MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES DESISTIU DE SE EXONERAR DO CARGO E REASSUMIR MANDATO DE DEPUTADO PARA VOTAR EM  ARTHUR LIRA

Faria desiste de exoneração para atender suplente e fazer gesto a evangélicos

Thais Arbex

Por Thais Arbex, CNN  

Atualizado 29 de janeiro de 2021 às 18:47

Fábio Faria (político) – Wikipédia, a enciclopédia livre

O ministro das  Comunicações, Fábio Faria (PSD), desistiu de se exonerar do cargo para reassumir o mandato de deputado na Câmara e votar em Arthur Lira (PP-AL) na disputa pelo comando da Casa.

Para fazer um gesto à bancada evangélica, Faria atendeu a um pedido de sua suplente Carla Dickson (PROS-RN).Dickson, que tem uma relação próxima com o ministro e está na linha de frente da campanha de Lira.

A deputada tem atuado a favor do líder do PP principalmente na bancada evangélica. A CNN apurou que o ministro das Comunicações consultou o presidente Jair Bolsonaro sobre não voltar à Câmara só para participar da eleição.

O mandatário do Palácio do Planalto deu o aval. Nesta manhã, o Diário Oficial da União trouxe a exoneração de dois ministros que são parlamentares do DEM, Tereza Cristina (Agricultura) e Onyx Lorenzoni (Cidadania), para voltarem à Câmara e votarem no líder do PP na eleição da próxima segunda-feira (1º).

A demissão temporária dos ministros acontece em meio ao movimento do Palácio do Planalto para garantir a vitória de Lira na disputa com Baleia Rossi (MDB-SP), o candidato do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Fonte: CNN

Deixe uma resposta