Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!
REFLEXÃO: COMUNHÃO HUMANA, O CAMINHO DO AMOR UNIVERSAL
O caminho do coração

Nesta quarta-feira de cinzas, na nossa coluna REFLEXÃO trago mais um brilhante texto publicado por Beth Michepud, de autoria de Leonardo Maia que trata da “comunhão humana” que, mais cedo ou mais tarde, acontecerá quando na próxima etapa do desenvolvimento humano todos pensarem, falarem, agirem e sentirem com o coração. Leia o texto completo a seguir e tire suas conclusões! 

Comunhão humana

 em FEVEREIRO 24, 2020

su445

Trazemos conosco, desde sempre, o sentimento de amor genuíno. Em alguns, ela se apresenta apenas como uma pequena centelha, em outros uma chama e, certamente queremos que seja completamente luz. Cabe à nós, ao longo de nossa existência, identificar nossas limitações, nos livrarmos delas e seguirmos o único caminho para o desenvolvimento: o amor universal. Trago hoje um texto de Leonardo Maia que diz que o único caminho é o do coração.

“Amar apenas aqueles que me trazem benefícios ou que compartilham das mesmas ideias é o “falso amor contemporâneo”.

Existe um desprezo por aqueles que não fazem parte da minha pequena família, do meu pequeno círculo social, que não me trazem benefícios diretos ou mesmo por aqueles que apenas pensam ou são diferentes: o puro caminho do egoísmo.

Daí pode surgir um ódio que é o veneno da alma… o caminho para “a guerra de todos contra todos” e este ódio pode ser alimentado por mentiras e ilusões – vide as correntes de fake news e seus impactos nas consciências individuais, gerando violência, desprezo e marginalização em relação a grupos ou indivíduos justificados por julgamentos rasos.

Observe no seu íntimo e veja se os sentimentos de “amor e respeito ao próximo”, compaixão e fraternidade estão verdadeiramente vivos em seus corações.

Muitos se negarão a admitir, mas as máscaras não se sustentarão, pois na próxima etapa de desenvolvimento humano, o que emana do íntimo será perceptivo pela percepção sensorial (suprassensível) dos homens novamente.

O único caminho é o do coração: o caminho do Amor Universal.

Rudolf Steiner disse:

“O amor é superior à opinião. Se as pessoas amam umas as outras, as opiniões mais variadas podem ser reconciliadas.
Portanto, é profundamente significativo que, na teosofia, nenhuma religião seja atacada e nenhuma religião seja especialmente destacada, mas que todas sejam entendidas e, portanto, pode haver fraternidade porque os adeptos das mais variadas religiões se compreendem.

Essa é uma das tarefas mais importantes para a humanidade hoje e no futuro: que os homens aprendam a viver juntos e a entender um ao outro. Se essa comunhão humana não for alcançada, toda conversa sobre desenvolvimento oculto será vazia.”

Luz e Paz!

Fonte: site antroposofy.com.br (Biblioteca Virtual da Antroposofia)

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho