Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

PONTO DE VISTA: SENADORES FANTOCHES REPRESENTAM A FORÇA IDEOLÓGICA QUE TENTA TOMAR O BRASIL HÁ MAIS DE 60 ANOS

Caro(a) leitor(a),

A atitude dos três patetas da Comissão de Inquérito da Covid é mais um sinal de desespero desse OCRIM que tenta a todo custo derrubar um governo legitimamente eleito, que tenta, com muita dificuldade, governar superando forças do mal, legitimamente eleitas, que se dizem representar o povo, mas na verdade só representam os interesses ideológicos de forças externas comunista, que há mais de 60 anos tentam assumir o poder nesse país. Esses senadores são fantoches nas mãos desse poder ideológico que por onde passou e conseguiu seu intento destruiu as economias e a dignidade dos povos e culturas por onde passaram. Felizmente foram países bem menores do que o Brasil. Mas as demandas dessa gente vêm aumentando exponencialmente e só países de grandes áreas e populações desinformadas podem, daqui por diante, suprir suas necessidades. Por isso o Brasil tem sido um alvo constante. É preciso estarmos atentos e bem informados para que isso não aconteça aqui, no nosso grande e maravilhoso país. Então vamos compartilhar artigos como o do Jornal Conexão Política a seguir e fazer viralizar, pois só assim conseguiremos banir essa raça de sanguessugas do Brasil.

Renan Calheiros e senador do PT querem quebrar sigilo do Conexão Política

Equipe editorial emitiu nota oficial sobre o pedido apresentado à CPI da Pandemia.

Published 12 horas atrás em 31.07.2021

Por  

Grupo Conexão de Comunicação ©

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 deve votar, na próxima terça-feira (3), um requerimento que pede a quebra de sigilo bancário e fiscal do portal Conexão Política, sob a alegação de supostamente receber vantagens para se posicionar a favor do presidente da República e propagar notícias falsas no contexto da atual crise sanitária.

O pedido, considerado inédito por se tratar de órgão de imprensa, foi protocolado pelos senadores Humberto Costa (PT-PE) e Renan Calheiros (MDB-AL). No documento, este jornal digital e outros sete veículos (Brasil Paralelo, Jovem Pan, Crítica Nacional, Terça Livre, Renova Mídia, Jornal da Cidade Online e Senso Incomum) são classificados como possíveis “grandes disseminadores” de desinformação.

Acerca desta notícia, o Conexão Política informa que nunca foi notificado sobre qualquer ato relativo à CPI da Pandemia ou ainda à CPMI das Fake News. Por isso, causa espanto que determinados parlamentares cogitem a possibilidade de pleitear a quebra de sigilo sem antes, por meio das vias legais, solicitar esclarecimentos ao nosso corpo editorial, que sempre se manteve à disposição das instituições brasileiras. Tal cenário configura grave violação ao direito do contraditório.

A jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF) é pacífica no sentido de que a quebra de informações sigilosas deve ocorrer somente “mediante deliberação adequadamente fundamentada e na qual indique a necessidade objetiva da adoção dessa medida extraordinária” (MS 24817), requisito que não se mostrou configurado até o presente momento.

Na imagem, os senadores Humberto Costa, Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues | Crédito: Marcos Oliveira/Agência Senado

Com relação à pecha de que seríamos “disseminadores de desinformação”, tal acusação não condiz com a história deste periódico, fundado em novembro de 2017, cuja seriedade e compromisso com a verdade são reconhecidos pela sociedade civil, professores universitários, entidades e jornalistas de diferentes meios.

Além de ter um código de diretrizes para as publicações, nosso veículo faz sempre questão de reafirmar que não possui compromisso com o erro. Somos uma empresa com CNPJ registrado, que tem a oferta de serviços noticiosos entre os seus fins. Além de disponibilizar uma seção específica para correção de matérias contestadas e direitos de resposta, nosso portal possui um canal institucional para o recebimento de reclamações e revisão de todas as informações que publicamos, o que demonstra, de forma clarividente, que a ética jornalística é rigorosamente obedecida.

Ademais, nosso conteúdo é lido diariamente não apenas pela população geral, mas por grandes autoridades da República, incluindo ministros de Estado, parlamentares do Congresso Nacional, membros do Judiciário e do Ministério Público, além de grandes personalidades da TV, rádio, política, esporte, jornalismo e mercado financeiro.

Não há qualquer resquício de irregularidade ou inconsistência em nossas operações bancária e fiscal. A empresa que constitui o Conexão Política é totalmente independente e jamais recebeu nem receberá qualquer recurso de ordem governamental tampouco por lei de incentivo. Todas as receitas para manutenção do nosso trabalho são declaradas aos órgãos competentes e adquiridas de forma privada por meio de estratégias empresariais adotadas com o fito de promover a efetivação do nosso objeto social.

Nossa redação é composta por profissionais com visão política conservadora-liberal, isto é, que compartilham princípios sobre economia e sociedade a fim de preservar conceitos de ordem, justiça e liberdade. O Conexão Política tem lado e opinião e faz questão de deixar isso de forma transparente aos leitores, o que ainda não é um crime neste país e nada tem a ver com conduta desinformativa.

Conexão Política é um veículo digital inteiramente comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | contato@conexaopolitica.com.br

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo PONTO DE VISTA: SENADORES FANTOCHES REPRESENTAM A FORÇA IDEOLÓGICA QUE TENTA TOMAR O BRASIL HÁ MAIS DE 60 ANOS

DIREITO-JUSTIÇA: MÉDICA MAYRA PINHEIRO DAR SHOW DE RESPOSTAS NA CPI DA PANDEMIA

CPI da Pandemia ouve a médica Mayra Pinheiro, defensora da cloroquina; assista

Secretária de Gestão do Trabalho e Educação do Ministério da Saúde deve ser questionada por defesa do remédio e por questões como isolamento social e vacinação

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo, e Bia Gurge, da CNN, em Brasília

Atualizado 25 de maio de 2021 às 11:15

 

Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia abriu nesta terça-feira (25) a quarta semana de oitivas com o depoimento da secretária de Gestão do Trabalho e Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida pelo apelido de “Capitã Cloroquina” por defender o medicamento que não tem eficácia comprovada contra a Covid-19.

Ela é ouvida agora pelos membros da comissão. O depoimento de Mayra Pinheiro estava inicialmente marcado para quinta-feira (20), mas teve que ser adiado depois que a oitiva do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello se estendeu por dois dias.

Resumo da Pandemia

Tese do efeito rebanho não pode ser aplicada indistintamente

Após a apresentação de trecho de vídeo em que Mayra defende em 2020 que as crianças não deveriam ter sido deixadas de fora das escolas durante a pandemia e que essa decisão interrompeu a evolução natural da doença, ela foi questionada se concordava com a tese da imunização coletiva da população por meio de contágio – conhecida como imunidade de rebanho.

“[Teríamos efeito rebanho nas crianças]. Não precisávamos deixar nossas crianças fora das salas de aula. A tese não pode ser aplicada indistintamente”, disse a pediatra, após contextualizar que estudos do qual ela fez parte mostram que as crianças têm 37,5 vezes menos chance de contrair a Covid-19.

“Não senhor [não me manifestei sobre o efeito rebanho]. Preciso que isso seja contextualizado. Não é possível prever quanto eu tenha que expor da população para que atinja esse benefício. Não me lembro de ter me manifestado [a favor da tese]”, completou.

Ela disse ainda que a tese nunca foi cogitada nem por ela, nem por outros profissionais do Ministério da Saúde. E que essa possibilidade também nunca foi discutida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ou por qualquer outro membro do governo.

Brasil não é obrigado a seguir decisões da OMS, diz Mayra

O relator perguntou para a secretária do Ministério da Saúde porque o governo brasileiro insistiu em apoiar o uso de cloroquina apesar de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter interrompido em julho de 2020 os testes com o medicamento.

Ela afirmou que, embora o país seja signatário da OMS e da Organização das Nações Unidas (ONU), não é obrigado a seguir suas recomendações. “[O Brasil] tem órgãos independentes para tomada de decisões de acordo com situações locais”, apontou.

“A OMS retirou a orientação desses medicamentos para tratamento da Covid baseado em estudos com qualidade metodológica questionável, com uso da medicação na fase tardia da doença onde todos nós já sabemos que não há benefício para os pacientes”, completou.

Ainda sobre a questão, ela disse que se o Brasil tivesse seguido todas as orientações da OMS teria falhado como o órgão da ONU falhou várias vezes durante a pandemia.

“Eles inclusive declararam emergência global tardiamente e provavelmente por isso contaminamos boa parte do mundo (…) Posteriormente, a OMS também determinou que não era necessário o uso de máscaras. Foi necessário que seis meses depois um grupo de cientistas fizesse uma carta dizendo que ela precisaria considerar a transmissão por aerossóis”, continuou a médica.

Mayra diz que Ministério da Saúde não recomendou uso da cloroquina

Questionada sobre quais estudos científicos teriam orientado a recomendação de uso da cloroquina e outros medicamentos sem comprovação científica para tratamento de pacientes com Covid-19, Mayra disse que o Ministério da Saúde nunca fez uma indicação direta de tratamento para o novo coronavírus.

“O Ministério criou um documento juridicamente perfeito, que é a nota orientativa número 9, que depois se transformou na nota orientativa 17, em que estabelecemos doses seguras para que os médicos brasileiros, no exercício da sua autonomia, pudessem utilizar esses medicamentos com consentimento dos seus pacientes”, afirmou.

“Se o senhor me perguntar o que os médicos brasileiros e do mundo que vem fazendo esse tratamento off label utilizaram como referencial, eu trouxe aqui e deixo à disposição mais de 2400 artigos impressos mostrando as evidências que tantos nós queremos.”

Renan faz referência ao Tribunal de Nuremberg

Antes de questionar a secretária do Ministério da Saúde, Calheiros fez a leitura de um trecho do depoimento do líder nazista Hermann Goering, em seu julgamento no Tribunal de Nuremberg, durante algum tempo o segundo no comando da Alemanha nazista, depois do próprio Adolf Hitler.

Em determinado momento, ele foi interrompido por senadores governistas que o acusaram de fazer paralelismo com a crise sanitária no Brasil e o Holocausto, dando início a uma breve discussão.

“Não podemos comparar uma barbárie como o Holocausto com a pandemia no Brasil, que até hoje já matou mais de 450 mil pessoas”, disse Calheiros.

“Não podemos dizer que aqui houve em genocídio, não podemos dizer ainda, mas podemos dizer, sim, que há uma semelhança assustadora, uma semelhança terrível, tenebrosa, perturbadora no comportamento de algumas altas autoridades que testemunharam aqui na CPI e o relato que acabei de ler sobre um dos marechais do nazismo no Tribunal de Nuremberg. Negando tudo, apresentando-se como salvadores da pátria, enquanto a história provou que faziam parte de uma máquina da morte”, completou.

“E trago uma reflexão, inclusive como alerta, para os futuros depoentes: não importa o quanto possam tergiversar aqui, o julgamento da história é implacável.”

Considerações iniciais de Mayra Pinheiro

Em sua fala inicial, antes dos questionamentos do relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), a médica fez um resumo de seu histórico profissional, desde sua formação na Universidade Federal do Ceará (UFC), em 1991.

“Vejo este depoimento como oportunidade de esclarecer questionamento para os senhores e de restabelecer a verdade. Muitos já ouviram falar de mim, mas poucos, muito poucos me conhecem”, disse ela.

Sobre a crise de Manaus, ela afirmou que “só quem esteve lá teve a dimensão do que aconteceu e do que era possível fazer ou não fazer”.

“A tomada de decisão neste cenário, repleto de incertezas, exige respeito e soberania médica concedida ao profissional pelo Conselho Federal de Medina (CFM). Exige também capacidade de nos livrarmos das afirmações categóricas das verdades eternas”, defendeu.

Ela disse ainda que, na sua opinião, o uso de termos como ciência, comprovação científica, evidência e eficácia, assim como muitos outros conceitos como off label e reposicionamento de drogas “se tornaram confusos em meio ao caos”.

Depoimento aguardado e adiado

Na sexta-feira (21), Mayra conseguiu no Supremo Tribunal Federal (STF) o direito de permanecer em silêncio se for questionada sobre fatos ocorridos entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, período que coincide com a crise de falta de oxigênio nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de Manaus.

A defesa de Mayra destacou que ela – assim como Pazuello – responde a ação de improbidade administrativa apresentada pelo Ministério Público Federal no Amazonas.

O processo apura as ações e omissões dos governos federal e estadual no colapso do sistema de saúde na capital daquele estado no período entre o final de 2020 e o início deste ano.

A convocação de Mayra para depor na CPI partiu de cinco senadores: Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Humberto Costa (PT-PE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Rogério Carvalho (PT-SE) e o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL).

Eles alegam que Mayra se notabilizou como defensora de um “tratamento precoce” com medicações sem nenhuma comprovação efetiva contra o coronavírus.

Os parlamentares querem mais informações sobre a aquisição e distribuição de comprimidos de cloroquina pelo Ministério da Saúde. Também devem ser feitas questões sobre isolamento social, vacinação, postura do governo, estratégia de comunicação e omissão de dados.

Aplicativo TrateCov

A secretária, que é médica, também terá que dar explicações sobre uma plataforma desenvolvida pelo Ministério da Saúde, o TrateCov, que recomendava o uso de cloroquina e outros medicamentos sem comprovação no combate ao novo coronavírus.

Em depoimento à CPI, Pazuello afirmou que a ideia partiu de Mayra, mas o programa nunca chegou a ser lançado oficialmente, pois foi “roubado e hackeado” enquanto ainda estava em fase de desenvolvimento.

A explicação do ex-ministro não convenceu os senadores Eduardo Braga (MDB-AM), Rogério Carvalho (PT-SE) e Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão. Eles lembraram que sistema chegou a ser lançado e divulgado em meios de comunicação do governo federal, como a TV Brasil.

Depois de ouvir a secretária, a comissão parlamentar de inquérito se reunirá para votação de requerimentos na quarta-feira (26). Na quinta-feira (27), os senadores devem ouvir o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

Fonte: CNN

Continuar lendo DIREITO-JUSTIÇA: MÉDICA MAYRA PINHEIRO DAR SHOW DE RESPOSTAS NA CPI DA PANDEMIA

AUTOCONHECIMENTO: O QUESTIONAMENTO MAIS IMPORTANTE DA VIDA DO SER HUMANO NÃO PODE PASSAR ILESO!

Uma mensagem curta, mas direta, eficaz e convincente é o nosso destaque deste sábado, aqui na coluna AUTOCONHECIMENTO. O texto a seguir nos remete a uma REFLEXÃO muito importante: Qual o nosso propósito nesta encarnação, independentemente de acreditarmos em reencarnação ou não! Quer acreditemos ou não nos ciclos cármicos, isso pouco importa. O que importa é que estamos abrindo novos caminhos sem saber para onde, exatamente, estamos nos movendo! Então, para onde estamos indo? Leia o texto a seguir, reflita e faça seu juízo de valor!

 

Há escolhas a fazer e direções a escolher

Mensagem de 17 de Fevereiro de 2021

Muitos podem se perguntar em um momento ou outro por que eles encarnaram aqui neste momento específico. Qual é o propósito? O que estamos aqui para fazer? Mais do que nunca, essas questões estão surgindo, pois não estamos mais presos aos ciclos cármicos do passado. Isso pode ser um pouco perturbador, pois significa que estamos abrindo novos caminhos e nos movendo em direções nas quais não nos movíamos antes. Aprofundar nossa conexão com nossa alma nos capacita a reexaminar a vida que estamos vivendo e a nova vida que está emergindo lentamente.

Há escolhas a fazer e direções a escolher. Ter clareza com sua alma sobre o que é mais importante e mais relevante é a chave para tomar essas decisões. Lembre-se de que você está aqui para agir e concluir certas tarefas que são únicas e essenciais para o crescimento e a cura de você mesmo e do coletivo. Não deixe que a incerteza o impeça de fazer uma escolha. Aprenda a viver a vida por meio de seu eu intuitivo e tenha em mente que você sempre pode escolher novamente.

Muito Amor,

Kate Spreckley © 2020 — Fonte: https://www.spiritpathways.co.za/
Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br: Tradução — Marco Iorio Júnior — Editor exclusivo do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O QUESTIONAMENTO MAIS IMPORTANTE DA VIDA DO SER HUMANO NÃO PODE PASSAR ILESO!

CRÔNICAS: A CICATRIZ, POR ANA MADALENA

Bem que o texto de hoje da nossa querida Ana Madalena poderia estar na coluna REFLEXÃO ao invés da coluna CRÔNICAS, pois nos convida a refletir sobre o mundo desumano em que estamos vivendo, de cada um por si, do farinha pouca meu pirão primeiro, do venha nós o vosso reino, enfim, um mundo recheado de tanto egoísmo, que nem nos damos conta da importância e do valor da fraternidade, e da compaixão, que precisamos enxergar, apesar das cicatrizes que acumulamos ao longo da jornada. Então convido você a ler este lindo e ao mesmo tempo profundo texto reflexivo desta extraordinária escritora!

Resultado de imagem para A cicatriz

“Quem tem o mel, dá o mel
 Quem tem o fel, dá o fel
 Quem nada tem, nada dá”.
       Da sagrada escritura dos violeiros, Zé Ramalho

A cicatriz

Eu tinha até intenção de responder direitinho, mas sem tempo, resolvi abreviar. Para um bom entendedor, meias palavras … A pesquisadora ficou muito chateada, mesmo eu não sendo obrigada a responder. Ainda teve aquela cena de humilhação com a mocinha que estava ao meu lado. Fiquei extremamente indignada;  não admito ver maus tratos, muito menos fazer terceiros de saco de pancada. Em época de extremismos, um pouco de empatia é pedir demais? Sinceramente, os tempos podem ser outros, mas eu sou a mesma. Certas coisas eu não abro mão. Pronto, falei.
Cena: estava eu no supermercado quando apareceu uma moça fazendo pesquisa. O foco era sobre as aglomerações no verão. Enquanto analisava a tal pesquisa, uma senhora muito bem vestida caminhava ao lado de uma mocinha, que empurrava o carrinho. A senhora dizia o que levar, talvez lendo uma lista pelo celular. De repente ouvi um xingamento. A moça, bem assustada, explicava que colocara “aquilo” porque estava acabando. A reclamação continuou e ficou impossível não ouvir. Como elas estavam passando pela gôndola dos temperos, conclui que um orégano da vida tenha sido o motivo do destempero de tão “elegante” senhora. Sabe vergonha alheia? Eu senti. Por trás das máscaras, cada uma de nós escondeu um sentimento. Nessa hora meu celular tocou; era meu pai avisando que fosse pegá-lo no dentista. Devolvi a pesquisa, explicando que não poderia me demorar, mas mesmo assim a moça me seguiu até o caixa, insistindo para que eu terminasse o questionário. Foi quando escrevi em letras garrafais BAIXA HUMANIDADE e devolvi a pesquisa.
Li um artigo que a falta de empatia começa na infância e tem relação com ausência de limites. A empatia é um sentimento que só pode se manifestar quando nos colocamos no lugar do outro; está ligado à compaixão e ao processo de identificação, além de ser um exercício, uma competência, que só se desenvolve com a prática. Parece muito simples mas, um exemplo bem atual, as aglomerações nessa pandemia, mostram exatamente o oposto. E olha que estamos falando em salvar vidas…
O que determina a origem da civilização? Para a antropóloga Margaret Mead, o primeiro sinal de civilização em uma cultura foi um fêmur cicatrizado há quinze mil anos encontrado num sitio arqueológico.  Explico: houve um tempo em que a lei era matar ou morrer; não existia mimimi. Uma pessoa machucada atrapalhava todo o restante do grupo, por isso muitos eram deixados à deriva. Ter um osso cicatrizado era sinônimo de cuidado, de amor ao próximo. Alguém despendeu tempo para com o outro. Dito isso, fico me perguntando qual seria a resposta para essa mesma pergunta nos dias atuais… A impressão que tenho é que estamos vivendo uma regressão civilizatória.
Ou não! Enquanto estava aqui refletindo, recebi uma mensagem de padre Robério, um amigo de muitos anos. A mensagem: ” O Papa Francisco comemorou o primeiro Dia Internacional da Fraternidade Humana, participando de um encontro virtual dia 04 de fevereiro de 2021, organizado pelo Xeique Mohammed bin Zayed, em Abu Dabi”. Segundo o Papa, a fraternidade é a nova fronteira da humanidade.
“Fraternidade significa estender a mão, significa respeito, significa ouvir com o coração aberto, significa firmeza nas próprias convicções.  Não existe fraternidade se as convicções forem negociadas. Esse é o momento de ouvir. É o momento da certeza de que um mundo sem irmão é um mundo de inimigos. A indiferença é uma forma sutil de inimizade. Não é preciso uma guerra para fazer inimigos”.
Eu sou uma pessoa otimista! Ainda acredito na humanidade. Sei que vamos cuidar de ossos quebrados e, principalmente das cicatrizes que não aparecem. Finalizo com uma mensagem de Fernando Pessoa:  “Somos anjos de uma única asa e, só podemos voar, quando nos abraçamos uns aos outros”. Vamos refletir!
Um abraço fraterno.
Ana Madalena
Continuar lendo CRÔNICAS: A CICATRIZ, POR ANA MADALENA

OPINIÃO: A DERROCADA DA REDE GLOBO É UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA, SAIBA O PORQUÊ

Caro(a) leitor(a),

Infelizmente a raça humana, apesar de ser a espécie mais evoluída deste planeta demora demais para evoluir espiritualmente. Neste aspecto ainda se encontra na idade da pedra e a culpa disso é o egocentrismo e o materialismo a quem o homem, com raríssimas exceções, invariavelmente se torna escravo. Na esteira da revolução industrial, a história das grandes corporações e dos grandes empreendimentos se repete geração após geração e as lições não são assimiladas. O patriarca da primeira geração, começa do nada, constrói um belo império. Normalmente, quando a segunda geração acompanha toda a jornada desse patriarca de perto e até arregaçando as mangas para ajudar a alcançar o sucesso, esse(s) herdeiros conseguem aumentar e até multiplicar algumas vezes esse império. A terceira geração, que já nasceu em berço de ouro, normalmente vem para, de alguma forma, destruir o império construído a sangue, suor e lágrimas. O caso do grupo GLOBO é emblemático. O jornalista Roberto Marinho construiu o império da rede GLOBO. Enquanto era vivo esse império só fez crescer, visto que era um homem sábio e de bom senso. Os seus herdeiros, que já se viram como gente em berço de ouro, com seus egos insuflados a mil, influenciados pelos intelectuais com vida feita e sem grandes responsabilidades (pelo menos na cabeça deles). Ao assumirem o empreendimento começaram a dilapidá-lo a toque de caixa e o resultado vocês podem conferir no artigo a seguir!

Em nova derrota e rumo ao “abismo” definitivo, Globo perde a Fórmula 1

ReproduçãoReprodução

Depois de 40 anos, a Rede Globo de Televisão desistiu de fazer a transmissão da Fórmula 1, no Brasil, temporada de 2021.

A TV carioca e a Liberty Media, proprietária da categoria principal do automobilismo no mundo, não entraram em acordo.

O Grupo dos Marinho, em comunicado, informou que o contrato não foi fechado por desistência da própria TV brasileira, mas não esclareceu os detalhes.

“A Globo manteve negociações constantes com a FOM/Liberty Media sobre a renovação dos direitos da Fórmula 1, sempre considerando a nova realidade mundial dos direitos esportivos. Infelizmente, não houve acordo. A Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas plataformas para manter o fã do esporte informado sobre tudo o que acontece no mundo do automobilismo”, escreveu em nota.

Com a saída da Rede Globo, a concorrente Band negocia com a Liberty um possível acordo, após 41 anos longe da categoria.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: A DERROCADA DA REDE GLOBO É UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA, SAIBA O PORQUÊ

REFLEXÃO: AS CONSEQUÊNCIAS DOS NOSSOS PENSAMENTOS, SENTIMENTOS E DESEJOS

O texto que trago nesta quarta-feira, aqui na coluna REFLEXÃO, contém extratos dos ensinamentos do Mestre Aïvanhov postados como pensamentos diários. São verdadeiras gotas de luz e discernimento espiritual para a reflexão diária dos estudantes espirituais. Neste ele fala sobre as consequências dos nossos pensamentos, sentimentos e desejos. Convido você a ler essas palavras de pura sabedoria, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Você é o que acredita ser: veja como os pensamentos criam a sua realidade - Blog do Prem Baba

Efeitos dos nossos pensamentos, sentimentos e desejos

Pensamento do dia 02 de outubro de 2014.

Efeitos dos nossos pensamentos, sentimentos e desejos

“Alguém considera esta ou aquela pessoa como inimiga e, muitas vezes, pensa como seria cômodo que ela desaparecesse… Finalmente, estaria tranquilo! Obviamente, não se incomodará a ponto de assassiná-la, pois não se decide assim tão facilmente cometer um homicídio. Ele, porém, pensa naquela morte, a deseja… Pois bem, deve-se saber que, permanecendo neste estado de ânimo, a pessoa talvez se torne responsável pela morte de uma outra, em algum outro lugar. Sim, pois estes pensamentos, sentimentos e desejos são entidades vivas, circulam e vão influenciar no mundo os seres que se encontram nos mesmos estados psíquicos e que gostariam, por sua vez, de se verem livres de algum inimigo. Se o seu desejo de vingança for mais forte, ou se a pessoa não souber resistir aos próprios instintos criminosos, um dia, sob a influência de algo que não compreende – um impulso, uma corrente que a impele – cometerá um homicídio. Nós ignoramos aquilo em que se tornam os nossos estados de consciência através do espaço, mas, um dia, quando retornarmos para o outro mundo, as consequências dos nossos pensamentos, sentimentos e desejos nos serão apresentadas. Então, pode ser que alguns, que se achavam irrepreensíveis, fiquem assustados ao ver que foram os causadores de grandes infelicidades.”

Omraam Mikhaël Aïvanhov

Mensagem recebida em italiano da Edizioni Prosveta e traduzida para o português (brasileiro).

Fonte: IPPB

Continuar lendo REFLEXÃO: AS CONSEQUÊNCIAS DOS NOSSOS PENSAMENTOS, SENTIMENTOS E DESEJOS

AUTOCONHECIMENTO: QUANDO PERDEMOS UM DOS SENTIDOS OS OUTROS SE SOBRESSAEM PARA COMPENSAR A PERDA. ASSIM TAMBÉM ACONTECE NO PLANO ESPIRITUAL!

Quando perdemos um dos nossos sentidos, como por exemplo a visão, os outro sentidos se desenvolvem e as habilidades com cada um desses sentidos aumentam como compensação do que foi perdido. Assim acontece com o nosso estado de quase completa impotência com relação a esse ano desafiador onde, depois de 10 meses de pandemia ainda temos um futuro incerto, às escuras, mas desenvolvemos essa incrível habilidade da introspecção, do autoconhecimento e o fato de não enxergamos para onde estamos indo não é mais primordial, pois aprendemos a lidar com a intuição e estamos aptos a encarar o que virá sem medo. Então lhe convido a ler o texto esclarecedor a seguir, refletir e tirar suas conclusões!

Qualquer sentido diminuído sempre serve a um propósito – Trabalhadores da Luz

Qualquer sentido diminuído sempre serve a um propósito

Mensagem de 1 de Dezembro de 2020

Um tipo diferente de mensagem diária hoje…

Eu estava conversando com uma querida amiga na semana passada e ela mencionou o quão difícil é estar deste lado do véu onde não se consegue ver tudo o que está acontecendo. Assim que ela disse isso, Gabriel enviou esta imagem em minha consciência. Ela lembrava a caixa de madeira que era colocada sobre as mãos dos alunos nas minhas aulas de datilografia, caso você não parasse de olhar para as teclas.

No início era realmente estranho não ser capaz de ver nada. Você tinha que trabalhar com o tato e lembrando o desenho do teclado. No começo era demorado, desajeitado e esquisito, mas pouco a pouco você ficava mais confortável acreditando em sua habilidade de saber onde as teclas estavam e como até algumas delas davam um solavanco que você podia sentir para ajudá-lo a se orientar.

E antes que percebesse, você ficava cada vez melhor em navegar pelo tato, até que se tornava automático e você não precisava mais pensar sobre isso. Na verdade, não depender de seus olhos melhorava sua habilidade de sentir e saber, o que no final tornava você um datilógrafo muito melhor do que quando confiava apenas nos seus olhos.

Eu acho que isto resume esta fase de nossa jornada de iluminação. Quando não temos que usar um dos sentidos, todos os outros se tornam realçados. Qualquer sentido diminuído sempre serve o propósito de fortalecer os outros.

Estar num estado prolongado de não saber durante este ano transformador de 2020, possibilitou que desenvolvêssemos nossos dons de sentir e nos conectar com nosso saber interno. Uma vez que ficamos mais confortáveis em depender de nossos sentimentos e conhecimento, não sermos capazes de ver onde estamos indo não terá mais utilidade e nossa habilidade de navegar através de todos os sentidos vai retornar de uma maneira nova, mais equilibrada.

Uma combinação de Shelley e Gabriel

Shelley Young – Fonte: https://goldenageofgaia.com/
Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: QUANDO PERDEMOS UM DOS SENTIDOS OS OUTROS SE SOBRESSAEM PARA COMPENSAR A PERDA. ASSIM TAMBÉM ACONTECE NO PLANO ESPIRITUAL!

DICA DE LIVRO: TREINE SEU CÉREBRO PARA SER FELIZ, TEREZA AUBELE, WENCK E REYNOLDS

Nesta quarta-feira a nossa DICA DE LIVRO é um livro feito a três mãos, pelos autores Dra. Teresa Aubele, Dr. Stan Wenck e Susan Reynolds  e se chama “Treine seu cérebro para ser feliz”. A felicidade começa no nível celular e, como seu cérebro gera novos neurônios todos os dias, você literalmente pode se programar para ser feliz… basta saber como. Com este guia inovador, você incita seus neurônios a provocarem a alegria aprendendo a: Redirecionar a resposta de luta ou fuga que causa estresse e ansiedade; Concentrar a atenção das células de sua massa cinzenta no bem-estar emocional; Envolver-se em atividades que inundam seu cérebro com dopamina e serotonina, além de outros neurotransmissores “da felicidade”; Satisfazer a fome de prazer que seu cérebro sente por meio de uma dieta e de uma série de exercícios de meditação; Melhorar sua nutrição e, por consequência, sua qualidade de vida incluindo em sua dieta as vitaminas e os suplementos certos; Enganar seu cérebro de modo a fazê-lo construir novas vias de serenidade. Portanto, ser feliz é tudo que se quer. Então não deixe de ler essa obra espetacular!

Foto: Arquivo particular

Continuar lendo DICA DE LIVRO: TREINE SEU CÉREBRO PARA SER FELIZ, TEREZA AUBELE, WENCK E REYNOLDS

AUTOCONHECIMENTO: A SOBERANIA INDIVIDUAL É CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

AUTOCONHECIMENTO: A SOBERANIA INDIVIDUAL É CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA
woman try to grab the sun

O despertar da consciência coletiva está unindo a humanidade e trazendo uma maior assertividade coletiva, após um longo período de desacertos e conflitos, gerados principalmente pela não aceitação, resultado do trauma de intensidade variada infligido ou imposto sobre todos durante a infância. Nenhum de nós cresceu ileso do trauma da inaceitabilidade da infância, um trauma tão doloroso que tivemos que renegá-lo ou enterrá-lo no fundo de nós mesmos. Portanto, reivindicar a soberania individual é mais do que necessário para darmos o salto quântico para o 5D.

Reivindicando a soberania individual – Trabalhadores da Luz

Reivindicando a soberania individual

26 DE SETEMBRO – EVENTO COM SAINT GERMAIN AO VIVO

Mensagem canalizada em 31 de Agosto de 2020 – Saul

Conforme o seu momento de despertar se aproxima, há um ar de animação palpável no mundo todo, a despeito de todas as notícias ruins nas quais a mídia de massa tem focado tão constante e vorazmente. Realmente, há muita dor e sofrimento, pois ódios antigos e ressentimentos surgem na consciência das pessoas para serem reconhecidos, perdoados e liberados. A consciência da insanidade de muitos dos velhos padrões do comportamento humano – individual, nas famílias, social, político, de organizações religiosas e entre nações e grupos de nações – está se espalhando e as pessoas estão deixando claro que mudança de grande magnitude numa escala global é essencial AGORA!

Está ficando claro para todo mundo que, para a paz e harmonia prevaleceram, a união e interconexão de todos devem ser honradas em harmoniosa aceitação amorosa de uns para os outros, independente de quaisquer e todas aparente diferenças que vocês observam entre si. A humanidade é uma grande família, com muitos interesses diversos e habilidades criativas e agora é hora de reconhecer isto e honrar todos os seus irmãos e irmãs, ao invés de dividirem a si mesmos em grupos opostos que julgam e condenam as aparências, crenças, esforços criativos etc, de outros grupos. Vocês sabem há muito tempo que isso não funciona, mas mesmo assim, a necessidade imatura e egóica de estar certo, à qual tantos se agarram, tornou praticamente impossível para vocês honrarem verdadeiramente até um ao outro, devido à sua própria falta de autoaceitação.

Este senso de não aceitação é o resultado do trauma de intensidade variada infligido ou imposto sobre vocês durante a infância. Nenhum de vocês cresceu ileso do trauma da inaceitabilidade da infância, um trauma tão doloroso que vocês tiveram que renegá-lo ou enterrá-lo no fundo de si mesmos – fora da vista, fora da mente – para possibilitá-los a encarar e engajar com os outros, embora ainda permanecesse dentro de suas consciências um senso de não ser bom o suficiente. O que vocês enterraram tão profundamente dentro de si como totalmente inaceitável estava sendo constantemente refletido de volta para vocês pelos outros, que eram traumatizados da mesma forma, os quais vocês então julgaram e condenaram, assim como foram julgados e condenados quando eram pequenos. Crescer da infância para a maturidade adulta não é fácil e muitos foram tão traumatizados que eles nunca tiveram sucesso em amadurecer emocional ou psicologicamente. Muitos deles usaram então suas habilidades físicas ou intelectuais para se defenderem contra o que parecia ser um quase constante e agressivo ataque dos outros, e frequentemente procuraram posições de poder e autoridade sobre outros para encontrar algum tipo de auto-aceitação pessoal, o que frequentemente trouxe consequências desastrosas na humanidade.

O que vocês vieram a aceitar como comportamento normal é comportamento que tem sido condicionado por suas experiências de trauma de infância, agora principalmente escondidas sob o nível de suas mentes conscientes e é basicamente um modo defensivo de existência no qual vocês estão em alerta para qualquer sinal de confronto surgindo, que possa ameaçá-los emocional, psicológica, intelectual ou fisicamente. Viver em tal estado de alerta é, claro, muito estressante e drena energia. Mas, por ter sido por tanto tempo a aparente forma essencial de vida, isto se tornou normal para a maioria dos humanos, então o estresse é esperado e lidado diariamente, a não ser que se torne totalmente debilitante, em cuja situação muitos que experienciam este estado procuram ajuda médica.

Esta não é a maneira que vocês escolheriam viver, por isso que frequentemente vocês observam as crianças, antes de se tornarem muito traumatizadas, brincando e envolvendo-se com a vida numa espontaneidade deliciosa e se perguntam porque vocês não conseguem encontrar a mesma alegria na vida, mesmo que apenas momentaneamente. É esta pergunta que tem, nas últimas décadas, encorajado as pessoas a procurarem por maneiras mais recompensadoras e agradáveis de viver e portanto trouxe para suas consciências a insanidade do ritmo acelerado da vida moderna, na qual não há tempo para apenas ser. E mesmo quando as pessoas percebem isto e tentam relaxar por um curto período de tempo não fazendo nada, ou engajando em meditação ou contemplação, a urgência quase constante e insistente de fazer alguma coisa – qualquer coisa! – os manda correndo encontrar algum tipo de distração. E há inúmeras oportunidades de distração disponíveis em suas vidas modernas, que frequentemente surgem para requerer sua atenção imediata, mas que obviamente não conseguem, exceto na sua intensamente sentida necessidade por alguma distração, por favor!

Agora, como é claramente aparente, as pessoas estão prontas para mudança, estão exigindo mudança e aqueles em posição de autoridade, que são geralmente movidos pelo egoísmo, ou não conseguem ver isto, recusam-se a vê-lo, ou estão tão dominados pelo desejo de manter o seu senso de poder, que tentam segurá-lo passando novas e inaceitáveis regras e regulamentos para manter o status quo – controle autoritário – e exigindo que a polícia e outras forças de segurança imponham estas regras. Esta abordagem sempre pareceu funcionar no passado.

Mas, o passado se foi! Mudança, inevitável e absolutamente essencial mudança está ocorrendo e vai continuar a ocorrer, até que a velha ordem simplesmente se desintegre devido à uma completa falta de apoio popular. Um novo ambiente, no qual a paz, amor, aceitação, entendimento e cooperação unam a todos, está sendo estabelecido e sinais disto estão ficando visíveis em muitos lugares. Pessoas em todos os lugares estão reivindicando sua soberania individual, a soberania com a qual elas foram criadas, para e em eterna alegria, para viver em liberdade, sendo o que os seus corações amorosos e sensíveis as guiaram para ser – elas mesmas – desimpedidas até pelos mínimos sentimentos de culpa, vergonha ou inaceitabilidade, porque tais sentimentos ou autocríticas negativas são e sempre foram, totalmente inválidas!

Vocês são todos seres divinos tendo uma experiência temporária na forma como humanos. Como humanos, a sua função foi evoluir espiritualmente e vocês vêm fazendo isso por eras e os frutos deste progresso evolucionário estão começando a amadurecer lindamente, conforme começam a se tornar a mais magnífica colheita para todos aproveitarem. Portanto, preparem-se para COMEMORAR.

Com muito amor, Saul.

John Smallman
Fonte: https://johnsmallman.wordpress.com/ — Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior —Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: A SOBERANIA INDIVIDUAL É CONSEQUÊNCIA DO DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A CONSCIÊNCIA DA UNIVERSALIDADE DA MENTE E O CAMINHO DA INTUIÇÃO

No texto primorosamente escrito por Lama Anagarika Govinda a seguir sobre “O Caminho da intuição”, o guru mostra como se dá o desenvolvimento do processo de amadurecimento da intuição na nossa mente, que é ferramenta fundamental no despertar e expansão da consciência. Sem ela não há expansão da consciência. Por isso eu lhe convido a ler o artigo completo a seguir para entender como ocorre o desenrolar da caminhada!

 

O caminho da intuição

“A essência da mente é grande porque abrange todas
as coisas; todas as coisas são da nossa natureza.
Não existe uma questão de ‘limpar’ a mente, mas sim
de ter consciência da sua universalidade”

A meditação sempre foi o principal requisito da doutrina budista deliberação. Entretanto, quanto mais as diferentes técnicas de meditação,
suas definições psicológicas e seus princípios metafísicos e filosóficos eram explicados, classificados e fixados em comentários, mais as práticas de meditação eram negligenciadas e sufocadas por discussões teóricas, regras, regulamentos morais e infindáveis recitações de textos sagrados.

A reação foi uma revolta contra as escrituras e a erudição e um retorno a uma experiência mais direta e espontânea. Ao pedantismo de um
pensamento escolástico e de lógica intelectual opôs-se a ferramenta do paradoxo, que, como uma espada afiada, cortou os nós dos problemas criados artificialmente e nos deu um relance da verdadeira natureza das coisas. O paradoxo, entretanto, é uma espada de dois gumes. Quando ele se torna rotineiro, destrói aquilo que ajudou a revelar. A força de um paradoxo, como a de uma espada, está no inesperado e na velocidade com que ela é manejada.

Um bom exemplo é a história de dois monges chineses que discutiam sobre uma bandeira ao vento. Um dizia que a bandeira se movia; o outro, que ela era movida pelo vento. Hui-Neng, o Sexto Patriarca da China, disse: “Nem o vento nem a bandeira estão se movendo; é a mente de vocês que se move.” Mummon, um Patriarca Japonês do século XIII, foi além: “Nem o vento, nem a bandeira, nem a mente estão se movendo.” Ele se referiu ao princípio essencial de sunyata: não há ir nem vir, mas os dois aspectos subjetivos e objetivos da realidade estão incluídos.

Essa realidade além dos opostos, contudo, não deve ser separada de seus expoentes; a transitoriedade não deve ser separada da eternidade. A mais perfeita autoexpressão individual é a descrição mais objetiva do mundo. O maior artista é o que expressa o que é sentido por todos.
Como ele faz isso? Sendo mais subjetivo que os outros. Quanto mais ele expressa a si mesmo, o seu ser mais íntimo, mais próximo ele se mostra aos outros. A nossa natureza real não é o nosso ego limitado e imaginário; é o vasto e oniabrangente espaço, tão intangível quanto vazio. É sunyata em seu sentido mais profundo. O segredo da arte é que ela revela o supraindividual através da individualidade, o “não ser” através do ser, o objeto através do sujeito. A arte em si é uma espécie de paradoxo, e é por isso que todas as escolas de meditação do Budismo no Extremo Oriente dão a ele essa importância tão grande.

O Sutra do Sexto Patriarca é um exemplo do uso ideal do paradoxo. Ele expressa a atitude espiritual do Zen de uma maneira que não ofenda
o bom senso nem tente fazer do bom senso a medida de todas as coisas. O leitor se situa numa atmosfera que o coloca acima do plano da consciência diária, e participa da realidade num nível mais alto de consciência. O Sexto Patriarca impressiona pela sua espontaneidade, que deveria ser inerente a cada ser humano, e com a qual o leitor facilmente se identifica. Assim ele é capaz de participar das experiências e dos ensinamentos do Patriarca, cuja vida tornou-se o símbolo máximo do Budismo Zen.

O noviço de Kwang-tung, cuja mente não estava ainda sobrecarregada por qualquer problema filosófico, penetrou espontaneamente no centro da vida espiritual: a experiência do Budado. Essa experiência não depende de regras monásticas e erudição, de ascetismo e virtuosidade, de conhecimento livresco e de textos sagrados, mas somente da realização do espírito vivo dentro de nós.

O Sexto Patriarca atingiu um estado de espontânea iluminação sem ter tido qualquer educação formal, embora, por outro lado, tenha sido ao ouvir o Sutra Diamante que seu interesse despertou e sua visão espiritual se abriu. A experiência espontânea, portanto, pode muito bem ser o produto de uma antiga tradição consagrada, se essa tradição contém símbolos de uma realidade supramental (que a psicologia moderna chamaria de símbolos arquetípicos), ou seja, formulações que levem a mente além do círculo estreito do raciocínio mundano. No choque inesperado entre uma mente sensitiva e esses símbolos e formulações, as portas da percepção interna são subitamente abertas, e o
indivíduo se identifica com a realidade supramental.

O Patriarca veio de uma família pobre de Kwang-tung. Um dia, quando vendia lenha no mercado, ouviu o Sutra Diamante, e isso despertou uma resposta tão profunda que ele decidiu entrar no monastério da Escola Zen, onde o abade era o Quinto Patriarca. Ele se tornou um noviço e recebeu o trabalho mais humilde, no estábulo e na cozinha. Um dia o abade convocou todos os discípulos a fim de escolher um
sucessor. Ele queria escolher alguém que tivesse não apenas compreendido, mas realizado a mensagem do Zen; assim, pediu aos monges que escrevessem sobre a natureza mais íntima da mente. Ninguém ousou se apresentar, exceto o erudito Shin-shau, já considerado um sucessor. Shin-shau escreveu seu verso na parede do corredor, para anunciar a sua autoria apenas se o Patriarca ficasse satisfeito. O Patriarca, embora apreciasse as palavras, pediu a Shin-shau que meditasse sobre elas durante alguns dias e escrevesse outra estrofe que mostrasse que o autor tinha passado pelo portal da iluminação – que tivesse experienciado o escrito. Dois dias depois, um jovem que passava pelo quarto onde o noviço de Kwang-tung descascava arroz recitou a estrofe do Shin-shau. O noviço foi para o corredor e pediu a um visitante para ler o verso, já que ele não sabia ler nem escrever. Depois que o visitante leu em voz alta, o noviço disse que também tinha composto uma estrofe, e pediu ao visitante que a escrevesse abaixo do verso de Shin-shau.

Espelho interno

Quando os outros monges viram a nova estrofe e souberam quem a tinha composto, disseram: “Como foi possível que uma pessoa tão iluminada trabalhasse para nós?” O Patriarca, entretanto, temendo a inveja dos monges, apagou a estrofe e pediu ao jovem que se encontrasse com ele à noite. Quando todos no monastério estavam em profundo sono, ele deu ao noviço a insígnia de seu futuro
cargo e tornou-o Sexto Patriarca. Ordenou então que o noviço saísse de imediato do monastério e retornasse somente quando ele, o Quinto Patriarca, tivesse falecido. O noviço fez como lhe foi dito, e, quando retornou com os mantos do cargo, ele foi reconhecido com o nome de Wei-lang.

As estrofes de Shin-shau e do Sexto Patriarca oferecem uma percepção valiosa da atitude mental da Escola Zen. A de Shin-shau diz: “Nosso corpo é como uma árvore de iluminação,/nossa mente é como um espelho limpo;/de hora a hora precisa ser limpo,/de modo que nenhuma poeira se ajunte nele.” Este verso mostra uma preocupação pedante com a preservação da pureza do espelho interno, a mente original (que, de qualquer modo, está além da pureza e da impureza); além disso, mostra que o autor não fala a partir de sua própria experiência, mas apenas como um erudito, porque o verso se baseia em uma expressão do Svetasvatara Upanishad: “Assim como um espelho,/ que foi coberto com poeira,/brilha como fogo, se for limpo,/da mesma maneira, aquele que compreendeu a natureza da alma/atinge o alvo e liberta-se da aflição.

Shin-shau apenas repetiu o Upanishad sem ter experienciado a realidade da mente original, enquanto que o jovem noviço captou a essência do Sutra Diamante em um ato de percepção direta; ele experienciou a verdadeira natureza da mente. Isso se revela na sua estrofe, que refuta a de Shin-shau e mostra o ponto de vista budista como é compreendido pelos Mestres do Zen: “Nosso corpo não é uma árvore de modo algum,/nem é a mente um estojo de espelhos;/quando tudo está vazio,/onde poderia a poeira se acumular?”

A mente original, conhecida como a mente de Buda ou o princípio de bodhi, o anseio por iluminação, é uma propriedade latente de cada
consciência, não apenas um reflexo do universo, mas a própria realidade universal. Isso pode parecer uma espécie de vacuidade metafísica, a ausência de qualidades e de possibilidades de definição. Bodhi, portanto, não é algo que cresceu como uma árvore, assim como a mente não é um espelho que reflete a realidade numa capacidade secundária. A mente em si mesma é a vacuidade que a tudo abrange (sunyata); assim, onde a poeira poderia se acumular?

“A essência da mente é grande, porque abrange todas as coisas; todas as coisas são da nossa natureza.” Não existe uma questão de “limpar”
a mente, mas sim de ter consciência da sua universalidade. O que podemos melhorar é o intelecto, a limitada consciência individual. Isso, porém, não nos leva além de seus próprios limites, porque permanecemos no círculo de suas leis inerentes de tempo e espaço, lógica e causalidade. Só o ato de ultrapassar nossas limitações e abandonar os conteúdos que nos aprisionam a essas leis pode nos dar a experiência da totalidade do espírito e a realização de sua verdadeira natureza – o que chamamos de iluminação.

A verdadeira natureza da mente abrange tudo que vive. O voto do Bodhisattva de libertar todos os seres vivos não é, portanto, tão presunçoso quanto parece. Esse voto não nasceu da ilusão de que um homem mortal pode se estabelecer como um salvador; é resultado da percepção de que somente no estado de iluminação seremos capazes de nos tornar um com tudo o que vive. Nesse ato de unificação, libertamos a nós mesmos e a todos os seres que estão potencialmente presentes e participam da natureza da nossa mente – que são parte de nossa mente.

É por isso que, de acordo com os ensinamentos do Mahayana, a liberação dos sofrimentos, a extinção da vontade de viver e de todos os desejos, é considerada insuficiente. É por isso que se empenhar na busca da perfeita iluminação (samyak-sambodhi) é considerado o único objetivo digno de um seguidor de Buda. Enquanto desprezarmos o mundo e dele tentarmos escapar, nós nem o superamos nem ganhamos maestria nele; estamos longe da libertação. “Este mundo é o mundo de Buda, dentro do qual a iluminação pode ser achada. Buscar a
iluminação nos separando do mundo é tão tolo como buscar chifre numa lebre.” Porque “aquele que trilha sinceramente o caminho do mundo não verá as faltas do mundo.”

Também não deveríamos imaginar que, pela supressão das faculdades intelectuais, podemos atingir a iluminação. “É um grande engano suprimir o pensamento”, diz o Sexto Patriarca. Zen é o caminho para superar as limitações da nossa atitude intelectual. Mas antes de apreciar o Zen, temos que desenvolver o intelecto, a capacidade de pensar e discernir. Se nós não alcançarmos maestria sobre o intelecto, não poderemos superá-lo. O intelecto é tão necessário para superar a emocionalidade e a confusão quanto a intuição é necessária para
superar as limitações do intelecto e seus julgamentos.

A razão, a mais alta propriedade do intelecto, é o que guia o pensamento intencional. Suas finalidades, contudo, são limitadas; a razão só pode operar naquilo que é limitado. Somente a sabedoria (prajna) pode aceitar e intuitivamente compreender o ilimitado, o atemporal e o infinito, ao renunciar às explicações e reconhecer o mistério que pode apenas ser sentido, experienciado e finalmente realizado em vida. A sabedoria tem raízes na experiência e na realização do nosso ser mais íntimo. A razão tem raízes no pensamento. Entretanto, a
sabedoria não despreza nem o pensamento nem a razão; ela os usa em seu próprio âmbito, o âmbito da ação intencional, a busca da ciência e a coordenação das nossas impressões sensoriais, percepções, sensações, e emoções, tudo em um conjunto. Aqui o lado criativo do pensamento exerce sua ação, convertendo a matéria-prima da experiência na percepção de um mundo razoável. O tamanho desse mundo depende da faculdade criativa do indivíduo. A mente pequena vive no mundo dos efêmeros desejos; a grande mente vive na infinidade do universo e na constante percepção do mistério que dá profundidade e amplitude à vida, e assim impede que o mundo sensorial se confunda com a realidade última. Aquele que penetrou até os limites do pensamento ousa saltar na grande vacuidade, o campo primordial do
seu ser ilimitado.

Lama Anagarika Govinda foi fundador da Ordem
Arya Maytreia Govinda, expositor do Budismo
Tibetano, pintor e poeta.

Fonte: Revista Sophia, edição 85

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A CONSCIÊNCIA DA UNIVERSALIDADE DA MENTE E O CAMINHO DA INTUIÇÃO

SAÚDE MENTAL: SAIBA TUDO E TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE ESQUIZOFRENIA

Em SAÚDE MENTAL, nesta quinta-feira, vamos mergulhar num assunto importantíssimo que é Esquizofrenia, uma doença que afeta mais de 2,5 milhões de pessoas no Brasil e atinge com eles suas famílias também. Então lhe convido a ler o artigo completo a seguir para tirar todas as suas dúvidas sobre essa doença e saber como conviver de boa com isso!

Esquizofrenia | Mais Pfizer

Esquizofrenia: o que é, sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Esquizofrenia?

esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico em que uma alteração cerebral dificulta o julgamento correto sobre a realidade, a produção de pensamentos simbólicos e abstratos e a elaboração de respostas emocionais complexas.

esquizofrenia é uma doença mental que, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), acomete cerca de 20 milhões de pessoas em escala mundial. Normalmente, o transtorno aparece entre o final da adolescência e começo da vida adulta, sendo uma doença crônica, complexa e que exige tratamento por toda a vida.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, a esquizofrenia não é um distúrbio de múltiplas personalidades. O termo Esquizofrenia foi criado pelo psiquiatra suíço E. Bleuler, no início do século XX e tem origem nas raízes gregas schizo (cindir, dividir) e phren (mente), no sentido de que as funções mentais se encontrariam divididas nesses pacientes.

O transtorno foi um termo cunhado pelo psiquiatra suíço E. Bleuler, no início do século XX e tem origem nas raízes gregas schizo (cindir, dividir) e phren (mente), no sentido de que as funções mentais se encontrariam divididas nesses pacientes.

Tipos

Existem alguns tipos de esquizofrenia:

  • Esquizofrenia paranoide: com predomínio de alucinações e delírios
  • Esquizofrenia desorganizada ou hebefrênica: com predominante pensamento e discurso desconexo
  • Esquizofrenia catatônica: em que o paciente apresenta mais alterações posturais, com posições bizarras mantidas por longos períodos e resistência passiva e ativa a tentativas de mudar a posição do indivíduo
  • Esquizofrenia simples: em que a pessoa, sem ter delírios, alucinações ou outras alterações mais floridas, progressivamente vai perdendo sua afetividade, capacidade de interagir com pessoas, ocorrendo um progressivo prejuízo de seu desempenho social e ocupacional. Por vezes levando os indivíduos afetados a uma vida de sem-teto e vagando pelas ruas.

Causas

Ainda não se conhecem todos os mecanismos cerebrais que promovem os sintomas relacionados à esquizofrenia, mas hoje sabe-se que se trata de uma doença química cerebral decorrente de alterações em vários sistemas bioquímicos (neurotransmissores) e vias neuronais cerebrais.

Esquizofrenia: entenda a doença que provoca delírios e alucinações

Vários genes em combinação são responsáveis por estas alterações cerebrais. O ambiente, ou seja, as relações vitais que a pessoa estabelece funcionam como fatores estressores que contribuem para que estes genes ligados se ativem e a doença apareça. Não existem fatores psicológicos ou ambientais que causam a esquizofrenia, mas sim fatores de vida que são gatilhos para o início das alterações cerebrais da doença.

Várias substâncias químicas, denominadas de neurotransmissores, estão alteradas no cérebro do esquizofrênico, principalmente dopamina e glutamato. Estudos recentes mostram diferenças na estrutura do cérebro e do sistema nervoso central das pessoas com esquizofrenia em comparação aos de pessoas saudáveis.

Fatores de risco

Sabe-se que alguns fatores são gatilhos importantes para o início das alterações neuroquímicas cerebrais e para o posterior aparecimento dos sintomas da doença no comportamento do indivíduo:

  • História familiar de esquizofrenia: as chances são de 10% se tiver um irmão com esquizofrenia, 18% se tiver um irmão gêmeo não-idêntico com esquizofrenia, 50% se tiver um irmão gêmeo idêntico com esquizofrenia e 80% se os dois pais forem afetados por esquizofrenia
  • Ser exposto a toxinas, vírus e à má nutrição dentro do útero da mãe, especialmente nos dois primeiros trimestres da gestação
  • Problemas no parto como falta de oxigênio (hipóxia neonatal)
  • Ter um pai com idade mais avançada
  • Uso de maconha
  • Tabagismo.

Sintomas

Sintomas de Esquizofrenia

Os sintomas de esquizofrenia no sexo masculino costumam aparecer entre os 15 e 20 anos. Já em mulheres, os sinais da doença são mais comuns beirando os 30 anos de idade. Embora seja raro, também é possível o aparecimento da esquizofrenia em crianças e adultos com mais de 50 anos.

A esquizofrenia é a principal doença de um grupo de transtornos psiquiátricos denominados de transtornos psicóticos. Psicose é quando uma pessoa tem alterações na apreensão e no juízo sobre a realidade (delírios) e na sensopercepção (alucinações).

Além da psicose, que geralmente ocorre no momento de crise da doença, é comum o paciente apresentar alterações comportamentais decorrentes das lesões cerebrais que este quadro agudo provocou, como por exemplo distúrbios cognitivos (pensamento, atenção, tomada de decisão, raciocínio abstrato, linguagem, etc) e emocionais (apatia, falta de motivação, falta de prazer, depressão, etc).

Delírios

São alterações decorrentes da forma como o cérebro está captando a realidade e produzindo a crítica sobre a mesma. As alterações nestas áreas do cérebro produzem crenças convictas em fatos e percepções que não são compartilhadas pelas outras pessoas.

Uma pessoa delirante tem certeza de que está sendo prejudicada de alguma forma ou capta sinais em coisas que estão acontecendo à sua volta e chega a conclusões que não são racionais (por exemplo, achar que os sinais de trânsito estão vermelhos porque são um sinal de uma emboscada que está sendo armada para ele ou mesmo acreditar que mensagens subliminares estão sendo enviadas a ela através de apresentadores de TV).

A pessoa com esquizofrenia pode acreditar também que seu pensamento está sendo controlado por algo ou alguém que está distante ou que ela própria consiga controlar o pensamento das outras pessoas.

Os delírios mais comuns são os de estarem sendo vigiados ou perseguidos por alguém, mas existem vários outros tipos de delírio: de terem criado fui inventado algo, de estarem sendo traídos, de serem culpados por alguma catástrofe ou de estarem sendo infestados por parasitas dentro do corpo.

Alucinações

São alterações na forma como o cérebro percebe os estímulos do meio e se caracterizam pela percepção de estímulos que não existem ou que não estão sendo percebidos pelas outras pessoas, como por exemplo ver coisas que só ela vê ou ouvir coisas que apenas ela escuta.

Para a pessoa com esquizofrenia, essas coisas têm toda a força e o impacto de uma experiência normal. As alucinações podem estar em qualquer um dos sentidos, mas ouvir vozes é a alucinação mais comum de todas. A pessoa pode também falar sozinha interagindo com vozes que esteja ouvindo ou com imagens/pessoas que esteja vendo.

Pensamento desorganizado

Esse sintoma pode ser refletido na fala, que também sai desorganizada e com pouco ou nenhum nexo. A ideia de que pensamento desorganizado é um sintoma da esquizofrenia surgiu a partir do discurso desorganizado de alguns pacientes.

Para os médicos, os problemas na fala só podem estar relacionadas à incapacidade de a pessoa formar uma linha de pensamento coerente. Neste sentido, a comunicação eficaz de uma pessoa portadora de esquizofrenia pode ser prejudicada por causa deste problema, e as respostas às perguntas feitas podem ser parcial ou completamente alheias e desconexas.

Habilidade motora desorganizada ou anormal

O comportamento de uma pessoa com esse tipo de disfunção não é focado em um objetivo, o que torna difícil para ela executar tarefas. Comportamento motor anormal pode incluir resistência a instruções, postura inadequada e bizarra ou uma série de movimentos inúteis e excessivos.

Sintomas em adolescentes

Os sintomas de esquizofrenia nos adolescentes são semelhantes aos dos adultos, mas a condição pode ser mais difícil de reconhecer. Isso pode ser em parte porque alguns dos primeiros sintomas da esquizofrenia nos adolescentes são comuns para o desenvolvimento típico durante a adolescência, como:

  • Pouca socialização com amigos e familiares
  • Queda no desempenho na escola
  • Problemas para dormir
  • Irritabilidade ou humor deprimido
  • Falta de motivação.

Em comparação com sintomas de esquizofrenia em adultos, os adolescentes podem ser:

  • Menos propensos a ter delírios
  • Mais propensos a ter alucinações visuais.

Outros sintomas

Além dos sinais citados, outros parecem estar relacionados com a esquizofrenia. Uma pessoa com a doença pode:

  • Não aparentar emoções ou apresentar apatia emocional (indiferença afetiva)
  • Não alterar as expressões faciais
  • Ter fala monótona e sem adição de quaisquer movimentos que normalmente dão ênfase emocional ao discurso
  • Diminuição da fala e prejuízo da linguagem
  • Negligência na higiene pessoal
  • Perda de interesse em atividades cotidianas
  • Isolamento social
  • Incapacidade de conseguir sentir prazer.

Buscando ajuda médica

A pessoa com esquizofrenia, em virtude dos sintomas da própria doença, não apresentará crítica acerca do seu quadro, já que a principal característica da psicose é a apreensão incorreta da realidade. Neste caso, um familiar que identifique o problema deve saber que muitas vezes será difícil convencer a pessoa sobre os sintomas já que a própria natureza do quadro a leva a estar convicta de que o que está dizendo é a verdade sobre a realidade. Por isso, muitas vezes algum parente ou amigo próximo deve ser responsável por levar a pessoa doente a um especialista ou para a internação, se for o caso.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar a esquizofrenia são:

  • Clínico geral
  • Psiquiatra
  • Psicólogo.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são seus sintomas e quando você os notou pela primeira vez?
  • Alguém mais na sua família foi diagnosticado com esquizofrenia?
  • Os sintomas foram contínuos ou ocasionais?
  • Você já pensou em suicídio?
  • Você está comendo regularmente, indo ao trabalho ou à escola, tomando banho regularmente?
  • Você já foi diagnosticado com alguma outra condição médica?
  • Quais medicamentos você está tomando atualmente?

Diagnóstico de Esquizofrenia

Não há exames médicos disponíveis capazes de diagnosticar a esquizofrenia. Para que o paciente seja diagnosticado com esquizofrenia, um psiquiatra deve examinar-lo para confirmar se é um caso da doença ou não. O diagnóstico é feito com base em uma entrevista minuciosa com a pessoa e seus familiares e após o descarte de outras doenças que atingem o cérebro e também podem contar com os mesmos sintomas psicóticos da esquizofrenia.

A esquizofrenia é diagnosticada quando a psicose ocorre por uma alteração no próprio cérebro e não por psicose decorrente de outras causas. Exames que avaliam a imagem do cérebro como tomografia ou ressonância magnética e exames de sangue podem ajudar a descartar outras doenças que podem também se apresentar com psicose como por exemplo:

1) Doença de Wilson: doença genética relacionada ao metabolismo do cobre (presença de sintomas psicóticos em 10-20% dos casos);

2) Consumo de álcool, maconha, cocaína, alucinógenos e outras;

3) Tumores cerebrais que atingem o lobo temporal (todo primeiro surto psicótico necessita de um exame como uma tomografia para afastar este tipo de causa de psicose);

4) Doença de Alzheimer (até 60% dos casos apresentam psicose);

5) Demência fronto-temporal;

6) Doença de Parkinson;

7) Doença de Huntington;

8) Esclerose múltipla;

9) Encefalite límbica (inflamação imunológica do cérebro);

10) Lúpus Eritematoso Sistêmico;

11) Síndrome do X-frágil;

12) Encefalite do HIV (inflamação do cérebro pelo vírus HIV);

13) Medicamentos como esteróides anabolizantes, corticóides e anfetaminas;

14) Epilepsia;

15) Acidente vascular cerebral (AVC) principalmente no lado direito do cérebro;

16) Traumatismo cranioencefálico (TCE).

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Esquizofrenia

Esquizofrenia requer tratamento durante toda a vida, mesmo após o desaparecimento de sintomas. O tratamento com medicamentos e terapia psicossocial podem ajudar a controlar a doença. Durante os períodos de crise ou tempos de agravamento dos sintomas, a hospitalização pode ser necessária para garantir a segurança, alimentação adequada, sono adequado e higiene básica do paciente.

O psiquiatra é o médico responsável pelo diagnóstico e pelo tratamento que é principalmente medicamentoso. A equipe multidisciplinar composta por psicólogo, assistente social e enfermeiro auxilia no manejo e nas abordagens psicossociais e psicoterápicas da doença.

O tratamento deve ser sempre medicamentoso (remédios antipsicóticos e outros medicamentos adjuvantes) e não medicamentoso (terapia comportamental e abordagens psicossociais de reintegração do indivíduo).

Medicamentos antipsicóticos

Medicamentos antipsicóticos são os medicamentos mais comumente prescritos para o tratamento da esquizofrenia. Eles são usados para controlar os sintomas, agindo diretamente sobre a desregulação dos neurotransmissores.

A escolha do medicamento ministrado ao paciente dependerá, também, da vontade do paciente em cooperar com o tratamento. Alguém que seja resistente a tomar a medicação, por exemplo, pode precisar de injeções, em vez de tomar um comprimido.

Psicoterapia

A terapia com um psicólogo, psicoterapia, pode ajudar o paciente a entender os fatores do dia a dia que desencadeiam a esquizofrenia, reduzir seus sintomas e trabalhar os eventos que o levaram a desenvolver este problema.

Hospitalização

Durante períodos de crise ou períodos de sintomas graves, a hospitalização pode ser necessária para garantir a segurança, alimentação adequada, sono adequado e higiene básica.

Terapia eletroconvulsiva

Para adultos com esquizofrenia que não respondem à terapia medicamentosa, a terapia eletroconvulsiva (ECT) pode ser considerada. A ECT pode ser útil para alguém que também tenha depressão. Saiba mais sobre a técnica e por que ela não é do mal.

Como posso ajudar alguém que conheço com esquizofrenia?

Cuidar e apoiar um familiar com esquizofrenia pode ser difícil, especialmente por ter que responder a alguém que faz declarações estranhas ou claramente falsas. É importante entender que a esquizofrenia é uma doença biológica.

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer para ajudar seu ente querido:

  • Incentive-os a permanecer em tratamento
  • Lembre-se de que suas crenças ou alucinações parecem muito reais para eles
  • Diga-lhes que você reconhece que todos têm o direito de ver as coisas de sua maneira
  • Seja respeitoso, solidário e gentil sem tolerar comportamento perigoso ou inadequado
  • Verifique se há algum grupo de suporte na sua área.

Medicamentos para Esquizofrenia

Os medicamentos mais usados para o tratamento de alguns sintomas da esquizofrenia são:

  • Anafranil
  • Aripiprazol
  • Bromazepam
  • Clomipramina
  • Clozapina
  • Equilid 50mg
  • Haldol
  • Haloperidol
  • Lexotan
  • Olanzapina
  • Risperidona
  • ZAP

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e nunca se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Esquizofrenia tem cura?

Os resultados para uma pessoa com esquizofrenia são muito difíceis de prever. Na maior parte do tempo, os sintomas melhoram com medicamento. Entretanto, outras pessoas podem apresentar dificuldade funcional e correm o risco de apresentar episódios repetidos, principalmente durante os estágios iniciais da doença.

As pessoas com esquizofrenia podem precisar de moradia assistida, treinamento profissional e outros programas de apoio social. Pessoas com as formas mais graves da doença podem ser incapazes de viver sozinhas, sendo necessárias, nesses casos, casas coletivas ou outras moradias de longo prazo com a estrutura adequada.

Os sintomas retornarão se a pessoa com esquizofrenia não tomar sua medicação.

Complicações possíveis

Se não for tratada, a esquizofrenia pode resultar em problemas emocionais, comportamentais e de saúde graves, assim como problemas jurídicos e financeiros que afetam quase que totalmente a vida da pessoa. Complicações que a esquizofrenia pode causar incluem:

  • Suicídio
  • Qualquer tipo de autolesão
  • Ansiedade e fobias
  • Depressão
  • Consumo excessivo de álcool e abuso de drogas ou medicamentos de prescrição
  • Perda de dinheiro
  • Conflitos familiares
  • Improdutividade no trabalho e nos estudos
  • Isolamento social
  • Outros problemas de saúde, incluindo aqueles associados com medicamentos antipsicóticos e tabagismo
  • Ser vítima de comportamento agressivo
  • Agressividade.

Convivendo/ Prognóstico

A terapia de apoio pode ser útil para muitas pessoas com esquizofrenia. Técnicas comportamentais, como o treinamento de habilidades sociais, podem ser usadas para melhorar as atividades sociais e profissionais. Aulas de treinamento profissional e construção de relacionamentos são importantes.

Os familiares de uma pessoa com esquizofrenia devem ser informados sobre a doença e receber apoio. Os programas que destacam os serviços de apoio social para pessoas necessitadas podem ajudar aqueles que não recebem apoio da família ou de conhecidos.

Os familiares e cuidadores são frequentemente incentivados a ajudar as pessoas com esquizofrenia a continuar seguindo o tratamento.

É importante que a pessoa com esquizofrenia aprenda a:

  • Tomar os medicamentos corretamente e lidar com os efeitos colaterais
  • Reconhecer os sinais iniciais de uma recaída e saber como reagir se os sintomas retornarem.

Lidar com os sintomas que se manifestam mesmo com o uso de medicamentos. Um terapeuta pode ajudar a:

  • Administrar dinheiro
  • Usar o transporte público.

Prevenção

Prevenção

Não existe uma forma conhecida de prevenir a esquizofrenia.

Após o diagnóstico, os sintomas podem ser prevenidos por meio do uso correto da medicação. O paciente deve tomar os medicamentos prescritos exatamente como o médico recomendou. Os sintomas retornarão caso a medicação seja interrompida.

É importante que o paciente sempre converse com o médico, principalmente se estiver pensando em mudar ou interromper o uso dos medicamentos. Fazer visitas regulares ao médico e ao terapeuta são medidas essenciais para prevenir a recorrência dos sintomas.

Referências

Ministério da Saúde

National Institutes of Health

UNIICA

Sociedade Brasileira de Psiquiatria

ABRE

Mental Health America

Mayo Clinic

OMS (Organização Mundial de Saúde)

Diego Tavares
Revisado por Diego Tavares
Psiquiatria – CRM 145258/SP
Por Redação

Fonte: Minha Vida

Continuar lendo SAÚDE MENTAL: SAIBA TUDO E TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE ESQUIZOFRENIA

REFLEXÃO: A LONGEVIDADE E A NOVA FAIXA DE IDADE EM PERMANENTE MUTAÇÃO

Nesta segunda-feira trago algo diferente para a coluna REFLEXÃO. Com a crescente longevidade, por uma série de fatores combinados, a atual geração de maduros, faixa que vai dos 60 aos 80 anos, está ocupando espaços e diferentes estilos de vida que se renovam continuamente. Vale a pena você ler este texto esclarecedor sobre o comportamento dessa nova geração que muda constantemente. É como sair do olho do furação e analisar de fora situações que você possa estar vivenciando!

A atual geração dos maduros é mesmo um fenômeno – confira!

Longevidade / a nova geração dos maduros – Para hoje, reproduzo texto muito bom, que vi em grupo de rede social, com elogiável compreensão do que vem acontecendo atualmente com as pessoas da faixa etária que varia entre 60 e 80 anos. Sem dúvida, no embalo do fenômeno chamado de longevidade, há novos movimentos, ocupação de espaços e diferentes estilos de viver desse público que se renova continuamente, ainda tratado, genericamente, como da terceira idade.

O texto, com o título NOVA FAIXA DE IDADE, publicado no site PENSADOR, é atribuído a Sandra Pujol, sobre a qual não encontrei referências mais esclarecedoras. O importante é que a mensagem é bem legal, tenta descrever uma nova realidade de crescente faixa da população que está experimentando – e desfrutando – o considerável aumento da expectativa de vida, em todo o planeta, década após década, ano após ano, por uma série de fatores combinados, conforme tenho focalizado com alguma frequência aqui no blog.

Confira a seguir:

“NOVA FAIXA DE IDADE!

Texto de Sandra Pujol:*
Se observamos com cuidado, podemos detectar a aparição de uma nova faixa social que não existia antes: pessoas que hoje têm entre sessenta e oitenta anos.
A esse grupo pertence uma geração que expulsou da terminologia a palavra envelhecer, porque simplesmente não tem em seus planos atuais a possibilidade de fazê-lo.
É uma verdadeira novidade demográfica, semelhante ao surgimento  da adolescência; na época, que também era uma nova faixa social, que surgiu em meados do século XX para dar identidade a uma massa de crianças desabrochando, em corpos adultos, que não sabiam, até então, para onde ir ou como se vestir.
Este novo grupo humano, que hoje tem cerca de sessenta, setenta ou 80 anos, levou uma vida razoavelmente satisfatória.
São homens e mulheres independentes que trabalharam durante muito tempo e conseguiram mudar o significado sombrio que tanta literatura latino-americana deu por décadas ao conceito de trabalho.
Longe dos tristes escritórios, muitos deles procuraram e encontraram, há muito tempo, a atividade que mais gostavam e na qual ganham a vida.
Supostamente é por isso que eles se sentem plenos; alguns nem sonham em se aposentar.
Aqueles que já se aposentaram desfrutam plenamente de seus dias, sem medo do ócio ou solidão, crescem internamente. Eles desfrutam do tempo livre,  porque depois de anos de trabalho, criação dos filhos, carências, esforços e eventos fortuitos, vale bem a pena contemplar o mar, a serra e o céu.
Mas algumas coisas já sabemos que, por exemplo, não são pessoas paradas no tempo; pessoas de cinquenta, sessenta ou setenta, homens e mulheres, operam o computador como se tivessem feito isso durante toda a vida.
 Eles escrevem e veem os filhos que estão longe e até esquecem o antigo telefone para entrar em contato com seus amigos para os quais escrevem e-mails ou mandam whatsapps.
Hoje, pessoas de 60, 70 ou 80 anos, como é seu costume, estão lançando uma idade que AINDA NÃO TEM NOME. Antes, os que tinham essa idade, eram velhos e hoje não são mais… hoje estão fisica e intelectualmente plenos, lembram-se da sua juventude , mas sem nostalgia, porque a juventude também é cheia de quedas e nostalgias e eles bem sabem disso.
Hoje, as pessoas de 60, 70 e 80 anos celebram o Sol todas as manhãs e sorriem para si mesmas com muita frequência … Elas fazem planos para suas próprias vidas, não com as vidas dos demais.
Talvez, por algum motivo secreto que apenas os do século XXI conheçam e saberão, a juventude é carregada internamente.
A diferença entre uma criança e um adulto é, simplesmente, o preço de seus brinquedos.
Continuar lendo REFLEXÃO: A LONGEVIDADE E A NOVA FAIXA DE IDADE EM PERMANENTE MUTAÇÃO

BOAS NOTÍCIAS: NINGUÉM SABE COMO, MAS RESTAURANTE QUE NÃO TEM PREÇO E ALIMENTA QUALQUER PESSOA VAI MUITO BEM E OBRIGADO

É com muito prazer e emoção que divulgo essa belíssima história aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS deste sábado. Um casal altruísta que doa o seu tempo e dinheiro para manter um restaurante que não cobra pelas refeições servidas. Atendem pobres e ricos. Não existe preconceito algum, só a imensa vontade de matar a fome de quem precisa. Não faço ideia de como eles conseguem manter esse restaurante funcionando, mas tenho uma teoria: eles vibram numa frequência muito alta, onde a negatividade e o mal não os alcançam e obedecem religiosamente a Lei da Atração. Então lhe convido a ler o artigo completo a seguir e conhecer esse casal maravilhoso, iluminado e abençoado!

Casal cria restaurante que não tem preços e alimenta qualquer pessoa

Imagine um pequeno restaurante onde não há caixa registradora, nem preços. Apenas um espírito de solidariedade pra matar a fome das pessoas, pobres ou ricas.

Sim, ele existe e os pratos servidos na hora do almoço, de terça a quinta-feira, são caseiros, variados e deliciosos (vídeo abaixo). E o restaurante também oferece hospitalidade. Por pior que seja a situação da pessoa, ela não precisa se preocupar por ter não dinheiro para o almoço.

O cliente deixa o que puder em uma cabine privativa, perto da entrada do restaurante, mesmo que seja apenas um punhado de moedas, ou um pequeno bilhete de agradecimento.

O restaurante foi criado pelo casal Freddie e Lisa Thomas-McMillan. O Drexell & Honeybee’s, fica no centro de Brewton, no Alabama, perto da fronteira com a Flórida, nos EUA.

Faturamento

Freddie e Lisa Thomas-McMillan não têm lucro com seu restaurante. 100% das doações são usadas para servir comida a outras pessoas que virão nos dias seguintes.

O que eles ganham com tudo isso? Alegria!

O casal diz que é uma verdadeira alegria saber que seus clientes vão embora “com o estômago cheio, o coração cheio e a compreensão de que você é amado e digno de amor”.

Motivo

Lisa, que ao longo da vida administrou um banco de alimentos, abriu a casa para necessitados depois de um exemplo de empatia que viveu na infância.

Ela conta que na segunda série, aprendeu uma lição poderosa sobre compartilhar com uma garotinha que sempre comia um sanduíche melhor que o dela, mas compartilhava o lanche alegremente com Lisa, que levava pão com manteiga de amendoim e geleia.

“Alimentar a necessidade ’é a nossa missão. Quaisquer que sejam as necessidades que as pessoas tenham, se pudermos ajudá-las … nós o faremos”, disse Lisa ao GNN.

Pandemia

A pandemia tornou a administração do restaurante um pouco mais complicada nos últimos meses, como aconteceu com tantos comerciantes, mas o casal persiste.

“Quando eu e meu marido abrimos, concordamos em colocar uma parte de nossa aposentadoria na administração do restaurante … como você pode imaginar, as doações diminuíram, mas continuaremos tentando servir a todas as pessoas que vierem para nossa porta”, disse.

“No final de junho, descobrimos uma maneira de fazer pedidos para viagem e manter todos seguros … Está funcionando muito bem e nos sentimos muito orgulhosos de poder fazer o que fazemos, com a COVID-19 afetando tantas pessoas”, concluiu.

Assista:

Com informações do GNN

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: NINGUÉM SABE COMO, MAS RESTAURANTE QUE NÃO TEM PREÇO E ALIMENTA QUALQUER PESSOA VAI MUITO BEM E OBRIGADO

AUTOCONHECIMENTO: VIBRAR NA GRATIDÃO PARA SE LIBERAR DAS ENERGIAS DENSAS

Como já foi dito aqui e postado também em vários artigos e textos conscienciais, somos seres de energia e luz que vibramos em frequências diferentes. Nesta 3ª dimensão vibramos numa energia densa e por isso mesmo não temos ainda a liberdade que as pessoas que vibram na 5ª dimensão tem. Essa é a grande diferença. Acontece que o nosso caminho é um só. Mas precisamos despertar, expandir a consciência para alcançar níveis evolutivos que nos permita vibrar em frequências sutis. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

As energias densas estão sendo impelidas para a superfície a fim de ser transformadas

Mensagem canalizada de outubro de 2017

Estamos aqui sempre prontos para apoiá-los e ajudá-los e a todos aqueles que solicitarem nossa presença. Nós lhes lembramos do seu verdadeiro poder, como seres divinos e multidimensionais encarnados, e experimentando as limitações da realidade tridimensional. Tudo o que lhes ensinaram concentra-se nas limitações.

Sim, compreendemos que o corpo físico não pode voar ou mover-se através das paredes porque é denso. Esse sentimento e essa experiência de densidade reforça a ilusão das limitações. Lembrem-se, esta é uma realidade dual. Vocês possuem um corpo físico que lhes permite interagir com esta dimensão e traduzir as vibrações com que se deparam como boas ou ruins. Queremos lembrar-lhes que vocês também possuem um corpo energético que tem a capacidade e o verdadeiro propósito de ser parceiro do seu eu físico.

É nessa parceria e conscientização entre o eu físico tridimensional e o corpo energético do eu consciente divino em que acontece a verdadeira criação. A mudança que está ocorrendo em sua realidade é a luta entre o eu físico limitado e o eu divino ilimitado.

Essa luta está acontecendo no interior de cada indivíduo e é ampliada e testemunhada pelo coletivo. Imaginem que toda e qualquer pessoa está sendo estimulada, ativada, acelerada para perceber que é mais do que o corpo físico, que certamente parece real. Essa aceleração continuará no coletivo, visto que vocês estão no rumo para evoluir e ascender para as dimensões superiores. As vibrações estão sendo oferecidas pelas forças galácticas/cósmicas que banham todos os aspectos do seu planeta.

As energias densas e desqualificadas estão sendo impelidas para a superfície a fim de ser transformadas. Quando essas energias densas e negativas são testemunhadas, a partir de sua consciência física limitada, vocês se sentem desesperados, desamparados, frustrados e até irritados. Infelizmente esses sentimentos de desespero, desamparo, frustração e ira somente os mantêm bloqueados nesta experiência densa e limitada da terceira dimensão.

É a capacidade e a tenacidade dos verdadeiros mestres, que são capazes de testemunhar os eventos que causam tanto caos e tragédia, e oferecer uma frequência e uma vibração que edificam, transformam e ancoram um novo modelo e um novo padrão.

Toda e qualquer pessoa reconhece e se lembra de que este é um dos motivos por que está aqui, novamente, nesta experiência limitada. Cada indivíduo possui o poder, a capacidade e a responsabilidade para atingir e expressar uma visão, uma vibração que sejam para honrar a todos. É principalmente verdadeiro e importante quando a expressão física é de caos e de extrema tragédia. Há aqueles que estão afagando essa disfunção, esse caos, devido à própria má compreensão acerca de quem eles são, às próprias feridas e ao medo. O que se oferece irá ativar e evocar emoções reprimidas mantidas no coletivo.

Esse desencadeamento de emoções negativas e desqualificadas de medo, ódio, incapacidade e susto amplificam-se e se irradiam para todo o campo. Todos os seres empáticos sentem essas vibrações emocionais densas e facilmente vão se combinar com elas. A energia sempre seguirá os pensamentos, inconscientemente, e combinando com as energias desqualificadas que são oferecidas, o ciclo se repete reiteradamente, tornando-se mais forte e mais ruidoso a cada vez. É como uma rede energética que encurrala aqueles que não estão alertas, que estão sob qualquer tipo de negação ou estão em um estado de sono consciente.

Despertem, despertem para o seu poder pessoal e conscientização. Vocês não estão desamparados, vocês são imensuravelmente poderosos. Apropriem-se disso, vivam-no, invoquem-no a cada momento. Permaneçam vigilantes acerca de como os seus circuitos são ativados, o que os conecta, o que lhes dá uma carga, o que os irrita.

Esses são os sentimentos e os pensamentos que os mantêm nas profundezas da terceira dimensão. Continuem se lembrando de permanecer conscientes, permanecer plenamente no momento presente. É a partir desse estado pleno de consciência no presente que se pode, e realmente se alter, esta realidade, seja pessoal ou coletivamente falando.

Vocês possuem uma lista de emergência dos passos que irão restaurar o seu estado de consciência? Pratiquem simplesmente seguindo sua respiração, longa, lenta e profunda. Esse simples exercício afetará a fisiologia de todo o seu corpo físico. É um método elegante de restaurar sua consciência divina, principalmente quando a consciência física está em um estado de medo, ira, tristeza e frustração.

Essas são as ferramentas que queremos relembrá-los para que utilizem de modo rápido e frequente. Quando vocês estão em um estado de gratidão e apreço, cada célula do seu corpo, até o seu DNA é expandido. Esse é o estado de frequência vibratória que convida para que as sincronicidades ocorram em sua vida e em seus assuntos. Essa é a frequência que imprime o campo quântico com o novo modelo.

Essa é a energia que ancora a conscientização mais elevada no campo coletivo. Esses sentimentos de gratidão e bênçãos do seu conhecimento divino são realmente a magia que transforma todas as energias caóticas. Mesmo no meio, principalmente no meio de alguma forma de caos, esse é o momento de manter-se firmemente na experiência de conscientizar-se de que vocês são conscientes.

Lembrem-se de praticar o bom cuidado a si próprios. Estejam na natureza, descansem e sejam agradáveis consigo mesmos e com os demais. Pratiquem respirar profundamente, enquanto enviam amor e apreço ao seu corpo físico, banhem cada célula com luz. Permitam-se brincar em sua imaginação.

Imaginem e pratiquem sentir um tipo diferente de realidade. Imaginem-se voando ou passando através das dimensões, ou mesmo viajando no tempo. Sejam brincalhões consigo mesmos e deixem que os seus pensamentos se expandam para todas as possibilidades ilimitadas. Diversas vezes ao dia permitam-se mudar seus pensamentos para aqueles que pareçam deliciosos, que fazem com que sorriam ou até deem risadas.

Lembrem-se de que há suficiente número de pessoas ainda aprisionadas na preocupação, no medo e na mentalidade de frustração. Vocês são aqueles que geram uma frequência mais elevada de clareza e expansão. Há sempre mais a ser revelado. Acessem seu poder pessoal de transformar as energias desqualificadas sem que sejam atrapalhados pela negatividade ou desesperança.

É mais importante agora do que nunca. O seu planeta está passando por uma enorme cura e mudança de um estado de dualidade para uma compreensão e reconhecimento coletivos da unicidade. Vocês estão aqui para ancorar exatamente essa verdade. Vocês estão aqui para se conscientizar de que são conscientes e compartilhar essa conscientização com os outros, pelas palavras, pensamentos, sentimentos e exemplos. Essa é a única coisa que vai apoiar a ascensão deste planeta.

Nós os reconhecemos pela coragem de estar encarnados neste momento. Confiem em nós quando lhes dizemos que vocês são verdadeiramente os escolhidos, somente aos mestres se permite fazer parte deste incrível processo de ascensão.

Estamos aqui para apoiar, orientar e recordar a todos que vocês são criadores magníficos e seres de luz.

A ‘equipe’.

Fonte: Peggy Black – www.MorningMessage.com

Tradução: Ivete Brito –  www.adavai.wordpress.com

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: VIBRAR NA GRATIDÃO PARA SE LIBERAR DAS ENERGIAS DENSAS

REFLEXÃO: NA MEDIDA QUE NOS ALINHAMOS COM A CONSCIÊNCIA DE NOSSA ALMA MAIOR É A SABEDORIA E A MOTIVAÇÃO

A nossa REFLEXÃO desta segunda-feira, para começar a semana com um grande insight é a expansão do poder da nossa alma que nos desafia a agir com maior sabedoria e motivação consciencial para alcançarmos o equilíbrio e o discernimento. Então convido você a ler o texto breve texto completo a seguir, refletir e expandir a sua consciência.

Maior sabedoria e motivação

Mensagem de 31 de Julho de 2020

À medida que expandimos  o poder de nossa alma, somos desafiados a agir com maior sabedoria e motivados a agir com mais consciência, equilíbrio e discernimento. Uma vez que trabalhamos conscientemente com a energia de nossa alma, não podemos fazer mais nada, nem receber nada, que não seja para o bem de todos. À medida que lutas intensas por poder e controle continuam, devemos lembrar que não podemos mais recriar o que tivemos neste mundo. O que criamos agora deve ser novo e alinhado com a consciência de nossa alma.

Esse tempo está carregado de potencial à medida que você está mudando para um método de ação mais equilibrado e harmonioso. Conforme formas entrincheiradas, insustentáveis ​​e padrões pessoais ultrapassados ​​mudam radicalmente, você é encorajado a crescer e a confiar em sua conexão e intuição internas. Interiorize-se, abra-se à consciência da sua alma e testemunhe a nova vida que está emergindo suavemente. Abrace o mistério e concentre-se nas soluções e não em problemas. Torne-se consciente do que está sendo mostrado, pois muitas revelações estão chegando em sonhos, lampejos de inspiração e encontros aparentemente fortuitos.

Muito Amor

Kate Spreckley – © 2020
Fonte: http://www.spiritpathways.co.za — Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br: Tradução — Marco Iorio Júnior — Editor exclusivo do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo REFLEXÃO: NA MEDIDA QUE NOS ALINHAMOS COM A CONSCIÊNCIA DE NOSSA ALMA MAIOR É A SABEDORIA E A MOTIVAÇÃO

OPINIÃO: GOVERNO ASSUME 85% DO RISCO, DINHEIRO NÃO CHEGA NA PONTA E BANCOS AINDA SÃO REMUNERADOS PELO DINHEIRO PARADO

Na nossa coluna OPINIÃO deste domingo trago mais um texto espetacular do nosso colaborador e economista Ricardo Paz sobre a covardia e a crueldade do governo e dos bancos com a população brasileira que está sendo impactada pela pandemia. O rico dinheirinho dos banqueiros não saem dos seus cofres, não chega na ponta para o guerreiro empresário que carrega o piano nas costas, mesmo o governo assumindo 85% do risco em caso de calote e como se não bastasse o Banco Central emite título da dívida pública para remunerar esse rico dinheirinho que está parado no banco só escutando a conversa. Então convido você a ler o impactante texto a seguir e entender essa malandragem!

Qual é a sensação de ganhar muito dinheiro de uma só vez? - Quora

QUE PAÍS É ESTE???

BANCOS DEIXAM DE EMPRESTAR R$1,4 TRILHÃO E A SOCIEDADE AINDA PAGA A CONTA DA DÍVIDA PÚBLICA

Isso é coisa de crime organizado! O que deveria ser um mecanismo de política monetária para aumentar ou diminuir a liquidez no interbancário, impactando no volume de empréstimos na economia, virou um dispositivo de “investimento seguro” para os bancos. Se estamos em recessão e pandemia, o excesso de liquidez em nada impactaria na inflação. Isso está mais evidente do que em 2017. É simplesmente vergonhoso o banco central emitir título da dívida pública para remunerar o dinheiro parado dos bancos, protegendo-os de supostos calotes caso emprestassem a juros baixos aos seus clientes. Essa lógica é perversa, pois implica em aumento da dívida pública. Como esclarece Maria Lúcia Fattorelli, as “Operações Compromissadas” significam uma proteção ilegal aos banqueiros. Além disso, expõem uma distorção na dinâmica de economias de mercado, pois simplesmente anula o “risco do negócio” para os bancos. Isso não pode ser considerado um escudo de defesa do sistema financeiro, como alguns podem alegar, enquanto a economia do país segue afundando. Isso é crime contra a economia popular! A gangue Banco Central-banqueiros deveria ser presa imediatamente!!! Onde estão o STF e Congresso Nacional, para irem pra cima dessa imoralidade??? Certamente, muito ocupados na perseguição ao poder executivo.
Escrito por Ricardo Araújo
Continuar lendo OPINIÃO: GOVERNO ASSUME 85% DO RISCO, DINHEIRO NÃO CHEGA NA PONTA E BANCOS AINDA SÃO REMUNERADOS PELO DINHEIRO PARADO

AUTOCONHECIMENTO: AS CRENÇAS LIMITANTES ESTÃO SENDO TRANSMUTADAS ATRAVÉS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA COLETIVA

A expansão da consciência coletiva está desvelando as crenças limitantes de nossas mais profundas distorções da realidade, focando principalmente nas crenças limitantes que você tem de si mesmo. Esse processo o ajuda em expandir mais o despertar de sua consciência, ao ser capaz de honrar o misterioso processo de transmutação. Então convido você a ler o artigo completo a seguir e entenda como ocorre esse processo de expansão da consciência coletiva.

A Astrologia e a Evolução Pessoal

Neste momento o Universo está expandindo a consciência coletiva

Mensagem em 28 de Julho de 2020

Embora muitos possam ver o estado atual do planeta como sinais apocalípticos, é importante saber que um apocalipse é na verdade o processo de ascensão meramente visto pelas lentes de um desenrolar da estrutura do ego.

Para ajudá-lo neste processo, vamos explorar os presentes e oportunidades que o universo está mostrando, em nome de todos nós, para mover a consciência além da intensidade surreal de um mundo que está mudando rapidamente. Neste momento, o universo está expandindo a consciência coletiva, ao ajudar seres em evolução como você a se tornarem conscientes de continuar o processo de desvelar crenças limitantes fora de nossa memória celular.

Isto significa, a despeito das coisas que você deseja manifestar, que o Universo está ajudando-o a reconhecer suas crenças mais centrais ao colocar você em circunstâncias e guiá-lo por uma série de situações para ajudá-lo a perceber as ideias mais limitantes que você tem a seu respeito. Para ajudá-lo a passar por esse processo com a máxima naturalidade, você pode fazer as seguintes perguntas:

Quando algo desconfortável, inconveniente ou inesperado acontece, que razão você dá pelo motivo que ocorreu?
Sua razão instintiva fica se perguntando o que você fez de errado para que isso acontecesse?
Você espera descobrir a lição tão rapidamente quanto possível para passar além da percepção da punição?
Você faz um trabalho interno tão intenso como forma de tentar estar numa situação melhor com a Fonte, que somente ama e adora você, exatamente como você é?
Você espiritualiza demais a perfeição do tempo divino ao culpar o comportamento de seu ego, uma crença de que sua vibração deve estar baixa devido a tais resultados, ou meramente mantendo a noção de que você não deve ser merecedor de tudo o que deseja ter?

Estas podem ser perguntas difíceis, mas é imperativo fazê-las para ajudar você a ver através do véu de conceitos que pode estar usando inocentemente e sem saber, para permanecer dormindo num sonho de recompensa e punição. Conforme você continua a acordar, começa a explorar o universo que é todo recompensa e não punição, fora das limitantes e geralmente dolorosas conclusões que tendemos a desenhar em resposta ao desenrolar da jornada do tempo. Como parte da condição humana, as pessoas geralmente fazem conclusões em resposta aos resultados como forma de manter alguma aparência de controle.

A crença tende a ser: se eu puder entender porque algo está acontecendo, serei capaz de saber o que posso fazer para superá-la ou até transformá-la em maiores circunstâncias para mim mesmo e os outros. Como sempre, existe sempre um fundo de verdade escondido dentro das crenças de nossas mais profundas distorções da realidade.

É verdade, se você pudesse entender porque algo está acontecendo, seria capaz de saber o que pode fazer para superá-lo ou até transformá-lo em circunstâncias melhores para você e os outros. Mas ainda assim, você não deve ser culpado como a causa negativa de qualquer resultado em particular, como se fosse culpado de alguma forma de transgressão, apenas porque as coisas não estão acontecendo como você esperava ou previa.

Conforme o universo ajuda você a acessar suas crenças mais limitantes que tem sobre si mesmo, os outros, o mundo e a realidade como um todo – focando principalmente nas crenças limitantes que você tem de si mesmo – ele o ajuda em expandir mais o despertar de sua consciência ao ser capaz de honrar o geralmente ilusório e misterioso processo de transmutação.

A transmutação age como um fogo sagrado, queimando tudo o que não serve mais, cada vez que você é emocionalmente ativado ou colocado contra si mesmo em resposta a uma situação ou ao comportamento de alguém.

Quanto mais você souber o que a vida será a respeito de quaisquer circunstâncias necessárias para ajudá-lo a examinar as crenças limitantes que você tem a seu respeito, mais fácil será deixar de precisar que as coisas sejam de determinada maneira para descobrir a felicidade, totalidade, inspiração e alegria que você procura. Também o ajuda a elevar seu entendimento sobre co-criação para além dos limites do entendimento do ego. A co-criação é real, mas você não está exclusivamente no controle do que acontece.

Pelo fato da co-criação referenciar uma colaboração, ela o ajuda a entender que sua parceria com o universo permite qualquer grau de circunstância se manifestar, não por causa da insistência do desejo pessoal, mas por meio da graça do tempo divino, que está fazendo tudo em seu poder infinito para ajudá-lo a se tornar mais centrado no coração, personificado e um humano divino totalmente integrado conscientemente, como você foi criado para ser. Conforme mais espaço é liberado para permitir tal presença integrada de sua alma se aprofundar em seu corpo físico, você percebe que a verdadeira realização que vem buscando, vem de estar alinhado com o espírito mais frequentemente do que não e não necessariamente dependente do que você tem ou não, do que quer ou se ressente pelos outros terem.

É por isso que o universo cria intrigantes cenários pessoais e coletivos, onde versões específicas suas, juntamente com outros personagens, aparecem para se comportarem de maneiras para permitir a você obervar as crenças limitantes que possam surgir como resposta. Devido o acessar das crenças limitantes ser de tão grande importância para tantas pessoas neste momento, a chave agora é ser mais compassivo com você mesmo do que nunca. Liberte-se permitindo a si mesmo entrar numa realidade onde as coisas não acontecem por causa de qualquer coisa que você faz ou não.

Devido ao desenrolar das crenças limitantes estar levando você para além dos limites da prisão psicológica, é muito comum neste momento ter uma natureza rebelde quando se trata  de regras auto-impostas e rigidez. Por exemplo, se você está num processo de limpeza, não se surpreenda pelo desejo ou probabilidade de traição, apenas por saber que você tem o direito de fazer como deseja e ser como quiser.

O desenrolar das crenças limitantes também amplifica a tendência emocional de comer, numa tentativa de procurar formas alternativas de conforto, pois as crenças que antes ofereciam conforto parecem ter ficado mais tempo que o desejado. Não há dúvidas que conforme todas as partes do Eu são colocadas juntas ao longo de sua jornada de despertar, haverá uma diferença considerável no seu alinhamento de escolhas, mas este processo não é algo que seu ego pode micro-gerenciar ou controlar.

Neste momento crítico de transmutação alquímica interna, as práticas espirituais essenciais são aquelas enraizadas no amor próprio e na auto-descoberta.

É um momento no qual você é realmente necessário como aquele que pode trazer a Luz da energia da Fonte para o seu ser, quanto mais autenticamente e com mais frequência você se atrever a amar a si mesmo, enquanto aceita que tudo acontece para trazer uma nova versão de você e uma recém-transformada realidade e não porque tudo o que você fez estava errado de alguma forma.

Durante esta fase de transmutação é natural ter desejos repentinos, sentir-se ansioso, confuso, hipnotizado ou descontente pela crescente lista de incertezas da vida, aumento de dores físicas e emocionais – incluindo dores de cabeça, bem como surtos elétricos e choques ao longo dos principais pontos meridianos. Tais sintomas, embora representem evidência de transmutação em andamento, também agem como lembretes para ser gentil com você mesmo, conforme você passa para além das fronteiras deste processo evolucionário.

À medida em que o ritmo da vida desacelera para lhe dar uma visão mais direta aos trabalhos internos de um passado condicionado, você é capaz de cortar as cordas de cada âncora e navegar em nossa mais milagrosa viagem para novos mares de descoberta. Com menos pressão e rigidez sobrecarregando um período já sobrecarregado na história da Terra, os sinais de um mundo recém-desperto começam a emergir na beleza de sua vida diária.

Do meu coração para o seu, obrigado por estar aqui, mantendo o curso e sendo um catalisador tão importante em assegurar que a vibração do amor seja canalizada para o seu coração e realidade, não importa o quão vergonhoso, não merecedor ou desconectado qualquer crença sugira que você seja. Em nome do universo, obrigado por ser exatamente como você é.

Que o universo possa mostrá-lo exatamente como, não importando as circunstâncias, o amor sempre tem a palavra final. O amor empre vence.

Tudo por amor,

Matt
Fonte: https://mattkahn.org/ — Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: AS CRENÇAS LIMITANTES ESTÃO SENDO TRANSMUTADAS ATRAVÉS DA EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA COLETIVA

ECONOMIA: ESSE “SOU A FAVOR DA LIBERDADE, MAS…” SE CHAMA CENSURA

Na nossa coluna ECONOMIA desta quinta-feira trago um artigo de Fabio Barbieri, mestre e doutor pela Universidade de São Paulo, onde analisa um texto muito bem redigido de John Stuart Mill, Sobre a Liberdade, que trata da liberdade de expressão, direito tão discutido e ao mesmo tempo tão desrespeitado no nosso país atualmente. Vale a pena conferir esse texto bastante profundo e esclarecedor! 

“Sou a favor da liberdade de opinião, mas…”

“essa liberdade acaba onde começam minhas sensibilidades”

 

Textos que tratem da liberdade de opinião parecem dispensáveis diante da crença de que esse valor estaria consolidado no Ocidente.

Em Sobre a Liberdade, John Stuart Mill, inicia o capítulo intitulado “Da Liberdade de Pensamento e Discussão” afirmando que é de se esperar que não seria mais necessário discorrer sobre os males associados ao controle governamental de idéias. Também na Inglaterra, na mesma época, Herbert Spencer declara em O Direito ao Livre Discurso que seria supérfluo repetir o Areopagítica, o panfleto que John Milton escreveu em 1644 para defender o fim do sistema de licenças para publicações.

A mesma crença é comum em nossa própria época. Afinal, a adesão à liberdade de expressão ainda exige de seus oponentes, como um tributo, a afirmação de que eles seriam “favoráveis à liberdade de opinião” antes do fatídico “mas”, que invariavelmente se segue e esvazia tal declaração.

Ademais, o anseio pelo controle do pensamento sempre existiu, em especial entre alguns intelectuais, movimentos políticos e grupos religiosos. Porém, quando a defesa da censura extrapola esses círculos e contamina o resto da sociedade, devemos nos preocupar seriamente com a sinceridade do compromisso com esse valor.

O cenário atual

Na academia, no jornalismo, nas grandes empresas e nas redes sociais tornou-se natural censurar e pedir a demissão de pessoas que ousam contrariar determinadas opiniões ou mesmo violar o código de termos permitidos por aqueles que buscam controlar a linguagem e instrumentalizar o ensino.

Quem questiona algum dogma presente é visto como ignorante ou imoral, um criminoso que espalha falsidade e ódio entre aqueles tidos como menos capazes de pensar por si próprios.

Esse paternalismo, por sua vez, suscita o clamor por controle estatal do fluxo de informação, sem que sejam expressos temores significativos a respeito da vontade e da capacidade que autoridades responsáveis pelo controle teriam para separar a verdade da falsidade. Ao mesmo tempo, o debate racional é novamente substituído pela mais tosca das falácias, que dispensa a análise do conteúdo das idéias em favor do ataque aos seus autores, bastando que esses sejam “denunciados” como membros de alguma classe imaginária de inimigos.

Além da censura, também a defesa da agressão física se torna cada vez mais comum nesse ambiente não acostumado com a multiplicidade de pontos de vista. Pessoas com mentalidade autoritária rotulam de “fascistas” e “nazistas” quaisquer opiniões diferentes das próprias; e os oponentes intelectuais, assim desumanizados, são vistos como ameaças à civilização, devendo ser combatidos pela força física.

Recorrendo a Mill

Cada um desses fenômenos assustadoramente retoma práticas comuns em regimes autoritários, o que faz com que o clima político e intelectual moderno lembre as ficções distópicas de autores como Zamyatin (Nós) e Orwell (1984) e os modernos censores “politicamente corretos” pareçam tragicomicamente com inquisidores moralistas de tempos mais remotos.

Diante do presente grau de deterioração do compromisso com a liberdade, são cada vez mais necessárias re-exposições dos fundamentos da liberdade de expressão. Neste artigo, reproduziremos, com comentários relativos ao cenário atual, os argumentos de J. S. Mill contidos no segundo capítulo de Sobre a Liberdade. Essa escolha foi feita tendo em vista o caráter sistemático da argumentação desse autor e ao fato de que ele identifica com sucesso o cerne da questão.

Iniciemos destacando algumas conclusões do texto de Mill, especialmente relevantes para o nosso tempo:

i) sendo o conhecimento falível, o aprendizado ocorre de forma descentralizada, por tentativas e erros, sendo a liberdade condição necessária para tal;

ii) a censura tem sempre como origem a presunção de superioridade intelectual ou moral e é historicamente demandada não por vilões, mas por pessoas que se consideram esclarecidas;

iii) mesmo se fosse possível estabelecer com certeza que uma opinião é falsa, isso não justifica sua supressão;

iv) o duplo padrão aplicado ao julgamento de opiniões majoritárias e minoritárias induz a autocensura, que constitui um dos piores inibidores do progresso.

Mill contempla em sua argumentação três possibilidades: uma opinião que se pretende calar pode ser verdadeira, conter elementos de verdade ou ainda ser completamente falsa. No primeiro caso, a censura evidentemente rouba da humanidade os benefícios que seriam gerados pela verdade suprimida. Menos óbvio é a capacidade de identificar a verdade de forma inequívoca. Essa é a ocasião para identificarmos os elementos responsáveis pelo progresso do conhecimento no texto de Mill.

O autor parte de bases falibilistas, isto é, da idéia de que proposições podem ser verdadeiras ou falsas, mas não temos condições de estabelecer sua veracidade de forma inequívoca. Em especial no que diz respeito aos assuntos polêmicos, nas palavras de Mill, “nunca podemos ter certeza de que seja falsa a opinião a qual tentamos sufocar”.

Encontramos no texto desse autor os dois elementos centrais de uma teoria falibilista sobre o crescimento do conhecimento: pluralismo e crítica.

Quando o conhecimento for limitado diante da complexidade do mundo, o aprendizado ocorre se houver simultaneamente liberdade para expor soluções diferentes para os problemas e disposição a examinar criticamente essas soluções.

O papel da crítica

Considere em primeiro lugar o papel da crítica. Para Mill, “toda a força e todo o valor do julgamento humano dependem … de uma única propriedade – de que este pode ser corrigido quando errado”. As duas fontes de identificação de erro apontadas pelo autor são a discussão racional e a experiência empírica, que por sua vez dependem da disposição a escutar objeções que possam ser feitas a qualquer explanação que gostamos.

Como a disposição a escutar hoje é mais ameaçada pela falta de discussão, destacaremos esse primeiro fator. É cada vez mais comum encontrarmos pessoas que nutrem a ilusão de que suas próprias opiniões seriam embasadas em evidências empíricas enquanto as dos demais derivariam de mera ideologia. Para aqueles que enxergam um potencial terraplanista em toda pessoa com opiniões diferentes, a leitura do capítulo de Mill é bastante útil.

Mill observa que, para que fatos e raciocínios realizem seu trabalho de correção de erros, é necessário antes que os mesmos sejam apresentados. Nos termos do modelo de aprendizado aludido acima, não faz sentido falar em correção de erros sem que se conheçam os candidatos à solução dos problemas, que fornecem o material para que dados sejam interpretados.

Conforme cresce a complexidade do assunto estudado, além disso, aumenta o número de explanações antagônicas compatíveis com o mesmo conjunto de dados e em particular nos assuntos relativos à política e sociedade, parte considerável do trabalho intelectual envolve a crítica de teorias rivais.

Furtar-se da tarefa de se familiarizar com as diferentes explicações seria portanto postura incompatível com o progresso do conhecimento. Nas palavras de Mill

O homem que conhece apenas o seu lado da questão não sabe muita coisa. Suas razões podem ser boas, e é possível que ninguém seja capaz de refutá-las. Mas se for igualmente incapaz de refutar as razões do lado contrário, se não estiver em condições de saber o que são, não possui fundamentos para preferir uma opinião à outra.

Para que se leve a sério a tarefa proposta, evitando distorções fáceis, não bastaria ainda conhecer uma teoria rival a partir das descrições apresentadas por adversários, sendo necessária a leitura dos argumentos formulados por seus melhores defensores. Com efeito, nas discussões modernas na internet, dificilmente os debatedores passariam no teste que os convidaria a expor um esboço das teorias que rejeitam com tanta confiança.

Mesmo entre pesquisadores profissionais, a pretensão do conhecimento gerada por crenças metodológicas não-falibilistas resulta em dogmatismo, como mostrou Hayek em sua Contrarrevolução da Ciência. Para Mill, do mesmo modo, “a tendência fatal dos homens a desistir de pensar sobre algo quando não mais é duvidoso causa metade de seus erros.”

Em resumo, para Mill o conhecimento falível é aperfeiçoado pela crítica, sendo o progresso um fenômeno que ocorre em meio à dúvida, diversidade, controvérsia e estudo sério de posições contrastantes, e não pela uniformidade de pontos de vista e estabelecimento de autoridades.

Essa conclusão é expressa por meio de uma objeção retórica: “Mas como! (poderão perguntar) A ausência de unanimidade é condição indispensável do verdadeiro conhecimento?” Sim. Do mesmo modo que os economistas austríacos apontam para os equívocos gerados pelas análises de equilíbrio que proíbem o processo de mercado, barrando as atividades competitivas necessárias para que o conhecimento seja gerado, Mill argumenta que não existe aprendizado sem diversidade.

Essas idéias fornecem a base do ataque do filósofo inglês à censura. Sua argumentação não trata do mais óbvio direito à livre expressão dos censurados, mas das consequências não-premeditadas da censura. Concentra-se assim nos malefícios para a sociedade induzidos pelo bloqueio do processo de aprendizado por tentativas e erros, independente de uma opinião vetada ser verdadeira ou falsa.

O objetivo do controle das ideias

Devido ao valor da liberdade de pensamento como fonte de progresso intelectual, são condenadas tentativas de controlar a opinião, sobretudo no caso de censura pautada pela opinião pública. Nas famosas palavras de Mill:

Se todos os homens menos um partilhassem a mesma opinião, e apenas uma única pessoa fosse de opinião contrária, a humanidade não teria mais legitimidade em silenciar esta única pessoa do que ela, se poder tivesse, em silenciar a humanidade.

Depois de rejeitar a censura devido ao bloqueio do processo de aprendizado, Mill passa a investigar as razões que levam as pessoas a defenderem o controle das idéias. Para que tenhamos consciência dos perigos envolvidos no moderno flerte com a censura, é importante reconhecer que ela não é imposta por pessoas malévolas, mas por indivíduos sinceramente preocupados com a verdade e justiça.

Mill associa a censura à presunção de infalibilidade. Essa relação não recebe a consideração devida porque os sentimentos de superioridade moral e intelectual são sutis — se questionada explicitamente, nenhuma pessoa se declararia infalível.

Para Mill, no entanto, isso não significa que as pessoas levem em conta em seus julgamentos a precariedade de suas convicções:

Infelizmente para o bom senso dos homens, ocorre que sua falibilidade está longe de exercer sobre seu juízo prático a influência que sempre se lhe permite na teoria, pois embora cada um se saiba perfeitamente falível poucos julgam necessário tomar precauções contra sua própria falibilidade, ou admitir a suposição de que uma opinião qualquer, da qual se sentem muito seguros, possa ser um dos exemplos de erro a que reconheçam estar sujeitos.

De fato, não é fácil reconhecermos a nossa própria ignorância: aqueles que pontificam cheios de certeza sobre assuntos sobre os quais pouco leram gostam muito de citar o Efeito Dunning-Kruger, que justamente constata que aqueles que menos estudaram algo demostram maior confiança em suas opiniões.

O texto de Mill explora diversas situações nas quais se manifesta a presunção de infalibilidade. Para ele, as pessoas tendem a tomar como certas as convicções dos grupos aos quais pertencem, mesmo sabendo que grupos diferentes, em épocas diferentes, nutriam crenças hoje descartadas, fato que deveria induzir humildade intelectual.

Um exemplo curioso é a formação de bolhas de indivíduos com opiniões homogêneas em redes sociais. Boa parte das pessoas preocupadas com isso ironicamente propõem restrições aos modos de associação que na prática equivalem à presunção de que elas próprias pairariam acima do fenômeno, como uma elite de clérigos autorizados a ler textos heréticos.

Não ocorre a elas que as políticas de controle propostas privilegiem crenças derivadas da bolha do próprio censor e possam resultar na redução da diversidade de opiniões que pretendem combater.

O pressuposto de infalibilidade também se manifesta, para Mill, entre aqueles que afirmam que a liberdade de opinião não pode ser levada ao extremo. Aqueles que recomendam livre discussão apenas para casos duvidosos supõem infalibilidade ao arrogar para si o direito de determinar o que é conhecimento certo e o que é conjectural: “Dizer que uma proposição é certa, enquanto há alguém que lhe negará a certeza se lhe permitirem, mas a quem não permitem fazê-lo, significa assumir a nós mesmos e aos que concordam conosco como juízes da certeza e juízes que não ouvem o outro lado.”

Retoricamente, a defesa do controle de informações transita sutilmente de proposições óbvias, para as quais esse controle pode parecer razoável, para questões mais complexas. Pergunta-se com frequência ao defensor do falibilismo se ele negaria afirmações como “um mais um é igual a dois” ou “é errado o espancamento de bebês”. Mas, na prática, raramente observamos censores preocupados com a difusão de aritméticas exóticas em vez de opiniões políticas que os desagradem.

Lênin, que antes da revolução se dizia defensor da liberdade de imprensa, logo após a mesma determina, em decreto de 27 de outubro de 1917, que órgãos da imprensa poderiam ser fechados “se semearem confusão através de óbvia distorção difamatória dos fatos”, ou, traduzindo para a linguagem moderna, “qualquer pessoa pode ser calada se for pega semeando confusão por meio de fake news“.

Isso não revela apenas oportunismo e inconsistência por parte do ditador: dada sua fé ilimitada no referencial teórico que emprega, qualquer coisa que contrarie suas crenças será sinceramente vista como mentira inequívoca, cuja divulgação consiste em crime.

Do mesmo modo, partindo de exemplos concretos de notícias falsas, o defensor do combate às fake news por meio de censura invariavelmente classifica material contendo opiniões polêmicas de que não gosta como se fosse relativo a fatos verificáveis, ilustrando o deslocamento do argumento de proposições incontroversas para questões debatidas.

Enquanto a perspectiva falibilista celebra a diversidade de opiniões como fonte de aprendizado e confia na crítica como método falível de combate à falsidade, a defesa do controle deposita sua fé na infalibilidade do censor que guia seu rebanho. Se a diversidade implica necessariamente convivência com o erro, a alternativa resulta em tornar universal um erro particular.

Portanto, partindo-se da perspectiva falibilista, que compara arranjos institucionais em termos de sua capacidade de correção de erros, é completamente equivocada a crença de que “fake news não é liberdade de opinião”. Pelo contrário, esta última pode ser definida como a liberdade dos outros dizerem algo que cada um considera ofensivo.

A censura do verdadeiro, ou: “se me desagrada, deve ser censurado”

Além de examinar a censura aplicada a algo que possa ser verdadeiro, Mill contempla ainda as possibilidades de que o material censurado possa ser falso ou ainda contenha algum aspecto da verdade. Iniciemos por essa última, que adiciona elementos importantes ao argumento exposto no último parágrafo.

O desenvolvimento do conhecimento humano, no texto de Mill, não implica necessariamente a substituição de falsidades por verdades, ou teorias mais restritas por teorias mais gerais, sendo comum que perspectivas diferentes contenham elementos diferentes da verdade e que parte desta deixe de ser considerada mediante o abandono de um ponto de vista. Se de fato for o caso que raramente a verdade toda esteja concentrada em apenas um ponto de vista, a censura também será prejudicial.

Nas palavras de Mill, “quando se encontram pessoas que, em relação a qualquer assunto, formam exceção à manifesta unanimidade do mundo, mesmo se o mundo estiver certo, é sempre provável que os dissidentes tenham a dizer algo digno de se ouvir, e que a verdade perca muito com seu silêncio.”

Essa observação ganha importância se considerarmos que, como notaram diferentes filósofos e cientistas depois de Mill, o crescimento do conhecimento se dá pela recombinação entre idéias, algo que possibilita a exploração de consequências não antecipadas de conceitos retirados de outras tradições. Esse argumento se aplica não apenas à ciência; a política, em uma democracia, também requer a diversidade de pontos de vista, não uma perspectiva única tida como politicamente correta.

Considere mais uma vez a moderna defesa do controle do fluxo de informações em meios eletrônicos. Como a pretensão de infalibilidade do censor resulta, na prática, não no combate de mentiras, mas na supressão de opiniões divergentes, os limites aos abusos dos dirigentes, impostos pelo livre debate, são atenuados se as críticas só puderem ser feitas a partir de uma perspectiva ideológica particular.

Nesse sentido, os órgãos tradicionais da imprensa põem a perder seu legado de luta pela liberdade de opinião diante da expansão de formas rivais de comunicação, experimento natural que os força a revelar se, por liberdade de opinião, se referiam apenas à sua própria e não à liberdade de expressão propriamente dita.

Novamente, o conceito se torna vazio se não for definido como o direito do outro dizer o que me desagrada.

Os ungidos, Popper e a presunção da infalibilidade

A presunção de infalibilidade tem origem intelectual e moral. Consideremos mais de perto esse último aspecto.

Para Mill, a presunção de infalibilidade gera as mais terríveis consequências quando uma opinião censurada é qualificada como imoral, pois a sensação de certeza é mais intensa.

Sobre o julgamento de Sócrates, o autor especula que seus acusadores não seriam homens maus. Da mesma forma, a censura e perseguição aos cristãos no Império Romano muitas vezes teria partido de governantes esclarecidos, que tinham convicção moral de que estavam certos.

Embora evoque a lembrança de inquisidores do passado, a convicção moralista é central no debate político contemporâneo, em especial no que diz respeito à ideologia do “politicamente correto“. Por si só, essa expressão implica a negação de uma sociedade livre, pois substitui o debate entre pessoas com pontos de vista diferentes sobre quais seriam as políticas mais apropriadas por uma visão simplista que atribui verdade e justiça a um ponto de vista particular.

A melhor análise do aspecto moralista da ideologia contemporânea é feita por Thomas Sowell, que a rotula “visão dos ungidos“.

Como os ungidos não estão familiarizados com a existência de teorias rivais e com análises sobre a eficácia de políticas alternativas — que os levariam a considerar a existência de trade-offs, consequências não-premeditadas de políticas bem intencionadas ou ainda custos de diferentes arranjos institucionais —, adotam uma perspectiva política maniqueísta, que classifica os indivíduos como favoráveis ou contrários a algum fim, em vez pessoas que divergem sobre meios.

Como identificam automaticamente sua opinião política com a defesa de cada causa, se colocam como os esclarecidos, que possuem consciência dos problemas sociais, em contraste com os ignorantes, que precisariam ser educados pelo seu exemplo e protegidos da desinformação.

A análise de Sowell ilustra de forma perfeita a tese segundo a qual a presunção intelectual e moral tem entre suas causas a desconsideração pelo caráter falível do conhecimento e entre suas consequências o autoritarismo.

Outro exemplo do mesmo fenômeno é o ressurgimento da defesa da violência física contra quem professa opiniões diferentes. Também nesse caso a pretensão de infalibilidade se revela pela transferência da argumentação do certo para o duvidoso.

O primeiro passo da defesa invoca um trecho de uma nota de rodapé da Sociedade Aberta e Seus Inimigos, na qual Popper se refere ao paradoxo segundo o qual uma sociedade livre não poderia tolerar intolerantes, que utilizam “punhos e pistolas” em vez de argumentos. O segundo passo aplica essa idéia a um mal inequívoco, como o nazismo ou o fascismo. O terceiro passo, crucial mas implícito, classifica como fascista qualquer opinião contrária à própria, justificando em nome da tolerância o uso de punhos e pistolas.

As pessoas com inclinações autoritárias fascinadas por essa nota de rodapé deveriam ler também o corpo do texto ao qual ela se refere. Nele, Popper rejeita a abordagem política que indaga quem deveria governar (o bom, justo, o sábio, a maioria etc.), questão que gera uma série de paradoxos (eleitos optando por ditaduras, bons cedendo a maioria, esta cedendo ao mais inteligente etc.).

Para Popper, esses paradoxos teriam relevância menor se mudarmos de perspectiva. Em vez de nos preocuparmos em conferir o poder a um governante ideal enquanto nos decepcionamos eternamente com as alternativas concretas, a análise deveria indagar como podemos limitar a capacidade de um mau governante fazer estragos.

Se tivermos em mente a sugestão de Popper, o maior autor falibilista do século XX, a questão se inverte completamente: quais seriam as instituições que inibem a possibilidade de que pessoas dogmáticas, imbuídas de certezas alimentadas pelo desconhecimento de perspectivas alternativas, tenham a liberdade de saíram por ai batendo em pessoas que discordam delas?

A justificação da violência através da pretensão de conhecimento não é fenômeno recente. O moderno “antifascismo” tragicamente imita estratégia comum em regimes totalitários do século XX. Nos campos de trabalhos forçados soviéticos, os presos políticos classificados como fascistas eram em sua maioria originalmente fiéis a ideologia coletivista prevalecente, mas que divergiram marginalmente sobre algum detalhe do credo ou foram presos devido a uma ação contra alguma classe de “inimigos do povo”.

Muitos investiam contra a liberdade de fascistas imaginários — aquelas pessoas que nutriam opiniões diferentes das suas — para descobrirem no instante seguinte que eles próprios seriam os “fascistas” da vez.

Censurando o falso

Resta ainda considerar a terceira possibilidade contemplada por Mill: a censura de opiniões patentemente falsas.

De forma consistente com sua crença de que a razão se nutre da livre discussão, também nesse caso o autor rejeita a censura. Dois motivos são apresentadas.

Uma crença verdadeira seria um dogma morto se fosse apenas repetido, herdado por argumento de autoridade, sem que as pessoas saibam em um debate com as idéias falsas apontar as razões que a sustentam. Um exemplo moderno é fornecido pelo terraplanismo, que forçou muitas pessoas a travarem contato com os argumentos e experimentos que o refutam, em vez de apenas aceitarem a tese correta como informação decorada na escola ou já esquecida.

Para Mill, não apenas os motivos que sustentam uma proposição seriam desconhecidos na ausência de discussões, mas também o próprio significado da proposição. Nossas crenças teriam pouco impacto sobre nossa ação se fossem repetidas mecanicamente, sem que nuances sobre seu significado fossem avivadas pelo debate, modificando nosso comportamento. Podemos oferecer como exemplo o próprio compromisso com a liberdade de opinião, hoje valor apenas defendido nominalmente, que só pode ser revivificado pela discussão dos fundamentos desse valor.

A autocensura decorrente da pressão pública

Mill dedica o final de seu texto para enfatizar os malefícios da censura autoimposta, sob a pressão da opinião pública.

O autor nota uma assimetria entre opiniões comuns e opiniões mais raras. A liberdade que um defensor de opiniões majoritárias tem para empregar sarcasmo, comentários injuriosos e “discussão intemperada” não se permite ao defensor de posições minoritárias, que tem que medir cada palavra para não ofender, gerar reação desmedida contra si, como o “cancelamento” moderno.

Mill se preocupa com a inibição do aprendizado por diversidade e crítica causada pelo policiamento a posturas impopulares, com frequência classificadas como como imorais:

A pior ofensa dessa espécie que se pode cometer numa polêmica consiste em estigmatizar, como homens maus e imorais, os que sustentam a opinião contrária. Os que sustentam qualquer opinião impopular estão particularmente expostos a esse tipo de calúnia, pois em geral são pouco numerosos e pouco influentes, e ninguém mais, além deles mesmos, tem muito interesse em ver fazer-lhes justiça.

Como o crescimento do conhecimento depende do debate entre diferentes pontos de vista, a hostilidade dirigida contra posturas heterodoxas que inibem sua manifestação prejudicam o progresso humano.

Exemplo disso é a assimetria que encontramos na discussão política a respeito de que conduta é considerável aceitável ou condenável. Basta discordar da maioria para que sua opinião seja considerada como “discurso de ódio”, ao passo que defesas explícitas de violência e preconceito, o famoso “ódio do bem”, são relativizadas ou ignoradas se partirem dos defensores da ideologia padrão.

Embora a causa da liberdade de opinião tenha pouca chance de prosperar sob instituições que cada vez mais transferem as decisões para a esfera coletiva, politizando cada aspecto da vida, ainda assim, diante da frequência com a qual a censura volta a ser considerada, é nossa obrigação revisitar os fundamentos da liberdade tal como expostos por autores como John Stuart Mill.

________________________

Referências

HAYEK, F.A. The Counter-Revolution of Science: studies on the abuse of reason. Indianapolis: Liberty Press, 1979.

MILL, J.S. A Liberdade. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

MILTON, J Areopagitica; A Speech of Mr. John Milton for the Liberty of Unlicenc’d Printing, To the Parlament of England. Londres, 1644.

POPPER, K. A Sociedade Aberta e seus Inimigos. Belo Horizonte/São Paulo: Itatiaia/Edusp, 1987.

SOWELL, T. The Vision of the Anointed: self-congratulation as a basis for social policy. New York: Basic Books, 1995.

SEBASTYEN, V. Lenin, the Dictator. Londres: W&N, 2017.

SPENCER, H. Social Statics: the conditions essential to human happiness specified, and the first of them developed. New York: R. Schalkenbach Foundation, 1995.

Continuar lendo ECONOMIA: ESSE “SOU A FAVOR DA LIBERDADE, MAS…” SE CHAMA CENSURA

DICA DE LIVRO: OS SEGREDOS QUE VÃO MUDAR SUA VIDA DE NAPOLEON HILL, JOSEPH MURPHY E DALE CARNEGIE

Nesta quarta-feira a nossa DICA DE LIVRO é Os segredos que vão mudar sua vida,  escrito sob o prisma das principais características da filosofia dos três mestres do sucesso: Napoleon Hill, Joseph Murphy e Dale Carnegieé.  Um livro indispensável para quem quer alcançar o sucesso!Ele reúne as obras-primas:  Pense & enriqueça, O poder do subconsciente e Como falar em público e influenciar pessoas no mundo dos negócios. Os segredos que vão mudar sua vida dá ao leitor acesso às .Apostando no conceito de que uma boa ideia é a coisa mais valiosa que você pode ter,  ensina a usar o pensamento para transformar ideias em ação. E também a convencer, através de um discurso forte, claro e franco, outras pessoas a investirem em você e na sua carreira.Além disso, há uma introdução inédita que analisa os pormenores dos três livros e atualiza os conselhos e as dicas para um mundo globalizado e amplamente conectado. Então siga as dicas de Napoleon Hill, Dale Carnegie e Joseph Murphy, as maiores referências em sucesso.

Continuar lendo DICA DE LIVRO: OS SEGREDOS QUE VÃO MUDAR SUA VIDA DE NAPOLEON HILL, JOSEPH MURPHY E DALE CARNEGIE

OPINIÃO: O RESULTADO DESSA INVESTIGAÇÃO VAI MUDAR A FACE E A ATMOSFERA POLÍTICA BRASILEIRA RADICALMENTE

Caro(a) leitor(a),

Essa denúncia do Allan dos Santos é muito séria para passar em branco, sem uma séria e profunda investigação. É a oportunidade única de desvendarmos os subterrâneos da política brasileira e conhecermos quem é quem nesse jogo, que parece mais Poker com tanta gente blefando ao mesmo tempo. Ao se abrir uma investigação neste caso e seguindo em frente até o fim, tenho certeza que finalmente conseguiremos, no pior das hipóteses o impeachment de pelo menos dois togados do STF, perda de mandato e cadeia para vários outros jogadores. Então, foi determinante essa atitude do Deputado federal Filipe Barros. O resultado disso vai mudar a face e a atmosfera política brasileira radicalmente. Não podemos deixar que as forças ocultas vençam essa batalha. O bem há de prevalecer!

Pedido de investigação sobre denúncia de Allan dos Santos já está na PGR (veja o vídeo)

Allan dos Santos

O deputado federal Filipe Barros protocolou nesta segunda-feira (3), requerimento junto a Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Tribunal de Contas da União (TCU), no sentido de que sejam investigadas as denúncias feitas pelo jornalista Allan dos Santos.

Allan dos Santos chocou a todos na última semana, ao anunciar que estava fora do Brasil para denunciar internacionalmente uma suposta trama contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, envolvendo, inclusive, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo Allan, a empresa Rohde & Schwarz foi contratada para fazer uma “varredura” e encontrar grampos de telefone, que posteriormente teriam sido usados para investigar ilegalmente o presidente Bolsonaro, tudo isso com o “aval” de ministros do Supremo.

“A pedido de IGOR TOBIAS MARIANO, funcionário do TSE, a empresa Rohde & Schwarz fez uma varredura em Brasília e descobriu maletas de escuta telefônica na Embaixada da Coréia do Norte, Embaixada da China e na casa do Kakay. O alvo: presidente Bolsonaro. Barroso e Moraes prevaricaram. Isso é golpe de estado”, disse Allan.

Confira:

Com Allan fora do Brasil, para, segundo alega, manter-se em segurança, Filipe Barros foi à PGR:

“Acabo de protocolar, na PGR e no TCU, representação solicitando, em caráter de urgência, investigação acerca dos fatos denunciados pelo jornalista Allan dos Santos na semana passada”, escreveu Filipe Barros, em suas redes sociais.

Confira:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo OPINIÃO: O RESULTADO DESSA INVESTIGAÇÃO VAI MUDAR A FACE E A ATMOSFERA POLÍTICA BRASILEIRA RADICALMENTE

ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: COSTA RICA DESMATAMENTO FLORESTAL E RECUPEROU QUASE TODA A COBERTURA PERDIDA

Um exemplo a ser seguido é o destaque desta sexta-feira na nossa coluna ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE. Após ter tido as maiores taxas de desmatamento da América Latina na décadas de 1970 e 1980, a Costa Rica conseguiu reverter o desmatamento florestal e recuperou quase toda a cobertura perdida de árvores. Convido você a ler o artigo completo a seguir e saber como foi essa façanha!

Como a Costa Rica diminuiu, parou e depois reverteu o desmatamento em suas florestas tropicais

 

Nas décadas de 1970 e 1980, a Costa Rica teve as maiores taxas de desmatamento da América Latina – mas nas próximas décadas o país interrompeu sua perda de florestas, iniciou esforços de replantio e conservação e recuperou quase toda a cobertura perdida de árvores.

Seus métodos estabeleceram o modelo de manejo florestal mais bem-sucedido do mundo.

Liderando o caminho na luta contra as mudanças climáticas aceleradas pelo homem, a história de sucesso da Costa Rica em silvicultura sustentável foi fortalecida por uma estratégia simples de valorizar as florestas, pagando pela restauração, por meio do Pagamento por Serviços Ambientais (PSE).

Na década de 1940, 75% do país estava envolto em floresta tropical, floresta nublada e mangue. Mas, nos próximos 40 anos, estima-se que mais da metade de todas as árvores foram cortadas. Proibições intensas de exploração madeireira foram instituídas em 1996, com os programas PES chegando no ano seguinte.

Aproveitando as forças incansáveis ​​da economia, as estratégias de conservação de PSA significam que a floresta é essencialmente tratada como uma empresa de serviços públicos, com empresas ou beneficiários dos recursos e processos fornecidos pela floresta, ‘pagando’ a floresta pelo serviço ou recurso.

Por exemplo, um monte de árvores antigas fica no acre de um fazendeiro que sabe que pode cortá-las e plantar cacau, café, bananas ou outros produtos da agricultura tropical. Em vez disso, ele recebe dinheiro de um fundo que empresas e cidadãos pagam para que ele possa se dar ao luxo de manter a floresta intacta.

Agora, 60% do país está florestado mais uma vez e, a cada ano, o Fundo Florestal da Costa Rica recolhe US $ 33 milhões, que são utilizados para garantir que as florestas da Costa Rica, que ficam em terras particulares, sejam cuidadas. US $ 500 milhões foram pagos a proprietários e agricultores nos últimos 20 anos, administrando 2,4 milhões de acres (1 milhão de hectares) de floresta tropical e incentivando o plantio de 7 milhões de novas árvores.

POPULAR : Grupo indígena no Brasil vence batalha de décadas, contra madeireiros ilegais na Amazônia

Uma sociedade em equilíbrio com a Terra

“As pessoas na Costa Rica recebem muito dinheiro por causa do turismo e isso muda os incentivos ao uso da terra”, disse à CNN Juan Robalino, especialista em economia ambiental da Universidade da Costa Rica .

Isso ocorre porque quase três milhões de turistas visitam os parques nacionais do país e outras áreas protegidas, que cobrem um quarto da nação e abrigam meio milhão de espécies documentadas de plantas e insetos, incluindo animais icônicos como a preguiça e as grandes araras verdes.

Empregando 200.000 pessoas, o setor de turismo gerou US $ 4 bilhões em receita no ano passado, abrangendo resorts de luxo à beira-mar e pequenos pontos de agroturismo como a fazenda de Pedro Garcia , que aproveitaram a oportunidade do PSE de transformar uma fazenda de gado de 7 hectares em uma parte imaculada da floresta tropical da Costa Rica, com árvores nativas e produtos agrícolas selvagens que abrigam araras, sapos venenosos e muito mais.

Ministros do Meio Ambiente da Costa Rica e Ruanda: Carlos Manuel Rodriguez e Vincent Biruta

 

 

O sistema PES da Costa Rica foi adotado por outras nações em todo o mundo em reconhecimento ao seu sucesso – principalmente Ruanda, cujo compromisso de restaurar seus ecossistemas florestais naturais os levou a assinar um Memorando de Entendimento (MoU) com a Costa Rica em 2019.

“Trabalhamos juntos nos últimos 3 anos. Estamos ansiosos para implementá-lo [MoU] e possivelmente expandir o escopo no futuro ”, disse o ministro do Meio Ambiente de Ruanda Biruta na época .

“Aprendemos que o bolso é a maneira mais rápida de chegar ao coração”, disse à CNN Cboaarlos Manuel Rodríguez. Como ministro do Meio Ambiente e Energia da Costa Rica, Rodríguez entende que, embora atribuir um valor em dólares ao mundo natural possa parecer sujo e antiético, é o melhor incentivo para que as pessoas trabalhem para preservar o meio ambiente.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo ECOLOGIA E MEIO AMBIENTE: COSTA RICA DESMATAMENTO FLORESTAL E RECUPEROU QUASE TODA A COBERTURA PERDIDA

BOAS NOTÍCIAS: CÂNCER-COVID-QUIMIOTERAPIA E A VOLTA PRA CASA LIVRE DE TUDO

Uma história belíssima de superação é o destaque desta quarta-feira aqui na coluna BOAS NOTÍCIAS. Um casal do Texas, há 46 anos juntos passaram por momentos terríveis durante essa pandemia, pois tiveram que enfrentar os dois a Covid-19, e a mulher, câncer de mama e ovário e quimioterapia, mas escaparam. Leia o artigo completo a seguir e saiba como foi! 

Casal do Texas casado há 46 anos vence a crise de COVID-câncer-quimioterapia e volta para casa com saúde limpa

O amor e o compromisso de um casal através de circunstâncias impossíveis de imaginar dão um significado totalmente novo à frase “ter e manter na doença e na saúde”.

Além de ser diagnosticada com câncer de ovário e mama, Janice Beecham e seu marido há 46 anos tiveram que enfrentar as quarentenas do COVID-19 – mas eles saíram juntos do outro lado nesta semana.

Em 25 de março, com Janice e Robert seguindo estritamente todas as diretrizes de saúde pública do COVID-19 por causa do câncer de Janice, Robert ligou para o filho e decidiu ir ao médico para fazer um teste de COVID-19 por solicitação do filho, pois ele não havia se sentindo bem na semana anterior.

Ele foi internado no Hospital Parkland, em Dallas, recebeu seu teste positivo, mas se recuperou pouco depois, apesar de já ter sofrido dois derrames nesta década.

Um dos golpes o impediu de comemorar um aniversário com sua esposa, e ele não queria que isso acontecesse pela segunda vez.

O médico de Robert eventualmente inventou um plano para tirar o marido dedicado do hospital e visitar sua esposa, um plano que ele pensava que o manteria no caminho certo para a recuperação, porque seu amor por Janice era obviamente uma força curadora em sua vida.

Contra as probabilidades

Chegando em casa no aniversário de casamento, Robert Beecham descobriu que Janice, que havia sido submetida a uma cirurgia invasiva para câncer de mama apenas um mês antes, já havia testado positivo para o COVID-19.

Para complicar ainda mais, seu câncer de mama retornou e Janice não pôde iniciar a quimioterapia como tratamento para qualquer câncer até que sua convalescença COVID-19 estivesse concluída, o que poderia dar tempo para o câncer se espalhar.

“Quando cheguei em casa e fizemos a quarentena, eu estava melhorando progressivamente, mas Janice ainda tinha problemas com sua saúde”, disse Robert à CNN .

Mas eles são melhores amigos, que se ajudaram com isso.

Agradecendo a Deus, como só se pode fazer tal situação, os namorados do ensino médio terminaram quarentenas, cirurgias e quimioterapia, agora são COVID-19 e livres de câncer.

A CNN informa: “Janice ainda tem radiação preventiva, mas os dois disseram que são abençoados por estarem vivos e por terem comemorado mais um ano juntos”.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: CÂNCER-COVID-QUIMIOTERAPIA E A VOLTA PRA CASA LIVRE DE TUDO

DICA DE LIVRO: O SANTO GRAAL E A LINHAGEM SAGRADA DE MICHAEL BAIGENT, RICHARD LEIGH E HENRY LINCOLN

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira É “O Santo Graal e a linhagem sagrada”, dos autores Michael Baigent, Richard Leigh e Henry Lincoln. No fim do século XIX, um padre descobre, nas fundações da igreja francesa de Rennes-lw-Chateau, algo que lhe confere grande poder sobre seus superiores e acesso a círculos restritos da nobreza europeia. Para muitos um tesouro. Para os autores deste livro, esta descoberta se refere a um conjunto de informações, codificadas em pergaminhos dos primeiros séculos da nossa era,  contendo as mais explosivas revelações sobre a figura de Jesus e sobre o cristianismo. A recompensa desses dados misteriosos converge para as origens da dinastia merovíngia , a “linhagem sagrada”, afogada em sangue há mais de 1.300 anos, com apoio da Igreja, que buscava abafar para sempre um segredo, finalmente revelado no fim deste livro. Então, se você é buscador e curioso descubra esse segredo lendo esse extraordinário livro.

Foto: Amazon

Continuar lendo DICA DE LIVRO: O SANTO GRAAL E A LINHAGEM SAGRADA DE MICHAEL BAIGENT, RICHARD LEIGH E HENRY LINCOLN

AUTOCONHECIMENTO: O CAMINHO É UM SÓ, VIBRAR EM FREQUÊNCIA CADA VEZ MAIS ALTA PARA ALCANÇAR O AMOR INCONDICIONAL

Vibrar em frequência cada vez mais alta é o único caminho para alcançar o amor incondicional. Este é o tema que a coluna AUTOCONHECIMENTO desta quarta-feira nos trás para refletirmos e compreendermos que precisamos nos desapegar do material e das coisas da 3ª dimensão para evoluir, expandir e ascender, para darmos um salto quântico às 4ª e 5ª dimensões conscienciais. Então convido você a ler o texto completo a seguir!

O caminho que os Seres de Luz indicam

Mensagem canalizada em 21 de Julho de 2020 – Os Arcturianos

“Saudações. Somos o Conselho Arcturiano. Estamos felizes em nos conectar com todos vocês.

Nós continuamos a evoluir, expandir e ascender junto com vocês, conforme nos movemos mais e mais perto vibracionalmente para nos conhecer completamente como Seres de Energia da Fonte. Todos vocês vão chegar neste ponto também, mas estão vibracionalmente mais distantes daquela experiência feliz de sempre ser o amor incondicional que todos nós realmente somos. E vocês estão tomando caminhos tortuosos para chegar naquele ponto, ao viverem suas vidas. Não há absolutamente nada por acaso sobre a vida que estão vivendo, as que viveram e a que está diante de vocês, conforme continuam em direção à quinta dimensão.

Queremos que vocês reconheçam a perfeição em suas vidas. Convidamos vocês a olharem para suas vidas como elas estão agora, para pistas sobre o que vocês ainda precisam deixar ir, perdoar, parar de julgar e amar incondicionalmente. O caminho será sempre trazê-los de volta ao amor incondicional. Portanto, recomendamos que vocês façam as coisas que naturalmente os coloquem naquele estado vibracional mais elevado que o amor incondicional verdadeiramente é. Recomendamos que foquem naquilo que é fácil para vocês amarem.

Às vezes falamos com vocês sobre trabalharem em si mesmos, mas não esperamos que coloquem um cinto de ferramentas, um capacete e saiam para o trabalho, a não ser que estejam experienciando algumas emoções de baixa vibração a todo momento. Se ao contrário, vocês estão vivendo uma vida razoavelmente decente, não precisam ficar torcendo, procurando por problemas. Ao invés disso, recomendamos que procurem por alegria. Procurem aquilo que os anima, que os estimule, que os ilumine, que os coloquem naquele estado de ser que o amor é.

E saibam que ao fazer isso, qualquer situação que precisem trabalhar em vocês, irá aparecer. Vocês vão ter consciência dela, e é tão mais fácil lidar com o que vocês precisam encarar quando passam mais tempo focando naquilo que os coloca num estado vibracional mais elevado. Portanto, sugerimos que façam da diversão mais uma agenda, mais uma prioridade, mais uma abordagem da própria vida.

Sejam os que carregam a Luz para aqueles que não podem, que não possuem as ferramentas que vocês possuem, ou que simplesmente não sabem o quão importante é estar num estado vibracional mais elevado. Vocês já chegaram até aqui. Vocês sabem muito. Vocês são os escolhidos para liderar a humanidade para a Luz, para o prometido, e para o caminho que seja o melhor, conforme continuam a evoluir e ascender como seres como nós, que estão fazendo isso com muita alegria, facilidade e um monte de outros sentimentos muito bons. Sabemos por experiência que o caminho com mais alegria é aquele a ser trilhado. Não se trata de irresponsabilidade. Nem de descuido. Não se trata de enfiar a cabeça na areia. É o reconhecimento total de que vocês são melhores para a humanidade quando têm um sorriso em seus rostos e amor em seus corações.

”Somos o Conselho Arcturiano e apreciamos nos conectar com vocês.”

Daniel Scranton
Fonte https://danielscranton.com/ — Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O CAMINHO É UM SÓ, VIBRAR EM FREQUÊNCIA CADA VEZ MAIS ALTA PARA ALCANÇAR O AMOR INCONDICIONAL

REFLEXÃO: VOCÊ TEM CONSCIÊNCIA ENERGÉTICA?

Nesta segunda-feira a nossa coluna REFLEXÃO trás um artigo da Especialista em identificação e desenvolvimento do Propósito de Vida Integral do Novo Humano, Vanessa Queiroz, sobre 4 questionamentos que todos nós precisamos fazer acerca da Consciência Energética. Você sabe o que é isso? Se não sabe aproveite para ler o artigo completo a seguir e entender o que somos, o que estamos fazendo aqui e qual é o seu propósito de vida!

Você tem Consciência Energética? 4 Perguntas para fazer a si mesmo

Com a Transição Planetária uma mudança na vibração e frequência energética do Planeta se faz presente aqui e agora. É uma demanda de transformação interna para o Ser Humano que resultará na Ascensão do Planeta.

É importante lembrar que esta transformação está longe de ser aquela romanceada iluminação espiritual. Afinal, não estamos no Tibet e os boletos não param, não é mesmo?

Por isso começo perguntando: Você Tem Consciência Energética? Esse questionamento é de extrema importância pois está intimamente ligado a atuação do Ser Humano na Transição Planetária.

A resposta pode ser simples como: Se você tem Consciência Energética, sua atuação como Ser Humano vai de encontro com a Ascenção do Planeta e tornar-se o Novo Humano é uma simples consequência. Mas… sabemos que é mais complexo quando vivido na pele. A 3ª Dimensão ainda está presente e torna o processo bastante desafiador.

Assim, desenvolvi esse artigo trazendo 4 Perguntas seguidas de reflexões com intenção de provocar questionamentos e insights sobre a sua Consciência Energética. Preparado(a)? Então vamos lá!

“Empoderar-se energeticamente é uma ferramenta facilitadora para nos tornarmos um Novo Humano”

1 – Como você está se adaptando ao momento atual?

Essa pergunta se faz muito pertinente pois ao passo que o Planeta está passando por uma mudança de frequência vibracional que acarretará a Transição de 3ª para 5ª Dimensão, nós como habitantes deste planeta não ficamos fora dessa.

No meu último artigo menciono alguns sintomas e evidências que muitas vezes são invisíveis aos olhos, mas que estão acontecendo aqui e agora. (leia clicando aqui)

A adaptação ao momento atual está intimamente ligada a Consciência Energética de cada um. Ao passo que o mundo vai mudando, estamos vendo que a maneira de viver hoje é muito diferente da que conhecíamos. Isto engloba a nossa vida como um todo. Desde a maneira de trabalhar, como a maneira de se relacionar, até as atividades mais simples e corriqueiras do dia-a-dia não são exatamente iguais ao que eram antes.

Uma vez que não podemos mais atuar de maneira “mecânica” ou “automática”, abrimos espaço para ESCOLHAS.

É como se pudéssemos ver de longe a nossa vida e perguntar: Como eu faço isso? Como eu vou passar por este desafio?

Proponho aqui você adicionar a palavra ESCOLHA na pergunta e sinta como a energia muda: Como eu ESCOLHO fazer isso? Como eu ESCOLHO passar por este desafio?

Ao passo que você invoca o poder de ESCOLHA você invoca também a Consciência Energética para entrar em ação.

Com o uso da Consciência Energética, PERCEBEMOS a energia por trás de cada passo e começamos a fazer ESCOLHAS de forma mais clara, definida e de encontro com o seu PROPÓSITO DE VIDA.

OBSERVAÇÃO:

Atenção ao vitimismo. Sentir-se refém do momento pode ser um indicador de falta de Consciência Energética. Lembre-se que podemos ESCOLHER como enfrentar desafios e assim acessar nossos atributos. É importante lembrar que precisamos nos empoderar energeticamente e que esta é uma valiosa ferramenta para nos distanciarmos da 3ª Dimensão.

2 – Você sabe qual é o seu propósito… realmente?

Você chegou a se questionar sobre o seu Propósito dos últimos meses? Isso pode ter acontecido uma vez que tudo está em mudança. Com a Transição Planetária o Propósito de Vida ganha mais profundidade, pois com a vibração num nível mais elevado não existe mais espaço para o que não tem Real Propósito.

Se você não consegue enxergar seu propósito com clareza, questione-se: “Meu Propósito de Vida ajuda a Evoluir o Universo?”.

Calma, já consigo ver seus olhos arregalados ao ler esta pergunta. Respire fundo. Sei que pode parecer bastante responsabilidade, mas entenda que você faz parte de um grande quebra-cabeças e que cada peça tem o seu papel e seu lugar.

O mesmo acontece com o Propósito de cada um. O que a Transição está fazendo é criar espaço para questionamentos e invocações de atributos pessoais nunca feitos antes. As respostas aparecem com mais e mais clareza ao passo que vai se conquistando Consciência Energética.

Alinhe o seu Propósito usando a Sabedoria do Seu Coração. Você verá que ao se centrar e pensar no seu Propósito tendo a intenção de usar a Sabedoria do Seu Coração como guia, você terá a resposta da pergunta.

Muito complexo para você? Lembre-se de valorizar cada passo na evolução e veja até onde você consegue ir sozinho. Indico que utilize das ferramentas terapêuticas e energéticas para te auxiliarem neste processo.

3 – Quanto você conhece da sua própria Anatomia Energética?

Quanto mais você conhece a própria Anatomia Energética, mais você domina o campo para desenvolver Consciência Energética.

Você já visualizou sua Malha de Calibração Energética hoje?

Caso você não esteja familiarizado com este termo, assista este vídeo onde explico tudo direitinho. Clique aquiou assista abaixo:

Aprofundar o seu conhecimento sobre a sua própria Anatomia Energética faz com que o seu Sistema Energético inicie uma conversa com você. Suas células, seu corpo, sua Essência Divina ganha espaço para se comunicar, lhe dizendo o que escolher ou não, o que fazer ou não. Desde os assuntos mais complexos aos mais corriqueiros do dia-a-dia. Essa comunicação é valiosíssima e se ela ainda não existe, tome iniciativa.

Dicas para Comunicação Energética:

DICA 1: Crie o hábito diário de levar a sua atenção a sua Malha.

Sinta, perceba, imagine ou pense no fluxo de energia dourada transitando de maneira harmônica e equilibrada por todas as fibras da sua Malha Energética.

Convido você a fazer o Exercício de Irradiação do Canal Central comigo neste vídeo. Clique aqui ou assista abaixo:

DICA 2: Dê comandos as suas células.

Conversar com as células é um processo muito natural que você pode começar agora. Focalize na energia da Gratidão por todo o trabalho feito por elas. Veja exemplo de comando para suas células abaixo:

“Queridas Células, eu expresso a intenção e a disposição para me adaptar de maneira completa e tranquila a Transição Planetária. Liberto todas as energias, hábitos e emoções que não me servem mais no agora, gerando força, equilíbrio e harmonia em minha vida diária”

Ter Consciência Energética é saber quais energias você vibra e quais energias você usa para criar as possibilidades da sua vida. Está tudo na nossa Anatomia Energética, na nossa Malha.

Com a sua Malha Calibrada, revelações são feitas e é mostrado o que é preciso de aprimoramento, quais os atributos são necessários para que o Novo Humano brote em você.

4 – Você sabe dizer não? Sobre o Novo Humano Integrado

Parece uma pergunta simples, mas vou lhe mostrar como tem profundidade. Saber dizer “não” está intimamente ligado em ter coerência no que se sente com o que se fala.

No nosso dia-a-dia somos apresentados a situações que costumávamos agir no automático. Não saber dizer “não” e ceder o tempo todo é um mecanismo automático que pode não só nos prejudicar, como também prejudicar o outro e o todo.

Vou compartilhar com você algo que me foi revelado que me ajuda muito e espero que te ajude também: É o conceito de “Todo Mundo Ganha”.

Com a Consciência Energética consegui acessar respostas e informações que me auxiliam de diversas formas. É como se tivesse criado uma bússola interna. Hoje vejo que o que eu faço precisa estar alinhado com o conceito de “Todo Mundo Ganha” e com isso eu entendo o meu lugar na Evolução do Universo.

Este conceito aborda a necessidade de alinhamento entre O Que Eu Faço X O Que a Outra Parte Faz (O Outro) x O Universo. Se essas três partes estão “ganhando”, então tudo flui da melhor maneira e desta fusão nasce o Novo Humano Integrado.

O Novo Humano Integrado se consolida na união dos três. É aquele que emprega a Consciência Energética no seu viver, ativando seus tributos e acessando sua Sabedoria Interior. Ele atua em equilíbrio e com consciência das energias por trás das suas escolhas, sabe Quem Ele Realmente É e vive o que Veio Manifestar no Aqui e no Agora, entrando em harmonia com o fluxo divino.

Neste conceito vale ressaltar que não basta você simplesmente não fazer mal a ninguém, é preciso fazer o bem, é preciso vibrar de forma elevada e fazer uso de atributos de mestria como a neutralidade, integridade, gentileza e generosidade, além do amor, compaixão, gratidão e compartilhamento verdadeiros na vida diária.

Reflexão Bônus:

Viver com Consciência Energética é viver em alinhamento com seu Propósito e do Planeta. É estar inteiro no que se faz. É aprender a Co-criar.

Assuma responsabilidade pela sua vida, se entregue para a nova dinâmica de energia. Se cada um tiver Consciência Energética, todo mundo é cuidado.

Lembre-se: A Transição Planetária está acontecendo, a Consciência Energética é o caminho para você Lembrar Ser Quem Realmente É e o Que Veio Manifestar. O Resultado é o desabrochar do Novo Humano.

O Novo Humano está aqui e é você!

Fico à disposição. Quer me mandar uma mensagem de WhatsApp? Clique aqui.

Grande Abraço,

Vanessa Queiroz.

Fonte: Vanessa Querioz

Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ TEM CONSCIÊNCIA ENERGÉTICA?

AUTOCONHECIMENTO: MEDITAÇÃO, AMIGA DE UM SONO RESTAURADOR. SAIBA COMO!

Já mencionei aqui varias vezes e em meus livros que o caminho do autoconhecimento começa pela meditação. Essa importante e milenar prática para relaxamento é o destaque desta coluna neste sábado. Existem muitas formas, técnicas e objetivos diferentes para meditar. O texto a seguir foca na meditação para dormir. Então, relaxe, leia o texto com calma e atenção e aprenda como melhorar a qualidade do seu sono para ter um dia seguinte maravilhoso!

Meditação para dormir — Aprenda a fazê-la!

123RF – Direitos autorais: Michelangeloop

Aorigem da palavra “meditar” do latim “meditare” significa “voltar ao seu centro”. Nada mais claro do que o próprio significado da palavra para explicar esta prática que tem se tornado cada vez mais conhecida atualmente.

A meditação propõe o relaxamento corporal e a diminuição da respiração, que consequentemente acalmam e tranquilizam o corpo físico e energético. O essencial para meditar é ter um foco interno, com a observação do próprio corpo, ou externo, escutando algum som, por exemplo.

Você pode meditar com uma pessoa guiando os passos que deve seguir ou aprender o que se identifica melhor e praticá-la sozinho. É equivocado dizer que durante a meditação a mente não pensa em “nada”, o ideal na verdade é observar os pensamentos passando sem entrar neles ou ter emoções relacionadas.

Meditação: amiga de um sono restaurador

Imagem de um monge sentado em um gramado fazendo meditação.

Foto por Truthseeker08 no Pixabay

Por ter um efeito tranquilizador para o corpo, fazer meditação antes de dormir pode melhorar a qualidade do seu sono! É comum que com a rotina agitada cada vez mais pessoas tenham dificuldade para dormir, e muitas mesmo que durmam rapidamente acordam cansadas no dia seguinte, o que pode ser um sinal de que o sono não foi suficiente para descansar o tanto que precisava.

Criar o hábito de meditar antes de dormir pode interromper padrões negativos que dificultam o seu sono, como levantar várias vezes para ir ao banheiro, ficar pensando em preocupações ao deitar ou em tarefas que precisa fazer no dia seguinte. Isso porque você irá reorganizar seus pensamentos, substituindo o que atrapalha seu sono pelo estado de relaxamento.

Os benefícios no seu corpo de meditar antes de dormir são inúmeros, dentre eles estão:

Redução do estresse.
Controle do apetite.
Melhora o metabolismo.
Fortalece o sistema imunológico.
Aprimora a concentração, raciocínio, memória e foco.
Melhora a disposição e humor.

Atrás de um bom dia, tem uma noite bem dormida!

Imagem de três monges em uma linda floresta, eles estão sentados sobre um tronco fazendo meditação.

Foto por Truthseeker08 no Pixabay

Seja o seu dia de descanso, passeio, ou até mesmo de trabalho quando o seu foco é o máximo de produtividade, com certeza uma boa noite de sono está por trás de um dia em que seus objetivos são alcançados.

Dormir bem em paralelo à prática de atividades físicas e alimentação balanceada, pode ser sinônimo de mais tempo de vida, já que seu corpo estará com os sistemas equilibrados e funcionando bem.

Além disso, o deixa mais concentrado e atento, já que durante o sono o cérebro processa informações que recebeu ao longo do dia. Com esse foco, ficará mais fácil estudar, realizar tarefas do trabalho, e tudo que exija concentração e raciocínio.

Dicas para meditar antes de dormir

Imagem de um monge sentado no chão em posição de meditação.

Foto por Sasin Tipchai no Pixabay

Quando tiver realizado tudo o que precisa antes de dormir, com o quarto preparado para descansar, incluindo luzes apagadas, sente-se confortavelmente na cama, com a coluna ereta. Se quiser coloque uma música longa, ou uma playlist de músicas calmas do seu gosto.

De olhos fechados, pense sobre o seu dia, agradeça pelas coisas boas que aconteceram e aprendizados, depois, comece a pensar que esse é o momento de descansar e se desligar das atividades realizadas no dia.

Comece a respirar profundamente, inspirando pelo nariz e expirando pela boca. Depois de manter a respiração lenta e profunda, comece a relaxar cada parte do seu corpo, desde os dedos dos pés, até a cabeça, como se cada parte começasse a relaxar. Perceba onde há mais tensões e toque massageando, se quiser.

Mantenha a respiração e relaxamento por pelo menos 5 minutos, aos decorrer dos dias aumente o tempo da prática para no mínimo 20 minutos. Fique tranquilo se parecer difícil no começo, os pensamentos podem insistir que você desfoque o relaxamento de início, mas aos poucos conseguirá focar a própria meditação.

Meditações guiadas

Imagem de três monges praticando a meditação.

Foto por Honey Kochphon Onshawee no Pixabay

Caso você seja iniciante na arte de meditar, poderá gostar de meditações guiadas, que são áudios facilmente encontrados pela internet, em que uma pessoa dita as instruções ao longo da meditação. Você precisa apenas fechar os olhos, sentar em uma posição confortável, e aproveitar deste momento.

Como meditações podem ter objetivos diversos, o ideal é que você busque por uma para dormir. Nas narrações você será orientado a controlar sua respiração, e até mesmo a imaginar cenários ou pontos de energia. Certamente trarão efeitos de tranquilidade e paz para uma boa noite de sono.

Crie o hábito de meditar

Se você tem uma vida corrida, pode parecer muito complicado colocar um novo hábito em meio a tudo isso, mas acredite, ela compensará seus esforços iniciais! Caso sofra de insônia, levará muito menos tempo para fazer a meditação e começar a sentir os efeitos dela, do que seguir se virando na cama esperando o sono chegar.

Além disso, você começará a sentir os benefícios da meditação e de uma boa noite de sono, e aos poucos sua vida irá se transformar para melhor! Aproveite desse poder de encontrar consigo mesmo todas as noites e relaxar corpo e mente. Bons sonhos!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: MEDITAÇÃO, AMIGA DE UM SONO RESTAURADOR. SAIBA COMO!

REFLEXÃO: NA CONSCIÊNCIA CÓSMICA DO CRISTO, O QUE SIGNIFICA AMAR OS INIMIGOS?

Eis ai, talvez, o maior de todos as enigmas dentre todas as palavras de Jesus Cristo! Esta a nossa REFLEXÃO deste sábado: ‘amar os inimigos’. Como assim, amar os inimigos? Quem é capaz de amar alguém que matou a quem você mais ama? Ou alguém que estuprou a sua filha? Na mente da maioria das pessoas é impossível até pensar sobre algo assim, mas lembre-se: Jesus morreu na cruz para redimir a humanidade e neste meio estavam os seus maiores inimigos. Então convido você a ler o texto completo a seguir e quem sabe entender o verdadeiro amor de Cristo!

8 razões pelas quais você deve amar seus inimigos

Amar os inimigos

Será possível estender o amor até mesmo aos inimigos? Este sentimento sublime, que nos torna doces para com o amigo, que nos permite sentirmos felicidade com sua simples presença, será possível de ser direcionado aos inimigos?

O amor é uma atitude interior que se expande como acontece com o ar, que a tudo e a todos vitaliza.

Em se falando dos criminosos, a Lei de caridade diz que devemos ter para com eles compaixão.

Será possível nos compadecermos por alguém que nos tirou a paz, retirando do nosso lado o esposo amado, matando-o em um momento de loucura?

Será possível amar alguém que nos usurpou os bens, enganando-nos e nos deixando na quase miséria?

Analisando a questão dos que nos fazem mal, é sempre oportuno recordar que o criminoso é um doente e em si mesmo já muito infeliz.

Além disso, temos que considerar fatores sociais, econômicos e emocionais que conduzem à alucinação, ao crime e a delinquência.

Punir tais criaturas é reagir com ódio. Cobrar o erro com a vingança é ser pior do que o criminoso. O juiz, que dita sentenças em nome da sociedade, graças aos conhecimentos que possui, deve ser sadio emocionalmente e equilibrado nas suas decisões, a fim de ser melhor do que o criminoso.

O ódio é vingador e a vingança expressa primitivismo do homem. Portanto, não é justiça.

A técnica do amor receita para o delinquente a terapia do afastamento temporário da sociedade, exatamente como um enfermo portador de doença contagiosa.

Precisa ser tratado, para se reintegrar à sociedade dos sadios, depois.

O amor reabilita moralmente o caído, oferecendo-lhe recursos para a recuperação. Permitir que o criminoso repare os males praticados com ações dignas e compensadoras, eis a chave mestra da renovação do mundo.

Matar o assassino não devolve a vida à vítima, nem diminui a saudade de quem lamenta a ausência do amado. Amputar os dedos ou as mãos do ladrão não devolve o furto ao seu dono, que continua lesado.

Arrancar a língua do caluniador não repara os males que a acusação falsa já espalhou pelo mundo…

Quando o amor penetrar o íntimo dos homens, o ódio, que é doença do egoísmo, cederá lugar à fraternidade e à compreensão.

Por isso mesmo é que Jesus alertou: Ouvistes o que foi dito aos antigos: amarás o teu próximo e aborrecerás o teu inimigo. Eu porém vos digo: amai os vossos inimigos, orai pelos que vos perseguem e caluniam para que vos torneis filhos de Deus sobre a Terra.

Se amardes somente aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem assim também os criminosos entre si e todos os homens de má vida?

* * *

O amor, em qualquer expressão, é a presença do Pai Criador sustentando a vida e dignificando as Suas criaturas.

Um dia, Ele haverá de triunfar sobre todas as circunstâncias e regerá todas as vidas.

Ao estabelecer a Lei de amor aos adversários, Jesus instaurou a era da misericórdia, que haveria de preceder a do amor real.

Ele mesmo viveu durante todo o Seu ministério a Lei do amor e por ela deu a vida.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 4 do livro Luz do mundo e no cap. 8 do livro Pelos caminhos de Jesus, ambos pelo Espírito Amélia Rodrigues, psicografia e Divaldo Pereira Franco, ed. Lea

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: NA CONSCIÊNCIA CÓSMICA DO CRISTO, O QUE SIGNIFICA AMAR OS INIMIGOS?

TECNOLOGIA: NOVO TREM-BALA DO JAPÃO É PROJETADO COM EQUIPAMENTOS E DISPOSITIVOS À PROVA DE TERREMOTOS E DESASTRES NATURAIS

O N700 Supreme da JR Central é o primeiro novo modelo de trem-bala projetado com equipamentos e recursos especiais para proteger melhor os passageiros de desastres naturais é o destaque desta sexta-feira aqui na coluna TECNOLOGIA. Leia a reportagem completa a seguir e saiba de todos os detalhes e quais são os novos recursos tecnológicos dessa poderosa máquina!

Novo trem-bala do Japão projetado com desastres naturais e terremotos em mente

A Companhia Ferroviária Central do Japão (JR Central) lançou um trem de alta velocidade ou bala, recém-projetado, equipado com recursos especiais para proteger melhor os passageiros de desastres naturais.

O Japão , uma nação insular cercada por linhas de falha subterrâneas no ‘Anel de Fogo’ do Pacífico, tem uma história de desastres naturais, principalmente terremotos, mas também tufões e inundações, e grande parte da infraestrutura de prevenção e recuperação é, neste ponto, cozido no tecido da sociedade.

O N700 Supreme da JR Central é o primeiro novo modelo de trem em 13 anos a operar a grandes velocidades na linha Tokaido Shinkansen, que conecta Tóquio a Osaka. Ele move os passageiros a 300 km / h (186 mph) e vem com uma variedade de recursos de acomodação, como tomadas elétricas entre os assentos, iluminação interna difusa, assentos e encostos de cabeça reclináveis ​​e melhor suspensão e isolamento acústico para proporcionar uma viagem mais silenciosa e mais estável .

No entanto, em momentos em que o luxo não é o foco dos passageiros, como durante um terremoto, o trem é equipado com um componente de bateria de íons de lítio a bordo que lhe permitirá se alimentar por tempo suficiente para alcançar o ponto de evacuação mais próximo ao longo dos trilhos onde os passageiros podem desembarcar.

Uma cerimônia para marcar o trajeto do primeiro trem N700S foi realizada na estação de Tóquio no início de julho, com o presidente da JR Central Shin Kaneko entre os participantes.

O N700S está “cheio de nossas conquistas tecnológicas”, disse Kaneko.

Foto de N700 por Mitsuki-2368, licença CC 

As operações com bateria fora da rede são os detalhes importantes que formam a rede de prevenção de desastres existente na sociedade japonesa. São esses tipos de sistemas auxiliares que permitiram que o aeroporto internacional japonês KIX se recuperasse tão rapidamente depois que o tufão Jebi atingiu a baía de Osaka em setembro de 2018, trazendo ventos de 200 km / h. As ondas alcançaram o paredão e inundaram os terminais – e um navio-tanque colidiu com a ponte que ligava o aeroporto ao continente.

Apesar disso, o aeroporto reabriu parcialmente em apenas 2 dias, concluindo os reparos e permitindo que dezenas de milhares chegassem e partissem no KIX mais uma vez, apenas 17 dias após a tempestade.

Fonte: Good News Network

Continuar lendo TECNOLOGIA: NOVO TREM-BALA DO JAPÃO É PROJETADO COM EQUIPAMENTOS E DISPOSITIVOS À PROVA DE TERREMOTOS E DESASTRES NATURAIS

DICA DE LIVRO: O UNIVERSO AUTOCONSCIENTE DE AMIT GOSWAMI

A nossa DICA DE LIVRO desta quarta-feira é do Best Seller Amit Goswami: O Universo Autoconsciente. Neste livro você vai comprovar como a consciência, através do subconsciente materializa a sua realidade. Lançado originalmente em 1993, este livro abalou a comunidade ao apresentar uma teoria revolucionária. A partir dos princípios da física quântica, o autor demonstra que é a consciência, e não a matéria, a base de tudo que existe, resgatando a herança filosófica das grandes tradições religiosas e unindo mente e corpo num novo paradigma científico. Não deixe de ler esse livro se quer aprender como transformar a sua realidade!

Foto: Amazon

Continuar lendo DICA DE LIVRO: O UNIVERSO AUTOCONSCIENTE DE AMIT GOSWAMI

REFLEXÃO: O CORAÇÃO É O INÍCIO, O MEIO E O FIM!

A nossa REFLEXÃO desta quarta-feira é sobre “Iluminação”. O texto a seguir é sobre a experiência do autor com o processo de iluminação, que ele conclui: começa pelo coração, que mantém o Registro Akáshico de nossa ferida e sagrada humanidade. Então, leia o esclarecedor texto a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

Linha do tempo – Trabalhadores da Luz

A iluminação começa pelo coração

Mensagem de 13 de Julho de 2020

Hoje de manhã eu estava sentindo o que Iluminação significa para mim. No passado, eu a sentia como um objetivo ou conquista. Um estado livre do sofrimento no qual eu estava. Eu focava na mente como a causa de minha depressão e ansiedade. Eu meditei diariamente, fiz longas caminhadas na natureza e li muitos livros.

E ainda assim, no formidável segundo plano, havia uma voz que não ia embora. Uma dor que me fazia sentir que tudo que eu estava fazendo era um pretexto. Uma cortina de fumaça para fazer a única coisa que eu estava evitando, que era sentir. Todos os livros, caminhadas e palavras não podiam subverter o sentimento.

Após acessar o corpo emocional pelos últimos 8 anos (não todos os dias) eu percebi que Iluminação significa outra coisa neste momento. Para mim, a palavra chave é ‘Iluminar’. Fazer, ou estar, menos pesado. Isso está enraizado no coração.

O coração mantém o Registro Akáshico de nossa ferida e sagrada humanidade. Podemos usar a mente para nos levar a lugares onde fomos machucados, rejeitados, experimentamos o trauma do ‘não amor’. É lá que podemos oferecer o bálsamo do Amor para ajudar a curar, liberar e transmutar a dor, a experiência da separação de volta à Leveza do Ser.

A Leveza do Ser. Sim. Isso é o que Iluminação significa para mim neste momento. A liberdade de Ser. De expressar. De Criar. De participar e desfrutar. É deste lugar de Iluminação que eu posso melhor sentir e servir as ‘dores do mundo’. A escuridão que precisa que estejamos ancorados nesta Leveza de Ser para que não afundemos com ela, mas a ergamos acima e além da sombra, tanto individual como coletivamente.

Eu agora estou mais livre para explorar mais de minha iluminação mental e espiritual sem ignorar o corpo emocional. Enquanto eu for humano haverá mais ‘trabalho’ a fazer, mas agora ele está enraizado em mais alegria e essência. Isso é o que eu realmente venho buscando nesta vida. Talvez seja o que você vem buscando também.

Gabriel Heartman
Fonte: https://soulfullheartblog.com/ — Roseli Giusti Zahm e Marco Iorio Júnior — Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo REFLEXÃO: O CORAÇÃO É O INÍCIO, O MEIO E O FIM!

AUTOCONHECIMENTO: ESPÉCIE DE MÚSICA ELETRÔNICA PODE TE ELEVAR PARA ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA

Nesta segunda-feira o destaque da nossa coluna AUTOCONHECIMENTO é um artigo sobre o estilo musical “trance”, tipo de música eletrônica que, na concepção de Alline Neto, autora do artigo, facilita a conexão com estados alterados de consciência, tais como: meditação, mindfulness e hipnose. Portanto, lhe convido a ler o artigo completo a seguir refletir e tirar as suas conclusões!

Trance e os estados alterados de Consciência

Foto em preto e branco de mulher com os olhos fechados e expressão relaxada
golubovy / 123RF

Quando eu li o artigo da Mariana Verzaro, neurocientista, fiquei impressionada. Até então eu não conseguia explicar o motivo da música Trance mexer tanto comigo. Desde muito nova gostava de música eletrônica, mais foi o trance, que é uma vertente da música eletrônica, que trouxe experiências fantásticas e a maioria delas em momentos aleatórios como, por exemplo, durante o trabalho em plena terça-feira, com fones de ouvido e passando uma pilha de roupas ou até mesmo um dia em que eu estava limpando o jardim da casa em que eu trabalhava na época, momentos nada sugestivos, digamos assim, para entrar em estados de consciência diferentes do normal, ouvindo música.

Autora num festival de trance ao livre.

Foto cedida pela autora Alline Neto

Bem, no artigo da neurocientista, ela cita algo que veio conectar a minha experiência com a música. “O trance é um dos estilos musicais que revive o conceito original da música na qual os ritmos são usados para alterar estados de consciência e trazer a espiritualidade e dissociação.”

Inúmeras vezes, ao ouvir uma música trance, eu chorei de emoção, eu me “perdi na música” ou dancei me levando pelas ondas progressivas do ritmo.

Todas essas sensações não são meras coincidências, o trance pode trazer um transe hipnótico no ouvinte, por isso a origem do seu nome.

Quantas vezes eu tentei explicar — para amigas ou pessoas próximas, mas nunca consegui de fato — o quanto a música me eleva para estados ampliados de consciência, em que sinto a energia vibrar em todo o meu corpo, principalmente no topo da cabeça.

A explicação é, o trance é mais voltado para a percepção sensorial do que racional. O objetivo é despertar emoções e estados mentais sem o uso das palavras ou sem compreensão das mesmas.

Eu também amo a música trance com vocal, porque ao contrário do que as pessoas podem pensar, muitas letras falam de amor, e nos conectam com algo maior. Já ouvi músicas que mais parecem uma prece, ou a voz de Deus nas entrelinhas da melodia.

O que mais me chamou a atenção neste artigo e o que me levou a escrever esse texto, é que, primeiro eu AMO trance, e no fim das contas somos conectados com aquilo que ressoa do nosso coração e não da nossa mente, e o trance me conectou com o caminho da Terapia Transpessoal.

O que tem haver uma coisa com a outra?

O objeto de estudo da Terapia é justamente esse estado alterado de Consciência, pois nele, que na terapia chamamos de Transpessoal, vamos conseguir efeitos poderosos de cura, não só a nível pessoal, como também a expansão da consciência, entre outros benefícios.

Estados alterados de consciência se consegue de diversas formas, como exemplo, meditação, técnicas respiratórias (respiração holoscópica), uso de certas plantas, drogas, religião, músicas, e etc.

Existe uma associação muito grande ao uso de drogas e às raves espalhadas pelo mundo, talvez um dos motivos da música eletrônica ser “mal vista” por muitos. Fato é que esse estilo musical, no caso o Trance — ou diria o Puro trance e não suas vertentes — é uma música estudada para estimular as ondas theta do cérebro, ondas que no sono nos levam para os sonhos, para outras dimensões de realidade, ondas que podem ajudar a aliviar o estresse, sendo assim, um alívio para uma mente barulhenta.

"Trance é música com alma" em Inglês.
Foto cedida pela autora Alline Neto

Muitos podem pensar, como assim você vai relaxar ouvindo trance? A resposta é sim, há uma dissociação do corpo e mente, você “viaja” na música, por isso tantas vezes falo, o trance me eleva, eleva meu estado de espírito, me conecta com a fonte numa vibração alta, que muitas vezes me faz chorar, e não é um choro de tristeza e nem de alegria, mas de gratidão por me sentir parte de um todo, e grata por entrar nesse estado de graça.

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: ESPÉCIE DE MÚSICA ELETRÔNICA PODE TE ELEVAR PARA ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA

CIÊNCIAS: A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E O CORONAVÍRUS

O artigo a seguir foi magistralmente escrito pelo Mestre em Filosofia pela UnB e astrólogo Ricardo Lindemann. O foco é a influência dos astros e da astrologia na origem do coronavírus e a vida na transição para a Era de Aquário. Convido você a ler e entender essa incrível relação!

Tudo o que Você deve Saber sobre a Era de Aquário (Despertar da ...

O vírus e a vida na transição para a Era de Aquário

“A Era de Aquário será um lindo dia ensolarado,
mas temos antes que cruzar a nuvem kármica
de nossas dívidas com o passado, cuja
cobrança estamos assistindo”

O grande desafio do momento parece ser o novo coronavírus (SARS-CoV-2) ou a doença que ele gera, a Covid-19. O vírus é novo, surgiu no fim de 2019, durante a conjunção de Saturno com Plutão; o apego à vida é um problema filosófico bem mais antigo, mas o medo da morte, sua sombra inseparável, tornou-se um problema muito atual. Uma vacina poderia resolver o problema, mas apesar dos esforços de vários países, ainda não está disponível.
Recentemente, na véspera do Ano Novo Astrológico (20/03/2020) e coincidindo com a conjunção de Marte com Júpiter e Plutão, e do ingresso de Saturno em Aquário (22/03/2020), divulgou-se uma primeira inspiradora notícia de um lenitivo: a Hidroxicloroquina.
Tal fato está conforme considerei na minha página do Facebook em 10/02/2020: “A entrada de Saturno em Aquário em 22/03/2020 deverá aliviar mais os efeitos ainda remanescentes da Grande Conjunção de Saturno com Plutão em Capricórnio, cujo processo culminou em 12/01/2020.”
Saturno em Aquário pode produzir insegurança social devido ao impulso aquariano pela excentricidade e pelo
radicalismo, mas pode estabilizar-se pelo conhecimento definido, pela concentração na pesquisa científica e pelo compromisso com metas sociais ou voltadas para o futuro.
Há controvérsias sobre a origem do novo coronavírus, mas a maioria das notícias converge para o seu surgimento
no início de dezembro de 2019, em uma feira de Wuhan na China. Há indícios de que havia ali venda de animais
vivos bastante exóticos para alimentação, incluindo morcegos, e que assim o vírus que estava nos animais teria contaminado os humanos. No início, houve imposição de sigilo e até repressão aos pesquisadores que identificaram a doença. Chegou a ocorrer a morte, pela própria Covid-19, de um médico, Dr. Li Wenliang, que tentou alertar as autoridades sobre a gravidade da crise, em fevereiro. Os efeitos do novo coronavírus se fizeram sentir durante a lunação que abrangeu o plenilúnio do Eclipse Penumbral Lunar de 10/01/2020 e do ápice da conjunção de Saturno com Plutão em 12/01/2020, conforme considerei na minha página do Facebook em 22/06/2019: “…já tenho assinalado aqui, e em meu livro (A Ciência da Astrologia e as Escolas de Mistérios. Brasília: Teosófica, [2020. 4 ed.]), os aspectos de Saturno com Plutão têm se relacionado com crises internacionais. Tais aspectos têm causado crises particularmente entre o Ocidente e o Oriente, como na oposição em 2001, com a queda da torres do World Trade Center, que parece ter sido o estopim da Guerra do Iraque; e na quadratura em 2011, com a caçada a Bin Laden e o início do último conflito na Síria. Teremos o ponto crítico da transformação na conjunção exata em 12/01/2020, mas
os eclipses podem potencializar efeitos antecipados, que tendem a afetar também a economia internacional. No Brasil, uma vez que pelo menos o Plutão já tem estado em conjunção com a cúspide da casa XII ou do Karma, também chamada Inimici ou dos inimigos, tais aspectos poderão agravar as dificuldades já existentes, período óbvio de aceleramento kármico e ajuste de contas com os excessos do passado.”
Num comentário posterior e de retrospectiva dos fatos ocorridos ou atraídos pela conjunção de Saturno com Plutão, também ali considerei em 10/02/2020: “… depois do Eclipse Penumbral da Lua de 10/01/2020. Incidentes ocorridos na proximidade daquela data, cuja gravidade foi aqui antecipada, poderiam ter tido desdobramentos muito
mais sérios, o que é motivo de alívio, como se pode destacar, entre outros: A morte do General Soleimani do Irã,
produzida por um drone norte-americano, e consequente retaliação iraniana; a derrubada do avião ucraniano por míssil iraniano, o processo parcial de impeachment de Trump; a renúncia do premiê russo; o Brexit inglês ou ROMAN GRAC/PIXABAY respectiva saída da União Europeia; o incêndio na Austrália; a erupção do vulcão nas Filipinas; o terremoto na Turquia; a avalanche na Caxemira; e a ainda não encerrada epidemia do coronavírus iniciada na China.”
A Era de Aquário, que é regida por Urano, é esperada há muito tempo como sendo o período da Fraternidade Universal e do fim das guerras, por meio de uma Federação das Nações no modelo da União Europeia ocorri- da em 1993 (conjunção de Urano com Netuno), sendo uma Era Astrológica um período de 2.150 anos que abrange uma constelação sideral dentro do movimento de Precessão dos Equinócios. Um grau de transição representariam 72 anos que seria provavelmente o período que estamos vivendo, embora haja controvérsias de quando teria iniciado, o que é natural para períodos tão longos. Cada vez que um planeta ingressa em Aquário, um novo impulso vibratório se soma na direção da Era de Aquário, mas grande mesmo será a transformação que se iniciará quando Plutão ingressar em Aquário em março de 2023, quando Saturno sairá daquele signo, depois de ter preparado a chegada de Plutão.
O universo é como um grande relógio e tudo indica existirem inteligências que o dirijam, como dizia Blavatskky em A Doutrina Secreta: “A Natureza não é um aglomerado fortuito de átomos.” A Astrologia se baseia na unidade da vida e na interdependência de suas formas de manifestação, bem como no princípio da periodicidade universal e no grande axioma hermé-tico: “Como em cima; assim embaixo.” O que acontece no Céu, se espelha na Terra. Conforme também considerei mais detalhadamente sobre as eras na revista SOPHIA nº 26, de abr/jun/2009, bem como no artigo Nostradamus e a Nova Era, publicado na revista SOPHIA nº 27, de jul/set/2009: “Existe uma dinastia espiritual cujo trono nunca está vazio, cujo esplendor jamais decai; seus membros formam uma corrente de ouro cujos elos jamais poderão romper-se porque eles fazem o mundo retornar para Deus de quem proveio.” É o ser humano que costuma transgredir as leis da harmonia espiritual e da natureza fazendo escolhas pouco sábias, como dizia Platão em A
República: “A responsabilidade é de quem escolhe: Deus está inocente nisso.” Daí surge o karma coletivo da Humanidade, que colhe o que semeou… A ignorância é a causa do mal… Atualmente estamos ingressando no Ano Novo Astrológico (20/03/2020) com Netuno em Peixes, regente da respectiva era anterior e planeta das águas e do contágio (que se dá por perdigotos ou gotículas d’água…), em semiquadratura com Urano, caracterizando uma crise entre os regentes das eras que estão em transição, ao contrário do período glorioso de 1993, quando iniciou a União Europeia, em que eles estavam em conjunção, como se estivessem “passando o bastão do revezamento”. A partir da primeira Conjunção de Júpiter com Plutão em 04/04/2020, que assim caracteriza uma data para haver uma maior clareza ou um despertar para a real dimensão do problema até o dia 12/05/2020, numa progressiva libertação, onde poderia surgir algum remédio ou tratamento lenitivo. Entretanto, se este diagnóstico for correto, de que a conjunção
de Saturno e Plutão teria originado o problema, então deveria ser favorável também o seu maior afastamento neste
semestre, que será em 12/05/2020, porém depois o Saturno iniciará seu movimento retrógrado. Outras datas favoráveis seriam 05/06/2020, quando ocorrerá um novo Eclipse Penumbral Lunar que pareceria diluir os efeitos
do anterior. Datas assim representam ápices de processos que influenciam todo o período da lunação. Melhor será o dia 27/07/2020, quando ocorrerá o sextil de Júpiter com Netuno, compreendendo com especial intuição ou superando a questão do contágio talvez com algum novo remédio ou alguma tão esperada vacina. É, todavia, importante compreender que na Astrologia Mundial, que trata do karma coletivo que envolve um número muito maior de países com interação de variáveis que não se consegue isolar, as previsões e os prognósticos são naturalmente mais probabilísticos do que no estudo de Mapas Astrais de indivíduos. Conforme o clássico provérbio: “Os astros inclinam; mas não determinam.” Embora se possa interpretar a natureza e direção das circunstâncias envolvidas, é difícil quantificar ou mensurar a sua intensidade. Conforme mencionei também no Facebook em 31/12/2017: “‘Saturno em Capricórnio, desde 20/12/2017, onde ficará pelo menos até março de 2020, parece trazer um ano de austeridades, ajuste de contas e tendências mais conservadoras e realistas em busca de segurança. Pode-se fazer uma analogia com o pêndulo que agora oscila para o outro lado, ou um arco que acumula tensão para lançar
a flecha da mudança que virá com Plutão ingressando em Aquário em 2023, e principalmente com o Grande Trígono de Plutão, Urano e Júpiter em 2029, que associo à Federação das Nações simbolizando o fim das guerras na Era de Aquário, conforme publiquei na revista SOPHIA nº 36, de out/dez/2011 (p. 43), se eu tiver interpretado corretamente a profecia do Bispo + C.W. Leadbeater em 1913.’ Será um lindo dia ensolarado de uma nova era de paz, mas temos antes de cruzar a nuvem kármica de nossas dívidas com o passado, cuja cobrança estamos assistindo.”
O novo coronavírus parece fazer parte deste plano divino, que guia as nações, de acordo com as possibilidades do karma coletivo, para mostrar à humanidade que somos todos um, sem as aparentes distinções de raça, crença religiosa, ideologia, classe social, ou como dizia Krishnamurti: “vós sois o mundo.” Também em Aos Pés do Mestre:
“Deus tem um plano, e esse plano é a evolução.”
Por outro lado, o apego à vida ou o medo da morte têm se intensificado com a presença do Covid-19. No mínimo
é importante ressaltar que muitos sábios da antiguidade como Samkara, Buddha, Krishna, Platão e talvez Cristo, também parecem concordar nessa questão da ignorância ser a causa do mal ou do sofrimento, caracterizando um ponto essencial do estudo comparativo entre religião e filosofia. Poderia parecer até que também Cristo concorda
neste tema quando afirma “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” [João VIII: 32], pois sugere que há uma escravidão ou submissão, talvez à matéria, causada pela ignorância ou carência do conhecimento da verdade. Pela ignorância de sua verdadeira natureza espiritual o ser humano se identifica com os corpos com os quais seu espírito se reveste, sendo esta a raiz do egoísmo. O egoísmo também é definido por Ksemaraja, sábio comentado por Taimni em O Segredo da Autorrealização: “A natureza essencial da escravidão, no mundo ilusório da manifestação, é o apaixonar-se pelo próprio poder individual limitado, devido à falta de percebimento daquela Realidade que é a única fonte existente de todo poder.” Dessa identificação com os corpos surge a atração por repetir o prazer ou a repulsão que tenta evitar a dor, abrangendo assim as diversas paixões que aprisionam o ser humano na
matéria, resultando no apego à vida e medo da morte, que reforça assim a ignorância de sua verdadeira natureza espiritual. Dessa forma cria-se um círculo vicioso que tende a reforçar-se, mas o vírus pode ser um agente kármico
ou um instrumento da natureza para quebrar tal círculo e levar a humanidade a meditar na imortalidade da alma e na ciclicidade da vida, como se encontra em A Tradição-Sabedoria. Assim, o ser humano poderá despertar para a importância do autoconhecimento e perceber sua grandeza divina, como se encontra em O Idílio do Lótus Branco:
“A alma do homem é imortal, e o seu futuro é o de algo cujo crescimento e esplendor não têm limites.”

 * Ricardo Lindemann é Doutorando em Ciência da
Religião pela UFJF, Mestre em Filosofia pela UnB,
Presidente do Sindicato dos Astrólogos de Brasília e Ex-Presidente da Sociedade Teosófica no Brasil.

Fonte: Revista Sophia 84ª edição

Continuar lendo CIÊNCIAS: A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E O CORONAVÍRUS

PONTO DE VISTA: NÃO PODEMOS ACEITAR FICAR REFÉM DO STF

Caro(a) leitor(a),

Continuo dizendo que a sociedade precisa se mobilizar contra o Supremo Tribunal Federal com relação ao impeachment de pelo menos três elementos dessa vergonhosa corte. São eles: Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Esses três togados são o excremento, a titica de galinha do judiciário brasileiro. Já passou da hora de serem excretados, catapultados desse cargo onde não merecem estar. Paciência também tem limite e não podemos ficar de braços cruzados esperando o país afundar! 

Quando um cidadão brasileiro fica na situação que esse jornalista Oswaldo Eustáquio ficou, onde o seu advogado chega a fazer uma carta aberta ao STF, pois não tem a quem recorrer para defender o seu cliente, é porque a coisa está muito, muito feia. E isso pode acontecer com qualquer um de nós. Então vamos unir forças para materializar o impeachment desses bandidos togados!

Carta aberta ao STF do advogado de jornalista “preso”, impedido de exercer sua profissão

Elias Mattar Assad

Com 43 anos de exercício do direito, o advogado Elias Mattar Assad, pede a restauração plena dos direitos do jornalista Oswaldo Eustáquio, que ficou dez dias presos por ordem do STF e está afastado de suas redes sociais por medidas cautelares determinadas pelo ministro Alexandre de Moraes.

“Sendo inimaginável qualquer ‘perjúrio democrático’ pelo Colegiado com eterna fé no Direito e na Justiça, espera a revisão judicial e a plena restauração dos direitos do jornalista Oswaldo Eustáquio”, disse Elias Mattar Assad em carta aberta ao STF.

O pedido da restauração dos direitos será avaliado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, por meio de um Habeas Corpus ajuizado pelo advogado, que sustenta o seu pedido entre outros argumentos, no parecer da Procuradoria Geral da República, que se manifestou ao STF dizendo que não há motivos para prisão preventiva, não tendo possibilidade de substituí-la por medidas cautelares diante de sua inexistência, desafiando a lógica racional e o direito.

Mattar Assad em seu pedido, lembrou ainda das palavras do decano da Corte, quando em 2009 asseverou palavras firmes pedindo a liberdade de expressão.

“Nada mais nocivo e perigoso do que a pretensão do Estado em regular a liberdade de expressão e pensamento”, disse Celso de Mello, naquela ocasião em que foi seguido pelos ministros da Corte, lembrou o advogado em sua carta aberta ao STF.

Todo conteúdo da carta também integra o pedido de Habeas Corpus para restauração dos direitos do jornalista Oswaldo Eustáquio, que foi ajuizado na tarde de ontem no STF. O preâmbulo do pedido faz alusão a história de Baruch Espinosa, que há 364 fora excomungado e em sua sentença fora proibido de manter contato pela comunicação escrita ou oral e de se manter distante em ao menos quatro jardas da sociedade da época.

“Nestas águas ‘nunca dantes navegadas’, mas tidas como ‘territoriais brasileiras’ reflitamos: Alguém que possamos ter como nosso ofensor, continua titular de direitos e terá como assegurá-los?”, questiona Mattar Assad.

Confira a carta na íntegra:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PONTO DE VISTA: NÃO PODEMOS ACEITAR FICAR REFÉM DO STF

AUTOCONHECIMENTO: MUDE O PADRÃO DAS SUAS CRENÇAS LIMITANTES E RECALCULE A SUA ROTA

O texto que estamos publicando nesta terça-feira a qui na coluna AUTOCONHECIMENTO me lembra uma citação que fiz no meu livro Coração, Intuição e Gratidão, um atalho para a vida plena. Usei uma metáfora muito parecida com a aplicada aqui. Penso que a nossa caminhada evolutiva é como estar numa High Way que nos leva a todos para um destino único e cada um de nós invariavelmente tomamos atalhos em estradas vicinais que saem da High Way e as vezes são caminhos de chão, de pedra, tortuosos. De vez em quando retomamos a rota da High Way, passamos um tempo e depois partimos para outra estradinha vicinal, nos perdemos e em seguida achamos novamente a High Way. No final, todos vamos chegar ao mesmo destino. Alguns mais rápido, por ter permanecido mais tempo na High Way, outros vão demorar mais por ter saído mais vezes dessa grande rodovia. Mas o nosso GPS ou nossa bussola jamais vai nos deixar na mão. Então lhe convido a ler esse texto super esclarecedor, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Quer recalcular sua própria rota? A ESCOLHA é sua!

Mulher de costas com braços abertos e estrada em frente
123RF | Patiwat Sariya

Existem várias técnicas de psicoterapia e de autoajuda para auxiliar na busca de respostas sobre o sentido da própria existência. Um exercício muito revelador é se olhar no espelho. Você já se olhou no espelho de forma profunda frente a frente consigo mesmo? Se sim, quais sensações você teve? Confesso que nas primeiras vezes que tentei, 100% dos pensamentos e sentimentos eram negativos. A partir desta consciência, comecei a utilizar o EXERCÍCIO do PERDÃO como ferramenta para destravar esses bloqueios. Qual sua autopercepção e autoimagem? Já fez o exercício de perdoar a si mesmo? Desde a infância nos ensinam a pedir desculpas para alguém quando fazemos algo que socialmente parece “errado”, mas por que não fomos ensinados a ter gentileza com nosso próprio EU? A pedir desculpas e seguir com generosidade a nós mesmos?

Mulher sentada em pedra no meio de árvores meditando

Foto de Min An no Pexels

Autoconhecimento: uma ferramenta para mudança de Rota!

“Se queres acordar toda a humanidade, então acorda-te a ti mesmo, se queres eliminar o sofrimento do mundo, então elimina a escuridão e o negativismo em ti. Na verdade, a maior dádiva que podes dar ao mundo é a tua própria autotransformação.” -Lao Tsé

A forma como enxergamos o mundo tem muita relação com nossa primeira infância (0 a 6 anos), como padronizamos e processamos nossas experiências, principalmente familiares. Talvez você tenha vivido momentos difíceis. Talvez, do seu ponto de vista (porque é sempre de acordo com a perspectiva pessoal), lhe faltou amor, respeito, cuidado etc. Talvez, não tenha havido a presença do pai, da mãe ou de ambos. Ou, como na maioria dos casos, houve presença física dos pais/responsáveis, mas não houve presença emocional (ex.: havia presença afetiva dos responsáveis no momento do jantar? Havia um “boa noite” cheio de amor ao ir dormir? se sentia acolhido e amado?). Se essas experiências foram negativas quando criança, de certa forma, você cocria seus “fantasmas” e traumas atuais baseados nessas referências, e assim projeta nos relacionamentos a programação da sua “matrix”, olhando o mundo externo e interno com um “kit de lentes desfocadas” da realidade (lentes de desamparo, de crítica, de desamor, de abandono etc.). Mas gostaria que você soubesse que seus pais/responsáveis fizeram o MELHOR POSSÍVEL dentro da realidade deles. Cada um tem sua “criança interior” com suas próprias feridas. Você já perguntou como foi a infância dos seus pais, dos seus avós? Quais dificuldades enfrentaram?

Neste contexto, é libertador refletir sobre o versículo bíblico que virou ditado popular: “Antes de olhar o ‘cisco’ nos olhos do seu irmão, veja o ‘galho’ que há em seus próprios olhos!” O cisco representa a atitude do outro perante dada situação. O galho representa nossos próprios “fantasmas”, traumas e medos, os quais projetamos no outro. Segundo Carl G. Jung, psiquiatra e psicoterapeuta, projeção é ver no outro o que temos dentro de nós (só vemos fora o que há dentro de nós reprimido ou suprimido no inconsciente). Então, quando algo o incomoda na ação alheia, significa que “surgiu” um lindo convite para analisar a origem dos seus próprios sentimentos. Podemos nos perguntar: por que isto me incomoda? O que posso aprender sobre mim mesmo diante deste desafio? Ex.: se o desrespeito do outro me incomoda e projeto nele minha própria falta de respeito (projeção), de que maneira eu também não me respeito? De que maneira não respeito às outras pessoas? Se a agressividade me incomoda, em quais situações sou agressivo comigo mesmo e com os demais?

Por meio dessas análises introspectivas e questionamentos internos a cada incômodo, você tem a oportunidade de desenvolver o autoconhecimento, domínio próprio e trazer à consciência o que estava encoberto no inconsciente (sombra). Isso me faz lembrar uma frase linda e tão profunda que é um mantra em minha vida: “A escuridão é a luz!” (Rumi). Ah, que lindo se conhecer! Ah, que desafio! Quanta dor momentânea brota ao tirar a “sujeira debaixo do tapete”, quão doloroso é expor as próprias feridas, quanto desespero em não ter (ainda) respostas para tantas questões e perguntas que emergem quando se traz luz à escuridão! Mas logo após esse período “duro”, quanta paz no coração! É algo indescritível! Desejo a você leitor, que tenha a oportunidade de vivenciar essa experiência!😉

Homem caminhando em parapeito com mar ao fundo
Foto de Yogendra Singh no Pexels

Quer trilhar um Novo Caminho?!

A essa altura você deve estar se perguntando, como experimentar?! Creio que não existe uma fórmula, é uma questão de fazer uma ESCOLHA! A escolha é sua! A escolha é minha! Escolher continuar dentro do padrão de crenças limitantes e negativas que levam a resultados ruins e permanecer como “vítima” da sua própria história, ou escolher se vai “tomar as rédeas” da própria vida! Você decide!

Virar a página requer coragem! E mais do que virar a página, o importante é iniciar um novo capítulo, com um RUMO totalmente diferente da inércia que segue até hoje! Escrevendo o texto, tive um insight (ideia) muito importante (…), para que seja possível o NOVO, é preciso deixar ir o VELHO! Mas como?! Aí me veio a analogia da página em branco que há nos livros entre o término de um capítulo para o próximo. “Página branca” é exatamente o momento em que você não aguenta mais viver da mesma maneira, repetindo os mesmos padrões de descontentamento. É na “página branca” que você respira fundo e mergulha para dentro de si e analisa tudo que ocorre dentro. “Aquilo a que você resiste, persiste” (Carl G. Jung), então deixe vir todas as emoções, choros, tristezas e tudo que precisa ser “descoberto”. Em algumas das minhas experiências de deixar ir, me prostrei e chorei, chorei, e chorei mais um pouco! E ao final, ao cessar o choro, a sensação de alívio e paz é seu guia para entender que está pronto para o “ponto de virada” para seguir rumo ao NOVO.

Convido-o, assim como eu DECIDI, a escrever um novo capítulo, no qual ESCOLHO que as coisas negativas do passado não têm mais poder sobre minha vida; escolho me amar, me perdoar e aceitar a mim mesmo e os outros como são! Aceitar que cada um tem sua história, e está tudo certo!

Vamos juntos nesta jornada?! E quando errar o caminho, não tem problema, apenas “recalcule”. Ah, um detalhe importante! Verifique se o “destino final” da rota está mesmo em direção ao “novo caminho”. Porque o EGO, MEDO e CRENÇAS LIMITANTES têm um grande poder de conduzi-lo (automaticamente) para os velhos padrões (afinal, você esteve tantos anos nesse padrão que se transformou em hábito). Apenas volte para seu “centro” com gentileza, porque não importa quantas vezes “saia do centro”, mas sim, quantas vezes consegue voltar, e a cada volta estará mais resiliente. Então, quando estiver fora da rota, ligue seu GPS que vai dizer “recalculando”, e siga em frente até o próximo “RECALCULANDO”!

Ótima viagem!

Erika T. Ferreira
Escrito por Erika T. Ferreira
Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: MUDE O PADRÃO DAS SUAS CRENÇAS LIMITANTES E RECALCULE A SUA ROTA

AUTOCONHECIMENTO: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA E A MUDANÇA DE FREQUÊNCIA

Um texto curto, simples de grande sabedoria e luz para você que está no processo do despertar da consciência enxergar a mudança que está ocorrendo. Essa, aparente, mudança permite que a verdade seja revelada porque você está apenas vendo o que sempre esteve lá. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir e enxergar essa verdade!

A Mudança que Ocorre no Despertar

Mensagem de 6 de Julho e 2020

A mudança que ocorre em um despertar é a abertura interior do coração, que permite que a verdade interior surja. Quando isso ocorre, você olha apenas uma vez para a superfície agora.

As pessoas pensam que mudam quando aprendem algo novo, mas a essência do que realmente está acontecendo é que há uma descoberta do que sempre esteve lá. Não é realmente uma mudança que ocorre, é uma mudança do pensamento ilusório da superfície, com a mudança sendo uma compreensão da verdadeira natureza da vida; começando com olhar para dentro de sua própria mente.

Você não pode conhecer a verdade se não conhece a si mesmo e não pode conhecer a si mesmo se não conhece sua própria mente. A razão pela qual é tão difícil para o coração se abrir para que você possa viver de maneira diferente é porque a mente não se acalma sem uma luta. Sua mente lhe dirá para olhar na superfície para sobreviver na vida, desde que seja agradável…

A auto-investigação não é agradável, especialmente quando foi iniciada, e é por isso que muitos hesitam em fazê-lo. É muito mais fácil e prazeroso não investigar e fazer o que é familiar, mas só há benefícios quando uma auto-avaliação honesta é feita. É necessário dar um passo no desconhecido, para que você possa conhecer a verdade de quem você não é.

A mente adota naturalmente o que é familiar porque é o que está na superfície, mas uma auto-avaliação honesta permite que a verdade seja revelada e suba à superfície, assim a verdade se torna o que é familiar.

Quando a verdade é o que está na superfície, o que acontece é que o véu da ignorância é removido e onde você estava cego, agora pode ver.

Não é uma mudança, é uma mudança que permite que a verdade seja revelada porque você está apenas vendo o que sempre esteve lá…

Mike Cupo
Fonte: http://in5d.com/ — Rafael Issa Gama e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA E A MUDANÇA DE FREQUÊNCIA

PONTO DE VISTA: KIM KATAGUIRI É UMA FRAUDE ASSIM COM O MBL

Caro(a) leitor(a),

O que nós podemos fazer pra mudar a face da política brasileira?

Quando um rapaz, tão jovem, que num ambicioso projeto de poder, ao se eleger deputado federal aos 21 anos já queira ser presidente da Câmara em sua primeira eleição, o que podemos pensar sobre uma figura como essa?

E ainda mais vindo de uma agremiação que tem como sigla MBL!

Para quem não tem um mínimo de experiência e vivência pode até enganar ou iludir. Principalmente quando se assiste ou se ouve o discurso desse cara, altamente inteligente e envolvente. O cara é provido de uma eloquência impressionante, capaz de derrubar avião. Mas, como eu sempre digo, mentira tem perna curta. 

Kim Katagiri é uma fake news. Seu ambicioso projeto é o mesmo do outro pilantra Dória. Ser presidente no mais curto prazo. Não vão conseguir!

O artigo a seguir revela essa verdade. Quem tiver ouvidos que ouça!

O intrigante “Quebra-Cabeça” que envolve a prisão do empresário, o MBL, Dória e as decisões de Moraes

Fotomontagem: Luciano Ayan, Kim, Dória e Alexandre de Moraes

Vou apresentar algumas peças de mais um quebra-cabeça.

Não vou montá-lo porque o objetivo é que vocês tirem suas próprias conclusões!

Alguns fatos:

Segundo antigos membros do MBL e agora segundo o MP, Luciano Ayan é o cabeça do MBL.

Segundo membros da CPMI das Fakenews foi Luciano Ayan quem montou toda a narrativa da existência de Gabinete do Ódio, financiamento, Fakenews, etc.

Prestem atenção que agora ele foi preso por isso.

Até pouco tempo atrás Ayan e Dória tinham uma parceria forte. Parceria que foi rompida.

Quem acompanha os bastidores das redes sociais já percebeu que, de um tempo pra cá, MBL e Antagonista estão atacando o governo e prefeitura de SP.

Quem conhece um pouco o governador de SP sabe o quanto ele é vingativo.

Sabe também que ele tem forte influência no MP e na Polícia Civil.

Junte a isso o fato de Alexandre de Moraes ter sido pessoa forte no PSDB.

Outra peça importante: os inquéritos ilegais de Alexandre de Moraes, que até agora não trouxeram prova de nada, começaram através de denúncia de Joyce e Frota, que foram porta-vozes de Ayan na CPMI.

Dito tudo isso e depois da prisão de Ayan pela Polícia Civil de SP nesta sexta-feira (10), não ficaria surpresa se Alexandre de Moraes usasse a investigação do MP de SP para responsabilizar Luciano Ayan por algum tipo de denunciação caluniosa e por tê-lo levado a erro…. assim se isentando de toda a confusão por ele criada…

Flavia Ferronato. Advogada. Coordenadora Nacional do Movimento Advogados do Brasil.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Continuar lendo PONTO DE VISTA: KIM KATAGUIRI É UMA FRAUDE ASSIM COM O MBL

REFLEXÃO: O AMOR É CONTAGIANTE E SÓ ATRAI COISAS BOAS

Neste domingo, aqui na coluna REFLEXÃO trago um texto maravilho e iluminado sobre “a magia do amor”, que conta a estória de um executivo, que descobriu sem querer o poder das flores, das boas ações e que o amor é contagiante. Quando distribuímos gentilezas o universo conspira a nosso favor e atrai coisas boas. Leia o texto completo a seguir, reflita e tire suas conclusões!  

Discussão: A MAGIA DO AMOR

A magia do amor

Um executivo foi a uma palestra e ouviu um grande tribuno falar sobre o maior bem da vida que é a paz interior. Podemos tê-la em qualquer lugar, sozinhos ou acompanhados.

Pois o executivo resolveu fazer uma experiência. Pegou cinco belas flores e saiu com elas pela rua, em plena cidade de São Francisco, na Califórnia. Logo notou que as cabeças se viravam e os sorrisos se abriam para ele.

Chegou ao estacionamento e a funcionária da caixa elogiou o seu pequeno buquê. Ela quase caiu da cadeira quando ele lhe disse que podia escolher uma flor.

Segundos depois ele se aproximou de outra mulher, que não assistira à cena anterior, e ela falou do perfume que ele trazia ao ambiente. Ele lhe ofereceu uma flor.

Espantada e feliz com o inesperado, saiu dali quase a flutuar. Afinal, quem distribui flores perfumadas numa garagem pública quase deserta, num domingo, perto das 22 horas?

Completamente embriagado pela magia daqueles momentos, ele entrou num restaurante. Uma garçonete com ar de preocupação foi atendê-lo. Ele percebeu que as flores mexeram com ela.

Como se sentia com poderes especiais para fazer os outros felizes, depois das duas experiências anteriores, ele deu a ela uma flor e um botão por abrir e lhe disse que cuidasse bem dele, pois, ao desabrochar, lhe traria uma mensagem de amor.

Dias depois ele voltou ao restaurante. A garçonete sorriu para ele com ar de quem tinha encontrado a fórmula da felicidade e falou: “a flor abriu. A mensagem era linda. Muito obrigada.”

O executivo sorriu também. Sentia-se um mágico: com flores, amor no coração e uma mensagem positiva, inventada ao sabor do momento, produzia alegria. Tão simples que até parecia irreal.

Na manhã seguinte, ele precisava abrir um portão para passar com o carro. Surgida nem se sabe de onde, uma sorridente mulher desconhecida que passava correndo o abriu e fechou para ele, espontaneamente.

Ele compreendeu que havia uma harmonia universal ao seu dispor. Bastava que a buscasse. E recomenda: “tente você também, desinteressadamente. Dá certo e a recompensa é doce!”

***

Se você é daquelas pessoas que vive correndo, com pressa, pense um momento:”por que a pressa? Vai salvar o mundo? Salve este momento vivendo-o com amor ao próximo e a si mesmo. Seja mensageiro da luz, distribuindo flores em vez de espinhos.”

Pense em algo diferente, surpreendente que você possa fazer para melhorar o ambiente do seu lar, do seu local de trabalho.

Já pensou em colocar a sua mesa mais perto da janela, para ser beijado pelo sol, enquanto você trabalha? Isto é amor a você mesmo.

Já pensou em levar flores para sua casa e as colocar na sala, perfumando o ambiente, alegrando a todos? Isto é amor ao próximo.

Um e outro nos dão felicidade. A felicidade desde agora, não mais tarde, amanhã ou depois da morte. A felicidade de nos sentir e fazer os outros felizes.

Fonte: A Magia amorosa de Divaldo Pereira Franco – José Luiz Emerim (correspondente do Jornal o Popular – Goiânia-GO

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: O AMOR É CONTAGIANTE E SÓ ATRAI COISAS BOAS

SAÚDE: PACIENTES INFECTADOS COM CORONAVÍRUS PODEM APRESENTAR SINTOMA DE DIARREIA

SAÚDE: PACIENTES INFECTADOS COM CORONAVÍRUS PODEM APRESENTAR SINTOMA DE DIARREIA
Intestine, Abdomen, Pain, Stomachache, Irritable Bowel Syndrome

Neste domingo, aqui na coluna SAÚDE o destaque é um alerta à população para um novo sintoma que vem a se somar aos já bastante conhecidos de coronavírus: a diarreia. Portanto lhe convido a ler o artigo completo a seguir e se inteirar sobre essa novidade nos estudos mais recentes!

Quais os principais sintomas digestivos em pacientes com Covid-19? - PEBMED

Diarreia pode ser sintoma de coronavírus: veja cuidados

Pacientes infectados com a COVID-19 podem apresentar alterações gastrointestinais

Escrito por Paula Santos

Redação Minha Vida

Em 1/7/2020

Os impactos do novo coronavírus no corpo humano seguem sendo investigados a todo momento. Além dos sintomas respiratórios, que se tornaram a manifestação mais comum da COVID-19, possíveis alterações gastrointestinais relacionadas ao vírus também estão sendo observadas.

Em um estudo realizado na cidade de Wuhan, na China, foram analisadas 138 pessoas infectadas com o novo coronavírus. O curioso foi que, de acordo com os pesquisadores, 10% desses pacientes apresentaram sintomas como diarreia náuseas.

A análise também apontou que a primeira pessoa diagnosticada com a COVID-19 nos Estados Unidos manifestou problemas gastrointestinais, tendo a confirmação da infecção pelo vírus através de um exame de fezes.

Relação entre diarreia e coronavírus

Jane Teixeira, infectologista e gerente médica da Sharecare, conta que a possível explicação para o surgimento de diarreia em pacientes com a COVID-19 está na alta afinidade do vírus pelos receptores ACE-2. “Essas proteínas estão presentes em células do sistema respiratório, mas também no epitélio do esôfago e nos enterócitos (células do íleo e do cólon)”, explica.

De acordo com a médica, as proteínas “atravessam” a membrana celular e são o local de entrada do vírus nestas células. Então, a diarreia pode ser causada pelo ataque direto do vírus aos enterócitos, desregulando suas funções no sistema gastrointestinal.

Com isso, os riscos de contaminação através das fezes também se torna uma possibilidade, ampliando os cuidados de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus.

O que fazer quando se tem COVID-19 e diarreia

Pessoas que estão em isolamento social em casa, após a contaminação pelo vírus, precisam reforçar os cuidados higiênicos ao usarem o banheiro. A infectologista Jane Teixeira alerta que, se a casa tiver mais que um banheiro, o ideal é que um deles fique reservado para uso exclusivo da pessoa infectada.

Se essa pessoa estiver em boas condições físicas, ela deve ser a responsável pela limpeza do próprio banheiro. Entretanto, se a higienização for realizada por outra pessoa, é necessário o uso de máscara, luvas e, se possível, protetor facial (também conhecido como “face shield”).

Em caso de banheiro compartilhado, é preciso que seja feita a limpeza após cada uso pelo infectado. Após a limpeza, os equipamentos de proteção devem ser retirados com muito cuidado e as mãos higienizadas com água e sabão ou álcool em gel.

Como material de limpeza, a infectologista recomenda desinfetantes de uso doméstico, principalmente os que são feitos à base de hipoclorito e quaternário de amônia, além do álcool 70%.

Objetos e produtos de uso pessoal do paciente infectado, como escova de dentes, sabonetes e toalhas, devem ficar separados e serem de uso exclusivo durante este período.

O descarte do lixo e roupas sujas da pessoa que foi contaminada pelo vírus devem também ser tratados de forma apartada. Se a higienização for realizada por outra pessoa, devem ser utilizados equipamentos de proteção individual.

Fonte:

Paula Santos

Minha Vida

Continuar lendo SAÚDE: PACIENTES INFECTADOS COM CORONAVÍRUS PODEM APRESENTAR SINTOMA DE DIARREIA

FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

Neste sábado você vai ver aqui na coluna FÍSICA QUÂNTICA a 3ª parte do estudo sobre energia, vibração e frequência no mundo físico. O que nos limita nessa dimensão densa em que vivemos e como poderemos nos tornar cocriadores ao dominarmos nossas mentes e vibrando em uma só frequência. Nesta edição o destaque é a Malha/grade eletromagnética (linhas ley). Então você está convidado(a) a dar esse mergulho profundo e navegar no fantástico mundo quântico como nunca antes! 

Malha/grade eletromagnética (linhas ley)

A malha eletromagnética que envolve a Terra mostra-se como cordões luminosos, que muitos estudiosos da paraciência estão hoje também com mais acuidade pesquisando-os. Ela constitui uma grade planetária como luz primária ou matriz energética da Terra, que a envolvendo, ajuda a se manter e lhe possibilita capacidade energética de gerar e de criar. Alguns pesquisadores a associa às linhas ley.

As civilizações mais antigas tinham conhecimento destas linhas, também outras culturas mais recentes tinham delas noção, ainda que as tendo com nomes diferentes, como os índios nativos norte-americanos (xamãs) que as chamavam “linhas do espírito” e usavam sua energia eletromagnética, para ajudá-los a entrar em contato com “os espíritos”.

Na Europa os druidas as chamavam de “linhas místicas”, os países do Oriente de linhas do dragão e os aborígines da Austrália de “linhas de sonho”.

Ruinas de estruturas megalíticas estão estrategicamente construídas em cima destas linhas. Também as pirâmides de Gizé, Stonehenge, o Templo de Salomão, Parthenon e Oráculo de Delfos, entre muitos outros destes locais, são especialmente muito conhecidos, por estarem em pontos destas linhas na malha eletromagentica, que potencializam energias.

O maior laboratório de física de partículas do mundo localizado entre a Suíça e a França. (CERN), com o seu Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider – LHC), que é o maior acelerador de partículas e o de maior energia existente do mundo, utiliza-se de certa forma destas linhas.


Interior do Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider – LHC) – Imagem da Internet

Como se vê, existe um esforço concentrado dos pesquisadores da ciência oficial, para manipular e direcionar para objetivos específicos através de tecnologias também especificas o campo eletromagnético da Terra.

Por outro lado, também os estudiosos da paraciência, procuram pesquisar esta grade geoelétrica, mas dentro dos fundamentos da natureza, que se voltam mais propriamente ao ser humano, por estar este conectado energeticamente à natureza terrena, fonte viva e mantenedora de seus pensamentos e de suas emoções.

Para estes estudiosos o ser humano em sua realidade físico-corpórea, é também parte da natureza, por estar nela biomagneticamente inserido. Seu corpo físico possui um sistema de “sensores e relês nervosos”, como também possui a Terra através de sua malha eletromagnética ou de suas linhas ley, que a cruzam como uma grade.

O dimensional desperto possui o compromisso consigo mesmo e com o cosmos de se desbloquear mentalmente, indo além de sua condição e verdade humanas, para alcançar conhecimentos que são para ele ainda desconhecidos e, possa melhor entender quem é realmente, na medida em que vai se relacionando com a Terra, nela vivenciando, experienciando e se redescobrindo.

Pelo Princípio do Mentalismo o Universo é Mental, O Todo é Mente Infinita, que é a Realidade Fundamental. No Tudo O que É, encerra a verdade o que está em cima é como o que está embaixo e o que está embaixo é como o que está em cima, para se expressar em sentido único, que nada está parado, tudo se move e vibra, impulsionando-se pela polaridade de pares de opostos, que traçam movimentos pendulares iguais à direita e à esquerda, com altos e baixos gerando efeito e causa no mundo da realidade física, onde seres viventes em seus aspectos masculino (+) e feminino (-) vivenciam e experienciam, procurando-se harmonizarem.

 
O corpo humano possui um sistema que funciona como “sensores e relês nervosos”, também a Terra o possui como malha eletromagnética ou linhas ley, que a cruzam como uma grade – Imagens da Internet

Os locais ou pontos de vórtice/“portais” na malha eletromagnética da Terra proporcionam aos seres humanos e especialmente aos dimensionais expandirem-se mentalmente, ampliando o seu campo de energia, como aconteceu com Nikolas Tesla, ao criar sua tão mencionada torre com objetivo de proporcionar energia livre para todos.

Nos pontos de maior concentração de energia da Terra em forma de espirais (“chakras”), a energia flui-se como uma torneira derramando-a e irradiando-a. Neles especialmente o dimensional desperto consegue de maneira mais fácil mergulhar em si mesmo e alinhar as camadas de seu campo biomagnetico (aura) à malha eletromagnética da Terra, permitindo-lhe mais facilmente alcançar realidades paralelas ou outras dimensões.

 

A Terra possui locais de maior concentração de energia (“chakras”), que na forma de espirais/vórtices, a energia flui-se como uma torneira. E em cada um deles a vibração que emite os identifica, como Mt Shasta na Califórnia, Monte Kailas no Himalaia, Maui no Hawaii, Mt. Fuji no Japão e Uluru/Ayers Rock na Austrália, entre outros – Imagem da Internet

Pode-se entender a malha eletromagnética terrena de diversas formas, com diferentes graus de refinamento e várias formas de energia. As linhas desta malha são padrões energéticos que correm tanto em cima como embaixo da Terra.

Elas “navegam” em torno da Terra através de múltiplos caminhos de acordo com leis matemáticas e geométricas, vibração, força geológica, campos eletromagnéticos e mineralógicos. Elas mudam e se movem no espaço-tempo e têm sido utilizadas numa infinidade de maneiras através de éons (medição em escala de tempo geológico).


Stonehenge, na Inglaterra, é na malha eletromagnética da Terra um dos locais vibracionalmente especiais e tidos por alguns como “sagrados” – Imagem da Internet

As energias da malha/grade eletromagnética se acumulam e fluem através dos caminhos de condutividade da Terra, tanto sobre a sua crosta quanto ligeiramente embaixo dela. As regiões e locais da Terra, ricos em metal natural ou em teor de mineral condutivo, atraem a corrente destes fluxos eletromagnéticos.

Como já foi mencionado as linhas da grade eletromagnética da Terra, quando no “lugares certos” podem interagir e influenciar o campo eletromagnético humano. E, dependendo desta influencia “portais” podem ser gerados, exercendo atração para dentro deles ou de lá trazendo “algo”, quando recebem também energia/luz cósmico-estelares, para que “se abram”.


A “Placa” materializada é trazida à realidade física, não só pelo desejo e pela habilidade mental do dimensional, mas também pelo “caminho” que se abre à realidade paralela, com auxílio da malha eletromagnética da Terra e também de outras fontes de energia cósmico-estelares. Mais informações neste Site na Página O Portal e na Página Relatos com o texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Foto de Antônio Carlos Tanure

Inserido na malha eletromagnética da Terra, o local onde está sendo construída a cidade Zigurats e, especialmente nela, o ponto onde está sendo erguida a Grande Pirâmide, é de muita importância para os dimensionais já despertos, que em sua caminhada evolutiva estão buscando sua inserção ao seu Corpo de Luz.


Na primeira foto Cidade de Zigurats, Corguinho/MS em construção e na segunda foto o local onde está sendo construída a Grande Pirâmide, que é mostrada ainda em ilustração – Imagens de Dakila Pesquisas

Fonte: Pegasus Portal

Continuar lendo FÍSICA QUÂNTICA: AO VIBRARMOS NOSSAS MENTES E CORAÇÕES NUMA SÓ FREQUÊNCIA TORNAMO-NOS COCRIADORES

FILOSOFIA: QUAL A ESSÊNCIA DA SABEDORIA? POR MONJA COEN

A Monja Coen em sua Jornada da Quarentena ep 33 é o nosso destaque desta sexta-feira com a palestra sobre: “Qual a essência da sabedoria?” Aquilo que você faz, fala e pensa mexe com a trama da existência. Nada fixo e permanente dá libertação, tudo está em constante transformação e movimento. O sofrimento não é fixo nem permanente, nem cada parte do seu corpo, você é uma processo em transformação. Estes são os assuntos do conteúdo desta palestra. Portanto, convido você a assistir, curtir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo FILOSOFIA: QUAL A ESSÊNCIA DA SABEDORIA? POR MONJA COEN

BOAS NOTÍCIAS: LABORATÓRIO PFISER ANUNCIA SUCESSO NOS TESTES EM HUMANOS DA SUA VACINA

texto

Teste de vacina tem sucesso e Pfizer pode produzir 1 bilhão de doses

Cientistas no mundo inteiro correm contra o tempo para encontrar uma vacina para prevenir a Covid-19. Agora foi a vez do laboratório Pfizer anunciar que funcionaram os primeiros testes em humanos da vacina produzida por eles e pela biotecnologia BioNTech.

A vacina estimulou a resposta imune dos pacientes saudáveis, ou seja, foi capaz de gerar anticorpos contra a covid-19 e, em alguns deles, neutralizou o vírus, o que pode significar que é capaz de deter o funcionamento do novo coronavírus.

A novidade foi divulgada no site Medrxiv, principal distribuidor de descobertas científicas que ainda não foram revisadas por pares. Os resultados ainda não foram publicados em jornais científicos.

Novos estudos

Depois desses primeiros resultados, a Pfizer informou que vai ampliar os estudos em breve.

As próximas fases do teste serão focadas nos Estados Unidos.

Se tudo der certo, a companhia anunciou que pretende produzir até 100 milhões de doses da vacina até o final deste ano e mais 1,2 bilhão até o final de 2021.

Com os resultados positivos, a Pfizer viu as ações da empresa subirem mais de 4% na bolsa americana.

O estudo

O estudo foi randômico e testado em 45 voluntários que receberam três doses da vacina ou placebo.

Destes, 12 receberam uma dose de 10 microgramas, outros 12 tomaram 30 microgramas, mais 12 receberam uma dose de 100 microgramas e nove foram tratados com a versão em placebo da vacina.

A dose mais alta, de 100 microgramas, causou febre em metade dos participantes do teste — por conta dos efeitos colaterais, o grupo não recebeu uma segunda dose.

Depois de uma segunda dose da injeção três semanas depois da primeira, 8,3% dos participantes do grupo de 10 microgramas e 75% do grupo de 30 microgramas também tiveram febre.

Efeitos colaterais

Além da febre, outro sintoma apresentado foi distúrbio de sono.

Mas os pesquisadores não consideraram sérios esses efeitos colaterais, por não resultarem em hospitalizações.

Outras vacinas

Enquanto a vacina da Pfizer passa pelos primeiros testes em humanos, outras três estão em estágio mais adiantado.

É o caso do imunizante da Universidade Cambridge com o laboratório Moderna – que entrará na fase 3 de testes nos Estados Unidos -, da vacina Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca – que está em testes no Brasil e outros países – e a do laboratório Sinovac – batizada de Coronavac – o mesmo laboratório que fechou parceria com o governo de São Paulo para a terceira fase de testes com 9.000 pessoas.

Com informações do Medrxiv, Exame e SNB

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: LABORATÓRIO PFISER ANUNCIA SUCESSO NOS TESTES EM HUMANOS DA SUA VACINA

AUTOCONHECIMENTO: CADA UM EM SEU NÍVEL CONSCIENCIAL ESTÁ DESPERTANDO E CUMPRINDO A SUA JORNADA EXISTENCIAL

O despertar coletivo já está acontecendo, cada um em seu nível consciencial evolutivo, é uma parte do todo e está cumprindo seu propósito de libertar a humanidade, está dando a sua contribuição e experienciando a jornada. Então lhe convido a ler o iluminado texto a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor! 

Da ignorância à consciência plena: Os 5 níveis de despertar do espírito - WeMystic Brasil

O processo de despertar funciona em diferentes níveis

Mensagem canalizada em 17 de Junho de 2020 – Divina Mãe

Bem-vindos, corações amados. Espero que os canais que eu compartilho aqui deixem você se sentir amado, apreciado, elevado e iluminado. Apenas pegue o que lhe serve, deixe todo o resto. Você é um ser incrível de Luz e Amor, que escolheu estar aqui neste Agora, para ajudar no nascimento da fisicalização da Ascensão. Muito obrigado. O divino em mim saúda o divino em você.

O processo de despertar funciona em diferentes níveis: existem aqueles que dormiram por muito tempo, que agora sentem que as coisas mudaram, mas são incapazes de expressar o porquê.

Obviamente, eles veem as mudanças após o bloqueio global, mas sentem que algo mais profundo mudou, mesmo que não sejam capazes de expressar em palavras o que isso pode ser. Este grupo está experimentando um leve cutucão por dentro, um sentimento que às vezes é esperançoso, às vezes medroso.

Depois, há aqueles que estão despertando para as mentiras que foram impostas à humanidade, e esse grupo pode experimentar desespero por alguns, raiva e fúria por outros. Isso é apropriado, é uma etapa do processo de luto pelo qual eles devem passar. Experimentá-lo e encená-lo são, no entanto, muito diferentes.

Há outro grupo que passou por esse processo e passou a entender que tudo é amor. Se você descobrir que, em alguns dias, passa do perdão amoroso à raiva e talvez até ao desespero, isso também faz parte do processo. Seja gentil consigo mesmo, para poder manter essa vibração para os outros.

Atualmente, este grupo está se concentrando na Luz e no Amor, além de enviar Amor e Luz àqueles cujos corações não possuem esse alimento divino, onde o Amor e a Luz divinos foram esmagados, brutalizados ou suprimidos.

Finalmente, existe ainda outro grupo de trabalhadores da Luz, que não apenas sabem que tudo é amor, mas também o estão experimentando diretamente, pois seus corações se abrem para a experiência direta de seu Eu Superior, de modo que o amor que permanece escondido neles tantas vidas entra em erupção dentro deles.

Todos os grupos são necessários, assim como todas as etapas da jornada. Você não pode pular diretamente da descoberta para a expansão do coração; precisa passar pelos estágios.

Criar o céu na terra agora resultaria em desastre, porque a maioria da humanidade não seria capaz de compreender o salto e procuraria recriar situações e comportamentos que ressoassem com eles, criando mais caos e dor.

O passado precisa ser limpo, a dor precisa ser curada.

Não estou dizendo que estamos esperando por 100% de cura, 100% de limpeza: estamos aguardando o ponto de inflexão vibracional. E você está muito, muito perto.

Todos aqueles que mantêm predominantemente a vibração do amor, mantêm uma vibração mais alta do que aqueles que predominantemente vivem com medo; portanto, a energia que eles exalam tem maior poder, devido à sua vibração mais alta. Menos pessoas, mas maior poder de Luz.

Quanto menos você busca poder mundano, mais procura perdão e amor. Paradoxalmente, através desse processo, seu poder interior cresce. É então que você começa a se render ao ego, permitindo que o poder do divino flua através de você a serviço do bem maior.

Todos vocês são, sem exceção, canais de amor divino, alguns de vocês são mais abertos a esse amor do que outros.

Onde quer que você esteja em sua jornada, saiba que seu espaço e vibração são sagrados. É uma parte do todo e está cumprindo seu propósito de libertar a humanidade.

O processo de despertar é o processo de liberar o divino interior. A Divina Mãe Pai é uma energia de completo amor e aceitação. A jornada para essa vibração é a razão de todas as encarnações: a jornada.

Onde quer que você esteja, seja quem for, você é de Mim; você é sagrado e bem-vindo, perdoado e recebido dentro de Mim, não importa o quê.

Jennifer Crokaert
Fonte: http://voyagesoflight.blogspot.com/ — Robson Marcio de Souza e Marco Iorio Júnior — Tradutor e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz

Fonte: Trabalhadores da Luz

Continuar lendo AUTOCONHECIMENTO: CADA UM EM SEU NÍVEL CONSCIENCIAL ESTÁ DESPERTANDO E CUMPRINDO A SUA JORNADA EXISTENCIAL

REFLEXÃO: VAMOS TRANSFORMAR ESSA ONDA DE MEDO E PESSIMISMO NO DESPERTAR PARA UMA NOVA ERA

Globalização e fraternidade

Globalização da Fraternidade | Paiva Netto

Escrevo estas linhas num momento em que as pessoas de todos os países encontram-se acuadas e amedrontadas pela pandemia ocasionada pelo coronavírus, também denominado cientificamente de Covid-19, cujo contágio está evoluindo rápida e exponencialmente em todas as partes do mundo. A situação demanda muitos cuidados e esforços extraordinários de pessoas, governos e instituições para salvar vidas. Esta é uma onda que irá passar, como tantas outras, mas que pode deixar no seu rastro muitas mortes, especialmente de pessoas idosas, e outras que têm a saúde vulnerável.
Outras pandemias já ocorreram e passaram. A gripe espanhola, há aproximadamente um século, ceifou cerca de cinquenta milhões de vidas humanas. O grande diferencial entre aquela situação e a atual está não somente na velocidade de propagação do vírus, dada a globalização do mundo moderno, mas também na capacidade da medicina
moderna de desenvolver mecanismos de defesa, como vacinas, além dos cuidados com os doentes, com aparelhos
e mecanismos mais sofisticados para tentar salvar vidas. Quanto tempo será necessário para vencermos esta onda e quantos cairão pelo caminho é a grande incógnita.
Junto com a pandemia, é esperada uma grande recessão econômica mundial, que provavelmente levará à falência muitas empresas, com aumento do desemprego e as dificuldades dele decorrentes. O medo de ser contaminado também é contagioso, e o momento requer, mais do que nunca, além de cuidados práticos, coragem e serenidade.
A situação traz um grande ensinamento. Neste mundo globalizado, a comunicação é instantânea com a maioria dos lugares do planeta. Os voos internacionais permitem que, em algumas horas, pessoas se desloquem para qualquer canto do globo terrestre. A economia está cada vez mais diversificada. Empresas de todo o mundo produzem na China e na Índia, onde a mão-de-obra é mais barata, e exportam para seus países de origem. As fronteiras começam a ruir por interesses econômicos, mas a união real, que faça a diferença na vida humana, precisa vir com propósitos mais elevados. Tudo está momentaneamente paralisado em razão do medo do contágio por um vírus que, para muitos, pode ser letal. A situação convida a uma reflexão mais profunda sobre esta vida, que tanto tememos perder.
Toda a globalização foi gerada pela competição desenfreada, que gera tecnologias fantásticas, mas que, em essência, é movida pelo egoísmo. A situação mostra que a humanidade, cada vez mais, necessita não de personalismo ou exclusivismo, mas de colaboração efetiva, de fraternidade, para enfrentar não apenas este grave desafio, mas também todos os demais relacionados à miséria e ao sofrimento do ser humano. Talvez seja um sonho muito elevado imaginar que líderes e governos dos diversos países possam ter atitudes mais colaborativas do que exclusivistas. Nós também precisamos fazer a nossa parte, não apenas com todos os cuidados práticos recomendados, mas também com uma atitude de coragem, para que a onda de medo não nos paralise ainda mais. Isso demanda uma mudança na consciência individual, de cada um de nós, para que a consciência coletiva também possa mudar.
Os ideais da Revolução Francesa, de liberdade, igualdade e fraternidade, nunca foram tão vivos. A liberdade e a busca de igualdade de oportunidades geraram o mundo que aí está, competitivo e tecnológico. Sem o último princípio, o da fraternidade, de nada adianta toda a tecnologia, toda a globalização. Somente com o ser humano transformado, de egocêntrico em colaborativo, de egoísta em altruísta, é que os problemas humanos serão tratados adequadamente e minimizados.
Que possamos, durante o período de isolamento que a crise requer, transformar essa onda de medo e pessimismo
no despertar para uma nova era. O necessário recolhimento domiciliar pode quebrar o ritmo frenético em que normalmente vivemos e permitir que olhemos para nós mesmos e para o próximo de uma maneira diferente. Quem sabe, com esta crise, descubramos novos modos de viver, mais solidários, mais plenos e menos egoístas.

Até a próxima.

Marcos Luís Borges de Resende

Fonte: Revista Sophia

Continuar lendo REFLEXÃO: VAMOS TRANSFORMAR ESSA ONDA DE MEDO E PESSIMISMO NO DESPERTAR PARA UMA NOVA ERA

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO FORTALECER O RELACIONAMENTO EM PLENA QUARENTENA

O destaque da coluna DESENVOLVIMENTO PESSOAL neste sábado é um artigo que trás 4 exemplos de casais que conseguiram fortalecer os relacionamentos durante a quarentena da pandemia. Uma oportunidade de conhecer experiências que deram certo e saber como superaram os momentos mais difíceis dessa crise!

4 lições de casais que fortaleceram a relação na quarentena

Casais vivendo junto em quarentena contam os desafios, lições e aprendizados que o período têm proporcionado ao relacionamento

Z1 Portal – Melhores Notícias Online | 4 lições de casais que fortaleceram a relação na quarentena

Escrito por Lidia Capitani

Redação Minha Vida

Em 11/6/2020

Gabriela e Gustavo começaram 2020 com grandes planos: casamento, lua de mel e casa nova. No dia 22 de fevereiro, aconteceu o casamento; logo em seguida, o casal embarcou em uma grande viagem pela Europa para celebrar a união.

Durante o roteiro, os dois visitaram a Itália, quando o país ainda não estava em quarentena. Porém, o coronavírus parecia acompanhá-los na viagem. Quando chegaram a Amsterdã, para visitar o irmão de Gustavo, a Europa estava começando a fechar as fronteiras e Gabriela entrou em pânico.

“Eu não parava de chorar e o Gustavo ficou um pouco irritado. Foi quando eu disse para ele que, ali, naquele momento, ele era a única pessoa com quem eu poderia contar e desabafar”, lembra. Seu marido, então, entendeu que aquele era seu novo papel e teria que exercê-lo ainda mais com a pandemia.

Passado o susto e de volta ao Brasil, os dois recém-casados ainda enfrentaram uma nova realidade ao morar juntos pela primeira vez – fato que coincidiu com a chegada do vírus ao país. E foi aí que os desafios (e aprendizados) como casal, de fato, começaram.

Histórias assim têm se repetido com outros casais que, como Gabriela e Gustavo, estão juntos durante toda a quarentena. Alguns, que nunca haviam morado juntos, passaram a dividir o mesmo espaço 24 horas por dia, 7 dias por semana. Outros tiveram que adaptar suas rotinas para não deixar o relacionamento se desgastar.

Desafios da quarentena em casal

Débora e Bruno também estão passando pelo isolamento juntos e estão aproveitando o momento para se conhecerem melhor. Mas, como qualquer outro casal, eles estão enfrentando alguns percalços. Para os dois, a quarentena veio acompanhada de um novo planejamento financeiro – algo um tanto quanto desafiador para o relacionamento.

De acordo com a psicóloga Adriana de Araújo, todo tipo de adaptação gera estresse. Nestes momentos mais tensos, podem haver brigas, falta de energia e até falta de paciência para se chegar a um acordo comum. E na quarentena, além do planejamento financeiro, há muitas outras questões que precisam ser discutidas e rearranjadas.

trabalho em casa é mais um fator que está afetando a vida dos casais confinados, como é o caso de Natália e Victor, que também tiveram seus momentos de estresse na quarentena. Os namorados já moravam juntos há dois anos, mas ter paciência com o jeito e as manias um do outro está sendo um grande desafio neste período.

Natália explica que quando a pressão do trabalho é exaustiva, unida ao desgaste da quarentena, eles acabam descontando o nervosismo um no outro. E o casal não é o único que enfrenta este tipo de situação – ainda mais potencializada com os sentimentos conflitantes que a pandemia vem gerando na população.

Como não poderia faltar na vida dos casais, as tarefas domésticas também são um ponto de conflito na vida a dois. Marina, por exemplo, diz que este foi um motivo de tensão com o namorado, Bruno, no início da quarentena. Super metódica com a limpeza da casa, ela estabeleceu uma rotina de cuidados domésticos para o período. Porém, o parceiro estava mais desencanado e não seguia as regras com tanta precisão – o que provocou alguns atritos entre eles.

Lições de amor na quarentena

Para contornar todos esses conflitos, a psicóloga Adriana de Araújo diz que é preciso aceitar que o momento é atípico e sempre conversar sobre seus sentimentos e emoções. Para estes casais, a paciência, a empatia, as finanças e as tarefas domésticas precisaram ser repensadas para manter o relacionamento saudável mesmo em tempos tão difíceis.

Débora e Bruno, por exemplo, conseguiram resolver as contas do casal. “Acreditamos que, para grande parte da população brasileira, a questão financeira é uma das maiores causas do conflito conjugal, mas com alegria, bom humor, paciência e perseverança conseguimos atravessar este momento juntos!”, afirma Débora.

Já Natália diz que, apesar dos dias ruins, o casal está mais compreensivo um com outro e prestando mais atenção às necessidades do outro. “Eu gosto da possibilidade dos pequenos momentos de carinho no meio da jornada de trabalho: um chá que ele faz para mim, um pedaço de bolo que eu levo para ele, uma troca de meme, um comentário sobre o trabalho”, conta.

Para acalmar os nervos, a psicóloga diz que é preciso intercalar os momentos de obrigações com períodos de leveza durante a rotina. Como Natália e Victor que, apesar dos horários de trabalho conflitantes (ele trabalha em horário comercial e ela trabalha até mais tarde), aproveitam as refeições, intervalos e a noite para conversar e até assistir série juntos.

No quesito dos cuidados domésticos, Marina e Bruno explicam que sentaram para conversar e decidiram flexibilizar as tarefas. “O que mais mudou foi a forma de nos comunicarmos. Aprendemos a ter mais paciência com as diferenças um do outro, que não ficavam muito explícitas no dia a dia, quando estamos trabalhando e saindo de casa”, diz Marina.

Além disso, como os casais passam a conviver 24 horas por dia, muitas questões antigas e novas podem surgir. Apesar dos atritos que eventualmente aparecem, Ligia e Felipe estão conseguindo atravessar o momento com tranquilidade. Ela diz que a conversa, sinceridade, empatia e respeito com a individualidade um do outro foram essenciais.

“É legal porque, mesmo sob o mesmo teto, ele me incentiva a fazer atividades que costumo fazer sozinha, como ver uma série que só eu gosto, costurar, ler. E eu respeito as dele, como jogar videogame. Então, nos sentimos nós mesmos nessa nova realidade”, afirma Ligia.

Como conclusão, Adriana de Araújo ressalta que o casal precisa atender a três pontos-chaves para enfrentar a quarentena com mais serenidade: adaptar-se ao momento, ao outro e a si mesmo. Junto a isso, ela acrescenta que o momento será de descobrimento das dinâmicas e funcionamentos do casal.

Novas descobertas

Apesar das fases difíceis, a quarentena também tem promovido bons momentos aos casais, com novas descobertas e possibilidades. Natália e Victor aproveitaram o período para adotar uma cachorrinha. “Conheci o lado ‘pai de pet’ do meu namorado. Ele é muito carinhoso e paciente com a Lupe, a nova integrante”, diz Natália.

A convivência 24 horas por dia também proporciona um maior conhecimento sobre o parceiro, como Débora e Bruno ressaltam. “Ele é paciente, bem-humorado e bom cozinheiro”, descreve Débora. “Ela é dedicada, alegre, gosta de um bom papo, cozinha bem e descobri que é mais organizada do que eu imaginava”, complementa o namorado.

Gustavo, marido da Gabriela, também notou que a esposa é boa na cozinha e os dois passaram a aproveitar a quarentena para cozinhar juntos. Ele, que antes não sabia sequer fritar um bife, aprendeu várias técnicas com Gabriela e agora estão sempre buscando novas receitas. “Cozinhar virou mais um hobby na nossa nova rotina”, diz.

Já Marina e Bruno aprenderam a conversar e escutar mais um ao outro. “Antes, se tínhamos algum problema, era só não voltar tão cedo para casa ou fazer outra coisa, agora temos que enfrentar e chegar a uma resolução, não dá para fugir”, reforça Marina.

Segundo a psicóloga, a convivência a dois mostra hábitos e maneiras diferentes de viver a vida e solucionar problemas. Estas descobertas podem tanto ser positivas quanto negativas, ainda mais na quarentena, quando o casal passa tanto tempo junto. Mas, como explica Adriana, a relação vai além do amor. “Inclui como nos sentimos com o outro, as atividades em comum e os valores e virtudes compartilhados”, diz.

Planos futuros

Embora a quarentena envolva desafios e descobertas no tempo presente, ela também pode proporcionar a elaboração de planos para o futuro dos casais. Os recém-casados Gabriela e Gustavo já planejam organizar a casa nova, comprar móveis, utensílios e itens de decoração, que ainda não conseguiram fazer por conta da pandemia.

Já para Marina e Bruno, o tempo de isolamento está sendo uma oportunidade para pensar no que farão no mundo sem o coronavírus. “Nós passamos horas sonhando e programando nossos passos para os dias sem o vírus, quais viagens faremos e o que mudou na nossa perspectiva de vida”, conta Marina.

Enquanto alguns casais têm sonhos grandes, como Débora e Bruno, que pensam em aumentar a família após a pandemia, outros pensam apenas em retomar a vida cotidiana. Muitos relatam o simples desejo de poder voltar a sair juntos, ir ao cinema e viajar. Coisas pequenas que o coronavírus acabou tirando da rotina.

Colocando na balança, o saldo da quarentena para a vida destes casais está sendo positivo, como pontua Gustavo. “Acho que demos muita sorte, porque começamos nossa vida juntos justamente quando a maioria das pessoas não pode estar junto com quem gosta. Tenho certeza que a nova rotina pós-casamento é o que está tornando esse momento tão complicado em algo leve para nós dois”.

Fonte:

Lidia Capitani

Minha Vida

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: COMO FORTALECER O RELACIONAMENTO EM PLENA QUARENTENA

CIÊNCIA E FICÇÃO: UM RELATO CIENTÍFICO PRECISO SOBRE AS CIVILIZAÇÕES MURIL E ANUNNAKI – 4ª PARTE

Na edição da coluna CIÊNCIAS desta terça-feira temos a oportunidade de conhecer a história de civilizações supostamente extraterrestres, como os Muril e os Anunnaki, que habitaram o nosso planeta há milhares de anos e são citados nos hieroglifos Sumérios. Nesta 4ª e última parte  vamos conhecer as trilhas dos tupiniquins pelos estados de São Paulo, Santa Catarina e mais ao Norte em Rondônia história das cidades perdidas na região amazônica que já foram e continuam sendo motivo de expedições.

Como capilares do Caminho de Peabiru existiam trilhas por todo o atual território brasileiro, como indicam registros arqueológicos em toda sua extensão. E uma destas trilhas é hoje conhecido como a trilha dos tupiniquins.

Este caminho passava pelas atuais cidades de São Paulo, Sorocaba e Botucatu no Estado de São Paulo e, pelas cidades de Tibagi, Ivaí, Alto Piquiri e Foz do Iguaçu no Estado do Paraná, chegando até em Assunção no Paraguai.

Ainda de acordo com relatos históricos o Caminho de Peabiru ao atravessar o rio Pinheiros no Estado de São Paulo, outros ramos dele chegavam à região da atual cidade de Cananeia e estendiam ao litoral dos atuais Estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Do litoral do atual município de São Vicente/SP ele passava pelos municípios de Cubatão e de São Paulo. E neste último atravessava locais hoje conhecidos como o Pátio do Colégio e Rua Direita, cruzava o Vale do Anhangabaú e continuava seguindo o traçado atual das Avenidas Consolação e Rebouças.

  

  
Ontem no Caminho de Peabiru transitaram tropeiros, bandeirantes, colonizadores espanhóis, desbravadores portugueses. Sobretudo, por ele passaram levas mais levas de índios tupis-guaranis, de gês, entre outros povos indígenas. Hoje este caminho após milhares de anos de uso, parte dele transformou-se em frenéticas e movimentadas vias cortando o Vale do Anhangabaú, Avenida da Consolação e Avenida Rebouças, na Cidade de São Paulo – Imagens da Internet

Com interesse especial voltado à região amazônica, relacionado aos acontecimentos ali já tidos muito e muito antes de surgir o Caminho de Peabiru, os pesquisadores de Dakila (ainda como antigo Projeto Portal), realizaram a primeira expedição àquela região, entre os meses de março e abril de 2004. Eles com o objetivo de elucidar a “pré-história brasileira”, procuraram evidencias de uma civilização avançada que ali já existiu.

Eles procuraram encontrar artefatos, vestígios em cavernas, em pinturas rupestres e em símbolos ainda desconhecidos pela arqueologia e que poderiam apenas ser encontrados naquela região deixadas por esta civilização, na forma de mensagens não só inteligentes, mas também elucidativas.

E algumas destas inscrições encontradas foram do alfabeto extraterrestre conhecido em toda a galáxia, símbolos de divindades e inscrições relacionadas às entradas intraterrenas, entre outras informações colhidas.

As informações avançadas contidas nestas inscrições não poderiam ter originadas de antigos povos indígenas que já habitaram aquela região, mais especificamente a região que localiza hoje o Estado de Rondônia, que poderá se transformar em uma região de importantes sítios arqueológicos

  

  

  
Gravuras rupestres encontradas durante a Expedição Zigurats do ano de 2004, nos Municípios de Presidente Médici (Riachuelo) e Costa Marques/RO – Fotos Portal Pegasus

Se os pesquisadores de Dakila possuem interesse especial para a região amazônica, é porque dali que tudo se iniciou. Nesta parte do território brasileiro que começou a civilização Muril.

Entretanto, estes pesquisadores mais do que seu interesse arqueológico por aquela região, procuram se identificar com o proceder desta civilização. Tê-la como modelo para os tempos atuais, como uma civilização que exercitou a Ciência Lilarial com sabedoria, com sentimento de vida e com o saber que conduz as consciências em harmonia às ondas modulares.

Na Grécia antiga Gaia ou a deusa “Mãe Terra” era a força geradora, que nascida do caos já existia desde o princípio da criação e, como deusa da fertilidade deu à luz o mar, o céu e as montanhas. O que mencionavam os antigos gregos tido hoje como mito, a Ciência Lilarial com outras palavras dá-lhe de certa forma sentido de verdade através das ondas modulares.

Com percepção mais ampla enfocando esta nova ciência, o sentido mais verdadeiro de “Mãe”, que dá condições o ser humano de fisicamente existir, suprindo-o em suas necessidades, para que possa (biologicamente) viver, é a “Mãe Terra”, é a “Mãe Natureza”.

O ser humano chamado de mãe é mais verdadeiramente “portal”, que ao ser aberto pela “chave energética impulsionadora” daquele chamado de pai, possibilita o corpo físico humano se mostrar na realidade física e nela a alma humana experienciar.

“Pai e Mãe” de todos é a Energia Suprema, é Deus. Ela é real fonte que tudo modula, gera e cria na abundância. E ao conduzir em constante e dinâmica vibração as ondas modulares entrelaçadas de polaridades opostas, nada se perde, tudo se transforma, inclusive para gerar vidas que nutrindo de outras, possam surgir novas vidas.

   
A “Mãe Natureza” ao nutrir os seres humanos, ela de fato que os possibilita existirem (biologicamente) na realidade física, “nascerem” para este mundo, que nele em corpos físicos suas almas podem experienciar – Fotos de Antônio Carlos Tanure.

Os pesquisadores de Dakila instigados pelo Quinto Princípio Universal ou o de Ritmo, que está sempre em ação pelo balanço do ir e do vir no tempo, voltam o seu interesse no aqui agora para onde tudo começou, mas agora sem oscilações emocionais procuram dar seus saltos quânticos definitivos.

Vivenciam o momento de seguirem sempre em frente. Principalmente de se olharem sempre de frente, já sem bloqueios emocionais e já reprogramados mentalmente para este Novo Tempo, que deve ser também o aqui agora de toda humanidade.

Aqueles que já atingiram todos os graus de domínio sobre si mesmos, eles já sabem usar sua vontade que os induz às mudanças, para atingirem os necessários graus de equilíbrio e de firmeza mentais. E assim alcançarem sintonia (pela mente/coração) com o pulsar do universo e se realizarem mais facilmente.

Eles já experienciam capacidade mental de mudarem a vibração de tudo, de se tornarem senhores de todas as “Leis”, ao agirem de acordo com os “Princípios” que as regem, para se transformarem em cocriadores, em semideuses.

Sobretudo, eles já sabem pela Ciência Lilarial e espelhando-se na civilização Muril, que com ela agora somando à vibração na frequência do sentimento humano do Amor Universal que une, permite que tenham sintonia maior com a Energia Suprema, alcancem maior aproximação com Deus.

 

Fontes de pesquisas:
https://dakila.com.br › pesquisas › ratanaba-a-capital-do-mundo
https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/quatro-culturas-que-viveram-na-amazonia-antiga.phtml
https://br.sputniknews.com › ciencia_tecnologia › 2019091214506135-pes…
Fonte: Pesquisadores brasileiros encontram complexo arqueológico …
https://www.nsctotal.com.br › Hora de SC, DC › Cotidiano
Caminho do Peabiru: trilha histórica começa em Palhoça e segue até …
https://meiembipeturismo.com.br › o-caminho-do-peabiru
https://ndmais.com.br › noticias › caminho-de-peabiru-e-mapeado-a-partir…
https://pt.wikipedia.org › wiki › Caminho_do_Peabiru
Vídeo Caminho de Peabiru – De Lá Pra Cá – 27/11/2011
O código secreto de Hitler e os anunnaki – YouTube
https://www.youtube.com › watch
https://www.revistaplaneta.com.br › Ciência
https://www.youtube.com › watch…O Sangue RH Negativo Esconde um Grande Segredo …
Parceria #07 – Ratanabá e as antigas tecnologias dos Murils Dakila Pesquisas

Continuar lendo CIÊNCIA E FICÇÃO: UM RELATO CIENTÍFICO PRECISO SOBRE AS CIVILIZAÇÕES MURIL E ANUNNAKI – 4ª PARTE

REFLEXÃO: OBSERVE O PODER DO SEU SUBCONSCIENTE E MUDE A SUA REALIDADE

A REFLEXÃO deste sábado é sobre a Lei da Atração ou Causa e Efeito, pela qual universo é regido e sendo assim nós também. Essa lei também rege a sua realidade através das mensagens que o seu consciente passa para o subconsciente que em última análise é o executor da sua realidade. Por isso convido você a ler os dois curtos, mas sábios textos a seguir, refletir e fazer u seu juízo de valor!

Pensamentos, Mude-os e Mude Sua Vida!

O homem pode influenciar o seu subconsciente positiva ou negativamente.
O subconsciente é sempre amoral e impessoal, e não conhece a ética ou os sentimentos. Daí, se os pensamentos do homem forem de natureza maléfica, a lei do subconsciente transformará, automaticamente, esses pensamentos em realidade e experiência. Se os pensamentos do homem forem bons e construtivos, a lei do subconsciente fará surgir boas experiências e circunstâncias felizes.
Isto’ é nada mais nada menos do que a lei de causa e efeito, que é uma lei universal e impessoal.
-Joseph Murphy.
#O poder da gratidão!🙏🌻
“Energia negativa é contagiosa, energia positiva é contagiante. Ambas exercem um forte poder de influência.” . “Quando estamos confiantes e otimistas, irradiamos uma energia poderosa e contagiante. Passamos a ser como um ímã que atrai mais energia positiva.” – “Nossos pensamentos, palavras e ações são reflexos do estado de espírito em que estamos vivendo. Se são positivos, vão atrair energia positiva. Energia positiva atrai saúde, paz, amor, prosperidade e muitos sorrisos de alegria. “Um único pensamento positivo pela manhã é suficiente para atrair boas energias e tornar o teu dia leve, feliz e produtivo.” -. “Quando uma pessoa tem a energia boa, é positiva, alto astral, agradável e parceira, todo mundo quer ter por perto. Esse tipo de pessoa emana luz. Ela pode ficar sentada em silêncio ao nosso lado que já nos sentiremos muito bem. É que esse tipo de energia contagia. É tão forte que ilumina tudo e à todos, penetrando em todo ambiente por onde passa. Uma energia que limpa, que traz leveza e que cura. Uma energia tão forte que quanto mais ilumina, mais iluminada a pessoa fica. Seja essa pessoa. Seja luz.”
Continuar lendo REFLEXÃO: OBSERVE O PODER DO SEU SUBCONSCIENTE E MUDE A SUA REALIDADE

CPI DA ARENA DAS DUNAS SEGUE E CONVOCA CONTROLADOR-GERAL DO ESTADO PARA DEPOR

CPI da Arena das Dunas aprova convocação de controlador-geral do Estado para depoimento

Presidente da CPI, o deputado estadual Coronel Azevedo informou que, além da convocação do controlador, a comissão vai encaminhar ofício à governadora Fátima Bezerra requerendo informações

Por Redação – Publicado em 08/06/2020 às 18:24
Reprodução
Reunião da CPI foi nesta segunda-feira (8)

Em reunião realizada nesta segunda-feira (8) os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Arena das Dunas aprovaram a convocação do titular da Controladoria-Geral do Estado (CGE), Pedro Lopes, para esclarecer pontos a respeito da auditoria produzida na CGE e que embasou o pedido de instauração da Comissão.Durante a reunião, houve divergência quanto ao depoimento do controlador-geral ser realizado de forma presencial na Assembleia Legislativa. No entanto, ficou acordado, por maioria, que a oitiva será realizada com a presença do relator, deputado Sandro Pimentel, e a participação dos demais membros por meio de videoconferência.

Presidente da CPI, o deputado estadual Coronel Azevedo informou que, além da convocação do controlador, a comissão vai encaminhar ofício à governadora Fátima Bezerra requerendo informações dos pagamentos feitos pelo Governo à Arena das Dunas.

Ele destacou a responsabilidade e legitimidade da missão que os membros da Comissão estão cumprindo. “A CPI vai investigar um fato grave, sem, no entanto, anunciar previamente juízo de valor. Jamais acusar ou defender antecipadamente. Estamos em busca da verdade”, declarou.

Ainda dentro da pauta, outros dois temas foram deliberados: a mudança de horário das reuniões, que saiu das 16h para às 10h da segunda-feira, e a inclusão de mais dois técnicos na equipe de assessores da CPI.

Além do presidente e do relator, participaram da reunião os deputados Tomba Farias, Isolda Dantas e Allyson Bezerra além do procurador da Assembleia, Washington Fontes.

Fonte: Agora RN

Continuar lendo CPI DA ARENA DAS DUNAS SEGUE E CONVOCA CONTROLADOR-GERAL DO ESTADO PARA DEPOR

REFLEXÃO: É TUDO UMA QUESTÃO DE NÍVEL CONSCIENCIAL

O racismo e a desigualdade estão intimamente ligados e são diretamente proporcionais a conscientização de um povo ou de uma sociedade. Já a conscientização não é diretamente proporcional ao nível cultural, intelectual e a riqueza de um povo. Por isso a questão não é a luta pela igualdade e sim a conscientização da igualdade. A leitura do texto completo a seguir vai lhe dar uma visão mais clara dessa afirmação.

A questão não é a luta pela igualdade e sim a  conscientização da igualdade

Mãos segurando no pulso de outras de todas as cores

Quando falamos em preconceito, seja ele de que espécie for, acionamos a ideia da diferença, da distinção. Quando não falamos em preconceito e sim mostramos conhecimento sobre a igualdade, então, tornamos a igualdade como evidência.

Ao mostrar diferença ou falar de diferença, acionamos no cérebro a ideia de distinção. Se temos necessidade de a referir é porque inconscientemente também acreditamos que ela possa existir. Todos temos preconceitos dentro de nós, está impresso em nosso código genético como resultado de tudo o que passamos em nossa evolução, mas há quem não tenha a consciência da igualdade e a sua personalidade pode ser mais perversa em relação à diferença, e este lado mais sádico do preconceito pode estar interiorizado, mas não ativo.

Aperto de mãos negras
Foto de Cytonn Photography no Pexels

Ao ouvir falar sobre preconceito, este indivíduo pode ativar o seu lado sombrio e passar agir com preconceito.

Nós temos que ter a conscientização da igualdade, do por que somos iguais dentro de uma base de conhecimento, e aí sim vamos ter uma noção exata do que seria igualdade e não falaríamos mais de preconceito.

Desta forma, evidenciar algo por oposição a outra coisa é criar quebras, é estabelecer padrões e acreditar que quem não os segue surge como desvio.

Não ter preconceito não significa que todos temos que ser iguais. Pelo contrário, não ter preconceito é acreditar que todos temos o mesmo valor evidenciando as diferenças que nos tornam únicos e que enriquecem o mundo que partilhamos.

Há diversos tipos de preconceito desde o cultural ao religioso passando pelo racial. E existe também um paradoxo nesta luta. Se o que nos move é a nossa diferença porque dizemos estar lutando pela igualdade? Antes de termos a noção de que todos nós somos iguais em termos humanos, devíamos lutar pela aceitação da nossa diferença e fazer dela não uma guerra, mas um contributo.

O mundo seria um lugar extremamente monótono se todos fôssemos iguais. Por outro lado, o mundo seria um lugar tão mais desenvolvido, se soubéssemos aproveitar o que nos distingue para o bem de cada um de nós.

Este conteúdo faz parte do novo livro de Fabiano de Abreu, “Viver Pode Não Ser Tão Ruim” volume 2 — “Das Frasetas ao Contexto”.

Fabiano de Abreu
Escrito por Fabiano de Abreu

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo REFLEXÃO: É TUDO UMA QUESTÃO DE NÍVEL CONSCIENCIAL

DESENVOLVIMENTO PESSOAL: APROVEITE O ISOLAMENTO SOCIAL PARA VALORIZAR O SEU TEMPO

Apesar de toda a tormenta e mudança de estilo de vida, nunca, em tempo algum, houve uma oportunidade tão maravilhosa como a que estamos vivendo para aprendermos a lidar com o tempo. Por isso, o artigo a seguir  tenta lhe mostrar o melhor caminho para você administrar o seu tempo de forma a ser utilizado com sabedoria. Então lhe convido a mergulhar nessa leitura sensacional que vai com certeza lhe nortear na condução da sua vida.

O tempo e o isolamento social

Mulher sentada em uma cama, com a luz de um abajur aceso ao seu lado, enquanto digita em um celular.

O mundo atual exige de nós muita energia e produtividade, precisamos sempre estar em movimento. Temos que ter uma vida saudável, boa alimentação, fazer exercícios físicos, estudar e sempre aprender algo novo, pois a concorrência é grande e o mercado busca os profissionais bem mais qualificados. Para muitos, o dia ter 24 horas não é o bastante, pois boa parte da energia investida em seu tempo é destinada ao trabalho, gerando horas de trabalho excessivo, ocasionando stress, cansaço físico e mental. Após isso, muitas vezes ainda é preciso deslocar-se para os estudos ou cuidados com a família, essa é a realidade de milhares de brasileiros.

Mulher deitada sobre livros em uma mesa, dormindo.

Pexels/Andrea Piacquadio

A maioria das pessoas mora distante de seu trabalho. Em média, são perdidas de três a quatro horas no mínimo por dia durante o percurso entre ida e vinda ao trabalho. Além disso algumas pessoas têm a necessidade de estudar e trabalhar, levando mais tempo ainda para chegar em casa ao final do dia, porém ao chegar em casa nem sempre é o final do dia ainda, muitos precisam preparar o jantar, a refeição para o dia seguinte, revisar alguma matéria dos estudos ou até mesmo estender as atividades do trabalho.

E aí você deve afirmar: mas tem o final de semana para descansar!

Para poucos, aliás para bem poucos. Há os que trabalham aos finais de semana, os que estudam e os que além de fazerem tudo isso ainda têm os afazeres domésticos, ou seja, não há tempo disponível para o lazer, para os cuidados com a saúde e até mesmo para ficar sozinho.

Vivemos de forma mecânica, fazemos tudo no automático, priorizamos aquilo que julgamos importante e nos distanciamos do que também é importante, e muitas vezes não conseguimos enxergar, porque a prioridade é sobreviver.

E agora, em tempo de isolamento social, deveríamos ter mais tempo para executar nossas atividades, certo? Não.

Quem pode ficar em isolamento? Alguns têm a possibilidade de trabalhar em casa, sua atividade permite isso, e ainda assim têm dupla ou até mesmo tripla jornada, trabalhando mais horas, cuidando das crianças e das tarefas domésticas. Já para outros, em sua maioria, não é possível trabalhar em home office, muitos perderam seu emprego, seus sonhos, seus projetos e seu próprio tempo também; o que era destinado a alguma atividade pessoal, a algum objetivo, pode ter se tornado uma grande preocupação.

Mas o que de fato estamos fazendo com o nosso tempo neste momento? Há dois meses, não tínhamos tempo para nada e hoje parece que há tempo de sobra e este deve ser preenchido com atividades físicas, aprimoramento profissional, lives de shows etc.

Mulher sentada em sofá, com notebook no colo, rindo enquanto digita.
Pexels/Andrea Piacquadio

Este é um momento de reflexão sobre tudo o que está acontecendo e sobre o próprio tempo também. Não fazer nada também é permitido e não há mal nenhum nisso, muitas vezes nos cobramos demais, porque as pessoas nos cobram sobre aquilo que não deveriam cobrar.

Use o tempo a seu favor, para você mesmo, pense nas possibilidades do que pode ser feito agora, para que e para quem. Tenha um tempo para pensar, para descansar, para ajudar, para se nutrir de boas ideias e boas notícias. Não desperdice seu tempo com algo em que não acredita. O tempo passa, e muitas vezes tão depressa, que só nos damos conta depois que ele passou.

Fonte: Eu Sem Fronteiras

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO PESSOAL: APROVEITE O ISOLAMENTO SOCIAL PARA VALORIZAR O SEU TEMPO

BOAS NOTÍCIAS: A BRASILEIRA DANIELA FERREIRA ESTÁ À FRENTE DA TESTAGEM DA VACINA DE OXFORD NA ESCOLA DE MEDICINA TROPICAL DE LIVERPOOL

Na nossa coluna BOAS NOTÍCIAS desta quarta-feira temos novidades sobre a vacina conhecida como Vacina de Oxford. A brasileira Daniela Ferreira, imunologista, especialista em infecções respiratórias e desenvolvimento de vacinas, está à frente da testagem na Escola de Medicina Tropical de Liverpool. Ela está bastante otimista. Leia a reportagem completa a seguir e fique por dentro de como está o desenvolvimento dessa vacina!

Brasileira está à frente dos testes da vacina de Oxford: covid

Daniela Ferreira e a vacina - Fotos: LSTM e Universidade de OxfordDaniela Ferreira e a vacina – Fotos: LSTM e Universidade de Oxford

A brasileira Daniela Ferreira, de 37 anos, faz parte da equipe de Oxford, na Inglaterra, que iniciou esta semana a terceira fase de testes de uma vacina contra Covid-19.  Dez mil pessoas serão vacinadas em todo o país para averiguar a eficácia do imunizante.

Daniela é imunologista. Especialista em infecções respiratórias e desenvolvimento de vacinas, ela está à frente da testagem na Escola de Medicina Tropical de Liverpool.

“O que está acontecendo agora é um trabalho de envolvimento global, com todos os cientistas compartilhando conhecimento em tempo real. A vacina é para o mundo inteiro; tem de haver uma colaboração internacional e tem de ser solidária, não pode ser ditada por interesses comerciais e preços”, disse Daniela Ferreira em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

Produção iniciada

Hoje mais de 70 vacinas estão em desenvolvimento no mundo, mas a de Oxford é considerada a mais avançada e também uma das mais promissoras, por isso, mesmo antes de aprovação, ela já está sendo produzida em larga escala, para ser usada o quanto antes, assim que for liberada.

“Passamos da fase um para a fase três em apenas dois meses”, contou a brasileira.

A intenção é ter o maior número possível de doses prontas para distribuição assim que o produto for aprovado evitando um possível novo atraso na proteção da população mundial.

“É preciso saber se ela pode ser produzida rapidamente e em larga escala, se será acessível globalmente, se terá um preço razoável ou poderá ser distribuída de graça. Enfim, tudo isso entra nessa conta”, contou. “Não adianta, por exemplo, uma vacina que proteja muito bem, mas esteja disponível apenas para um milhão de pessoas”, afirmou.

Quanto tempo isso levará?

“O que posso dizer é que entre dois a seis meses já saberemos se a vacina é eficaz.”

A vacina

A vacina de Oxford parte de estudos que já tinham sido feitos para a Síndrome Respiratória Aguda Grade (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers), também causadas por coronavírus.

Por isso, a segurança da substância já havia sido parcialmente testada, o que permitiu que o processo fosse um pouco mais acelerado.

Como

Em um vírus (adenovírus) atenuado da gripe comum de macacos é acrescentado um material genético semelhante ao de uma proteína específica do novo coronavírus, que é a maior responsável pela infecção. Assim, os especialistas esperam que a vacina induza à produção de anticorpos, tornando o organismo capaz de reconhecer o vírus no futuro, impedindo sua entrada.

Para que essa terceira fase de grande testagem em humanos não leve muito tempo, Oxford conclamou 18 centros de pesquisa em todo o Reino Unido fazer o trabalho.

Os cientistas estão recrutando prioritariamente profissionais de saúde, que são as pessoas mais facilmente expostas ao novo coronavírus.

Metade dos voluntários receberá o produto que é candidato à nova vacina. A outra metade receberá uma vacina feita a partir da mesma plataforma (adenovírus) da vacina contra a covid-19.

Com informações do Estadão

Fonte: Só Notícia Boa

Continuar lendo BOAS NOTÍCIAS: A BRASILEIRA DANIELA FERREIRA ESTÁ À FRENTE DA TESTAGEM DA VACINA DE OXFORD NA ESCOLA DE MEDICINA TROPICAL DE LIVERPOOL

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho