PRIMEIRAS NOTÍCIAS DO DIA 13 DE ABRIL DE 2021 POR G1

Por G1

 

CPI da Pandemia nem começou e já movimenta o Congresso. O áudio gravado e divulgado pelo senador Jorge Kajuru revela as preocupações de Bolsonaro com essa investigação e outras coisas mais. A ministra Rosa Weber, do STF, barra trechos dos decretos sobre armas de fogo que entrariam em vigor hoje. E a babá do menino Henry Borel, Thayná Oliveira Ferreira, voltou atrás e admitiu que mentiu em seu primeiro depoimento à polícia a pedido da mãe do menino, Monique.

Decreto de Armas

Em decisão individual, Rosa Weber suspendeu as regras que aumentariam de dois para seis o limite de armas de fogo que um cidadão comum pode comprar. Outro trecho derrubado permitiria que policiais comprassem duas armas de uso restrito, além das seis de uso permitido. Esses decretos foram editados por Bolsonaro em fevereiro, sem passar pelo Congresso, e passariam a valer hoje. Leia detalhes.

CPI da Pandemia

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse no fim de semana que faria hoje a instalação da CPI para analisar as ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia, como determinou o ministro Luís Roberto Barroso, do STF.

Mas surgiu um novo ingrediente nessa história. Uma movimentação iniciada por um senador aliado do presidente, Eduardo Girão (Podemos-CE), conseguiu apoio necessário para estender a investigação a prefeitos e governadores.

Essa era uma preocupação de Bolsonaro, revelada no áudio divulgado pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Entre xingamentos e ameaças a Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), autor do pedido original da CPI da Pandemia, o presidente pediu ajuda para que a comissão não ficasse restrita apenas ao seu governo. Aqui detalhamos a conversa de Bolsonaro com Kajuru. E o vídeo abaixo mostra trechos da gravação.

Veja trechos da conversa entre Bolsonaro e Kajuru
Veja trechos da conversa entre Bolsonaro e Kajuru

Rodrigo Pacheco decidiu consultar juristas para saber se uma CPI no Senado pode mesmo investigar governadores e prefeitos.

ANÁLISE: para Octavio Guedes, novo colunista do G1, Bolsonaro quer tumultuar e fabricar um atestado de “ficha limpa” de olho na reeleição. Leia mais.

O ASSUNTO: o podcast também discute por que Bolsonaro age para melar a CPI. Ouça.

Caso Henry

Caso Henry: babá volta atrás e diz que menino era agredido por Jairinho
Caso Henry: babá volta atrás e diz que menino era agredido por Jairinho

A babá do menino Henry Borel, Thayná Oliveira Ferreira, voltou atrás e admitiu aos investigadores que mentiu em seu primeiro depoimento prestado à 16ª DP (Barra da Tijuca). Em mais de sete horas de declarações ontem, ela admitiu que sabia das agressões e afirmou que a mãe da criança, Monique de Medeiros, pediu que ela mentisse para a polícia há duas semanas. Thayná disse ainda que a empregada da casa, Leila Rosângela, a Rose, também mentiuVeja no vídeo acima.

Também nesta segunda, Monique se sentiu mal e foi levada do presídio em Niterói para o Hospital do Complexo de Bangu. Ela sentiu dores no abdômen ao urinar. Com diagnóstico de infecção urinária, foi medicada e levada de volta para o Instituto Penal Ismael Sirieiro.

Monique também trocou de advogado. Quem cuida do caso agora é o advogado Thiago Minagé, um dos defensores do ex-deputado Eduardo Cunha. Antes ela tinha como advogado André França Barreto, que agora defende apenas Jairinho, preso em Bangu 8.

Um vídeo em que o menino Henry Borel aparece mancando pode ser um retrato da rotina de sofrimento que a criança enfrentava desde o início do ano. Veja abaixo.

VÍDEO: imagens mostram Henry mancando após supostas agressões
VÍDEO: imagens mostram Henry mancando após supostas agressões

Vacina

Prefeitos de cidades da Bahia e do Paraná reclamaram que receberam frascos da CoronaVac e da vacina da AstraZeneca com menos doses do que o indicado nas embalagens. Pelas regras aprovadas pela Anvisa, cada frasco da CoronaVac deve conter 10 doses. No caso da Astrazeneca, são cinco.

O Butantan descartou falhas no envasamento e disse que a culpa é do profissional que erra ao extrair a dose antes da aplicação. Mas anunciou que vai revisar a bula. A AstraZeneca não se manifestou.

Por falar em vacina, o balanço mais recente do consórcio de imprensa indica que quase 24 milhões de brasileiros tomaram a 1º dose. É 11,26% da população. Veja a situação no seu estado.

Sabia que a CoronaVac é mais eficaz em um intervalo de 21 dias entre doses? Clique aqui e entenda.

Fora de controle

É recorde atrás de recorde. A média móvel de mortes por Covid no Brasil é a mais alta desde o início da pandemia: 3.125 por diaJá são 355 mil vítimas ao todo.

Proteja-se 😷

Com a pandemia fora de controle no Brasil, é muito importante aumentar a proteção contra o vírus. Este guia explica como funciona a máscara PFF2, recomendada por especialistas.

Surpresa na eleição

O candidato à presidência peruana Pedro Castillo fala em comício em Lima, em 8 de abril — Foto: Gian Masko/AFPO candidato à presidência peruana Pedro Castillo fala em comício em Lima, em 8 de abril — Foto: Gian Masko/AFP

Pedro Castillo é um nome que poucos esperavam ver no 2º turno da eleição no Peru. Professor e líder sindical, é um representante do interior do país que surfou a onda de desilusão geral com os políticos tradicionais. Defende maior peso do Estado na economia, faz discurso contra a corrupção e já falou em fechar a Suprema Corte e o Parlamento. Na agenda social, mantém posições conservadoras. É contrário ao direito ao aborto, por exemplo. Saiba mais sobre ele.

No Equador, quem surpreendeu foi Guillermo Lasso, um ex-banqueiro conservador que derrotou o candidato da centro-esquerda e foi eleito presidente. A colunista Sandra Cohen explica neste texto por que Lasso não terá vida fácil.

Guia do home office

Por causa da pandemia, milhares de brasileiros foram trabalhar em casa: o home office. Mas não é fácil e nem tão simples. A postura, a cadeira, a mesa e até a altura da tela do computador podem provocar dores… no pescoço e nas costas. Veja dicas para amenizar a situação.

Novinho do trap

Aos 21 anos, Kawe emplacou uma das músicas mais tocadas de 2021 — Foto: Ernesto Andrade / DivulgaçãoAos 21 anos, Kawe emplacou uma das músicas mais tocadas de 2021 — Foto: Ernesto Andrade / Divulgação

Conheça Kawe, o jovem rapper que juntou o trap americano com o funk da Zona Leste de SP e criou o hit ‘MDS’. É uma das músicas mais tocadas de 2021. O podcast G1 Ouviu conta essa história.

Viu isso?

Antes de ir…

… tem dois minutinhos? Vote na nossa enquete e escolha o filme que você acha que merece o Oscar neste ano. “Nomadland” está na briga, e a gente conta aqui o que achou.

Deixe uma resposta