NÚMERO DE MORTES POR COVID-19 NA RÚSSIA É MUITO MAIOR DO QUE OS DADOS OFICIAIS INFORMADOS ANTERIORMENTE

Novos dados apontam Rússia entre os países com mais mortes por Covid-19 em 2020

Mary Ilyushina, da CNN, em Moscou
09 de fevereiro de 2021 às 13:04 | Atualizado 09 de fevereiro de 2021 às 17:25
Mulheres de máscara na Praça Vermelha em MoscouMoscou é uma das cidades mais afetadas pela Covid-19 no mundo Foto: Reuters

Novos números divulgados pela agência federal de estatísticas da Rússia na segunda-feira (8) indicam até 162.429 mortes na Rússia relacionadas ao Covid-19 em 2020, um número muito maior do que o relatado anteriormente.

A Rússia relatou oficialmente 57.555 mortes de Covid-19 em 2020, de acordo com dados da força-tarefa de coronavírus do país, publicados em uma página da web de fácil acesso. Mas os números divulgados pela agência Rosstat são menos acessíveis: eles estão disponíveis online – mas enterrados em planilhas mensais.

Os dados publicados na segunda-feira (8) relatam um total cumulativo de 162.429 mortes por Covid-19 entre abril e dezembro de 2020. O número inclui mortes diretamente atribuídas à infecção por coronavírus e aqueles casos em que o coronavírus foi um fator contribuinte, bem como mortes por outras causas subjacentes em que Covid-19 estava presente.

Os números também mostram um aumento anual na taxa de mortalidade geral do país, o que sugere que os números podem ter sido subestimados.

De acordo com esses novos números, um total de 2.124.479 pessoas morreram na Rússia em 2020, um aumento de 323.802 em relação ao ano anterior, ou cerca de 18% de aumento anual. Esse número geral – o maior número de mortalidade anual registrado na Rússia em mais de uma década – reflete a relutância oficial em reconhecer plenamente o número de mortos.

A vice-primeira-ministra Tatyana Golikova, a principal autoridade responsável pela resposta ao coronavírus do país, disse em dezembro que “mais de 81%” do aumento nas mortes que o país viu em 2020 foi devido à Covid-19, sem fornecer o número exato de mortes causadas pelo vírus. Com base na avaliação de Golikova e no aumento anual geral nas mortes relatadas pela Rosstat, até 262.000 russos poderiam ter morrido de coronavírus no ano passado, pelos cálculos da CNN.

Dezembro também foi um dos meses mais mortíferos já registrados para a Rússia: Rosstat disse que 243.235 pessoas morreram em dezembro de 2020, tornando-o o mês mais mortal que a país já viu em anos. A agência de estatísticas disse que 44.435 dessas mortes foram de pessoas com coronavírus ou suspeita de coronavírus, mas acrescentou que em 10.820 desses casos a presença do vírus “não contribuiu para a morte de forma alguma”.

O método de contagem da Rússia, que permite atribuir mortes em pacientes infectados pelo coronavírus a outras causas, tem sido altamente questionado por observadores independentes e críticos.

Com base nos números divulgados pela Rosstat na segunda-feira, a Rússia seria classificada como o país com o terceiro maior número cumulativo de mortes por Covid-19 em 2020.

Fonte: CNN Internacional

Deixe uma resposta