Por Gerson Camarotti

 


O ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral — Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral — Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Após a intensa atuação de ministros do Palácio do Planalto para tentar conter a crise política no governo, o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, ganhou sobrevida no cargo. Mas a permanência, em definitivo, ainda não está garantida, informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews.

“Isso não dá para prever. Vai depender do clima daqui para frente”, disse um interlocutor do governo.

Depois da fritura explícita de Bebianno, causada por parte da família de Bolsonaro, o ministro disse a interlocutores que até poderia deixar o governo, mas que exige uma saída honrosa. “Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado”, desabafou o ministro a aliados.

A decisão de manter Bebianno no cargo por enquanto foi tomada pelo presidente Jair Bolsonaro após ele se reunir com os ministros Santos Cruz (Secretaria de Governo), Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Augusto Heleno (Segurança Institucional), além da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

O temor era que a saída de Bebianno, nesse momento, poderia intensificar ainda mais a crise. A palavra de ordem agora é manter a discrição e minimizar o episódio, até mesmo para evitar uma nova reação de Carlos Bolsonaro, um dos filhos de presidente.

“Estamos tentando articular para aprovar a reforma e não pra provocar os filhos do presidente”, disse um interlocutor do governo.

 — Foto: Editoria de Arte / G1 — Foto: Editoria de Arte / G1

— Foto: Editoria de Arte / G1

Fonte: G1

 

Por Eduardo Pierre, G1 Rio

 

Foliões se divertem no centenário do Cordão da Bola Preta — Foto: Henrique Coelho/G1

Foliões se divertem no centenário do Cordão da Bola Preta — Foto: Henrique Coelho/G1

A prefeitura divulgou nesta sexta-feira (15) a relação final dos blocos de rua do carnaval 2019 no Rio de Janeiro.

Para a festa deste ano, a prefeitura reduziu em 15% o número total de desfiles na cidade – na Zona Sul, o corte foi de 20%. Outra medida é a mudança dos megablocos para a Avenida Antônio Carlos, no Centro – caso do Chora, me liga, que saía em Copacabana.

A Banda de Ipanema sai às ruas neste sábado (16/02) — Foto: Divulgação Banda de Ipanema

A Banda de Ipanema sai às ruas neste sábado (16/02) — Foto: Divulgação Banda de Ipanema

Destaques do carnaval deste ano

  1. Céu na Terra. Sai sábado 23, às 7h, do Largo dos Guimarães, serpenteando por Santa Teresa até o Largo das Neves, e no sábado 2, no mesmo horário e do mesmo ponto.
  2. Simpatia é Quase Amor. Também no sábado 23, o cortejo parte da Rua Teixeira de Melo rumo à orla de Ipanema às 14h.
  3. Chora, me Liga. Sábado 23 vai ter muita sofrência e pagonejo na Avenida Presidente Antônio Carlos, no Centro, das 8h às 13h.
  4. Blocão. Catioros e gatíneos saem na Avenida Atlântica no domingo 24, do Posto 6, às 9h.
  5. Suvaco do Cristo. No domingo 24 e sob as bênçãos do Redentor, a galera ocupa a Rua Jardim Botânico das 8h às 13h.
  6. Fogo e Paixão. Também no domingo 24, o mundo brega faz um baile no Largo de São Francisco, no Centro, das 8h às 14h.
  7. Bloco da Preta. A filha de Gil anima a Primeiro de Março no domingo 24, das 8h às 14h.
  8. Timoneiros da Viola. Paulinho e seus bambas convocam portelenses natos e de coração no domingo 24, das 12h às 18h, na Praça Paulo da Portela.
  9. Cordão do Boitatá. Tem cortejo no domingo 24, na Lapa, saindo às 8h da Rua Henrique Valadares, e baile no domingo 3, das 11h às 17h.
  10. Carmelitas. Na sexta 1, sobe o morro às 13h na esquina da Rua Dias de Barros com Ladeira de Santa Teresa.
  11. Cordão da Bola Preta. O icônico e inerrarável sai no sábado 2 no eixão da Primeiro de Março. Às 7h.
  12. Barbas. Agitando Botafogo no sábado 2, desce a Arnaldo Quintela às 14h até a General Gois Monteiro. Na sequência tem Rebarbas, na Praça Mauro Duarte.
  13. Banda de Ipanema. Yolhesman Crisbeles! Sai duas vezes: no sábado 2 e na terça 4, das 15h às 21h, da Gomes Carneiro.
  14. Carrossel de Emoções. Embala funks na Praia da Barra no sábado 2, das 8h às 14h.
  15. Bangalafumenga. Os batuqueiros tocam no domingo 3, no Aterro do Flamengo, altura do Monumento aos Pracinhas, das 9h às 15h.
  16. Sargento Pimenta. O povo do cover dos Beatles baixa no Aterro na segunda 4, das 8h às 14h, no Monumento aos Pracinhas.
  17. Orquestra Voadora. Sai na terça 5 da Praça Luís de Camões às 13h e segue pelo Aterro.
  18. Bloco das Poderosas. Anitta arrasta o povo no sábado 9, no eixo da Primeiro de Março, das 7h às 13h.
  19. Monobloco. Tem batuque no domingo 10, na Primeiro de Março, das 8h às 14h.
  20. Boka de espuma. Dá a volta no quarteirão da Bambina a partir da Marquês de Olinda, em Botafogo, às 16h.

Fonte: G1

 

Por Fernanda Vivas e Gioconda Brasil, TV Globo — Brasília

 


Bebianno diz que 'não tem crise nenhuma' no governo mas que não sabe se ficará no cargo

Bebianno diz que ‘não tem crise nenhuma’ no governo mas que não sabe se ficará no cargo

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, afirmou nesta sexta-feira (15) que não há “crise nenhuma” no governo, mas afirmou que não sabe se ficará no cargo.

Gustavo Bebianno enfrenta uma crise envolvendo Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro. Nesta quarta (13), o vereador do Rio divulgou um áudio do pai para dizer que é uma “mentira absoluta” que Bebianno tenha conversado com o presidente na terça (12).

A publicação de Carlos foi compartilhada pelo presidente, horas depois. Em uma entrevista, Bolsonaro disse ser “mentira” que tivesse falado sobre o assunto com Bebianno.

Desde então, há pressão no Palácio do Planalto pela demissão de Bebianno, em razão da crise entre o ministro e o filho do presidente.

Ao deixar o Palácio do Planalto para almoçar, Bebianno foi questionado pela reportagem da TV Globo sobre uma suposta crise no governo e respondeu: “Para mim, não tem crise nenhuma”.

O ministro, que estava acompanhado da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), disse também que não sabe se permanecerá no comando da pasta. “Estou aqui, não estou?”, disse o ministro ao ser indagado sobre o assunto.

Diante de nova pergunta sobre o tema, ele afirmou:

“Não sei. Quem é que sabe, né?”.

A reportagem também questionou o ministro sobre o fato de Bolsonaro ainda não tê-lo chamado para conversar – Bebianno chegou a conversar com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo).

“É lógico que a gente vai conversar”, afirmou o ministro. Questionado sobre a data do encontro com o presidente, Bebianno respondeu: “Não sei”.

De acordo com o colunista do G1 Gerson Camarotti, Bebianno deixou claro a interlocutores que para deixar o cargo terá que ser construída “uma saída honrosa” pelo governo. O ministro também fez um desabafo com integrantes do governo. “Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado. É preciso ter um mínimo de consideração com quem esteve ao lado dele o tempo todo”, alertou.

Gustavo Bebianno, o atual ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República — Foto: José Cruz/Agência Brasil

Gustavo Bebianno, o atual ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República — Foto: José Cruz/Agência Brasil

A crise no PSL

No último fim de semana, o jornal “Folha de S. Paulo” informou que o PSL repassou R$ 400 mil a uma candidata a deputada federal de Pernambuco que recebeu 274 votos, quatro dias antes da eleição. Ainda segundo o jornal, o repasse foi feito no período em que Gustavo Bebianno era presidente do partido.

De acordo com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, a Polícia Federal investigará as suspeitas de irregularidade nos repasses.

A controvérsia agravou-se quando Carlos Bolsonaro desmentiu o ministro da Secretaria Geral da Presidência em uma rede social, depois de este dizer que havia conversado com o presidente sobre o caso.

Para sustentar o que chamou de “mentira”, o filho do presidente divulgou uma gravação em áudio do pai na qual ele supostamente conversa por telefone com Bebbiano. A gravação reproduz somente a voz de Bolsonaro.

Fonte: G1

Por Aline Dessbesell, Bruno Bortolozzo e Yasmim Oliveira, TV Centro América e Centro América FM

 


Hamilton Mourão, vice-presidente do Brasil — Foto: Aline Dessbesell/Centro América FM

Hamilton Mourão, vice-presidente do Brasil — Foto: Aline Dessbesell/Centro América FM

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, afirmou nesta sexta-feira (15), durante evento em uma fazenda, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, que acredita que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai ‘botar ordem’ nos filhos. Isso aconteceu após o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), um dos filhos do presidente, dizer que o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, mentiu sobre conversas com o pai dele no hospital.

Mourão, no entanto, negou crise no governo e declarou que acredita que Bolsonaro vai receber Bebianno para conversar sobre o caso.

“Essas questões são internas. Os filhos são um problema de cada família. Tenho certeza que o presidente, em momento aprazado e correto, vai botar ordem na rapaziada dele”, afirmou o vice-presidente.

Carlos Bolsonaro desmente Bebianno e governo enfrenta primeira crise — Foto: Reprodução/JN

Carlos Bolsonaro desmente Bebianno e governo enfrenta primeira crise — Foto: Reprodução/JN

A publicação de Carlos foi compartilhada pelo presidente, horas depois. Bolsonaro também disse em entrevista que era “mentira” que tivesse falado com Bebianno sobre uma reportagem divulgada pela Folha de S. Paulo, no último fim de semana, sobre um repasse de R$ 400 mil feito pelo PSL a uma candidata a deputada federal de Pernambuco que recebeu 274 votos, quatro dias antes da eleição.

Segundo o jornal, o repasse foi feito no período em que Gustavo Bebianno era presidente do partido.

Reforma da Previdência

Sobre a Reforma da Previdência, Mourão disse que a expectativa é que a proposta seja encaminhada ao Congresso na próxima semana.

Nessa quinta-feira (14), o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, divulgou que Bolsonaro definiu que a proposta do governo de reforma da Previdência Socialvai prever idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres ao final de um período de transição de 12 anos.

Ele também demonstrou otimismo sobre a recuperação de Bolsonaro, que passou 17 dias internado em razão de cirurgia para a retirada de bolsa de colostomia.

“Vamos lembrar que o presidente sofreu um ataque ano passado. Ao longo desse período, ele veio numa situação de incerteza se ia sobreviver. Finalmente, ele terminou a última e agora ele é um homem recuperado e capacitado”, disse Mourão.

Vice-presidente Mourão participou de ato simbólico do início do plantio do milho safrinha em Sorriso e entrou em maquinários — Foto: Yasmim Oliveira/Centro América FM

Vice-presidente Mourão participou de ato simbólico do início do plantio do milho safrinha em Sorriso e entrou em maquinários — Foto: Yasmim Oliveira/Centro América FM

Reivindicações

A respeito das reivindicações feitas pelo governo do estado, Mourão afirmou que há previsão de melhorias na infraestrutura as estradas e investimentos na saúde.

“A Ferrogrão é um dos projetos que está na linha de frente do Ministério da Infraestrutura. Nós temos que destravar o ambiente regulatório e há investidores, não só do Brasil, como do exterior, com o dinheiro para investir nessa rodovia”, declarou.

Fonte: G1

Maia diz acreditar que reforma da Previdência estará ‘pronta para votar’ em junho

Foto: Roberto Cosme / RPC

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), estimou nesta sexta-feira (15) que o projeto da reforma da Previdência esteja pronto para ser votado no início do mês de junho. A declaração foi feita em viagem a Curitiba, onde o deputado tem agenda durante a manhã.

Na quinta (14), o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou que a proposta será assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e enviada ao Congresso Nacional na próxima quarta-feira (20). O texto vai prever dade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres ao final de um período de transição de 12 anos.

Segundo Rodrigo Maia, o prazo da tramitação deve ser semelhante ao da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que foi apresentada no governo Michel Temer.

“Eu acredito que se tudo correr parecido a gente vai ter esse debate feito, e a matéria pronta para votar no início de junho”, disse Maia após encontro com o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD).

O presidente da Câmara disse ainda que pretende instalar as comissões que vão analisar o projeto na Casa na próxima semana. A proposta deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça, e ainda por uma Comissão Especial.

Por se tratar de proposta de emenda à Constituição (PEC), a reforma precisa do apoio mínimo de três quintos dos deputados (308 dos 513) para ser aprovada e enviada ao Senado.

Regras atuais da aposentadoria

Atualmente, é possível se aposentar

sem idade mínima, a partir dos 35 anos de contribuição (homem) ou dos 30 (mulher).

a partir de 65 anos (homem) ou 60 anos (mulher) com tempo mínimo de 15 anos de contribuição.

pela regra da fórmula 86/96, que soma a idade e o tempo de contribuição: no caso das mulheres essa soma deve resultar 86 e, no dos homens, 96.

em caso de aposentadoria rural, a idade mínima é de 55 anos (mulheres) e 60 anos (homens), e com tempo mínimo de 15 anos de contribuição.

servidores públicos (Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público) podem se aposentar desde que tenham tempo mínimo de 10 anos de exercício no serviço público e 5 anos em cargo efetivo no qual se aposentará. Além disso, tem de ter 60 anos de idade e 35 de contribuição (homem) ou 55 anos de idade e 30 de contribuição (mulher), com proventos integrais; ou 65 anos de idade (homem) ou 60 anos de idade (mulher), com proventos proporcionais.

Com informações do G1

Bolsonaro reforça promessa de ‘Lava-Jato da Educação’; Ministério fez acordo com Justiça, PF, CGU e CGU para investigar gestões anteriores

Foto: Alan Santos/Presidência

O presidente Jair Bolsonaro reforçou nesta sexta-feira que o seu governo quer fazer uma “Lava-Jato da Educação”. Na quinta, o Ministério da Educação anunciou um acordo com a pasta da Justiça para investigar indícios de corrupção e desvios na pasta e suas autarquias nas gestões anteriores. Bolsonaro acrescentou que a Polícia Federal (PF), a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) também farão parte da iniciativa.

“Muito além de investir, devemos garantir que investimentos sejam bem aplicados e gerem resultados. Partindo dessa determinação, o Ministro Professor Ricardo Vélez apurou vários indícios de corrupção no âmbito do MEC em gestões passadas. Daremos início à Lava Jato da Educação!”, escreveu Bolsonaro em uma rede social, acrescentando que esse é “apenas o primeiro passo”.

Vélez se reuniu na quinta com os ministros Sergio Moro (Justiça), Wagner Rosário (CGU) e André Mendonça (AGU). De acordo com Bolsonaro, o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, também estava presente.

Na nota divulgada na quinta, o MEC afirmou que teria identificado “exemplos problemáticos” com favorecimentos indevidos no Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O Globo

ALERTA: Por que a supergonorreia pode se tornar incurável

Getty Images

A gonorreia está mais resistente aos antibióticos e pode se tornar incurável.

Considerada a segunda infecção sexualmente transmissível (ISTs*) mais comum no mundo, a doença afeta milhões de pessoas todos os anos.

Mas, agora, o tratamento se tornou mais complexo – em alguns casos, até impossível – porque a bactéria responsável está desenvolvendo resistência aos antibióticos existentes.

“Se não tivermos mais apoio, se não encontrarmos o tratamento correto para a gonorreia, vai chegar um momento em que a doença vai se tornar incurável”, alerta Teodora Wi, especialista da Organização Mundial da Saúde (OMS).

É com base nestes dados que a jornalista Kay Devlin, do programa da BBC Newsnight, explora os desafios envolvidos em impedir a propagação da supergonorreia e revela algumas formas surpreendentes de contaminação.

Desde a descoberta da penicilina, a gonorreia se tornou resistente a seis tipos diferentes de antibióticos.

No último ano, foram reportados três casos de supergonorreia no Reino Unido e dois na Austrália. Foram os piores casos já registrados no mundo.

O primeiro envolveu um britânico que pegou gonorreia na garganta após fazer sexo com uma mulher que conheceu por meio de um aplicativo de relacionamento na Tailândia.

Ao aplicar o tratamento tradicional contra a doença – uma combinação de azitromicina e ceftriaxona – os especialistas constataram que o organismo não respondia aos antibióticos.

E apesar das tentativas de identificar e tratar a mulher que transmitiu a infecção – para impedir a propagação da doença -, ela nunca foi encontrada.

“Com aplicativos com Grindr e Tinder, é incrivelmente fácil fazer sexo com desconhecidos. Isso significa que não há muitas informações sobre o parceiro e por mais que você tente convencer o paciente a tentar entrar em contato com ele, ainda assim às vezes é quase impossível conseguir fazer isso”, explica a médica Tas Rashid, especialista em saúde sexual.

Segundo ela, esse é um dos desafios para impedir a propagação da doença.

“Nós vivemos em um mundo cada vez mais globalizado. O sexo é muito mais acessível do que antes. O acesso a múltiplos parceiros sexuais é muito mais fácil”, avalia Rashid.

“Não podemos impedir as pessoas de viajarem para outros países, fazer sexo desprotegido e ‘importar’ infecções. Não conseguimos impedir isso”, completa.

Estão em andamento, no entanto, experimentos clínicos para tentar desenvolver novos tratamentos para a supergonorreia, de acordo com a Parceria Global de Pesquisa e Desenvolvimento de Antibióticos (GARDP).

O que é gonorreia?

A doença é causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae.

A infecção é transmitida por meio de relação sexual sem uso de preservativo – seja vaginal, anal ou oral.

“Quando falamos sobre sexo, acho que a maioria das pessoas pensa em sexo vaginal ou anal, mas o sexo oral é tão importante quanto porque doenças como clamídia, gonorreia e sífilis são transmitidas oralmente também”, ressalta Rashid.

Além disso, é importante lembrar que a gonorreia também pode passar para os olhos por meio das mãos ou outra parte do corpo que contenha fluídos corporais infectados.

“O que esquecemos de dizer as pessoas é que a gonorreia também pode se manifestar nos olhos apenas pelo contato de dedos infectados”, completa.

Os sintomas incluem secreção purulenta esverdeada ou amarelada encorpada, dor ao urinar e sangramento no intervalo de cada menstruação.

No caso das mulheres, principalmente, a doença pode ser silenciosa e não apresentar sintomas.

Quando não tratada, a gonorreia pode levar à infertilidade, à transmissão para o feto durante a gravidez e a doença inflamatória pélvica. Gonorreia no Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, não há registro de gonorreia super-resistente no Brasil.

Apesar de não ser uma doença de notificação obrigatória, estima-se que surjam 500 mil casos novos de gonorreia por ano – com prevalência de aproximadamente 1,4% na população de 15 a 49 anos.

Ainda de acordo com o governo, recomenda-se a busca pelo serviço público de saúde no caso de sintomas. Se confirmada a doença, o tratamento oferecido é gratuito e deve se estender também aos parceiros sexuais.

* Seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde, também acatada pelo Ministério da Saúde, usamos a terminologia IST no lugar de DST (doenças sexualmente transmissíveis), já que pacientes podem carregar infecções sem necessariamente apresentar sintomas de doenças.

Viva Bem – UOL, via BBC

 

LOCAIS

Prévias carnavalescas sem autorização da Semurb são interditadas na Zona Norte

Foto: Divulgação/Semurb

Uma operação da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) no início da tarde desta sexta-feira (15), no Passo da Pátria, Zona Norte, resultou na interdição de duas prévias carnavalescas previstas para o fim de semana. A medida cautelar ocorreu em virtude dos eventos não possuírem a Licença de Uso do Espaço Público (LUEP). A Guarda Municipal de Natal (GMN) e Policia Militar deram apoio para o cumprimento da legislação.

A licença popularmente conhecida como LUEP deve ser solicitada com até oito dias de antecedência na Semurb, conforme art. 2º da lei 218/2003. Seu objetivo é o ordenamento da festa, ou seja, as regras para realização de eventos em espaços públicos, que fizer uso de trio elétrico, palco ou palanque, instalação de iluminação ou sistema de som e interdição de rua.

“A LUEP estabelece, por exemplo, as condições sanitárias , respeito aos níveis de barulho permitidos pela legislação, a não utilização de paredões de som, presença obrigatória de banheiros químicos e limpeza adequada do local após o seu término”, explica o Supervisor de Fiscalização Sonora e Atmosférica da Semurb, Gustavo Szilagyi,

Ele ressalta que o objetivo do licenciamento é garantir aos frequentadores a segurança e as devidas condições nos eventos, por exemplo. E para aos moradores do entorno, a mitigação dos impactos ambientais causados. Szilagyi reforça ainda importância da população no papel de denunciar qualquer ação que possa acontecer em desacordo com a legislação ambiental.

“A Semurb possui uma Ouvidoria cujo telefone é 3616-9829, que funciona das 8h as 14h,de segunda a sexta, no qual o cidadão pode realizar a denúncia de forma anônima. E dessa forma como uma extensão do olhar da fiscalização” finaliza. Já nos finais de semana a população pode informar os casos pelo 190.

MPRN marca para 5 de abril eleição para procurador-geral de Justiça

Resolução do Colégio de Procuradores de Justiça foi publicada nesta sexta (15). Eleição define os integrantes de uma lista tríplice para a indicação ao cargo

Os membros do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) irão escolher os integrantes da lista tríplice para a indicação ao cargo de procurador-geral de Justiça no dia 5 de abril. A data foi definida em sessão do Colégio de Procuradores de Justiça realizada nesta quinta-feira (14). A resolução foi publicada na edição desta sexta-feira (15) do Diário Oficial do Estado.
A lista tríplice será encaminhada à governadora do Estado, que irá nomear o procurador-geral de Justiça para o biênio 2019/2021.

Em 5 de abril, votarão todos os membros do MPRN em atividade e poderão concorrer os promotores e procuradores que se inscreverem no período de 18 a 27 de fevereiro, mediante requerimento dirigido ao Presidente da Mesa Eleitoral.

A eleição será realizada das 8h às 14h, no plenário Procurador de Justiça William Ubirajara Pinheiro, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Natal; e no prédio-sede das Promotorias de Justiça de Mossoró.

Votação

A votação ocorrerá através de urna eletrônica, sendo convertida para o processo manual em caso de falha, defeito ou outra impossibilidade de uso do equipamento. O voto é secreto, pessoal e direto, exercido em cabine indevassável, sendo vedado o voto postal e o voto por procuração.

Cada eleitor deverá digitar na urna eletrônica o número correspondente ao candidato de sua preferência, podendo escolher até três candidatos. Será considerado em branco o voto no qual se digitar a tecla intitulada “branco” existente na urna eletrônica, e nulo o voto no qual se digitar número diferente daqueles cadastrados para a eleição.

Na lista tríplice, os nomes dos três candidatos mais votados constarão pela ordem de votos obtidos, registrando-se a respectiva quantidade.

 

Prefeitura de São Gonçalo do Amarante retoma aulas de hidroginástica para idosos e pessoas com deficiência

A Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante, por meio da Secretaria Municipal do Idoso e das Pessoas com Deficiência (Semipd), retomou, na última terça-feira (12), as aulas hidroginástica realizadas no ServClub, em Santo Antônio do Potengi. As atividades, que acontecem nas terças e quintas-feiras das 7 às 8h, promovem socialização e buscam melhorias nos aspectos físicos e mentais dos participantes.

A partir da próxima semana, a equipe da Semipd estará no local para realização de novas inscrições. Os documentos necessários para a inscrição são RG, CPF e comprovante de residência. No caso das pessoas com deficiência, a Secretaria solicita também o laudo médico.

As aulas de hidroginásticas realizadas em parceria com o IFRN e realizadas na própria instituição, devem começar em breve.

Polícia prende homem condenado por matar empresário durante tentativa de assalto na Zona Sul de Natal

 Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

É destaque no portal G1-RN nesta sexta-feira(15). Polícias Civil e Militar prenderam nesta manhã Lucileno da Fonseca Nascimento na comunidade Beira Rio, na Zona Norte de Natal. Ele é condenado por ter matado o empresário José Rosemberg Saldanha, de 55 anos, no dia 30 de novembro de 2016. O empresário foi morto dentro de uma caminhonete em frente a um condomínio no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul, quando deixava a filha e a mulher em casa.

Por esse crime, Lucileno da Fonseca foi condenado a 29 anos de reclusão pela 5ª Vara Criminal de Natal. Ele foi acusado do latrocínio e de corrupção de menores, já que um adolescente, segundo a decisão judicial, também participou do assassinato. Além dos dois, outro homem também foi condenado pelo crime.

Lucileno da Fonseca foi encontrado após denúncias anônimas feitas à polícia.

Veja detalhes de reportagem aqui

Ex-secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira, rebate citações da governadora Fátima sobre a situação fiscal do RN

A situação fiscal do RN, apresentada pela Excelentíssima Governadora na primeira Sessão Legislativa de 2019, merece as seguintes observações nos tópicos pertinentes a matéria fiscal:

a) O cenário fiscal apontado não constitui novidade, posto que fora sistematicamente exposto ao longo dos últimos anos a toda sociedade potiguar, aos demais Poderes e Órgãos, a Imprensa e, também, detalhadamente apresentado a equipe de transição da então Governadora Eleita;

b) A causa de tal situação, de conhecimento, portanto, de todos, soma aspectos conjunturais e estruturais;

c) Em termos conjunturais, o mandato do Governador Robinson foi contemporâneo da mais profunda crise econômica enfrentada pelo Brasil, resultando em queda das receitas públicas e drástica redução de sua taxa de incremento anual;

d) Ademais, nos períodos 2015/2018, o Governador Robinson honrou todos os aumentos de remuneração dos servidores aprovados em 2014, ou seja, antes do início de seu mandato em 1° de janeiro de 2015, porém com aplicação para os 4 anos seguintes.

e) Em termos estruturais, no Estado do Rio Grande do Norte as Receitas são inferiores as obrigações primárias, cuja causa principal é um sistema previdenciário insustentável, com crescimento nominal das despesas e com o déficit previdenciário várias vezes maior que o crescimento relativo das Receitas;

g) Todas as medidas tentadas pelo Governador Robinson – algumas anunciadas pela atual mandatária – como forma de mitigar o desequilíbrio fiscal, não receberam à época aprovação da Assembléia ou receberam restrições de Poderes e/ou Órgãos que as inviabilizaram, a saber:

1. Fixação de limitação de crescimento das despesas por lei (Teto do Gasto);
2. Antecipação da receita de Royalties;
3. Aumento das alíquotas para contribuições Previdenciárias;
4. Revisão do PROADI;
5. Melhoria na gestão da dívida ativa, etc.

Torcemos que o atual Governo tenha melhor sorte em suas propostas.

h) No ano 2018, o Governo pagou mais de 12 folhas de pagamento, portanto, esquecer transitoriamente o débito para honrar a folha do mês não significa solução, mas postergação do enfrentamento do problema;

i) Mesmo sem quitar, ao final do ano de 2018, os vencimentos da totalidade dos servidores, priorizou-se aqueles com menor remuneração e, sobretudo, as categorias responsáveis pela prestação dos serviços essenciais como segurança, saúde e educação, sendo todas com os salários em dia e independente da faixa salarial, salvo o décimo de 2018 o qual este já recebido integralmente pelos 22 mil servidores da Educação.

Fonte: Blog do BG

 

 

Por Igor Jácome, G1 RN

 


De acordo relatório, folha do RN ultrapassa R$ 480,8 milhões — Foto: G1 RN

De acordo relatório, folha do RN ultrapassa R$ 480,8 milhões — Foto: G1 RN

Os servidores aposentados e os pensionistas ligados à administração pública estadual são maioria e, em média, ganham mais que os servidores ativos do Rio Grande do Norte. Os dados de janeiro estão no Boletim de Informações da Administração divulgado pelo governo nesta sexta-feira (15).

O estado tem 53.558 aposentados e pensionistas contra 52.346 servidores ativos. Ao mesmo tempo, enquanto os servidores que estão em atividade ganham, em média, R$ 4.332,85, os aposentados recebem R$ 4.769,66 e os pensionistas, R$ 4.639,77.

Para se ter uma ideia da inversão ao longo de cinco anos, em 2014 o estado tinha mais de 66 mil ativos e 36,6 mil inativos. A diferença diminuiu com o passar dos anos e se inverteu no ano passado.

“Entre janeiro de 2014 e janeiro de 2019, o número de servidores ativos caiu 21,4%, enquanto o número de inativos aumentou 47,3%. Esse movimento fez diminuir a proporção de servidores ativos em relação aos inativos (aposentados e pensionistas), que era de 1,83 para 1 no primeiro mês de 2014. Em janeiro de 2019, essa proporção chegou a 0,97 para 1, aprofundando o desequilíbrio entre ativos e inativos”, diz o relatório.

Ao todo, a folha estadual paga salários a 105.904 pessoas e soma R$ 480.856.472,00.

Relatório

O conjunto de dados e informações referentes aos Recursos Humanos foram divulgados pelo Boletim de Informações da Administração, divulgado pela primeira vez neste mês, com dados referentes à janeiro.

“Nosso compromisso é com a transparência, com a informação e, consequentemente, com a formação do indivíduo. A consciência cidadã é uma construção diária. A divulgação das informações fortalece a relação entre o governo e a sociedade na gestão participativa que estamos construindo no Rio Grande do Norte”, argumentou a secretária de Administração, Virgínia Ferreira.

Os dados apresentados no primeiro informativo são do Sistema de Gestão de Recursos Humanos, gerenciado pela Coordenadoria da Folha de Pagamentos (COPAG). O agrupamento das informações permite visualizar um panorama da evolução da despesa com pessoal.

Por G1 RN

 


Melão produzido no Oeste potiguar é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1

Melão produzido no Oeste potiguar é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1

O Rio Grande do Norte vai continuar exportando frutas para o Chile, principalmente melão e melancia. Em anúncio feito nesta sexta-feira (15), o governo potiguar informou que o Serviço Agrícola e Pecuário do Chile reconheceu 13 municípios da região Oeste potiguar (veja lista abaixo) como de área livre da mosca-das-frutas, ou seja, propícios para a produção de frutas frescas para exportação.

“A resolução que renova a exportação de frutas frescas para o Chile é de forma significativa o reconhecimento do trabalho efetivo na área livre e isso serve de parâmetro de mercado para outros países como a China por exemplo”, explicou Luiz Roberto Barcelos, diretor da Agrícola Famosa e presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte.

Os municípios livres para a produção de frutas são Mossoró, Assu, Areia Branca, Baraúna, Serra do Mel, Grossos, Porto do Mangue, Tibau, Carnaubais, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Afonso Bezerra e Upanema.

A ceratitis capitata, conhecida popularmente como mosca-das-frutas, é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações. Ela ataca frutos maduros, deposita os ovos por baixo das cascas e as larvas se alimentam da polpa.

Mosca-das-frutas é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Mosca-das-frutas é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Fonte: G1RN 

Deixe uma resposta