PRESIDENTE E RELATOR DO PLANO DIRETOR DE NATAL NA CÂMARA FOI DEFINIDO PELA COMISSÃO

Por g1 RN

 

Veradores foram eleitos nesta segunda-feira (11) — Foto: DivulgaçãoVeradores foram eleitos nesta segunda-feira (11) — Foto: Divulgação

Os integrantes da Comissão Especial do Plano Diretor de Natal definiram nesta segunda-feira (11) quem serão o presidente, o vice, o relator e o revisor da pauta na Câmara Municipal.

O vereador Aldo Clemente (PDT) será o presidente e terá o vereador Hermes Câmara (PTB) como vice. A comissão terá Kleber Fernandes (PSDB) como relator e Divaneide Basílio (PT) como revisora.

As atividades do grupo começam na sexta-feira (15) com a audiência pública “Entendendo o Plano Diretor”. O evento marca o início de um calendário de ações com objetivo de ampliar a discussão sobre a matéria entre os vereadores, os movimentos sociais-urbanos e a sociedade civil.

Os trabalhos do grupo serão realizados todas as sextas-feiras concomitantemente aos debates nas demais comissões internas. A atuação da comissão será debater, revisar e votar o Plano Diretor da capital, que foi entregue à Câmara Municipal, pela prefeitura, no fim do mês de setembro.

“Atualizar e votar o Plano Diretor de Natal será um grande desafio para todos os vereadores, mas nós estamos dedicados a esta pauta com a consciência de sua importância para o futuro da nossa cidade”, disse o vereador Aldo.

“Essa é uma responsabilidade muito grande, mas iremos trabalhar com muito empenho, cuidado e respeito para que essa revisão aconteça da forma mais transparente possível, ampliando e qualificando o debate”, comentou Divaneide Basílio, que acompanha o processo representando a Câmara Municipal no Concidades desde 2019

O que é o Plano Diretor

O Plano Diretor é a principal legislação municipal que orienta o desenvolvimento urbano, com um conjunto de normas que organizam o crescimento e o funcionamento do município, visando garantir o bem-estar dos moradores e a sustentabilidade.

Entre as normas, estão as regras de uso do solo, ou seja, o que pode ser construído e que tipos de atividades podem ocorrer em determinadas áreas da cidade. Além disso, o documento possui definições sobre estrutura viária , áreas de preservação ambiental e cultural.

O plano diretor é obrigatório para as cidades com mais de vinte mil habitantes e integrantes de regiões metropolitanas e aglomerações urbanas.

Durante as discussões sobre a revisão do plano de Natal, parte do processo foi suspenso pela Justiça e refeito pela prefeitura.

Deixe uma resposta