MINISTÉRIO DA SAÚDE DO PERU NOTIFICA DESCOBERTA DE NOVA LINHAGEM DA VARIANTE ÔMICRON

Peru identifica nova linhagem da variante Ômicron

Segundo o Instituto Nacional de Saúde do país, a cepa BA.1.22 não apresenta mutações novas ou diferentes das anteriores

Apesar de mais transmissível, a Ômicron se mostrou menos grave em pessoas vacinadasApesar de mais transmissível, a Ômicron se mostrou menos grave em pessoas vacinadas FREEPIK

O Ministério da Saúde do Peru notificou na quinta-feira (5) a descoberta de uma nova linhagem da variante Ômicron do coronavírus que circula por várias regiões do seu território chamada BA.1.22 e que foi identificada no departamento de Tacna, no sul do país.

“A nova linhagem BA.1.22 é o produto da evolução natural do vírus na população peruana e foi identificada principalmente na região de Tacna, mas já foram detectados casos em Loreto, Arequipa, Moquegua, Puno e Lima”, detalhou o ministério em um comunicado.

A equipe de vigilância genômica do Instituto Nacional de Saúde (INS) foi a responsável por detectar essa nova linhagem, que não apresenta mutações novas ou diferentes das anteriores (ou previamente registradas) da Ômicron.

Com esta descoberta, já existem dez linhagens que foram identificadas e propostas pelo laboratório de vigilância genômica do Instituto Nacional de Saúde do Peru para registro e foram aceitas pelo comitê internacional PANGO no Reino Unido.

“A vigilância genômica é usada para tomar decisões de saúde pública e fortalecer o controle da epidemia diante do surgimento de novos mutantes do vírus SARS-CoV-2 em território nacional”, disse o chefe deste laboratório, Carlos Padilla.

O Instituto Nacional de Saúde destacou que, desde a chegada da variante Ômicron ao Peru em dezembro do ano passado, o sequenciamento genômico permitiu observar as novas alterações ou mutações que esta variante sofre devido às múltiplas infecções registradas.

Em seus últimos informes, o Ministério da Saúde indicou que foram registrados 240 casos de Covid-19 e cinco pessoas morreram em decorrência da doença durante a terça-feira (3).

Em relação às vacinas, o Peru soma 16,2 milhões de pessoas imunizadas com as três doses, o que representa 56,9% de sua população.

Deixe uma resposta