PAULO GUEDES É ALVO DE ATAQUES DE RODRIGO MAIA PELO SEGUNDO DIA CONSECUTIVO

Paulo Guedes está desequilibrado’, dispara Rodrigo Maia

Marcos Rocha

Publicado 8 horas atrás

em 30.09.2020

Por Marcos Rocha

Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira (30) que o ministro da Economia, Paulo Guedes, ‘está desequilibrado’.

O ataque a Guedes ocorre pelo segundo dia consecutivo.

Ontem, terça-feira (29), o parlamentar acusou o ministro de ter interditado a discussão sobre a reforma tributária.

“Paulo Guedes está desequilibrado. Recomendo ao ministro assistir ao filme A Queda”, disse Maia.

O longa-metragem mencionado pelo presidente da Câmara fala sobre as últimas horas de Adolf Hitler no comando da Alemanha sob o regime nazista.

Na manhã de hoje (30), o ministro da Economia declarou que ‘há boatos’ de que Rodrigo Maia havia se aliado à esquerda para ‘interditar as privatizações’.

“Não há razão para interditar as privatizações. Há boatos de que haveria acordo entre o presidente da Câmara e a esquerda para não pautar as privatizações. Precisamos retomar as privatizações, temos que seguir com as reformas e temos que pautar toda essa transformação que queremos fazer. A retomada do crescimento vem pela aceleração de investimentos em cabotagem, infraestrutura, logística, setor elétrico, das privatizações, Eletrobrás, Correios… Estamos esperando”, disse o economista.

RELAÇÃO ROMPIDA

A convivência entre Guedes e Maia não é pacífica e isso já ocorre há algum tempo.

No início de setembro, em entrevista ao SBT, o presidente da Câmara falou sobre o relacionamento com o ministro da Economia.

O deputado disse que a relação entre os dois está rompida e uma reconciliação é ‘perda de tempo’. Maia ainda disse que o economista não gosta dele.

“Nem precisa [tentar reconciliação]. Já fiz todas as minhas tentativas. Eu sou um político paciente, mas acho que a gente vai perder tempo. De fato, o Paulo Guedes não gosta de mim. Se a pessoa não tem uma boa relação, não adianta perder tempo”, declarou na ocasião. (Saiba mais clicando AQUI).

Fonte: Conexão Política

Deixe uma resposta