PONTO DE VISTA: A HIPOCRISIA DA ESQUERDA MILITANTE É NOJENTA E ASQUEROSA

Caro(a) leitor(a),

O artigo a seguir é emblemático no que tange a hipocrisia da esquerda nojenta e asquerosa brasileira. Toda vez que ocorre um fato gerado por Jair Bolsonaro ou que venha da dita “Direita” o ruído é enorme em quase toda a grande imprensa nacional. Mas quando o fato gerador nasce do lado de lá o silêncio é mais do que sepulcral, é ensurdecedor! E mesmo quando alguém da esquerda sai da toca pra comentar sobre o tal ocorrido, é pra, como se costuma falar na linguagem popular atual, passar pano, como foi o caso do ex-presidiário Lula da Silva, que chamou o protesto de “passeata contra o bloqueio americano contra Cuba”. Nesta fala dele fica bem claro a sua admiração e a defesa pela ditadura cubana e chama os Estados Unidos de imperialistas, donos do mundo. Portanto, nem um cego deixa de enxergar essa mensagem claríssima, pois cego tem ouvidos, inteligência e consciência. Então, só resta a você fazer sua reflexão e tirar suas conclusões!

Juliana Paes questiona ‘silêncio’ da esquerda nas redes após protestos em Cuba

Publicado em 13.07.2021

A atriz Juliana Paes voltou a ficar entre os assuntos mais comentados do Twitter nesta terça-feira (13) após responder a uma publicação da economista Renata Barreto sobre os protestos legítimos contra a ditadura comunista em Cuba.

A global fez uma publicação sarcástica direcionada ao público simpatizante da esquerda.

Juliana questionou a falta de posicionamento em relação às manifestações no território cubano.

Para ela, o ocorrido deveria estar sendo evidenciado, no entanto, muitas personalidades em silêncio sobre o regime ditatorial no país comunista:

“Mas hoje tá um silêncio naquele Twitter… (ou tô delirando?) #cubalibre”, escreveu, acrescentando emojis de risos.

Recentemente, conforme registrou o Conexão Política, Juliana Paes foi alvo de ataques nas redes sociais após defender a Dra. Nise Yamaguchi.

A atriz, na ocasião, repudiou a forma como a médica foi tratada durante a audiência no Senado Federal.

“Show de horror e boçalidades na CPI da Covid”, escreveu no stories do Instagram, com uma foto da médica.

“Certa ou errada… Não importa! Intimidação, coação… Fala interrompida… Mulher merece respeito em qualquer ambiente”, acrescentou.

Em reação, militantes de esquerda tentaram ‘cancelar’ a artista. No entanto, ela não se intimidou, e continuou publicando seus posicionamentos pessoais na internet.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.

Fonte: Conexão Política

Deixe uma resposta