MOTO ELÉTRICA PODE SER ALTERNATIVA DIANTE DA ALTA NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Com alta dos combustíveis, motos elétricas podem ser alternativa de transporte

Confira dicas para circular em segurança utilizando esse tipo de veículo; condutor precisa ter CNH na categoria A e usar capacete

combustíveisPixabay

Renata Souza

da CNN

Em São Paulo

Moto elétrica pode ser alternativa diante do preço dos combustíveisMoto elétrica pode ser alternativa diante do preço dos combustíveis Pixabay

Pelo menos 89,7% dos consumidores brasileiros gostariam que os carros elétricos fossem uma opção viável para compra, segundo dados da consultoria KPMG com apoio da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Com o aumento dos preços dos combustíveis, essa alternativa desperta a atenção dos consumidores. Segundo dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), as vendas de veículos eletrificados leves cresceram 115% no primeiro trimestre deste ano na comparação com os três primeiros meses do ano passado. Foram 9.844 unidades vendidas, contra 4.582 no mesmo período de 2021.

Seguindo a tendência, uma opção mais acessível são as motos elétricas, com modelos custando a partir de R$ 10 mil.

Regras de trânsito

No entanto, para circular com segurança, é preciso se atentar ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e às resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Em primeiro lugar, para dirigir um ciclomotor –veículo de duas ou três rodas, cuja cilindrada não exceda os 50 cm³ e velocidade máxima de fabricação não exceda 50 km/h– é preciso que o veículo esteja licenciado; o condutor deve ter mais de 18 anos e possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria A ou Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC), e utilize capacete de segurança.

Para retirar a ACC, o motorista precisa realizar todos os passos exigidos para emissão da CNH. O primeiro passo é entrar com a solicitação de maneira virtual, no site do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do estado em que será realizado o processo, ou presencial em uma unidade regional de trânsito.

Depois que a etapa inicial for concluída, o requerente será submetido a exame de aptidão física e mental, além de avaliação psicológica. Também é obrigatório concluir curso teórico e prático, e ser aprovado em ambas as provas.

No caso de infrações, as sanções previstas são as mesmas que se aplicam aos motoristas dos veículos convencionais.

Segundo informações da Polícia Militar, ciclomotores sem registro podem ser removidos ao pátio, caso a irregularidade não seja corrigida. No caso de condutores não habilitados, a penalidade é de retenção do veículo.

Também é importante saber que as motos elétricas não estão autorizadas a circular em todas as vias. “Por incrível que pareça, um cicloelétrico pode transitar em uma rodovia, mas não pode transitar em uma via de trânsito rápido: um bom exemplo em São Paulo é a avenida 23 de maio”, explicou o presidente da Comissão de Direito de Trânsito da OAB-SP, Ademir Santos.

Além disso, segundo o artigo 57 do Código de Trânsito Brasileiro CTB, os ciclomotores devem ser conduzidos pela direita da pista, sempre que não houver acostamento ou faixa própria.

Segurança

Segundo o CTB, os condutores de ciclomotor devem seguir regras básicas de segurança no trânsito. Além de utilizar capacete, com viseira ou óculos protetores, é indispensável segurar o guidão com as duas mãos e utilizar vestuário de proteção, conforme as especificações do Contran.

É proibido transportar menores de 10 anos de idade ou que não tenham condições de cuidar da própria segurança.

Para os ciclomotores é essencial contar com espelhos retrovisores, de ambos os lados; farol dianteiro, de cor branca ou amarela; lanterna de cor vermelha na parte traseira; velocímetro; buzina e pneus que ofereçam condições mínimas de segurança.

Veja as principais normas:

  • Veículos devem ser licenciados;
  • Condutores precisam ter 18 anos ou mais e ter CNH na categoria A ou Autorização para Conduzir Ciclomotor;
  • É necessário usar capacete com viseira ou óculos de proteção;
  • Em caso de infrações, o condutor também é multado;
  • Os veículos que forem pegos sem licenciamentos serão recolhidos ao pátio;
  • Motos elétricas não podem circular em via de trânsito rápido;
  • Ciclomotores devem se manter à direita da via;
  • É proibido transportar passageiros menores de 10 anos ou que não tenham condições de cuidar da própria segurança;
  • Os ciclomotores devem ter espelhos retrovisores, farol dianteiro, lanterna traseira, buzina e pneus em bom estado.

Deixe uma resposta