EUA ANUNCIARAM NOVAS SANÇÕES CONTRA RÚSSIA EM RETALIAÇÃO À INVASÃO DA UCRÂNIA

EUA anunciam novas sanções contra políticos e empresas russos

Medidas foram adotadas como forma de retaliação à invasão da Ucrânia e em coordenação com aliados americanos

INTERNACIONAL

 por AFP

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

ALEX WONG / GETTY IMAGES VIA AFP

Os Estados Unidos anunciaram, nesta quinta-feira (24), novas sanções financeiras contra políticos, oligarcas e a indústria de defesa da Rússia em retaliação à invasão da Ucrânia e intensificaram a coordenação com aliados para impedir que Moscou use suas reservas de ouro.

Essas medidas, que envolvem o congelamento de ativos nos Estados Unidos, são direcionadas a 328 deputados da Duma (câmara baixa do Parlamento) — além da própria instituição — e 48 “grandes empresas públicas” do setor de defesa, segundo um relatório da Casa Branca.

Estas são “sanções de bloqueio total contra mais de 400 indivíduos e entidades, inclusive a Duma e seus membros, elites russas apoiadoras e empresas de defesa russas que alimentam a máquina de guerra de Putin”, afirmou.

As penalidades são direcionadas, entre outros, à Tactical Missiles Corporation JSC (KTRV), um grande conglomerado de defesa estatal russo no qual as armas estão atualmente implantadas, na Rússia, disse o Departamento do Tesouro dos EUA em outro comunicado.

“A KTRV produz material de defesa russo, inclusive armas aéreas e sistemas de armas para a Marinha russa”, disse, citando várias armas submarinas e sistemas de radar usados em frotas de submarinos.

Os líderes dos países do G7 e da UE (União Europeia) anunciaram que estão reforçando sua coordenação para evitar que os objetivos dessas sanções fracassem.

Eles também querem continuar a bloquear a capacidade do Banco Central russo de usar reservas internacionais, como ouro, para enfraquecer o financiamento da guerra.

Deixe uma resposta