SEGUNDO UNIFESP, A VACINA DE OXFORD NÃO PROVOCOU  REAÇÕES ADVERSAS NOS 5.000 BRASILEIROS VOLUNTÁRIOS

5.000 brasileiros receberam vacina de Oxford sem reações adversas, diz Unifesp

 SAÚDE

5.000 brasileiros receberam vacina de Oxford sem reações adversas, diz Unifesp | Poder360

A vacina contra covid-19 desenvolvida pela Oxford e AstraZeneca está sendo testada em 5.000 brasileiros. Muitos já receberam a 2ª dose da substância e não houve notificação de efeitos adversos. Foi o que informou a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) nesta 3ª feira (8.set.2020).

A universidade, responsável por coordenar o estudo no Brasil, fez a declaração depois que a AstraZeneca suspendeu os testes para reavaliar a segurança da substância. Um dos voluntários do Reino Unido apresentou efeitos adversos à vacina, que não foram detalhados.

O Ministério da Saúde também se pronunciou. A pasta afirmou que “A pausa no estudo significa que não haverá inclusão, neste momento, de novos participantes. Entretanto, aqueles já incluídos seguem em acompanhamento para avaliação da segurança e eficácia”. A vacina é testada em cerca de 18 mil pessoas em todo mundo.

O governo federal abriu crédito de R$ 1,9 bilhão para adquirir 100 milhões de doses da vacina e a tecnologia para produzi-la no país. A expectativa era que o contrato fosse fechado no início de setembro e que a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) iniciasse a fabricação em abril de 2021.

Os testes permanecem suspensos enquanto o caso do paciente do Reino Unido é investigado. De acordo com o portavoz da AstraZeneca, o procedimento é “uma ação rotineira”.

Fonte: Blog do BG

Deixe uma resposta