POLÊMICA: IBOPE ADMITIU QUE PESQUISA DE INTENÇÃO DE VOTO DO SEGUNDO TURNO EM PORTO ALEGRE NÃO FOI BOA

CEO do Ibope pede desculpa

Raul Holderf Nascimento

Publicado 

em

Por Raul Holderf Nascimento

A CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari, admitiu que a pesquisa de intenção de voto do instituto em relação ao segundo turno em Porto Alegre, divulgada um dia antes do pleito, “não foi boa”.

Ao ser entrevistada pelo programa Timeline, da Rádio Gaúcha, Márcia pediu desculpas aos porto-alegrenses pelo fato.

De acordo com ela, a empresa segue analisando as causas que podem explicar a diferença tão expressiva entre o apontamento da pesquisa da véspera e o resultado das urnas.

“A gente não teve um bom desempenho na última pesquisa. Inclusive, pedimos desculpas aos porto-alegrenses.”

Na véspera do segundo turno para a prefeitura de Porto Alegre, o Ibope dava 51% dos votos válidos para Manuela D’Ávila (PCdoB) e 49% a Sebastião Melo (MDB).

No entanto, na votação, Melo ficou nove pontos à frente da candidata comunista (54% a 45%), diferença bem superior ao que estipulava a margem de erro de três pontos.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo POLÊMICA: IBOPE ADMITIU QUE PESQUISA DE INTENÇÃO DE VOTO DO SEGUNDO TURNO EM PORTO ALEGRE NÃO FOI BOA

POLÊMICA: O APRESENTADOR SIKÊRA DENUNCIOU MAIS UMA SÓRDIDA ARMAÇÃO DO PSOL

Sikêra denuncia articulação do PSOL e pede o empenho da sociedade: “Bando de pedófilos” (veja o vídeo)

Fotomontagem ilustrativaFotomontagem ilustrativa

O apresentador Sikêra Jr, da Rede TV, denunciou nesta segunda feira, dia, 26, mais uma sórdida armação do PSOL, que atenta contra a família brasileira e a segurança das crianças em todo o país.

Segundo o apresentador, o partido entrou com recurso no STF para obrigar o ensino e a promoção da ideologia de gênero em TODAS as escolas do Brasil.

Isso mesmo, o PSOL mais uma vez luta contra as famílias e as crianças do país, buscando implantar suas políticas nefastas, sem qualquer respaldo científico, mas que vai agradar a toda a esquerda, pedófilos, estupradores e demais interessados em se aproveitar e expor as crianças a todo o tipo de abusos.

Ignorando a vontade da maioria esmagadora da população.

A esquerda não se cansa de investir contra a sociedade, a família, a moral e os bons costumes.

Está no DNA deles destruir tudo aquilo que eles não são capazes de fazer.

O pedido vai ser julgado pelo STF no dia 11 de novembro.

Veja o vídeo:

Continuar lendo POLÊMICA: O APRESENTADOR SIKÊRA DENUNCIOU MAIS UMA SÓRDIDA ARMAÇÃO DO PSOL

POLÊMICA: NOVO PARLAMENTO VENEZUELANO DEVE AVALIAR CASAMENTO GAY, DIZ NICOLÁS MADURO CITANDO PAPA FRANCISCO

Nicolás Maduro cita papa Francisco e diz que novo Parlamento venezuelano deve avaliar casamento gay

Marcos Rocha

Publicado 4 horas atrás 

em 23.10.2020 por   

Carlos Becerra/Bloomberg

 

O ditador venezuelano, Nicolás Maduro, defendeu nesta última quinta-feira (22) que a Assembleia Nacional do país debata o casamento entre pessoas do mesmo sexo durante o próximo mandato que começa no início de janeiro.

O socialista citou comentários do papa Francisco apoiando a união civil homoafetiva, conforme noticiado pelo Conexão Política. O pontífice não citou a palavra ‘casamento’ em suas declarações, que ao menos no Brasil possui natureza jurídica diferente da união civil.

No entanto, as afirmações do papa, divulgadas nesta semana, foram o sinal mais claro já utilizado pelo líder da Igreja Católica em defesa das pessoas homossexuais.

A instituição do casamento gay não é legal atualmente na Venezuela, que possui população majoritariamente católica.

“Eu tenho amigos e conhecidos que estão muito felizes com o que o papa disse ontem”, afirmou Maduro em um evento com líderes do Partido Socialista antes das eleições legislativas, marcadas para 6 de dezembro. ”

“Não tenhamos medo de debater todos os temas, o aborto, o casamento igualitário”, disse.

E finalizou: “Eu vou deixar essa tarefa, a tarefa do casamento LGBT, para a próxima Assembleia Nacional”.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo POLÊMICA: NOVO PARLAMENTO VENEZUELANO DEVE AVALIAR CASAMENTO GAY, DIZ NICOLÁS MADURO CITANDO PAPA FRANCISCO

JUSTIÇA, POLÊMICA: OPINIÃO SOBRE INVESTIGAÇÃO DO PRESIDENTE DA OAB ESTÁ LONGE DA UNANIMIDADE

Investigação sobre Felipe Santa Cruz racha OAB

 JUDICIÁRIOPOLÊMICA

A investigação sobre possíveis irregularidades na decisão de Felipe Santa Cruz de conceder pensão a um ex-funcionário da OAB causou um racha no Conselho Federal da entidade, que reúne representantes da advocacia das 27 unidades da federação.

Ontem, os presidentes das seccionais da Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina não ratificaram uma nota de apoio lançada pelos dirigentes dos demais estados a Santa Cruz.

A nota diz que o presidente da OAB é “possuidor de confiança e exerce com firmeza a liderança da advocacia e da sociedade brasileira, propugnando pela defesa dos valores democráticos e republicanos”.

A opinião está longe da unanimidade dentro da classe.

Fonte: Blog do BG

Continuar lendo JUSTIÇA, POLÊMICA: OPINIÃO SOBRE INVESTIGAÇÃO DO PRESIDENTE DA OAB ESTÁ LONGE DA UNANIMIDADE

POLÊMICA: DEPOIS DE PEDIR O BOICOTE AOS PRODUTOS BRASILEIROS, PAULO COELHO SE ARREPENDE

 

Paulo Coelho envergonha o país e pede boicote aos nossos produtos. Depois, se arrepende…

LER NA ÁREA DO ASSINANTE

Paulo Coelho

As máscaras vão se despedaçando…

Torcer contra o país é grave.

Pior, então, é atuar diretamente contra o Brasil.

É o caso do escritor Paulo Coelho.

Neste domingo (13), ele usou o Twitter para pedir boicote às exportações dos produtos brasileiros.

Um ato, no mínimo, antipatriótico. Uma traição ao povo brasileiro.

Massacrado nas redes sociais, apagou o tuíte.

Mas, a máscara já havia caído…

FONTE: Jornal da Cidade Online

 

Continuar lendo POLÊMICA: DEPOIS DE PEDIR O BOICOTE AOS PRODUTOS BRASILEIROS, PAULO COELHO SE ARREPENDE

POLÊMICA : OS ESCÂNDALOS DO CONSÓCIO NORDESTE EM DOSSIÊ

 

Exclusivo: Dossiê com os escândalos do Consórcio Nordeste! 

Criado em 2019, o Consórcio Nordeste reúne nove estados e já está envolvido em polêmicas até o pescoço! Em entrevista exclusiva à TV Jornal da Cidade Online, o jornalista Eduardo Negrão explica em detalhes como funciona o consórcio, as investigações em andamento, e os interesses que existem por trás desse grupo.

“O Consórcio Nordeste, em tese, seria um consórcio para maximizar recursos, essa figura é muito comum em municípios. Esse Consórcio Nordeste tem um aspecto um pouquinho diferente, primeiro o viés ideológico, todos os governadores são de oposição ao governo federal. Tivemos um evento que poderia provocar uma ação em conjunto, o vazamento do petróleo em vários estados do nordeste, no entanto, o consórcio passou em branco, não se posicionou sobre isso. Não obstante, o grupo já fez várias cartas de repúdio contra o governo federal pelos mais variados motivos”, explicou o jornalista.

Consórcio comprou respiradores da Hempcare, produtora de derivados de maconha

Em abril, o Consórcio Nordeste fez uma compra de 300 respiradores da empresa Hempcare, por R$ 49 milhões. A empresa, que comercializa produtos derivados de maconha, não entregou os equipamentos e está sendo investigada pelo Ministério Público Federal (MPF), no âmbito da operação Ragnarok.

“Essa Hempcare, quando foi assinado o contrato, tinha menos de 1 ano de funcionamento, ou seja, não tinha expertise em área nenhuma, e se joga R$ 49 milhões para essa empresa que só tinha 3 funcionários e um capital de R$ 100 mil, menos de 0,25% do valor. Ou os governadores do nordeste são ingênuos ou desinformados ou tem alguma coisa esquisita”, apontou o jornalista.

Alguns governadores, inclusive, pagaram adiantado pelos serviços da empresa, como revela Negrão:

“Todo mundo sabe, quem faz negócio com o governo, sabe que as negociações são demoradas, e sabem que governo leva algum tempo para pagar, até pelos procedimentos burocráticos envolvidos, apesar da dispensa de licitação. Esses R$ 49 milhões foram pagos adiantados, mas teve gente que se adiantou ainda mais. A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, ela pagou 15 dias antes da assinatura do contrato, ou seja, vai confiar assim… E o governador do Maranhão, Flavio Dino, pagou 9 dias antes da assinatura do contrato, uma coisa absolutamente fora dos padrões de gestão pública”, explicou o jornalista.

Negrão ainda elencou mais ações no mínimo “estranhas” dos governadores Fátima Bezerra, Flávio Dino, e outros do Consórcio Nordeste, ao que parece, criado mesmo para fazer oposição ao governo federal e facilitar operações entre governadores do grupo e seus parceiros.

Além da Ragnarok, na Bahia, outras operações estão sendo realizadas para investigar ações do Consórcio Nordeste, como a operação Parabellum, da Polícia Federal, no Pará, operações Antídoto e Apneia, ambas em Pernambuco… tudo isso investigando compras para o combate à COVID-19. (Veja o vídeo)

Fazem parte do Consórcio Nordeste os seguintes estados:

  • Pernambuco – Governador Paulo Câmara (PSB)
  • Maranhão – Governador Flavio Dino (PCdoB)
  • Rio Grande do Norte – Governadora Fátima Bezerra (PT)
  • Bahia – Governador Rui Costa (PT)
  • Piauí – Governador Wellington Dias (PT)
  • Ceará – Governador Camilo Santana (PT)
  • Alagoas – Governador Renan Filho (MDB)
  • Sergipe – Governador Belivaldo Chagas (PSD)
  • Paraíba – João Azevedo (PSB)

 

Continuar lendo POLÊMICA : OS ESCÂNDALOS DO CONSÓCIO NORDESTE EM DOSSIÊ

PANDEMIA: AÇÃO DOS EMPRESÁRIOS MARCELO ALECRIM E TOINHO DA STERBOM CHEGA EM BOA HORA

Na coluna PANDEMIA desta segunda-feira estamos publicando uma notícia muito boa para a população carente do RN. Os empresários Marcel Alecrim do Grupo ALE e Toinho da Sterbom se unem em ação no combate ao COVID-19. Álcool a 70% será em grande quantidade será doado pela ALE e embalado e distribuído pela STERBOM para as comunidades carentes do RN. Leia o artigo de Ana Ruth Dantas a seguir e saiba de todos os detalhes!

Empresários Marcelo Alecrim e Toinho da Sterbom se unem em ação para doar álcool 70% a comunidades carentes do RN

O combate ao coronavírus requer responsabilidade e união de todos. Como exemplo, dois empresários potiguares se juntaram para criar uma campanha de doação para as comunidades carentes do Rio Grande do Norte. O empresário Marcelo Alecrim lançou iniciativa para doar álcool de farmácia para pessoas de baixa renda do Rio Grande do Norte. A ação se dará em parceria com a empresa STERBOM que se encarregará da embalagem e distribuição do produto nas diversas regiões do estado.
O uso do álcool a 70% na desinfecção das mãos e de objetos é uma das medidas mais recomendadas para conter o avanço do coronavírus. O seu uso é bastante difundido e atualmente é produto escasso no comércio tendo seu preço inflacionado pela grande procura.
A pandemia da COVID-19 começou atingindo as classes média e alta. O grande temor agora é com sua chegada às comunidades carentes onde faltam meios para práticas básicas de prevenção devido à falta de dinheiro inclusive para comprar álcool.
A iniciativa de Marcelo Alecrim, do grupo Ale Combustíveis, e da Sterbom, é uma primeira ação voltada para essas comunidades que vivem em difíceis condições sanitárias, de moradia e de renda. Ações como esta são consideradas de grande valia para diminuir o número de pessoas infectadas pelo corona, reduzindo a busca por hospitais e evitando mortes.
Segundo dados do cadastro único dos programas sociais do Governo Federal, o RN tem cerca de 340 mil famílias abaixo da linha de pobreza. Marcelo e Toinho esperam contar com a participação de outros empresários que possam ampliar a sua iniciativa chegando a todas as pessoas nessa condição de renda, com a maior brevidade possível.

A logística de distribuição do álcool doado pelos empresários se dará através da rede de unidades básicas e de agentes comunitários de saúde já que não poderá ocorrer entrega massiva com aglomeração de pessoas. Os agentes de saúde estão presentes em todos os municípios e nos bairros mais carentes da capital.

Fonte: Política em Foco

Continuar lendo PANDEMIA: AÇÃO DOS EMPRESÁRIOS MARCELO ALECRIM E TOINHO DA STERBOM CHEGA EM BOA HORA

POLÊMICA: REPORTAGEM DA GLOBO É FLAGRANTE DISTORÇÃO DE VALORES E PÉSSIMA INFLUÊNCIA À SOCIEDADE

Caro(a) leitor(a),

A nossa coluna POLÊMICA desta segunda-feira trás um assunto que está repercutindo com muita força nas redes sociais. O caso da transsexual Suzy de Oliveira que foi entrevistada pelo Dr. Dráuzio Varela em reportagem produzida pela Globo sobre a vida e o tratamento das presas trans nos presídios. A Globo omitiu uma informação crucial propositadamente com o intuito de causar comoção e empatia do telespectador com a presa Suzy, numa matéria propagandista tentando passar para a sociedade que um monstro assassino é vítima da sociedade. Uma reportagem francamente criminosa que merece uma retratação da direção da Globo com a sociedade e em particular com os familiares do garoto assassinato.Esse é mais um flagrante do movimento ideológico da esquerda tentando inverter os valores no seio da sociedade brasileira através de um poderoso veículo de comunicação que influência uma grande fatia da sociedade.  Leia o artigo do Jornal da Cidade On Line e assista o vídeo com as análises dos comentaristas do programa Morning Show a seguir e tire as suas conclusões!

Desmascarada, Rede Globo produz “fake news” para tentar justificar o injustificável (veja o vídeo)

Apresentadores do Fantástico

O programa diz que “não divulgou os crimes das entrevistadas porque este não era o objetivo” e “apoiou integralmente” a nota do médico Dráuzio Varela.

Não é verdade.

Os crimes certamente eram de conhecimento da produção do programa.

Nesse sentido, a alegação é desmentida na própria reportagem, quando o crime da transsexual Lolla – roubo – é mencionado.

A página Caneta Desesquerdizadora editou o material para comprovar a mentira.

Veja o vídeo:

da Redação

Fonte:

Continuar lendo POLÊMICA: REPORTAGEM DA GLOBO É FLAGRANTE DISTORÇÃO DE VALORES E PÉSSIMA INFLUÊNCIA À SOCIEDADE

POLÊMICA: GOVERNO INTERVEM NA ADMINISTRAÇÃO DE BLOQUEADORES HORMONAIS À UMA CRIANÇA TRANS

Nesta terça-feira voltamos com o tema administração de bloqueadores hormonais à crianças “trans” com a coluna POLÊMICA, pois é debate internacional, visto que não só o caso do menino americano que publiquei ontem se tornou polêmica global, como o caso do garoto Ashley do Reino Unido também virou polêmica. Então é um tema atual que a sociedade não pode mais deixar de discutir e tirar suas conclusões. Portanto leia a reportagem a seguir e entenda o que está acontecendo por ai e a quantas anda a parte legal para se administrar esse delicado problema.

Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido administrará bloqueadores hormonais à criança “trans” de 12 anos

Thaís Garcia

Publicado em 16.12.2019

Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido administrará bloqueadores hormonais à criança “trans” de 12 anos 20

Imagem: Terri Lammin /SWNS

Nascido menino, Ashley ‘Ash’ Lammin, cujo nome foi legalmente alterado por uma escritura, afirma ser uma “garota” nascida no “corpo errado” desde os três anos de idade. Sua mãe Terri parece nunca ter desencorajado essa ideia.

“Eu nunca pensei que fosse uma fase, Ash era apenas Ash. Quando ela tinha três anos, ela me disse: ‘Eu sou um garoto porque você me deu o nome de um garoto – a culpa é sua’. Lembro-me de me sentir horrível, porque ela me culpou”, disse a mãe ao jornal Metro.

“Eu nunca me deparei com isso antes e apenas aceitei. Eu apenas pensei na época: ‘se ele está feliz, bem, isso é o principal’”, completou a mãe de Ash.

Terri Lammin, que educa seu filho em casa por ele ter sofrido bullying na escola, também disse ao jornal que gostaria de ver o assunto de pessoas trans incluído em algumas lições, já que há “famílias” do mesmo sexo.

O matéria do Metro não faz referência ao pai de Ashley.

Segundo o jornal Metro, o pré-adolescente disse que também quer um “transplante de útero” para que possa ser mãe quando for mais velho.

“A jornada é longa e ainda está em andamento, mas sinto que a sensação de vitória está presente em tudo…Nem todo mundo vai entender e as pessoas têm que ter suas próprias opiniões e eu entendo isso. Algumas pessoas podem não gostar da ideia trans. Espero inspirar os outros…”, disse o menino de 12 anos ao jornal.

Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido administrará bloqueadores hormonais à criança “trans” de 12 anos 21O menino Ash. Foto: Terri Lammin /SWNS.

De acordo com o jornal, o menino de 12 anos tomará os bloqueadores de hormônios até os 18 anos e, em seguida, decidirá se deve prosseguir com a chamada cirurgia de redesignação de sexo – acrescentando de maneira otimista que “se Ash decidir não seguir em frente, ele sairá do bloqueador e sua puberdade entrará em ação alguns anos depois”.

No entanto, o jornal subestima o provável impacto do tratamento hormonal no corpo masculino de adolescentes de 12 a 18 anos, o que provavelmente terá um impacto drástico e possivelmente irreversível no desenvolvimento da genitália masculina, altura, estrutura facial e até fertilidade.

Danos a longo prazo
O médico Dr. David Bell – que redigiu um relatório alertando que as crianças correm o risco de “danos a longo prazo” como resultado da incapacidade da clínica do NHS de resistir à pressão de grupos ativistas transexuais como a Mermaids – acredita que algumas crianças foram diagnosticadas erroneamente como “transexuais”, simplesmente porque experimentaram atrações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.

Estes diagnósticos errôneos têm levando crianças a passarem por intervenções médicas que mudam suas vidas definitivamente, mesmo sem evidências suficientes de seus efeitos a longo prazo, alertaram estes especialistas.

No ano passado, mais de 2.500 jovens foram encaminhados à clínica GIDS (Serviço de Desenvolvimento de Identidade Sexual), no Centro Tavistock.

Ética e segurança médica
Todos esses médicos foram responsáveis por determinar quais crianças deveriam ou não ter bloqueadores de hormônio retardadores da puberdade.

Na maioria dos casos, as crianças que recebem bloqueadores da puberdade, começam a tomar esses hormônios quando têm 16 anos.

Os efeitos desses hormônios são irreversíveis.

Os especialistas informaram o The Times, que eles alegavam que as crianças estavam aprovadas para as terapias, mesmo antes que a clínica estabelecesse as causas de sua “confusão de sexo”.

Ativismo
Também foi relatado pelo jornal, que esses cinco médicos também disseram acreditar, que as instituições de caridade dirigidas por ativistas, como Susie Green, causam danos ao promover a transição como uma solução para os adolescentes confusos.

Consequências
The Times expôs o que muitos especialistas, pediatras e psicólogos vêm alertando há muito tempo: as crianças estão sendo aceleradas para uma vida inteira de intervenção médica, baixa autoestima, depressão e infelicidade.

A matéria do jornal abriu uma janela sobre a necessidade de proteger crianças vulneráveis, de adultos que estão dispostos a lhes dar bloqueadores da puberdade e hormônios sexuais.

Para cada criança e adolescente que passa por essa violência psicológica, é anunciada uma nova tragédia individual.

É preciso evitar que crianças e adolescentes passem por uma “transição de sexo” tornando-as estéreis e roubando-as de uma vida sexual saudável no futuro.

Continuar lendo POLÊMICA: GOVERNO INTERVEM NA ADMINISTRAÇÃO DE BLOQUEADORES HORMONAIS À UMA CRIANÇA TRANS

POLÊMICA: DISPUTA JUDICIAL ENTRE PAIS POR MUDANÇA DE SEXO DE UM MENINO VIRA MANCHETE INTERNACIONAL

Na coluna POLÊMICA desta segunda-feira trago ocaso de um menino, chamado James, que  está no meio de uma batalha judicial entre seus pais e ganhou as manchetes internacionais depois que veio a público a vontade da sua mãe de fazer a transição de sexo do menino contra o desejo do pai. Convido você a ler a reportagem completa a seguir e tomar conhecimento de a quantas anda esse assunto de transição sexual de crianças para o sexo oposto pelo mundo!

Caso James Younger: Juíza é removida do caso em que pai luta para impedir que ex-mulher transforme filho de 7 anos em menina

Thaís Garcia

Publicado em 15.12.2019

Caso James Younger: Juíza é removida do caso em que pai luta para impedir que ex-mulher transforme filho de 7 anos em menina 20

Imagem: Reprodução/Twitter

O pequeno James está no meio de uma batalha legal entre seus pais que ganhou as manchetes internacionais, depois que foi revelado que a mãe do menino pretendia publicamente fazer a transição de sexo do menino contra o desejo do pai.

Segundo o jornal The Texan, no mês passado, Anne Georgulas, a mãe do menino, apresentou uma moção de recusa contra a juíza Kim Cooks, do 255º distrito.

Em outubro, Cooks anulou um veredito do júri que concederia a tutela de James à Georgulas. O veredito do júri causou um grande protesto público, atraindo a atenção da mídia nacional e internacional, e uma investigação do governador do Texas, Greg Abbott. Em sua decisão final, Cooks decidiu que a atual tutela conjunta permaneceria em vigor e o pai, Jeffrey Younger, compartilharia todas as decisões médicas tomadas pelo menino.

Os advogados de Georgulas apresentaram uma moção para que a juíza fosse substituída, depois que Cooks compartilhou uma publicação no Facebook, na qual ela compartilhou um artigo do Dallas Morning News, escrevendo: “Nem o governador nem qualquer legislatura tiveram influência na decisão da Corte”.

Na semana passada, foi realizada uma audiência na qual Chad Baruch, advogado de Georgulas, argumentou que nada que a juizá postou era do melhor interesse da criança no caso ou para os avanços na justiça, mas apenas para avançar seus próprios objetivos políticos, de acordo com o The Texan.

Logan Odeneal, advogado de Jeffrey Younger, rebateu que a moção para remover a juíza não deveria ser aceita porque as ações da juíza não atendiam ao requisito legal de recusa. Mas, no final, a moção de Georgulas foi concedida e Cooks foi removida do caso.

Ray Wheless, um juiz administrativo regional que é um republicano conservador, será responsável por designar um novo juiz para o caso.

Os pais do menino foram instruídos a não falar com a mídia, depois que o tribunal emitiu uma ordem de mordaça após a decisão em outubro.

Segundo a conta de Facebook do pai, o menino James voltou a frequentar as aulas como menino e tem orgulho de ser homem.

No facebook, o pai escreveu: “Indo para a escola. É assim que JAMES escolhe!… James e Jude [irmão de James] têm orgulho de ser homens! Salvem James, salvem milhares de crianças!”.

Caso James Younger: Juíza é removida do caso em que pai luta para impedir que ex-mulher transforme filho de 7 anos em menina 21James Younger na casa do pai. Foto: Jeffrey Younger/Facebook.

Como o Conexão Política noticiou em outubro, Jeff Younger foi ao tribunal para impedir que sua ex-esposa, a dra. Anne Georgulas, transformasse o filho James em uma garota chamada “Luna”. Os documentos do tribunal revelaram que o garoto ainda estava vestido de menina e respondeu a esse nome [Luna] quando estava com a mãe.

No entanto, testemunhas do pai relataram ao tribunal que o menino James escolhe roupas de menino e se chama “James” quando ele está com o pai.

Após a pressão de políticos, artistas e da população nas redes sociais, a juíza no caso finalmente decidiu que os dois pais teriam uma tutela conjunta sobre o menino.

Embora a juíza no julgamento tenha ordenado que os pais não falassem com a imprensa até James completar 18 anos, a indignação pública cresceu tanto que até as autoridades estaduais do Texas disseram que iriam investigar o caso.

Como parte da ordem da mordaça, o pai Jeffrey Younger foi forçado a fechar o site do SaveJames. No entanto, seus apoiadores criaram um novo site para homenagear seu filho e também salvar milhares de crianças da castração química através de bloqueadores da puberdade e hormônios de transição sexual. O novo site é sjsavethousands.com.

Um deputado do estado do Texas está tomando medidas para impedir casos futuros como este.

O deputado texano, Matt Krause, que destaca sua fé cristã em sua biografia no Twitter, escreveu no Twitter:
“Na ausência de uma sessão especial entre agora e a 87ª Sessão, apresentarei uma legislação que proíbe o uso de bloqueadores da puberdade nessas situações para crianças menores de 18 anos. Perdemos nossa oportunidade de fazê-lo na 86ª Sessão. Não perderemos na próxima.”

Muitos médicos declararam publicamente que é “imprudente e irresponsável” fazer a transição de crianças para o sexo oposto. Leia mais sobre o assunto clicando nestes artigos:

Ex-funcionários e médicos de clínica para transexuais na Inglaterra exigem o fim do experimento com crianças.
EUA: Parlamentares republicanos elaboram projetos para proibir tratamento de “transição sexual” em crianças.
Cresce o número de pais que acreditam que o movimento transexual está destruindo seus filhos.

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais. Lutando pelos verdadeiros direitos humanos e pela Igreja Perseguida.

Fonte: Conexão Política

Continuar lendo POLÊMICA: DISPUTA JUDICIAL ENTRE PAIS POR MUDANÇA DE SEXO DE UM MENINO VIRA MANCHETE INTERNACIONAL

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar