CENTRÃO COBRA CRITÉRIOS DO GOVERNO NA DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS PARA A SAÚDE

Em aceno ao Congresso, governo libera recursos para Saúde, mas desagrada centrão

Bárbara Baião, da CNN, em Brasília

04 de julho de 2020 às 15:34

Palácio do Planalto e Congresso Nacional, em BrasíliaPolíticos do Centrão reclamaram de o governo não ter priorizado aliados na distribuição de recursos

O critério utilizado pelo governo para distribuir R$ 13 bilhões para estados e municípios no combate ao novo coronavírus desagradou partidos de centrão no Congresso Nacional.

Desde que a portaria foi publicada no Diário Oficial da União, no dia 1º de julho, parlamentares reclamam que estão com dificuldades em “apadrinhar” o envio do dinheiro para as bases eleitorais. Isso porque o critério de distribuição utilizado não deixa claro quem fez a indicação, e permite ainda que mais de um parlamentar encaminhe recursos a um mesmo destino.

Por causa do ruído nas bancadas, líderes partidários chegaram a defender a revogação da portaria. Um parlamentar do centrão na Câmara explicou à CNN que até as prefeituras estão com dificuldades em identificar o que seria ação do parlamentar e o que seria recurso de apoio do governo federal.

Além da disputa pela origem da verba, siglas que negociam a formação de uma base aliada, como o Progressistas, argumentam que deveriam ter a prioridade na indicação do dinheiro.

De acordo com fontes que acompanham as negociações, dos R$ 13 bilhões previstos na portaria, R$ 7 bilhões foram prometidos aos parlamentares mais alinhados ao governo. Já os outros R$ 6 bilhões foram aplicados segundo definições técnicas do ministério da Saúde.

O foco foi o atendimento a prefeitos e governadores que, embora não fossem comandadas por siglas aliadas, necessitam dos recursos por causa da pandemia – priorizando cidades com menor número de habitantes e maior incidência de casos.

Continuar lendo CENTRÃO COBRA CRITÉRIOS DO GOVERNO NA DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS PARA A SAÚDE

ANÁLISE POLÍTICA: PACTOS COM O CENTRÃO TORNAM BOLSONARO EM UM TEMER MELHORADO

O destaque da nossa coluna ANÁLISE POLÍTICA desta terça-feira é comentário muito preciso e sóbrio do jornalista Rodrigo Constantino sobre o relacionamento incestuoso de Bolsonaro com o Centrão. Assista, reflita e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: PACTOS COM O CENTRÃO TORNAM BOLSONARO EM UM TEMER MELHORADO

EDITORIAL: BOLSONARO É A VELHA POLÍTICA EM PESSOA

Caro(a) leitor(a),

O nosso EDITORIAL desta terça-feira faz fazer parte do MEMORIAL DO LEITOR no Blog do Saber que você vai poder acessar para refrescar a memória quando precisar, pois esse é o grande mal do brasileiro: MEMÓRIA CURTA. O vídeo que você vai assistir após a minha OPINIÃO é mais uma exemplo de que ainda está muito longe de nos livrarmos da velha política e dos velhos políticos. Bolsonaro sempre fez parte da dita “Velha Política” e nunca deixo de fazer. A sua aproximação e distribuição de cargos com o CENTRÃO comprovam isso. Portanto deixo para você assistir aos vídeos, refletir e tirar as suas conclusões!

Felipe Moura Brasil atualiza o discurso de 2018 do general Augusto Heleno sobre o Centrão. Assista.

Fonte: 

Continuar lendo EDITORIAL: BOLSONARO É A VELHA POLÍTICA EM PESSOA

NEGOCIAÇÃO DE CARGOS NO GOVERNO POR INDICAÇÃO DO CENTRÃO ESTÁ EM ANDAMENTO

 POLÍTICA

Centrão fecha mapa de indicações e nomes passam por crivo ‘anti-PT’

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Os partidos do centrão fecharam o desenho do cargos a que terão direito no governo e o Palácio do Planalto faz agora uma pesquisa detalhada sobre os nomes que foram indicados por Progressistas, PL e Republicanos.

O ponto central do pente-fino é buscar qualquer associação dos postulantes ao cargo com o PT. As siglas foram avisadas de que haverá pesquisa profunda na internet para saber se os indicados “seguem” alguém da oposição nas redes sociais ou se já doaram recursos para algum candidato do PT.

A indicação fez com que o centrão corresse para alertar seus indicados a fazer “uma limpa” em seus perfis na internet.

Pelo acerto discutido hoje (21) com o governo federal, o PL, de Valdemar Costa Neto, ficará com a presidência do Banco do Nordeste e a secretaria de vigilância em saúde no Ministério da Saúde.

O posto, comandado pelo secretário Wanderson Oliveira na gestão de Luiz Henrique Mandetta, é um dos mais estratégicos da pasta e central no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Já o Progressistas, presidido pelo senador Ciro Nogueira, terá o direito a indicar a presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e também do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs). O FNDE é um dos órgãos com maior orçamento do governo, cerca de R$ 50 bilhões, e controla a distribuição de recursos para Estados e municípios em diversos programas federais.

Já o Republicanos, comandado pelo deputado Marcos Pereira, ganhará uma secretaria no Ministério de Desenvolvimento Regional, pasta chefiada hoje por Rogério Marinho. O ministério é central na organização da distribuição de recursos para diversos municípios e sempre bastante cobiçado por partidos, interessados em agradar prefeitos aliados.

Líderes afirmam que o desenho final da distribuição de cargos ainda pode sofrer alguma alteração. Mas o acerto é tido como em fase final. Houve sinalização em reunião na segunda-feira (20) entre representantes do grupo e integrantes do Palácio do Planalto que a confirmação final do acordo e o aval final aos nomes ocorrerá ainda nesta semana.

PL, Progressistas e Republicanos estão negociando em conjunto e fizeram um acordo para que haja distribuição entre eles de cargos dos órgãos que irão controlar. A ideia ainda é que haja um compromisso dos indicados ao comando das instituições de atender com a mesma dedicação os pedidos do partido que patrocinou a indicação e dos demais aliados do bloco.

Ao PSD, de Gilberto Kassab, foi prometida o controle daFundação Nacional de Saúde (Funasa). Mas esse acerto foi feito diretamente entre a sigla e o Palácio do Planalto.

Em troca, o grupo promete atuar de forma mais favorável ao governo em votações na Câmara dos Deputados. Líderes dizem, porém, que não haverá um alinhamento automático. Mas que o presidente e seus ministros terão de abrir diálogo a partir de agora e debater os assuntos que serão votados.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo NEGOCIAÇÃO DE CARGOS NO GOVERNO POR INDICAÇÃO DO CENTRÃO ESTÁ EM ANDAMENTO

OPINIÃO: VAMOS NEUTRALIZAR ESSA NOVA AÇÃO DO CENTRÃO CONTRA MORO

OPINIÃO: VAMOS NEUTRALIZAR ESSA NOVA AÇÃO DO CENTRÃO CONTRA MORO
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, participa do lançamento da publicação Peer Review Brasil 2019, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Caro(a) leitor(a),

O preço da liberdade é a eterna vigilância. Por isso vamos ficar alerta quanto a essas tentativas sórdidas do Centrão, como máquina do mal dentro do Congresso Nacional e retaliar da melhor maneira para nós cidadãos que, antes de mais nada, não colocando lá esses representantes patéticos que só olham para os seus umbigos e depois através das redes sociais mostrando para eles quem é que manda. Portanto, vai ser viralizando notícias como a que vem a seguir que iremos conseguir inibir essas ações satânicas.

O novo golpe contra Sergio Moro

Um grupo político formado pela ala do ‘Centrão’ estaria programando uma tentativa de ‘golpe’ contra o ministro da Justiça e Segurança Pública.

Redação

Publicado em 

Por  

 

O novo golpe contra Sergio Moro 16

Fabio Rodríguez Pozzebom | Agência Brasil

De acordo com a matéria, os responsáveis seriam os mesmos que desconfiguraram o Pacote-Anticrime.

O texto ainda diz que tática seria dividir a pasta do Ministro ao meio.

A tentativa seria para paralisar os efeitos positivos que o governo Bolsonaro vem conquistando no ramo da Segurança Pública.

O conteúdo na íntegra você confere aqui!

Repercussão 

Nas redes sociais, internautas repercutiram o conteúdo.

O editor-chefe do Conexão Política, Davy Albuquerque, usou o Twitter para repudiar o suposto ataque contra Moro.

“Circula nas redes sociais um texto dizendo que o CENTRÃO prepara um golpe para enfraquecer o ministro Moro. A estratégia seria dividir a pasta da Justiça ao meio. Segundo o texto, o alvo principal é a segurança pública. Se isso for verdade, todos os traíras precisam ser expostos”, escreveu.

Davy Albuquerque da Fonseca@AlbuquerqueDavy

Circula nas redes sociais um texto dizendo que o CENTRÃO prepara um golpe para enfraquecer o ministro Moro. A estratégia seria dividir a pasta da Justiça ao meio. Segundo o texto, o alvo principal é a segurança pública. Se isso for verdade, todos os traíras precisam ser expostos.

O economista Fernando Valverde escreveu:

Isso é mais um obstáculo posto pela bandidagem a fim de frear o combate à corrupção, se somando aos ataques ao COAF e à Receita Federal, bem como a soltura de criminosos após a condenação em 2 instância. Puro desespero do Centrão e dos esquerdopatas com a ascensão do Moro”.

Até o fechamento desta matéria, nem Sergio Moro, nem outro nome do governo havia comentado sobre a matéria do Antagonista.

Continuar lendo OPINIÃO: VAMOS NEUTRALIZAR ESSA NOVA AÇÃO DO CENTRÃO CONTRA MORO

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar