SEGUNDO DIEESE, NO MÊS DE MARÇO PREÇO DA CESTA BÁSICA TEVE AUMENTO DE 3,2% EM NATAL

Por g1 RN

 

Pão francês foi um dos que mais subiram de preço — Foto: DivulgaçãoPão francês foi um dos que mais subiram de preço — Foto: Divulgação

O preço da cesta básica aumentou 3,2% em Natal no último mês de março em comparação com fevereiro.

O crescimento foi registrado na Pesquisa Nacional da Cesta Básica, publicada nesta quarta-feira (6) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O aumento foi o quinto menor entre as 17 capitais monitoradas pelo relatório, a frente apenas de Recife (2,2%), Belém (1,9%), Aracaju (1,5%) e Salvador (1,4%).

Já os principais aumentos foram no Rio de Janeiro (7,6%) e em Curitiba (7,4%). Todas as capitais tiveram aumento em março, segundo o Dieese.

Considerando todo o ano de 2022, esse aumento já ultrapassa os 8% em Natal. Ele é ainda mais sentido quando o recorte é de 12 meses: a cesta básica passou a custar 20% a mais na capital.

Preço

De acordo com a Pesquisa Nacional do Dieese, a cesta básica custou no mês de março em Natal a média de R$ 575,33valor equivalente a 51,3% do salário mínimo líquido.

Esse preço também é o quinto menor do país, a frente de João Pessoa (R$ 567,84), Recife (R$ 561,57), Salvador (R$ 560,39) e Aracaju (R$ 524,99).

As cestas mais caras em março foram vendidas em São Paulo (R$ 761,19) e no Rio de Janeiro (R$ 750,71).

Produtos

Entre as 17 capitais analisadas pelo Dieese, Natal teve altas significativas em alguns produtos componentes da cesta básica no mês de março.

quilo do pão francês subiu 5,8% na capital potiguar, a quarta maior alta o país no período.

Outro preço que subiu foi o do quilo do açúcar. Das 17 capitais, 15 registraram aumento e Natal o segundo maior, com um crescimento de 2,3%.

O quilo da manteiga também subiu em média em Natal, tendo avançado 3,1%, quarta maior variação positiva no país.

Deixe uma resposta