Blog do Saber, Cultura e Conhecimento!

REFLEXÃO: O DIVINO ESTÁ À NOSSA VOLTA, POR CAMILA ZEN

Nesta sexta-feira você vai assistir a um vídeo de Camila Zen onde ela conta uma história para nos fazer  refletir sobre como às vezes não nos deixamos seguir nosso coração, e sentir as coisas, pelo mero fato de não enxergarmos com nossos olhos. Às vezes estamos tão afundados em preocupações, medos e ansiedades, sentindo um aperto no peito, que mal conseguimos respirar e fica impossível nos conectarmos com as coisas boas e o divino ao nosso redor. E o que eu faço quando isso acontece? O que você faz para se conectar com a energia positiva e de luz ao seu redor?

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O DIVINO ESTÁ À NOSSA VOLTA, POR CAMILA ZEN

REFEXÃO: COMO SE MEDE O AMOR?

A medida do amor é fundamentalmente uma questão de consciência. Quanto mais consciente você é mais amor tem para dar e para receber. O contrário é diametralmente verdadeiro. Portanto ao expandir a sua consciência você também se agiganta diante dos que lhe observam e isso contagia ajudando a esses observadores também crescerem e se agigantarem no amor. Ame, pratique o amor e transforme esse planeta numa terra de gigantes!

Fita métrica do amor

 em 

 

“Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.

Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.

Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho.” (Martha Medeiros)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFEXÃO: COMO SE MEDE O AMOR?

REFLEXÃO: COMO REALMENTE NOS ENXERGAMOS, GRANDE OU PEQUENO?

Deixei para fazer as publicações desta terça-feira, ainda hoje pela manhã. Redigi primeiro o texto da coluna ARTIGOS, que fala do Orgulho, um dos sete vícios capitais e quão não foi a minha satisfação ao abrir o o blog da Beth Michepud para garimpar mais um belo texto e publicá-lo, aqui na coluna REFLEXÃO! O texto semanal desse blog maravilhoso, “Sabedoria Universal”, trata justamente de como nos enxergamos ao olhar no espelho, ou seja, quem pensamos que somos? Por isso convido você a ler esse breve, mas sábio texto, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Quem pensamos que somos

 em 

 

“Nosso sentido de quem somos determina o que percebemos como nossas necessidades e o que importa na nossa vida – e o que nos interessa tem o poder de nos irritar e perturbar. Podemos usar isso como um critério para descobrir até que ponto nos conhecemos.

O que nos interessa não é o que dizemos nem aquilo em que acreditamos, mas o que nossas ações e reações revelam como importante e sério. Portanto, talvez queiramos nos fazer a seguinte pergunta: o que me irrita e perturba?

Se coisas pequenas têm a capacidade de nos atormentar, então quem pensamos que somos é exatamente isto: pequeno. Essa é nossa crença inconsciente. Quais são as coisas pequenas? No fim das contas, todas as coisas são pequenas porque todas elas são efêmeras.

Podemos até dizer: “Sei que sou um espírito imortal” ou “Estou cansado deste mundo louco. Tudo o que quero é paz” – até o telefone tocar. Más notícias: o mercado de ações caiu, o acordo pode não dar certo, o carro foi roubado, nossa sogra chegou, cancelaram a viagem, o contrato foi rompido, nosso parceiro ou parceira foi embora, alguém exige mais dinheiro, somos responsabilizados por algo.

De repente ocorre um ímpeto de raiva, de ansiedade. Uma aspereza brota na nossa voz: “Não aguento mais isto.” Acusamos e criticamos, atacamos, defendemos ou nos justificamos, e tudo acontece no piloto automático.

Alguma coisa obviamente é muito mais importante agora do que a paz interior que um momento atrás dissemos que era tudo o que desejávamos. E já não somos mais um espírito imortal. O acordo, o dinheiro, o contrato, a perda ou a possibilidade da perda são mais relevantes. Para quem? Para o espírito imortal que dissemos ser?

Não, para nosso pequeno eu que busca segurança ou satisfação em coisas que são transitórias e fica ansioso ou irado porque não consegue o que deseja.

Bem, pelo menos agora sabemos quem de fato pensamos que somos. “(Eckhart Tolle -Um Novo Mundo)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: COMO REALMENTE NOS ENXERGAMOS, GRANDE OU PEQUENO?

REFLEXÃO: NÃO CONCEDAS FORÇAS AO MAL QUE TE DESEJA FRACO E DOMINADO, NÃO TE ENTREGUES JAMAIS

O texto a seguir, “Não te entregues”, é de uma sabedoria incrível e tenta te mostrar, antes de mais nada, que nunca estás só. Que o seu EU Divino e superior está sempre do teu lado, ou melhor dizendo, no seu interior. Por isso Não te entregues é um alerta para que tu percebas o quão importante, relevante e poderoso és. Portanto, convido você a ler o texto completo a seguir e entender a tua verdadeira missão aqui. 

Eliel P. Silva (@elielpsilva17) / Twitter

Não te entregues

Os amigos a quem devotaste tuas horas te abandonaram?

Aqueles que elegeste para o convívio mais estreito debandaram, quando a brisa de suspeitas infundadas se levantaram contra ti?

Pessoas a quem confidenciaste questões particulares jogaram ao vento as informações, permitindo que os que não vibram contigo as usassem para agressões pessoais?

Ouvidos aos quais segredaste tuas mais íntimas dificuldades transportaram a lábios inconseqüentes as minúcias das tuas dores?

Recebeste dos comensais da tua vida as mais duras críticas, esquecidos do quanto juntos já investiram na afeição?

Acreditas que estás só, difamado, em abandono?

Não te permitas a hora da invigilância e não te aconchegues nos braços da tristeza.

Não concedas forças ao mal que te deseja fraco e dominado.

Pensa que a borrasca que te alcança tem por escopo maior testar as tuas resistências morais.

Lembra que é nos combates mais difíceis que se forjam os líderes e se formam os heróis.

Foi na solidão dos meses de prisão que a adolescente Joanna D´Arc teceu os fios da coragem, que lhe permitiram enfrentar o julgamento arbitrário e a condenação injusta.

Tem em mente que todas as más circunstâncias que te envolvem, te permitem avaliar, com absoluta precisão, os verdadeiros amigos.

Aqueles que, mesmo cometas erros, prosseguirão contigo. Não para os aplausos da sandice, mas para colaborar no soerguimento moral de que necessitas.

Permanecerão contigo, mesmo que a fortuna te abandone os cofres e os louros do mundo se transportem a outras cabeças.

Lembra, ao demais, que, embora o mundo não te faça justiça, o Celeste Amigo sabe das tuas intenções, dos teus acertos e das tentativas de ajustes.

E olha por ti, todos os dias. Mesmo naqueles que se apresentem com as nuvens carregadas ou os ares anunciem tormentas e furacões.

O Celeste Amigo confia na tua força e investe na tua vitória.

Recorda-O e evoca-O nas tuas horas mais amargas.

Tudo é passageiro no mundo e os panoramas se modificam, em minutos e até mesmo segundos.

O que agora é, poderá deixar de ser logo mais. Quem agora comanda, poderá ser substituído de imediato.

Quem pensa estar de pé, pode se descobrir tombado ao solo.

Não esqueças que o Celeste Amigo está vigilante e providencia, atento, o de que careces.

Pode ser uma lição a mais, um apoio, uma trégua.

Pensa nisso, e não permitas que os raios das estrelas que brilham em teus olhos sejam empanados pelas chuvas torrenciais da tua amargura incontida.

Não apagues do teu semblante a serenidade que informa aos que passam por ti, que a confiança é o teu escudo e o Divino Amigo segue contigo.

Não concedas vitória aos maus, àqueles que te desejam subjugado e vencido.

Nasceste para crescer, renasceste neste mundo para vencer. Sempre.

Serve-te da prece. Revigora-te na leitura dos ditos do Senhor e segue em frente, hoje, amanhã e depois. Sempre.

Redação do Momento Espírita Disponível no livro Momento Espírita,v. 7, ed. Fep

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: NÃO CONCEDAS FORÇAS AO MAL QUE TE DESEJA FRACO E DOMINADO, NÃO TE ENTREGUES JAMAIS

REFLEXÃO: ESTAR VIVO NO ANO NOVO É O GRANDE PRESENTE QUE DEVEMOS AGRADECER

A nossa coluna REFLEXÃO desta terça-feira, a primeira do ano de 2022, não podia ser diferente e trás um texto que inicia comemorando a difícil travessia do ano de 2021 sob a égide da maior pandemia viral já conhecida na história da humanidade com um alegre: Conseguimos! Convido você a ler o texto completo a seguir e receber essa injeção de ânimo para atravessar o novo ano que se inicia!

Conseguimos! Feliz 2022!

 em 

 

Ufa!!! Chegamos até aqui amigos! Terceiro dia de 2022!

E o que foram estes últimos dois anos!!! Sabemos que estamos todos em processo de evolução, e esta jornada só foi possível porque nos permitimos encontrar um lugar de paz e equilíbrio dentro de nós mesmos.

Me lembro de uma frase que diz: ‘ Encontrei em mim um espaço confortável, somente quando estive exposto à uma situação de completo desconforto’. Este “espaço confortável” é o que também reconhecemos agora. É o lugarzinho só nosso, onde o ego não consegue entrar, onde a confiança plena reside e o amor reina perene.

Sei que o encontramos porque estamos aqui agora. Fizemos tudo o que pudemos para manter o equilíbrio físico, mental, emocional e espiritual. Nadamos contra a maré, cansamos e então resolvemos boiar deixando que o fluxo do universo nos levasse.

Ainda nesta entrega, muitas vezes não enxergávamos a luz do farol que nos guiava. Então, tudo de novo. Começamos a remar, enfrentamos e superamos as tempestades que insistiam em nos assolar até que, mais outra vez nos voltamos para o nosso espaço confortável e enxergamos o farol, desta vez aceso.

Diante de tudo o que vivemos, ouso dizer que, em momento algum, perdemos a boia que nos manteve salvos e que nosso radar interior sempre nos apontou o caminho, tanto que estamos juntos aqui, provando o quão guerreiros somos!

Que a Luz e a Paz sejam sempre nosso norte nesta nova jornada chamada 2022!

Feliz Ano Novo! Feliz Vida!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: ESTAR VIVO NO ANO NOVO É O GRANDE PRESENTE QUE DEVEMOS AGRADECER

REFLEXÃO: VOCÊ NÃO PRECISA CONHECER TODO O CAMINHO PARA ALCANÇAR O DESTINO APENAS DAR O PRIMEIRO PASSO COM FÉ

A curta história contada por Camila Zen aqui na coluna REFLEXÃO do Blog do Saber te lembra que a sua vida se revela a cada 100 m, como quando estais numa estrada escura a noite, iluminada apenas pelos faróis do seu carro e como disse um dia o grande Martin Luther King: Não é necessário que você veja toda a escada, apenas suba o primeiro degrau com fé. Assista ao vídeo completo a seguir e conheça o moral dessa breve história.

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ NÃO PRECISA CONHECER TODO O CAMINHO PARA ALCANÇAR O DESTINO APENAS DAR O PRIMEIRO PASSO COM FÉ

REFLEXÃO: A ARTE DO AMOR, AQUELA QUE TODOS VIEMOS APRENDER

Refletir é sempre bom, principalmente quando se trata de amor. Por isso o texto desta sexta-feira, aqui na coluna REFLEXÃO é sobre “A arte do amor”, da forma mais sublime, através de atitudes ou de uma forma não verbal. Essa é a arte que todos viemos aprender. Por isso leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor.

AMOR INCONDICIONAL - Academia de Filosofia

A arte do amor

Comunicação, a arte de falar um com o outro, dizer o que sentimos e pretendemos, falando com clareza, ouvir o que o outro fala, deixá-lo certo de que estamos ouvindo é, sem sombra de dúvida, a habilidade mais essencial para a criação e a manutenção de um relacionamento amoroso.

A afirmativa é de Leo Buscaglia, professor de uma Universidade da Califórnia.

Ele diz que o mais alto nível da comunicação é o não verbal. O que quer dizer: se você ama, mostre isto em atitudes. Faça coisas amorosas para o outro. Seja atencioso. Coloque os seus sentimentos na prática.

Faça aquela comida favorita. Mande flores. Lembre-se dos aniversários. Crie os seus próprios feriados de amor. Não espere pelo Dia dos Namorados.

E ele relaciona alguns pontos importantes para que uma relação a dois se aprofunde e se agigante, vencendo os dias, os meses e os anos.

Diga sempre ao outro que o ama, através de suas palavras, suas atitudes e seus gestos. Não pense que o seu par já sabe disso. Ele precisa desta afirmação.

Cumprimente sempre o seu amor pelos trabalhos bem-feitos. Não o deprecie. Dê o seu apoio quando ele falhar. Pense que tudo o que ele faz por você, não o faz por obrigação. E estímulo e elogio asseguram que ele vai repetir a dose.

Quando você se sentir solitário, incompreendido, deixe-o saber. Ele se sentirá mais forte por reconhecer que tem forças para confortar você.

Afinal, os sentimentos, quando não externados, podem ser destrutivos. Lembre que, apesar de amá-lo, o outro ainda não pode ler a sua mente. Não se feche em si mesmo.

Expresse sentimentos e pensamentos de alegria. Eles dão vida ao relacionamento. É maravilhoso celebrar dias comuns, datas pessoais, como o primeiro encontro, o primeiro olhar, o dia da reconciliação depois de um breve desentendimento.

Dê presentes de amor sem motivo. Ouça a sua própria voz a falar de sua felicidade.

Diga ao seu amor que ele é uma pessoa especial. Não deprecie os sentimentos dele. O que ele sente ou vê é sua experiência pessoal, portanto, importante e real.

Abrace sempre. A comunicação de amor não verbal revitaliza a relação.

Respeite o silêncio do seu companheiro. Momentos de quietude também fazem parte das necessidades espirituais de cada um.

Finalmente, deixe que os outros saibam que você valoriza a quem ama, pois é bom partilhar as alegrias de um saudável relacionamento com os outros.

* * *

É possível que você esteja pensando que todas essas idéias não são realmente necessárias entre pessoas que se amam. Elas acontecem de forma espontânea.

Mas, nem tanto. Nem sempre. São esses vários aspectos da comunicação que constituem o alicerce de um relacionamento amoroso saudável. Eles também produzem os sons mais maravilhosos do mundo. Os sons do amor. Experimente!

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2 do livro Amando uns aos outros, de Leo Buscaglia, ed. Nova Era

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: A ARTE DO AMOR, AQUELA QUE TODOS VIEMOS APRENDER

REFLEXÃO: CONHECE-TE A TI MESMO E CONHECEREIS OS DEUSES E O UNIVERSO

Hoje eu convido você a fazer a REFLEXÃO que talvez seja a mais importante da sua vida, pois a partir dela talvez você passe a ver o mundo de uma forma diferente, abandonado os antigos valores e se conectando com outros valores que podem te proporcionar um salto quântico na sua evolução. Então leia o texto completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor! 

“Gnōthi seauton”

 em 

 

“Gnōthi seauton” , escrita em grego, significa: “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo.” O texto do livro Um Novo Mundo, de Eckhart Tolle, nos convida à uma reflexão bastante importante.

“Conhece-te a ti mesmo”. Essas palavras estavam inscritas acima da entrada do templo de Apolo em Delfos, lugar do Oráculo sagrado. Na Grécia antiga, as pessoas visitavam o Oráculo esperando descobrir o que o destino lhes reservava ou o que fazer em determinada situação. É provável que a maioria delas lesse essa frase sem compreender que ela indicava uma verdade mais profunda do que qualquer coisa que o Oráculo pudesse dizer.

Talvez os visitantes também não compreendessem que, por mais importante que fosse a revelação ou exatas as informações que recebessem, elas acabariam por se mostrar inúteis, não os salvariam de infelicidades futuras nem de sofrimentos criados por eles mesmos, caso deixassem de encontrar a verdade contida na exortação “Conhece-te a ti mesmo”.

O significado implícito dessas palavras é: antes de qualquer indagação, faça a pergunta fundamental da sua vida: quem sou eu? As pessoas inconscientes – e muitas permanecem nesse estado, presas ao ego ao longo de toda a sua existência – rapidamente nos dirão quem elas são: seu nome, sua ocupação, sua história pessoal, a forma ou a condição do seu corpo e qualquer outra coisa com a qual se identifiquem.

Outras podem parecer mais evoluídas porque se consideram almas imortais ou espíritos divinos. Mas será que elas conhecem de fato a si mesmas ou será que apenas acrescentaram alguns conceitos espiritualistas ao conteúdo da sua mente?

Conhecer a si mesmo é algo muito mais profundo do que a adoção de um conjunto de ideias ou crenças. As ideias e crenças espirituais podem, no máximo, ser indicadores úteis, no entanto poucas vezes têm o poder de desalojar os conceitos centrais mais firmemente estabelecidos de quem pensamos que somos, os quais fazem parte do condicionamento da mente humana.

O profundo autoconhecimento não tem nada a ver com nenhuma ideia que esteja flutuando em torno da nossa mente. Conhecer a nós mesmos é estarmos enraizados no Ser, em vez de estarmos perdidos na nossa mente.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: CONHECE-TE A TI MESMO E CONHECEREIS OS DEUSES E O UNIVERSO

REFLEXÃO: EXTERNAR OS SENTIMENTOS ATRAVÉS DAS EMOÇÕES É PRECISO PARA O NOSSO AMADURECIMENTO

Somos todos feitos de Pensamentos. Os pensamentos dominam a nossa mente o tempo todo. Quando focamos num determinado pensamento, este nos induz a um determinado Sentimentos. Neste momento essa união acaba gerando uma emoção, que normalmente não conseguimos segurar e terminamos externando-a. E isso é extremamente salutar, pois é assim que crescemos e evoluímos. Convido você a ler o o sucinto texto a seguir, refletir e expandir a sua consciência! 

Painel sentimentos no Elo7 | Molem Molem (13394D7)

Sentimentos

As sensações que envolvem o coração e os pensamentos que passam pela mente são tantos que nem conseguimos defini-los com precisão.

Os sentimentos são como faíscas que acendem e apagam por força própria, sem avisar quando queimarão. Mas quando resolvem iluminar, não há quem os apague. São abraços apertados, lágrimas escorrendo em rostos desesperados. Também são sorrisos sem fim, alegria que não cabe no peito. São indiferença, ao mesmo tempo em que fazem a maior diferença do mundo. Sentimentos são complicados e tentar colocá-los em palavras é mais complicado ainda. Apesar de tudo, continuamos tentando, pois é preciso externá-los. Os sentimentos são tantos que não cabem dentro de nós mesmos. Precisamos colocá-los para fora. Sejam bons ou ruins, a sensação de que eles não cabem mais no peito uma hora chega e precisamos falar como nos sentimentos.

Por isso, você pode se inspirar com as nossas páginas que falam sobre os mais diversos tipos de sentimentos, de formas leves, sensíveis e verdadeiras! Afinal, os sentimentos são delicados, sejam eles quais forem. São uma parte vulnerável de nós mesmos, uma área restrita que mexe com as nossas estruturas e que pode acabar abalando toda a nossa base. Por esse motivo, é importante fortalecê-los, falar sobre os sentimentos, entendê-los e fazer com que se tornem a nossa fortaleza, e não a nossa fraqueza. Escute o seu próprio coração, reflita sobre as suas emoções, escute os seus sentimentos. A resposta para as suas indagações pode estar bem dentro de você. Apenas aprenda a olhar para dentro de si mesmo. Os sentimentos são a resposta ideal para tudo! Quando externamos os sentimentos e falamos sobre eles, passamos a compreendê-los e aprendemos a entender melhor a nós mesmos.

Os sentimentos fazem parte de quem somos, por isso que devemos compreender as sensações que estão em nossos corações, pois apenas assim nos tornamos pessoas melhores.

Fonte: Mensagens com Amor

Continuar lendo REFLEXÃO: EXTERNAR OS SENTIMENTOS ATRAVÉS DAS EMOÇÕES É PRECISO PARA O NOSSO AMADURECIMENTO

REFLEXÃO: O OLHAR TEM DE SER BOM E DE BENÇÃO PARA TRANSFORMAR VIDAS

Um olhar que abençoa diz: “Quando olho para ti, não te possuo, não te critico, não te julgo, não vou pedir nada nem te dar nada, só me comunico contigo. Se você olhar assim para as pessoas que conhece ou com quem deveria se relacionar, sua vida mudará. Então te convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Abençoe tudo com seu olhar

 em 

 

“Diz-se que monges iluminados abençoam tudo o que veem. Você pode fazer este exercício ao longo do dia, abençoe o que você vê, sejam seres vivos ou não.

Quando o olhar se transforma em bênção constante, chega-se ao olhar mágico. Este olhar diz: “Quando olho para ti, não te possuo, não te critico, não te julgo, não vou pedir nada nem te dar nada, só me comunico contigo.

Você precisa de mim? Eu não estou aqui, mas o Ser essencial está! ” Não há nada de pessoal nesse visual. Quem olha e o olhar se comunicam de alma a alma. Se você olhar assim para as pessoas que conhece ou com quem deveria se relacionar, sua vida mudará.

Vá para casa e olhe todos os objetos com os quais você vive, olhe todas as memórias que eles contêm, olhe para todos os seus parentes e, acima de tudo, olhe para o olhar que eles tem, e veja até que ponto seus olhos veem e o que eles são seus limites.

Coloque-se no lugar deles, procure entendê-los e aceitar que eles sofrem. Qualquer tipo de olhar que não seja mágico nos faz mergulhar no sofrimento. Não se preocupe se descobrir sentimentos agressivos em seus olhares. Se você se libertou do ego artificial, saberá como transformar as agressões em manifestações de amor.

Existem aparências que são paredes que encerram mentes em masmorras. Quando seu olhar se abrir, conceda aos prisioneiros uma luz de liberdade.” (fonte: eterquintessência)

Luz e Paz!

Continuar lendo REFLEXÃO: O OLHAR TEM DE SER BOM E DE BENÇÃO PARA TRANSFORMAR VIDAS

REFLEXÃO: O UNIVERSO CONSPIRA A NOSSO FAVOR QUANDO FAZEMOS A PARTE QUE NOS CABE

Nesta sexta-feira temos um texto especial para refletir sobre, aqui na coluna REFLEXÃO do Blog do Saber. A Parte Que Nos Cabe é especialmente para aqueles que salvaram no seu HD pessoal aquela imagem dos Hebreus guiados por Moisés, lã no Antigo Testamento, durante 40 anos, pelo deserto em busca da Terra Prometida quando eram alimentados pelo maná dos céus que Deus enviava e bebiam água que jorrava de pedras. Essas pessoas esqueceram que, bem antes disso, lá no Gênesis, Deus disse: “ganharás o pão de cada dia com o suor do seu rosto”. Portanto, não esperemos que Deus resolva os nossos problemas, pois ele não vai resolver. Antes tens que fazer a sua parte e só assim assim a Providência Divina agirá, baseado na lei universal da ação e da reação, de causa e efeito. No texto a seguir você entenderá com clareza como funcionam essas leis.

A fé e a providência divina - ppt carregar

A Parte Que Nos Cabe

Quando Jesus nos orientou sobre a ideia de que nossa mão direita não deve saber o que faz a esquerda, pretendia ensinar-nos que não deveríamos fazer publicidade do bem que praticamos.

Afinal, quando fazemos algo de bom a motivação por tal atitude não deve ser o orgulho ou o desejo de que sejamos notados ou reconhecidos publicamente por isso.

Essa prática deve ser estimulada pela consciência de que podemos e devemos fazer algo pelos outros.

Mas o que fazer?

Muitas pessoas lamentam não poder fazer todo o bem que desejariam por falta de recursos materiais para tanto.

Porém, há muito a ser feito que dispensa a aplicação de grande soma de recursos financeiros.

Se você não tem disponibilidade econômica para auxiliar os menos favorecidos na vida, quem sabe pode doar seu tempo em prol deles.

Embora não haja muita divulgação na mídia a respeito, sabemos que existem muitos grupos organizados desenvolvendo diversos trabalhos voluntários.

Há grupos de senhoras que semanalmente costuram retalhos que arrecadam para fazer cobertores para famílias carentes.

Há aqueles que ensinam o que sabem para aqueles que não tiveram as mesmas oportunidades, desenvolvendo potenciais adormecidos, descortinando-lhes, assim, novos horizontes.

Isso é promoção humana.

Grupos de voluntários se dispõem a ensinar informática em núcleos carentes a fim de iniciar em tais conhecimentos pessoas que jamais teriam acesso a esses recursos pelos meios usuais.

Há professores de música formando corais e dando as primeiras noções sobre esta arte, para crianças que vivem em favelas em situações de miséria.

Há profissionais de saúde que se organizam e oferecem seu tempo, atendendo gratuitamente em consultórios comunitários, instalados em bairros de extrema pobreza.

Há ainda, aqueles que assumem auxiliar uma criança, ou uma família, oferecendo-lhes o apoio que lhes seja possível, sem nada receber em troca.

Existem inúmeros “bons samaritanos” anônimos espalhados pelo mundo.

São pessoas que oferecem aos irmãos que sofrem, não apenas bens materiais, mas coisas muito mais valiosas: tempo e dedicação.

Se você realmente deseja construir um mundo melhor, faça a sua parte para isso.

Há tanto a ser feito.

Tantos são os que sofrem.

Muitos idosos aguardam por anos a fio, em asilos, a visita de alguém que se disponha a ouvi-los.

Muitas crianças necessitam da orientação segura de alguém que possa ensiná-las e guiá-las por meio de exemplos nobres e dignos.

Muitas são as pessoas que não tiveram chances de aprender um ofício ou mesmo a ler e a escrever, esperando por uma oportunidade nesse sentido.

……………

Temos em nossas mãos tantos talentos e tantos recursos corroídos pela ociosidade e pelo egoísmo.

Quantas horas mal utilizadas passadas diante da TV sem nada se fazer?

Quantos finais de semana passados dentro de carros de um lado para o outro, sem que se vá efetivamente a lugar algum?

Quanta vida passando sem que se faça nada de útil e proveitoso com ela?

Não há motivo, nem sentido, retardar nossa ação efetiva no bem.

Façamos, a partir de agora, a nossa parte, seja ela qual for.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no capítulo XIII de O Evangelho segundo o Espiritismo, de Allan Kardec

Continuar lendo REFLEXÃO: O UNIVERSO CONSPIRA A NOSSO FAVOR QUANDO FAZEMOS A PARTE QUE NOS CABE

REFLEXÃO: GALGUE O AUTOCONHECIMENTO ATRAVÉS DO SORRISO E DA GENTILEZA E APODERE-SE DA SUA VIDA

Quanto mais nós vivemos, mais aprendemos e esse aprendizado é que nos torna mais sábios e poderosos, no bom sentido, e na medida que esse poder cresce mais fácil fica de nos apoderarmos da nosso vida, pois esse aprendizado nada mais é do que o alinhamento do corpo-mente-espírito, que vai nos proporcionar uma aproximação intima e consciente do Eu periférico com o Eu interior. Então convido você a ler o texto completo a seguir e descobrir como apoderar-se de sua vida.

Apodere-se de sua vida

 em 

 

Hoje é sobre leveza. Sobre realmente se deleitar com as maravilhas que nos acontece todos os dias. Sim! Todos os dias e muitas vezes. Basta termos olhos para sentir e coração para ver. Acredito que o “portal” para receber estes milagres é o sorriso, ainda que não estejam em nossos lábios, mas que estejam em nosso terno olhar de contemplação e gratidão.

Absolutamente sempre, ao desejar que uma pessoa tenha um bom dia, eu peço para que ela se lembre de sorrir. E você? Tem sorrido ultimamente? Estudos mostram que nosso cérebro reconhece a alegria quando sorrimos. Aumentamos a produção de hormônios da felicidade (endorfina e serotonina) e a vida fica tão mais gostosa de ser vivida com leveza, não é? O texto de Osho ilustra este nosso poder. Espero que gostem.

“Perceba que há pessoas que ficam perturbadas quando você ri. Elas gostariam de lhe ensinar que a vida não é uma brincadeira. Essas pessoas estão doentes. Elas perderam a vida e não querem que ninguém a desfrute .Elas escolheram o ego, contra a vida. Se você escolher a vida, elas ficarão contra você. Elas irão reprimi-lo, irão condená-lo, criarão culpa em você.

Nenhuma calamidade maior pode acontecer à humanidade do que esta que tem acontecido através das religiões. Elas criaram uma consciência culposa. Dessa forma, sempre que você está desfrutando alguma coisa, em algum lugar lá no fundo, começa a se sentir culpado, como se estivesse fazendo algo errado. Sempre que você ri, nunca pode rir na totalidade porque, lá no fundo, algo vai puxando você para trás.

Desde a mais tenra infância, sempre que você esteve feliz havia uma pessoa para lhe ensinar que a vida não é só brincadeira. Pare de rir! Fique sério! Quando é que você vai amadurecer? Cresça! Já é o bastante! Abandone essa tolice de criança!

Sempre havia alguém por perto para lhe ensinar. Mas eles perderam, eles não puderam desfrutar. Assim não podem permitir aos outros o desfrute. É assim que, de geração em geração, as doenças vão sendo transferidas.

Então, apodere-se de sua vida. Veja que toda a existência está celebrando. As árvores não estão sérias, os pássaros não estão sérios. Os rios e oceanos são selvagens, e em todo lugar há alegria e deleite. Observe a existência, ouça a existência e torne-se parte dela.

Então você se torna um amante – porque o amor só pode existir com um profundo respeito pela alegria. O amor não pode existir com uma mente séria. Com uma mente séria, o acordo é com a lógica. Então não leve a vida muito a sério. Seja sincero, mas não seja sério. Então, você será verdadeiro e se tornará parte dessa grande brincadeira cósmica.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: GALGUE O AUTOCONHECIMENTO ATRAVÉS DO SORRISO E DA GENTILEZA E APODERE-SE DA SUA VIDA

REFLEXÃO: AFIE O SEU MACHADO E AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia de REFLEXÃO com Camila Zen, aqui no Blog do Saber e como sempre ela nos trás uma curta história de grande sabedoria para nos deixar lições extraordinárias. A história de hoje nos convida a afiar o nosso machado. Então assista ao vídeo completo a seguir e saiba o que essa expressão significa. Namastê!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: AFIE O SEU MACHADO E AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO E DO SILÊNCIO SE ENCONTRA A BASE DA PAZ

Nesta terça-feira temos um texto magnífico para o nosso momento de REFLEXÃO. Ele aborda o tema, que talvez seja o mais importante para a maioria das pessoas, a PAZ. O mais interessante é que as nossa últimas reflexões nos tem levado a perceber que a Meditação é o único caminho para o AUTOCONHECIMENTO. Aceitando o momento de silêncio e como ele se apresenta, só assim será capaz de experimentar uma sensação de imensidão interior extraordinariamente apaziguadora. Esta é a base da paz!

A base da paz

 em 

 

“A aceitação daquilo que é, do momento tal como é, transporta-o a um nível de profundidade tal que o seu estado interior e a consciência do eu já não dependem dos juízos mentais de “bom” ou de “mau”.

Quando disser “sim” ao “isto é assim” da vida, quando aceitar o momento como ele se apresenta, será capaz de experimentar uma sensação de imensidão interior extraordinariamente apaziguadora.

Na aparência, poderá ainda ficar feliz quando estiver sol e não tão feliz quando chover; poderá ficar feliz se ganhar um milhão de euros e infeliz se perder todos os seus haveres. Contudo, a felicidade e a infelicidade nunca mais serão vividas de maneira tão intensa.

Na verdade, aqueles sentimentos são meras rugas na superfície do seu Ser. Dentro de si, a base de paz permanecerá imperturbável independentemente da natureza das circunstâncias do mundo exterior.

O “sim” ao momento tal como ele é, revela uma dimensão de profundidade interior que não está dependente nem das circunstâncias exteriores nem das condições internas de constante flutuação dos pensamentos e das emoções.” (Eckhart Tolle – A voz da serenidade)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO E DO SILÊNCIO SE ENCONTRA A BASE DA PAZ

REFLEXÃO: O QUE APRENDI COM O MESTRE DOS MESTRES, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira também é dia de REFLEXÃO com Camila Zen, aqui no Blog do Saber. Hoje você vai assistir um vídeo onde ela interpreta um texto de Augusto Cury cheio de ensinamentos que nos inspiram, sobre “o que aprendi com o mestre dos mestres. Vale a pena assistir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O QUE APRENDI COM O MESTRE DOS MESTRES, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: O AMOR CONTAGIA E PROMOVE A PAZ ENTRE AS PESSOAS

O nosso momento de REFLEXÃO desta terça-feira nos trás uma história linda e singela sobre sobre a magia do amor. Como o amor é contaminante e faz muito bem às pessoas. Um simples ato de ofertar um botão de rosas a alguém pode trazer uma empatia, sensação de bem estar e paz entre as pessoas capaz de mudar o mundo. Convido você a ler o texto a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

História A Magia Do Amor - Capítulo 1 - História escrita por Valen_Zenere - Spirit Fanfics e Histórias

A magia do amor

Um executivo foi a uma palestra e ouviu um grande tribuno falar sobre o maior bem da vida que é a paz interior. Podemos tê-la em qualquer lugar, sozinhos ou acompanhados.

Pois o executivo resolveu fazer uma experiência. Pegou cinco belas flores e saiu com elas pela rua, em plena cidade de São Francisco, na Califórnia. Logo notou que as cabeças se viravam e os sorrisos se abriam para ele.

Chegou ao estacionamento e a funcionária da caixa elogiou o seu pequeno buquê. Ela quase caiu da cadeira quando ele lhe disse que podia escolher uma flor.

Segundos depois ele se aproximou de outra mulher, que não assistira à cena anterior, e ela falou do perfume que ele trazia ao ambiente. Ele lhe ofereceu uma flor.

Espantada e feliz com o inesperado, saiu dali quase a flutuar. Afinal, quem distribui flores perfumadas numa garagem pública quase deserta, num domingo, perto das 22 horas?

Completamente embriagado pela magia daqueles momentos, ele entrou num restaurante. Uma garçonete com ar de preocupação foi atendê-lo. Ele percebeu que as flores mexeram com ela.

Como se sentia com poderes especiais para fazer os outros felizes, depois das duas experiências anteriores, ele deu a ela uma flor e um botão por abrir e lhe disse que cuidasse bem dele, pois, ao desabrochar, lhe traria uma mensagem de amor.

Dias depois ele voltou ao restaurante. A garçonete sorriu para ele com ar de quem tinha encontrado a fórmula da felicidade e falou: “a flor abriu. A mensagem era linda. Muito obrigada.”

O executivo sorriu também. Sentia-se um mágico: com flores, amor no coração e uma mensagem positiva, inventada ao sabor do momento, produzia alegria. Tão simples que até parecia irreal.

Na manhã seguinte, ele precisava abrir um portão para passar com o carro. Surgida nem se sabe de onde, uma sorridente mulher desconhecida que passava correndo o abriu e fechou para ele, espontaneamente.

Ele compreendeu que havia uma harmonia universal ao seu dispor. Bastava que a buscasse. E recomenda: “tente você também, desinteressadamente. Dá certo e a recompensa é doce!”

***

Se você é daquelas pessoas que vive correndo, com pressa, pense um momento:”por que a pressa? Vai salvar o mundo? Salve este momento vivendo-o com amor ao próximo e a si mesmo. Seja mensageiro da luz, distribuindo flores em vez de espinhos.”

Pense em algo diferente, surpreendente que você possa fazer para melhorar o ambiente do seu lar, do seu local de trabalho.

Já pensou em colocar a sua mesa mais perto da janela, para ser beijado pelo sol, enquanto você trabalha? Isto é amor a você mesmo.

Já pensou em levar flores para sua casa e as colocar na sala, perfumando o ambiente, alegrando a todos? Isto é amor ao próximo.

Um e outro nos dão felicidade. A felicidade desde agora, não mais tarde, amanhã ou depois da morte. A felicidade de nos sentir e fazer os outros felizes.

Fonte: A Magia amorosa de Divaldo Pereira Franco – José Luiz Emerim (correspondente do Jornal o Popular – Goiânia-GO)

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: O AMOR CONTAGIA E PROMOVE A PAZ ENTRE AS PESSOAS

REFLEXÃO: MELHORE SUA FREQUÊNCIA ENERGÉTICA E ELEVE SUA ENERGIA INTERIOR

Os textos do autor Dom Romani são de grande positividade e ânimo. Sempre posto, aqui na coluna REFLEXÃO, pois, além de fazer muito sentido sempre deixa quem os lê com a autoestima elevadíssima. O texto que estamos postando hoje, além de altamente positivo é a mais pura e suprema verdade. Nós temos toda essa energia, força e poder. O que falta para a maioria das pessoas é acreditar realmente nisso. Portanto convido a ler, refletir e perceber se o que leu faz sentido para você como fez para mim!

Eleve Sua Energia Interior

Despertando

O Pão Nosso de Cada dia  

Mantenha bons pensamentos, melhore sua frequência energética, essa atitude está sob seu domínio, você é capaz disto!

O raciocínio positivo, é fundamental para enviar ao universo, a energia do seu objetivo, neste quesito, você é o senhor, o comandante da sua vida, possui o livre arbítrio, e detém todas as capacidades criativas para isso, sendo a fonte inicial desta força transformadora.

Estimule-se, com as emoções que surgirem através dos raciocínios afirmativos, elas refletem uma imensa autoconfiança e convicção de conquista, alterando completamente as suas palavras, e desta forma, estará proferindo autosugestões positivas e auto-incentivadoras, você está habilitado para isso, palavras tem poder, use-o com perspicácia e sabedoria!

Deus te posicionou no topo, capacitou-o para direcionar os rumos da sua vida. Te concedeu esse direito, e assim, reformular o seu destino a todo momento, bastando apenas força de vontade, determinação, disciplina, lealdade, esperança e fé em Deus. Com essas virtudes afloradas, e com atitudes condizentes, será capaz de conquistar seu objetivo! Esse será o resultado do empenho ao seu projeto.

Mesmo que encontre adversidades, terá plenas condições para enfrentar as dificuldades e superar a todas. Afinal, além de ter Deus a frente da sua vida, está focado no propósito idealizado, e a concretização do seu sonho é o foco principal! Por isso, mantenha a positividade em evidência, eleve essa energia interior, contagie o cosmo com sua força de vontade, provoque o seu sucesso! Faça deste dia, o ponto inicial de um novo ciclo de vida, você é capaz e isso já é suficiente, Deus te colocou no topo, assim, retribua e eleja-o senhor da sua vida! Confie nas suas providências, elas são sábias, justas e vitoriosas!

Autor: Reginaldo Rodrigues
Email: r3.reginaldorodrigues.7@gmail.com

Fonte: Leve Consciência

Continuar lendo REFLEXÃO: MELHORE SUA FREQUÊNCIA ENERGÉTICA E ELEVE SUA ENERGIA INTERIOR

REFLEXÃO: CONHEÇA A CURA ATRAVÉS DO BOM HUMOR

Nesta terça-feira, coincidentemente temos mais de uma coluna falando sobre cura ou autocura. A coluna ARTIGOS trás o tema da AUTOCURA através do método desenvolvido por Wagner Braga, que é o tema central do seu mais novo livro: Quando Fala o Coração, transforme sua vida com Amor, Intuição e Gratidão. Aqui, na coluna REFLEXÃO o tema é a CURA através do bom humor, que também não deixa de ser uma AUTOCURA, pois aborda a cura sem remédios e sim através de uma expressão comportamental, ou seja, através do poder mental. Portanto leia o texto completo a seguir , reflita e faça o seu juízo de valor!

Bom humor cura!

 em 

 

Quem não gosta de ter por perto pessoas de bem com a vida? O bom humor tempera a vida com leveza, nos desarma de qualquer sentimento ruim e nos faz sorrir mesmo quando não estamos nos nossos melhores dias. Pode durar pouco tempo, mas é suficiente para tornar tudo tão encantador como quando éramos crianças. Se revestir da energia do bom humor nos ajuda a experimentar um mundo cheio de graça e magia, com cores mais vibrantes e sem os limites férreos da realidade.

Não encarar a vida com tanto rigor é a primeira lição da cartilha do bom humor e, consequentemente, da felicidade. Confiar que para cada tropeço ou impossibilidade que se coloca no nosso caminho há uma cartola ao alcance das mãos para tirar uma boa solução nos faz mais otimistas. Gostamos de coisas cômicas porque elas tiram o peso da existência. Nelas, tudo pode parecer uma grande brincadeira, como ver o mundo através de uma janela maior do que a gente usa para enxergar a realidade.

O bem-humorado consegue ver as coisas com uma certa distância e tem a capacidade de rir de si próprio. Em outras palavras, sabe não se levar tão a sério. Alguns porque nasceram com essa habilidade, outros porque a foram adquirindo aos poucos. E, com isso, estão conseguindo encurtar o espaço do sofrimento, não se assombrar com as tempestades que se formam e não depender dos momentos de calmaria para ficar bem. Mas isso não significa que devemos fazer de conta que os problemas não existem: brincar é uma forma lúcida de aliviar as dores, diminuir as angústias, não sentir tanto medo nem ter a sensação de estar desamparado. Mas é um treino.

Osho (1931-1990), filósofo e mestre espiritual indiano, certa vez ouviu de um aprendiz: “por que o senhor não diz algo sério?”. Porque ele vivia brincando e contando piadas, ao mesmo tempo em que passava seus ensinamentos. Ele criava o discurso em torno da piada, e não poderia ser diferente. Rir é uma maneira de sair da mente. É uma espécie de libertação. Joga fora tudo o que há de ruim em nós, mesmo que por um instante. E a soma de muitos desses instantes de limpeza emocional é capaz de trazer diversos benefícios para nossa saúde: assim como os exercícios físicos fortalecem o corpo, o humor é uma ginástica para o cérebro, pois aquece a mente para produzir pensamentos profundos.

Quando vemos alguém contando uma anedota na tela de cinema ou da TV ou mesmo na rua, pode parecer algo muito fácil. Mas não é. Principalmente se esse alguém estiver tentando ser original. Fazer associações rápidas e inteligentes e buscar respostas para os dilemas do momento requer uma boa dose de criatividade e improviso. Saímos da zona de conforto e travamos uma longa batalha cerebral entre emoções e pensamentos opostos. É nessa confusão que o riso e o bom humor entram em cena e trazem as soluções que buscamos. Eles nos fazem construir raciocínios sofisticados, ter insights que ninguém teve antes. Como se soubéssemos dançar como ninguém a música dos acontecimentos!

Luz e Paz!

(Fonte: Bons Fluídos)

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: CONHEÇA A CURA ATRAVÉS DO BOM HUMOR

REFLEXÃO: O PODER DE VIVENCIAR O HOJE PARA TER UM FUTURO PROMISSOR

A cada dia mais e mais pessoas começam a se conscientizar da importância e do poder do hoje. Pensar, sentir, agir e realizar o hoje é tudo o que precisamos fazer para construir um futuro pleno e promissor em todos os sentidos. Portanto o texto que estamos publicando HOJE, aqui na coluna REFLEXÃO merece a sua total atenção. Então te convido a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Vocação - Província Marista Brasil Centro-Sul

O poder do Hoje.

 

Acredite sempre no melhor, crie através da fé em Deus, um ambiente propício ao grande objetivo que deseja. Confie no que está no campo da imaginação, eliminando qualquer dúvida! Suas emoções neste momento, possuem importância fundamental, exercem a energia propulsora para prosseguir constantemente.

Portanto, tenha coragem e atitudes. Conceda ao universo o que há de melhor em seu coração, bons pensamentos e emoções. Refugie-se em Deus, conecte-se com ele através da fé e das suas orações, consolide essa aliança. Mantenha a positividade, serenidade e a esperança em evidência, tenha coragem para explorar esse momento e sempre avançar. O tempo é implacável e prossegue continuamente o seu ritmo. Ele está dizendo que prosseguir é o melhor a fazer, hoje é uma nova chance para recomeçar seus objetivos.

Assim, erga a cabeça, olhe para o horizonte que descortina, renove suas forças, raciocínios, e atitudes. Caminhe seguro, confiante e entusiasmado com a certeza da superação. Encare as dificuldades, com o forte desejo em vencer, faça o possível e o impossível para isso. Sempre com honestidade, respeito e humildade!

Há uma solução adequada para o seu êxito, assim, aja com sabedoria e inteligência, calma e autoconfiança. Você está no leme das suas ações, e elas redefinem o seu destino a todo instante. Logo, essa é a oportunidade para adentrar em um novo ciclo de vida.

Deus te atribuiu o direito do livre arbítrio, tem a permissão e capacidade para restaurar os rumos do seu destino, fazendo um novo final. Reconstruir é o princípio da vida, e a cada novo dia, Deus te entrega esse poder. Observe o tempo, ele te diz a todo instante, segue-me por que você só tem o AGORA, amanhã será resultado das atitudes, pensamentos e emoções que desenvolver hoje. Este é o princípio do seu progresso, é o sentido da sua evolução. E o ápice é a concretização dos seus objetivos, você foi eleito o arquiteto desses projetos, portanto, batalhe plenamente para materializar seus sonhos!

Autor: Reginaldo Rodrigues
Email: r3.reginaldorodrigues.7@gmail.com

Fonte: Escola do Pensamento

Continuar lendo REFLEXÃO: O PODER DE VIVENCIAR O HOJE PARA TER UM FUTURO PROMISSOR

REFLEXÃO: PROTEGER O NOSSO CAMPO ENERGÉTICO É ESSÊNCIAL PARA NOS BLINDARMOS CONTRA AS ENERGIAS NEGATIVAS

O texto para a nossa REFLEXÃO desta terça-feira nos convida a proteger o nosso campo energético com dicas importantes de como nos comportar diante das adversidades para proteger o nosso campo energético, já que somos feitos de energia. Ao preservar o campo energético nos blindamos às energias negativas e não permitimos que o dano entre. Então convido você a ler o texto completo a segui, refletir e tirar suas conclusões!

Proteja seu campo energético

 em 

 

“As razões pelas quais nossa energia pode enfraquecer ou quebrar são muitas. É muito comum, por exemplo, que depois de uma raiva forte, nossa energia se rompa e sejam criadas lacunas (é por isso que nos sentimos tão cansados ​​após uma raiva forte)

Além disso, altos níveis de estresse, ansiedade e frustração prolongada tendem a fazer nossa energia poeira para criar buracos. Essas lacunas nos fazem sentir enfraquecidos e especialmente vulneráveis ​​a todas as energias externas. E qualquer tipo de energia externa terá acesso à nossa energia, o que não é muito bom quando você habita cidades tão caóticas como a nossa.

Todos os estímulos, preocupações, raiva, estresse das pessoas ao nosso redor, ou com quem ficamos mais tempo, no trabalho por exemplo, podem nos afetar, graças ao fato de nossa energia estar aberta.

Em qualquer caso, o primeiro passo é assumir a responsabilidade por sua situação energética e aceitar que foi o que causou aquele estado de energia atual, você o permitiu. Em muitos casos, a energia se esgota ou se quebra porque as intenções de outras pessoas nos ferem. Mas é importante ficar ciente de que, em um nível consciente ou subconsciente, você permite que o dano entre. Você concorda com esse acordo, com esse jogo.

Quando assumimos a responsabilidade, sejam quais forem os danos externos ou internos, recuperamos nosso poder ao decidir se concordamos em jogar esse jogo ou não. Tudo muda a partir daí. Portanto, se neste momento da sua vida há algo ou alguém que desencadeia a sua raiva, a sua impaciência, a sua culpa, leve em consideração que se está afetando você é porque você está permitindo.

Ninguém e nada pode prejudicá-lo se você não concordar, se não estiver disposto a jogar esse jogo. Portanto, diga “não” e quebre o acordo. Existem diferentes exercícios que uso para quebrar acordos ou situações que afetam nosso estado de ser. Por agora diga “não” (internamente) com energia. Diga “não” à situação, ao jogo em que alguém está querendo levar você, mas não o faça com nenhum sentimento específico. Apenas com determinação, sem raiva, sem frustração. E vai funcionar. Nenhuma energia externa negativa pode afetá-lo depois disso.” (Clarindo Melchizedek)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: PROTEGER O NOSSO CAMPO ENERGÉTICO É ESSÊNCIAL PARA NOS BLINDARMOS CONTRA AS ENERGIAS NEGATIVAS

REFLEXÃO: SEJA GRATO POR TUDO, ENTRE NUM CICLO VIRTUOSO E NÃO SAIA MAIS

REFLEXÃO: SEJA GRATO POR TUDO, ENTRE NUM CICLO VIRTUOSO E NÃO SAIA MAIS
A peaceful young man opened his arms with sunrise

Nesta sexta-feira não teremos um daqueles vídeos maravilhosos da incrível Camila Zen, mas teremos um texto magnífico para nossa REFLEXÃO acerca da GRATIDÃO. O texto esclarece o porquê de a GRATIDÃO ser tão poderosa e tão transformadora de vidas. Nos faz acreditar que sem a graça de Deus não somos nada, mas com ela temos todo o poder. Por isso te convido a ler esse texto rico em sabedoria e expandir a consciência!

Em tudo dai graças - CG Sede

Dar graças por tudo

O apóstolo Paulo, com sua lucidez inconfundível, recomendou que devemos dar graças a Deus por tudo o que nos acontece, tanto pelas coisas boas como pelas que nos parecem ruins.

Talvez seja por esse motivo que um certo homem agia sempre dessa maneira. Agradecia por tudo, e tinha a certeza de que Deus sempre o protegeria.

Um dia ele saiu em uma viagem de avião. Durante a viagem, quando sobrevoavam o mar um dos motores falhou e o piloto teve que fazer um pouso forçado no oceano.

Quase todos morreram, mas o homem conseguiu agarrar-se a alguma coisa que o conservasse em cima da água.

Ficou boiando à deriva durante muito tempo até que chegou a uma ilha não habitada. Ao chegar à praia, cansado, porém vivo, agradeceu a Deus por tê-lo livrado da morte.

Naquele lugar deserto ele conseguiu se alimentar de peixes e ervas. Derrubou algumas árvores e com muito esforço construiu uma cabana. Não era bem uma casa, mas um abrigo tosco, com paus e folhas, que significava proteção.

Ele ficou todo satisfeito e mais uma vez agradeceu a Deus, porque agora podia dormir sem medo dos animais selvagens que talvez existissem na ilha.

Um dia, ele estava pescando e quando terminou, havia apanhado muitos peixes. Assim, com comida abundante, estava satisfeito com o resultado da pesca e mais uma vez agradeceu ao Criador.

Porém, ao voltar para sua humilde cabana, qual não foi sua decepção, ao ver que sua morada estava pegando fogo.

Sentou-se em uma pedra chorando e dizendo em prantos:

“Deus! Como é que o senhor podia deixar isto acontecer comigo? O senhor sabe que eu preciso muito desta cabana para me abrigar, e a deixou se acabar em cinzas. Deus, o senhor não tem compaixão de mim?”

Naquele mesmo instante uma mão pousou no seu ombro e ele ouviu uma voz dizendo:

“Vamos rapaz?”

Ele se virou para ver quem estava falando com ele, e qual não foi sua surpresa quando viu em sua frente um marinheiro todo fardado dizendo:

“Vamos logo rapaz, nós viemos buscá-lo”

“Mas como é possível? Como vocês souberam que eu estava aqui?”, Falou o homem surpreso.

“Ora, amigo, falou o marinheiro, vimos os seus sinais de fumaça pedindo socorro. O capitão ordenou que o navio parasse e me mandou vir lhe buscar naquele barco ali adiante.”

Os dois entraram no barco e assim o homem foi para o navio que o levaria são e salvo de volta para os seus queridos.

Já em segurança, o homem agradeceu uma vez mais a Deus e pediu perdão pela falta de confiança na sua providência e misericórdia.

***

“Em qualquer dificuldade recorda o poder da oração e roga inspiração ao Céu, realizando sempre o melhor para que o melhor se faça em ti e através de ti, sem esqueceres que todo apelo encontra resposta, conforme o merecimento de quem pede e a forma como pede.

(Repositório de Sabedoria vol. I, Dificuldades)

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: SEJA GRATO POR TUDO, ENTRE NUM CICLO VIRTUOSO E NÃO SAIA MAIS

REFLEXÃO: O SEU EU NÃO ESTÁ NA MENTE, ESTÁ NO SEU ESTADO DE SER

Eckart Tolle, muito sabiamente, afirma que “os problemas da mente não podem ser solucionados ao nível da mente”, como retratado no texto a seguir para a nossa REFLEXÃO. Lá, na mente, vai estar alojado o Ego, o nosso falso Eu. O Eu verdadeiro está além da mente, está na Consciência que se expande e se amplia dia a dia. Por isso convido você a ler esse texto de profunda sabedoria e assim entender essa diferença sutil entre Consciência e Mente.

Não procure o seu Eu na mente

 em 

 

No livro “O Poder do Agora”, Eckart Tolle disserta a partir de uma questão. Reproduzo a seguir este trecho.

“Alguém lhe diz: -Acho que ainda tenho muito que aprender quanto ao funcionamento da minha mente, antes de me conseguir aproximar da consciência plena ou da iluminação espiritual . Sua resposta: -Não, não tem. Os problemas da mente não podem ser solucionados ao nível da mente.

Depois de ter compreendido a disfunção básica, não há muito mais a aprender ou a compreender. Estudar as complexidades da mente poderá fazer de si um bom psicólogo, mas isso não o levará para além da mente, tal como o estudo da loucura não basta para criar saúde mental.

Já compreendeu o mecanismo básico do estado inconsciente: a identificação com a mente, a qual cria um falso eu, o ego, como substituto para o seu eu verdadeiro enraizado no Ser. Você torna-se como um “ramo cortado da cepa”, como disse Jesus.

As necessidades do ego são inúmeras. Ele sente-se vulnerável e ameaçado e por isso vive num estado de medo e de carência. A partir do momento em que você compreende os mecanismos da disfunção básica, deixa de ser preciso explorar todas as inúmeras manifestações do ego, de fazer dele um problema pessoal e complexo.

É evidente que o ego adoraria isso. Andando sempre à procura de alguma coisa a que se agarrar, a fim de sustentar e fortalecer a sua ilusória sensação de identidade, prontamente se agarraria aos seus problemas. É por isso que uma grande parte da sensação de identidade de tantas pessoas está intimamente ligada aos seus problemas e a última coisa que essas pessoas querem é livrar-se deles, porque isso representaria a perda do eu.

Inconscientemente, o ego investe muito na dor e no sofrimento. Portanto, ao reconhecer que a raiz da inconsciência é a identificação com a mente, o que evidentemente inclui as emoções, você sai dela. Torna-se presente. Quando está presente, você pode permitir que a mente seja aquilo que é sem se enredar nela. A mente em si não é disfuncional. É um instrumento maravilhoso. A disfunção instala-se quando você procura nela o seu eu e faz dela a sua identidade. Torna-se então a mente egóica e dirige a sua vida.”

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O SEU EU NÃO ESTÁ NA MENTE, ESTÁ NO SEU ESTADO DE SER

REFLEXÃO: COMO VOCÊ VÊ A VIDA? A PEDRA NO CAMINHO, POR CAMILA ZEN

Uma história curta, mas de imensa sabedoria é o destaque desta sexta-feira, aqui na coluna REFLEXÃO. Como sempre a Camila Zen nos trás histórias e contos que nos deixam belas lições de vida. Desta vez ela nos convida a refletir sobre como você vê a vida diante das pedras no caminho! Às vezes, tudo que a gente precisa é mudar de perspectiva, nos tirar da posição de vítima, arregaçar as mangas e colocar a mão na massa. Se a gente não fizer isso por nós mesmos, quem fará, não é mesmo?

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: COMO VOCÊ VÊ A VIDA? A PEDRA NO CAMINHO, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: ENTENDA DE ONDE VEM AS EMOÇÕES E PARE DE CULPAR AS PESSOAS PELOS SEUS PROBLEMAS

O texto “As emoções são suas” é curto, mas de uma extraordinária sabedoria e nos deixa um aprendizado fascinante, pois nos mostra como simplicidade como identificar  onde está a raiz de todos os nossos problemas. Estão nas emoções que vem de dentro de você. Entenda isso e passe a ver o mundo e as pessoas de forma diferente.

As emoções são suas

 em 

 

“Seremos testados em vários momentos por pessoas destemperadas, seja no trabalho, em casa, relacionamento, seja na vida.

Muitos criam tempestades e em vez de tentarem sair delas, desejam trazer para a sua tempestade quem estiver por perto .

O universo coloca pessoas estrategicamente em nosso caminho muitas vezes para testar e pôr a prova o aprendizado que acreditamos ter.

Perceba o quanto aqueles que chegam sempre despertam algo em você: ou a luz ou a sombra, justamente para que você fique ciente do que existe em seu interior.

A verdade é que ninguém te faz sentir raiva, ódio, tristeza, inveja. Essas emoções estão dentro de você, as pessoas apenas são o gatilho que faz vir a tona essas emoções .

Somos testados dia após dia, caímos na mesma armadilha e tropeçamos na mesma pedra.

Olhe para dentro e observe como você reage aos estímulos externos. Quando alguém te desequilibrar, entenda como um convite para você se conhecer mais” ( Cristais Flauzino)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: ENTENDA DE ONDE VEM AS EMOÇÕES E PARE DE CULPAR AS PESSOAS PELOS SEUS PROBLEMAS

REFLEXÃO: A NOSSA MISSÃO É SER FELIZ

O nosso texto de REFLEXÃO desta sexta-feira é baseado num texto de autor desconhecido, mas que tem um objetivo bem definido. O de tornar claro para as pessoas que buscam o seu propósito de vida, que é ser feliz, que nunca deve desistir, por mais complicado e difícil que seja o caminho. Por isso convido você a ler o texto completo a seguir e aprender como galgar esse caminho!

Seja feliz!

'Deus insiste em nos abençoar, em nos mostrar o caminho: aquele mais difícil, mais complicado, mais bonito. E a gente insiste em seguir, por que tem uma missão… Ser feliz!' - Momento de Reflexão

 

Fonte: mensagens com amor

Continuar lendo REFLEXÃO: A NOSSA MISSÃO É SER FELIZ

REFLEXÃO: O PROBLEMA É QUE ENTRE A CONSCIÊNCIA E O PENSAMENTO EXISTE O EGO

Hoje temos mais um texto do extraordinário Eckhart Tolle, extraído do seu livro “Um mundo novo”, para REFLEXÃO. O texto trata da diferença entre consciência e pensamento. Só através da consciência somos capazes de diferenciar entre fato e opinião, bem como conseguimos ver a totalidade da situação ou da pessoa em vez de adotarmos um ponto de vista limitado. Convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Por meio da consciência e não do pensamento

 em 

 

Vamos considerar os fatos, que são inquestionáveis. Por exemplo, se você disser “A luz se desloca mais rápido do que o som” e alguém afirmar o contrário, é óbvio que você está certo e a pessoa, errada. A simples observação de que o raio precede o trovão confirma isso.

Portanto, você não apenas está certo como sabe que tem razão. Será que o ego está envolvido nisso? Talvez, mas não necessariamente. Se você está apenas afirmando algo que sabe estar correto, não há participação do ego, porque não há identificação. Identificação com o quê? Com a mente e com uma posição mental.

Porém, essa identificação pode se insinuar com a maior facilidade. Se você se surpreender dizendo “Acredite em mim, eu sei” ou “Por que você nunca acredita em mim?”, é porque o ego já se pronunciou. Ele se esconde na palavra “mim”. Uma simples afirmação – “A luz é mais rápida do que o som” –, embora verdadeira, agora está a serviço da ilusão, do ego. Ela foi contaminada com um falso sentimento de “eu”, tornou-se personalizada, convertida numa posição mental. O “eu” sente-se inferiorizado ou ofendido porque alguém não acredita no que ele disse. O ego leva tudo para o lado pessoal. Surge a emoção, assim como a atitude defensiva, talvez até a agressão.

Estamos defendendo a verdade? Não, a verdade nunca precisa de defesa. Nem a luz nem o som se importam com o que eu, você ou qualquer outra pessoa pense. Estamos protegendo a nós mesmos ou então a ilusão de nós mesmos, o substituto produzido pela mente. Seria ainda mais apropriado dizer que a ilusão está resguardando a si mesma. Se até o terreno simples e direto dos fatos está sujeito à distorção e à ilusão egóica, o que dizer do menos tangível campo das opiniões, pontos de vista e julgamentos, todos eles formas de pensamento que podem facilmente adquirir um sentimento de “eu”.

Todo ego confunde opiniões e pontos de vista com fatos. Além disso, nenhum ego consegue estabelecer a diferença entre um acontecimento e sua reação a ele. O ego é sempre um mestre da percepção seletiva e da interpretação distorcida.

Apenas por meio da consciência – e não do pensamento – somos capazes de diferenciar entre fato e opinião. Somente por intermédio da consciência uma pessoa consegue ver o seguinte: esta é a situação e aqui está a raiva que sinto dela. Depois, compreende que existem outras formas de abordar aquela circunstância e maneiras diferentes de entendê-la e de lidar com ela. Só com o uso da consciência conseguimos ver a totalidade da situação ou da pessoa em vez de adotarmos um ponto de vista limitado. (Eckhart Tolle – Um novo mundo)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O PROBLEMA É QUE ENTRE A CONSCIÊNCIA E O PENSAMENTO EXISTE O EGO

REFLEXÃO: VOCÊ É ESPECIAL – UM CONTO PARA CRIANÇAS, POR CAMILA ZEN

Nesta sexta-feira um conto diferente da Camila Zen. Um conto especial para as crianças, para ajudá-las a entender como são especiais e únicas no mundo inteiro! Uma história sobre amor próprio, auto confiança e autoestima. Espero que você possa compartilhar com seus filhos, netos ou irmãos menores e fazê-los refletir sobre essa história incrível!

Fonte:

Camila Zen
Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ É ESPECIAL – UM CONTO PARA CRIANÇAS, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA REAL QUE VAI TE SURPREENDER! POR CAMILA ZEN

Como sempre, a cada sexta-feira, temos uma história muito interessante e de muita sabedoria contada pela eloquente Camila Zen.  A de hoje é uma história real sobre uma coisa muito pequeninha que você provavelmente tem ou já teve vários na sua casa. Uma história de vida cheia de reviravoltas do início ao fim e que tem muito a nos ensinar sobre resiliência, sonhos e as dificuldades que todos nós enfrentamos nas nossas vidas, mesmo que ninguém faça idéia. Portanto, convido você a assistir mais esse espetacular vídeo, refletir e fazer o seu juízo de valor. Isso ajuda a expandir a consciência!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA REAL QUE VAI TE SURPREENDER! POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA

O tema do texto de hoje, aqui na coluna REFLEXÃO é o que gosto mais de discutir e comentar, pois é tudo o que acredito. O poder que nós, seres humanos, temos é infinito e é tão poderoso quanto o de quem nos criou. Ocorre que ainda somos deuses em evolução e por isso ainda não dominamos totalmente essa poderosa máquina chamada Consciência!

Portanto, o segredo está em, antes de mais nada, aprender a dominar e controlar os pensamentos. Ao controlá-los você consegue o controle da sua vida em todos os sentidos e sendo assim passa a vibrar em alta frequência e deixa para trás toda a negatividade, as sombras e a escuridão. Deixa também um ciclo vicioso e embarca num ciclo virtuoso onde nem o céu é o limite!

Você tem este poder!

 em 

 

“A freqüência vibratória do corpo de dor encontra eco na dos pensamentos negativos, assim apenas estes últimos podem alimentá-lo.

O padrão usual de pensamento para criar emoções é revertido no caso do corpo de dor, pelo menos no início. A emoção que parte dele adquire rapidamente o controle do pensamento. E, uma vez que a mente é dominada pelo corpo de dor, o pensamento se torna negativo.

A voz na nossa cabeça começa a contar histórias tristes, cheias de ansiedade e rancor que podem falar sobre nós, nossa vida, outras pessoas, o passado, o futuro ou acontecimentos imaginários. Essa voz será de censura, acusação, queixa, fantasia. E estabeleceremos uma total identificação com qualquer coisa que ela diga, acreditando em todos os seus pensamentos distorcidos.

A essa altura, o vício da infelicidade terá se instalado em nós. Não é que sejamos incapazes de deter o trem dos pensamentos negativos – o mais provável é que nos falte vontade de interromper seu curso.

Isso acontece porque, nesse ponto, o corpo de dor está vivendo por nosso intermédio, fingindo ser nós. E, para ele, a dor é prazer. Ele devora ansiosamente todos os pensamentos negativos.

Na verdade, a voz corrente na nossa cabeça torna-se a voz dele. E ela assume o diálogo interior. Um círculo vicioso se estabelece: todo pensamento nutre o corpo de dor, que, por sua vez, produz mais pensamentos.

Em algum momento, após algumas horas ou até mesmo depois de poucos dias, ele estará realimentado e retornará ao seu estágio latente, deixando para trás um organismo exaurido e um corpo físico muito mais suscetível à doença. Se ele lhe parece um parasita psíquico, você está certo. É exatamente o que ele é. “(Eckhart Tolle -Um Novo Mundo)

Livre-se dele! Você tem este poder!

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA

REFLEXÃO: VOCÊ SABE O SEU VALOR? POR CAMILA ZEN

Nada como começar uma sexta-feira e um fim de semana com uma bela REFLEXÃO. Principalmente quando essa REFLEXÃO é o seguinte questionamento: VOCÊ sabe o seu VALOR? Então assista a nossa Camila Zen contando uma curta história que nos ajuda a lembrar do nosso verdadeiro valor e de quem nós realmente somos, aqui dentro. Se alguém ainda não te disse isso… Você vale muito! Espero que essa história possa te ajudar ou ajudar alguém que você ama a saber o seu verdadeiro valor. Namastê! 🧡✨🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: VOCÊ SABE O SEU VALOR? POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: VIVA INTENSAMENTE O PRESENTE ASSIM COMO OS CÃES

O texto de REFLEXÃO desta terça-feira, nesta coluna, faz-nos pensar sobre a sábia compreensão que o cão tem da beleza da vida ao viver apenas o presente, saboreando cada momento vivido e experienciado, bem diferente de nós, seres humanos, que estamos sempre e de alguma forma preocupados com o passado ou com o futuro. Isso, talvez, até explique o porquê desses animais viverem bem mais que nós em relação ao tempo que levam para amadurecerem e ficarem adultos. Por isso pare e sinta como a vida é boa e reflita sobre isso!

Repare e sinta: A vida é boa!

 em 

 

Milhões de pessoas, que de outra forma estariam perdidas nos seus pensamentos e preocupadas com o passado e com o futuro, são frequentemente trazidas de volta ao momento presente pelo seu gato ou pelo seu cão, que lhes recordam a alegria do Ser.

Já nos esquecemos daquilo que as pedras, as plantas e os animais ainda sabem. Esquecemo-nos de ser – de estar tranquilos, de ser quem somos, de estar onde a vida está: Aqui e Agora.

Os cães vivem no Agora para nos ensinar e nos lembrar. Preste atenção ao observar um cão a descansar ou a brincar. Deixe que o animal lhe ensine a sentir-se à vontade no Agora, a celebrar a vida estando completamente presente.

O cão ainda vive no estado natural. E isso vê-se facilmente porque você tem problemas e o seu cão não tem. E enquanto você tem raros momentos de felicidade, o seu cão celebra a vida constantemente.

Repare só na cauda. Com alguns cães, basta olhar para eles – basta um breve olhar – e a cauda desata a abanar e a dizer… «A vida é boa! A vida é boa!

Eles não estão à procura da razão pela qual a vida é boa. É uma compreensão imediata. As pessoas dizem «amo-me» ou «odeio-me». O cão diz «au, au», o que traduzido quer dizer: Eu sou quem sou!

A isso é que eu chamo integridade – ser uno consigo mesmo. (Guardiões do Ser – Eckhart Tolle)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: VIVA INTENSAMENTE O PRESENTE ASSIM COMO OS CÃES

REFLEXÃO: QUANTO PESA ESSE COPO? UMA CURTA HISTÓRIA, POR CAMILA ZEN

Uma história que nos convida a ver os nossos problemas por um ângulo um pouco inusitado. Segurar um problema sem trégua, indefinidamente é o mesmo que segurar um copo com água por um dia inteiro ou até mesmo dias. Quanto mais tempo você passa com ele na mão mais ele parece pesar. E aí, por quanto tempo você tem segurado o copo? Assista ao vídeo de Camila Zen a seguir contando uma curta história que merece a sua REFLEXÃO. Namastê!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: QUANTO PESA ESSE COPO? UMA CURTA HISTÓRIA, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: TRAIR O AMOR É MESMO QUE TRAIR A SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA

O texto a seguir que trazemos para REFLEXÃO nesta terça-feira, “Não traia o amor”, nos adverte que precisamos obedecer a Lei de Causa e Efeito, pois não existe castigo, mas apenas a forma como o Universo nos ama e nos proporciona experiências, para o seu aprendizado. Como viemos aqui para aprender a amar, ao trairmos o amor estamos traindo a nossa própria essência. Então convido você a ler esse texto super esclarecedor, refletir e fazer o seu juízo de valor.

Não traia o amor

 em 

 

Talvez você acredite que aqueles que estão neste planeta para ajudar na sua elevação devam ser pessoas muito especiais, pessoas totalmente puras, amorosas, sábias.

Será que são perfeitas? Reflitamos juntos.

Quando um mergulhador quer ir ao fundo do mar, em geral usa um cinto de chumbo, para que aquele peso o ajude a não ser levado de volta à superfície pelo ar que carrega no peito, certo? Então, todos nós, para estarmos neste planeta, precisamos de certa quantidade de peso, um lastro de escuridão, para conseguirmos adentrar a densidade que aqui imperava e aqui permanecer.

Não há quem aqui esteja e que não possua suas dificuldades, negatividades, medos e emoções densas. Eu ressalto isso porque é importante que você compreenda que não estamos aqui à espera dos salvadores deste planeta. Nós, com todas as nossas imperfeições, somos os salvadores. Eu e você.

Para fazer isso, não precisamos ser perfeitos, mas precisamos nos envolver em dar o nosso melhor. Precisamos ser capazes de ser fiéis ao amor, à vida, à liberdade que nos foi dada a todos por essa inteligência criativa que manifestou tudo o que existe.

Se você trai o amor , está traindo sua própria essência, e isso colocará em andamento uma série de eventos que retornarão a você pela lei de causa e efeito. Isso não é nenhum tipo de castigo. É a forma como o Universo o ama e lhe proporciona experiências, para o seu aprendizado.

Ouça, este planeta está num processo de elevação de sua vibração. Estamos num momento histórico deste Universo. Assim, preste muita atenção nas suas escolhas agora. Não faça escolhas que beneficiem apenas seu ego em detrimento de valores maiores. Não se submeta a nada que vá contra os valores da luz.

Apenas aqueles que servirem à luz serão conduzidos em segurança. Não acredite em mim. Experiente por si mesmo. Faça uma escolha luminosa e observe como isso lhe traz força, paz, confiança. Algo em nós se expande quando nos tornamos guerreiros da luz, pelo simples fato de nos negarmos a trair o amor, o respeito, a liberdade. Não se submeta por medo a nada que seu coração não aprove. Seja forte. Chegou a hora.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: TRAIR O AMOR É MESMO QUE TRAIR A SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA

REFLEXÃO: UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE GRATIDÃO, POR CAMILA ZEN

Nesta sexta-feira de REFLEXÃO com Camila ZEN você vai conhecer uma curta história sobre gratidão como você nunca viu igual, que se você assistir até o fim, isso pode mudar completamente a sua vida e a boa notícia é: para muito melhor. Então não perca tempo e comece logo a assistir ao vídeo completo a seguir e expanda sua consciência!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE GRATIDÃO, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: A TRANSMUTAÇÃO OCORRE ATRAVÉS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

Transmutar significa: Fazer com que fique diferente; ir de um lugar para outro; mudar de uma circunstância para outra; transformar ou transformar-se: a felicidade transmutou-se em tristeza. No caso do desenvolvimento espiritual, transmutar é o mesmo que dar um salto quântico evolutivo e isso ocorre através da prática da GRATIDÃO. Um sentimento que pode ser comparado com o AMOR. O texto a seguir é um verdadeiro compendio acerca da GRATIDÃO. Por isso convido você a ler, refletir e fazer o seu juízo de valor!

É hora de transmutar

 em 

 

“Gratidão. Palavra interessante essa. Essa é uma palavra na qual eu identifico como amor. Ter gratidão é algo muito mais amplo do que a forma como estamos usando hoje em dia.

Melhor forma de demonstrar amor que não a sendo grato a tudo que acontece? Ter a sabedoria, serenidade e discernimento de entender que tudo que acontece é algo bom para crescimento espiritual, evolução.

Imaginemos um fim de relacionamento que, em muitas vezes, a carga negativa é maior do que tudo que fora vivido antes.

Vivemos o momento do rompimento como se aquilo fosse uma verdade absoluta de toda a trajetória vivida. Podem ter sido meses, anos ou décadas, mas o que fica, parece que o momento final ou o tempo final do relacionamento. Seja por desgaste, por traição, por omissão ou qualquer outro motivo, o que fica no coração por algum tempo é a raiva, a mágoa, o rancor.

Criamos diálogos imaginários em nossa cabeça de que poderia ter feito, falado para mudar aquilo. E normalmente a primeira coisa é: perdi tanto tempo da minha vida!

Somos ingratos naturalmente e para sermos gratos, precisamos parar, respirar, desacelerar e então trabalhar isso. Ainda não vem de dentro e, sim, algo racional. É ótimo, melhor do que nada. E todo início é racional até que se torne orgânico.

Acredito que jogar anos pretéritos pelo momento atual é conceito de ingratidão. Se fôssemos realmente gratos, não nos machucaríamos. Não seríamos tão apegados. Entenderíamos rapidamente que o que o outro fez é dele, pertence apenas a ele. Não temos o poder de machucar ninguém que não seja fisicamente.

Nós nos machucamos porque nos decepcionamos com o que nos é falado ou feito (ou não feito). Nós nos machucamos por aceitarmos aquilo como verdade. Porque uma ferida é exposta e isso nos faz mal. Queremos ser blindados e fazemos justamente o contrário abrimos a guarda ainda mais.

Se alguém, fisicamente, nos der uma pedrada, vai doer. E deveria doer apenas fisicamente. Acontece que dependendo da pessoa e/ou da circunstância, a pedrada dói na alma. Magoamo-nos por monstros nossos, criados por nós mesmos, dentro de nossas cabeças.

A vida nos dará coisas que machucam, mas nunca nos dará algo para sofrermos. Sendo a gratidão algo intrínseco nosso, nada nos ressentiria, pois entenderíamos que cada qual fará algo dentro de suas capacidades.

Focamos no que perdemos e esquecemos o quanto temos a agradecer. Chegaremos lá, todos nós, algum dia. Uns antes, outros depois, mas subiremos todos o mesmo podium, porque a vida não é uma pista de corrida, mas várias trilhas para o mesmo objetivo.

É mais fácil (muitos nem assim sentem a gratidão) estar num lugar lindo e dizer gratidão. O difícil é estarmos em qualquer lugar “ruim” (cada um sabe o que é ruim para si) e termos gratidão. Agradecer a cura, mas não sermos gratos pelo processo da doença. Se estivéssemos abertos ao que a vida nos dá, perceberíamos a cada instante que a vida é um eterno ensinamento. A vida é uma academia de musculação que a cada dia nos fortalece. Mas a decisão de agradecermos ao que passamos de “ruim” é de foro íntimo.

Percebo que quando estou numa fase que dá vontade de desistir, ao fazer exercício da gratidão as coisas se tornam mais leve e me faz olhar em outra direção.

Fico imaginando se isso fosse tão natural quanto respirar, como a vida seria ainda mais colorida. A leveza consiste em aceitarmos. Não significa não fazer nada e sim, compreender, entender e de forma tranquila saber o que será feito para mudar ou a coisa em si ou a direção a seguir.

Compreendendo que o que acontece em nosso externo é projetado do interno, e por isso lemos com frequência que ao mudar o nosso interno, o externo muda ou se queremos paz, temos que ter a paz dentro de nós.

É hora de começarmos a ser proativos e não reativos. Viver o momento presente sempre com gratidão no coração.

Eu, particularmente, não vejo melhor forma do que conseguir essa serenidade que não sendo meditação. Silenciar a mente para ouvir sua própria essência. Técnicas existem inúmeras e cada um tem que saber qual a melhor se adapta. Tudo é remédio ou veneno, depende de como será usado. Tem quem goste de silêncio, tem quem goste de músicas calmas, outros de músicas mais aceleradas. Isso é processo interno.

Silenciando a mente, viveremos o momento presente com gratidão, alegria, serenidade. Calar os diálogos internos que normalmente são verdadeiras discussões internas. Perda de tempo e energia.

É hora de transmutarmos. “

(Fonte: Blog Rashuah)

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A TRANSMUTAÇÃO OCORRE ATRAVÉS DA PRÁTICA DA GRATIDÃO

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A VIRTUDE DA PACIÊNCIA É A PONTE PARA A SABEDORIA

A nossa REFLEXÃO deste domingo, aqui na coluna DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL, é sobre a virtude da Paciência. Algo que precisa ser exercitado ao longo da vida, como uma lapidação. Virtudes não são propriedade de um determinado espírito, pois compõem a sua própria essência, mas muitas vezes estão adormecidas no âmago do ser. Por isso a necessidade de se lapidar. Por isso te convido a ler esse texto de grande sabedoria!

A virtude da paciência - Diário Itaporã

Ser paciente

É comum ouvir-se dizer que alguém perdeu a paciência.

Sendo a paciência uma virtude, parece estranha a ideia de que possa ser perdida.

Virtudes são conquistas do espírito, que as incorpora em seu modo de ser.

Não se trata de algo exterior, que o homem encontra e vê desaparecer sucessivas vezes.

Quem desenvolve uma virtude passa a ser melhor em determinado aspecto de sua vida imortal.

É possível perder-se apenas o que se possui, mas não o que se é.

Se uma característica nobre foi assimilada por alguém, ela não pode ser perdida.

A criatura genuinamente honesta jamais extravia a própria honestidade.

A pessoa bondosa não é privada repentinamente de sua bondade.

Assim, quando alguém afirma que perdeu a paciência é porque nunca chegou a ser verdadeiramente paciente.

Isso não significa que as virtudes surjam de um momento para o outro.

Elas devem ser paulatinamente elaboradas no íntimo do ser.

No longo processo de aquisição da nobreza interior, trava-se uma autêntica batalha entre os vícios e as virtudes.

É comum que certas quedas ocorram, pois se trata de um processo de transição.

Mas a verdade é que, enquanto a criatura titubeia entre atos nobres e mesquinhos, ela ainda está lutando contra si mesma.

Virtudes não são propriedade de um determinado espírito, pois compõem a sua própria essência.

Tanto é assim que habitualmente se fala que alguém é bondoso, e não que possui bondade.

Enquanto estamos com dificuldade para tolerar certas pessoas ou situações, ainda não somos pacientes.

No máximo, estamos lutando para incorporar essa virtude.

Afinal, é fácil conviver pacificamente com quem pensa igual a nós, ou suportar pequenos inconvenientes.

O teste para nossa fibra moral é suportar com serenidade grandes contrariedades ou provocações.

A verdadeira paciência é sempre exteriorização da alma que já realizou muito amor em si mesma.

Plena de amor, ela distribui os tesouros de seu afeto aos que a rodeiam, mediante a exemplificação.

A alma paciente já consegue considerar todas as criaturas como irmãs, em quaisquer circunstâncias.

Se necessário, ela esclarece a ignorância, mas sempre de modo fraterno.

Paciência é a tolerância esclarecida que revela a iluminação do ser que a manifesta.

Trata-se de uma conquista sublime, somente alcançada a custo de disciplina e esforço.

Para ser paciente é preciso domar os próprios impulsos inferiores.

Quem pretende ser tolerante deve cessar de ver problemas nos elementos externos, sejam pessoas ou circunstâncias.

Precisa compreender que todo o mal que atinge a criatura em evolução vem dela própria, de seu interior carente de renovação.

Quem percebe as suas sequelas morais, sem disfarces ou desculpas, naturalmente tende a olhar o próximo com tolerância.

Mas não basta apenas perceber os próprios problemas.

É necessário corrigi-los, com a adoção de novos padrões de comportamento.

A disciplina antecede a espontaneidade.

Transformar vícios em virtudes pressupõe disciplina e determinação.

Assim, para ser paciente é preciso esforço em tolerar as dificuldades e os defeitos alheios.

Mas também é indispensável trabalho concentrado para vencer os próprios vícios.

Pense nisso.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base na questão 254 do livro ‘O Consolador’, do Espírito Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. FEB.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL: A VIRTUDE DA PACIÊNCIA É A PONTE PARA A SABEDORIA

REFLEXÃO: O SEGREDO DA FELICIDADE, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia da coluna REFLEXÃO com Camila Zen. A curta história de hoje é “O Segredo da Felicidade”: Dizem que as crianças nascem sabendo todos os segredos do mundo, mas antes que possam nos contar, elas esquecem. Essa é uma curta história sobre um pai, um filho e o segredo da felicidade. Espero que essa história possa alegrar o seu dia ou o dia de alguém que você ama ❤️ Amor e luz, namastê 🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O SEGREDO DA FELICIDADE, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: A MANIFESTAÇÃO DO EU SUPERIOR DENTRO DE NÓS É O ESTADO DO SER

No nosso momento de REFLEXÃO desta terça-feira o aclamado e renomado Eckhart Tolle aborda o estado do ser como sendo o estado no qual o ser humano consegue se desprender do ego e se libertar dos pensamentos que povoam a nossa mente e corrompem o nosso consciente. Ao alcançar o estado do ser o homem está pronto para alçar um novo voo rumo a libertação.

O estado do Ser

 em 

 

No caso da maioria das pessoas, quase todos os pensamentos costumam ser involuntários, automáticos e repetitivos. Não são mais do que uma espécie de estática mental e não satisfazem nenhum propósito verdadeiro. Num sentido estrito, não pensamos – o pensamento acontece em nós.

A afirmação “Eu penso” implica volição. Ou seja, podemos nos pronunciar sobre o assunto, podemos fazer uma escolha. Mas isso ainda não é percebido pela maior parte das pessoas. “Eu penso” é uma afirmação simplesmente tão falsa quanto “eu faço a digestão” ou “eu faço meu sangue circular”. A digestão acontece, a circulação acontece, o pensamento acontece.

A voz na nossa cabeça tem vida própria. A maioria de nós está à mercê dela; as pessoas vivem possuídas pelo pensamento, pela mente. E, uma vez que a mente é condicionada pelo passado, então somos forçados a reinterpretá-lo sem parar. Quando nos identificamos com essa voz, ignoramos isso.

Se soubéssemos, não seríamos mais possuídos por ela, porque a possessão só acontece de verdade quando confundimos a entidade que nos domina com quem nós somos, isto é, quando nos tornamos essa entidade. Além da agitação do pensamento, embora não inteiramente separada dele, existe outra dimensão do ego: a emoção. Isso não quer dizer que todo pensamento e toda emoção pertençam ao ego.

Esses elementos se convertem no ego apenas quando nos identificamos com eles ou quando eles assumem o controle sobre nós, isto é, quando se tornam o eu. O ego não é apenas a mente não observada, a voz na cabeça que finge ser nós, mas também as emoções não observadas que constituem as reações do corpo ao que essa voz diz. A voz na cabeça conta ao corpo uma história em que ele acredita e à qual reage.

Essas reações são as emoções. Estas últimas, por sua vez, devolvem energia para os pensamentos que as criaram originalmente. Esse é o círculo vicioso entre emoções e pensamentos não questionados que suscita o pensamento emocional e a invenção de histórias emocionais. O componente emocional do ego difere de pessoa para pessoa. Em alguns casos, é maior do que em outros.

Os pensamentos que fazem o corpo disparar reações emocionais algumas vezes aparecem tão rápido que, antes de a mente ter tempo de expressá-los, o corpo reage com uma emoção, e esta é convertida numa reação. Esses pensamentos existem num estágio pré-verbal e podem ser chamados pressupostos não expressos, inconscientes. Eles se originam num condicionamento pessoal do passado, normalmente ocorrido na tenra infância. “Não se pode confiar nas pessoas” seria um exemplo desse pressuposto inconsciente numa pessoa cujos relacionamentos primordiais, isto é, com os pais ou irmãos, não foram de solidariedade e não inspiraram confiança.

Mais alguns deles: “Ninguém me respeita nem me valoriza. Preciso lutar para sobreviver. O dinheiro nunca é suficiente. A vida sempre nos decepciona. Não mereço a prosperidade. Não sou digno do amor.” Essas suposições inconscientes criam emoções no corpo que, por sua vez, geram atividade mental e/ou reações instantâneas. Dessa maneira, elas criam sua realidade pessoal.

A voz do ego perturba continuamente o estado natural de bem-estar do ser. Quase todo corpo humano se encontra sob grande tensão e estresse, mas não porque esteja sendo ameaçado por algum fator externo – a ameaça vem da mente. Há um ego vinculado ao corpo, que não pode fazer nada a não ser reagir a todos os padrões desajustados de pensamento que constituem o ego. Assim, um fluxo de emoções negativas acompanha o fluxo de pensamento incessante e compulsivo.

O que é uma emoção negativa? É aquela que é tóxica para o corpo e interfere no seu equilíbrio e funcionamento harmonioso. Medo, ansiedade, raiva, ressentimento, tristeza, rancor ou desgosto intenso, ciúme, inveja – tudo isso perturba o fluxo da energia pelo corpo, afeta o coração, o sistema imunológico, a digestão, a produção de hormônios, e assim por diante. Até mesmo a medicina tradicional, que ainda sabe muito pouco sobre como o ego funciona, está começando a reconhecer a ligação entre os estados emocionais negativos e as doenças físicas.

Uma emoção que prejudica nosso corpo também contamina as pessoas com quem temos contato e, indiretamente, por um processo de reação em cadeia, um incontável número de indivíduos com quem nunca nos encontramos. Existe um termo genérico para todas as emoções negativas: infelicidade.Será que as emoções positivas têm o efeito oposto sobre o corpo físico? Será que fortalecem o sistema imunológico, revigoram e curam o corpo?

Sim, com certeza, mas precisamos diferenciar as emoções positivas que são produzidas pelo ego das emoções mais profundas que emanam do nosso estado natural de ligação com o Ser. As emoções positivas geradas pelo ego já contêm seu próprio oposto no qual podem rapidamente se converter. Alguns exemplos: o que o ego chama de amor é possessividade e apego dependente, que podem se transformar em ódio em questão de segundos.

A expectativa em relação a um acontecimento, que é a supervalorização do futuro por parte do ego, transforma-se no oposto – abatimento ou decepção – quando aquilo termina ou não satisfaz as expectativas do ego. Sermos elogiados e reconhecidos nos faz sentir vivos e felizes num dia, enquanto sermos criticados ou ignorados nos faz sentir rejeitados e infelizes no dia seguinte.

O prazer de uma festa animada transforma- se em ressaca e em algo desinteressante na manhã seguinte. Não existe bom sem mau, nem alto sem baixo. As emoções produzidas pelo ego decorrem da identificação da mente com fatores externos que são, é claro, instáveis e sujeitos a mudanças a qualquer momento.

As emoções mais profundas não são emoções de maneira nenhuma, e sim estados do Ser. Elas existem dentro do âmbito dos opostos. Os estados do Ser podem ser obscurecidos, porém não têm opostos. Eles emanam de dentro de nós, como o amor, a alegria e a paz, que são aspectos da nossa verdadeira natureza.

(Eckhart Tolle – Um Novo Mundo)

Luz e Paz!!!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A MANIFESTAÇÃO DO EU SUPERIOR DENTRO DE NÓS É O ESTADO DO SER

REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA SOBRE O AMOR E A LOUCURA, POR CAMILA ZEN

A nossa REFLEXÃO desta sexta-feira é com a maravilhosa Camila Zen, que vai lhe contar uma história muito interessante. Você já ouviu dizer que o amor e a loucura andam juntos? Então ouça essa interessante história de como tudo começou!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: UMA HISTÓRIA SOBRE O AMOR E A LOUCURA, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: PESSOAS DESPERTAS VEEM A VIDA COM OS OLHOS DA ALMA

Estamos vivendo uma transição planetária e com ela um despertar de Consciência. Processo pelo qual a maioria da humanidade experimenta neste momento. A pessoa desperta enxerga o que a maioria das pessoas não vê. Ela consegue enxergar os 90% das coisas do universo que essa mesma maioria não enxerga. Por isso a pessoa desperta possui uma força que poucas coisas se comparam. Ao ler o texto completo a seguir você vai entender como essas pessoas vivem e se comportam!

A força de uma pessoa desperta

 em 

 

“Poucas coisas se comparam a força de uma pessoa desperta. Pessoas despertas são indomáveis, intuitivas e possuem a serenidade e a confiança daqueles que aprenderam a ver a vida com os olhos da alma. São pessoas que passaram por situações difíceis, viram sonhos que não se concretizaram, tiveram que se despedir de quem amavam e viram a vida colocar a prova toda confiança em si mesmas e na sua crença no bem.

Ainda assim curaram cada ferida com a sabedoria de quem acolheu a dor como uma sábia conselheira, e optou por guardar os seus ensinamentos ao invés de um acumulado de mágoas e desilusões. Por isso carregam um certo brilho no olhar, uma presença cheia de luz e de carisma e uma aura de aconchego que não passa despercebida.

São pessoas que não seguem o grande coletivo, não tem medo de parecerem ridículas por acreditarem no invisível e cuidam da sua energia, da sua mente, da sua alma e do seu coração como um templo a ser cuidado. Uma pessoa desperta aprendeu a honrar a si mesma, ama quem é, tem orgulho da sua trajetória, já não dá mais poder para as críticas ou julgamentos, assim como tampouco perde seu tempo julgando os demais.

Sabe que todos estamos entre a inconsciência e o despertar e que esse processo é algo sagrado e individual. Todos têm o seu tempo e seus próprios ‘despertadores’. É esse motivo que a pessoa desperta agradece por tudo e todos que passaram por sua jornada: os que a amaram e os que a despertaram. Porque é inevitável. Ninguém pode viver para sempre na dependência, na insegurança ou adormecido de si mesmo.

Às vezes a vida vai mesmo nos chacoalhar, pra que despertemos, para a nossa força, para o nosso poder, para a infinitude que habita em nós. É isso que traz a segurança da pessoa desperta. Não a segurança que menospreza a cautela, mas sim a segurança de quem está bem em ser quem é e que fez de si mesma um lugar de paz para se viver. Uma pessoa desperta, ajuda a despertar o mundo!”(Alexandro Gruber)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: PESSOAS DESPERTAS VEEM A VIDA COM OS OLHOS DA ALMA

REFLEXÃO: A DOR É UMA LEI DE EQUILÍBRIO E EDUCAÇÃO

A realidade da terceira dimensão na qual vivemos nossas experiências é de sofrimento e dor. A maioria das pessoas não questiona o porquê disso. Apenas uma minoria de buscadores se preocupa em questionar e quando isso acontece a resposta aparece. Para esses, os benfeitores espirituais vem nos esclarecer que a dor é uma lei de equilíbrio e educação. Ao ler o texto completo a seguir você compreenderá que a dor é um dos meios de que Deus se utiliza para nos chamar a Si e, ao mesmo tempo, nos tornar mais rapidamente acessíveis à felicidade espiritual, única duradoura.

A dor em nossas vidas

Você já parou para pensar na razão da existência da dor, do sofrimento, em nossas vidas?

Talvez num daqueles momentos de extrema angústia, em que o coração parece apertar forte, você tenha pensado em Deus, na vida, e gritado intimamente: por quê?!

Os benfeitores espirituais vem nos esclarecer que a dor é uma lei de equilíbrio e educação.

Léon Denis, reconhecido escritor francês, em sua obra “O Problema do Ser, do Destino e da Dor”, esclarece que o gênio não é somente o resultado de trabalhos seculares; é também a apoteose, a coroação de sofrimento.

De Homero a Dante, a Camões, a Tasso, a Milton, todos os grandes homens, como eles, têm sofrido.

A dor fez-lhes vibrar a alma, inspirou-lhes a nobreza dos sentimentos, a intensidade da emoção que souberam traduzir com os acentos do gênio, e que os imortalizou.

É na dor que mais sobressaem os cânticos da alma.

Quando ela atinge as profundezas do ser, faz de lá saírem os gritos sinceros, os poderosos apelos que comovem e arrastam as multidões.

Dá-se o mesmo com todos os heróis, com todas as pessoas de grande caráter, com os corações generosos, com os espíritos mais eminentes. Sua elevação mede-se pela soma dos sofrimentos que passaram.

Ante a dor e a morte, a alma do herói e do mártir revela-se em sua beleza comovedora, em sua grandeza trágica que toca, às vezes, o sublime, e o inunda de uma luz inapagável.

A história do mundo não é outra coisa mais que a sagração do espírito pela dor. Sem ela, não pode haver virtude completa, nem glória imperecível.

Se, nas horas da provação, soubéssemos observar o trabalho interno, a ação misteriosa da dor em nós, em nosso “eu”, em nossa consciência, compreenderíamos melhor sua obra sublime de educação e aperfeiçoamento.

A dor é um dos meios de que Deus se utiliza para nos chamar a Si e, ao mesmo tempo, nos tornar mais rapidamente acessíveis à felicidade espiritual, única duradoura.

É, pois, realmente pelo amor que nos tem que Deus envia o sofrimento.

Fere-nos, corrige-nos como a mãe corrige o filho para educá-lo e melhorá-lo; trabalha incessantemente para tornar dóceis, para purificar e embelezar nossas almas, porque elas não podem ser completamente felizes, senão na medida correspondente às suas perfeições.

A todos aqueles que perguntam:

para que serve a dor? A sabedoria divina responde:

para polir a pedra, esculpir o mármore, fundir o vidro, martelar o ferro.

***

A dor física é, em geral, um aviso da natureza, que procura preservar-nos dos excessos. Sem ela, abusaríamos de nossos órgãos até o ponto de os destruirmos antes do tempo.

Quando um mal perigoso se vai insinuando em nós, que aconteceria se não lhes sentíssemos logo os efeitos desagradáveis? Ele nos invadiria cada vez mais, terminando por secar em nós as fontes de vida.

É assim que, em nosso mundo, para o nosso crescimento, a dor ainda se faz necessária.

Momento Espírita, a partir do livro “O Problema do Ser, do Destino e da Dor, Léon Denis, cap XXVI.

Fonte: Momento de Reflexão

Continuar lendo REFLEXÃO: A DOR É UMA LEI DE EQUILÍBRIO E EDUCAÇÃO

REFLEXÃO: A ZONA DE CONFORTO É O MAIOR OBSTÁCULO A ASSIMILAÇÃO DAS NOVAS CRENÇAS

A resistência em assimilar novas crenças e paradigmas pela maioria da humanidade é a total submissão ao EGO poderoso e preguiçoso que impõe as pessoas o confinamento em sua “zona de conforto”. A partir disso as pessoas encontram todo tipo de desculpa como: não posso nem pensar em outra crença, pois estarei pecando, prefiro continuar com a minha velha crença e as dores que já conheço do que me submeter ao desconhecido e outras desculpas amarelas, só para não ter trabalho. O texto a seguir nos convida a uma séria REFLEXÃO sobre o porquê da resistência às novas crenças pela maioria das pessoas!

Crença e Resistência

 em 

 

“A maioria dos nossos hábitos e costumes é fruto da cultura e da tradição. Os nossos avós absorveram esses hábitos de seus progenitores e os comunicaram aos nossos pais; os nossos pais, por sua vez, passaram esses costumes a nós; nós, aos nossos filhos; os nossos filhos,… Se alguém, nessa cadeia, coloca em dúvida um desses conhecimentos, respondemos que sempre funcionou assim. Sobre esse mister, há, na gíria futebolista, uma frase célebre: “Time que está ganhando não se mexe”. Seguindo esse ritmo, o nosso pensamento se acomoda às coisas. O verdadeiro conhecimento exige uma ruptura desse status quo.

A inovação tem, em primeiro lugar, um caráter assustador. Teme-se perder o status, o emprego e a comodidade. Por isso, toda ideia nova sofre resistência. Em primeiro lugar, porque as pessoas, tão logo recebem a informação, não conseguem – de chofre – absorver o alcance total da proposição. Em segundo lugar, porque o medo acaba maculando o bom entendimento da nova proposta. As pessoas ficam na defensiva e não conseguem ver o lado positivo da mudança.

Cristo, em uma de suas passagens evangélicas, tratou desse problema, o da ideia nova. Ele disse que não tinha vindo trazer paz à Terra, mas a espada, que veio para separar o pai do filho, o filho da nora, e o homem da mulher. Interpretados ao pé da letra, podemos concluir que esses ensinamentos não foram veiculados pelo Mestre. Contudo, o que está por detrás dessas palavras é que a nova ideia, ou seja, os preceitos de sua doutrina, não seriam aceitos sem luta, sem contrariedade e sem discussões.

A mudança é uma proposição sempre bem-vinda. Mas, na hora de a colocarmos em prática? As dificuldades aparecem. Estar aberto ao novo não é tão fácil quanto poderíamos pensar. Quantas já não foram as vezes que propusemos mudar a nossa conduta? E depois? Voltou tudo como era. Dizemos: segunda-feira eu vou começar o meu regime; quando a segunda-feira chega, transferimos o problema para terça-feira, depois para quarta e assim sucessivamente, até chegarmos ao dia do são nunca.

A formação de hábitos salutares exige fortaleza de ânimo. Os novos paradigmas não podem ser uma extensão do passado, porque a continuidade dos costumes nada mais faz do que alimentar os automatismos do cérebro velho. Há necessidade de se romper com a mente velha, inclusive com os automatismos na prática do bem. O espírito tem que estar sempre livre, solto para criar condições de agir criativamente. A repetição apenas acomoda a nossa mente. A evolução do espírito exige movimento, reflexão.

Inovar é estar alerta para o que estiver acontecendo aqui e agora. Observe o computador: ele facilita a vida de muita gente. E quando ele começou a ser implantado? Não sofreu resistência das pessoas e das empresas?” (Sérgio Biagi Gregório)

Fica, então, esta reflexão.

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A ZONA DE CONFORTO É O MAIOR OBSTÁCULO A ASSIMILAÇÃO DAS NOVAS CRENÇAS

REFLEXÃO: O CAMINHO DO MEIO, UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE BUDA, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia de Camila Zen na coluna REFLEXÃO com suas histórias que deixam lições de sabedoria. Desta vez ela narra uma curta história sobre Buda sobre “o caminho do meio”. Quantas vezes nos pegamos querendo encontrar uma resposta 100% certa, um caminho, uma escolha 100% certa? Essa é uma curta história sobre Buda, que nos ensina a viver de uma forma mais leve e tranquila. Do meu coração pro seu, eu espero que essa história possa te ajudar ou ajudar alguém que você ama. Então assista ao vídeo completo a seguir, reflita e faça o seu juízo de valor!

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: O CAMINHO DO MEIO, UMA CURTA HISTÓRIA SOBRE BUDA, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: SÓ QUEM VIVE BEM OS AGOSTOS É MERECEDOR DA PRIMAVERA

Hoje, em nosso momento de REFLEXÃO temos um texto inspirador sobre o mês de agosto, que representa o momento de semear para colher em breve, a mudança de estação e anuncia com seus ventos o florescer da primavera com toda a sua beleza e pujança. É quando Deus deixa a natureza traduzir visivelmente o tempo das mutações. Então lhe convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Momento de semear para colher em breve

 em 

 

Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera! Lembro-me bem. Foi quando julho se foi, que um vento mais gelado, mais destemperado, que arrastava ainda folhas deixadas pelo outono, me disse algumas verdades.

Convenceu-me de que o céu começaria a apresentar metamorfoses avermelhadas. Que a poeira levantada por ele daria lições de que as coisas nem sempre ficam no mesmo lugar e que é preciso aceitar que a poeira só assenta depois que os redemoinhos se vão.

Foi quando julho se foi que a minha solidão me convidou para uma conversa. E me contou de tempo de esperas. E me disse que o barulho das árvores tinha algo a dizer sobre aceitação. E eu fiquei pensando como elas, as árvores, aceitam as estações que, se as estremecem, também lhes florescem os galhos. Mas tudo a seu tempo.

Foi em agosto que descobri que os cachorros loucos são, na verdade, os uivos que não lançamos ao vento. São nossos estremecimentos particulares que a nossa rigidez de certezas não nos permite encarar. O mês de agosto tem muito a ensinar. Porque agosto é mês jardineiro, é dentro dele, berço do inverno, que as sementes dormem. Aguardam seu tempo de brotar.

Agosto é guardador da boa-nova, preparador de flores. Agosto é quando Deus deixa a natureza traduzir visivelmente o tempo das mutações. Mude, diz agosto, em seu recado de sementes. Aceite, diz agosto, com seu jeito frio de vento que levanta poeira e a faz avermelhar o céu. Compartilhe, diz agosto. Agasalhos, sopas quentinhas, cafés com chocolate, abraços mais apertados – eles também aquecem a alma e aninham o corpo. Distribua mais afetos, que inverno é acolhimento, é tempo de preparar setembro.

E, de setembro, todos sabemos o que esperar. Esperamos a arrebentação das cores, que com seus mais variados nomes vêm em forma de flores. Vamos apreciar agosto, vive-lo com o espanto feliz de quem não desafia ventos. Que ele desarrume e espalhe suas folhas e levante suas poeiras. Aceite as esperas, mas coloque floreiras na janela. Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera! ( Miryan Lucy )

Luz e Paz!

(fonte: eter quintessência)

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: SÓ QUEM VIVE BEM OS AGOSTOS É MERECEDOR DA PRIMAVERA

REFLEXÃO: PARA REFLETIR COMO FUNCIONA A MANIPULAÇÃO DE MASSA

A nossa coluna REFLEXÃO desta sexta-feira está um pouco diferente, pois não nos chama a refletir sobre espiritualidade pura, mas sobre algo que tão importante quanto, pois aborda a psicologia das massas, para nos fazer entender como funciona a ideologização política sob a qual as massas mundo afora está se submetendo, tal qual uma rã quando colocada em uma panela em banho maria e vai cozinhando lentamente até entrar em inanição e morrer sem saber que morreu. O texto a seguir: IMINIZAÇÃO COGNITIVA vai te fazer compreender o porquê de ladrões como Lula estarem livres e correndo um sério risco de se eleger presidente da república depois de tudo que passamos nesse país por causa dele.

Ataque Aberto: A IMUNIZAÇÃO COGNITIVA

IMUNIZAÇÃO COGNITIVA

Porque ladrões ainda ganham seu voto!!

Como trabalho com Neurociência aplicada a negócios, e ministro cursos de psicologia e neurociência aplicada ao comportamento, trabalhamos em algumas formações temas como “Lavagem cerebral” e “Manipulação de massa”, de tal forma que fui levado ao termo “Imunização Cognitiva”…

Através deste viés conseguimos compreender como funciona a crença e a fidelização de pessoas inteligentes em defender políticos evidentemente corruptos e ladrões, e, ainda que em seu intimo, busquem a mudança real para o país e o bem comum, continuam buscando seus ídolos antigos como salvadores, desconstruindo e desconsiderando contextos, provas, evidências, imagens, depoimentos e tudo que tange o real perfil de seu ícone/líder supremo…

Muito usado em ambientes que envolvem a fé como premissa de construção de crença, a imunização cognitiva é um escudo que permite que as pessoas se agarrem a valores e credos, mesmo que fatos objetivos demonstrem que eles não correspondem à verdade. A pessoa cognitivamente imunizada transita no terreno da fé da ideologia e do sonho futuro, que dispensa o raciocínio lógico. Para ela, argumentos lógicos não têm relevância, sendo os argumentos, minimizados, desacreditados ou menos relevantes, sendo o fim, justicando os meios.

E então assistimos gente estudada, inteligente, articulada, evidentemente sem intenção de tirar nenhuma vantagem ou proveito material de tal situação, defendendo em público o indefensável.

Como é que essas pessoas chegam a esse ponto?

Bem, existem ao menos cinco fases no processo de imunização cognitiva.

Primeira fase: Isolamento de quem tem opiniões contrárias, protegendo suas ideias. A pessoa vai eliminando de seu convívio ou mesmo de sua atenção, quem pensa diferente.

Segunda fase: Redução da exposição às ideias contrárias. Passa a ler e ouvir apenas as opiniões em linha com seus credos. Nos estados totalitários, é quando a liberdade de expressão passa a ser ameaçada, quando a imprensa perde a liberdade, quando vozes dissidentes são caladas. É quando os processos educacionais adotam opiniões selecionadas, com autores e textos cuidadosamente escolhidos para seguir apenas uma visão de mundo.

Terceira fase: Conexão dos credos à emoções poderosas. Se você não seguir aquelas ideias, algo de ruim pode acontecer. Lembra do “Se você pecar, vai para o inferno?”, ou, “Se você não votar naquele candidato, sua vida, suas economias, seus benefícios estarão em perigo”…

Quarta fase: Associação a grupos que trabalham para combater as idéias dos grupos contrários. Isso acontece não só em política, mas até mesmo na ciência, quando métodos de investigação científica focam nas fraquezas das teorias adversárias, ignorando os pontos fortes. Em outra perspectiva, buscar enfatizar somente o lado ruim da outra parte, justificando a apatia, ou pensamentos contrários que possam contribuir como colapso alheio.

Quinta fase: A repetição. Repetição, repetição, repetição. Cria-se um tema, um lema, simbolo ou slogan que materializa um determinado credo ou visão, que passa a ser repetido como um mantra, numa técnica de aprendizado incondicional. Os gritos de “Não vai ter golpe”, por exemplo, não é uma criação espontânea, obra do acaso. É pensado, calculado. Sua repetição imuniza cognitivamente as pessoas contra os argumentos a favor do impeachment, assim como tantos outros, de fácil absorção, e fácil repetição para qualquer classe, credo ou nível intelectual.

Os especialistas em psicologia das massas sabem que nossas mentes evoluíram muito mais para proteger nossos credos que para avaliar o que é verdade e o que é mentira.

Principalmente quando este senso de percepção tem relação com elementos como “Justiça, moralidade e ética”, elementos coordenados pelo nosso córtex pré frontal, porém profundamente afetados pelas questões emocionais, como Raiva, Desprezo, Nojo, Vergonha, Tristeza, entre outras, ativadas no sistema límbico, e, que, sobre forte estimulo, superam as áreas morais, amortecendo sua atividade, ou seja, você, literalmente deixa de raciocinar sob forte pressão emocional.

Além das vias normais que geram as emoções interpretadas como negativas, como medo e ansiedade, nas quais razão e emoção se integram e neste ponto há um equilíbrio nas tomadas de decisões, Joseph Le Doux descobriu uma via que ele chamou de “Shortcut”. Essa via é ativada quando a situação é de extremo perigo ou extrema raiva. Neste caso, ela não passa pela área racional, o pré-frontal, então as emoções instintivas ficam livres para agir, nos tornando cegos a quaisquer tipo de evidências racionais.

Os especialistas em comunicação constroem retóricas fantásticas, com intenção de desviar o tema principal e, especialmente, imunizar cognitivamente os soldados da causa.

E aí, meu caro, minha cara, não adianta mostrar o vídeo, o recibo, o cheque, o testemunho do caseiro, a ordem da transportadora, o grampo telefônico… O imunizado cognitivo está vacinado contra fatos objetivos tangíveis ou intangíveis.

Tá explicado então? Se você está se sentindo entorpecido das idéias, incapaz de descer do muro, disposto a olhar o outro lado, cego diante de uma crença totalmente unilateral, provavelmente alguém está lhe ministrando umas doses de imunizante cognitivo.

Estar “Consciente”, é um exercício de grande esforço, estamos 95% de nosso tempo em estado automático “Inconsciente”, de tal forma que, somente mediante muito esforço e análise critica, conseguimos discernir as reais intenções do imunizantes cognitivos a nossa volta, principalmente diante de tanta falta de informação, informações alteradas, maquiadas e distorcidas, fica quase impossível colocar-se em um lado, assumir uma luta, ou dar a cara a tapa por algo ou alguém que nem sabe, ou, não da a mínima se você existe.

Prof. Alexandre Rodrigues
Continuar lendo REFLEXÃO: PARA REFLETIR COMO FUNCIONA A MANIPULAÇÃO DE MASSA

REFLEXÃO: FAZER A TRAVESSIA DE OLHOS BEM ABERTOS EVITA ATALHOS INDESEJADOS

O texto desta terça-feira, aqui na coluna REFLEXÃO, nos remete a uma postura de muita coragem e determinação, que poucas pessoas ousam enfrentar, em virtude da dimensão ilusória sob a qual estamos submetidos. É comum as pessoas fecharem os olhos durante a travessia, posto que um dos termos mais utilizados atualmente é: “fazer vista grossa”, já que a maioria das pessoas não querem sair da sua zona de conforto. Preferindo sofrer e sentir uma dor que já conhece do que encarar a dureza da realidade que pode lhes conduzir a autolimpeza e autocura. Por isso te convido a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor! 

Não feche os olhos durante a travessia

 em 

 

“Quando olhamos para tudo o que vem acontecendo ao nosso redor, somos inevitavelmente colocados no lugar de ter que tomar algumas posições na vida.

Pense numa linha. Alguns de nós estão lá, num dos extremos dessa linha. Escolhem abrir mão de se envolverem com o que acontece ao seu redor. Procuram fingir que nada acontece. Dóceis reféns, acreditam no que lhes dizem para acreditar, não se aprofundam, não ouvem a si mesmos. Vivem em suas bolhas, numa espécie de cegueira, que faz com que responsabilizem “os outros” pelo que quer que aconteça.

No outro extremo estão aqueles que se acreditam detentores da verdade. Armados com suas próprias crenças, querem convencer os outros de que estão errados. Hipnotizados por seus egos, se tornam facilmente bélicos, polarizados, e também responsabilizam os outros, o “outro lado” por toda a injustiça que acreditam viver.

Não é fácil escapar desses dois extremos. Aqueles que conseguem, buscam “dentro de si” algum tipo de orientação. Buscam enxergar a realidade, por mais dura que seja. A realidade, hoje, é que estamos em meio à uma onda de extremo controle, rodeados de mentiras, manipulações, ganância, egoísmo, censura e pouquíssima consciência. É difícil enxergar isso, mas é preciso.

Ver a feiura de todos nós assim exposta não é fácil. O desafio é enxergar tudo isso, sem negar , e sem ser dominado, pelas emoções que essa visão nos evoca. Lembrem-se de que somos cocriadores. Criamos a partir da nossa emoção. Então, se eu enxergo a sombra, no outro e em mim, se olho para as emoções que vem à tona, sem me perder de minha luz, isso é algo bom, pois me permite uma ação de limpeza e cura.

Mas se eu for dominado por essa sombra, me “tornando” o medo, a raiva, a tristeza, então me torno sua cocriadora. Percebem? A diferença parece sutil, mas é enorme. Precisamos andar por um caminho estreito e escorregadio. Mantenha seus olhos abertos, mas jamais se perca de seu coração. Não feche os olhos durante a travessia, mas tampouco lhe dê poder para tirar você de sua confiança na vida. Acreditem. Nós podemos fazer isso, juntos, guiados pela luz , a única verdade deste Universo.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: FAZER A TRAVESSIA DE OLHOS BEM ABERTOS EVITA ATALHOS INDESEJADOS

REFLEXÃO: O QUEBRADOR DE PEDRAS, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira também é dia de REFLEXÃO, com Camila Zen, que nos conta uma história sobre os nossos desejos, talvez infinitos. Na verdade, não, não sobre os desejos em si, mas sobre desfrutá-los ou não quando os alcançamos. Sobre um querer sem fim. Sobre estarmos presos em uma roda sem parar pra refletir… e apreciar… Apreciar, é viver a vida! Quando ficamos muito presos lá na frente, no futuro, sempre focando no próximo passo, fica difícil apreciar o presente, ou seja, apreciar a vida. Que você tenha muitos sonhos pra ser seu combustível de seguir em frente, mas que também tenha muita clareza pra apreciar cada passo, cada fase. Com carinho, do meu coração pro seu, e pro das pessoas que você ama. Amor e luz, namastê!

Fonte:

 

Continuar lendo REFLEXÃO: O QUEBRADOR DE PEDRAS, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

O nosso texto de REFLEXÃO desta terça-feira fala de leveza, de soltar-se, de ascender-se, pois o a saída é para cima, rumo a liberdade, através da luz, pois somos filhos da luz e seremos guiados em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão para uma dimensão feita de paz, onde não há dor nem sofrimento. Portanto, leia o texto completo a seguir, faça sua reflexão e faça o seu juízo de valor.

Fique leve

 em 

 

“Quando o medo bater à sua porta, pois todos nós, humanos, temos sido por ele visitados neste momento planetário, eleve seus olhos ao céu.

Olhe para o Sol, para as estrelas, para o movimento das árvores. Sinta a brisa acariciando sua pele. Ouça o canto de um pássaro e lembre-se : – Tudo é energia. Você é luz. Seu corpo é luz.

Quando nos lembramos disso, somos convidados a confiar nessa luz. Você confia na luz? Mesmo quando tudo está escuro? Ouça, a luz que você é vai guiar você através da escuridão. Você não precisa conhecer o caminho, não precisa se antecipar ou tentar controlar as coisas para que isso aconteça.

O que você precisa é manter uma conexão com a luz. Recebemos, a cada instante, tudo o que necessitamos para o nosso bem, e para o bem maior. A voz do amor (outro nome da luz) sussurra com delicadeza em nossos ouvidos. Nos fornece instruções, direcionamento, acolhimento.

Podemos receber tudo o que necessitamos. Apenas precisamos estar atentos. Ouvir essa voz é a única proteção real neste momento. Seremos intuitivamente guiados. Para ouvir sua voz interior, sua intuição, você precisa confiar na luz, confiar no amor, nessa força inteligente que criou tudo o que existe, nessa força que tudo sabe, que tudo pode.

Feche os olhos. Respire. Dissolva o medo ao entregá-lo à essa força. Você é um filho da luz e será guiado em meio à ilusão do caos que paira na terceira dimensão, nesta camada de espaço/tempo. Nos moveremos para uma dimensão feita de paz.

Para facilitar isso, fique leve. Torne sua vida leve. Solte os excessos, os apegos, as crenças, as bagagens que acumulou em sua vida. Solte e confie. Permita-se ser guiado pela sua luz. A saída é para cima.” (Patricia Gebrim)

Luz e Paz!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: SOLTE-SE, FIQUE LEVE E SE DEIXE SER GUIADO PELA LUZ!

REFLEXÃO: A HISTÓRIA DO MENINO MAIS RICO DO MUNDO, POR CAMILA ZEN

Sexta-feira é dia de REFLEXÃO, aqui no Blog do Saber, com Camila Zen. Hoje ela conta uma história sobre uma família muito rica e ensinamentos passados de pai pra filho… ou seria de filho pra pai?… Depois de ouvir a história, me conta, o quão rico você se sente? Eu espero que essa história possa trazer um pouco de luz pro seu dia e pro dia das pessoas que você ama 🧡

Amor e luz, Namastê 🧡✨🙏🏼

Fonte:

Continuar lendo REFLEXÃO: A HISTÓRIA DO MENINO MAIS RICO DO MUNDO, POR CAMILA ZEN

REFLEXÃO: A MENTE RACIONAL E A CONSCIÊNCIA INTUITIVA

Não é a toa que Eckhart Tolle é um dos mais respeitados pensadores de todos os tempos. Citado por pelo menos 9 de cada 10 estudiosos da mente humana. No texto escolhido para a nossa REFLEXÃO de hoje o extraordinário pensador faz um paralelo entre a mente racional e a consciência humana, mostrando que somos todos Consciência e que a mente racional pode ser muito poderosa, mas está resumida e restrita aos pensamentos e não alcança de longe o que na realidade é a nossa consciência. Convido você a ler o texto completo a seguir, refletir e fazer o seu juízo de valor!

Para além da mente racional

 em 

 

“É muito fácil uma pessoa ficar encarcerada nas suas próprias prisões conceituais.

Na ânsia de conhecer, de entender e controlar, a mente humana confunde as suas opiniões e pontos de vista com a verdade. Afirma: isto é assim.

Teremos de ser mais abrangentes do que o pensamento para percebermos que qualquer interpretação que se tenha sobre a “nossa vida” ou a vida e o comportamento dos outros, qualquer juízo que se faça sobre uma situação não é mais do que um ponto de vista, uma de muitas perspectivas possíveis.

Não passa de um amontoado de pensamentos. A realidade é um todo uno, onde todas as coisas estão entrelaçadas, onde nada existe em si e por si mesmo. Porém, o pensamento fragmenta a realidade, retalha-a em mil e um pedaços conceituais.

A mente racional pode ser um instrumento útil e extraordinário, mas também muito limitativo quando se apodera completamente da vida e o impede de ver que a mente não passa de um aspecto bastante diminuto da consciência que nós somos. ” (Eckhart Tolle – A Voz da Serenidade)

Luz e Paz!!

Fonte: Sabedoria Universal

Continuar lendo REFLEXÃO: A MENTE RACIONAL E A CONSCIÊNCIA INTUITIVA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar

Fechar Menu
×

Carrinho