ALESP PUNE FERNADO CURY SOB ACUSAÇÃO DE ASSÉDIO DEPOIS DE APALPAR COLEGA

Alesp afasta Fernando Cury por seis meses por assédio depois de apalpar colega

Pena foi aprovada de forma unânime com 86 votos, nesta quinta-feira

Victória Cócolo, da CNN, em São Paulo

Atualizado 01 de abril de 2021 às 21:54

Alesp afasta Fernando Cury por seis meses por assédio depois de apalpar colega

O deputado estadual Fernando Cury (Cidadania) foi punido com afastamento de seis meses sem salário e gabinete, por assediar a deputada Isa Penna (PSOL) em dezembro de 2020. A decisão foi tomada pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) nesta quinta-feira (1º).

O plenário aprovou a punição de forma unânime com 86 votos. A votação desta quinta foi uma ampliação da pena determinada pelo Conselho de Ética, de 119 dias de suspensão de mandato, aprovada no dia 5 de março — considerada a mais branda em discussão, na época.

O prazo de 119 dias havia sido estabelecido para evitar a dissolução do gabinete do parlamentar, o que ocorre a partir de 120 fora do parlamento. Com a decisão, deve tomar posse o suplente, o padre Afonso Lobato (PV). A convocação deve ser publicada no Diário Oficial na próxima semana.

Em nota, Cury afirmou receber a decisão com “serenidade e de forma respeitosa”

Apalpada em meio ao plenário

Em dezembro de 2020, Isa pena conversava com um membro da mesa diretora da Alesp, em meio à sessão de votação de orçamento do Estado, quando Cury se aproximou por trás e a apalpou na altura do seio. Câmaras de segurança flagraram a cena.

Na época, o deputado disse que o toque se tratava de um abraço e que se sentia triste e constrangido pela acusação.

Sobre a decisão desta quinta, Isa Penna disse que, apesar de não ser a pena ideal, é uma vitória a ser comemorada.

“É a primeira vez na história do Brasil que um deputado, homem no poder, é sancionado por cometer assédio e a gente sabe como a violência de gênero na política é recorrente”, afirmou a deputada.

Continuar lendo ALESP PUNE FERNADO CURY SOB ACUSAÇÃO DE ASSÉDIO DEPOIS DE APALPAR COLEGA

MATIN VIZCARRA FOI DECLARADO ‘MORALMENTE INCAPAZ’ DE OCUPAR CARGO EM FUNÇÃO DE ACUSÃO DE CORRUPÇÃO

 

Congresso peruano depõe presidente Martín Vizcarra

Por 105 votos a favor, 19 contra e 12 abstenções, o Congresso decidiu apoiar a moção de vacância contra o presidente Martín Vizcarra

INTERNACIONAL

Do R7, com agências internacionais

Martín Vizcarra foi declarado 'moralmente incapaz' de ocupar a presidência

O Congresso do Peru depôs nesta segunda-feira (9) o presidente do país, Martín Vizcarra, em julgamento político no qual os parlamentares o declararam “moralmente incapaz” de ocupar o cargo em função de acusações de corrupção.

Com a retirada de Vizcarra da presidência, o chefe da Assembleia da República, Manuel Merino, deve assumirá o cargo até julho do próximo ano. A moção foi apoiada pela maioria dos membros da Acción Popular, APP, Frepap, Fuerza Popular, UPP e Podemos Peru.

O Plenário do Congresso aprovou esta tarde a segunda moção de vacância presidencial por incapacidade moral permanente.

Por 105 votos a favor, 19 contra e 12 abstenções, a representação nacional decidiu apoiar a moção apresentada pela bancada União pelo Peru contra o presidente Martín Vizcarra.

No final da votação, o presidente do Congresso, Manuel Merino de Lama, convocou os parlamentares para amanhã, às 17 horas, para, segundo disse, cerimônia de tomada de posse presidencial.

A proposta de vacância presidencial invoca a causa de incapacidade moral por atos contra o presidente Vizcarra, quando ele era governador regional de Moquegua. A acusação é de que ele teria recebido propina de empreiteiras locais.

 

Continuar lendo MATIN VIZCARRA FOI DECLARADO ‘MORALMENTE INCAPAZ’ DE OCUPAR CARGO EM FUNÇÃO DE ACUSÃO DE CORRUPÇÃO

JUSTIÇA: POR FALTA DE ELEMENTOS PARA ACUSAÇÃO FORMAL, PGR ARQUIVA APURAÇÃO PRELIMINAR SOBRE BOLSONARO E FILHOS

Por Márcio Falcão e Fernanda Vivas, TV Globo — Brasília

 

PGR arquiva apuração preliminar que envolvia a família Bolsonaro
PGR arquiva apuração preliminar que envolvia a família Bolsonaro

Procuradoria-Geral da República (PGR) arquivou uma apuração preliminar relacionada ao presidente Jair Bolsonaro e a dois de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O arquivamento foi comunicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira (28).

O caso envolve as investigações do Facebook que resultaram na remoção de contas ligadas ao PSL e a gabinetes da família Bolsonaro nas redes sociais da empresa. A representação contra a família Bolsonaro foi feita ao Supremo pela deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e gerou a abertura da apuração preliminar pela PGR.

Após a deputada acionar o STF, o ministro Alexandre de Moraes pediu que a PGR se manifestasse sobre a notícia-crime. O procedimento adotado por Moraes é praxe nesse tipo de ação.

Em parecer ao Supremo, o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, afirmou não haver elementos que justifiquem o início formal de uma investigação contra Bolsonaro e seus filhos por estes fatos.

“A ausência de fatos concretos que possam ser efetivamente atribuídos aos noticiados [Bolsonaro, Flávio e Eduardo] inviabiliza, portanto, a instauração de procedimento próprio. Destaque-se que nem mesmo o Facebook adotou qualquer medida em face deles, como seria o caso, por exemplo, da retirada das respectivas contas oficiais. E isso se deu, naturalmente, por inexistirem quaisquer elementos que vinculem-nos minimamente às acusações formalizadas por meio desta notícia-crime”, escreveu.

Facebook

Ao todo, o Facebook retirou do ar 35 contas, 14 páginas e 1 grupo no Facebook, além de 38 contas no Instagram. O Facebook, empresa responsável pelas duas redes sociais, afirmou ter identificado perfis falsos e com “comportamento inautêntico” — quando um grupo de páginas e pessoas atuam em conjunto para enganar outros usuários sobre quem são e o que estão fazendo.

Mesmo com os responsáveis tentando ocultar suas identidades, as investigações da rede social encontraram ligações de pessoas associadas ao PSL e a alguns dos funcionários nos gabinetes de Eduardo, no de Flávio, no do presidente da República, e também nos de Anderson Moraes e Alana Passos, ambos deputados estaduais pelo PSL no Rio de Janeiro.

Entre as páginas investigadas pelo Facebook está o perfil “Bolsonaro News.” O e-mail usado para registrar o perfil era de Tercio Tomaz, que já foi assessor de Carlos Bolsonaro, filho do presidente, na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. Hoje, Tercio é assessor especial do presidente, com gabinete no Palácio do Planalto, salário de quase R$ 14 mil por mês e apartamento funcional.

Publicações da página de Tercio atacam adversários políticos de Bolsonaro, como o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e até ex-ministros do governo, como Luiz Henrique Mandetta e Sergio Moro.

Inquérito fake news

Ao STF, a deputada Perpétua Almeida afirmou haver fortes indícios da prática de inúmeras ações delitivas supostamente praticadas pela família Bolsonaro e aliados, utilizando-se da rede mundial de computadores, para a prática de crimes como calúnia, difamação, injúria e ameaça “contra o Supremo Tribunal Federal e seus ministros, além de agressões e ameaças contra o Poder Legislativo da União e os presidentes da Câmara [Rodrigo Maia] e do Senado [Davi Alcolumbre]”.

A parlamentar pediu que a notícia-crime seja incluída no inquérito das fake news, que investiga a disseminação de notícias falsas e ataques a ministros do STF.

Segundo a PGR, no dia 9 de julho, o material produzido pelo Facebook foi juntado ao inquérito que apura ataques ao STF e a disseminação de notícias falsas.

O vice-procurador-geral afirmou ao STF que a investigação do Facebook não tem elementos concretos contra Bolsonaro e seus filhos.

“Cumpre assinalar que os fatos retratados nesta notícia-crime não guardam relação com a investigação em curso no inquérito 4781 [fake news]. Neste, são apuradas notícias fraudulentas, falsas comunicações de crimes, denunciações caluniosas e ameaças associadas à honorabilidade e à segurança do Supremo, de seus membros e de familiares destes, desde que haja vinculação com a dignidades dos ministros. A apuração efetivada pelo Atlantic Council Facebook], por outro lado, não traz elementos concretos de envolvimento dos noticiados propriamente ditos com aquelas práticas”, afirmou.

Fonte: G1
Continuar lendo JUSTIÇA: POR FALTA DE ELEMENTOS PARA ACUSAÇÃO FORMAL, PGR ARQUIVA APURAÇÃO PRELIMINAR SOBRE BOLSONARO E FILHOS

“COMANDANTES DO CRIME” É A ACUSAÇÃO CONTRA ADVOGADOS DE LULA

Acusação contra advogados de Lula é extremamente pesada: “Comandantes” do Crime

LER NA ÁREA DO ASSINANTE

“Esquema S”, em alusão ao sistema “S”, é o nome pela qual foi batizada a operação do Ministério Público Federal contra a organização criminosa que desviou R$ 151 milhões do Sistema “S” e da Fecomércio do Rio de Janeiro.

Os advogados de Lula, Roberto Teixeira e Cristiano Zanin, são classificados como “comandantes” da organização criminosa.

A dupla é acusada da prática dos seguintes crimes de estelionato, peculato, tráfico de influência, exploração de prestígio, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e sonegação fiscal.

Inúmeras provas foram obtidas, além das delações premiadas de Orlando Diniz e Sérgio Cabral.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo “COMANDANTES DO CRIME” É A ACUSAÇÃO CONTRA ADVOGADOS DE LULA

DIPLOMATA NORUEGUÊS É EXPULSO DA RÚSSIA, SOB ALEGAÇÃO DE RECIPROCIDADE

Alegando reciprocidade, Rússia expulsa diplomata norueguês

A medida seria uma resposta após expulsão de um diplomata russo sob a acusação de promover ‘atividades não compatíveis com seu status’

INTERNACIONAL

Ansa

 

A notificação da expulsão foi dada pessoalmente ao diplomata nesta manhã

A Rússia anunciou nesta sexta-feira (28) a expulsão de um diplomata norueguês de seu país como medida de reciprocidade ao governo de Oslo, informam as principais agências de notícias russas.

“Um dos diplomatas seniores da embaixada norueguesa foi declarado ‘persona non grata’ e deve deixar o país em três dias”, informou o Ministério das Relações Exteriores em nota oficial repercutida pela mídia.

A notificação da expulsão foi dada pessoalmente ao diplomata na manhã desta sexta, quando ele foi convocado por Moscou para se apresentar no prédio do ministério.

A medida é uma resposta aos noruegueses que, recentemente, expulsaram um diplomata russo do país sob a acusação de promover “atividades não compatíveis com seu status”. Na prática, ele teria sido acusado de espionagem. A expulsão, segundo a mídia local, tinha sido causada após a prisão de um norueguês que confessou trabalhar como espião para Moscou.

O Ministério das Relações Exteriores da Noruega informou à agência Sputnik que a decisão do governo russo é “completamente infundada” porque seu país “segue as regras da diplomacia” e seu funcionário “não violou nenhuma regra”.

Fonte: R7
Continuar lendo DIPLOMATA NORUEGUÊS É EXPULSO DA RÚSSIA, SOB ALEGAÇÃO DE RECIPROCIDADE

A ACUSAÇÃO DE ESTUPRO CONTRA EVO MORALES É UMA GUERRA SUJA, DIZ ASSESSORIA DO EX-PRESIDENTE

Assessores de Evo Morales chamam acusação de estupro de ‘guerra suja’

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, foi acusado de ter abusado de uma menor de idade. Assessores acreditam que seja tática do governo interino

INTERNACIONAL

por 

Reuters

Morales encara denúncia por estupro e tráfico de pessoas

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, foi acusado de ter abusado de uma menor de idade e, embora não tenha respondido formalmente até agora, seus assessores consideram a acusação parte de uma “guerra suja” do atual governo interino, a menos de dois meses das eleições gerais.

Morales, de 60 anos, encara uma denúncia por “estupro e tráfico de pessoas” por ter supostamente mantido uma relação com uma mulher de 16 anos, o que é punível pela lei boliviana.

“O ex-presidente Evo Morales não comentará esta guerra suja do governo criada com fins eleitorais”, disse sua assessoria de imprensa em resposta a jornalistas.

O porta-voz de Morales na Argentina, onde está morando, não respondeu aos pedidos da Reuters por comentários.

Segundo o vice-ministro da Transparência, Guido Melgar, existem fotos, áudios e mensagens que a mulher, atualmente com 19 anos, enviava ao ex-presidente pelo celular.

“Isso sugere que havia uma relação de paixão entre as duas pessoas”, disse. “Segundo a informação que chegou a nós, esta senhorita ia a todos os lugares com Juan Evo Morales quando ele era presidente.”

O governo teve acesso à informação que a mulher guardava em seu celular quando a polícia a deteve junto com sua irmã e um motorista em um veículo declarado como roubado. A jovem estava em prisão domiciliar, mas fugiu para a Argentina, de acordo com relatórios de imigração.

As fotos divulgadas pela imprensa e redes sociais mostram a jovem compartilhando diversas atividades com o ex-presidente e ela também teria estado no México e na Argentina, onde Morales se refugiou após renunciar à presidência em novembro de 2019.

Fonte: R7

Continuar lendo A ACUSAÇÃO DE ESTUPRO CONTRA EVO MORALES É UMA GUERRA SUJA, DIZ ASSESSORIA DO EX-PRESIDENTE

ANÁLISE POLÍTICA: GILMAR, EXÉRCITO E GENOCÍDIO

Nesta segunda-feira temos o comentário do irreverente José Nêumanne Pinto na nossa coluna ANÁLISE POLÍTICA. Entre outras coisas ele comenta sobre a acusação do ministro do STF Gilmar Mendes de chamar o Exército de genocida ao assumir de maneira imprópria no Ministério da Sáúde a tarefa capital de coordenar os esforços dos Estados e municípios no insano combate à covid-19. Outro assunto é o pedido de explicações encaminhado pelo ministro do TCU Vital do Rego à Secom pelo uso de dinheiro público para bancar publicidade do governo em canais infantis, em russo e até da contravenção do jogo do bicho. Então assista ao vídeo completo a seguir, se atualize, analise e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo ANÁLISE POLÍTICA: GILMAR, EXÉRCITO E GENOCÍDIO

POLÊMICA: AUGUSTO NUNES RESPONDE A GUILHERME BOULOS: GIGOLÔ DE SEM TETO!

Na coluna POLÊMICA deste sábado você vai se divertir com a troca de farpas entre Guilherme Boulos e Augusto Nunes da rádio Jovem Pan e o desafio feito por Augusto nunes à Boulos. Quero ver se Boulos vai ser capaz de dar o troco! Não perca, vale a pena conferir, pois a esquerda está tão acuada que não tem argumentos plausíveis, apenas narrativas de embromação!

Fonte: 

Publicado em 16 de ago de 2019

Continuar lendo POLÊMICA: AUGUSTO NUNES RESPONDE A GUILHERME BOULOS: GIGOLÔ DE SEM TETO!

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar