REFLEXÃO: SEU MEDO NÃO É REAL

Na nossa REFLEXÃO desta terça-feira mais um texto espetacular publicado por Beth Michepud par nos fazer mergulhar no nosso subconsciente e descobrir que os nossos medos são produto de uma programação neurolinguística que, tudo programável pode ser desprogramado.  Leia o texto com atenção e tire suas conclusões! 

Concordo  com  Joseph  Murphy,  quando disse em seu livro O Poder do Subconsciente, que o medo é o maior inimigo do homem.

Estamos vivenciando um período em que tudo parece estar confusamente desordenado, e essa sensação de descontrole gera uma certa tendência a nos aquietarmos, até mesmo nos reprimir com medo ou receio de algo, de alguém e o pior… de nós mesmos. E assim, deixamos de aproveitar o melhor presente de todos (nossa vida) porque acreditamos no medo que gera angústia, ansiedade e depressão.

Murphy fala que o medo está por trás do fracasso, da doença e das relações humanas desagradáveis, que milhões de pessoas tem medo do passado, do futuro, da velhice, da loucura e da morte, que o medo é um pensamento em sua mente e que você tem medo dos seus próprios pensamentos.

Veja bem: uma criança pode ficar paralisada pelo medo quando lhe dizem que há um homem mau, que vai levá-la, debaixo de sua cama (a velha e absurda estória do bicho papão). Quando o pai acende a luz e lhe mostra que não há ninguém, ela se liberta do medo. O medo na mente da criança foi tão real que era como se houvesse, de fato, um homem debaixo de sua cama. Ela se curou de um pensamento falso em sua mente. A coisa que temia, na verdade, não existia. Da mesma forma, os nossos medos não tem base na realidade. Constitui apenas um conglomerado de sombras sinistras e as sombras não são reais.

O filósofo Ralph Waldo Elerson disse uma frase genial em que acredito piamente: “Faça aquilo que você receia e a morte do medo será certa”.

Para concluir, eu lhe pergunto: -você nasceu com algum medo ou todos eles foram adquiridos? Quem lhe incutiu este sentimento, e por que?

Pense em seus receios e os traga à luz da razão. É como clarear o quarto e ver que não há monstro algum debaixo de sua cama. Se você os criou ou, de alguma maneira permitiu que se instalassem, certamente  tem capacidade plena de se livrar deles.

Nascemos para ser livres e medo algum pode nos aprisionar!

Um salve à Vida!

Fonte: Sabedoria Universal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0