JUSTIÇA: CIRO GOMES É PROCESSADO POR CALÚNIA, INJÚRIA E DIFAMAÇÃO, APÓS OFENDER A MINISTRA DAMARES

Ciro ofende Damares e é processado por calúnia, injúria e difamação

Ciro Gomes e Damares AlvesCiro Gomes e Damares Alves

A ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, ingressou com processo contra o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), por calúnia, injúria e difamação. A denúncia foi formalizada na sexta-feira (27) e remetida para a 8ª Vara Criminal de Brasília.

Damares já havia manifestado a intenção de processar Ciro, em agosto passado, quando, durante uma entrevista, o político a chamou de “bandida nazifascista”, termo que se refere à comunidade nazista da Alemanha e a fascista da Itália.

Na petição, a ministra, que professa a fé cristã que mais defende a comunidade judaica no mundo, alegou que o vídeo contendo as ofensas foi visualizado por 110 mil pessoas até 21 de agosto, no YouTube, sem falar nos compartilhamentos por outras mídias sociais, cujo alcance é incalculável.

O advogado de Damares, Hazenclever Lopes Cançado, adiantou que haverá outra ação no âmbito cível na qual a ministra vai solicitar indenização por danos morais.

Conhecido pelo temperamento incontrolável, Ciro Gomes já responde a mais de 80 processos por danos morais até o ano de 2018. Isto só no Ceará, estado que comandou com “mãos de ferro”, de 1991 a 1994 e pelo qual mantém “curral político” até hoje.

A defesa do ex-presidenciável alega que os comentários de Ciro contra os seus opositores são apenas “manifestação da liberdade de expressão”.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Deixe uma resposta