SAÚDE INTEGRAL: A AROMATERAPIA COMO AGENTE FOMENTADOR DA SAÚDE EMOCIONAL

Neste domingo você tem um encontro marcado com a psicóloga e colaboradora deste blog Sarita Cesana, que nos trás um artigo sensacional sobre uma técnica oriental chamada aromaterapia, através da utilização de óleos essenciais na busca do equilíbrio emocional, mental e físico. Então convido você a ler o artigo completo a seguir para conhecer essa técnica incrível e transformadora!

Os óleos essenciais e a saúde emocional

As flores e plantas vêm sendo utilizadas para combater pragas e doenças há milênios. Os egípcios, os romanos, os gregos, os chineses, os indianos, muitos outros povos, e também os índios, se favoreciam das propriedades terapêuticas das plantas em massagens, chás, banhos e preservação de ambientes, na busca do equilíbrio emocional, mental e físico.

A sociedade e a cultura atuais apresentam numerosas patologias fisiológicas, emocionais e mentais. Uma das alternativas, que vem tomando espaço, com sucesso terapêutico, é a aromaterapia, cujo produto principal são os óleos essenciais, extraídos das flores, folhas, raízes e plantas.

Sendo óleos absolutamente naturais, e puros, têm uma ação na prevenção e cura de doenças em todos os seres vivos.

A natureza é generosa e abundante, com infinitas possibilidades e recursos, disponíveis para todos que buscam uma vida saudável e plena.

Para a sua fabricação são utilizadas flores colhidas ao anoitecer ou, amanhecer do dia. Horário em que o aroma das plantas alcança o seu pico máximo. Então elas são colocadas sobre o vapor para que se possa obter o óleo essencial contido em suas flores, flores, caule e raízes.

QUANDO SURGIU A AROMATERAPIA

O conceito atual e moderno no que diz respeito a aromaterapia foi criado pelo químico francês René Maurice Gattefossé quando um acidente em seu laboratório, enquanto fazia pesquisas na área de aromas, tanto para perfumes quanto para alimentos, queimou gravemente suas mãos.

Este acidente em suas mãos levou-o instintivamente a mergulhá-las no líquido mais próximo, que por coincidência era óleo essencial de lavanda, e ao retirá-las do líquido, estas não ardiam, e imediatamente em seu pensamento científico viu que este líquido, o óleo essencial de lavanda possuía propriedades analgésicas: que seus ativos continham utilidades medicinais.

Sua pele regenerou-se rapidamente, sem tampouco infeccionar, mostrando que além de analgésico, o óleo essencial de lavanda, também continha propriedades citofiláticas e antissépticas.

Este incidente então deu inicio a suas pesquisas em 1920, e desde então até 1937, quando lançou seu livro “AromaTherapie“, definindo também o nome desta “nova” ciência.

Outros médicos também utilizaram os óleos essenciais na medicina e na estética segundo arquivos históricos. E muitos deles se prontificaram a estudar as propriedades e benefícios da aromaterapia, como é até os dias de hoje, sendo fator de interesse em diversas áreas científicas.

A aromaterapia é objeto de estudo da Psicologia, Biologia, Imunologia, Terapias avançadas, Terapias naturais, Neurologia, Metafísica e Química.

O QUE SÃO OS ÓLEOS ESSENCIAIS?

Os óleos essenciais são compostos aromáticos que as plantas produzem para diversas funções, e podem ser encontrados em diversas partes da planta, com a folha, flores, fruto, raízes, e são definidos pelos seu método de extração. São produzidos pelas plantas, através de um processo bioquímico, induzido pelo sol: por isso, do ponto de vista energético, entende-se que essa substância carrega em si a energia vital, ou prana – o princípio da vida.

Por esse motivo são potentes e poderosos!Importante ressaltar que óleos essenciais são diferentes de essências: estas são substâncias sintéticas, feitas em laboratório, para copiar os aromas dos óleos. Enquanto os óleos essenciais são produzidos sem alteração química, e sim com suas propriedades naturais.

Robert Tisserand, fundador do Instituto Tisserand explica: “Creio que é importante clarificar que a palavra aromaterapia evoluiu para abranger o uso de óleos essenciais no cuidado da pele, bem-estar psicológico, cuidado da casa e higiene pessoal, e ainda da medicina – ou talvez cura holística. São na verdade quatro ou cinco áreas ou especialidades diferentes dentro da mesma palavra.”

Podem ser inalados (gotinha nas mãos…e inalar com a mão em forma de concha), em difusor para o ambiente, massagem, banhos tópico na pele (com cuidado e diluição), no travesseiro, em cápsulas ou num copo de água alguns Pescoço, nuca, sola dos pés.

SAÚDE EMOCIONAL 

Os óleos essenciais são usados para tratar “o que aflige’, física, cosmeticamente, mentalmente, emocionalmente ou espiritualmente.

Importante procurar um bom aromaterapeuta, já que esse conhecimento é sério e importante, assim como um bom produto.

Grande parte das nossas doenças são derivadas de raiva, tristeza guardada, medos, perdão traumas, depressão…os óleos agem na abertura do coração, para limpar essas emoções negativas, trazendo bem estar e transformação energética.

Eles são auxiliares aos tratamentos, e até indicados na prevenção, porém NUNCA devem substituir medicamentos sem consulta prévia ao especialista que receitou.

Por suas propriedades terapêuticas, segundo estudos, são utilizados como complemento nos processos de autoconhecimento, depressão, TPM, medos e fobias, irritabilidade e agressividade, insônia, ansiedade, confusão e dúvidas no dia a dia, tristeza, estresse, traumas, entre outros sintomas que afetam a vida e as relações.

Ao ser inalado, o aroma vai diretamente ao cérebro, chegando ao sistema límbico, onde é processado, liberando neurotransmissores, gerando calma, relaxamento, ou energia, vigor, equilíbrio e clareza. Em outras formas de uso, seu efeito costuma ser rápido e eficiente.

Para muitos os cheiros são muito importantes, trazendo uma memória olfativa que trazem benefícios imediatos. Os óleos são concentrados, potentes e com propriedades inteligentes: um mesmo óleo pode ser utilizado para várias coisas – você usa para uma coisa e se cura de outra.

São também chamados de “cheiros que têm a intensidade de DEUS”, em trabalhos psico-espirituais, facilitam a conexão com pai/mãe espiritual, nos aproximam de nós mesmos, desatam nós, devolvem a esperança e acalentam o coração.

E estamos precisando tanto disso !!!

Sarita Cesana

Psicóloga

Contatos: @saritacesana – (84) 99608-9666

Deixe uma resposta