Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

NESTA  SEXTA-FEIRA, NA NOSSA COLUNA REFLEXÃO VOCÊ VAI CONHECER A HISTÓRIA DE BUDA E O MENDIGO – UMA HISTÓRIA TAILANDESA QUE NOS AJUDOU A VER OS NOSSOS PROBLEMAS POR OUTRO ÂNGULO. EU ESPERO QUE ESSA HISTÓRIA CHEGUE ATÉ VOCÊ E QUE ELA POSSA COLOCAR UM SORRISO NO SEU ROSTO E NO ROSTO DAS PESSOAS QUE VOCÊ AMA. AMOR E LUZ, NAMASTÊ.🙏🏼✨.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

REFLEXÃO: A INFELICIDADE EM SEGUNDO PLANO, POR ECKHART TOLLE

Hoje temos um texto de profunda sabedoria de Eckhart Tolle na nossa coluna REFLEXÃO, que vai nos ajudar a entender o que seria “a infelicidade em segundo plano”. Por isso convido você a ler o texto magistral a seguir, do consagrado Eckhart Tolle. Aguardo o seu comentário lá no final.

A infelicidade em segundo plano

 em 

 

“O ego cria separação, e a separação causa sofrimento. Portanto, o ego é claramente patológico. Além de suas manifestações óbvias, como raiva, rancor e inveja, o negativismo assume formas mais sutis que, por serem muito comuns, não costumam ser reconhecidas como tal, como impaciência, irritação, nervosismo e sensação de estar “cheio” de uma situação ou de alguém, isto é, de ter chegado ao limite. Elas constituem a infelicidade em segundo plano, que é o estado interior predominante de muitas pessoas. Precisamos estar absolutamente atentos e presentes para detectá-las. Sempre que fizermos isso, será um momento de despertar, ou de abandono da identificação com a mente.

Vou mencionar um dos estados negativos mais comuns que desconsideramos com a maior facilidade justamente por ser corriqueiro. Talvez você esteja familiarizado com ele. Você costuma ter uma sensação de descontentamento que poderia ser descrita como uma espécie de ressentimento em segundo plano? Ela pode ser específica ou não. Muitas pessoas passam uma grande parte da vida nesse estado. Elas se identificam tanto com ele que não conseguem se afastar e detectá-lo. O que sustenta essa sensação são certas crenças que mantemos de modo inconsciente, determinados pensamentos. Nós os cultivamos da mesma maneira que sonhamos quando estamos dormindo, isto é, não sabemos que os estamos alimentando, assim como quem sonha ignora que está sonhando.

Aqui estão alguns dos pensamentos inconscientes mais comuns que nutrem a sensação de descontentamento, ou o ressentimento em segundo plano. Eliminei seu conteúdo para que apenas sua estrutura permanecesse. Eles se tornam mais claramente visíveis dessa maneira. Sempre que você detectar a infelicidade em segundo plano na sua vida (ou até mesmo no primeiro plano), poderá verificar quais destes pensamentos se aplicam ao caso e preenchê-los com seu próprio conteúdo, de acordo com sua situação pessoal:

“Alguma coisa precisa acontecer na minha vida para que eu me sinta em paz (feliz, satisfeito, etc). E eu me ressinto de que isso não tenha acontecido ainda. Talvez meu ressentimento faça com que finalmente ocorra.”

“Houve um fato no passado que não devia ter acontecido, e eu me ressinto disso. Se isso não tivesse ocorrido, eu estaria em paz agora.”

“Existe algo acontecendo agora que não deveria estar acontecendo, e isso está me impedindo de ficar em paz.”

Geralmente, as crenças inconscientes são dirigidas contra uma pessoa e assim “acontecendo” se torna “fazendo”:

“Você deveria fazer isto para que eu fique em paz. Estou ressentido porque você não fez ainda. Quem sabe meu ressentimento o leve a fazê-lo.”

“Alguma coisa que você ou eu fizemos, dissemos ou deixamos de fazer no passado está me impedindo de ficar em paz agora.”

“O que você está fazendo ou deixando de fazer não está me permitindo ficar em paz.” (Eckhart Tolle – Despertar de uma Nova Consciência)

Luz e Paz!

Continuar lendo REFLEXÃO: A INFELICIDADE EM SEGUNDO PLANO, POR ECKHART TOLLE

REFLEXÃO: AS QUATRO ESTAÇÕES, UM CONTO SOBRE JULGAR OS OUTROS E A NÓS MESMOS

A nossa coluna REFLEXÃO deste sábado trás um conto muito importante que deixa uma lição de vida extraordinária, contada por Camila Zen. Quantas vezes encontramos pessoas em momentos difíceis, talvez até mesmo de não muito bom humor, desestabilizados,… quantas vezes nos encontramos em momentos assim, pra baixo, parecendo que nada dá certo, sem energia pra fazer o que tem que ser feito… Essa história nos ajuda a entender que esses momentos fazem parte da vida, da sua vida e da vida de outras pessoas, e nos faz lembrar de não julgarmos ninguém por apenas um capítulo que conhecemos, e nem a nós mesmos, pelos momentos difíceis e que não nos encontramos muito bem.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: AS QUATRO ESTAÇÕES, UM CONTO SOBRE JULGAR OS OUTROS E A NÓS MESMOS

REFLEXÃO: UM CONTO BUDISTA PARA TE GUIAR NA SUA JORNADA, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia de REFLEXÃO com Camila Zen, aqui no Blog do Saber. Hoje ela nos trás um CONTO BUDISTA para te guiar na sua JORNADA. Que viver com leveza é o ponto de partida e o atalho para a vida plena. Por isso te convido a assistir o vídeo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor sobre essa experiência rica em sabedoria.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UM CONTO BUDISTA PARA TE GUIAR NA SUA JORNADA, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: “A VIDA” PROFUNDA REFLEXÃO DE BERT HELLINGER QUE VAI IMPACTAR VOCÊ

NA NOSSA COLUNA REFLEXÃO DESTE  DOMINGO TRAGO UM TEXTO EXTRAÍDO DO BLOG PENSAR CONTEMPORÂNEO DE UM GRANDE FILÓSOFO. O PROFESSOR, BERT HELLINGER, PRA QUEM NÃO SABE, FALECEU NO DIA 19/9/19, SEMANA PASSADA, AOS 93 ANOS. O ALEMÃO QUE JÁ FOI PADRE, DEIXOU O CELIBATO E TORNOU-SE PSICOTERAPEUTA E ESCRITOR. BERT É RECONHECIDO MUNDIALMENTE PELAS CONSTELAÇÕES FAMILIARES, E EM ALGUMAS COMUNIDADES ELE NÃO É ACEITO, POR TRAZER AFIRMAÇÕES DURAS SOBRE TEMAS POLÊMICOS. ELE AFIRMA QUE SEU COMPROMISSO É A ORIENTAÇÃO E O CUIDADO COM AS PESSOAS, E NÃO COM OS IDEAIS. PORTANTO, ELE NÃO TEM MEDO DE NÃO SER ACEITO, DESDE QUE ACREDITE QUE ESTEJA CONTRIBUINDO PARA O CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS, ATRAVÉS DO SEU TRABALHO!

Resultado de imagem para a vida bert hellingerELE DEIXOU ESSE TEXTO MARAVILHOSO ABAIXO PARA SUA REFLEXÃO:
“A vida decepciona-o pra você parar de viver com ilusões e ver a realidade.
A vida destrói todo o supérfluo até que reste somente o importante.
A vida não te deixa em paz, para que deixe de culpar-se e aceite tudo como “É”.
A vida vai retirar o que você tem, até você parar de reclamar e começar agradecer.
A vida envia pessoas conflitantes para te curar, pra você deixar de olhar para fora e começar a refletir o que você é por dentro.
A vida permite que você caia de novo e de novo, até que você decida aprender a lição.
A vida lhe tira do caminho e lhe apresenta encruzilhadas, até que você pare de querer controlar tudo e flua como um rio.
A vida coloca seus inimigos na estrada, até que você pare de “reagir”.
A vida te assusta e assustará quantas vezes for necessário, até que você perca o medo e recupere sua fé.
A vida lhe distancia das pessoas que você ama, até entender que não somos esse corpo, mas a alma que ele contém.
A vida ri de você muitas e muitas vezes, até você parar de levar tudo tão a sério e rir de si mesmo.
A vida quebra você em tantas partes quantas forem necessárias para a luz penetrar em ti.
A vida confronta você com rebeldes, até que você pare de tentar controlar.
A vida repete a mesma mensagem, se for preciso com gritos e tapas, até você finalmente ouvir.
A vida envia raios e tempestades, para acorda-lo.
A vida o humilha e por vezes o derrota de novo e de novo até que você decida deixar seu ego morrer.
A vida lhe nega bens e grandeza até que pare de querer bens e grandeza e comece a servir.
A vida corta suas asas e poda suas raízes, até que não precise de asas nem raízes, mas apenas desapareça nas formas e seu ser voe.
A vida lhe nega milagres, até que entenda que tudo é um milagre.
A vida encurta seu tempo, para você se apressar em aprender a viver.
A vida te ridiculariza até você se tornar nada, ninguém, para então torna-se tudo.
A vida não te dá o que você quer, mas o que você precisa para evoluir.
A vida te machuca e te atormenta até que você solte seus caprichos e birras e aprecie a respiração.
A vida te esconde tesouros até que você aprenda a sair para a vida e busca-los.
A vida te nega Deus, até você vê-lo em todos e em tudo.
A vida te acorda, te poda, te quebra, te desaponta… Mas creia, isso é para que seu melhor se manifeste… até que só o AMOR permaneça em ti.

Bert Hellinger

Fonte: Pensar Contemporâneo

Continuar lendo REFLEXÃO: “A VIDA” PROFUNDA REFLEXÃO DE BERT HELLINGER QUE VAI IMPACTAR VOCÊ

REFLEXÃO: VOCÊ É ÚNICO E PODE USAR OS SEUS DEFEITOS AO SEU FAVOR COMO SE FOSSEM VIRTUDES

A história ou fábula dos dois potes tem uma bela lição para nos ensinar na coluna REFLEXÃO desta sexta-feira. Uma história linda que nos ensina a olhar os nosso “defeitos” por outro ângulo e nos faz enxergar porque cada um de nós é tão especial e único. E quem nos conta essa fábula é a Camila Zen, com seu jeito todo meigo e gentil de se expressar. Então lhe convido a assistir o vídeo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ É ÚNICO E PODE USAR OS SEUS DEFEITOS AO SEU FAVOR COMO SE FOSSEM VIRTUDES

REFLEXÃO: DEIXE A LUZ FLUIR. UM TEXTO SOBRE AMOR E SOLIDARIEDADE PARA REFLETIR E CONTAGIAR.

Na sessão REFLEXÃO de hoje temos um texto de uma profundidade espiritual singular que merece e deve ser lido na íntegra. Leia e ganharás o dia!

Deixe a luz fluir

 em 
su60
Para ratificar que solidariedade é amor em movimento, venho compartilhar  trechos de um texto inspirador de Gilberto Cabeggi que nos fala sobre o bem que nos habita.

“Certo dia, um jovem discípulo chamado Daniel foi de ônibus ao centro da cidade, junto com seu mestre Jonas PahNu. Porém, ao subir no veículo, um dos chinelos de Jonas escapou-lhe do pé e caiu para o lado de fora. A porta do ônibus se fechou e o veículo saiu, tornando impossível recuperar o chinelo perdido. Imediatamente, Jonas tirou seu outro pé de chinelo e o jogou pela janela, de modo que caísse o mais próximo possível do seu par.

Daniel, sem entender a atitude de PahNu, perguntou-lhe:
– Mestre, por que fez isso?
– Isso o quê, Daniel?
– Você jogou o outro chinelo pela janela e ficou totalmente descalço. Por quê?

E Jonas respondeu naturalmente: – Desse modo, a pessoa que encontrar um dos chinelos, encontrará também o outro. E poderá usá-los. De nada adiantaria para essa pessoa encontrar apenas um pé de chinelo, e nem me adiantaria ficar apenas com a outra metade do par. Juntos, os dois chinelos podem continuar a cumprir o seu propósito de agasalhar os pés de quem deles necessite. Jonas sorriu e Daniel entendeu o verdadeiro sentido do desapego e da solidariedade e ficou ainda mais feliz com a sabedoria e a grandeza de coração de seu mestre.”

A verdadeira felicidade nasce em nosso coração quando somos capazes de pensar no bem do próximo, mesmo quando estamos vivendo uma situação que para nós se apresenta como um problema.

Vejam alguns exemplos de amor em movimento.

Super-heróis de verdade salvam família de incêndio ( Se você assistia a filmes em que o Homem-Aranha salvava pessoas pela cidade e achava que nunca veria isso no mundo real, vai se surpreender. No sul de Minas Gerais, um grupo de homens fantasiados de super-heróis estava passando de carro quando viram uma casa em chamas e resolveram agir: correram em direção ao incêndio e salvaram uma mulher e um bebê de 7 meses. O ato de heroísmo virou notícia.)

Motoboy arrisca a vida para salvar gatinho e ganha curso de bombeiro civil  (Tudo começa quando um gatinho fica preso no parapeito de uma janela do terceiro andar de um prédio. Um grupo de pessoas se mobiliza para o resgate, mas é um motoboy quem decide arriscar sua vida para salvar o animal desconhecido. Para alegria de todos, a operação é um sucesso. A história poderia acabar aí, mas o melhor vem agora: um casal havia filmado o acontecido e o vídeo viralizou na internet. ) rapaz virou herói e, por sua bondade e coragem, ganhou um curso para ser bombeiro civil. Não poderia ter final melhor, não é mesmo? )

Refugiados doam seus tickets para vítimas de terremoto na Itália Logo após um terremoto destruir a região central da Itália, voluntários de diversas regiões próximas começaram a se mobilizar para levar doações e ajudar em diversas frentes. O mais impressionante, no entanto, foi a ajuda de quem menos se esperava: refugiados que viviam na região, e que por si só também precisavam de auxílio, doaram seus vales para as vítimas dos terremotos. Estes vales podem ser trocados por alimentos, roupas e artigos de higiene pessoal )

Atletas deram incríveis demonstrações de espírito olímpico na Rio 2016 (Teve esgrimista corrigindo um ponto errado dado pelo juiz, teve corredoras ajudando uma à outra para completarem a prova, teve jogadora de vôlei usando calças para respeitar a religião da parceira. Todos esses gestos de honestidade e companheirismo estão numa  lista emocionante – e olha que esta matéria nem chegou a citar o caso que ocorreu bem antes dos jogos,  quando uma das atletas nadou 3 horas em mar aberto para salvar cerca de 15 pessoas.)

Enfim, acontece atos de solidariedade todo o tempo e em todos os lugares porque somos energia de amor em movimento. Quando nos permitimos expandir esta nossa luz  é absolutamente certo que ela atingirá todo ser vivo, se reverberá e transformará a vida e o planeta em que vivemos. Deixe fluir a amor!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: DEIXE A LUZ FLUIR. UM TEXTO SOBRE AMOR E SOLIDARIEDADE PARA REFLETIR E CONTAGIAR.

REFLEXÃO: FILHOS BRILHANTES, ALUNOS FASCINANTES DE AUGUSTO CURY

Na nossa sessão de REFLEXÃO trago um texto de Augusto Cury fascinante, que fala da diferença do BOM e do BRILHANTE, do sonhar sempre mais alto para alcançarmos o suficiente. Grande texto de AUTOAJUDA para iniciarmos uma semana. Uma bela semana a todos!

frases de início de semana

“Filhos brilhantes, alunos fascinantes”

Bons filhos conhecem o prefácio da história dos seus pais. Filhos brilhantes vão muito mais longe, conhecem os capítulos mais importantes das suas vidas.
Bons jovens se preparam para o sucesso. Jovens brilhantes se preparam para as derrotas. Eles sabem que a vida é um contrato de risco e que não há caminhos sem acidentes.
Bons jovens têm sonhos ou disciplina. Jovens brilhantes têm sonhos e disciplina. Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas, que nunca transformam seus sonhos em realidade, e disciplina sem sonhos produz servos, pessoas que executam ordens, que fazem tudo automaticamente e sem pensar.
Bons alunos escondem certas intenções, mas alunos fascinantes são transparentes. Eles sabem que quem não é fiel à sua consciência tem uma dívida impagável consigo mesmo. Não querem, como alguns políticos, o sucesso a qualquer preço. Só querem o sucesso conquistado com suor, inteligência e transparência. Pois sabem que é melhor a verdade que dói do que a mentira que produz falso alívio..
A grandeza de um ser humano não está no quanto ele sabe, mas no quanto ele tem consciência que não sabe. O destino não é freqüentemente inevitável, mas uma questão de escolha. Quem faz escolha, escreve sua própria história, constrói seus próprios caminhos.
Os sonhos não determinam o lugar onde vocês vão chegar, mas produzem a força necessária para tirá-los do lugar em que vocês estão. Sonhem com as estrelas para que vocês possam pisar pelo menos na Lua. Sonhem com a Lua para que vocês possam pisar pelo menos nos altos montes. Sonhem com os altos montes para que vocês possam ter dignidade quando atravessarem os vales das perdas e das frustrações.
Bons alunos aprendem a matemática numérica, alunos fascinantes vão além, aprendem a matemática da emoção, que não tem conta exata e que rompe a regra da lógica. Nessa matemática, você só aprende a multiplicar quando aprende a dividir, só consegue ganhar quando aprende a perder, só consegue receber, quando aprende a se doar.
Uma pessoa inteligente aprende com os seus erros, uma pessoa sábia vai além, aprende com os erros dos outros, pois é uma grande observadora.
Procurem um grande amor na vida e cultivem-no. Pois, sem amor, a vida se torna um rio sem nascente, um mar sem ondas, uma história sem aventura! Mas, nunca esqueçam, em primeiro lugar tenham um caso de amor consigo mesmos.
Augusto Cury

Continuar lendo REFLEXÃO: FILHOS BRILHANTES, ALUNOS FASCINANTES DE AUGUSTO CURY

REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

NESTA  SEXTA-FEIRA, NA NOSSA COLUNA REFLEXÃO VOCÊ VAI CONHECER A HISTÓRIA DE BUDA E O MENDIGO – UMA HISTÓRIA TAILANDESA QUE NOS AJUDOU A VER OS NOSSOS PROBLEMAS POR OUTRO ÂNGULO. EU ESPERO QUE ESSA HISTÓRIA CHEGUE ATÉ VOCÊ E QUE ELA POSSA COLOCAR UM SORRISO NO SEU ROSTO E NO ROSTO DAS PESSOAS QUE VOCÊ AMA. AMOR E LUZ, NAMASTÊ.🙏🏼✨.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

REFLEXÃO: SE O AMOR, A RIQUEZA E O SUCESSO FOSSEM PESSOAS, QUEM VOCÊ CONVIDARIA PARA JANTAR NA SUA CASA?

O DESTAQUE DA NOSSA COLUNA REFLEXÃO DESTA SEXTA-FEIRA, PELA PRIMEIRA VEZ NÃO É UM TEXTO, MAS UM VÍDEO DA PALESTRANTE CAMILA ZEN SOBRE UMA PARÁBOLA MUITO INTERESSANTE QUE TRATA DAS NOSSAS ESCOLHAS E AS CONSEQUÊNCIAS DESSAS ESCOLHAS. ESTA PARÁBOLA NOS CONVIDA A FAZER UMA ESCOLHA ENTRE O AMOR, A RIQUEZA E O SUCESSO. SE FOSSEM PESSOAS, QUE VOCÊ ESCOLHERIA PARA ENTRAR NA SUA CASA? ENTÃO LHE CONVIDO ASSISTIR AO VÍDEO ATÉ O FIM E VER O SURPREENDENTE DESFECHO FINAL, QUE VAI LHE DEIXAR REFLEXIVO(A) POR MUITO TEMPO!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: SE O AMOR, A RIQUEZA E O SUCESSO FOSSEM PESSOAS, QUEM VOCÊ CONVIDARIA PARA JANTAR NA SUA CASA?

REFLEXÃO: PERSERVERAR EM BUSCA DA SUA MELHOR VERSÃO

O exercício da perseverança é sem dúvida nenhuma a maior prova da consciência evolutiva de um ser humano, pois mostra que o indivíduo tem noção de que está no caminho certo e que esse caminho não tem volta. Por isso lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Sobre perseverar

 em 

 

“Se há pessoas que não estudam ou que, se estudam, não aproveitam, elas que não se desencorajem e não desistam; se há pessoas que não interrogam os homens instruídos para esclarecer as suas dúvidas ou o que ignoram, ou que, mesmo interrogando-os, não conseguem ficar mais instruídas, elas que não se desencorajem e não desistam.

Se há pessoas que não meditam ou que, mesmo que meditem, não conseguem adquirir um conhecimento claro do princípio do bem, elas que não se desencorajem e não desistam; se há pessoas que não distinguem o bem do mal ou que, mesmo que distingam, não tem uma percepção clara e nítida, elas que não se desencorajem e não desistam.

Se há pessoas que não praticam o bem ou que, mesmo que o pratiquem, não podem aplicar nisso todas as suas forças, elas que não se desencorajem e não desistam.

O que outros fariam numa só vez, elas o farão em dez. O que outros fariam em cem vezes, elas o farão em mil, porque aquele que seguir verdadeiramente esta regra da perseverança, por mais ignorante que seja, se tornará em uma pessoa esclarecida, por mais fraco que seja, se tornará necessariamente forte.” (Confúcio)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: PERSERVERAR EM BUSCA DA SUA MELHOR VERSÃO

REFLEXÃO: SAIBA COMO ENCONTRAR A PAZ EM MEIO AO CAOS, POR CAMILA ZEN

Na nossa coluna REFLEXÃO desta sexta-feira temos, mais uma vez, a excepcional Camila Zen contando mais uma bela história para refletirmos e tirarmos uma lição de vida. A gente acha que pra estar em paz, tem que esperar o dia em que tudo vai estar mais tranquilo. Mas… será que esse dia chega mesmo? Ou, se chegar, não terá passado grande parte da nossa vida? Esse conto nos ajuda a entender o que é a real “paz perfeita” e como viver ela na sua vida agora. Eu espero que essa história possa te ajudar ou ajudar alguém que você ama 🧡 Do meu coração pro seu, amor e luz, namastê 🙏🏼✨.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: SAIBA COMO ENCONTRAR A PAZ EM MEIO AO CAOS, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: APRENDA A PRESERVAR AS ENERGIAS BOAS E A DESCARTAR AS NEGATIVAS

Nessa quarta-feira o foco da coluna REFLEXÃO são as energias. O equilíbrio energético é vital para a prosperidade. Este é um texto para refletir de verdade sobre as coisas que podem atrapalhar a sua vida e o seu progresso profissional, emociona, físico, financeiro, intelectual, espiritual e em última análise consciencial. Saiba como manter as energias positivas e descartar as negativas.

Resultado de imagem para DOZE MANEIRAS DE JOGAR A ENERGIA FORA...

DOZE MANEIRAS DE JOGAR A ENERGIA FORA…

Muitas pessoas sempre apontam colegas de trabalho, familiares, amigos e até parceiro íntimo, assim como determinados locais, como os responsáveis pela sua debilidade energética.
Não podemos negar que realmente existem pessoas complicadas e ambientes não muito agradáveis. MAS…
Hoje chamaremos a atenção de vocês para alguns aspectos importantes. Por mais que existam pessoas desequilibradas e difíceis, nós é que somos responsáveis pelas nossas energias e cabe a cada um de nós guardá-la, preservá-la e administrá-la da melhor forma possível.
Nada de “receitinhas”, orações, banhos, cristais e um arsenal de proteção, com efeitos limitados, quando não, nulos.
Aqui vamos pelo caminho do despertar da consciência que habita em cada um de nós.
Aquele que não assume a responsabilidade por suas venturas e desventuras sempre estará vulnerável aos movimentos das energias ao seu redor.
Sabe por que o outro rouba a sua energia?
Porque você deixa a porta aberta!!! Simples assim. Ninguém vai roubar aquilo que está bem trancado e vigiado.
E como desculpa pela incapacidade de gerenciar o que é seu, chega rápido a velha mania de culpar os outros.
Para ajudar a refletir, fiz uma listagem de doze atitudes (e olhe que a lista é muito maior!) que gastam uma tremenda energia vital. Uma vez desvitalizado e sem proteção, fica fácil para qualquer um chegar perto e perturbar seu equilíbrio.
Use esta listagem também para pensar porque a prosperidade passa longe de você. A energia que seria usada para atrair o bem, a felicidade, o amor, o dinheiro acaba sendo gasta de forma inadequada e/ou roubada. Confira a listagem e veja o que precisa ser modificado em sua vida!
1) A falta de cuidado com o corpo e hábitos inadequados:
Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer sempre são colocados em segundo plano. A correria da vida diária, a preguiça e a competitividade das grandes cidades faz com que acabemos negligenciando aspectos básicos para a manutenção de nossa saúde energética. Quando a saúde física está comprometida, a aura se ressente, ficando menor e menos brilhante, comprometendo nosso sistema de defesa energético. Os exercícios físicos são sempre úteis por nos ajudar a movimentar e eliminar as energias estáticas. As pessoas que são dependentes químicos apresentam verdadeiros rombos na aura e isso as predispõe a toda sorte de assédios espirituais e vampirismo energético.
2) Pensamentos obsessivos:
Pensar gasta energia e todos nós sabemos disso: ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho corporal. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos, e esse é, aliás, um mal do homem, torna-se escravo da mente e acaba gastando muita energia. Pensamos tanto que não sobra vitalidade para tomar uma atitude concreta e, o pior, alimentamos ainda mais o conflito. Devemos não só estar atentos ao volume de pensamentos, mas também à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados nos recarregam, ao passo que a negatividade e pessimismo consomem energia e atraem mais negatividade para nossas vidas. Observe: pensando você conseguiu resolver o problema? Quase sempre a resposta é ‘não’. Então, mude de atitude. Relaxe, use uma música suave e entregue o problema para o universo resolver. Mesmo que isso aconteça apenas por alguns poucos minutos. Durante esse tempo sua mente estará descansando. Quando a mente silencia, permite que sua intuição, Deus, Eu Superior ou o que você acreditar, converse com você e lhe traga inspiração e criatividade. Se revertendo em mais energia.
3) Sentimentos tóxicos:
Se você sofre um choque emocional ou sente uma raiva intensa, pode estar certo, até o final do dia estará simplesmente esgotado energeticamente. Juntamente com a raiva você queimou altas doses de sua energia pessoal. Imagine agora um ser que nutre ressentimentos e mágoas, às vezes durante anos seguidos. De onde você acha que vem o combustível para alimentar esses sentimentos tão densos? Não é à toa que muitas dessas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas, afinal, a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade está sendo gasta na manutenção de sentimentos negativos.
Medo gasta energia, culpa também, já a ansiedade excessiva descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos e elevados, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima e principalmente a alegria e bom humor recarregam nossa energia e nos dão força para empreender projetos e superar obstáculos.
4) Fugir do presente:
Onde eu coloco a minha atenção aí coloco a minha energia. É tendência frequente do ser humano achar que no passado as coisas eram mais fáceis: “bons tempos aqueles!”. Tanto os saudosistas, que se apegam aos prazeres do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas e desatinos de tempos atrás, estão colocando suas energias no passado. Por outro lado temos os sonhadores ou aqueles que vivem numa eterna expectativa do futuro, depositando nele sua felicidade e realização. Viver no tempo passado ou futuro faz com que sobre pouca ou nenhuma energia no tempo presente. E é somente no presente que você constrói sua vida. O passado e o futuro dependem unicamente do seu momento presente. Aquele que vive sempre no tempo errado não tem em mãos uma dose de energia suficiente para se proteger das energias e locais densos.
5) Falta de perdão
Perdoar significa soltar. Soltar ressentimentos, mágoas, culpas. Soltar o que aconteceu e olhar somente para a frente e viver o presente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos e gastamos menos energia alimentando feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres e abertos para a felicidade. Aquele que não sabe perdoar os outros e a si mesmo, fica ‘energeticamente obeso’, carregando fardos do passado e isso requer muita energia.
6) Mentira pessoal:
Todos nós mentimos ao longo de nossas vidas e sabemos quanta energia é gasta posteriormente para sustentar a mentira e, quase sempre, acabamos sendo pegos. Imagine agora quando ‘você é a mentira’. Quanta energia gastamos para sustentar caras, poses, desempenhos que não são autênticos!!! Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos. A mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, a mártir, o intelectual, a lista é enorme. Quando somos nós mesmos a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço. O mesmo não é válido quando queremos desempenhar um papel que não é o nosso.
7) Viver a vida do outro:
Ninguém vive só, através dos relacionamentos interpessoais evoluímos e nos realizamos. Mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio que traz senso de limite e respeito por si e pelo espaço do outro nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, será a frustração. Quando interferimos na vida alheia, nos misturamos com o carma negativo do outro e trazemos isso para nossa vida.
8) Bagunça e projetos inacabados:
A bagunça afeta de forma muito negativa as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque bem legal para os períodos confusos é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa, os documentos e tudo o que mereça uma boa faxina. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem a mente e o coração. Pode não resolver o problema, mas nos ajuda bastante e traz um grande alívio.
Outra forma bem eficiente de perder energia é não terminar tarefas. Todas às vezes, por exemplo, que você vê aquela blusa de tricô que não concluiu, ela lhe diz inconscientemente: “você não me terminou! Você não me terminou!” E isso gasta uma energia tremenda! Ou você termina definitivamente a blusa ou livre-se dela e assuma que não vai terminá-la. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da determinação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão tempo e energia.E lembre-se, bagunça e sujeira são ótimas moradas para energias densas e desarmoniosas.
9) Afastamento da Natureza:
A Natureza é nossa maior fonte de alimento energético e, além de nutrir, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energias. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais. Procure, sempre que possível, estar junto à Natureza. Você também pode trazê-la para dentro de sua casa ou local de trabalho. Além de um ótimo recurso decorativo, as plantas humanizam os ambientes, nos acalmam e absorvem as energias negativas e poluentes.
10) Preguiça, negligência:
Falta de objetivos, desejos, desafios na vida. Esse item não requer muitas explicações: negligência com a sua vida denota também negligência com seus dons e potenciais e, principalmente, com sua energia vital. Aquilo do que você não cuida, alguém vem e leva embora. O resultado: mais preguiça, moleza, sono….
11) Fanatismo:
Passa um ventinho: “Ai meu Deus!!!! Tem energia ruim aqui!!!” Alguém olha para você: “Oh! céus, ela está morrendo de inveja de mim!!!” Enfim, tudo é espírito ruim, tudo é energia do mal, tudo é coisa do outro mundo. Essas pessoas fanáticas e sugestionáveis também adoram seguir “mestres e gurus” e depositar neles a responsabilidade por seu destino e felicidade. É fácil, fácil manipular gente assim e não só em termos de energia, mas também em relação à conta bancária!
12) Falta de aceitação

Pessoas revoltadas com a vida e consigo mesmas, que não aceitam suas vidas como elas são, que rejeitam e fazem pouco caso daquilo que têm. Esses indivíduos vivem em constante conflito e fora do seu eixo. E, por não valorizarem e não tomarem posse dos seus tesouros – porque todos nós temos dádivas – são facilmente ‘roubáveis’. O importante é aprender a aceitar e agradecer tudo o que temos (não confundir com acomodação). Quando você agradece e aceita fica em estado vibracional tão positivo que a intuição e a criatividade são despertadas. Surgem, então, as possibilidades de transformar a vida para melhor.

Vera Caballero

Fonte: Doce Limão

Continuar lendo REFLEXÃO: APRENDA A PRESERVAR AS ENERGIAS BOAS E A DESCARTAR AS NEGATIVAS

REFLEXÃO: A HISTÓRIA DO REI E DAS DUAS ÁGUIAS, POR CAMILA ZEN

Quando sentimos que a vida nos dá uma rasteira, a primeira coisa que nos vem a cabeça é nos sentir injustiçados. Mas o nosso conhecimento é limitado, não temos ideia de como acontecimentos de agora vão nos afetar no futuro. Tanto os acontecimentos que julgamos bons, quanto os que julgamos ruins. A vida tem um jeito de nos guiar, nos impulsionar, que a maioria das vezes não conseguimos entender. Esse é um conto que nos ajuda a entender como, muitas vezes, as coisas que parecem ruins no momento, são necessárias pra nos fazer aprender, crescer e nos tornar capazes de viver a vida que sonhamos, e dar certos passos necessários pra isso, mas que às vezes não temos coragem. Confia na sua jornada, confia em você! E use cada oportunidade pra aprender e crescer em direção aos seus sonhos.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: A HISTÓRIA DO REI E DAS DUAS ÁGUIAS, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: ALIMENTAR O EGO OU ALMA, EIS A QUESTÃO!

Ao ler o texto de hoje, aqui na coluna REFLEXÃO você vai perceber a diferença entre alimentar o EGO e a ALMA e também sentirá que vale mais a pena alimentar a ALMA por mais materialista que você possa ser. O texto de Patrícia Gerbrim lhe cairá como uma luva e lhe deixará mais leve e solto(a). Tenha uma ótima leitura!

Sua alma é sua paz

 em 

 

“Eu quero falar com você, que está com o coração apertado. Que sente medo. Medo de morrer. Medo que alguém que você ama morra. Medo de não ser capaz de lidar com tanta coisa que pode acontecer. Medo de perder a liberdade. De não ter o que comer.

Eu quero te dizer que você não está só. Não podemos controlar o que acontece fora de nós. Mas podemos escolher olhar para isso a partir da nossa alma, e não desse nosso pequeno ego.

Eu lhe pergunto : -Quem você está alimentando em você? Seu ego ou sua alma? Você alimenta o ego quando fica ao lado de pessoas que reclamam, que só veem o lado negativo da vida, que profetizam desastres ou gastam seu tempo atacando uns aos outros.

Você alimenta seu ego quando gasta seu tempo com programas de televisão e noticiários sensacionalistas ou posts em redes sociais que apenas fazem você se sentir mal. Você alimenta seu ego quando tenta controlar as coisas ao seu redor, quando tenta controlar as pessoas.

Perceba o que suga sua energia. Perceba o que torna você denso, triste ou hostil. Mude sua energia. Alimente a sua alma!

Para alimentar sua alma, busque tudo o que ajuda você a se elevar. O que ajuda você a encontrar algum sentido neste nosso momento histórico. Busque a beleza. A natureza. A música. O silêncio. Mergulhe em si mesmo, onde mora a paz. Procure pessoas, livros, filmes que elevam sua vibração, que ajudam você a acreditar em si mesmo, na vida, na bondade, no amor.

Aquilo que você alimenta em si mesmo se torna sua realidade. Crie harmonia. Crie saúde. Assim mudaremos o mundo, todos nós. Assim nos tornamos fontes de cura, e não de doença. Acreditem, somos mais poderosos do que nos damos conta.

Acalme seu coração. Sua alma é sua paz!” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: ALIMENTAR O EGO OU ALMA, EIS A QUESTÃO!

REFLEXÃO: SE O AMOR, A RIQUEZA E O SUCESSO FOSSEM PESSOAS, QUEM VOCÊ CONVIDARIA PARA JANTAR NA SUA CASA?

Continuar lendo REFLEXÃO: SE O AMOR, A RIQUEZA E O SUCESSO FOSSEM PESSOAS, QUEM VOCÊ CONVIDARIA PARA JANTAR NA SUA CASA?

REFLEXÃO: A AUSÊNCIA DA MENTE QUE NOS LEVA AO ENCONTRO DA NOSSA ESSÊNCIA

O texto que publicamos hoje, aqui na coluna REFLEXÃO é de autoria de Eckhart Tolle e sendo ele quem é não poderia deixar de ser algo para uma profunda REFLEXÃO,  pois vai de encontro ao que nós temos de mais puro, belo e pessoal: a nossa essência, o nosso Eu Cósmico. Por isso lhe convido a ler essa maravilha de texto e depois refletir profundamente sobre o assunto!

Um hiato de ausência da mente

 em 

 

Um grande desafio é calar a mente. Aquela que, sem mais nem menos, começa a nos atribuir pensamentos e ideias que são exatamente contrárias ao nosso real desejo. E se, por ventura, dermos atenção à ela, é certeza de que o monstrinho que vai se criando dentro de nós, se torne imenso a ponto de nos levar ao pessimismo total, ansiedade e depressão. Quando conseguimos identificar esta invasão, podemos calar a mente, ou ao menos não deixar que tome proporções que certamente vão nos prejudicar. O texto que segue é do livro O Poder do Agora, de Eckhart Tolle. Este trecho nos convida a perceber a dimensão de nosso poder. Espero que apreciem.

“Quando escutar um pensamento, esteja ciente não só do pensamento, mas também de si próprio como testemunha do pensamento. Surge então uma nova dimensão de consciência. E, enquanto ouve o pensamento, sentirá uma presença consciente – a do seu eu mais profundo – por trás do pensamento, subjacente a ele. O pensamento perderá então o poder que tem sobre si e rapidamente abrandará, porque você deixou de estimular a mente através da sua identificação com ela. É o começo do fim do pensar involuntário e compulsivo.

Quando um pensamento abranda, você sente uma descontinuidade no caudal da mente – um hiato de ausência de mente. Ao princípio, os hiatos serão curtos, talvez de alguns segundos, mas gradualmente tornar-se-ão mais prolongados. Quando esses hiatos ocorrem, você sente uma certa quietude e uma certa paz dentro de si. É o início do seu estado natural de união sentida com o Ser, a qual é geralmente ofuscada pela mente. Com a prática, a sensação de quietude e de paz será mais profunda. De facto, a sua profundidade não tem fim. Sentirá igualmente uma subtil emanação de alegria a surgir bem do fundo de si: a alegria do Ser.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A AUSÊNCIA DA MENTE QUE NOS LEVA AO ENCONTRO DA NOSSA ESSÊNCIA

REFLEXÃO: NADA É PIOR DO QUE O QUASE

QUASE

RRS Segurança do Trabalho: QUASE ACIDENTES SÃO SINAL DE ALERTA

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.
Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “Bom dia”, quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.
Sarah Westphal

Continuar lendo REFLEXÃO: NADA É PIOR DO QUE O QUASE

REFLEXÃO: UM TEXTO IMPRESSIONANTE DE HUBERTO ROHDEN SOBRE GRANDES HOMENS

Quem faz jus ao título de “grande homem”?
Não sei…
O homem inteligente?
Não basta ter inteligência para ser grande…
O homem poderoso?
Há poderosos mesquinhos…
O homem religioso?
Não basta qualquer forma de religião…Podem todos esses homens possuir muita inteligência, muito poder, e muita religiosidade – e nem por isso são grandes homens.
Pode ser que lhes falte certo vigor e largueza, certa profundidade e plenitude, indispensáveis à verdadeira grandeza.
Podem os inteligentes, os poderosos, os virtuosos não ter a verdadeira liberdade de espírito..
Pode ser que as suas boas qualidades não tenham essa vasta e leve espontaneidade que caracteriza todas as coisas grandes.
Pode ser que a sua perfeição venha mesclada de um quê de acanhado e tímido, com algo de teatral e violento.
O grande homem é silenciosamente bom…
É genial – mas não exibe gênio…
É poderoso – mas não ostenta poder…
Socorre a todos – sem precipitação…
É puro – mas não vocifera contra os impuros…
Adora o que é sagrado – mas sem fanatismo…
Carrega fardos pesados – com leveza e sem gemido…
Domina – mas Sem insolência…
É humilde – mas sem servilismo…
Fala a grandes distâncias – sem gritar…
Ama – sem se oferecer…
Faz bem a todos – antes que se perceba…
“Não quebra a cana fendida, nem apaga a mecha fumegante – nem se ouve o seu
clamor nas ruas…”
Rasga caminhos novos – sem esmagar ninguém…
Abre largos espaços – sem arrombar portas…
Entra no coração humano – sem saber como…
Tudo isso faz o grande homem, porque é como o Sol – esse astro assaz poderoso para sustentar um sistema planetário, e assaz delicado para beijar uma pétala de flor…
Assim é, e assim age o homem verdadeiramente bom – porque é instrumento nas
mãos de Deus…
Desse Deus de infinita potência – e de supremo amor…
Desse Deus cuja força governa a imensidade do cosmos – e cuja preciência sabe das fraquezas do homem…
O grande homem é, mais do que ninguém, imagem e semelhança de Deus…

Autor: Huberto Rohden

Continuar lendo REFLEXÃO: UM TEXTO IMPRESSIONANTE DE HUBERTO ROHDEN SOBRE GRANDES HOMENS

REFLEXÃO: QUANTOS PROBLEMAS VOCÊ TEM?

Continuar lendo REFLEXÃO: QUANTOS PROBLEMAS VOCÊ TEM?

REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

NESTA SEXTA-FEIRA, NA NOSSA COLUNA REFLEXÃO VOCÊ VAI CONHECER A HISTÓRIA DE BUDA E O MENDIGO – UMA HISTÓRIA TAILANDESA QUE NOS AJUDOU A VER OS NOSSOS PROBLEMAS POR OUTRO ÂNGULO. EU ESPERO QUE ESSA HISTÓRIA CHEGUE ATÉ VOCÊ E QUE ELA POSSA COLOCAR UM SORRISO NO SEU ROSTO E NO ROSTO DAS PESSOAS QUE VOCÊ AMA. AMOR E LUZ, NAMASTÊ.🙏🏼

 

Fonte: 

Continuar lendo REFLEXÃO: UM CONTO TAILANDÊS PARA AMENIZAR SUAS DIFICULDADES E LHE DAR ESPERANÇA

REFLEXÃO: SER CRISTÃO É DIFERENTE DE SER CATÓLICO OU EVANGÉLICO?

O texto escolhido para postar na nossa coluna REFLEXÃO, aqui no Blog do Saber foi retirado do livro Eu Cósmico, a essência, de minha autoria e vem esclarecer conceitos que costumamos confundir. Ser cristão é diferente de ser católico ou evangélico, assim como espiritualidade é bem diferente de religiosidade, tema que abordaremos em outro artigo.

cristianismo_shutterstock

SER CRISTÃO É DIFERENTE DE SER CATÓLICO


Ser cristão é vivenciar e executar na sua vida as palavras de Jesus Cristo. Ser católico é seguir os dogmas da igreja, saber de cor e decorado as orações e os ritos da santa missa.
É como ser bom e fazer o bem. Existe uma grande diferença entre as duas coisas. Ser bom é ajudar o próximo sem esperar receber nada em troca. Fazer o bem pode ser uma boa ação social realizada por um político que está mais interessado nos votos que vai receber nas urnas do que no bem-estar social dos seus eleitores. Por isso Jesus já dizia: “Não basta fazer o bem é necessário ser bom.
Por isso, relativamente a Jesus Cristo, independentemente da sua titularidade ou posição dentro do contexto histórico/religioso, de sua divindade ou imaculada imagem eu creio em todas, eu disse todas as coisas que foram ditas por ele, pois não existe ou existiu até hoje quem o possa contestar ou dizer que suas palavras estão erradas ou possam conduzir a humanidade para dias piores e não para um mundo melhor e/ou estado de espírito que se assemelhe ao Nirvana da religião Budista. Ao meu ver, todos os seus ditos são pura e sublime sabedoria e se todos nós seguíssemos, com certeza o mundo seria bem melhor e seria totalmente desnecessário despender tanto tempo, dinheiro e energia com tantas coisas totalmente inúteis e fúteis, tais como: armamentos bélicos, muros colossais, armas químicas e outros artefatos voltados para a violência e a guerra. Se a humanidade tivesse seguido cegamente a sua filosofia, com certeza já estaríamos num estágio evolutivo muito superior. Não importa a natureza de Jesus, se é humano ou divino. O que importa são suas palavras, seus ensinamentos, seu comportamento, sua conduta e filosofia de vida. Isso sim é importante. Tão importante que, apesar de nunca ter escrito uma só linha suas palavras de sabedoria foram eternizadas nos livros do novo testamento de uma forma tão efusiva e ao mesmo tempo democrática que outro grande líder hindu, o Mahatma Gandhi, tão admirável quanto Jesus Cristo, declarou um dia: “Se todos os livros sagrados da humanidade se perdessem, mas não O Sermão da Montanha, nada se teria perdido”. Como sabemos O Sermão da Montanha é um discurso de Jesus Cristo, sobre as bem-aventuranças, que pode ser no Evangelho de Mateus (caps 5-7). São lições de conduta e moral, ditando os princípios[1] que normatizam e orientam a verdadeira vida cristã, uma vida que conduz a humanidade ao Reino de Deus e que põe em prática a vontade de Deus, que leva à verdadeira libertação do homem.  Eu não o admiraria ou respeitaria menos se ele tivesse nascido pelas vias normais, de uma mulher comum, se não fosse divino, se ele não tivesse ressuscitado e não acho que alguém precise ser divino, imaculado ou tenha ressuscitado dos mortos para agir da mesma forma que Jesus agiu, para ter as ideias que ele teve ou para se comportar como ele. Não podemos nos acomodar sob o manto da desculpa do pecado original. Isso é desculpa, como se diz no linguajar comum: para boi dormir. Quantas vezes ouvimos alguém dizer: “errar é humano”, “somos pobres mortais”, “somos pobres pecadores”. Essas frases tantas vezes repetidas por tantas pessoas ao longo dos séculos, são desculpas que damos para justificar os nossos erros e fraquezas e assim passar melhor, ser digno de pena e do perdão dos outros. Falando em perdão é outra palavra que tem sido deturpada na boca dos homens da igreja, que tenta incutir nas mentes dos fiéis que o perdão de Deus é infinito e que Deus a tudo perdoa.
Não vamos confundir as coisas. O perdão é importante e deve fazer parte do nosso cotidiano, mas não existe perdão incondicional. Ele tem pelo menos uma condição fundamental. E essa condição fundamental é o verdadeiro arrependimento de quem está sendo perdoado ou Jesus não teria perdido a paciência ao expulsar os vendilhões do templo.

Autor: Valério Wagner Q. Braga
Fonte: Livro Eu Cósmico, a essência

Continuar lendo REFLEXÃO: SER CRISTÃO É DIFERENTE DE SER CATÓLICO OU EVANGÉLICO?

REFLEXÃO: QUANDO O SOFRIMENTO BATER À SUA PORTA, POR PADRE FÁBIO DE MELO

A nossa REFLEXÃO desta sexta-feira é por conta do Padre Fábio de Melo, que nos esclarece qual o papel do sofrimento nas nossas vidas enquanto seres mortais, materiais, vivendo nesse plano tridimensional da dor e do sofrimento. Convido você para ler o texto a seguir, refletir e fazer seu juízo de valor.

Dor e Sofrimento

Quando o sofrimento bater à sua porta

O sofrimento não é um estado definitivo, ele pode ser ponte e local de travessia

Sofrer é como experimentar as inadequações da vida, e elas estão por toda parte. São geradas pelas nossas escolhas, mas também pelos condicionamentos dos quais somos vítimas. Sofrimento é destino inevitável, porque é fruto do processo que nos torna humanos. O grande desafio é saber identificar o sofrimento que vale a pena ser sofrido.

Perdemos boa parte da vida com sofrimentos desnecessários, resultados de nossos desajustes, precariedades e falta de sabedoria. São os sofrimentos que nascem de nossa acomodação, quando, por força do hábito, acostumamo-nos com o que temos de pior em nós mesmos.

Administrar os problemas que nos afetam

Perdemos a oportunidade de saborear a vida só porque não aprendemos a ciência de administrar os problemas que nos afetam. Invertemos a ordem e a importância das coisas. Sofremos demais por aquilo que é de menos. Sofremos de menos por aquilo que seria realmente importante sofrer um pouco mais.
Sofrer é o mesmo que purificar. Só conhecemos verdadeiramente a essência das coisas à medida que as purificamos. O mesmo acontece na nossa vida. Nossos valores mais essenciais só serão conhecidos por nós mesmos se os submetermos ao processo da purificação.
Talvez, assim, descubramos um jeito de reconhecer as realidades que são essenciais em nossa vida. É só desvendarmos e elencarmos os maiores sofrimentos que já enfrentamos e quais foram os frutos que deles nasceram. Nossos maiores sofrimentos, os mais agudos. Por isso se transformam em valores.
O sofrimento parece conferir um selo de qualidade à vida, porque tem o dom de revesti-la de sacralidade, de retirá-la do comum e elevá-la à condição de sacrifício.
Sacrifício e sofrimento são faces de uma mesma realidade. O sofrimento pode ser também reconhecido como sacrifício, e sacrificar é ato de retirar do lugar comum, tornar sagrado, fazer santo. Essa é a mística cristã a respeito do sofrimento humano. Não há nada nesta vida, por mais trágico que possa nos parecer, que não esteja prenhe de motivos e ensinamentos que nos tornarão melhores. Tudo depende da lente que usamos para enxergar o que nos acontece. Tudo depende do que deixamos demorar em nós.
Spinoza escreveu: “Percebi que todas as coisas que temia e receava só continham algo de bom ou de mau à medida em que o ânimo se deixava afetar por elas. O filósofo tem razão. A alegria ou a tristeza só poderão continuar dentro de nós à medida que nos deixarmos afetar por suas causas. É questão de escolha. Dura, eu sei; difícil, reconheço, mas ninguém nos prometeu que seria fácil.

A situação não precisa determinar o fracasso

Se hoje a vida lhe apresenta motivos para sofrer, ouse olhá-los de uma forma diferente. Não aceite todo esse contexto de vida como causa já determinada para o seu fracasso. Não, não precisa ser assim.
Deixe-se afetar de um jeito novo por tudo isso que já parece tão velho. Sofrimentos não precisam ser estados definitivos, eles podem ser apenas pontes, locais de travessia. Daqui a pouco, você já estará do outro lado, modificado e amadurecido.
Certa vez, um velho sábio disse ao seu aluno que, ao longo de sua vida, ele descobriu ter dentro de si dois cães: um bravo e violento; outro manso e muito dócil. Diante daquela pequena história, o aluno resolveu perguntar: “Qual é o mais forte?”. O sábio respondeu: “O que eu alimentar”. O mesmo se dará conosco na lida como os sofrimentos da vida. Dentro de nós haverá sempre um embate estabelecido entre problema e solução. Vencerá aquele que nós decidirmos alimentar.

Fonte: PeFábio de Melo

Continuar lendo REFLEXÃO: QUANDO O SOFRIMENTO BATER À SUA PORTA, POR PADRE FÁBIO DE MELO

REFLEXÂO: O AMOR SUPERA TODAS AS AGRURAS E DIFICULDADES

Que maravilha poder acompanhar esse blog maravilhoso “Sabedoria Universa” da Beth Michepud e ter o prazer de ler artigos de tanta sabedoria, muitos deles escritos por essa incrível Patrícia Gebrim. Convido você a ler o texto maravilhoso a seguir sobre a arte de amar.

Tudo se dissolve quando há Amor

 

 

“Existem muitos mundos (muitos mesmo) nesse mundo que vivemos. Cada um de nós vive em seu pequeno mundo, uma espécie de bolha particular, sem perceber que ao seu lado existe alguém vivendo numa realidade sequer imaginada. Em nosso estado adormecido, não nos importamos de fato uns com os outros.

Eu sempre tive uma noção teórica do que aqui escrevo, mas os dois últimos anos me fizeram perceber isso de forma visceral. Não há como negar: “Nossos maiores mestre são as experiências que vivemos.”

Embora eu sempre tivesse uma inclinação a olhar para o outro, um certo treino de empatia, um coração aberto… nada me ajudou mais do que experienciar “na pele” estes últimos anos.

Nunca compreendi tanto a solidão de quem pensa diferente, a dor das injustiças, o peso das mãos de ferro que tentam nos roubar o que temos de mais belo: a liberdade. Por mais dolorido que seja, sou imensamente grata a tudo o que nos vem acontecendo. Me dei conta de que quanto mais esse cerco escuro é posicionado ao nosso redor, mais mais olhos se abrem, mais fácil enxergá-lo.

O predador saiu da caverna onde se escondeu por milênios. Nunca ficou tão exposto como agora. Estamos frente a esse monstro, sob o céu aberto. Pouco a pouco algo se liberta em nós e de repente percebemos que não há nada real em nós que possa ser destroçado por suas garras.

Em meio ao olhar incrédulo desse predador, fecho os olhos, e tanta, tanta luz brota dentro de mim. Fico assim por uns instantes, e quando abro novamente meus olhos, é o sagrado que olha através de meus olhos. Não há predador, não há injustiça, não há dor. Tudo se dissolve quando há Amor.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÂO: O AMOR SUPERA TODAS AS AGRURAS E DIFICULDADES

REFLEXÃO: EQUILÍBRIO – O ENSINAMENTO DE BUDA

Na nossa coluna REFLEXÃO dessa sexta-feira você vai ler um texto de grande profundidade pessoal que merece ser lido, pois é de pura sabedoria sobre a conversão de um príncipe que se tornou sannyasin de Buda. Então leia. reflita e faça o seu juízo de valor. Boa leitura!

Ensinamentos do budismo: As Quatro Nobre Verdades

Postado em Textos Conscienciais
– Por Osho –

EQUILÍBRIO – O ENSINAMENTO DE BUDA – por Osho

Um grande príncipe foi iniciado, tornou-se um sannyasin de Buda. Ele tinha vivido em grande luxo a vida toda, ele havia sido um grande tocador de sítara, seu nome era conhecido em todo o país como o de um grande músico. Mas ele ficou impressionado pela música interior de Buda – pode ser que o seu insight em música lhe tenha ajudado a entender Buda.
Quando Buda estava visitando a sua capital ele o ouviu pela primeira vez, se apaixonou à primeira vista e renunciou ao seu reino. Até mesmo Buda não queria que ele tomasse essa grande decisão tão impulsivamente. Ele lhe disse: “Espere, pense. Eu estarei aqui por quatro meses” – porque durante toda a estação das chuvas ele permanecia em um lugar. “Eu ficarei aqui, não há pressa. Pense sobre isso. Um período de quatro meses e então você pode tomar sannyas, você pode ser iniciado”.
Mas o jovem disse: “A decisão já aconteceu; não há nada mais a ser pensado. É agora ou nunca! E quem sabe sobre o amanhã? E você vem sempre dizendo, ‘viva no presente’, então, porque você está me dizendo para esperar por quatro meses? Eu posso morrer, você pode morrer, alguma coisa pode acontecer. Quem sabe sobre o futuro? Eu não quero esperar nem mesmo um único dia!”.
Sua insistência era tal que Buda teve que conceder; ele foi iniciado. Buda estava um pouco incerto sobre ele, se ele seria capaz de viver essa vida de mendigo. Buda tinha conhecido isso a partir de sua própria experiência; ele mesmo havia sido um grande príncipe uma vez. Ele sabia o que era viver em luxo, em conforto e o que era ser mendigo nas ruas. Era um fenômeno árduo, e Buda tinha levado um tempo. Ele levou seis anos para se tornar iluminado, e aos poucos ele havia se acostumado a ficar sem abrigo, às vezes sem comida, sem amigos, inimigos em toda a parte por nenhuma razão, porque ele não estava machucando ninguém. Mas as pessoas são tão estúpidas, elas vivem em tamanha mentira, que sempre que vêem um homem que sabe a verdade, elas se ferem a si mesmas – elas se sentem machucadas, insultadas
Buda sabia que a coisas toda seria demais para esse jovem. Ele sentiu pena dele, mas o iniciou. E ele ficou surpreso e todos os outros sannyasins ficaram surpresos, porque o homem simplesmente se moveu para o outro extremo. Todos os monges budistas costumavam comer somente uma vez por dia, aquele novo monge, o ex-príncipe, começou a comer somente uma vez em dois dias. Todos os monges budistas costumavam dormir debaixo de árvores; ele dormia debaixo do céu aberto. Os monges costumavam caminhar nas estradas, ele caminhava, não nas estradas, mas sempre dos lados onde havia espinhos, pedras. Ele era um belo homem; em poucos meses seu corpo ficou escuro. Ele era muito saudável; ficou doente, magro e franzino. Seus pés ficaram feridos.
Muitos sannyasins vieram a Buda e disseram: “Alguma coisa tem que ser feita. Aquele homem foi para o extremo oposto: ele está se torturando! Ele se tornou autodestrutivo”.
Buda foi a ele uma noite e lhe perguntou: “Shrona” – Shrona era o seu nome – “posso lhe fazer uma pergunta?”
Ele disse: “É claro meu Senhor. Você pode fazer qualquer pergunta. Eu sou seu discípulo. Eu estou aqui para lhe dizer tudo o que quiser saber sobre mim”.
Buda disse: “Eu ouvi dizer que quando você era príncipe, você era um grande músico e costumava tocar cítara”.

Fonte: IPPB

Continuar lendo REFLEXÃO: EQUILÍBRIO – O ENSINAMENTO DE BUDA

REFLEXÃO: A LIBERDADE É FRUTO DO APRENDIZADO E DO DESENVOLVIMENTO DO AMOR INCONDICIONAL

O texto a seguir, que estamos publicando na coluna REFLEXÃO desta terça-feira com o título de “Unindo amor e liberdade” vem nos chamar para refletir sobre o verdadeiro sentido da liberdade, que só pode existir como fruto do amor. O amor incondicional, o qual todos viemos para aprender. Por isso te convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Unindo amor e liberdade

 em 

 

“Tudo é transitório nesta existência, e nada, absolutamente nada, nos pertence. Se você anseia por relaxar confortavelmente à sombra das suas conquistas, terá por companhia a frustração ou o tédio. A única maneira de nós mantermos cheios de vida é fazendo as pazes com o movimento. Para isso será preciso aprender a não se apegar, e isso não é fácil.

Você precisa estar disposto a deixar ir o que tiver que ir e, como uma criança, confiante e entregue, estender a mão para a vida, permitindo-se ser conduzida por ela. Observe ao que você está apegado. Pense na sua vida, e pergunte a si mesmo se existe algo que você se recusaria a deixar ir. Uma pessoa, uma crença, um emprego, uma casa, uma cidade… “Tudo poderia mudar, menos isso!”- diz você.

Então aprenda a desapegar-se disso. Aquilo a que você se apega é a fresta por onde sua luz se esvai. É uma porta para o sofrimento. Antes que seja mal compreendida… Não estou sugerindo uma ação externa! Não estou dizendo para se afastar do que ama. O que sugiro é que evolua em consciência e saiba que o apego faz parte da ilusão. Estou sugerindo que una amor e liberdade. Tudo pode mudar.

Ainda assim, nada que é real pode ser tirado de nós, pois somos em essência a Unidade, todos nós. Então olhe para isso que teme perder com Amor. Veja aquilo livre. Dentro de você faça as pazes com a possibilidade de um dia ter que se afastar disso, sabendo que o afastamento é ilusório, apenas uma jogada no jogo da vida.

Se você conseguir compreender o que tento lhe dizer, entrará em um profundo estado de paz. A paz de não temer a perda. A paz de abrir mão dos controles. A paz de uma criança conduzida pela mão de Deus.

Medite sobre estas palavras.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A LIBERDADE É FRUTO DO APRENDIZADO E DO DESENVOLVIMENTO DO AMOR INCONDICIONAL

REFLEXÃO: GANDHI E A NÃO VIOLÊNCIA, POR CAMILA ZEN

A nossa coluna REFLEXÃO de hoje trás mais um vídeo espetacular de Camila Zen. Desta vez ela nos conta uma breve história sobre o exemplo fenomenal do incrível Mahatma Gandhi. Gandhi deixou muitos ensinamentos e o maior deles foi a prática da não violência. Guerras fazem parte da humanidade há milhares de anos, e nós nunca vamos acostumar com isso, nunca vamos nos acostumar a ver tanto desrespeito à vida. Toda violência nasce do medo. Medo de que algo aconteça, medo de perder algo e, nas guerras, a maioria das vezes o medo vem do ego, um ego inflado com medo de que as coisas não saiam do jeito que queriam, que a humanidade não se organize da forma que gostariam que se organizasse. Se há de haver alguma destruição, que seja do ego. Chega de violência, chega de retrocesso, chega de uso da força física. Mais diálogo, menos ego, mais respeito à vida. Espero que esse vídeo possa te trazer esperança na humanidade, nas pessoas boas, e inspirar o seu coração e o coração de quem você ama 🧡 Amor e luz, namastê ✨🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: GANDHI E A NÃO VIOLÊNCIA, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: NÃO DEIXE O MEDO TE PARALIZAR E ABRIR CAMINHO PARA A ENERGIA DENSA TE PENETRAR

Hoje temos uma bela REFLEXÃO para uma terça-feira de Carnaval sem Carnaval, aqui no Blog do Saber. O medo vibra  na faixa de 0,2 a 2,0 hertz, uma frequência muito baixa. Tão baixa quanto a do coronavírus que vibra entre 5,5 e 14,5 hertz. Portanto, não importa o que se apresente ao seu redor, há uma imensa força luminosa em você, com poder suficiente para impactar nossa realidade. Visualize sempre o melhor cenário. Seja um agente da luz. Atravesse o medo!

Atravesse a medo

 em 

 

“As forças da escuridão se alimentam do seu medo e não medem esforços em criar todo tipo de situações para levar você na direção dessa energia densa. Não permita que isso aconteça. Lembre-se de duas coisas muito importantes.

Há muita manipulação nas “informações” que nos são entregues todos os dias, no sentido de nos levar a um estado de caos. Assim, respire, espere antes de tirar conclusões, observe, sinta, permita que seu Eu Superior guie você. Não alimente a densidade. Seja soberano de si mesmo, da sua energia, daquilo que você vibra.

Outra coisa, nós somos cocriadores desta realidade, assim cuidado com o que diz, com o que acredita. Se você profetiza eventos destrutivos, você cede sua energia para que seres sem luz a usem para criá-los. (eles precisam de você para isso! )

Não importa o que se apresente ao seu redor, há uma imensa força luminosa em você, com poder suficiente para impactar nossa realidade. Visualize sempre o melhor cenário. Seja um agente da luz. Atravesse o medo!

Agora é a hora de colocar em prática tudo o que aprendemos. Somos seres espirituais. Escolham manter sua vibração elevada, confiando que tudo o que ocorre tem um sentido nesse poderoso e irreversível despertar planetário coletivo.

O medo é uma cortina de fumaça jogada sobre nós, para que não nos apropriemos do nosso poder. Não pare no meio dela. Siga, resoluto. Atravesse-a. Emane luz, mantendo-se equilibrado. Não seja tomado pelo caos. Vença o medo.

Sinta as bênçãos desse manto dourado da luz divina que está, agora mesmo, sobre todos nós.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: NÃO DEIXE O MEDO TE PARALIZAR E ABRIR CAMINHO PARA A ENERGIA DENSA TE PENETRAR

REFLEXÃO: UMA LINDA REFLEXÃO DE VIDA SOBRE ZONA DE CONFORTO

O destaque desta sexta-feira, aqui na coluna REFLEXÃO é uma história muito interessante sobre ZONA DE CONFORTO, que nos mostra como muitas vezes é necessário uma ruptura abrupta e radical para nos libertarmos da famigerada zona de conforto e sairmos da inercia, iniciando um novo ciclo de vida. Convido você a assistir ao vídeo completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor sobre isso.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA LINDA REFLEXÃO DE VIDA SOBRE ZONA DE CONFORTO

REFLEXÃO: A GENEROSIDADE É BEM DIFERENTE DA BONDADE

Hoje temos um tema maravilhoso na nossa coluna REFLEXÃO. Um sentimento tão carente na maioria das pessoas: a generosidade!

O texto a seguir vem nos esclarecer a diferença da generosidade para a bondade. Lembrando que fazer o bem é bem diferente de ser bom. A verdadeira generosidade é aquele ato de amor que você doa ao próximo aquilo que realmente vai lhe fazer falta e não algo que faz parte dos seus excessos. Por isso lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor. 

Generosidade

 em 

 

“Não raro, encontramos pessoas gentis no trato social. São aquelas que se preocupam em respeitar os direitos do próximo, em desenvolver seu espírito de cidadania, em buscar palavras e gestos amáveis para com os demais.

Também, com felicidade, encontramos pessoas educadas nas nossas relações sociais. São os companheiros que se fazem atenciosos, que se preocupam com pequenos gestos, como o saudar aos mais velhos, ceder o espaço para a senhora grávida ou apenas dar um telefonema para o conhecido para ter notícias.

Porém, quantas pessoas conseguem ser generosas? Se a gentileza e a educação nascem do respeito ao próximo, se desenvolvem no espírito de cidadania e convivência, a generosidade nasce no coração de quem está pronto para amar fraternalmente.

Vamos encontrar a generosidade no amigo que consegue compreender nossa falta quando esquecemos seu aniversário, e, ao encontrá-lo mais tarde, ao invés de nos cobrar o esquecimento, simplesmente nos oferece o coração aberto e espontâneo de sempre.

Será fruto da generosidade da alma quando não necessitamos, nem esperamos por um agradecimento, após ter feito um favor a alguém, pois o simples fato de poder ajudar a quem nos pediu nos é suficiente para preencher o coração com satisfação, sem aguardarmos nenhum tipo de reconhecimento.

E estaremos prontos para que a generosidade seja nossa companhia quando, tendo razão frente a uma contenda de grande importância ou a uma disputa por nonadas, sejamos capazes de abrir mão de reivindicar nossos direitos, em nome da paz e da boa convivência.

Jesus nos aconselha a cultivar a generosidade no coração quando afirma que se alguém nos convidar a dar mil passos, caminhemos dois mil se necessário. E, se outro nos pedir a capa, que também ofereçamos a túnica.

Muitas vezes, pensamos que generoso é aquele capaz de abrir os cofres e distribuir o muito que tem, quando, não raro, esse muito nem falta lhe fará.

A verdadeira generosidade nasce no coração que é capaz de olhar o próximo e o mundo com complacência e compreensão, sabendo que todos estamos sujeitos a erros, tropeços e enganos.

Seremos generosos quando estivermos despreocupados em conjugar o verbo ter… Ter algo, ter razão, ter alguém, pois nossas preocupações serão as de oferecer… a gentileza, a amizade, a companhia, a compreensão.

Claro que poderemos ensaiar os primeiros passos de generosidade tocando o bolso, para oferecer aquilo que nos sobra aos que têm tão pouco.

Porém, poderemos sempre investir mais e permitir que a generosidade ganhe espaço em nosso mundo íntimo, quando formos capazes de esquecer um tanto de nossas vontades, nossas razões, nossos anseios, para simplesmente semearmos, nos caminhos alheios, as flores perfumadas com a brisa da fraternidade.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A GENEROSIDADE É BEM DIFERENTE DA BONDADE

REFLEXÃO: RECOMEÇAR NÃO É FÁCIL, POR ISSO MESMO É UMA ARTE!

O texto escolhido para postar na nossa coluna REFLEXÃO, desta terça-feira aborda um tema muito polêmico: a arte de recomeçar. Algumas pessoas acham que um relacionamento uma vez terminado não deveria haver recomeço, outras acham que sempre deve haver uma nova oportunidade. Que o perdão deve prevalecer e a REFLEXÃO serve exatamente para isso. Mas até que ponto devemos dar uma nova oportunidade para um novo recomeço? Isso realmente é algo muito particular, de pessoa para pessoa, e o que vai dizer se vale a pena recomeça, mais uma vez, é o nível consciencial de cada um naquele momento.

A arte de recomeçar

 em 

 

“Todo mundo tá cansado de saber. Tudo na vida tem um começo e tem um fim. Mas e o tal do recomeço?

O recomeço é um conceito meio esquisitão. Pensa bem. É um começar, de novo. Então tem algo de inédito, mas carrega um passado junto. Tem algo muito especial no recomeço, uma emoção só dele.

O começo de algo vem cheio de expectativa e curiosidade. Cheio de gás, de empolgação. Começar é se aventurar. O recomeço é bem diferente. Tem uma dor envolvida. Algo se encerrou, algo se perdeu no caminho. Alguma frustração, tristeza ou luto ocorreu, e deixou uma marca.

No recomeço algo fica pra trás. O começo é todo voltado pra frente, ele segue o curso natural das coisas. Já o recomeço tem isso: dá uma mão para o futuro, carregando uma bagagem na outra. O recomeço vem com uma bagagem, no mínimo, média. Mochilinha não cabe aqui nesse conceito. Roupa do corpo, bolsa de mão ou mochila leve, são coisas de começo.

Enquanto o começo tem a ver com novos fatos, o recomeço tem a ver com uma nova perspectiva. No recomeço há uma reconstrução do olhar, uma retomada em outros termos de uma história que já existiu de alguma maneira. Todo recomeço tem em seu caminho algum grau de receio, de inquietude, de ansiedade, de angústia.

Em todo recomeço há um luto e todo luto é um recomeço. Forçado na maior parte das vezes. E a pessoa se vê ali, à beira do abismo emocional.

O recomeço é das coisas mais lindas que existe. Exige coragem, desejo de viver, de lutar, de reconquistar, de ser feliz. Novamente. Mas sabendo que nunca mais daquele mesmo jeito. Vai ser de outro. O recomeço implica sempre numa chacoalhada na identidade da pessoa. Quem recomeça teve que refletir muito, repensar, reavaliar, mudar, sofrer. Sempre tem uma transformação. E uma imensa esperança.

Já vivi alguns recomeços. (…) A vida de antes fica para trás. Não é mais a mesma. (…) Aquela vida, daquele modo, não existe mais. É preciso se reinventar. Aí você pode dizer: Ah, mas a vida muda o tempo todo…então todo dia é um recomeço.” (Luisa Mascarenhas)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: RECOMEÇAR NÃO É FÁCIL, POR ISSO MESMO É UMA ARTE!

REFLEXÃO: VALE A PENA ESSA INSANA LUTA POR MAGREZA E JUVENTUDE SÓ PARA AGRADAR AOS OUTROS?

Na coluna REFLEXÃO desta sexta-feira um tema bem diferente dos que temos publicado aqui. Não é sobre espiritualidade e é! Não é sobre expansão da consciência e é! Não é sobre Desenvolvimento Espiritual e é! É sobre tudo isso e algo mais. Um texto da competente jornalista Pétrea Chaves, sobre a insana busca por magreza e juventude para agradar aos outros. Leia e compartilhe, vale a pena!

A DELÍCIA DE VIVER NO CORPO A SUA PRÓPRIA HISTÓRIA

Reflexões sobre a insana busca por magreza e juventude para agradar aos outros

A delícia de viver no corpo a sua própria história

Imagine a cena:  o ano é 2019.

Mulheres fazendo botox aos 40 anos. Mulheres enlouquecidas com criolipólise. Pomada para tirar manchas, pomada para tirar cicatriz, namastê, muai tai, vai para ginástica às 6h da manhã antes de levar o filho para a escola. Trabalha. E às 20h? Está bem linda para o maridão. Ou para as amigas. Ou para as tias. E pode ser que às 20h esteja apenas cansada em cima de uma cama à beira da depressão. Pode ser que não tenha ninguém para mostrar o corpão.

Falo hoje aqui sobre a síntese do mais importante movimento do feminino no agora para mudar toda essa esquizofrenia: amar teu corpo com tanta força e satisfação que ninguém possa dizer o contrário.

Pergunto: Por que você precisa desesperadamente apagar sua cicatriz? O que é essa moda bizarra das mulheres com 40 anos todas cheias de botox? Por que se encher de comprimidos e suplementos para atingir o nirvana biológico do super-homem ou da super-mulher? O que são esses maridos falando: “pô, você tem que se cuidar, olha essa gordurinha aqui…” “Nossa, emagreceu, tá se cuidando…” Como um marido, um pai, um homem pode falar do meu corpo como se a opinião dele, que eu não pedi, importasse?

Eu já falava sobre isso quando publiquei um texto nas minhas redes sociais ao ver a maravilhosa capa de fevereiro de 2019 da Revista Trip, trazendo a imagem de uma mulher de barriga de fora. Até aí, absolutamente nada de novo. O surpreendente foi a barriga estampada estar cheia de cicatrizes que a modelo ganhou após a gravidez. E na fala dela: “Por que não ter orgulho da cicatriz que trouxe o meu filho?”

Incendiada também pelo texto da querida escritora e roteirista e mãe e mulherão  Tati Bernardi, que já era genial e ficou ainda mais depois da maternidade, eu vim aqui te contar um segredo: o mais importante movimento feminino do agora é a ruptura radical com esse estético que faz vocês, amigas, ficarem pequenas. Aprisionadas, violentadas em busca de não sei o que. Porque não é por amor que corre essa caminhada. É a busca por suprir uma carência, uma falta emocional promovida pela nossa cultura.

Fonte: Personare

Continuar lendo REFLEXÃO: VALE A PENA ESSA INSANA LUTA POR MAGREZA E JUVENTUDE SÓ PARA AGRADAR AOS OUTROS?

REFLEXÃO: DESLIGAR A TV É A OPÇÃO MAIS INTELIGENTE PARA TERMOS UM FUTURO MELHOR

O blog Sabedoria Universal sempre está publicando os textos de pura sabedoria do incrível Eckhart Tolle, que eu, normalmente, os reproduzo aqui na coluna REFLEXÃO do Blog do Saber. O tema da edição desta terça-feira aborda o grande problema que é a invasão dos canais de tv  nos lares da nossa sociedade, alienando as nossas crianças e transformando-as no futuro em adultos imbecis. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Desligue! Temos esta opção!

 em 

 

“Ver televisão é a atividade de lazer favorita (ou melhor, a opção de inatividade) de milhões de pessoas em todo o mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, quem está na faixa dos 60 anos de idade já terá passado 15 anos diante da tela da TV. Em muitos outros países, os índices são semelhantes.

Para um número significativo de pessoas, ver televisão é algo “relaxante”. Observe a si mesmo e verá que, quanto mais tempo sua atenção permanece tomada pela tela, mais sua atividade intelectual se mantém suspensa. Assim, por longos períodos você estará assistindo a atrações como programas de entrevistas, jogos, shows de variedades, quadros de humor e até mesmo a anúncios sem que quase nenhum pensamento seja gerado pela sua mente. Você não apenas deixa de se lembrar dos seus problemas como se torna livre de si mesmo por um tempo – e o que poderia ser mais relaxante do que isso?

Então ver televisão cria o espaço interior? Será que isso nos faz entrar no estado de presença? Infelizmente, não é o que acontece. Embora a mente possa ficar sem produzir nenhum pensamento por um bom tempo, ela permanece ligada à atividade do pensamento do programa que está sendo exibido. Mantém-se associada à versão televisiva da mente coletiva e segue absorvendo seus pensamentos. Sua inatividade é apenas no sentido de que ela não está gerando pensamentos. No entanto, continua assimilando os pensamentos e as imagens que chegam à tela. Isso induz um estado passivo semelhante ao transe, que aumenta a suscetibilidade, e não é diferente da hipnose. E por isso que a televisão se presta à manipulação da “opinião pública”, como é do conhecimento de políticos, de grupos que defendem interesses específicos e de anunciantes – eles gastam fortunas para nos prender no estado de inconsciência receptiva. Querem que seus pensamentos se tornem nossos pensamentos e, em geral, conseguem.

Portanto, quando estamos vendo televisão, nossa tendência é cair abaixo do nível do pensamento, e não nos posicionarmos acima dele. A TV tem isso em comum com o álcool e com determinadas drogas. Embora ela nos proporcione um pouco de alívio em relação à mente, mais uma vez pagamos um preço alto: a perda da consciência. Assim como as drogas, essa distração tem uma grande capacidade de viciar. Procuramos o controle remoto para mudar de canal e, em vez disso, nos vemos percorrendo todas as emissoras. Meia hora ou uma hora mais tarde, ainda estamos ali, passeando pelos canais. O botão de desligar é o único que nosso dedo parece incapaz de apertar. Continuamos olhando para a tela. Porém, normalmente não porque algo significativo tenha chamado nossa atenção, e sim porque não há nada interessante sendo transmitido. Depois que somos fisgados, quanto mais trivial e mais sem sentido é a atração, mais intenso se torna nosso vício. Se isso fosse estimulante para o pensamento, motivaria nossa mente a pensar por si mesma de novo, o que é algo mais consciente e, portanto, preferível a um transe induzido pela televisão. Dessa forma, nossa atenção deixaria de ser prisioneira das imagens da tela.

O conteúdo da programação, caso apresente alguma qualidade, pode até certo ponto neutralizar, e algumas vezes até mesmo desfazer, o efeito hipnótico e entorpecedor da TV. Existem determinados programas que são de uma utilidade extrema para muitas pessoas – mudam sua vida para melhor, abrem seu coração, fazem com que se tornem mais conscientes. Há também algumas atrações humorísticas que acabam sendo espirituais, mesmo que não tenham essa intenção, por mostrarem uma versão caricata da insensatez humana e do ego. Elas nos ensinam a não levar nada muito a sério, a permitir um pouco mais de descontração e leveza na nossa vida. E, acima de tudo, nos ensinam isso enquanto nos fazem rir. O riso tem uma extraordinária capacidade de liberar e curar. Contudo, a maior parte do que é exibido na televisão ainda está nas mãos de pessoas que são totalmente dominadas pelo ego. Assim, a intenção oculta da TV é nos controlar nos colocando para dormir, isto é, deixando-nos inconscientes. Mesmo assim, existe um potencial enorme e ainda inexplorado nesse meio de comunicação.

Evite assistir a programas e anúncios que o agridam com uma rápida sucessão de imagens que mudam a cada dois ou três segundos ou menos. O hábito de assistir à televisão em excesso e essas atrações em particular são duas causas importantes do transtorno de déficit de atenção, um distúrbio mental que vem afetando milhões de crianças em todo o mundo. A atenção deficiente, de curta duração, torna todos os nossos relacionamentos e percepções superficiais e insatisfatórios. Qualquer coisa que façamos nesse estado, qualquer ação que executemos, carece de qualidade, pois a qualidade requer atenção.

O hábito de ver televisão com frequência e por longos períodos não só nos deixa inconscientes como induz a passividade e drena toda a nossa energia. Portanto, em vez de assistir à TV ao acaso, escolha os programas que despertam seu interesse. Enquanto estiver diante dela, procure sentir a vívida atividade dentro do seu corpo – faça isso toda vez que se lembrar. De vez em quando, tome consciência da sua respiração. Desvie os olhos da tela em intervalos regulares, pois isso evitará que ela se aposse completamente do seu sentido visual. Não ajuste o volume acima do necessário para que a televisão não o domine no nível auditivo. Tire o som durante os intervalos. Procure não dormir logo após desligar o aparelho ou, ainda pior, adormecer com ele ligado.” (O despertar de uma nova consciência – Eckhart Tolle)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: DESLIGAR A TV É A OPÇÃO MAIS INTELIGENTE PARA TERMOS UM FUTURO MELHOR

REFLEXÃO: A EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA TEM COMO CONSEQUÊNCIA A JORNADA DO SUCESSO

A Jornada do Sucesso é tudo que qualquer ser humano precisa para alcançar a sua melhor versão. Portanto, o texto a seguir é tudo que você precisa para entender que você é o seu mestre e conhece perfeitamente os seus sonhos e é o único responsável pela sua realidade. Então não perca a chance de ler esse artigo espetacular e aprender muito sobre evolução!

A Jornada do Sucesso

Você é o seu mestre, conhece perfeitamente os seus sonhos, portanto, esforce-se para concretizá-los! Vá em busca das oportunidades que deseja, movimente-se! Ficar inerte esperando a chance chegar, é o mesmo que anular os seus sonhos, a vida é movimento e renovação constante, tenha coragem e atitudes, faça acontecer! A decisão em conseguir, é essencialmente sua!

Realize a parte do processo que te compete, crie a sua estratégia e batalhe por ele, contorne os obstáculos, procure superá-los, jamais entregue-se ao desânimo ou desista, se está encontrando barreiras e insucessos, é um indicativo de que o caminho e a direção é outra, portanto, é momento de fazer ajustes neste projeto, mas a persistência deve ser a sua força. A esperança da vitória, é uma chama que deve manter acesa constantemente!

Deus te capacitou com inteligência e criatividade, essas virtudes são luzes imprescindíveis nestes momentos, mantenha a serenidade durante as adversidades da vida, pense com calma e positividade em todas as ocasiões. Diante das contrariedades, aproveite para enxergar algo positivo e engrandecedor, olhe com a ótica do amor e da paz, e verá a presença de Deus nestes instantes desafiadores.

Tenha força de vontade e sensibilidade para enxergar a benevolência e a solidariedade que esses instantes proporcionam, você tem o livre arbítrio e pode escolher o que deseja, e como ver cada ocasião da vida.

Você é o arquiteto responsável por seus projetos, e o capitão que estabelece a direção, bem como o início de partir, como enfrentar as dificuldades, o porto em que fará uma breve parada, o reinício da viagem e os novos horizontes a serem explorados, Deus te outorgou esse direito! Ele deseja estar nestas viagens contigo, bem próximo e acompanhando cada projeto que criar, ele almeja o seu sucesso e êxito! Mas, somente você, é capaz de convidá-lo e elegê-lo o seu mestre, e tenha a certeza que sua presença, será a melhor decisão que já fez! Deus é a companhia perfeita nesta jornada da vida!

Autor: Reginaldo Rodrigues
Email: r3.reginaldorodrigues.7@gmail.com

Fonte: Leve consciência

Continuar lendo REFLEXÃO: A EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA TEM COMO CONSEQUÊNCIA A JORNADA DO SUCESSO

REFLEXÃO: VIVER A ARTE DE LAPIDAR A MENTE, O CORAÇÃO E A RAZÃO ATÉ QUE SÓ RESTE O AMOR

O trecho do texto a seguir reproduzido nessas entrelinhas resume com muita eloquência o objetivo maior de todo de humano nessa jornada: “A vida repete a mesma mensagem, mesmo com gritos e tapas, até você finalmente ouvir. A vida envia raios e tempestades, então você acorda. A vida o humilha e derrota de novo e de novo até que você decida deixar seu ego morrer. A vida lhe nega bens e grandeza até que você pare de querer bens e grandeza e comece a servir”. Como diria Jesus Cristo: Quem tiver ouvidos que ouça!

Até que só o amor permaneça

 em 

 

“A vida te decepciona para você parar de viver com ilusões e ver a realidade. A vida vai destruir todo o supérfluo, até que reste somente o importante. A vida não te deixa em paz, para que deixe de culpar-se e aceite tudo como “É”.

A vida vai retirar o que você tem, até você parar de reclamar e começar agradecer. A vida envia pessoas conflitantes para te curar e para que você deixe de olhar pra fora e comece refletir o que você tem dentro. A vida permite que você caia de novo e de novo, até que você decida aprender a lição. A vida te tira do caminho e te apresenta encruzilhadas, até que você pare de querer controlar e você flua como um rio.

A vida coloca seus inimigos na estrada, até que você pare de “reagir”. A vida te assusta e assusta quantas vezes for necessário, até que você perca o medo e recupere sua fé. A vida tira o seu amor verdadeiro, ele não concede ou permite, até que você pare de tentar comprá-lo. A vida te distancia das pessoas que você ama, até entender que não somos esse corpo, mas a alma que ele contém.

A vida ri de você tantas vezes, até você parar de levar tudo tão a sério e rir de si mesmo. A vida quebra você e quebra você em tantas partes quantas forem necessárias para a luz penetrar ali. A vida confronta você com rebeldes, até que você pare de tentar controlar.

A vida repete a mesma mensagem, mesmo com gritos e tapas, até você finalmente ouvir. A vida envia raios e tempestades, então você acorda. A vida o humilha e derrota de novo e de novo até que você decida deixar seu ego morrer. A vida lhe nega bens e grandeza até que você pare de querer bens e grandeza e comece a servir.

A vida corta suas asas e poda suas raízes, até que você não precise de asas nem raízes, mas apenas desapareça nas formas e no voo do Ser. A vida lhe nega milagres, até que você entenda que tudo é um milagre. A vida encurta seu tempo, então você se apressa para aprender a viver.

A vida te ridiculariza até você se tornar nada, até você se tornar ninguém, e então você se torna tudo. A vida não te dá o que você quer, mas o que você precisa evoluir .A vida te machuca, te machuca, te atormenta até que você solte seus caprichos e birras e aprecie a respiração.

A vida te esconde os tesouros até que você aprenda a sair para a vida e buscá-los. A vida te nega a Deus, até você vê-lo em todos e em tudo. A vida te acorda, te poda, te quebra, te desaponta, te quebra… até que só o AMOR permaneça em ti. (Bert Hellinger)

Luz e Paz!

fonte: Antroposofia ZN

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: VIVER A ARTE DE LAPIDAR A MENTE, O CORAÇÃO E A RAZÃO ATÉ QUE SÓ RESTE O AMOR

REFLEXÃO: ASSIM COMO AS ONDAS DO MAR A VIDA RETRIBUI O QUE OFERECER AOMUNDO

Você recebeu o livre arbítrio de Deus e por isso é livre para pensar, o pensamento desconhece barreiras e a linha do tempo, portanto, esteja no momento PRESENTE, pois é neste momento onde você possui a oportunidade para fazer escolhas,  bem como, desenvolver ações que resultarão no seu êxito e progresso no futuro. A lei da Causa e Efeito regem a sua natureza e por isso, assim como as ondas do mar que levam e trazem as dádivas do mar, a vida retribui o que oferecer ao mundo. Boa leitura!

A Vida Retribui o que Oferecer ao Mundo

Auto motive-se, você é a fonte primária desta poderosa energia, Deus te concedeu a inteligência e o livre arbítrio, exerça sua soberania sobre si. Cultive raciocínios bons e positivos, auto encoraje-se para batalhar por seus ideais, crie emoções de satisfações e autoconfiança, e desta forma, aflore as potencialidades natas que está agraciado! Tenha atitudes pertinentes e concretas para realizar seus objetivos.

Você é livre para pensar, o pensamento desconhece barreiras e a linha do tempo, portanto, esteja no momento PRESENTE. Agora, é onde você possui a oportunidade para fazer escolhas,  bem como, desenvolver ações que resultarão no seu êxito e progresso no futuro.

Hoje é o início de um novo ciclo de vida, faça o seu melhor e com muito amor, seja o reflexo da conquista e do êxito, acredite em si e confie na providência divina, Deus está presente em todos os momentos da sua vida, ele te proporciona oportunidades fantásticas, uma noite de sono restauradora, um novo dia esplendoroso, a força necessária para batalhar, a saúde que te mantém em pé, te concede a água que sacia sua sede, o alimento que o nutre, a natureza que enfeita sua vida homem, o ar que respira, e as chances de evolução, ou seja, Deus está te concedendo oportunidades de progresso e aprimoramento o tempo todo. Compete a você, restaurar o seu padrão de raciocínio e explorar suas potencialidades. Suas aptidões e talentos, lhe possibilitam ir ao encontro de todos os propósito que criar, por isso, batalhe incansavelmente, refaça o seu destino, este é o momento!

Recomeçar é o segredo, esteja convicto que é possível e tenha Deus a frente, que maravilhosas oportunidades surgirão. Faça todo o possível, lícito, sensato e com respeito, tenha a humildade como holofote na caminhada da vida, que na sua jornada terá adornos incríveis para recolher. A vida te retribui o que oferecer ao mundo, realize boas ações e pensamentos nobres e prepare-se para colher alegrias, conquistas e momentos de felicidades.

Autor: Reginaldo Rodrigues

Fonte: Leve Consciência

Continuar lendo REFLEXÃO: ASSIM COMO AS ONDAS DO MAR A VIDA RETRIBUI O QUE OFERECER AOMUNDO

REFLEXÃO: A ORDEM, A PERFEIÇÃO E O EQUILÍBRIO DO UNIVERSO TÊM EXPLICAÇÃO NA CAUSA PRIMEIRA

A Física Quântica nos ensina que o universo é como uma grande teia de aranha onde cada objeto, cada coisa está interligada com a outra e o que, de alguma forma, afeta a mim, afeta a você ou alguém que está na China ou no Canadá e que o Cosmos, como o próprio nome diz significa “ordem”. Portanto, devemos tomar todo o cuidado possível para não provocar nada que possa ferir, danificar, machucar ou causar algum mal ao nosso próximo, seja humano ou animal, para que esse evento negativo não atinja quem, aparentemente, não tem nada a ver com ele. O texto a seguir fala sobre essa ordem que mantém o universo em equilíbrio.

Tudo está na ordem

 em 

 

“A profunda interligação de todos os eventos e de todas as coisas deixa implícito que os rótulos mentais de “bom” e “mau” são, em última análise, ilusórios. Eles sempre pressupõem uma perspectiva limitada e, assim, são verdadeiros apenas temporariamente e de modo relativo.

Isso é ilustrado pela história de um homem sensato que ganha um automóvel caro num sorteio. Sua família e seus amigos ficam muito felizes por ele e chegam para comemorar. – Não é ótimo? – diz um deles. – Você tem tanta sorte. O homem sorri e responde:– Pode ser.

Durante algumas semanas ele se diverte dirigindo o carro. Até que um dia um motorista bêbado provoca uma batida num cruzamento e o homem vai parar no hospital, com vários ferimentos. Ao visitá-lo, a família e os amigos comentam:– Isso foi realmente uma infelicidade. De novo o homem sorri e diz:– Pode ser.

Enquanto ele ainda está no hospital, certa noite ocorre um deslizamento de terra e sua casa é tragada pelo mar. Mais uma vez, os amigos aparecem no dia seguinte e observam:– Não foi mesmo uma sorte você ter ficado aqui no hospital? Novamente ele responde:– Pode ser.

O “pode ser” desse personagem sábio significa uma recusa em julgar tudo o que acontece. Em vez de avaliar os eventos, ele os aceita e, dessa maneira, entra em alinhamento consciente com a ordem superior. Esse homem sabe que quase sempre é impossível para a mente entender que lugar ou propósito um acontecimento que parece aleatório ocupa no trançado da totalidade.

No entanto, não há eventos casuais, assim como nem as coisas nem os fatos existem por e para si mesmos de modo isolado. Os átomos que constituem nosso corpo foram forjados nas estrelas, enquanto as causas do menor dos eventos são virtualmente infinitas e ligadas ao todo de maneiras incompreensíveis.

Se quiséssemos encontrar o motivo de um acontecimento, teríamos que percorrer o caminho de volta até o começo da criação. O cosmo não é caótico. A própria palavra “cosmo” significa ordem. Mas essa não é uma ordem que a mente humana possa chegar a entender, embora consiga ter um vislumbre dela. “(Eckhart Tolle -Um Novo Mundo)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A ORDEM, A PERFEIÇÃO E O EQUILÍBRIO DO UNIVERSO TÊM EXPLICAÇÃO NA CAUSA PRIMEIRA

REFLEXÃO: O DIVINO ESTÁ À NOSSA VOLTA, POR CAMILA ZEN

Nesta sexta-feira você vai assistir a um vídeo de Camila Zen onde ela conta uma história para nos fazer  refletir sobre como às vezes não nos deixamos seguir nosso coração, e sentir as coisas, pelo mero fato de não enxergarmos com nossos olhos. Às vezes estamos tão afundados em preocupações, medos e ansiedades, sentindo um aperto no peito, que mal conseguimos respirar e fica impossível nos conectarmos com as coisas boas e o divino ao nosso redor. E o que eu faço quando isso acontece? O que você faz para se conectar com a energia positiva e de luz ao seu redor?

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O DIVINO ESTÁ À NOSSA VOLTA, POR CAMILA ZEN

REFEXÃO: COMO SE MEDE O AMOR?

A medida do amor é fundamentalmente uma questão de consciência. Quanto mais consciente você é mais amor tem para dar e para receber. O contrário é diametralmente verdadeiro. Portanto ao expandir a sua consciência você também se agiganta diante dos que lhe observam e isso contagia ajudando a esses observadores também crescerem e se agigantarem no amor. Ame, pratique o amor e transforme esse planeta numa terra de gigantes!

Fita métrica do amor

 em 

 

“Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.

Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.

Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho.” (Martha Medeiros)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFEXÃO: COMO SE MEDE O AMOR?

REFLEXÃO: COMO REALMENTE NOS ENXERGAMOS, GRANDE OU PEQUENO?

Deixei para fazer as publicações desta terça-feira, ainda hoje pela manhã. Redigi primeiro o texto da coluna ARTIGOS, que fala do Orgulho, um dos sete vícios capitais e quão não foi a minha satisfação ao abrir o o blog da Beth Michepud para garimpar mais um belo texto e publicá-lo, aqui na coluna REFLEXÃO! O texto semanal desse blog maravilhoso, “Sabedoria Universal”, trata justamente de como nos enxergamos ao olhar no espelho, ou seja, quem pensamos que somos? Por isso convido você a ler esse breve, mas sábio texto, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Quem pensamos que somos

 em 

 

“Nosso sentido de quem somos determina o que percebemos como nossas necessidades e o que importa na nossa vida – e o que nos interessa tem o poder de nos irritar e perturbar. Podemos usar isso como um critério para descobrir até que ponto nos conhecemos.

O que nos interessa não é o que dizemos nem aquilo em que acreditamos, mas o que nossas ações e reações revelam como importante e sério. Portanto, talvez queiramos nos fazer a seguinte pergunta: o que me irrita e perturba?

Se coisas pequenas têm a capacidade de nos atormentar, então quem pensamos que somos é exatamente isto: pequeno. Essa é nossa crença inconsciente. Quais são as coisas pequenas? No fim das contas, todas as coisas são pequenas porque todas elas são efêmeras.

Podemos até dizer: “Sei que sou um espírito imortal” ou “Estou cansado deste mundo louco. Tudo o que quero é paz” – até o telefone tocar. Más notícias: o mercado de ações caiu, o acordo pode não dar certo, o carro foi roubado, nossa sogra chegou, cancelaram a viagem, o contrato foi rompido, nosso parceiro ou parceira foi embora, alguém exige mais dinheiro, somos responsabilizados por algo.

De repente ocorre um ímpeto de raiva, de ansiedade. Uma aspereza brota na nossa voz: “Não aguento mais isto.” Acusamos e criticamos, atacamos, defendemos ou nos justificamos, e tudo acontece no piloto automático.

Alguma coisa obviamente é muito mais importante agora do que a paz interior que um momento atrás dissemos que era tudo o que desejávamos. E já não somos mais um espírito imortal. O acordo, o dinheiro, o contrato, a perda ou a possibilidade da perda são mais relevantes. Para quem? Para o espírito imortal que dissemos ser?

Não, para nosso pequeno eu que busca segurança ou satisfação em coisas que são transitórias e fica ansioso ou irado porque não consegue o que deseja.

Bem, pelo menos agora sabemos quem de fato pensamos que somos. “(Eckhart Tolle -Um Novo Mundo)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: COMO REALMENTE NOS ENXERGAMOS, GRANDE OU PEQUENO?

REFLEXÃO: NÃO CONCEDAS FORÇAS AO MAL QUE TE DESEJA FRACO E DOMINADO, NÃO TE ENTREGUES JAMAIS

O texto a seguir, “Não te entregues”, é de uma sabedoria incrível e tenta te mostrar, antes de mais nada, que nunca estás só. Que o seu EU Divino e superior está sempre do teu lado, ou melhor dizendo, no seu interior. Por isso Não te entregues é um alerta para que tu percebas o quão importante, relevante e poderoso és. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir e entender a tua verdadeira missão aqui. 

Eliel P. Silva (@elielpsilva17) / Twitter

Não te entregues

Os amigos a quem devotaste tuas horas te abandonaram?

Aqueles que elegeste para o convívio mais estreito debandaram, quando a brisa de suspeitas infundadas se levantaram contra ti?

Pessoas a quem confidenciaste questões particulares jogaram ao vento as informações, permitindo que os que não vibram contigo as usassem para agressões pessoais?

Ouvidos aos quais segredaste tuas mais íntimas dificuldades transportaram a lábios inconseqüentes as minúcias das tuas dores?

Recebeste dos comensais da tua vida as mais duras críticas, esquecidos do quanto juntos já investiram na afeição?

Acreditas que estás só, difamado, em abandono?

Não te permitas a hora da invigilância e não te aconchegues nos braços da tristeza.

Não concedas forças ao mal que te deseja fraco e dominado.

Pensa que a borrasca que te alcança tem por escopo maior testar as tuas resistências morais.

Lembra que é nos combates mais difíceis que se forjam os líderes e se formam os heróis.

Foi na solidão dos meses de prisão que a adolescente Joanna D´Arc teceu os fios da coragem, que lhe permitiram enfrentar o julgamento arbitrário e a condenação injusta.

Tem em mente que todas as más circunstâncias que te envolvem, te permitem avaliar, com absoluta precisão, os verdadeiros amigos.

Aqueles que, mesmo cometas erros, prosseguirão contigo. Não para os aplausos da sandice, mas para colaborar no soerguimento moral de que necessitas.

Permanecerão contigo, mesmo que a fortuna te abandone os cofres e os louros do mundo se transportem a outras cabeças.

Lembra, ao demais, que, embora o mundo não te faça justiça, o Celeste Amigo sabe das tuas intenções, dos teus acertos e das tentativas de ajustes.

E olha por ti, todos os dias. Mesmo naqueles que se apresentem com as nuvens carregadas ou os ares anunciem tormentas e furacões.

O Celeste Amigo confia na tua força e investe na tua vitória.

Recorda-O e evoca-O nas tuas horas mais amargas.

Tudo é passageiro no mundo e os panoramas se modificam, em minutos e até mesmo segundos.

O que agora é, poderá deixar de ser logo mais. Quem agora comanda, poderá ser substituído de imediato.

Quem pensa estar de pé, pode se descobrir tombado ao solo.

Não esqueças que o Celeste Amigo está vigilante e providencia, atento, o de que careces.

Pode ser uma lição a mais, um apoio, uma trégua.

Pensa nisso, e não permitas que os raios das estrelas que brilham em teus olhos sejam empanados pelas chuvas torrenciais da tua amargura incontida.

Não apagues do teu semblante a serenidade que informa aos que passam por ti, que a confiança é o teu escudo e o Divino Amigo segue contigo.

Não concedas vitória aos maus, àqueles que te desejam subjugado e vencido.

Nasceste para crescer, renasceste neste mundo para vencer. Sempre.

Serve-te da prece. Revigora-te na leitura dos ditos do Senhor e segue em frente, hoje, amanhã e depois. Sempre.

Redação do Momento Espírita Disponível no livro Momento Espírita,v. 7, ed. Fep

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: NÃO CONCEDAS FORÇAS AO MAL QUE TE DESEJA FRACO E DOMINADO, NÃO TE ENTREGUES JAMAIS

REFLEXÃO: ESTAR VIVO NO ANO NOVO É O GRANDE PRESENTE QUE DEVEMOS AGRADECER

A nossa coluna REFLEXÃO desta terça-feira, a primeira do ano de 2022, não podia ser diferente e trás um texto que inicia comemorando a difícil travessia do ano de 2021 sob a égide da maior pandemia viral já conhecida na história da humanidade com um alegre: Conseguimos! Convido você a ler o texto completo a seguir e receber essa injeção de ânimo para atravessar o novo ano que se inicia!

Conseguimos! Feliz 2022!

 em 

 

Ufa!!! Chegamos até aqui amigos! Terceiro dia de 2022!

E o que foram estes últimos dois anos!!! Sabemos que estamos todos em processo de evolução, e esta jornada só foi possível porque nos permitimos encontrar um lugar de paz e equilíbrio dentro de nós mesmos.

Me lembro de uma frase que diz: ‘ Encontrei em mim um espaço confortável, somente quando estive exposto à uma situação de completo desconforto’. Este “espaço confortável” é o que também reconhecemos agora. É o lugarzinho só nosso, onde o ego não consegue entrar, onde a confiança plena reside e o amor reina perene.

Sei que o encontramos porque estamos aqui agora. Fizemos tudo o que pudemos para manter o equilíbrio físico, mental, emocional e espiritual. Nadamos contra a maré, cansamos e então resolvemos boiar deixando que o fluxo do universo nos levasse.

Ainda nesta entrega, muitas vezes não enxergávamos a luz do farol que nos guiava. Então, tudo de novo. Começamos a remar, enfrentamos e superamos as tempestades que insistiam em nos assolar até que, mais outra vez nos voltamos para o nosso espaço confortável e enxergamos o farol, desta vez aceso.

Diante de tudo o que vivemos, ouso dizer que, em momento algum, perdemos a boia que nos manteve salvos e que nosso radar interior sempre nos apontou o caminho, tanto que estamos juntos aqui, provando o quão guerreiros somos!

Que a Luz e a Paz sejam sempre nosso norte nesta nova jornada chamada 2022!

Feliz Ano Novo! Feliz Vida!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: ESTAR VIVO NO ANO NOVO É O GRANDE PRESENTE QUE DEVEMOS AGRADECER

REFLEXÃO: VOCÊ NÃO PRECISA CONHECER TODO O CAMINHO PARA ALCANÇAR O DESTINO APENAS DAR O PRIMEIRO PASSO COM FÉ

A curta história contada por Camila Zen aqui na coluna REFLEXÃO do Blog do Saber te lembra que a sua vida se revela a cada 100 m, como quando estais numa estrada escura a noite, iluminada apenas pelos faróis do seu carro e como disse um dia o grande Martin Luther King: Não é necessário que você veja toda a escada, apenas suba o primeiro degrau com fé. Assista ao vídeo completo a seguir e conheça o moral dessa breve história.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ NÃO PRECISA CONHECER TODO O CAMINHO PARA ALCANÇAR O DESTINO APENAS DAR O PRIMEIRO PASSO COM FÉ

REFLEXÃO: A ARTE DO AMOR, AQUELA QUE TODOS VIEMOS APRENDER

Refletir é sempre bom, principalmente quando se trata de amor. Por isso o texto desta sexta-feira, aqui na coluna REFLEXÃO é sobre “A arte do amor”, da forma mais sublime, através de atitudes ou de uma forma não verbal. Essa é a arte que todos viemos aprender. Por isso leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor.

AMOR INCONDICIONAL - Academia de Filosofia

A arte do amor

Comunicação, a arte de falar um com o outro, dizer o que sentimos e pretendemos, falando com clareza, ouvir o que o outro fala, deixá-lo certo de que estamos ouvindo é, sem sombra de dúvida, a habilidade mais essencial para a criação e a manutenção de um relacionamento amoroso.

A afirmativa é de Leo Buscaglia, professor de uma Universidade da Califórnia.

Ele diz que o mais alto nível da comunicação é o não verbal. O que quer dizer: se você ama, mostre isto em atitudes. Faça coisas amorosas para o outro. Seja atencioso. Coloque os seus sentimentos na prática.

Faça aquela comida favorita. Mande flores. Lembre-se dos aniversários. Crie os seus próprios feriados de amor. Não espere pelo Dia dos Namorados.

E ele relaciona alguns pontos importantes para que uma relação a dois se aprofunde e se agigante, vencendo os dias, os meses e os anos.

Diga sempre ao outro que o ama, através de suas palavras, suas atitudes e seus gestos. Não pense que o seu par já sabe disso. Ele precisa desta afirmação.

Cumprimente sempre o seu amor pelos trabalhos bem-feitos. Não o deprecie. Dê o seu apoio quando ele falhar. Pense que tudo o que ele faz por você, não o faz por obrigação. E estímulo e elogio asseguram que ele vai repetir a dose.

Quando você se sentir solitário, incompreendido, deixe-o saber. Ele se sentirá mais forte por reconhecer que tem forças para confortar você.

Afinal, os sentimentos, quando não externados, podem ser destrutivos. Lembre que, apesar de amá-lo, o outro ainda não pode ler a sua mente. Não se feche em si mesmo.

Expresse sentimentos e pensamentos de alegria. Eles dão vida ao relacionamento. É maravilhoso celebrar dias comuns, datas pessoais, como o primeiro encontro, o primeiro olhar, o dia da reconciliação depois de um breve desentendimento.

Dê presentes de amor sem motivo. Ouça a sua própria voz a falar de sua felicidade.

Diga ao seu amor que ele é uma pessoa especial. Não deprecie os sentimentos dele. O que ele sente ou vê é sua experiência pessoal, portanto, importante e real.

Abrace sempre. A comunicação de amor não verbal revitaliza a relação.

Respeite o silêncio do seu companheiro. Momentos de quietude também fazem parte das necessidades espirituais de cada um.

Finalmente, deixe que os outros saibam que você valoriza a quem ama, pois é bom partilhar as alegrias de um saudável relacionamento com os outros.

* * *

É possível que você esteja pensando que todas essas idéias não são realmente necessárias entre pessoas que se amam. Elas acontecem de forma espontânea.

Mas, nem tanto. Nem sempre. São esses vários aspectos da comunicação que constituem o alicerce de um relacionamento amoroso saudável. Eles também produzem os sons mais maravilhosos do mundo. Os sons do amor. Experimente!

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2 do livro Amando uns aos outros, de Leo Buscaglia, ed. Nova Era

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: A ARTE DO AMOR, AQUELA QUE TODOS VIEMOS APRENDER

REFLEXÃO: CONHECE-TE A TI MESMO E CONHECEREIS OS DEUSES E O UNIVERSO

Hoje eu convido você a fazer a REFLEXÃO que talvez seja a mais importante da sua vida, pois a partir dela talvez você passe a ver o mundo de uma forma diferente, abandonado os antigos valores e se conectando com outros valores que podem te proporcionar um salto quântico na sua evolução. Então leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor! 

“Gnōthi seauton”

 em 

 

“Gnōthi seauton” , escrita em grego, significa: “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo.” O texto do livro Um Novo Mundo, de Eckhart Tolle, nos convida à uma reflexão bastante importante.

“Conhece-te a ti mesmo”. Essas palavras estavam inscritas acima da entrada do templo de Apolo em Delfos, lugar do Oráculo sagrado. Na Grécia antiga, as pessoas visitavam o Oráculo esperando descobrir o que o destino lhes reservava ou o que fazer em determinada situação. É provável que a maioria delas lesse essa frase sem compreender que ela indicava uma verdade mais profunda do que qualquer coisa que o Oráculo pudesse dizer.

Talvez os visitantes também não compreendessem que, por mais importante que fosse a revelação ou exatas as informações que recebessem, elas acabariam por se mostrar inúteis, não os salvariam de infelicidades futuras nem de sofrimentos criados por eles mesmos, caso deixassem de encontrar a verdade contida na exortação “Conhece-te a ti mesmo”.

O significado implícito dessas palavras é: antes de qualquer indagação, faça a pergunta fundamental da sua vida: quem sou eu? As pessoas inconscientes – e muitas permanecem nesse estado, presas ao ego ao longo de toda a sua existência – rapidamente nos dirão quem elas são: seu nome, sua ocupação, sua história pessoal, a forma ou a condição do seu corpo e qualquer outra coisa com a qual se identifiquem.

Outras podem parecer mais evoluídas porque se consideram almas imortais ou espíritos divinos. Mas será que elas conhecem de fato a si mesmas ou será que apenas acrescentaram alguns conceitos espiritualistas ao conteúdo da sua mente?

Conhecer a si mesmo é algo muito mais profundo do que a adoção de um conjunto de ideias ou crenças. As ideias e crenças espirituais podem, no máximo, ser indicadores úteis, no entanto poucas vezes têm o poder de desalojar os conceitos centrais mais firmemente estabelecidos de quem pensamos que somos, os quais fazem parte do condicionamento da mente humana.

O profundo autoconhecimento não tem nada a ver com nenhuma ideia que esteja flutuando em torno da nossa mente. Conhecer a nós mesmos é estarmos enraizados no Ser, em vez de estarmos perdidos na nossa mente.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: CONHECE-TE A TI MESMO E CONHECEREIS OS DEUSES E O UNIVERSO

REFLEXÃO: EXTERNAR OS SENTIMENTOS ATRAVÉS DAS EMOÇÕES É PRECISO PARA O NOSSO AMADURECIMENTO

Somos todos feitos de Pensamentos. Os pensamentos dominam a nossa mente o tempo todo. Quando focamos num determinado pensamento, este nos induz a um determinado Sentimentos. Neste momento essa união acaba gerando uma emoção, que normalmente não conseguimos segurar e terminamos externando-a. E isso é extremamente salutar, pois é assim que crescemos e evoluímos. Convido você a ler o o sucinto texto a seguir, refletir e expandir a sua consciência! 

Painel sentimentos no Elo7 | Molem Molem (13394D7)

Sentimentos

As sensações que envolvem o coração e os pensamentos que passam pela mente são tantos que nem conseguimos defini-los com precisão.

Os sentimentos são como faíscas que acendem e apagam por força própria, sem avisar quando queimarão. Mas quando resolvem iluminar, não há quem os apague. São abraços apertados, lágrimas escorrendo em rostos desesperados. Também são sorrisos sem fim, alegria que não cabe no peito. São indiferença, ao mesmo tempo em que fazem a maior diferença do mundo. Sentimentos são complicados e tentar colocá-los em palavras é mais complicado ainda. Apesar de tudo, continuamos tentando, pois é preciso externá-los. Os sentimentos são tantos que não cabem dentro de nós mesmos. Precisamos colocá-los para fora. Sejam bons ou ruins, a sensação de que eles não cabem mais no peito uma hora chega e precisamos falar como nos sentimentos.

Por isso, você pode se inspirar com as nossas páginas que falam sobre os mais diversos tipos de sentimentos, de formas leves, sensíveis e verdadeiras! Afinal, os sentimentos são delicados, sejam eles quais forem. São uma parte vulnerável de nós mesmos, uma área restrita que mexe com as nossas estruturas e que pode acabar abalando toda a nossa base. Por esse motivo, é importante fortalecê-los, falar sobre os sentimentos, entendê-los e fazer com que se tornem a nossa fortaleza, e não a nossa fraqueza. Escute o seu próprio coração, reflita sobre as suas emoções, escute os seus sentimentos. A resposta para as suas indagações pode estar bem dentro de você. Apenas aprenda a olhar para dentro de si mesmo. Os sentimentos são a resposta ideal para tudo! Quando externamos os sentimentos e falamos sobre eles, passamos a compreendê-los e aprendemos a entender melhor a nós mesmos.

Os sentimentos fazem parte de quem somos, por isso que devemos compreender as sensações que estão em nossos corações, pois apenas assim nos tornamos pessoas melhores.

Fonte: Mensagens com Amor

Continuar lendo REFLEXÃO: EXTERNAR OS SENTIMENTOS ATRAVÉS DAS EMOÇÕES É PRECISO PARA O NOSSO AMADURECIMENTO

REFLEXÃO: O OLHAR TEM DE SER BOM E DE BENÇÃO PARA TRANSFORMAR VIDAS

Um olhar que abençoa diz: “Quando olho para ti, não te possuo, não te critico, não te julgo, não vou pedir nada nem te dar nada, só me comunico contigo. Se você olhar assim para as pessoas que conhece ou com quem deveria se relacionar, sua vida mudará. Então te convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Abençoe tudo com seu olhar

 em 

 

“Diz-se que monges iluminados abençoam tudo o que veem. Você pode fazer este exercício ao longo do dia, abençoe o que você vê, sejam seres vivos ou não.

Quando o olhar se transforma em bênção constante, chega-se ao olhar mágico. Este olhar diz: “Quando olho para ti, não te possuo, não te critico, não te julgo, não vou pedir nada nem te dar nada, só me comunico contigo.

Você precisa de mim? Eu não estou aqui, mas o Ser essencial está! ” Não há nada de pessoal nesse visual. Quem olha e o olhar se comunicam de alma a alma. Se você olhar assim para as pessoas que conhece ou com quem deveria se relacionar, sua vida mudará.

Vá para casa e olhe todos os objetos com os quais você vive, olhe todas as memórias que eles contêm, olhe para todos os seus parentes e, acima de tudo, olhe para o olhar que eles tem, e veja até que ponto seus olhos veem e o que eles são seus limites.

Coloque-se no lugar deles, procure entendê-los e aceitar que eles sofrem. Qualquer tipo de olhar que não seja mágico nos faz mergulhar no sofrimento. Não se preocupe se descobrir sentimentos agressivos em seus olhares. Se você se libertou do ego artificial, saberá como transformar as agressões em manifestações de amor.

Existem aparências que são paredes que encerram mentes em masmorras. Quando seu olhar se abrir, conceda aos prisioneiros uma luz de liberdade.” (fonte: eterquintessência)

Luz e Paz!

Continuar lendo REFLEXÃO: O OLHAR TEM DE SER BOM E DE BENÇÃO PARA TRANSFORMAR VIDAS

REFLEXÃO: O UNIVERSO CONSPIRA A NOSSO FAVOR QUANDO FAZEMOS A PARTE QUE NOS CABE

Nesta sexta-feira temos um texto especial para refletir sobre, aqui na coluna REFLEXÃO do Blog do Saber. A Parte Que Nos Cabe é especialmente para aqueles que salvaram no seu HD pessoal aquela imagem dos Hebreus guiados por Moisés, lã no Antigo Testamento, durante 40 anos, pelo deserto em busca da Terra Prometida quando eram alimentados pelo maná dos céus que Deus enviava e bebiam água que jorrava de pedras. Essas pessoas esqueceram que, bem antes disso, lá no Gênesis, Deus disse: “ganharás o pão de cada dia com o suor do seu rosto”. Portanto, não esperemos que Deus resolva os nossos problemas, pois ele não vai resolver. Antes tens que fazer a sua parte e só assim assim a Providência Divina agirá, baseado na lei universal da ação e da reação, de causa e efeito. No texto a seguir você entenderá com clareza como funcionam essas leis.

A fé e a providência divina - ppt carregar

A Parte Que Nos Cabe

Quando Jesus nos orientou sobre a ideia de que nossa mão direita não deve saber o que faz a esquerda, pretendia ensinar-nos que não deveríamos fazer publicidade do bem que praticamos.

Afinal, quando fazemos algo de bom a motivação por tal atitude não deve ser o orgulho ou o desejo de que sejamos notados ou reconhecidos publicamente por isso.

Essa prática deve ser estimulada pela consciência de que podemos e devemos fazer algo pelos outros.

Mas o que fazer?

Muitas pessoas lamentam não poder fazer todo o bem que desejariam por falta de recursos materiais para tanto.

Porém, há muito a ser feito que dispensa a aplicação de grande soma de recursos financeiros.

Se você não tem disponibilidade econômica para auxiliar os menos favorecidos na vida, quem sabe pode doar seu tempo em prol deles.

Embora não haja muita divulgação na mídia a respeito, sabemos que existem muitos grupos organizados desenvolvendo diversos trabalhos voluntários.

Há grupos de senhoras que semanalmente costuram retalhos que arrecadam para fazer cobertores para famílias carentes.

Há aqueles que ensinam o que sabem para aqueles que não tiveram as mesmas oportunidades, desenvolvendo potenciais adormecidos, descortinando-lhes, assim, novos horizontes.

Isso é promoção humana.

Grupos de voluntários se dispõem a ensinar informática em núcleos carentes a fim de iniciar em tais conhecimentos pessoas que jamais teriam acesso a esses recursos pelos meios usuais.

Há professores de música formando corais e dando as primeiras noções sobre esta arte, para crianças que vivem em favelas em situações de miséria.

Há profissionais de saúde que se organizam e oferecem seu tempo, atendendo gratuitamente em consultórios comunitários, instalados em bairros de extrema pobreza.

Há ainda, aqueles que assumem auxiliar uma criança, ou uma família, oferecendo-lhes o apoio que lhes seja possível, sem nada receber em troca.

Existem inúmeros “bons samaritanos” anônimos espalhados pelo mundo.

São pessoas que oferecem aos irmãos que sofrem, não apenas bens materiais, mas coisas muito mais valiosas: tempo e dedicação.

Se você realmente deseja construir um mundo melhor, faça a sua parte para isso.

Há tanto a ser feito.

Tantos são os que sofrem.

Muitos idosos aguardam por anos a fio, em asilos, a visita de alguém que se disponha a ouvi-los.

Muitas crianças necessitam da orientação segura de alguém que possa ensiná-las e guiá-las por meio de exemplos nobres e dignos.

Muitas são as pessoas que não tiveram chances de aprender um ofício ou mesmo a ler e a escrever, esperando por uma oportunidade nesse sentido.

……………

Temos em nossas mãos tantos talentos e tantos recursos corroídos pela ociosidade e pelo egoísmo.

Quantas horas mal utilizadas passadas diante da TV sem nada se fazer?

Quantos finais de semana passados dentro de carros de um lado para o outro, sem que se vá efetivamente a lugar algum?

Quanta vida passando sem que se faça nada de útil e proveitoso com ela?

Não há motivo, nem sentido, retardar nossa ação efetiva no bem.

Façamos, a partir de agora, a nossa parte, seja ela qual for.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no capítulo XIII de O Evangelho segundo o Espiritismo, de Allan Kardec

Continuar lendo REFLEXÃO: O UNIVERSO CONSPIRA A NOSSO FAVOR QUANDO FAZEMOS A PARTE QUE NOS CABE

REFLEXÃO: GALGUE O AUTOCONHECIMENTO ATRAVÉS DO SORRISO E DA GENTILEZA E APODERE-SE DA SUA VIDA

Quanto mais nós vivemos, mais aprendemos e esse aprendizado é que nos torna mais sábios e poderosos, no bom sentido, e na medida que esse poder cresce mais fácil fica de nos apoderarmos da nosso vida, pois esse aprendizado nada mais é do que o alinhamento do corpo-mente-espírito, que vai nos proporcionar uma aproximação intima e consciente do Eu periférico com o Eu interior. Então convido você a ler o texto completo a seguir e descobrir como apoderar-se de sua vida.

Apodere-se de sua vida

 em 

 

Hoje é sobre leveza. Sobre realmente se deleitar com as maravilhas que nos acontece todos os dias. Sim! Todos os dias e muitas vezes. Basta termos olhos para sentir e coração para ver. Acredito que o “portal” para receber estes milagres é o sorriso, ainda que não estejam em nossos lábios, mas que estejam em nosso terno olhar de contemplação e gratidão.

Absolutamente sempre, ao desejar que uma pessoa tenha um bom dia, eu peço para que ela se lembre de sorrir. E você? Tem sorrido ultimamente? Estudos mostram que nosso cérebro reconhece a alegria quando sorrimos. Aumentamos a produção de hormônios da felicidade (endorfina e serotonina) e a vida fica tão mais gostosa de ser vivida com leveza, não é? O texto de Osho ilustra este nosso poder. Espero que gostem.

“Perceba que há pessoas que ficam perturbadas quando você ri. Elas gostariam de lhe ensinar que a vida não é uma brincadeira. Essas pessoas estão doentes. Elas perderam a vida e não querem que ninguém a desfrute .Elas escolheram o ego, contra a vida. Se você escolher a vida, elas ficarão contra você. Elas irão reprimi-lo, irão condená-lo, criarão culpa em você.

Nenhuma calamidade maior pode acontecer à humanidade do que esta que tem acontecido através das religiões. Elas criaram uma consciência culposa. Dessa forma, sempre que você está desfrutando alguma coisa, em algum lugar lá no fundo, começa a se sentir culpado, como se estivesse fazendo algo errado. Sempre que você ri, nunca pode rir na totalidade porque, lá no fundo, algo vai puxando você para trás.

Desde a mais tenra infância, sempre que você esteve feliz havia uma pessoa para lhe ensinar que a vida não é só brincadeira. Pare de rir! Fique sério! Quando é que você vai amadurecer? Cresça! Já é o bastante! Abandone essa tolice de criança!

Sempre havia alguém por perto para lhe ensinar. Mas eles perderam, eles não puderam desfrutar. Assim não podem permitir aos outros o desfrute. É assim que, de geração em geração, as doenças vão sendo transferidas.

Então, apodere-se de sua vida. Veja que toda a existência está celebrando. As árvores não estão sérias, os pássaros não estão sérios. Os rios e oceanos são selvagens, e em todo lugar há alegria e deleite. Observe a existência, ouça a existência e torne-se parte dela.

Então você se torna um amante – porque o amor só pode existir com um profundo respeito pela alegria. O amor não pode existir com uma mente séria. Com uma mente séria, o acordo é com a lógica. Então não leve a vida muito a sério. Seja sincero, mas não seja sério. Então, você será verdadeiro e se tornará parte dessa grande brincadeira cósmica.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: GALGUE O AUTOCONHECIMENTO ATRAVÉS DO SORRISO E DA GENTILEZA E APODERE-SE DA SUA VIDA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho