altas perdas de pessoal.

“Haverá mais tropas e outros equipamentos e ajuda, é claro, mas há um ponto em que será difícil sustentar esse tipo de ritmo operacional, particularmente os números sobre os quais temos ouvido — tanto em termos de homens e de perdas materiais, quanto eles superar a capacidade de reabastecimento”, disse Mankoff.

2. Embora haja foco em Kiev, a Rússia pode tentar cercar combatentes ucranianos no leste

Fala-se muito sobre o impasse do esforço de guerra russo, mas se isso é verdade ou não se resume a quais eram os objetivos de Moscou em primeiro lugar.

Mesmo isso é difícil de saber com certeza, já que a justificativa pública do país para sua invasão é claramente propaganda — a “desnazificação da Ucrânia”, por exemplo.

É provável que a Rússia esteja, no mínimo, tentando incorporar partes do leste da Ucrânia.

Áreas como Donetsk e Luhansk, que compõem a região do Donbass, são controladas por separatistas apoiados pela Rússia desde 2014, quando a Rússia anexou a Crimeia e, embora as ambições da Rússia possam se estender além do Donbass, ainda é provável que seja um foco central, dizem especialistas.

Embora haja muita atenção no impulso da Rússia em direção a Kiev, a maior parte do exército ucraniano permanece perto de Donetsk e Luhansk, onde eles são agrupados como a Operação das Forças Conjuntas (JFO).

O movimento das tropas russas sugere que eles estão tentando cercar o JFO em três eixos, e é provável que esse seja o foco principal da Rússia.

Isso fica claro ao olhar para a sofisticação do tipo de tropas que estão sendo enviadas para lá, disse Sam Cranny-Evans, analista de pesquisa do Royal United Services Institute.

“O Distrito Militar do Sul — em Donetsk, Luhansk, Mariupol, Berdyansk, Melitopol — estas são as melhores tropas do exército russo. E eles sempre funcionam. Eles são projetados para combater a Otan”, disse Cranny-Evans à CNN.

“Então, as forças que estavam comprometidas com o cerco de Kiev sugerem que era um objetivo que ou a Rússia achava que seria facilmente alcançado, ou superestimaram as capacidades dessas forças. Portanto, isso leva, em parte, à conclusão de que um cerco das tropas ucranianas na JFO faz parte do objetivo que a Rússia está procurando alcançar. E os movimentos das forças russas parecem sugerir que esse é o caso.”

Ele acrescentou que a mídia ocidental estava tão focada nas perdas da Rússia e no desafio da Ucrânia que estava dando uma falsa noção da dinâmica da guerra.

“Se olharmos para esses mapas, fica claro que as forças russas realmente avançaram um longo caminho para um país muito grande. Eles tomaram algumas cidades, então agora há muito mais cidadãos ucranianos vivendo sob o domínio russo do que há três semanas”, disse Cranny-Evans.

“Independentemente de quantos veículos russos explodiram ou quantos soldados russos são mortos, também é provável que haja um número muito alto de ucranianos que sofreram um destino semelhante.”

3. Haverá mais conversas sobre conversas

Um cenário é que a guerra da Ucrânia pode se tornar um conflito prolongado.

É provável que a Rússia tenha perdido um número significativo de soldados, armas e equipamentos na guerra e, embora tenha se envolvido em conflitos de longa data no passado, não vai querer deixar este com seus militares totalmente destruídos.

“As negociações são a única área em que as coisas parecem um pouco promissoras, porque tanto a Rússia quanto a Ucrânia disseram na última semana que estão caminhando para uma discussão substantiva real, em vez de a Rússia apenas estabelecer um ultimato”, disse Keir Giles, especialista russo do think tank Chatham House, com sede no Reino Unido, à CNN.

Autoridades russas disseram que suas demandas incluem a Ucrânia abandonar suas intenções de se juntar à Otan, se desmilitarizar e adotar um status “neutro”, como a Áustria e a Suécia. Mas as condições do que isso significa para a Ucrânia teriam que ser negociadas.

O principal porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dmitry Peskov, disse à CNN em uma entrevista na terça-feira que a Rússia também queria que a Ucrânia aceitasse que a Crimeia — que a Rússia anexou em 2014 — é oficialmente parte da Rússia e que as estadistas separatistas de Luhansk e Donetsk “já são estados independentes”.

Numerosos especialistas especularam que a Rússia procurará esculpir partes do leste da Ucrânia.

“Será doloroso deliberar, a menos que se torne possível que a ajuda ocidental, tanto militar quanto humanitária, seja absorvida na Ucrânia a taxas suficientes para que eles possam realmente virar a maré contra o avanço russo”, disse Giles.

“Se é uma questão de quem pode derramar os maiores recursos e sentir a dor maior para prevalecer, a Rússia tem um histórico de infligir danos econômicos substanciais a si mesma e submeter sua própria população ao sofrimento a fim de seguir com guerras”, disse Giles, referindo-se a sanções que estão começando a complicar a economia russa.

Mas as autoridades dos EUA não estão tão otimistas de que as negociações vão correr bem.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse em uma coletiva de imprensa na semana passada que uma solução diplomática para a guerra era improvável, dizendo que as ações da Rússia “estão em total contraste com qualquer esforço diplomático sério para acabar com a guerra”.

Ele também sugeriu que a Rússia intensificaria a guerra usando armas químicas.

4. Pode haver “deportações” de ucranianos para a Rússia. Isso é preocupante

Embora alguns tenham conseguido sair, autoridades ucranianas dizem que outros foram levados involuntariamente para a Rússia.

A Rússia tem dito aos moradores da cidade de Mariupol, no sul, para sair enquanto realiza um bombardeio aéreo agressivo que despedaçou a cidade.

As forças abriram o que chamam de “corredores humanitários” para permitir que civis fujam, mas dezenas de milhares deles foram transportados para a Rússia.

A organização estatal russa de mídia RIA Novosti informou que quase 60.000 residentes de Mariupol chegaram ao território russo “com total segurança”.

A mídia russa mostrou linhas de veículos aparentemente indo para o leste até a fronteira, a cerca de 40 quilômetros de Mariupol.

Mas o conselho de Mariupol acusou a Rússia de forçar os moradores a ir à Rússia contra sua vontade.

“Na semana passada, vários milhares de moradores de Mariupol foram levados para o território russo”, disse a cidade em um comunicado.

O prefeito de Mariupol, Vadym Boichenko, disse no sábado que “o que os ocupantes estão fazendo hoje é familiar para a geração mais velha, que viu os terríveis eventos da Segunda Guerra Mundial, quando os nazistas capturaram pessoas à força”.

Giles disse que havia a preocupação de uma reprise dessa história sombria nas próximas semanas.

“A Rússia tem um histórico de represálias cruéis e selvagens contra civis em qualquer área quando qualquer tipo de movimento de resistência está ocorrendo. E já se moveram para deportar pessoas de Mariupol para partes remotas da Rússia, o que vem diretamente do roteiro do século XX da Rússia para lidar com esses problemas”, disse ele.

Giles se referiu às “deportações” de centenas de milhares de pessoas dos estados bálticos da Estônia, Letônia e Lituânia, que a Rússia anexou à União Soviética no início da Segunda Guerra Mundial.

“‘Deportação’ é um eufemismo. Tem sido usado como um termo bastante inócuo para o que aconteceu com essas pessoas, o que foi efetivamente escravidão e fome. Estão enviando as mulheres, as crianças, as pessoas que você deseja remover das sociedades, para neutralizá-las”, disse Giles.

“Eles geralmente se deparam com destinos horríveis. Se eles sobreviveram, não retornariam por anos ou décadas.”

5. Mais milhões de ucranianos poderiam fugir, deixando uma nação em pedaços

O destino da guerra é uma coisa, mas o destino da Ucrânia é outra.

Assim como o poder aéreo russo deixou algumas das cidades e vilas da Síria em escombros, partes da Ucrânia estão começando a parecer iguais. Mais de 3,5 milhões de ucranianos já deixaram o país.

A maioria são mulheres e crianças, o que significa que as famílias também estão sendo dilaceradas. A guerra desencadeou o maior movimento de refugiados que a Europa já viu desde a Segunda Guerra Mundial.

Esses números estão aumentando a uma taxa de cerca de 100.000 pessoas por dia.

Ucranianos que fugiram de guerra aguardam para embarcar em ônibus próximo à fronteira com a Polônia / Getty Images

Se for incluído o número de pessoas deslocadas internamente, 10 milhões de ucranianos já deixaram suas casas. Isso é quase um quarto da população do país.

E o que as guerras passadas mostram é que os refugiados muitas vezes nunca retornam aos seus países de origem. Muitas vezes, há pouco para o que voltar. Eventualmente, a ameaça de mais uma guerra é suficiente para manter os refugiados afastados.

É algo em que os negociadores precisarão pensar em qualquer conversa no horizonte.

Mesmo que uma solução diplomática possa ser encontrada para acabar com esta guerra, uma questão que permanecerá é se ela será suficiente para evitar a próxima, disse Cranny-Evans.

“Se olharmos, historicamente, para regimes autoritários que têm um desempenho ruim em um ambiente militar, eles não tendem a mudar seu comportamento em uma direção positiva depois”, disse Evans.

“Portanto, a questão pode ser que, se os ucranianos disserem: ‘Ok, seremos neutros, apenas saia’, os russos podem dizer ‘Não, você tem que nos dar Donetsk e Luhansk. Isso pode ser suportável para a Ucrânia, talvez, para parar a guerra'”, avaliou.

“Mas e se, por exemplo, 10 anos depois, a Ucrânia avançar com uma modernização militar significativa? Ou se o próximo presidente russo quiser provar seu valor, e eles conduzem outra guerra? Há muitos cenários para pensar em termos do que o fim desta guerra poderia levar.”

Continuar lendo VEJA CINCO POSSIBILIDADES PARA FICAR ATENTO À GUERRA ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA NAS PRÓXIMAS SEMANAS

DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

Por g1 RN — Natal

 

Ocupação de leitos para Covid é a menor desde o início da pandemia no RN — Foto: DivulgaçãoOcupação de leitos para Covid é a menor desde o início da pandemia no RN — Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte chegou nesta segunda-feira (21) ao quinto dia consecutivo sem registro de morte por Covid-19. Os dados são do governo do estado e indicam uma diminuição expressiva dos reflexos da pandemia no sistema de saúde pública.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), também houve o registro do menor patamar de internação desde maio de 2020.

O sistema Regula RN apontava na manhã desta segunda-feira 29 pessoas internadas com suspeita ou confirmação de Covid, sendo 15 em leitos críticos e 14 em leitos clínicos.

O menor número de internados em UTIs da rede pública havia sido registrado em maio de 2020, quando 34 pessoas ocupavam leitos desse tipo.

Continuar lendo DADOS ATUALIZADOS DO CORONAVÍRUS NO RN

CINCO CAPITAIS BRASILEIRAS E DF FLEXIBILIZARAM A OBRIGATORIEDADE DO USO DE MÁSCARAS AO AR LIVRE

Ao menos 5 capitais brasileiras e o DF desobrigam uso de máscara ao ar livre

Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Cuiabá, São Luís e Boa Vista, além do Distrito Federal, flexibilizaram o uso do acessório ao ar livre; capital Fluminense desobriga em locais fechados

Danilo Moliternoda CNN*

em São Paulo

 Atualizado 07/03/2022 às 22:48

Pedestres usando máscaras caminham em rua comercial de São PauloPedestres usando máscaras caminham em rua comercial de São PauloAmanda Perobelli/Reuters

Em meio à queda no número diário de casos da Covid-19 no Brasil, ao menos cinco capitais e o Distrito Federal flexibilizaram a obrigatoriedade do uso de máscaras, de acordo com um levantamento feito pela CNN nesta segunda-feira (7).

Belo Horizonte, Cuiabá, São Luís, Boa Vista e o Distrito Federal já dispensam a obrigação do acessório em ambientes abertos. Além disso, o Rio de Janeiro anunciou que o uso de máscaras não é mais obrigatório tanto ao ar livre, quanto em locais fechados.

Além disso, Campo Grande, apesar de ainda exigir o uso de máscaras em ambos os casos, desobriga a medida caso o cidadão esteja praticando algum exercício físico.

Procuradas pela CNN, nove capitais não informaram qual a posição atual com relação à flexibilização da medida.

Situação nos estados

Na esfera estadual, conforme o levantamento da CNN, pelo menos seis estados, além do já mencionado Distrito Federal, regulamentaram a flexibilização do uso de máscaras.

Entre eles estão o Rio de Janeiro, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Maranhão.

No caso do Rio Grande do Sul, há um impasse. O estado havia flexibilizado, no dia 26 de fevereiro, a obrigatoriedade do uso de máscaras para crianças de 6 a 11 anos. Em 3 de março, apesar do uso não ser obrigatório, foi emitida uma nota recomendando o acessório.

No sábado (5), porém, uma liminar da Justiça voltou a obrigar o uso do objeto pelos pequenos. Neste domingo (6), a Procuradoria Geral do Estado (PGE) recorreu da decisão e, em comunicado, informou que a obrigatoriedade é “para maiores de 12 anos, sendo recomendado o uso, com supervisão, para crianças maiores de seis e menores de 12 anos”.

CNN entrou em contato com o governo do RS e a Justiça do estado para saber qual é a situação com relação ao uso de máscara pelas crianças na noite desta segunda. O texto será atualizado assim que houver retorno.

*Sob supervisão de Bárbara Brambila.

Continuar lendo CINCO CAPITAIS BRASILEIRAS E DF FLEXIBILIZARAM A OBRIGATORIEDADE DO USO DE MÁSCARAS AO AR LIVRE

NORTE-COREANOS VINCULADOS AO PROGRAMA DE MÍSSEIS SOFRERAM SANÇÕES FINACEIRAS DOS EUA

EUA punem cinco norte-coreanos após lançamento de mísseis

Departamento do Tesouro americano impôs sanções financeiras a pessoas acusadas de adquirir tecnologia para foguetes balísticos

Os Estados Unidos impuseram nesta quarta-feira (12) sanções financeiras a cinco norte-coreanos vinculados ao programa de mísseis balísticos do país, um dia depois que Pyongyang anunciou o lançamento de um míssil hipersônico.

O Departamento do Tesouro disse que as cinco pessoas que sofreram sanções são “responsáveis por adquirir bens para os programas de armas de destruição em massa [da Coreia do Norte] e relacionados com mísseis balísticos”.

As medidas “apontam contra o uso contínuo de representantes no exterior para comprar ilegalmente bens para armas”, disse o subsecretário do Tesouro para Terrorismo e Inteligência financeira, Brian Nelson, em um comunicado.

“Os últimos lançamentos de mísseis da Coreia do Norte representam mais uma prova de que ela continua desenvolvendo seus programas proibidos, apesar dos apelos da comunidade internacional a favor da diplomacia e da desnuclearização”, afirmou Nelson.

Os jornais estatais da Coreia do Norte informaram nesta quarta-feira (12) que o líder do país, Kim Jong-un, supervisionou pessoalmente o teste bem-sucedido do míssil hipersônico, o segundo lançamento desse tipo por parte da nação com armas nucleares em menos de uma semana.

A agência estatal de notícias norte-coreana KCNA disse que o teste mais recente “confirmou ainda mais” a “excelente gestão da unidade de combate hipersônico”. Afirmou que alcançou com precisão um alvo a cerca de 1.000 quilômetros de distância.

O Departamento do Tesouro disse que as sanções foram impostas “após seis lançamentos de mísseis balísticos [da Coreia do Norte] desde setembro de 2021, dos quais cada um violou múltiplas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas”.

“Os Estados Unidos seguem comprometidos em buscar o diálogo e a diplomacia com [a Coreia do Norte], mas continuarão abordando a ameaça representada pelos programas de armas ilegais [norte-coreanos] para os Estados Unidos e a comunidade internacional”, afirmou.

O governo americano de Joe Biden se ofereceu repetidamente para iniciar um diálogo sobre a nuclearização, mas sua oferta não recebeu resposta em um ano.

Um dos norte-coreanos punidos, Choe Myong Hyon, tem sua base na Rússia e está vinculado a uma instituição norte-coreana, a SANS, que já sofreu sanções pelo seu envolvimento no desenvolvimento de armas por parte da Coreia do Norte. Os outros quatro, Sim Kwang Sok, Kim Song Hun, Kang Chol Hak e Pyon Kwang Chol, vinculados a esta mesma instituição, têm sua sede na China.

Ao mesmo tempo, o Tesouro americano impôs sanções ao norte-coreano O Yong Ho, ao russo Roman Anatolievich Alar e à entidade russa Parsek por “atividades ou transações que contribuíram materialmente para a proliferação de armas de destruição em massa” por parte da Coreia do Norte.

As sanções do Tesouro proíbem qualquer transação por parte de cidadãos americanos com as pessoas designadas, e as empresas estrangeiras que se relacionem com elas também poderiam estar sujeitas a sanções.

Continuar lendo NORTE-COREANOS VINCULADOS AO PROGRAMA DE MÍSSEIS SOFRERAM SANÇÕES FINACEIRAS DOS EUA

VIZINHO COM AJUDA DE DETECTOR DE METAIS ENCONTRA ALIANÇA DE AMIGA PERDIDA HÁ CINCO DÉCADAS

Britânica encontra aliança de casamento perdida há 50 anos

Vizinho levou três dias para achar a joia em uma plantação de batatas com a ajuda de um detector de metais

INTERNACIONAL

 Sofia Pilagallo*, do R7

Donald MacPhee segurando a aliança com as mãos sujas de terra

REPRODUÇÃO: FACEBOOK / DONALD MACPHEE

“Emocionante”. É como o britânico Donald MacPhee descreve o momento em que encontrou a aliança de sua vizinha e amiga, Peggy MacSween, de 86 anos, perdida há cinco décadas. O anel escorregou da mão de Peggy enquanto ela colhia batatas no canteiro de sua casa, na Ilha de Benbecula, na Escócia. Desde então, ela acreditava tê-lo perdido para sempre.

Segundo o jornal britânico The Guardian, MacPhee ficou sabendo da história em uma conversa com vizinhos. Sensibilizado com a perda, ele assumiu a missão de recuperar a joia e passou três dias vasculhando o solo com a ajuda de um detector de metais.

Ao longo dos anos, a área se tornou um local popular para se reunir com amigos e beber e, por isso, havia muita lata no terreno, o que dificultou a busca.

“Por três dias, procurei e cavei noventa buracos. O problema é que outras coisas, como ferraduras e latas, também fazem o mesmo som [no detector]”, afirmou MacPhee.

“No terceiro dia, encontrei o anel. Fiquei absolutamente pasmo. Eu havia vasculhado uma área de 5.000 metros quadrados. Era uma chance em 100 mil. Foi um golpe de sorte. Havia muita técnica envolvida, mas eu tive sorte”, completou.

Depois de retirar a aliança do solo, MacPhee levou o anel imediatamente para Peggy. Segundo ela, a joia estava em “perfeitas condições”. E, mesmo depois de tantos anos, “ainda serviu perfeitamente”.

“Ele simplesmente veio até a porta e disse: ‘Tenho uma coisa para te mostrar’. Era o anel. Eu não podia acreditar. Achei que nunca mais o veria”, disse.

“Na época, eu estava retirando a areia das minhas luvas e a aliança desapareceu, mas eu só descobri ao chegar em casa. Saí uma ou duas vezes para procurá-la, mas acreditava não haver como encontrá-la”, completou.

Depois do incidente, o marido de Peggy, John, com quem ela se casou em julho de 1958, comprou uma aliança “substituta” para a mulher durante as férias do casal. Apesar disso, o anel original, claro, nunca foi esquecido. Falecido já há alguns anos, ele não viveu o suficiente para ver a joia novamente no dedo da mão direita da amada.

Continuar lendo VIZINHO COM AJUDA DE DETECTOR DE METAIS ENCONTRA ALIANÇA DE AMIGA PERDIDA HÁ CINCO DÉCADAS

JOSÉ PAULO CAVALCANTI É O QUARTO DE CINCO NOVOS IMORTAIS ESCOLHIDOS PELA ABL

José Paulo Cavalcanti é eleito novo “imortal” da Academia Brasileira de Letras

Romancista vai substituir o acadêmico e vice-presidente Marco Maciel, que morreu em junho e ocupava a cadeira 39

Ana Lícia Soaresda CNN

No Rio de Janeiro

Ele é o quarto de cinco novos imortais que estão sendo escolhidos pela ABL na retomada aos trabalhos após paralisação devido à pandemia da Covid-19Ele é o quarto de cinco novos imortais que estão sendo escolhidos pela ABL na retomada aos trabalhos após paralisação devido à pandemia da Covid-19Divulgação

O jurista e romancista, José Paulo Cavalcanti passa a ocupar a cadeira 39 da Academia Brasileira de Letras (ABL) a partir do ano que vem. Ele recebeu 21 votos nesta quinta-feira (25). José Paulo Cavalcanti foi eleito no lugar do Acadêmico e vice-presidente Marco Maciel, que morreu no dia 12 de junho deste ano.

Ele é o quarto de cinco novos imortais que estão sendo escolhidos pela ABL na retomada aos trabalhos após paralisação devido à pandemia da Covid-19.

Além de jurista e romancista, José Paulo é um profundo conhecedor da obra do escritor português Fernando Pessoa e tem mais de 18 títulos escritos. Alguns, inclusive, já publicados no exterior.

Ele também já foi secretário-geral do Ministério da Justiça e ministro interino da Justiça, no governo de José Sarney. José Paulo chegou a ser presidente da Empresa Brasileira de Notícias (EBN), atual Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Os ocupantes anteriores da cadeira 39 foram: Oliveira Lima (fundador) — que escolheu como patrono Francisco Adolfo de Varnhagen —, Alberto de Faria, Rocha Pombo, Rodolfo Garcia, Elmano Cardim, Otto Lara Resende e Roberto Marinho.

Os ocupantes anteriores da cadeira 39 foram: Oliveira Lima (fundador) — que escolheu como patrono Francisco Adolfo de Varnhagen —, Alberto de Faria, Rocha Pombo, Rodolfo Garcia, Elmano Cardim, Otto Lara Resende e Roberto Marinho.

Continuar lendo JOSÉ PAULO CAVALCANTI É O QUARTO DE CINCO NOVOS IMORTAIS ESCOLHIDOS PELA ABL

ARTIGOS: COMO ENXERGAR ALÉM DOS 5 SENTIDOS? POR WAGNER BRAGA

Sistema sensorial - cinco sentidos humanos - Biologia - InfoEscola

A terceira dimensão, a qual vivemos, aqui nessa experiência terrena, onde estamos submetidos pela lei da gravidade a apenas caminhar sobre o solo desse planeta. Nesse plano tridimensional somos limitados a perceber as coisas apenas pelos 5 sentidos , os quais fomos agraciados. Infelizmente não conseguimos enxergar mais de 90% de todas as coisas do universo. Portanto quando refletimos por esse prisma percebemos o quão limitados somos. Ao desenvolvermos a Intuição, percepção sensorial mais conhecida como sexto sentido, conseguimos nos aproximar de dimensões mais elevadas e enxergar ou perceber o que está além desses toscos 5 sentidos. Conseguimos atravessar a barreira da matéria densa e experienciar situações sutis. A intuição, através da meditação abre caminho para essa transição da terceira para a quarta dimensão.

É desta forma que eu, você ou qualquer outra pessoa consciente pode alcançar a sua melhor versão, através da expansão da consciência, passando dessa energia densa para uma energia sutil, leve e literalmente liberta. Comece já a praticar a intuição e a meditação!

Continuar lendo ARTIGOS: COMO ENXERGAR ALÉM DOS 5 SENTIDOS? POR WAGNER BRAGA

RELATOR DA CPI DA PANDEMIA VAI INCREMENTAR LISTA DE INVESTIGADOS PELA COMISSÃO

CPI da Pandemia tornará mais cinco pessoas investigadas

A CNN teve acesso com exclusividade aos nomes que deixarão a condição de testemunha para a de investigados

Rachel Vargas

da CNNEm Brasília

Os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da PandemiaOs senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Pandemia Jefferson Rudy/Agência Senado

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), vai incrementar, nesta segunda-feira (30), a lista de investigados pela comissão. A informação foi antecipada pelo relator à CNN.

São eles:

  • A diretora técnica da Precisa Medicamentos Emanuella Medrades;
  • O representante comercial da Davati Medical Supply Luiz Dominghetti;
  • O CEO da Davati Medical Cristiano Carvalho;
  • O coronel Helcio Bruno de Almeida, presidente da ONG Instituto Força Brasil;
  • O coronel Marcelo Bento Pires, ex-coordenador do Plano Nacional de Operacionalização das Vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde.

Todos os nomes têm relação com as suspeitas de irregularidades nas tratativas das vacinas. Com a atualização, a lista de investigados pela CPI passa a ter 23 nomes. Mas a ideia do relator é atualizar essa lista semanalmente até o fim dos trabalhos.

Continuar lendo RELATOR DA CPI DA PANDEMIA VAI INCREMENTAR LISTA DE INVESTIGADOS PELA COMISSÃO

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES MONITORA SITUAÇÃO DE CINCO BRASILEIROS NO AFEGANISTÃO, MAS APENAS DOIS MANIFESTARAM VONTADE DE VOLTA AO BRASIL

Itamaraty tenta retirar dois brasileiros do Afeganistão

Ministério das Relações Exteriores também avalia conceder visto humanitário para afetados pela crise |

CNN SÁBADO

Phillip Dântom

da CNNem São Paulo

O Ministério das Relações Exteriores monitora a situação de brasileiros no Afeganistão. Segundo o Itamaraty, cinco pessoas já fizeram contato, mas apenas duas manifestaram vontade de voltar para o Brasil.

Sem voos comerciais disponíveis, o Itamaraty busca uma coordenação diplomática com países que têm conduzido operações de resgate.

Diferentemente dos pedidos de refúgio, um pedido de visto humanitário pode ser feito fora do Brasil, por alguma autoridade consular. No caso do Afeganistão, a mais próxima é a embaixada de Islamabad, no Paquistão.

Continuar lendo MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES MONITORA SITUAÇÃO DE CINCO BRASILEIROS NO AFEGANISTÃO, MAS APENAS DOIS MANIFESTARAM VONTADE DE VOLTA AO BRASIL

CINCO BRASILEIROS ESTÃO NO AFEGANISTÃO, CONFIRMA ITAMARATY

Itamaraty confirma que cinco brasileiros estão no Afeganistão

Ministério das Relações Exteriores afirmou que situação de cidadãos é “prioridade” e disse que dois deles querem deixar o país

INTERNACIONAL

 Do R7

Estrangeiros e afegãos continuam deixando o país em voos que partem de Cabul

FORÇAS ARMADAS DA FRANÇA / DIVULGAÇÃO VIA AFP – 20.8.2021

O Itamaraty confirmou, nesta sexta-feira (20), que pelo menos 5 brasileiros continuam no Afeganistão após o país ter sido dominado pelo Talibã. Segundo a nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, dois deles manifestaram o desejo de sair do território afegão.

“A situação dos brasileiros no Afeganistão constitui, neste momento, prioridade para a assistência consular do Itamaraty”, diz o comunicado. Não há até o momento informações sobre as identidades dos brasileiros que estão no país asiático.

O ministério também confirmou que o governo brasileiro avalia conceder vistos humanitários a cidadãos afegãos que queiram deixar o país, nos mesmos moldes das autorizações já concecidas a refugiados de outros países, como o Haiti e a Síria.

“A situação dos brasileiros no Afeganistão constitui, neste momento, prioridade para a assistência consular do Itamaraty. Foram amplamente divulgados os dados de contato da Embaixada do Brasil em Islamabad, que tem a representação do Brasil junto ao Afeganistão e a jurisdição consular sobre o território afegão, e da Divisão de Assistência Consular, para identificar e apoiar brasileiros que precisem urgentemente de auxílio.

São os seguintes os telefones de plantão da Embaixada do Brasil no Paquistão (+92 300 8525941) e da Divisão de Assistência Consular do MRE (+55 61 98197-2284).

Até o momento, há informação sobre cinco brasileiros no Afeganistão, dois dos quais manifestaram intenção de deixar o país.

Os brasileiros que necessitem receberão o apoio mais amplo possível. Está sendo realizada coordenação diplomática com países que têm conduzido operações de resgate em território afegão.

No momento, o Governo brasileiro avalia a possibilidade de concessão de vistos humanitários para pessoas afetadas pela situação política no Afeganistão em termos semelhantes aos concedidos a haitianos e apátridas da República do Haiti e para as pessoas afetadas pelo conflito na Síria.”

Continuar lendo CINCO BRASILEIROS ESTÃO NO AFEGANISTÃO, CONFIRMA ITAMARATY

CINCO TREMORES DE TERRA FORAM REGISTRADOS NO LITORAL DO RN NA MADRUGADA DESTE DOMINGO (25)

Por Norton Rafael e Leonardo Erys, Inter TV Cabugi e G1 RN

Percepção de tremor é maior em prédios mais altos — Foto: Canindé SoaresPercepção de tremor é maior em prédios mais altos — Foto: Canindé Soares

Durante a madrugada deste domingo (25), o litoral do Rio Grande do Norte registrou cinco tremores de terra, sendo um deles sentido em Natal e em outras cidades do interior do estado.

Segundo o coordenador do Laboratório Sismológico da UFRN (LabSis), Aderson Nascimento, o trecho onde ocorreu os tremores é denominado de plataforma continental. A falha que gerou o tremor fica a alguns quilômetros da costa potiguar.

Ele explica que ao longo dos últimos 40 anos foram detectados tremores de terra na região, mas que na magnitude de 3.5, como o que foi sentido em Natal, são mais raros.

“A gente tem detectado vários eventos ao longo dos últimos 30, 40 anos. Alguns deles na plataforma continental, nessa região, que fica próxima ao litoral do Rio Grande do Norte. Mas nessa magnitude, que é um pouco maior, que as pessoas já sentem, esse é um dos primeiros“, diz.

O professor explica que esses eventos foram decorrentes falhas geológicas que estão sendo reativadas. “A causa dos terremotos aqui no Nordeste e na Bacia Potiguar, como foi em João Câmara e em várias outras regiões no RN em particular, são falhas geológicas que estão sendo reativadas. Muito embora a gente esteja no interior de uma placa, toda placa tectônica possui algumas imperfeições”.

Ele conta que devido à pressão que existe no interior da terra, “essas falhas são pressionadas, começam a acumular energia e quando elas não podem mais acumular energia, elas se rompem. Essa energia que estava acumulada vai na forma de vibração”.

O professor Aderson Nascimento reforça, no entanto, que eventos de magnitude 3.5, como o que foi sentido em Natal, não oferecem riscos mais sérios.

“O maior deles foi um terremoto de 3.5. E terremotos dessa magnitude não provocam nenhum tipo de maremotos, tsunamis. Pra essa magnitude não há esse risco”, pontua.

Percepção é maior em prédios

Segundo o coordenador do LabSis, para terremotos dessa magnitude serem sentidos em Natal, eles precisam acontecer a uma distância de cerca de 80 a 90 quilômetros. E as pessoas que moram em prédios altos tendem a sentirem mais o tremor.

“Os prédios são estruturas que estão ancoradas no solo. Então, qualquer vibração embaixo, lá em cima ela é amplificada. Ao passo que se você tiver no solo, como a maioria das casas, você não sente tanta vibração”, explica.

“Quanto mais alto o prédio, você tem maior amplificação do movimento que está tendo lá embaixo. É como um pêndulo de relógio invertido, que a parte de baixo se move e a de cima é movimentada de forma mais amplificada. É comum as pessoas que moram em prédios muito altos sentirem os tremores”.

Outro facilitador para a percepção das pessoas, de acordo com o professor, foi o horário em que aconteceu o evento de magnitude 3.5: às 0h30.

“Foi num horário bem no começo da madrugada. Geralmente as pessoas estão recolhidas, os ruídos ambientais de tráfego, de circulação de pessoas é praticamente inexistente, então as pessoas estão com a percepção mais aguçada para sentir esses eventos“.

Tremor pode ser ouvido

Muitos moradores da Grande Natal relataram ter ouvido um estrondo antes do tremor. E o professor Aderson Nascimento diz que isso é possível.

“O evento foi há pouco mais de 20 km do litoral de Touros. Então naquelas praias todas do litoral Norte, as pessoas devem ter sentido, porque elas já estavam numa distância bem menor. E eles certamente devem ter escutado também, o que é natural. A gente conhece também relatos de quando os eventos ocorrem no interior do continente, as pessoas às vezes escutarem, além de sentirem a vibração”, diz.

“Como eles estão mais próximos do epicentro, eles devem ter sentido com maior intensidade essas vibrações do que pessoas que estavam aqui em Natal por exemplo. Você geralmente só escuta eventos menores se você estiver bem próximo a eles. E foi o caso dessas pessoas”.

Ele cita inclusive que em Touros, alguns moradores relataram dois tremores – um deles ocorreu 20 minutos antes do mais forte (3.5) e foi de 3.0 de magnitude. Esse último não foi sentido em Natal, pela distância.

“Teve um outro evento de magnitude 3.0 que as pessoas devem ter sentido também, quem estava próximo. Em Natal, talvez não. Mas algumas pessoas em Touros relatam dois eventos”, cita.

Monitoramento e Falha de Samambaia

O professor Aderson Nascimento explica ainda que não é possível saber como essas falhas vão evoluir. Por isso, é necessário monitoramento. “Como essas falhas vão desenvolver ou evoluir, a gente não tem como saber. Então, por isso que o monitoramento é uma ferramenta importantíssima”, explica.

Sobre a reativação dessa falha, ele diz é preciso “continuar o monitoramento para ter uma ideia maior de qual é a extensão, a dimensão dela”, além de “algum tipo de metodologia que permita dizer a profundidade desses eventos”.

Ele disse ainda que não dá para afirmar que há uma possível relação dessa falha como a Falha de Samambaia, considerada a maior falha geológica do Brasil, com 38 km de comprimento por cerca de 4 km de largura e que atravessa os municípios de Parazinho, João Câmara, Poço Branco e Bento Fernandes. A profundidade dela varia entre 1 e 9 km

“Pra poder dizer que isso é uma extensão da falha, é perigoso, a gente tem poucos eventos, a gente precisaria fazer esse trabalho mais apurado de determinação dos epicentros. É uma hipótese. Nos trabalhos científicos, as hipóteses tem que ser levadas em conta, mas tem que ter o aval e o suporte de observações. Por enquanto, nós não temos observações suficientes pra afirmar que é. É uma hipótese que precisa ser testada”

Fonte: G1 RN

Continuar lendo CINCO TREMORES DE TERRA FORAM REGISTRADOS NO LITORAL DO RN NA MADRUGADA DESTE DOMINGO (25)

A PGR ENCAMINHOU À CPI DA PANDEMIA INVESTIGAÇÕES EM CURSO NO STJ SOBRE POSSÍVEIS IRREGULARIDADES DE CINCO GOVERNADORES

Aras manda à CPI investigações no STJ contra cinco governadores

O ofício é assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e endereçado ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM)

Caio Junqueira

Por Caio Junqueira, CNN  

 Atualizado 17 de maio de 2021 às 22:57

Augusto Aras manda à CPI investigações no STJ contra cinco governadores

Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou à CPI da Pandemia investigações em curso no Superior Tribunal de Justiça (STJ) referentes a eventuais irregularidades no combate à Covid-19. São citados os governadores do Amazonas, Wilson Lima (PSC); da Bahia, Rui Costa (PT); de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo); do Pará, Helder Barbalho (MDB); e de São Paulo, João Doria (PSDB).

O ofício é assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e endereçado ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). Nele, Aras diz que o levantamento é “oriundo da Assessoria Jurídica Criminal no STJ deste gabinete, contendo informações acerca dos procedimentos investigativos criminais em que se apuram crimes relacionados à aplicação de recursos destinados ao combate à pandemia e que estão sob a responsabilidade daquela assessoria”.

Aras também diz que “o compartilhamento de documentos e informações entre autoridades em esforços apuratórios são muito úteis para o progresso de suas respectivas linhas investigativas, preservando-as nos casos sigilosos de sua exposição”.

Ofício enviado por Aras

No ofício, fica demonstrado que quem remeteu os processos a Aras foi a subprocuradora-geral, Lindôra Araújo. Ela escreve que “nesses casos, o acesso aos autos da investigação dependem de prévia autorização do ministro relator (do STJ)” e encaminha também um link para que a CPI possa acessá-los.

Sobre o governador do Amazonas, Wilson Lima, foram encaminhados dois inquéritos: um sobre aquisição de respiradores e outro sobre irregularidades sobre hospital de campanha. Além disso, quatro notícias de fato, que são investigações preliminares.

Sobre Rui Costa, da Bahia, há um inquérito aberto investigando a compra de respiradores.

A PGR também informou que há uma investigação preliminar sobre o hospital de campanha em Minas Gerais.

Há dois inquéritos abertos contra Helder Barbalho, do Pará: um sobre aquisição de 1.600 unidades de bomba de infusão e outro de aquisição de 400 ventiladores.

Em relação ao governador Joao Doria, de São Paulo, há quatro investigações preliminares. Uma sobre aquisição de doses da Coronavac, e outra sobre compra de respiradores.

Todos os governadores investigados foram procurados pela CNN.

O governo de São Paulo disse que “causa espanto que a PGR gaste recursos públicos e dedique seu tempo a apurar ações de quem agiu para combater a pandemia e não do governo federal, que se omitiu e negligenciou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos. Não se tem notícia, por exemplo, de que o órgão esteja apurando por que o Ministério da Saúde esnobou 130 milhões de doses no ano passado”.

Segundo a nota, “o governo do estado não fugiu à sua responsabilidade e segue a legislação vigente durante a pandemia para, com a celeridade necessária para salvar vidas, adquirir as 100 milhões de doses da vacina do Butantan que possibilitaram o início da vacinação no país em 17 de janeiro e os 4 mil respiradores para que a rede pública tenha capacidade de atender os casos graves da doença”.

“Todas as ações e compras de combate à pandemia foram realizadas de acordo com a Lei Federal da Covid e decretos estaduais e nacional de calamidade pública. E todas as informações são prestadas ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado.”

O governo do Amazonas afirmou, em nota, que “tem contribuído para o esclarecimento dos fatos relacionados aos procedimentos em curso, o que também será feito no âmbito da CPI do Senado. O governador Wilson Lima reafirma que, desde o início da pandemia de Covid-19, a determinação é que os gestores estaduais empreguem todos os esforços para salvar vidas, obedecendo à legalidade e com toda a transparência necessária. O governador afirma, ainda, que nunca se provou, nem nunca se provará qualquer benefício, direito ou indireto, recebido por ele em função dos seus atos como chefe do Executivo, e destaca que confia que a Justiça vai  comprovar a lisura da sua gestão”.

O governo da Bahia afirma que “o ofício encaminhado pelo Procurador Geral da República à CPI da COVID refere-se à compra realizada pelo Consórcio do Nordeste, em que se constatou procedimento fraudulento pela empresa contratada, que pretendia substituir os respiradores comprados por um outro equipamento de fabricação nacional e sem registro na ANVISA”.

“Após tomar conhecimento da fraude, o Consórcio do Nordeste, na época presidido pelo Governador Rui Costa, apresentou notícia crime à Polícia Civil do Estado da Bahia. No curso das investigações, a Polícia baiana solicitou medidas cautelares, que resultaram na prisão temporária de pessoas envolvidas no crime. O Ministério Público do Estado da Bahia, pelo Promotor da causa, considerou que o inquérito deveria ser encaminhado para Ministério público federal. Além do procedimento criminal iniciado por determinação do então Presidente do Consórcio, foi ajuizada ação cível com vistas à recuperação dos valores, em curso na Justiça baiana que visa garantir o ressarcimento ao erário de valores que foram locupletado por fraudadores”, prossegue a nota.

“O Governador Rui Costa declara ser o maior interessado no aprofundamento das investigações com a exemplar punição dos envolvidos e a recuperação dos valores despendidos pelo Consórcio Nordeste”, conclui.

O governo do Pará afirma que “como é de conhecimento público, o próprio Governo do Estado denunciou o mau funcionamento do equipamento e conseguiu o ressarcimento de todo o dinheiro adiantado. As bombas de infusão citadas estão em perfeito uso há mais de um ano, sem qualquer questionamento, com preços absolutamente normais. O próprio Ministério Público do Pará, em segunda instância, se mostrou favorável aos créditos para a fornecedora.”

O governo de Minas Gerais afirma “que não houve contratação de organização social por parte do Estado para a gestão do Hospital de Campanha. O Estado esclarece ainda que disponibiliza todos os documentos relativos a contratações e gastos relacionados ao combate à Covid-19 aos órgãos de controle, o que permite a análise dos mesmos pelo Ministério Público Estadual”.

“Em relação ao Protege Minas, o programa possibilitou que municípios mineiros e hospitais filantrópicos com dificuldades na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pudessem obter os equipamentos a preço de custo. Por meio de recursos próprios do Estado de Minas Gerais, foi constituído um estoque de EPIs, com materiais como máscaras descartáveis, luvas de procedimento, toucas e aventais, que foram fornecidos aos beneficiários”, prossegue a nota.

“Todas as compras realizadas observaram os menores preços praticados no mercado no momento das aquisições e que todos os processos são públicos e abertos aos órgãos de controle. O Governo de Minas esclarece que não recebeu pedido de informação por parte da Procuradoria-Geral da República e desconhece investigação com verificação de sobrepreços no Protege Minas. A Controladoria-Geral do Estado (CGE) realizou auditoria em processos de compras que compuseram o Protege Minas e não foram apontados indícios de irregularidades”, conclui.

A seguir a lista das investigações:

Amazonas

INQ 1306:

Aquisição de respiradores pelo Governo do Amazonas (público)

INQ 1391:

Aluguel de espaço e contratos para instalação do hospital de campanha Nilton Lins, bem como eventos de janeiro de 2021, relativos à falta de oxigênio.

NF-PGR 1.13.000.000351/2021-40:

Trata-se de representação firmada sob sigilo, solicitando investigação da conduta e eventual responsabilização do governador Wilson Miranda Lima e do secretário de saúde Marcellus Campêlo, em razão da recente crise de abastecimento de oxigênio em unidades de saúde do Estado do Amazonas, que culminou no óbito de dezenas de pacientes acometidos de COVID-19. Será juntado no INQ 1391. O objeto já é investigado no INQ 1391.

NF-PGR 1.13.000.000286/2021-52:

Cuida-se de representação formulada pelos Deputados Estaduais Maurício Wilker de Azevedo Barreto e Dermilson Carvalho das Chagas, em face do Governador Wilson Milranda Lima, em razão da recente crise de abastecimento de oxigênio para uso medicinal, nas unidades de saúde de Manaus e do interior do Estado, que acarretou a morte de dezenas de pessoas acometidas da COVID-19. O objeto já é investigado no INQ 1391.

NF-PGR – 1.00.000.015100/2020-37:

“Dossiê contendo materiais extraídos da internet. Supostas irregularidades envolvendo, em tese, o Governo do Estado do Amazonas.” – Serão juntados em expediente em trâmite junto ao STJ.
NF-PGR – 1.00.000.014539/2020-42: Trata-se de cópia do PP – 1.13.000.001696/2020-30, na qual relata organização social suspeita de envolvimento em esquema ilícito no Rio de Janeiro, que teria sido habilitada para atuar no Estado do Amazonas. Não consta notícias de que a OS tenha sido contratada pelo Governo do Estado do Amazonas.

Bahia

Inquérito judicial 1.426/DF (2020/0176038-9)

Relator Exmo. Sr. Dr. Ministro Og Fernandes
Apuração: Aquisição fraudada de Respiradores pelo Governador Rui Costa

Minas Gerais

NF 1.00.000.011094/2020-49:

Notícia de irregularidades na instalação do Hospital de Campanha no Expominas, bem como na execução do programa “Protege Minas”. Sigiloso. Com base em duas notas técnicas elaboradas pela CGU, obteve-se informações sobre possíveis irregularidades na contratação de organização social para funcionamento do Hospital de Campanha em Minas Gerais. Segundo a própria nota técnica, o processo de contratação estava eivado de irregularidades, que indicavam o direcionamento para a contratação de uma determinada associação. Todavia, após a elaboração da nota técnica e atuação do MPMG, a contratação não se efetivou. Quanto ao programa “Protege Minas”, identificou-se possível ocorrência de sobrepreço nas contratações.

Pará

Inquérito Judicial 1.428/DF (2020/0196407-0)

Relator Exmo. Sr. Dr. Ministro Francisco Falcão
Suposta PRÁTICA DE ILÍCITOS RELACIONADOS À AQUISIÇÃO DE 1.600 (UM MIL E SEISCENTAS) UNIDADES DE BOMBA DE INFUSÃO pelo Governo do Estado do Pará da SKN do Brasil Importação e Exportação de Eletroeletrônicos Ltda., com possível envolvimento do Governador do Estado, NO CONTEXTO de enfrentamento da pandemia da doença infecciosa causada pelo novo agente do coronavírus (COVID-19).

Inquérito judicial 1.362/DF (2020/0110654-0)

Relator Exmo. Sr. Dr. Ministro Francisco Falcão
Suposta PRÁTICA DE ILÍCITOS RELACIONADOS À AQUISIÇÃO DE 400 (quatrocentas) unidades de ventiladores pulmonares pelo Governo do Estado do Pará da SKN do Brasil Importação e Exportação de Eletroeletrônicos Ltda., com possível envolvimento do Governador do Estado, no contexto de enfrentamento da pandemia da doença infecciosa causada pelo novo agente do coronavírus (COVID-19).

São Paulo

SD 791:

Irregularidades na aquisição de respiradores pelo Governador João Doria.

NF-PGR – 1.00.000.001499/2021-50:

Trata-se de representação formulada pelo INSTITUTO NACIONAL DE ADVOCACIA – INAD em desfavor do Governador do Estado de São Paulo, JOÃO AGRIPINO DA COSTA DÓRIA JÚNIOR, em razão da suposta prática de “crime contra a humanidade e segurança nacional”. Apurar as circunstâncias de aquisição de doses da vacina CORONAVAC pelo governo paulista, dada a notícia de possível ocorrência de sobrepreço.

NF-PGR – 1.00.000.000837/2021-36:

Representação em face à declaração do Governador de São Paulo em que explana que a vacina, reconhecida como “coronavac”, poderá ser aplicada no Brasil “mesmo sem o aval da Anvisa”.

NF-PGR – 1.00.000.018655/2020-31:

“Possível prática de atos de improbidade administrativa do Governador do Estado de São Paulo, previstos no Código Penal e na Lei 8.429/92.”

NF-PGR 1.00.000.009849/2020-45:

“Supostas irregularidade envolvendo, em tese, o Governador do Estado de São Paulo, JOÃO AGRIPINO DACOSTA DÓRIA JUNIOR (“JOÃO DÓRIA”), em aquisições de equipamentos respiradores (ventiladores pulmonares), para viabilizar atendimento a pacientes contaminados pelo Coronavírus (COVID-19)” – Será juntada na SD 791.

Fonte: CNN

Continuar lendo A PGR ENCAMINHOU À CPI DA PANDEMIA INVESTIGAÇÕES EM CURSO NO STJ SOBRE POSSÍVEIS IRREGULARIDADES DE CINCO GOVERNADORES

SAIBA QUAIS SÃO OS CINCO PRINCIPAIS PONTOS QUE DEFINIRÃO O FUTURO DO CHILE NAS ELEIÇÕES

Os 5 principais pontos das eleições que definirão o futuro do Chile

Entenda o que está em jogo na votação que irá eleger os responsáveis pela primeira Constituição pós-Pinochet

INTERNACIONAL

 Do R7

ATUALIZADO EM 11/05/2021 – 13H59

Eleição da Assembleia Constituinte é resultado dos protestos que começaram em 2019

ALBERTO VALDÉS / EFE – 08.03.2021

As eleições mais importantes desde o plebiscito que marcou o fim da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), o pleito que estabelecerá as regras do jogo durante as próximas décadas. Essas são algumas das frases ditas sobre a jornada eleitoral que o Chile viverá no próximo fim de semana, mas por que tanta expectativa?

1. O que está sendo votado?

O Chile terá nos dias 15 e 16 de maio quatro eleições simultâneas, com 16.730 candidatos: municipais e regionais, nas quais serão eleitos prefeitos, secretários e governadores, e as constituintes, nais quais se votará para eleger os 155 candidatos que redigirão a futura nova Constituição.

Mais de 1.300 candidatos concorrem para fazer parte da Convenção Constitucional, que será integrada por membros da sociedade civil, entre os quais há militantes de partidos tradicionais e independentes.

Os integrantes terão nove meses para apresentar um novo texto, e esse prazo pode ser ampliado por mais três meses. Dessa forma, em meados de 2022, o Chile terá um novo plebiscito para aprovar ou rejeitar a nova Constituição.

Nas eleições municipais, os chilenos deverão eleger os representantes de 346 municípios, além dos governadores das 16 regiões do país, que permanecerão no cargo durante quatro anos.

2. Paridade e indígenas

Uma das maiores conquistas do movimento feminista chileno foi fazer da Convenção Constitucional um órgão de paridade. Isto é algo sem precedentes no mundo e faz do Chile o primeiro país do mundoa ter uma Carta Magna escrita por um número equilibrado de homens e mulheres.

Leia também: Eleições no Chile serão realizadas em 2 dias para evitar aglomeração

A paridade foi uma exigência que nasceu nas ruas, durante os protestos sociais que começaram em 2019 e nos quais as mulheres desempenharam um papel preponderante, e logo entrou nas agendas de muitos parlamentares que a tornaram realidade através de uma reforma constitucional.

Além das mulheres, a participação dos povos indígenas também é garantida, com 17 dos 155 lugares reservados para eles. O Chile, onde uma dúzia de povos nativos representam 12,8% da população nacional, é um dos poucos países da América Latina que não reconhece os indígenas na sua Constituição.

3. A origem do processo constituinte

Em outubro de 2019, uma onda de protestos em massa eclodiu no Chile. O que começou como uma queixa contra o aumento do preço do bilhete do metro se transformou em clamor popular por um modelo socioeconômico mais igualitário, mas distúrbios deixaram cerca de 30 mortos e milhares de feridos.

Em resposta aos tumultos, foi levantada a possibilidade de elaborar uma nova constituição para substituir a atual, herdada de Pinochet e considerada por muitos como a origem das grandes desigualdades no país ao privatizar serviços básicos como a água, a saúde e as pensões.

A possibilidade de escrever uma nova lei fundamental se materializou em outubro do ano passado, com a celebração de um plebiscito histórico que foi aprovado por esmagadora maioria (80%) para enterrar a atual Carta Magna.

4. Os primeiros governadores

Pela primeira vez desde que o Chile voltou à democracia, os cidadãos poderão eleger as autoridades das 16 regiões administrativas nas quais o país é dividido. Até agora, o cargo existia, mas era nomeado pelo próprio presidente e a sua autonomia era bastante limitada.

A grande batalha está na Região Metropolitana, onde se encontra Santiago e vivem mais de oito milhões de pessoas, embora a região de Valparaíso, onde ficam os principais portos do país e parte da indústria agrícola, também esteja acirrada.

Esta eleição sem precedentes, contudo, será acompanhada pela introdução da figura dos delegados governamentais, um para cada região, que serão nomeados pelo governo, e ainda tramitam no Parlamento dois projetos de lei que abordam os poderes e limites de cada cargo.

Os novos governadores regionais tomarão posse, portanto, em meio à incerteza quanto às suas competências e autonomia do orçamento.

5. O desafio da abstenção

A grande incógnita é a participação popular, que não passou de 50% desde que a votação deixou de ser obrigatória, em 2012, com exceção do plebiscito de outubro (50,9%).

Especialistas dizem que a complexidade das eleições e a vasta gama de ofertas eleitorais podem jogar contra e desencorajar a votação, embora os eleitores não levem mais de 4 minutos para votar.

A pandemia, que já deixou 1,3 milhões de infectados, uma estimativa de 27 mil mortos e ainda mantém cerca de 90% do país em quarentena nos fins de semana, será o fator mais decisivo.

Em outubro, muitos eleitores mais velhos — os mais participativos — ficaram em casa por medo de contágio, mas espera-se que saiam para votar em massa neste fim de semana porque já estão imunizados.

As eleições, que deveriam ter ocorrido em abril e foram adiadas devido à pandemia, serão realizadas em dois dias, sábado e domingo, para evitar multidões.

Fonte: R7

Continuar lendo SAIBA QUAIS SÃO OS CINCO PRINCIPAIS PONTOS QUE DEFINIRÃO O FUTURO DO CHILE NAS ELEIÇÕES

NO 2º TURNO DOS CINCO CANDIDATOS APOIADOS PELA GOVERNADORA FÁTIMA, QUATRO NÃO SE ELEGERAM

2º TURNO: Fátima Bezerra apoia 5 candidatos nas redes sociais e 4 são derrotados

 POLÍTICA

Fátima Bezerra e suas andanças - Blog Agenor Melo

O apoio dado pela governadora Fátima Bezerra (PT) às vésperas do segundo turno das eleições municipais deste domingo (29) não surtiu muito efeito. Dos cinco candidatos aos quais a petista escreveu mensagens de apoio pelas redes sociais neste fim de semana, 4 foram derrotados.

Fátima manifestou apoio a Marília Arraes (PT), candidata a prefeita do Recife; Guilherme Boulos, candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo; Margarida Salomão (PT), candidata a prefeita de Juiz de Fora (MG); Manuela d’Ávila (PCdoB), candidata a prefeita de Porto Alegre (RS) e João Coser, candidato a prefeito de Vitória (ES) pelo Partido dos Trabalhadores. Desses, apenas Margarida Salomão venceu.

O fraco desempenho dos partidos de esquerda se repetiu em praticamente todo o Brasil. No Rio Grande do Norte, Fátima só conseguiu eleger 3 prefeitos do PT, nas cidades de Currais Novos, Sítio Novo e Afonso Bezerra. O Estado tem 167 municípios. Essa foi a menor quantidade de prefeitos eleitos alcançada por um governador nas eleições municipais.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo NO 2º TURNO DOS CINCO CANDIDATOS APOIADOS PELA GOVERNADORA FÁTIMA, QUATRO NÃO SE ELEGERAM

CINCO EDITAIS DA LEI DE EMERGÊNCIA A CULTURA ALDIR BLANC PRORROGAM AS INSCRIÇÕES

Cultura: prorrogadas inscrições de cinco editais da Lei Aldir Blanc

Redação/Portal da Tropical

Atualizado em:

Editais foram prorrogados para garantir maior participação | Foto: Elisa Elsie

Estão prorrogadas até 12 de novembro as inscrições para cinco editais da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal nº14.017/2020), lançados pelo Governo do RN, através da Fundação José Augusto (FJA).

Os interessados terão até a próxima quinta-feira (12) para inscrever seus projetos nos editais Prêmio Cultura Popular de Tradição; Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa; Programa de Apoio a Microprojetos Culturais; Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância; e Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres. As Inscrições serão feitas através de um e-mail criado para cada edital, disponibilizados no site www.cultura.rn.gov.br . O resultado final será publicado em 7 de dezembro.

De acordo com o governo estadual, a prorrogação do prazo foi motivada pela necessidade de aumentar a mobilização dos potenciais proponentes, garantindo uma participação mais ampla e inclusiva dos segmentos artístico-culturais do RN. Ao todo, são dez editais lançados no estado potiguar para a Lei Aldir Blanc, totalizando a destinação de recursos no valor de R$ 18,871 milhões.

Também estão abertos até 12 de novembro os editais Diversidade Sócio-Humana; Fomento à Cultura Potiguar 2020 e Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais.

EDITAIS PRORROGADOS

Prêmio Cultura Popular de Tradição
Este edital irá selecionar 306 iniciativas, com valor total de R$ 3,01 milhões, ligadas à Cultura Popular de tradição que abrangem o patrimônio do RN, formado por expressões artísticas, brincadeiras, crenças, religiosidade, festas, história e outras manifestações. O edital premiará artistas populares individuais, mestres e mestras de folguedos tradicionais e de capoeira, grupos folclóricos, quadrilhas juninas, blocos carnavalescos, benzedeiras, raizeiras e representantes da medicina popular.

Programa de Apoio a Microprojetos Culturais
O Edital irá selecionar 291 iniciativas com o foco no apoio a microprojetos culturais de diversos segmentos que integram a economia criativa da cultura do Rio Grande do Norte, com prêmios de Protagonismo Cultural e Empreendedorismo (Individual e Coletivo). O Programa também beneficiará 100 bandas filarmônicas, 12 Pontos de Memória, 30 Pontos de Cultura e 19 circos de lona. Valor total de R$ 4,08 milhões.

Formação e Pesquisa
Troca de Saberes à Distância – Edital para seleção de 140 iniciativas que incentivam o ensino e aprendizagem nos diversos segmentos artísticos e culturais e que estimulem a produção intelectual de trabalhadores e trabalhadoras da cultura do Rio Grande do Norte, garantindo o acesso da população potiguar às iniciativas artísticas e culturais. O valor total é de R$ 1,05 milhão.

Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa
Edital para seleção de 140 projetos artísticos e culturais concebidos como proposta integrada, destinados à difusão em redes sociais e meio digital com acesso gratuito. O valor total é de R$ 1,3 milhão.

Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres
Edital voltado para a seleção de 140 iniciativas com foco na Gastronomia e no Artesanato Tradicional Potiguar, com base nos aspectos que identificam essas expressões como elementos importantes da identidade cultural do Rio Grande do Norte. O valor total de R$ 700 mil

Mais informações podem ser obtidas pelo endereço eletrônico duvidas.editais.fja@gmail.com

Fonte: Portal da Tropical – Notícias

Continuar lendo CINCO EDITAIS DA LEI DE EMERGÊNCIA A CULTURA ALDIR BLANC PRORROGAM AS INSCRIÇÕES

BOAS NOTÍCIAS: EM CINCO ANOS MORTES POR TUBERCULOSE CAÍRAM 14 %, CAUSANDO UMA ECONOMIA DE 60 MILHÕES NAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS

Novo relatório mostra que as mortes por tuberculose caíram 14% em cinco anos, economizando 60 milhões nas últimas duas décadas

 

No relatório anual global da Organização Mundial da Saúde, a agência da ONU responsável pela saúde pública internacional prevê centenas de milhares de pessoas se recuperando ou evitando a doença da tuberculose.

Desde 2000, o tratamento da TB evitou a morte de 60 milhões de pessoas, sendo a própria doença tratável com o medicamento certo.

“Em 2014 e 2015, todos os Estados-Membros da OMS e da ONU se comprometeram a acabar com a epidemia de TB, por meio da adoção da Estratégia da OMS para Acabar com a TB e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, lê-se no resumo executivo do relatório. Com cinco anos se passaram e 10 para o fim antes que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2030 sejam examinados, como está a Estratégia para Acabar com a TB?

Nos últimos cinco anos, a incidência global de TB caiu 9%. Além disso, isso não se restringiu a países ricos em lugares como a Europa – que conseguiu uma queda de 19% no mesmo período. Esta queda nos casos de TB também ocorreu em várias regiões mais pobres do globo, como a África Subsaariana e Oriental, com as nações do Zimbábue, Tanzânia, Etiópia, Quênia, Namíbia, África do Sul e Lesoto contribuindo com 16% taxa de caixa continental total reduzida.

O total acumulado de mortes por TB no mundo também diminuiu, caindo 14% nos últimos cinco anos. A Europa, com suas economias fortes e amplo acesso a cuidados médicos de qualidade, reduziu a taxa de mortalidade por tuberculose em 31% durante este período, enquanto a África fez “bons progressos”, reduzindo as suas em um quinto com muito menos recursos.

“No final de 2019, os indicadores globais para redução da carga de tuberculose, melhor acesso à prevenção e cuidados com a tuberculose e maior financiamento estavam indo na direção certa”, diz o relatório de 2020 , após descrever o financiamento anual para a Estratégia para Acabar com a TB programas em 121 estados membros de baixa e média renda foi cerca de US $ 500 milhões a mais do que as despesas.

Mesmo em meio a uma pandemia global, é importante não esquecer outras doenças infecciosas, como malária e tuberculose, que ainda exigem esforços diligentes de combate em regiões como Sudeste e Ásia Central, África e Oceania.

Fonte: goodnewsnetwork.org

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: EM CINCO ANOS MORTES POR TUBERCULOSE CAÍRAM 14 %, CAUSANDO UMA ECONOMIA DE 60 MILHÕES NAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS

CINCO REPRESENTAÇÕES DA OAB PEDIRAM AO STF A SUSPENSÃO DOS EFEITOS DE DELAÇÃO DO EX-PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO-RJ

Por Fernanda Vivas e Márcio Falcão, TV Globo — Brasília

 

 

Cinco representações da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pediram nesta quinta-feira (17) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que suspenda os efeitos do acordo de delação premiada de Orlando Diniz, ex-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).

As representações também querem a suspensão de todas as medidas tomadas a partir de informações contidas no acordo, entre as quais as buscas e apreensões na Operação E$quema S, deflagrada no último dia 9, e ação penal aberta a partir das apurações.

Os pedidos foram apresentados pelas representações da OAB no Rio de Janeiro, no Distrito Federal, no Ceará, em Alagoas e em São Paulo. O relator é o ministro Gilmar Mendes.

A Operação E$quema S é uma nova fase da Lava Jato e apura supostos desvios no Sistema S.

Foram alvos da operação os advogados Frederick Wassef (ex-advogado da família Bolsonaro), Ana Tereza Basílio (advogada do governador afastado do Rio, Wilson Witzel), Cristiano Zanin e Roberto Teixeira (representantes do ex-presidente Lula) e Eduardo Martins. Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Operação Lava Jato investiga suposto esquema de desvios no Sistema S

Argumentos da OAB

As representações da OAB alegam que, na delação, Orlando Diniz citou autoridades com foro privilegiado e, com isso, as “atribuições institucionais” sobre o caso cabem à Procuradoria Geral da República e ao STF, não à Justiça Federal do Rio.

“A celebração de acordo de colaboração entre o Ministério Público Federal e delator nas circunstâncias do caso concreto sub examine insere-se no âmbito das atribuições institucionais da Procuradoria-Geral da República, competindo a esse Supremo Tribunal Federal decidir sobre a sua homologação”, argumenta a OAB.

As representações afirmaram ainda que, por envolver entidades do Sistema S, a competência poderia ser da Justiça Estadual.

Para a entidade, todo o material produzido a partir da delação de Diniz deve ficar sob a guarda do STF, e os ministros da Corte devem reconhecer que o caso deve tramitar na instância superior, tornando nulos todos os passos da investigação realizadas na primeira instância.

Fonte: G1

Continuar lendo CINCO REPRESENTAÇÕES DA OAB PEDIRAM AO STF A SUSPENSÃO DOS EFEITOS DE DELAÇÃO DO EX-PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO-RJ

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho