PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTE DOMINGO

Por G1

03/11/2019 00h01  Atualizado há 6 horas


Mais de 5 milhões de candidatos estão inscritos no Enem 2019 — Foto: Flavio Moraes/G1

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 começa neste domingo a partir das 13h30 (horário de Brasília), para 5.095.308 candidatos. É o menor número de inscritos desde 2010 e, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mais de 4,5 milhões deles já haviam checado seu local de provas até as 17h30 de sábado (2). Isso quer dizer que 11% dos candidatos ainda não sabiam onde fariam as provas até aquele horário.

Os portões fecham às 12h de Brasília e as provas do primeiro dia serão de redação, linguagens e ciências humanas. Ouça, no podcast abaixo, dicas para a prova de redação:

Local de provas do Enem

O endereço do local de prova está disponível no “Cartão de Confirmação da Inscrição” na Página do Participante do Inep (https://enem.inep.gov.br/participante/). Para acessar o cartão, basta fornecer o número do CPF e a senha cadastrada na inscrição.

Precisa levar o cartão de confirmação do Enem?

NÃO. Ele serve apenas para consulta do endereço exato onde você deve fazer o exame. Se você não puder imprimir o cartão em papel, pode anotar o endereço ou levá-lo no celular – ao entrar na sala de provas, será preciso guardar esses itens em um envelope lacrado, entregue pelos fiscais.

É obrigatório apenas:

  • Documento original com foto na validade (não vale carteirinha de estudante ou certidão de nascimento)
  • Caneta de cor preta e tubo transparente

Canetas usadas no Enem devem ser pretas, de tubo transparente. — Foto: Marcelo Brandt/G1; Juliane Monteiro/G1 (arte)Canetas usadas no Enem devem ser pretas, de tubo transparente. — Foto: Marcelo Brandt/G1; Juliane Monteiro/G1 (arte)

Horário do Enem

Os horários divulgados pelo Inep seguem a hora oficial de Brasília. Mas o Enem é aplicado simultaneamente em três fusos diferentes. Veja o horário local de fechamento dos portões em todo o Brasil.

  • Abertura dos portões: 12h (horário de Brasília)
  • Fechamento dos portões: 13h (horário de Brasília)
  • Início das provas: 13h30 (horário de Brasília)
  • Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia) (horário de Brasília)

Horário local de fechamento dos portões para o Enem 2019 — Foto: Ana Carolina Moreno/G1Horário local de fechamento dos portões para o Enem 2019 — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Conteúdo do Enem

Neste domingo, primeiro dia do exame, as provas duram cinco horas e meia:

  • 45 questões de linguagens
  • 45 de ciências humanas
  • redação

No próximo domingo, dia 10, o segundo dia do Enem terá cinco horas de duração:

  • 45 questões de ciências da natureza
  • 45 de matemática

Nota do Enem

O gabarito oficial do Enem só será divulgado entre os dias 11 e 13 de novembro. Porém, o G1 fará a correção extraoficial de todas as questões, além de um programa ao vivo no início da noite deste domingo com professores prontos para comentar as provas e tirar dúvidas.

As notas obtidas no Enem serão depois usadas pelos candidatos no Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, que é a principal forma de acesso para vagas na rede pública de ensino superior. As notas também são aceitas em 42 instituições de Portugal.

Mais de cinco milhões de estudantes devem fazer o ENEM neste domingoMais de cinco milhões de estudantes devem fazer o ENEM neste domingo
Fonte: G1

Por Braulio Lorentz e Rodrigo Ortega, G1

03/11/2019 05h00  Atualizado há 2 horas


Você pode ouvir o G1 ouviu no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts ou no Apple PodcastsAssine ou siga o G1 Ouviu para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.

O que são podcasts?

Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça.

Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia…

Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça – e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.

Fonte: G1

Por G1

03/11/2019 01h48 Atualizado há 2 horas


Fogo atinge Parque do Carmo, na Zona Leste de São Paulo — Foto: Reprodução/TV GloboFogo atinge Parque do Carmo, na Zona Leste de São Paulo — Foto: Reprodução/TV Globo

Um incêndio de grandes proporções atinge o Parque do Carmo, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, desde a noite deste sábado (2). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o fogo consome uma área de mata de reserva.

Equipes dos bombeiros contam com a ajuda da Defesa Civil para combater as chamas, que tiveram início por volta das 20h40 e estão concentradas em quatro focos, que aumentam e diminuem de intensidade.

Incêndio atinge área de mata no Parque do Carmo, Zona Leste de São PauloIncêndio atinge área de mata no Parque do Carmo, Zona Leste de São Paulo

O fogo chegou a se aproximar de uma creche que fica na Avenida Aricanduva. Até o momento não há informações sobre o tamanho dos danos e se há vítimas.

Fogo atinge Parque do Carmo, na Zona Leste de São Paulo — Foto: Reprodução/TV GloboFogo atinge Parque do Carmo, na Zona Leste de São Paulo — Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo o site da Prefeitura de São Paulo, o parque tem uma área de 1.500.000 m² e possui diversas atrações, como o Museu do Meio Ambiente, viveiro, quiosques e ciclovias. O local era a antiga fazenda do empresário Oscar Americano de Caldas Filho e virou parque em 19 de setembro de 1976.

O parque sedia a tradicional Festa das Cerejeiras para comemorar o florir da árvore-símbolo do Japão e marca da comunidade que vive na região. Veja abaixo como foi o evento deste ano.

Começa o Festival das Cerejeiras no parque do Carmo, na Zona LesteComeça o Festival das Cerejeiras no parque do Carmo, na Zona Leste

Falta de manutenção

Prefeitura suspende manutenção no Parque do Carmo, na Zona LestePrefeitura suspende manutenção no Parque do Carmo, na Zona Leste

O parque vem sofrendo com a falta de manutenção. No fim do mês passado, a prefeitura suspendeu o contrato por falta de verba.

Primeiro, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente disse que foi um “problema técnico” e por isso houve essa suspensão; depois, confirmou que o problema está relacionado a liberação de orçamento.

A situação de abandono no Parque do Carmo é antiga e o descaso continua: falta de luz, brinquedos quebrados, grama sem manutenção, água de chuva empoçada, churrasqueira destruída e banheiros com as descargas quebradas. Veja abaixo na reportagem do Bom Dia SP em julho

Falta de luz no Parque do CarmoFalta de luz no Parque do Carmo
Fonte: G1
Por Blog do BG

Oposição acusa Bolsonaro de obstrução de justiça e entrará com representações no STF e na PGR

Partidos de oposição ao governo federal vão dar entrada em representações contra o presidente Jair Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal (STF) e na Procuradoria-Geral da República (PGR) por obstrução de justiça. Os líderes da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), e no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmam que Bolsonaro “confessou ter se apropriado de provas” relacionadas ao caso Marielle. Os deputados entrarão com uma representação na PGR.

Neste sábado, Bolsonaro afirmou, em Brasília, que pegou os áudios das ligações realizadas entre a portaria e as casas do condomínio Vivendas da Barra antes que, segundo ele, as gravações fossem adulteradas. O presidente não especificou a data em que retirou os arquivos

“Não cabe ao presidente da República determinar a apreensão de provas. Esperamos que se determine o quanto antes a devolução do material apreendido pelo presidente da República e que o mesmo responda perante a Justiça pelo ilícito que confessou ter praticado”, afirmaram os deputados em nota.

Já o PSOL , partido do qual fazia parte a vereadora Marielle Franco , anunciou que vai protocolar notícia-crime contra Bolsonaro no STF por obstrução de justiça e prevaricação.

“Bolsonaro já deve estar sabendo que o confronto de provas pode produzir mais turbulências envolvendo seu nome. Um potencial investigado não pode mexer em possíveis provas”, declarou, via assessoria de imprensa, o deputado Ivan Valente (PSOL-SP).

Além de acusar o governador do Rio Wilson Witzel (PSC) de “manipular” as investigações do caso Marielle para incluir seu nome, Bolsonaro afirmou ter obtido as gravações que comprovariam que os suspeitos pelo assassinato da vereadora não visitaram sua residência no Vivendas da Barra.

— Eu estava em Brasília, está comprovado. Várias passagens minhas pelo painel eletrônico da Câmara, com registro de presença, na quarta-feira. E tem outra coisa: nós pegamos (os áudios) antes que fosse adulterado, pegamos lá toda a memória da secretária eletrônica. A voz não é minha, não é o “seu Jair” — afirmou.

A declaração foi uma referência ao depoimento do porteiro do condomínio, que disse ter ligado para a casa de Bolsonaro para autorizar a entrada de Élcio de Queiroz, um dos suspeitos do assassinato de Marielle. O Ministério Público do Rio informou, na sexta, que os áudios contradizem o relato do porteiro.

O Globo

Comments

Investigadas em esquema de laranjas do PSL dizem que verba delas ajudou Bolsonaro

As três principais candidatas do PSL suspeitas de serem laranjas em Pernambuco negaram em depoimentos à Polícia Federal terem participado de irregularidades, afirmaram que as gráficas que aparecem nas prestações de contas realizaram os trabalhos encomendados e disseram que o material eleitoral feito para elas com dinheiro público ajudou a impulsionar a candidatura do presidente Jair Bolsonaro, também do PSL.

Uma das mulheres disse que todos os dias um contêiner com material gráfico saía do comitê do partido para ser distribuído em todo o estado, “pois todos os candidatos do partido produziram material para Jair Bolsonaro”.

Um ex-dirigente do PSL de Pernambuco tido como interlocutor entre o partido na esfera estadual e a campanha nacional de Bolsonaro disse em depoimento que, quando havia necessidade de produção de material de campanha, seja para Bolsonaro, seja para candidatos a deputados, fazia o pedido diretamente a assessores de Luciano Bivar, deputado federal e presidente do PSL.

Folhapress

Comments

Para ministro, governo inicia uma profunda reforma para modernizar Estado sem brigar com o passado

Nesta semana, o governo de Jair Bolsonaro encaminha ao Congresso seis conjuntos de medidas que, nas palavras do ministro da Economia, Paulo Guedes, dão início a uma tardia reforma do Estado. “Essa transformação da máquina pública —que servia a uma ordem politicamente fechada e agora precisa servir à população— busca a modernização”, diz Guedes.

O conjunto é amplo. Está previsto o envio de três PECs (Proposta de Emenda à Constituição) para o Senado: a PEC Mais Brasil, que Guedes chama de pacto federativo e que traz um novo regime fiscal e propõe a soma do gasto obrigatório com saúde e educação; a PEC da emergência fiscal, que institui gatilhos para conter gastos públicos em caso de crise financeira na União, estados e municípios; e a PEC dos fundos, que revê 281 fundos públicos.

Para a Câmara seguem a PEC da reforma administrativa, que remodela o serviço público de todos os entes, e um projeto de lei que traz um novo modelo de privatizações.

“Dá para esperar 4 anos de um liberal-democrata após 30 de centro-esquerda?’, indaga Guedes, afirmando que sim.

Folhapress

 

Petroleira grega Delta Tankers diz que ‘não há provas’ de que o navio Bouboulina vazou petróleo na costa do Brasil

A petroleira grega Delta Tankers, proprietária do navio-tanque Bouboulina – apontado pela Polícia Federal como principal suspeito de ter derramado o óleo que desde o fim de agosto vem atingindo o litoral do Nordeste –, disse que “não há provas” de que a embarcação seja responsável pelo incidente.

As manchas de petróleo em praias da região atingiram pelo menos 286 localidades em 97 municípios de 9 estados. A substância é a mesma em todos os locais: petróleo cru. O fenômeno tem afetado a vida de animais marinhos e causado impactos nas cidades litorâneas.

Em nota divulgada neste sábado (2), a Delta afirmou que fez uma “pesquisa completa do material nas câmeras e sensores que todos os seus navios carregam como parte de suas políticas de segurança e ambientais”.

No comunicado, a Delta Tankers destaca 3 pontos:

‘não há provas’ de que o navio Bouboulina derramou óleo;
a empresa não foi procurada por autoridades brasileiras;
a embarcação, que saiu da Venezuela em 19 de julho, chegou ao destino final, na Malásia, e ‘descarregou toda a carga sem qualquer falta’.

“Não há provas de que o navio tenha parado, realizado qualquer tipo de operação STS [transferência de um navio para o outro], vazado, desacelerado ou desviado da rota, em seu caminho da Venezuela para Melaka, na Malásia”, diz o texto da Delta.

G1

Comments

Manoel Gomes, autor de ‘Caneta Azul’, diz que tem mais de 21 mil músicas

Escolher 14 músicas em um universo de 21 mil composições é uma das principais missões de Manoel Gomes . O artista maranhense de 49 anos concedeu entrevista ao e revelou que compõe desde os 15 anos. A única certeza dele é que Caneta Azul está neste próximo disco. O primeiro trabalho também teve 14 músicas, mas não teve a mesma repercussão.

Segundo Manoel Gomes, ele não teve chance ainda de acompanhar toda repercussão do fenômeno ‘Caneta Azul’ no país. Muitos artistas repercutiram o som em diferentes versões, mas dos poucos vídeos que Manoel conseguiu assistir, o de Léo Magalhães foi o que mais lhe chamou atenção.

“Eu estava trabalhando e não tive tempo de acompanhar tudo isso não. Ainda não vi quase nada. Só ouço me falarem. O primeiro vídeo que eu vi, foi o Léo Magalhães cantando e ele estava até com uma garrafa de cerveja. Aí o pessoal lá no serviço disse que a música já estava com Léo Magalhães e que agora eu iria sair até da empresa”, contou.

Mas não saiu não. Manoel disse que trabalha como vigilante e quando o sucesso começou, o patrão foi um dos primeiros a incentivá-lo. “Conversei com o patrão e ele disse que eu não ia ficar ‘amarrado’ não. Ele falou que eu podia seguir com minha carreira, que meu emprego lá estava garantido quando voltasse”, disse o cantor.

Depois do sucesso, a rotina mudou completamente. Manoel saiu da escala de trabalho em uma fazenda no município de Balsas para cumprir compromissos como artista e os shows nem começaram ainda. O momento é de encaminhar ajustes burocráticos e atender a alta demanda de entrevistas.

G1

Comments

Orçamento de 2020 prevê alta de R$ 24,2 bi em renúncias fiscais

Em meio ao crescimento de despesas obrigatórias e à escassez de verbas discricionárias (não obrigatórias) para a manutenção de órgãos públicos, as renúncias fiscais continuarão a crescer no próximo ano. A proposta de Orçamento Geral da União, em tramitação no Congresso, prevê que o governo deixará de arrecadar R$ 330,61 bilhões por causa dos incentivos fiscais em 2020.

O valor representa alta de R$ 24,21 bilhões em relação ao Orçamento de 2019, que destinava R$ 306,39 bilhões em gastos tributários, nome dado quando o governo abre mão de receitas para beneficiar setores econômicos. Os segmentos mais beneficiados em 2020 serão comércio e serviço (R$ 86,93 bilhões), trabalho (R$ 42,28 bilhões) e saúde (R$ 41,32 bilhões).

Mesmo com o encolhimento da desoneração da folha de pagamento, que terminará em 2021, outros incentivos continuam a crescer. Os principais crescimentos nas renúncias fiscais, de acordo com a proposta de Orçamento, ocorrerão nas isenções e imunidades para entidades sem fins lucrativos (+R$ 6,26 bilhões), na Zona Franca de Manaus (+R$ 3,89 bilhões) e nas isenções de Imposto de Renda para pessoas físicas (+R$ 2.6 bilhões).

Em contrapartida, os gastos com subsídios, quando o governo gasta dinheiro (direta ou indiretamente) para conceder empréstimos a juros mais baixos ou reduzir preços ao consumidor, cairão pelo quinto ano seguido. A proposta prevê que esse tipo de despesa passará de R$ 69,8 bilhões no Orçamento deste ano para R$ 63,98 bilhões em 2020.

A margem do governo para cortar os subsídios está emagrecendo a cada ano. O Orçamento de 2019 tinha reduzido os subsídios em R$ 23 bilhões. Para 2020, no entanto, a queda será de R$ 5,82 bilhões.

Agência Brasil

Reforma administrativa deve mudar estabilidade de novos servidores

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (2) que está quase tudo pronto para a apresentação da reforma administrativa ao Congresso e que o governo estuda mudar a estabilidade dos novos servidores públicos. “A ideia é daqui para frente, para os futuros concursados não teria estabilidade, essa é a ideia que está sendo estudada”, disse ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã deste sábado.

De acordo com o presidente, para algumas carreiras típicas de Estado, entretanto, esse direito seria preservado. “Eu não posso formar, por exemplo, um sargento ou um capitão das forças especiais e depois mandar ele embora. Tem que ter formação específica para aquela atividade, bem como outras dos servidores civis.” Atualmente, os servidores públicos estatutários têm direito à estabilidade no cargo após três anos de atividade.

Na próxima semana, Bolsonaro pretende ir ao Congresso entregar novos projetos para serem analisados pelos deputados e senadores. Ele não detalhou, entretanto, qual reforma será apresentada primeiro. “A que for menos difícil tem que ir na frente. O [ministro da Economia] Paulo Guedes gostaria que as três [previdenciária, administrativa e tributária] já tivessem aprovadas”, disse. Um novo pacto federativo com estados e municípios também é prioridade para o governo e deve ser proposto em breve.

As medidas do governo para simplificação da máquina pública e desregulamentação do ambiente de negócios, segundo Bolsonaro, objetivam o aquecimento da economia e a geração de empregos. “Quem cria emprego é a iniciativa privada e, para tal, quem produz tem que ter menos burocracia. Temos que botar de forma mais competitiva nos portos produtos para exportação”, disse.

A diminuição da carga tributária também está no radar do Ministério da Economia, segundo o presidente, mas não deve ser feita “de uma hora para outra”. “Essa reforma tributária é muito importante. O que encarece no Brasil são os impostos. Vou apelar aos governadores, se for possível, sei que vivem apertados, [para que] diminuíssem essa média de 30% de ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços] no combustível, cria mais emprego, se consome mais o que é nosso aqui dentro. Por isso que o etanol de fora é competitivo, lá fora quase não tem imposto”, disse, lembrando que parte do etanol consumido no Brasil é importada.

Agência Brasil

Comments

Promotores defendem promotora bolsonarista que deixou caso Marielle

O MP Pró-Sociedade emitiu moção de desagravo em favor da promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho, do Ministério Público do Rio, após ela anunciar seu afastamento das investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco, morta em março de 2018. Carmen deixou o caso após suas fotos e publicações favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais serem divulgadas, questionando sua integridade.

Em nota, a entidade de promotores afirma que Carmen estaria passando por uma “tentativa de assassinato de sua reputação” por se manifestar em apoio a Bolsonaro. Em uma das imagens divulgadas primeiramente pelo jornalista Leandro Demori, do site The Intercept Brasil, a promotora veste uma camisa “Bolsonaro Presidente”.

O nome do presidente foi incluído nas investigações em dois depoimentos de um porteiro do condomínio Vivendas da Barra, que afirmou que um dos acusados de matar Marielle, Elcio Queiroz, teria interfonado para a residência do presidente para entrar no conjunto residencial.

No dia seguinte à revelação do caso, Carmen e outras promotoras do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) afirmaram que o porteiro mentiu e garantiram que quem autorizou a entrada de Queiroz foi Ronnie Lessa, outro acusado no caso.

“A Promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho é reconhecida como excelente profissional sempre isenta e imparcial em seu trabalho”, afirma o MP Pró-Sociedade, em nota, destacando a liberdade de expressão da promotora e seu direito de cidadania “ao se posicionar, durante a campanha eleitoral, favorável a um determinado candidato”.

Em nota divulgada na sexta, 1º, a promotora Carmen Carvalho afirma que em nenhum momento da sua carreira de 25 anos seu posicionamento político e pessoal influenciou na forma como atuou no Ministério Público.

Estadão Conteúdo

 

LOCAIS

Orçamento do RN para 2020 prevê estagnação de investimentos

Os recursos para investimento no Rio Grande do Norte estão praticamente estagnados, demonstra o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) do Estado para 2020 em tramitação na Assembleia Legislativa, que aponta uma variação de apenas 1,31% nessa rubrica em relação ao atual Orçamento Geral do Estado (OGE). O percentual de variação ficará abaixo da inflação dos últimos 12 meses, que chegou a 2,98%, segundo o Banco Central do Brasil, mas com previsão de terminar 2019 com índice de 3,8%.

Com previsão para ir a voto no plenário da Assembleia em 18 de dezembro, o projeto da LOA-2020 estima um volume de recursos destinado a investimentos de R$ 1,142 bilhão, enquanto para o atual os investimentos previstos são R$ 1,127 bilhão.

O valor global do orçamento fiscal e da seguridade social previsto para o Executivo para 2020 é de R$ 11,62 bilhões.

Contando com o orçamento dos três Poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário a previsão do Orçamento Geral do Estado -2020 é de R$ 13,286 bilhões.

O secretário estadual do Planejamento e das Finanças, José Aldemir Freire, diz que para ampliar os recursos de investimentos, o governo deve ter como alternativa buscar outro empréstimo com o Banco Mundial, a partir de maio de 2021, quando se encerra o atual programa “Governo Cidadão”, que já investiu R$ 681.009.779,22 no Rio Grande do Norte, de acordo com dados de setembro da Seplan.

Quantos aos outros Poderes, o projeto de lei sobre o Orçamento Geral do Estado (OGE), que depois de passar na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) já tramita na Comissão de Fiscalização e Finanças (CFF) da Assembleia, indica que haverá uma queda na rubrica de investimentos do Poder Legislativo de 27,54%, saindo de R$ 5,269 milhões este ano para R$ 3.818 milhões em 2020.

Já o volume de recursos para investimentos no Tribunal de Contas do Estado (TCE) que é de R$ 8,48 milhões no atual exercício, passará a R$ 4,23% milhões no próximo ano, uma variação negativa de 50,15%. No Poder Judiciário, o projeto da LOA indica um crescimento de 35,42% nos investimentos, que em 2019 são estimados em R$ 18,6 milhões, enquanto para o próximo ano deve chegar a R$ 25,19 milhões.

Segundo o projeto da LOA-2020, os recursos destinados a investimentos na Defensoria Pública do Estado (DPE) vai crescer 11,05% entre os anos de 2019 e 2020, passando de R$ 1,76 milhão para R$ 1,95 milhão. A previsão de investimentos na área do Ministério Público é de uma elevação de 68,9%. Este ano a estimativa de investimentos é de R$ 6 milhões, no ano seguinte, vai para R4 10,26 milhões.

Tribuna do Norte

Comments
03/11/2019 às 06:14 em EDUCAÇÃO

Começa hoje primeira fase do maior exame do País para 5 milhões de candidatos

A maratona do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começa neste domingo (3) para os 5.095.382 candidatos inscritos em todo o Brasil, que farão provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação. Desde 2017 o Enem acontece em dois finais de semana diferentes, e no Rio Grande do Norte 119.324 pessoas irão concorrer a vagas em instituições de ensino superior. Todas as universidades federais do País utilizam as notas do Exame de alguma forma, seja como processo seletivo único ou como uma das formas de admissão, e no início deste ano foram disponibilizadas 235 mil vagas – em 129 universidades – através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) disponibilizou para quem foi selecionado no Enem 2018.

Na avaliação de hoje, os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para responder 45 questões de Linguagens e Códigos, 45 de Ciências Humanas, e elaborar a redação. No próximo domingo (10), estão agendadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza.
Para se garantir no páreo por uma vaga no ensino superior, inclusive em instituições conveniadas de Portugal que aderiram ao sistema do Enem, o candidato deve comparecer ao local de provas indicado no cartão de inscrição e seguir as orientações listadas na Página do Participante no site enem.inep.gov.br. O candidato que precisar comprovar presença no Enem deve imprimir a Declaração de Comparecimento, também disponível no site, e apresentar no dia da prova.

Os portões abrem às 12h, pelo horário oficial de Brasília, e fecham às 13h; enquanto a prova será aplicada a partir das 13h30.

No RN as provas serão aplicadas em 242 locais, espalhadas por 40 municípios. Cerca de 1,6 mil policiais militares foram mobilizados para assegurar a segurança nos dias do Exame. O Ministério da Educação (MEC) adiantou que os resultados finais devem ser divulgados em janeiro de 2020.

Em Natal a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) montou um esquema especial, e reforçou o sistema de transporte urbano. De acordo com a STTU, todas as linhas de ônibus irão operar durante o domingo (3) com os mesmos itinerários de dias úteis; linhas que são unificadas nos fins de semana funcionarão de maneira separada, enquanto as linhas que normalmente são desativadas aos domingos também vão circular. A frota e os horários das viagens seguem a dinâmica do serviço oferecido aos sábados, e o circular da UFRN também será reforçado com seis veículos circulando entre às 9h e 12h30.

Tribuna do Norte

 

[FOTOS] Dois carros se envolvem em grave acidente na Rota do Sol

(mais…)

 

Deixe uma resposta