POESIA: FELIZ DIA DO PROFESSOR, POR BRÁULIO BESSA

Nesta sexta-feira temos a alegria de postar, aqui na coluna POESIA do Blog do Saber, mais uma pérola do extraordinário Bráulio Bessa, que se chama “Feliz dia do professor”, onde esse grande artista interpreta com muita desenvoltura o poema de sua autoria.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: FELIZ DIA DO PROFESSOR, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: A PASSAGEIRA – QUANTAS VIDAS CABEM EM UMA SÓ VIDA? POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: A PASSAGEIRA – QUANTAS VIDAS CABEM EM UMA SÓ VIDA? POR ALLAN DIAS CASTRO
Allan Dias Castro, como nasce um poema

Na nossa coluna POESIA desta terça-feira você vai assistir a mais uma irretocável apresentação do nosso grande poeta Allan Dias Castro recitando: Quantas vidas cabem em uma só vida? Revisitando o texto “A passageira” para homenagear aos que tem coragem de estar em constante transformação para conseguir manter a sua essência. Este poema está na página 38 do livro “A Monja e o Poeta”, no capítulo sobre MUDANÇA, onde começo com a seguinte pergunta: Quantas vezes você insistiu em permanecer igual por medo de não se reconhecer? O poema “A passageira traz não só minha caminhada na bagagem, mas tem como inspiração toda pessoa que soube diferenciar não ter companhia de solidão, e assim acabou encontrando a si mesmo no (seu próprio) caminho. Abraços, boa viagem. 

Fonte:

Continuar lendo POESIA: A PASSAGEIRA – QUANTAS VIDAS CABEM EM UMA SÓ VIDA? POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: O CORDEL MAIS ENGRAÇADO QUE, TALVEZ VOCÊ JÁ TENHA VISTO

Esse é sem dúvida um dos melhores e mais engraçados cordéis que já ouvi na vida e tenho a honra e o orgulho de publicar na nossa coluna POESIA desta sexta-feira~, um poema de um cabra macho, talentoso, nordestino raiz, se apresentando para o incrível Rolando Boldrin no programa Sr. Brasil. Então não perca essa nem por cem e uma cocada!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: O CORDEL MAIS ENGRAÇADO QUE, TALVEZ VOCÊ JÁ TENHA VISTO

POESIA: VÉSPERA DE FEIRA, POR JESSIER QUIRINO

Nesta terça-feira você vai se divertir a valer com o extraordinário e espetacular Jessier Quirino recitando “Véspera de feira”. Uma descrição pormenorizada do ritual de montagem de uma feira livre de rua. Então, o que está esperando? Aperte no pitoco e curta muito!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: VÉSPERA DE FEIRA, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: FERNANDA MONTENEGRO RECITANDO SIMONE BEAUVOIR

Na coluna POESIA desta sexta-feira uma singela homengem a grande dama do teatro onde neste pedaço de reportagem em homenagem aos seus 80 anos cedida a globo news Fernanda Montenegro recita parte de uma obra de Simone Beauvoir. Então convido você a assistir esse espetáculo inesquecível protagonizado por essa diva da dramaturgia!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: FERNANDA MONTENEGRO RECITANDO SIMONE BEAUVOIR

POESIA: “VINGANÇA DE CABOCLO”, POR ROLANDO BOLDRIN

Nesta terça-feira, na coluna POESIA temos o incrível Rolando Boldrin em mais uma magnífica apresentação, onde interpreta e declama o poema “Vingança de Caboclo” do compositor e poeta Zé da Luz, no programa Sr. Brasil de 05/04/2015. Um show que vale a pena ver e rever. 

Fonte:

Continuar lendo POESIA: “VINGANÇA DE CABOCLO”, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: CHEGADAS E PARTIDAS, POR BRÁULIO BESSA

Buscamos e encontramos um poema do sensacional Bráulio Bessa que ainda não havia sido publicado aqui na coluna POESIA do Blog do Saber. O poema Chegadas e Partidas de sua autoria, recitado com tanta mestria que você não pode perder. Então se acomode na poltrona, aperte no play e curta muito!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: CHEGADAS E PARTIDAS, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: MATUTO NO FUTEBOL, POR JESSIER QUIRINO

Nesta terça-feira, aqui na coluna POESIA você vai assistir o grande poeta, prosador e contador de causos Jessier Quirino declamar “Matuto no Futebol”, uma narrativa humorística do poeta José Laurentino, natural de Puxinanã-PB. Jessier conta que conheceu a história no princípio dos anos 1970 na voz do próprio Zé e passou a declamar com alegria e gosto. Zé Laurentino é considerado pelo poeta um dos grandes influenciadores do seu trabalho e acabaram se tornando amigos de palco. Hoje o poeta descansa no trono eterno. Então, o que está esperando para se divertir até umas horas?

Fonte:

Continuar lendo POESIA: MATUTO NO FUTEBOL, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: A ARTE DE PERDER POR HYLKA MARIA EM TODA POESIA

O destaque de hoje na coluna POESIA desta sexta-feira é Hylka Maria atriz que fez sucesso na novela “A força do querer” (2017), na pele Alessia, mulher do traficante Sabiá (Jonathan Azevedo), vem investindo também na carreira internacional. A atriz declama “a arte de perder” da poetisa Elizabeth Bishop. Então assista ao vídeo a seguir e divirta-se!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: A ARTE DE PERDER POR HYLKA MARIA EM TODA POESIA

POESIA: “QUEM ME COMPREENDE”, POR ROLANDO BOLDRIN

Na nossa coluna POESIA desta terça-feira você vai assistir o incrível Rolando Boldrin contar vários causos sensacionais e cantar “Quem me Compreende” da obra do extraordinário Ari Barroso, pra você se divertir até umas horas. Então se acomode na sua poltrona e comece logo a assistir o vídeo completo a seguir!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: “QUEM ME COMPREENDE”, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: ENTENDIMENTO DO BRASIL, POR JESSIER QUIRINO

A nossa coluna POEMA desta sexta-feira está pra lá de boa com o incrível Jessier Quirino recitando duas poesias. Uma do nosso não menos incrível Patativa do Assaré ´fazendo um paralelo com outro exuberante poema de sua autoria que se chama “Entendimento do Brasil”. Portanto não saia dai e assista ao vídeo completo a seguir!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: ENTENDIMENTO DO BRASIL, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: NÃO SOU NADA…POR ANTÔNIO ABUJAMRA

Hoje o ator Antônio Abujamra interpreta com muita maestria um poema de um dos maiores poetas portugueses, Fernando Pessoa, “não sou nada…”, aqui na coluna POESIA do Blog do Saber. Então convido você a assistir ao vídeo a seguir e apreciar essa obra de arte!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: NÃO SOU NADA…POR ANTÔNIO ABUJAMRA

POESIA: AGRADECIMENTO, POR ALLAN DIAS CASTRO

Na nossa coluna POESIA hoje tem um poema incrível do talentoso poeta Allan Dias Castro, agradecimento, onde ele se inspira na oração universal da gratidão: entrego, confio, aceito e agradeço. Então convido você a assistir ao vídeo completo a seguir e se inspirar com essa obra de arte. 

Fonte:

Continuar lendo POESIA: AGRADECIMENTO, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: MANÉ CABELIM E A INTERNET, POR JESSIER QUIRINO

Toda terça-feira temos a coluna POESIA, aqui no Blog do Saber com os melhores poetas, contadores de causos e cordeleiros do Brasil. Hoje você vai se divertir a valer com mais um dos seus sensacionais causos: “Mané Cabelim e a internet” é mais um causo que compõe a saga desse Mané: um matuto, que, cada vez mais, se afunda na casa-do-sem-jeito, de tanto servir de capacho pra rapariga. Assista e ria até umas horas!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: MANÉ CABELIM E A INTERNET, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: VOU-ME EMBORA PRO PASSADO DE JESSIER QUIRINO NO SR. BRASIL

Neste sábado temos uma dupla incrível na nossa coluna POESIA, Rolandro Boldrin e Jessier Quirino, que declama o poema e sua autoria “Vou-me embora pro passado”, no programa da TV Cultura, Sr. Brasil. Você não pode perder essa oportunidade única de ver essas duas feras em ação!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: VOU-ME EMBORA PRO PASSADO DE JESSIER QUIRINO NO SR. BRASIL

POESIA: “MEU MELHOR AMIGO”, POR ROLANDO BOLDRIN

Terça-feira é dia de POESIA aqui no Blog do Saber e hoje o incrível Rolando Boldrin declama o poema “Meu Melhor Amigo” (Rolando Boldrin ? Inspirado em poema de Ado Benatti). Um show que você não pode perder. Então senta ai, aperta no play e relaxa!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: “MEU MELHOR AMIGO”, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: SEJA DIFERENTE, POR BRÁULIO BESSA

Nesta sexta-feira, dia de POESIA, aqui no Blog do Saber, você vai assistir “Seja diferente”, uma nova visão do Poema O Amor Ideal de Bráulio Bessa! Esse artista incrível que agrada 10 de cada 10 amantes da poesia. Então não perca essa oportunidade de revê-lo declamando mais uma de suas obras primas!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: SEJA DIFERENTE, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: MARATONA, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: MARATONA, POR ALLAN DIAS CASTRO
Allan Dias Castro, como nasce um poema

Nesta terça-feira o talentoso Allan Dias Castro é o destaque, aqui na coluna POESIA do Blog do Saber, declamando o poema Maratona, direto do Voz ao Verbo 124, de sua autoria. Então convido você a assistir ao vídeo completo a seguir!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: MARATONA, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: O AMOR BATE NA AORTA, POR DRICA MORAES, DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

O amor bate na aorta é a linda poesia do incrível Carlos Drummond de Andrade, que a também incrível Drica Moraes declama na nossa coluna POESIA desta sexta-feira, no Toda Poesia. Então convido você a assistir esse performance maravilhosa dessa grande artista!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: O AMOR BATE NA AORTA, POR DRICA MORAES, DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

POESIA: CAUSO DO BOTADOR DE ÊNFASE, POR JESSIER QUIRINO

Terça-feira é dia de POESIA, aqui no Blog do Saber e hoje vamos curtir um dos causos fabulosos do talentoso artista Jessier Quirino com o título “Causo do botador de ênfase”. Não saia dai, pois você vai se divertir e rir até umas horas!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: CAUSO DO BOTADOR DE ÊNFASE, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: SONHAR, POR BRÁULIO BESSA

Sexta-feira é dia de POESIA, aqui no Blog do Saber  e hoje tem o extraordinário Bráulio Bessa declamando SONHAR, um poema de sua autoria, que emocionou milhões de brasileiros em rede nacional, no programa ENCONTRO COM FÁTIMA BERNARDES. Então aperte no play e se emocione também! Vale a pena ver de novo!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: SONHAR, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: ANCESTRAIS, SOBRE RENASCER PARA A LIBERDADE, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: ANCESTRAIS, SOBRE RENASCER PARA A LIBERDADE, POR ALLAN DIAS CASTRO
Allan Dias Castro, como nasce um poema

Uma grande coincidência está acontecendo nesta terça-feira, aqui no Blog do Saber. O tema recorrente nas diversas colunas é “Liberdade”. Também aqui na coluna POESIA temos um belíssimo poema recitado pelo talentoso Allan Dias Castro: “Ancestrais”, que versa sobre renascer para a liberdade. Assista, reflita e faça o seu juízo de valor!

Voz ao verbo 160 – Ancestrais (Allan Dias Castro)

Quantas gerações dormem dentro de um sonho?

Seus bisavós, avós, seus pais?

Às vezes são tantas, que nem você desperta mais

Mas um sonho não é um bastão de frustrações hereditárias

Por mais que hajam opiniões contrárias

Basta que uma pessoa seja a favor de fazê-lo acontecer: Sim, você.

Pensa nessa vida como se fosse uma viagem

Nossos ancestrais nos deram a passagem

Mas ninguém pode viajar no lugar de alguém

Quem nunca escutou frases como: Sempre foi assim na nossa família,

Isso não está no nosso sangue, não é pra gente

Nem tente, porque ser realizado não é nossa realidade

Tenha vontade, mas tenha mais limites.

Eu diria, respeite essas opiniões, mas não acredite

São escolhas, existe uma diferença

Entre quem diz que sabe o caminho e quem caminha

Repito, respeite: cada um fez o que pôde

Com as possibilidades que tinha

Por isso não existe culpa

O que nos deixa estagnados

É viver olhando pra trás procurando culpados

Aquele que é capaz de olhar o passado

E agradecer, já entendeu:

Por mais parecidos que sejam os caminhos

Cada um tem que fazer o seu

Os que vieram primeiro nos deram a chance

De aprender até como erros

Honrar as antigas gerações

É cortar o cordão umbilical das frustrações

Isso é dar à luz à própria vida

É renascer pra liberdade

Assumir a responsabilidade do seu sonho

É escolher sua realidade

Fonte:

Continuar lendo POESIA: ANCESTRAIS, SOBRE RENASCER PARA A LIBERDADE, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: A FLOR E A NÁUSEA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, POR ELIZA MORENNO

Hoje vamos de TODA POESIA, aqui na coluna POESIA, com a espetacular performance de Eliza Morenno declamando “A flor e a náusea de Carlos Drummond e Andrade. Convido você a assistir essa obra prima de interpretação e inspiração!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: A FLOR E A NÁUSEA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, POR ELIZA MORENNO

POESIA: JESSIER QUIRINO E SANTANNA NO PAPEL DE BODEGA DE SÃO JOÃO

Hoje, aqui na coluna POESIA nós vamos de muita prosa, canção e poema numa conversa de pé de balcão com Jessier Quirino e Santanna, o Cantador, Caboclo formado em conhecenças nordestinas e sertanejas. Portanto, o que você está esperando? Se acomode na poltrona e assista o Papel de Bodega Especial de São João.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: JESSIER QUIRINO E SANTANNA NO PAPEL DE BODEGA DE SÃO JOÃO

POESIA: NUNCA É TARDE DEMAIS! POR BRÁULIO BESSA

Nesta sexta-feira, aqui na coluna POESIA, você vai perceber que no poema “Nunca é tarde demais, declamado no quadro Poesia com Rapadura, Bráulio Bessa utiliza uma linguagem simples e cotidiana para transmitir uma mensagem de esperança e superação para todos aqueles que estão desanimados ou desistindo. Que o tempo acabou, a oportunidade já passou, que não tem mais idade, que agora é tarde… Embora a vida seja, sim, cheia de dificuldades, e o tempo passe rápido demais, ela também guarda coisas boas para nós. Então, não perca tempo, dê o play e comece logo a assistir essa obra de arte!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: NUNCA É TARDE DEMAIS! POR BRÁULIO BESSA

POESIA: PERTENCER (TRECHO) – CLARICE LISPECTOR, POR VALÉRIA LIMA

Nesta terça-feira vamos dar um passeio até a série TODA POESIA novamente para assistir a performance de Valéria Lima, que declama um trecho de Pertencer, texto retirado do livro “A Descoberta do Mundo”. Então não perca tempo e confira essa brilhante atuação!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: PERTENCER (TRECHO) – CLARICE LISPECTOR, POR VALÉRIA LIMA

POESIA: SOBRE AS CICATRIZES QUE NOS TROUXERAM ATÉ AQUI, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: SOBRE AS CICATRIZES QUE NOS TROUXERAM ATÉ AQUI, POR ALLAN DIAS CASTRO
Allan Dias Castro, como nasce um poema

Nesta sexta-feira Allan Dias Castro vem lhe convidar a abrir o coração e abraçar a sua história falando sobre a trajetória e as cicatrizes que nos trouxeram até aqui, no seu Voz ao verbo 158. Um poema que atinge a sua alma e faz você refletir. Não deixe de ver e um bom fim de semana!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: SOBRE AS CICATRIZES QUE NOS TROUXERAM ATÉ AQUI, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: UM CAMINHO DA ALMA #4, POR BRÁULIO BESSA

Depois de conquistar o coração dos brasileiros com sua Poesia que transforma e passar mais de um ano entre os autores mais vendidos do país, Bráulio Bessa volta a nos brindar com poemas que, como de hábito, nos fazem pensar e nos fazem sentir. Sempre fiel às suas raízes, mas trazendo novidades, em Um carinho na alma o poeta cearense amplia a gama da sua poesia, indo além do cordel tradicional mas sem jamais abandoná-lo. Seus versos falam sobre os temas que pontuam sua obra, como o amor, a esperança e a amizade, mas também a seca, a injustiça e a falsidade, produzindo as rimas inspiradas que nunca deixam de levar um sorriso aos lábios. Além de poeta, Bráulio é também um grande contador de histórias. Por isso, além dos poemas, o livro traz relatos de sua infância em Alto Santo, da vivência com a família e os amigos, e de suas andanças de norte a sul do Brasil, abraçando e falando com o povo que tanto lhe prestigia.

Fonte:

Continuar lendo POESIA: UM CAMINHO DA ALMA #4, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: O QUE VOCÊ VAI GANHARCOM ISSO? POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: O QUE VOCÊ VAI GANHARCOM ISSO? POR ALLAN DIAS CASTRO
Allan Dias Castro, como nasce um poema

Nesta sexta-feira, aqui na coluna POESIA, o talentoso Allan Dias Castro está revisitando o texto “A Mudança” para lembrarmos da pergunta que muda tudo: O que você ganha com isso? Assista ao vídeo, curta, aprecie, reflita e tire suas conclusões!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: O QUE VOCÊ VAI GANHARCOM ISSO? POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: EXPRESSÕES POPULARES, POR JESSIER QUIRINO

Na nossa coluna POESIA desta terça-feira temos o prazer de apresentar o inigualável Jessier Quirino proseando sobre Expressões Populares. A linguagem regional é composta por inúmeras expressões populares. São dizeres e corruptelas que representam a identidade de determinadas regiões. Confira algumas curiosidades e particularidades da fraseologia brejeira, caririzeira e sertaneja. Então se acomode na sua poltrona e aprecie esse papo interessantíssimo!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: EXPRESSÕES POPULARES, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: AUSÊNCIA DE VINÍCIUS DE MORAES, POR MARÍLIA GABRIELA EM TODA POESIA

Sexta-feira é dia de TODA POESIA, aqui na coluna POESIA. Hoje apresentando Marília Gabriela que declama, numa magistral interpretação o poema “Ausência” de Vinícius de Moraes. Então convido você para assistir, curtir, apreciar e se regozijar com esse show de interpretação! 

Fonte:

Continuar lendo POESIA: AUSÊNCIA DE VINÍCIUS DE MORAES, POR MARÍLIA GABRIELA EM TODA POESIA

POESIA: AMOR E RESPEITO, POR BRÁULIO BESSA

Terça-feira é dia de poesia aqui na coluna POESIA do Blog do Saber e POESIA de qualidade é com o inigualável Bráulio Bessa o Show Man. Hoje ele declama um poema maravilhoso e inspirador, de sua autoria: “Amor e Respeito”. Vamos assistir, ouvir, apreciar e admirar!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: AMOR E RESPEITO, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: LINDO CORDEL EM HOMENAGEM A JULIETTE, POR BRÁULIO BESSA

Nada como começar um fim de semana com mais uma pérola do incomparável artista Bráulio Bessa declamando um lindo cordel em homenagem a Juliette. Então você não pode perder essa maravilha de POESIA. Uma das mais recentes desse poeta incrível!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: LINDO CORDEL EM HOMENAGEM A JULIETTE, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: MAIS UM CARINHO NA ALMA, POR BRÁULIO BESSA

Nesta terça-feira estamos de volta com os extraordinários poemas do incrível Bráulio Bessa , que em tempos de pandemia esteve meio sumido. Hoje você vai apreciar a mais recente declamação do artista: “Mais um carinho na Alma”. Então assista, curta, se alegre, reflita e se regozije com mais uma pérola desse artista espetacular!

Continuar lendo POESIA: MAIS UM CARINHO NA ALMA, POR BRÁULIO BESSA

POESIA: MEU NOME NÃO TEM SUSTANÇA, POR JUSSIER QUIRINO

Nesta sexta-feira temos mais do inigualável Jessier Quirino, aqui na coluna POESIA, declamando a poesia “Meu nome não tem sustança”, que é um poema das antigas, de quando o poeta escrevia e guardava. Teve, portanto, mais tempo de maturação. Então não deixe de assistir mais um show desse artista extraordinário!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: MEU NOME NÃO TEM SUSTANÇA, POR JUSSIER QUIRINO

POESIA: CONTRANARCISO DE PAULO LEMINSKI, POR ARNALDO ANTUNES

A nossa coluna POESIA trás nesta terça-feira do TODA POESIA, a poesia de Paulo Leminski que promove — com inteligência e sensibilidade — o encontro de muitos contrários: o rigor e a emoção, a erudição e a leveza, a vanguarda e o pop. Não por acaso Leminski é um dos autores que, tendo florescido nos anos 1970, continua influenciando poetas e letristas das novas gerações. A coletânea “Toda poesia” reúne pela primeira vez toda a poesia já publicada do autor curitibano, mestre do verso lapidar e da astúcia. Livros hoje clássicos como “Caprichos e relaxos”, “Distraídos venceremos” e “La vie en close”, além de títulos raros como “Quarenta clics em Curitiba” estão agora novamente à disposição dos leitores com inédito apuro editorial.  

Poema lido no vídeo: contranarciso, de Paulo Leminski

em mim eu vejo o outro

e outro

e outro

enfim dezenas

trens passando

vagões cheios de gente

centenas

o outro que há em mim

é você

você

e você

assim como

eu estou em você

eu estou nele

em nós

e só quando

estamos em nós

estamos em paz

mesmo que estejamos a sós

Fonte:

Continuar lendo POESIA: CONTRANARCISO DE PAULO LEMINSKI, POR ARNALDO ANTUNES

POESIA: “O LADRÃO”, POR ROLANDO BOLDRIN

Nesta sexta-feira a nossa coluna POESIA apresenta o extraordinário Rolando Boldrin, que declama o poema O Ladrão (Rolando Boldrin, inspirado em conto de Viriato Correia). Convido você a assistir o vídeo completo a seguir para apreciar, curtir, se regozijar com mais uma espetacular interpretação desse monstro da dramaturgia!

Fonte: Sr. Brasil

Continuar lendo POESIA: “O LADRÃO”, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: TELEFONE DESLIGADO, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: TELEFONE DESLIGADO, POR ALLAN DIAS CASTRO
Allan Dias Castro, como nasce um poema

Nesta terça-feira o destaque, aqui na coluna POESIA é o brilhante poeta Allan Dias Castro, que declama “Telefone desligado’, de sua autoria e indaga: Com quem você tem vontade de estar fora de área junto? Então convido você a assistir ao vídeo a seguir, apreciara e se regozijar com essa maravilha de poema!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: TELEFONE DESLIGADO, POR ALLAN DIAS CASTRO

POESIA: MATANÇA, POR JESSIER QUIRINO

Sexta-feira é dia de POESIA, aqui no Blog do Saber. Hoje com o irreverente e talentoso Jessier Quirino. Em tempos de desencontros planetários em que o homem e a natureza perdem fôlego, apresento a canção de Luis Jatobá: “Matança”. Um canto de alerta pela preservação da Mata Atlântica, que foi imortalizada magistralmente por Eugênio Avelino – Xangai, isto nos idos de 1980. Assista, curta e se divirta com esse grande artista!

Fonte:

 

Continuar lendo POESIA: MATANÇA, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: OS MELHORES CAUSOS DE AGUARDENTE, POR ROLANDO BOLDRIN

Na coluna POESIA desta terça-feira, aqui no Blog do Saber você vai se divertir a valer com o incrível Rolando Boldrin contando causos de aguardente. As estórias mais curiosas e engraçadas de tomadores de “Aguardente”, bêbados e, às vezes, pra lá de bêbados, pra você vai morrer de rir!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: OS MELHORES CAUSOS DE AGUARDENTE, POR ROLANDO BOLDRIN

POESIA: O PEQUENO PRÍNCIPE DE ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY, POR JÚLIA DREBTCHINSKY

Nesta sexta-feira vamos de TODA POESIA, aqui na coluna POESIA, com Júlia Drebtchinsky apresentando um trecho de “O Pequeno Príncipe”, livro de Antoine de Saint-Exupéry. Júlia Drebtchinsky é Diretora, Diretora de Câmera, 2ª assistente de câmera e Logger. Assista, curta e aprecie!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: O PEQUENO PRÍNCIPE DE ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY, POR JÚLIA DREBTCHINSKY

POESIA: NO TEMPO DAS SERENATAS, POR JESSIER QUIRINO

Na nossa coluna POESIA desta terça-feira temos um causo muito curioso contado pelo inigualável Jessier Quirino, sobre a sua família “No tempo das Serenatas”, onde aborda as serenatas que ele seus irmãos faziam para suas namoradas. Então não deixe de assistir esse vídeo super interessante sobre a intimidade do grande poeta!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: NO TEMPO DAS SERENATAS, POR JESSIER QUIRINO

POESIA: E SE? POR BRÁULIO BESSA

A vida não é tão fácil, viver não é só sorrir… A lagarta que rasteja, rasteja para evoluir. Se transforma em borboleta, depois voa por aí… E muita gente deixa de voar por criar bloqueios, pelo “se”: e se? e se? Então, o poema do Braulio Bessa de hoje fala disso! Ouça, é maravilhoso e faz muito sentido para todos nós!

Fonte:

Continuar lendo POESIA: E SE? POR BRÁULIO BESSA

Fim do conteúdo

Não há mais páginas para carregar