OPINIÃO: OS LACRADORES DO JORNALISMO MILITANTE DE ESQUERDA SÃO MOVIDOS PELO ÓDIO E PELA IGNORÂNCIA

Caro(a) leitor(a),

Num país como o Brasil há espaço para um ex torneiro mecânico analfabeto ser presidente da república, para uma anta ignorante com apenas dois neurônios  na cabeça ser presidente da república, para jornalistas estúpidos lacrarem pedindo censura para outras pessoas que estão apenas exercendo o seu direito de se expressar publicamente, mas não há espaço para uma simples dona de casa, como é o caso da Bárbara, que tem milhões de seguidores falar a verdade sobre a militância do jornalismo de esquerda. Os jornalistas estúpidos, apesar de terem diploma de curso superior não fazem a menor ideia do que seja realmente democracia e muito menos uma ditadura do proletariado. Acham que se o Comunismo entrar no nosso país eles continuarão com liberdade para exercerem sua profissão só porque foram colaboradores e ajudaram a esse regime funesto chegar ao poder. Será inocência ou ignorância mesmo? 

Jornalista da Globo, após levar invertida, ameaça Bárbara

Imagem em destaque

O jornalista global, Renan Brites Peixoto (quem??), tá ‘bravinho’ com a Bárbara do canal Te Atualizei.

Com razão, a Bárbara cometeu um ‘erro imperdoável’ e replicou para seus milhões de seguidores os tuites do jornalista que dispõe de apenas alguns milhares de seguidores.

Dando assim visibilidade e responsabilidade ao tal Renan.

E de responsabilidade a Globo não gosta.

Na réplica, o jornalista defendeu a “censura” à Bárbara e a ameaçou, caso Bolsonaro não se reeleja, de prisão !?! Que estranho!

Aliás todo staff da Globo parece estar ansioso por uma ditatura. Nessa mesma semana a jurássica Miriam Leitão sugeriu que Bolsonaro fosse banido das redes sociais assim como foi o americano Donald Trump.

Toda essa confusão porque Barbara recebeu o ‘selo azul’ do twitter.

Após o protesto do ‘jornaliste’ Renan Brites o Ministério Público Federal (MPF) cobrou explicações do Twitter sobre quais os critérios usados pela empresa para conferir o selo de verificação a determinados usuários – como ‘determinados usuarios’ o MPF-SP quer dizer ‘Barbara do Te Atualizei’.

O ofício, assinado pelo procurador Yuri Corrêa da Luz também pede esclarecimentos sobre medidas de combate à desinformação implementadas na rede. O prazo para resposta é de dez dias úteis.

Que bom morar num estado onde a criminalidade é zero, a corrupção é zero e o Ministério Público está com pouco trabalho. Assim nossos promotores podem dedicar seu tempo a rusgas entre internautas.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Deixe uma resposta