GOVERNADORA  DO RN DEFENDEU AÇÕES DE POLÍTICAS PÚBLICAS, NO DISCURSO DE ABERTURA DO 1º ENCONTRO ESTADUAL DE MULHERES COM DEFICIÊNCIA

Inclusão: Governadora destaca políticas públicas para pessoa com deficiência

14 out 2020

Inclusão: Governadora destaca políticas públicas para pessoa com deficiência

 

As diversas ações que compõem as políticas estaduais para as pessoas com deficiência pontuaram o discurso da governadora Fátima Bezerra na abertura do I Encontro Estadual de Mulheres com Deficiência do RN, realizado no início da noite desta terça-feira (13), com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube do Governo do RN. Articulado pela Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh) com a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN e o Centro de Referência em Direitos Humanos Marcos Dionísio da UFRN, o evento segue até o dia 15 com miniconferências e debates pela manhã (9h) e tarde (15h) sobre o tema “Construindo espaços inclusivos na luta potiguar”.

“Eu gosto muito do tema desse encontro porque ele significa que a inclusão das mulheres com deficiência na agenda política do nosso Governo é, sobretudo, uma construção baseada no diálogo e na perspectiva de que possamos fazer algo por esse segmento a partir de suas reais necessidades”, declarou Fátima. Ela falou sobre a designação da Coordenadoria de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Corde, desde maio de 2019, por meio da Lei Complementar nº 649, como órgão gestor da Política da Pessoa com Deficiência, integrado à estrutura da Semjidh, com a função de coordenar a política direcionada ao segmento.

Na visão da chefe do Executivo estadual, o Governo tem a obrigação de tratar da inclusão da pessoa com deficiência na agenda política, porque diz respeito à cidadania, e ela o fez atrelando a Corde à pasta (Semjidh) que trata dos direitos das minorias. “Dignidade é um processo que tem que ser construído à base do diálogo. A Corde já existira em outros momentos e havia perdido esse status em gestões anteriores”, justificou. Em seguida, falou da ação realizada no ano passado pela Corde e a Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, durante o evento Agosto Lilás, que foi o debate sobre a violência doméstica contra as mulheres com deficiência, ocasião em que foi criado o Grupo de Trabalho em Defesa da Diversidade e da Inclusão.

Fonte: Política em Foco

Deixe uma resposta