EDITORIAL: UMA LINDA MENSAGEM DE NATAL

Caro(a) leitor(a),

Hoje é Natal!

Uma data que, independentemente do credo ou da religião tem um simbolismo crucial para o desenvolvimento e evolução da raça humana, porque a mensagem do Natal, na figura de Jesus Cristo é única e exclusivamente o “AMOR”. Amar é o objetivo maior de qualquer ser humano, seja teísta ou ateu. A nossa experiência aqui é aprender a amar, através, muitas vezes,  de caminhos tortuosos, com sofrimento e dor. Nessa caminhada evolutiva vamos, aos poucos, nos polindo, nos lapidando até alcançarmos o nível de consciência cósmica que o criador delineou para todos nós. Portanto o texto a seguir é para todos aqueles que estão nessa longa caminhada da expansão da consciência!

É chegado o Natal!

Publicado em 24.12.2020

Reprodução | The Bible

A igreja instituiu o Natal como uma festa cristã para comemorar o nascimento de Jesus Cristo, desde o século IV. É uma celebração que acontece uma vez por ano em quase todas as nações do planeta, no dia 25 de dezembro.

O Natal é uma festa marcada pela troca de presentes entre as pessoas; pela refeição especial da ceia; pelas músicas natalinas e cantatas de natal nas igrejas, além das luzes que decoram as árvores de Natal e os jardins das residências.

Há um esforço para que o brilho do Natal apareça e não passe despercebido sem ser celebrado, mesmo porque é uma festa em que as pessoas se reúnem para estar em família, e muitos são encorajados a pedir e a liberar perdão e promover a reconciliação entre parentes e amigos.  O Natal tem esse poder restaurador e possui um significado profundo por agregar uma mensagem que oferece verdade e esperança a qualquer ser humano em desespero, inclusive:

“O povo que jazia nas trevas viu uma grande luz; e aos que estavam detidos na região e sombra da morte, a luz raiou”. (Mateus 4:16) 

Se Herodes tivesse conseguido matar Jesus, quando ordenou que todos os bebês do sexo masculino e com até dois anos de idade fossem mortos, ele teria conseguido impedir a realidade do Natal na vida das pessoas, e elas ficariam privadas de receber o poder transformador e a alegria verdadeira.

Portanto, a grande força do Natal não está no brilho das luzes, mas naquele que é a Luz do mundo que, ao invés de ser morto quando bebezinho, brilhou dentro do coração das pessoas do seu tempo, e continua a brilhar até os dias de hoje.

A turbulenta realidade pela qual o mundo atravessa, por efeito da pandemia do coronavírus, levou muitos governantes a penalizar o Natal como uma festa que pode vitimizar pessoas pelo simples ato de se reunirem em família. Mas, graças a Deus, o verdadeiro Natal já aconteceu!

Ele, Jesus Cristo, nasceu, morreu e ressuscitou; proclamou sua mensagem, e ainda continua nascendo em muitos corações.

Quando Jesus nasce dentro de nós, as velhas práticas morrem – ressuscitando novos homens e novas mulheres, afim de brilhar através da vida deles.

Este é o espírito do Natal que deve se movimentar em nosso interior, em que jamais alguém conseguirá deter seu espírito celebrativo, pois é um movimento orquestrado por Aquele que é “Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, e Príncipe da Paz”. (Isaias 9:6)

Feliz Natal, em família!

Ajude a evangelizar o mundo!

Fonte: Conexão Política

Deixe uma resposta