NA PRÓXIMA TERÇA FEIRA EM NATAL HAVERÁ GREVE DOS ÔNIBUS, ANUNCIAM RODOVIÁRIOS

Rodoviários anunciam greve dos ônibus na próxima terça em Natal

Redação / Portal da Tropical

 – Atualizado em: 

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte emitiu nota explicando que entrarão em greve na próxima terça-feira (20). Os trabalhadores alegam que os empresários, decidiram “não negociar a Data Base da categoria, vencida em 1º de maio, resolveram demitir todos os cobradores, deixaram de pagar direitos e reduziram salários”, diz o comunicado divulgado neste sábado (17).

Os rodoviários denunciam que a pandemia causou sérios problemas à categoria,houve demissões, redução de salários e aglomerações nos coletivos. “Os que não foram demitidos, com salários reduzidos foram obrigados a trabalhar em ônibus lotados, com sérias aglomerações, problema este observado todos os dias em nossa cidade, ainda hoje”.

Eles advertem que vão parar até que se negociem a Data Base e pedem o imediato cumprimento da decisão do Tribunal Regional do Trabalho, que  reconheceu a Data Base em 1° de maio.

Reivindicam também a reversão das demissões em massa de motoristas e de cobradores, o pagamento das verbas rescisórias com todos os direitos aos demitidos; que acabem com os cortes no pagamento do Vale Alimentação e a volta imediata do pagamento integral do Plano de Saúde, o Pagamento dos Salários dentro do mês, segundo a categoria, hoje o pagamento é fracionado em três vezes.

Nota na íntegra

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte emitiu nota explicando que entrarão em greve na próxima terça-feira (20).

Os trabalhadores alegam que os empresários, decidiram “não negociar a Data Base da categoria, vencida em 1º de maio, resolveram demitir todos os cobradores, deixaram de pagar direitos e reduziram salários”, diz a nota divulgada neste sábado (17).

Os rodoviários denunciam que a pandemia causou sérios problemas à categoria. “Os que não foram demitidos, com salários reduzidos foram obrigados a trabalhar em ônibus lotados, com sérias aglomerações, problema este observado todos os dias em nossa cidade, ainda hoje”.

Eles advertem que vão parar até que se negociem a Data Base e pedem o imediato cumprimento da decisão do Tribunal Regional do Trabalho, que  reconheceu a Data Base em 1° de maio.

Reivindicam a reversão das demissões em massa de motoristas e de cobradores, o pagamento das verbas rescisórias com todos os direitos aos demitidos; que acabem com os cortes no pagamento do Vale Alimentação e a volta imediata do pagamento integral do Plano de Saúde, o Pagamento dos Salários dentro do mês, segundo a categoria, hoje o pagamento é fracionado em três vezes.

Apesar de todos estes ataques aos rodoviários, a categoria vem tentando evitar a greve de forma paciente e com o respeito que tem aos natalenses, no entanto, desde o mês de junho que a Justiça do trabalho vem dando prazos aos empresários para negociar e até está data não demonstram interesse em negociar com a categoria, sendo assim, a categoria rodoviária que todos os dias transportam você trabalhador de sua casa ao seu trabalho, escola ou lazer, vem sendo obrigada a parar, obrigados pelos empresários e pelo Prefeito de nossa cidade.

Iremos parar até que se negociem a nossa Data base; que revertam as demissões em massa de motoristas e de cobradores, até que paguem as verbas rescisórias com todos os direitos aos demitidos; que acabem com os cortes no pagamento do Vale Alimentação; até a volta imediata do pagamento integral do Plano de Saúde; Até garantir o Pagamento dos Salários dentro do mês, hoje pagam em três vezes; Pelo imediato cumprimento das ações de reintegrações dos cobradores e demais trabalhadores demitidos até 1° de abril; Pelo imediato cumprimento da decisão do Tribunal Regional do Trabalho, por se desembargador que  reconheceu a Data Base em 1° de maio.

Por todos estes motivos e em defesa dos nossos direitos e dos nossos salários pedimos o apoio de todo o povo de Natal para a nossa luta e em especial aos trabalhadores que da mesma forma que os rodoviários vem sofrendo com retirada de direitos e ameaça de demissões, sabemos das dificuldades de todos, mas sabemos também que aos trabalhadores o nosso único caminho é a luta. Talhadores demitidos até 1° de abril; Pelo imediato cumprimento da decisão do Tribunal Regional do Trabalho, por se desembargador que reconheceu a Data Base em 1° de maio.

Por todos estes motivos e em defesa dos nossos direitos e dos nossos salários pedimos o apoio de todo o povo de Natal para a nossa luta e em especial aos trabalhadores que da mesma forma que os rodoviários vem sofrendo com retirada de direitos e ameaça de demissões, sabemos das dificuldades de todos, mas sabemos também que aos trabalhadores o nosso único caminho é a luta.

Fonte: Portal da Tropical Notícias

Deixe uma resposta