O ESTADO DO RN ESTÁ NO 9º LUGAR NO RANKING DA GASOLINA MAIS CARA DO BRASIL

RN tem a 9ª gasolina mais cara do Brasil

24 ago 2021

RN tem a 9ª gasolina mais cara do Brasil; saiba quais são os estados com o litro mais barato

Batendo recordes inflacionários a cada semana, o preço da gasolina segue em indomável disparada no Brasil. Contudo, a depender do estado em que o consumidor mora, os valores praticados podem ter variações significativas.

O Rio de Janeiro tem o preço médio mais alto do País, com o litro vendido a R$ 6,48. Apenas três centavos abaixo, surge o Acre (R$ 6,45). O pódio é completado pelo Distrito Federal, onde a gasolina é comercializada por R$ 6,35, na média. Os dados constam na mais recente pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), realizada entre os dias 15 e 21 de agosto.

Entre os estados nordestinos, o Piauí é o recordista de inflação, com o preço médio de R$ 6,30; seguido do Rio Grande do Norte, cujos postos vendem o litro a R$ 6,10. No sentindo oposto, o estado com a gasolina mais barata é o Amapá. Na média, os amapaenses pagam R$ 5,14 pelo litro.

Na nova e indigesta realidade dos combustíveis, esta cotação pode ser considerada baixa, embora ainda soe estranho atribuir bons adjetivos à gasolina mesmo acima da casa dos R$ 5. O Ceará ocupa a 18º posição no raking nacional, portanto, está entre as 10 mais baratas do País, com o valor médio de R$ 5,93 por litro.

Ranking: preço médio da gasolina nos estados

  1. Rio de Janeiro: R$ 6,48
  2. Acre: R$ 6,45
  3. Distrito Federal: R$ 6,35
  4. Piauí: R$ 6,30
  5. Goiás: R$ 6,27
  6. Minas Gerais: R$ 6,18
  7. Tocantins: R$ 6,15
  8. Rio Grande do Sul: R$ 6,14
  9. Rio Grande do Norte: R$ 6,10
  10. Sergipe: R$ 6,09
  11. Rondônia: R$ 6,06
  12. Bahia: R$ 6,06
  13. Alagoas: R$ 6,04
  14. Espírito Santo: R$ 6,04
  15. Pará: R$ 6,03
  16. Mato Grosso do Sul: R$ 5,95
  17. Mato Grosso: R$ 5,94
  18. Ceará: R$ 5,93
  19. Pernambuco: R$ 5,90
  20. Maranhão: R$ 5,90
  21. Amazonas: R$ 5,79
  22. Paraíba: R$ 5,79
  23. Santa Catarina: R$ 5,74
  24. Paraná: R$ 5,73
  25. Roraima: R$ 5,63
  26. São Paulo: R$ 5,62
  27. Amapá: R$ 5,14
Fonte: Política em Foco
Continuar lendo O ESTADO DO RN ESTÁ NO 9º LUGAR NO RANKING DA GASOLINA MAIS CARA DO BRASIL

SEGUNDO ANP, O RN TEM A SEGUNDA GASOLINA MAIS CARA DO BRASIL

Por G1 RN

 

Gasolina posto de combustível bomba abastecer abastecimento carro frentista Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV CabugiGasolina posto de combustível bomba abastecer abastecimento carro frentista Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte segue com a 2ª gasolina mais cara do Brasil. É o que aponta o levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). (Veja o ranking completo no fim).

O novo registro foi feito entre os dias 11 e 17 de julho. O estado também figurava na segunda posição na pesquisa da semana anterior.

De acordo com o relatório da ANP, o preço médio da gasolina comum no estado foi de R$ 6,34 na semana da pesquisa. O único estado com valor superior foi o Acre, com R$ 6,39.

O Rio de Janeiro teve preço médio de R$ 6,33 e se manteve atrás do estado potiguar, na terceira posição.

Para o levantamento, a ANP pesquisou 52 postos em todo o Rio Grande do Norte. O menor preço encontrado na investigação foi de R$ 6,15, enquanto o maior chegou a R$ 6,39.

Essa é a primeira pesquisa completa após o reajuste da Petrobras no último dia 5 de R$ 0,16 no preço da gasolina na refinaria. O aumento foi sentido dois dias depois nos postos do estado e desencadeou em protestos.

Preço médio é maior em Natal

O preço médio da gasolina comum em Natal é R$ 0,04 mais alto em Natal do que no estado, segundo a ANP.

Na capital potiguar, a média de preço nos 25 postos pesquisados foi de R$ 6,38. O preço mínimo encontrado na pesquisa foi de R$ 6,35, sendo o máximo de R$ 6,39.

Em Parnamirim, o preço médio foi de R$ 6,30, sendo R$ 6,15 o mínimo e R$ 6,38 o máximo. Foram 10 postos pesquisados.

Em Mossoró, o preço médio ficou em R$ 6,27, com o mínimo em R$ 6,25 e o máximo em R$ 6,28. Ao todo, 17 postos estiveram no levantamento.

Ranking dos estados com gasolinas mais caras (preço médio)

  1. Acre: R$ 6,39
  2. Rio Grande do Norte: R$ 6,34
  3. Rio de Janeiro: R$ 6,33
  4. Piauí: R$ 6,27
  5. Goiás: R$ 6,20
  6. Rio Grande do Sul: R$ 6,12
  7. Bahia: 6,04
  8. Minas Gerais: R$ 6,01
  9. Tocantins: R$ 6,00
  10. Distrito Federal: R$ 5,998
  11. Alagoas: R$ 5,99
  12. Mato Grosso: R$ 6,969
  13. Espírito Santos: R$ 6,967
  14. Rondônia: R$ 5,95
  15. Pernambuco: R$ 5,92
  16. Pará: R$ 5,87
  17. Mato Grosso do Sul: R$ 5,827
  18. Ceará: R$ 5,822
  19. Amazonas: R$ 5,79
  20. Sergipe: R$ 5,75
  21. Maranhão: R$ 5,70
  22. Paraíba: R$ 5,58
  23. Roraima e Santa Catarina: R$ 5,532
  24. Roraima e Santa Catarina: R$ 5,532
  25. São Paulo: R$ 5,48
  26. Paraná: R$ 5,51
  27. Amapá: R$ 5,05

Fonte: G1 RN

Continuar lendo SEGUNDO ANP, O RN TEM A SEGUNDA GASOLINA MAIS CARA DO BRASIL

BANDEIRA VERMELHA 2 É MANTIDA PELA ANEEL E CONTA DE LUZ FICA MAIS CARA

Com crise hídrica, Aneel mantém em julho bandeira vermelha 2, a mais cara

A agência ajustou a bandeira tarifária para a mais alta em junho. Em maio, os consumidores ainda contavam com a bandeira vermelha 1

Ligia Tuon, do CNN Brasil Business, em São Paulo
Atualizado 25 de junho de 2021 às 19:37

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (28) que vai manter a bandeira vermelha 2 no mês de julho, em meio a uma seca histórica na região das hidrelétricas.

A bandeira vermelha 2 é a mais cara das tarifas extras, e representa atualmente uma cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh consumidos. No entanto, esse valor irá mudar, segundo a agência, que vai divulgar atualização na próxima terça-feira, dia 29, excepcionalmente.

A mudança vem num momento em que os principais reservatórios de água no país estão num nível crítico, devido à falta de chuvas. Esse cenário faz com que o governo tenha que recorrer a usinas térmicas, que têm um custo maior de geração. O custo extra é repassado aos consumidores finais por meio da mudança da bandeira tarifária.

A agência ajustou a bandeira tarifária para a mais alta em junho. Em maio, os consumidores ainda contavam com a bandeira vermelha 1.

“Em junho, as afluências nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) estiveram entre as mais críticas do histórico. Julho inicia-se com mesma perspectiva hidrológica desfavorável, com os principais reservatórios do SIN em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano, o que sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e elevada necessidade de acionamento de recursos termelétricos”, diz a agência em nota.

Tarifa deve subir mais de 20%

Embora o novo reajuste ainda não tenha sido divulgado pela Aneel, o diretor-geral da agência, André Pepitone, Aneel, adiantou na semana passada que o valor deve ser maior do que o previsto na consulta pública apresentada em março.

Na ocasião, a proposta era elevar a cobrança de 100 kWh na bandeira vermelha 2 para R$ 7,571. Ou seja, se fosse mantido esse valor, o aumento seria de 20%. A informação foi antecipada pelo jornal O Globo e repercutida pela comentarista de economia da CNN Thaís Herédia.

“Certamente, a gente já pode adiantar aqui nessa comissão que não tem o valor final, mas digo às vossas excelências que será um valor bem maior do que os R$ 6,24. Tivemos uma audiência pública que durou 30 dias e apresentou o valor de R$ 7 e alguns centavos, mas com certeza esse valor [final] ainda deve superar um pouco os R$ 7 [e alguns centavos], [daí os] mais de 20% [de alta]”, afirmou.

Continuar lendo BANDEIRA VERMELHA 2 É MANTIDA PELA ANEEL E CONTA DE LUZ FICA MAIS CARA

OPINIÃO: ENQUANTO CIDADÃO PAULISTANO É OBRIGADO FICAR EM CASA, GOVERNADOR TOMA SOL EM HOTEL DE LUXO

O repugnante momento de lazer do cara que colocou a PM para agir contra os cidadãos em praias e praças

Foto Reprodução/InternetFoto Reprodução/Internet

Enquanto você está sem emprego, vendo faltar comida em casa, dependendo de um auxílio governamental (ou nem isso), a Pantera Cor-de-Rosa toma sol no Fairmont Copacabana, onde cada diária custa um salário mínimo (aquele que milhões de paulistas deixaram de receber, graças à sua conduta vergonhosa como governador).

O cara que fechou o estado mais importante do país, que colocou a PM para agir contra os cidadãos em praias e praças, que fez sei lá quantos discursos contra aglomerações e pelo uso de máscaras, foi retocar a marquinha em público, sem máscara.

Justo ele, que adiantou feriados e instituiu toque de recolher, para que ninguém viajasse sem necessidade, justificou que o “click” foi tirado em um “momento de descanso e lazer com a família”.

Não tem o que comentar. Não existe nenhuma análise a ser feita. Se fôssemos um país sério, esse homem seria apedrejado em praça pública.

No lodo da política tupiniquim, de onde saem os personagens mais abjetos, a baixeza de João Doria se destaca.

No lixão, é o chorume!

O Brasil não é para amadores

Foto de Felipe Fiamenghi

Felipe Fiamenghi

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: ENQUANTO CIDADÃO PAULISTANO É OBRIGADO FICAR EM CASA, GOVERNADOR TOMA SOL EM HOTEL DE LUXO

ANÁLISE POLÍTICA: O QUE A GRANDE MÍDIA E POLÍTICOS DA OPOSIÇÃO ESTÃO FAZENDO BEM NA NOSSA CARA

Globo, Nelipe, Verdevaldo, STF, Anvisa e mais.

Começamos a semana, nesta segunda-feira, com os comentários muito bem humorados e inteligentes da analista política Bárbara, aqui na coluna ANÁLISE POLÍTICA. Nesse vídeo ela mostra para vocês o que a grande mídia e alguns políticos da oposição estão fazendo bem na nossa cara. Prepare a pipoca, se acomode na poltrona e aproveite que hoje e feriadão pra se atualizar!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: O QUE A GRANDE MÍDIA E POLÍTICOS DA OPOSIÇÃO ESTÃO FAZENDO BEM NA NOSSA CARA

POLÍTICA: CANDIDATO DO PARTIDO NOVO DIZ QUE TRÁFICO NEM DEVERIA SER CRIME

Novo começa a mostrar a cara: Candidato do partido diz: “tráfico nem devia ser crime”

LER NA ÁREA DO ASSINANTE

Fotomontagem: Marcelo Castro e André do Rap

Não demorou muito…

Gradativamente o Partido Novo vem mostrando sua verdadeira face!

O candidato a vereador na cidade de São Paulo, empresário Marcelo Castro, defendeu em suas redes sociais a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, que mandou soltar o traficante André do Rap.

Até ai, tudo bem. A argumentação usada é que é chocante, estapafúrdia.

Segundo Castro, o “tráfico nem devia ser crime”.

“O tal do “André do Rap” tava preso temporariamente há um ano.

A lei é clara: prisão preventiva por mais de 90 dias tem que ser fundamentada. Não foi. Acerta MAM (Marco Aurélio Mello).

Ademais, o cara foi preso por tráfico, não por assassinato ou latrocínio.

Tráfico nem devia ser crime”, escreveu o candidato.

Confira:

Posteriormente, Marcelo Castro afirmou que não sabia que o caso tratava “de um chefão do PCC”.

“Com esse nome, achei que era vendedor de droga de baile funk”, tentou justificar.

Confira:

A carapuça de Amoêdo e sua turma vai caindo!

O Novo não é “novo”. O Novo é um engodo.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo POLÍTICA: CANDIDATO DO PARTIDO NOVO DIZ QUE TRÁFICO NEM DEVERIA SER CRIME

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar