Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

TECNOLOGIA: VALE A PENA COMPRAR UM CELULAR COM PROJETOR?

Na nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira trago um artigo espetacular sobre a nova tecnologia em matéria de audiovisual. O celular com projetor que já está revolucionando a indústria do entretenimento visual. Éle é capaz de projetar imagens com até 90 polegadas full HD e com a qualidade de uma SMART TV de última geração. A seguir temos um vídeo com uma pequena amostra do que há de mais moderno lançado na China e depois você pode conhecer as principais marcas e modelos disponíveis no mercado brasileiro e saber se vale a pena comprar um smartphone projetor. A Smart TV está com os dias contados?

Fonte:

Vale a pena comprar um celular com projetor?

Modelos de celular com projetor estão se tornando populares entre os brasileiros, mas vale a pena investir em um acessório do tipo?

O celular é um ótimo aparelho para nos permitir assistir aquele vídeo, filme ou série em um momento ocioso, como quando estamos viajando de ônibus ou na fila de um banco, mas pode ser muito útil também para assistir vídeo em casa quando bate aquela preguiça de ligar o computador.

Nesse casos, o uso de um projetor específico para celulares tem feito sucesso entre os brasileiros. No mercado, é possível tanto encontrar projetos individuais feitos especialmente para serem conectados em smartphones e até mesmo celulares que já vem com esse recurso em suas configurações. Mas vale a pena fazer esse tipo de investimento?

Preço

Esse é um dos pontos que os consumidores costumam considerar primeiro na hora de comprar um aparelho com projetor e, claro, a quantia que você embolsar no produto vai ter impacto direto na qualidade da imagem.

Para começar falando de celular que já vem com a função de projetor, os preços começam na faixa de R$ 1700,00, tanto nos que já possuem a função nativa, como o Quantum V, quanto os kits que contam com aparelho mais projetor separado.

A linha Z de celulares da Motorola é capaz de projetar imagens diretamente pelo celular, com os Moto Snaps. Na linha estão o Moto Z2 Play, Moto Z2 Force e Z3 Play, por exemplo. Esses modelos de celular custam, a partir de R$ 1.200,00, mas o Moto Snap Insta-Share Projector, que permite a projeção de imagens, deve ser comprado à parte, com preço médio de R$ 1.500,00.

Se você pretende comprar o celular com o projetor, é possível encontrar bons combos com desconto, como o Moto Z2 Play com o Moto Snap projetor por R$ 2.000,00. Agora, se você já possui um celular dessa linha e quer investir no projetor, não tem jeito, terá que desembolsar essa grana.

Uma opção mais em conta para quem já tem um celular e não quer gastar comprando um novo é procurar modelos de miniprojetor para celular, que permitem conexão direta com o smartphone. Esses aparelhos podem ser encontrados no mercado a partir de R$ 300,00.

moto-z3-projetor

Qualidade da Imagem

Vamos destacar a qualidade de imagem dos modelos que mencionamos no tópico acima.

No caso do Quantum V, que traz um projetor Laser HD integrado no smartphone, a imagem pode ser projetada a até 2 metros do aparelho, com resolução HD (1280 x 720 pixels), 31 lúmens e contraste de 5.000:1. O tamanho vai variar, dependendo da distância entre o celular e a tela de projeção, sendo de 40 polegadas para uma distância de 1 metro e 80 polegadas para 2 metros.

Já o Moto Snap da Motorola tem uma resolução menor, sendo de 854×480 WVGA (480p), que pode ser projetada a até 1,2 metros, com projeção de tela máxima de 70 polegadas, 400:1 de contraste e 50 lúmens.

Já no caso dos miniprojetores, utilizamos um modelo bom, sem ser premium, para ter como base: o Mini Projetor Led Profissional 1200 Lumen Wi-Fi uc46, que permite conexão por Wi-Fi ou HDMI com diversos aparelhos, incluindo smartphones e notebooks. O projetor é mais robusto do que as opções dos celulares, pesando 980g, mas entrega qualidade melhor, com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), distância de projeção de 1 a 3,8 metros e tamanho de projeção de até 130 polegadas, com 1200 lúmens e contraste 800:1.

Duração da bateria e peso

O Quantum V pode durar até 4 horas rodando projeções, graças a sua bateria de 4000 mAh e seu peso é de 203 gramas, o peso de um celular mais robusto.

Já o Moto Z2 Play tem bateria de 3.000 mAh, enquanto a bateria do projetor é de 1.100 mAh, o que leva a um tempo de duração de aproximadamente 2 horas. O peso do smartphone sozinho é de 145g e, com o Snap acoplado, de 270g.

Os modelos de mini-projetores costumam pesar entre 400g e 1kg, dependendo do modelo. A média de duração da bateria é de 4 horas, variando de produto para produto.

Vale a pena comprar um celular com projetor?

O celular com projetor atrai pela sua praticidade de poder assistir qualquer conteúdo em qualquer lugar em um tamanho considerável, sendo necessário ter em mãos apenas o seu celular (o que, vamos combinar, é um aparelho que sempre está por perto). Por outro lado, as opções de modelos do tipo no mercado brasileiro são poucas e não muito baratas.

O ponto principal para considerar se vale a pena ou não investir em um modelo do tipo é pensar o quanto você irá realmente usar essa função e, para a maior parte dos usuários, a resposta final será negativa. A verdade é que não vale a pena investir em um celular apenas pela função de projeção.

Caso você considere que irá usar o projetor com frequência (talvez no trabalho, talvez para distrair as crianças nas férias), uma opção mais viável pode ser realmente comprar um mini-projetor e deixá-lo, por exemplo, no escritório.


Yolanda Moretto é jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e trabalha com assessoria de imprensa e gestão de redes sociais. Já trabalhou com setores de tecnologia, energia e empreendedorismo.

Continuar lendo TECNOLOGIA: VALE A PENA COMPRAR UM CELULAR COM PROJETOR?

CIÊNCIA & TECNOLOGIA: ASSISTA A 3ª PARTE DA ENTREVISTA COM O FÍSICO MARCELO GLEISER SOBRE VIDA FORA DA TERRA

Na sessão CIÊNCIA & TECNOLOGIA desta quarta-feira você vai ver a 3ª parte da ENTREVISTA com o físico Marcelo Gleiser sobre VIDA FORA DA TERRA. Neste bloco é debatida a relação entre religião e ciência. Marcelo Gleiser explica como as descobertas no campo técnico e a intolerância podem influenciar as pessoas.

Fonte: 

Publicado em 7 de nov de 2016

Continuar lendo CIÊNCIA & TECNOLOGIA: ASSISTA A 3ª PARTE DA ENTREVISTA COM O FÍSICO MARCELO GLEISER SOBRE VIDA FORA DA TERRA

TECNOLOGIA: PESQUISADORES DIVULGAM NOVO TIPO DE TECNOLOGIA QUE PODE REVOLUCIONAR OS SERVIÇOS DE INSPEÇÃO DE CONCESSIONÁRIAS E INDÚSTRIAS DE VEÍCULOS AÉREOS

Novo drone pode ser carregado em fios de alta tensão durante voo

Jorge Marin

via nexperts

1 min de leitura
Imagem de: Novo drone pode ser carregado em fios de alta tensão durante vooImagem: Drones4Energy

Pesquisadores da Universidade do Sul da Dinamarca (SDU) divulgaram recentemente um novo tipo de tecnologia que poderá representar uma revolução, tanto para os serviços de inspeção em concessionária de energia elétrica quanto para a autonomia da indústria de veículos aéreos não tripulados (UAVs). Trata-se de um drone que pode recarregar suas baterias durante o voo, usando fios de alta tensão.

Embora os UAVs sejam apontados como o futuro paradigma para a solução de inspeção de infraestruturas civis, a vida útil reduzida de suas baterias tem se constituído em uma limitação de sua operacionalização definitiva.

Por isso, a solução de reabastecimento durante o voo, principalmente se estendida a diversos modelos de equipamentos, pode ser implantada em um tempo relativamente curto para inspecionar linhas e torres de energia elétrica, pontes e ferrovias, entre outras.

Como funcionam os drones autorrecarregáveis da Dinamarca?

A pesquisa da SDU utilizou aeronaves produzidas pela empresa Drones4Energy, um consórcio de grupo dinamarqueses que investem em uma operação autônoma e regular de aprendizado de máquina, para impulsionar enxames de UAVs a trabalhar na manutenção dos 7 mil quilômetros de linhas de energia naquele país.

Um dos autores do estudo “Microsserviços para inspeção autônoma de UAV com simulação de UAV como serviço”, publicado no mês passado na revista Simulation Modelling Practice and Theory, o pesquisador Emad Samuel Ebeid explica que a primeira missão dos novos drones será colocar sensores para inspeção dos cabos de alta tensão, uma tarefa que implica atualmente no corte temporário da eletricidade.

A expectativa da Drones4Energy é que a implantação definitiva dos drones autorrecarregávies acelere a hoje lenta tarefa de instalação de sensores. Esse tipo de monitoramento remoto, por sua vez, poderá reduzir a própria frequência dos voos de inspeção. A relevância da nova tecnologia deverá se traduzir em exportações do equipamento para o mundo inteiro.

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: PESQUISADORES DIVULGAM NOVO TIPO DE TECNOLOGIA QUE PODE REVOLUCIONAR OS SERVIÇOS DE INSPEÇÃO DE CONCESSIONÁRIAS E INDÚSTRIAS DE VEÍCULOS AÉREOS

CIÊNCIA E TECNOLOGIA: VIDA FORA DA TERRA – 2ª PARTE, COM MARCELO GLEISER

NA SESSÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DESTE SÁBADO VAMOS ASSISTIR  CONTINUAÇÃO DA ENTREVISTA (2ª PARTE) COM O FÍSICO BRASILEIRO GANHADOR DO PRÊMIO TAL 2019. NESSE TRECHO DA ENTREVISTA ELES DISCUTEM SOBRE AS POSSIBILIDADES DE VIAJAR PARA OUTROS PLANETAS E/OU GALÁXIAS E AS TECNOLOGIAS PARA VIABILIZAR. VALE A PENA ASSISTIR, NÃO PERCA!

RESUMO:

No segundo bloco, o cientista fala sobre a possibilidade de viagens para outros planetas, como Marte. Para ele é possível que o ser humano colonize outros lugares do Universo, mas há muitos problemas tecnológicos ainda.

Fonte: Canal Livre

Continuar lendo CIÊNCIA E TECNOLOGIA: VIDA FORA DA TERRA – 2ª PARTE, COM MARCELO GLEISER

CIÊNCIA E TECNOLOGIA: VIDA FORA DA TERRA – PARTE 1, COM MARCELO GLEISER

NA SESSÃO CIÊNCIA DESTA QUARTA-FEIRA TRAGO UMA ENTREVISTA, DIVIDIDA EM 4 PARTES, COM O BRASILEIRO GANHADOR DO PRÊMIO TEMPLETON 2019, MARCELO GLEISER,  PROFESSOR DE FÍSICA E ASTRONOMIA NA UNIVERSIDADE DE DARTMOUTH, NOS ESTADOS UNIDOS, NO PROGRAMA  CANAL LIVRE. OS TEMAS SÃO VIDA FORA DA TERRA, CREACIONISMO, TEORIA DA EVOLUÇÃO, ATEÍSMO, RELIGIOSIDADE E ESPIRITUALIDADE. NÃO DEIXE DE VER TODAS AS QUATRO PARTES.

Fonte: Canal Livre

Publicado em 7 de nov de 2016

Continuar lendo CIÊNCIA E TECNOLOGIA: VIDA FORA DA TERRA – PARTE 1, COM MARCELO GLEISER

CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UMA NOVA MANEIRA DE EXAMINAR O CÂNCER, REALIDADE VIRTUAL 3D

O que é o ‘tumor virtual’, uma nova maneira de estudar o câncer

Cientistas de Cambridge, na Inglaterra, criaram um modelo 3D de realidade virtual de um câncer, uma nova maneira de examinar a doença.

A amostra do tumor, tirada de um paciente, pode ser estudada em detalhes e de todos os ângulos, com cada célula individual mapeada.

Pesquisadores dizem que isso ampliará nossa compreensão do câncer e ajudará na busca por novos tratamentos.

O projeto faz parte de um esforço de pesquisa internacional.

Como foi feito

Para criar o modelo, os pesquisadores fizeram uma biópsia do tecido tumoral de uma mama. A amostra de 1mm² continha cerca de 100 mil células.

A amostra foi então dividida em fatias bem finas, que foram escaneadas. Depois, marcadores coloridos foram aplicados para identificar sua composição molecular e características do DNA.

O tumor foi então reconstruído usando realidade virtual para criar um modelo 3D que pode ser analisado em um laboratório virtual acessível de qualquer lugar do mundo.

“Ninguém analisou antes a composição de um tumor com este nível de detalhamento. É uma nova maneira de enxergar um câncer”, disse à BBC o professor Greg Hannon, diretor do Instituto de Pesquisa do Câncer do Reino Unido (CRUK, na sigla em inglês) e líder da pesquisa.

O projeto do “tumor virtual” faz parte de um programa do CRUK, o Grand Challenge Awards, que oferece financiamentos de 20 milhões de libras (cerca de R$ 100 milhões), liberados ao longo de cinco ou seis anos, para projetos inovadores de pesquisa sobre câncer.

A equipe de Hannon, composta por 15 cientistas do Reino Unido, Suíça, Canadá e Irlanda, começou a ser financiada pelo CRUK em 2017.

Como funciona

Dentro do laboratório virtual, Hannon e eu nos tornamos avatares, enquanto o câncer era representado por uma massa multicolorida de bolhas.

O tumor que estávamos observando por meio de nossos óculos de realidade virtual havia sido retirado do tecido de ductos de leite de uma mama.

Embora a amostra de tecido humano tivesse aproximadamente o tamanho de uma cabeça de alfinete, ela pode ser ampliada dentro do ambiente digital para ser vista como se tivesse vários metros de diâmetro.

Para explorar o câncer mais detalhadamente, o sistema de realidade virtual nos permite “voar em meio” às células.

O que é o 'tumor virtual', uma nova maneira de estudar o câncer

Image caption O sistema permite, por exemplo, identificar o ponto em que o câncer se espalhou para o tecido sadio ao seu redor

Enquanto o professor Hannon girava o modelo, apontei para um grupo de células que estavam voando para fora do grupo principal. “Aqui você pode ver algumas células tumorais que escaparam do ducto”, explicou o cientista.

Hannon disse que aquele poderia ser o ponto em que o câncer se espalhou para o tecido ao redor e se tornou realmente perigoso. “Examinar o tumor em 3D nos permite capturar esse momento.”

Karen Vousden, cientista-chefe do CRUK, dirige um laboratório no Instituto Francis Crick, em Londres, que examina como genes específicos nos ajudam a nos proteger do câncer e o que acontece quando há algo errado com eles.

Ela explica que ver tumores usando este novo sistema é “muito mais dinâmico” do que nas versões 2D estáticas que são normalmente usadas.

“Entender como as células cancerígenas interagem umas com as outras e com tecidos sadios é fundamental para desenvolvermos novas terapias”, disse ela à BBC.

Fonte: va.newsrepublic.net

Continuar lendo CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UMA NOVA MANEIRA DE EXAMINAR O CÂNCER, REALIDADE VIRTUAL 3D

TECNOLOGIA: RELÓGIO DA APPLE DA 4ª GERAÇÃO É CAPAZ ATÉ DE SALVAR A VIDA DO SEU DONO

Na coluna tecnologia desta quinta-feira estamos elegendo as 10 melhores notícias sobre tecnologias desde 2018. E hoje  o podcast é sobre o lançamento da geração 4 do Apple Watch que utiliza cada vez mais a inteligência artificial em benefício do usuário atuando como um verdadeiro assessor.

SEXTA, 14/09/2018, 18:33
CBN Tecnologia – Bia Kunze

  1. A geração 4 do Apple Watch

O relógio tem funcionalidades bem interessantes, como detector de quedas. Se o proprietário cai no chão e se demora a levantar, o aparelho pode acionar um serviço de emergência. Confira outras curiosidades do lançamento.

Apple Watch FOTO: internet (Crédito: )Apple Watch FOTO: internet

Fonte: CBN

Continuar lendo TECNOLOGIA: RELÓGIO DA APPLE DA 4ª GERAÇÃO É CAPAZ ATÉ DE SALVAR A VIDA DO SEU DONO

TECNOLOGIA: SAIBA TUDO SOBRE COOKIES E A LGPD

No artigo a seguir da coluna TECNOLOGIA você vai entender o que são coockies, pra que servem, qual sua importância nos sites e também entender o que é LGPD, a Lei Geral de Proteção de Dados e até que ponto você está realmente protegido(a). Então não perca tempo e comece logo a ler essa matéria de crucial importância nos dias de hoje!

O que são cookies? Veja por que sites guardam dados sobre você

3 min de leitura
Imagem de: O que são cookies? Veja por que sites guardam dados sobre você
Imagem: Unsplash

Famosos por estarem presentes em todas as páginas da internet, os cookies se tornaram ainda mais conhecidos pelos brasileiros após a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrar em vigor em 15 de fevereiro de 2020, obrigando os sites a informarem e solicitarem o consentimento no uso durante a navegação.

Apesar disso, muitas pessoas desconhecem o que são os cookies e quais são as principais funções a seu respeito. Por isso, preparamos um texto completo para você saber tudo sobre o assunto.

Confira!

O que são cookies?

Os cookies estão presentes em todas as páginas que acessamos diariamente. (Unsplash/Reprodução)Cookies estão presentes em todas as páginas acessadas. (Fonte: Unsplash/Reprodução)Fonte:  Unsplash 

Cookies podem ser definidos como um pequeno arquivo de computador que um site envia ao navegador de um usuário após ele acessar a página da internet. Com esse recurso, são captadas informações pessoais que podem ser utilizadas para diferentes utilidades.

Por exemplo, cookies de sessão são responsáveis por salvar informações dos internautas para facilitar a navegação pelo site, mas sem armazenar dados. Ao preencher um formulário, tendo que inserir nome, e-mail e endereço, os elementos são salvos e sugeridos em um próximo acesso, para agilizar o preenchimento das informações.

Em contrapartida, cookies permanentes são utilizados para salvar informações ligadas ao comportamento de uma pessoa na internet, como sites mais acessados, compras realizadas e termos mais buscados. São direcionados aos gestores do site para a criação de campanhas de marketing para o público-alvo da empresa.

Também existem cookies maliciosos, que estão se tornando cada vez mais comuns no mundo online e servem para acompanhar toda a atividade de um usuário na internet e construir um perfil de uso. Uma vez que ele tem informações suficientes sobre alguém, os dados são vendidos para diversas empresas sem o consentimento do internauta.

O que é a LGPD e o que mudou após seu surgimento?

A LGPD trouxe mais autonomia de escolha para o usuário quando se trata do uso de suas informações. (Unsplash/Reprodução)LGPD deu mais autonomia para o usuário quando se trata do uso de suas informações. (Fonte: Unsplash/Reprodução)Fonte:  Unsplash 

A LGPD entrou em vigor em 2020 como uma forma de reforçar a proteção dos dados de usuários da internet. É uma resposta ao frequente aumento de preocupação com a privacidade e com o uso de informações de uma pessoa sem que ela tenha conhecimento disso.

Em seu corpo, a LGPD indica uma série de requisitos a gestores de sites. Um dos mais importantes, que podem ser analisados pelos próprios internautas, é a necessidade de as páginas da internet solicitarem o consentimento do uso de cookies por todos aqueles que acessam o site.

Além disso, o termo deve ter informações claras e concretas sobre como os dados do usuário serão processados e utilizados. Caso a página faça o uso das informações de maneira não citada pelo termo, estará em desconformidade com a lei e poderá sofrer penalidades.

Outro dos requisitos citados é que o consentimento deve estar em um local de fácil visualização e que o usuário possa ter o direito de mudar de opinião a qualquer momento em relação ao uso de suas informações pessoais.

Caso deseje, você pode conferir o texto da LGPD na íntegra clicando aqui para obter ainda mais informações sobre seu funcionamento.

Devo aceitar os cookies durante a navegação?

O compartilhamento ou não das informações pessoais devem ser decididos por cada usuário. (Unsplash/Reprodução)Compartilhamento ou não das informações pessoais deve ser decidido pelo usuário. (Fonte: Unsplash/Reprodução)Fonte:  Unsplash 

Com a existência da LGPD, aceitar ou não os cookies durante a navegação em uma página da internet se tornou uma opção individual, que deve ser feita após a análise das informações presentes no termo de consentimento.

Assim, não existe uma resposta universal do que é melhor a se fazer. No entanto, como exposto neste texto, cookies maliciosos estão se tornando cada vez mais frequentes na internet.

Dessa forma, para aqueles que não se sentem seguros mesmo quando recusam o uso de cookies, pode ser interessante desativar o rastreamento com funções presentes em diversos navegadores. Apesar de não estarem disponíveis para todos, alguns dos mais populares contam com a função, como Google Chrome, Firefox e Safari.

Para ativar a funcionalidade, é preciso acessar as configurações do dispositivo e localizar a ferramenta. Normalmente, o próprio site das empresas responsáveis pelos softwares oferece tutoriais de como realizar o procedimento.

Além disso, é possível aumentar a segurança durante a navegação com o uso de programas que buscam essa finalidade, como antivírus e extensões — tanto em dispositivos móveis como em computadores.

Gostou do texto? Deixe seu comentário a seguir e fique ligado no TecMundo para não perder nem uma novidade sobre diversos temas!

Fonte: TECMUNDO

Continuar lendo TECNOLOGIA: SAIBA TUDO SOBRE COOKIES E A LGPD

TECNOLOGIA: SAIBA COMO EXTRAIR O MÁXIMO QUE O WI-FI DO SEU CELULAR PODE OFERECER

A melhor coisa que existe quando temos um equipamento que não o conhecemos totalmente e temos a oportunidade de receber dicas preciosas sobre como tirar o melhor desse equipamento. O artigo a seguir trás dicas espetaculares sobre como extrair o máximo que o Wi-Fi do seu celular pode oferecer.

O Wi-Fi do seu celular dá conta da internet que você precisa?

3 min de leitura
Imagem de: O Wi-Fi do seu celular dá conta da internet que você precisa?

Desde que a tecnologia Wi-Fi se popularizou no Brasil, muitas pessoas perceberam que seria fácil se manter conectadas em todas as ocasiões. De lá para cá, diversas tecnologias evoluíram, especialmente os aparelhos de celular que, hoje, conseguem fazer tudo o que quisermos com facilidade.

No entanto, ainda há modelos disponíveis no mercado que não conseguem oferecer soluções eficazes de conectividade, sobretudo aquelas sem fio. Embora a maioria dos dispositivos seja capaz de se integrar a uma rede específica, eles ainda podem apresentar problemas nesse quesito.

qualcommÉ importante se atentar aos requisitos de conectividade dos smartphones ao investir em um novo modelo. (Fonte: Qualcomm/Reprodução)

Dessa forma, isso vem ocorrendo com mais frequência do que podemos imaginar, sobretudo porque muitos usuários não verificam essa informação quando decidem investir em um novo aparelho.

Quer saber por que a conectividade é tão importante e também como identificar se o seu dispositivo está enfrentando dificuldades nesse aspecto? Então fique ligado em tudo o que abordaremos neste texto.

Verificando as especificações técnicas do seu celular

Embora as redes móveis estejam em alta, como 3G, 4G e 5G, é importante se atentar à conectividade do aparelho quando falamos em redes sem fio, principalmente porque elas são um complemento essencial.

Segundo a empresa norte-americana Qualcomm, cerca de 69% dos entrevistados em uma pesquisa realizada em 2020 na América Latina afirmaram que seus dispositivos não recebem a cobertura total de uma rede Wi-Fi dentro da própria casa. E uma boa parte deles prefere usar a rede móvel para não se estressar com a baixa qualidade oferecida.

Mesmo que existam inúmeras variáveis para determinar qual é a real causa desse problema, como a empresa provedora do serviço de internet e o seu roteador, por exemplo, é possível que o seu dispositivo possa contribuir para um desempenho ruim em relação à conectividade.

qualcommObserve qual é o padrão de Wi-Fi que o seu celular oferece. (Fonte: Qualcomm/Reprodução)

Nas especificações técnicas do modelo, você encontrará uma série de informações, incluindo aquelas ligadas à conexão Wi-Fi, já que as fabricantes seguem padrões de recomendação para esse quesito. O Wi-Fi 4/11n, por exemplo, ficou em alta durante muito tempo, mas se tornou obsoleto com o passar dos anos e já não atende mais às necessidades dos usuários.

Atualmente, o padrão Wi-Fi 6 802.11ax vem se posicionando como uma solução eficaz para uma conectividade mais fluida. Os celulares lançados nos últimos anos já estão contando com essa tecnologia, que também teve participação da Qualcomm durante todo o processo de desenvolvimento.

Uma garantia desse padrão é oferecer uma cobertura de rede que consegue realmente aproveitar o máximo da internet disponibilizada. Dessa maneira, seu aparelho terá bom desempenho mesmo em locais de grande fluxo de pessoas, com estabilidade, velocidade e alcance simultâneo.

Além disso, aparelhos com Wi-Fi 6E permitem que a banda de 6 gigahertz (GHz)também seja aproveitada junto das já exploradas bandas de 2,4 GHz e 5 GHz, considerando que o seu roteador também suporte Wi-Fi 6E.

qualcommAparelhos disponíveis no mercado que atualmente oferecem Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E. (Fonte: TecMundo/Reprodução)

Boas práticas podem garantir maior conectividade

Além das opções disponíveis no mercado de smartphones, os usuários que ainda não querem trocar de celular podem ficar tranquilos, pois existem algumas práticas que podem auxiliá-los no aproveitamento máximo de uma rede Wi-Fi.

Uma delas é investir em um roteador com, no mínimo, suporte à tecnologia Wi-Fi 5 com MIMO 2×2 para uso com links de banda larga de até 300 Mbps, pois as 2 antenas fornecem 2 fluxos de transmissão/recepção, dobrando a velocidade em relação aos equipamentos 1×1.

Não se esqueça de verificar as especificações técnicas do seu celular, que também deve ser no mínimo Wi-Fi 5, preferencialmente também com suporte a MIMO 2×2.

Se você gostou desse assunto, poderá se aprofundar em todas as novidades da Qualcomm, que se apresenta como uma parceira dos consumidores quando o assunto é conectividade. Aproveite!

Fontes

Fonte: TecMundo
Continuar lendo TECNOLOGIA: SAIBA COMO EXTRAIR O MÁXIMO QUE O WI-FI DO SEU CELULAR PODE OFERECER

TECNOLOGIA: CONHEÇA AS TVS GIGANTES DA LG COM ATÉ 325 POLEGADAS

LG LANÇA LINHA DE TVS GIGANTES COM TELA DE ATÉ 325 POLEGADAS

1 min de leitura

Imagem de: LG lança linha de TVs gigantes com tela de até 325 polegadasImagem: LG/Divulgação

Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

A LG apresentou nesta terça-feira (14) a sua nova linha de TVs gigantes voltada ao mercado de luxo. Um dos modelos anunciados tem 325 polegadas, tamanho anteriormente reservado aos clientes do segmento corporativo.

Intitulada Direct View LED Extreme Home Cinema (DVLED), a série de televisores gigantescos é composta por telas que têm a partir de 81 polegadas e podem ser personalizadas, trazendo uma experiência mais imersiva. Elas serão comercializadas nas resoluções 2K, 4K e 8K.

A TV de 325 polegadas é a principal da nova linha.A TV de 325 polegadas é a principal da nova linha.Fonte:  LG/Divulgação 

Segundo a marca sul-coreana, as TVs DVLED contam com milhões de diodos de LED para formar telas tão grandes. A configuração inicial parte de 2 milhões de LEDs, mas é possível chegar a até 33 milhões, oferecendo uma altíssima resolução para garantir a melhor qualidade de imagem no cinema em casa.

Os aparelhos serão vendidos apenas sob encomenda.Os aparelhos serão vendidos apenas sob encomenda.Fonte:  LG/Divulgação 

Os modelos têm proporção padrão de 16:9, mas a fabricante pode modificar para o formato 32:9 nas versões mais avançadas, caso o cliente queira. Nesta última opção, a visualização simultânea de múltiplos conteúdos é um dos atrativos.

PREPARE O BOLSO

As novas TVs gigantescas trazem processador quad-core e rodam o sistema operacional webOS, oferecendo suporte a apps de streaming e funções inteligentes. Outro destaque é o controle remoto, que permite configurar modos de imagem, brilho e também gerenciar a exibição de conteúdos.

Com relação aos preços, a empresa não forneceu detalhes. Mas de acordo com o TechRadar, os modelos mais simples custam US$ 70 mil, o equivalente a R$ 366 mil em conversão direta, pela cotação do dia. Já a TV de 325 polegadas da LG pode custar US$ 1,7 milhão (R$ 8,9 milhões).

Há ainda os custos de transporte aéreo, em um case especial, e instalação das TVs DVLED LG, estimados pela publicação em cerca de US$ 30 mil (R$ 157 mil). Os serviços incluem garantia de cinco anos e duas manutenções anuais.

Continuar lendo TECNOLOGIA: CONHEÇA AS TVS GIGANTES DA LG COM ATÉ 325 POLEGADAS

TECNOLOGIA: APLICATIVO QUE ENCONTRA VAGAS DE ESTACIONAMENTO NA RUA

BENTO TERÁ APLICATIVO PARA ENCONTRAR VAGAS DE ESTACIONAMENTO DISPONÍVEIS NA ÁREA AZUL

SENSORES VEICULARES ESTÃO SENDO INSTALADOS EM 778 VAGAS

Por Pioneiro

12h22 Atualizada em 07/05/2019 | 12h22

Jean Pimentel / Agencia RBS
Pagamento do estacionamento rotativo também poderá ser feito por meio do novo aplicativo. Foto: Jean Pimentel/Agencia RBS

Um novo aplicativo para pagar o estacionamento rotativo de Bento Gonçalves vai permitir que o motorista também localize as vagas que estão disponíveis. Sensores veiculares começaram a ser instalados pela empresa Rek Parking, que opera o sistema, no centro da cidade. Ao longo dos próximos 15 dias, o trabalho deve seguir nos bairros periféricos, contemplando todas as 778 vagas do estacionamento rotativo nas ruas do município.

Conforme o secretário de Segurança de Bento, José Paulo Marinho, quando a instalação for concluída, ainda serão feitos testes. A partir daí, será lançado o novo aplicativo, batizado de Rek Pay, para ser baixado em celulares e tablets que operam com os sistemas Android ou iOS.

— O asfalto é perfurado, o sensor é colocado e depois coberto com o asfalto. Quando o veículo estaciona, o sensor avisa o aplicativo que a vaga está ocupada — explica Marinho.

O secretário também informa que o sensor comunica à fiscalização quando o período máximo de duas horas foi atingido por qualquer veículo estacionado em uma das vagas.

Atualmente, os usuários do estacionamento rotativo de Bento Gonçalves já podem fazer o pagamento com o aplicativo Digipare, utilizado também em Caxias do Sul e outros municípios da região. Esse app continuará funcionando para os pagamentos, mas não terá o sistema que informa quais vagas estão disponíveis.

Para quem não utilizar aplicativos, segue a possibilidade de fazer o pagamento no parquímetro. Nesse caso, o motorista deverá não só informar o número da placa do veículo, como ocorre atualmente, mas também o número da vaga, que estará sinalizada.

Segundo Marinho, não haverá nenhum custo adicional para o município ou para os usuários do estacionamento rotativo com essa medida. Ele explica que foi uma exigência feita à empresa na renovação do contrato, no fim do ano passado.

O período máximo no estacionamento pago de Bento Gonçalves é de duas horas, que custam R$ 2. Diferentemente de Caxias, que tem as áreas azul e verde, em Bento há apenas uma área de cobrança, a área azul.

Fonte: Pioneiro

Continuar lendo TECNOLOGIA: APLICATIVO QUE ENCONTRA VAGAS DE ESTACIONAMENTO NA RUA

CIÊNCIA E TECNOLOGIA: VIDA FORA DA TERRA – PARTE 1, COM MARCELO GLEISE

Continuar lendo CIÊNCIA E TECNOLOGIA: VIDA FORA DA TERRA – PARTE 1, COM MARCELO GLEISE

CIÊNCIA E TECNOLOGIA: NOVA TÉCNICA RETIRA O PULMÃO, EXTIRPA O TUMOR E RECONECTAM NOVAMENTE NO CORPO DO PACIENTE

CIÊNCIA E TECNOLOGIA: NOVA TÉCNICA RETIRA O PULMÃO, EXTIRPA O TUMOR E RECONECTAM NOVAMENTE NO CORPO DO PACIENTE

 

Esperança contra o câncer de pulmão. Em vez de esperar por um doador, médicos de Israel conseguiram retirar o pulmão de um paciente, “limpar” os tumores e depois recolocaram o órgão saudável no corpo do homem.

O procedimento cirúrgico foi feito com sucesso no Hospital Beilinson e “pode mudar a maneira” como os cânceres são tratados ultimamente.

O paciente, que não teve o nome revelado, tem aproximadamente 40 anos. Ele foi hospitalizado após um tumor no pulmão esquerdo bloquear a artéria principal, levando ao colapso.

No Centro Médico Rabin, em Petah Tikva, os médicos perceberam que o pulmão ficaria ressecado até que surgisse um doador para um possível transplante.

“Se tivéssemos simplesmente cortado o pulmão, aguardando um transplante, o paciente continuaria com risco de vida”, disse Yuri Faischowitz, diretor da Unidade de Cirurgia Cardiotorácica de Beilinson, ao Dr. Itai Gal, da Ynet News. .

O câncer de pulmão é um dos cânceres mais mortais, apesar de as taxas de mortalidade da doença terem diminuído no mundo desde os anos 90.

Esperança

Durante a cirurgia, no mês passado, o homem continuou a respirar pelo pulmão bom, enquanto o outro era desconectado, limpo do tumor e reconectado – após inflá-lo para garantir que continuasse funcionando e que o tecido estava saudável.

A “limpeza” dos órgãos humanos dos tumores dessa maneira está em um estágio inicial e os cirurgiões disseram que pode mudar o tratamento do câncer e, em alguns casos, evitar a necessidade de transplantes de pulmão, risco de rejeição e o tempo de espera.

“O novo método pode mudar a maneira como os pacientes tratam o câncer no mundo”, diz o professor Dan Arav, que participou da cirurgia junto com Faischowitz.

O professor afirmou que o procedimento pode ser aplicado também a outros órgãos e outras formas de câncer.

Isso aumenta a esperança de pacientes que hoje teriam poucas opções de tratamento.

Com informações do Ynet News e GNN

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo CIÊNCIA E TECNOLOGIA: NOVA TÉCNICA RETIRA O PULMÃO, EXTIRPA O TUMOR E RECONECTAM NOVAMENTE NO CORPO DO PACIENTE

TECNOLOGIA: A VOLTA DA MOBILETTE PROTAGONIZADA PELA CALOI

Caloi anunciou, nesta quarta-feira (16), que está lançando no Brasil uma nova Mobylette, a marca de ciclomotores que fez bastante sucesso no país nos anos 80. A edição atualizada do veículo tem um motor elétrico, mas um estilo bastante parecido com a versão tradicional.

Segundo a fabricante de bicicletas, o lançamento tem uma pegada ecológica, tendo uma construção leve e resistente, com peças em aço e alumínio. O veículo também promete ser econômico, já que rende até 30 km por carga.

A Caloi divulgou imagens do veículo antigo e relembrou até mesmo algumas propagandas que falavam sobre o produto. Confira, abaixo, a comparação entre a versão antiga e a atualizada.

Na parte traseira, a Mobylette edição 2022 tem um bagageiro (com capacidade máxima de 5 KG), paralama e a bateria bivolt (36 v e 10.4 Ah). Na dianteira, o veículo tem um guidão de aço curvo, display com três níveis de assistência, farol, freio a disco, pneus Vee Ruber Aro 20 e garfo rígido de aço.

A bicicleta elétrica pesa 29,7 kg, tem potência de 350 W, chega até a 25 km/h, tem torque de 40 N.m, proteção IPX5 e é indicada para uso em ambientes urbanos (asfalto e terrenos com leves desníveis).

Onde comprar a Mobylette elétrica?

A nova Mobylette Caloi está à venda em sites como o Mercado Livre por preços a partir de R$ 9,2 mil na versão Preta. No entanto, já é possível encontrar o veículo com valores mais acessíveis no comércio eletrônico.

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: A VOLTA DA MOBILETTE PROTAGONIZADA PELA CALOI

TECNOLOGIA: PLATAFORMA ROBÓTICA DE POUSO E DECOLAGEM PORTÁTIL É A NOVIDADE PARA DRONES

Uma plataforma robótica de pouso e decolagem portátil e dobrável, de fácil manuseio e transporte, com auto nivelamento inercial que disponibiliza uma superfície plana independente do perfil e inclinação do terreno, projetado pela Terra Jump Drones é o destaque desta quinta-feira, aqui na coluna TECNOLOGIA. A Terra Jump Drones, empresa mineira especializada em escaneamento aéreo de estruturas em solo, desenvolveu uma tecnologia pioneira, que tem o objetivo de resolver alguns desafios enfrentados pelos pilotos desse tipo de aeronave. Então leia o artigo completo a seguir e conheça todos os detalhes!

Terra Jump Drones cria equipamento para melhorar decolagem e pouso de drones

Empreendedor busca investidores para produção de plataforma inteligente

Terra Jump Drones cria equipamento para melhorar decolagem e pouso de drones

 

A Terra Jump Drones, empresa mineira especializada em escaneamento aéreo de estruturas em solo, desenvolveu uma tecnologia pioneira, que tem o objetivo de resolver alguns desafios enfrentados pelos pilotos desse tipo de aeronave, relacionados à decolagem e à aterrissagem, etapas que expõem o equipamento a grandes riscos. A inovação é uma plataforma robótica de pouso e decolagem portátil e dobrável, de fácil manuseio e transporte, com auto nivelamento inercial que disponibiliza uma superfície plana independente do perfil e inclinação do terreno.

“Os drones são, muitas vezes, utilizados em terrenos desnivelados e de difícil acesso. Assim, os desafios enfrentados pelos pilotos remotos incluem desde a poeira, obstáculos e inclinação do terreno até interferências eletromagnéticas. Criamos uma superfície plana que elimina completamente esses obstáculos, garantindo segurança e eficiência ao voo”, destaca o especialista em gestão de Tecnologia da Informação, Anísio Júnior, sócio fundador da Terra Jump Drones.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o número de drones registrados no Brasil cresceu 11,3%, sendo que em 2021 foram 90.030 novos equipamentos no País

A novidade tem grande potencial de negócios no mercado de drones, que segue promissor e com previsão de continuar aquecido. É o que aponta o estudo Drone Market Report 2021-2026, publicado pela Drone Industry Insights (Droneii), empresa alemã especializada em pesquisas para esse setor. A projeção é de que o mercado movimente cerca de US$ 44,1 bilhões até 2024. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o número de drones registrados no Brasil cresceu 11,3%, sendo que em 2021 foram 90.030 novos equipamentos no País. Em 2020 foram registrados 79.858 veículos aéreos não tripulados. Em 2017, a quantidade de drones na América Latina, somente da marca DJI, maior fabricante mundial do setor, ultrapassou os 6 milhões.

Experiência transformada em inovação
À frente da Terra Jump desde 2016, juntamente com sua sócia Denise Diniz, arquiteta urbanista, especializada em Geoprocessamento, Anísio buscou aprimorar os conhecimentos sobre as RPAs (Aeronaves Remotamente Pilotadas – do inglês) e estruturar a empresa de maneira a criar processos bem definidos de planejamento, execução dos voos, processamento e entregas de qualidade aos clientes, seguindo a regulamentação vigente.

Motivado pelas pesquisas, uma de suas grandes criações foi um processo estruturado de precificação dos serviços executados por drone. “Essa era uma indefinição constantemente apresentada nas feiras e palestras do setor, que sempre participamos”, pontua.

Porém, como a veia do inventor sempre pulsou em Anísio, ele começou a se dedicar ao desenvolvimento de ferramentas e processos ainda não criados na área, entre eles, os softwares de automação e ferramentas de campo.

Foi nesse momento que ele se debruçou em estudos para solucionar as dificuldades enfrentadas no seu dia a dia, em serviços de campo realizados pela Terra Jump. “Trabalhar em um terreno acidentado e empoeirado, é sempre desafiador para se pousar um drone, sem que o risco da capotagem e impacto com obstáculos esteja presente. Já tive perdas financeiras devido a esses problemas. Foi aí que surgiu a ideia da Terra Landing, que possui uma inteligência eletrônica capaz de revolucionar o setor”, explica.

Para desenvolver a plataforma, Anísio se dedicou por mais de dois anos, a estudos e testes. O registro da patente da Terra Landing está em análise na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO, sigla em inglês), entidade internacional de Direito Internacional Público com sede em Genebra, integrante do Sistema das Nações Unidas. O processo também está em andamento no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), autarquia federal vinculada ao Ministério da Economia, responsável pelo aperfeiçoamento, disseminação e gestão do sistema brasileiro de concessão e garantia de direitos de propriedade intelectual para a indústria. Agora, o inventor busca parceiros para viabilizar a produção e comercialização da plataforma em escala no mercado nacional e latino-americano.

A Terra Jump foi criada para oferecer soluções a partir de imagens aéreas, integração de sistemas, consultoria, treinamento e gestão, focada em atender às necessidades dos clientes e parceiros com qualidade, precisão e de acordo com a regulamentação do setor. Possui expertise para atuar na mineração, construção civil e agronegócio.

Em seu portfólio há serviços como mapeamento aéreo, levantamento planialtimétrico, medição de estruturas, ortomosaico modelos 3D para projetos e engenharia reversa, volumetria, georreferenciamento de imóveis rurais e urbanos, inspeção, imagens para análise ambiental, publicidade, dentre outros.

Fonte: Inforchannel

Continuar lendo TECNOLOGIA: PLATAFORMA ROBÓTICA DE POUSO E DECOLAGEM PORTÁTIL É A NOVIDADE PARA DRONES

TECNOLOGIA: ÚLTIMA VERSÃO DO RG APOSENTA VERSÃO IMPRESSA

O destaque desta quinta-feira, aqui na coluna TECNOLOGIA é a nova versão digital do RG que além de aposentar a versão impressa unificará RG e CPF num só documento. Leia mais sobre o assunto no artigo a seguir e fique por dentro de todos os detalhes de mais essa desburocratização.

RG Único é lançado e versão impressa deixará de existir

1 min de leitura
Imagem de: RG Único é lançado e versão impressa deixará de existir
Imagem: Fernando Kazuo/Shutterstock

Nesta quarta-feira (23), o governo federal lançou a nova Carteira Nacional de Identidade (RG Único), que unificará o RG e o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) dos cidadãos. A iniciativa prevê evitar fraudes e deverá ser adotada de forma padrão em todo o país até 6 de março de 2023.

A mudança, que será obrigatória, aposentará o RG impresso em papel em até 10 anos. A exceção à regra serão os idosos, que poderão usar a versão original por tempo indeterminado. A emissão do novo RG será feita gratuitamente pelas secretarias de segurança dos estados, assim como é feito com o modelo tradicional.

O lançamento do RG Único foi oficializado com assinatura de um decreto pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em evento que contou com a presença dos ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral da Presidência da República) e Anderson Gustavo Torres (Justiça e Segurança Pública).

A nova carteira

O novo documento digital terá todo o histórico de saúde do brasileiro em uma ferramenta chamada Open Health. Baseado no Open Banking, o sistema terá detalhes como tipo sanguíneo, fator RH e se a pessoa é doadora de órgãos.

De acordo com Guedes, a partir da centralização das informações, o cidadão poderá ser atendido em qualquer unidade de saúde do país, locais nos quais os profissionais terão acesso fácil às comorbidades e a outras condições do paciente.

A validação do documento será feita pelo aplicativo Gov.br. Quando solicitarem o novo documento, as pessoas terão a possibilidade de validá-lo de maneira eletrônica por QR Code, por exemplo.

CPF

Com a alteração, não existirão mais dois números de identificação (RG e CPF), somente um, que será universal. De acordo com o governo, o novo documento também valerá para viagens internacionais, já que terá o registro do código Machine Readable Zone (MRZ), que é emitido nos passaportes.

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: ÚLTIMA VERSÃO DO RG APOSENTA VERSÃO IMPRESSA

TECNOLOGIA: DICA DE COMO COMPRAR MAIS BARATO NO EXTERIOR E RECEBER NO BRASIL

Nesta edição da coluna TECNOLOGIA estamos trazendo uma dica incrível de como comprar mais barato no exterior e receber no Brasil. A Nomad está à disposição não só para ser o caminho para você realizar suas compras internacionais, como também para te auxiliar nesses momentos. Ela pode encontrar opções mais acessíveis ou descobriu um produto que só está disponível no mercado internacional. Confira lendo o artigo completo a seguir e se beneficie dessa enorme vantagem.

Como comprar mais barato no exterior e receber no Brasil?

4 min de leitura
 PATROCINADO
Imagem de: Como comprar mais barato no exterior e receber no Brasil?

Os consumidores brasileiros geralmente gostam muito de opções práticas e confortáveis para realizar suas compras virtualmente, não é mesmo? Além disso, preços mais acessíveis e frete gratuito podem atrair ainda mais o interesse.

Agora imagine que você finalmente conseguiu encontrar opções mais acessíveis ou descobriu um produto que só está disponível no mercado internacional. O que fazer a partir desse ponto? Como realizar as conversões? Como avançar em todas as etapas da compra de um jeito mais ágil?

nomadAproveite para fazer compras internacionais com as ferramentas da Nomad. (Shutterstock/Reprodução)

Você não precisa se desesperar, pois a Nomad está à disposição não só para ser o caminho para você realizar suas compras internacionais, como também para te auxiliar nesses momentos. Quer saber mais? Então fique de olho em todos os detalhes que abordaremos ao longo deste texto!

Nomad: fazendo compras internacionais de um jeito descomplicado e econômico

Além de alguns produtos estarem com descontos arrasadores no mercado internacional, existem itens, geralmente eletrônicos, que só chegam ao Brasil depois de muito tempo de espera – e quando chegam. Se você não quer esperar pela disponibilidade em nosso país, garantir sua compra em lojas estrangeiras pode ser uma opção interessante.

Nesse contexto, a Nomad surge como uma facilitadora justamente porque oferece uma conta-corrente e de investimentos 100% americana, em dólar, com cartão internacional. Então ela funciona mesmo que você more no Brasil, pois com apenas seu RG, CNH ou passaporte brasileiro é possível realizar a abertura da conta. O melhor de tudo é que não há qualquer tipo de taxa para movimentação ou manutenção, e a abertura da conta-corrente é 100% gratuita e digital.

Além de realizar compras virtuais com o cartão digital gerado pela empresa, você também poderá receber um cartão de débito físico para quando estiver fora do Brasil, realizando a compra de dólares em cotação comercial, sem a inclusão de taxas comuns como Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e de conversão, com a possibilidade de realizar saques em até 20 países.

nomadBaixe o app da Nomad, cadastre-se e peça seu cartão para usufruir de todos os seus benefícios. (Nomad/Reprodução)

Para abrir sua conta, basta realizar o download do aplicativo da Nomad — disponível para iOS e Android — e fazer seu cadastro, fornecendo as informações requeridas pelo app. Vale destacar que, para isso, é preciso ter mais de 18 anos, endereço fixo no Brasil e fornecer dados de um documento oficial. Uma foto tirada na hora com boa iluminação também pode ser pedida, então não se acanhe!

Inclusive, é no momento de abertura da conta que tem um espaço para adicionar um cupom de convidado. E você, leitor do TecMundo, não ficaria sem esse benefício, certo? No seu cadastro, insira o cupom TECMUNDO. Assim, quando fizer sua remessa de, no mínimo, US$ 100 em até 15 dias da abertura da conta, você receberá US$ 15 de cashback direto na conta.

O processo de autorização para a abertura da conta não deve demorar muito. Portanto, uma vez realizado o cadastro, é só esperar para começar a desfrutar dos benefícios de compras internacionais.

Redirecionadores: como receber compras internacionais no Brasil?

Uma dúvida que pode surgir durante o processo de compras em lojas internacionais se refere ao recebimento das encomendas. Uma dica é utilizar redirecionadores, garantindo a entrega e uma maior economia sobre o frete dos produtos, levando em consideração, principalmente, que os preços são mais acessíveis do que aqueles oferecidos pelas lojas virtuais.

Você também pode pagar seu redirecionador diretamente com a Nomad, que até tem empresas parceiras para isso. Uma delas é a US Closer, que necessita de um cadastro prévio para funcionar plenamente. A partir disso, você conseguirá obter um endereço de entrega nos Estados Unidos de maneira gratuita.

nomadA US Closer é uma das parceiras da Nomad para enviar seus produtos para o Brasil. (iStock/Reprodução)

Dessa forma, no site da compra dos seus produtos, coloque o endereço fornecido pela US Closer, pois é neste redirecionador em que sua encomenda será enviada e, em seguida, os dados do cartão da Nomad.

Quando tudo já estiver com a US Closer, basta solicitar o envio ao Brasil. Inclusive, no site do redirecionador, antes de qualquer compra, é possível simular o frete para saber quanto você precisará gastar no final de tudo.

Se quiser um passo a passo e até ter algumas ideias de produtos que você pode adquirir nos Estados Unidos, é só conferir o vídeo abaixo.

Tudo o que a Nomad oferece

Ao abrir sua conta Nomad, você terá acesso a diversos serviços no aplicativo, desde realizar remessas de câmbio, ter um cartão internacional para compras virtuais ou físicas, fazer transferências entre contas americanas, receber pagamentos em dólar sem pagar taxas até fazer investimentos em carteiras compostas de exchange-traded fund (ETFs) e ações nos Estados Unidos.

Além disso, comprar com a Nomad é muito mais vantajoso e econômico do que com um cartão de crédito internacional convencional, já que as taxas são bem menores. Na Nomad, você faz remessas de câmbio de real para dólar na cotação comercial, com 1,1% de IOF e até 2% de spread. Este ainda pode reduzir, pois a Nomad tem um serviço chamado spread regressivo, em que, quanto mais dinheiro você depositar na conta-corrente, menos taxa de serviço você vai pagar, e ela pode chegar a até 1%. Essas taxas são cobradas por transação, ou seja, você as paga apenas no momento de realizar a sua remessa de câmbio.

Vale também reiterar que a Nomad serve como conta de investimento para aplicações nacionais e internacionais, sendo uma boa alternativa para quem quer se aventurar financeiramente. É possível inclusive adquirir ações de empresas específicas, como as do mundo da tecnologia.

Gostou dessas dicas? Então não deixe de aproveitá-las agora mesmo! Baixe a Nomad e aproveite os benefícios de ter uma conta-corrente internacional.

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: DICA DE COMO COMPRAR MAIS BARATO NO EXTERIOR E RECEBER NO BRASIL

TECNOLOGIA: EQUIPAMENTOS DA SAMSUNG RECEBERÃO 4 ATUALIZAÇÕES DE GERAÇÕES DO ANDROID E DA ONE UI

Atualização de celulares, relógios e tablets por até 5 anos da Samsung é o destaque da edição desta quinta-feira da coluna TECNOLOGIA. A fabricante confirmou no evento Unpacked, nesta quarta-feira (9), que os celulares da Samsung receberão quatro atualizações de gerações do Android e da One UI. Leia o artigo completo a seguir e conheça todos os detalhes e quais os modelos que receberão o up grade.

Samsung atualizará celulares, relógios e tablets por até 5 anos

1 min de leitura
Imagem de: Samsung atualizará celulares, relógios e tablets por até 5 anosImagem: Samsung/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

Os celulares da Samsung receberão quatro atualizações de gerações do Android e da One UI. A informação foi confirmada pela fabricante no evento Unpacked, nesta quarta-feira (9), durante a apresentação da nova linha de celulares Galaxy S22. Em 2020, a empresa havia definido um prazo de três anos para dispositivos elegíveis. Com isso, é possível que alguns modelos sejam atualizados até o “Android 16” (nome não oficial).

Com a nova atualização na sua política, a Samsung também passará a oferecer suporte estendido de atualizações por quatro anos para os seus relógios inteligentes com One UI Watch e Wear OS. Alguns dispositivos da linha Galaxy também terão cinco anos de atualizações de segurança no total.

Estes são os modelos compatíveis com o novo período de atualizações:

  • Galaxy S: Galaxy S22, S22+, S22 Ultra; Galaxy S21, S21+, S21 Ultra, S21 FE e os próximos modelos da linha S;

  • Galaxy Z: Galaxy Z Fold 3, Galaxy Z Flip 3 e os próximos modelos da linha Z;

  • Galaxy Tablets: Galaxy Tab S8, S8+, S8 Ultra e os próximos modelos da linha Tab S;

  • Galaxy Watch: Galaxy Watch 4, Watch 4 Classic e os próximos relógios.

TM Roh, SamsungTM Roh, presidente da divisão móvel da Samsung.

Mais updates que o próprio Google

O novo período de atualizações anunciado pela Samsung é maior até mesmo que o do Google. Os dispositivos da linha Pixel, até então, têm garantido até três atualizações do Android, com cinco anos de updates de segurança para os mais recentes. De acordo com a marca, a ideia é que os consumidores utilizem os aparelhos, de fato, por mais tempo.

TM Roh, presidente da divisão móvel da Samsung, disse em comunicado que “muitos clientes estão optando por manter seus dispositivos por mais tempo”, seja porque gostam de um modelo específico ou para “contribuir para um mundo mais sustentável”.

De acordo com a empresa, os aparelhos que não são elegíveis para o novo período de quatro atualizações do Android ainda continuarão com o anterior, que garante três updates de sistema operacional.

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: EQUIPAMENTOS DA SAMSUNG RECEBERÃO 4 ATUALIZAÇÕES DE GERAÇÕES DO ANDROID E DA ONE UI

TECNOLOGIA: SAIBA COMO SE LIVRAR DE GOLPES NA INTERNET CRIANDO UMA SENHA SEGURA

Dia Nacional da Internet Segura: saiba como criar uma senha forte

Redação/Portal da Tropical

Atualizado em:

Foto: Freepik

Um novo formato está em alta no Instagram: modelos de aparelhos móveis de ofertas atraentes invadem perfis e objetos a um preço. Na hora de negociação a, pedem o pagamento por Pix, e como a publicação foi feita em nome amigos ou conhecidos, muitos são vítimas da armadilha. Situações como esta ressaltam a importância do Dia da Internet Segura, confirmada em 8 de fevereiro.

Quem tem roubada pode ter sido vítima de phishing – golpe virtual em que o usuário é contado por sites falsos e estrategicamente para conquistar a confiança, com o layout dos mesmos e apenas a mudança de uma letra no link, por exemplo, e fornece as suas informações pessoais. Dessa forma, as diversas redes sociais ou podem acessar as contas em contas de mensagens de podem cometer fraudes como a que estão em momento.

Segundo o d d ndr lab, laboratório especializado da empresa de cibersegurança PSafe, cerca de 150 milhões de brasileiros foram vítimas de golpe 21. Para se proteger, clicar em links desconhecidos, semper checar a de posts antes de cuidados em tudo que aparece na tela e ativação da autenticação em dois fatores do Instagram, Whatsapp e Telegram são recomendados para especialistas da área de softwares.

O cursor de Rede do Computador Reforçar de Computadores Estácio a utilizar a senha também a utilizar os recursos utilizados pelos operadores está reprimir a utilização do horário de utilização dos recursos utilizados pelos operadores, na senha, a utilizar também nos horários utilizados pelos operadores.

Incluir letras letras chaves, letras minúsculas, números e caracteres especiais, assim como de letras trocadas recomendadas e não consecutivas, como caracteres a cada 30 dias seguidos.

“Outra orientação muito simples e que pode ser postada na prática é não usar informações de cunho pessoal, como dados de nascimento, nome de filho, nome dos pais; Estas são informações que podem ser facilmente rastreadas em redes sociais para tentativa de acesso”, recomenda Emmanoel. O professor reforça ainda que a forma mais eficaz de se proteger não adota como senha as palavras confortáveis, facilmente apresentadas no dicionário, que podem ser rastreadas.

De acordo com o especialista, o usuário pode usar uma escrita alfanumérica em termos de sua preferência – como comidas ou títulos de livros – e alterar dos caracteres mantendo o sentido das palavras. Por exemplo, se em espaço “Romeu & Julieta” retirarmos o branco e substituirmos como vogais por um número ou caracteres especiais, desta forma teremos “R0m3u&Jul1et@”.

“Assim, você cria uma estrutura fácil de lembrar e que não está em nenhum dicionário. Essa maior pode ser utilizada com qualquer palavra ou frase que deseje, e quanto a extensão, mais segura será sua senha”, aconselha o profissional.

Algumas plataformas já exigem que se coloquem ao menos um número de dígitos, uma letra e um letra minúscula, um caractere especial ao realizar um cadastro. De acordo com a norma NBR ISO, conduta para intensificar a defesa da sua informação, mas ajuda a proteger a defesa da sua

A última orientação do especialistas nunca usará as mesmas senhas para assuntos pessoais e profissionais. “Sei que isto nem sempre é uma questão fácil e prática para todos, mas para ter uma melhor segurança, temos que realizar um mínimo de esforço”, frisa.

Continuar lendo TECNOLOGIA: SAIBA COMO SE LIVRAR DE GOLPES NA INTERNET CRIANDO UMA SENHA SEGURA

TECNOLOGIA: A VERSÃO FINAL DO TESLA CYBERTRUCK APARECE EM IMAGENS VAZADAS E CAUSA FRISSON

Um verdadeiro furo de reportagem é o destaque da nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira. A picape elétrica da montadora de Elon Musk, a Tesla Cybertruc, foi flagrada sem nenhum disfarce em imagens vazadas nessa segunda-feira (24). Parece ser a versão final que será lançada em 2023. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e conheça os detalhes desse incrível lançamento.

Tesla Cybertruck: versão final do carro aparece em imagens

1 min de leitura
Imagem de: Tesla Cybertruck: versão final do carro aparece em imagensImagem: Cybertruck Owner’s Club/Reprodução

O lançamento da Tesla Cybertruck já foi adiado várias vezes, frustrando os interessados em comprar a picape elétrica da montadora de Elon Musk. Porém, imagens vazadas nessa segunda-feira (24) podem ser um indício de que o veículo finalmente esteja perto de chegar às ruas.

Nas imagens postadas no fórum Cybertruck Owner’s Club, a caminhonete futurista é mostrada em sua possível versão de produção, sem qualquer disfarce e algumas mudanças em relação ao protótipo revelado em 2019. Uma delas é a presença do limpador de para-brisa, em peça única e posicionada na vertical.

A peça enorme, que havia aparecido somente em patentes da fabricante, fica do lado do motorista e parece ser capaz de se estender por todo o para-brisa, agora ligeiramente curvado em vez de totalmente plano, como no conceito. O uso de um sistema de limpador eletromagnético não está descartado.

Outro equipamento flagrado no vídeo e nas fotos feitas durante um evento com trabalhadores da fábrica da Tesla é o retrovisor externo da Cybertruck. Musk e sua equipe de engenheiros queriam um veículo sem espelhos laterais, algo não permitido pelos reguladores de segurança, mas projetaram peças fáceis de remover caso possam ser substituídas por câmeras, futuramente.

Sem maçanetas

As maçanetas das portas da picape da Tesla não aparecem nas imagens, reforçando uma ideia antiga da fabricante. Há algum tempo, a companhia disse que a versão final do veículo iria reconhecer o proprietário se aproximando e abriria a porta automaticamente, sem a necessidade de mexer na maçaneta.

Vale destacar ainda as rodas com design semelhante ao usado no Model 3 e sem as tampas aerodinâmicas mostradas no protótipo e algumas pequenas mudanças na dianteira. Entre elas, há um capô mais curto e para-choque de plástico aparentemente maior, protegendo a caminhonete de pequenos impactos.

A previsão mais recente é de que o lançamento da Tesla Cybertruck ocorra em 2023.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: A VERSÃO FINAL DO TESLA CYBERTRUCK APARECE EM IMAGENS VAZADAS E CAUSA FRISSON

TECNOLOGIA: ESTUDANTE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO FOI PREMIADA PELO MINISTRO DA TECNOLOGIA PELA DESCOBERTA DE 25 ASTEROIDES PARA A NASA

Estudante brasileira descobre 25 asteroides para a Nasa com imagens de telescópio no Havaí

Verena Paccola explica em entrevista à CNN como funciona o processo e diz que colisão com a Terra é improvável

Layane Serrano

Renata Souza

da CNN *em São Paulo

 

A estudante da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Verena Paccola, foi premiada pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, pela descoberta de 25 asteroides para a Nasa.

Depois de passar por um treinamento com cientistas da agência espacial dos Estados Unidos, a jovem brasileira de 22 anos passou a receber pacotes de imagens capturadas por um telescópio no Havaí.

“Eu analisava esse pacote de imagens. São quatro imagens piscadas em sequência para mim. Elas são tiradas com diferença de segundos entre cada uma. Então eu via se tinha alguma coisa se movendo”, explicou.

Quando notava a presença de algum objeto em movimento nas imagens, Verena fazia uma análise numérica para identificar se havia padrão de asteroide. Os relatórios da jovem eram enviados à Universidade de Harvard para confirmação da descoberta.

Dos 25 asteroides encontrados, um deles é raro. Categorizado como “asteroide fraco”, um dos achados de Verena faz parte de um grupo de objetos que podem colidir com a Terra.

A Nasa ainda estuda a órbita do asteroide para identificar a dimensão do objeto e se há possibilidade de colisão com o nosso planeta.

No entanto, Verena explica que “o espaço é muito gigante para o tamanho da Terra. Então a probabilidade de um asteroide colidir com a Terra e causar algum efeito é muito pequena”.

A estudante conta que sempre foi muito curiosa. Apesar de sua área de maior interesse ser a saúde, a jovem lembra que desde pequena gostava de observar o céu com um telescópio que possuía.

“Eu não trocaria a medicina por nada, mas agora que estou tendo mais estímulo na área espacial, vamos vendo. Uma medicina espacial, talvez, não sei”, avalia.

Verena recebeu medalhas, certificados e troféu do ministro Marcos Pontes na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada em Brasília.

Agora, a estudante se prepara para um treinamento presencial na Nasa. “Vamos ver se sai do papel para esse ano”, diz.

Verena pretende continuar a caça aos asteroides e está buscando candidatos interessados. “Eu estou recrutando pessoas no meu Instagram para fazer um treinamento em massa de quem tiver interesse e criar equipes para caçarmos asteroides esse ano juntos.”

Fonte: CNN

Continuar lendo TECNOLOGIA: ESTUDANTE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO FOI PREMIADA PELO MINISTRO DA TECNOLOGIA PELA DESCOBERTA DE 25 ASTEROIDES PARA A NASA

TECNOLOGIA: PELA PRIMEIRA VEZ UM MÓDULO LUNAR DETECTA ÁGUA NA LUA

A TECNOLOGIA chinesa permitiu, pela primeira vez, que u módulo lunar Chang E-5 detectasse água na lua. De acordo com a emissora estatal chinesa, CGTN, a espaçonave pousou em um depósito “jovem” de basaltos provenientes dos mares lunares. Portanto, convido você para ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes desta incrível descoberta!

Módulo lunar chinês detecta água na Lua pela primeira vez

1 min de leitura
Imagem de: Módulo lunar chinês detecta água na Lua pela primeira vezImagem: CNSA

módulo lunar chinês Chang’E-5, presente na Lua desde o início de dezembro, detectou água na superfície do satélite pela primeira vez na história. Segundo a emissora estatal da China, CGTN, a espaçonave pousou em um depósito “jovem” de basaltos provenientes dos mares lunares, localizado em latitude médio-alta, e extraiu 1.731 gramas de amostras. O espectrômetro mineralógico lunar (LMS) detectou 120 partes por milhão (ppm) de água na amostra.

Esse teor de água é mensurado uma vez que a molécula de hidroxila é absorvida, a uma frequência de cerca de três micrômetros. O processo revelou, em outra rocha localizada próximo ao local, um teor de 180 ppm. Todos os resultados foram publicados na revista científica Science Advances, na sexta-feira (7).

Segundo a equipe de pesquisa liderada pelos professores Lin Yangting e Lin Honglei, do Instituto de Geologia e Geofísica da Academia Chinesa de Ciências (IGGCAS), a exploração feita in loco pela sonda Chang’E-5 revelou sinais de água em dados espectrais de refletância da superfície lunar. Os cientistas concluíram que o baixo teor do regolito sugere a desgaseificação do reservatório basáltico abaixo do local de pouso da espaçonave.

A busca de água na Lua

Fonte: Lin Honglei et al./Divulgação.Fonte: Lin Honglei et al./Divulgação.Fonte:  Lin Honglei et al. 

Depois de várias missões terem detectado sinais de hidratação na superfície lunar no final dos anos 2000, a NASA confirmou, em outubro de 2020, a existência da molécula de água – H2O – em áreas da Lua iluminadas pelo sol. No entanto, a descoberta não foi registrada na Lua, mas a bordo de um Boeing 747SP que abriga o Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha da NASA (SOFIA).

Até agora, a água nunca havia sido detectada diretamente na Lua por nenhum veículo nem sonda lunar, o que atesta o ineditismo da descoberta chinesa. Segundo os cientistas, a detecção in loco dos sinais de água na superfície lunar pela sonda Chang’E-5 fornece novas evidências à questão da ausência de água na Lua.

De acordo com os pesquisadores, o vento solar foi o responsável por uma maior “umidade” do solo lunar, pois trouxe o hidrogênio, que compõe a água. Para eles, a diferença de 60 ppm verificada entre as amostras de regolito e rocha pode ter origem no interior lunar, o que só pode ser atestado por uma sonda in loco, diz Lin Honglei.

ARTIGO Science Advances: doi.org/10.1126/sciadv.abl9174

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: PELA PRIMEIRA VEZ UM MÓDULO LUNAR DETECTA ÁGUA NA LUA

TECNOLOGIA: UMA TELA DE TV LAMBÍVEL É A MAIS NOVA INVENÇÃO QUE VEM LÁ DO JAPÃO

Uma invenção incrível deum cientista japonês é o destaque desta edição da coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira. Homei Miyashita, pesquisador e professor da Universidade de Meiji (Japão) criou um protótipo de televisão com uma tela literalmente “lambível” cheia de sabores. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa invenção incrível!

Cientista japonês cria tela de TV para lamber que reproduz sabores

1 min de leitura
Imagem de: Cientista japonês cria tela de TV para lamber que reproduz saboresImagem: YouTube

Após quase dois anos em casa por conta da pandemia causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, o pesquisador e professor da Universidade de Meiji (Japão), Homei Miyashita, disse que sente saudades dos restaurantes ao redor do mundo e, por isso, teve uma ideia: criou um protótipo de televisão com uma tela “lambível” cheia de sabores.

Em outras palavras, ele desenvolveu um aparelho que oferece o sabor da comida que está sendo exibida na TV — é aí que entra a lambida. Por exemplo, em uma demonstração, uma das alunas de Homei experimenta chocolate diretamente da tela.

Como funciona a tela “lambível”?

Nomeado de Taste The TV (TTTV), o aparelho funciona quase como um acessório para a TV, já que ele produz sabores borrifados em um tipo de papel filme posicionado sobre uma tela plana. Para criar a experiência, o dispositivo tem dez tubos com diferentes aromas que se misturam e criam as combinações.

“O objetivo é tornar possível para as pessoas terem a experiência de algo como comer em um restaurante do outro lado do mundo, mesmo estando em casa”, disse o criador da TTTV.

Segundo o professor, o aparelho pode ser usado para diversos fins, como em um menu de restaurante ou para “experimentar” sabores que estão presentes em filmes e programas de culinária. Isso quer dizer que, por exemplo, você poderia assistir a uma receita em vídeo de salpicão e sentir o gosto do prato quase em tempo real.

Por enquanto, não existe previsão de lançamento para a TTTV, contudo, Miyashita revelou que uma versão comercial do aparelho custaria US$ 875 (cerca de R$ 4.929 na cotação atual).

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: UMA TELA DE TV LAMBÍVEL É A MAIS NOVA INVENÇÃO QUE VEM LÁ DO JAPÃO

TECNOLOGIA: SONDA PARKER LANÇADA PELA NASA É A PRIMEIRA A TOCAR O SOLO DO SOL

A cada dia a TECNOLOGIA avança em alta velocidade em todas as direções e principalmente na direção do espaço infinito desse universo infinito, onde nem o céu é o limite. E é com essa ânsia incrível de desbravar esse infinito universo que o homem já alcançou a superfície solar, a estrela maior do nosso sistema planetário, há 14 milhões de quilômetros. Algo incrível e que você vai conhecer em detalhes ao ler  o artigo completo a seguir.

NASA: sonda Parker é a primeira a ‘tocar’ o Sol

2 min de leitura
Imagem de: NASA: sonda Parker é a primeira a 'tocar' o SolImagem: NASA/Johns Hopkins APL/Steve Gribben

Uma conferência de imprensa realizada no encontro de outono da União Geofísica Americana (AGU), realizada na terça-feira (14) em Nova Orleans, nos EUA, divulgou os resultados de um evento histórico para a heliofísica mundial: a primeira vez que uma nave terrestre tocou diretamente a superfície do Sol.

Parte do estudo “Sonda solar Parker entra na coroa solar magneticamente dominada”, publicado na terça-feira (14) na revista científica Physical Review Letters, o evento ocorreu no dia 28 de abril de 2021, às 5h33 no horário de Brasília. Naquele momento, a espaçonave não tripulada atingiu a camada mais externa da atmosfera do Sol, conhecida como coroa, e passou cinco horas ali.

Diferentemente da Terra, o Sol não possui uma superfície sólida. No entanto, tem uma atmosfera superaquecida, constituída por material solar que se liga à estrela através da gravidade e pelas forças magnéticas. À medida que o calor e a crescente pressão empurram esse material para longe do núcleo, ele atinge um ponto em que tanto a gravidade quanto os campos magnéticos tornam-se muito fracos para contê-lo.

Fonte: NASA/Johns Hopkins APL/Ben Smith/Reprodução.Fonte: NASA/Johns Hopkins APL/Ben Smith/Reprodução.Fonte:  NASA/Johns Hopkins APL/Ben Smith 

Entrando na atmosfera solar

O ponto de interseção entre o fim da atmosfera solar e o início do vento solar é chamado de superfície crítica de Alfvén, que marca o começo da borda externa do sol. O vento solar é feito do material solar com energia suficiente para atravessar essa fronteira crítica. Ele é tão forte que arrasta consigo o campo magnético do Sol enquanto cruza o sistema solar, em direção à Terra e além. Nesse movimento, as ondas internas do vento não têm velocidade para voltar.

No entanto, a localização exata da superfície crítica de Alfvén não era conhecida pelos cientistas. Estimativas feitas através de imagens remotas do envoltório luminoso indicavam para uma região entre dez e 20 raios solares da superfície do Sol, entre -7 a 14 milhões de quilômetros. “Estávamos esperando que, mais cedo ou mais tarde, encontraríamos a corona por pelo menos um curto período de tempo”, disse Justin Kasper, principal autor do artigo.

Foi somente durante o seu oitavo sobrevoo solar, no dia 28 de abril, que a Sonda Solar Parker localizou as condições magnéticas e de partículas específicas a 18,8 raios solares (ou 13 milhões de quilômetros) acima da superfície solar, o que indicou aos cientistas que a espaçonave havia cruzado Alfvén pela primeira vez, e entrado dentro da atmosfera solar. Nesse ponto, a Parker havia atravessado para dentro e para fora da coroa umas três vezes.

O manuscrito do estudo é de acesso aberto e pode ser baixado neste link.

Fonte: TecMundo
Continuar lendo TECNOLOGIA: SONDA PARKER LANÇADA PELA NASA É A PRIMEIRA A TOCAR O SOLO DO SOL

TECNOLOGIA: APLICATIVO WHATSAPP SOFRE ATUALIZAÇÃO E AUMENTA PRIVACIDADE DO USUÁRIO

Uma nova atualização do aplicativo WhatsApp vai impedir que apenas os seus contatos  saibam se você está online, esse o destaque da nossa coluna TECNOLOGIA desta edição de quinta-feira. Saiba mais sobre a novidade lendo o artigo completo a seguir e se atualize.

WhatsApp: agora só os seus contatos saberão se você está online

1 min de leitura
Imagem de: WhatsApp: agora só os seus contatos saberão se você está onlineImagem: Pixabay

O mensageiro WhatsApp lançou um novo recurso de privacidade para todos os usuários do app.

Em breve, pessoas que você não adicionou na lista de contatos ou aquelas que nunca receberam uma mensagem sua não serão mais capazes de ver alguns detalhes sobre o seu acesso. Mais especificamente, eles não poderão ver se você está ou não online no momento e nem qual foi a última vez que você abriu o aplicativo.

Como o próprio suporte do serviço confirmou a um usuário, a novidade vale tanto para contatos normais quanto contas comerciais.

O recurso é uma nova camada de privacidade para evitar cobranças fora do horário de serviço, por exemplo, ou espionagem e stalking. Desse modo, os aplicativos que coletam essas informações quase de forma automatizada — e que existem na Google Play Store, mesmo tendo uma função tão controversa — deixarão de funcionar.

Esse recurso será ativado por padrão, ou seja, sem precisar de qualquer configuração por parte do usuário. Ela é diferente do mecanismo que, há alguns meses, estava em teste para a versão desktop do mensageiro. De acordo com a companhia, nada vai mudar entre os chats que você já mantém com amigos e parentes.

Disponibilidade

Segundo o site WABetaInfo, a função já começou a ser liberada nos últimos dias para o aplicativo do WhatsApp no Android e iOS, o que significa que em breve toda a comunidade terá essa proteção.

Fonte: TecMundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: APLICATIVO WHATSAPP SOFRE ATUALIZAÇÃO E AUMENTA PRIVACIDADE DO USUÁRIO

TECNOLOGIA: NOVOS CUBOS DE RESFRIAMENTO PODEM REVOLUCIONAR A FORMA COMO OS ALIMENTOS SÃO MANTIDOS

Pesquisadores desenvolveram um novo tipo de cubo de resfriamento que pode revolucionar a forma como os alimentos são mantidos frios e enviados frescos sem depender de gelo ou pacotes de resfriamento tradicionais. Esses cubos são suaves ao toque como uma sobremesa de gelatina e mudam de cor dependendo da temperatura. Eles não derretem, são compostáveis ​​e antimicrobianos e evitam a contaminação cruzada. Os cubos de resfriamento contêm mais de 90% de água e outros componentes para reter e estabilizar a estrutura. 

Eco-friend ly ‘Jelly Ice Cube’ pode transformar armazenamento frio: sem plástico e não derrete

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Davis, desenvolveram um novo tipo de cubo de resfriamento que pode revolucionar a forma como os alimentos são mantidos frios e enviados frescos sem depender de gelo ou pacotes de resfriamento tradicionais.

Esses “cubos de gelatina” sem plástico não derretem, são compostáveis ​​e antimicrobianos e evitam a contaminação cruzada.

“Quando o gelo derrete, não é reutilizável”, disse Gang Sun, professor do Departamento de Engenharia Biológica e Agrícola. “Achamos que poderíamos fazer o chamado gelo sólido para servir como meio de resfriamento e ser reutilizável.”

Os cubos de resfriamento contêm mais de 90% de água e outros componentes para reter e estabilizar a estrutura. São suaves ao toque como uma sobremesa de gelatina e mudam de cor dependendo da temperatura.

Reutilizável e flexível

Esses cubos reutilizáveis ​​podem ser projetados ou cortados em qualquer formato e tamanho necessários, disse Jiahan Zou, um Ph.D. aluno de pós-graduação que trabalha no projeto há dois anos.

“Você pode usá-lo por 13 horas para resfriar, coletar, enxaguar com água e colocá-lo no congelador para congelar novamente para o próximo uso”, acrescentou Sun.

Uma patente para o design e conceito foi depositada em julho.

Os pesquisadores esperam eventualmente usar resíduos agrícolas reciclados ou subprodutos como material refrigerante.

“Queremos ter certeza de que isso é sustentável”, disse Luxin Wang, professor associado do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos.

Água residual do mercado de peixes e blocos de gelo mofados estimularam a ideia

Os pesquisadores começaram a trabalhar nos cubos de refrigerante depois que Wang viu a quantidade de gelo usada nas fábricas de processamento de peixe e a contaminação cruzada que a água do degelo poderia espalhar entre os produtos ou pelo ralo.

“A quantidade de gelo usada por esses locais de processamento de peixe é enorme”, disse Wang. “Precisamos controlar os patógenos.”

Sun também lamentou o mofo encontrado nas bolsas de gelo de plástico usadas na merenda escolar das crianças e freqüentemente encontradas em embalagens de transporte.

Os primeiros testes mostraram que os cubos podem suportar até 22 libras sem perder a forma. Eles podem ser reutilizados uma dúzia de vezes – apenas uma rápida lavagem com água ou alvejante diluído – e depois descartados no lixo ou com o lixo do quintal.

Alternativa ao gelo

Os cubos de gelatina oferecem uma alternativa ao gelo tradicional e podem reduzir o consumo de água e o impacto ambiental. Eles também oferecem temperaturas estáveis ​​para reduzir a deterioração dos alimentos e podem ser ideais para empresas de preparação de refeições, empresas de transporte e produtores de alimentos que precisam manter os itens frios.

O aplicativo pode reduzir potencialmente o consumo de água na cadeia de abastecimento de alimentos e o desperdício de alimentos, controlando contaminações microbianas. A pesquisa foi publicada no jornal da American Chemical Society, Sustainable Chemistry & Engineering .

ASSISTA o vídeo para esta história abaixo.)

Fonte: UC Davis

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: NOVOS CUBOS DE RESFRIAMENTO PODEM REVOLUCIONAR A FORMA COMO OS ALIMENTOS SÃO MANTIDOS

TECNOLOGIA: FIQUE ANTENADO E SAIBA QUAIS SÃO AS NOVAS PROFISSÕES TECNOLÓGICAS

Com o evento da 4ª revolução industrial muitas profissões estão desaparecendo e outras surgindo no mercado de trabalho mundial. A coisa é tão dinâmica que algumas profissões podem durar apenas alguns anos. Diante dessa nova e dura realidade é muito importante que as pessoas que estão no mercado de trabalho fiquem antenadas nessa, por assim dizer, dança das cadeiras, para se manterem atualizadas e presentes no mercado de trabalho. Por isso a publicação de hoje, aqui na coluna TECNOLOGIA trata das novas profissões em tecnologia. 

Arquivos Tecnologia - Tem lugar para mim?

As novas profissões em tecnologia

Com o avanço dos últimos anos, a tecnologia deixou de ser um diferencial. Hoje, investir em digitalização é essencial para empresas de todos os setores se manterem competitivas no mercado. As incertezas geradas pela pandemia, junto da evolução do trabalho remoto e a tendência de adoção do modelo híbrido, aceleraram os processos de transformação digital e impulsionaram as iniciativas de inovação, com aplicação de metodologias de gestão ágeis e digitalização de processos.

Segundo a McKinsey, o déficit de profissionais em tecnologia no Brasil até 2030 passa de 1 milhão de pessoas e, de acordo com o Institute For The Future (IFTF), 85% das profissões que existirão nesse mesmo ano ainda não foram criadas. Foi percebendo essa volatilidade no mercado de trabalho que Leandro Herrera, fundador e CEO da edtech Tera, começou a capacitar profissionais nas habilidades digitais mais importantes para os negócios. A startup já formou mais de 6.000 estudantes, que hoje ocupam posições em empresas como PicPay, Nubank e Loft. “A maneira como os adultos se qualificam para o mercado de trabalho está em processo acelerado de “disrupção”. Vamos ver cada vez mais pessoas procurando mudar de carreira ou se desenvolver para avançar profissionalmente e os métodos tradicionais de educação não darão conta”, conclui Herrera.

Segundo a consultoria norte-americana de RH Robert Half, entre as principais carreiras para o futuro do trabalho estão Tecnologia, Recursos Humanos e Jurídico. Confira como é o dia a dia dos profissionais dessas áreas:

BUSINESS INTELLIGENCE (BI) 

O interesse por organização de dados começou muito cedo na vida de Jeferson Luiz Rosa, mentor da Acelerar, aceleradora de Negócios Colaborativos, da Área Central — o projeto visa estruturar o processo de compra conjunta das centrais de negócios. Ele conta que sempre gostou de organizar demandas por meio de planilhas e formulários e que, por isso, procurou se capacitar com cursos práticos e de especialização. “Para essa profissão é essencial gostar de resolver problemas, ser organizado e colaborativo. Além de fazer cursos, também é preciso praticar: mesmo que seja algo simples, como uma tabela de gastos pessoais, pegue esses dados, crie um dashboard e analise. Isso fará toda a diferença”, explica. No dia a dia, Rosa é responsável por analisar dados internos e elaborar dashboards com indicadores que apoiem a tomada de decisões da empresa. Além disso, como mentor, auxilia os clientes a explorarem os dados que o software para gestão de redes e centrais de negócios da Área Central coleta e trata, gerando informações sobre as compras conjuntas que ocorrem dentro da plataforma.

SEGURANÇA DIGITAL 

A rotina de Rafael Aceno, DevSecOps na fintech Transfeera, se divide entre monitorar eventos de segurança, melhorar regras automáticas de detecção de ataques, investigar e tratar incidentes, além de implementar novas medidas de segurança para proteção de clientes — a empresa possui uma plataforma open banking de gestão e processamento de pagamentos. Aceno é formado em Sistemas da Informação, com nove certificações internacionais em segurança digital: “Todos os dias surgem novas vulnerabilidades e metodologias de ataques cibernéticos, por isso, é primordial se manter atualizado e tentar estar sempre à frente dos hackers”, explica. Para ele, é essencial saber solucionar problemas, ter curiosidade e conseguir trabalhar sob pressão durante os incidentes. De habilidades técnicas, Aceno ressalta que, como não existem muitos cursos práticos focados em cybersecurity, é importante estudar por conta própria, além de dominar algumas tecnologias, como arquitetura de segurança nos provedores de cloud; IaC (infraestrutura como código); ferramentas de SAST (Static Application Security Testing) e DAST (Dynamic Application Security Testing); conhecer as linguagens de programação python e GO para criação de scripts automatizados; e frameworks de cybersecurity como NIST, CIS e ISO27001.

COMPLIANCE E LGPD 

Fernanda Arruda, head de compliance na fintech Transfeera e graduada em Direito, conta que começou a trabalhar na área em 2016, mas que foi em 2019, com o andamento de operações como a Lava Jato e a consequente necessidade que algumas empresas tinham de desenvolver o compliance — criando código de ética, políticas anticorrupção e antissuborno, por exemplo — que ela percebeu a grande demanda por um serviço especializado. “Ano passado formalizamos na empresa um programa de compliance, que é voltado para ética e Prevenção à Lavagem de Dinheiro de Combate ao Financiamento do Terrorismo (PLD/FT). Diariamente monitoramos centenas de operações para avaliar os riscos de PLD/FT. Desenvolvemos critérios para análise de clientes que querem ingressar em nossa base. Fazemos treinamento de toda equipe e de cada colaborador que ingressa para que todos tenham conhecimento do nosso programa de compliance e o apliquem em seu dia a dia”, conta. Fernanda explica que o compliance não é uma atividade exclusiva da advocacia e dá dicas para quem quer entrar no ramo: “Meu conselho é investir em um curso voltado para a área de compliance e trabalhar habilidades que ajudem em múltiplas demandas. Também, ter energia e se manter informado é fundamental para entender os movimentos das empresas e do poder público”.

PRODUCT MANAGER  

Quando Maíra Storch descobriu o que era Product Management — área que conecta desenvolvimento, experiência do usuário e negócios —, percebeu que já estava trabalhando com isso. Ela, que agora é a Product Manager da startup global de vendas e gestão Kyte, conta que a profissão tem uma rotina bem diversa e exige empatia e capacidade de aprendizado. “Lidamos com muitas pessoas diferentes: entender os clientes, discutir estratégia com líderes, pensar em soluções com designers e desenvolvedores, planejar lançamentos com o marketing… e ainda ser mediador entre todos! Por isso, a comunicação é outra habilidade fundamental”. Formada em Administração de Empresas e com diversos cursos de gestão de produto, Maíra reforça que estudar a teoria é muito importante, mas que a base da profissão está na experiência diária. “Por conta disso, não há muitas vagas de entrada. Uma alternativa é entrar por áreas próximas, como UX Design e Análise de Negócios. Você também pode praticar de outra forma — como freelancer ou desenvolvendo um produto seu, por exemplo”, aconselha. “Tem várias formas de criar (ou pelo menos testar) um produto sem programar, inclusive!”.

UX DESIGNER  

Garantir que os usuários de produtos digitais tenham uma experiência agradável é o principal objetivo profissional da Patrícia Klitzke, que trabalha como UI/UX Designer na divisão de Agricultura da Hexagon — empresa que desenvolve e fornece tecnologias para o campo. No seu dia a dia, Patrícia recebe solicitações de melhorias e de novas funcionalidades, buscando encontrar soluções que atendam à empresa e ao cliente. “Vontade de aprender e de resolver problemas são essenciais, assim como as soft-skills de empatia, boa comunicação e curiosidade”, explica. Entre as habilidades técnicas necessárias para a área, a UI/UX Designer aponta escrita, pesquisa, prototipação e noções de programação. Graduada em Design de Produto, com Pós-Graduação em User Experience Design e cursos de Front-End, ela ainda reforça que o estudo é o principal caminho para quem quer seguir na área. “Existem diversos cursos gratuitos e tutoriais que ensinam a utilizar as ferramentas mais comuns. Além disso, também é interessante participar de grupos e meetups e interagir com pessoas da área no LinkedIn”, diz.

ENGENHEIRO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL 

Doutoranda em Engenharia de Automação e Sistemas, Alana de Melo e Souza, é desenvolvedora de software na Sensorweb, líder em soluções de IoT para cadeia fria da área da Saúde e logística. Dedicada a tecnologias de Inteligência Artificial (IA), ela conta que seu conhecimento foi adquirido através da pós-graduação e graduação e no desenvolvimento de projetos. Além do conhecimento científico, parte do aprendizado foi conquistado por meio autodidata. “O campo da IA muda todos os dias, portanto o Engenheiro de IA deve se manter atualizado constantemente. Aprofundando na pesquisa autodidata sobre inovações científicas e tecnológicas do momento. Utilizando livros, artigos e conteúdos na internet para entender como é o desenvolvimento de sistemas que envolvem IA (Inteligência Artificial), abordando diferentes linguagens de programação, e aprofundando no mundo da matemática e probabilidade/estatística para o aprendizado de máquina”, explica. Na Sensorweb, os projetos no setor de P&D aos quais Alana participa tem como objetivo desenvolver ferramentas avançadas de predição de informações futuras e suporte à tomada de decisões técnicas baseadas em dados. “Essa tecnologia possibilita usar informações para fazer previsões ou classificar novos dados em formato de diagnósticos com muito mais agilidade que qualquer ser humano”. Em paralelo, a engenheira trabalha no projeto de doutorado com IA ligada à visão computacional, outra tecnologia que monitora ambientes visuais através das câmeras de maneira automatizada. Como lição de casa aos futuros profissionais, ela reforça que aprender a programar é essencial. Ela também aconselha: seja curioso (a) e invista nos estudos. “Digo isso, no sentido que, ao se deparar com problemas, esteja pronto para investigar e infiltrar no mais assertivo conceito que possa existir para contribuir com a redução de erros, eliminando trabalhos repetitivos e mostrando agilidade e precisão nos resultados com a automação de processos. Essa é uma área que demanda do profissional levar a sério os métodos de estudo, saber conectar o meio científico com o meio prático ao desenvolver sistemas, levando a teoria para o mundo real”, finaliza.

ESPECIALISTA EM TRANSFORMAÇÃO DIGITAL 

Ter pensamento intuitivo e menos convencional; deixar fluir a criatividade; desenvolver a capacidade de ficar confortável com o desconforto; foco em inovação e resultados; interagir com profissionais multidisciplinares; resiliência; e manter uma visão holística. Esses são os conselhos de Rafael Scala, executivo de novos negócios e especialista em Transformação Digital da Softplan, para quem quer seguir este caminho. Engenheiro de Controle e Automação, ele conta que já na universidade era instigado a otimizar processos e automatizá-los, desde a extinção do papel até o uso de Inteligência Artificial para solucionar problemas que antes eram exclusivos dos seres humanos. “A transformação digital é um mindset imposto pela própria engenharia, e as cadeiras de automação nos obrigam a sedimentar esse conceito”, explica. Na Softplan há oito anos, Rafael atua para levar tecnologia ao segmento de infraestrutura e transportes de cargas e passageiros, onde todas as ações são voltadas para gerar transformação digital por meio de soluções e aplicativos especializados para a gestão pública. Tecnologias que resultam em mudança para clientes e usuários finais, que auxiliam na redução de tempo e de burocracia, facilitando a interação dos cidadãos com os órgãos públicos, e que asseguram a responsabilidade na gestão dos recursos públicos. “Nossa principal atividade é promover a otimização dos serviços públicos prestados ao cidadão, proporcionando maior celeridade, automatização e transparência, levando maior autonomia para a sociedade no seu relacionamento com o governo. É importante entender que as rodovias têm diversos dispositivos que devem ser geridos pelo órgão público para garantir a segurança e conforto dos usuários da via — transformamos para o digital esse processo, antes realizado por meio presencial, reduzindo o tempo de atendimento e automatizando diversos setores”, conclui.

ESPECIALISTA EM DATA SCIENCE 

Sempre buscar conhecimento, especializar-se em estatística e programação, ser curioso e focar em áreas do seu interesse são os conselhos do Thiago Stabile, gerente de Data Science, que também atua na Softplan. Thiago é formado em Sistemas de Informação e se especializou em novas tecnologias, hoje focadas na área jurídica. Atualmente, está à frente dos estudos e do desenvolvimento das inovações que a empresa oferece ao ecossistema de Justiça. As soluções da Softplan promovem a transformação digital em Tribunais, Ministérios Públicos, Defensorias, Procuradorias e escritórios de advocacia. “Eu cresci em uma companhia de tecnologia que atende e informatiza vários segmentos da nossa sociedade, mas foi a Justiça que me motivou a focar meus estudos e minha carreira. Hoje, atuo como gestor de um time de ciência de dados que trabalha com tecnologia de ponta e análise de dados jurídicos”, conta. Na rotina, estão atividades como gerenciar as equipes técnicas, definir tecnologias, fazer levantamentos de requisitos funcionais e não funcionais, além de levantamentos de dados e métricas. Para trabalhar com ciência de dados, Thiago destaca que é essencial gostar de matemática, estatística, programação e computação em nuvem. “Independentemente da área, é necessário entender a fundo as informações que estão sendo trabalhadas e o modelo de negócio de onde os dados são extraídos. Também é importante trabalhar em equipe e compartilhar conhecimentos, principalmente se você atuar em um segmento diferente do seu, como é o caso do direito digital”, ressalta.

Fonte: TI Nordeste

Continuar lendo TECNOLOGIA: FIQUE ANTENADO E SAIBA QUAIS SÃO AS NOVAS PROFISSÕES TECNOLÓGICAS

TECNOLOGIA: CONFIRA SE A PROFECIA DA EXAME SE CONCRETIZOU EM 2021

A nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira vem com o artigo publicado na revista EXAME de 14/02/2021 sobre o ranking das 10 tendências tecnológicas que deveriam dominar 2021. Como estamos praticamente finalizando o ano de 2021 convidamos você a conferir se a profecia feita pela prestigiosa revista se materializou. Leia a seguir o conteúdo e tire suas conclusões!

As 10 tendências tecnológicas que devem dominar 2021

Em um ranking enviado com exclusividade à EXAME, a consultoria de gestão global Bain & Company antecipou 10 tendências tecnológicas

Se em 2020 a tecnologia esteve na ponta da língua das pessoas e foi o foco de muitas empresas que, durante a pandemia do novo coronavírus, buscaram se digitalizar para se tornarem mais competitivas, 2021 não deve ser diferente.

Em um ranking enviado com exclusividade à EXAME, a consultoria de gestão global Bain & Company antecipou 10 tendências tecnológicas que devem dominar o ano de 2021 – entre elas a Inteligência Artificial (AI), que já vem ganhando espaço nos últimos anos e se tornando cada vez mais importante para mercados variados.

1. Limite da Inteligência Artificial

Segundo a Bain & Company, a primeira tendência é a do Edge AI. “Considerada a próxima onda de inteligência artificial,
é uma infraestrutura de rede que possibilita que algoritmos de inteligência artificial sejam executados na extremidade de uma rede, ou seja, mais perto ou até mesmo nos dispositivos que coletam os dados”, explica a companhia em comunicado. De acordo com a consultoria, a aceleração do movimento aconteceu principalmente pelas mudanças repentinas no tráfego de rede que acompanharam os bloqueios da covid-19 e a necessidade de trabalhar em casa.

“Os benefícios desta tendência incluem a preservação da largura de banda e o aumento da eficiência ao processar as informações mais perto dos usuários e dispositivos ao invés de enviar esses dados para processamento em locais centrais na nuvem. Ao incorporar IA localmente, os fabricantes podem reduzir os problemas de latência e acelerar a geração de insights, enquanto diminuem o uso e o custo dos serviços em nuvem”, diz.

Com isso, cai também o custo da conectividade, uma vez que o processamento por parte dos dados localmente reduz a largura da banda e o uso dos dados do celular. “E como a inteligência está sendo executada localmente, as fábricas localizadas em áreas remotas com infraestrutura de comunicação deficiente estão menos sujeitas a perdas de
conectividade que podem impedir a tomada de decisões de missão crítica e urgente.”

2. 5G para quê te quero

A segunda tendência que pode vir com força neste ano é a rede 5G em fábricas. Segundo uma pesquisa da IHS Markit, o Fórum Econômico Mundial espera que a rede móvel de quinta geração alcance uma produção econômica global de 13,2 trilhões de dólares e gere 22,3 milhões de empregos até 2035.

De acordo com a Bain & Company, com a mudança, é esperado que “um grande e rápido avanço na indústria 4.0 e na internet das coisas industrial” aconteça. “Capaz de atender aos requisitos de energia de milhões de conexões para aplicativos de dados intensivos, a previsão é que o 5G impulsione a indústria de manufatura com novos e mais poderosos recursos digitais”, afirma a consultoria.

A Bain & Company explica que o 5G, até 100 vezes mais rápido que o 4G, oferece latência drasticamente reduzida, “o que torna possível compartilhar dados com extrema rapidez, eliminar atrasos de processamento e garantir que os sistemas de fábrica possam reagir em tempo real.”

Outro ponto que irá fortalecer a rede de quinta geração, é a confiabilidade da conectividade do 5G, que “garante uma conexão de rede estável e constante em qualquer lugar e a qualquer momento no chão de fábrica, garantindo a execução contínua e desimpedida de missões críticas de negócios. O 5G poderá até mesmo inaugurar uma era de comunicação entre máquinas.”

3. Crescimento no seguro

Estimativas do mercado de seguro baseado em uso (UBI) projetam que ele chegará até 126 bilhões de dólares até 2027. De acordo com a empresa de consultoria Gartner, o crescimento deve “se conectar com o desenvolvimento da chamada ‘telemática’, que é o uso de dispositivos sem fio e tecnologias de ‘caixa preta’ para transmitir dados em tempo real de volta para uma organização.”

Até 2021, é esperado que existam 3,8 bilhões de usuários de smartphones e a telemática móvel irá levar o UBI um passo adiante, “permitindo que as seguradoras usem sensores e tecnologias de rastreamento incorporadas em smartphones para coletar dados em tempo real e entender melhor os hábitos de direção de seus clientes”. “Em última análise, isso dará às seguradoras a oportunidade de oferecer programas de seguro baseados em comportamento mais competitivos e inovadores, ao mesmo tempo em que promove a segurança do motorista”, diz a Bain.

4. Ainda mais Inteligência Artificial

De acordo com a The Economist Intelligence Unit, bancos e seguradoras devem aumentar seus investimentos em IA em 86% até 2025 – e, para a Bain & Company, as empresas precisam explorar todo o potencial da Inteligência Artificial. “Os funcionários com pouca ou nenhuma formação em ciência da computação precisam ser capazes de usá-la para aumentar seu desempenho operacional”, diz.

É por isso que, segundo a consultoria, plataformas mais simples de IA devem surgir, para permitir que os funcionários criem modelos rapidamente, compreendam e confiem em seus resultados com facilidade, além de tomar decisões com segurança.

5. Cibersegurança

A crise da covid-19, segundo a Interpol, criou uma oportunidade sem precedentes para os golpes na internet aumentarem. Segundo a Fortinet, empresa especializada em cibersegurança, 2020 registrou uma alta no número de ataques cibernéticos em todo o mundo. Só no Brasil foram mais de 3 bilhões de tentativas de ataques virtuais.

É por isso que, para a consultoria, “identificar pontos fracos comuns de segurança de TI e desenvolver maturidade em segurança cibernética é fundamental para construir organizações digitais verdadeiramente resilientes.”

6. Otimização de pessoal

Com o custo alto do absenteísmo para as empresas, que chega a custar bilhões de dólares por ano, o varejo, segundo a consultoria, é particularmente dependente de interações presenciais entre clientes e funcionários da loja, “algo que a covid-19 tornou especialmente desafiador.”

De acordo com a Bain, cerca de 88% dos varejistas globais preferem trabalhar com força de trabalho extra do que correr o risco de ficar com falta de pessoal. Essa abordagem leva a altos custos de mão de obra e lucros menores.

Para a consultoria, o que pode resolver a situação são as tecnologias de gerenciamento de força de trabalho, aumentando substancialmente a agilidade e respondendo aos picos de atividade e absenteísmo dos funcionários o que, segundo a Bain, melhoraria o desempenho operacional e a lucratividade das empresas.

7. Dados de saúde

O mercado de big data na área da saúde deve alcançar quase 70 bilhões de dólares em 2025 – valor quase seis vezes mais alto que em 2016, quando era de 11,5 bilhões de dólares. Impulsionada pela pandemia da covid-19, a rápida aceleração da coleta de dados de saúde oferece ao setor uma oportunidade sem precedentes de alavancar e implantar recursos digitais inovadores, como a IA, para melhorar o tratamento.

“O uso inteligente de dados de saúde tem o potencial de melhorar drasticamente o atendimento ao paciente”, diz a Bain.

8. O novo RH

A área de recursos humanos vem crescendo nos últimos anos e estimativas apontam que, em 2025, os millenials serão responsáveis por 3/4 da força de trabalho global.

Com a entrada de mais pessoas dessa geração no mercado de trabalho, as organizações precisarão trabalhar com um grupo cada vez mais digital, modernizando o recrutamento.

“Usar a tecnologia para desenvolver um processo de contratação inovador pode melhorar o desempenho das equipes de RH e permitir a identificação mais rápida dos candidatos mais promissores, ao mesmo tempo que atende às expectativas de uma nova geração de talentos”, afirma a Bain & Company.

9. Economia circular

A penúltima tendência que deve ganhar força em 2021, é “a mudança de relações transacionais baseadas na venda
de produtos para um modelo de produção e consumo que envolve compartilhamento, aluguel, reutilização e reciclagem de materiais e produtos existentes está ganhando força conforme as preferências dos consumidores e acionistas mudam em direção à sustentabilidade.”

Segundo a Bain & Company, as empresas estão sob pressão crescente para reduzir os recursos naturais consumidos na produção de serviços e produtos – como a Apple, por exemplo, que retirou seus carregadores das caixas de seus dispositivos para “evitar o desperdício no ambiente”.

Segundo Jim Sullivan, chefe do Global Sustainability Innovation Accelerator da SAP, “a tecnologia tem o potencial de ajudar a humanidade a administrar melhor a biosfera e dar início à existência de uma economia circular verdadeiramente inclusiva.”

10. Sem desperdício

Em linha com a economia circular, outra tendência que deve se tornar ainda mais forte neste ano é a queda no desperdício de alimentos. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, mais de 30% dos alimentos do mundo são perdidos ou desperdiçados todos os anos.

Para a Bain, “usar a tecnologia para reduzir o desperdício pode diminuir significativamente os alimentos descartados por varejistas e empresas, aumentar a segurança alimentar e aliviar o sofrimento de centenas de milhões de pessoas que passam fome”. Em 2019, o valor era estimado em aproximadamente 821 milhões de pessoas.

Fonte: EXAME

Continuar lendo TECNOLOGIA: CONFIRA SE A PROFECIA DA EXAME SE CONCRETIZOU EM 2021

TECNOLOGIA: SEXTA-FEIRA (19) OCORRERÁ UM ECLIPSE LUNAR PARCIAL

Eclipse lunar parcial poderá ser visto na América do Sul nesta sexta-feira (19)

Fenômeno ocorre se a Lua estiver passando por uma porção da sombra da Terra; eclipses parciais podem ser vistos a olho nu

DUARTE/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Mariana Toro Nader

da CNN

Eclipse solar fotografado em São Paulo, no dia 14/12/2020Eclipse solar fotografado em São Paulo, no dia 14/12/2020 Foto: JOCA

Nesta sexta-feira (19) ocorre um eclipse lunar parcial, que terá visibilidade nas Américas do Sul e do Norte, Europa e Ásia, segundo a Nasa.

Em 26 de maio, houve um eclipse lunar total, que também pôde ser visto na Ásia e nas Américas. Ao longo do próximo ano haverá dois eclipses lunares – com uma diferença: ambos serão totais.

Um deles acontecerá no dia 16 de maio e o outro no dia 8 de novembro do próximo ano. O eclipse lunar desta sexta-feira deve ser duração de cerca de 3 horas.

O que é esse fenômeno, o que o causa e qual a sua frequência? Aqui estão as respostas para essas e outras perguntas.

O que é um eclipse lunar?

A Lua orbita a Terra cerca de uma vez a cada 29 dias e meio, explica o astrofísico e ex-cientista da Nasa Fred Espenak em seu site.

Portanto, conforme ela gira ao redor do planeta, sua posição em relação ao Sol faz com que ela mude de fase.  Geralmente ouvimos falar de quatro fases lunares: lua nova, quarto minguante, quarto crescente e lua cheia.

Um eclipse lunar só pode ocorrer quando a Lua está cheia. E ocorre se a Lua estiver passando por uma porção da sombra da Terra.

Tipos de eclipses lunares

Existem três tipos de eclipses lunares:

  • Eclipse penumbral (em que a Lua passa pela sombra externa da Terra, que bloqueia parte dos raios do Sol, mas não todos).
  • Eclipse parcial (em que uma parte da Lua passa pela sombra interna ou limiar da Terra, onde bloqueia a luz solar direta).
  • Eclipse total (em que a Terra bloqueia toda a luz do Sol e impede que ela alcance a Lua).

Todos eles podem ser observados?

Depende. Os eclipses penumbrais são difíceis de observar porque são muito sutis, diz Espenak.

No entanto, eclipses parciais podem ser vistos a olho nu. Os mais impressionantes são os eclipses totais, já que a Lua parece vermelha.

Ao contrário de quando se trata de um eclipse solar, os eclipses lunares podem ser observados com segurança, sem a necessidade de proteção.

Quais são as diferenças?

Já sabemos que o eclipse lunar acontece quando a Lua passa pela sombra da Terra e isso bloqueia a chegada dos raios solares.

Já o eclipse solar ocorre quando a Lua passa entre a Terra e o Sol, o que só é possível na fase de Lua Nova.

Com que frequência eles ocorrem?

Os eclipses se repetem durante o ciclo de Saros, período que dura aproximadamente 18 anos e 11 dias, segundo a Nasa.

De duas a quatro vezes por ano, a Lua passa por uma parte das sombras da penumbra ou limiar da Terra e é assim que ocorrem os eclipses, de acordo com Espenak.

(Este texto é uma tradução. Para ler o original, em espanhol, clique aqui)

Continuar lendo TECNOLOGIA: SEXTA-FEIRA (19) OCORRERÁ UM ECLIPSE LUNAR PARCIAL

TECNOLOGIA: 1ª MOTO VOADORA DO MUNDO JÁ É UMA REALIDADE E ESTÁ EM TESTES

A primeira moto voadora do mundo é o destaque da edição desta quinta-feira da nossa coluna TECNOLOGIA. A XTurismo, como ela é chamada, foi testada pela primeira vez em público numa pista de corrida na cidade de Oyama, pela empresa japonesa A.L.I. Technologies. A ideia é vender pelo menos 200 unidades no primeiro ano de produção. Leia o artigo completo e saiba dos detalhes dessa incrível invenção.

Empresa japonesa apresenta a primeira moto voadora do mundo

O modelo é chamado de XTurismo e foi exibido em uma pista de corrida na cidade de Oyama

GZH

 

No dia 26 de outubro, a empresa japonesa A.L.I. Technologies realizou a primeira demonstração pública da XTurismo. Fisicamente, o equipamento é semelhante a um drone, com a diferença de que é controlado por um piloto montado, como se fosse uma moto voadora. As informações são do TechTudo.

O modelo foi exibido em uma pista de corrida em Oyama,  cidade ao norte de Tóquio. O vídeo mostra o piloto fazendo movimentos simples, sem acelerar ou subir muito alto.

De acordo com a empresa, o equipamento está em desenvolvimento desde 2017 e pode chegar a 100 km/h, tendo até 40 minutos de autonomia de bateria. O veículo consegue chegar até uma altura de dois metros em apenas três segundos e pesa cerca de 300 kg.

A XTurismo não vai ser vendida para uso cotidiano, como meio de transporte, pois ainda não há leis regulatórias para esse tipo de veículo. Por isso, será restrito para o uso em pistas de corridas e em ambientes fechados. Cerca de 200 unidades devem ser vendidas no ano que vem por cerca de R$ 4 milhões, ou 77 milhões de ienes em valores japoneses.

Fonte: GZH Ciência e Tecnologia

Continuar lendo TECNOLOGIA: 1ª MOTO VOADORA DO MUNDO JÁ É UMA REALIDADE E ESTÁ EM TESTES

TECNOLOGIA: PNEU SEM E QUE NÃO FURA CRIADO PELA MICHELIN E GM VAI REVOLUCIONAR INDÚSTRIA AUTOMOBILISTICA

Uma novidade tecnológica que vai revolucionar a indústria automobilística é o destaque da nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira. Um novo pneu que não é inflável e nem fura. É construído em fibra de vidro e, além de causar menor impacto ambiental, oferece mais segurança aos consumidores. Conheça em primeira mão o pneu sem ar e que não fura lendo o artigo completo a seguir!

Conheça o pneu sem ar e que não fura criado pela Michelin e GM

1 min de leitura
Imagem de: Conheça o pneu sem ar e que não fura criado pela Michelin e GMImagem: YouTube
Avatar do autor

Lucas Vinicius Santos

via nexperts

A Michelin e a General Motors (GM) não estão exatamente reinventando a roda, mas as companhias anunciaram um novo pneu que não é inflável e nem fura. Nesta última segunda-feira (26), foi apresentado ao público pela primeira vez o protótipo do Uptis — sigla para Sistema Único de Pneu à Prova de Furos, em português.

Apesar de ser um produto único, o design do pneu não é totalmente diferente do que já conhecemos. Porém, ele é vazado nas laterais e tem um aspecto mais robusto em comparação a um pneu comum. Conforme revelado pela Michelin, o lançamento está previsto para 2024.

Sem ar e com furos? Não tem problema!

E não é só a aparência que apresenta robustez. Segundo a Michelin, o pneu é resistente a furos, não apresenta queda de pressão, é construído em fibra de vidro e, além de causar menor impacto ambiental, oferece mais segurança aos consumidores.

Em 2017, o protótipo Vision foi criado em parceria entre a Michelin e GM e, poucos anos depois, se tornou o Uptis. As empresas ainda não revelaram muitos detalhes sobre o produto, mas é possível compará-lo aos pneus desenvolvidos para veículos enviados à lua.

A novidade é fabricada com pequenos raios de plástico e fibra de vidro — basicamente, isso significa que ele é um “pneu sólido” e não precisa de ar pressurizado para funcionar. As primeiras imagens divulgadas revelam os pneus instalados em um Chevrolet Bolt.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: PNEU SEM E QUE NÃO FURA CRIADO PELA MICHELIN E GM VAI REVOLUCIONAR INDÚSTRIA AUTOMOBILISTICA

TECNOLOGIA: 2º VOO TRIPULADO DA BLUE ORIGIN LEVA ATOR WILLIAM SHATNES AO ESPAÇO AOS 90 ANOS DE IDADE

O destaque desta quinta-feira, aqui na coluna TECNOLOGIA é o segundo voo tripulado da Blue Origin, empresa fundada por Jeff Bezos, CEO da Amazon, que levou o homem mais velho ao espaço, o ator canadense William Shatner,  famoso por interpretar o Capitão Kirk na série de TV Jornada nas Estrelas aos 90 anos de idade. A cada dia está mais comum esses voos tripulados por civis, graças a TECNOLOGIA que não para de evoluir. Convido você a ler o artigo completo a seguir e depois assistir ao vídeo com o registro completo dessa aventura espacial!

Veja como foi voo espacial de William Shatner com a Blue Origin

1 min de leitura
Imagem de: Veja como foi voo espacial de William Shatner com a Blue OriginImagem: Blue Origin
Avatar do autor

Equipe TecMundo

O texto foi atualizado às 13h33 da quarta-feira (13/10/2021).

O ator canadense William Shatner, famoso por interpretar o Capitão Kirk na série de TV Jornada nas Estrelas, foi ao espaço nesta quarta-feira (13) em um voo da Blue Origin, empresa fundada por Jeff Bezos.

O voo, lançado por volta das 11h30 (horário de Brasília) aconteceu na nave New Sheppard, a partir de uma base de lançamento no estado do Texas, nos Estados Unidos.

“Eu já ouvi tanto sobre o espaço e por um bom tempo. Estou tendo a oportunidade de ver ele por conta própria. Que milagre”, afirmou Shatner ao site da Blue Origin antes do lançamento.

O voo foi todo transmitido ao vivo e o vídeo completo do evento está disponível no link ou no vídeo abaixo.

Com a viagem desta quarta, Shatner se torna a pessoa mais velha a ir ao espaço — o ator tem 90 anos de idade.

Este foi o segundo voo tripulado da Blue Origin. O primeiro, realizado em julho deste ano, levou à borda da Terra o próprio Bezos.

Em nota publicada nesta quarta, a Blue Origin afirma que tem mais um voo tripulado agendado para 2021. A empresa diz ainda ter vários lançamentos marcados para o ano de 2022.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: 2º VOO TRIPULADO DA BLUE ORIGIN LEVA ATOR WILLIAM SHATNES AO ESPAÇO AOS 90 ANOS DE IDADE

TECNOLOGIA: ASTRO, O ROBÔ DOMÉSTICO, É A MAIS NOVA VEDETE DA AMAZON

A nova vedete da Amazon é o destaque desta quinta-feira, aqui na coluna TECNOLOGIA. É o robô Astro, que inicialmente foi projetado para ser um dispositivo de segurança, mas acabou evoluindo para ajudante doméstico. O Astro pode vigiar a casa de forma autônoma, verificando cada cômodo do imóvel, além responder a comandos e enviar lembretes. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer todos os detalhes de mais uma fantástica invenção da Amazon!

Amazon Astro evoluiu de robô de segurança para ajudante doméstico

1 min de leitura
Imagem de: Amazon Astro evoluiu de robô de segurança para ajudante domésticoImagem: Amazon/Reprodução

robô Astro, lançado terça-feira (28) pela Amazon, foi projetado inicialmente para ser um dispositivo de segurança, contou Dave Limp, diretor de hardware da companhia, no programa TechCheck, exibido pelo canal americano CNBC nesta sexta-feira (01).

“Escrevemos um documento em que pensamos que os clientes gostariam especialmente dos aspectos de segurança de um robô doméstico”, disse Limp. “Desde então, evoluiu para cobrir muito mais áreas do que isso, mas essa era a ideia original”, explica o diretor.

O Astro é equipado com sensores que permitem um deslocamento sem problemas por toda a casa e ao redor de objetos segundo a Amazon. A empresa começou a fazer experiências com robôs em seus próprios depósitos antes de desenvolver um produto de consumo. O desenvolvimento do dispositivo demorou quatro anos, afirma Limp.

O robô possui dois chips Qualcomm que proporcionam recursos como a identificação visual, para diferenciar um usuário do outro e evitar acidentes durante movimentos. O Astro pode vigiar a casa de forma autônoma, verificando cada cômodo do imóvel, além responder a comandos e enviar lembretes.

O dispositivo custará US$ 1.000 para clientes convidados de forma antecipada. No lançamento, que será limitado aos Estados Unidos, o valor do Astro passará para US$ 1.500.

Família de dispositivos

Os dispositivos desenvolvidos pela Amazon vão desde os eletrônicos de leitura Kindle até tablets, alto-falantes inteligentes ativados por voz e TVs inteligentes. Mas o robô integrado com a assistente virtual parece ser o mais ambicioso de todos.

Limp explica que atualizações recentes na tecnologia de casa inteligente, como sensores e processadores, permitiram que a Amazon considerasse o lançamento de um robô equipado com Alexa.

A Amazon ainda conta com uma plataforma de comércio eletrônico, computação em nuvem e publicidade para a maior parte de sua receita. A empresa geralmente vê as vendas de equipamentos como uma maneira para que os consumidores comprem outros serviços, incluindo o streaming de vídeo e música.

Avatar do autor
Continuar lendo TECNOLOGIA: ASTRO, O ROBÔ DOMÉSTICO, É A MAIS NOVA VEDETE DA AMAZON

TECNOLOGIA: A DIREÇÃO AUTONOMA JÁ É UMA REALIDADE REAL E IMINENTE

Na coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira, aqui no Blog do Saber você vai conhecer o beta do  Full Self-Driving (FSD) para direção autônoma, que será testada por motoristas com bom histórico no volante. “Se o comportamento ao dirigir for bom por sete dias, o acesso ao beta será concedido”, informou Musk. Então, convido você a ler o artigo completo a seguir e saber como esse processo está evoluindo!

1 min de leitura
Imagem de: Tesla: direção autônoma será testada por motoristas comportadosImagem: Elektrowoz/Reprodução

A Tesla usará dados pessoais de direção para selecionar os motoristas que terão acesso ao beta do software Full Self-Driving (FSD). A informação foi revelada pelo CEO Elon Musk em uma publicação no Twitter.

Os proprietários dos veículos, que pagaram pela assinatura do serviço, podem solicitar o acesso ao teste do programa. Contudo, a montadora pedirá a permissão para verificar os dados do histórico de direção do motorista.

“Se o comportamento ao dirigir for bom por sete dias, o acesso ao beta será concedido”, informou Musk. A versão beta 10.0.1 do FSD foi liberada para um grupo de proprietários neste fim de semana e deve chegar a mais pessoas a partir de 24 de setembro.

Atualmente, o Autopilot é o recurso padrão dos veículos Tesla.Atualmente, o Autopilot é o recurso padrão dos veículos Tesla.Fonte:  Tesla/Divulgação 

Do Autopilot ao FSD

Os veículos da Tesla saem da fábrica com um sistema de assistência chamado Autopilot. Usando câmeras e sensores, o recurso de direção semiautônoma permite que o motorista use o carro no modo piloto automático em estradas e cidades.

Enquanto isso, o FSD é um software adicional no valor de US$ 10 mil (cerca de R$ 53 mil). Segundo a montadora, a plataforma vai oferecer recursos completos de direção autônoma no futuro.

Atualmente em testes, o programa já possui funções que possibilitam que o carro estacione sozinho. Além disso, o sistema de direção ativa faz com que o veículo troque de faixa automaticamente em uma rodovia, conforme o trânsito ao redor.

Motoristas ainda encontram diversas falhas no FSD.Motoristas ainda encontram diversas falhas no FSD.Fonte:  Reuters/Reprodução 

Mais melhorias a caminho

A Tesla afirma que a nova versão beta do FDS automatiza a direção em estradas e ruas. Entretanto, o sistema ainda exige que o motorista preste atenção no percurso e mantenha as mãos no volante para assumir o controle a qualquer momento.

Conforme alguns relatos, o software ainda precisa evoluir bastante até chegar ao nível totalmente autônomo. Por exemplo, diversos condutores citam que tiveram que assumir a direção após curvas perdidas ou por falhas no reconhecimento de pedestres.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: A DIREÇÃO AUTONOMA JÁ É UMA REALIDADE REAL E IMINENTE

TECNOLOGIA: CONHEÇA AS TVs GIGANTES DA LG COM ATÉ 325 POLEGADAS

O lançamento da nova linha de TVs gigantes com tela de até 325 polegadas da LG é o destaque da coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira. São modelos com muita tecnologia e custam milhões de reais. São produtos fantásticos, mas para poucos. Leia o artigo completo a seguir e conheça os detalhes!

LG lança linha de TVs gigantes com tela de até 325 polegadas

1 min de leitura
Imagem de: LG lança linha de TVs gigantes com tela de até 325 polegadas
Imagem: LG/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

A LG apresentou nesta terça-feira (14) a sua nova linha de TVs gigantes voltada ao mercado de luxo. Um dos modelos anunciados tem 325 polegadas, tamanho anteriormente reservado aos clientes do segmento corporativo.

Intitulada Direct View LED Extreme Home Cinema (DVLED), a série de televisores gigantescos é composta por telas que têm a partir de 81 polegadas e podem ser personalizadas, trazendo uma experiência mais imersiva. Elas serão comercializadas nas resoluções 2K, 4K e 8K.

A TV de 325 polegadas é a principal da nova linha.A TV de 325 polegadas é a principal da nova linha.Fonte:  LG/Divulgação 

Segundo a marca sul-coreana, as TVs DVLED contam com milhões de diodos de LED para formar telas tão grandes. A configuração inicial parte de 2 milhões de LEDs, mas é possível chegar a até 33 milhões, oferecendo uma altíssima resolução para garantir a melhor qualidade de imagem no cinema em casa.

Os aparelhos serão vendidos apenas sob encomenda.Os aparelhos serão vendidos apenas sob encomenda.Fonte:  LG/Divulgação 

Os modelos têm proporção padrão de 16:9, mas a fabricante pode modificar para o formato 32:9 nas versões mais avançadas, caso o cliente queira. Nesta última opção, a visualização simultânea de múltiplos conteúdos é um dos atrativos.

Prepare o bolso

As novas TVs gigantescas trazem processador quad-core e rodam o sistema operacional webOS, oferecendo suporte a apps de streaming e funções inteligentes. Outro destaque é o controle remoto, que permite configurar modos de imagem, brilho e também gerenciar a exibição de conteúdos.

Com relação aos preços, a empresa não forneceu detalhes. Mas de acordo com o TechRadar, os modelos mais simples custam US$ 70 mil, o equivalente a R$ 366 mil em conversão direta, pela cotação do dia. Já a TV de 325 polegadas da LG pode custar US$ 1,7 milhão (R$ 8,9 milhões).

Há ainda os custos de transporte aéreo, em um case especial, e instalação das TVs DVLED LG, estimados pela publicação em cerca de US$ 30 mil (R$ 157 mil). Os serviços incluem garantia de cinco anos e duas manutenções anuais.

Continuar lendo TECNOLOGIA: CONHEÇA AS TVs GIGANTES DA LG COM ATÉ 325 POLEGADAS

TECNOLOGIA: SAIBA QUAIS OS SMARTPHONES QUE O WHATSAPP IRÁ PARAR DE FUNCIONAR

WhatsApp vai parar de funcionar em mais de 40 modelos de smartphones; veja lista

Foto: Sergei Konkov/TASS

O WhatsApp compartilhou nesta semana uma lista de smartphones que, em breve, deixarão de ter acesso ao aplicativo de mensagens. Isso porque os celulares estão obsoletos demais para receber as atualizações necessárias para que ele continue a funcionar normalmente.

A partir do dia 1º de novembro, por exemplo, smartphones com versões do Android mais antigas que a 4.1, que o iOS 10 (sistema operacional do iPhone e do iPad) e que o KaiOS 2.5.1 deixarão de integrar o grupo de dispositivos que possuem o app baixado.

Se o seu celular estiver na lista, a solução é utilizar outro serviço para mensagens ou trocar de aparelho. Agora, para facilitar o trabalho, o WhatsApp permite que o usuário faça o backup do app de um smartphone da Apple para um Xiaomi, por exemplo.

Confira a lista de smartphones que não terão mais o WhatsApp:

Apple: caso o iPhone não suporte mais atualização para o iOS 10 ou superior

Samsung: Galaxy Trend Lite, Galaxy Trend II, Galaxy S2, Galaxy S3 mini, Galaxy Xcover 2, Galaxy Core e Galaxy Ace 2

LG: LG Lucid 2, Optimus F7, Optimus F5, Optimus L3 II Dual, Optimus F5, Optimus L5, Optimus L5 II, Optimus L5 Dual, Optimus L3 II, Optimus L7, Optimus L7 II Dual, Optimus L7 II, Optimus F6, Enact, Optimus L4 II Dual, Optimus F3, Optimus L4 II, Optimus L2 II, Optimus Nitro HD and 4X HD, e Optimus F3Q

ZTE: ZTE Grand S Flex, ZTE V956, Grand X Quad V987 e Grand Memo

Huawei: Huawei Ascend G740, Ascend Mate, Ascend D Quad XL, Ascend D1 Quad XL, Ascend P1 S e Ascend D2

Sony: Sony Xperia Miro, Sony Xperia Neo L e Xperia Arc S

Outros: Alcatel One Touch Evo 7, Archos 53 Platinum, HTC Desire 500, Caterpillar Cat B15, Wiko Cink Five, Wiko Darknight, Lenovo A820, UMi X2, Faea F1 e THL W8.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo TECNOLOGIA: SAIBA QUAIS OS SMARTPHONES QUE O WHATSAPP IRÁ PARAR DE FUNCIONAR

TECNOLOGIA: A ACATE FEZ MAPEAMENTO DE PROFISSIONAIS DE TI E COMPETÊNCIAS MAIS DEMANDADAS PELO MERCADO DE TRABALHO

A nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira trás informações importantíssimas para quem trabalha na área de TI, já que é a área que mais cresce e se desenvolve no mundo e daqui por diante comandará todo tipo de atividade. O artigo a seguir esclarece, mostra e mapeia todas as áreas de TI que você pode se desenvolver e crescer como profissional. Por isso convido você a ler e ficar atualizado(a)!

Veja quais são as áreas de TI que têm mais chances de emprego

1 min de leitura
Imagem de: Veja quais são as áreas de TI que têm mais chances de emprego Imagem: Reprodução/Tim Gouw, Pexels

A Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) revelou um estudo que mapeou os profissionais de TI e as competências mais demandados pelo mercado de trabalho. De acordo com o projeto, só no estado de Santa Catarina, as companhias da base tecnológica abrirão 16,6 mil vagas até 2023, e mais da metade são para desenvolvedores de software, os também conhecidos como DEVs.

As funções mais procuradas são: desenvolvedores Full Stack (22,63%), Back-end (18,43%) e Front-end (12,48%); analista de serviço e suporte de TI acabou aparecendo em 4° lugar (7,42%). Confira a classificação completa no gráfico abaixo.

O estudo foi feito com 228 empreendedores do setor, em parceria com professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).O estudo foi feito com 228 empreendedores do setor, em parceria com professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).Fonte:  Reprodução/ACATE 

Na parte financeira, a instituição aponta que os salários ficam acima dos R$ 3 mil, sendo até 3 vezes maiores do que a média da indústria. “São postos que podem representar um ganho significativo para as famílias e auxiliar na retomada econômica no período pós-pandemia”, adicionou o presidente da ACATE, Iomani Engelmann.

Competências exigidas

A pesquisa também revelou as competências mais exigidas e diferenciadas que chamam a atenção na hora da seleção. Destacam-se os candidatos com conhecimentos em metodologias ágeis (27,84%), experiência profissional na área (25,28%), habilidade em execução de projetos (24,04%) e domínio de linguagens de programação (21,60%).

A pesquisa também identificou habilidades interpessoais valorizadas, conhecidas como soft skills. Resolver problemas (90,8%), trabalho em equipe (78%) e proatividade (68%) são alguns dos pontos que podem se tornar diferenciais na contratação.

Fonte:  Reprodução/ACATE 

E o inglês?

Cerca de 20% das empresas procuram o domínio de inglês, e companhias podem perder profissionais por conta dessa exigência. Silvia Petreca, recrutadora da startup LogComex, informa que é necessário estar atento à necessidade real da habilidade no cargo, pois as linguagens de programação são dominadas pelo idioma.

“Pedimos que o candidato entenda inglês no nível técnico, que é a capacidade de compreender as demandas e reportar para seu superior”, explicou a recrutadora. “Ter profissionais que falam inglês é do nosso interesse, então queremos prepará-los para continuar conosco nessa jornada”, ela explicou.

A profissional também ressalta que diversas empresas exigem o idioma, mas nem sempre estão dispostas a oferecer meios para o funcionário melhorar o domínio da língua estrangeira. A LogComex, por outro lado, oferece aulas opcionais aos funcionários em parceria com escolas de idiomas, sendo que o aluno precisa apenas comprar o material didático.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: A ACATE FEZ MAPEAMENTO DE PROFISSIONAIS DE TI E COMPETÊNCIAS MAIS DEMANDADAS PELO MERCADO DE TRABALHO

TECNOLOGIA: SISTEMA DE IRRIGAÇÃO CONVERSA COM PLANTAS PARA SABER QUANDO ELAS PRECISAM DE ÁGUA

A TECNOLOGIA no agronegócio não para de surpreender a cada dia que passa. A Irrigação por gotejamento responsivo ou DRI projetou um sistema de irrigação que instala tubos sob a terra preenchidos com depressões semelhantes a poros. Os microporos nos tubos, liberam um gotejamento de água ao detectar um produto químico liberado pelas plantas até detectar que as plantas se encheram. Ao ler o artigo completo a seguir você vai conhecer os detalhes desse sistema de irrigação que, literalmente, conversa com plantas para descobrir quando elas precisam de água.

Sistema de irrigação conversa com plantas para descobrir quando elas precisam de água – reduzindo o uso de água em 30-50%

Irrigação por gotejamento responsivo

Se as plantas pudessem falar, que novidades poderiam compartilhar! Felizmente para os agricultores, uma empresa agrícola ‘traduziu’ o sinal bioquímico relacionado a determinado comportamento das plantas, permitindo-lhes ‘ouvir’ os gritos das plantas por água quando estão com sede.

Tem a capacidade de reduzir o uso de água em qualquer sistema, de um gramado bem cuidado a uma fazenda rural de vegetais no Norte da África e, em comparação com a irrigação por gotejamento que se baseia em uma ideia semelhante, pode reduzir o uso de água em 30-50% , revolucionando a ciência e os métodos de irrigação em face do aquecimento do clima, das secas mais prolongadas e da escassez de água.

A Irrigação por gotejamento responsivo (DRI) projetou um sistema de irrigação que instala tubos sob a terra preenchidos com depressões semelhantes a poros. À medida que as plantas começam a ficar com sede, elas produzem um certo produto químico em suas raízes. Os microporos nos tubos, por sua vez, detectam esse produto químico e liberam um gotejamento de água que continuará até detectar que as plantas se encheram.

Nos Emirados Árabes Unidos, perto de Abu Dhabi , os agricultores estão cultivando vegetais no deserto, e a DRI venceu o início do ano de 2019 no Fórum Global para Inovações na Agricultura, enquanto no Paquistão, perto da área seca em torno de Islamabad, vegetais como tomate e bok choy foi cultivado 81% mais rápido e duas vezes maior, respectivamente, do que com a irrigação por gotejamento regular.

Na verdade, a DRI está estabelecida em 14 países, desde a zona rural do Zimbábue até gramados em Utah e Los Angeles nos Estados Unidos

O maior obstáculo que impede a RDI de mudar a indústria é que os métodos existentes de irrigação já estão estabelecidos e pagos. Convencer os agricultores a fazer a troca pode ser difícil, especialmente em certas áreas, como a Califórnia, onde os sistemas de irrigação não só existem há décadas, mas conectam várias fazendas e pomares como uma teia de aranha.

No entanto, “sempre que houver um problema com escassez de água e segurança alimentar, queremos estar lá”, disse Jan Gould, fundador da Responsive Drip Irrigation, à Fast Company.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: SISTEMA DE IRRIGAÇÃO CONVERSA COM PLANTAS PARA SABER QUANDO ELAS PRECISAM DE ÁGUA

TECNOLOGIA: TESLA BOT É O ROBÔ HUMANOIDE FEITO PARA TAREFAS MANUAIS

O mega empresário Elon Musk acaba de dar mais uma grande cartada no desenvolvimento da Inteligência Artificial. A Tesla anunciou o Tesla Bot, um robô capaz de realizar tarefas cotidianas no lugar de humanos. Você precisa ler o artigo completo a seguir e saber tudo sobre essa incrível evolução tecnológica!

Tesla anuncia o Tesla Bot, um robô humanoide para tarefas manuais

1 min de leitura
Imagem de: Tesla anuncia o Tesla Bot, um robô humanoide para tarefas manuaisImagem: Tesla

A montadora Tesla apresentou nesta quinta-feira (19), durante um evento sobre Inteligência Artificial, o projeto de construir um robô humanoide capaz de realizar tarefas cotidianas no lugar de humanos. Trata-se do Tesla Bot, uma espécie de assistente pessoal para ser usado em fábricas, escritórios ou residências.

Apresentado por Elon Musk, o androide foi revelado somente com especificações técnicas e uma renderização, que não corresponde ao visual final, de acordo com a Tesla.

Algumas das características do robô Algumas das características do robô “amigável”.Fonte:  Electrek 

Ele terá câmeras e um “computador de bordo” baseados no sistema de piloto automático da própria Tesla para navegação autônoma, além de um conjunto de câmeras e sensores que alimentam uma rede neural sempre em desenvolvimento.

Segundo o CEO da Tesla, Elon Musk, a ideia é que o Tesla Bot faça “tarefas chatas, repetitivas ou perigosas”, como trabalhos de esforço manual repetitivo ou ir às compras na mercearia próxima. Ainda não há nenhuma previsão de lançamento ou mesmo exibição prática do projeto.

Até mesmo os pés do robô possuem resposta háptica ao movimento no solo.Até mesmo os pés do robô têm resposta háptica ao movimento no solo.Fonte:  Electrek 

O modelo revelado tem 1,72 m de altura e pesa 55 kg, sendo capaz de carregar um terço do próprio peso. No rosto, uma tela embutida exibe informações que facilitam a configuração por humanos.

E os riscos da IA?

Durante uma sessão de perguntas e respostas após o anúncio, Musk foi questionado sobre os eventuais perigos de construir um robô humanoide aparentemente bastante inteligente — o próprio executivo já deu diversas declarações sobre os riscos da Inteligência Artificial e um possível domínio da humanidade por máquinas.

O CEO reforça essas preocupações, mas também avisou que o Tesla Bot é um robô bastante limitado fisicamente, sendo facilmente superado por humanos em qualquer capacidade.  “O que estamos tentando fazer aqui na Tesla é criar uma IA útil, que as pessoas amem e que seja inequivocamente boa”, concluiu Musk.

Quanto ao lançamento, a Tesla estima que um protótipo do robô deve ser apresentado no ano que vem.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: TESLA BOT É O ROBÔ HUMANOIDE FEITO PARA TAREFAS MANUAIS

TECNOLOGIA: UMA MANEIRA PESSOAL E PORTÁTIL DE SE LEMBRAR DE UM ENTE QUERIDO, PEDRAS ORNAMENTAIS

A TECNOLOGIA está ajudando as pessoas a encontrarem formas mais leves, amenas e decorativas de se eternizar os seus entes queridos a partir de suas cinzas. A Parting Stone é uma startup que busca dar às pessoas uma maneira pessoal e portátil de se lembrar de alguém que perderam, com as cinzas de uma pessoa capazes de produzir uma coleção de pedras. Então te convido a ler o artigo completo a seguir e conhecer essa nova técnica de transformação de cinzas em seixos rolados decorativos!

Empresa transforma as cinzas de quem você ama em pedras elegantes

Parting Stone 

Uma pedra lisa, queimada em um forno com as cinzas de um falecido, é a última maneira que os americanos podem escolher para carregar a memória de um ente querido.

Parting Stone é uma startup que busca dar às pessoas uma maneira pessoal e portátil de se lembrar de alguém que perderam, com as cinzas de uma pessoa capazes de produzir uma coleção de pedras.

Como  GNN  relatou antes, os americanos como um todo não têm a melhor relação com a morte. Enquanto o custo dos enterros de caixões tradicionais está atingindo níveis insustentáveis, um mar de novas empresas está surgindo para ajudar as pessoas a encontrar soluções melhores e mais baratas.

Alguns se inclinaram para o movimento funerário verde, com caixões de compostagem feitos de cogumelos , ou conservação da floresta financiada espalhando cinzas na base de uma árvore. Outros mudaram para a fabricação de cinzas personalizada, como prensar um ente querido em um disco de vinil , uma bela escultura de vidro ou até mesmo um diamante artificial.

Parting Stone é uma mistura dos dois, poupando solos dos níveis de pH próximos da amônia encontrados nas cinzas humanas, enquanto também permite que as pessoas carreguem discretamente uma pequena memória dos que partiram com eles.

Um presente de despedida

Parting Stone 

“É uma tela para a experiência, não a experiência em si”, explica o fundador Justin Crowe para a  Fast Company. 

As cinzas são moídas em um pó realmente fino e misturadas com água para criar uma base semelhante a argila. Isso é colocado em um forno e queimado na pedra que é então polida. Sem saber exatamente por que, as pedras tendem a variar na cor, o que Crowe supõe que pode ser devido a diferenças fisiológicas entre os mortos, como composição da dieta ou medicamentos.

Independentemente disso, eles podem ter uma aparência branca, marrom, levemente cinza-azulada ou verde, lilás ou com uma variedade de padrões pontilhados. Pesando entre 4 e 8 libras, uma família geralmente consegue algo entre 40 e 60 pedras ao custo de US $ 675 para um humano e US $ 300 para um animal de estimação.

Crowe explica que teve a ideia depois de perder seu avô em 2014 e queria uma experiência melhor com seus restos mortais, que pareciam destituídos de ânimo, mesmo em uma urna decorativa.

Claro, como Crowe aponta, as cinzas geralmente vêm em um saco plástico antes de uma urna ser escolhida. “Não aceitamos essa experiência em nenhuma outra parte da vida moderna. Por que estamos aceitando isso pelas pessoas que amamos? ” ele disse.

Ele se lembra de como as pessoas se sentiram em torno das pedras em uma conferência de negócios, quando mais de 200 pessoas pediram para realizá-las. Coletar pedras pequenas, bonitas ou fascinantes é algo que muitos de nós fazemos, especialmente em lugares naturais como uma cachoeira ou em um deserto onde ocorrem processos geológicos interessantes.

Segurar uma pedra lisa que caiba bem na palma da mão, sabendo que contém um pedaço de algo que você ama, fala com esse desejo primordial.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: UMA MANEIRA PESSOAL E PORTÁTIL DE SE LEMBRAR DE UM ENTE QUERIDO, PEDRAS ORNAMENTAIS

TECNOLOGIA: AS BEBIDAS EM CÁPSULA E A TECNOLOGIA POR TRÁS DESSA NOVA MANEIRA DE TOMAR CAFÉ

Na nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira conheça tudo que está por trás dessa nova onda das bebidas em cápsulas e saiba qual a tecnologia utilizada. Leia o artigo completo a seguir e fique atualizado(a).

Conheça a tecnologia por trás das bebidas em cápsula

4 min de leitura
Imagem de: Conheça a tecnologia por trás das bebidas em cápsulaImagem: Dolce Gusto

A tecnologia avança todos os dias — isso é fato. Mas é incrível quando vemos tanta inovação chegando ao nosso lar e à nossa rotina. O café, por exemplo, faz parte do dia a dia de grande parte da população, e as máquinas disponíveis hoje são cada vez mais surpreendentes. Pensando nisso, o TecMundo vai contar um pouco como chegamos até aqui e explicar as bebidas em cápsula, que estão cada vez mais populares.

Como saímos do café solúvel para as bebidas em cápsula?

O café solúvel surgiu em 1937, criado pelo químico Max Morgenthaler, da Nestlé. A ideia inicial era solucionar um excedente de café no Brasil, mas essa invenção manteve características bastante parecidas às do café coado. Então, 1 ano e alguns aprimoramentos depois, tudo estava pronto, e a marca lançou o Nescafé na Suíça.

Qual foi o resultado? Sucesso imediato. A ideia de um café fácil de fazer, prático e saboroso ganhou o coração dos europeus e chegou aos Estados Unidos, o que fez, inclusive, que os soldados norte-americanos utilizassem muito café solúvel durante a Segunda Guerra Mundial, a fim de ter energia de forma prática.

É claro que houve muitos avanços de lá para cá, até chegar ao que encontramos nas prateleiras dos mercados hoje. Porém, mais do que isso, avançamos muito em tecnologia e pulamos do simples café solúvel para algo realmente incrível: as bebidas em cápsula.

Se já era surpreendente ter um café prontinho com uma xícara de água quente e um pó solúvel, chegamos à maravilha da inovação que nos permite tomar bebidas dignas de cafeteria em alguns minutos. É isso que as máquinas de cápsulas entregam hoje. Embora inicialmente fossem itens de luxo, elas se popularizaram e agora fazem parte não só de ambientes corporativos, mas também de muitos lares.

E sabe o que é ainda mais instigante? Foi a própria Nestlé que registrou e patenteou a primeira máquina de café em cápsula, em 1986. Isso mesmo, não é um lançamento recente, e sim um produto que vem sendo aprimorado há uns bons anos.

Qual é a tecnologia por trás das bebidas em cápsula?

Você pode estar se perguntando: mas o que há de tão tecnológico nas bebidas em cápsula? Embora tenham surgido apenas como uma forma de “imitar” a dinâmica de uma máquina de café expresso com um preparo mais simples, muitos mecanismos levam a bebida da cápsula até a xícara (ou copo, por que não?).

Para explicar melhor, o processo funciona da seguinte forma: tudo precisa de água para funcionar. Primeiro, uma bomba faz que a água colocada no reservatório se movimente na máquina. A cafeteira regula até mesmo qual é a quantidade correta para o tamanho da bebida. Depois, o líquido passa por um bloco térmico (a caldeira) que o aquece até 90 °C antes que chegue à etapa final do processo. E o líquido sai com alta pressão, para deixar a bebida bem cremosa.

Passado por esses dois processos, chegamos a quem abre a cápsula inserida na máquina. Isso é feito por uma agulha, que pode variar de acordo com a marca, mas que sempre tem a mesma função: furar o alumínio que protege o pó dentro da cápsula, permitindo que a água quente e com alta pressão passe por ali para que o café (ou outra bebida) comece a cair na xícara.

capsula caféA máquina reage ao tipo de bebida para definir o melhor preparo. Crédito de imagem: Dolce Gusto

Dá para notar que as máquinas são bem inteligentes, não é? Elas regulam tudo de forma automática, identificando a cápsula e o tipo de bebida, a fim de definir o melhor preparo de acordo com a quantidade e a pressão da água. Tudo para garantir que a degustação seja de uma bebida com alta qualidade.

E é sempre bom lembrar que essas máquinas vão muito além do café. A Dolce Gusto, por exemplo, oferece chás, lattes e chocolates, tendo diversos sabores para tornar o dia a dia bastante funcional.

Quais são as vantagens das bebidas em cápsula?

Uma das principais (e saborosas) vantagens das bebidas em cápsula é o fato de poder desfrutar de uma alta qualidade na hora de tomar um café, chá ou achocolatado. As máquinas são muito práticas, fáceis de usar, de limpar e até transportar, então por que não levar essa queridinha em uma viagem ou para o escritório?

E é claro que o design também é um ponto forte. Cada vez mais, as máquinas de bebidas em cápsula têm se tornado um objeto de decoração, e os “cantinhos do café” estão presentes em muitos locais. Além disso, a grande variedade de bebidas e sabores é incrível. É possível receber amigos e família para um café da tarde e agradar a todos os gostos. Dá para aproveitar e apreciar a companhia também, mas sem enjoar do cafezinho básico matinal.

Como vimos, a Nestlé é pioneira nesse segmento, então nada melhor do que ter uma máquina desenvolvida para proporcionar a melhor experiência diariamente. Todas essas vantagens (e outras) você tem na Dolce Gusto, junto ao bônus de desfrutar de bebidas exclusivas, como o lançamento Chococino Alpino. Uma verdadeira delícia!

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: AS BEBIDAS EM CÁPSULA E A TECNOLOGIA POR TRÁS DESSA NOVA MANEIRA DE TOMAR CAFÉ

TECNOLOGIA: DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA TERÁ MONITORAMENTO DE IA DA MICROSOFT

Um monitoramento feito através de IA criada pela Microsoft para prevenir desmatamento na Amazônia é o destaque desta edição da coluna TECNOLOGIA. Uma nova plataforma de Inteligência Artificial (IA) foi lançada nesta quarta-feira (4) para facilitar as ações de prevenção e combate ao desmatamento na floresta amazônica. Leia o artigo completo a seguir e conheça os detalhes desta descoberta tecnológica.

Microsoft anuncia IA que ajuda a prevenir desmatamento na Amazônia

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft anuncia IA que ajuda a prevenir desmatamento na AmazôniaImagem: Microsoft/Reprodução

Uma nova plataforma de Inteligência Artificial (IA) foi lançada nesta quarta-feira (4) para facilitar as ações de prevenção e combate ao desmatamento na floresta amazônica. A ferramenta PrevisIA, desenvolvida pela Microsoft, pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e pelo Fundo Vale, antecipa informações de regiões suscetíveis a desmatamento e incêndios.

O algoritmo analisa dados de topografia, cobertura do solo e estradas legais e ilegais em imagens de satélite, para encontrar riscos de derrubada de árvores ou queimadas e informar órgãos públicos para realizarem ações de prevenção e de combate. Os alertas gerados pela plataforma também são abertos ao público em um painel de controle da iniciativa.

Os recursos de nuvem do Microsoft Azure e o algoritmo de IA da Imazon para detectar estradas ajudou a melhorar o modelo de risco de desmatamento para identificar territórios mais ameaçados pelo desmatamento na Amazônia, como Terras Indígenas e Unidades de Conservação.

Amazônia sob risco

Parque do Xingu, no Pará, é uma das áreas com maior vulnerabilidade ao desmatamento até março de 2022, segundo Inteligência Artificial. (Fonte: PrevisIA/Reprodução)Parque do Xingu, no Pará, é uma das áreas com maior vulnerabilidade ao desmatamento até março de 2022, segundo Inteligência Artificial. (Fonte: PrevisIA/Reprodução)Fonte:  PrevisIA/Reprodução 

O mapa de risco oferecido pela plataforma PrevisIA aponta que 9.635 km2 da floresta amazônica estarão vulneráveis ao desmatamento ou a incêndios em março de 2022. A área representa 29% de toda a Amazônia Legal e abrange municípios, unidades de conservação e terras indígenas, além de comunidades quilombolas e assentamentos rurais.

São Félix do Xingu (Pará), fronteira do garimpo ilegal e da pecuária de corte, é o município com o maior risco identificado pela plataforma, seguido de Colniza (Mato Grosso), Lábrea (Amazonas) e Porto Velho, capital de Rondônia.

Entre as Unidades de Conservação com maior vulnerabilidade, estão o Parque Nacional dos Campos Amazônicos (entre o Amazonas e Rondônia), a Área de Proteção Ambiental do Tapajós e Floresta Nacional do Amana (ambos no Pará).

De acordo com a PrevisIA, os territórios ocupados pelos povos Yanomami, Apyterewa, Karipuna, além dos parques do Xingu e do Araguaia, que abrigam diversas etnias, estão entre os mais ameaçados pela destruição ambiental.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA TERÁ MONITORAMENTO DE IA DA MICROSOFT

TECNOLOGIA: O CABO USB-C É A NOVA VEDETE TECNOLÓGICA DE 2021

O destaque desta quinta-feira, aqui na nossa coluna TECNOLOGIA é o cabo USB tipo C, cujo artigo a seguir vai lhe mostrar todas as vantagens de se possuir um cabo como esse, que é um padrão de conector para transmissão de dados e energia em um único cabo. Leia o artigo completo a seguir e conheça todas as vantagens dessa maravilha da conexão!

Entenda as vantagens de ter um cabo USB tipo C em 2021

3 min de leitura
Imagem de: Entenda as vantagens de ter um cabo USB tipo C em 2021Imagem: Pexels/Reprodução

Os modelos de cabos e portas USB tipo C estão presentes em diversos computadores e dispositivos móveis modernos. Essa é uma tecnologia que oferece diversas vantagens para o dia a dia dos usuários.

A seguir, conheça mais sobre o formato e as possibilidades que proporciona. Tal como, entenda os motivos pelos quais ele se tornará um conector cada vez mais comum nos produtos.

Cabos e portas USB-C estão presentes em muitos dispositivos modernosCabos e portas USB-C estão presentes em muitos dispositivos modernos.Fonte:  IT Pro/Reprodução 

O que é USB-C?

O USB-C é um padrão de conector para transmissão de dados e energia em um único cabo. O modelo foi desenvolvido pelo USB Implement Forum, grupo formado por mais de 400 empresas que aperfeiçoou, certificou e guiou a tecnologia ao longo dos anos.

Isso possibilitou que o formato fosse adotado por importantes marcas de computadores, dispositivos móveis e outros gadgets. Ele já é o padrão de conexão de smartphones e outros acessórios modernos.

Embora tenha um visual semelhante ao antigo micro USB, o USB-C tem várias aplicações importantes para a rotina dos usuários. Conheça algumas:

O design simétrico é um dos diferenciais do USB-CO design simétrico é um dos diferenciais do USB-C.Fonte:  Pexels/Reprodução 

Conector simétrico e simplificado

O design oval e achatado é uma das vantagens do USB tipo C. O cabo não tem uma orientação para cima ou para baixo, possibilitando que ele esteja sempre em uma posição correta para a conexão.

Além disso, ele é um modelo reversível. Se o cabo tiver o mesmo formato de conector em ambas as extremidades, o usuário não precisa pensar muito para descobrir qual é a ponta que se conecta com determinada porta.

Os conectores USB tipo C possuem longa vida útilOs conectores USB tipo C têm longa vida útil.Fonte:  Muy Computer/Reprodução 

Grande durabilidade

Estudos revelaram que os cabos USB-C têm uma grande durabilidade. Esses modelos foram desenvolvidos para suportar até 10 mil ciclos de conexão, o que é seis vezes mais durável do que qualquer USB tipo A.

O formato simétrico também reduz os danos causados pelo uso constante dos conectores. Esse é mais um segredo para o modelo ser um acessório com extensa vida útil.

Pen-drives USB-C se destacam pela alta taxa de transferência.Pen-drives USB-C se destacam pela alta taxa de transferência.Fonte:  Kingston/Divulgação 

Alta taxa de transferência de dados

O USB-C tem a maior velocidade de transferência de dados em comparação aos antecessores. Entretanto, isso pode variar conforme a tecnologia padrão USB suportada pelo cabo.

Por exemplo, os modelos USB 3.0 registram taxas de transferência de até 5 Gbps. Enquanto isso, o USB 3.2 de 2ª geração suporta até 20 Gbps de transferência e o padrão USB 4 atinge até 40 Gbps.

Esses detalhes são extremamente importantes na hora de adquirir um cabo USB tipo C. Também é recomendado observar se os dispositivos são compatíveis com os padrões encontrados nos acessórios.

Os cabos USB-C trazem suporte a carregamento rápido.Os cabos USB-C trazem suporte a carregamento rápido.Fonte:  Stanley Ng/Pexels 

Suporte a carregamento rápido

Outro recurso dos cabos USB-C é o suporte a tecnologia Power Delivery Charging (PD Charging). Essa é uma tecnologia que oferece carregamento rápido para alguns dispositivos com sistema operacional Android ou iOS.

O poder pode ser medido em uma breve comparação. Os antigos modelos USB 2.0 podem carregar um celular com 2,5 watts de potência, enquanto o USB-C pode fornecer até 100 watts de potência.

Assim, o PD Charging promove energia suficiente para alimentar um notebook. Para mais, os cabos que têm o mesmo conector nas duas pontas são bidirecionais, o que permite que o dispositivo envie e receba energia conforme a preferência do usuário.

O formato USB tipo C possibilita diversas conexões.O formato USB tipo C possibilita diversas conexões.Fonte:  Pexels/Reprodução 

Facilidade de conexões

Além da transmissão de dados e energia, o USB tipo C facilita a conexão entre dispositivos. Por exemplo, esse formato pode conectar um desktop a um monitor externo — dispensando o uso do cabo HDMI.

O modelo também transfere dados entre um notebook e um HD externo que estejam conectados a um mesmo monitor. Mais um exemplo de como um único cabo possibilita realizar várias tarefas e otimizar o tempo.

Há testes em andamento para fornecer um novo padrão de áudio usando o USB-C. Assim, o formato é um potencial substituto do tradicional conector P2.

O USB-C deve se tornar um padrão universal de conexão.O USB-C deve se tornar um padrão universal de conexão.Fonte:  Review Geek/Reprodução 

Futuro conector universal

Com essa quantidade de vantagens, o USB-C deve se tornar um conector universal muito em breve. Várias companhias de tecnologia já estudam adotar esse modelo de conector como padrão para os futuros lançamentos.

Fabricantes de computadores e dispositivos móveis continuam incorporando portas USB-C na maioria dos principais produtos. Fato que mostra a grande força que o modelo de conexão tem na indústria.

Está convencido das vantagens de ter um cabo USB tipo C em 2021? Conte sua experiência com o formato nos comentários!

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: O CABO USB-C É A NOVA VEDETE TECNOLÓGICA DE 2021

TECNOLOGIA: A NEUROPROTESE DE FALA PERMITE AO HOMEM COM PARALISIA SE COMUNICAR ATRAVÉS DAS ONDAS CEREBRAIS

Uma nova TECNOLOGIA está permitindo cientistas da UC San Francisco a um homem com paralisia severa se comunicar em sentenças – traduzindo sinais de seu cérebro para o trato vocal diretamente em palavras que aparecem como texto em uma tela. É o que eles chamam de “neuroprótese de fala”. Em breve essa TECNOLOGIA permitirá que pessoas acometidas pela síndrome ELA se comunicarem através do pensamento. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer essa fantástica descoberta!

As ondas cerebrais do homem paralisado transformam-se em sentenças no computador, cientistas ‘emocionados’ além das palavras

 

Pesquisadores da UC San Francisco desenvolveram com sucesso uma “neuroprótese de fala” que permitiu a um homem com paralisia severa se comunicar em sentenças – traduzindo sinais de seu cérebro para o trato vocal diretamente em palavras que aparecem como texto em uma tela.

A conquista se baseia em mais de uma década de esforços do neurocirurgião da UCSF, Edward Chang, para desenvolver uma tecnologia que permite que pessoas com paralisia se comuniquem, mesmo que não consigam falar por conta própria.

“Até onde sabemos, esta é a primeira demonstração bem-sucedida de decodificação direta de palavras completas a partir da atividade cerebral de alguém que está paralisado e não pode falar”, disse Chang, que é o autor sênior do estudo. “Ele mostra uma forte promessa de restaurar a comunicação, aproveitando o mecanismo natural da fala do cérebro.”

Todos os anos, milhares de pessoas perdem a capacidade de falar devido a um acidente vascular cerebral, acidente ou doença. Com mais desenvolvimento, a abordagem descrita neste estudo pode um dia permitir que essas pessoas se comuniquem plenamente.

Traduzindo sinais cerebrais em fala

Anteriormente, o trabalho no campo da neuroprostética da comunicação se concentrava em restaurar a comunicação por meio de abordagens baseadas na ortografia para digitar as letras uma a uma no texto.

O estudo de Chang difere desses esforços de uma maneira crítica: sua equipe está traduzindo sinais destinados a controlar os músculos do sistema vocal para falar palavras, em vez de sinais para mover o braço ou a mão para permitir a digitação.

Chang disse que essa abordagem explora os aspectos naturais e fluidos da fala e promete uma comunicação mais rápida e orgânica.

“Com a fala, normalmente comunicamos informações em uma taxa muito alta, até 150 ou 200 palavras por minuto”, disse ele, observando que as abordagens baseadas na ortografia usando digitar, escrever e controlar um cursor são consideravelmente mais lentas e trabalhosas. “Ir direto às palavras, como estamos fazendo aqui, tem grandes vantagens porque está mais próximo de como normalmente falamos.”

Na última década, o progresso de Chang em direção a esse objetivo foi facilitado por pacientes do Centro de Epilepsia da UCSF que estavam se submetendo a uma neurocirurgia para identificar as origens de seus ataques usando matrizes de eletrodos colocados na superfície de seus cérebros.

Esses pacientes, todos com fala normal, se ofereceram para ter suas gravações cerebrais analisadas para atividades relacionadas à fala. O sucesso inicial com esses pacientes voluntários pavimentou o caminho para o teste atual em pessoas com paralisia.

Anteriormente, Chang e colegas do UCSF Weill Institute for Neurosciences mapearam os padrões de atividade cortical associados aos movimentos do trato vocal que produzem cada consoante e vogal.

Para traduzir essas descobertas em reconhecimento de fala de palavras completas, David Moses, PhD, um engenheiro de pós-doutorado no laboratório de Chang, desenvolveu novos métodos para decodificação em tempo real desses padrões e modelos estatísticos de linguagem para melhorar a precisão.

Mas o sucesso deles em decodificar a fala em participantes que conseguiam falar não garantia que a tecnologia funcionaria em uma pessoa cujo trato vocal está paralisado. “Nossos modelos precisavam aprender o mapeamento entre padrões complexos de atividade cerebral e a fala pretendida”, disse Moses. “Isso representa um grande desafio quando o participante não consegue falar.”

Além disso, a equipe não sabia se os sinais cerebrais que controlam o trato vocal ainda estariam intactos para pessoas que não são capazes de mover seus músculos vocais há muitos anos. “A melhor maneira de descobrir se isso funcionaria era experimentando”, disse Moses.

As primeiras 50 palavras

Para investigar o potencial dessa tecnologia em pacientes com paralisia, Chang fez parceria com o colega Karunesh Ganguly, professor associado de neurologia, para lançar um estudo conhecido como “BRAVO” (Restauração da Interface Cérebro-Computador de Braço e Voz).

O primeiro participante do estudo é um homem de quase 30 anos que sofreu um derrame cerebral devastador há mais de 15 anos, que danificou gravemente a conexão entre seu cérebro e seu trato vocal e membros.

Desde a lesão, ele teve movimentos extremamente limitados da cabeça, pescoço e membros e se comunica usando um ponteiro preso a um boné de beisebol para inserir letras em uma tela.

O participante, que pediu para ser referido como BRAVO1, trabalhou com os pesquisadores para criar um vocabulário de 50 palavras que a equipe de Chang pudesse reconhecer a partir da atividade cerebral usando algoritmos avançados de computador. O vocabulário – que inclui palavras como “água”, “família” e “bom” – foi suficiente para criar centenas de frases expressando conceitos aplicáveis ​​à vida diária do BRAVO1.

Para o estudo, Chang implantou cirurgicamente um conjunto de eletrodos de alta densidade sobre o córtex motor da fala do BRAVO1. Após a recuperação total do participante, sua equipe registrou 22 horas de atividade neural nesta região do cérebro ao longo de 48 sessões e vários meses. Em cada sessão, BRAVO1 tentou dizer cada uma das 50 palavras do vocabulário muitas vezes enquanto os eletrodos gravavam sinais cerebrais de seu córtex da fala.

Tradução da tentativa de fala em texto

Para traduzir os padrões de atividade neural gravada em palavras pretendidas específicas, os outros dois autores principais do estudo usaram modelos de rede neural personalizados, que são formas de inteligência artificial. Quando o participante tentava falar, essas redes distinguiam padrões sutis na atividade cerebral para detectar tentativas de fala e identificar quais palavras ele estava tentando dizer.

Para testar a abordagem, a equipe primeiro apresentou o BRAVO1 com frases curtas construídas a partir de 50 palavras do vocabulário e pediu-lhe que tentasse repeti-las várias vezes. Enquanto ele fazia suas tentativas, as palavras foram decodificadas de sua atividade cerebral, uma a uma, em uma tela.

Em seguida, a equipe passou a fazer perguntas como “Como você está hoje?” e “Quer um pouco de água?” Como antes, a tentativa de discurso de BRAVO1 apareceu na tela. “Estou muito bem” e “Não, não estou com sede”.

A equipe descobriu que o sistema era capaz de decodificar palavras da atividade cerebral a uma taxa de até 18 palavras por minuto com precisão de até 93% (mediana de 75%).

Contribuindo para o sucesso estava um modelo de linguagem que Moses aplicou que implementou uma função de “autocorreção”, semelhante ao que é usado por mensagens de texto de consumidor e software de reconhecimento de voz.

Moses caracterizou os primeiros resultados do teste – que aparecem no New England Journal of Medicine – como uma prova de princípio. “Ficamos emocionados ao ver a decodificação precisa de uma variedade de frases significativas”, disse ele. “Mostramos que é realmente possível facilitar a comunicação desta forma e que há potencial para uso em ambientes de conversação.”

Olhando para o futuro, Chang e Moses disseram que vão expandir o estudo para incluir mais participantes afetados por paralisia severa e déficits de comunicação. A equipe está trabalhando atualmente para aumentar o número de palavras no vocabulário disponível, bem como melhorar a velocidade da fala.

Ambos disseram que, embora o estudo tenha enfocado um único participante e um vocabulário limitado, essas limitações não diminuem a realização. “Este é um marco tecnológico importante para uma pessoa que não consegue se comunicar naturalmente”, disse Moses, “e demonstra o potencial dessa abordagem para dar voz a pessoas com paralisia severa e perda de fala”.

ASSISTA o vídeo sobre esta pesquisa abaixo.)

Fonte: Universidade da Califórnia em São Francisco

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: A NEUROPROTESE DE FALA PERMITE AO HOMEM COM PARALISIA SE COMUNICAR ATRAVÉS DAS ONDAS CEREBRAIS

TECNOLOGIA: UM ROBÔ QUE SALVA VIDAS POR RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR

Um robô que faz ressuscitação cardiopulmonar no lugar dos paramédicos é o destaque da nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta quinta-feira. Leia o artigo completo a seguir e conheça essa nova TECNOLOGIA desenvolvida no Reino Unido, que logo estará se juntando a equipes de primeiros socorros no sul da Inglaterra.

Paramédicos no Reino Unido têm um novo colega de equipe – um robô que faz a ressuscitação cardiopulmonar para eles

Normalmente limitado a ouvir todos os seus pedidos de música para tocar em sua sala de estar ou montar coisas em uma fábrica, um robô paramédico que pode realizar RCP logo estará se juntando a equipes de primeiros socorros no sul da Inglaterra.

Pela primeira vez, foi feito um autômato que pode realizar a compressão torácica que salva vidas – uma parte vital para manter o fluxo de oxigênio pelo corpo durante uma parada cardíaca.

Chamado de LUCAS-3, sua realização de RCP libera as mãos dos paramédicos para outras tarefas, que podem ser essenciais para garantir a sobrevida do paciente.

O South Central Ambulance Service (SCAS) será o primeiro a receber o robô, que custa £ 12.000 ($ 17.000), para a manutenção de Hampshire, Berkshire, Buckinghamshire e Oxfordshire. A SCAS Charity financiou a compra de 28 com a finalidade de equipar suas ambulâncias.

Um porta-voz do SCAS disse : “Assim que os paramédicos chegarem e começarem a RCP ou assumirem o lugar de observadores que possam ter iniciado, a transição das compressões manuais para o LUCAS pode ser concluída em sete segundos, garantindo a continuidade das compressões”.

O LUCAS funciona através da conectividade Bluetooth e realiza a RCP de acordo com vários dados, como tempo entre as compressões, força das compressões ou de acordo com as orientações de instituições médicas.

O Dr. John Black, diretor médico da SCAS, disse: “Sabemos que aplicar compressões torácicas ininterruptas e de alta qualidade em uma parada cardíaca é um dos principais determinantes da sobrevida até a alta hospitalar, mas pode ser muito desafiador por uma série de razões”.

“As pessoas podem ficar cansadas ao realizar a RCP manualmente, o que afeta a taxa e a qualidade das compressões, e os pacientes podem precisar ser movidos de locais difíceis, como descer um lance estreito de escadas ou locais remotos que impedem o processo.”

O grande dia de LUCAS finalmente chegou, mas o tempo que leva para um aluno terminar a faculdade de medicina antes de estar pronto para o salto para a ação ao vivo – a iteração atual é baseada em um modelo que foi testado pela primeira vez pela Universidade de Warwick em 2014.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: UM ROBÔ QUE SALVA VIDAS POR RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR

TECNOLOGIA: O REACT É UM DISPOSITIVO QUE PODE INTERROMPER INSTANTANEAMENTE O SANGRAMENTO CAUSADO POR FERIMENTO DE FACA

Um dispositivo conhecido como tamponamento rápido acionado por emergência, ou REACT é o destaque desta edição da coluna TECNOLOGIA. Um estudante universitário do Reino Unido inventou um dispositivo que pode ajudar os socorristas a selar melhor os ferimentos de crimes violentos com faca. Leia o artigo completo a seguir e conheça é incrível descoberta tecnológica!

O aluno constrói um dispositivo que salva vidas que pode interromper instantaneamente o sangramento causado por facadas

Um estudante universitário do Reino Unido está fazendo sua parte para ‘parar o sangramento’ de crimes violentos com faca, inventando um dispositivo que pode ajudar os socorristas a selar melhor os ferimentos.

Dependendo do local, a vítima de um esfaqueamento não tem muito tempo sem os primeiros socorros adequados para impedir a perda de sangue, mas se a nova invenção de Joseph Bentley estiver em cena, isso pode reduzir significativamente essa possibilidade.

O dispositivo é conhecido como tamponamento rápido acionado por emergência, ou REACT, e empresta a função, há muito utilizada, mas dificilmente perfeita, da gaze para aplicar pressão no local da ferida para impedir a perda de sangue. Uma vez que os coágulos sanguíneos parem o sangramento, a remoção ou distúrbio da gaze pode reabrir tanto a ferida quanto o problema.

Em contraste, REACT infla uma manga em forma de balão de silicone conhecida como tamponamento, que aplica pressão semelhante e permite que o sangue coagule. Uma vez que o balão precisa ser removido, ele é esvaziado lenta e suavemente, permitindo que os coágulos permaneçam intactos.

Os primeiros respondentes inseririam a luva em uma ferida aberta e usariam o dispositivo atuador, que se parece um pouco com uma furadeira manual movida a bateria, para primeiro selecionar em qual parte do corpo a ferida está localizada e, em seguida, inflar o tamponamento por meio de um válvula exatamente nas proporções corretas para o local.

Universidade de Loughborough 

“Eu conheço vários amigos que foram as infelizes vítimas de crimes com faca, felizmente nenhum dos incidentes foi fatal”, explicou Joseph à imprensa da Universidade de Loughborough.

“O tamponamento pode ser colocado e parar uma hemorragia em menos de um minuto, salvando centenas de vidas por ano, e como o tamponamento é adequado para grandes cavidades como o abdômen, também é mais fácil e rápido de remover do que os métodos atuais usados ​​para parar sangramento, dando ao paciente a melhor chance de cirurgia reconstrutiva ”, acrescentou.

Atualmente em busca de uma patente para sua tecnologia, o REACT da Bentley ainda é um protótipo , mas ele espera que consiga passar pelos estágios necessários para garantir que os primeiros socorros tenham acesso a ele o mais rápido possível.

CONFIRA: O tratamento simples do diabetes tipo 2 com dieta de baixa caloria é tão eficaz que reverte a doença em estudos

“O desenvolvimento de dispositivos médicos leva muito tempo, mas esperamos que em alguns anos o sistema REACT seja usado para controlar o sangramento em vítimas de crimes com faca e salvar vidas”, disse Bentley em um comunicado. “Espero que um dia seja transportado por todos os serviços de emergência: polícia, ambulâncias, até militares, mas o objetivo absoluto é fazer com que este produto seja utilizado o mais rápido possível.”

ASSISTA o vídeo sobre REACT abaixo.)

Continuar lendo TECNOLOGIA: O REACT É UM DISPOSITIVO QUE PODE INTERROMPER INSTANTANEAMENTE O SANGRAMENTO CAUSADO POR FERIMENTO DE FACA

TECNOLOGIA: UMA RODA DO LIXO QUE É TOTALMENTE SUSTENTÁVEL

GNN relatou em 2017 que o Sr. Roda do Lixo gira com base na energia retirada da corrente do rio e devora 15 toneladas de lixo todos os dias. Se não for possível gerar eletricidade suficiente apenas com o rio, a roda usa energia solar. Sua ideia teve tanto sucesso que várias outras organizações estão construindo sua própria roda do lixo. Leia o artigo completo a seguir e conheça como funciona essa TECNOLOGIA que gera energia limpa.

‘Sr. Roda do lixo ‘devora 15 toneladas de lixo todos os dias dos portos – e mais cidades estão adotando

Durante anos, a face ambígua, porém satisfeita do Sr. Roda do Lixo tem sido um ícone do Inner Harbor de Baltimore.

O coletor de lixo de olhos arregalados vem devorando milhões de libras do lixo transportado pelo rio da cidade há anos e levou à criação de vários aliados da roda d’água, como o Capitão Roda do Lixo e o Prof. Roda do Lixo.

A ideia de algum tipo de coletor de lixo veio do inventor local John Kellet, que atravessaria a passarela que atravessa o riacho Jones Falls que alimenta o porto de Baltimore – e ficaria perturbado ao ver o fluxo ininterrupto de lixo flutuando em sua direção.

Kellet olhou em volta para ver se havia alguma solução potencial para o problema, mas não encontrou nenhuma. Ele acabaria não apenas dando ao porto uma aparência mais cintilante e livre de lixo, mas uma das maiores celebridades da cidade e ícones da mídia social – embora ele admitisse que não foi sua ideia colocar os olhos arregalados na barcaça.

GNN relatou em 2017 que o Sr. Roda do Lixo gira com base na energia retirada da corrente do rio. Se não for possível gerar eletricidade suficiente apenas com o rio, a roda usa energia solar.

Kellet, que dirige a Clearwater Mills , também fabrica gaiolas especialmente projetadas para caber em emissários de drenagem pluvial – que é a fonte da maior parte da poluição do lixo no porto.

Sua ideia teve tanto sucesso que várias outras organizações estão construindo sua própria roda do lixo. Em breve, chegará ao rio Gwynns Falls, em Maryland, Gwynda, a roda boa do oeste, enquanto Oakland, na Califórnia, está construindo um chamado Trasharella.

O primeiro Mr. Trash Wheel internacional vem ao Panamá, com a “Sra. Wheel ”ou“ Doña Rueda ”.

“Eu nunca imaginei que teríamos olhos arregalados sobre esta máquina, com um nome para ela e uma cerveja [com o nome], e as camisetas da roda do lixo e um fã-clube da roda do lixo e uma festa dos fãs da roda do lixo, é gentil além dos meus sonhos mais selvagens ”, disse Kellet no documentário na CNET.

Por trás da marca Mr. Trash Wheel está um dos conceitos mais importantes da teoria moderna da poluição – que os rios depositam a maior parte do lixo existente nos oceanos. A organização sem fins lucrativos The Ocean Cleanup , que opera sofisticados interceptores de lixo de rios de energia verde, explica em seu site que mil dos rios do mundo geram 80% de todo o lixo encontrado no oceano.

O documentário sugere fazer lobby com seus políticos locais para instalar uma roda do lixo, enviando-lhes alguns dos fatos – como a capacidade da tecnologia de coletar 38.000 libras de lixo por dia – ou até mesmo o fato de que tem a capacidade de se tornar uma mídia social influenciador para sua cidade.

ASSISTA o documentário da CNET abaixo).

Continuar lendo TECNOLOGIA: UMA RODA DO LIXO QUE É TOTALMENTE SUSTENTÁVEL

TECNOLOGIA: COMEÇA A CONSTRUÇÃO DO 1º ESPAÇOPORTO FLUTUANTE PELA SPACEX

A SpaceX, companhia espacial do bilionário Elon Musk, também CEO da Tesla Motors; vice-presidente da OpenAI, fundador e CEO da Neuralink e co-fundador e presidente da SolarCity, está desenvolvendo um projeto ambicioso de operar uma rede global de viagens hipersônicas com veículos espaciais. Para tanto iniciou a construção do 1º espaçoporto flutuante utilizando uma antiga plataforma de petróleo que será convertida em uma área dedicada para lançamentos e pousos dos foguetes reutilizáveis. Convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes deste ambicioso e promissor projeto!

SpaceX inicia a construção do 1º espaçoporto flutuante

1 min de leitura
Imagem de: SpaceX inicia a construção do 1º espaçoporto flutuanteImagem: SpaceX/Divulgação

SpaceX anunciou o início da construção do seu primeiro espaçoporto flutuante. Os planos da companhia aeroespacial indicam que o local estará pronto para atividades a partir do começo do próximo ano.

No Twitter, o CEO Elon Musk revelou mais detalhes sobre o projeto Deimos. Em destaque, uma antiga plataforma de petróleo será convertida em uma área dedicada para lançamentos e pousos dos foguetes reutilizáveis.

No início deste ano, a SpaceX adquiriu duas plataformas de petróleo para a criação dos espaçoportos flutuantes Deimos e Phobos. As estruturas servirão de campo de preparação offshore para ações com veículos espaciais.

Além da homenagem às luas de Marte, os nomes têm relação com a função dos locais. No futuro, eles servirão de base para lançamento e pouso de naves espaciais de transporte de passageiros e mercadorias do Planeta Vermelho.

Para mais, a SpaceX pretende criar outros espaçoportos como Deimos próximos dos principais centros do planeta Terra. Isso tornará viável o projeto de operar uma rede global de viagens hipersônicas com veículos espaciais.

Por exemplo, pessoas poderão viajar entre destinos distantes como de Pequim para Nova York em voos de cerca de 30 minutos. Entretanto, a companhia deve realizar testes com modelos específicos de naves antes de iniciar o serviço.

Imagem conceitual do espaçoporto flutuante da SpaceX.Imagem conceitual do espaçoporto flutuante da SpaceX.Fonte:  SpaceX/Divulgação 

Os avanços da SpaceX

Nos últimos meses, a SpaceX fez ótimos progressos em relação ao programa de veículos espaciais. Entre eles, o teste de lançamento e pouso bem-sucedido da Starship SN15 realizado na Starbase – instalação de desenvolvimento da empresa no Texas.

No momento, a companhia se prepara para o primeiro voo orbital de uma espaçonave Starship acoplada ao foguete propulsor Super Heavy. Tal como, eles estão trabalhando em ensaios no solo com o novo motor Raptor.

Fonte: Tecmundo

Continuar lendo TECNOLOGIA: COMEÇA A CONSTRUÇÃO DO 1º ESPAÇOPORTO FLUTUANTE PELA SPACEX

TECNOLOGIA: LUZ ENERGÉTICA COM POTENCIA JAMAIS VISTA É DETECTADA POR CIENTISTAS

A novidade aqui na coluna TECNOLOGIA nesta quinta-feira é a detecção da luz energética mais potente já vista. Mais de 530 deles apresentaram valores acima de 0,1 quatrilhão de elétron-volts, enquanto o mais potente tinha impressionantes 1,4 quatrilhão. É algo realmente extraordinário não? Por isso, convido você a ler o artigo completo a seguir e conhecer os detalhes dessa incrível descoberta!

Cientistas detectam luz energética mais potente vista até então

1 min de leitura
Imagem de: Cientistas detectam luz energética mais potente vista até entãoImagem: Reprodução

Cientistas do Large High Altitude Air Shower Observatory (LHAASO) anunciaram, na revista Nature, a detecção de raios gama com as maiores cargas de energia vistas até então. Enquanto mais de 530 deles apresentaram valores acima de 0,1 quatrilhão de elétron-volts, o mais potente tinha impressionantes 1,4 quatrilhão.

Na Terra, por exemplo, com experimentos no Grande Colisor de Hádrons (LHC), o máximo testemunhado por pesquisadores foi de alguns trilhões, e, de acordo com a equipe, a Via Láctea pode abrigar poderosos aceleradores de partículas cósmicas, dado que o grupo também descobriu a existência de 12 pontos prováveis de origem dessas manifestações.

Além disso, explica, para que raios gama atinjam tais características, campos eletromagnéticos devem acelerar prótons ou elétrons a velocidades imensas, e a interação com outras matérias pelo caminho que percorrem é que geram aquilo que se analisa daqui.

Observatório LHAASO possibilitou descoberta impressionante.Observatório LHAASO possibilitou descoberta impressionante.Fonte: LHAASO

Apostas interestelares

Ainda não se sabe exatamente quais ambientes são capazes de criar coisas tão potentes, mas as novas observações apontam para duas possibilidades.

Segundo os especialistas, um dos locais de onde os raios gama sem precedentes podem ter vindo para cá é a Nebulosa do Caranguejo, formada por restos de uma supernova, primeiramente visualizada em 1731 e registrada inicialmente por astrônomos árabes e chineses em 1054. Ela se encontra na constelação do Touro, a cerca de 6,3 mil anos-luz da Terra.

Nebulosa do Caranguejo é um dos prováveis locais de origem.Nebulosa do Caranguejo é um dos prováveis locais de origem.Fonte: Hubble Site

Já a outra fonte potencial é a Cygnus Cocoon, uma região a cerca de 4,6 mil anos-luz do Sol e em que estrelas massivas estão em formação, soprando ventos espaciais carregados de partículas no processo.

De todo modo, o LHAASO, localizado na montanha Haizi (na província chinesa de Sichuan) não está totalmente operacional, algo que deve ocorrer a partir do final deste ano. Então, o equipamento poderá revelar mais fatos inéditos a respeito dos mistérios do Universo.

Fonte: Tecmundo
Continuar lendo TECNOLOGIA: LUZ ENERGÉTICA COM POTENCIA JAMAIS VISTA É DETECTADA POR CIENTISTAS

TECNOLOGIA: A NOVA TECNOLOGIA RTX SÉRIE 30 NO NOVO ANÇAMENTO DA AVELL NO BRASIL

A nossa coluna TECNOLOGIA desta quinta-feira trás um artigo sobre a última novidade de lançamento em notebooks da Avell, o Storm One é uma máquina dedicada e poderosa para todo tipo de utilização, desde o manuseio de editores de vídeos e imagens até experiências com os games mais recentes do mercado. Um equipamentos de alto desempenho para softwares e games. Convido você a ler este artigo e ficar por dentro do que há de melhor em tecnologia de computadores no mercado brasileiro.

Avell lança primeira linha de notebooks com RTX Série 30 no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Avell lança primeira linha de notebooks com RTX Série 30 no BrasilImagem: https://avell.com.br/

A Avell Notebooks, marca dedicada à produção de equipamentos de alto desempenho para softwares e games, anunciou o Storm One, primeiro modelo da linha Avell Gamer Storm a trazer periféricos de última geração para o segmento no Brasil.

Com um design slim e dimensões que entregam conforto e praticidade no transporte e uso diário, o Storm One é uma máquina dedicada e poderosa para todo tipo de utilização, desde o manuseio de editores de vídeos e imagens até experiências com os games mais recentes do mercado. O notebook possui uma tela Quad HD (2560 x 1440) de 15 a 17 polegadas e taxa de atualização de até 165 Hz, com alta fidelidade de cores e contraste, assim como teclado retroiluminado em RGB com dois LEDs laterais personalizáveis.

(Fonte: Avell / Divulgação)(Fonte: Avell / Divulgação)Fonte:  Avell 

A grande novidade do modelo fica por conta de seu potencial de processamento, sendo disponibilizado em duas opções com AMD Ryzen Série 4000: AMD Ryzen 5 4600H (6 núcleos e 4 Ghz) ou AMD Ryzen 7 4800H (8 núcleos e 4,2 Ghz). Além disso, ambas as versões são equipadas com GPU Nvidia GeForce RTX 3060, que utiliza o poder da arquitetura Ampere para entregar Ray Tracing Cores com os Tensor Cores aprimorados e memória GDDR6.

O Storm One também será disponibilizado com grandes vantagens em relação ao consumo de energia e ao sistema de resfriamento. Com o Dynamic Boost 2.0 da Série 30, a tecnologia alterna automaticamente entre processador e placa de vídeo para regular com precisão a energia, e o sistema de ventilação XCooling, com 5 tubos de cobre e quatro saídas de ar com ventiladores duplos, garante temperaturas seguras e maior durabilidade.

(Fonte: Avell / Divulgação)(Fonte: Avell / Divulgação)Fonte:  Avell 

A Avell Notebooks revelou que sua nova linha será completa nos aspectos de conectividade e terá portas USB  3.1 Geração 1 e 2 e USB Tipo C Geração 2, entrada HDMI, leitor de cartão SD, integração com Wi-Fi 6 e suporte para Windows Hello.

A pré-venda do Storm One será iniciada nesta quinta-feira (20), e você pode conferir mais detalhes sobre o modelo no site oficial da Avell Notebooks.

Fonte: Avell

Continuar lendo TECNOLOGIA: A NOVA TECNOLOGIA RTX SÉRIE 30 NO NOVO ANÇAMENTO DA AVELL NO BRASIL

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho