ESTUDANTE POTIGUAR FICA ENTRE OS ALUNOS COM MELHORES NOTAS NA SELEÇÃO DE UNIVERSIDADE NOS EUA E GANHA BOLSA PARA OS QUATRO ANOS DE CURSO FORA DO PAÍS

Por g1 RN

 

Estudante potiguar fica entre 1% com melhores notas em seleção de universidade dos EUA e ganha bolsa para cursar Física — Foto: DivulgaçãoEstudante potiguar fica entre 1% com melhores notas em seleção de universidade dos EUA e ganha bolsa para cursar Física — Foto: Divulgação

O estudante potiguar José Moraes de Albuquerque Neto, de 18 anos, ficou entre 1% dos alunos com melhores notas na seleção da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, e conseguiu uma bolsa de 100 mil dólares para os quatro anos de curso de Física fora do país. Esse benefício é concedido apenas para quem consegue os melhores resultados.

Ele fez a prova de seleção em Brasília, em outubro do ano passado, e respondeu a 58 questões de matemática, 52 questões de leitura em inglês e outras 44 de gramática. Aluno da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Porto em 2021, José ainda aguarda o resultado de outras oito universidades americanas.

A escolha pela Michigan State University, segundo ele, se deu porque a instituição possui o melhor departamento de física nuclear norte-americano, além de ostentar um dos três melhores laboratórios do mundo nessa área.

José Neto conta que a curiosidade pela física sempre esteve na sua vida, mas o interesse passou a ser maior durante o Ensino Médio. “Sempre fui muito experimentalista, buscava o sentido das coisas, como o Universo funcionava e levantava dúvidas. A Física é a ciência que perfeitamente permite isso”, explicou. Agora, ele sonha em ser pesquisador. “Meu foco é a pesquisa em física nuclear e física atômica. Quero ser professor universitário”, garantiu.

No ano passado, ele foi medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. O estudante fez questão de destacar a contribuição dos professores da escola durante todo o processo. “Pude ver o brilho no olhar dos professores – especialmente os de Física e Química – quando descobriram que eu queria ser um cientista pesquisador. Eles me apoiaram em todos os aspectos, sempre”, contou.

O professor de Física Ewerton Barros, que deu aula para José Neto durante conclusão do Ensino Médio, destacou as qualidades do aluno. “Um rapaz de inteligência diferenciada, muito humilde, de bem com a vida e conhecedor e estudioso de várias áreas de conhecimento. José Neto é aquele tipo de aluno que engrandece nossa carreira de professor. Ele alçará voos ainda maiores, não tenho dúvidas”.

Deixe uma resposta