DENÚNCIA: PRESIDENTE DA CPI DO CONSÓRCIO NORDESTE  DENUNCIA TENTATIVA DE SABOTAGEM DOS TRABALHOS POR PARTE DO RELATOR

Em grave denúncia, presidente da CPI do Consórcio Nordeste escancara omissões em relatório de deputado do PT

Reprodução Redes SociaisReprodução Redes Sociais

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade-RN), presidente da CPI do Consórcio Nordeste, em curso na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte para apurar as denúncias de desvios de conduta e de corrupção, durante as ações de combate à pandemia do novo coronavírus, denunciou o que parece ser uma tentativa de ‘sabotagem’ dos trabalhos realizados nos últimos dois meses.

Segundo Kelps, mesmo diante de confissões e provas robustas, o relator da CPI, deputado Francisco do PT, decidiu não indiciar os gestores envolvidos, todos, aliás, membros do partido em questão.

A constatação veio após a leitura da proposta de relatório, no final da semana passada.

“Pra mim, uma gigantesca decepção. O deputado Francisco, mesmo com a constatação de que 50 milhões foram roubados, duas operações da polícia, a confissão do prefeito de Araraquara de que foi Carlos Gabas que tirou o dinheiro do povo nordestino para doar para Edinho (Silva) do PT em Araraquara, e mesmo assim, Francisco do PT não pediu o indiciamento de ninguém do PT. Todos esses atos foram geridos por membros do PT, todo esse dinheiro perdido todos esses escândalos.”

O relatório será votado na próxima quinta-feira (16) e Kelps promete, até lá, conseguir aprovar as mudanças no texto, para que a justiça seja feita.

Mas temos que convir que, mesmo sendo um gesto político de boa vontade, entregar o relatório a um parlamentar do PT, quando investigados são colegas de legenda, é a mesma coisa que ‘entregar o pote de ouro para que o ladrão tome conta’.

E vale ressaltar que, confirmadas as denúncias de que o relatório sofre grave interferência e manipulação, Francisco do PT precisa responder ao Conselho de Ética.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Deixe uma resposta