PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTE DOMINGO

Por Elida Oliveira, G1

14/12/2019 21h25  Atualizado há 9 horas


Em meio ao aumento de 29,5% do desmatamento e às queimadas crescentes na Amazônia em 2019, os registros de multas aplicadas pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) foram na contramão dos crimes ambientais. Os autos de infração registrados de janeiro a novembro de 2019 são os menores dos últimos 15 anos, indica um levantamento feito pelo Observatório do Clima com base em dados do governo.

De janeiro a novembro de 2019 foram registrados 10.270 multas, número 25% menor se comparado ao mesmo período de 2018, quando foram aplicadas 13.776.

Infográfico mostra a queda em 20019 dos registros de multas do Ibama — Foto: Elida Oliveira/G1Infográfico mostra a queda em 20019 dos registros de multas do Ibama — Foto: Elida Oliveira/G1

Para o Observatório do Clima, rede com mais de 20 organizações ambientais, a queda no número de multas indica um “desmonte” das políticas ambientais.

De acordo com o documento, “Bolsonaro ataca o Ibama desde sua campanha eleitoral, defendendo infratores ambientais e incitando a violência contra inspetores”. O texto diz ainda que o “governo cortou orçamentos, nomeou funcionários despreparados, assediou funcionários e as regras de proteção foram alteradas.”

“A falta de fiscalização adequada para combater o crime ambiental acaba elevando a sensação de impunidade e resultando em mais desmatamento” – Carlos Rittl, secretário-executivo do Observatório do Clima

G1 e a TV Globo entraram em contato com o Ministério do Meio Ambiente e com o Ibama para pedir um posicionamento, mas não houve resposta até as 21h45. O ministro Ricardo Salles, que está na Conferência do Clima da ONU, em Madri, não quis comentar o relatório.

Recorde de multas após aumento do desmatamento

O recorde de multas aplicadas pelo Ibama no período foi em 2005, com 31,5 mil autos de infração.

O número sugere uma reação ao aumento do desmatamento no ano de 2004, quando foram derrubados 27,7 mil km² da floresta – a taxa oficial de desmatamento é medida de agosto de um ano a julho do ano seguinte. Também indica reação ao número de focos de queimadas, que em todo o ano de 2004 também bateu recorde: 27,5 mil.

Para Rittl, a queda nas multas é um indicador de que não há combate ao crime ambiental, mas para reduzir a devastação, seria necessário mais ações do governo.

“A fiscalização tem que estar associada a um compromisso do governo de combate ao crime ambiental. É necessário uma série de políticas associadas, como demarcação de terras indígenas, a regularização fundiária que não represente a legalização da grilagem de terra pública e não perdoar as multas, é preciso que governo tenha agenda voltada para a conservação de florestas”, afirma, em entrevista ao G1.

Infográfico mostra os registros de desmatamentos, queimadas e multas do Ibama, desde 2004 até 2019 — Foto: Rodrigo Cunha/G1

Infográfico mostra os registros de desmatamentos, queimadas e multas do Ibama, desde 2004 até 2019 — Foto: Rodrigo Cunha/G1

Ibama sem recursos

O relatório “O pior ainda está por vir”, do Observatório do Clima, também aponta queda nos recursos destinados às ações de inspeção do Ibama.

Em 2019, foram autorizados R$ 102,8 milhões para o instituto e R$ 90,7 milhões foram gastos. A proposta para 2020 enviada para o Congresso é ainda menor: R$ 76,8 milhões, o menor orçamento desde 2016.

Escalada de crimes ambientais

O documento cita uma série de ações do governo Bolsonaro que podem ter incentivado a escalada dos crimes ambientais.

Confira abaixo alguns pontos:

  • Em fevereiro e março, “uma ordem de mordaça”, de acordo com o texto, foi colocada nas comunicações da agência e o inspetor que multou Bolsonaro foi demitido.
  • Em abril, o governo autorizou um leilão para produção de petróleo na região do Parque Nacional Marinho de Abrolhos, viveiro de baleias jubarte, perdoou multas de produtores de soja em áreas protegidas no Rio Grande do Sul e autorizou o uso de armas de fogo e cães para abate de javalis selvagens, indica o texto.
  • Em setembro, o presidente do Ibama, Eduardo Bim, suspendeu o embargo ao uso de 22 mil hectares para o cultivo de soja em terras indígenas no Mato Grosso, onde a soja GM havia sido plantada ilegalmente, informa o documento.
  • Em novembro, quatro dias antes do lançamento de dados de desmatamento, a pedido do Oficial de Proteção Ambiental Olivaldi Azevedo, Bim alterou uma regra que dificultará a imposição de penalidades contra empresas que vendem madeira ilegal da Amazônia, diz o relatório.
  • No fim do ano, foi anunciado um estudo para autorizar a exportação de madeira nativa em toras e para alterar as regras, a fim de permitir a classificação de aves Psittacidae como papagaios, beneficiando um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), aponta o texto.

Brasil busca recursos para preservar a Amazônia

COP 25 adia encerramento enquanto negociadores tentam chegar a acordoCOP 25 adia encerramento enquanto negociadores tentam chegar a acordo

O relatório do Observatório do Clima cita dois estudos que indicam que o Brasil poderá emitir 1,3 bilhão de toneladas de CO2 caso o desmatamento da Amazônia chegue a 27 mil km², pondo em risco a meta do Acordo de Paris de estabilizar o aquecimento global em 1,5°C.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, mantém a posição brasileira de cobrar dos países desenvolvidos pela conservação da floresta Amazônica. Salles chegou a afirmar que houve definição sobre um novo Fundo Amazônia, informação que foi negada pela embaixada da Alemanha.

Por sua vez, a Colômbia apresentou redução no desmatamento e fechou acordo na COP 25 para receber US$ 360 milhões da Alemanha, Noruega e Reino Unido para preservação da Amazônia.

Fonte: G1

Por G1

14/12/2019 20h15  Atualizado há 9 horas


Dezenas do concurso 2.216 da Mega-Sena — Foto: ReproduçãoDezenas do concurso 2.216 da Mega-Sena — Foto: Reprodução

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.216, realizado na noite deste sábado (14) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas: 10 – 24 – 42 – 43 – 48 – 49.

A quina teve 5 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 62.000,46. Já a quadra teve 4.361 apostas ganhadoras; cada uma ganhará R$ R$ 995,19.

O próximo concurso (2.217) será na próxima terça-feira (17). O prêmio é estimado em R$ 36 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: G1

Por Blog do BG

Bolsonaro quer presidente da Fundação Palmares de volta ao cargo

O presidente Jair Bolsonaro quer que o jornalista Sérgio Camargo volte para a presidência Fundação Palmares. Bolsonaro disse que, mesmo após ser criticado por boa parte da sociedade civil por relativizar a existência do racismo, Camargo só foi afastado do cargo nesta semana por conta de uma judicial. E adiantou que o governo federal já está recorrendo dessa decisão na Justiça. As informações são do Congresso em Foco.

“Caso nosso recurso seja vitorioso, EU O RECONDUZIREI à presidência da Fundação”, escreveu o presidente Bolsonaro nas suas redes sociais na noite dessa sexta-feira (13). O compromisso de renomear Camargo como presidente da Fundação Palmares foi anunciado junto com um vídeo em que o próprio Camargo rebate as críticas da sociedade civil. Na gravação, o jornalista diz que, enquanto presidente da Fundação Palmares, não vai permitir que essa instituição valorize o Dia da Consciência Negra.

Comments

Número de multas aplicadas pelo Ibama em 2019 é o menor em 15 anos

Em meio ao aumento de 29,5% do desmatamento e às queimadas crescentes na Amazônia em 2019, os registros de multas aplicadas pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) foram na contramão dos crimes ambientais. Os autos de infração registrados de janeiro a novembro de 2019 são os menores dos últimos 15 anos, indica um levantamento feito pelo Observatório do Clima com base em dados do governo.

De janeiro a novembro de 2019 foram registrados 10.270 multas, número 25% menor se comparado ao mesmo período de 2018, quando foram aplicadas 13.776.

G1

Comments

Bolsonaro nega mudanças na equipe ministerial e elogia Weintraub

O presidente Jair Bolsonaro negou que vá trocar ministérios no início do ano que vem. A jornalistas, ele afirmou que não há nada que o leve a tirar alguém do primeiro escalão. “Não está previsto [mudança em ministérios]. Não tem nada que me leve a trocar um ministro que seja”, disse em Brasília, neste sábado, 14, ao passear pela Praça dos Três Poderes, no centro da capital.

Ele também elogiou o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Considerou seu trabalho “excelente” e acusou os governos anteriores de conduzirem a educação “por um mau caminho”. “Olha a prova do Pisa. Foi feito em abril do ano passado, uma das piores notas do mundo todo”, disse.

A fala do presidente ocorre após semanas seguidas de comentários nos bastidores do Congresso de que estaria insatisfeito com o trabalho de Weintraub. Entre os motivos, estão manifestações polêmicas nas redes sociais e demora em colocar em pé uma das principais promessas de campanha de Bolsonaro, a instalação de uma escola cívico-militar nos principais municípios brasileiros. Aliados de Bolsonaro têm recorrido às redes para aumentar o coro de que o ministro da Educação não está na corda bamba.

Veja

Comments
Comments

Grampo sugere que Alexandre de Moraes fez lobby fora da regra no Supremo

Um grampo da Polícia Federal sugere que o hoje ministro Alexandre de Moraes (STF) atuou informalmente como advogado de um desembargador no mesmo período em que era secretário da Segurança Pública de São Paulo.

Em telefonema de novembro de 2015, Moraes conversa com o desembargador Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, sobre sua defesa e detalha o lobby a ser feito com os então ministros do Supremo fora de seus gabinetes. O objetivo de Moraes era livrar o desembargador, sob suspeita de ilegalidades, de processo que poderia resultar em afastamento do cargo.

Folhapress

Comments

Agressividade do filho de Eduardo Campos é atribuída em Pernambuco à mãe Renata

A certeza de Antônio Campos, irmão do falecido ex-governador Eduardo Campos, é compartilhada por grande parte da família Arraes e políticos de Pernambuco: seria influência de Renata, a mãe, a atitude agressiva do deputado João Campos (PSB-PE), que na quarta (11) atacou o tio durante sessão da Comissão de Educação da Câmara. Ex-militante de partidos de esquerda, Renata tem fama de irascível e xiita, apesar de viúva de Campos, “rei da simpatia” e do arranjo político. Com informações da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

João Campos marca sua atuação na Câmara pelo tom agressivo e pelo uso abusivo de frases feitas e de surrado jargão esquerdista. Ao interpelar de maneira desaforada o ministro Abraham Weintraub, na Câmara, João Campos afirmou que o tio Antônio “é pior que você”.

Comments

Judiciário só condenou 1 magistrado por venda de sentenças em 11 anos

A operação que levou à prisão preventiva da ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) Maria do Socorro Barreto Santiago, sob acusação de venda de sentenças, é um ponto fora da curva na história do Judiciário brasileiro. Levantamento feito pelo Estado com base em informações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostra que, dos 17 magistrados punidos pelo órgão entre 2007 e 2018 em casos de venda de decisões judiciais, apenas um foi julgado e alvo de uma condenação criminal.

As punições, no entanto, não costumam ter conformidade com a gravidade dos crimes denunciados. Nestes últimos 11 anos, os magistrados que foram acusados de receber vantagens em troca de sentenças, na maioria dos casos, sofreram apenas punição administrativa – a aposentadoria compulsória (mantendo o salário mensal de cerca de R$ 30 mil), escapando de qualquer punição civil (como pagamento de multa) ou criminal (prisão). A divulgação desses processos é pouco transparente, uma vez que o CNJ não informa quantos casos de venda de decisões judiciais chegaram ao órgão neste período.

Estadão Conteúdo

 

Estudante que chamou deputado de fascista quer processá-lo por ter sido xingada de ‘dragão de komodo’

Foto: Divulgação

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), que ficou conhecido após quebrar a placa da vereadora Marielle Franco, será processado por conta da última briga em que se envolveu. Ele publicou um vídeo nas redes sociais trocando acusações e “cuspidas” com uma militante do Psol nesta semana. A mulher não se opôs à gravação, mas diz que sofreu um “linchamento virtual” depois que foi marcada no post. Por isso, promete apresentar uma queixa por danos morais contra o deputado nesta segunda-feira (16).

“Vou entrar com um processo por danos morais na esfera cível para fazer ele retirar os vídeos da internet. A ação já está pronta, estou só anexando os prints das redes sociais para apresentá-la”, contou Nayara Berdnasky, que no vídeo publicado por Daniel Silveira chama o deputado de fascista e recebe de volta xingamentos como “gorda”, “dragão de komodo”, “lhama cuspideira” e “aprendiz de Jean Wyllys”.

Nayara tem 32 anos e estuda na mesma faculdade de direito que Daniel Silveira frequenta em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ela conta que a briga, ocorrida na última segunda-feira (9), começou depois que ela chegou à lanchonete da faculdade, viu o deputado tomando café e comentou que o local estava mal frequentado. “Eu comentei discretamente com o caixa, com quem sempre converso. Aí ele disse ‘está falando comigo, sua petista?’”, admitiu Nayara, contando que a partir daí os dois começaram a trocar acusações. Ele a chamou de gorda e ela rebateu com um “fascista”. “Aí ele disse que, como era uma pessoa pública, ia filmar”, contou a militante do Psol, que continuou chamando Daniel Silveira de fascista na gravação.

Como mostra o vídeo publicado pelo deputado do PSL nas redes sociais, Silveira responde Nayara dizendo que o Psol é um “partido de maconheiros, vagabundo, narcoterrorista”. Ela rebate chamando o deputado de ridículo e dizendo que fascistas não passarão. Ele provoca e a moça cospe em Daniel Silveira, que depois também devolve a cuspida. Ao publicar o vídeo, o deputado ainda diz que, se fosse um homem, Nayara teria levado um soco por conta dessa discussão.

Daniel Silveira

@danielPMERJ

Vídeo em que o “Dragão de Komodo” ou “lhama cuspideira” ou “aprendiz de Jean Wyllys” ou seja lá o que for, me ataca antes e me cospe. Evidente que revidamos. Pau que dá em Chico, dá em Francisco. Tinha que ser um homem, assim, levaria um soco na boca. Vai cuspir na PQP!

Vídeo incorporado

Em posse do PT no CE, Gleisi Hoffmann descarta aliança com Ciro Gomes: “O PDT é maior”

Foto: Twitter

Presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann alfinetou o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), ao ser questionada sobre possível aliança. “O PDT é maior que o Ciro Gomes. Nós temos uma boa relação com a sigla, estamos juntos na oposição dentro Congresso Nacional e temos um Brasil a defender”. A declaração ocorreu nesta sexta-feira, 13, na sede do PT, em Fortaleza.

(mais…)

Comments

Pesquisa: 70% das pessoas esperam ‘confra da empresa’ para trair parceiro

 

Foto: Ilustração

Uma pesquisa realizada pelo site Second Love, especializado em relacionamentos extraconjugais, pode deixar uma pulga atrás da orelha dos mais ciumentos. De acordo com 7 a cada 10 dos usuários questionados, o período festivo de fim de ano – com destaque para as festas do trabalho – é o mais propício para traições.

O estudo, divulgado com exclusividade para o Delas,  foi realizado com mais de 2 milhões de usuários na América Latina e também refletiu sobre o histórico: mais de 30% dos usuários confirmaram que fizeram sexo com alguém do trabalho após a festa de fim de ano da firma – e mais de 65% admitiram que tiveram algum tipo de abordagem ou intenção de trair durante a comemoração.

(mais…)

Comments

Deputado do PSOL entra com representação no MP contra Silvio Santos por racismo

Foto: Reprodução/SBT

O deputado estadual Jesus dos Santos, 35, (PSOL), integrante da bancada ativista -formada por nove militantes políticos de diversas áreas que dividem o mandato em São Paulo- fez uma representação contra Silvio Santos, 89, nesta sexta-feira (13). A causa foi o tratamento dado pelo apresentador a Jennyfer Oliver no quadro Quem Você Tira?, no Programa Silvio Santos (SBT), exibido dia 8 de dezembro.

(mais…)

Comments

“Se sumir carteira, já sei quem é”, diz Bolsonaro ao ver flamenguista

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro parou na Praça dos Três Poderes, em Brasília, para tirar foto com turistas e eleitores na tarde deste sábado (14). Ele se negou a responder as perguntas da imprensa, mas não perdeu a oportunidade de fazer uma brincadeira quando viu um flamenguista: “Se sumir a carteira de alguém já sei quem que é, hein”, disse.

A atitude do presidente divertiu seus apoiadores, mas deixou o torcedor do Flamengo sem graça. “Que que é isso, presidente?”, disse o flamenguista, que estava junto com a filha pequena. Um dos presentes ainda tentou minimizar o clima estranho dizendo “é brincadeira dele”. Depois disso, Bolsonaro tirou uma foto com o homem que vestia a camisa do clube carioca e sua filha. Eles não falaram mais nada sobre o assunto.

Congresso em Foco

Argentina eleva tarifa de exportações e medida pode afetar preço do pão no Brasil

Foto: Ilustração/Getty

O presidente argentino Alberto Fernández aumentou os impostos sobre as exportações de soja e outros grãos, com um decreto publicado neste sábado no Diário Oficial, uma medida “urgente” para enfrentar a “grave situação” das finanças públicas da Argentina, de acordo com o texto. Além disso, Fernandéz sancionou uma medida que encarece os custos das empresas ao demitir trabalhadores no país.

De todo o trigo que o Brasil importa, a Argentina é o principal fornecedor. A medida, portanto, pode ter impacto sobre os preços de derivados do trigo, como pão e macarrão. Mas ainda é cedo para dimensionar o efeito, pois o Brasil poderia redirecionar suas compras para outros países, como EUA e Canadá, que também são grandes produtores do grão.

(mais…)

 

LOCAIS

Homem que teve CNH suspensa após dirigir bêbado e matar italianos em acidente é pego em blitz em Natal

Um homem que foi preso e teve sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa após dirigir bêbado e matar dois italianos em um acidente na Rota do Sol, zona Sul de Natal, em 2015, foi pego na noite desta sexta-feira, 13, em uma blitz da operação “Lei Seca”, da Polícia Militar, realizada na avenida Alexandrino de Alencar, no Alecrim, zona Leste. A CNH do condutor está suspensa por decisão judicial.

O acidente envolveu um táxi, que transportava três italianos e uma brasileira, e um veículo tipo Pajero, em dezembro de 2015. O motorista da Pajero cruzou o sinal vermelho e colidiu no táxi.

Na época do acidente, o homem tinha 19 anos e no teste do bafômetro, acusou que ele estava dirigindo embriagado. Na noite desta sexta, o condutor após ser pego dirigindo recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia por infringir a lei.

Agora RN

 

Sem renovação, PMRN tem a tropa mais antiga do Nordeste

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte tem a tropa mais antiga do Nordeste. A conclusão parte de um levantamento feito pela TRIBUNA DO NORTE que mostra a incidência de concursos públicos para novos agentes para a corporação na região. Mesmo tendo feito um certame ofertando 1.000 vagas no ano passado, o último concurso havia sido feito em 2005, o que faz com que a tropa não tenha sido renovada ao longo desses quase 15 anos.

O Rio Grande do Norte tem 7.436 policiais militares, o que equivale a um policial militar para cada 471 habitantes. A média de idade é de 40 anos, a maior entre todas as PMs do Brasil

Tribuna do Norte

 

PROEDI: Presidente do STF nega liminar do Estado para derrubar decisão favorável a Natal

Foto: Reprodução

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli negou provimento ao pedido de liminar do Governo do Estado para derrubar a suspensão dos efeitos do Proedi para o Município de Natal.

LEIA MAIS

 

CAIU! Polícia Civil prende ‘Boso Funari’ por estelionato em Natal e Mossoró

Foto: Cedida

Policiais civis do 11º Distrito Policial (DP) prenderam Enrico de Azevedo Oliveira, conhecido como “Boso Funari”. A prisão se deu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedido pelo Juízo da 7° Vara Criminal da Comarca de Natal, pela prática do crime de estelionato.

De acordo com investigações, em desfavor de Enrico de Azevedo, já existiam processos pelo crime de estelionato nas comarcas de Natal e Mossoró. Com ele, os policiais apreenderam diversos materiais, dentre eles, uma pistola de pressão, dois notebooks, utensílios domésticos e seringas. A prisão ocorreu na quinta-feira passada.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Blog do BG

Deixe uma resposta